Você está na página 1de 368

Comece a ler

Índice

Sobre o autor

copyright Página

Obrigado por comprar este

Henry Holt e ebook Company.

Para receber ofertas especiais, conteúdo de bônus,

e informações sobre lançamentos e outras grandes lê,

Assine nossa newsletter.

Ou visite-nos online em

us.macmillan.com/newslettersignup

Para um alerta sobre o autor, clique aqui .

O autor e editor ter fornecido este e-book a você para seu uso pessoal. Você não pode fazer

este e-book disponível publicamente de forma alguma. violação de direitos autorais é contra a
lei. Se você acredita que o

cópia deste e-book você está lendo infringe os direitos de autor, por favor notifique o editor

em: us.macmillanusa.com/piracy .

Para Rosemary Stimola,

que faz sonhos realidade

fim da jornada. A promessa. A esperança.

Um lugar de permanência.

Mas ainda não está à vista e a noite está fria.

Vem para fora da escuridão, menina.

Sai onde eu possa vê-lo.

Eu tenho algo para você.


Eu segurá-la de volta, balançando a cabeça.

Seu coração palpita debaixo da minha mão.

Ele promete descanso. Ele promete alimentar.

E ela é tanto cansado e com fome.

Sair.

Mas ela sabe que seus truques e fica ao meu lado.

A escuridão é tudo o que temos para nos manter seguros.

-As Últimos Testamentos dos Gaudrel

CAPÍTULO UM

Escuridão era uma coisa linda. O beijo de uma sombra. Uma carícia tão suave como o
luar.Sempre tinha sido meu refúgio, meu local de fuga, se eu estava infiltre em um telhado
iluminado apenas pelas estrelas ou para baixo uma pista de meia-noite para estar com meus
irmãos. Escuridão era meu aliado. Isso me fez esquecer o mundo que eu estava e me convidou
para sonhar com outro.

Eu afundei ainda mais, em busca de seu conforto. Murmúrios doces mexeu comigo.Apenas
uma pequena parte da lua dourada brilhou no escuro líquido, flutuando, balançando, sempre
em movimento, sempre fora do meu alcance. Sua luz deslocando iluminada um prado.Meu
ânimo melhorou. Vi Walther dançando com Greta. Apenas para além deles, Aster girou a
música que eu não conseguia ouvir, e seu longo cabelo fluiu passado seus ombros. Foi o
Festival de já Libertação? Aster me chamou, não tardará agora, Miz. Cores profundas
rodado;uma pitada de estrelas ficou roxo; as bordas da lua se dissolveu como açúcar molhado
no céu negro; a escuridão se aprofundou. Caloroso. Acolhedor. Suave.

Exceto para o jostle.

O shake rítmica veio novamente e novamente. Exigente.

Fique.

A voz que não deixou eu ir. Frio e brilhante e nítida.

Aguente.

Um amplo peito duro, respirações gelados quando meus olhos rolou aberto, uma voz que
continuou puxando o cobertor longe, dor de rolamento para baixo, de modo entorpecente eu
não conseguia respirar. A terrível piscando brilho, esfaqueamento e, finalmente, diminuindo
quando eu não aguentou mais.

Escuridão novamente. Convidando-me para ficar. Não respirações. Não nada.


Quando eu estava a meio caminho entre um mundo e outro, um momento de clareza
rompeu. Isto é o que era para morrer.

***

Lia!

O conforto das trevas foi arrancada novamente. O calor suave virou insuportavelmente
quente. Mais

vozes vieram. Harsh. Grita. Profunda. Too muitas vozes.

O Sanctum. Eu estava de volta ao Santuário. Soldados, governadores ... o Komizar.

Minha pele estava em chamas, ardor, picadas, molhado com calor.

Lia, abra os olhos. Agora.

Comandos.

Eles tinham me encontrou. "Lia!"

Meus olhos se abriram. O quarto girou com fogo e sombras, carne e rostos. Cercado. Tentei
puxar para trás, mas a dor lancinante arrancou a minha respiração. Minha visão se agitaram.

"Lia, não se mova."

E então uma onda de vozes. Ela veio para. Segurá-la para baixo. Não deixe que ela se levantar.

Forcei uma respiração superficial em meus pulmões, e os meus olhos focados. Eu examinei os
rostos olhando para mim. Governador Obraun e sua guarda. Não era um sonho. Eles tinham
me capturado. E então uma mão virou gentilmente minha cabeça.

Rafe.

Ele se ajoelhou ao meu lado.

Olhei para os outros, lembrando-se. Governador Obraun e sua guarda tinha lutado ao nosso
lado. Eles nos ajudou a escapar. Por quê? Ao lado deles estavam Jeb e Tavish.

"Governador", eu sussurrei, muito fraco para dizer mais.

"Sven, Sua Alteza", disse ele, deixando cair a um joelho. "Por favor, me chame de Sven."

O nome era familiar. Eu tinha ouvido isso em momentos borradas frenéticos. Rafe o tinha
chamado Sven. Olhei em volta, tentando me orientar. Eu estava deitado no chão em um saco
de dormir. Pilhas de cobertores pesados que cheiravam a cavalos estavam em cima de
mim.mantas de sela.

Tentei levantar-se em um braço e dor rasgou através de mim novamente. Eu caí para trás, a
sala de spinning. Temos que ter as farpas fora.
Ela é muito fraco.

Ela está ardendo em febre. Ela só vai ficar mais fraca.

As feridas devem ser limpas e costuradas.

Eu nunca costurou uma menina antes.

Carne é carne.

Eu escutei eles argumentam, e então me lembrei. Malich tinha atirado em mim. Uma seta na
minha coxa, e um em minhas costas. A última vez que eu lembrei que eu estava em uma
margem do rio e Rafe estava me pegando em seus braços, seus lábios esfriar contra o meu.Há
quanto tempo foi isso? Onde estávamos agora?

Ela é forte o suficiente. Fazê-lo, Tavish.

Rafe segurou meu rosto e inclinou-se. "Lia, as farpas são profundas. Nós vamos ter que cortar
as feridas para tirá-los. "

Eu balancei a cabeça.

Seus olhos brilhavam. "Você não pode se mover. Eu vou ter que te segurar. "

"Está tudo bem", eu sussurrei. "Eu sou forte. Como você disse. "Eu ouvi a fraqueza da minha
voz contradizendo minhas palavras.

Sven estremeceu. "Eu gostaria de ter algum efeito de olhos vermelhos para você, menina." Ele
entregou Rafe alguma coisa. "Coloque isso em sua boca para morder." Eu sabia o que era para-
soeu não gritar. Era o inimigo próximo?

Rafe colocar uma bainha de couro na minha boca. O ar frio entrava na minha perna nua como
Tavish dobrada para trás o cobertor para expor minha coxa, e eu percebi que eu tinha pouco
sobre debaixo dos cobertores. A chemise, se tanto. Eles devem ter removido o meu vestido
encharcado.

Tavish murmurou um pedido de desculpas para mim, mas não perdeu tempo. Rafe fixado para
baixo os braços, e alguém pressionado para baixo nas minhas pernas. A faca de corte em
minha coxa. Meu peito estremeceu. Gemidos escapou por entre os dentes cerrados. Meu
corpo se encolheu contra a minha vontade, e Rafe pressionou com mais força. "Olhe para
mim, Lia. Mantenha seus olhos em mim. Vai ser em breve. "

I bloqueado para os olhos, o arder azul. Seu olhar me segurou como fogo. O suor escorria na
testa. A faca sondado, e eu perdi o foco. ruídos borbulhava saltou de minha garganta.

Olhe para mim, Lia.

Escavação. Corte.

"Entendi!" Tavish finalmente gritou.


Minha respiração vinha em goles. Jeb limpou meu rosto com um pano frio.

Bom trabalho, a princesa , de quem eu não sabia.

A costura foi fácil em comparação com o corte e sondagem. Eu contei cada vez que a agulha
entrou. Vezes Quatorze.

"Agora, para a parte de trás", disse Tavish. "Isso será um pouco mais difícil."

***

Acordei com Rafe dormindo ao meu lado. Seu braço descansou pesadamente em meu
estômago.Não conseguia me lembrar muito sobre Tavish trabalhando nas minhas costas,
exceto ele me dizendo que a flecha foi incorporado em minha costela e que provavelmente
salvou minha vida. Eu tinha sentido o corte, a sonda, e então a dor tão brilhante que eu não
podia ver mais. Finalmente, como se de uma centena de milhas de distância, Rafe sussurrou
em meu ouvido, Ele está fora.

Um pequeno incêndio queimou em um anel de rochas não muito longe de mim. É iluminada
uma parede nas proximidades, mas o resto do nosso abrigo permaneceu nas sombras. Foi uma
grande caverna de algum tipo. Eu ouvi o whicker de cavalos. Eles estavam aqui conosco. Do
outro lado do anel de fogo eu vi Jeb, Tavish, e Orrin dormindo em seus sacos de dormir, e
apenas a minha esquerda, recostando-se contra a parede da caverna, o governador Obraun-
Sven.

Ele bateu-me totalmente pela primeira vez. Estes eram de Rafe quatro homens, os quatro que
eu não tinha confiança in- governador, protetor, válvula rissol, e construtor jangada. Eu não
sabia onde estávamos, mas contra todas as probabilidades que tinham de alguma forma nos
chegado através do rio. Todos nós vivo. Exceto por-

Minha cabeça doía, tentando resolver tudo isso. Nossa liberdade veio em um alto custo para
os outros. Que tinha morrido e que tinha sobrevivido o banho de sangue?

Tentei aliviar o braço de Rafe do meu estômago para que eu pudesse sentar-se, mas mesmo
que pequeno movimento enviou ofuscante solavancos através de minhas costas. Sven sentou-
se, alertado pelo meu movimento e sussurrou: "Não tente levantar-se, Sua Alteza. É muito
cedo."

Eu balancei a cabeça, medindo minha respiração até que a dor diminuiu.

"Sua costela é mais provável rachado pelo impacto da seta. Você pode ter rachado mais ossos
no rio. Descansar."

"Onde estamos?", Perguntei.

"Um pequeno refúgio I dobrado em muitos anos. Eu era grato eu ainda poderia encontrá-lo. ""
Quanto tempo eu estive fora? "

"Dois dias. É um milagre que esteja vivo. "


Lembrei-me afundando no rio. Surra, em seguida, sendo cuspir para cima, uma rajada rápida
de ar que enche meus pulmões e depois ser puxado para baixo novamente. E de novo.Minhas
mãos agarraram pedras, troncos, tudo deslizar da minha mão, e então houve a lembrança
difusa de Rafe inclinando-se sobre mim. Virei a cabeça para Sven. "Rafe encontrou-me no
banco."

"Ele levou você para doze milhas antes de o encontramos. Este é o primeiro sono que ele teve
".

Olhei para Rafe, seu magro rosto e machucado. Ele tinha um corte na testa esquerda. O rio
tinha tomado a sua portagem sobre ele também. Sven explicou como ele, Jeb, Orrin, e Tavish
havia manobrado a jangada para o destino planejado. Eles haviam deixado seus próprios
cavalos e meia dúzia os Vendan tinham tomado na batalha em um paddock improvisada, mas
muitos tinham escapado. Eles arredondado para cima o que podiam, reuniram-se os
suprimentos e selas tinham escondidos em ruínas nas proximidades, e começou a recuar,
procurando os bancos e floresta para nós. Eles finalmente avistou algumas faixas e os
seguiu.Uma vez que eles nos encontraram, eles montaram durante a noite para este abrigo.

"Se você fosse capaz de encontrar nossas faixas, então-"

"Não se preocupe, Sua Alteza. Ouça. "Ele inclinou a cabeça para o lado. A lamentação pesada
vibrou através da caverna.

"Uma nevasca", disse ele. "Não haverá faixas a seguir."

Se a tempestade foi uma bênção ou impedimento, eu não estava certo-lo nos impediria de
viajar muito. Lembrei-me de minha tia Bernette mim e meus irmãos dizendo sobre as grandes
tempestades brancas de sua terra natal que bloqueavam o céu ea terra e neve deixou
empilhados tão alto que ela e suas irmãs poderia aventurar fora apenas a partir do segundo
andar de sua fortaleza. Cães com pés de pato tinha puxado seus trenós pela neve.

"Mas eles vão tentar seguir", eu disse."Eventualmente." Ele assentiu.

Eu tinha matado o Komizar. Griz tinha levantado a mão para os clãs que estavam a espinha
dorsal de Venda. Ele

tinha me declarado rainha e Komizar em uma única respiração. Os clãs tinha


aplaudiram. Apenas a produção do meu cadáver iria provar o direito de um sucessor para
governar. Imaginei que o sucessor seja Malich. Eu tentei não pensar sobre o que tinha
acontecido com Kaden. Eu não podia permitir que minha mente à deriva lá, mas ainda assim,
seu rosto apareceu diante de mim, e sua última expressão de dor e traição. Teve Malich
feriu? Ou um de seus outros compatriotas? Ele tinha lutado contra eles para mim. Em última
análise, ele me escolheu sobre o Komizar. Era a visão do corpo de uma criança na neve que
tinha finalmente empurrou-o sobre a borda? Era o que tinha me empurrado.

Eu tinha matado o Komizar. Tinha sido fácil. Eu tive nenhuma hesitação, nenhum
remorso. Será que minha mãe pensa em mim como pouco mais do que um animal? Eu não
senti nada como eu mergulhou a faca nele. Nada quando eu mergulhou-o novamente, exceto
para o leve puxão de carne e vísceras. Nada quando eu matou mais três Vendans depois
disso. Ou era cinco? Seus rostos chocados misturados em uma corrida distante.

Mas nada disso tinha chegado a tempo de salvar Aster.

Agora era o rosto que apareceu, uma imagem que eu não podia suportar.

Sven realizada uma xícara de caldo para os meus lábios, alegando que precisava de nutrição,
mas eu já senti a escuridão se aproximando de novo, e eu com gratidão deixar isso me
ultrapassar.

CAPÍTULO DOIS

Acordei com o som do silêncio. O uivo da tempestade se foi.

Minha testa estava pegajoso, e fios de cabelo foram afixados na minha testa. Eu esperava que
a umidade era um sinal de que a febre estava quebrando. E então eu ouvi sussurros tensos. Eu
cuidadosamente lascas meus olhos abertos, olhando por debaixo dos meus cílios.Houve
filtragem luz suave através da caverna, e eu vi-os amontoados juntos. Que segredos que eles
estavam guardando agora?

Tavish estava balançando a cabeça. "A tempestade acabou, e eles vão estar em
movimento.Nós precisamos ir."

"Ela é muito fraco para andar", disse Rafe, em voz baixa. "Além disso, a ponte está
danificada. Eles não podem atravessar. Nós temos tempo."

"É verdade," Sven disse, "mas há o rio mais baixo. Eles vão cruzar lá. "" Isso foi passeio de uma
boa semana para nós a partir do Sanctum ", Jeb respondeu.

Rafe tomou um gole de uma caneca fumegante. "E agora com a neve, que vai ser o dobro
disso." "O que também vai nos atrasar", Tavish lembrou.

Orrin balançou em seus calcanhares. "Pendure-me, eles provavelmente acho que estamos
todos mortos. Eu iria. Ninguém jamais poderia fazê-lo através desse rio demônio. "

Rafe esfregou a parte de trás do seu pescoço, depois sacudiu a cabeça. "A não ser que nós
fizemos. E se não encontrar um único corpo flutuante em qualquer lugar rio abaixo, eles vão
saber. "

"Mas, mesmo quando eles se cruzam, eles não têm idéia de onde estamos", disse
Jeb."Poderíamos ter saído em qualquer lugar. Essa é a centenas de milhas de pesquisa sem
pistas a seguir. "

"Nenhuma pista ainda ," Tavish avisado.

Sven virou-se e caminhou até o fogo. Fechei os olhos e ouvi-lo derramando algo da caldeira
para a taça de estanho, em seguida, sentiu-o de pé em cima de mim. Ele sabia que eu estava
acordado? Eu mantive meus olhos fechados até que ouvi-lo caminhar de volta para os outros.
As discussões continuaram como eles pesava suas opções, Rafe argumentando em favor de
esperar até que eu era mais forte. que estava arriscando a si mesmo e os outros por causa de
mim?

Eu murmurei como se eu estivesse apenas acordar "Bom dia. Rafe, você pode me ajudar?
"Todos eles se virou e me olhou com expectativa.

Rafe se aproximou e ajoelhou-se ao meu lado. Ele apertou sua mão na minha testa. "Você
ainda está quente. É muito em breve- "

"Eu estou me sentindo melhor. Eu só- " Ele continuou a resistir, segurando meus ombros para
baixo.

"Eu tenho que fazer xixi, Rafe", eu disse com firmeza. Que o deteve. Ele olhou timidamente
por cima do ombro para os outros. Sven deu de ombros como se ele não sabia como para
aconselhá-lo.

"Eu estou com medo até de pensar as indignidades que podem ter sofrido nestes últimos
dias", eu disse. "Mas eu estou acordado agora, e eu vou me aliviar em particular."

Rafe assentiu e cuidadosamente me ajudou a levantar. Eu fiz o meu melhor para não fazer
caretas. Era um estranho processo doloroso longo, para chegar aos meus pés, e colocando a
menor quantidade de peso no meu agora costurado na coxa enviou choques de fogo através
da minha perna e minha virilha. Debrucei-me fortemente de Rafe para o apoio. Minha cabeça
girava com tonturas, e eu senti gotas de primavera umidade para meu lábio superior, mas eu
sabia que eles estavam todos assistindo, avaliando minha força. Forcei um sorriso. "Não agora,
isso é melhor." Eu agarrei o cobertor em torno de mim por causa da modéstia, porque tudo
que eu tinha sobre eram minhas roupas de baixo.

"Seu vestido é seco agora", disse Rafe. "Eu posso ajudá-lo a colocá-lo novamente."

Olhei para o vestido de noiva espalhar-se em uma rocha, os corantes vermelhos de muitos
tecidos sangramento nas outras. Seu peso tinha me puxado para baixo no rio e quase me
matou. Tudo o que pude ver quando eu olhei para ele foi o Komizar. Senti suas mãos correndo
por meus braços, mais uma vez alegando me como sua.

Eu sabia que eles sentiram a minha relutância em colocá-lo novamente, mas não havia mais
nada para vestir. Nós todos tínhamos pouco escapou apenas com as roupas do corpo.

"Eu tenho um par extra de calças no meu alforje", disse Jeb. Orrin gawked para ele,
incrédulo. "calças extra?"

Sven revirou os olhos. "Claro que você faz."

"Nós podemos cortar a parte inferior do vestido para que o resto pode servir como uma
camisa", disse Tavish.

Eles pareciam ansiosos para ocupar-se com algo que iria distraí-los de minha tarefa mais
pessoal na mão, e começou a se afastar.
"Espere", eu disse, e eles parou meio passo. "Obrigado. Rafe me disse que era o melhor dos
soldados de Dalbreck. Agora eu sei que ele não superestimar suas habilidades. "Eu virei para
Sven. "E eu sinto muito eu ameacei para alimentar o seu rosto para os porcos."

Sven sorriu. "Tudo em um dia de trabalho, Sua Alteza", disse ele, e então ele fez uma
reverência.

***

Sentei-me entre as pernas de Rafe e recostou-se contra seu peito. Seus braços circulou em
torno de mim, e um cobertor nós dois coberto. Nós amontoados perto da boca da caverna
olhando para uma cadeia de montanhas, vendo o sol mergulhar entre seus picos. Não foi um
belo pôr do sol. O céu estava nublado e cinza, e um manto sombrio de nuvens pairava sobre as
montanhas, mas foi a direção da casa.

I foi mais fraco do que eu pensava, e meus passos solitários para baixo outro braço da caverna
ao meu solicitado

momento privado tinha-me em colapso contra um muro de suporte. Eu cuidei da minha conta,
mas depois teve que chamar Rafe para me ajudar a andar para trás. Ele me pegou em seus
braços como se eu não pesasse nada e me levou aqui quando eu pedi para ver onde
estávamos. Tudo que eu vi para milhas era uma tela branca, uma paisagem transformada por
uma única noite de neve.

Minha garganta inchou quando o último vislumbre de sol desapareceu. Agora eu não tinha
mais nada para se concentrar, e outras imagens penetrou por trás dos meus olhos. Eu vi meu
próprio rosto. Como eu poderia ver a minha própria expressão aterrorizada? Mas eu fiz, como
se eu assisti de algum ponto de vista elevado, talvez, do ponto de vista de um deus que
poderia ter intervindo. Cada passo repetido na minha cabeça, tentando ver o que eu poderia
ter feito, ou deveria ter feito de forma diferente.

"Não é culpa sua, Lia", disse Rafe, como se ele fosse capaz de ver a imagem do Aster em meus
pensamentos. "Sven estava de pé em uma caminhada superior e viu o que aconteceu. Não há
nada que você poderia ter feito. "

Meu peito saltou, e eu abafou um soluço na garganta. Eu não tinha tido a chance para
lamentar sua morte. Tinha havido apenas alguns gritos de descrença antes de eu ter
esfaqueado o Komizar e tudo caiu fora de controle.

a mão de Rafe atado com mina debaixo do cobertor. "Você quer falar sobre isso?", Ele
sussurrou contra minha bochecha.

Eu não sabia como. Muitos sentimentos lotado minha mente. Culpa, raiva, e até mesmo
alívio;completa, alívio absoluto de estar vivo; para Rafe e os seus homens para estar
vivo; agradecido por estar aqui nos braços de Rafe. Uma segunda chance. O final melhor que
Rafe havia prometido.Mas apenas na próxima respiração, uma onda de afogamento de culpa
tomou conta de mim para esses mesmos sentimentos. Como eu podia sentir alívio quando
Aster estava morto?
Então raiva no Komizar borbulhava novamente. Ele está morto. Eu o matei. E eu desejei a cada
batida do meu coração que eu poderia matá-lo mais uma vez.

"Minha mente voa em círculos, Rafe," eu disse. "Como um pássaro preso nas vigas. Não parece
haver nenhuma maneira de transformar, nenhuma janela de voar através. Não há forma de
fazer isso direito na minha cabeça. E se eu tinha- "

"O que você estava a fazer? Ficar em Venda? Casar com a Komizar? Seja seu porta-voz?Diga
Aster suas mentiras até que ela estava tão corrompido como o resto deles? Se você viveu
tanto tempo. Aster trabalhou no Sanctum. Ela estava sempre um passo do perigo muito antes
de você já chegou lá ".

Lembrei-me Aster me dizendo nada é seguro por aqui . Foi por isso que ela conhecia todos os
túneis secretos tão bem. Havia sempre uma saída rápida na mão. Só que desta vez, porque ela
estava cuidando de mim, em vez de si mesma.

Droga, eu devia ter sabido!

Eu deveria ter sabido que ela não quis ouvir. Eu disse-lhe para ir para casa, mas dizendo que
ela não era suficiente. Aster desejou ser uma parte de tudo. Ela queria agradar muito mal.Se
foi orgulhosamente me apresentando com minhas botas polidas, esquivando-se de baixo para
recuperar um livro descartado nas cavernas, me guiando através de túneis, ou esconder a
minha faca em um penico, ela sempre queria ajudar. Eu posso assobiar alto. Era sua apelo para
ficar. Aster estava ansioso para qualquer tipo de-

Chance. Ela só queria uma chance . A saída, uma história maior do que a que tinha sido escrito

para ela, assim como eu queria. Diga ao meu bapa eu tentei, Miz. A chance de controlar seu
próprio destino. Mas para ela, a fuga era impossível.

"Ela me trouxe a chave, Rafe. Ela entrou no quarto do Komizar e tomou. Se eu não tivesse
perguntadoela- " " Lia, você não é o único a questionar suas decisões. Para milhas eu andei
com você meio morto na minha

braços. E a cada passo, eu me perguntava o que eu poderia ter feito diferente. Perguntei-me
uma centena de vezes por que eu ignorado a sua nota. Tudo poderia ter sido diferente se eu
tivesse acabado de tomar dois minutos para responder. Eu finalmente tive que empurrá-lo
para fora da minha cabeça. Se nós gastamos muito tempo revivendo o passado, isso nos leva a
lugar nenhum. "

Eu coloquei minha cabeça contra seu peito. "Isso é onde eu estou, Rafe. Lugar algum."

Ele estendeu a mão, os nós dos dedos delicadamente traçando a linha da minha
mandíbula. "Lia, quando perdemos uma batalha, temos que reagrupar e avançar
novamente.Escolha um caminho alternativo, se necessário. Mas se debruçar sobre cada ação
que tomamos, ele irá paralisar-nos, e logo tomaremos nenhuma ação em tudo. "

"Aqueles soam como palavras de um soldado", eu disse. "Eles são. Isso é o que eu sou, Lia. Um
soldado."
E um príncipe. Aquele que foi certamente queria pelo Conselho agora, tanto quanto a princesa
que esfaqueou o Komizar.

Eu só podia esperar o banho de sangue tinha eliminado o pior do lote. Ele certamente tinha
levado a melhor.

CAPÍTULO TRÊS

RAFE

Beijei-a e deitou-a cuidadosamente sobre a cama de cobertores. Ela tinha adormecido em


meus braços, meio da frase, ainda insistindo que ela poderia andar para trás sobre ela
própria.Eu cobri-la e saiu para onde Orrin estava assando jantar desta noite.

Mamar a raiva, Lia , eu tinha dito a ela. Use-o. Porque eu sabia que a culpa iria destruí-la, e eu
não podia suportar que ela sofra mais do que ela já tinha.

Orrin tinha construído o fogo sob uma saliência rochosa para difundir a fumaça. Apenas no
caso de. Mas o céu estava espesso com cinza e névoa. Mesmo se houvesse alguém que
procurara o horizonte, a fumaça seria impossível ver. Os outros aqueceu-se pelas brasas
enquanto Orrin virou o espeto.

"Como ela está?", Perguntou Sven."Fraco. Machucando."

"Mas ela colocar em um bom show", disse Tavish.

Nenhum deles tinha sido enganado por seu sorriso, me menos de todos. Cada parte do meu
próprio corpo foi espancado e ferido pelo rio, juntas rachado, músculos tenso e eu não tinha
sido perfurado por duas setas no topo de tudo. Ela tinha perdido muito sangue. Não é de
admirar a cabeça nadou quando ela se levantou.

Orrin assentiu com aprovação no texugo assado que estava virando um marrom dourado
escuro. "Isso vai corrigir-la. Uma boa refeição e- "

"Não é apenas seu corpo que está sofrendo", disse eu. "A morte de Aster pesa sobre ela.Ela
está tentando adivinhar cada passo que ela fez ".

Sven esfregou as mãos sobre o fogo. "Isso é o que um bom soldado faz. Analisa as jogadas
anteriores e, em seguida, - "

"Eu sei, Sven. Eu sei! "Eu bati. "Reagrupa e se move para frente. Você me disse mil vezes.Mas
ela não é um soldado. "

Sven voltou suas mãos para seus bolsos. Os outros me olhou com cautela. "Não é um soldado
como nós, talvez," Jeb disse, "mas um soldado da mesma forma."

Eu atirei-lhe um olhar gelado. Eu não quero ouvir sobre ela ser um soldado. Eu estava cansado
de ela estar em perigo e não queria convidar mais. "Eu estou indo para ir ver os cavalos", eu
disse e saiu.

"Boa ideia", Sven me chamou.


Eles sabiam que os cavalos não precisam de verificação. Nós tínhamos encontrado um suporte
de ervilha amarga para eles pastam e eles estavam bem amarrados.

Um soldado da mesma forma.

Não havia muito mais que eu olhei para trás durante a minha doze milhas a pé do que apenas
minha incapacidade de responder a sua nota. Eu também vi Griz, uma e outra vez, levantando
a mão e declarando sua rainha e Komizar. Eu vi o alarme em seu rosto e lembrei da minha
própria afluência raiva. Os bárbaros de Venda estavam tentando afundar suas garras em mais
profundo, e que já tinha feito bastante dano.

Ela não era sua rainha ou Komizar, e ela não era um soldado.

Quanto mais cedo eu poderia levá-la com segurança para Dalbreck, melhor.

CAPÍTULO QUATRO

Um por um, eles caiu para um joelho, oferecendo apresentações formais. Embora todos eles já
tinham me visto seminu e me segurou para baixo nas formas mais familiares, enquanto eu
estava costurado, talvez esta foi a primeira vez que pensei que eu poderia realmente viver o
tempo suficiente para se lembrar de nada.

Coronel Sven Haverstrom da Guarda Real Dalbreck, atribuído Steward do príncipe Jaxon.Os
outros riram naquele título. Eles estavam livres com a sua brincadeira e jabs, mesmo com um
oficial que os superava, mas Sven deu-lo de volta tão bom como ele conseguiu.

Diretor de Jeb McCance, forças especiais Falworth.

Diretor Tavish Baird, Estrategista, Quarta Batalhão.

Diretor de Orrin del Aransas, Unidade de Assalto Falworth Primeira Archer.

Mordi o canto do meu lábio hesitante e levantou as sobrancelhas. "E eu posso confiar esses
são os seus verdadeiros nomes e ocupações desta vez?"

Eles me olhou com incerteza por um momento, depois riu, percebendo que eu estava
brincando com eles.

"Sim", Sven disse, "mas eu não confiaria aquele sujeito que você está inclinando-se
sobre.Afirma que ele é um príncipe, mesmo que ele não é nada, mas a- "

"Isso é o suficiente", disse Rafe. "Não vamos vestir a princesa com o seu yammering sem
sentido."

Eu sorri, apreciando a sua leveza, mas senti um certo desconforto por trás dele, um esforço
para mascarar a severidade da nossa situação.

"Food está pronto", Orrin anunciado. Rafe me ajudou a sentar-se contra um encosto
improvisado feito de selas e cobertores. No processo de audiência, eu dobrei minha perna e
uma sacudida de fogo atravessou-o como se eu estivesse sendo perfurado com uma seta mais
uma vez. Eu mordi de volta um gemido.
"Como são as costas ea perna?", Perguntou Tavish.

"Better", eu respondi uma vez que eu pego a minha respiração. "Eu acho que você precisa
adicionar hábil cirurgião de campo para a sua lista de títulos."

Orrin me viu comer como se cada refeição I levou medido suas habilidades de cozimento. Além
da carne assada, ele também tinha feito uma sopa dos carcaça e alguns nabos. Aparentemente
Jeb não era o único que tinha arrumadas alguns luxos em seu alforje. A conversa girou em
torno da comida e outro jogo que

eles tinham visto para futuras refeições-veados, possum, e castor. Tópicos delicados. Não a
todos como sua plotagem esta manhã que eles tentaram manter-se de meus ouvidos.

Eu terminei a minha refeição e virou a conversa para um tema mais premente. "Então, parece
que temos a vantagem de uma semana", disse eu.

Pararam de sua alimentação e olhou para o outro, rapidamente avaliar o quanto tinha sido
dito esta manhã e que eu poderia ter ouvido.

Rafe limpou o canto da boca, com o lado da mão. "Chumbo Duas semanas com a queda de
neve pesada."

Sven limpou a garganta. "Está certo. Duas semanas, seu- "

"Lia", eu disse. "Não há mais formalidades. Estamos bem além disso até agora, não estamos? "

Todos olharam para Rafe, adiando para ele, e ele concordou. Eu tinha quase esquecido que ele
era seu soberano. Seu príncipe. Ele ultrapassou todos eles, incluindo Sven.

Sven confirmou com um único aceno. "Muito bem. Lia. "

"Pelo menos duas semanas", Orrin concordou. "Tudo o que Rafe colocou nas engrenagens da
ponte fez o trabalho." "Lia deu para mim", Rafe disse a ele.

Eles olharam para mim, surpreso, talvez perguntando se eu tinha evocado algum tipo de
Morrighese magia. Eu disse a eles sobre os estudiosos das cavernas abaixo do Sanctum que
foram desvendar os segredos dos antigos e ter concebido o poderoso líquido claro que dei
para Rafe. Eu também descrito cidade exército escondido do Komizar e as coisas que eu
tinhatestemunhado, incluindo os brezalots carga que transportavam os pacotes que
explodiram como uma tempestade de fogo. "O Komizar estava planejando marchar sobre
Morrighan primeiro e depois o resto dos reinos. Ele queria que todos eles. "

Sven deu de ombros e marginalmente confirmou a minha história, dizendo que o Komizar
falou-se o poder do exército que os governadores e suas províncias estavam
financiando. "Mas, pelo menos, metade dos governadores estavam céticos. Eles pensaram que
ele estava inflando os números e as suas capacidades para obter maiores dízimos fora delas. "

"Você viu a cidade?", Perguntei. "Ele não estava exagerando sua reivindicação." "Eu não sabia,
mas os outros governadores que ainda não tinha foram conquistados."
"Eles provavelmente só queria que ele para adoçar suas próprias apostas. Eu sei o que vi.Não
há dúvida de que, com o exército e as armas que ele estava acumulando, Venda poderia
facilmente esmagar Morrighan e Dalbreck também. "

Orrin bufou. "Ninguém pode bater o exército de Dalbreck."

Olhei para Orrin intencionalmente. "E, no entanto Morrighan tem feito tantas vezes no nosso
passado rochosa. Ou você não estudar história na Dalbreck? "

Orrin me olhou sem jeito, depois de volta para baixo, para a lata de sopa em suas mãos.

"Isso foi há muito tempo atrás, Lia," Rafe interveio. "Muito antes de meu pai reinado
e seupai. Muita coisa mudou. "

Sua baixa opinião do governo de meu pai não me escapar, e estranhamente, ele fez uma
inflamar faísca defensiva

dentro de mim. Mas era verdade. Eu não tinha ideia do que o exército de Dalbreck era como
agora, mas nos últimos anos, o exército Morrighese tinha encolhido. Agora eu me perguntava
se era pela chancelerdesign para fazer-nos uma mais fácil alvo, exceto que eu não tinha
certeza de que, como superintendente do tesouro, só ele poderia fazer isso acontecer, nem
mesmo com a ajuda do Royal Scholar. Seria possível que mais no gabinete conspirou com ele?

Rafe estendeu o braço e colocou a mão no meu joelho, talvez sentindo a dureza do seu
comentário. "Não importa", disse ele. "Se tal exército existir, sem ambição cálculo do Komizar,
ele vai cair em desordem. O Malich não possuem a inteligência para liderar um exército, muito
menos manter a lealdade do Conselho. Ele pode já estar morto. "

O pensamento da cabeça arrogante de Malich rolando pelo chão Sanctum aquecido me-
meu único arrependimento é que eu não era o único que tinha enviado rolando. Mas quem
mais pode entrar na pele poderosos do Komizar? E sobre Chievdar Tyrick? Governador
Yanos? Ou talvez Trahern do Rahtan? Eles eram certamente o mais desagradável e conduzido
daqueles deixados no Conselho, mas eu tinha certeza de que nenhum possuía a esperteza ou
finesse para garantir a lealdade de todo o Conselho, muito menos seguir com ambições
surpreendentes do Komizar. Mas com tanta coisa em jogo, era que uma suposição de que
nenhum reino poderia dar ao luxo de fazer? Morrighan necessário para ser avisado da possível
ameaça e estar preparado para isso.

"Duas semanas facilmente", disse Jeb, tentando voltar ao assunto mais positiva do nosso
tempo suficiente chumbo. Ele arrancou outro pedaço de carne texugo. "O Sanctum estava em
caos quando saímos, e com mais disputa pelo poder, eles não podem estabelecer para o rio
mais baixo ao mesmo tempo."

"Eles vão." Sven olhou para Rafe com olhos cinzentos frios. "A questão não é como em breve,
mas quantos eles vão enviar? Não é só ela que vai ser depois. Você vai ser um prêmio muito
procurado também. O príncipe herdeiro de Dalbreck não só roubado com algo que eles
valorizam, mas não tem dúvida feridos muito o seu orgulho com seu engano ".

"Foi o orgulho do Komizar," Rafe corrigiu-o, "e ele está morto." "Talvez."
Olhei para Sven, incrédulo, e meu coração apertou a um nó frio. "Não há nenhuma talvez
nisso. I esfaqueou duas vezes e torceu a lâmina. Suas vísceras estavam em pedaços ".

"Você o viu morrer?" Sven perguntou. Vê-lo?

Fiz uma pausa, tomando o meu tempo para compor uma resposta fundamentada. "Ele estava
no chão, sufocando em seus últimos suspiros", eu disse. "Se ele não sangrar até a morte, o
veneno liberado em seu intestino acabado com ele. É uma forma dolorosa de morrer.Às vezes
lento, mas eficaz. "

olhares cautelosos foram lançados entre eles.

"Não, eu não tenho esfaqueado alguém no intestino antes", expliquei. "Mas eu tenho três
irmãos que são soldados, e eles não tinham nada para trás de mim. Não há nenhuma chance
do Komizar sobreviveu aos ferimentos. "

Sven tomou um longo gole, lento de sua caneca. "Você levou um tiro nas costas com uma seta
e caiu em um rio gelado fúria. Nem boas chances, e ainda aqui está. Quando saímos do terraço
... o Komizar foi

foi."

"Isso não significa nada", eu disse, ouvindo o pânico crescer na minha voz. "Ulrix ou um guarda
poderia ter carregado o corpo fora. Ele está morto. "

Rafe pousou o copo, o barulho colher de encontro ao lado. "Ela está certa, Sven. Vi Ulrix
arrastar o corpo através do portal mim. Eu sei que um cadáver quando vejo um. Não há
dúvida, o Komizar está morto. "

Houve um momento de silêncio tenso entre eles, em seguida, Sven calmamente concordou,
mergulhando o queixo em reconhecimento.

Eu não tinha percebido que eu estava inclinado para a frente, e eu estava de volta contra o
monte de cobertores Rafe tinha feito para mim, fracos de exaustão, minhas costas úmido.

Rafe estendeu a mão e senti a minha testa. "Você está com febre de novo." "É apenas o fogo e
sopa quente", eu disse.

"Seja o que for, você precisa descansar."

Eu não discuti. Agradeci Orrin para a ceia, e Rafe ajudou-me para o meu saco de dormir.Os
últimos passos me drenado, e eu mal conseguia manter os olhos abertos como Rafe me ajudou
a se instalar. Foi o mais conversa e atividade que eu tinha em dias.

Ele se inclinou sobre mim, limpando fios de cabelo úmido do meu rosto e beijou minha
testa. Ele começou a se levantar, mas eu parei ele, perguntando o que mais ele tinha visto.

"Você tem certeza que o viu morto?"

Ele assentiu. "Sim. Não se preocupe. Você o matou, Lia. Descanse agora."
"E os outros, Rafe? Você acha que eles sobreviveram? Governador Faiwell, Griz, Kaden?

Sua mandíbula se apertou com a menção do nome de Kaden. Ele demorou a responder."Não",
ele finalmente disse. "Eu não acho que eles fizeram isso. Você viu os soldados que pululam em
que saímos. Kaden e os outros tinham para onde fugir. Houve também Malich. A última vez
que vi Kaden, ele estava envolvido em combate com ele. Se Malich feito isso até o rio, você
pode adivinhar o que aconteceu com Kaden ".

A dor do que ele não disse inchou em mim, Kaden não era mais um obstáculo para Malich. "Ele
teve o que mereceu", Rafe disse calmamente.

"Mas ele nos ajudou a lutar para que pudéssemos escapar."

"Não. Ele estava lutando para salvar sua vida, e por isso eu sou grato, mas ele não estava
tentando ajudá-lo a escapar. Ele não tinha idéia de que ainda tínhamos uma maneira de
escapar ".

Eu sabia que ele estava certo. Por suas próprias razões, tanto Kaden e Griz queria me manter
em Venda. Me ajudando a sair não era o seu motivo para levantar as espadas contra seus
irmãos.

"Ele era um deles, Lia. Ele morreu como viveu ".

Fechei os olhos, cansaço já fazendo minhas pálpebras pesadas demais para manter
aberta. Meus lábios queimados do calor, e as minhas palavras murmuradas picado sobre
eles. "Essa é a ironia. Ele não era um deles. Ele era Morrighese. Noble nascido. Ele só virou-se
para Venda porque a sua própria espécie o havia traído. Assim como eu fiz. "

"O que você disse?"Assim como eu fiz.

Ouvi Rafe a pé e, em seguida, havia mais sussurrando, mas desta vez eu não conseguia
discernir o que eles estavam dizendo. Suas palavras abafadas teceu com a escuridão em uma
névoa negra de seda.

***

Eu me assustei acordado e olhou em volta, tentando lembrar o que tinha me despertou. Um


sonho? Mas eu conseguia lembrar nada. Rafe dormia ao meu lado, seu braço protetor em
volta da minha cintura como se alguém pudesse me whisk afastado. Jeb sentou contra uma
grande rocha, a sua espada desembainhada ao seu lado. Foi o relógio, mas seus olhos estavam
fechados. Se tivéssemos umade duas semanas de chumbo, por que eles se sentem a
necessidade de um relógio? É claro que havia animais selvagens considerar que pôde gostar
deste espaçosa caverna agradável para se refugiar em. Orrin havia mencionado vendo faixas
pantera.

Jeb deve ter apenas alimentou o fogo, porque ardia com o calor, e ainda um frio na ponta dos
pés sobre meus ombros. As chamas tremulavam com uma brisa, e as sombras cresceu mais
escura.

Não tardará, Miz.


Minha cabeça latejava com o som da voz de Aster, e me perguntei se ele iria sempre me
assombrar. Levantei-me em um braço e tomou um gole de uma cantina. Rafe sentiu meu
movimento, e seu braço puxou mais apertado, o corpo dele se aproximam. Eu encontrei
conforto em seu pequeno puxão. Era como se ele nunca deixar que nada se interponha entre
nós novamente.

Sven estava roncando, e Orrin estava deitado de lado, com a boca aberta, uma linha fina de
baba escorrendo pelo canto. Tavish estava enrolado em uma bola, o cobertor puxado sobre a
cabeça, apenas uma corda de seu cabelo preto e grosso que espreita para fora debaixo
dela. Todos eles pacífica, ficando o resto que muito merecido, seus corpos de cura de suas
feridas também.

Eu tinha começado a facilidade de volta para o meu saco de dormir, quando o frio me bater de
novo, mais forte desta vez. Ele pressionou meu peito, tornando mais difícil para respirar. As
sombras cresceu mais escuro e medo serpenteava através de mim como uma víbora
esperando para atacar. Eu esperei. Sabendo. Temendo. algo foi-

Não tardará Miz, não tardará, ou todos eles vão morrer.

Sentei-me em pé, ofegante.

"Não consigo dormir?", Perguntou Jeb.

Eu olhei para ele, meus olhos picando com medo.

Jeb bocejou. "A Sun não será por mais uma hora ou mais", disse ele. "Tentar obter um pouco
mais de descanso." "Nós precisamos ir," eu disse. "Agora".

Jeb acenou para me acalmar. "Shhh. Os outros estão dormindo. Nós não precisamos que- " "
Todo mundo se! "Eu gritei. "Agora! Nós estamos saindo! "

CAPÍTULO CINCO

KADEN

Encontre-a. Não volte sem ela. Vivo ou morto, eu não me importo. Matem todos. Mas trazê-la
de volta.Não havia muita coisa para ocupar meus pensamentos, mas o que pode muito bem
ter sido o Komizar da última

palavras. Ele precisava de sua cabeça como prova. Uma maneira de acabar com a agitação de
uma vez por todas. O abate aleatória de torcer clãs na praça não tinha sido suficiente para ele.

Olhei de volta para a passarela perigosa tínhamos acabado levou nossos cavalos mais. "Eu vou
fazer isso", eu disse Griz, agarrando o machado dele. Ele começou a protestar, mas sabia que
era inútil. Ele não conseguia levantar o braço esquerdo sem empalidecendo. O que teria
levado uma dúzia de balanços quando ele não foi ferido me levou mais que o dobro, mas,
finalmente, as estacas derrubado livres e as cadeias jangled na água abaixo. I arrumadas o
machado e ajudou Griz de volta para seu cavalo. A trilha frente estava cheio de neve, e nós
não tinha pistas a seguir. Tudo o que tínhamos de ir em foi um palpite de Griz de e uma
memória desbotada.
Eu puxei meu casaco apertado contra o frio. Conniving, todos eles. Eu deveria ter conhecido
Governador Obraun era parte de sua trama. Ele deu muito facilmente durante as nossas
negociações no Conselho, porque ele sabia que nunca teria de acompanhar, através de dar
dízimos de todo. E o príncipe. Mentirosos condenado, ele era o príncipe. Meus dedos estavam
rígidos em minhas luvas como eles agarraram as rédeas. Tudo isso contribuiu agora.Cada
detalhe somados, todo o caminho de volta para o início, em Terravin. Ele era um soldado
treinado, assim como eu tinha suspeitado, provavelmente com a melhor formação Dalbreck
poderia oferecer. Quando Griz confessou ter conhecido sua identidade ao longo de toda, eu
queria matá-lo por sua traição. Por sua vez, ele me lembrou de minhas próprias formas de
traição. Eu não podia discutir com ele. Eu tinha traído meu juramento meses atrás, quando eu
não tinha cortado sua garganta enquanto dormia em sua casa de campo.

Trazê-la de volta.

O Komizar iria vê-la de uma forma morta ou outro para o que ela tinha feito. Para o que eles
tinham feito. Mas sua preferência era para recuperá-la viva e , em seguida, fazê-la sofrer
publicamente na pior maneira possível por sua traição.

Encontre-a.

E com minha última respiração Vendan, que era exatamente o que eu faria.

Os ventos se abateu, os céus se enfureceu, eo deserto testou o Remnant

até o último da escuridão derramado na terra, e Morrighan cobrado o Santo Guardians em


contar as histórias, pois, embora a devastação foi atrás deles, ele não deve ser esquecido,

porque seus corações ainda bateu com o sangue de seus antepassados.

-Morrighan Livro de Texto Santo, Vol. II

CAPÍTULO SEIS

RAFE

Nós assustado acordado, alarmado por ela gritando, pulando para os nossos pés, desenho
espadas, olhando para o perigo iminente.

Jeb estava dizendo que era um alarme falso, que não havia nada de errado, mas Lia tinha de
alguma forma chegado a seus pés por conta própria, seus olhos selvagens, dizendo-nos que
tínhamos que sair. Uma respiração aliviada vaiou entre os dentes e eu abaixei minha
espada. Ela só teve um pesadelo. Dei um passo em direção a ela. "Lia, era apenas um sonho
ruim. Deixe-me ajudá-lo a deitar-se para baixo. "

Ela mancou para trás, determinado, suor brilhando em seu rosto, e seu braço estendido para
me manter à distância. "Não! Prepare-se. Deixamos esta manhã. "

"Olhe para você", eu disse. "Você está cambaleando como um bêbado. Você não pode andar.
"" Eu posso e eu vou. "
"Qual é a pressa, Sua Alteza?", Perguntou Sven.

Ela olhou de mim para os meus homens. Seus pés estavam firmemente plantados. Eles não
estavam indo a lugar algum com base em seus olhos selvagens- demandas. Se ela tivesse
cravado uma outra febre?

Sua expressão ficou séria. "Por favor, Rafe, você tem que confiar em mim."

Isso foi quando eu sabia o que ela estava dizendo. Ela estava falando do presente, mas eu
ainda hesitou. Eu tinha pouco conhecimento do mesmo e menos compreensão. Que eu podia
confiar mais: a minha experiência e formação como um soldado ou um presente que, mesmo
que ela não poderia explicar completamente para mim?

"O que você viu?", Perguntei.

"Não é o que eu vi, mas o que eu de ouvi-Aster voz me dizendo para não tardará." "Ela não diz
isso a você uma dúzia de vezes?"

"Pelo menos", ela respondeu, mas sua postura continuava determinado. Tudo isto correr
mais não tardará ?

Desde que haviam se reunido em meus braços naquela margem do rio, eu tinha sido olhando
por cima do meu ombro para o perigo. Eu sabia que ela estava lá. Mas eu tinha que pesar que
a incerteza em relação aos benefícios de cura também.

Eu desviei o olhar, tentando pensar. Eu não tinha certeza se eu estava tomando a decisão certa
ou não, mas me virei para os meus homens. "Empacotar."

CAPÍTULO SETE

PAULINO

A cidade foi envolto em preto, exceto para as viúvas. Eles usavam os lenços de seda branca de
luto que apenas alguns meses atrás eu tinha usado. Os últimos dias tinham sido um pesadelo,
tanto para Civica e para mim. Morrighan não só tinha perdido um pelotão inteiro de jovens
soldados, incluindo o príncipe herdeiro, mas também a sua primeira filha, a Princesa Arabella,
agora a marca o mais vil dos traidores e responsável pela morte de seu próprio irmão. Em
tabernas algumas das fofocas cresceu feia, alegando que o pior da notícia não foi anunciada
publicamente -que Lia mesma tinha mergulhado a espada no peito de Walther.

O rei tinha adoecido. Todos sussurrou que ele estava doente no coração. Walther era seu
orgulho, mas responsabili- tanto quanto eles tinham butted cabeças, tanto quanto ela
exasperado ele, todo mundo sempre disse que ela era mais filha de seu pai de sua mãe. Sua
traição deitou baixo.

E o que ela fez para mim?

Eu ainda não tinha confrontado Mikael. Em vez disso, nestes últimos dias, eu tinha dragado
cada uma das minhas conversas com ele, peneirar-los palavra por palavra, como se fossem
pedrinhas e eu estava procurando por uma pedra que brilhava com a verdade.
Claro, Pauline, assim que o meu patrulha final é longo, vamos resolver em Terravin. Onde quer
que a sua casa é, meu coração já está lá.

Mas, Mikael, se por algum acaso eu deveria ter que sair antes de você voltar, você sabe onde
me encontrar. Você vai vir?

Sempre, meu amor. Nada poderia me manter longe de você. Vamos, agora, uma última vez
antes de minhas folhas pelotão.

E então ele beijou os nós dos dedos da minha mão um de cada vez e me levou para casa de
campo do caseiro abandonada na borda do millpond. Ele sempre disse as palavras certas, fez
as coisas certas, de forma constante em seu olhar que eu acreditava que ele olhou em minha
alma.Mesmo agora meu peito queimado com a lembrança de seu beijo. Eu ainda queria que
ele. Eu queria que as suas palavras para ser verdade. Eu tenho o seu bebê crescer na minha
barriga.

Mas eu não podia negar sempre houve preocupação por trás daquelas semanas em Terravin
quando eu tinha esperado por ele para vir. Eu tinha pensado que era preocupação por sua
segurança, preocupação que ele tinha sido ferido em patrulha, mas agora eu me perguntava se
minha preocupação era de outro tipo. Uma que eu nem sequer admitir para mim mesmo.

De alguma forma, Lia tinha conhecido. Ele tinha que ter sido Walther que lhe dissera coisas
terríveis sobre Mikael,

o que ele pensava ser a verdade. E ainda assim ela tinha tão pouca fé em mim e em Mikael que
ela não iria me dizer. Walther poderia ter sido errado.

Então por que não tinha Mikael vêm para mim no Terravin? Por que eu não estava indo para
ele agora? O que me impediu de revelar minha presença para ele e assistindo alívio inundar
seus olhos? Eu malha com mais fúria.

"Planejamento para um bebê com duas cabeças?"

Eu puxei o fio, arrancando meus pontos dispersos, e olhou para Gwyneth. Ela estava vestida
para o serviço público. Era hora de ir, e eu congratulou-se com um passeio pela cidade para o
cemitério abadia. O rei ea rainha não seria lá-o rei estava muito doente, e a rainha iria ficar ao
seulado, mas Bryn e Regan iria participar. Eles haviam ficado em silêncio, e eu temia que eles
também se voltaram contra a sua irmã, mas Bryn finalmente enviou-nos uma nota. Eles
queriam falar.Embora o resto da Morrighan pode ter virado contra Lia, os irmãos ainda tinha
um pingo de crença em sua irmã, e Bryn teve outra notícia que ele queria compartilhar-
news ele disse não era seguro para colocar em uma nota.

Eu meti o meu tricô de distância, e como nós caminhamos para fora da porta, eu me
perguntava se seria nunca mais ser seguro para Lia a voltar para casa.

CAPÍTULO OITO

À medida que selou os cavalos e suprimentos embalados, conferenciaram entre si sobre o


melhor caminho a tomar. As opções eram a andar sul, onde a escalada sobre a serra
diminuindo seria mais fácil, ou a cabeça oeste para uma passagem através do intervalo que era
mais íngreme e mais difícil, mas mais rápido.

"Vamos ir para o oeste", eu disse.

Tavish endureceu e parou de carregar seu cavalo. Ele estava empurrando para andar ao sul
antes que atravessou o intervalo. Ele olhou para Rafe, recusando-se a olhar para o meu
caminho. "Nós não estão familiarizados com os que passam, e com a neve profunda, será mais
perigoso para atravessar."

Rafe prenderam meu alforje para o cavalo que eu iria montar e reverificados a moleza
enquanto ele respondia. "Mas isso não raspar algumas milhas para o posto mais próximo, além
de ter a vantagem de dumping nos para o Vale do Giants, onde há abundância de ruínas para -
abrigo eesconderijos."

"Você está assumindo que nós vamos precisar esconder", Tavish combatida. "Você não é o
único que disse que tivemos uma semana chumbo dois?"

Todo mundo parou, incluindo Rafe. O tom de Tavish realizada desafio inconfundível. Ficou
claro que ele não tinha respeito pelo dom, e eu percebi que era possível que nenhum deles
fez.

"Nós estamos reagrupando, Tavish", disse Rafe com finalidade. "Temos novas informações."

Reagrupamento. Eu quase podia ver a palavra em chamas na cabeça de Tavish. Ainda assim
evitando o meu olhar, ele assentiu. "Oeste é."

Nós montamos em grupos de dois, vestindo mantos improvisados que tinham feitos de
cobertores de sela Vendan para nos proteger do frio. Sven e Tavish levou, com Jeb e Orrin eo
cavalo extra de seguir atrás de nós. Senti Rafe me olhando, como se eu pudesse derrubar da
sela. Na verdade, quando me sentei pela primeira vez no cavalo, eu pensei que a minha coxa
estava dividindo aberto. A dor inicial havia diminuído, mas foi substituído com uma dor
ardente. Eu quase não precisava do casaco, porque com cada queda casco, outra gota de suor
formado em minha testa. Sempre que o cavalo tropeçou na coberta de neve terreno, cerrei os
dentes para mascarar a dor, porque as palavras não tardará, ou eles vão morrer
todos assombrado meus pensamentos. Eu não queria qualquer coisa, inclusive um gemido
doloroso, nos atrasar.

"Mantenha a equitação", Rafe me contou. "Eu já volto." Ele virou seu cavalo e pediu Sven para

cair de volta para o seu lugar.

Sven parou, esperando que o meu cavalo para apanhar dele. "Como você está?", Perguntou.

Eu não queria admitir que minhas costas e perna gritou de dor. "Bem o suficiente. Estou em
muito melhor forma do que eu era antes Tavish removido as setas ".

"Bom de se ouvir. É um longo caminho ainda para a segurança do posto avançado. "
Tavish montou frente, nunca mais olhar para trás. Observei-o navegar pelo terreno, cada passo
incerto na neve que engoliu pernas de nossos cavalos até seus boletos.

"Ele não estava feliz sobre a nossa partida repentina", eu disse.

"Talvez apenas as circunstâncias dele", respondeu Sven. "Tavish é um bem


consideradoestrategista em sua unidade. Ontem ele tinha argumentado para uma partida
rápida ".

"E Rafe disse que não."

"Mas uma palavra de você ..." A maneira Sven deixou a frase suspensa no ar me fez pensar se
ele questionou a decisão de Rafe também.

"Não era apenas uma palavra. Não era a minha opinião. Era outra coisa. "" Sim, eu sei. Mas
Tavish não acredita em magia também. "

Magia?

Olhei para Sven até que sentiu o meu olhar e virou meu caminho. "Então nós temos algo em
comum. Nem eu."

Rafe sinalizou para que todos possam parar e nos alcançou com Orrin ao seu lado. Ele disse
que tinha olhado os cavalos acabado e que o cavalo de Orrin tinha mais longo, inclinado
metacarpos, um perdedor volta, e marcha mais suave. "Você vai negociar. Ele vai te dar um
passeio mais fácil. "

Eu estava grato por o interruptor e especialmente grato que não era Tavish que tinha que
negociar comigo. Eu já tinha machucado seu ego. Eu não queria esmagar a sua parte traseira
também.

As próximas horas passaram em consideravelmente mais conforto. Rafe sabia que


seuscavalos-e pilotos. Ele ainda me olhava com o canto do olho.

Uma vez que ele tinha certeza que eu estava mais confortável, ele andava à frente para falar
com Tavish. Ele sabia que seus homens também, e eu era observação concisa certeza de Tavish
esta manhã não tinha sido esquecido. Sven caiu para trás comigo de novo, e nós assistimos-los
andar juntos. Tavish realmente jogou a cabeça para trás uma vez e riu. Seus longas cordas
negras de cabelo pendia para baixo suas costas. Sven me disse que Rafe e Tavish tinha sido
amigos desde que eram promessas e muitas vezes ficou no mal juntos. Ao redor do palácio e
da cidade, um foi raramente visto sem o outro. Isso me fez pensar dos meus irmãos e os
problemas que se mexer, e uma pontada maçante inchou dentro de mim. Minha última visão
em Sanctum Salão tinha me mostrou que a notícia da morte de Walther tinha alcançado
Civica. Tinha mentiras da minha traição do Komizar chegou há já demasiado? Será que eu
mesmo ter uma casa para voltar mais?Era provável que o único reino que não têm um preço
na minha cabeça agora era Dalbreck.

Paramos bem antes do por do sol, quando nos deparamos com um abrigo no lado de
sotavento de uma montanha que
nos daria alguma proteção contra o tempo. Fiquei grato por fazer acampamento no início
porque eu estava bem e verdadeiramente gasto. Isso me irritou que eu não poderia forçar a
fraqueza afastado por pura vontade. Era uma sensação nova e humilhante para mim, ter que
depender de alguém para o menor de favores. Isso me fez pensar em Aster e tantos outros
que haviam caminhado esta linha frágil a vida inteira, a negociação em favor e misericórdia. O
verdadeiro poder era sempre apenas além de seu alcance, realizada no controlo apertado de
uns poucos.

Eu insisti em mancando dentro em meu próprio, em seguida, olhou por cima do alojamento de
hoje à noite, enquanto Rafe esquerda para recolher lenha. Uma vez que os cavalos foram
cuidado, Tavish disse que iria ajudar Rafe recolher lenha. "Nós vamos precisar de um monte."

Era óbvio que o comentário foi dirigido a mim, mas eu ignorei e começou a desatar o meu saco
de dormir.

"Better mover tão longe para trás como você pode, princesa", acrescentou. "Esta caverna é
superficial e não será tão quente quanto o último."

Girei para encará-lo. "Estou bem ciente disso, Tavish. Mas pelo menos vamos estar
todosvivos. "

Eu ouvi o chinelo de botas atrás de mim, os outros transformando na observação, depois o


silêncio. O ar estava tenso de expectativa.

Tavish imediatamente recuou. "Eu quis dizer nada com isso."

"Claro que você fez." Eu dei um passo mais perto. "Você tem pontos fortes, Tavish, que eu
admiro muito. Suas habilidades ajudou a salvar Rafe e minhas vidas, para o qual eu sempre
serei grato a você.Mas existem outros tipos de pontos fortes demais. Tranquilos, os suaves que
são tão valiosos, mesmo se você não inteiramente compreendê-los. "

"Em seguida, ajudá-lo a compreender."

Virei-me para a boca da caverna. Rafe tinha retornado com uma carga de lenha em seus
braços. Ele colocou-a e andou com o resto de nós. "Ajude-nos todos a entender."

Eles esperaram por mim para dizer alguma coisa. Eu me preparei para esse sentimento familiar
de falha que sempre veio com a menção do presente, mas em vez disso, uma nova sensação
caiu sobre mim, um sentimento que era firme e sólida. Pela primeira vez na minha vida, eu não
senti algo recuar dentro de mim. A vergonha que me atormentava no tribunal Morrighese
havia desaparecido. Eu não era obrigado a oferecer desculpas para o que não podia,
ou recusou-to alcance. Esse foi o fardo para carregar, não meu.

Eu mancando até a espada de Rafe, sheathed em sua bainha no chão da caverna. Eu tirei-o
para fora em um movimento rápido e segurou-alta. "Esta é a sua força, Rafe. Diga-me, é que é
alto ou baixo? "

Ele olhou para mim, confuso. "É uma espada, Lia."

"É alto," Jeb oferecido. "Na batalha, pelo menos. E mortal. "
Sven estendeu a mão e gentilmente pressionou a ponta para baixo fora de seu alcance
face. "Um aviso tranquila também, quando pendurado ao seu lado."

"Está bem afiada metal," Tavish adicionado de forma pragmática.

"Qual é?" Eu exigi. "Metal? Alto? Quieto? Mortal? Um aviso? Mesmo que você não pode
decidir. "" Uma espada pode ser muitas coisas, mas- "

"Você define uma espada de termos e um mundo que é familiar a você de todas as maneiras
que você pode ver, sentir e

tocar, mas o que se havia um mundo que falou de outras maneiras? E se houvesse uma outra
maneira de ver, ouvir e sentir? Você nunca sentiu algo dentro? Viu um vislumbre do que jogar
fora atrás de seus olhos? Ouviu uma voz em algum lugar na sua cabeça? Mesmo se você não
era certo, isso sabendo fez seu coração bater um pouco mais rápido? Agora aumentar esse dez
vezes. Talvez alguns de nós conhecem mais profundamente do que outros. "

"Ver sem os olhos? Ouvir sem orelhas? Você está falando mágica ". Tavish não fez nenhum
esforço para manter o cinismo de seu tom.

Estranhamente, ele me lembrou de mim mesmo a primeira vez que eu falei com Dihara. Eu
pensei sobre o que ela tinha dito para mim: O que é mágico, mas o que nós ainda não
compreendemos? Eu balancei a cabeça. "Não. Não é mágica ", eu respondi. "É algo profundo
dentro, tanto quanto uma parte de nós como nosso sangue e pele. Era como os antigos
sobreviveram. Quando eles tinham perdido tudo o mais, eles tiveram que voltar a esta
linguagem de sabendo enterrado profundamente dentro de si, a fim de sobreviver. Alguns
foram mais fortes neste sabendo que outros, e eles ajudaram outros sobreviver. "

O ceticismo permaneceu gravado nos olhos de Tavish. "Foi apenas algumas palavras que você
ouviu, e você estava meio adormecido", disse ele. "Você tem certeza de que não era apenas o
vento?"

"Você está mais certo de suas próprias habilidades e dons? Sabe com certeza como seus
planos cuidadosamente definidos vai jogar fora? Será que Orrin sempre sabe exatamente
como em linha reta ou longe sua seta voará? Quando qualquer um de você balançar uma
espada, você sabe com total confiança que você vai trazer para baixo seu inimigo? Não, eu não
sou sempre certo sobre o presente, mas estou certo sobre tudo o que ouvi esta manhã.Não
foi apenas o vento , como você chamá-lo ".

Rafe se aproximou, uma carranca escurecendo seu rosto. "Apenas o que você ouviu nesta
manhã, Lia? Tudo."

Seu olhar me gelou. Ele sabia que eu tinha retido.

"Não tardará", respondi, que já tinham me ouviu dizer. Limpei a garganta e acrescentou: "Ou
todos eles vão morrer."

Houve um momento de silêncio apertado. Olhares foram trocadas entre Tavish, Sven e
Orrin. Eles ainda acreditavam em sua longa liderança. Eu sabia que era uma conclusão
razoável. A ponte foi fortemente danificada. -se Kaden tinha me dito o único outro caminho
através do rio estava longe para o sul. Mas eu confiava que eu ouvi também.

"Eu não espero que você acredite em tudo o que eu disse neste minuto. Mesmo que Rafe me
disse que foram os melhores soldados de Dalbreck, eu não acredito que você tinha que fazer
isso vivo para o Sanctum, muito menos ser capaz de nos ajudar a fugir. Mas você me provou o
contrário. Às vezes, tudo que é necessário é uma única onça de confiança para mais de
crescer. Talvez isso pode ser um ponto de partida para nós ".

Tavish mordeu o lábio e, finalmente, concordou. Uma trégua instável.

Rafe tirou o pó de pedaços de folhas e sujeira em suas mangas como se estivesse tentando
dissipar a tensão no ar. "Nós estamos fora de perigo agora. Isso é o que importa ", disse ele. "E
dirigiu-se paracasa, se não morrer de fome em primeiro lugar. Vamos começar o jantar indo.
"Todos eles de bom grado seguiu os passos de Rafe, ocupando-se com o negócio de

tornando camp-algo sólido que todos pudessem entender.

***

Ao longo dos próximos dias, eu vim a conhecer melhor meus salvadores. Muitas vezes eu tive a
oportunidade de andar ao lado deles quando Rafe desviou-se para um mirante superior ou
observado uma fuga cega frente-que aconteceu com grande frequência. Ele alegou que estava
apenas verificando patrulhas Vendan ralé que ainda pode estar aqui fora. Eu suspeitava que
ele era simplesmente coceira na sela. Depois de todas as semanas, ele tinha que segurar e
forçosamente conter-se no Sanctum, ele estava finalmente livre, e parecia que sua longa
reprimida liberação necessária energia. Se eu tinha pensado que seu sorriso era desarmar
antes, agora ele me soltou.Quando ele voltou de um passeio vigoroso, com o rosto corado de
calor, o cabelo jogou com o vento, e um sorriso fácil iluminando seu rosto, eu ansiava para nós
estar fora da pista e em algum lugar privado.

I encontrado frequentemente Sven assistindo Rafe com o que eu achava que era o orgulho de
um pai. Um dia eu tinha perguntado quanto tempo ele tinha sido mordomo atribuído de
Rafe. Ele disse Rafe tinha vindo de uma ama de leite ao seu cuidado-dar ou levar alguns anos.

"Isso é muito tempo. Você levantou um soldado bem. "" Mais do que um soldado.Um rei
futuro ".

Sim, o orgulho tinha sido inconfundível. "E ainda assim você deixá-lo caminhar em todo o Cam
Lanteux depois de mim?" Sven tinha bufou. "Eu não deixá- lo. Na verdade, eu tentei falar com
ele sobre isso, mas não havia como pará-lo.

Ele havia perdido um tesouro que ele estava determinado a voltar ".

Apesar de o ar fresco, rios de calor se espalhou através de meu peito. "No entanto, em risco
considerável para todos vocês. Sinto muito sobre o seu rosto. "

"Esta pequena coisa?", Disse ele apontando para a bochecha. "Pfft. Nada. E como estes jovens
malandros têm apontado inúmeras vezes, é provavelmente uma melhoria, para não
mencionar que contribui para as minhas credenciais. Espere até que os novos cadetes vê-
lo. Talvez ele vai mesmo desencadear algum clemência no rei ".

"Ele vai ficar com raiva que você não parou de Rafe?"

"É o meu trabalho para manter o herdeiro fora de perigo. Em vez disso eu praticamente
acompanhou-o direito a ela. "" Por que você faria isso? "

"Como eu lhe disse, a decisão foi tomada." Ele fez uma pausa, como se contemplando o por si
mesmo e suspirou. "E já era hora."

Conversando com Sven, uma coisa rapidamente se tornou aparente, ele não era nada como o
blowhard arrogante governador Obraun, a quem ele fingia ser. Em vez de constantemente
sacudindo sua língua, ele escolheu suas palavras com cuidado. Aqueles dias no Sanctum, ele
tinha sido tão boa em enganar como Rafe tinha sido, mas então, ele tinha sido o mentor de
Rafe por muitos anos. Seus longas, pausas silenciosas me fez pensar que ele estava pensando.

Orrin, por outro lado, me fez lembrar de Aster. Uma vez que ele começou a falar, ele era difícil
de parar.

Jeb foi o mais cuidadoso do grupo. Era como se ele tivesse me adotou como uma de suas
irmãs. Eu aprendi por que os outros brincou ele sobre a calça extras que ele tinha
escondidos. Eles revelaram que ele estava bastante

a parte de trás dandy no palácio, sempre vestido com as últimas modas. Sua mãe era
costureira chefe do tribunal da rainha.

"Quando seus troncos chegou em Dalbreck, causou uma grande celeuma," ele me disse."Todo
mundo estava febril com curiosidade sobre o que estava lá dentro."

Eu tinha quase esquecido que meu roupas e outros pertences pessoais tinha sido enviado à
frente em antecipação da minha chegada em Dalbreck. "O que eles fizeram com eles? Use-os
para uma fogueira? Eu não culpá-los se eles fizeram. "

Ele riu. "Não, eles queriam uma boa olhada antes que eles fizeram isso", ele brincou. "Mas
abrir os troncos se tornou um cobiçado segredo evento todos quiseram participar. Ele foi
deixado para as costureiras, mas minhas irmãs e até mesmo a rainha se reuniram em volta de
minha mãe abriu um tronco sobre a pretensão de pendurar suas roupas em circunstâncias de
caso deve mudar. "

Eu não conseguia segurar uma risada. "O que circunstância? Que a minha fuga tinha sido
apenas um mero mal-entendido? Que eu tinha acidentalmente aparecido na abadia de
errado? "

Jeb sorriu. "Minha mãe disse que eles estavam esperando algo bem diferente do que
viram. Ela disse que seus vestidos eram bonitos e elegantes, mas então ... "Ele procurou a
palavra certa."Simples."

Eu sufoquei uma risada. Pelos padrões Morrighese, eles foram exuberante. Minha mãe tinha
ido para grandes comprimentos para ter um novo guarda-roupa mais extravagante feito para
mim porque o Dalbretch eram conhecidos por suas delícias indumentária, mas eu tinha
recusado a maioria dos enfeites e tinha insistido em tomar ao longo de meus vestidos todos os
dias também.

"Minha mãe era realmente satisfeito", disse Jeb. "Ela sentiu ele mostrou respeito, que não
foram com o objetivo de ofuscar todas as outras senhoras no tribunal. Claro, ela
imediatamente disse que ela poderia fazer algumas alterações que gostaria muito melhorá-los,
mas a rainha ordenou-lhes as malas e voltou para Morrighan. "

E lá eles tinham prontamente os queimou, pensei. Junto com uma efígie de mim também. "Há
algo errado?", Perguntou Jeb.

Eu percebi que estava carrancudo. "Só de pensar sobre-" Parei meu cavalo e virou-se para
ele. "Jeb, quando veio pela primeira vez para o meu quarto de volta no Sanctum, você disse
que estava lá para me levar para casa. Que casa que você quis dizer? "

Ele olhou para mim, perplexo. "Por que, Dalbreck, é claro."

Claro.

Falei com Rafe sobre isso mais tarde, lembrando-lhe que tivemos para chegar a Morrighan em
primeiro lugar.

"Nossa primeira prioridade é obter a segurança", ele respondeu, "e isso significa posto de
Dalbreck. Morrighan pode vir depois disso. "

***

Coisas permaneceram distantes entre Tavish e eu. Ele foi educado, mas quando Rafe teve que
atender outra coisa, ele nunca ofereceu a cair para trás para andar ao meu lado. Tinha sido
claro que ele não queria ficar sozinha comigo.

Rafe continuou a ser inquieto e sempre foi cavalgando para verificar alguma coisa. Nós só
tinha estado na

trilhar um curto espaço de tempo hoje, quando ele disse que estava indo para um mirante
para ver se ele poderia manchar jogo. Ele pediu Sven para andar ao meu lado, mas desta vez
Tavish se ofereceu para vir. Mesmo Rafe tomou nota, levantando uma sobrancelha curiosa
para mim antes de sair.

À primeira Tavish fez pequena conversa, perguntando-me como a minha volta estava sentindo,
dizendo que ele poderia retirar os pontos em uma semana ou assim, mas senti alguma coisa
estava em sua mente.

"Eu nunca respondi a sua pergunta", ele finalmente murmurou. "Que pergunta?", Perguntei.

Ele olhou de volta para a trilha e, em seguida, embarcou em um assunto completamente


diferente. "Rafe tinha se recusado a os barris e as jangada, mas eu prometi a ele que ele iria
trabalhar." Ele fez uma pausa, limpando a garganta. "No momento em que perdeu de vista
você no rio, eu tinha certeza nem de que você iria sobreviver. Aquelas horas que passamos a
procurar você fosse o longest- " Suas sobrancelhas puxadas juntas em uma carranca. "Eles
eram as horas mais longas que já sofreu."

"Não é sua culpa que caiu in-"

"É minha culpa", disse ele. "É o meu trabalho. Para pensar de cada pior cenário e tem um
plano para evitá-lo. Se eu tinha- "

"Se eu não estivesse usando esse vestido", eu disse, interrompendo-o. "Se o Conselho não
tinha terminado mais cedo. Se o Komizar não tinha matado Aster. Se ao menos eu tivesse
casado com Rafe, em primeiro lugar, como eu era suposto. Eu toco se o jogo também, Tavish.É
praticamente um hobby meu, mas eu descobri que é um jogo de infinitas possibilidades com
nenhum vencedor. Não importa quão grande dom ou habilidade, é impossível prever todos os
resultados. "

Ele não parecia convencido. "Mesmo depois que encontramos você, eu ainda não tinha
certeza de que iria viver. A expressão de Rafe rosto- " Ele balançou a cabeça como se ele
estivesse tentando apagar a memória. "Você me perguntou se eu estou sempre certo de
minhas habilidades e dons. Antes desse dia, a minha resposta seria sempre ter sido sim ".

"Seu plano não pode ter ido exatamente como você queria, mas fez nos salvar, Tavish. Eu digo
que não poupar seus sentimentos, mas porque é verdade. Com isso, tivemos uma chance. Sem
isso, nossas mortes estavam certos, isso eu sei, e você deve acreditar também. "Eu limpei
minha garganta como se perturbado. "Na verdade, eu comandá-la", acrescentei com um ar
altivo.

A sugestão de um sorriso quebrou sua expressão solene. Nós montamos em, desta vez em um
silêncio mais confortável, meus pensamentos deriva para a culpa que ele tinha realizado nos
últimos dias, a culpa que ainda gumes meus pensamentos.

"Uma outra coisa", ele finalmente disse. "Eu não entendo isso sabendo de vocês, mas eu quero
tentar. É o dom sempre errado? "

Errado? Pensei imediatamente em reivindicação de uma visão de nós juntos em Venda com
ele carregando um bebê em seu quadril do Kaden e, em seguida, lembrei do meu sonho
recorrente de Rafe me deixando para trás.

"Sim. Às vezes ", eu respondi.Às vezes, tinha que estar errado.

CAPÍTULO NOVE

KADEN

Tentando ajudar Griz de seu cavalo era como tentar lutar com um urso no chão. "Getcher
mãos de mim!", Ele gritou.

" Shhh! " Eu pedi pela centésima vez. Sua dor o fez descuidado. Seu rugido ecoou pelo
canyon. "Eles ainda poderia estar aqui."
Eu deixo de seu cinto e ele caiu, trazendo-me para baixo com ele. Nós tanto leigos na
neve. "Vá em frente sem mim," ele gemeu.

Fiquei tentado. Mas eu precisava dele. Ele poderia ser útil. E não havia nenhuma dúvida de
que ele precisava de mim. "Pare de reclamar e levantar-se." Levantei-me e coloquei minha
mão para ajudá-lo. Ele tinha todos os mortos

peso de um touro massacrado.

Griz não estava acostumado a confiar em ninguém, muito menos admitir a fraqueza. O corte
em seu lado começou escorrendo sangue novamente. Ele precisava de mais atenção do que o
meu trabalho bandagem precipitada. Ele murmurou uma maldição e pressionou o ferimento
com o braço. "Vamos."

Estudamos as faixas fora da caverna.

Griz usado sua bota para esmagar uma crista de neve feita por um casco de cavalo. "Eu tinha
razão. O galeirão velho trouxe aqui. "

Ele confessou-me que ele ea chamada Governador Obraun tinha uma história, e parte dela
incluiu esta caverna, um lugar que tinha escondido juntos quando eles escaparam das garras
de um campo de trabalho forçado.

O verdadeiro nome de Obraun foi Sven, e ele era um soldado na Guarda Real do
Dalbreck.engano de Sven não me surpreendeu tanto quanto Griz de. Eu suspeitava um monte
de gente de ser algo que eles não eram, mas eu nunca tinha suspeitado Griz de ser nada, mas
um Rahtan ferozmente leal. Não alguém que vendeu informações entre reinos, embora ele
acaloradamente reivindicado nenhum dos que nunca tinha traído Venda. Trabalhando com o
inimigo era traição suficiente.

Abaixei-me e olhei mais de perto a confusão de passos e corridas de cavalos. Alguns eram
cavalos Dalbretch, mas outros inequivocamente Vendan.

"Eles pegaram alguns nossos cavalos é tudo", disse Griz. Ou alguém tinha pego com eles.

Eu estava, o meu olhar seguir as pistas que desapareceram através dos pinheiros à frente. Eles
seguiram para leste, o que significava que não estavam sendo levados de volta para
Venda. Como eles conseguiram cavalos Vendan?

Eu balancei minha cabeça.

Jangadas. cavalos e suprimentos escondido.

Este foi um plano que tinha sido por muito tempo na tomada. Talvez a partir do momento Lia
pôr o pé na Venda. A única conclusão que eu poderia chamar a era que ela tinha me usado
desde o início. Cada palavra terna de seus lábios tinha servido a um propósito. I baralhado
através de todos eles. A última noite, quando ela me contou sua visão era de nós juntos ...
quando ela me perguntou sobre minha mãe
Ele virou meu estômago do avesso. Lia era a única pessoa que eu nunca tinha sequer sussurrou
o nome de minha mãe para. Vejo sua mãe, Kaden. Eu a vejo em você todos os dias. Mas agora
eu sabia que tudo o que ela viu quando ela olhou para mim era um deles. Outro bárbaro, e
alguém que não podia confiar. Mesmo que ela tinha me enganado, eu não podia acreditar que
o seu afeto para as pessoas eram nada, mas real. Que muito não foi um ato. Ele agitou em
mim, a memória de Lia de pé sobre uma parede, sacrificando segundos preciosos de sua fuga
para que ela pudesse falar ao povo uma última vez.

Fizemos o check dentro da caverna e encontrou manchas escuras no solo arenoso,


possivelmente de sangue de um animal morto -ou talvez de uma de suas próprias feridas. E
então eu vi um pedaço de tecido que não é maior do que a minha miniatura. Apanhei-
o. Brocado vermelho. Era um pedaço de seuvestido-confirmação de que ela tinha chegado tão
longe. Se ela foi capaz de montar, isso significava que ela ainda estava viva. Era uma
possibilidade nem Griz nem eu tinha trazido para cima. Ninguém tinha encontrado um corpo a
jusante, mas isso não significava um penhasco rochoso não havia escondido da vista.

"Eles não são muito à frente", eu disse. "Então o que estamos esperando?"Encontrá-la.

Não havia tempo a perder.

Olhei para Griz. O que realmente bom foi que ele vai fazer comigo? Ele mal conseguia levantar
uma espada, mesmo com o braço bom, e eu seria capaz de se mover mais rápido sem ele.

"Você não pode segurá-los por si mesmo", disse ele como se estivesse lendo minha mente.

Parecia que era exatamente o que eu teria que fazer. Mas Griz foi, pelo menos ainda uma
figura intimidante. Ele poderia fazer uma demonstração de força. Pode ser toda a borda que
eu precisava.

CAPÍTULO DEZ

Saí da gruta e olhou para fora na paisagem. A beleza das árvores vestidas com túnicas brancas
de brilho, e um mundo tão silencioso e santo como um Sacrista encontrou me, excetopara um
sussurro sem palavras suave que teceu através das copas das árvores. Shhh.

Os últimos dias finalmente tinha me dado o tempo com Rafe eu havia orado quando foram
presos do outro lado do rio. Claro que, com uma escolta de quatro, nós nunca estavam
sozinhos, por isso nossas afeições foram mantidos em cheque, mas, pelo menos tinha tempo
para andar ao lado do outro.

Falamos da nossa infância e nossos papéis em tribunal. Seu papel era muito mais intencional
do que a minha. Eu disse a ele como eu frustrado minha tia Cloris à distração, nunca se
encontrando seus padrões nas artes femininas. "E sua mãe?", Perguntou.

Minha mãe. Eu não tinha certeza de como responder a ele. Ela tinha se tornado um enigma
para mim. "Ela deu de ombros off advertências de tia Cloris," eu disse a ele. "Ela disse que era
saudável para mim para correr e brincar com meus irmãos. Ela encorajou-lo. "
Mas então algo mudou. Onde ela tinha uma vez do lado de me contra o Real Scholar, ela
começou a tomar o seu conselho; onde ela nunca tinha sido curta comigo, ela começou a
perder a paciência. Basta fazer como eu digo, Arabella! E então, quase se desculpando, ela iria
chamar-me em seus braços e sussurrar com lágrimas nos olhos, por favor. Basta fazer o que eu
digo. Depois que eu tive meu primeiro ciclo, eu tinha executado em seu quarto para lhe
perguntar sobre o dom que ainda não tinha aparecido.Ela estava sentada perto do fogo com
seu stitchery. Seus olhos brilharam com raiva, e ela perdeu um ponto, a agulha desenhar uma
gota de sangue em seu polegar e manchar a peça que tinha vindo a trabalhar há semanas. Ela
se levantou e jogou a coisa toda no fogo. Ele virá quando se trata, Arabella.Não tenha tanta
pressa. Depois que eu só cautelosamente trouxe até o presente. Eu tinha vergonha, pensando
que ela tinha tido uma visão de meus defeitos. Não me ocorreu que ela era a causa deles. "Eu
acho que minha mãe é de alguma forma parte de tudo isso, mas eu não sei como."

"Parte do que?"

À excepção do kavah no meu ombro, eu não sabia o que dizer. "Ela queria me mandar para
Dalbreck."

"Só depois que meu pai propôs. Lembre-se, foi idéia dele. "

"Ela foi junto com bastante facilidade", eu disse. "Minha assinatura nos contratos não tinha
secado antes que ela estava ligando para costureiras."

Um flash de surpresa, de repente iluminou seu rosto, e ele riu. "Eu esqueci de te contar.Achei
o seu vestido de casamento. "

Parei meu cavalo. "Você o que?"

"Eu tirou-a das silvas quando eu estava seguindo você para baixo. Ele estava rasgado e sujo,
mas não ocupam muito espaço, então eu enfiei na minha mochila. "

" Meu vestido? ", Eu disse, incrédula. "Você ainda tem isso?"

"Não, aqui não. Era muito arriscado para transportar em torno de Terravin. Eu estava com
medo que alguém iria vê-lo, então quando eu tive a chance, eu enchi-lo atrás de uma
manjedoura armazenados no sótão. Enzo provavelmente encontrou e jogado fora por agora. "

Berdi talvez, mas não Enzo. Ele nunca fez mais arrumar do que ele tinha que fazer. "Por que,
em nome dos deuses que você mantê-lo?", Perguntei.

Um sorriso jogado atrás de seus olhos. "Eu não tenho certeza. Talvez eu queria algo para
queimar no caso eu nunca pego com você. "Uma sobrancelha de desaprovação disparou. "Ou
a estrangulá-lo com se eu fiz."

Eu reprimi um sorriso.

"Ou talvez o vestido me fez pensar sobre a garota que tinha usado", disse ele. "O único
corajoso o suficiente para o polegar o nariz em dois reinos."
Eu ri. "Bravo? Eu estou com medo, ninguém no meu reino iria vê-lo dessa maneira, nem o seu
provável. "

"Então eles estão todos errados. Você estava bravo, Lia. Confie em mim. "Ele começou a
inclinar-se para me beijar, mas foi interrompido pelo relincho do cavalo de Jeb não muito
longe atrás de nós.

"Temo que estamos atrapalhando todo mundo", disse eu. Ele fez uma careta, sacudindo as
rédeas, e seguiu em frente.

Corajoso o suficiente para o polegar o nariz em dois reinos. Acho que foi como meus irmãos
viram-lo também, mas certamente não é o meu pais-nem o gabinete.

"Rafe, você já se perguntou por que eu era o único que tinha que ir para Dalbreck para garantir
a aliança? Que não poderia ter sido realizado tão bem por você vir para Morrighan?Por que é
sempre a menina que deve desistir de tudo? Minha mãe teve que deixar sua terra natal. Greta
teve que sair dela. Princesa Hazelle de Eilandia foi enviado para Candora para criar uma
aliança. Por que um homem não pode adotar a terra natal de sua esposa? "

"Eu não poderia porque eu estou indo para governar Dalbreck um dia. Eu não posso fazer isso
a partir do seu reino. "" Você não é o rei ainda. Foram os seus deveres como um príncipe mais
importante do que a minha como uma princesa? "" Eu também sou um soldado do exército de
Dalbreck. "

Lembrei-me de reivindicação da minha mãe que eu era um soldado no exército de meu pai,
um ângulo de dever ela nunca tinha usado antes. "Como eu estou em Morrighan de," eu disse.

"Realmente," ele respondeu, seu tom duvidoso. "Você pode ter tido que sair de sua terra
natal, mas fez você

considerar tudo que você teria ganho como minha rainha? "

"Você fez considerar tudo que você poderia ter ganho como meu rei?" "Você estava
planejando para depor seus irmãos?"

Suspirei. "Não. Walther teria feito uma multa rei. "

Ele me perguntou sobre meu irmão, e eu consegui falar sobre ele sem lágrimas nos olhos, pela
primeira vez, recordando a sua bondade, a paciência, e todas as maneiras que ele me
encorajaram. "Ele foi quem me ensinou como jogar uma faca. Foi um de seus últimos pedidos
para mim, que eu manter a minha prática ".

"Isso era a mesma faca que usou para matar o Komizar?"

"Sim. Fitting, você não acha? E depois que eu o esfaqueou, eu usei-o para matar Jorik. Isso é
onde o deixei, preso no meio da garganta. É provavelmente para venda no jehendra até
agora. Ou Malich está a usá-la a seu lado como uma lembrança de seu carinho eterno por
mim. "

"Você está tão certo de que Malich é o próximo Komizar?"


Dei de ombros. Não, eu não tinha certeza, mas da Rahtan, ele parecia o mais cruel e com fome
de poder -pelo menos daqueles que foram deixados vivos. A preocupação enterrou através de
mim.Como tinha o povo na praça saíram, e o que eles pensam quando desapareceu? Uma
parte de mim ainda estava lá.

"Diga-me mais sobre o seu reino," eu disse, tentando banir os meus piores pensamentos da
minha cabeça. "Não vamos perder mais uma palavra sobre vermes como Malich."

Rafe parou o cavalo de novo, então lançou um olhar de advertência por cima do ombro para
os outros para manter sua distância. Seu peito subia em uma respiração lenta e profunda, e
sua pausa fez-me sentar maior em minha sela. "O que é isso?", Perguntei.

"Quando você estava viajando por todo o Cam Lanteux ... fiz qualquer umdeles,
se ele machucar você?" Não era. Finalmente.

Eu tinha se perguntou se alguma vez vir. Rafe nunca tinha me fez uma só pergunta sobre esses
meses eu estava sozinho no deserto, com os meus captores-o que tinha acontecido, como eu
tinha vivido, o que eles tinham feito -e ele evitou qualquer menção de Kaden em tudo.Era
como se um incêndio queimou tão brilhantemente dentro dele, ele não podia se permitir ficar
muito próximo a ele.

"O que ele está se referindo?"

Seu olhar vacilou. "Malich", ele respondeu. "Isso é que estávamos falando."

Não, não apenas Malich. Kaden sempre fervia sob a superfície. Este foi sobre ele mais do que
ninguém.

"Meu tempo de atravessar a Cam Lanteux era difícil, Rafe. Na maioria das vezes eu estava com
fome.Todo o tempo eu estava com medo. Mas ninguém me tocou. Não da maneira que você
está pensando.Você poderia ter me perguntado há muito tempo. "

Sua mandíbula se contraiu. "Eu estava esperando por você para levá-la. Eu não tinha certeza se
ele foi muito doloroso para você falar. Tudo que eu queria era para você sobreviver para que
pudéssemos estar juntos novamente ".

Eu sorri e chutou a bota com a minha própria. "E nós estamos juntos."

***

À noite, quando nós poderíamos encontrar abrigo que proporcionou alguma medida de
conforto, eu li em voz alta a partir da Última Testamentos de Gaudrel. Todos eles ouviram com
fascínio.

"Parece que Gaudrel era um vagabundo", disse Rafe. "Mas sem vagão colorido", acrescentou
Jeb.

"E nenhum desses bolos saborosos sábio", Orrin meditou.


"Foi logo depois da devastação", eu disse a eles. "Ela e os outros foram sobreviventes apenas
tentando encontrar o seu caminho. Acho Gaudrel pode ter sido uma testemunha e um dos
antigos originais. "

"Não é muito parecido com a história Dalbreck", disse Sven.

Percebi que estava em grande parte ignorantes da história Dalbreck. Desde que era um reino
que tinha saltado de Morrighan muitos séculos depois que se estabeleceu, eu tinha assumido a
sua visão da história foi a mesma que a nossa. Não foi. Enquanto eles reconheceram que Breck
era um príncipe exilado do Morrighan, a sua conta da devastação e suas conseqüências era
diferente, aparentemente, fundindo com as histórias de tribos nômades que deram o príncipe
fuga passagem segura para as terras do mesa do sul.

Parecia que eu tinha topado com mais uma história que entrou em conflito com o Santo Texto
de Morrighan. A conta de Dalbreck, pelo menos como Sven disse ele, tinha um número preciso
para osremanescentes, exatamente mil sobreviventes escolhidos. Eles se espalhar para os
quatro cantos da terra, mas o mais forte e mais corajoso em direção ao sul até que um dia se
tornaria Dalbreck.Breck reuniram-los e colocou a primeira pedra de um reino que se tornaria
maior do que todos os outros. De lá, foi tudo sobre heróis e batalhas e o crescente poderio de
um novo reino favorecido pelos deuses.

As únicas coisas que todas as histórias tinham em comum era um sobrevivente Remanescente
e uma tempestade. Uma tempestade de proporções épicas que devastou a terra.

"Eu tinha avisado Venda não andar muito longe da tribo," Eu li em voz alta testamento de
Gaudrel. "Cem vezes, eu tinha avisado. Eu era mais sua mãe do que sua irmã. Ela veio anos
após a tempestade. Ela nunca sentiu o chão tremer. Nunca vi o sol fica vermelho. Nunca vi o
céu ficar preto. Nunca vi o fogo irrompeu no horizonte e sufocar o ar ".

Eu li mais algumas passagens, em seguida, fechou o livro para a noite, mas as descrições da
tempestade permaneceu, e eu virei a conta de Gaudrel mais silenciosamente em minha
mente.Onde estava a verdade? O chão tremeu, e fogo irrompeu no horizonte. Isso era uma
verdade Gaudrel havia realmente testemunhado.

E foi o que eu tinha visto também.

Quando o Komizar me mostrou sua cidade exército, fogo irrompeu como os brezalots
explodiu, o chão tremeu, e os campos de ensaio manchado o céu com fumaça cobre,
sufocando o horizonte.

Sete estrelas. Talvez toda a destruição não foi arremessado do céu.

Talvez houvesse um dragão de muitas faces, mesmo assim.

CAPÍTULO ONZE

RAFE

A pergunta de Lia ficou comigo. Por que, em nome dos deuses que seria mantê-lo?
Eu tinha desviado por respostas, porque eu não me conheço. Quando eu encontrei o vestido,
eu tinha amaldiçoado a repetidamente como eu desembaraçou-lo dos galhos espinhosos. Eu
sou o príncipe herdeiro de Dalbreck por causa dos deuses. Por que estou limpeza após um
fugitivo mimada? Quando eu libertou o vestido e segurou-o, eu estava ainda mais nervoso. Eu
não era de me debruçar sobre tecidos ou moda como Jeb, mas mesmo eu podia ver a sua
beleza incomparável. Sua negligência completa para o trabalho cuidadoso que tinha ido para
ele apenas alimentou a minha fúria. Mas isso ainda não explica por que eu fui para o problema
para enchê-lo na minha bolsa.

Eu sabia agora. Não era para queimá-lo ou movê-lo em seu rosto. Era algo que eu nem sequer
admitir para mim na época. Foi mandado para a sua prisão Eu tinha ouvido falar. Seu próprio
pai estava caçando-a como se ela fosse um animal. Eu tinha enchido o vestido na minha bolsa
porque eu sabia que, eventualmente, alguém viria. Eu não queria um deles para encontrar
o vestido, ou ela.

Eu finalmente chegou a uma crista onde eu tinha uma vista da trilha atrás de nós. Esperei,
estudando a paisagem. Quantos mais desculpas eu poderia evocar para Lia? Desta vez eu
alegou que eu estava procurando por o cume que levou para o vale que chegaria hoje. Eu não
quero que ela se preocupe desnecessariamente, mas agora não havia razão para se
preocupar. Eu descoberto o que eu suspeitava o tempo todo e voltou para contar aos outros.

"Vá", eu sussurrei para Tavish. "Menos de um quarto de milha de volta. Círculo em torno ao
sul. Há uma boa cobertura, e você vai ser downwind no caso dos cavalos fazem barulho. Eu
não podia ver quantas através das árvores. Eu vou ficar aqui com ela. "

Tavish assentiu, e eles partiu.

I soltou a alça na minha bainha e segurou meu punho tão Lia mancou de volta de uma breve
viagem por trás de alguns arbustos espinhosos. Ela os viu andando de distância, e um vinco
irritado franziu as sobrancelhas. "Agora, onde estão eles indo?"

Dei de ombros. "Eu descoberto um bando de gansos, e todos eles estão almejando um ganso
suculento para o jantar hoje à noite." "Eu não entendo. Pensei que estávamos com pressa para
chegar ao fundo do vale. "

"Estamos fazendo um bom tempo, e nós precisamos de comer esta noite." Seus olhos se
estreitaram. " Todos eles precisavam ir?"

Afastei-me, usando a premissa de buscar alguma coisa no meu alforje. "Por que não?", Eu
disse.

"Orrin não é o único que gosta de caçar."

Eu senti o silêncio em minhas costas, e eu imaginei-a com as mãos nos quadris. Eu não acho
que ela iria comprá-lo novamente.

Quando me virei, a cabeça foi angulares com acusação.


"Eu visto algo através das árvores quando eu estava fora", expliquei. "Foi um longo
caminho. Estou certo de que era apenas uma manada de veados, mas eles estão indo para ir
verificar apenas para ter certeza. "

CAPÍTULO DOZE

Eu sabia que não era veado.

Quinze minutos se passaram.

Em seguida, uma hora.

"Devemos ir procurá-los?", Perguntei.

"Não", Rafe insistiu, mas eu o vi circulando. Posicionando os cavalos. Sua mão de retornar ao
seu punho novamente e novamente.

Finalmente, ouviu o relincho de babados de um cavalo por entre as árvores, e nós dois girou
em direção ao som. Tavish saiu da floresta, levando dois cavalos por trás dele. "Bem, bem,
bem", ele cantou. "Você

estavam certos. Olhe o que encontramos. "

Os outros seguiram atrás dele, e quando Sven e seu cavalo mudou de lado, eu ofegante. Pelos
deuses. Não podia ser.

Eu mancando para a frente, mas Rafe estendeu a mão para me impedir.

Orrin e Jeb tiveram seus arcos retesados, setas voltadas com a lâmina afiada de concentração
de Kaden e corações de Griz enquanto caminhavam-los em nosso acampamento. Era como se
eles não confiar em uma espada para derrubar Griz e uma distância segura era a melhor
estratégia.Sven já tinha aliviado-los de suas armas.

Rafe se aproximou deles, olhando Kaden. Kaden voltou seu olhar gelado. Minha respiração
congelou em meu peito. Nada tinha mudado entre eles. Seus olhares estavam carregados de
ameaça, embora Kaden não estava em posição de ameaçar ninguém.

"Então nos encontramos de novo, Prince Jaxon."

"Então o que fazemos", Rafe respondeu, com a voz tão frágil como o ar. "Mas parece que você
viajou um longo caminho para nada. Sot estúpido. "

As narinas de Kaden queimado. Ele não tinha perdido a ironia de seus própriosmuito tempo
atrás palavras que estão sendo jogados de volta em seu rosto.

"O que devemos fazer com eles?", Perguntou Tavish.

Rafe olhou para Kaden para o que pareceu uma eternidade, depois deu de ombros como se
fosse de pouca matéria. "Matá-los", disse ele.

Eu pulei para a frente agarrando seu braço. "Rafe! Você não pode matá-los! "
"O que eu devo fazer, Lia? Leve-os prisioneiros? Olha o tamanho daquela! ", Ele disse,
apontando para Griz. "Eu nem sequer têm corda suficiente para ir ao redor dele."

"Há corda em sua engrenagem", retruquei, acenando com a mão em uma bobina pendurado
na parte de trás do cavalo de Griz.

"E então o quê? Amarrá-los para que eles possam esperar pela oportunidade para cortar todas
as nossas gargantas e levá-lo de volta para Venda de novo? O que você acha que está aqui? Só
para dizer Olá? "

Kaden um passo à frente, e ambos Orrin e Jeb gritou com ele para manter sua posição,
puxando seus arcos tenso de ameaça. Ele parou. "Nós não queremos levá-la de volta", disse
ele. "Estamos aqui apenas para acompanhar e protegê-la. Um esquadrão de Rahtan e First
Guard são acusados de caça-la. Eles poderiam estar aqui a qualquer momento. "

Rafe riu. "Você, escolta e protegê-la? Você me levar para um tolo? "

Um sorriso iluminou os olhos de Kaden. "Isso não vem ao caso, não é? O que é mais
importante, o seu orgulho ou a vida de Lia? "

"E é por isso que você estava perseguindo a gente? Para protegê-la? "

"Estávamos assistindo para os pilotos Vendan, na esperança de interceptá-los antes de


chegarem a ela." "E, no entanto, os únicos pilotos Vendan eu vejo sãovocê. "

Eu não culpar Rafe para recusando a alegação de Kaden. Eu questionei suas motivações
também. Escoltar-me? Quando ele tinha reivindicado que eu pertencia na Venda com
ele?Quando ele me assegurou, a cada passo que não havia maneira de me escapar? Há
claramente tinha sido. Ele tinha encontrado uma outra maneira através do rio. Minha
desconfiança surgido.

Eu mancando para a frente, evitando esforços de Rafe para me parar. Eu mantive uma
distância segura, mas olhou severamente para Griz. "Coloque as mãos atrás das costas.Agora."

Ele me olhou, hesitante, mas depois, lentamente, fez como eu instruído. "Bom", eu
disse."Agora, depois de amarrá-lo, você deve me dar sua palavra de que não vai tentar
escapar, e se Kaden deve tentar, você deve prometer que vai derrubá-lo."

"Como eu poderia fazer isso com minhas mãos atadas?", Perguntou.

"Eu não me importo como você fazer isso. Cair sobre ele. Isso deve impedi-lo. Tenho a sua
palavra? "Ele assentiu.

Rafe agarrou meu braço e começou a me arrastar para longe. "Lia, nós não estamos indopara-"

Eu torci o braço livre. "Rafe! Nós não estamos indo para matá-los! "Olhei acusador de volta
para Kaden. "No entanto," eu adicionei. Eu pedi-lhe para colocar as mãos atrás das costas
também. Ele não se moveu, apenas a olhou, seus olhos perfuração em mim, tentando culpa
empurrada de volta em mim por tê-lo enganado. "Eu não vou pedir-lhe uma segunda vez,
Kaden. Faça."
Ele lentamente colocou as mãos atrás das costas também. "Você está cometendo um erro",
disse ele. "Você vai precisar de mim."

"Amarrá-los," eu disse para Tavish e Sven. Nem se mexeu, adiando em vez de Rafe para uma
resposta. A mandíbula de Rafe era rígido com raiva.

"Rafe", eu sussurrei entre os dentes cerrados.

Ele cedeu e sinalizou para Sven e Tavish, então me puxou para trás os cavalos, montando sua
fúria. "Qual o problema com você? A palavra de Griz não vale nada, e Kaden de até
menos. Como vamos viajar com eles? Griz vai quebrar a sua palavra pela primeira vez nós- "

"Ele não vai quebrar sua palavra."

Exasperação atravessou o rosto de Rafe. "E como você sabe que ?" "Porque eu ordenou, e ele
acredita que eu sou sua rainha."

CAPÍTULO TREZE

The Valley of the Giants não era o que eu esperava. Na bacia exuberante abaixo de nós,
enormes templos quadradão cobertas de verde e ouro serpenteava por milhas em fileiras,
como esconderijo de um gigante de cobertas de musgo troncos. Sven disse legenda alegou que
para ser um mercado dos Antigos. Que tesouros tinham sido tão grande e imenso que as
estruturas de igual estatura tinha sido necessário? Alinharam um caminho que serpenteava
pelo vale e, finalmente, desapareceu atrás de montes baixos. Árvores com folhas douradas
brotou entre eles, e musgo esmeralda e videiras cobrem as suas paredes. Mesmo que alguns
tinham caído em escombros, muitos estavam estranhamente intacta, assim como na Cidade
de Magia Negra, quase como se os Antigos ainda percorriam lá. Mesmo de longe, eu podia ver
os restos de sinalização que outrora marcaram o caminho. Por que esta cidade foi poupada
dos estragos da devastação e do tempo?

Isso me fez pensar se isso era outro lugar que Griz e seus companheiros tinham evitado,
temendo que os espíritos escuros dos Anciães levantou as paredes. Ele e Kaden andou à frente
de nós, atravessando a pista torcendo para o lado da montanha. Rafe não iria deixá-los
andar. Ele disse que era mais seguro para poder caminhar à frente de Jeb e Orrin, que ainda
tinha os seus arcos no pronto, embora mãos de Griz de Kaden e foram firmemente amarradas
atrás das costas.

"Será que você realmente ter matado a sangue frio?", Perguntei. "É nada menos do que o que
ele ordenou para mim."

"Olho por olho? É assim que este material soldado funciona? "

Um silvo irritado escapou por entre os dentes de Rafe. "Não, eu não teria matado-los no
local. Eu provavelmente teria esperado para Kaden fazer algo estúpido no calor domomento,
que ele certamente vai-e então eu o teria matado. Oh, espere, desculpe-me! Eu
esqueci. Estamos todos em boas mãos. Griz prometeu cair sobre ele se ele saiu da linha. Eu
tenho esse direito? "
Voltei seu sarcasmo com um olhar de aço. "Em seguida eu vou pedir-lhe para cair
sobrevocê. Guarde o seu cinismo. Tudo o que eu precisava saber era que você não iria matá-
los a sangue frio ".

Rafe suspirou. "Mas não faz mal para eles a pensar que eu o faria. Eu não confio em nenhum
deles, e ainda temos um longo caminho até alcançarmos a segurança do posto avançado. "

"Há quanto tempo você sabe que eles estavam nos seguindo?"

"Eu suspeito por alguns dias agora. Eu vi fumaça branca cedo uma manhã. Uma fogueira sendo
encharcado, eu imaginei. O que eu não consigo entender é como eles nos alcançaram tão
rápido ".

"Eu sei." Assim que o último nó foi amarrado em suas mãos, de Kaden há muito
tempoexplicação, nenhuma outra maneira , beliscou dentro de mim. Foi mais uma de suas
mentiras.No mínimo, ele deliberadamente havia pintado um quadro que me fez assumir as
coisas.

"Kaden levou-me a acreditar que a ponte para Venda tinha substituído a antiga passarela que
utilizado para abranger o rio. Eu estou supondo, perigoso ou não, em algum lugar não muito
longe do Sanctum, ele ainda existe. Que significa que se Griz e Kaden ficou do outro lado,
outros provavelmente também o fez. Ele pode não ter mentido sobre o plantel ".

Rafe estendeu a mão e passou os dedos pelo cabelo. Esta foi uma notícia que não queria
ouvir. Se tivéssemos uma vantagem em tudo agora, foi apenas porque a neve tinha coberto
nossas faixas.

Commotion eclodiu em frente de nós. O raspar de cascalho, o relinchar dos cavalos e gritos
assustados explodiu em frente ao ar.

Uau!

Cópia de segurança!

Cuidado!

A trilha foi subitamente Bedlam como cavalos tropeçaram um no outro. A espada de Rafe
passou da bainha. Eu instintivamente chamou a minha também, embora eu não sabia o que eu
estava me defendendo de.

O cavalo de Orrin foi a criação de volta, e os outros estavam tentando controlar seus cavalos
deslizando na pista estreita. Por alguns segundos, a confusão reinou e, depois, viu o que tinha
acontecido. Griz tinha caído, bloqueando o caminho. Kaden ajoelhou-se ao lado dele, gritando
para alguém para desamarrá-lo para que ele pudesse ajudar a Griz.

Rafe ordenou a todos para manter as suas posições, como se suspeitasse um truque. Ele
desmontou para investigar, mas rapidamente viu onde a capa de Griz tinha caído longe,
revelando tecido sangrenta, molhada em seu lado. Seu rosto era ceroso e úmido, e eu sabia
que não era um truque. O Jorik ferida tinha infligido dias atrás ainda estava sangrando.
"O que aconteceu?", Perguntou Rafe.

"Não é nada", Griz rosnou. "Apenas me dê uma mão"

"Cale a boca", Kaden disse a ele. Ele olhou para Rafe. "É da batalha no terraço. Ele pegou uma
espada em seu lado. Eu tentei fazer um curativo, mas ele continua abrindo back-up. "

Griz rosnou para Kaden e tentou se levantar por conta própria, mas Rafe segurou-o para baixo
com sua bota. "Não se mova", ele ordenou, então gritou por cima do ombro para
Tavish."Vamos dar uma olhada nisso."

Kaden foi escoltado vários pés de distância de Orrin e dirigido para sentar enquanto Tavish
examinou Griz. O resto de nós pairava, observando como Tavish puxado para cima colete e
camisa suja de Griz, e depois cortar as bandagens encharcadas.

Sven gemeu quando viu a ferida, e eu reprimiu um estremecimento. A oito polegadas ferida
estava coberta com sangue negro seca, ea pele em torno dele estava vermelho e
inflamado. Pus amarelo escorria da ferida.

Tavish sacudiu a cabeça, dizendo que não podia fazer nada sobre isso aqui na trilha. Ele
precisava de água quente e de limpeza antes que ele pudesse costurar nada. "Vai levar algum
trabalho."

A maneira como ele disse trabalho , eu sabia que ele mesmo era duvidoso sobre o quanto ele
seria capaz de fazer. Ajoelhei-me ao lado Griz. "Você tem alguma thannis com você?",
Perguntei.

Ele balançou sua cabeça.

"Eu tenho alguns," Kaden chamou de sua posição guardada vários pés de distância. "Eu não
estou bebendo qualquer thannis," Griz gemeu.

"Silêncio!", Eu disse. "Se eu te mandar para beber, você vai beber." Mas o que eu tinha em
mente era um cataplasma uma vez que chegou até o vale para ajudar a tirar um pouco do
veneno.

Eles desamarrou suas mãos, e levou Rafe, Jeb, e Sven trabalhar em conjunto para obter Griz a
seus pés. Vários maldições depois, eles finalmente carregado lo em seu cavalo. Eles já não
estavam preocupados com ele fazendo movimentos bruscos. Kaden ainda foi forçado a andar
à frente de nós. Seu status não havia mudado.

Sven montou perto de Griz, e quando ele oscilou na sela, Sven estendeu a mão e agarrou seu
braço para firmá-lo.

Por causa dos atrasos com Griz e Kaden se juntar à nossa caravana, não chegamos ao fundo do
vale até o anoitecer. Kaden tinha andado por cinco horas agora com as mãos amarradas atrás
das costas. Eu vi a fadiga em seus passos, mas, estranhamente, em vez de simpatia, minha
própria raiva e medos ressurgiu. Quantos meses eu tinha sido na mesma posição, a fome a
metadeprisioneiro, humilhada e com medo, sem saber se eu iria viver outro dia? Ele não tinha
sofrido a metade do que eu tinha. Ainda. A diferença inquietante era que ele tinha vindo
procurando este problema. Por que ele estava realmente aqui?

Descemos a avenida principal, cercado pelos gigantes quadradão misteriosos. Muitas das
antigas paredes e telhados ainda estavam intactos. Houve uma corrida rápida para escolher
um abrigo adequado, o que significava que poderia ser defendida-apenas no caso.

Rafe e Tavish conferida, e uma ruína foi decidida. Nós todos reunidos braçadas do que solto e
ramos que se possa encontrar seca e arquivado na habitação cavernoso, levando os cavalos
com a gente. Ele provavelmente poderia ter realizado um regimento inteiro.

Assim que um incêndio estava rugindo, eu preparei um cataplasma, ajudando-me a tudo o que
estava no alforje de Kaden. Tavish afiada a faca e iniciou-Griz. Nosso abrigo subiu várias
histórias, e grossas placas de pedra que tinham caído de lugares mais altos cobriam o chão em
torno de nós. Griz foi colocado para fora em um deles. Tão fraco como ele era e, agora,
parecia, um pouco delirante, que levou todos os quatro deles para segurá-lo enquanto Tavish
limpou o ferimento.

Kaden foi condenada a sentar-se em uma área aberta longe da engrenagem e fogo. Sentei-me
nas proximidades de um grande bloco de rocha, guardando-o, uma espada em meu colo.Um
sentimento estranho amarrado dentro de mim, como uma refeição que não foi comido
corretamente, apressado e desconfortável. Notei seus braços, ainda amarradas atrás das
costas. Um gosto amargo subiu na minha garganta.

Ele era o prisioneiro agora, como o prisioneiro ele me fez. Todas as suas ações que eu tinha
descartadas e

esquecido, porque eu sabia que, de alguma forma distorcida ele também tinha salvado minha
vida, de repente estavam tão fresco e doloroso como se tivessem acontecido ontem. Eu senti o
corte corda em meus pulsos e o terror sufocante de tentar respirar debaixo de um capuz preto
que ele tinha puxado sobre a minha cabeça. Senti vergonha de chorar enquanto meu rosto foi
moído na areia. Minhas emoções não eram cegueira e explosivo, como haviam sido na época,
mas agora estavam apertados e contido, como um ritmo animal behind a gaiola das minhas
costelas.

Kaden conheci o meu olhar, seus olhos revelando nada; frio, calmo, morto. Eu queria ver o
terror neles. Medo. Assim como ele tinha certamente visto em minha quando eu descobri que
não era o comerciante de pele que ele tinha reclamado de ser, mas um assassino enviado para
me matar.

"Como se sente?", Perguntei.

Ele agiu como se ele não sabia o que eu estava falando. Tentei incitar o medo para a
superfície. "Qual é a sensação de ter suas mãos amarradas atrás das costas? Para ser arrastado
pelo deserto, sem saber o que vai acontecer com você? "Forcei um sorriso longo e luxuoso
como se eu estava gostando da virada nossas fortunas. "Como é a sensação de ser um
prisioneiro, Kaden?"
"Eu não estou apaixonado por ela, se é isso que você quer ouvir."

Meus olhos ardiam. Eu queria muito mais do que isso. "O que eu quero é vê-lo implorar por
sua libertação. Para negociar desesperadamente por sua vida como eu tinha que ".

Ele suspirou.

"Isso é tudo que eu vejo? Um suspiro?"

"Eu sei que você sofreu, Lia, mas eu fiz o que eu achava que era certo no momento. Eu não
posso ter de volta o que eu fiz. Eu só posso tentar fazer as pazes ".

Engasguei com a palavra. Eu sabia amargamente o custo de tentar fazer as pazes, e como
pateticamente eles poderiam ficar aquém. Quando Greta morreu, eu pensei que era tudo
culpa minha, enquanto eu tentava fazer as pazes , mas agora eu percebi que ainda não tinha
conhecido as regras do jogo que tinha sido arrastado para, nem todos os jogadores-como os
traidores de volta em Civica. Meu pazes teria mudado nada. As mentiras continuou e
continuou. Assim como as mentiras de Kaden.

"Você mentiu para mim sobre a passarela," eu disse. "Ele estava lá o tempo todo."

"Sim. Quatro milhas ao norte do portão Brightmist. Não é mais lá. Nós cortá-la. " Quatro
milhas? Poderíamos ter chegado lá a pé.

Eu me inclinei sobre a rocha. "Então, que história astúcia que você girar para levá-los para
poupar suas vidas? Tenho certeza de que foi um excelente. Você é o mestre do engano, afinal
de contas ".

Ele me estudou, seus olhos castanhos tão escuro e profundo como a noite. "Não", disse
ele. "Não mais. Eu acho que o título tenha caído para você. "

Eu desviei o olhar. Era um título que eu ficaria feliz em abraçar se ele poderia me conseguir o
que eu precisava. Olhei para a dança luz do fogo em todo o aço da espada, ambos os lados
igualmente afiada e reluzente. "Eu fiz o que tinha que fazer."

"Todas essas coisas que você me disse? Só o que tinha que fazer? "

Eu estava, a espada ainda na minha mão. Eu não estava indo para se discutiram por um
caminho de culpa. "Quem mandou você, Kaden?" Eu exigi. "Por que você está aqui? Foi
Malich? "

Um sorriso enojado torceu o lábio. "Diga," eu disse.

"No caso de você não tinha notado, Lia, estávamos em desvantagem nesse dia no terraço.Nós
mal escapou com nossas vidas. Faiwel morreu. Assim fizeram os outros guardas que lutaram
ao nosso lado. Griz e eu consegui lutar nosso caminho de um portal no nível mais baixo, e
selou a porta atrás de nós. De lá, se escondeu em várias passagens abandonada por três
dias. Quando eles não podiam encontrar-nos, eles assumiram que tinham escapado em outra
jangada ".
"E como você saberia o que eles assumiram? Ou que houve um esquadrão enviado atrás de
nós? "

"Uma das passagens que se escondeu em estava ao lado Sanctum Hall. Ouvimos as ordens
Komizar Gritar, um dos quais foi para encontrá-lo ".

Meus joelhos virou-se para a água. Olhei para Kaden, a caverna de repente, girando com
sombras. "Mas ele está morto."

"Ele poderia ser até agora. Ele era fraco, mas Ulrix chamado para os curadores. Eles estavam
cuidando dele ".

Minhas pernas cederam, e eu caiu para o chão. Eu vi os olhos do Komizar perfuração em mim,
na recusa ao dragão para morrer.

"Lia", Kaden sussurrou, "me soltar. Por favor. É a única maneira que eu posso ajudá-lo. "Ele
chegou mais perto, até nossos joelhos quase se tocaram.

Tentei me concentrar, mas em vez disso eu estava cheirando o sangue salgado que tinha
derramado para o terraço, vendo o brilho dos olhos de Aster, ouvindo os gritos da multidão,
sentindo o aperto gelado da faca como eu puxei-o de sua bainha, o dia voltando à vida, a
descrença de que tinha tomou conta de mim, os segundos que mudaram tudo, a Komizar
amassando até o chão, e minha esperança ingênua inchaço que realmente poderia ser mais.

Palavras, seco como giz, estava na minha língua. Engoli em seco, em busca de saliva, e
finalmente conseguiu um sussurro rouco. "O que aconteceu com os outros, Kaden? Calantha,
Effiera, os servos? "Eu acertou outra meia dúzia de nomes daqueles que tinham sido simpático
para mim, aqueles que tinham me olhou com olhos esperançosos. Eles esperavam algo de mim
que eu não entregar. Uma promessa que eles ainda estavam esperando.

Com a testa franzida. "A maioria morta provável. Clãs que aplaudiu a sua sucessão na praça
sofreram perdas. Era uma mensagem. Eu não sei os números, mas pelo menos uma centena
foram abatidos. Todos clã de Aster, incluindo Effiera ".

Meus pensamentos giravam. "Yvet e Zekiah?", Perguntei, não tenho certeza se eu realmente
queria saber a resposta. "E Eben?"

"Eu não sei". Mas o tom de sua voz tinha pouca esperança. Ele olhou para o meu colo. A
espada ainda estava em toda ela.

Parte de mim queria desamarrá-lo, acreditar em cada palavra que ele tinha me dito, que ele
estava aqui apenas para nos ajudar

escapar, mas a história de Rafe não encontrou Kaden do. Rafe tinha visto o Komizar mortos.Ele
disse Sven ele tinha visto o cadáver arrastado.

A caverna estremeceu com um grito berros súbita. Ouvi Sven maldição e os gritos dos outros
tentando segurar Griz para baixo. A vibração preocupado de pássaros empoleirados no alto
nos enviou os restos de areia chover.
Kaden olhou para cima como se algo mais poderia se escondem nos pisos escuros acima de
nós. "Desata-me, Lia. Antes que seja tarde. Eu prometo a você que não estou mentindo. "

Eu estava de pé, tirando a poeira de minhas calças, uma dor familiar que floresce em meu
peito.Venda vem sempre em primeiro lugar. Seus longos-há palavras queimado brilhante. Se
quaisquer palavras eram verdadeiras no coração de Kaden, eu sabia que era quem.

Eu levantei a espada e pressionou sua borda afiada para seu pescoço. "Você pode ter salvo a
minha vida, Kaden, mas você ainda não ganhou a minha confiança. Eu me preocupo com todos
esses homens que eu estou viajando com. Eu não vou tê-los prejudicado. "

Seus olhos ardiam com a frustração. As coisas eram diferentes agora. Não havia muito mais em
jogo do que apenas minha vida e salvá-lo. Havia todos que eu amei em Morrighan, todo
mundo me preocupava em Venda, cada um dos homens desta empresa que eu andavacom-
eles foram encadeados em cada pensamento e movimento que eu fiz. Eles tinham que se
tornar parte de seus pensamentos também. Ele tinha que cuidar como eu fiz. Venda não
poderia vir para ele primeira anymore. Mesmo que eu não poderia vir em primeiro lugar.

***

Fiquei enrolado nos braços de Rafe, exaustão ultrapassagens nós dois. Eu tinha perguntado
novamente sobre a Komizar, dizendo-lhe o que Kaden disse. Ele me disse para não se
preocupar, que o Komizar foi morto, mas eu vi sua hesitação neste momento antes de
responder, a folga em sua mandíbula, a simples momento parado, que me disse que eu
precisava saber. Ele estava mentindo. Ele não tinha visto o corpo arrastado. Eu não tinha
certeza se eu deveria estar zangado com ele, ou grato. Eu sabia que ele estava apenas
tentando acalmar meus medos, mas eu não queria ser acalmado. Eu queria estar preparado.Eu
não empurrar o ponto. Resto foi mais imperativo para a nossa sobrevivência. Seus olhos
estavam alinhados com a fadiga.

Fomos aninhado em um canto escuro da ruína que nos proporcionou apenas uma pequena
quantidade de privacidade. Algumas placas caídas nos separado dos outros e o brilho da luz do
fogo. Orrin tinha primeiro relógio. Eu podia ouvi-lo andando no chão de cascalho apenas pés
de distância. Talvez fosse o barulho de pássaros em algum lugar acima de nós, ou o uivo
distante de lobos que o manteve na borda. Ou o fato de que o assassino agora dormia entre
nós. Talvez por isso nenhum de nós conseguia dormir.

Apenas Griz parecia encontrar sono profundo, varrido em algum escuro cheio de
sonho mundo. Tavish disse que se ele fez isso durante a noite, ele poderia ter uma
chance. Não havia mais nada qualquer um de nós poderia fazer.

CAPÍTULO QUATORZE

KADEN

pacing de Orrin estava me deixando louco. Era difícil ouvir outros ruídos. Coisas que eu deveria
escutar para. Eu rolei para o meu lado, tentando alcançar a corda em volta dos meus pés, mas
os nós estavam fora do meu alcance. Meu ombro doía de mentir por horas na mesma posição.
Por um momento, quando eu tinha dito a ela sobre o Komizar, eu pensei Lia me
desamarrar. Eu vi a luta atrás de seus olhos. Eu vi o nosso reacender conexão. Mas, em
seguida, um muro caiu. Este foi um Lia mais difícil do que eu soubesse, feroz e inflexível, mas
eu sabia que tinha sido feito para ela, e os horrores que ela tinha testemunhado.

Como é?

A corda cavado em meus pulsos. Anestesiada meus tornozelos.

Familiar , eu queria responder. Ser um prisioneiro é familiar.

Era tudo que eu já tinha sido. Meu passado realizou-se em mim hoje tão forte como ele tinha
quando eu era uma criança, minhas escolhas ainda limitada, os meus passos ainda
algemado. Minha vida foi remendado juntamente com mentiras, desde o dia em que nasci.

Como é?

Velho. Eu estava cansado das mentiras.

CAPÍTULO QUINZE

O fim estava à vista. Pouco mais à frente, no sopé foram recuando, ea última das ruínas
estavam derretendo na terra. A majestade dos Antigos curvou-se mais uma vez em quando,
que se provou ser o vencedor final. Fiquei aliviada ao ver os primeiros vislumbres de campos
abertos à frente, amarelo com o inverno. O vale tinha torcido em muito mais do que eu tinha
previsto, embora alguns do comprimento pode ter tido a ver com a empresa que eu andava
entre os dois. Mesmo quando as palavras afiadas não foram cogitados entre Rafe e Kaden,
senti os golpes de seus olhares sombrios.

Se alguma vez houve três pilotos incompatíveis, foi -nos-o príncipe herdeiro de Dalbreck, o
assassino de Venda, e a princesa fugitiva de Morrighan. Filhos e filha de três reinos, cada um
dobradas na dominação dos outros dois. Se a nossa situação não fosse tão terrível, eu teria
jogado para trás a cabeça e riu da ironia. Parecia se eu estava no citadelle ou
no longínquodeserto, eu nunca foi apanhado no meio de forças opostas.

Griz não só tinha feito isso por meio da primeira noite, mas tinha acordado com fome. Tavish
não disse nada, mas eu vi seu alívio e talvez um pouco de seu orgulho perdido
restaurada. Cada Griz dia ficou mais forte, e agora, depois de três dias, sua cor era ruivo e a
febre desapareceu. Tavish perguntou-me sobre o emplastro thannis I aplicado diariamente. Eu
compartilhei o que eu sabia sobre a erva roxo, incluindo a sua fase áurea breve, mas mortal,
quando semeadas. Ele pegou a bolsa que lhe ofereci, observando que ele iria evitar as flores
douradas, caso encontrasse alguns.Griz disse-lhe para não se preocupar, que ele não iria
encontrar qualquer thannis aqui. Cresceu apenas em Venda. Eu queria agora eu tinha algumas
dessas sementes douradas, mesmo que apenas para plantar alguns no jardim de Berdi.

Kaden foi finalmente autorizado a montar seu cavalo. Suas mãos ainda estavam amarradas,
mas pelo menos na frente dele agora. O esquadrão ele tinha reclamado estava caçando-nos
para baixo não se materializou, mas a possibilidade ainda manteve todos nós na borda. Eu
acreditava que a história de Kaden. Eu tinha certeza que os outros fizeram também, embora
Rafe iria admitir a nada. O fato de que ele deixe Kaden passeio foi admissão suficiente. Ele
queria entrar para a segurança do posto avançado mais rapidamente possível.Apenas metade
passeio de um dia para ir , ele tinha estimado quando lotado esta manhã.Sven concordou.

O posto avançado Marabella foi o ponto mais próximo de segurança. Foi nomeado após um de
seuslongo atrás rainhas. Rafe disse que havia mais de quatrocentos soldados estacionados lá e
foi facilmente defensável. Uma vez

lá, poderíamos descansar, estocar suprimentos, trocar nossos cavalos, e continuar nossa
jornada com soldados adicionais. Com o Komizar morto, eu não sentia a necessidade de voltar
a Civica imediatamente, mas agora com ainda a possibilidade magro de ele estar vivo e capaz
de executar seu plano para aniquilar Morrighan, a urgência retornado. Por mais que eu
adorava a idéia de ter vários dias de descanso com Rafe, não podia ficar muito tempo no posto
avançado. Morrighan teve de ser avisado, não só sobre o Komizar, mas também os traidores
que o auxiliaram.

Rafe tomou um longo gole de água de seu cantil. "Certifique-se de beber, Lia", disse ele,
distraído enquanto seus olhos digitalizados a paisagem à frente. Ele nunca descansou. Eu não
tinha certeza que ele ainda dormia maioria das noites. O menor ruído despertou-o. Ao trazer
Kaden e Griz em nossa companhia, ele só tinha mais que fazer malabarismos, eo esgotamento
mostrou em seu rosto. Ele precisava de uma boa noite de sono, aquela em que ele não
carregar o peso da segurança de todos em seus ombros. Ele virou para mim e sorriu de forma
inesperada, como se ele sabia que eu estava olhando para ele. "Quase lá." O azul gelado de
seu olhar permanecia, acendendo um fogo na minha barriga que se espalhou até os dedos dos
pés. Seus olhos voltaram-se relutantemente de volta para a trilha frente, a guarda de
volta. Nós não estávamos lá ainda. Ele continuou a falar enquanto observava o nosso
caminho. "A primeira coisa que vou fazer é dar uma quente banho, em seguida, queimar essas
roupas bárbaras imundícia".

Ouvi Kaden puxar uma respiração fervente.

Atrás de nós havia brincadeiras sobre as comodidades do posto avançado. "A primeira coisa
que vou fazer é invadir do coronel Bodeen de olhos vermelhos," Sven disse alegremente, como
se ele estivesse saboreando a bebida ardente em sua garganta já.

"E eu vou levantar um pouco com você", acrescentou Griz.

"Bodeen mantém uma despensa buscar também", Orrin acrescentou admiração.

" Bárbaro ou não, as roupas serviu bem o suficiente", Kaden atirou em Rafe. "Você teve sorte
de tê-los."

Rafe dirigiu um olhar frio sobre o ombro para Kaden. "Então, eu estava", ele respondeu."Assim
como você tem sorte que eu não separar a cabeça de seu pescoço quando defendido em
Sanctum Hall."

Só o silêncio estufar foi devolvido pelo Kaden.


Mas, em seguida, notei que havia um estranho silêncio ninhada em todos os lugares. Meus
dedos formigavam. A Pall súbita tinha caído, como se alguém tivesse encaixotado meus
ouvidos. O sangue correu para minhas têmporas. Virei a cabeça, escutando. E então, de algum
lugar distante, o ronronar satisfeito de um animal. Você são nossos. Olhei para
Rafe. Movimento em torno de mim foi tirado e lento, e os pequenos pêlos no meu pescoço
levantado.

"Pare", eu disse suavemente.

Rafe puxou seu cavalo a um impasse, com os olhos já afiada e alerta. "Reter", disse ele aos
outros.Nosso grupo de oito ficaram juntos incerta, um nó apertado no silêncio. Oito pares de
olhos procurou

as ruínas próximas e os espaços estreitos entre os dois. Nada se movia.

Eu balancei a cabeça, pensando que eu tinha alertado todos desnecessariamente.Estávamos


todos na borda e cansado. E então um uivo agudo cortou o ar.

Nós girou para olhar atrás de nós, nossos cavalos empurrões e empinado para a posição em
nosso círculo restrito. No final do longo caminho que tínhamos acabado de descer, quatro
cavaleiros sentou-se equilibrado, todos igualmente espaçadas como se pronto para umdesfile
ou um avanço.

"Rahtan", disse Kaden. "Eles estão aqui."

Eles estavam muito longe de identificar, mas eles claramente nos queria vê-los. "Apenas
quatro?", Perguntou Rafe.

"Tem mais. Algum lugar."

Orrin e Jeb tiraram seus arcos de seus pacotes. Rafe e Sven desenhou lentamente suas
espadas.

I varridos meu manto e puxou tanto a minha faca e espada livre. "Por que eles estão apenas
sentado ali?" Outro grito agudo soou, saltando fora ruínas e elevando arrepios em meus
braços. Viramos o

outra direção para encontrar o que era quase uma imagem espelho do que estava por trás de
nós. Seis cavaleiros, mas estes eram muito mais perto. Sentaram-se como estátuas
uniformemente espaçados, frio e plantadas como se nada pudesse passar por eles.

"Caramba", disse Sven sob sua respiração. "Desata-me", Kaden sussurrou. "Agora". "O que eles
estão esperando?", Perguntou Rafe. "Sua", respondeu Griz.

"Eles preferem levá-la viva do que arrastá-la de volta mortos", explicou Kaden. "Eles estão
dando-lhe a chance de desistir dela antes de nos matar."

Orrin resmungou. "Eles estão assumindo vamos ser os que estão mortos."
Era uma suposição razoável. Eu reconheci dois deles por seus longos cabelos brancos.Trahern
e Iver, o mais vil Rahtan. Estávamos em desvantagem numérica, os seus dez saudáveis bem
armados homens contra o nosso oito, três dos quais ficaram feridos, inclusive eu.

Rafe olhou para os lados, olhando para as ruínas desintegrado, mas era evidente que nenhum
ofereceu posições defensáveis rápidas.

"Se você fizer o menor movimento, eles vão cobrar", Kaden avisado. "Qualquer outra coisa que
devemos saber?", Perguntou Rafe.

"Você não tem muito tempo. Eles sabem que estamos falando. "

"A formação Keystone," Rafe ordenou, mantendo a voz baixa e calma. "Nós levamos os seis
primeiros, então Jeb e Tavish dupla volta comigo. Só quando eu dou a palavra. Griz, corte
Kaden solta no meu sinal. "

"Orrin-direito", disse Tavish."Jeb-esquerda." Os cavalos carimbado, sentindo o perigo. "Segure


firme," Sven sussurrou.

Eles trabalharam juntos como uma máquina suave, trocar mais algumas palavras, seu foco
cinzelado restante no Rahtan enquanto falavam.

Rafe finalmente se virou para mim, seu cansaço desapareceu, seus olhos feroz com
batalha. "Lia, criar um show de colocar sua espada de distância. Você vai avançar como se nós
estamos dando-lhe para cima. "Ele se virou para olhar

os pilotos atrás de nós, em seguida, volta para mim. "Lentamente. Ahead cinco
comprimentos.Não mais. Então pare. Pronto? "Seus olhos cortado em mim, uma batida mais
tempo do que nós tivemos tempo para. Confie em mim. Tudo ficará bem. Eu te amo. Uma
centena de coisas que brilha em seu olhar que ele não teve tempo para dizer.

Eu balancei a cabeça e mudou-se para a frente. Tempo virou-se para xarope, cada queda casco
amplificada, um comprimento tornando-se uma milha. I preparou meus olhos na Rahtan
frente, como se isso fosse mantê-los no lugar. Eles não se mexeu, esperando por mim para vir
todo o caminho para eles.Sim, Trahern e Iver, mas agora eu também poderia reconhecido
Baruch, Ferris, e Ghier, apenas guardas cruéis antes, agora elevado a andar com o Rahtan. O
sexto que eu não sabia. Mas Malich não estava entre eles. Se ele não estivesse aqui, talvez ele
era o único governante Venda agora. Eu tinha embainhou a espada como Rafe tinha ordenado,
mas a faca ainda estava na minha mão, escondido atrás do pomo da sela. Dois
comprimentos. Os seus cavalos pranced, impaciente. Três comprimentos. Eles olharam entre
si, vitorioso. Quatro comprimentos. Eu estava perto o suficiente para ver seus rostos. Cada
brilhavam de satisfação. Trahern avançou para me conhecer. Outro passo. Cinco
comprimentos. Parei meu cavalo.

"Continuo, menina", ele chamou. Eu não me movi.

Uma pergunta atravessou seu rosto apenas brevemente antes do grito de batalha de um
príncipe guerreiro alugar o ar. O chão tremeu com o barulho dos cascos. Carne e sombras
passou voando mim.
O Rahtan correu para a frente a encontrá-los, Trahern levando a embalagem. Rafe manobrou
na minha frente para bloqueá-lo. Espadas brilharam e eixos balançado. Meu cavalo girou na
confusão, a criação de volta. Eu trabalhei para recuperar o controle. Flechas voou, sua silvo
canto suave passado meus ouvidos. O Rahtan que tinha sido por trás agora correu em direção
a nós também, mas, em seguida, Rafe e Tavish dobrada para trás, flechas que voam no outro
sentido, um círculo de batalha comigo no centro. A poeira subiu em nuvens, e o anel de morte
de espadas soou contra o ar. Griz oscilou fortemente, mesmo com o seu lado fraco,
derrubando Iver. Kaden lutou ao lado dele, com as mãos livres pela primeira vez em
dias. Sangue respingado os dois, mas eu não tinha certeza cujo sangue era.

Kaden girou em seu cavalo, matando Baruch com uma facada vicioso em sua garganta,
puxando a espada livre e, no mesmo movimento, bloqueando um ataque Ferris. Ghier avançou
sobre Sven por trás, e eu joguei minha faca, atingindo-o morto na parte de trás do pescoço. Eu
circulei, o corpo a corpo vindo de todos os lados e virou a minha espada na outra Rahtan como
ele atacou Orrin. A lâmina resvalou sua armadura de couro, mas foi o suficiente de uma
distração que Orrin foi capaz de derrubá-lo de seu cavalo. Eu desenhei uma segunda faca do
meu cinto, mas, em seguida, escondidos nas ruínas, um flash.Cor. Outra coisa transformando
meu olho. Movimento. O carregamento.

Um cavalo correu para a frente, com Ulrix guiando-a para mim.

Eu levantei minha espada, mas ele já estava sobre mim, o lado de seu cavalo batendo meu
cavalo, o impacto enviando meu tropeço animal e do vôo espada. Seu cavalo ainda estava se
intrometendo meu, não me dando tempo para reposicionar ou ganhar o controle, cada parte
de nós, sela e estribo, parecendo confusa. Eu ainda tinha a faca apertada no meu aperto, e eu
cortou para fora em seu braço, encontrando apenas com uma braçadeira de pulso de couro. I
reduziu novamente para algo mais vital, mas ele me bloqueou com sua espada e me puxou em
seu cavalo com a outra mão em um único puxão violento. O pomo da sela bateu em meu
estômago como um punho, perfurando minha

fôlego, perfurando outra vez e outra vez como eu montou o cavalo no meu estômago. Eu não
conseguia respirar, mas eu sabia, ele estava andando de distância. Fomos desaparecendo nas
ruínas. Eu tentei forçar o ar para trás em meus pulmões, para rolar, libertar o braço preso
debaixo de mim, cheguei desesperadamente de algo para acertá-lo com. Onde estava a minha
faca? Ar. Eu precisava de ar. Seus dedos enfiada através de meu cabelo, puxando minha
cabeça para trás. "Tudo que eu preciso é a sua cabeça, Princess. A escolha é sua. Submeter a
mim ou perder ".

Engoli em seco, meus pulmões, finalmente, o enchimento, e eu puxei meu braço preso livre,
algo duro ainda em meu alcance. I cortou para cima. Ele bateu na minha mão, enviando o vôo
de faca, mas já era tarde demais. A lâmina tinha deixado uma linha jorrando de sangue de sua
clavícula ao ouvido. Ele rugiu de dor, agarrando o meu braço com uma mão e erguendo a
espada com a outra. Eu não tinha poder para mover-se, não há maneira de empurrar, de jeito
nenhum para proteger o pescoço de sua lâmina e então ele se foi.

Foi.
corpo amassado de Ulrix estava deitado no chão. Sua cabeça caiu para baixo a inclinação em
uma rocha. Rafe circulou ao redor, embainhando sua espada sangrenta. Ele andava mais, me
pegando pela cintura e me puxando para os lados sobre a sela. Seu coração batia contra o meu
ombro.

Sua respiração estava irregular por causa do esforço da batalha. Eu me virei para olhar para
ele.manchas de sangue e suor escorriam do rosto. Ele me puxou para ele, segurando-me tão
apertado que não havia chance de me escorregar.

"Você está bem?", Ele disse em meu cabelo.

Minhas palavras afogaram-se no fundo da minha garganta. "Rafe," era tudo que eu poderia
dizer.

Sua mão acariciou minha cabeça, esmagou o meu cabelo, suas respirações calmantes como ele
me segurou. "Está tudo bem", ele repetiu, dessa vez ao que parece, mais para si mesmo do
que para mim.

***

O Rahtan estavam mortos, mas o nosso grupo tinha sofrido mais lesões.

Quando voltamos para os outros, Tavish tinha um corte na testa que ele dispensou como sem
importância, envolvendo sua cabeça com uma tira de pano para manter o sangue de seus
olhos. Jeb estava deitado no chão, com o rosto molhado e ceroso. Meu coração apertou, mas
Kaden garantiu-me que não era fatal. Quando o cavalo de Jeb foi atingido pelo golpe de uma
espada, que tinha sido jogado e seu ombro estava deslocado. Jeb estremeceu como eles cortar
sua camisa para que pudessem ver sua lesão.

"Essa foi a minha camisa favorita, você selvagens", disse ele, tentando sorrir, mas sua
respiração foram tensas e só agonia registrado em seu rosto.

I caiu para o lado dele, escovando o cabelo para trás. "Eu vou te comprar uma dúzia mais", eu
disse. "Linho Cruvas", ele especificado."É o melhor."

"Cruvas que é."

Ele fez uma careta e olhou para Rafe. "Vamos logo com isso."

Todos nós olhou para o ombro. Era mais do que apenas uma luxação. Algo tinha rasgado por
dentro.A pele inchou roxo e azul, e a lesão anterior que Tavish tinha costurado estava
sangrando novamente.

Tavish acenou para Orrin e Kaden. Eles mantiveram-lo enquanto Rafe rodado o braço de Jeb
para o lado, para cima ligeiramente, em seguida, puxou. O grito de Jeb estava cheio e gutural,
ecoando através do vale. Meu estômago virou. Depois seus olhos permaneceram fechados, e
eu pensei que ele tinha desmaiado, mas quando sua respiração voltou, ele olhou para mim e
disse: "Você não ouvi isso."

Limpei a testa. "Eu não ouvi nada, mas selvagens arrancando uma camisa perfeitamente bem."
Fizemos um estilingue para o ombro do saco de dormir de um Rahtan mortos, e Jeb foi
ajudado em um dos cavalos Vendan, a sua própria agora morto na estrada e despojado de
seus pertences.Nós estávamos a caminho de novo, todos nós spattered no sangue, Griz
favorecendo seu lado ferido novamente, fazendo-me temo que ele tinha puxado seus pontos
soltos. O Rahtan mortos estavam espalhados, uma cena horrível de homens assassinados,
alguns deles despojados de suas roupas necessárias. À medida que levou os suprimentos que
precisávamos de seus corpos mortos, me senti como um limpador -o tipo Gaudrel e Morrighan
temia. Orei não havia mais Rahtan de emboscada em outra ruína. Parecia que nunca seria fora
deste inferno.

Eu grito e caio de joelhos, incapaz de seguir em frente,

chorando pelos mortos, chorando pelas crueldades,

e um sussurro me chama de longe,Você é forte,

Mais forte do que a sua dor,

Mais forte do que o seu sofrimento,

Mais forte do que eles.

E eu me forço a meus pés novamente.

-As Palavras Perdidas de Morrighan

CAPÍTULO DEZESSEIS

RAFE

Eu não poderia banir a visão do bárbaro arrancando a cabeça de Lia para trás pelos cabelos,
com a espada em ascensão, e em flash desse momento, eu vi o caçador de recompensas em
Terravin novamente, a faca realizada em seu pescoço, mas desta vez eu sabia que ela ia
morrer. Eu estava muito longe. Terror tinha me agarrou. Eu nunca iria fazê-lo em tempo.

Mas então, de alguma forma, eu fiz. De alguma forma, eu estava lá. Meu alcance mais longo, o
meu avanço mais rápido do que nunca tinha sido antes. Ela andava comigo agora, estabeleceu-
se em minha sela contra mim. Quando eu disse aos outros que ela iria andar comigo, eu não
explicar o porquê.Ninguém perguntou. Os cavalos extras foram amarrados atrás de nós.

Nós só tinha sido volta na pista por uma hora quando vimos poeira na distância, e, em seguida,
um esquadrão. Eles se espalhar. Eles haviam descoberto nós também. Inferno do
Diabo. Quanto mais se pode assumir? Havia pelo menos trinta deles, e nós estávamos presos
em uma planície aberta, as ruínas muito atrás de nós.

Eu levantei minha mão, e nosso comboio parado. Eu ouvi o estrondo de sopros atrás de
mim. Deuses abençoados.

Jabavé.

Mãe de demônios.
O que fazemos agora?

A fim de se virar e tentar torná-lo de volta para as ruínas estava em meus lábios quando vi algo
na nuvem de poeira.

" Sua Alteza ", disse Sven, impaciente por uma ordem. Algo azul. E preto.

"Um banner," eu chamei. "Eles são nossos!"

Gritos de alívio entrou em erupção, mas então todos nós vimos a mesma coisa que galopavam
mais perto. Lances aguçado, armas em punho. Não havia confundindo sua intenção como eles
cobrado para nós. Eles não sabiam quem éramos. Nós acenamos nossas armas, mas eles não
diminuiu.

"Algo branco!" Eu gritei. No momento em que percebeu quem éramos, pelo menos um de nós
gostaria de ser empalado. Mas não havia um pedaço de branco entre nós para acenar.

"Nossos mantos", disse Lia, e depois mais alto, "Nossas capas são Vendan!"

Os cobertores de sela que usávamos eram tecidos em cores Vendan e padrões. Na medida em
que estavam em causa, estávamos um esquadrão bárbaro. Quem mais estaria aqui?

"Shed os cobertores!" Eu gritei.

A patrulha abrandou como se estivessem conferindo, mas suas armas ainda estavam
destinadas. Quando eles estavam dentro gritando distância, identificamos a nós mesmos, com
as nossas mãos no ar, como soldados Dalbreck. Eles se aproximou com cautela, mas parou seis
comprimentos de distância, ainda pronta para ser executado nos passar. Eu pedi a todos para
desmontar e para manter as mãos à vista e as suas armas. Ajudei Lia para baixo, em seguida,
Sven e eu deu um passo adiante.

"Seus tolos sangrentas", Sven gritou. "Você não sabe seu próprio príncipe quando você vê-lo?"
Entre a nossa sujeira e roupas de sangue respingado, eu não teria esperado que ninguém nos
reconhece. O capitão olhou. "Coronel Haverstrom? Sven? "

Eu ouvi um suspiro coletivo dos outros. Meus músculos se afrouxou pela primeira vez em
semanas. Nós estávamos quase em casa.

"É isso mesmo, você Knucklehead", disse Sven, seu tom cheio de alívio. "E, tanto quanto eu
olhar como um cão vadio, Prince Jaxon," eu adicionei.

O capitão olhou para mim estranhamente, em seguida, olhou para os soldados de cada lado
dele. Ele desmontou e avançou para me conhecer. Sua expressão era sombria.

"Captain Azia", disse ele, apresentando-se. "Todo o exército Dalbreck foi procurando por você
..."

Algo em sua expressão era tudo errado.

E, em seguida, caindo sobre um joelho, ele acrescentou: "Sua Majestade".


CAPÍTULO DEZESSETE

No momento em que se estendia tão longa e frágil como a seda da aranha soprado tenso no
vento. Mais longo. Impossível. Os olhos de Sven regada. Tavish olhou para baixo. Orrin e Jeb
trocaram um olhar de cumplicidade. Mesmo Kaden e Griz congelou, embora eu não tinha
certeza se eles entenderam o que as palavras do capitão significava. Os jovens soldados de
ambos os lados do capitão parecia confuso.Mesmo que eles não tinham conhecido. Uma dor
feroz agarrou meu coração enquanto todos esperavam para ver o que Rafe faria. Um
momento cruel. Mas era dele e só dele para terminar.

Sua Majestade.

Eu só tinha uma visão crescente do rosto de Rafe, mas foi o suficiente. Ele olhou para o capitão
como se ele realmente não vê-lo. Apenas o apertamento da mandíbula, ainda manchada de
sujeira e sangue, revelaram nada. Ea lenta ondulação de seu punho. Cada pequeno gesto
controlada me deu a notícia bateu-lhe difícil, mas ele estava bem treinado. Preparado. Sven
tinha sido, provavelmente, preparando-o para este momento desde que ele era uma
criança. Rafe faria o que era exigido dele, assim como ele tinha quando ele veio para
Morrighan se casar comigo. Depois de duas respirações medidos, ele acenou para o
capitão. "Então você fez o seu dever."

Um príncipe, na volta de um momento e algumas palavras, era agora um rei.

Rafe fez sinal para o capitão a subir e disse calmamente: "Quando?"

Foi só então que Sven colocou a mão no ombro de Rafe.

O capitão hesitou, olhando para o resto de nós, sem saber se ele poderia falar livremente.

Rafe olhos Kaden e Griz, em seguida, perguntou Tavish e Orrin para levá-los para uma
caminhada. Ele pode ter confiava neles com uma espada, mas não segredos do seu reino.

Foi o que aconteceu semanas atrás, o capitão explicou, apenas alguns dias após a rainha tinha
morrido. O átrio interior estava se recuperando, e que tinha sido decidido manter a morte do
rei em segredo. Sem ninguém no trono e do príncipe herdeiro faltando, o gabinete quis
segurar as notícias de reinos que Dalbreck estava sem um monarca vizinho. Eles explicaram a
falta do rei de aparições públicas como luto pela rainha. Os ministros governado
discretamente enquanto uma busca desesperada foi lançado para o príncipe. Com altos oficiais
em falta junto com ele, eles assumiram que ele estava vivo, mas preso a um não autorizado,
mas merecido retaliação contra Morrighan. Todo o reino ainda estava furioso sobre a quebra
do contrato, e eles queriam vingança. Quando procurou o escritório de Sven, que tinham
encontrado mensagens enviadas para

Sven do príncipe sobre uma reunião em Luiseveque mas poderia transformar-se nada mais
além de ordens de Sven para Tavish, Orrin, e Jeb se encontrar lá também. Eles temiam que
tinha sido descoberto e jogado em uma das prisões de Morrighan, mas investigações
cuidadosas deu em nada. Era como se tivessem todo desapareceu no ar, mas a esperança não
estava perdida. Suas habilidades eram conhecidos.
Quando o capitão terminou, foi a vez de Rafe para explicar. "Eu vou encher-lhe como nós
montamos," Rafe disse a ele, dizendo que estávamos cansados, com fome, e alguns de nós que
precisam de cuidados médicos.

"E aqueles dois?", Perguntou o capitão, apontando para Griz e Kaden na distância.

O canto da boca de Rafe puxou. Eu fiquei tensa, esperando para ver o que ele iria chamá-
los.Bárbaros? Prisioneiros? Ele parecia inseguro de si mesmo. Rezei para que ele não diria
Rahtan ou assassino.

"Vendans", ele respondeu. "A quem podemos confiar moderadamente para agora. Vamos
manter uma estreita vigilância sobre eles. " Moderadamente confiar? Eles tinham acabado
ajudou a salvar nossas vidas. Pela segunda vez. Mas eu sabia que tinha feito isso

não para o benefício de Rafe ou Dalbreck's-only mine-so eu relutantemente compreendido sua


cautela também.

A expressão do capitão voltou duro, e uma linha profunda vincado entre as sobrancelhas."Um
pelotão de nossos está desaparecido agora por semanas. Temos vindo a caçar os
homens como- "

"O pelotão está morto", Rafe disse, sem rodeios. "Todos eles. Vi suas armas sangrentas e
valores trazidos para o Komizar. Aqueles dois não estavam envolvidos. Como eu disse, eu vou
explicar como montar. "

O capitão empalideceu. Um morto pelotão inteiro? Mas ele não fez nenhum comentário
adicional, em conformidade com o desejo de Rafe para explicar enquanto cavalgavam. Ele
lançou um último olhar de soslaio para mim, mas era educado demais para perguntar quem eu
era. Ele tinha certamente me visto andando na frente de Rafe em seu cavalo e provavelmente
assumiu algo desagradável. Eu não queria embaraçar Rafe ou o capitão com a verdade neste
momento. Todos nós tínhamos ouvido o que ele disse sobre a raiva que ainda amamentava
direção Morrighan, mas como o capitão voltou para seu cavalo, seus soldados me olhou com
curiosidade também. Com os restos do meu vestido do clã, e minha pele ainda manchada de
sangue, eu certamente parecia um bárbaro selvagem em seus olhos. Que diabos era o seu rei
fazendo andando comigo?

Os olhares e olhares não escapou Rafe. Ele olhou para baixo e balançou a cabeça. Sim, ele
tinha muito a explicar.

***

Não entendi até mesmo um momento de passagem para manter Rafe. Para dizer-lhe quanto
eu sentia. Para transmitir qualquer tipo de dor em tudo. O comboio retomada
imediatamente.Talvez fosse tão bem para Rafe para ter uma chance de absorver esta notícia,
sem palavras de mim agitar suas emoções mais.

Eu tinha conhecido seu pai uma vez. Resumidamente. Ele era um homem velho que subir os
degraus da Cidadela, um limp em sua marcha, e ele precisava de ajuda. Que a visão tinha
enviado terror pulsante através de mim. Ele era velho o suficiente para ser pai do meu pai. Eu
tinha assumido o pior sobre a idade do príncipe, embora eu sabia agora, não teria importava o
quão velho ou jovem o rei Dalbreck teria sido. Meu terror estava enraizado na realidade deste
homem chegando em Civica a assinar acordos de casamento. Na visão dele, vi minhas escolhas
sendo esmagado, minha voz ser silenciado para sempre em um reino estrangeiro Eu sabia
pouco sobre. Fiquei propriedade para ser

trocados como uma carroça cheia de vinho, embora talvez menos precioso e, certamente,
muito menos apreciado. Calma, Arabella, o que você tem a dizer não importa.

Eu sabia que este rei tinha que ter alguma boa qualidade para Rafe a amá-lo e para Sven para
rasgar com a notícia, mas eu não podia esquecer que este rei também disse a seu filho,Tome
uma amante após o casamento se não o fizer servi-lo. Só por causa de Rafe eu poderia
pranteá-lo.

Com trinta soldados para levar agora, eu tinha sugerido que eu montar meu próprio cavalo
mais para trás na nossa caravana. Eu sabia que ia ser um passeio mais confortável para todos
se eu não estava lá quando Rafe e Sven tentou explicar onde tinham sido nos últimos
meses.Como irritado Dalbreck seria que eu era a causa do desaparecimento de seu
príncipe? Eu já tinha ouvido o tom com que o capitão disse Morrighan , como se fosse um
veneno para ser cuspido.

O vento aumentou, fresco e crocante. Eu perdi o calor de Rafe nas minhas costas, o conforto
de seus braços em volta de mim, o empurrão de seu queixo para o lado da minha cabeça. Meu
cabelo cheirava a óleo, fumaça e sujeira, até mesmo o rio que tinha quase nos mataram, e
ainda assim ele tinha aninhou perto, como se tinha cheiro de flores, como se ele não se
importava se eu era ou já tinha sido um princess adequada.

"Rafe parecia chocado. Eu levá-la má saúde do rei era uma de suas mentiras também? "

Eu não tinha notado que Kaden tinha chegado ao meu lado. Ele provavelmente tinha sido
registrando as mentiras desde que saí dele no terraço.

Olhei para ele, os ombros caídos. Gasto. Mas o cansaço que eu vi nos olhos dele veio de outro
lugar, a partir de palavras que tinham esculpidas pedaços de sua carne, um dia calculada após
o outro. Minhas palavras. Subi para uma defesa, mas não havia mais raiva em sua expressão, e
que me deixou oco. Ele não me deu nada para empurrar de volta contra. Eu não tinha peças do
jogo por disputar.

"Sinto muito, Kaden."

Seu lábio levantada em uma expressão de dor, e ele balançou a cabeça, como se para repelir
qualquer mais desculpas de mim. "Eu tive tempo para pensar sobre isso", disse ele."Não há
nenhuma razão pela qual eu deveria ter esperado a verdade de você. Não quando eu era o
único a mentir e trair pela primeira vez em Terravin ".

Era verdade. Ele tinha mentido e me traiu, mas de alguma forma minha mentira parecia ser o
maior crime. Eu tinha jogado com a sua necessidade de ser amado. Eu tinha escutado com
simpatia aos seus segredos mais profundos e mais dolorosas que nunca tinha compartilhado
com ninguém. Ele me deixou em um canto cru da sua alma, e eu usei isso para ganhar sua
confiança.

Eu suspirei, muito cansada para analisar a culpa como chits em um jogo de cartas. Que
importava se minha pilha era maior ou dele? "Isso foi há muito tempo atrás, Kaden. Estávamos
as duas pessoas diferentes então. Nós utilizado mentiras e verdade para os nossos próprios
fins ".

"E agora?"

Eu o vi segurando-o para mim timidamente, verdade , um tratado escrito no ar entre nós.Era


verdade mesmo possível? Eu não tinha certeza do que era mais, ou se era o momento para
isso.

"O que é que você quer, Kaden? Eu não sei por que você está mesmo aqui. "

Seu cabelo loiro chicoteado pelo vento. Ele olhou para a distância, mas as palavras não foram
divulgados. Eu

viu a luta, sua busca pela falsa calma que sempre pintada em sua face. Foi além de seu alcance
agora. "Você é o único que acaba de propor a verdade," eu o lembrei.

Um sorriso angustiado puxou sua boca. "Todos esses anos ... Eu não quero ver o Komizar pelo
que ele era. Ele me salvou de um monstro, e me tornei tão conduzido quanto ele. Eu estava
pronto para fazer todo um pay reino para os pecados de meu pai, um homem que eu não
tenha visto em mais de uma década. Passei metade da minha vida esperando o dia em que ele
iria morrer. Eu bloqueei as bondades de cada pessoa em Morrighan que eu já conheci, dizendo
que não importava. Era o custo da guerra.Minha guerra. Nada mais importava. "

"Se você odiava tanto, Kaden, por que você não apenas matar seu pai? Muito tempo
atras.Você é um assassino. Para você que teria sido uma questão bastante fácil. "

Ele limpou a garganta, e sua mão apertou as rédeas. "Porque não era suficiente. Toda vez que
eu imaginava minha faca cortando sua garganta, ele não me deu o que eu precisava. A morte
era muito rápido. Quanto mais tempo eu planejado para o dia, mais eu queria. Eu queria que
ele sofresse. Conhecer. Eu queria que ele vê tudo o que ele tinha me negado escorregar de
seus dedos um pedaço de cada vez. Eu queria que ele morresse em uma centena de maneiras
diferentes, lentamente, dolorosamente, dia a dia, do jeito que eu tinha quando eu implorei nas
esquinas das ruas, com medo de que eu não iria trazer o suficiente para satisfazer os animais
que ele vendidos me. Eu queria que ele se sentir como um chicote afiado quanto a que ele
levou para mim. "

"Você disse que era mendigos que você bate."

"Eles fizeram, mas só depois que ele lançou as primeiras marcas, e aqueles foram os mais
profundos."
Eu vacilei com a crueldade que ele tinha sofrido, mas o horror de quanto tempo ele tinha
planejado e ansiava por vingança deixou um nódulo doentio na minha garganta. Engoli em
seco. "E você ainda quer isso?"

Ele balançou a cabeça sem hesitação. "Sim, eu ainda desejo vê-lo morto, mas agora há mais
uma coisa que eu quero ainda mais." Ele se virou para mim, preocupado linhas que ventilam
para fora de seus olhos. "Eu não quero mais inocentes a morrer. O Komizar vai poupar
ninguém, nem Pauline, Berdi, ouGwyneth-no um. Eu não quero que eles morram, Lia. ... E eu
não quero que você morra. "Ele olhou para mim como se ele pudesse ver a palidez de morte
na minha

já enfrentam.

Meu estômago revirou. Pensei nas últimas palavras Venda me tinha dito, a falta versos alguém
tivesse arrancado do livro, Jezelia, cuja vida será sacrificado. Eu não tinha compartilhado esse
versículo com ninguém. Algumas coisas que eu tinha que manter Escondido e secreto, por
agora.Verdade ainda estava longe de mim.

"É um reino inteiro em perigo, Kaden. Não apenas a alguns que você sabe. "" Dois reinos. Há
inocentes em Venda também. "

Meus olhos ardiam, pensando em Aster e aqueles que foram abatidos na praça. Sim, dois
reinos em perigo. A raiva borbulhou dentro de mim no conspirações do Komizar e do
Conselho.

"Os clãs merecem mais do que aquilo que eles foram tratados", eu disse, "mas uma terrível
ameaça cresce em Venda, que tem de ser interrompido. Eu não sei como fazer tudo funcionar,
mas vou tentar. "

"Então você vai precisar de ajuda. Não tenho nada a voltar para, Lia, não tão longo como o
Conselho está no poder. E eu estou tão odiado em minha casa nascimento de Morrighan. Eu
não posso nem ir mais para trás para os campos de Vagabond. E se

Eu estou comvocê "" Kaden- "

"Não faça mais do mesmo do que é, Lia. Nós queremos a mesma coisa. Eu estou oferecendo-
lhe a minha ajuda. Nada mais."

E lá estava a verdade que Kaden estava tentando acreditar. Nada mais. Mas o que eu vi em
seus olhos era mais. Ainda havia tanta necessidade nele. Seria um caminho difícil para mim
para navegar. Eu não queria enganar ou machucá-lo novamente. Ainda assim, ele estava me
oferecendo algo que eu não podia recusar. Socorro. E um assassino Vendan a meu serviço era
algo de valor inquestionável. Como eu adoraria ver a reação do gabinete para que,
especialmente o Chanceler e erudito. Nós queremos a mesma coisa.

"Então me diga o que você sabe sobre os planos do Komizar. Quem mais no gabinete
Morrighese ele estava conspirando com além do chanceler e Real Scholar? "
Ele balançou sua cabeça. "O único que eu conheço é o Chanceler. O Komizar mantido esses
detalhes para si para compartilhar seus contatos chave daria muito poder. Ele só me disse
sobre a chanceler porque eu tinha que entregar uma carta para sua mansão uma vez.Eu tinha
treze anos ea única Vendan que poderia falar Morrighese sem sotaque. Eu olhei como
qualquer outro garoto de recados para a empregada que atendeu a porta. "

"O que a letra diz?"

"Ele foi selado. Eu não li isso, mas eu acho que foi um pedido para mais estudiosos. Alguns
meses mais tarde, vários chegou ao Sanctum ".

Mais e mais, eu tinha sido ponderando apenas quantos conspiraram com o Komizar além do
chanceler e do Scholar. Eu estava pensando sobre a morte de meu irmão e tinha certeza de
que não era um encontro casual. O que era todo um batalhão Vendan fazê-lo muito longe da
fronteira, em primeiro lugar? Eles não estavam marchando em um posto avançado ou reino, e
assim que a empresa do meu irmão estava morto, virou-se e foi para casa. Eles estavam à
espreita, talvez incerto quando ocorreria o encontro, mas de alguma forma eles sabiam que a
empresa do meu irmão estava por vir. Tinha palavra foi enviada à frente por alguém em
Morrighan? O abate foi planejado. Mesmo quando me encontrei com o chievdar no vale, ele
nunca manifestou surpresa com a correr para o pelotão de homens. Poderia a traição em
Morrighan chegaram até mesmo para as fileiras das forças armadas?

A galope duro súbita cortado o ar. Um soldado circulou seu cavalo para o meu
lado. "Senhora?" A palavra foi dura em sua língua como se ele não tinha certeza do que para
me chamar. Fez um grande esforço para manter a insinuação fora de seu tom. Era óbvio que
Rafe não tinha dito o capitão tudo ainda.

"Sim?"

"O rei deseja para você vir passeio ao seu lado. Estamos quase lá."

O rei. Esta nova realidade sacudiu sob as minhas costelas. Os próximos dias foram vai ser difícil
para Rafe. Além de lidar com sua dor, ele estaria sob tanta escrutínio como eu seria. Isso
poderia mudar tudo. Nossos planos. Meus planos. Não havia maneira de contornar isso.

Voltei a olhar para Kaden. "Falaremos mais tarde."

Ele balançou a cabeça, e eu segui o soldado à frente da caravana.

***

Olhei para Rafe, mas não podia imaginá-lo sentado em um trono. Eu só podia vê-lo na parte de
trás de um cavalo, um soldado, seu cabelo beijou-sol e pelo vento, fogo em seus olhos, a
intimidação em seu olhar, e uma espada na mão. Essa foi a Rafe que eu conhecia. Mas ele era
mais do que isso agora. Ele era o governante de um reino poderoso, e não mais o herdeiro
aparente. Suas pálpebras estavam pesadas, como se todos os seus dias perdidos de sono
foram finalmente ultrapassá-lo. Nenhum homem, nem mesmo um tão forte como Rafe,
poderia ir para sempre em punhados de descanso.
O capitão montou no outro lado dele, conferindo com um soldado. Eu não sabia como Rafe
tinha explicado sua longa ausência. Eu tinha certeza de a maioria dos detalhes de Terravin
tinha sido deixado de fora. O que um cuidado capitão sobre uma empregada da taberna de
serviço um fazendeiro?

Rafe virou-se, sabendo que eu estava olhando para ele, e sorriu. "banhos quentes tanto para
nós primeira coisa."

Foi errado eu gostaria que fosse um único banho quente para nós dois? Poucas horas
abençoadas onde poderíamos esquecer que o resto do mundo existia? Depois de tudo o que
tinha passado, não fomos direito a tanto? Eu estava cansado de esperar por amanhã,
esperanças e maybes.

"Não é ela!" Eu ouvi chamada Orrin de algum lugar à frente de nós.

Olhei e vi uma estrutura que se ergue numa colina suave na distância. Dois soldados a galope à
frente do nosso partido para nos anunciar. Este foi um posto avançado?

"Isso é Marabella?" Eu disse a Rafe. "Não é o que você esperava?"

De modo nenhum. Eu esperava um mar de tendas. Talvez algumas barricadas de


madeira.Talvez uma fortificação de sod. Este foi o Cam Lanteux, afinal de contas, e sem
estruturas permanentes foram autorizados aqui. Ele não era apenas um entendimento-lo era
parte de um tratado muito antiga.

Em vez disso o que eu vi foi uma estrutura de pedra alastrando com brilhantes paredes
brancas, ágeis e graciosos, espalhando-se como belas asas de cisne de uma torre de portão de
altura. Como chegamos mais perto, vi carros e barracas amontoadas em grupos de fora
daquelas paredes. Uma cidade em seu próprio direito.

"O que é tudo isso?", Perguntei.

Rafe explicou que o perímetro exterior do posto avançado serviu como um refúgio seguro e
ponto de parada para os comerciantes em seu caminho para outros reinos. Vagabonds
também se refugiaram perto de suas paredes, especialmente no inverno, quando os climas do
norte eram muito duras. Aqui eles poderiam estabelecido parcelas e crescer vegetais de
inverno. E havia aqueles que vieram para dobrar seu comércio com os soldados também,
oferecendo alimentos, brinquedos e diversões de vários tipos.Era uma constante mudança da
cidade como comerciantes iam e vinham.

O sol ainda estava alto, e a expansão crescente da parede de pedra brilhava contra a terra
escura, lembrando-me de algo mágico da história de uma criança. O portão se abriu e as
pessoas inundou ele- nem todos eles soldados. Mais lotado as paredes da torre acima, ansioso
para dar uma olhada. A notícia tinha chegado,

e, provavelmente, nenhum deles conseguia acreditar. O príncipe perdido foi


encontrado.comerciantes curiosos dos vagões nas proximidades aproximou-se as portas para
ver o que o barulho era tudo. Uma linha de soldados manteve-los de volta para que a estrada
estava claro para nós para entrar.
Parecia que, se havia uma coisa que eu estava destinado para, era para fazer as primeiras
impressões assombroso e imundos, se era a primeira vez que entrou na taverna do Berdi,
minha entrada no Sanctum Hall- ou hoje, encontrando compatriotas de Rafe pela primeira
Tempo.

Eu senti a rigidez do meu pescoço de novo, o grão atrás dos meus lóbulos das orelhas, o grime
manchando meu rosto, e desejava que eu tinha pelo menos uma bacia para lavar-se. Eu alisou
meu cabelo, mas meus dedos só se tornou enredado em nós.

"Lia", disse Rafe, estendendo a mão e voltando a minha mão ao meu lado ", estamos em
casa. Estamos a salvo. Isso é tudo que importa."

Ele lambeu o dedo e esfregou-a em meu queixo, como se isso fez a diferença, então
sorriu."Lá. Perfeito. Do jeito que você é."

"Você manchada minha terra", eu disse, fingindo irritação.

Seus olhos brilhavam de segurança. Eu balancei a cabeça. Sim. Estávamos seguros ejuntos. Isso
era tudo o que importava.

Que não seja o ruído de cascos, ele ficou em silêncio quando nos aproximamos. Era como se
cada respiração foi realizado, todos os murmúrios incrédulos, certo de que o soldado tinha
feito um erro na sua mensagem, mas depois de reconhecimento aumentou, e alguém no alto
da parede da torre gritou, "Bastards! Ele é você! "

Rafe sorriu e acenou Sven. I foi surpreendido no início, então percebeu que era uma saudação
e não um jeer -soldier para soldado, não soldado ao rei. Jeb, Orrin, e Tavish retornou
chamadas de outros companheiros. Fiquei surpreso ao ver que havia mulheres entre a
multidão. Finamente vestido mulheres.Suas bocas pendurado meia aberto e seus olhares
repousava sobre -não-me seu novo rei. Uma vez que estávamos através dos portões, os
soldados esperando para levar nossos cavalos afastado levou nossas rédeas, e Rafe ajudou-me
para baixo. Minha perna ferida estava duro e com o meu primeiro passo, eu tropecei. Rafe me
pegou, mantendo o braço em volta da minha cintura. Suas atenções não passou despercebido,
e houve uma calmaria nas saudações. Certamente os soldados que montavam em frente com
uma mensagem apressada do retorno do príncipe não tinha incluído os detalhes de uma
menina no comboio.

Um homem alto, a guarnição fez o seu caminho através da multidão, e todos rapidamente
afastou-se para ele. Seu passo foi deliberado, e seu couro cabeludo nua brilhava ao sol. Um de
seus ombros realizada a distinção de uma grande trança de ouro. Ele parou na frente de Rafe e
sacudiu a cabeça, o queixo ondulações como uma laranja, e, em seguida, assim como o capitão
tinha quando estávamos fora na planície, ele caiu de joelhos e disse em voz alta para que
todos ouvissem: "Sua Majestade o Rei Jaxon Tyrus Rafferty de Dalbreck. Cumprimente seu
soberano ".

Houve um silêncio coletivo. Alguns imediatamente caiu para o seu joelho, bem como, mais
oficiais ecoando Rei Jaxon , mas a maioria dos soldados hesitou, chocado com a notícia. Tinha
sido um segredo, o velho rei foi morto. Lentamente a realização criou raízes, ea multidão
ondulava a seus joelhos.

Rafe reconheceu-los com um simples aceno, mas era óbvio para mim que, além de tudo, ele
desejava

ele poderia renunciar estas formalidades. Enquanto ele honrou a tradição e protocolo mais do
que eu fiz, agora ele era apenas um jovem muito cansado na necessidade de descanso, sabão,
e uma refeição decente.

O oficial levantou-se e estudou Rafe por um momento, em seguida, estendeu a mão e deu-lhe
um abraço vigoroso, não se importando que roupas sujas de Rafe foram sujar sua túnica fresco
e camisa crisp.

"Sinto muito, garoto," ele disse suavemente. "Eu amava seus pais." Ele soltou e segurou-o no
comprimento do braço. "Mas demônios abençoadas, soldado, o seu timing fede. Onde diabos
você estava?"

Rafe fechou brevemente os olhos, o cansaço voltou. Ele foi rei e não tem que explicar nada,
mas ele era um soldado em primeiro lugar, leal a seus companheiros soldados. "O capitão
pode responder algumas de suas perguntas. Primeiro nós precisa- "

"É claro", disse o homem, percebendo o seu erro, e se virou para um soldado ao seu
lado."Nosso rei e seus oficiais precisam de banhos e roupas frescas. E trimestres preparado! E-
"Seus olhos caíram sobre mim, talvez notando pela primeira vez que eu era uma fêmea. "E ..."
Ele se atrapalhou com incerteza.

"Coronel Bodeen," Rafe interveio, "esta foi a causa de minha ausência." Ele olhou para a
multidão, dirigindo-se não apenas o coronel, mas eles também. "A ausência digna",
acrescentou com uma pitada de severidade. Ele levantou a mão para mim. "Posso apresentar
Princesa Arabella, a primeira filha da Casa de Morrighan."

Todos os olhos se voltaram para mim. Senti-me tão nua como uma uva descascada. Houve
abafou o riso de alguns jovens soldados, mas depois eles perceberam Rafe era sério. Seus
sorrisos desapareceram. Capitão Azia gawked mim, seu rosto corando com cor, talvez
recordando cada palavra vulgar que ele tinha dito sobre Morrighan.

A boca de Coronel Bodeen torceu desajeitadamente para o lado. "E ela é ... sua prisioneira?"

Considerando as circunstâncias, a animosidade existente entre nossos reinos, e minha


aparência miserável, não foi uma conclusão improvável.

Orrin bufou.

Sven tossiu.

"Não, Coronel," Rafe respondeu. "Princesa Arabella é a sua futura rainha."

CAPÍTULO DEZOITO
Um rosnado baixo rolou de Griz. Rafe tinha usurpado a sua afirmação. Eu sabia que, tanto
quanto Griz estava em causa, que, uma vez que ele tinha levantado a mão para os clãs no
Sanctum, eu era a rainha de um reino e apenas um reino.

Eu atirei-lhe um olhar penetrante, e ele agarrou seu lado, encolhendo-se como se tivesse sido
a fonte de seu ruído prematura. Mas o rosnado de Griz era pequeno em comparação com o
manto de silêncio que se seguiu. O escrutínio foi sufocando.

Agora parecia que sendo Vendan dentro destas paredes posto avançado era preferível a ser o
real impudente que havia abandonado seu príncipe precioso no altar.

Eu inclinei meus ombros e levantou meu queixo, embora certamente apenas expostos mais
anéis de sujeira em volta do meu pescoço. De repente eu sofria com a tentar, doía por uma
forma de pertencimento que estava sempre fora do meu alcance, doía por Pauline e Berdi e
Gwyneth para estar ao meu lado, para me segurar, um círculo apertado de armas que eram
invencíveis. Doía por uma centena de coisas perdidas e passados, coisas que eu nunca poderia
voltar, incluindo Aster, que acreditaram em mim incondicionalmente. Era uma dor tão
profunda que eu queria sangrar no chão e desaparecer.

Mas a não tentar terminou. Eu endureci minha coluna e definir meu queixo em boa forma
real. I encravado minha voz em algo firme e até mesmo, e eu ouvi minha mãe falando, embora
fosse meus lábios que se moviam. "Tenho certeza que todos vocês têm um monte de
perguntas, que eu espero que possamos responder mais tarde uma vez que você limpou um
pouco."

Uma mulher magra, talhado com maçãs do rosto graves avançou, acotovelando o coronel
lado. Seu cabelo negro estava manchado de prata e puxado para trás em um bun
implacável.Dirigiu Rafe. "Quarters será preparado para Sua Alteza também. Nesse meio
tempo, ela pode retirar-se para a minha câmara, e as outras senhoras e vou participar de suas
necessidades. "

Ela olhou para mim de lado, os lábios finos desenhados em uma linha apertada, tawny.

Eu não queria ir. Eu prefiro ter limpado em chuveiros dos soldados e emprestado um outro par
de calças, mas Rafe agradeceu, e eu foi escoltado acabar com a onda de uma mão.

Quando saí, ouvi Rafe ordenar que os guardas postados no portão ser duplicada, e rotações
nas torres de vigia encurtados de modo soldados foram sempre. Ele não disse por que, mas eu
sabia que era porque ele

temido mais Rahtan ainda poderia estar lá fora. Depois de tantas semanas de olhar sobre
nossos ombros, eu me perguntei se poderíamos parar de assistir. Será que a paz nunca será
nosso novo?

esforços deliberados foram feitas para recuar e evitar tocar-me. Por causa da minha sujeira ou
posição? Eu não tinha certeza, mas como eu segui esta mulher fina, angular, a multidão se
afastou, deixando-me grande cais. A mulher se identificou como Senhora Rathbone. Olhei por
cima do ombro, mas a multidão já havia cosido para trás junto e Rafe tinha desaparecido da
minha vista.

***

I foi oferecido um banco na sala de estar da Madame Rathbone, enquanto esperamos para um
banho a ser desenhado. Duas outras mulheres que haviam se apresentaram como Vilah e
Adeline tinha desaparecido em seus próprios quartos, e começaram a retornar com roupas
variadas, tentando encontrar algo apropriado para eu usar. Ele foi tranqüila e estranho como
eles embaralhadas em torno de mim, colocando roupas mais cadeiras e mesas, olhando-los
para o tamanho, em vez de mantê-los até mim. Isso exigiria mais intimidade, e eu ainda estava
imundo.Seus olhares eram muito cautelosos, e eu estava muito cansado para tentar fazer
conversa fiada.

Senhora Rathbone sentou perto de mim em um canapé ampla adornado. Ela não tinha tomado
os olhos de mim. "Você tem sangue em você," ela finalmente disse.

"Pelos deuses, ela tem sangue todos sobre ela!" Adeline estalou.

Vilah, que foi, provavelmente, apenas alguns anos mais velho que eu, perguntou: "O que nos
céus eles fizeram com ela?"

Fiquei olhando para os meus braços e minha encharcada de sangue no peito, em seguida,
estendeu a mão e sentiu a aspereza crepitar de sangue seco no meu rosto. Tanto sangue
Vendan. Fechei os olhos. Tudo o que eu conseguia pensar era Aster. O sangue tudo parecia ser
dela.

"Você está ferido, filho?"

Eu olhei para Madam Rathbone. Havia uma ternura em sua voz que me pegou desprevenido, e
um nódulo doloroso apresentado na minha garganta.

"Sim, mas não recentemente. Este é o sangue de outra pessoa. "

As três mulheres trocaram olhares, e Madame Rathbone murmurou uma longa série de
maldições quentes. Ela notou a ligeira queda da minha mandíbula, e suas sobrancelhas
subiram. "Certamente viajando com soldados que você ouviu muito pior."

Não. Não é verdade. Eu não tinha ouvido muitas dessas palavras desde meus dias jogando
cartas em quartos de volta com meus irmãos.

Ela torceu o nariz. "Vamos começar tudo isso fora de você", disse ela. "O banho deve estar
pronto até agora." Ela me levou para um quarto comunicante. Esta foi, aparentemente,
bungalow de um oficial, pequeno e quadrado colocado para fora, uma sala de estar, quarto de
dormir, e uma câmara de preparação. As paredes eram de estuque branco liso, elegantemente
decorado com tapeçarias. Um soldado definir um último balde de vapor de água de lavagem
ao lado da banheira de cobre e rapidamente saiu por outra porta. Senhora Rathbone caiu uma
barra através dele.
"Nós podemos ajudá-lo a tomar banho ou deixá-lo em privacidade.Qual você prefere? "Eu
olhei para ela, não tenho certeza me o que eu queria.

"Nós vamos ficar", disse ela.

***

Eu chorei. Eu não poderia explicar. Não fui eu. Mas eu era muitas coisas agora que eu nunca
tinha sido antes. lágrimas lentas rolou pelo meu rosto como eles tirou a roupa, como eles
desamarrou minhas botas e puxou-los de meus pés, uma vez que limpou meu pescoço e
ensaboou meu cabelo. Como a última gota de sangue na minha pele foi lavada na água.

Você está exausto. Isso é tudo , eu disse a mim mesmo. Mas era como uma veia tinha sido
aberto que se recusou a coágulo. Mesmo quando eu fechar os olhos tentando parar o fluxo, a
salinidade escorria pelos meus tampas em uma linha lânguida lento, encontrando o canto da
minha boca, em seguida, espalhados por meus lábios.

"Beba isso", disse Senhora Rathbone, e ela definir um grande cálice do vinho em uma mesa ao
lado da banheira. Bebi como pedidos e coloquei minha cabeça no aro cobre alongado da
banheira, olhando para o teto de madeira. As mulheres tomaram punhados de cristais de
cítricos e esfregou-los em minha pele, desbaste-lo limpo, polir a sujeira, o cheiro e a miséria de
onde eu tinha sido. Eles trabalharam mais em minhas mãos e pés, e mais delicadamente em
torno de minhas feridas costuradas. Outro gole e círculos de entorpecente warmness em
espiral para meus dedos, diluindo os meus músculos, afrouxando meu pescoço, puxando
minhas pálpebras, até que deslizou fechado.

Vilah realizada a taça aos lábios novamente. "Sip", ela disse suavemente. Familiaridade, um
campo de vinhas, um céu de seda, peles manchando o meu dedos, veludo ... casa.

"Morrighan," eu sussurrei. Sim.

As caravanas trazê-lo.

Ao melhor.

Coronel Bodeen não vai perder um único frasco.

Muito.

Eu não lembro de adormecer, e só se lembrava vagamente de pé com a sua ajuda para


enxaguar. Deitei na cobertores macios grossos, onde trabalharam em mim ainda mais,
massageando os óleos em minha pele. Senhora Rathbone examinaram as cicatrizes costuradas
na minha coxa e nas costas.

"Arrows", expliquei. "Tavish cavou-los." Adeline sugado no ar entre os dentes.

Eu ouvi o baixo cluck de suas vozes.

Senhora Rathbone esfregou um bálsamo amanteigado para as cicatrizes, dizendo que iria
ajudar a sua cura. O aroma de baunilha flutuava no ar.
Um hematoma púrpura tinha florescido no meu quadril, onde Ulrix tinha me bateu para o
pomo da

cavalo. Seus dedos eram gentis, trabalhando em torno dela. Senti-me escorregar novamente,
vozes à minha volta a crescer distante.

"E este?", Perguntou Vilah, as pontas dos dedos pastando a tatuagem no meu ombro.

Já não era minha kavah casamento. Talvez nunca tivesse existido. Ouvi Effiera descrevendo a
promessa de Venda ... a garra, rápido e feroz; a videira, lento e constante; ambos igualmente
forte.

"Isto é…"

A alegação de uma rainha louca.

Aquele que era fraco,

Aquele que foi caçado ...

A um chamado em segredo.

"Sua esperança." As palavras eram tão fina e transparente nos meus lábios Eu não tinha
certeza que eu tinha dito em voz alta.

***

Acordei com sussurra da sala de estar.

Talvez isso e isso juntos?

Não, algo menos complicado, eu acho.

Você acha que ela sabe?

Não é provável.

Eu nunca pensei que estava certo.

Você acha que o príncipe sabia?

Ele sabia.

Os tolos.

Faz pouca diferença agora. Você viu o jeito que ele olhou para ela?

E seu tom. Você não quer estar no lado errado do que isso.

Especialmente agora que ele é rei.

E seus olhos. Eles podem cortar um homem a menos.


Assim como seu pai.

não significa que eles ainda não podia usá-la como alavanca.

Não, eu diria que não. Não mais, depois de tudo o que aconteceu.

Que tal este?

Eu acho que este tecido melhor.

E com esta faixa.

Sentei-me na posição vertical, puxando os cobertores ao meu redor. Quanto tempo eu tinha
estado a dormir? Olhei para a taça vazia ao lado da mesa e, em seguida, para as minhas
mãos. Suave. Um brilho a eles que não tinha estado lá desde que saí Civica

meses antes. Minhas unhas foram cortadas e polidas para um brilho natural. Por que eles
fizeram isso para mim? Ou talvez fosse apenas para sua king-o um quem-o que foi que eles
disseram?Seus olhos cortar através deles?

Eu bocejei, tentando sacudir a nebulosidade do sono de distância, e aproximou-se da janela. O


sol estava desaparecendo. Eu tinha dormido por algumas horas, pelo menos. A goldish neblina
rosa foi lançado sobre a imponente parede branca do posto avançado. Eu podia ver apenas
uma pequena fatia desta cidade soldado, mas a calma do crepúsculo deu-lhe um brilho
sereno. No topo da parede, vi um soldado andando o comprimento, mas mesmo que teve uma
elegância estranho nisso que parecia fora do lugar. Luz dourada pegou o brilho de seus botões
e brilhava em seu cinto bem aparada e Baldrick. Tudo aqui parecia fresca e limpa colocado
para fora, mesmo este bungalow caiada. Apesar de ter sido muito longe da fronteira actual,
este era o mundo de Dalbreck, e ele parecia em nada com Morrighan. Ele sentiu diferente de
Morrighan. Ordem permeava o ar, e tudo Rafe e eu tinha feito tinha ido contra essa ordem.

Eu me perguntei onde ele estava. Se ele tivesse finalmente chegado algum descanso
também? Ou ele estava reunido com o coronel Bodeen e ouvindo as circunstâncias da morte
de seus pais? Será que seus companheiros perdoá-lo por sua ausência? Será que eles me
perdoar?

"Você está acordado."

Girei, segurando o cobertor perto do meu peito. Senhora Rathbone estava na


porta. "O príncipe-I dizer, o rei -foi por mais cedo para verificar em você."

Meu coração pulou. "Será que ele precisa-"

As mulheres correram para a sala, assegurando-me que não tinha necessidades imediatas, e
passaram a me ajudar a vestir-se. Senhora Rathbone me sentou à penteadeira, e Adeline
escovado para fora meus emaranhados, os dedos movendo-se com garantia de rápido,
rosqueamento pelo meu cabelo tão facilmente como um harpista realizado, arrancando várias
vertentes de uma só vez, trançando-lo com um ritmo tão fácil como um um assobio sintonizar,
enquanto ao mesmo tempo tecendo-a com um fio de ouro brilhante.
Quando ela terminou, Vilah levantou um vestido solto sobre a minha cabeça, algo fino e
fluindo e como cremosa vento como quente de verão. Agora eu sabia o que eu tinha ouvido
falar sobre Dalbreck e seu caso de amor com tecidos finos e roupas era verdade. Em seguida
veio um colete de couro macio que amarrado nas costas, gravado com um design filigrana de
ouro. Foi mais um gesto simbólico de uma couraça, para ele cobriu pouca dos meus
seios.Próximo Senhora Rathbone amarrou uma simples faixa de cetim preto baixo em meus
quadris para que ele fluía quase até o chão. Tudo parecia muito elegante para um posto
avançado, e imaginei que, se os deuses usavam qualquer roupa em tudo, eles parecia algo
como isto.

Eu pensei que eles eram feito, e eu estava prestes a agradecê-los e desculpar-me para que eu
pudesse encontrar Rafe, mas eles não estavam prontos para me deixar ir. E se mudaram para
jóias.Adeline deslizou um anel laçado intrincados no meu dedo que tinha pequenas correntes
em uma extremidade conectando-o a uma pulseira que ela presa em volta do meu pulso. Vilah
limpou perfume nos pulsos, então Senhora Rathbone fixado um ouro cintilante de
malha correia sobre a faixa preta e, talvez o mais surpreendente de tudo escorregou um
punhal afiado em sua bainha. Última veio um Pauldron ouro que deflagrou no meu ombro,
como uma asa. Cada toque era bonita, mas é evidente que a armadura foi

mais decorativo do que utilitária. Ele anunciou um reino cuja história foi construída sobre a
força ea batalha. Talvez fosse um reino que jamais esqueceu começou quando um príncipe foi
jogado para fora da sua terra natal. Eles estavam determinados que ninguém iria questionar a
sua força novamente.

Mas tudo isso para o jantar em um posto avançado? Eu não mencionei a extravagância,
temendo que poderia parecer ingrato, mas Senhora Rathbone foi perspicaz e disse: "Coronel
Bodeen define uma tabela bem. Você vai ver. "Eu olhei para os seus esforços no espelho. Eu
mal me reconhecia. Isso ainda parecia ser muito mais do que

apenas me fazer apresentável para um jantar partido-não importa quão bem uma refeição.

"Eu não entendo", eu disse. "Eu andava na preparado para ser atendidas com animosidade, e
em vez disso você me mostrou compaixão. Eu sou a princesa que deixou seu príncipe no
altar. Nenhum de você abrigar ressentimento em relação a mim? "

Vilah e Adeline desviaram os olhares como se desconfortável com a minha pergunta.Senhora


Rathbone franziu a testa.

"Nós fizemos. E, certamente, alguns outros ainda fazer, mas ... "Ela virou-se para Vilah e
Adeline. "Senhoras, por que você não ir e vestido para o jantar também. Sua Alteza e eu vou
estar junto. "

Quando Adeline tinha fechado a porta atrás de si, Senhora Rathbone olhou para mim e
suspirou. "Para mim, foi uma pequena omissão de bondade que tinha juros acumulados, eu
suponho."

Olhei para ela, confuso.


"Eu conheci sua mãe uma vez, há muitos anos. Você parece tanto com ela. "" Você já esteve
em Morrighan? "

Ela balançou a cabeça. "Não. Foi antes que ela já chegou lá. Eu era uma empregada doméstica
que trabalha em uma pousada na Cortenai, e ela era a nobreza da Gastineux em seu caminho
para se casar com o rei de Morrighan. "

Sentei-me na beira da cama. Eu sabia muito pouco sobre essa viagem. Minha mãe nunca falou
sobre isso. Senhora Rathbone atravessou a sala, substituindo a tampa sobre o perfume. Ela
continuou a colocar o

toques finais em seu próprio traje enquanto falava. "Fiquei vinte e dois anos na época, e esta
pousada era um caos próximo, com a chegada da senhora Regheena. Ela ficou apenas uma
noite, mas o gerente me enviou para o seu quarto com um pote de leite quente adoçado para
ajudá-la a dormir. "

Ela olhou no espelho, puxando-a coque frouxo e escovar seu cabelo longo. Suas feições
severas suavizou e seus olhos se estreitaram, como se estivesse vendo minha mãe mais uma
vez."Eu estava nervoso para entrar no quarto dela, mas ansioso para vê-la também. Eu nunca
tinha visto nobreza antes, muito menos a futura rainha do reino mais poderoso na terra. Mas,
em vez de encontrar uma pedra preciosa real e mulher coroada, encontrei apenas uma
menina, mais jovem do que eu, road cansado e aterrorizado. Claro, ela não disse que ela
estava com medo, e ela forçou um sorriso, mas eu vi o terror nos olhos dela ea maneira como
seus dedos estavam bem tecida em seu colo. Ela agradeceu-me para o leite, e eu pensei que
dizer algo reconfortante ou alegre, ou mesmo estender a mão e apertar sua mão. Eu fiquei lá
por um longo tempo, e ela esperou ansiosamente, com os olhos fixos em mim como se ela me
desejou desesperadamente para ficar, mas eu não queria ultrapassar os meus limites, e no
final, eu só fez uma reverência e saiu da sala . "

Senhora Rathbone franziu os lábios em pensamento, em seguida, virou-se, a remoção de um


manto de pele curta de seu guarda-roupa. Ela colocou sobre meus ombros. "Eu tentei não
pensar sobre isso, mas que breve troca me perseguiu por muito tempo depois que ela se
foi.Pensei em uma dúzia de coisas que eu poderia ter dito, mas não o fez. coisas simples que
pode ter facilitado sua jornada. Coisas que eu quero alguém para me dizer. Mas naquele dia e
acaso tinham ido embora, e eu não podia levá-los de volta. Eu jurei que nunca se preocupar
com limites ultrapassagem e nunca deixar as palavras não ditas me atormentar novamente ".

Ironicamente, foi exatamente o que corroía me-todas as palavras que minha mãe nunca
disse. Todas as coisas que ela tinha guardado de mim. Coisas que poderiam ter facilitado a
minha viagem. Quando voltei para Morrighan, de uma forma ou de outra, não haveria mais
palavras ocultas entre nós.

CAPÍTULO DEZENOVE

PAULINO

Foi a primeira vez que eu tinha quebrado os sacramentos. Orei os deuses iria entender como
cada First Daughter foi chamado para vir para a frente e acender uma lanterna de vidro
vermelho e colocá-lo na base da pedra memorial. Em seguida, eles cantaram o Remembrance
of the Dead para o príncipe partiu e seus companheiros soldados-a mesma oração que eu
tinha cantado para Mikael, dia após dia de volta em Terravin. Eles tinham todas as orações
desperdiçadas sido, desde Mikael não estava realmente morto?

Minhas unhas escavadas na carne da minha palma. Eu não tinha certeza de que eu deveria
estar com raiva. Os deuses? Lia? Mikael? Ou o fato de que uma vez que eu tinha uma posição
de honra na corte da rainha e agora eu era pouco mais que um fugitivo esgueirando nas
sombras de uma árvore de faia, incapaz de mostrar meu rosto para qualquer um, ou mesmo
um passo à frente e levantar a minha voz ao de Deus? Eu tinha caído mais do que jamais
imaginou ser possível.

Quando a última oração foi cantado e os sacerdotes rejeitou as primeiras filhas de regressar às
suas famílias, as multidões começaram a diminuir. Eu não esperava ver minha tia lá, ela iria
ficar pelo lateral da rainha, mas eu olhei para ela da mesma forma. Eu tinha medo de
perguntar Bryn ou Regan sobre ela. Ela era um defensor de regras e tinha perfurado-los em
mim a partir do momento que eu vim para viver com ela no citadelle. Eu não queria nem
refletir sobre como ela tinha reagido à minha violação completa de protocolo ou o meu novo
status como cúmplice traidor. Vi Bryn e Regan falar a uma só viúva velada, depois outro, até
que finalmente eles trabalharam seu caminho em direção a nós, com cuidado, para que
ninguém iria nos suspeito de ser qualquer coisa, mas enlutados.

Eles ficaram em silêncio no início, lançando olhares questionando a Berdi.

"Você pode falar livremente", eu disse a eles. "Confiável de Berdi. Ela ama Lia tanto quanto
nós fazemos e está aqui para ajudar. "

Regan continuou a olho com desconfiança. "E ela guarda segredos bem?" "Sem dúvida", disse
Gwyneth.

Berdi olhou para Regan, com a cabeça inclinada para o lado enquanto ela o examinou. "A
questão é, podemos nós confio que você ?"

Regan lhe ofereceu um sorriso cansado e um ligeiro arco. "Me perdoe. Estes últimos dias têm
sido difíceis. "

Berdi deu-lhe um aceno tranquilizador. "Eu entendo. Meus pêsames sobre a perda de seu
irmão. Lia falou muito bem dele. "

Bryn engoliu em seco, e Regan concordou. Ambos parecia perdido sem o seu irmão e
irmã. "Você foi capaz de falar com seus pais sobre Lia?", Perguntei.

"Não antes de a notícia surgiu Walther", Bryn respondeu. "E então, Pai adoeceu. Entre Walther
e Pai, nossa mãe está arrasada. Ela não sair de seu quarto, exceto para cuidar Pai, mas o
médico diz que não há nada que ela possa fazer, e pediu-lhe para ficar longe. Ele diz que suas
visitas única agitar-lo ".

Berdi perguntou sobre a saúde do rei e Bryn disse que ele estava prestes a mesma, fraca, mas
estável. O médico disse que era seu coração, e de resto ele iria se recuperar.
"Você disse que tinha notícias para compartilhar?", Perguntou Gwyneth.

Bryn suspirou e escovou seus cabelos escuros da testa. "O soldado que trouxe a notícia da
traição de Lia está morto."

Engoli em seco. "Eu ouvi dizer que ele não foi ferido. Apenas esgotado. Como isso pôde
acontecer?"

"Nós não sabemos com certeza. Pedimos uma centena de perguntas. Tudo o médico disse foi
que era um ataque, provavelmente causada por desidratação, "Regan respondeu.

"Desidratação?" Gwyneth meditou. "Ele deve ter atravessado uma dúzia de córregos e rios
para chegar até aqui." "Eu sei", disse Regan. "Mas ele morreu antes que alguém pudesse
questioná-lo diferente do chanceler." Os olhos de Berdi estreitaram. "Você acha que eles
mentiram sobre o que o soldado disse a eles?"

"O que é mais importante", Gwyneth acrescentou, "é que você acha que eles tiveram algo a
ver com sua morte." Regan esfregou o lado do rosto, frustração evidente em seus olhos. "Nós
não estamos dizendo isso. Nós somos apenas

dizendo que muita coisa está acontecendo, e rápido, e parece haver respostas para nossas
perguntas. Você precisa ser cauteloso até voltarmos. "

"Costas?"

"Essa é a outra coisa que preciso lhe dizer. Estamos sendo despachado para a cidade de
Sacramentos próxima semana, e depois que terminar lá em cima, meu pelotão está
acontecendo para Gitos enquanto Bryn de vai para Cortenai. Nós vamos fazer paradas em
cidades ao longo do caminho. "

"Você quer sair?" Eu disse um pouco alto demais, e Gwyneth limpou a garganta como um
lembrete de aviso. Baixei a voz. "Como isso é possível com Walther morto e seu pai
doente? Você é o príncipe herdeiro agora, e Bryn do próximo na linha. Você não pode deixar
Civica. Protocolo exige que pelo menos um de você "

Bryn estendeu a mão e apertou minhas mãos. "Estes são tempos difíceis, Pauline. Os
fundamentos da Morrighan são agitados. Os Reinos Lesser ter visto o desentendimento entre
nós e Dalbreck; o príncipe herdeiro foi massacrado juntamente com os filhos de nobres e
senhores; meu pai está doente, e minha irmã se presume ter juntado forças com o inimigo. O
Capitão Vigia diz que não é um tempo para sentar e se esconder, mas para mostrar a nossa
força e confiança. Foi decidido pelo gabinete. Regan e eu questionei a ordem também, mas
meu pai confirmou este é o que ele queria. "

"Você falou com ele mesmo?", Perguntou Berdi.

Regan e Bryn entreolharam brevemente, algo não dito de passagem entre eles. "Sim",
respondeu Regan. "Ele concordou afirmação quando o questionou sobre o fim."

"Ele não está bem!", Disse Gwyneth com descrença. "Ele não estava pensando claramente.Que
vai deixar o trono em risco se ele deveria tomar um rumo para o pior ".
"O médico garantiu-nos que é seguro para nós para sair, e como o Capitão Vigia disse, nada
pode reforçar a confiança das tropas e reinos vizinhos, como o aparecimento de filhos do rei."

Olhei para Bryn e Regan, cujas expressões estavam enviando mensagens contraditórias.Eles
foram rasgados. Isto não foi apenas sobre como restaurar a confiança. "É para provar que você
ainda é leal à coroa, mesmo que sua irmã não é."

Regan concordou. "Uma família dividida infunde medo e anarquia. Essa é a última coisa que
precisamos agora. "E havia medo. Em alguns aspectos, a sua missão fazia sentido, mas ainda se
sentia mal. Eu vi o

se preocupe em seus olhos.

"Vocês dois ainda acredita em Lia, não é?"

Os olhos de Bryn suavizou. "Você não precisa perguntar, Pauline. Nós amamos a nossa irmã, e
nós sabemos que ela. Por favor, não se preocupe. Confie em nós. "

Havia algo sobre a maneira como ele disse. Gwyenth notado também. Ela olhou com
desconfiança. "Há algo que você não está nos contando."

"Não", Regan disse com firmeza. "Nada mais." Ele olhou para a minha barriga, mal disfarçada
agora pelo meu manto solto. "Prometa-nos que você vai ficar quieto. Fique longe do
citadelle. Nós vamos voltar o mais rapidamente possível. "

Berdi, Gwyneth, e eu trocamos olhares, depois assentiu. "Good", disse Bryn. "Nós vamos
caminhar até o portão com você."

O cemitério estava quase vazio. Apenas alguns choros ainda permanecia. O resto tinha
retornado a suas casas para se preparar para lembranças eventide. Um jovem, vestido com a
armadura do guerreiro completo com as suas armas ao seu lado, manteve-se de joelhos diante
da pedra memorial, a cabeça inclinada, todos os ângulos de seu corpo que carrega uma
profunda agonia.

"Quem é esse?", Perguntei.

"Andrés, o filho do Vice-regente", respondeu Regan. "Ele é o único do pelotão de Walther que
ainda está vivo. Ele estava doente, com febre quando eles montaram para fora e não podia ir
com eles. Ele veio aqui todos os dias desde que a pedra foi colocada para acender uma vela. O
Vice-regente diz Andrés é atormentado pela culpa por não estar lá com seus companheiros
soldados ".

"Assim que ele poderia morrer também?"

Bryn sacudiu a cabeça. "Assim que talvez todos eles poderiam ter vivido."

Nós olhou para ele, provavelmente cada um de nós perguntando a mesma coisa: poderiamais
um soldado realmente fizeram a diferença?
Quando os irmãos deixaram, eu disse Gwyneth e Berdi de esperar por mim, que eu estaria de
volta.Eu entendi a culpa de Andrés, a angústia de reviver momentos e se perguntando o que
poderia ter sido feito diferente. Nestas semanas após Lia desapareceu, eu revivi aquela manhã
de Kaden me arrastando para a escova de uma centena de vezes, pensando que eu deveria ter
agarrado a faca, chutou-o, fez algo que poderia ter mudado

tudo, mas ao invés disso eu só tinha tremia, congelada de terror como ele apertou seu rosto
perto do meu e ameaçaram nos matar. Se eu tivesse uma segunda chance, eu faria tudo
diferente.

Andrés ainda estava ajoelhado na pedra memorial quando voltei. Talvez eu pudesse puxar
para duas finalidades a partir deste momento que nos ajudaria ambos. Se ele amava o pelotão
e Walther tão profundamente, ele também sabia o quão perto Walther e Lia estavam. Ele
pode mesmo ter sido um dos que ajudaram plantas Walther pistas falsas quando Lia e eu
corri. Quando me aproximei dele, ele olhou para cima, procurando as sombras do meu bairro.

"Eles eram bons homens", eu disse.

Ele engoliu em seco e assentiu com a cabeça.

"Ninguém pensava assim mais de Lia. Tenho certeza que ela nunca teria traído. "Eu o vi de
perto para ver se ele se encolheu em seu nome. Ele não o fez.

"Lia", disse ele, pensativo, como se lembrando. "Apenas os seus irmãos a chamavam por esse
nome. Você conhecia bem? "

"Não", eu disse, percebendo o meu erro. "Mas eu conheceu o príncipe Walther uma vez, e ele
falou com carinho dela. Ele disse-me longamente sobre sua devoção um ao outro. "

Ele assentiu. "Sim, todos os irmãos reais estavam perto. Eu sempre invejou-lhes isso. Meu
único irmão morreu quando eu era pequeno, e minha meia irmão- " Ele balançou a
cabeça."Não importa."

Ele olhou para mim, olhando mais de perto, como se estivesse tentando obter um vislumbre
melhor. "Eu não acho que eu peguei o seu nome. O que posso te chamar? "

Eu procurei rapidamente um nome e de minha mãe veio à mente. "Marisol", eu


respondi. "Meu pai tem um candlery na próxima aldeia. Eu vim para os meus respeitos e ouviu
alguns outros enlutados mencionar que você era o único sobrevivente. Espero não ter
penetrado. Eu só queria oferecer-lhe conforto. Este foi o trabalho de bárbaros cruéis e mais
ninguém. Não havia nada que poderia ter feito ".

Ele estendeu a mão e corajosamente apertou minha mão. "Então os outros me disseram
também, incluindo o meu pai. Eu estou tentando acreditar. "Eu fui recompensado quando
alguns dos agonia em sua expressão levantada.

"Vou manter -los e você, em minhas lembranças", eu prometi. Enfiei a mão livre e beijou dois
dedos, levantando-os para o céu antes de me virar e se afastou.
"Obrigado, Marisol", ele me chamou. "Eu espero que eu vou vê-lo novamente." Você
definitivamente vai, Andrés.

Os olhos de Gwyneth brilharam com raiva quando voltei ela. "Falando com o filho do Vice-
regente? Como é que mentir baixo? "

Eu respondi com um sorriso de satisfação. "Tenha um pouco de fé em mim, Gwyneth. você


não é o único que disse que eu tinha que parar de jogar menina agradável? Ele pode saber algo
que nós vamos achar útil. Talvez agora eu sou o único que se tornou o espião ".

VINTE

RAFE

Eu andei em bungalow do cirurgião.

Tavish, Jeb, Griz, e Kaden foram todos estabelecidos em catres a ser tratada. Kaden tinha
escondido o fato de que ele tinha sido ferido como bem um corte em seu parte inferior das
costas.Uma pequena ferida, mas ainda na necessidade de pontos. Orrin e Sven sentou em
cadeiras em frente a eles, seus pés apoiados no berço dos pacientes.

Assim que me viu, Tavish e Orrin soltou assobios insultantes como eu era um dândi
arrogante. Jeb aprovado da minha transformação.

"E aqui nós todos se acostumando com sua cara feia", disse Sven. "É chamado um banho e
fazer a barba. Você deveria tentar isso algum dia. "

O ombro de Jeb foi slathered com pomada e compressas. O cirurgião me disse que ele tinha
rasgado músculos e teria de manter a sua imóvel ombro durante várias semanas.Nenhuma
equitação, nenhum dever. Repouso na cama durante três dias. Jeb fez rostos por trás das
costas do cirurgião, murmurando não .

Dei de ombros, como se eu não pudesse substituir as ordens do cirurgião, e Jeb fez uma
careta.

um descanso de alguns dias foi prescrito para Griz também, mas Tavish e Kaden tinha
pequenas feridas que só iria trazê-los de desconforto para um ou dois dias e necessários
nenhum dever restrito. O cirurgião tinha de alguma forma perdeu a notícia de que Kaden não
era um dos nossos e assumiu que ele era um outro soldado.

"Aqueles dois podem ir chuveiro", disse o cirurgião. "Vou enfaixar-los depois que eles já
limpos." Ele voltou para verificar Griz.

Kaden estava na parte de trás do bungalow com pouca luz, mas como ele agarrou sua camisa,
ele entrou na luz da janela e vi as costas ea curta linha de fio preto onde o cirurgião havia lhe
costurado. Então eu vi as cicatrizes. O profundos. Ele tinha sido chicoteado.

Ele se virou e me viu olhando.

Seu peito foi igualmente marcado.


Fez uma pausa e, em seguida, enfiou a camisa como se fosse de não importa. "Lesões
antigas?", Perguntei.

"Sim. Velho."

Quantos anos? Eu me perguntava, mas sua resposta cortada deixou claro que ele não queria
entrar em detalhes. Ele tinha a minha idade, então lesões antigas poderia significar que ele
tinha sido pouco mais do que uma criança quando ele adquiriu. Eu

lembrado Lia resmungando que ele era uma vez Morrighese, mas ela estava febril e meio
dormindo quando ela disse isso, e eu pensei que a possibilidade era improvável. Ainda assim,
se tivesse sido espancado severamente que por Vendans, eu não conseguia entender como ele
tinha assim permaneceu leal a eles. Ele terminou de abotoar a camisa.

"Eu tenho alguns soldados de fora que vai mostrar onde os chuveiros são. Eles vão dar-lhe
algumas roupas frescas também. "

"Guardas, você quer dizer?"

Eu não podia deixá-lo andar livremente, não só porque eu ainda não confiava nele
completamente, mas para sua própria proteção também. Notícias do abate do pelotão se
espalhou através do acampamento. Qualquer tipo de Vendan, mesmo, o rei disse poderia ser
moderadamente confiável, não foi bem-vindo aqui.

"Vamos chamá-los acompanhantes", eu respondi. "Você se lembra que a palavra, não é?Eu
prometo a você, seus acompanhantes será muito mais agradável do que Ulrix e seu bando de
brutos estavam comigo. "

Ele olhou para o cinto e espada ainda deitada sobre uma mesa. "E você vai ter que deixar
aqueles atrás."

"Eu salvei seu traseiro real hoje."

"E eu estou salvando seu um Vendan agora."

***

Normalmente, quando eu tinha sido atribuído a Marabella, eu tinha dormido no quartel com o
resto dos soldados, mas o coronel disse que não era apropriado agora que eu era rei. Você tem
que começar a agir o papel , ele insistiu, e Sven concordou. Eles pediram uma tenda montada
para mim. Tendas foram reservados para visitar embaixadores e dignitários que usaram o
posto como um ponto de parada. Eles eram maiores, mais extravagante, e certamente mais
privado do que as barracas lotadas que abrigavam os soldados.

Eu tinha encomendado um configurado para Lia, bem como, e deixe-me dentro de sua tenda
para se certificar que tudo estava em ordem. Um tapete floral grossa tinha sido lançada em
todo o chão, e sua cama estava totalmente feita com cobertores, peles, e um excedente de
travesseiros. Um fogão rodada foi abastecido com combustível e pronto para ir, e um lustre de
óleo foi pendurado para a luz.
E flores. Um pequeno vaso transbordou com algum tipo de flor roxa. O coronel deve ter
enviado um esquadrão inteiro para vasculhar os vagões mercantes para eles. Um jarro colorido
de água estava sobre uma mesa lace- coberto, juntamente com um pote de bolachas ao lado
dele. Eu apareci um em minha boca e recolocou a tampa. Nenhum detalhe foi esquecido. Sua
tenda era muito melhor decorados que o meu. É claro que o coronel sabia que eu iria verificar
para se certificar de que ela estava confortável.

I visto alforje no chão ao lado de sua cama. Eu disse a mão estável para trazê-lo o mais
rapidamente sua tenda estava pronto. É, também, estava manchada de sangue. Talvez fosse
por isso que ele deixou-a no chão. I esvaziou o conteúdo sobre a mesa de cabeceira para que
eu pudesse levá-la comigo para ser limpo. Eu queria apagar cada lembrete do dia que estava
atrás de nós.

Sentei-me na cama e folheou um dos livros de sua bolsa. Ele era um que ela tinha me falado,

Cantares de Venda. O único que mencionou o nome Jezelia. Deitei-me e afundou no colchão
macio, olhando para palavras que não faziam sentido para mim. Como ela poderia ter certeza
de que eles disseram? Ela não era um estudioso. Lembrei-me de sua expressão de volta no
Sanctum quando ela tentou explicar a importância do mesmo para mim.

Talvez não seja acaso que estou aqui.

Um frio tinha havido até meu pescoço quando ela disse aquelas palavras. Eu odiava a
maneira Venda-mulher ou reino-se brincando em seus medos, mas lembrei-me das multidões
também, ea forma como eles cresceram a cada dia. Havia algo antinatural nisso, algo que não
se sentia bem para mim, algo que até mesmo o Komizar não podia controlar.

Deixei o livro de lado. Ele estava atrás de nós agora. O Sanctum, Venda, tudo. Incluindo noção
ridícula de Griz de ela ser sua rainha. Nós estaríamos no nosso caminho para Dalbreck
breve. Eu amaldiçoou o fato de que não poderia deixar de imediato. O coronel não podia
poupar uma escolta grande o suficiente para agradar a Sven, mas ele disse que espera uma
rotação de tropas chegar em poucos dias e poderíamos sair com segurança com as tropas que
partem. Nesse meio tempo, ele ordenou o falcoeiro para enviar um trio rápida de Valsprey
para Falworth com a notícia da minha segurança e meu retorno iminente.

Ele disse que iria também dar-lhe tempo para me atualizar sobre assuntos da
corte.Prepare me -os foram as palavras de advertência que eu vi em seus olhos, mesmo se ele
não dizê-las. Meu retorno ao tribunal não ia ser fácil. Eu sabia. Eu ainda estava tentando
absorver o conhecimento que os meus piores receios tinham sido realizados. Tanto a minha
mãe e meu pai estavam mortos, e eles tinham morrido sem saber o destino de seu único
filho. Culpa crivado através de mim. Mas eles sabiam que eu os amava. Eles sabiam que
muito .

Nós concordamos em esperar até amanhã depois que eu fui descansado para discutir os
detalhes de mortes e tudo de meus pais o que havia acontecido desde então. O gabinete
ficaria furioso quando souberam onde eu tinha sido e os riscos que eu tinha tomado. Ele ia
levar algum trabalho para recuperar as suas confidências.
Mas Lia estava vivo, e eu faria tudo de novo se fosse preciso. Sven e os outros
compreendido. Uma vez que o gabinete conheci, eles iriam entender também.

CAPÍTULO VINTE E UM

KADEN

Segui os guardas como se eu não sabia onde eu estava indo, mas me lembrei de cada polegada
do Marabella posto avançado, especialmente onde as latrinas e chuveiros eram.Como nós
caminhamos passado o portão que levava aos piquetes, eu vi que tinha acrescentado outra
torre de vigia na parede paddock de volta. Tinha sido seu único ponto cego. Um muito
improvável por causa do acesso íngreme, rochoso e o rio abaixo, mas um ponto cego no
entanto, e ele tinha me permitiu ganhar a entrada.

Lia tinha me perguntou uma vez quantas pessoas eu tinha matado. Muitos para lembrar de
todos eles, mas este eu me lembrava.

Lá.

Eu olhei para o par no final. Um lugar adequado para ele morrer. "Hold up", disse Tavish.

Parei enquanto os guardas entraram em uma cabana de alimentação.

Eu tinha certeza de que não iria ser oferecendo-me um banho e roupas limpas, se eles sabiam
que eu tinha cortado a garganta de um dos seus comandantes. Isso foi há dois anos.Eu não
conseguia lembrar exatamente o que seus pecados haviam sido, só que muitas Vendans tinha
morrido sob seu comando e que foi razão suficiente para o Komizar para me enviar.

Isto é para Eben , eu tinha dito a ele antes de eu cortou a lâmina, embora eu não sabia se ele
tinha algo a ver com matar os pais de Eben. Agora eu desejei que eu sabia. Eu gostaria de
poder lembrar de todas as razões.

Isso foi há muito tempo atrás, Kaden. Estávamos as duas pessoas diferentes, então. "Algo
errado?", Perguntou Tavish.

Os soldados tinham voltado com suprimentos e estavam esperando por mim para
seguir. "Não", eu respondi. "Nada está errado."

Nós continuamos em para o chuveiro, e eu estava grato que a água estava quente. Não era
como as fontes termais de vagabundo que tinha praticamente cozidos a sujeira afastado, mas
foi mais fácil para os músculos doridos do que a água gelada do Sanctum. Era bom para lavar o
sangue dos homens que haviam sido meus companheiros, aqueles que eu tinha montado com
apenas alguns meses atrás, mas hoje eu tinha ajudado a matá-los.

"Parece que Griz vai dar tudo certo."

Eu mantive minha cabeça sob a água, fingindo que não ouviu Tavish. Foi ele por
elogios? Somente

porque ele havia costurado Griz-se no deserto?


Quando me virei para dar-lhe uma resposta legal, ele estava esfregando sob seus braços e me
estudando. Eu não gostava de Rafe ou seus amigos enganosos, mas a verdade foi, Tavish
salvou a vida de Griz, e eu lhe devia obrigado. Griz ainda era meu camarada, talvez minha
única.

"Você é hábil com uma agulha," eu ofereci.

"Só em caso de necessidade", ele respondeu, desligando a água. "Ninguém mais quer o
trabalho." Ele toweled fora e começou a se vestir. "Engraçado, Rafe não vai enfiar um pequeno
pedaço de aço no rosto de alguém, mas ele pode derrubar três homens com o único balanço
de sua espada, mesmo sem quebrar um suor. Mas você já sabe disso, não sabe? "

A não tão sutil aviso. Lembrei-me dele vendo meu intercâmbio com Rafe volta em quartéis do
cirurgião. Ele obviamente não apreciam o meu falta de respeito real.

"Ele não é meu rei. Eu não será dobrar meu joelho para ele como o resto de vocês. "" Ele não é
um mau sujeito, se você lhe dar uma chance. "

"Eu esperaria que você diga algo assim, mas eu não estou aqui para chances ou para ser amigo
de alguém. Estou aqui para Lia. "

"Então você está aqui pela razão errada, assassino." Ele apertou o cinto e ajustou sua
bainha. Seus olhos eram poços negros quentes. "Uma outra palavra de aconselhamento-
secuidado ao utilizar as latrinas. Especialmente tarde da noite. Ouvi dizer que eles podem ser
perigosos. Surpreendente, não é? "Ele se virou e saiu, ordenando os guardas fora de esperar
até que eu estava feito.

Ele tinha sido me estudar mais de perto do que eu pensava. Foi apenas um simples olhar no
par, mas ele tinha visto isso e colocá-lo em conjunto. Sem dúvida, ele estaria mantendo um
olho diligente em mim ou certificando-se de que outra pessoa fez. Ele foi provavelmente já
contando Rafe sobre suas suspeitas.

Tinha nenhum deles notou que eu tinha lutado em seu lado hoje?

Eu continuei a tomar banho, não tem pressa para se juntar de novo com os guardas que
esperavam por mim. Gostaria de saber quando e se eu iria ver Lia novamente. Rafe não se
torna mais fácil, especialmente agora que ele foi-

Enfiei minha cabeça para trás sob a água. Eu ainda não tinha se acostumado com a idéia de ele
ser um príncipe, e agora ele era um rei em chamas. I cuspiu água para fora e esfregou meu
peito. Será que Lia realmente acha que ele iria caminhar atrás dela todo o caminho to-

Desliguei a água.

Ele não vai para Morrighan.

Mas isso não vai impedi-la.

Algo quente slivered em mim.


Senti esperança novamente.

Ele não a conhecia como eu fiz.

Havia um monte de coisas que ele não sabia.

Havia até mesmo a possibilidade de que Lia foi ele usando a maneira como ela me usou.

Esse mesmo pensamento caiu em outro.

Havia também coisas que ela não sabia sobre ele, e talvez fosse hora ela descobriu.

CAPÍTULO VINTE E DOIS

A noite caiu cedo, e eu ouvi um zumbido distante. Uma canção? Seria possível que sua
eventide passou aqui com lembranças da menina Morrighan também? Não parecia provável, e
ainda assim todos nós tínhamos saltado a partir dos mesmos princípios. Até que ponto tinha
esses princípios divergiram? A noite puxou a mim, um puxão tranquila eu queria ceder, mas o
ouro janelas da sala de jantar do oficial iluminado estava por vir.

Segui Senhora Rathbone-se os passos de uma grande estrutura de madeira com uma ampla
varanda em toda a volta dele.

"Espere", eu disse, agarrando seu braço. "Eu preciso de um momento."

Um sulco forrado a testa. "Não há nada a temer." "Eu sei", eu disse, um pouco sem fôlego. "Eu
estarei bem. Por favor." Ela saiu e eu me virei, me preparando contra a grade.

Eu sempre tinha enfrentado expectativas dos outros, geralmente com pouca paciência,
mordendo o gabinete que me pressionou, de uma forma ou de outra, mas agora eu tive que
lidar com outro tipo de expectativa que eu não entendia completamente. Ele estava atolado
em complicações, e eu não tinha certeza de como navegar-los. Sua futura rainha. Quando
entrei pela porta da sala de jantar, que era o que eles veriam. Eu tinha dito Kaden que eu de
alguma forma fazer tudo funcionar, mas eu sabia que não podia. Era impossível. Há sempre
alguém que saiu perdendo no final. Eu não queria isso para mim e Rafe ser.

Olhei para o céu ocidental e suas constelações: Diamantes de Aster, cálice de Deus, e cauda de
dragão. As estrelas que pairavam sobre Morrighan. Eu beijei meus dedos e levantou-los para o
céu, para casa, para aqueles que eu tinha deixado para trás, a todos que eu amava, incluindo
os mortos. " Enade meunter ijotande, " eu sussurrei, em seguida, virou-se e abriu a porta da
sala de jantar.

Rafe foi a primeira pessoa que eu vi, e eu secretamente agradeceu aos deuses, porque ele fez
meu coração leve, subindo em algum lugar alto e livre. Ele se levantou quando ele me viu, e o
olhar em seus olhos me fez grata pela Senhora Rathbone de, Adeline de, e os esforços da
Vilah. Eles tinham escolhido bem. Seu olhar fez meu coração resolver voltar para baixo, agora
quente e cheio no peito.
Olhei oficiais passadas, esposas, e quem mais estava lá, até onde ele estava, no final da longa
mesa da sala de jantar, hipnotizada. Foi a primeira vez que eu já tinha visto Rafe vestida em
seu próprio reino de

vestuário. Foi estranhamente inquietante, uma confirmação de que ele realmente era. Ele
usava uma túnica de oficial de azul profundo sobre uma camisa preta solta, e uma baldrick
couro escuro gravado com crista do Dalbreck atravessou seu peito. Seu cabelo tinha sido
cortado, e seu rosto brilhava com um barbear mais rente.

Senti cabeças girando, mas eu mantive meus olhos fixos em Rafe, e os meus pés deslizaram
sobre o chão a seu lado. Era isso. Eu não tinha conhecimento de costumes formais de
Dalbreck.The Royal Scholar tinha tentado escola me no mais básico de saudações, mas eu
tinha pulado suas lições. Rafe estendeu a mão para mim, e quando eu o levei, fiquei chocado
que ele me puxou para perto e me beijou na frente de todos. Um beijo longo e
escandaloso. Eu senti pressa cor para minhas bochechas. Se este era um costume, eu gostei.

Quando me virei para encarar o resto dos convidados, foi bastante evidente este tipo de
saudação não era o protocolo padrão. Alguns dos senhores tinha cor em suas bochechas
também, e mão de Sven descansou sobre a boca, como se estivesse tentando esconder uma
careta.

"Os meus cumprimentos e agradecimentos, Senhora Rathbone," Rafe disse, "para cuidar tão
bem da princesa." Ele soltou os cabo da pele ao redor dos meus ombros e entregou-o a um
servo. Sentei-me em uma cadeira ao lado dele, e foi quando eu tomei em exatamente quem
estava presente. Sven, Tavish, e Orrin estavam todos vestidos no blues Dalbretch profundas,
bem como, suas aparições transformadas com uma lâmina de barbear, sabonete, e crisply
pressionado roupa-oficiais no exército poderoso que Sven tinha me dito a história do tão
orgulhosamente. Sven, como o coronel Bodeen, que estava sentado na extremidade oposta,
usava uma trança de ouro no ombro também. Não havia nada para distinguir Rafe e sua
posição, mas eles certamente não manter os serviços de um rei na mão em um posto
avançado.

Coronel Bodeen saltou com introduções. Cumprimentos foram cordiais, mas reservado e, em
seguida servos trouxeram o primeiro de muitos cursos servido em pequenas porcelana
brancaplacas-quentes bolas de queijo de cabra laminados nas ervas; dedo-size rolos de carne
picada envolto em tiras finas de carne de porco fumada; TV pães fritos moldado em morder-
size taças e cheia de feijão temperados quentes. Cada curso foi servido em um prato fresco, e
nós ainda não tinha chegado para o prato principal ainda. Você vai ver.

Sim, eu vi, embora eu tinha certeza de que o coronel Bodeen estava montando uma mesa esta
noite mais extravagante, para honrar não só seus companheiros retornaram, mas o rei que
tinha pensado foi perdido. A ausência de Jeb foi devido a ordens do médico para o
descanso. Ninguém parecia notar que Griz e Kaden não estavam presentes, embora eu estava
certo de que iria ambos têm sido extremamente desconfortável na tabela. Às vezes eu senti
que eu estava em uma névoa de sonho. Só esta manhã que tinha sido nas costas dos cavalos
lutando por nossas vidas, e agora eu estava navegando num mar de porcelana, prata,
candelabros brilhantes, e mil copos tilintando.Tudo parecia mais brilhante e mais alto do que
era.

Foi uma noite de festa e observei o esforço para manter a conversa leve. Coronel Bodeen
trouxe a sua reverenciada de olhos vermelhos e derramou Sven um copo. Ele anunciou que
uma outra celebração foi nas obras que incluam todo o posto. Isso daria todos os soldados a
oportunidade de brindar o novo rei e- coronel Bodeen acrescentou hesitante-sua futura
rainha.

"Partes Marabella são incomparáveis", disse Vilah de excitação.

"Ele levanta espíritos", acrescentou Bodeen.

"E há a dança", disse Senhora Rathbone.Garanti-lhes tudo o que eu estava ansioso para
participar.

Entre os cursos, brindes foram oferecidos, e como o vinho e bebidas espirituosas fluiu, o
cuidado foi esquecido e mais conversa foi dirigida a mim.

"Senhora Rathbone me disse que você definir uma tabela bem", eu disse ao coronel Bodeen ",
e devo admitir que estou bastante impressionado."

"O posto avançado Marabella é conhecida por sua comida excepcional", Fiona, esposa do
tenente Belmonte, respondeu, sua voz cheia de orgulho.

"O melhor alimentado um soldado, o melhor que pode servir," Coronel Bodeen explicou, como
se a comida não era uma extravagância, mas uma estratégia de batalha.

A memória do sorriso assegurada da Komizar e silos de brilho altas brilhavam atrás dos meus
olhos. Grandes exércitos marchar em seus estômagos.

Fiquei olhando para a placa antes de mim. Uma mancha de molho de laranja e um osso da
perna faisão posta sobre ela. Não tinha havido placas de ossos para passar antes da refeição,
nenhum aviso de sacrifício. Sua ausência deixou um buraco estranho em mim que pediu para
ser preenchido. Eu não tinha certeza do que tinha acontecido com minha própria corda dos
ossos. Ele provavelmente tinha sido jogado fora junto com minhas roupas ensanguentadas e
rasgadas como algo sujo e selvagem. Eu discretamente colocou o osso da placa e escondeu-o
no meu guardanapo antes do servo poderia tirá-lo.

"Eu não posso imaginar o que você sofreu nas mãos daqueles selvagens", disse Senhora
Haia. "Se você quer dizer os Vendans, sim, alguns eram selvagens, mas muitos outros foram
extremamente gentis." Ela levantou as sobrancelhas como se duvidosa.

Capitão Hague jogou para trás outra taça de vinho. "Mas você deve se arrepender de sua
decisão de fugir do casamento. Todos this- "

"Não, Capitão. Não me arrependo de minha decisão. "A tabela ficou em silêncio.
"Se eu tivesse sido despachado para Dalbreck, há coisas valiosas que eu nunca teria
aprendido." Tenente Dupre se inclinou para frente. "Certamente há maneiras mais fáceis de
aprender lições de youth-"

"Não lições, Tenente. Frio, fatos duros. Os Vendans acumularam um exército e armas
inventadas que poderia acabar com ambos Dalbreck e Morrighan ".

olhares duvidosos foram trocadas. Alguns olhos, esteve próximo de rolamento sem
rodeios.menina delirante pobres.

Rafe colocou a mão na minha. "Lia, podemos falar sobre isso mais tarde. Amanhã, com o
coronel e outros oficiais. "Ele rapidamente sugeriu que se aposentar e nos dispensado. Como
nós caminhamos passado Sven e Bodeen, eu olhou para o quase vazio garrafa deolhos
vermelhos.

Agarrei-se da mesa e cheirou. "Coronel Bodeen, você se importa se eu levar o resto isso
comigo?"

Seus olhos se arregalaram. "Eu tenho medo é bebida muito forte, Alteza." "Sim, eu sei."

Ele olhou para Rafe, para aprovação, e Rafe assentiu. Eu estava ficando muito cansado de
todos adiando para Rafe antes de me responder.

"Não é para mim", explicou, em seguida, atirou um olhar acusador para Sven. "Fizemos
promessa Griz um copo, não é?" Bodeen permaneceu gracioso, mas vários dos convidados do
jantar limpou a garganta e olhou para Bodeen, à espera de uma recusa a compartilhar oefeito
de olhos vermelhos. Eu entendi a sua desaprovação. Eles tinham acabado de saber da morte
de um pelotão inteiro nas mãos de Vendans. Ainda assim, todo mundo não poderia continuar
ignorando o fato de que Kaden e Griz tinha sofrido ferimentos para ajudar a salvar nossas
vidas.

Rafe pegou a garrafa de mim e entregou-o a uma sentinela de pé na porta. "Veja que o grande
homem no quartel do cirurgião recebe este." Rafe olhou para mim e ergueu as sobrancelhas,
como se perguntasse se o problema foi resolvido, e eu balancei a satisfação.

***

"Estes são os seus quartos", disse Rafe, puxando de lado a entrada cortinas da tenda. Mesmo
sob a luz brilhante dim de um lustre, eu estava reuniu-se com um choque de cor. Um tapete
índigo exuberante roda com flores coberta a totalidade do piso. Uma colcha de veludo azul,
almofadas de cetim branco e cobertores de pele foram empilhados no alto de uma cama de
dossel coberto com florões esculpidas em formas de cabeças de leão. cortinas azuis elegantes
estavam reunidos para trás com cordões de ouro, à espera de ser puxado, e um fogão de
agachamento com uma grade intrincada foi nas proximidades. cornflowers frescos enfeitou
uma mesa lateral, e uma pequena mesa de jantar com duas cadeiras foi em uma esquina. Era
mais luxuosa do que a minha própria câmara em casa.

"E seus aposentos?", Perguntei. "Lá."


Uma dúzia de jardas de distância, uma barraca semelhante havia sido erguido. A uma curta
distância que parecia tão longe. Nós não tinha dormido separados desde que saímos do
Sanctum. Eu tinha se acostumado a sentir o braço em volta da minha cintura, o calor de sua
respiração no meu pescoço, e eu não podia imaginá-lo não ser comigo esta noite,
especialmente agora que finalmente tinha o que poderia ser chamado de verdadeira
privacidade.

Eu alisou uma mecha de seu rosto. Suas pálpebras estavam pesadas. "Você ficou nenhum
resto, não é?" "Ainda não. Haverá tempo para isso mais tarde- "

"Rafe", eu disse, parando-o. "Algumas coisas não podem ser adiadas até mais tarde. Nós ainda
não conversamos sobre seus pais. Você está bem?"

Ele deixou cair a cortina tenda, bloqueando a luz da lanterna, e nós estávamos na escuridão
novamente. "Eu estou bem", disse ele.

I embalou seu rosto e puxou-o para mais perto, nossas testas tocando, o nosso respirações se
misturando, e parecia lágrimas inchou tanto em nossas gargantas. "Sinto muito, Rafe," eu
sussurrei.

Sua mandíbula se esticou sob o meu toque. "Eu era o lugar onde eu precisava
estar.Contigo. Meus pais

entender. "Cada palavra que ele falou pulsava no espaço entre nós. "Meu ser com eles não
teria mudado nada."

"Mas você poderia ter dito adeus."

Seus braços circulou em volta de mim, me segurando apertado, e parecia que todo o
sofrimento que ele jamais seria permitido estava naquele aperto. Eu poderia pensar somente a
crueldade de sua nova posição e qual foi imediatamente esperava dele.

Sua espera finalmente soltou, e ele olhou para mim, vincos cansado no canto dos olhos, um
sorriso através de sua exaustão.

"Fique comigo?", Perguntei.

Seus lábios encontraram os meus, e ele sussurrou contra eles entre beijos. "Você está
tentando me seduzir, Sua Alteza?"

"Absolutamente", eu disse, e de lazer correu a ponta da minha língua ao longo de seu lábio
inferior como se fosse o meu curso final da noite.

Ele se afastou um pouco e suspirou. "Estamos no meio de um posto avançado com uma
centena de olhos assistindo -provavelmente agora a partir das janelas da sala de jantar."

"Você não parece estar preocupado com o que os outros acharam quando você me beijou lá
dentro."
"Fui tomado com o momento. Além disso, te beijar e passar a noite em sua tenda são duas
coisas diferentes. "

"Você está com medo que você vai manchar minha reputação?"

Um sorriso maligno puxou no canto de sua boca. "Eu tenho medo que você vai manchar a
minha."

Eu dei um soco de brincadeira nas costelas, mas depois sentiu o fade sorriso do meu rosto. Eu
entendi protocol- especialmente com membros da realeza. Pelos deuses, eu tinha vivido com
toda a minha vida. Eu também sabia que Rafe estava em uma posição particularmente
delicada agora, todos os olhos recém-treinados sobre ele. Mas nós ambos tinham quase
morreu. Eu estava cansado de esperar. "Eu quero estar com você, Rafe. Agora. Parece espera é
tudo o que já fizemos. Eu não me importo o que qualquer um pensa. E se não há amanhã? E se
agora, é tudo o que sempre vai ter? "

Ele estendeu a mão e gentilmente pressionou o dedo aos lábios. "Shhh. Nunca diga isso.Temos
uma vida inteira pela frente, uma centena de amanhãs e muito mais. Eu prometo. Isso é o que
tudo isso tem sido aproximadamente. Cada respiração, cada passo que eu tomei foi para o
nosso futuro juntos. Não há nada que eu queira mais do que desaparecer esta tenda com
você, mas eu ligo para o que eles pensam. Eles só agora conheci, e eu já desconsiderados
todos os protocolos de espera de um príncipe. "

Suspirei. "E agora você é rei."

"Mas pelo menos posso entrar e acender o fogão para você. Isso não vai me levar muito
tempo. "

Eu lhe disse que poderia iluminar-lo eu mesmo, mas ele puxou a cortina e me levou, e eu não
protestou mais. Verificou a combustão na chaminé rodada alto que ventilado através da parte
superior da tenda, e em seguida, acendeu o gravetos. Ele sentou-se no lado da cama,
observando para garantir que a madeira pego. Eu andei ao redor da tenda, escovando meus
dedos ao longo das cortinas da cama, tendo na extravagância.

"Isso realmente não era tudo o necessário, Rafe," eu disse sobre meu ombro.

Eu o ouvi cutucando a madeira. "Onde mais você ficaria? No quartel dos soldados? "

"Qualquer coisa seria um luxo em comparação com onde eu estava dormindo." Eu visto meus
pertences sobre a mesa. Eles foram cuidadosamente colocadas em uma pilha puro, mas o
alforje havia desaparecido. Puxei minha escova de cabelo da pilha e começou a puxar os pinos
do meu cabelo, desfazendo todo o trabalho bonito de Adeline. "Ou eu poderia ter dormido na
sala de estar da Madame Rathbone. Embora seu marido não poderia ter- "

Ouvi um baque estranho e virou-se. O pôquer tinha escorregado da mão de Rafe e agora
estava deitado no chão. Parecia que eu estava indo para obter o meu desejo, afinal.

"Rafe?"
Ele estava frio. Ele estava deitado na minha cama, com os pés ainda no chão e as mãos mole
em seus lados. Fui até lá e sussurrou seu nome novamente, mas ele não respondeu. Mesmo
um rei teimoso poderia ficar acordado, por certo tempo. Eu puxei as botas, e ele mal se
mexeu. Em seguida vieram os seus cintos. Eu não poderia lutar com seu peso morto, então as
roupas teriam de ficar. Eu levantei as pernas e transformou-os de modo que ele estava
completamente na cama. Ele resmungou algumas palavras incoerentes sobre deixar e depois
não dizer outra som. Tirei minha Pauldron e jóias e esforçou-se para desatar o espartilho de
couro no meu próprio. Uma vez que eu extinguiu as luzes do candelabro, eu me enrolei na
cama ao lado dele e puxou as peles mais de nós dois. Seu rosto estava sereno, brilhando à luz
do fogo. "Rest, agricultor doce," eu sussurrei. Eu beijei seu rosto, o queixo, os lábios,
memorizando cada polegada de sua pele sob o meu toque.Uma centena de amanhãs. Eu
coloquei minha cabeça no travesseiro ao lado dele e deslizou minha mão em torno de sua
cintura, segurando-o, ainda com medo que ele poderia escapar e nosso amanhã nunca
chegaria.

CAPÍTULO VINTE E TRÊS

Eu senti-lo escorregar por debaixo do braço na midde da noite, mas eu pensei que ele tinha
acabado de rolou. Quando acordei cedo na manhã seguinte, ele se foi. Tudo o que eu
encontrei foi um servo com olhos desconfiados e uma bandeja de tortas, frutas secas, e
creme. Colocou-a sobre a mesa e fez uma reverência.

"Estou Tilde. Sua Majestade me disse para lhe dizer que ele teve reuniões e iria verificar-lo
mais tarde. Enquanto isso, estou a ajudar com qualquer coisa que você precisa. "

Olhei para o vestido amarrotado eu tinha dormiram aqui. "Madame Rathbone está enviando
mais roupas acabar logo", disse Til. "Ela também queria saber se você queria seus outros
pertences limpos ou ... queimado." Eu sabia que eles assumiram tudo deve ser queimado. A
roupa foi além do reparo, mas minhas botas, e especialmente baldrick de Walther, não eram
coisas que eu poderia deixar ir, e então quando eu pensei nisso, os restos do vestido de muitas
mãos não era algo que eu poderia deixar de ir também. Eu lhe disse que iria limpar os itens

-me se ela iria trazê-los para mim.

"Eu vou cuidar se imediatamente, minha senhora." Ela fez uma reverência e correu para fora
da tenda.

Eu escovei meus cabelos, puxou os chinelos delicados Vilah havia me emprestado, e à


esquerda para encontrar o escritório do Coronel Bodeen.

As grossas paredes do posto estavam brilhantes no sol da manhã. Tudo sobre a guarnição
foi intocada e intimidante em sua ordem. Ele exalava a confiança de um reino que era forte até
o fim de sua fundação. Mesmo no chão entre os prédios foi coberto com cascalho
cuidadosamente raked a cor do doce de fruta. Ele mastigou levemente sob meus pés enquanto
eu me aproximava de um longo edifício que se parecia com a sala de jantar, mas que teve
apenas pequenas janelas altas. Talvez eles queriam ninguém para ver quem se reuniu dentro.
Os oficiais olhou com surpresa quando abri a porta, mas nem Rafe, Sven, nem o coronel
Bodeen estava presente.

"Sua Alteza," Tenente Belmonte disse como ele se levantou. "Existe algo que podemos fazer
por você?"

"Foi-me dito que se encontrariam hoje. Eu vim para continuar a nossa discussão de ontem à
noite. Sobre o exército Vendan. Você precisa ser conscientização "

Capitão Hague deixou cair uma pilha de espessura de papéis sobre a mesa com um baque
forte. "O rei já nos informado sobre a evolução em Venda", disse ele, e acrescentou
enfaticamente enquanto pesquisava meu vestido amarrotado ", enquanto você ainda estava
dormindo."

Eu alisou meu vestido. "Eu respeito o que o rei pode já lhe disse, mas ele não viu o que eu
vi quando-"

"Você é um soldado treinado, Sua Alteza?"

Ele me cortou tão drasticamente que ele pode muito bem ter me deu um tapa. O aguilhão
assobiou pelo ar. Era assim que era para ser? Eu me inclinei para a frente, as palmas das mãos
sobre a mesa, e se encontrou com seu olhar. "Sim, eu sou , capitão, embora talvez treinado
com um olhar diferente do seu."

"Oh, claro", disse ele, sentando-se para trás na cadeira, seu tom maduro com desdém."Está
certo. O exército Morrighese faz as coisas um pouco diferente. Deve ter algo a ver com
esse dom de vocês. "Ele lançou um sorriso para um oficial ao lado dele. "Vá em frente,
então.Por que você não nos dizer exatamente o que você acha que você viu? "

A bunda. Aparentemente pretensão de me de Rafe como sua futura rainha realizada pouco de
peso com o capitão-as desde que o rei não foi apresentar, mas eu não podia deixar meu
orgulho, nem o desprezo me impedir de compartilhar o que precisava saber. Então eu disse a
eles tudo o que sabia sobre a cidade exército.

"Cem mil soldados armados é uma afirmação surpreendente," ele disse quando eu
terminei. "Especialmente para um povo tão atrasados como os bárbaros."

"Eles não são tão para trás", retruquei. "E os homens que eu andava com, Kaden e Griz, pode
confirmar o que eu disse a você."

Capitão Hague se levantou da cadeira, com o rosto manchado com cor súbita. "Gostaria de
lembrar, Sua Alteza, que perdeu apenas vinte e oito homens para os bárbaros. A única maneira
que nós estaremos reunindo informações de selvagens como eles será no final de um chicote
atado. "

Eu me inclinei para a frente. "E é claro que você prefere ganhar de mim da mesma maneira."
Captain Azia colocou uma mão no braço de Haia e sussurrou algo para ele.Hague sentou-se.
"Por favor, entenda, Sua Alteza", disse Azia, "a perda do pelotão tem sido um duro golpe para
todos nós, especialmente para o Capitão Haia. Um de seus primos era um soldado na unidade
".

Minhas mãos deslizaram da mesa, e eu ficou em linha reta, tomando uma respiração
calmante.Eu entendi dor. "Meus pêsames, capitão. Sinto muito pela sua perda. Mas por favor,
não se enganem. Tenho uma dívida para os homens que caluniam, e se eles não são
convidados a nossa mesa, não espere para ver-me lá. "

As sobrancelhas de arame caiu sobre os olhos. "Vou transmitir seus desejos ao coronel
Bodeen."

Eu só estava se virando para sair quando uma porta na parte de trás da sala aberta e Coronel
Bodeen, juntamente com Sven, Rafe, e Tavish emergiu. Eles assustou quando me viram, e os
olhos de Rafe virou-se brevemente afiada como se eu o tivesse posto em causa.

"Eu estava de saída", eu disse. "Parece que você já tenha tomado cuidado de assuntos aqui."

Eu estava fora da porta e no meio da escada antes de Rafe saiu na varanda e parou

mim. "Lia, o que está errado?"

"Eu pensei que nós estávamos indo para encontrar-se com os oficiais juntos."

Ele balançou a cabeça, com uma expressão de desculpas. "Você estava dormindo. Eu não
queria te acordar. Mas eu disse a eles tudo o que você me disse. "

"Sobre os silos?" "Sim."

"Os brezalots?" "Sim."

"O tamanho do exército?" "Sim, eu disse-lhes tudo."

Tudo. Havia algumas coisas eu mesmo poderia ter retido. "Os traidores na quadra
Morrighese?"

Ele assentiu. "Eu tive que, Lia."

Claro que ele fez. Mas eu só podia imaginar como ele abaixou seu respeito para Morrighan e
me ainda mais. Eu vim de um tribunal agitando com cobras.

Suspirei. "Eles não parecem acreditar em qualquer coisa que eu disse sobre o exército
Vendan."

Ele estendeu a mão e pegou a minha mão. "Se eles parecem céticos, é porque eles nunca
encontrou patrulhas bárbaras que numerados mais de uma dúzia antes, mas eu disse a eles o
que eu vi também, a brigada armada e organizada de pelo menos quinhentas que você levou
para Venda. Confie em mim, nós estamos avaliando as medidas que precisam ser tomadas,
especialmente agora com a morte de um entire- "
Deixei escapar um gemido. "Eu tenho medo que eu tenha obtido fora de um mau começo com
os seus oficiais, e capitão de Haia já não gosta de mim intensamente. Eu não sabia que um dos
mortos era seu primo. Ele e eu tinha um pouco de um choque lá dentro. "

"Notícias ou não Bad, Capitão de Haia é sempre uma pílula melhor tomar com cerveja
forte.Pelo menos isso é o que me diz Sven. Eu conheço o homem apenas de passagem ".

"Direita de Sven. Ele deixou claro que ele não tinha respeito para o exército Morrighese, e ele
desprezado o dom também. Eu estava tão bem-vinda lá como um joelho esfolado. Por que, em
nome dos deuses que Dalbreck me quiser se eles tinham nenhuma consideração para
primeiras filhas e a oferta? "

Rafe parecia momentaneamente atordoado, seus ombros puxando para trás como se minha
pergunta inquietou-lo. Ele se recuperou rapidamente. "O capitão insultou. Eu vou falar com
ele. "

"Não", eu disse, balançando a cabeça. "Por favor, não. A última coisa que eu quero é para
olhar como uma criança ferida que correu tattling ao rei. Nós vamos trabalhar com isso. "

Ele concordou e trouxe a minha mão aos lábios e beijou-a. "Vou tentar encerrar essas
reuniões, logo que eu puder."

"Existe algo que eu possa ajudar?"

Uma careta cansada alinhado seus olhos, e ele me disse que muito mais havia acontecido na
sua ausência, além

morte de seus pais. Sem uma liderança forte, a montagem e armário tinha sido em
guerra. Alguns egos tinha queimado, generais estavam questionando a cadeia de comando, e
medo sobre o flagelo que tinha matado a rainha havia afetado o comércio, tudo enquanto eles
estavam mantendo a morte do rei em segredo do resto do mundo. Houve batalhas esperando
por Rafe em todas as frentes, uma vez que ele voltou para o palácio.

"Quando será isso, Rafe?" Eu odiava a empurrar o ponto, especialmente agora, mas eu não
tinha escolha. "Você sabe que Morrighan ainda precisa ser avisado. Que eu precisopara- "

"Eu sei, Lia. Por favor, apenas dar-me alguns dias para lidar com tudo isso em primeiro
lugar. Então, podemos falar sobre- " Sven enfiou a cabeça para fora da porta. "Sua Majestade",
disse ele, revirando os olhos para o quarto atrás

ele, "eles crescem inquieto."

Rafe olhou para trás em minha direção, demorando-se como se ele nunca quis sair. Eu vi as
sombras que ainda se escondiam debaixo de seus olhos. Ele tinha apenas algumas horas de
sono quando ele precisava de uma semana, e que tinha sido concedida apenas um momento
passageiro de luto quando ele precisava muito mais. Tudo o que ele pediu de mim estava a
poucos dias de fazer malabarismos seu novo papel como rei, mas poucos dias parecia ser um
luxo Morrighan não podia pagar.
Eu balancei a cabeça, e ele virou-se e desapareceu atrás da porta com Sven antes que eu
pudesse dizer adeus.

***

Liguei a última fivela do corpete e ajustou o cinto. Eu estava grato que Vilah e Adeline tinha me
trouxe mais práticos roupas-a saia de couro de divisão, gibão, e camisa, mas eles não eram
menos luxuoso do que o vestido que usara na noite passada. O couro marrom em relevo foi
tão flexível parecia que pode derreter entre meus dedos.

Os velhos laços quebrados e nodosos tinha sido substituído em minhas botas recém-limpas, e
Baldrick de Walther foi apertada contra meu peito, brilhando como o dia Greta tinha dado a
ele.

"A herança de família?", Perguntou Vilah.

Ambos olharam para mim timidamente como se tivesse lido algo doloroso em minha
expressão quando eu colocá-lo. Eles eram tão amável como capitão de Haia foi
desagradável.Eu sorri e balancei a cabeça, tentando apagar qualquer tristeza que tinham
visto. "Estou pronto."

Eles se ofereceram para me dar um passeio do posto avançado, que foi contido em uma
grande parede oval. Rafe e minhas tendas foram apenas fora da habitação dos oficiais e sala
de jantar. Eles apontaram as fileiras de soldados 'quartel, enquanto caminhávamos, os
soldados "sala de jantar, bungalow do cirurgião, e enfiou entre todos eles, o
cookhouse. Chegamos a uma porta larga que levou ao nível mais baixo do posto
avançado. Depois de ter recordado os celeiros, piquetes e jardim do cozinheiro, eles me
mostraram as mews onde o Valsprey foram enjaulados. Eles foram surpreendentes aves com
plumagem branca, garras afiadas, e um olhar intimidador. Seus brilhantes olhos vermelhos
tinha uma barra negra de penas acima deles. Vilah disse que eles eram folhetos rápido com
envergadura de cinco pés. "Eles são capazes de voar milhares de milhas sem parar. É como nós
enviar mensagens entre postos avançados e do capital. "Quando eu perguntei se eles
poderiam ser enviados em qualquer lugar, ela disse que eles só foram treinados para voar para
determinados destinos. Suas cabeças virou estranhamente, observando-nos quando
passamos.

Abaixo da parede traseira era o rio que serpenteava por trás do posto avançado. Nós circulou
de volta para o nível superior e eles me mostraram a casa de lavanderia, que foi enorme. Isso
não me surpreende dado o seu caso de amor com roupas. Finalmente nos encontramos na
frente do posto de novo, perto dos escritórios do coronel Bodeen. Olhei para as pequenas
janelas, altas e perguntou o que "medidas" que eles haviam discutido.

"Podemos ir lá fora?" Eu perguntei, apontando para o portão de torre de vigia. Rafe tinha dito
que vagabundos muitas vezes acampados perto das muralhas da periferia. Eu não tinha visto
banda de vagões de Dihara quando tinha abordado ontem, mas na verdade eu tinha visto
muito pouco além das pessoas que inundam a encontrar-nos. Agora eu me perguntava se ela
eo resto poderia estar lá fora em algum lugar na cidade improvisada.
"É claro", Adeline disse alegremente. Uma pequena porta na porta de vigia maciça estava
aberta, e como Rafe tinha ordenado, os soldados de quatro profunda guardava. Cada um
realizou uma bem polida alabarda. Eles permitem que outros soldados passar livremente, mas
os comerciantes foram autorizados apenas para deixar mensagens e, em seguida, foram
afastados.

Quando nos aproximamos, as suas alabardas cruzadas e clicado como umbem-


cronometrada máquina para nos impedir. "James!" Adeline admoestados. "O que você está
fazendo? Etapa de lado. Nós vamos sair que- " " Você e VI podem passar ", ele respondeu,"
mas não Sua Alteza sem escolta. Ordens do Rei ".

Eu fiz uma careta. Rafe temia mais Rahtan poderia estar lá fora. "Estas senhoras não contam
como meus acompanhantes?", Perguntei.

"Escolta armada", esclareceu ele.

Eu fiz um ponto exagerada de olhar para os punhais em cada um dos nossos lados. Nós
estavam armados. James balançou a cabeça. Aparentemente nossas próprias armas não foram
suficientes.

***

Foi curta estranho entre os vagões comerciante com seis sóbrios com cara de guardas armados
com alabardas, pontiagudas e afiadas, mas tivemos sorte que James tinha rustled até mesmo
estas, porque nenhum dos quatro no portão iria deixar seus postos.

A pequena cidade de vagão lembrou-me em alguns aspectos da jehendra. Um pouco algo para
todos e cada grelhado-gosto alimentos, tecidos, artigos de couro, tendas de jogos de azar,
cervejas exóticas, até mesmo um serviço de redação Carta para os soldados que queriam
enviar missivas casa escritas com um toque elegante. Outros comerciantes estavam lá apenas
para vender grampos para o posto avançado e estar no seu caminho.

Eu ainda estava ponderando que o posto avançado pareceu quebrar o tratado pedindo há
habitações permanentes na Cam Lanteux. Por que a família de Eben sido queimado quando
aqui na mesma região selvagem era uma estrutura que abrigava centenas?

Quando perguntei Adeline sobre isso, um dos guardas me ouviu e respondeu em seu
lugar. "Não há residentes permanentes aqui. Estamos regularmente rodado dentro e para fora.
"Sua explicação soou como uma brecha explorada pela bem armada e poderosa. Lembrei-me
Regan falando sobre os acampamentos onde as suas patrulhas iria descansar, mas eu sempre
tinha imaginado-os lugares temporários de sulcos lamacentos, instável

tendas, os soldados pelo vento amontoando contra os elementos. Agora eu me perguntava se


Morrighan tinha lacunas também e seus acampamentos foram mais permanente do que eu
acreditava que eles sejam.

Perguntei o paradeiro dos campos vagabundo entre os comerciantes como nós caminhamos, e
eu estava sempre dirigida a uma curta distância, mas nenhum eram os vagabundos que
procura. "Os que se leva Dihara," eu finalmente disse a um velho que estava batendo projetos
em um browband couro.

Ele fez uma pausa do seu trabalho e usou seu cinzel para apontar ainda mais para baixo da
parede. "Ela está aqui. No final. "Meu coração pulou, mas apenas momentaneamente. Suas
rugas aprofundou grimness inconfundível. Corri na direção que ele indicou, Vilah, Adeline, e os
soldados lutando para manter-se comigo.

Quando encontramos o acampamento, eu entendi expressão sombria do velho. O


acampamento estava debaixo de ramos de pinheiro expansivas, mas não houve sinos
pendurados a partir deles. Sem pintado fitas ou cobre martelado girou de galhos. Não houve
qualquer chaleira fumegante no meio de tudo isso. Não houve tendas. Apenas três
Scorchedcarvachis.

De Reena carvachi era mais negro agora do roxo. Ela sentou-se em um registro perto do anel
de fogo com uma das jovens mães. Perto dali, Tevio raspou a sujeira com uma vara afiada. Por
trás das carvachis , vi um dos homens que tendem os cavalos com uma criança em seu
quadril. Não havia alegria.

Virei-me para os guardas e implorou-los a ficar para trás. "Por favor", eu disse. "Algo está
errado." Eles examinaram os arredores e relutantemente concordou em manter a sua
distância.Adeline e Vilah plantou-se na frente deles como seu próprio tipo de salvaguarda-
a linha não devem ser cruzados.

Aproximei-me, meu martelar peito. "Reena?"

Seu rosto se iluminou, e ela levantou-se para me encontrar, me apertando contra o peito cheio
como se ela nunca tivesse me deixar ir. Quando ela afrouxou seu aperto e olhou para mim de
novo, seus olhos brilhavam. "Chemi MONSE Lia! Oue vifar! "

"Sim, eu vivo. Mas o que aconteceu aqui? "Eu olhei para ela vagão carbonizado.

Até agora vários outros tinham se juntado a nós, incluindo Tevio, que estava puxando a minha
saia. Reena chamou-me para o fogo para se sentar no tronco e me disse.

Riders veio. Vendans. Aqueles que ela nunca tinha visto antes. Dihara saiu para encontrá-los,
mas eles não querem falar. Eles levantou uma faca pequena. Eles disseram ajudando inimigos
de Venda não poderia ir sem vingança. Eles mataram metade dos cavalos, incendiaram as
tendas e vagões, e saiu. Ela e os outros agarrou cobertores e tudo o que podiam para vencer as
chamas, mas as tendas tinham desaparecido quase que instantaneamente. Eles conseguiram
salvar três dos carvachis.

A partir do momento que ela mencionou a pequena faca, um sabor salgado doente inchou na
minha língua. Faca de Natiya. Quando Reena terminou, eu estava de pé, incapaz de conter
minha raiva. Uma morte não era bom o suficiente para o Komizar! Eu queria matá-lo
novamente! Bati meu punho contra a lateral de madeira da carvachi , raiva arranhando através
de mim.
" Aida MONSE, neu, neu, neu. Você não deve se machucar sobre isso", disse Reena me
puxando para longe do carvachi. Ela olhou para as lascas em minha mão e envolveu-o em seu
lenço. "Vamos recuperar de

esta. Dihara disse que era uma época que nenhum de nós poderia evitar. "" Dihara? Onde ela
está? Ela está bem? "

As mesmas linhas sombrias espalhar-se dos olhos de Reena como eu tinha visto no
velho. Meus joelhos enfraquecidos. " Não ", eu disse, balançando a cabeça.

"Ela vive", Reena disse rapidamente para corrigir a minha suposição, mas, em seguida,
acrescentou, "mas talvez não por muito tempo. Ela é muito antiga, e apagando as chamas, seu
coração falhou. Sua batida, mesmo agora, é fraca. O curador posto avançado saiu para vê-la,
que os deuses abençoá-lo, mas não havia nada que pudesse fazer. "

"Onde ela está?"

***

O interior do carvachi estava escuro, exceto por uma chama azul fina piscando em uma tigela
de doce aroma sebo-para manter o cheiro da morte de distância. Eu carregava um balde de
água morna flutuante com folhas pungentes dentro comigo.

Ela estava apoiada em travesseiros na cama na parte de trás da carroça, luz pena, cinzas para
ser surpreendido. Senti a morte pairando nos cantos, olhando. Esperando. Sua longa trança de
prata foi a única força que eu vi, uma corda que a mantinha amarrada à vida. Eu puxei um
banquinho perto e definir o balde no chão. Ela abriu os olhos.

Você ouviu. Obter a menina um pouco de queijo de cabra.

As primeiras palavras que eu já ouvi falar inchou no peito. Você ouviu.

Ela foi um dos poucos que já fiz.

Mergulhei um pano no balde e apertou-o para fora.

Limpei a testa. "Você não está bem."

Seus olhos pálidos procurou meu rosto.

"É um longo caminho que percorreu, e você tem ainda mais longe para ir." Sua respiração
vacilou, e ela piscou lentamente. "Muito longe."

"Eu só viajou muito pela força que você me deu." "Não", ela sussurrou. "Era sempre em você,
enterrado profundamente." Suas pálpebras fechadas como se seu peso era demais para
suportar.

Lavei o pano e limpou o pescoço, os elegantes pregas marcando os dias que passara nesta
terra, as belas linhas crowding seu rosto como um mapa finamente desenhadas, antigo, mas
agora, neste momento, não quase idade suficiente. Este mundo ainda precisava mais dela. Ela
não podia ir. Sua mão avançou em cima do meu, luz fria e papery.
"A criança Natiya. Fale com ela ", disse ela, com os olhos ainda fechados. "Não deixe ela levar a
culpa de mim. O que ela fez foi certo. A verdade circulou e tomou em seus braços ".

Eu levantei a mão fantasmagórica fina para os meus lábios, apertando os olhos fechados.Eu
balancei a cabeça, engolindo a dor em minha garganta.

"Chega", disse ela, puxando a mão. "Eu estava quase comido por lobos. Eu disse-te?Eristle me
ouviu chorando na floresta. Quando os céus se moveram com trovões, ela me ensinou a
fechar saída " Seus olhos se abriram, as pupilas grandes luas pretas que flutuam em um círculo
de cinzas, e ela fracamente sacudiu a cabeça. "Não, isso é a minha história, não seu. O seu está
chamando. Estar no seu caminho. "

"Por mim, Dihara?"

"Você já tem a resposta para essa pergunta. Tinha que ser alguém. Porque não você?"

Estas foram as mesmas palavras Venda me tinha dito. Dedos frios dançou pela minha
espinha . Este mundo, respira-se ... ele conhece você, e então ela respira-lo novamente, as
ações de você.

Seus olhos se fecharam, e sua língua revertido para ela uma nativa, com a voz tão fraca como a
cintilação da vela. "Jei zinterr ... jei trévitoria."

Seja corajoso. Seja vitorioso.

Eu estava para sair. Parecia que era impossível ser qualquer um.

CAPÍTULO VINTE E QUATRO

RAFE

Sven bateu na mesa perto da minha placa. "Coronel Bodeen será ofendido. Você não está
comendo. "

"E estas são as melhores costeletas de bisonte que já tive", Orrin adicionado como ele chupou
o último bit de molho de um osso. "Não diga a ele que eu disse isso. I alegou mina foram
melhor ".

Tavish se inclinou para trás, suas botas apoiado sobre a mesa, arrastando a madeira polida. Ele
olhou para mim, sem dizer nada. Nós tinha tomado uma pausa de nossas discussões e foram
escondidos no escritório do Bodeen, enquanto os outros oficiais comeu sua refeição do meio-
dia na câmara de reunião.

Sven levantou-se e olhou pela janela. "Não se preocupe, menino. Tudo isso vai cair no lugar. É
uma responsabilidade muito grande, de uma só vez. "

"Boy?", Disse Tavish. "Ele é o rei florescendo agora." "Ele pode tira-lo da minha pele."

Eu empurrei meu prato. "Não é só o tribunal questões em minha mente. É Lia. Ela tinha
umrun-in com Haia. "Sven resmungou. "Assim? Todo mundo tem desentendimentos com
Haia.Nada para se preocupar. "
"E sobre os outros oficiais?", Perguntei. "Algum de vocês obtido um sentido como eles se
sentem sobre ela?" "Eles não segurá-la reino contra ela", Tavish disse
categoricamente. "Belmonte, Armistead, e Azia foram

como filhotes cativado quando a conheci ".

Sven apertou os olhos, continuando a olhar para algo fora da janela. "Isso é tudo o que você
está preocupado? Se eles gostam dela? "

Não. Isso não era nem a metade disso. Na varanda eu tinha visto seus olhos, eles falaram tanto
quanto suas palavras antes que eu a cortei. Eu tinha evitado o assunto em nosso caminho até
aqui, salientando que o nosso único objetivo era alcançar a segurança do posto avançado. Mas
agora nós aqui.Suas perguntas eram mais difíceis de evitar. Eu me inclinei para a frente,
esfregando minhas têmporas."Não. Isso não é tudo que eu estou preocupado. Ela quer ir para
casa. "

Sven girou para trás para olhar para mim. "Para Morrighan? Por que ela iria querer fazer uma
coisa idiota como esse? "" Ela acha que ela precisa avisá-los sobre o exército Vendan. "

"O Komizar pode ter transmitido os seus grandes planos para ela, mas isso não significa que
eles eram uma realidade", disse Sven. "Quando era nada do que ele disse não manchada por
suas próprias ambições?" Ele me lembrou que mesmo alguns dos governadores pensou que
tinha inflado seus números.

Orrin lambeu os dedos. "E alguns milhares de soldados pode parecer um inferno de muito mais
quando você está

assustado."

"Mas nós já sabemos há algum tempo que seus números estavam crescendo", disse eu. "É o
que ajudou a empurrar-nos em direção a uma aliança matrimonial com Morrighan."

Sven revirou os olhos. "Havia muitas motivações para isso."

"E os números não são o mesmo que um exército com séculos de formação e experiência
como nós temos", Tavish combatida. "Sem mencionar que eles já não têm um líder viável."

Jeb fez uma careta. "Mas não havia esse pequeno frasco de Lia líquido deu a Rafe para explodir
a ponte. Isso é uma arma nenhum dos reinos ter. "

"E tirou a engrenagem principal, que teve de ser doze pés de ferro sólido", eu disse. "É uma
preocupação."

Sven sentou-se novamente. "Não há pontes sobre um campo de batalha, e brezalots podem
ser tomadas para baixo, assumindo que eles ainda marchar. Os membros do Conselho vai
comer o outro vivo tempo antes que eles nunca obter essa ponte fixa. "

Orrin pegou outro chop. "Você é rei. Você acabou de dizer que ela não pode ir. "
Tavish bufou. " Diga a ela? Você não pode simplesmente dizer a uma menina como ela que ela
não pode fazer alguma coisa", disse ele, depois virou um longo, olhar fixo dissecando para
mim. Ele balançou sua cabeça. "Oh, inferno santo. Você já disse a ela que iria levá-la lá, não é?
"

I soltou um sopro de ar e olhou para o teto. "Eu posso ter." Eu empurrei minha cadeira para
trás e se levantou, andando pela sala. "Sim! Eu fiz! Mas foi há muito tempo, de volta ao
Santuário. Eu disse a ela o que ela precisava ouvir no momento, que iria voltar para
Terravin.Um dia. Eu não disse quando. Eu estava apenas tentando dar-lhe esperança. "

Sven deu de ombros. "Então, você disse a ela que era conveniente no momento."

Tavish respirou lenta. "Uma mentira. Foi assim que ela vai vê-lo. "

"Não era uma mentira. Pensei que talvez um dia eu seria capaz de levá-la para lá, há muito
tempo a partir de agora, se as coisas mudam, mas por causa dos deuses, há uma recompensa
por sua cabeça agora, e o gabinete Morrighese é grosso com traidores. Eu seria louca para
deixá-la voltar. "

"Ela provavelmente está enfrentando uma corda lá agora", Orrin concordou. Ele esfregou seu
pescoço. "Não é assim que eles executam seus criminosos?"

Tavish lançou-lhe um olhar. "Você não está ajudando."

"A menina ama você, garoto", disse Sven. "Qualquer tolo pode ver que ela quer ficar com
você. Apenas diga a ela o que você nos disse. Ela é uma garota da razão. "

As palavras de Sven cortar o mais profundo. I virou-se, fingindo que eu estava olhando para
uma relíquia pendurado na parede. Eu vi sua luta todos os dias. Uma parte de Venda ainda
tinha suas garras no seu e alguma parte de Morrighan fez também. Motivo com ela? É difícil
encontrar a razão quando você está sendo dividido em dois. Parte de seu coração estava em
ambos os reinos e nada disso foi em Dalbreck.

"Eu ouvi ela falando com os clãs no nosso último dia lá", disse Tavish. "Isso é parte do
problema, também, não é?"

Eu balancei a cabeça.

" O que foi caçado ..." Orrin meditou.

Seus humores escurecido. Percebi que tinha tudo ouviu, e os perturbou tanto como ele me fez.

Sven balançou a cabeça. "Isso garra e da videira em seu ombro é a coisa mais estranha.Os clãs
Vendan parecia ter muita consideração por ele. "

"É tudo o que resta da nossa kavah casamento. Quando nos conhecemos, ela disse que o
kavah foi um erro terrível ".

De alguma forma, eu tive que fazê-la acreditar que mais uma vez.

Seja verdadeiro, minhas irmãs e irmãos,


Não como o Chimentra,

A criatura sedutora

Com duas bocas sedutoras.

Suas palavras fluem de luxo, como uma fita de cetim, Encadernação-se os incautos em suas
tranças de seda.

Mas sem ouvidos para ouvir suas próprias palavras,

O Chimentra logo é estrangulado,

Travado no rastro de suas belas mentiras.

-Song De Venda

CAPÍTULO VINTE E CINCO

KADEN

Lia discutiu com os guardas postados na porta e, finalmente, passou por eles. Ela andou até a
volta do quartel onde eu estava sentada com os pés descansando no final do berço de Griz.

A primeira coisa que fez foi olhar para a garrafa vazia no chão ao meu lado, e a segunda coisa
foi a pairar sobre mim e cheirar.

Seu lábio superior. "Você está bêbado."

Dei de ombros. "Apenas metade tocou. Não havia muito à esquerda na garrafa. "" Aquela
garrafa foi para Griz. Você não."

"Olhe para ele. Ele parece que ele precisa dela? O cirurgião do que dobra-lo com sua própria
cerveja especial para mantê-lo de costas no chão. -Lo também ", acrescentou, apontando para
Jeb. "A única empresa que eu tenho aqui é seus peidos e roncos."

Ela revirou os olhos. "Você não tem nada melhor para fazer do que beber de olhos
vermelhos?" "Como o quê?"

"Qualquer coisa! Vá para fora e obter um pouco de sol. Explorar o posto. "

"No caso de você não ter notado, há guardas colocados fora, para não mencionar que eu tive
mais do que minha parte do exterior do último par de semanas." Eu levantei a garrafa e deixe
algumas últimas gotas caem em minha língua , em seguida, chutou o pé de Jeb para se
certificar de que ele estava completamente fora antes que eu disse mais. "Quanto ao posto, eu
já sei o que parece. Eu já estive aqui antes. "

Ela olhou para mim, confuso. "Você sido-"

Ela empalideceu, realização definição. Ela empurrou pés de Jeb para o lado e sentou-se no
final de sua cama, descansando o rosto com as mãos, tentando absorver esta notícia.
"Você tinha que saber que nem sempre foi caçar princesas", eu disse. "Eu tinha funções. Um
deles me trouxe aqui. "Eu disse a ela a simples detalhes da minha visita há dois anos, apenas
um homem como o meu destino, mas uma chave. "Se serve de consolo, ele merecia. Pelo
menos é isso que o Komizar me disse. "

Merecido. A palavra tinha vermifugados através de mim toda a manhã. A maneira Aster tinha
merecido uma faca em seu coração? Talvez tenha sido por isso que eu tinha pego a garrafa de
Griz. Não havia dúvida de que inúmeros Vendans tinha morrido brutalmente nas mãos de
outros reinos, e, provavelmente, pela mão do homem que matei também, assim como o
Komizar tinha reivindicado. Eu tinha testemunhado as brutalidades mim. Mas tinha que haver
outros como Aster que

foram mortos simplesmente para enviar uma mensagem. Quantos deles morreram por minha
mão?

O peso do olhar firme de Lia rasgou através de mim. Eu desviei o olhar, desejando que a
garrafa de olhos vermelhos não estava vazio. Ela ficou em silêncio por um longo tempo. Será
que ela ainda acreditar que eu era uma pessoa diferente?

Um silvo finalmente escapou entre seus dentes. Ela se levantou e começou a vasculhar fontes
no gabinete do cirurgião. Pela primeira vez, notei que o lenço que ela carregava foi envolvida
em torno de sua mão.

"O que aconteceu?"

"A estupidez, e algo que nunca vai acontecer de novo."

Ela desembrulhou a mão e lavou-o em uma bacia, em seguida, começou a retirar lascas com
uma pinça. "Aqui, deixe-me", eu disse.

"Você?", Ela zombou.

"Não é a cirurgia. Estou sóbrio o suficiente para tirar um pedaço. "

Ela sentou-se à minha frente, e enquanto eu segurava sua mão e trabalhou para fora um
pedaço, ela me contou sobre Dihara e os outros vagabundos sendo queimado.

"Natiya," eu disse, balançando a cabeça. "Eu sabia que ela queria o seu cavalo para expulsar os
dentes, mas eu nunca pensei que ela iria escorregar-lhe uma faca. A maioria dos vagabundos
conhecer melhor. "

"Mesmo vagabundos pode colocar-se com tanta coisa. Especialmente os mais jovens. Ela está
sofrendo agora. Ela acha que é tudo culpa dela. "

"O Komizar deve ter acreditado em você quando você disse que roubou. Caso contrário, todos
eles estariam mortos. "" Bem, isso não é um consolo? O grande, Komizar misericordioso! "

Seu sarcasmo picado. Eu esfreguei meu polegar na parte superior da sua mão. "Eu sinto
Muito."
Sua expressão se tornou séria. "Ele está morto, Kaden? Você deve ter dado um sentido de algo
".

Eu sabia que ela estava desesperada para eu dizer sim, mas eu repeti o que havia dito a ela
antes. Eu não sabia. Ele foi gravemente ferido. Ele era fraco. Eu tinha ouvido alguns murmúrios
que não soou esperançoso para sua recuperação, e após o primeiro dia até à esquerda que eu
não tinha ouvido a sua voz novamente.

Sua mão relaxou na minha. Estava claro que ela não acho que qualquer um dos que
permaneceram no Sanctum poderia gerir a tarefa monumental de liderar um exército tal. Ela
provavelmente estava certo.

Uma sombra cruzou a porta do quartel, e eu olhei para cima para ver Tavish nos observando,
mais particularmente focado na mão de Lia descansando na minha. Eu deixá-lo olhar longo e
duro antes de eu alertado Lia à sua presença: ". Temos companhia"

CAPÍTULO VINTE E SEIS

RAFE

Eu achei Lia enfiado no canto do refeitório dos soldados, de costas para mim. I desenrolou os
dedos, forçando-os a relaxar. Prometi a mim mesmo que eu não queria entrar com
acusações.Gostaria de esquecer.

Mas não importa o quanto eu tentei bloqueá-lo, meu encontro com Kaden em bungalow do
cirurgião bateu na minha cabeça. Foi-me que ela se agarrou a quando ela precisava de
conforto.Meu ombro ela chorava diante. Não tenha tanta certeza da posição que você agora
detêm. Era eu dormia ao lado de cada noite, e confia em mim, ela se a cada segundo dela
quando ela me beijou.Você está a apenas seus meios para um fim. Era só uma provocação,
disse a mim mesmo, isso era tudo, e eu não deixar transparecer que eu dei-lhe algum
mérito. Ele merecia nenhum.

A sala de jantar estava quase vazio entre as refeições, exceto para os cinco soldados que
estavam sentados em uma mesa com ela. I atravessou a sala lentamente, o piso ranger sob
minhas botas. Ele imediatamente chamou a atenção de todos. Exceto para Lia. Um por um, os
soldados olhou para mim e colocou os seus cartões para baixo.

Lia não se virou, nem mesmo quando eu parei atrás de seu banquinho e seu cabelo escovado
contra o meu cinto. Os soldados fizeram a levantar-se, mas eu acenei-los de volta para baixo.

"Então, qual é o seu jogo desta vez?", Perguntei. "Algo que eu deveria estar preocupado?"

Ela levantou-se uma garrafa de olhos vermelhos, ainda sem se virar para olhar para mim."Toda
vez que eu perder uma mão, a garrafa é passado. Eu só tinha de passá-lo duas vezes. "Ela
suspirou dramaticamente. "Coronel Bodeen realmente deve ser mais cuidadoso sobre o
bloqueio de seu armário de bebidas." Sua cabeça inclinada, como se estivesse pesando um
pensamento. "Ou talvez ele foi bloqueado."
Peguei a garrafa dela e defini-lo no meio da tabela, em seguida, empurrou a pilha que ela tinha
acumulado para o meio também. "Senhores, desfrutar do seu jogo."

"Tem sido um prazer", disse aos seus novos companheiros, e estendeu a mão para mim para
acompanhá-la. Nenhum de nós disse uma palavra até que estávamos fora.

Virei-me para encará-la, descansou as mãos em sua cintura, e então suavemente a beijou."Não
é como se você ceder tão facilmente."

"Eles eram bons homens jovens, mas os jogadores ruins. Foi apenas algo para passar o tempo.
"" E está levando o coronel Bodeende olhos vermelhos foi um desafio? "

"Foi uma participação mais calma do que a que ofereceu última vez. Eu só estava pensando em
você. "" Bem, obrigado por isso. Eu acho que. O que gerou esse desvio? "

Ela me olhou com frustração. "Parecia todos os lugares que eu fui para hoje, eu precisava de
permissão do rei Jaxon para passar. Primeiro, os vagões mercantes fora, em seguida, tentar
aceder a parede posto avançado, e, finalmente, Tavish todos, mas me jogou para fora do
cirurgião bangalô "

"O que você estava fazendo lá?"

Meu tom de voz saiu mais cortante do que eu quis dizer isso, e ela deu um passo livre do
círculo de minhas mãos. "Que diferença faz?"

"Nós precisamos conversar."

Sua expressão ficou séria. "Sobre o quê?" "Na minha tenda."

CAPÍTULO VINTE E SETE

Ele quase me arrastou através do pátio, e os meus pensamentos caíram tentando descobrir o
que o havia perturbado assim. Do coronel Bodeen de olhos vermelhos? Reproduzir um
inocente jogo de cartas? Ou havia algo aconteceu em suas reuniões de hoje?

Assim que estavam em sua tenda, ele girou. Todos os músculos do seu rosto estava tenso com
moderação. Uma veia se contraiu em seu templo.

"O que é isso, Rafe? Você está bem?"

Ele andou até uma mesa de cabeceira e serviu uma taça de água, enxaguando-lo de volta em
um gole só. Ele me ofereceu nenhum. Ele olhou para a taça na mão, e eu temia que poderia
quebrar em seu aperto. Ele colocou-a cuidadosamente sobre a mesa como se contivesse
veneno.

"Provavelmente não é importante", disse ele.

Eu bufei uma respiração incrédulo. "É claramente. Basta dizer isso. "

Ele se virou para mim totalmente. Havia uma montanha de desafio em sua postura, e eu senti
meus ombros preparando.
"Queria beijá-lo?", Perguntou.

Eu sabia que ele só poderia significar Kaden. "Você me viu beijar ele-" "Quando estavam
sozinhos juntos no Cam Lanteux." "Uma vez."

"Você me disse nada aconteceu."

"Nada fiz", eu respondi lentamente, imaginando o que tinha trazido tudo isso diante. "Foi um
beijo, Rafe. Isso foi tudo."

"Será que ele forçá-lo?" "Não. Ele não fez."

"Era parte de sua estratégia de fuga?" "Não."

Sua mandíbula ondulado com a tensão. "Você gostou?"

I arrepiou com o tom insinuante. Ele tinha o direito de me interrogar como se eu tivesse
cometido um crime. "Sim!

I gostou! Você quer ouvir todos os detalhes? Eu estava com medo, Rafe. Eu estava sozinho. Eu
estava cansado. E eu pensei que você fosse um fazendeiro que nunca mais veria
novamente. Você tinha seguido em frente sem mim. Eu estava desesperada por algo para
segurar, mas eu aprendi que Kaden não era que algo. Foi um beijo em um momento só, e você
pode transformá-lo em algo sórdido que você gosta, mas não vou pedir desculpas por isso! "

"Ele disse que dormia ao seu lado todas as noites."

" Em sacos de dormir! Eu também dormi por Griz, Eben, e todo o lote malcheiroso! E não
vamos esquecer as cobras e vermes! Infelizmente não havia quartos privados disponíveis no
belo estalagens no nosso percurso de férias! "

Ele andou no chão, balançando a cabeça, as mãos ainda elaborado em punhos. "Eu sabia que
quando ele disse que ele estava me provocando, mas depois quando Tavish me disse que viu
ele segurando sua mão"

"Eu machuquei minha mão, Rafe. Kaden estava saindo lascas. Isso é tudo. "Eu fiz todos os
esforços para arrefecer o meu próprio temperamento subindo. Eu sabia que Rafe estava sob
tremenda pressão, e parecia Kaden se aproveitaram disso. Eu puxei o braço para que ele teve
de me encarar. "Você tem que fazer as pazes com Kaden, e ele com você. Você não estão em
lados opostos mais. Voce entende?"

Ele olhou para mim, a linha de sua mandíbula ainda apertada com raiva, mas ele estendeu a
mão e levantou as mãos. Examinou aquele que foi riscado e vermelho. "Sinto muito", ele
sussurrou.Ele puxou minha mão aos lábios, beijando os nós dos dedos e persistente lá, sua
respiração aquecendo a minha pele. "Por favor me perdoe."

Retirei minha mão. "Espere aqui", eu disse, e se dirigiu para a porta da tenda, antes que ele
pudesse argumentar. "Eu volto já."

"Onde você está indo?" "Para o par."


Eu mantive a minha raiva em cheque até que eu estava fora da tenda. Havia muito mais que
ainda precisava ser resolvido. Não havia um monte de discutir este tempo quando eu disse aos
guardas para mover de lado. Eles devem ter visto

alguma coisa na minha expressão. Talvez todo mundo fez. Griz e Jeb ergueu a cabeça de
travesseiros, mas Kaden, Orrin, e Tavish todos se levantaram como eu entrei. Parei na frente
de Kaden, minhas mãos tremendo de fúria.

Seus olhos se estreitaram. Ele sabia exatamente por isso que eu estava lá.

"Não você nunca me comprometer novamente, ou se atreve a insinuar coisas que não são
verdade!" "Ele perguntou. Eu só disse a ele a verdade.Eu não posso ajudar como ele torceu em
sua própria mente. "" Você quer dizer como você colocou-o para ele torcer! "

"Eu pensei que ambos concordaram em ser honesto. Você me beijou. Ou talvez você está
levando-o junto também. "Minha mão disparou, batendo em seu rosto.

Ele agarrou meu braço e me puxou perto. "Acorde, Lia! você não pode ver o que está
acontecendo aqui? "Em quase o mesmo movimento, a fatia quente de metais encheu o ar, e
ambas espadas de Orrin Tavish de e foram para o coração de Kaden.

"Solte a princesa," Tavish rosnou. "Agora".

Kaden liberada lentamente seu aperto, e Orrin o empurrou para trás várias etapas com a
ponta de sua espada, mas os olhos de Kaden nunca deixou meu.

Ouvi mais passos. Rafe estava caminhando em nossa direção.

"Há mais alguém que precisa para ser honesto, além de você e eu", disse Kaden. "Eu pensei
que você estava em na história desde o início, mas depois percebi que você não obtê-lo."

"Conseguir o que?"

"A desculpa que ele concebido de forma rápida, o porto e os poucos montes? Por que você
acha que o Komizar comprou? Você realmente acha que o casamento era apenas cerca de
uma aliança?O Dalbreck não dou o burro de um cavalo sobre o exército Morrighese. Eles
zombar de você. A porta era tudo o que sempre quis, e a primeira filha estimado da Casa de
Morrighan ia ser sua alavancagem. "

Eu não tinha ar. Eu não podia forçar as palavras na minha língua. Em vez disso, um borrão
girou na minha cabeça.

Há uma porta que queremos em Morrighan e de algumas milhas de colinas.

O resto é seu.

O príncipe tem grandes sonhos.

Vale a pena ter algum outro tipo?

... Eu nunca pensei que estava certo. Você acha que o príncipe sabia?
Ele sabia.

I virou e olhou para Rafe. Outro segredo? Seus lábios estavam meio separaram, e ele parecia
como se tivesse levado um soco no intestino, ou tinha sido apanhado.

A raiva queimando em minhas têmporas drenada. Meu estômago flutuava livremente no meu
peito. Rafe estendeu a mão para mim. "Lia, deixe-me explicar. Isso não é contudo "

Dei um passo para trás, evitando seu alcance, e se virou para olhar para todos os outros.Tavish
e Orrin se mexeu desconfortavelmente, mas conheci o meu olhar; Jeb olhou para longe. Suas
expressões confirmou que eu era um peão em um jogo que era tão velho era praticamente
uma piada.

O chão parecia bob. Tentei encontrar equilíbrio nesta verdade que rolou pela sala como uma
maré indesejável. Abracei meus braços na minha cintura, cada membro de repente me
sentindo estranho e fora do lugar. I desnatado seus olhares, sentiu o tremor da minha cabeça
de uma forma distante, individual."Como muito decepcionante que deve ter sido para
Dalbreck para aprender eu era um criminoso de marca em Morrighan. Sendo inútil para o meu
próprio reino me fez uma peça do jogo sem valor para o seu também. As minhas desculpas ". A
oscilação na minha voz só adicionado à minha humilhação.Parecia que eu era uma grande
decepção para todos os reinos do continente.

Kaden olhou para mim, sua expressão melancólica, como se ele sabia que tinha ido longe
demais. Quando me virei para sair, Rafe tentou me parar, mas eu empurrou livre, balançando
a cabeça, incapaz de falar, minha garganta inchada com vergonha como eu corri para fora da
porta.

Corri através do pátio, o chão um borrão doentio abaixo de mim. Ele sabia.

Eu estava tão preocupado com a farsa meus pais estavam perpetrando, quando o tempo todo,
ele tinha importado

nem um pouco para Dalbreck se eu tivesse o dom de todo. Meu valor para eles estava em
outro lugar. Leverage. A palavra cortar profundamente. Eu tinha ouvido isso tantas vezes, o
gabinete pronunciá-la com um sorriso de satisfação em relação a um menor reino ou de outra,
um senhor do condado ou de outra, todas as maneiras que usou pressão tática para conseguir
alguma coisa, expressando-a uma palavra que apareceu tão diplomático e prático, mas foi
atado com força e ameaça. é a forma como estas coisas são feitas , meu pai disse, tentando
explicar . Um pouco de pressão e eles prestar atenção.

"Responsabili-"

Eu me senti um puxão no meu cotovelo e girou, arrancando-lo solto. Eu não dei Rafe a chance
de dizer mais. " Como você se atreve! " Eu gritei, minha raiva voltou com força total.

Seus ombros quadrados. "Se você deixar- me-"

" Como se atreve a colocar a culpa em mim por um beijo estúpido, quando o tempo todo que
você teve essa farsa de proporções épicas em sua consciência!"
"É wasn't-"

"Você e seu reino conivente transformou toda a minha vida de cabeça para baixo sobre uma
porta! Uma porta! " "Você não está recebendo o-"

"Oh, acredite em mim, eu entendi! Recebo tudo agora! I- "

"Pare de me cortar!", Ele gritou. O aço de seus olhos brilhavam de aviso. "O mínimo que pode
fazer é me dar uma chance de falar! Nós vamos falar! "

***

Sentamos na parede do posto. Ele levou-me lá, talvez querendo um lugar onde ninguém nos
ouvir, talvez tentando fazer as pazes sabendo que eu tinha sido transformado longe de lá mais
cedo. Ele havia demitido os guardas em nossa seção do muro, dizendo que iria manter o
relógio. Eles tinham levantado suas sobrancelhas. O rei Mantendo o relógio? Mas era tão
natural para Rafe enquanto seu braço estava no meu ombro agora. Nossas pernas pendia
sobre a borda da parede. Até onde tínhamos vindo. Agora, ele se juntou a mim em bordas
precárias.

Ele não tinha negado ou tentou justificá-la, mas ele tinha prometido a aliança não foi apenas
sobre a porta, e pelo tempo que ele terminou de falar, eu acreditei nele. Era sobre um monte
de coisas, não menos do que foi tolo orgulho e da necessidade de recuperar uma parte de sua
história e que tinha já pertenceu ao príncipe exilado. Mas havia um lado prático às suas
motivações também. Dalbreck também tinha ouvido os relatórios da população Vendan
crescendo, e eles tiveram mais incidentes com patrulhas bárbaras. Manter o exército Dalbreck
foi a maior despesa do Tesouro. De todos os reinos, Morrighan teve o segundo maior
exército. Era verdade que Dalbreck viram suas forças como superior a Morrighan de, mas eles
também sabiam que poderiam usar os recursos em outro lugar se eles não têm de manter um
grande militar tal. Uma aliança poderia significar cortes em seus postos avançados ocidentais,
e os lucros de um em águas profundas porto na costa ocidental iria ajudar a financiar o
resto. Depois que eu estava dentro de suas fronteiras, eles iriam pressionar para o retorno do
porto, afirmando-o como um dote.

Press. Outra palavra inócua como alavancagem. Eu nem sequer quer desvendar todas as suas
nuances.

"Então, depois de terem assegurado uma aliança política, eles voltaram seus olhos para mais, e
eu seria a peça de jogo vencedor segurava em suas mãos."

Ele olhou para o horizonte de escurecimento. "Eu não deixaria isso acontecer, Lia."

"Você é um rei agora, Rafe," eu disse, e saltou para baixo do nosso poleiro para a
caminhada. "Você vai conceber novas maneiras de obtê-lo?"

Ele me seguiu e pressionou as palmas das mãos contra a parede da torre de vigia, prendendo-
me entre seus braços. A carranca escureceu seus olhos. "Não importa quem ou o que eu sou
ou o que o gabinete quer. Você é o que importa para mim, Lia. Se você não sabe que já, eu vou
encontrar uma centena de mais maneiras de mostrá-lo. Eu te amo mais do que uma porta,
mais do que uma aliança, mais do que minha própria vida. Os seus interesses são os meus
interesses. Será que vamos deixar as conspirações e esquemas dos reinos ficar entre nós? "

Seus cílios escuros cortar uma sombra sob os olhos. Seu olhar procurou a minha, e, em
seguida, a turbulência diminuiu e foi substituído por algo pessoa-a necessidade que tinha ido
demasiado longo unquenched. Combinava com o meu, e eu senti o calor se espalhando baixo
no meu intestino. Foi só Rafe e eu. Reinos desapareceu. Deveres desapareceu. Apenas os dois
de nós e tudo o que já tinha sido a cada outro e tudo o que eu ainda queria que sejamos.

"No reino virá entre nós", eu sussurrei. "Nunca." Nossos lábios se aproximava, e eu me inclinei
para ele, querendo cada parte dele para ser parte de mim também, o nosso encontro bocas,
seu abraço gentil e, em seguida, apaixonado, querendo mais. Seus lábios traçou uma linha no
meu pescoço e depois cutucou meu vestido do meu ombro. Minha respiração estremeceu e
minhas mãos deslizou sob seu colete, meus dedos queimando como eles deslizaram sobre os
músculos de seu estômago. "Nós devemos ser vigiando", eu disse sem fôlego.

Ele rapidamente sinalizou uma sentinela abaixo para retomar sua patrulha da parede e voltou
sua atenção para mim. "Vamos para a minha tenda", ele sussurrou entre beijos.

Engoli em seco, tentando formar uma resposta coerente. "Você não está preocupado com a
sua reputação?" "Estou mais preocupado com a minha sanidade. Ninguém nos verá. "

"Você tem alguma coisa com você aqui?" Eu não queria acabar em situação de Pauline. "Sim."

Sua tenda era apenas a alguns passos, mas ainda quase tanto quanto uma vida quando eu
sabia o quão rapidamente o destino poderia se transformar em um momento e rasgá-lo fora.

"Nós estamos aqui agora, Rafe, ea torre de vigia está quente. Quem precisa de uma tenda? "

***

O mundo desapareceu. Nós fechou a porta. Puxou o apertado do obturador. Acendeu uma
vela. Jogou um cobertor de lã no chão.

Meus dedos tremiam e ele beijou-os, a preocupação enchendo seus olhos. "Não temosque-
" "Eu só estou com medo isso não é real. Que é apenas mais um dos meus sonhos que eu vou
acordar de. "

"Este é o nosso sonho, Lia. Juntos. Ninguém pode nos acordar. "

Ficamos deitados no cobertor e seu rosto pairava sobre a minha, meu príncipe, meu
fazendeiro, o azul de seus olhos tão profunda como a meia-noite do oceano e eu estava
perdido neles, flutuante, sem peso. Seus lábios lentamente desnatado minha pele, explorando,
proposta, dando cada polegada de mim no fogo, o quarto eo tempo de desaparecer, em
seguida, seus olhos estavam olhando para os meus novamente, e sua mão escorregou atrás de
mim, me levantando para mais perto dele, o anseio de semanas e meses em chamas, e os
medos que nós nunca estaríamos juntos se dissolvendo.

Os votos que fizemos um ao outro, a confiança escrito em nossas almas, todo ele passou por
mim quando ele trouxe sua boca de volta para o meu. Nossas mãos atadas, e o ritmo da sua
respiração me cercaram. Cada beijo, cada toque, era uma promessa que nós dois sabíamos, eu
era dele e ele era meu, e nenhuma conspiração ou esquema de reinos teve uma fração do
poder que surgiu entre nós.

CAPÍTULO VINTE E OITO

Nós apressou os passos da varanda, nenhum de nós se sentir culpado por estar atrasado para
o jantar, mas foram ambos apanhados de surpresa quando vimos Kaden e Griz entre os
convidados. Capitão Hague teve prazer especial em sussurros, "De acordo com suas ordens",
quando passei por ele.

O tempo para ouvir-me não poderia ter sido pior, e ele sabia disso. a mão de Rafe ficou tenso
na mina quando os viu. Fazer a paz com Kaden ainda estava muito longe para ele.Como
desconfortável como todos na mesa foi com a sua presença, eu sabia que nenhum deles era
tão desconfortável quanto Kaden e Griz. Para crédito de Kaden, ele evitou dizer qualquer coisa
que possa ser interpretado como combativa. Ele parecia contrito mesmo, o que eu esperava
que fosse um sinal de que ele lamentou seu método de entrega de "honestidade". O não-dito
e a insinuação tinha manchado sua verdade. I suposto que toda a prática necessária para ele. A
verdade era uma habilidade difícil de dominar do que balançando uma espada.

Mesmo Jeb tinha vindo para o jantar, recusando-se a ser confinado à cama por mais tempo.Eu
só podia imaginar a dor que ele teve de suportar a contorcer-se seu braço e ombro na camisa
recém-passada, mas ele usava-o com estilo e orgulho. roupa Cruvas, sem dúvida.

Brincadeira virou-se para os próximos planos do partido e espíritos cresceu mais leve. Os
nossos companheiros de jantar parecia crescer mais à vontade com Griz de e Kaden
de presença, emboramesmo seus menores gestos foram ainda monitorado.

Rafe fez isso através da noite com restrição considerável, embora por diversas vezes durante o
jantar, sua mão se desviaram para o meu joelho debaixo da mesa. Eu acho que ele gostava de
assistir me tropeçar em minhas palavras. Voltei a distração quando ele estava imerso numa
conversa com o Capitão Azia. Depois de ter que começar a mesma frase três vezes, ele
alcançou debaixo da mesa e apertou a minha mão, me impedir de desenho círculos
preguiçosos em sua coxa. Capitão Azia corou como se soubesse o jogo que nós jogamos.

***

No dia seguinte, estava lotado, com mais direitos para Rafe. Eu vi o peso dele em seus
olhos. Ele teve de reunir incrível auto-controle para trás no Sanctum, mantendo-se um dia
farsa após dia jogando um emissário conivente, e agora ele tinha sido empurrado para um
novo papel e um que veio com enorme expectativa.

Eu estava passando por sua barraca quando ouvi vozes tensas dentro. Rafe e Sven estavam
discutindo. Eu

inclinou-se perto da porta com cortinas para relace minha bota e ouvir. A mensagem tinha
chegado a dizer a rotação de tropas seria adiada alguns dias, mas também trouxe a notícia de
uma disputa crescente entre a montagem e o gabinete.
"É isso aí", Rafe tinha gritado. "Nós vamos para trás agora, escolta ou nenhuma escolta."

Sven se manteve firme. "Não seja um tolo! A mensagem enviada Bodeen chegou ao palácio
por agora. Ele vai anunciar que você está vivo e bem e no seu caminho, mas você não pode
descontar o fato de que os inimigos também vai saber que você está no seu caminho. É um
risco muito grande. Um grande escolta é prudente. Sabendo que você está vivo é suficiente
para acalmar a montagem até chegarmos lá. "A reação de Rafe para disputas de gabinete
parecia excessivo, e eu me perguntava se eu tivesse perdido alguma coisa, ou talvez a notícia
tinha simplesmente adicionado a sua impaciência.

Rafe não era o único a ficar impaciente. Com cada dia que passa, eu estava mais certo eu
precisava sair. A atração ficou mais forte, e eu tinha sonhos agitados. Neles ouvi pedaços de
Cantares de Venda, uma melodia confusa pontuado por minha própria corrida ofegante,
embora nos sonhos, meus pés se recusou a mover-se, como se tivessem crescido no chão
debaixo de mim, e então veio o estrondo baixo de algo que se aproxima. Senti seu hálito
quente em minhas costas, algo com fome e determinado, o refrão soa mais e mais: . Porque,
quando os ataques do dragão, é sem misericórdia, eu assustar acordado, tentando recuperar o
fôlego, minhas costas ardendo com a memória do garras afiadas corte em mim, e então
gostaria de ouvir as palavras do Komizar tão claramente como se ele estivesse ao meu lado. Se
nenhum royals sobreviver a nossa conquista, ele vai me dar grande prazer de trancá-los deste
lado do inferno.

Depois de uma noite particularmente inquieto, eu fui na tenda de Rafe na manhã seguinte,
enquanto ele ainda estava se vestindo. Ele estava no meio de barbear. Eu não me incomodei
com saudações.

"Rafe, nós temos que falar sobre minha ida para Morrighan para avisá-los."

Ele me estudou no reflexo do espelho e mergulhou sua navalha ensaboado na bacia de lavá-
lo. "Lia, nós já conversamos sobre isso. O Komizar está gravemente ferido ou morto, eo
Sanctum está um caos, com mais mortos. Você viu como o Conselho era, como uma matilha de
cães famintos. Eles estão rasgando uns aos outros para além agora. "Ele deu outro golpe no
pescoço. "E nenhum dos que ficaram têm a capacidade de levar qualquer tipo de exército de
qualquer maneira."

"Para agora. Nós esperamos. Mas eu não posso ter uma chance em suposições. Eu preciso
voltar e- " " Lia, a ponte é destruída. Eles não podem sequer atravessar. "

"Pontes pode ser corrigido."

Ele deixou cair a navalha na bacia e se virou para olhar para mim. "E sobre a recompensa sobre
sua cabeça? Você não pode simplesmente entrar de volta em Morrighan. Vamos mandar um
recado. Eu prometo."

"Palavra? Para quem, Rafe? Há traidores no gabinete conspirar com o Komizar, e eu não sei
quantos. Eu não sei em quem confiar, ea chanceler intercepts- "
Ele enxugou o rosto com uma toalha. "Lia, eu não posso voltar para Morrighan agora. Você
sabe disso. Você viu o tumulto meu próprio reino é. Eu tenho que resolver as coisas lá em
primeiro lugar.Temos tempo para descobrir isso. "

Ele não conseguiu o que eu estava tentando dizer. Eu sabia que ele não poderia ir para
Morrighan comigo, mas eu vi o olhar em seus olhos. Ele queria que eu confio nele. Tempo
senti como goles preciosas de água deslizando pelos meus dedos. Seu olhar era firme,
brilhante, e com certeza. Eu balancei a cabeça. Eu daria mais alguns dias, em caso de
necessidade, se nada mais. O médico havia dito Griz não podia andar a cavalo ou empunhar
uma arma ainda. A longa negligência da sua ferida tornou demoram a cicatrizar, mas a carne
saudável estava começando a malha juntos, se ele era cuidadoso e não rasgá-la solta
novamente.

Rafe dobraram em sua bainha e me deu um beijo rápido antes que ele deixou. Os policiais
estavam andando para fora para observar exercícios de treinamento. Ele parecia aliviado por
estar fazendo algo dentro da esfera de sua expertise- ser um soldado, em vez de discutir com
Sven ou Bodeen sobre assuntos judiciais.

Eu estava na porta da sua tenda, observando-o afastar-se, desejando que fosse simplesmente
uma questão de enviar palavra a Morrighan, mas eu sabia que um mensageiro de Dalbreck
provavelmente não iria mesmo fazê-lo após a fronteira vivo.

***

Na manhã seguinte, Vilah, Adeline, e Madame Rathbone trouxe mais vestidos para minha
tenda tentando encontrar algo para eu vestir para a festa na noite seguinte. Depois de muita
agitação, eles se estabeleceram em um veludo azul profundo vestir-Dalbretch azul com uma
faixa prata. "Vamos reunir os outros acessórios", disse Vilah. "A menos que você preferir?"

Deixei isso a eles para descobrir como Vilah sugerido. Eu gostava de um lindo vestido, bem
como qualquer pessoa, mas provavelmente era óbvio para todos eles que eu não mexer com
os elementos da moda.

"Você se importa se eu pedir-" Adeline corou. "Não importa", ela disse, balançando afastado
sua pergunta. "Por favor", eu disse. "Falar livremente."

"Parece que você e Rei Jaxon tem sentimentos genuínos para o outro, e isso só me fez pensar
..." "Por que você fugiu do casamento?" Vilah terminou para ela.

"Eles afirmam que foi uma afronta deliberada planejado por Morrighan o tempo todo",
acrescentou Adeline.

Eu absteve-se de revirando os olhos. "Isso é apenas egos machucados falando", eu respondi ",
e um tribunal cheio de homens que não podia acreditar que uma garota poderia inviabilizar
todos os seus planos. O gabinete Morrighese estava tão irritado como Dalbreck de.Minha
partida não era tão dramático como uma conspiração. Eu simplesmente deixado por minha
própria vontade, porque eu estava com medo ".

Adeline torceu o cinto de prata em sua mão. "Com medo de o príncipe?"


"Não", eu suspirei. "O príncipe foi provavelmente o de menos. Eu estava com medo do
desconhecido.Eu estava com medo da farsa e do presente que eu pensei que eu não tinha. Eu
estava com medo de todas as escolhas perdidos Eu nunca seria capaz de fazer, e que para o
resto da minha vida alguém seria sempre me dizendo o que fazer ou dizer ou pensar, mesmo
quando eu tinha melhores idéias próprias. Eu estava com medo de nunca ser nada além do
que adequado os outros e sendo empurrado e empurrou até que se encaixa no molde que me
empurrou para dentro e eu esqueci quem eu era eo que eu queria.E talvez, acima de tudo, eu
estava com medo que eu nunca seria amado além do que um pedaço de papel tinha
encomendado. Isso é

medo suficiente para fazer qualquer salto menina em um cavalo e passeio de distância,
princesa ou não, você não acha? "

Eles olharam para mim, e eu vi o entendimento em seus olhos. Senhora Rathbone acenou com
a cabeça. "Chega e então alguns."

***

Eu andei, tentando ignorar o barulho das correias e armas da escolta guarda arrastando atrás
de mim. Eles reverberou como um exército inteiro de marcha no meio do mercado pacífica de
vagões, mas as ordens do rei estavam a ser seguidas à risca, seis guardas e não um a
menos. Parei para verificar Dihara em primeiro lugar, em seguida, fui em busca de Natiya.

Como Dihara, Natiya tinha sido órfão quando ela era um bebê. vagão de seus pais tinha
perdido uma roda e caiu abaixo de uma montanha. Por algum milagre Natiya tinha sido
poupado, e junto a tribo tinha criado. Dihara, Reena, todos tinham sido suas mães.

Encontrei-a para baixo na margem do rio, sozinho, olhando para as águas calmas ondulantes,
supervisionando um grupo de linhas de pesca atirada na água. Os guardas ficaram para trás, e
sentei-me ao lado dela, mas seu foco sobre o rio permaneceu constante, como se ela fluía com
sonhos e memórias.

"Eles me disseram que você estava aqui", ela disse, ainda olhando para a frente.

"Graças a você", eu respondi. Com um único dedo, eu gentilmente virou o queixo para que ela
teve de olhar para mim. Seus grandes olhos castanhos brilhavam.

"Eu assustou um homem dobro do meu tamanho, com essa pequena faca. Ele havia ferido
uma criança pequena, e eu ameaçou cortar o seu nariz. Você tomou uma posição, Natiya. Ele
me ajudou a ter um também. "

Ela olhou para o rio. "Minha posição não vai bem."

"Nem o meu. Isso nunca vai me parar de tomá-los. Uma vez que temos medo de tomar uma
posição, tirania vai ter ganho ".

"Então por que eu sinto que nós perdemos tudo?"

Eu puxei uma respiração lenta, instável, sentindo o preço que ela pagou. "Há mais batalhas a
serem travadas, Natiya. Este não é o fim. "
Lágrimas escorriam pelo seu rosto. "É por Dihara."

Uma pontada doentio arrancado do meu peito. Este foi de Natiya realidade e minha. Eram
quaisquer perdas no valor dos ganhos? Lutei com as mesmas dúvidas que eu vi em seus
olhos. Dihara me enviou aqui para falar com ela, mas realmente, o que eu tenho para
oferecer? Eu ainda estava tentando encontrar meu próprio caminho.

"Uma vez, quando eu estava me sentindo desespero com má sorte, Dihara me disse que
somos todos parte de uma maior uma história- que transcende até mesmo nossas próprias
lágrimas. Você é parte de uma maior história agora também, Natiya. Você ouviu a falar a
verdade dentro de você. Pode não parecer como ele agora, mas você é mais forte hoje do que
era ontem. Amanhã, você vai ser ainda mais forte. "

Ela se virou para olhar para mim, o mesmo desafio em sua cara como o dia em que eu a tinha
deixado no campo de vagabundo. "Eu quero ir com você", disse ela.

Meu estômago apertou. Eu não estava preparado para isso. Vi a fome em seus olhos, mas
também vi Aster. Ele me encheu de medo e renovada dor. Eu não deixaria essa parte da
história ser dela.

"Ainda não, Natiya. Você é muito Young-"

"Eu sou treze agora! E uma mulher-a mesmo como você! "

Meu sangue apressado e meus pensamentos tombado como mil pequenas pedras em um rio
inchado. " Cha Liev oan Barrie ," eu disse. "Seu tempo virá. Eu prometo. Por agora, sua família
ainda precisa de você. Ser forte para eles. "

Ela olhou para mim e, finalmente, assentiu com a cabeça, mas eu tinha certeza de que não se
convenceram, e as minhas próprias deficiências parecia evidente novamente.

A linha de pesca puxou, e ela levantou-se, dando-lhe um empurrão afiada para prender o
gancho profundo na boca do peixe.

***

Sentei-me na parede da torre de vigia olhando para a planície de rolamento. Uma bola laranja
de fogo se estabeleceram na terra, a linha ondulante do horizonte engolir lentamente-lo como
se não fosse nada, como se o poder intemporal todos do sol eram apenas morno confecção
fosco. Ido em uma única mordida.

Tudo o que foi deixado em seu rastro era um brilho alaranjado que iluminou as bordas das
ruínas cravado na distância. Rafe disse lenda reivindicou as ruínas eram o que restava de uma
grande fortaleza que, uma vez realizada toda a riqueza dos antigos. Ora, as obras dos
semideuses eram pouco mais do que cicatrizes em uma paisagem-lembretes de que mesmo o
grande, com toda a sua riqueza e conhecimento, pode cair.

Em algum lugar além de tudo isso, em um horizonte invisível, era Morrighan e todas as
pessoas que viviam ali, indo sobre suas vidas, sem saber. Meus
irmãos. Pauline. Berdi.Gwyneth. E mais patrulhas como Walther de que iria satisfazer as suas
mortes, tão inconsciente como eu tinha sido uma vez.

Eu quero ir com você.

Onde eu estava indo havia lugar para Natiya. Não era um lugar para mim.

CAPÍTULO VINTE E NOVE

RAFE

"Posso ter uma volta?"

Limpei o suor pingando do meu rosto com a manga. Eu sabia que uma multidão estava
assistindo meus exercícios de sparring com outros soldados, mas eu não tinha conhecido Lia
estava entre eles. Virei-me, seguindo o som de sua voz. Ela pulou para baixo do trilho paddock
e caminhou em minha direção. Acenei fora do soldado que estava pronta para treinar comigo
seguinte.

Eu já tinha visto ela usar uma espada na nossa fuga do Sanctum, mas que estava em ataques
de surpresa, e eu não sabia como ela realmente sabia como para treinar. Não faria mal para
ela para expandir suas habilidades.

"Tudo bem", eu respondi.

"Eu poderia usar a prática", disse ela enquanto ela se aproximava. "Eu tive treinamento com
meus irmãos, mas eles enfatizaram luta suja."

"Não há outro tipo quando você está lutando por sua vida. Primeira coisa, vamos encontrar
uma espada que é adequado para você. "

Fui até o rack de espadas prática, testando seus pesos. "Experimente este." Era uma espada
leve que não cansar o braço dela o mais rápido, mas ainda tinha um alcance
decente. Selecionei um escudo para ela também.

Sven deu um passo adiante. "Sua Majestade, é desta maneira?"

Lia nivelou um olhar mortal para ele. Eu sabia que ela já estava cansado de cada decisão a ser
adiada para mim. "Nós vamos ficar bem, Coronel."

"Move Astute, Sua Majestade", disse Lia em voz baixa. "Ou eu poderia ter tido que tomar o seu
mordomo para baixo."

Passamos por algumas estocadas lentas e defesas para que ela pudesse obter a sensação de
sua arma e, em seguida, apliquei mais pressão.

"Não use sua espada para bloquear ou defender a menos que você tem que," eu disse
enquanto os nossos golpes reverberou através do quintal. "Avançar! A espada é uma arma
mortal, não um defensivo. Se você estiver usando-o para defender, você está perdendo a
chance de matar. "Eu mostrei-lhe como usar seu escudo para desviar e desequilibrar seu
oponente para sua melhor vantagem, enquanto, ao mesmo tempo, usando sua espada para
empurrar e corte .

"Attack!" Eu gritei, atraindo-la assim como eu fiz os outros soldados. "Ataque! Não espere para
eu usar você para baixo! Mantenha-me em movimento! Vamos surpresa ser seu aliado! "

Ela o fez, a sério. A poeira levantada em torno de nós.

Os soldados piou. Eu não tinha dúvida de que era a primeira vez que já tinha visto uma mulher
brigar no trabalho quintal, com seu rei, nem menos.

Seus reflexos foram rápidos e sua concentração excelentes perseguiu- qualidades de um


espadachim, mas eu tinha a vantagem de altura, peso e força, como a maioria dos adversários
que ela pode enfrentar o faria.

Para sua vantagem, ela parecia entender naturalmente o conceito de movimento e


timing.Alguns soldados plantou seus pés como árvores, como se seu tamanho seria mantê-los
na posição vertical. Eu já tinha visto muitos deles derrubado por soldados não muito maior do
que Lia. Seu rosto brilhava com o suor, e eu fui pego por uma onda de orgulho.

"Cuidado com suas canelas", alguém gritou. Olhei para a multidão. Kaden. Nosso público tinha
crescido.Sua espada desnatado minhas costelas, e aplausos irromperam. Como um sangue
degustação de lobo, seus impulsos se tornaram voraz, seu movimento num caos graciosa que
me impediu cada vez mais alerta. Avancei, pressionando cada vez mais, e

seus ataques diminuiu contra a pressão. Eu sabia que cada tendão no ombro tinha que estar
ardendo em fogo. "Vá para o matar", eu gritei, "antes da escolha é tirado de você."

Ela era um aprendiz rápido, usando seu escudo bem, desviando meus golpes habilmente, mas,
em seguida, uma buzina soou perfuração, dividindo sua atenção. Afastei-me no meu swing,
mas não antes de o apartamento da espada pegou na mandíbula e ela saiu voando para trás
para o chão. O gemido chocado da multidão ricocheteou pelo quintal, e eu corri para o lado
dela, caindo no chão.

Juntei-a em meus braços. "Lia! Meus deuses. Você está bem? "Soldados fechado em torno de
nós e eu gritei para alguém para obter o médico.

Ela fez uma careta, chegando a manter sua mandíbula, onde a vermelhidão já estava ficando
azul. "Estúpido", ela assobiou.

"Eu sinto Muito. Eu não- "

"Você não. Eu. Walther me disse cem vezes que não podia deixar de distrações. "Ela empurrou
minha mão e abriu a boca, testando para ver que sua mandíbula estava em ordem."Eu ainda
tenho todos os meus dentes. Pare de agitação. "

A buzina soou novamente. "O que é isso?", Ela perguntou.

Eu não tinha certeza. "Uma advertência ou um bem-vindo." Eu olhei para a torre de vigia, e um
soldado acenou a bandeira Dalbreck. "Os nossos soldados!", Ele gritou.
A rotação de tropas haviam chegado.

Eu seria capaz de deixar para Dalbreck com Lia, finalmente.

CAPÍTULO TRINTA

Naquela noite, ninguém mencionou o meu tombo, seja para mim ou seu rei sobra eu não tinha
certeza. Mas, se Sven disse nada, eu estava preparado para assinalar que dois dos sparrings de
Rafe tinha se saído pior-one um nó na cabeça, eo outro uma junta rachada. Eu não tinha
brigaram com Rafe para provar um ponto a maneira que eu tive com Kaden. Eu sabia que um
tempo pode vir quando eu precisaria de maiores habilidades de espada, e eu queria aprender
com os melhores.

Com a chegada das tropas, todo mundo permanecia durante o jantar, em seguida, sobremesa,
ansiosamente comer-se a notícia de casa a partir dos Oficiais recém-chegados Taggart e
Durante.

Embora ambos os agentes foram aliviado ao saber que o príncipe Jaxon tinha sido encontrado
vivo, notei Rafe cresceu mais silencioso como a noite evoluíram e notícia foi
compartilhada. Alguns dos relatórios foram sem brio-noivados, colheitas, promoções
nas fileiras, mas quando ele se virou para as disputas entre a montagem e gabinete, e os
rumores de generais, os olhos de Rafe se estreitaram e seus dedos se enroscaram em torno do
braço da cadeira.

"Deixamos em dois dias. Tudo será abordada em breve ", disse ele. A compostura tensa não
escapou os oficiais e mais notícias de generais reclamando paralisadas em seus lábios.

Coronel Bodeen virou a conversa de volta a um isqueiro tópico-o partido que foi planejado
para a próxima noite e ele notou o bom momento da chegada das tropas. Aparentemente
Oficiais Taggart e Durante foram bem versado nas celebrações do Bodeen.

"Esteja preparado, senhoras", disse Taggart. "Não há o suficiente de vocês para ir ao


redor.Você vai dançar a noite toda. "

"Isso é bom para mim", disse Vilah. As outras mulheres entrou na conversa com acordo. "Você
também, Sua Alteza," Captain Hague disse, levantando o copo para mim.

Isso levou mais uma rodada de tostagem, desta vez para dançar. Logo a conversa girou em
outros lugares e fiquei perdido em meus próprios pensamentos, como separado dos planos do
partido como Rafe parecia ser. Eu dedos do osso no bolso, sentindo um vazio estranho que um
partido não foi capaz de preencher. Eu tinha acumulado uma pequena pilha de ossos de volta
na minha tenda. Era um hábito que eu não poderia deixar de ir: os tokens jingling de
recordação e preocupação para aqueles que eu tinha deixado para trás. Eu temia as
crueldades que eles sofrem nas mãos do Komizar, e preocupado com as maiores necessidades
que ainda estava por vir. Morrighan poderia ser extinto-ceifadas de

memória com apenas alguns memoriais quebrados para provar que estavam sempre lá.
Gritos me empurrado dos meus pensamentos. Todo mundo assustado, olhando para a
porta. Uma briga com raiva foi indo para fora na varanda. A porta lascas aberta, e um soldado
entrou, pedindo desculpas profusamente pela interrupção. "Nós encontramos um, Sua
Majestade, como você disse. Pegou rondando a parede de trás. Ele é um pequeno, mas
selvagem. Ele cortou um dos nossos guardas no braço antes que pudéssemos enfrentar ele.Ele
está pedindo para ver, er " Ele olhou para baixo brevemente como se envergonhado. "Ele quer
ver a princesa. Ele diz que a conhece? "

Rafe, Kaden, Griz, e eu estávamos todos em nossos pés. "Traga-o", disse Rafe.

Ouvimos os gritos, em seguida, dois guardas tropeçou na tentativa de controlar seu


prisioneiro. "Segure o seu lugar antes de eu bater a cabeça para o outro mundo!", Um guarda
rosnou. O prisioneiro olhos fechados comigo, e meu coração parou.

Foi Eben.

Embora eu sabia melhor do que bajular ele, eu não pude me conter e correu, puxando-o das
garras do guarda. Kaden e Griz estavam logo atrás de mim.

"Eben!" Eu tirei-o em meus braços. "Graças aos deuses que você está vivo!"

Seus braços circulou em torno de mim, sem vergonha, e eu senti todas as costelas e ângulos de
seu corpo magro. Afastei comprimento de um braço para olhar para ele. Suas maçãs do rosto
eram afiados, e seus olhos vazios e circulou com sombras. Ele estava faminto e mais parecia
um animal selvagem do que um menino. sangue respingado seca cobriu sua roupa.

Vi emoção bem em Griz de e rostos de Kaden. Kaden se adiantou, pegou punhados da camisa
de Eben, e puxou-o mais ou menos em seus braços. "Drazhone."

Irmão.

Eben era seu companheiro. A Rahtan em treinamento.

Griz fez o mesmo, então verificado um arranhão na bochecha de Eben. Quando me virei da
nossa unida círculo, vi Rafe nos observando, não com curiosidade como todos os outros, mas
com controlo escuro. O ombro de Kaden roçou contra a minha, e eu me afastei, criando uma
certa distância entre nós.

A atenção de Eben tiro para Rafe, e ele olhou desconfiada. Ele só tinha conhecido Rafe como
emissário de Dalbreck, e percebi que ele provavelmente ainda não sabia a verdadeira posição
de Rafe aqui. Seu olhar deslocado para Jeb, uma vez que uma válvula Vendan patty sujo, quase
irreconhecível agora com o cabelo bem penteado e roupas intocada. Em seguida, ele olhou
para Sven, o one-time governador de Arleston, que agora usava um de alta patenteuniforme
de oficial, e, em seguida, Orrin, guarda mute do governador, também em Dalbreck uniforme,
bebendo de uma taça de cristal.

Orrin sorriu. "Surpresa", disse ele erguendo o copo para Eben.

Fiz apresentações.
" Chimentras Fikatande ", disse Eben sob sua respiração.

Olhei para Rafe, imaginando quantos de a escolha Vendan palavras que ele sabia.

"Sim, nós somos mentirosos", disse Rafe, respondendo à minha pergunta. Ele se inclinou para
frente, buscando um olhar gélido em Eben. "Nós mentiu para salvar a vida da princesa.Tem
alguma objeção a isso? "

O queixo de Eben levantou, desafiante, mas, depois, ele sacudiu a cabeça.

Rafe recostou-se na cadeira. "Boa. Agora, alguém trazer o menino um pouco de


comida. Temos de falar que fazer. "Coronel Bodeen sugeriu que era um bom momento para os
oficiais e suas esposas se aposentar para a noite.

todos eles à esquerda, exceto para o capitão Haia.

Era mais como um interrogatório do que falar. Rafe, Kaden, Griz, Tavish, Sven, e tudo o que se
revezavam fazendo perguntas como Eben wolfed alimentos.

Ele mal tinha escapado com vida. Ele tinha sido no paddock do Extremo Oriente com o Espírito
quando eles vieram para ele. Sua voz tremeu quando ele mencionou o nome do potro novo
que ele tinha que deixar para trás. Ele estava alheio ao que tinha acontecido volta no terraço
do Sanctum, mas viu Trahern, Iver, e Syrus e um dos torre guardas-matar uma válvula paddy
sem uma palavra. Ele sabia que algo estava errado, e quando o avistou, ele sabia que estava
próxima. Ele correu, escondendo-se em estábulos, celeiros, entre pilhas de feno, sempre que
podia, pois o perseguiu para baixo. Finalmente Syrus encurralaram em um loft. Eben matou
com um tridente em seu peito. Ele passou o resto do dia se deslocam de um esconderijo para
outro, finalmente, termina em uma sala abandonada na Torre Sul, onde ele foi preso por dois
dias. Que foi onde ele reunido o que tinha acontecido. Por causa de sua estreita associação
com Griz, ele tinha sido alvejado. Qualquer um que era conhecido por ter sido intimamente
falar com a princesa, Griz, Kaden, ou Faiwel era suspeito como um traidor e sistematicamente
caçados.Ele ouviu os gritos dos mortos. Ele fechou os olhos, e eu pensei que ele não poderia
abri-los novamente.Quando o fez, suas pálpebras estavam pesadas e os olhos dele nadou em
sua cabeça. Não era terror, mas a exaustão desfazer dele. Sua cabeça caiu brevemente para o
lado. Com o estômago cheio, ele mal era capaz de ficar consciente.

"Onde é que você ficar na Torre Sul?", Perguntou Kaden.

"Logo abaixo do quarto do Komizar. Eu podia ouvir quase tudo através da combustão. "" Você
sabe quem ele enviou para nos caçar? ", Perguntei.

Eben recitou os nomes de todos enviados depois de nós. Ele viu-los sair de seu
esconderijo. Nós tinha matado todos que ele mencionou volta no Vale dos Giants, exceto para
alguém que não tinha sido entre os nossos atacantes. Malich. O que significava que ele ainda
estava lá fora em algum lugar.

"Eben," Eu perguntei, antes de eu o perdi completamente ", é a decisão Komizar agora?"


Eben olhou para mim, medo brevemente afastando do estupor em seus olhos. Ele balançou a
cabeça como se estivesse muito medo de falar o nome do Komizar. "Os fantasmas para baixo
nas cavernas cuidou dele com as suas próprias poções. Ele é diferente agora. Ele quer que nós
todos mortos, e eu sou o único que não fez nada. "

"A não ser cortar um dos meus homens", disse Rafe. "O que eu vou fazer sobre isso?"

"Foi só um arranhão no braço," Eben repreendeu. "Provavelmente não vai mesmo precisar de
um ponto. Ele não deveria ter ficado no meu caminho ".

Rafe olhou através da sala para o guarda que tinha trazido em Eben. O guarda assentiu
confirmação, e Rafe se voltou para Eben, desta vez com um olhar severo. "E onde sua lealdade
agora, Eben?", Perguntou.

"Não com o seu tipo", respondeu ele, um rosnado levantar o lábio, mas, em seguida, a cabeça
baixa e ele sussurrou, com toda a miséria e confusão do mundo poderia segurar ", mas não
com a Komizar também." Ele tinha sido cortado solta a única vida que ele conhecia-a uma
segunda vez. Seu foco mudou para a parede mais distante e, em seguida, sua cabeça caiu para
trás contra sua cadeira, seus olhos fechados e boca aberta, finalmente sucumbir à sua
exaustão. Ele começou a cair para o lado, mas Rafe agarrou-o, pegando seu corpo mole em
seus braços.

"Eu já volto", disse ele dizendo que ele estava levando-o ao quartel do médico para beliche, e
para verificar o soldado Eben tinha cortado.

"Certifique-se de deixar um guarda no ouriço-do-", Sven lembrou-lhe como ele saiu.

passos de Rafe desapareceu, eo quarto estava pesado com o silêncio, em seguida, algumas
palavras murmuradas irrompeu entre os oficiais. palavras sem importância. Nada como as que
martelava em minha cabeça.

O Komizar governa Venda.

Era a verdade, eu sabia o tempo todo.

A verdade Rafe tentou negar.

A verdade mesmo o Komizar sabia quando ele estava sangrando: Não acabou.

Mesmo Dihara sussurrou para mim, jei zinterr. Seja corajoso.

Ela sabia que estava apenas começando.

Ele quer que nós todos mortos.

A visão que eu tinha de Civica quando eu estava de volta ao Sanctum infiltraram-se no ar antes
de mim de novo, como dedos de fumo de ondulação que estavam esperando do lado de fora
do meu campo de visão. A cidadela foi destruída, as ruínas apenas presas quebradas no
horizonte, e pilhas e pilhas de corpos alinhados nas estradas como pedras empilhadas em uma
parede. Os gritos de alguns algemados, para ser levado de volta para Venda como prisioneiros,
pairava no ar enfumaçado.

Seus gemidos teceu através de outras vozes, também de Rafe, o Komizar de, do sacerdote,
Venda de e Dihara de.

Vamos mandar um recado. Eu prometo.

É a minha vez agora de se sentar em um trono de ouro na Morrighan.

A ponte é destruída. Eles não podem sequer atravessar.

O Dragão só conhece a fome.

Confie os seus dons, Arabella, sejam elas quais forem.

Chamamos-lhes os nossos Steeds da Morte.

Às vezes, um presente exige grande sacrifício.

Você saberá o que você precisa fazer.

Não tardará, Miz.

Ou todos eles vão morrer. Esta durar um saber dentro de mim tão certo quanto o nascer do
sol. Eles vão morrer.

A névoa de fumaça diante dos meus olhos desapareceu, e eu conheci os olhares de todos
sentados ao redor da mesa. "Sua Alteza?" Jeb perguntou com cautela, seus alunos,
pontinhos. O olhar de todo mundo parecia muito o

mesmo. O que tinham visto na minha cara?

Eu fiquei de pé. "Coronel Bodeen, eu vou estar deixando primeira coisa na parte da manhã,
juntamente com Kaden." Eu virei para Griz, "Quando estiver completamente curado, você e
Eben pode apanhar com a gente em algum lugar Morrighan, mas você não pode andar
ainda. Eu preciso de você em forma e saudável, não como uma preocupação adicional. "Falei
com rapidez e firmeza, não dando Griz ou qualquer outra pessoa a chance de
protestar. "Coronel, vamos precisar de nossos cavalos preparado e suprimentos adicionais,
incluindo armas se você pode poupá-los. Eu prometo que vou reembolsos "

"Do que você está falando?"

A atenção de todos se voltaram para a porta da sala de jantar. Rafe estava ali, alto e
formidável, os olhos brilhando. Por seu tom de voz tenso, era óbvio que ele tinha me ouvido,
mas eu disse-o novamente de qualquer maneira.

"Eu estava apenas dizendo o coronel Bodeen que eu estou voltando para Morrighan na parte
da manhã. Qualquer dúvida sobre a Komizar e suas intenções são ido agora, e eu- "

"Lia, você e eu vamos discutir isso mais tarde. Para agora- "
"Não", eu disse. "Nós já falamos, Rafe, e eu não posso colocá-lo fora por mais tempo. Estou
indo embora."

Ele atravessou a sala e pegou meu cotovelo. "Posso falar com você em particular, por favor?"
"Falar não vai change-"

"Desculpe-nos, por favor", disse ele a todos, como ele me levou para fora da sala de jantar, seu
aperto apertado no meu braço. Ele fechou as portas atrás de nós e se transformou na varanda
de frente para mim. "Só o que você acha que você estava fazendo lá? Você não pode sair por
aí dando meus oficiais ordens nas minhas costas! "

Eu pisquei, surpreso com sua raiva imediata. "Foi mal pelas costas, Rafe. Você só foram
embora por alguns minutos ".

"Não importa quanto tempo eu tinha ido embora! Eu voltar e você está gritando ordens para
os cavalos? "Eu lutei para manter minha voz mesmo. "Eu não estavagritando, como você está
agora."

"Se eu estou gritando, é porque temos ido sobre isso já, e você não parecem estar a ouvir!Eu
disse que precisa de tempo. "

"E o tempo é um luxo que eu não tenho. Vou lembrá-lo que é meu reino que eles estão
descendo upon-não o seu. Eu tenho um dever que- "

"Agora?", Ele disse, jogando as mãos no ar. "Agora de repente você decidir que os assuntos de
direito? Você não parecem dar o inferno do diabo sobre o dever de quando você me deixou no
altar! "

Olhei para ele, uma colméia de abelhas que pululam no meu peito, e eu tentava
desesperadamente engolir minha irritação crescente. "Estou reagrupamento e avançar com
nova informação apenas como um tolo me disse para fazer."

Ele atravessou a varanda de madeira e, em seguida, novamente, as botas pontuando sua raiva
crescente. Ele parou na minha frente.

"Eu não funcionar através de todo um continente e arriscar vidas boas dos oficiais apenas para
que você caminhar de volta para um reino onde você vai estar morto."

"Você está assumindo o pior," eu disse entre dentes cerrados.

"Você está certa que eu sou! Você acha que uma pequena lição de esgrima e você está pronto
para assumir um reino de assassinos traidores? "

Esgrima? Eu tremia de fúria contra sua demissão das minhas habilidades. "Vou lembrá-lo, o rei
Jaxon, que todos os seus dedos estão intactos agora graças a mim. Você acha que você estaria
dando aulas qualquer espada sem eles? Eu suportei semanas do Komizar me arranhando, me
bater, e enfiando a língua na minha garganta para salvar sua vida miserável. E eu também irá
lembrá-lo que derrubou quatro homens em nossa fuga. Você não está deixando -me ir a
qualquer lugar. Onde eu vou eo que faço ainda é a minha escolha para fazer! "
Ele não recuou, e seus olhos se tornou aço fundido queimando-me com o seu calor. "Não." Eu
olhei para ele, incerta. "O que quer dizer, não é ?"

"Você não pode ir."

Um sopro incrédulo de ar escapou dos meus lábios. "Você não pode me parar."

"Você não acha?" Ele se aproximou, com o peito tão imponente como uma parede. Seus olhos
brilhavam como uma besta de. "Esqueceste-te? Eu sou o rei da Dalbreck ", ele rosnou. "E eu
decidir quem vai e vem aqui."

"Você é um idiota é o que você é, e eu vou embora!" Ele virou-se para o fim da
varanda. "Guardas!"

As sentinelas em pé no parapeito imediatamente deu um passo adiante. "Escort Princesa


Arabella volta para seus aposentos", ele ordenou. "E postar quatro guardas para ver que ela
fica colocado!"

Fiquei ali, atordoado com incredulidade, tentando encontrar a minha voz. "Você está dizendo
que eu fui de ser o prisioneiro de um reino para ser o prisioneiro de outro?"

"Você pode torcê-lo em coisa qualquer que seja deformado que você escolher, que eu tenho
certeza que você vai, mas você está indo para a sua tenda e ficar lá até chegar a seus
sentidos!"

Olhei para os guardas. Eles olhou para mim ansiosamente, não tenho certeza de como
proceder até que Rafe lhes disse: "Se ela não siga sua vontade, você tem a minha permissão
para arrastá-la."

Eu olhei para ele e girou, batendo para baixo os passos com os guardas quentes nos meus
calcanhares.

CAPÍTULO TRINTA E UM

KADEN

Ouvimos cada palavra.

Quando a gritaria começou, Sven estava a meio caminho para cima como se para sair. "Talvez
devêssemos dar-lhes algum privacidade-" Então ele pareceu perceber que a única saída levou
para a direita em seu argumento. Ele sentou-se. A única outra opção teria sido a esgueirar-se
para fora único arquivo através da entrada do cozinheiro, o que seria ainda mais complicado,
uma admissão de que estávamos ouvindo seu argumento fúria.

Então, nós nos sentamos lá ouvindo, perguntando como ele poderia ficar pior.

Palavras como o inferno do diabo, maldito idiota, e eu decido as sobrancelhas levantadas,


mas prisioneiro era uma palavra que prendeu a respiração. Tavish gemeu, e Jeb murmurou
uma maldição. Sven se inclinou para frente, com o rosto entre as mãos, como ele desejava que
ele pudesse aconselhar seu cargo nas regras de um argumento adequado. Eu o ouvi
murmurar arrastá-la? Baixinho.

Griz foi surpreendentemente silenciosa, e eu percebi que ele estava gostando de ouvir o rei
cavar sua sepultura. Griz acreditava em Lia em uma estranha maneira, feroz que eu estava
apenas segurando. Não importava que ela planejava deixá-lo para trás. O rei estava mostrando
suas verdadeiras cores reais, e Griz estava saboreando cada palavra.

Tentei saborear o kernel quente de satisfação crescente no meu intestino também, mas eu
também sabia que a raiva que ouvi na voz de Lia veio de um lugar de profunda dor. Minha
satisfação ficou frio.Depois da minha promessa de honestidade, eu tinha dispensado apenas
partes da verdade a Rafe sobre o meu beijo com Lia, sabendo que iria enfurecê-lo, mas ela era
a única que tinha ombros o peso da dor que havia causado. Eu não queria machucá-la mais.

Foi tranquilo fora na varanda, e Sven finalmente quebrou o nosso silêncio. "O que mais ele
poderia fazer? Não é seguro para ela voltar para Morrighan. "

"Ela me perguntou uma vez sobre ir para casa", disse Jeb. "Eu sempre achei que ela queria
dizer Dalbreck." "Dalbreck não é sua casa", eu disse a ele.

"Ele vai ser", disse Tavish, me lançando um olhar escuro.

"Nada para se preocupar." Orrin serviu-se de mais cerveja. "Ela virá a seus sentidos." Tavish
bufou. "Claro que ela vai."

"Sua preocupação é válida", eu disse. "O Komizar vai marchar contra Morrighan e os outros
reinos."

"Que reino em primeiro lugar?", Perguntou Sven.

"Morrighan."

"E você sabe que, com certeza, provavelmente porque ele disse que você."

O ponto de Sven era clara. O Komizar não era a melhor fonte para todas as verdades, e eu
sabia como ele poderia conter informações, colocando um governador contra o outro para
seus próprios fins. O Komizar queria Morrighan, mas ele queria Dalbreck também. Ele queria
que todos eles.

"Sim", eu respondi. "Certo." Mas agora eu não estava.

Bodeen sorriu. "Marcha com seu suposto exército de cem mil?"

Griz limpou a garganta. "Não exatamente", disse ele, finalmente, se manifestar. "Temo que a
princesa não obter os números muito bem."

Não, ela não o fez. Lembrei-me de quando voltei para o Sanctum e pediu ao Komizar como os
planos estavam indo. Melhor do que eu esperava. Seu exército tinha crescido
significativamente nos últimos meses.

Os olhos de Sven eram esferas afiados sobre Griz, como se ele sabia que havia mais próximo.
"Lá vai você!", Disse Hague acenando com a mão no ar. "Confirmação de direita para fora da
boca do grande bárbaro. Talvez ele é o único que deve falar com a princesa ".

Griz swilled volta um tiro de olhos vermelhos e colocou o copo com um baque forte. "Os
números são realmente mais perto de cento e vinte mil. Tudo bem armados. Ele apontou para
Sven para passar a garrafa para encher o copo vazio. "Isso é cerca de duas vezes o tamanho de
suas forças, não é, capitão?"

Jeb suspirou. "Três vezes."

Haia não disse nada. Sua boca se como um peixe pendurado em um gancho. Griz tentou
conter um sorriso. Orrin e Tavish balançaram a cabeça, e Sven passou a garrafa para Griz,
examinando-o por sinais de uma

mentira.

Era a verdade. Isso foi o que o Komizar foi tão fortemente pressionando os governadoresfor-
mais suprimentos para sustentar seu exército em expansão.

"Eles são apenas bárbaros selvagens! Não é um exército marchando treinado. Os números não
significam nada! "Hague finalmente estalou, descartando o assunto.

Bodeen recostou-se na cadeira. "Embora o tamanho e as capacidades de um exército Vendan


permanecem em questão", ele exclamou, "preocupações do rei não. Sua preocupação é válida
também. Eu entendo que há uma recompensa para a captura da princesa, e graças à Komizar e
seus rumores, provavelmente algo muito pior espera por ela até agora. Acho que ouvi Rei
Jaxon descrevê-la como "a mais criminosa em Morrighan queria '? Essa é uma posição perigosa
para se estar. "

Impasse. Isso era verdade também, e eu sabia que na sua opinião ele fez Griz e me olhar
insensível e indiferente para de Lia bem-estar.

Bodeen curvaram a cabeça para o lado, ouvindo, e depois levantou-se, finalmente, a julgar
pelo seguro para sair. "Qual foi a última coisa que ela rosnou quando ela desceu os
degraus?Jabavé ?"

"É uma palavra Vendan para-"

Sven tossiu, me cortando. "Não é um termo carinhoso", ele ofereceu. "O rei sabe o que

significa. Isso é tudo que importa."

Meu kernel de satisfação aquecido novamente, apesar de mim mesmo.

É nas dores.

No medo.

Na necessidade.

Ou seja, quando o saber ganhos asas.


As asas pretas de saber se agitaram debaixo da minha mama.

Ele se foi, e ele não voltaria.

-As Palavras Perdidas de Morrighan

CAPÍTULO TRINTA E DOIS

Andei na minha tenda, tentando controlar minha raiva. Meu sangue correu mais rápido do que
um cavalo chicoteado. Eu tinha certeza de que a qualquer momento ele viria, a cabeça baixa
de vergonha, pedindo perdão por seu comportamento terrível.

Minha cabeça latejava, e eu esfreguei minhas têmporas enquanto eu usava um caminho no


tapete. Venha para os meus sentidos? Será que ele sequer ouvir a si mesmo? Queridos deuses,
tinha o acampamento inteiro nos ouviu? A sala de jantar varanda foi muito longe dos soldados
'quartel, mas os oficiais' trimestres foram ao alcance da voz. Eu apertei meus olhos fechados,
imaginando todas as orelhas pressionadas para janelas. Eu sabia que Rafe estava sob tensão e
a notícia adicional hoje da dissidência de volta para casa apenas empilhados em mais stress,
mas eu estava sob pressão também. Eu assobiei um suspiro de frustração entre os dentes
cerrados.Talvez, de alguma maneira eu tinha ido atrás das costas, mas foi só porque eu queria
ter as minhas intenções para fora antes que ele retornasse, tornando-os clara e pública e certo
que ele não poderia descontá-los do jeito que ele tinha antes. Talvez ele pudesse interpretá-lo
como usurpar a sua autoridade, especialmente num momento em que ele estava tentando
ganhar a confiança das pessoas em torno dele, mas agindo como um burro foi nenhuma
maneira de ganhar respeito.

Eu decidir. Eu não era um assunto de Dalbreck. Ele iria decidir nada.

Minutos se passaram e depois de uma hora com ainda nenhum sinal dele. Ele estava de mau
humor? Vergonha de vir e pedir desculpas? Talvez ele estivesse solidarizando com seus
homens sobre seu mal-faladas palavras. Ou contemplando o Eben tinham compartilhado. Rafe
não era estúpido. Com o Komizar vivo e seguir em frente com seus planos, ele tinha que saber
que estávamos todos em risco. Mantendo-me vivo por agora não significava nada se no final
estávamos todos mortos ou presos. Só porque Morrighan foi o primeiro alvo do Komizar não
significa que Dalbreck não seria o próximo.

Peguei um travesseiro da minha cama e apertou-o, em seguida, jogou-o contra a cabeceira.

Esgrima! Eu ainda podia ouvir sua ênfase sarcástica em jogo . Talvez isso era o que doer mais
do que tudo. Sua falta de fé em mim, apenas a valorizar o seu tipo de força e não do tipo que
eu possuía. O tipo que tinha ajudado a salvar tanto dos nossos pescoços. Kaden tinha ganhado
um nó saudável na sua canela quando ele tinha feito o mesmo. Não era tarde demais para
mim para dar Rafe um nó também. Talvez ele precisasse um em sua cabeça.

Os lados da tenda estremeceu com o vento, e um ruído distante de baixo soou como se o céu
tivesse sido

atraídos para o nosso tempestade. Eu adicionei lascas de madeira para o fogão. Onde ele
estava?
Eu joguei a cortina da entrada da barraca. Dois guardas avançou para bloquear meu caminho,
cruzando suas alabardas na minha frente.

"Por favor, Sua Alteza, passo para trás dentro", perguntou um deles. Uma ruga enrolado na
testa. Ele parecia genuinamente assustados. "Eu realmente não quero que-" Ele não estava
disposto a terminar o seu pensamento.

"Arraste-me de volta aos meus aposentos como o rei ordenou?"

Ele assentiu. O outro guarda trastes com o eixo de sua alabarda, recusando-se a encontrar o
meu olhar. Certamente eles nunca tinha tido para proteger um prisioneiro como eu, antes,
aquele que tinha sido um convidado do rei apenas algumas horas antes. Por causa deles
sozinho, dei um passo para trás e arrancou a cortina fechada, rosnando como eu fiz.

I apagou as luzes do candelabro, e o quarto brilhava vagamente com as brasas do fogão.Eu


fervi que ele já não tivesse vindo aqui implorando de joelhos. I fracassou na minha cama tirar
uma bota, depois outra, depois jogou-os em toda a sala. Ambos bateu na parede tenda, cada
pequena pancada pateticamente insatisfatório.

Anger esfaqueado na garganta como um osso dolorosa que eu não conseguia engolir. Eu não
queria ir dormir desta maneira. Eu escovei em meus cílios molhados, enquanto enxugava as
lágrimas. Talvez eu deveria ter explicado a ele em privado. Eu poderia tê-lo feito
compreender? Mas eu pensei que de todos os nossos milhas de viagem a partir do Sanctum
para cá, todas as vezes que ele tinha habilmente transformado a conversa longe de
Morrighan. Nós apenas temos que chegar ao posto para agora. Ele tinha feito isso uma e outra
vez, tão suavemente que eu não tinha 't sequer notado.

Hoje à noite ele não se preocupou em ser suave. Tudo o que eu recebi dele foi um lacónico, o
despedimento arrogante. No. Sem chance para discussion-

"Lia?"

Eu pulei da minha cama, chupar uma respiração assustada.

Era a voz dele. Apenas no outro lado da cortina. Baixa e calma. Contrito. Eu sabia que ele viria
para resolver isso.

Eu andei até o fim da cama, rapidamente limpando o rosto com as palmas das mãos. Eu
pressionei minhas costas contra a coluna bedpost ampla e respirou limpeza profunda. "Entre",
eu disse suavemente.

A cortina se separaram, e ele entrou.

Meu estômago revirou. Apenas duas horas nos tinha separado, mas se sentira tão longa como
a minha caminhada em toda a Cam Lanteux. As piscinas de cristal escuras de seus olhos
aqueceu meu sangue de uma maneira que me fez sentir perdido a tudo o mais no mundo, mas
ele. Seu cabelo estava desgrenhado, como se ele tivesse saído para um passeio rápido para
trabalhar fora de seus reprimidas frustrações. Seu rosto estava calmo agora, seus olhos suaves,
e eu tinha certeza de que um bem praticado desculpas esperou em seus lábios.
Ele procurou meu rosto, sua proposta olhar. "Eu só queria ver você", ele disse
calmamente."Certifique-se de tudo o que for necessário."

"Agora que eu sou um prisioneiro."

Mágoa brilhou em sua expressão. "Você não é um prisioneiro. Você é livre para se mover
sobre o campo. "

"Enquanto eu não sair."

Ele se aproximou, parando apenas algumas polegadas de distância. O calor de seu corpo me
cercaram, encheu a tenda, encheu minha cabeça.

"Eu não quero que seja desta forma entre nós," ele sussurrou. Ele estendeu a mão e tocou
minha mão. Seus dedos deslizou lentamente pelo meu braço no meu ombro, e seu polegar
traçou um círculo lento, preguiçoso sobre minha clavícula. brasas queimados no meu peito.Ele
sabia que eu queria, que eu não queria nada mais do que estender a mão e fechar o espaço
doloroso entre nós.

Quase nada mais. "Você está aqui para me desculpar?", Perguntei.

Sua mão deslizou pelas minhas costas, me aproximando, sua mina quadris reunião, e seus
lábios roçaram minha orelha. "Eu tenho que fazer o que eu acho que é melhor. Eu não posso
deixar você ir, Lia, não em boa consciência. Não quando eu sei o perigo que você estaria indo
para. "Ele afrouxou os laços do meu vestido. Minha respiração pulou no meu peito, desigual,
chamuscando meus pensamentos.

Seus lábios desnatado uma linha queima do meu templo para minha boca e então ele me
beijou, duro e profundo, e eu queria fundir-se a sensação eo gosto e cheiro dele, o vento em
seu cabelo, o sal em sua testa, mas outra necessidade-a maior de um inflamado brilhante,
ardência e persistente.

I encravado minhas mãos entre nós, gentilmente empurrando-o para longe.

"Rafe, não é já sentiu algo profundo em seu intestino? Ou ouviu um sussurro que você teve
que ouvir contra toda a razão? "

A ternura recuou de seus olhos. "Eu não vou mudar a minha decisão, Lia", disse ele. "Eu
preciso que você confie em mim. Você não vai voltar para agora. Talvez mais tarde, quando é
mais seguro. "

Olhei em seus olhos, rezando para que ele veria a urgência na minha. "Isso nunca vai ser mais
seguro, Rafe. Ele só vai piorar. "

Ele deu um passo para trás, suspirando, tudo sobre sua postura impaciência de transporte."E
você acha que sabe isso por causa de um texto antigo?"

"É verdade, Rafe. Cada palavra é verdade. "


"Como você sabe? Você não é um estudioso. Você não pode mesmo ter traduzido
corretamente. "Seu ceticismo grosseiro estalou a última da minha paciência. Não haveria mais
explicação ou rastejante.

"Nós somos feitos.""Responsabili-"

"Saia!", Eu gritei, empurrando-o para longe.

Ele tropeçou para trás e olhou para mim, atordoado. "Você está me expulsando?"

"Não, eu não acho que é possível para jogar você para fora. Você está afinal Rei Jaxon, e você
decide quem vai e vem aqui, ou então eu tenho dito. Mas eu sugiro que você sair antes que eu
encontrar outra maneira de despachar você. "Eu coloquei minha mão ao meu lado o meu
punhal com bainha.

pura raiva corado seu rosto.

Ele virou-se e saiu, quase rasgando a cortina da porta.

Veríamos que de nós veio aos nossos sentidos pela primeira vez.

***

Senhora Rathbone apareceu na minha tenda cedo na manhã seguinte, juntamente com Vilah e
Adeline. Curiosamente, Senhora Hague acompanhou-os, embora ela nunca teve
antes.Interiormente, eu suspirei. Sim, os oficiais e todas as suas esposas tinha ouvido nossa
discussão feia, e certamente Senhora Hague estava esperando detalhes suculentos adicionais,
mesmo que o objetivo oficial da visita foi para entregar os acessórios para ir com o meu
vestido para a festa naquela noite. Adeline levantou uma de prata cadeia-mail cinto incrustado
de safiras. Mais uma vez, fiquei maravilhado com a extravagância, especialmente aqui neste
posto remoto. Próximo Vilah estabeleceu um Pauldron prata jóias, gravado com um intrincado
padrão.

"Diga-me, Dalbretch mulheres nunca realmente usado estes em batalha?"

"Oh, sim!", Respondeu Vilah. "É por isso que eles são parte de nosso vestido
tradicional.Marabella era um grande guerreiro antes que ela era uma rainha. "

"Mas isso foi há centenas de anos," Senhora Hague acrescentou, erguendo as sobrancelhas em
desgosto. "Nossas Senhoras e rainhas não ir para a batalha mais. É desnecessário agora. "

Não tenha tanta certeza , eu estava tentado a dizer.

Senhora Rathbone levou um último inventário de tudo colocado para fora na mesa e disse:
"Nós vamos ficar por mais cedo para ajudá-lo a vestir-se."

"E fazer o seu cabelo", disse Adeline.

"Com cordões de prata", acrescentou Vilah juntando as mãos em antecipação.


Eu ouvi uma ânsia tensas em suas vozes, como se eles estavam tentando apagar o manto
escuro do argumento da noite anterior. "Vocês todos estarão ocupados recebendo-vos
prontos", eu respondi. "Eu posso controlar meu próprio."

"Sério?" Senhora Hague perguntou em dúvida. "É assim que ele é feito de volta em
Morrighan? Ninguém para atendê-lo? "Seu lábio levantada com piedade condescendente.

"Sim", eu suspirei. "Não somos nada, mas selvagens em Morrighan. É uma maravilha seu rei
iria arranjar um casamento com um de nossa espécie em tudo. "

Seus cílios tremularam para baixo e ela saiu com um pedido de desculpas fraca que ela tinha
muito o que fazer naquele dia, mas sem desculpas para ela insulto. Talvez agora que seu rei
tinha atacou-me, ela sentiu-se livre para fazer o mesmo.

***

Seis guardas chegou em minha tenda, pouco tempo depois. Percy, seu líder, informou-me que
eles eram meus acompanhantes para o dia. Então, essa foi a versão de Rafe de ser livre para ir
onde eu queria?Seis guardas, mesmo dentro das paredes de Marabella. Eu acho que eu
deveria tomar isso como um elogio que Rafe segurou minhas habilidades no maior respeito do
que ele iria admitir. Eu decidi imediatamente que eu tinha muitos lugares que eu precisaria ir
hoje, não só para que todo o posto poderia compartilhar a diversão de seis guardas trotando
atrás de mim, mas também porque, de uma forma ou

de outro, eu estaria saindo e eu precisava para assistir aos detalhes.

Primeiro eu fui ao paddock inferior, verificando em nossos cavalos Vendan, agora também sob
a custódia do rei. Eu olhei para a porta inferior, onde os cavalos iam e vinham. Foi fortemente
vigiado. Nós nunca passar por isso, mas pelo menos eu sabia onde os cavalos e aderência
eram. Eu descobrir o resto mais tarde. Em seguida fui para a despensa do cozinheiro. O
cozinheiro não estava satisfeito com a minha intrusão, dizendo que ele ficaria feliz em trazer
algo para a minha tenda. Fingi que não tinha certeza do que eu queria, então lidos nas
prateleiras e adega de frio. Infelizmente, quase tudo foi armazenado em grandes sacos
volumosos ou outros recipientes. I tomou uma das suas taças e encheu-o com um punhado de
pinhões, soda pão duro, e alguns figos doces secos. Ele olhou para a minha estranha variedade
de alimentos e olhou para o meu abdome. Eu sorri timidamente, deixando-o tirar as suas
próprias conclusões.

Em seguida eu marchei até quartéis do médico para consultar com o cirurgião. Kaden e Eben
foram ido para os chuveiros, mas o cirurgião estava no meio de examinar o ferimento de
Griz. Ele me mostrou que estava curando bem na maioria dos lugares, mas uma parte da carne
foi mais lento a tricotar. Ele disse que se sentia confiante de que iria curar, então lançou um
olhar severo em Griz."Com um pouco mais de descanso. "

Griz recusou, dizendo que estava bem agora.

"Mas você não vai ser se você está levantando selas pesados e desligar um cavalo duas vezes
por dia", eu disse. "Ou, os céus nos livre, se você deve ter que balançar sua espada."
Griz sorriu, seus olhos brilhando com o desordem. "Em qualquer lugar que você gostaria que
eu balançá-lo em particular?" Meu estômago queimado. Ele tinha ouvido o nosso argumento
também, o que significava que todos na sala de jantar tinha.

Certamente Kaden regozijou-se sobre este desenvolvimento, mas quando o vi no quintal


trabalho posterior, só havia preocupação em seus olhos.

Ele falou em Vendan para que os guardas não nos entender. "Você está bem?", Ele
perguntou. Eu balancei a cabeça, tentando ignorar o inchaço nó na minha garganta
novamente.

Ele sorriu. "E canelas de Rafe?"

Eu sabia que ele estava tentando clarear o meu humor, e por isso eu estava grato. "Fine for
agora, mas isso não é mais."

"Eu nunca pensei que era."

Seu voto de confiança em mim era como água fria em uma garganta ressecada. Eu queria
abraçá-lo, mas que só o teria levado exame complementar.

Os guardas ficaram nervosos com essa conversa não podiam compreender, como se suspeita
que estávamos conspirando-que estávamos. Aproximei-me Kaden e sussurrou para realmente
dar-lhes algo para se preocupar sobre. "Quando saímos, Eben terá que ficar para trás com
Griz. Será apenas o dois de nós, com Malich lá fora em algum lugar. São as chances contra nós?
"

"Ele teria sido lá com os outros no Vale do Giants se ele foi enviado para matá-lo. Acho que ele
está a caminho de Civica com uma mensagem. "

"Que eu estou morto?"

"Isso você escapou. Eles não vão contar-lhe como morto até que tenham um corpo-e eles vão
saber exatamente

onde você está indo. "

O que significava que o chanceler e seus co-conspiradores estaria esperando por


mim.Provavelmente, observando cada estrada que leva à cidade. O elemento surpresa já não
era o meu. Eu não precisava de nada para ser mais difícil do que já era.

Com o canto do meu olho, eu vi Tavish e Orrin passeando até nós ombro a ombro. Eles
circularam, parando em ambos os lados de mim. "Estamos aqui para aliviar os guardas,
Alteza", disse Tavish, lançando um estado fulminante na Kaden.

"Pode ir, Percy", Orrin acrescentou, com um movimento de enxotar. "O coronel quer que
todos de volta em seu escritório. Ir."

Tavish deu um aceno respeitoso para mim. "Nós vamos ser seus acompanhantes para o resto
do dia." "Por ordem de quem?", Perguntei.
Tavish sorriu. "Nosso."

Nem Tavish nem Orrin falou Vendan, então falei rapidamente algumas últimas palavras
Vendan para Kaden. "Falaremos mais tarde. Precisamos reunir suprimentos. "

Tavish limpou a garganta. "E Jeb vai se juntar a nós em breve."

Sua mensagem era clara. Jeb falou Vendan. Suspirei. Este foi mais do que a lealdade a umrei-
lo era a lealdade a seu amigo.

CAPÍTULO TRINTA E TRÊS

O exército Morrighese entrou ser séculos antes de qualquer um dos outros tinha tanto como
definir uma pedra angular para a fundação de seus reinos. Foi mais uma coisa que o Texto
Sagrado enfatizou-que os Santos Guardiães, os guerreiros ferozes que acompanharam
Morrighan em sua jornada pelo deserto tinha força incomparável e vontades de aço legada
pelos próprios céus, para garantir a sobrevivência do remanescente escolhido.

Aldrid, que se tornaria seu marido e pai reverenciado do reino, era um desses guardiões. Seu
sangue guerreiro percorreu todos nós. A Citadelle ainda teve algumas das espadas dos Santos
Guardiães »afixadas nas trono room-lembretes de nossa grandeza e da unção dos deuses.

Ao longo da história, o exército Morrighese tinha permanecido grande, e seus soldados


estavam corajoso e honrado. Mas enquanto eu observava as tropas Dalbretch passando por
seus exercícios e formação do meu ponto de vista na parede do posto avançado, fiquei
impressionado com a sua precisão assustadora. Suas alabardas foram apoiados com
sincronismo formidável, seus escudos foram interligados com a facilidade de uma dança
aperfeiçoado. Confiança emanava de cada movimento meticulosamente orquestrado. Eles
praticamente brilhava com intimidação. Sua força e disciplina eram como ninguém que eu já
tinha visto. Eu entendi porque eles acreditavam em seu poder. Mas eles não podiam ver o que
eu fiz-seus números.

Mesmo com um exército de quarenta mil forte, eles não eram páreo para o terrível grandeza
de Venda. Depois de Morrighan caiu, Dalbreck seria o próximo.

Meu olhar subiu para a vasta extensão acima das tropas onde uma lua crescente
compartilhados do céu com o sol partida. Outro dia se foi, menos ainda restante. O tempo
passou para a frente, circulando, repetindo, outro devastação enrolando como uma serpente
venenosa que tinha acordado, pronto para atacar. Ele estava chegando, e as forças ocultas em
Morrighan estavam ajudando-o na mais insidiosa caminho-de dentro de-alimentação -lo com
poder que iria destruir a todos nós.

Tinha que haver uma maneira.

Jezelia, cuja vida será sacrificado para a esperança de salvar seu.

Uma maneira diferente.

Eu lutei com as palavras de de Venda. Sacrificar minha vida por mera esperança? Eu teria
preferido mais do que isso
-como Certeza. Mas a esperança era pelo menos alguma coisa, e como não tem certeza como
era, era tudo que eu tinha para oferecer Natiya e tantos mais. Nem mesmo Rafe poderia tirar
isso. Como as histórias que Gaudrel haviam alimentado Morrighan, a esperança era alimento
para a barriga vazia.

Jeb interrompeu meus pensamentos, dizendo que era hora de se preparar para a festa. Tavish
e Orrin estava alguns passos atrás dele, olhando para mim com curiosidade. Olhei para os
campos de prática, e todos os soldados tinham ido embora. Um punhado de estrelas já
estavam iluminando o céu. Orrin deslocado, farejando o ar, mas todos eles esperou por mim
para fazer o primeiro movimento para sair. Os três deles mantiveram uma distância respeitosa
durante todo o dia, desaparecendo com habilidade, assim como eles tinham no Sanctum, mas
ainda assim sempre lá, ainda sempre observando.

Não foi por vontade própria que tinham tomado a tarefa de escolta, como alegaram. Eu estava
certo de que era por ordens de Rafe. Ele estava tentando lançar sua própria vergonha em ter
um desfile de guardas anônimos siga-me. Ele sabia que eu me preocupava com essestrês
que tinham uma história juntos, mesmo se ele foi curta. Quase perdendo suas vidas juntos
tinham uma forma de aprofundar os laços e alongamento do tempo. Estudei seus rostos. Não,
nem guardas. Seus olhos estavam cheios com a preocupação de amigos, mas sem dúvida se eu
selou um cavalo para sair, eles se tornariam outra coisa. Eles me parar. Mesmo sob o disfarce
da amizade, eu ainda era um prisioneiro.

Juntei minhas saias e desceu do muro. Pela primeira vez, eu farejou o cheiro de carne assada
no ar, e depois lembrou-se das lanternas sendo enfiadas no campo inferior mais cedo hoje, o
dossel definido para a tabela de cabeça, flâmulas de seda drapeado entre pólos em
antecipação a uma festa aguardada com grande expectativa por quase todos. Jeb caiu na do
meu lado, e Tavish e Orrin caminhava logo atrás de nós.

Jeb pegou sua camisa. Alisou a manga. Puxou o colarinho. "Diga-Jeb", eu disse a ele. "Antes de
se preocupar buracos em sua camisa."

"Seu trono está sendo desafiada," ele deixou escapar, expressou como um argumento para o
seu amigo.

Ouvi Tavish e Orrin gemer atrás de nós, obviamente, não satisfeito com a língua solta de
Jeb. Revirei os olhos, impassível. "Por causa de brigas armário? O que mais é novo?"

"Não é o gabinete. Um de seus generais deu início a processos para reivindicar o trono. "Um
golpe de Estado? Meus passos desacelerou. "Então, o tribunal Dalbreck tem traidores
também?"

"O general não é um traidor. É dentro de seus direitos. Ele está cobrando príncipe Jaxon com
abdicar, que todos sabem é uma afirmação falsa. "

Parei e enfrentou Jeb. "Sua mera ausência é interpretada como abdicação?"

"Não por mais, mas poderia ser interpretado dessa forma, especialmente com a bandying
geral até mesmo termos mais fortes ao redor, como deserção. O príncipe se foi há meses. "
Eu me irritei. "Por que não Rafe me dizer?"

"Ambos os coronéis o aconselhou a não contar a ninguém. Dissent gera dúvida. "

Eu não era qualquer um, mas talvez Rafe não queria que eu para duvidar dele acima de
tudo. "Agora que o general sabe Rafe está vivo, com certeza ele vai parar estes processos."

Jeb sacudiu a cabeça. "Um poder geral de degustação? Ele provavelmente tem um apetite
agora para o curso completo

refeição. Mas Rafe tem o apoio esmagador das tropas. Seu respeito por ele só tem
crescido.Não deve demorar muito para acabar com o desafio uma vez que ele chega de volta
aopalácio, mas é mais uma preocupação em seus ombros. "

"E isso é supor para desculpar o seu comportamento de ontem à noite?"

"Não dá licença", disse Tavish atrás de mim. "Só para explicá-lo e dar-lhe uma imagem mais
completa."

Virei-me para encará-lo. "Como a imagem completa que você deu a Rafe quando você pegou
Kaden segurando a minha mão? Talvez todos no Dalbreck precisa ter certeza de suas
informações antes de executar fora de alimentá-lo aos outros ".

Tavish assentiu, aceitando sua culpabilidade. "Eu cometi um erro, e eu peço desculpas. Eu só
relatou o que eu pensei que eu vi, mas as notícias sobre o desafio vem diretamente do
gabinete.Este não é um erro. "

"Então Dalbreck tem um usurpador. Isso deveria me balance? Por que são as preocupações de
Dalbreck muito mais importante do que Morrighan de? O Komizar se enfurece com veneno
suficiente para tornar a sua aparência geral como um gatinho choramingando. "

Minha paciência desvendados. A urgência, as longas milhas para Morrighan, a tentação de


dizer sim quando não há ainda tocavam na minha cabeça, as necessidades de tantas pessoas
em comparação com a enorme carência dentro de mim, que todos os escolhidos em cada
último vestígio de confiança que eu tinha até que eu senti como uma corda desgastado pronto
para snap-aúltima atração de peso que vem do próprio Rafe. Se a pessoa que eu mais amava
neste mundo não acreditava em mim, como seria qualquer outra pessoa? Meus olhos ardiam,
e eu pisquei de volta qualquer demonstração de fraqueza. "Se alguma coisa, você acha que a
situação de Rafe lhe daria empatia e ajudá-lo a entender por que eu tenho que voltar
para Morrighan, mas não parece que ele está tendo em conta que um pensamento que
passa."

"Não é a cabeça que ele está pensando com", disse Tavish. "É o seu coração. Ele teme por sua
segurança ".

Suas palavras esfaqueado no meu inferior concurso. "Eu não sou uma coisa a ser protegido,
Tavish, mais do que ele é. Minhas escolhas-e meus riscos-são minhas. "

Não havia nada que ele pudesse dizer. Eu tinha razão.


Eles me deixou em minha tenda. Percy e os outros soldados já estavam estacionados ali para
assumir. "Até logo", disse Jeb, oferecendo um sorriso hesitante. "Primeira dança."

"Isso será reservado para o rei", Tavish lembrou.

Talvez não. Talvez não haveria dança em tudo. Pelo menos não entre Rafe e eu. Reis e
prisioneiros não compartilhar danças, pelo menos não em qualquer mundo que eu queria
fazer parte.

***

Deitei em minha cama, despojado ao conforto suave da minha camisa, escrevendo os versos
da canção de Venda que tinha sido arrancado do livro. Depois de tantos anos, eu finalmente
estava voltando suas palavras originais em que eles foram feitos para ser. Eles espremido para
o lado de trás da página interrompida.

Traída por seu próprio país,

Espancados e desprezado,

Ela irá expor os maus,

Para o dragão de muitas faces

Não conhece fronteiras.

E, embora a espera pode ser longa,

A promessa é grande,

Para o chamado Jezelia,

Cuja vida será sacrificado

Para a esperança de salvar seu.

Lembrei-me de cada palavra que ela tinha falado naquele dia no terraço, embora no começo
eu só tinha se preocupado com a frase cuja vida será sacrificado. Agora uma outra frase me
chamou a atenção: Ela irá expor os maus.

Eu dedos as bordas queimadas do livro, e então o rasgo irregular furiosa da última página que
tentou rasgar as palavras da existência.

Eu sorri.

Alguém me odiava muito ou, talvez melhor, me temia, acreditando que eu iria expor -lhe-ou -
la. Medo.Raiva. Desespero. Isso foi o que eu vi nesses bordas queimadas e página
rasgada. Gostaria de encontrar uma

maneira de alimentar esse medo, porque mesmo sabendo que o desespero pode fazer as
pessoas perigosas-lo também fez estúpido. Expondo os maiores jogadores neste conspiração
era essencial. Se eu espalharam seus medos, talvez eles iriam sufocar e mostrar suas mãos.
Com Malich em seu caminho para dizer-lhes sobre mim, eu já tinha perdido a vantagem da
surpresa.Eles seriam fortalecidas e espera-se agora que eu teria que transformar esse
conhecimento, pelo menos, de alguma maneira, ao meu favor.

Eu defini o livro de lado e ajeitou algumas almofadas, recostando-se contra eles, pensando em
como eu iria sobre isso sem me expor. Eu tinha que permanecer vivo, pelo menos, o tempo
suficiente para descobrir quem pode estar conspirando com o Chanceler e Real Scholar. Talvez
um dos senhores do condado? Sua influência foi limitada, mas se eu tivesse sorte, eu poderia
estar lá a tempo para quando o conclave de inverno montado. Ou talvez tenha sido demais no
armário? O capitão Watch? O Trademaster? O marechal de campo? O cronometrista sempre
me olhou com desconfiança, e ele zelosamente guardado agenda do meu pai. Foi para mantê-
lo fora do caminho? I evitar o óbvio, o meupai, que tinha publicado a recompensa de prisão
contra mim. Ele era muitas coisas, mas ele não era um traidor de seu próprio povo. Ele não
teria nada a ganhar por conspirar com o Komizar, mas ele era um fantoche involuntário? A
solução parecia estar ficando passado os asseclas que cercaram seus movimentos para falar
diretamente com ele, mas que foi um problema espinhoso também. Seria seguro?

Eu enterrei meus dedos no cobertor sable ao meu lado, cerrando a maciez em meu
punho. Havia a questão da sua ira para lidar com eles. Lembrei-me das palavras de
Walther. Tem sido quase um mês, e ele ainda está

blustering ao redor. Mesmo o muito adorado Príncipe Walther tinha a esgueirar-se por trás
das costas do meu pai para me ajudar quando ele plantou a pista falsa para trackers. Os vários
meses que se passaram não teria diminuído a raiva do meu pai. Eu tinha minado sua
autoridade e humilhado. Será que ele sequer ouvir qualquer coisa que eu tinha a dizer, sem
um pingo de evidência para apoiá-lo? I foi marcado um inimigo de Morrighan, assim como seu
sobrinho, a quem ele tinha pendurado. Com apenas a minha palavra contra a chanceler, que já
havia trabalhado com a devoção ao seu lado durante anos, por que ele iria acreditar em
mim? Sem provas, o Chanceler e Real Scholar iria transformar minhas reivindicações para me
fazer parecer como um covarde tentando wheedle fora da minha própria culpa. A última vez
que tinha apontado até mesmo um insulto leve no Chancellor, meu pai ficou furioso e
ordenou-me para meu quarto. Será que eles usam outras formas mais permanentes silenciar-
me desta vez? Meu peito apertado com possibilidades que eu não poderia desembaraçar. Eu
posso estar errado sobre tudo? Rafe pensou que eu era.

Meus irmãos eram a minha única esperança para incursões, mas eles eram jovens como eu,
apenas dezenove anos e vinte e um anos, e ainda de baixo escalão soldados nas forças
armadas. Mas se ambos pressionado meu pai, talvez eles poderiam convencê-lo a me ouvir. E
se não ouvir de boa vontade, talvez me ajudar a usar formas mais contundentes para
convencê-lo. Nada parecia além de mim agora, com tanta coisa em jogo.

A segunda rodada da música deriva-se da parte inferior das pastagens, a festa estava bem
encaminhada. Foi uma bela música, urgente, a conversa de toque de um milhar de cordas, um
coro de réplicas, cetim dedilhou luvas estabelecidas novo e de novo, o tom semelhante aos
nossos bandolins mas com uma reverberação mais profundo, lustier. O Farache , Jeb tinha
chamado quando ele veio me buscar-se-a dança batalha. Eu tinha enviado Jeb sem mim,
dizendo que eu não estava pronto. Uma vez que ele se foi, eu disse aos meus guardas que eu
não ia a todos e incentivou-os a ir e divertir-se, dando-lhes meu juramento solene que eu não
iria deixar a minha tenda. Eu beijei dois dedos e levantou-los para o céu como prova sincero da
minha promessa, então silenciosamente pediu aos deuses para perdoar a minha pequena
mentira. Os oafs ateus não se mexeu, nem mesmo quando eu comentou sobre como delicioso
as carnes assadas cheirado e seus olhos dançaram com visões de leitões.

Eu estava mordiscando os pinhões que eu tinha tomado antes, quando ouvi o barulho de
alabardas fora da minha tenda e a cortina foi fraudado lado. Foi Rafe, vestido com elegantes
trajes de gala, paletó preto coberto com as tranças de ouro de sua estação, seu cabelo puxado
para trás, e as maçãs do rosto polido com um dia no sol. Seus olhos cobalto brilharam
brilhantemente debaixo de suas sobrancelhas escuras, e as ondas de raiva saiu dele. Ele olhou
para mim como se eu tivesse duas cabeças.

"O que você pensa que está fazendo?", Ele disse entre dentes cerrados.

O calor que tinha saltado debaixo do meu peito quando ele entrou rapidamente murcho a uma
rocha fria no meu estômago. Olhei para a taça ao meu lado e encolheu os ombros."Comer
nozes? Isso é contra as regras para os prisioneiros? "

Sua atenção se voltou à minha escassa vestimenta, e sua mandíbula cresceu incrivelmente
mais rígida. Ele virou-se, procurando meu quarto até que seus olhos pousaram na vestido azul
da meia-noite Vilah tinha pendurado na tela de vestir. Ele atravessou a tenda em três etapas,
arrebatou-o para baixo, e jogou em mim. Ele caiu em uma pilha no meu colo.

Seu dedo esfaqueado em direção à porta da tenda. "Há quatro centenas de soldados lá
embaixo, todos esperando para

encontrar você! Você é um convidado de honra. A menos que você quiser que todas as suas
opiniões sobre você para combinar com o capitão da Haia de, eu sugiro que você se vestir e
fazer o pequeno esforço de uma aparência! "Ele pisou em direção à porta, em seguida, girou
com um último fim. "E você não vai pronunciar a palavra prisioneiro uma vez se você optar por
participar!"

E então ele se foi.

Fiquei ali sentado, atordoado. Meu primeiro pensamento quando ele entrou pela porta era
que ele parecia um deus. Eu não estava pensando isso.

Se você escolher?

Peguei meu punhal e oraram por perdão de Adeline como eu alterei o vestido que ela havia
me emprestado, e do perdão de Vilah também como I arrancou livre um longo pedaço de
corrente de suacota de malha cinto. Gostaria de participar da festa, assim como ele tinha
pedido, mas gostaria de participar como a pessoa que eu era, não o que ele queria que eu
fosse.

CAPÍTULO TRINTA E QUATRO

RAFE
Eu caí contra o trilho paddock, onde as tochas de o partido não alcançar, e olhou para o chão.

passos tranquilos parou perto de mim. Eu não olhar para cima, não falou. Parecia cada vez que
eu abri minha boca, eu disse coisas estúpidas. Como eu estava indo para liderar um reino
inteiro se eu não podia sequer balançar Lia sem perder a paciência?

"Ela está vindo?"

Eu balancei a cabeça, fechando os olhos. "Eu não sei. Provavelmente não pós- "

Eu não terminar. Sven poderia colocá-lo em conjunto, sem o meu requentar cada detalhe.Eu
não queria lembrar tudo o que eu tinha dito. Foi-me chegar a lugar algum. Eu não sabia o que
fazer.

"Ela ainda está definido na volte?"

Eu balancei a cabeça. Toda vez que eu pensava sobre isso, o medo tomou conta de mim.

Mais passos. Tavish e Jeb surgiu no meu outro lado e inclinou-se sobre o trilho ao meu
lado. Jeb me ofereceu uma caneca de cerveja. Levei-o e coloque-o sobre o post, não sentir
sede.

"Eu não iria deixá-la voltar também", Tavish disse finalmente. "Nós entendemos a sua posição,
se isso ajuda." Jeb murmurou acordo.

Não ajudou. Não importava quantas concordou comigo, se Lia não o fez. Tão certo como eu
era que eu não podia deixá-la ir, ela estava certa de que tinha que sair. Eu pensei sobre
quando eu a tivesse encontrado na margem do rio, meio morto, e todas as horas que a levou
através da neve, todas as vezes que eu pressionei meus lábios nos dela para se certificar de
que ela ainda estava respirando, todos os passos e milhas onde Eu pensei que, se eu tivesse
respondido sua nota , se só eu tinha honrado seu pedido simples . Mas desta vez não era um
simples pedido. Desta vez foi diferente. Ela queria a cabeça em linha reta em perigo, e ela
esperava fazê-lo com Kaden.

Peguei a caneca de cerveja e engoliu seco, batendo-lo de volta para baixo no post.

"Vocês dois são de propósitos", disse Sven. Ele encostou-se no trilho paddock me
estudando. "O que foi sobre ela que chamou sua atenção em primeiro lugar?"

Eu balancei minha cabeça. Que diferença fazia? "Eu não sei." Eu limpei minha boca com a
manga. "Deve ter havido alguma coisa."

Alguma coisa. Eu pensei sobre quando eu tinha entrado na taverna. "Talvez tenha sido a
primeira vez que a vi,

e eu- "

Uma memória tona. Não. Era muito antes disso. Antes de eu nunca pôs os olhos nela. A
anotação. O fel. Uma voz exigindo ser ouvido. As mesmas coisas que me irritaram agora tinha
me intrigou na época. Mas mesmo isso não era o que tinha capturado a minha imaginação. Foi
o dia em que ela me deixou no altar. No dia um de dezessete anos de idade menina tinha sido
corajoso o suficiente para o polegar o nariz em ambos meu reino e sua própria. A recusa de
proporções épicas, porque ela acreditava e queria algo mais. Isso foi o que me tinha cativado
pela primeira vez.

Foi sua bravura.

Eu olhei para Sven. Ele olhou para mim como se ele pudesse ver as palavras não ditas por trás
de meus olhos, como se eu fosse um cavalo que ele tinha acabado forçado a beber de uma
calha suja da minha própria criação.

"Não importa." Eu peguei a caneca vazia do cargo e voltou para a festa, sentindo sua análise
sobre minhas costas.

***

Ela estava dançando com o Capitão Azia quando voltei para a mesa de cabeça, sorrindo e
aproveitando sua companhia. Ele claramente gostei dela também. Em seguida, ela dançou com
a promessa que havia mais de quinze anos. Ele era incapaz de esconder sua paixão e tinha um
sorriso ridículo colado no rosto. E depois houve um outro soldado e outro. Eu vi alguns no
perímetro da área de dança olhando para o ombro nu, ela kavah à vista. Ela havia cortado uma
luva e parte de um ombro em seu vestido para expô-lo, sem dúvida, uma mensagem para
mim. A videira Morrighese emaranhada em torno da garra Dalbretch, segurando-o de
volta. Como forma diferente eu vi o kavah agora.

E então eu vi os ossos.

Meus dedos se fecharam em minhas palmas. Eu pensei que ela tinha deixado a prática
miserável atrás de nós na Venda. Onde ela tinha conseguido tantos ossos que eu não conhecia,
mas contra sua fina vestido de veludo azul, uma longa cadeia

deles pendia, balançando no ar enquanto ela dançava como um esqueleto desarticulado. Ela
evitou meu olhar, mas eu sabia que ela estava ciente da minha presença. Sempre que ela fez
uma pausa entre danças, ela tocou a monstruosidade pendurado ao seu lado e sorriu como se
fosse tão precioso como um cinto de jóias do correio ouro.

Outra rodada do Farache começou, e eu a vi dançar com Orrin, batendo o pé em direção a ele,
recuando para trás. Eles circularam e bateram palmas alta sobre suas cabeças, e depois deu
um tapa-los juntos, o som de toque através do campo, ecoando nas paredes altas. Orrin riu,
alheio ao meu olhar ou suas manobras, e fiquei maravilhado com a forma como ele viveu tão
plenamente no momento. Se foi dançar, cozinhar, ou puxando para trás sua flecha para o
matar, apenas o momento importava. Talvez fosse por isso que ele era um arqueiro tão
habilidoso, e um destemido.Eu não tinha o luxo de viver apenas em um único momento. Eu
tinha que viver em uma centena de momentos fraturados que seguravam o nosso futuro na
balança. Eu tinha uma nova compreensão do meu pai e minha mãe também e as decisões que
tinham de fazer, às vezes comprometer algo que queria para o bem maior de outra coisa.
Os dançarinos desviou para a direita, um novo parceiro circulou de volta a partir da
extremidade oposta, e eu vi Lia combinado com Kaden. Eu estava tão focado nela, eu nem
tinha notado-lo mais para baixo na linha de dançarinos. Suas mãos bateu em cima, e então
quando eles circularam, vi palavras passar entre eles. Apenas palavras. Ela tinha falado com
Orrin também, mas desta vez as palavras não ouvidas queimou através de mim.

"Sua Majestade?"

Vilah me pegou de surpresa. Sentei-me da minha posição slouched. Ela fez uma reverência,
suas bochechas corando marrom quente, então ela estendeu a mão para mim. "Você não
dançou a noite toda.-Me a honra? "

Peguei a mão dela, tentando sacudir o meu estado perturbado, e se levantou. "Eu sinto
Muito. Eu sido- " " Ocupado. Eu sei."

Em vez de me acompanhá-la para a pista de dança, ela abriu o caminho, e em vez de ir para o
fim da linha, ela apertou-se para a direita de Lia. Tomei relutantemente meu lugar em frente a
ela, ao perceber a facilidade com que ela tinha me enganado. Eu levantei uma sobrancelha
questionando, e ela sorriu, batendo em minha direção para começar a nossa dança. Bati
costas. Nós circulado, que aplaudiram, e parecia que era apenas alguns segundos antes que
era hora de mover para a direita -para um novo parceiro.

Lia e eu fiquei frente um do outro. Ela mergulhou o queixo em reconhecimento superficial. Eu


fiz o mesmo. O resto dos dançarinos já estavam se movendo em direção ao outro. Nós
trabalhamos para recuperar o atraso. Ela bateu a frente, e eu recuei. Quando foi a minha vez
de se mover em direção a ela, ela não recuou.

"Cansado?", Perguntei.

"Nunca. Eu simplesmente não gosto de esse passo. "Nós circulado, minhas costas escovar dela.

"Obrigado por terem vindo", disse sobre o meu ombro. Ela bufou.

Lembrei-me para não falar.

Na nossa última bater palmas em cima, assim como as nossas mãos tocaram, a música mudou
imediatamente ao ammarra - a dança da meia-noite dos amantes. Alguém estava conspirando
com Vilah. Minha mão apertou em torno de Lia, baixando-a lentamente, trazendo-a para o
meu lado. Minha outra mão rodeou a cintura, e eu a puxei para perto, como a dança
ditado. Eu senti a rigidez das costas, mas mantive minha empresa espera. Eu respirava o
perfume de seus cabelos e sentiu a suavidade de seus dedos entre os meus.

"Eu não sei esta dança", ela sussurrou.

"Deixe-me mostrar-lhe." Coloquei meu queixo perto de sua têmpora e puxou seus quadris
perto dos meus quando eu me inclinei-la de volta, em seguida, varreu para o lado, trazendo-a
de pé como nós circulou ao redor.

Os músculos de suas costas soltou, e ela relaxou em meus braços. A noite de repente pareceu
mais escura, a música mais distante, e que o ar estava frio, sua pele estava quente contra a
minha. Eu procurei por algo a dizer, algo que não pegue a nossa conversa para lugares que eu
não queria ir.

"Lia", eu sussurrei contra sua bochecha. Era tudo o que eu pudesse dizer, embora outras
palavras lotado minha mente. Eu queria dizer a ela sobre Dalbreck, sua beleza e maravilhas, as
pessoas que se amam e

recebê-la, todas as coisas que ela iria se maravilhar com, mas eu sabia que, não importa o que
eu disse, ele a levaria de volta para Morrighan, e para mim isso levaria de volta para os
traidores e laço que ela iria enfrentar lá.

A música diminuiu, e ela levantou a cabeça do meu ombro. Apenas respirações rasas
separadas nossos lábios para um prolongado momento, mas depois ela volta novamente
apertados, e eu sabia que era muito mais do que uma respiração que havia entre nós. Nós se
separaram, e seus olhos procuraram os meus.

"Você nunca teve a intenção de me levar de volta para Morrighan, não é?", Ela perguntou. Não
houve esquivas mais criativas ficou em mim. "Não."

"Mesmo antes de saber que seus pais estavam mortos. Antes de saber qualquer um dos seus
problemas de volta para casa ".

"Eu estava tentando mantê-lo vivo, Lia. Eu disse o que eu pensei que você precisava ouvir
naquele momento. Eu estava tentando dar-lhe esperança. "

"Eu tenho esperança, Rafe. Eu tive-o todo o tempo. Eu nunca precisei de falsa esperança de
você ".

A expressão dela traiu nenhuma emoção, exceto para a reluzir em seus olhos, mas que foi o
suficiente para me escavar. Ela se virou e foi embora, os ossos tilintando em seu quadril, a
garra ea vinha em seu ombro olhando de volta para mim.

CAPÍTULO TRINTA E CINCO

KADEN

Eu estava no meio de ruínas.

Virando a cabeça. Escuta.

Algo estava lá.

Eles estavam vindo.

A estridente grito cortou o ar, mas eu não podia me mover.

E então o mundo girava e eu estava voando pelo ar, tropeçando, tropeçando. O tecido da
minha camisa cortada em meu pescoço como alguém fechou-a em seus punhos. Esta parte era
real, não um sonho. Eu instintivamente agarrou a minha faca, mas é claro, não estava lá.Meus
olhos se adaptaram à escuridão. Foi Rafe. Ele estava me arrastando da minha cama para a
porta.
Ele me jogou para fora do quartel, em seguida, bateu-me contra a parede, o relógio noite pisar
de lado, pronto para deixá-lo me fazer em pedaços.

Mesmo na escuridão, seu rosto brilhava com raiva. "Então me ajude, se você tanto como
colocar a mão sobre ela, se você arrastá-la de volta para que o reino esquecido por Deus, se
você fizer nada-"

"Você está louco?", Perguntei. "É o meio da noite!" A fúria nos olhos dele não fazia sentido.Eu
não tinha feito nada. "Eu nunca tinha prejudicado ela. Eu nunca- "

"Deixamos uma hora após o amanhecer. Esteja pronto ", disse ele com os dentes
cerrados.Houve ale em sua respiração, mas ele não estava bêbado. Seus olhos estavam
selvagens e brilhante como um animal ferido.

"Você me acordou para me dizer isso? Eu já sabia quando estávamos indo. "

Ele olhou para mim, libertando minha camisa de suas garras, dando-me um último empurrão
contra a parede. "Bem, agora você sabe novamente."

Ele foi embora, e eu tenho os meus rolamentos. O resto do acampamento estava silencioso,
dormindo em seus aposentos, e por um breve momento, eu me perguntei se ele tinha tido um
pesadelo curta. Não era só raiva que eu tinha visto em sua expressão. Havia medo também.

Griz e Eben enfiou a cabeça para fora da porta, com os olhos ainda cheia de sono, eo relógio
noite deu um passo adiante. Eben ainda estava sob vigilância apertada.

"O que foi aquilo?" Griz resmungou.

"Volte para a cama", eu disse. Eu empurrei o ombro de Eben, e ele voltou em. Griz e eu segui,
mas eu

não conseguia dormir, tentando decifrar o que tinha solicitado o ataque de Rafe. Se você fazer
nada. O que ele acha que eu ia fazer com duzentos soldados que nos rodeiam no nosso
caminho para Dalbreck? Eu era hábil, talvez até mesmo imprudente às vezes, mas eu não era
estúpido, especialmente sabendo que eles mantinham uma vigilância suspeita em mim
também. Eu esfreguei minha mandíbula. Em algum lugar ao longo do caminho, quando ele me
arrastou da cama, ele deve ter plantado o punho na minha cara.

***

Dawn estava apenas iluminando o horizonte leste. Névoa na distância pairou perto do chão
em camadas suaves como um cobertor felpudo. Ele fez parte da manhã ainda mais
silencioso. O único som era minhas botas swishing contra a coberta de orvalho grama. Eu tinha
conseguido escapar meus acompanhantes, pelo menos temporariamente. Esta não foi uma
missão para a qual eu queria empresa. I chegou ao final dos vagões mercantes perto da parede
de trás do posto e viu as carbonizados carvachis -e Natiya.

Seus olhos encontraram os meus, e ela desenhou uma faca e eu sabia que ela significava para
usá-lo. Olhei para ela, não tenho certeza que ela era ainda a mesma pessoa. Ela tinha ido a
partir de uma fala mansa menina com um sorriso ansioso que usou para tecer presentes para
me para uma mulher jovem feroz Eu não sabia.

"Eu estou indo para ver Dihara. Etapa de lado, "eu disse a ela.

"Ela não quer vê-lo. Ninguém quer vê-lo. "Ela investiu contra mim, a faca às cegas cortando o
ar, e eu pulei para trás. Ela veio para mim novamente.

"Você pouco-"

Em sua próxima investida, agarrei-lhe o pulso, girando em torno dela assim que a faca estava
em sua própria garganta. Com o outro braço, segurei-a com força contra o meu peito para que
ela não conseguia se mexer. "Este é realmente o que você quer?" Eu assobiei em seu ouvido.

"Eu te odeio", ela fervia. "Eu odeio todos vocês."

A profundidade infinita de seu ódio extinta algo em mim, algo que eu tinha cuidado como uma
brasa fraco, a crença de que eu pudesse voltar atrás, poderia de alguma forma desfazer nestes
últimos meses.Mas, para ela, eu era um deles e isso era tudo que eu jamais seria. Um dos que
tinham amarrado Lia e forçou-a a sair do acampamento vagabundo; um daqueles que haviam
incendiado sua carvachi e queimado sua maneira tranquila de vida.

"Deixe-a ir", Reena ordenada. Ela tinha retornado com dois baldes de água em suas
mãos.Colocou-se devagar e olhou para mim com grandes olhos preocupados como se eu
realmente cortar a garganta do Natiya. Ela olhou para um atiçador perto da fogueira.

Eu balancei minha cabeça. "Reena, eununca-" "O que você quer?", Perguntou ela.

"Estou saindo com as tropas da periferia. Quero ver Dihara uma última vez. "" Antes que
ela morre ", disse Natiya. Seu tom de voz era aguda com acusação.

I arrancou a faca da mão dela e empurrou-a para longe. Olhei para Reena, tentando encontrar
palavras para convencê-la de que não tinha sido parte do que tinha acontecido com eles, mas
o fato era que eu tinha sido. Eu tinha vivido por

as regras do Komizar, mesmo se eu não viver por eles mais. Eu não tinha palavras para apagar
a minha culpa. "Por favor", eu sussurrei.

Seus lábios franzidos na concentração, pesando sua decisão. Ela ainda estava desconfiado. "Ela
tem dias bons e ruins", ela finalmente disse, apontando para o carvachi. "Ela não pode saber
que você."

Natiya cuspiu no chão. "Se os deuses são misericordiosos, ela não vai."

***

Quando eu fechar a porta da sua carvachi, eu não podia vê-la em primeiro lugar. Ela dobrou
nos lençóis amarrotados, como um cobertor esfarrapado, mal lá. Em todos os anos que eu
tinha conhecido ela, ela tinha sido ou içar uma roda girando de costas ou massacrar um cervo
ou, se já era tarde na temporada, derrubando postes de tenda e enrolando os tapetes para a
viagem ao sul. Eu nunca tinha visto ela assim, ou que se espera. Parecia que ela sobreviverá a
todos nós. Agora ela parecia tão frágil como as penas uma vez que ela teceu em seus
ornamentos.

Sinto muito, Dihara.

Ela era o membro mais velho da sua tribo e se alimentou gerações de Rahtan como eu em seu
acampamento. Eu entendi a raiva de Natiya. Dihara poderia ter ido para sempre, se não para o
ataque.

Seus olhos se abriram como se ela tivesse percebido a minha presença. Seus olhos cinzentos
olhou para as pequenas inchaço seus pés criadas sob as roupas de cama, e depois a cabeça
virou-se e olhou para mim com uma clareza surpreendente.

"Você", ela disse simplesmente. Sua voz era fraca, mas ela conseguiu uma carranca. "Eu estava
me perguntando quando você viria. E o grande problema? "

"Griz ficou ferido. Caso contrário, ele estaria aqui também. "Eu puxei um banquinho perto de
sua cama e sentou-se ao lado dela. "Natiya e Reena não estavam felizes em me ver. Eles quase
não me deixou entrar. "

Seu peito subia em um chiado difícil. "Eles só estão com medo. Eles achavam que não tinha
inimigos. Mas todos nós temos inimigos, eventualmente. "Ela apertou os olhos. "Você ainda
tem todos os dentes?"

Olhei para ela, pensando que ela não era mais lúcido, mas depois lembrei-me de
Natiyabênção-la Enviar- fora a Lia que saímos do campo de vagabundo. Que seus cavalos
pedras pontapé nos dentes do seu inimigo. O corpo de Dihara pode ter dado, mas sua mente
ainda realizou um mundo da história nele.

"Até agora", eu respondi.

"Então você não é inimigo da princesa. Nem o nosso ". Seus olhos se fecharam, e suas palavras
tornaram-se ainda mais fraco. "Mas agora você tem que decidir o que você é."

Ela estava dormindo de novo, e eu imaginei entre dois mundos diferentes, talvez viajar entre
ambos, tanto como eu fiz.

"Estou tentando", eu sussurrei e beijei-lhe a mão e disseadeus. Se eu a vi novamente, eu sabia,


não seria neste mundo.

CAPÍTULO TRINTA E SEIS

Foi-me dito para esperar.

O próprio rei iria me escoltar até a caravana. Os guardas fora minha tenda foram demitidos, o
que me fez desconfiar. Um truque? Algo não estava certo.

Rafe era tarde, e os seus minutos atrasados pareceram horas. Ele me deu muito tempo para
pensar. Após a nossa dança na festa, ele tinha desaparecido. Eu vi as sombras tragá-lo como
seus passos largos catapultou-o através do portão paddock em arco para o estaleiro
superior. Ele nunca mais voltou, e estranhamente, encontrei-me preocupar com ele. Onde ele
tinha ido embora quando este partido tinha sido tão ridiculamente importante para ele? E
então eu estava com raiva de mim mesmo por se preocupar, e com mais raiva ainda quando
mais tarde, eu estava deitado na cama e meus pensamentos se ao toque suave de seus lábios
na minha bochecha. Foi uma loucura.

Eu precisava desesperadamente algo de Rafe que não poderia me dar. Confiar em. Sua falta de
fé me cortar para o núcleo. Seu desprezo para o futuro da Morrighan cortar-me mais
profundo. A despeito do que ele afirmou, Dalbreck e seus interesses eram tudo o que
importava para ele. Como não poderia ver que a sobrevivência de ambos os reinos estava em
jogo?

Quando a festa acabou, Sven tinha me voltei para meus aposentos. Ele foi mais reservada do
que o habitual, oferecendo-me um arco rígida quando chegamos à porta da minha barraca.

"Você sabe que ele tem que voltar. Seu reino precisa dele. "

"Boa noite, Sven," eu respondi secamente. Eu não queria ouvir mais argumentos para Rafe.Eu
queria ouvir alguém pedindo por mim e Morrighan pela primeira vez.

"Há mais uma coisa que você deve saber", acrescentou rapidamente, antes que eu
desapareceu no interior. Eu parei e fiz uma careta, esperando por outra petição em nome de
Rafe. Ele olhou para baixo, como se envergonhado. "Fui eu quem sugeriu o casamento com o
rei. E eu também plantou a sedução do porto ".

"Você?"

"Junto com alguém do seu reino", ele rapidamente acrescentou. Ele derramou-lo em um longo
suspiro, como se tivesse sido segurá-lo por um tempo muito longo. "Anos atrás, quando o
príncipe tinha quatorze anos, eu recebi uma carta. Mesmo que ele não sabe sobre ele. Ele veio
enquanto eu estava fora nos cadetes de treinamento de campo, e que tinha o selo do reino de
Morrighan.

"Escusado será dizer, que me chamou a atenção." Ele arqueou as sobrancelhas como se tivesse
sido pego de surpresa mais uma vez. "Eu nunca tinha recebido qualquer missiva diretamente
de outro reino, mas estava claro que de alguma forma, alguém lá sabia do meu
relacionamento com o príncipe. Foi a partir do ministro de arquivos. "

"The Scholar Royal?"

"Presumivelmente. De seu escritório, pelo menos. A carta propõe um compromisso entre o


jovem príncipe ea princesa Arabella. Com efeito imediato sobre o nosso acordo, ela seria
enviada para Dalbreck a ser criado no palácio e preparado para a sua posição lá. A única
condição era que a proposta oficial teve que vir de Dalbreck. Eles pediram que eu destruir a
carta. Uma grande quantidade de dinheiro foi oferecido para mim se eu honrado essas
solicitações. A coisa toda era ridícula, e eu joguei a carta no fogo. Eu pensei que uma
brincadeira no começo, interpretado por minhas próprias tropas, mas o selo tinha aparecido
genuíno, e eu não poderia agitar a urgência nele. Havia algo preocupante nessas palavras que
eu não conseguia colocar o dedo sobre. Ainda assim, eu ignorado o pedido de semanas, mas
então, quando eu estava de volta ao palácio e a sós com o rei, eu pensei da carta
novamente. Só para obtê-lo fora da minha mente, eu joguei a idéia para fora, uma aliança com
Morrighan por meio de um compromisso entre o jovem príncipe e princesa. Quando ele
recusou e rejeitou a ideia, eu adicionei o incentivo do porto, o que eu sabia que ele queria. Eu
nunca pensei que nada viria dele, eo rei continuou a rejeitar a ideia, até anos mais tarde. "

Minha mente já estava saltando do conteúdo da carta de quem o tinha escrito. "Diga-me,
Sven, você se lembra de nada sobre a escrita?"

"Estranhamente, eu faço. Ele foi limpo e claro como seria de esperar de um ministro, mas
excessiva também. "" O scrollwork? Foi elaborada? "

"Sim. Muito ", disse ele, piscando os olhos como se ainda pudesse vê-lo. "Lembro-me de ser
completamente tomado com o C em Coronel, escrito como se para me impressionar, e ele
fez.Talvez foi isso. Havia um certo desespero para manter-me de ler, jogar todos os cartões à
sua disposição, mesmo jogando a minha vaidade ".

The Royal Scholar pode ter enviado a carta, mas ele não escrevê-lo. Letra da minha mãe
era distinta e impressionante. Especialmente quando ela estava tentando fazer um ponto
particular.

Quanto tempo teve a conspiração para se livrar de mim vindo a fazer? Se Rafe tinha quatorze
anos, eu tinha apenas doze do mesmo ano a Canção de Venda parecia ter entrado na posse do
Royal Scholar. Ela irá expor os maus. Meu estômago virou, e eu peguei um pau da barraca para
me equilibrar. No. I recusou-se a acreditar que a minha mãe tinha sido conspirar com ele o
tempo todo.Era impossível.

"Sinto muito, Alteza. Eu sei que você está determinado a voltar, mas eu queria que você
soubesse que há pessoas no seu próprio reino que queria que passaram por um tempo muito
longo. Eu pensei que talvez esse conhecimento iria aliviar sua insatisfação sobre ir para
Dalbreck.Você será recebido lá. "

Olhei para baixo, ainda pensando no longo atrás letra, e senti vergonha inesperado que Sven
tinha que entregar esta notícia para mim. O descontentamento não começar a descrever a
gama de emoções de carregamento através de mim.

"Nós estamos saindo logo após o amanhecer", acrescentou. "Alguém estará perto para ajudá-
lo a recolher suas coisas."

"Eu não tenho as coisas, Sven. Até mesmo as roupas do corpo são emprestados. Tudo o que
tenho é um alforje, que,

como miserável como sou, eu ainda sou capaz de transportar a mim mesmo. "

"Sem dúvida, Sua Alteza", ele respondeu, seu tom cheio de compaixão. "No entanto, alguém
vai estar perto."
Olhei para o alforje colocado para fora na minha cama agora, pronto e esperando. Era uma
maravilha que ele tinha sobrevivido a tudo que eu tinha sobrevivido. Que os deuses cingi-la
com força, protegê-la com coragem, e pode ser verdade sua coroa. A oração que minha mãe
havia dito beliscou na minha garganta. Teve a oração me ajudou a sobreviver? Houve alguma
coração por trás dele para os deuses de ouvir? Ou era um verso rote dito por uma rainha para
o bem de quem assistiu? Ela tinha sido tão distante nessas últimas semanas antes do
casamento, como alguém que eu nem sabia. Aparentemente, ela tinha vindo a desempenhar
um papel enganosa na minha vida durante anos.

Ela pode ter conspirado e enganado, mas ela também era a mãe que tinha colocado suas saias
no prado por Bryn e me a sentar-se quando ela interpretou o canto dos pássaros para nós,
fazendo-nos rir de suas conversas boba; a mãe que deu de ombros para o meu olho roxo
quando eu brigaram com o menino do padeiro e depois socado carranca de meu pai; a mãe
que me disse pouco antes de uma execução que eu podia virar fora-de que eu não tenho que
olhar. Eu queria entender quem ela realmente era ou o que ela tinha se tornado.

Meus olhos borrada, e eu ansiava por aquela prado distante e toque quente da minha mãe
novamente. Era um pensamento perigoso porque caiu em mais desejos, para o riso de Bryn e
Regan, o som da tia Bernette zumbido, os sinos ecoam da abadia, o aroma de terça-feira
pãezinhos que enchem as salas.

"Você está pronto."

Girei. Rafe estava esperando perto da porta. Ele estava vestido, e não como um oficial, nem
como um rei, mas como um guerreiro. Espaldadeiras de couro pretas com ponta de metal
arregalou os já largos ombros, e duas espadas pendiam de seus lados. Sua expressão era dura
e examinar, assimhá muito tempo dia, quando ele tinha orientado na taverna do Berdi. E da
mesma forma que tinha naquele dia, seu olhar tomou a minha respiração.

"Esperando o problema?", Perguntei.

"Um soldado está sempre esperando problemas."

Sua voz era tão controlado e distante, isso me fez parar por um segundo olhar. Sua expressão
escura não vacilou. Peguei meu alforje da cama, mas ele tomou de mim. "Vou levá-lo."

Eu não discuti. Parecia que a declaração teimosa de um rei em vez de uma gentileza
oferecida.Nós caminhamos através do campo em silêncio, exceto para o jingle de seus cintos e
espadas, o que fez seus passos parecem mais ameaçador. A cada passo, ele parecia maior e
mais impenetrável. O acampamento foi movimentado com a atividade, vagões de
abastecimento de rolamento na direção dos portões, os soldados ainda carregando
engrenagem para seus cavalos, oficiais que dirigem tropas para as suas posições de
esquadrões da caravana. Avistei Kaden, Tavish, Orrin, Jeb, e Sven agrupado em seus próprios
cavalos dentro dos portões da periferia. mais dois cavalos esperou ao lado deles, que eu
assumi eram para Rafe e eu.

"Encontre seus lugares no meio da caravana," Rafe disse a eles. "Eu vou ajudar a
princesa. Vamos alcançá-lo. " A princesa. Rafe nem sequer dizer o meu nome. Kaden olhou
para mim estranhamente, um flash rara de preocupação em sua expressão, em seguida, virou
o cavalo, cavalgando com os outros como ordenado. Dread serpenteava através de mim.

"Qual o problema?", Perguntei.

"Tudo." O tom de Rafe permaneceu estável, assustadoramente ausente do sarcasmo animada


que ele tinha favorecido recentemente. Ele ficou ocupado, de costas para mim, tendo uma
quantidade excessiva de tempo para cinta em meu alforje.

Notei que meu cavalo estava muito carregado com suprimentos e equipamentos. "Meu cavalo
é um animal de carga?", Perguntei.

"Você vai precisar dos suprimentos." Outra dose de sua frieza distante puxou a minha ira. "E
você?", Perguntei, olhando para o seu cavalo, que não tinha nenhuma.

"A maioria das minhas artes e comida será nos vagões que se seguem."

Ele terminou com meu cavalo e mudou-se para o seu próprio. Uma espada com bainha em
uma bainha lisa pendurada no punho da minha sela, e um escudo foi amarrado ao bloco por
trás dele.

Passei a mão ao longo focinho macio do cavalo. Rafe me viu examinando a focinheira de couro
liso. "Não é da sua aderência denota um reino. Você pode se tornar quem quer que você
escolher conforme a necessidade. "

Virei-me, não é certo que ele estava dizendo.

Ele se recusou a olhar para mim, verificando o seu próprio saco e moleza novamente. "Você é
livre para ir onde quiser, Lia. Eu não vou forçá-lo a ficar comigo. Embora eu sugiro que você
viajar com a caravana para os primeiros doze milhas. Nesse ponto, há uma trilha que vira a
oeste. Você pode levá-lo se você escolher. "

Ele estava me deixando ir? Havia um prendedor para isso? Eu não poderia ir a qualquer lugar
sem Kaden. Eu não sabia o caminho. "E Kaden é livre para ir comigo também?"

Ele fez uma pausa, pedra imóvel, olhando para sua sela, sua mandíbula apertada apertado.Ele
engoliu em seco, mas ainda não se virou para olhar para mim. "Livre", ele respondeu.

"Obrigado", eu sussurrei, embora não parece ser a resposta certa em tudo. Eu não sabia o que
dizer. Tudo sobre este atirou-me fora.

"Não me agradeça", disse ele. "Pode ser a pior decisão que eu já fiz. Levante-se. "Ele
finalmente se virou para mim, sua voz ainda fria. "E você está livre para mudar de idéia sobre
deixar a qualquer momento durante as doze milhas."

Eu balancei a cabeça, sentindo-se desorientado. O dia que eu tinha colocado na minha cabeça,
de repente desapareceu e foi substituído por um novo cenário. Eu não estaria mudando minha
mente, mas eu me perguntava por que ele a tinha mudado. Ele levantou-se em seu cavalo e
esperou por mim para fazer o mesmo. Olhei para o meu cavalo, um de ossos finos corredor,
resistente, mas rápida como um Morrighese Ravian. I desembainhou a espada, testando a sua
sensação, o tom cínico da Rafe dizendoesgrima ainda soando em meus ouvidos. A espada era
de peso médio, bem equilibrada para o meu braço e aderência. Não havia dúvida de que ele
tinha escolhido cada detalhe de meu rumo e de armas decavalo para proteger. I dobraram a
espada com bainha para baldrick de Walther e balançou-se no meu cavalo.

"Há uma condição que eu gostaria de acrescentar", disse Rafe. Eu sabia.

"Eu pediria que você andar ao lado me-alone-para as doze milhas." Olhei cautelosamente para
ele. "Então você pode me convencer do contrário?"

Ele não respondeu.

***

A caravana estabelecido. Rafe e eu andava no meio com vinte jardas entre nós e os pilotos em
frente e por trás claramente uma margem calculado que todos haviam sido avisados de não
infringir. Foi para manter os outros de nós ouvindo se nossas vozes devem tornar-se levantou?

Surpreendentemente, ele não disse nada, eo silêncio pesava sobre mim como cobertores
usados para suar a febre. Ele olhava para a frente, mas mesmo a partir do lado, eu podia ver a
tempestade em seus olhos.

Ele estava indo para ser o mais longo de doze milhas da minha vida.

Será que ele não acho que eu tinha dúvidas e medos sobre mim indo? Droga sua teimosia!Por
que ele estava tentando tornar isso ainda mais difícil para mim? Eu não quero morrer. Mas
também não quero que os outros a morrer. Rafe não sabia o Komizar a maneira que eu
fiz.Talvez ninguém o fez. Não era apenas que ele tinha reivindicou a minha voz, ou que os nós
dos dedos tinha batido no meu rosto. O aroma da luxúria do Komizar ainda se agarrou a minha
pele. Seu desejo de poder não ser parado por um danificado ponte-nem mesmo uma faca em
seu intestino. Assim como ele tinha me avisado, não tinha acabado.

Depois de uma milha, o silêncio me quebrou. "Eu vou enviar uma nota, uma vez que eu estou
lá," eu soltei. Os olhos de Rafe permaneceu fixo à frente. "Eu não quero mais notas de você."
"Por favor, Rafe, eu não quero participar dessa maneira. Tente entender. Vidas estão em jogo.
"

"Vidas estão sempre em jogo, Sua Alteza ", ele respondeu, seu tom madura com sarcasmo
mais uma vez. "Por centenas de anos, reinos lutaram. Para centenas mais, as batalhas serão
travadas. Seu voltando para Morrighan não vai mudar isso ".

"E da mesma forma, Sua Majestade," Eu bati de volta ", armários sempre brigam, generais
sempre ameaçam rebelião, e os reis sempre empinar casa todo ensaboado e enrugada para
apaziguá-los."

Suas narinas. Eu quase podia ver as palavras em chamas em seus olhos, mas ele segurou-los de
volta.

Após um longo silêncio, eu agitada a conversa novamente. Eu precisava de resolução antes


que eu tinha ido embora, e eu tinha ouvido falar do jeito que ele tinha cogitados Alteza para
mim como se isso significava exatamente o oposto. "Eu tenho um dever também, Rafe. Por
que deve o seu dever ser mais importante do que o meu? Só porque você é um rei ? "

Um suspiro de frustração assobiou por entre os dentes. "É uma razão tão boa como qualquer
um dos que você já oferecidos, Princesa."

"Você está zombando de mim?" Eu olhei para meu cantil, lembrando que poderia ser útil para
mais do que apenas beber. Ele não respondeu.

"Uma tempestade fabrica cerveja, Rafe. Não é um conflito ou uma batalha. A guerra está
chegando. A guerra como os reinos não temos visto desde a devastação ".

A raiva subiu de cima dele como o calor em uma frigideira. "E agora o Komizar ainda é capaz
de arrancar estrelas dos céus? Que magia tem Venda lançado em você, Lia? "

Desta vez era eu que não respondeu. Eu olhei para longe da cantina, meus dedos coçando para
balançá-lo.

Nós montamos, mas ele só foi bem sucedido em estar quieto por um tempo curto. Quando ele
atacou, eu entendi por que houve uma distância tão grande entre nós e os outros pilotos. Ele
parou abruptamente seu cavalo, e ouvi uma sucessão de parada s e whoa s atrás de nós, toda
a caravana de moagem a uma parada súbita atrás de nós.

Sua mão cortou através do ar. "Você acha que eu não estou preocupado com o exército
Vendan? Eu não sou cego, Lia! Eu vi o que esse pequeno frasco de líquido fez para a
ponte. Mas meu primeiro dever é Dalbreck e para se certificar de nossas próprias fronteiras
são seguros. Para acertar as ruínas de meu capital, e para se certificar de que eu ainda tenho
um reino para voltar.Devo muito o que cada cidadão lá. Eu devo isso a cada soldado montando
aqui conosco hoje, incluindo aqueles que ajudaram a salvar o seu pescoço. "Ele fez uma pausa,
seus olhos ferozmente presos nos meus. "Como você pode não entender isso?"

Seu escrutínio estava desesperado e exigente. "Eu entendo, Rafe", eu respondi. "É por isso que
eu nunca tentou impedi -lo de ir."

A resposta paralisadas em seus lábios, como se eu tivesse dado um soco o ar de seus


argumentos, então ele furiosamente estalou as rédeas para avançar novamente. Ele não podia
aceitar que o que era certo pode também vêm com um custo para nós dois. Eu ouvi os
rangidos e gemidos de vagões começam a rolar de novo, ouviu o meu próprio coração batendo
em meus ouvidos. Minutos se passaram, e eu perguntei se ele estava reconhecendo o subsídio
eu lhe proporcionou que ele não podia me dar.

Em vez disso, ele proferiu uma outra queixa. "Você está permitindo que um livro velho e
empoeirado para controlar o seu destino!"

Um livro me controlando? Calor tiro para minhas têmporas. Eu me mexi na minha sela para
enfrentá-lo totalmente. "Entenda isso, Sua Majestade , tem havido um grande esforço para
controlar a minha vida, mas não veio de livros! Olhar um pouco mais para trás! Um reino que
me prometida em casamento a um príncipe desconhecido controlado o meu destino. A
Komizar que comandou a minha voz controlada meu destino. E um jovem rei que forçaria
protecção em mim pensei que ele iria controlar o meu destino. Não se enganem sobre isso,
Rafe. Eu estou escolhendo o meu destino agora, não um livro, nem um homem ou um
reino. Se meus objetivos e coração coincidir com algo em um livro empoeirado velho, que
assim seja. Eu escolho para atender a esse objetivo, assim como você é livre para escolher a
sua! "Baixei a voz e acrescentou com certeza fria," Eu prometo a você, rei Jaxon, se Morrighan
cai, Dalbreck será o próximo, e depois todos os outros reino na o continente até o Komizar tem
consumido todos eles ".

"Eles são apenas histórias, Lia! Mitos! Você não tem que ser o único a fazer isso. "

"Tem que ser alguém, Rafe! Porque não eu? Sim, eu poderia virar as costas e ignorar tudo no
meu coração. Deixá-lo para outra pessoa! Talvez centenas ter! Mas talvez eu optar por um
passo à frente, em vez de voltar atrás. E como você explica isso? ", Perguntei, com raiva
apontando para o meu ombro, onde o kavah ainda estava sob minha camisa.

Ele olhou para mim, sua expressão impassível. "Da mesma maneira que explicou que quando
nos conhecemos. É um erro. Pouco mais do que as marcas de bárbaros grunhir ".

I soltou um suspiro de resmungo deliberada. Ele estava sendo impossível. "Você não está nem
tentando entender."

"Eu não quero entender, Lia! E eu não quero que você acredite nada disso. Eu quero que você
venha com

mim."

"Você está me pedindo para ignorar o que aconteceu? Aster assumiu um risco, porque ela
queria uma chance de um futuro para si e sua família. Você está me pedindo para fazer menos
do que uma criança pequena? Eu não vou ".

"Preciso lembrá-lo? Aster está morto. "

Ele pode muito bem ter acrescentado por causa de você. Foi o golpe mais cruel que ele
poderia ter causado a mim. Eu era incapaz de falar.

Ele olhou para baixo, a boca puxado em uma careta. "Vamos montar e não falar antes que
ambos dizem algo que vai se arrepender."

Meus olhos ardiam com a miséria. Já era tarde demais para isso.

***

O sol estava alto, meio-dia, e eu sabia que tinha que ser chegando perto do ponto onde Kaden
e gostaria de deixar a caravana. Seja qual for a paisagem passamos, vi nada disso. Minhas
entranhas foram raw-desfiado de um lado para o outro por alguém que eu tinha pensado me
amava. Sim, foi o mais longo de doze milhas da minha vida.

Orrin, Jeb, e Tavish montou frente, e quando puxado para fora da caravana, pela primeira vez,
notei que seus cavalos eram tão fortemente carregados com suprimentos como o meu
era. Pararam cerca de trinta jardas de distância entre duas colinas baixas. Kaden se juntou a
eles. Esperando. E isso é quando eu entendido, eles estavam vindo com a gente.

Eu não poderia trazer-me a dizer a Rafe obrigado. Eu não tinha certeza se a sua presença
adicional era a proteção ou um truque.

Ele fez sinal para eu puxar para fora da pista, e nós paramos a meio caminho entre Kaden ea
caravana. Nós dois sentamos lá esperando o outro falar, segundos que se estende até o
horizonte.

"É isso," ele finalmente disse. Seu tom foi subjugado, cansado, como se toda a luta foi saído
dele. "Depois de tudo o que passamos, isso é onde nós parte maneiras?"

Eu balancei a cabeça, encontrando seu olhar com o silêncio.

"Você escolhe um dever uma vez desprezado por cima de mim?"

"Eu poderia transformar esse direito de volta em você", eu respondi calmamente.

O azul de seus olhos cresceram mais profundo, como um mar sem fundo, e eles ameaçaram
me engolir todo. "Eu nunca desprezou o meu dever, Lia. Eu vim para Morrighan para casar
com você. Eu sacrifiquei tudo para você. Eu coloquei meu próprio reino emrisco para você. "

O sulco sangrento dentro de mim rasgou mais amplo. O que ele disse era verdade. Ele tinha
arriscado tudo. "Será que minha dívida com você, Rafe? Eu tenho que desistir de tudo o que
sou e tudo o que eu acredito em pagar de volta? Isso é realmente quem você quer que eu
seja? "

Seus olhos presos nos meus e parecia não havia ar deixado no universo. Tempo esticada
impossivelmente, e ele finalmente olhou para longe. Ele olhou para a minha mochila e armas
a espada, a faca ao meu lado,

o escudo, todos os suprimentos que ele mesmo tinha cuidadosamente selecionados. Ele
balançou a cabeça como se não foi o suficiente. Sua atenção voltou-se para o trio de
espera. "Eu não vou arriscar suas vidas novamente, enviando-os em um

reino hostil. Seu único dever é o de levá-lo a salvo de volta à sua fronteira. Depois de que é
feito com Dalbreck Morrighan. Seu destino será nas mãos do seu próprio reino, não minhas ".

Seu cavalo estampado como se sentindo sua frustração, e Rafe lançou um último olhar para
Kaden. Ele se virou para mim, a raiva drenado de seu rosto. "Você fez a sua escolha. É para o
melhor, então. Estamos cada chamada em outro lugar ".

Meu estômago virou enjoada, e um sabor salgado doente encheu minha boca. Senti-o deixar
ir. Era isso. Obriguei-me a acenar com a cabeça. "Para o melhor."

"Adeus, Lia. Eu desejo você bem."

Ele virou o cavalo antes que eu pudesse oferecer minha própria último adeus, cavalgando sem
sequer olhar para trás. Eu assisti-lo ir, seu cabelo soprando no vento, o brilho de suas espadas
brilhando ao sol, e uma memória brilhou em minha mente. Meus sonhos correu de volta,
grande e esmagadora como uma onda, o sonho que eu tive tantas vezes de volta ao Sanctum-
a confirmação da sabendo que eu não acolher-Rafe estava me deixando. Cada detalhe que eu
tinha sonhado agora estava previsto antes de meus olhos, austero e claras: o céu grande frio,
Rafe sentado alto no seu cavalo, um guerreiro feroz vestida em trajes eu nunca tinha
visto antes, o vestido de guerreiro de um soldado Dalbreck com um espada em cada lado.

Mas isso não era um sonho.

Eu desejo você bem.

As palavras distantes de um conhecido, um diplomata, um rei.

E então eu o perdi de vista em algum lugar perto da frente da caravana, onde um rei deve
montar.

CAPÍTULO TRINTA E SETE

Nós montamos duro. Concentrei-me no céu, as montanhas, as rochas, as árvores. Olhei para o
horizonte, as sombras, sempre observando. Eu planeei. Eu inventei. No momento em que foi
deixado sem efeito. No momento em que à esquerda para minha mente para íngreme em
pensamentos perigosos que iria me consumir. E se ...

A dúvida era um veneno que eu não podia dar ao luxo de saborear.

Eu andava mais rápido, e os outros trabalharam para manter-se. No dia seguinte, eu fiz o
mesmo. Eu disse a minha lembranças manhã e à noite, sem falhar, lembrando a jornada de
Morrighan, lembrando Gaudrel e Venda, lembrando as vozes no vale onde havia enterrado o
meu irmão. Cada memória foi outra pérola em um colar amarrados em algum lugar dentro de
mim. Eu dedos deles, apertou-os, realizou-los, limpou-brilhante e quente. Eles eram o real e
verdadeiro. Eles tinham que ser.

E quando o cansaço tomou conta de mim, eu me lembrava mais. As coisas fáceis. As coisas que
poderia puxar mais uma milha, mais dez, fora de mim e meu cavalo.

O rosto de meu irmão, desolado e chorando como ele me contou sobre Greta.

O brilho dos olhos sem vida de Aster.

Os sorrisos traidores dos estudiosos nas cavernas.

A promessa do Komizar que não havia terminado.

Os jogos intermináveis de tribunais e reinos que negociados vidas pelo poder.

Cada talão de memória que eu adicionei me ajudou a seguir em frente.

Na primeira noite, quando eu tinha descarregado o pacote no meu cavalo, o colar de contas
cuidadosamente polidos repente estalou e derramado no chão. Foi a mais simples das coisas
que quebraram-lo solto. Um cobertor extra escondido dentro do saco de dormir. Uma
mudança de equitação roupas. Uma correia adicional e faca. Eles eram apenas o básico para
uma longa viagem, mas eu vi a mão de Rafe por trás de tudo, a forma como ele dobrou um
cobertor, os nós que ele fez para prendê-lo. Ele havia escolhido e embalado cada si mesmo
pedaço.

E, em seguida, suas últimas palavras me surpreendeu.

Cruel palavras. Aster está morto.

Palavras que empilhados em culpa. Eu sacrifiquei tudo para você.

Parting palavras. É o melhor.

Eu tinha agarrou meu estômago, e Kaden estava imediatamente ao meu lado. Jeb, Orrin, e
Tavish pararam o que estavam fazendo e olhou para mim. I alegou que era apenas uma cãibra,
e eu quis a dor torcendo em mim em uma pequena pérola duro e atada a minha determinação
com ele. Não me desfazer novamente.

Kaden estendeu a mão. "Responsabili-"

Sacudi-lo solto. "Não é nada!" Eu corri até o riacho e lavei o rosto. Lavado meus braços. Meu
pescoço.Lavado até minha pele tremeu de frio. O que eu deixei para trás não comprometeria o
que estava por vir.

Ao longo dos próximos dias, Jeb, Orrin, e Tavish me olhou com cuidado. Imaginei que eles não
estavam confortáveis com a sua missão. Antes, eles haviam sido me levando para longe do
perigo, e agora eles estavam me depositar na sua porta.

No início da noite, quando ainda havia luz, eu praticava com faca e espada, machado e flecha,
sem saber quando ou onde eu poderia precisar de qualquer um deles. Desde que era sua
especialidade, me alistei Jeb me ensinar a arte silenciosa de quebrar um pescoço, e ele
concordou com relutância, então me mostrou mais métodos para despachar um inimigo sem
umaarma, embora muitos desses métodos não eram exatamente em silêncio.

Mais tarde, quando já estava escuro e não havia nada a fazer, mas o sono, ouvi os sons
dos Rahtan-uivos, passos, o deslizamento de uma faca de uma bainha. Eu dormi com o meu
punhal em um lado do meu saco de dormir e minha espada na outra, pronto. Havia sempre um
pensamento, uma tarefa, uma outra conta para polonês e acrescentar à minha corda, e então,
quando havia apenas silêncio, eu iria esperar para o véu de escuridão para me ultrapassar.

A única coisa que eu não conseguia controlar eram meus momentos de meia sono agitado,
quando eu rolei e meu braço procurou o calor de um peito que já não estava lá, ou minha
cabeça tentou nestle na curva de um ombro que era foi. Nesse submundo, ouvi palavras
arrastando atrás de mim, como lobos perseguindo sua presa, esperando por ele para
enfraquecer e queda, cordas de palavras que iria atacar. Como você pode não entender? E,
talvez pior, a mordida de palavras que nunca foram disse.

CAPÍTULO TRINTA E OITO

KADEN
Eu sabia que ela estava sofrendo. Fazia três dias. Eu queria abraçá-la. Fazê-la
parar.Desacelere. Eu queria que ela olhar nos meus olhos e responder a uma pergunta que eu
estava com muito medo de perguntar. Mas tentando fazer Lia fazer qualquer coisa agora era o
procedimento errado.

No primeiro dia, quando ela se juntou a nós na trilha e Tavish perguntou se ela estava bem, eu
tinha visto a sua vez de pedra. Ela sabia o que Tavish estava querendo dizer, que ela era fraca
ou feridos pela partida de Rafe.

"Seu rei é onde ele deve ser, atendendo às necessidades de seu reino. E eu estou fazendo o
que eu preciso fazer. É simples assim."

"Eu sei que ele fez promessas para você sobre Terravin."

Ela não tinha respondido a ele. Ela só olhou para a caravana desaparecendo e puxou as luvas,
flexionando e empurrando os dedos mais profundamente eles e disse: "Vamos montar."

A expressão de Rafe naquela última noite, quando ele me jogou contra a parede do quartel
ficou comigo. Ele tinha sido selvagem com medo, medo de deixá-la ir, mas ele fez. Algo que eu
não tinha feito, não importa quantas vezes ela me pediu para libertá-la como nós cruzou a
Cam Lanteux. O pensamento se transformou na minha cabeça uma e outra vez.

***

Nós estavam acampados em um scrabble fina de faia, enfiou-se perto de um afloramento de


rochas. Um riacho raso correu por perto.

Lia estava sentado fora por si mesma, mas não muito longe do acampamento. todos nós ainda
olhou sobre os ombros e dormiram aqui com nossas armas prontas. Nós sabia que poderia
haver mais lá fora. conta de que ele tinha visto sair do Sanctum de Eben, embora útil, não
poderia incluir que ele não poderia ter visto.

Eu sabia o que viria a seguir. Depois que ela terminou suas lembranças, ela afiar suas facas,
verifique cascos de seu cavalo para pedras, digitalização a trilha atrás de nós, ou arranhão no
solo com uma vara, em seguida, apagar as marcas com sua bota. Fiquei imaginando o que ela
desenhou. Palavras? Maps? Mas quando eu perguntei a ela, ela disse apenas: Nada.

Eu tinha pensado que isso era tudo que eu sempre quis. Para estar com ela. No mesmo
lado. Ela está com você Kaden.

Isso é tudo que importa.

"Eu vou começar o jantar", disse Orrin, lançando uma maneira de Lia olhar perguntando. Ele
andou até a lenha que eu tinha recolhido e pôs o seu cuspir, espetar o faisão ele tinha já
eviscerado e limpo.

Tavish retornou de lavar-se no riacho. Suas cordas pretas grossas de cabelo pingava água.Ele
seguiu meu olhar, olhando para Lia, e ofereceu um grunhido silencioso. "Eu me pergunto o
drill ela vai colocar um de nós através de hoje à noite."
"Ela quer estar preparado."

"Uma pessoa sozinha não pode assumir um reino inteiro." "Ela nos tem. Ela não está sozinha. "

"Ela tem você e isso não é dizer muito. O resto de nós se virar uma vez que chegar à fronteira
Morrighese. "Ele sacudiu seu cabelo e puxou a camisa sobre a cabeça.

Os primeiros dias de equitação com trio leal de Rafe tinha sido tenso, mas por amor de Lia, Eu
segurei minha língua, e algumas vezes o meu punho, também. Agora eles pareciam aceitar que
eu não estava junto para bater Lia volta para Venda e que eu tinha se aposentado meu ex-
título do assassino, pelo menos até Lia estava de volta em Morrighan. Se eu quisesse admitir
ou não, eles foram úteis também. Eu sabia que centenas de trilhas ao longo desta rota do sul,
mas cada Rahtan sabia-los também. Estes três tinham me surpreendeu com algumas trilhas
que ferem através das gargantas caixa escondida onde eu nunca tinha viajado antes. E com
Orrin junto, nós nunca tivemos para comer cobra. Ele foi capaz de desenhar uma seta e trazer
para baixo jogo da sela, enquanto mal abrandar o ritmo. Sua habilidade e paixão foram
perfeitamente compatíveis.

"Você notou," Tavish perguntou como ele sacudiu o cobertor de sela e pendurou-o ao longo
de um galho baixo, "a cada anoitecer, quando ela diz que suas lembranças, os STIRs vento?"

Eu tinha notado. E perguntou-se. O ar parecia engrossar e ganham vida, como se ela estivesse
convocando espíritos. "Poderia ser apenas a mudança natural de ar como o sol se põe."

Os olhos de Tavish se estreitaram. "Poderia ser."

"Eu não acho que você Dalbretch eram do tipo supersticioso."

"Eu vi-o de volta ao Sanctum também. Eu estava lá assistindo das sombras, e eu ouvi tudo o
que ela disse. Às vezes parecia que suas palavras estavam tocando minha pele, como a brisa
estava carregando cada um por mim. Era uma coisa estranha. "Eu nunca tinha ouvido falar
Tavish refletir sobre qualquer coisa além de trilhas e suspeitas de minhas verdadeiras
motivações, que quase nos levaram a golpes.Ele piscou como se captura a si mesmo. "Meu
relógio", disse ele, afastando-se para aliviar Jeb. Ele parou depois de alguns passos e se virou.

"Apenas curiosidade. É verdade que você costumava ser Morrighese? "Eu assenti.

"É aí que você tem todas as cicatrizes? Não em Venda? "" Há muito tempo atrás. "

Ele me olhou como se estivesse tentando descobrir quantos anos eu devo ter sido.

"Eu tinha oito anos a primeira vez que foi chicoteado", eu disse. "Os espancamentos durou um
par de anos até que eu

foi feita a Venda. Foi a Komizar que me salvou ".

"Sendo o bom sujeito que ele é." Ele me estudou, mastigando o canto do lábio. Esta revelação
provavelmente não melhorou seu respeito por mim. "Essas são cicatrizes profundas.Eu estou
supondo que você se lembrar de cada chicote. E agora de repente você quer ajudar
Morrighan? "
Eu me inclinei para trás em meus cotovelos e sorriu. "Sempre suspeito, não é?"

Ele encolheu os ombros. "Tático. É o meu trabalho. "

"Vou te dizer, eu vou responder a sua pergunta se você vai responder a um dos meus." Seu
queixo mergulhado no acordo, esperando pela minha pergunta.

"Por que você está realmente aqui? Seu rei poderia ter enviado qualquer equipe para escoltar
a princesa para a fronteira de seu reino. Por que seus oficiais superiores? Seria apenas para
que você possa acompanhá-la de volta para Dalbreck uma vez que ela veio a seus sentidos? E
se ela não o fez, para forçá-la de volta? "

Tavish sorriu. "Sua resposta não é tão importante para mim depois de tudo", disse ele, e saiu.

Como Tavish se afastou, vi Lia passo em minha direção, com couros de equitação empoeirados
e um rosto borrado. Três armas penduradas em seus lados, e ela parecia mais um soldado do
que uma princesa, embora na verdade, eu não tinha certeza de que uma princesa deve ser
parecida.Ela nunca tinha se adaptar a qualquer imagem que eu tinha evocado de
um. Real. Como facilmente eu tinha menosprezado o título quando a única nobreza quem eu
realmente tinha conhecido era o meu pai, o estimado senhor Roché de County Duerr. Sua
linha percorreu todo o caminho de volta para Piers, um dos primeiros Guardiões Sagrados,
proporcionando-lhe um status elevado e favor especial entre a nobreza, se não os próprios
deuses. Minha mãe tinha me dito de minha ascendência uma vez. Eu tinha trabalhado duro
para esquecê-lo e orou eu tinha começado tudo de seu sangue e não é dele.

Lia fez uma pausa, levantando baldrick de Walther sobre a cabeça e colocou-o em seu saco de
dormir, então soltou seu outro cinto que segurava duas facas, soltando-o com o resto do seu
equipamento. Ela esticou a braços acima da cabeça, como se ela estava trabalhando em um nó
frouxo em suas costas, em seguida, me surpreendeu ao cair, ao meu lado. Ela olhou através
das colinas e bosques que obscureceram o horizonte e sol, como se ela pudesse ver todas as
milhas que ainda estavam à frente de nós.

"Nenhuma faca para afiar?", Perguntei.

Sua bochecha covinhas. "Não esta noite", disse ela, ainda olhando para as colinas. "Eu preciso
descansar. Nós não podemos manter este ritmo para cima, ou os cavalos dará para fora antes
de nós. "

Olhei para ela com ceticismo. Jeb e eu tinha dito quase as mesmas palavras exatas para ela
esta manhã, e ela só tinha nós dois respondeu com um olhar fulminante de desprezo.

"O que mudou desde esta manhã?"

Ela encolheu os ombros. "Pauline e eu estávamos aterrorizados quando andava de Civica, mas
eventualmente nós parou de olhar sobre nossos ombros e começou a olhar para a baía azul de
Terravin. Isso é o que eu preciso fazer agora. olhar para a frente única. "

"É simples assim?"


Ela olhou por entre as árvores, seus olhos nublados no pensamento. "Nada é simples," ela
finalmente disse.

"Mas eu não tenho outra escolha. Vidas dependem disso. "

Ela mudou-se no cobertor e me encarou plenamente. "É por isso que precisamos conversar."

Ela atirou perguntas para mim, um após o outro, a urgência metódica para eles. Agora eu sabia
que pelo menos alguns dos que ocuparam seus pensamentos enquanto ela andava. I
confirmou sua suspeita de que o Komizar começaria marcha após o primeiro degelo. Como eu
distribuía respostas, percebi o quão pouco eu realmente tive que dar a ela. Isso me fez ver
que, por toda a minha conspirar com o Komizar, ele tinha me mantido no escuro mais do que
ele tinha confiado em mim. Eu nunca tinha sido um verdadeiro parceiro neste plano dele,
apenas um de muitos para ajudá-lo a realizá-lo.

"Deve haver outros traidores, além do chanceler e Real Scholar. você não entregar quaisquer
outras mensagens? "

"Eu só entregou a uma mensagem quando tinha treze anos. Ele principalmente me manteve
fora da Civica completamente. Eu rastreou desertores, ou ele me enviou para entregar
retribuição guarnições periféricas. "

Ela mordeu o lábio por um momento, em seguida, pediu-me algo estranho. Ela queria saber se
iria passar em qualquer lugar onde as mensagens podem ser enviadas.

"Turquoi Tra. Há um posto de revezamento de mensageiros lá. Eles são rápidos, mas caro. Por
quê? ", Perguntei. "Eu poderia querer escrever."

"Eu pensei que você disse que o chanceler iria interceptar todas as mensagens." Um brilho
feroz brilhou em seus olhos. "Sim. Ele vai."

CAPÍTULO TRINTA E NOVE

No quarto dia, não tínhamos ido muito longe, quando Kaden disse: "Temos companhia." "Eu
vi", eu respondi bruscamente.

"O que você quer fazer?", Perguntou Tavish.

Eu mantive meus olhos para a frente. "Nada. Basta manter indo. "" Ela está esperando por um
convite ", disse Jeb.

"Ela não está indo para obter um!" Eu bati. "Eu disse que ela não poderia vir. Ela vai virar. "

Orrin estalou os lábios. "Se ela fez isso através de três noites sozinho, duvido que ela vai
desistir tão facilmente."

Rosnei com toda a fúria de Griz, e tirou os meus rins, virando o meu cavalo para galopar de
volta para Natiya. Ela parou seu cavalo quando ela me viu chegando.

Eu vim ao lado dela. "O que você pensa que está fazendo?" "Montar", disse ela, desafiadora.
"Este não é um feriado, Natiya! Inversão de marcha! Você não pode vir comigo! "" Eu posso ir
para onde eu quiser. "

"E isso só acontece de ser na mesma direção que eu vou?"

Ela encolheu os ombros. Sua audácia me chocado. "Você roubou o cavalo?", Perguntei,
tentando envergonhá-la. "É meu."

"E Reena disse que poderia vir?" "Ela sabia que não podia me parar."

Ela não era a mesma menina que eu tinha conhecido no campo de vagabundo. Eu odiei o que
vi em sua expressão. Seu alegre inocência foi embora e substituído por alarmantes de
fome. Ela queria mais do que eu poderia dar a ela. Eu precisava dela para voltar.

"Se você vir, você provavelmente vai morrer," eu disse a ela.

"Eu ouvi que você vai fazer o mesmo. Por que não que você parar? "

Seus olhos eram inteligente e afiada como Aster, e eu desviei o olhar. Eu não poderia fazer
isso. Eu queria bater nela, sacudi-la e fazê-la ver o quanto ela não era bem-vindo aqui.

Kaden rode. "Olá, Natiya", ele disse, e acenou com a cabeça como se estivéssemos todos para
fora para um passeio de primavera.

"Oh, pelo amor dos deuses! Diga que ela tem que voltar! Fazê-la ouvir. "Ele sorriu. "O modo de
ouvir?"

Olhei para Natiya, um fel amargo subir minha garganta. Ela encontrou meu olhar, sem piscar, a
decisão dela brilhando em seus olhos. Umidade saltou para o meu rosto e eu estava com medo
que eu poderia perder minha refeição matinal. Ela era tão jovem. Quase tão jovem como Aster
e muito mais ingênuo. E se-

Limpei o suor do meu lábio superior.

"Venha!" Eu bati. "E manter-se! Nós não estamos indo para mimar você! "

fim da jornada. A promessa. A esperança.

É este o lugar de ficar Ama?

A Vale. Um prado. Um lar.

A scrabble de ruínas podemos juntar.

Um lugar longe dos catadores.

A criança olha para mim, os olhos cheios de esperança. Esperando.

Por agora , eu digo a ela.

As crianças se espalham. Há risos. Chatter.


Há esperança.

Mas ainda não há uma promessa.

Algumas coisas nunca será como antes.

Algumas coisas que você não pode trazer de volta.

Algumas coisas se foram para sempre.

E outras coisas durar apenas o tempo.

Como os catadores.

Um dia, eles virão para nós novamente.

-As Últimos Testamentos dos Gaudrel

CAPÍTULO QUARENTA

RAFE

O sol.

Se eu tivesse mencionado o sol?

Manobrar seu oponente assim que o sol está em seus olhos, não o seu.

Dodge e rebaixada. Eu não teria passado sobre isso. Mas não era como se ela já não tinha boas
habilidades de luta espada. Talvez eu devesse ter lhe dado uma espada mais leve.

Havia tantas coisas que eu poderia ter dito e não apenas sobre espadas.

Eu sabia que estava a adivinhar a mim mesmo. Eu tinha sido para a maioria da viagem.

"Sua Majestade, estamos quase lá. Eu tenho falado durante vinte minutos, e você não ouviu
uma palavra do que eu disse. "

"Eu ouvi você dizer que ontem, Sven. E no dia anterior. Reis fazer isso, eles não dizem isso. Eles
ouvem, eles pesam, eles agem. Eles levam, mas eles dão. Eles empurram mas não são
empurrados. Isso resumir? Você está agindo como se eu não cresci no tribunal ".

"Você não fez", ele me lembrou.

Eu fiz uma careta. Para a maior parte, ele estava certo. Sim, eu tinha refeições semanais com
os meus pais, e eu estava incluída como uma questão de protocolo na maioria das funções
oficiais, mas para os muitos anos em que estive sob a tutela de Sven, eu tinha vivido com
cadetes, promessas, e, mais recentemente, com outros soldados. Reis do Dalbreck eram
soldados primeiro, e eu tinha sido levantada nenhuma forma diferente de como meu próprio
pai tinha sido levantada, mas no último ano, ele estava me puxando para mais perto para o
rebanho. Ele tinha me sentar emalto nível reuniões e aconselhou-me sobre eles depois. Eu me
perguntei se ele tinha visto o seu reinado chegando ao fim.
"Ainda estamos uns bons dez milhas fora", eu disse. "Eu estou pronto, eu lhe prometo."
"Talvez", ele me invejado. "Mas sua mente está em outro lugar."

Minhas mãos apertaram meus rins. Eu sabia que ele não iria deixar que isso vá.

"Você fez o que tinha que fazer", ele continuou. "Deixá-la ir foi um ato de coragem." Ou
estupidez.

"Ela está no seu caminho para um reino cheio de traidores que querem vê-la morta," eu
finalmente deixou escapar. "Então por que você deixá-la ir?"

Eu não respondi. Ele sabia. Ele já havia dito isso. Porque eu não tinha escolha. E essa era a
ironia mordaz.

Se eu tinha forçado a voltar para Dalbreck, eu teria perdido Lia apenas o mesmo. Mas,
enquanto Sven tinha aberto a porta ao que ocuparam minha mente, eu me aventurei ainda
mais, fazendo uma pergunta que tinha circulado em minha cabeça como uma bicada corvo
louco em minha carne.

"Eu sei que o assassino ama." Engoli em seco, em seguida, acrescentou mais calmamente,
"Você acha que ela o ama?" Sven tossiu e se mexeu na sela. Ele fez uma careta. "Isso não é
minha área de especialização. Eu não posso aconselhar

você on- "

"Eu não estou pedindo conselhos, Sven! Apenas a sua opinião! Você parece ter um em tudo o
resto! "

Se ele tivesse me derrubado minha sela teria sido dentro de seus direitos. E não teria sido a
primeira vez. Em vez disso, ele limpou a garganta. "Muito bem. Pelo que pude observar no
Sanctum, ea forma como ela intercedeu em seu favor quando o capturaram, eu diria que ...
sim, ela se importa com ele. Mas o amor? Disso, eu não tenho tanta certeza. O jeito que ela
olhou para você era- "

A trombeta soou. "Tropas!", O porta-bandeira chamado.

Nós estávamos muito longe para ser recebidos por um esquadrão ainda, mas quando Sven e
eu empurrei nossos cavalos para a frente para ver melhor, lá estava ela. Não é apenas um
time, mas o que parecia ser um regimento inteiro Dalbretch vindo em nossa direção. Dobrar os
números em nossa caravana. Para parar a nós, ou nos acompanhar em? Não era habitual para
caravanas posto avançado para ser recebido dessa maneira, mas reis então desafiados não
eram geralmente parte de uma caravana de retornar.

"Braços pronto", eu chamei. A ordem revertida ao longo da caravana como um canto de


guerra."Mover para a frente." À medida que se aproximava, Capitão Azia gritou mais pedidos e
a caravana se espalhar, criando uma ampla,

formidável linha. Shields foram levantadas. Nós voltado para o nosso , não próprio exatamente
como eu tinha imaginado começando meu reinado. O reino foi mais dividida do que eu
pensava.Sven andava de um lado de mim, e Azia no outro. Faces entrou em vista, General
Draeger tudo entre eles.

"Eu não estou gostando disso", Sven resmungou.

"Vamos dar-lhe uma chance de fazer o que é certo", eu disse. Virei-me e gritou: "Espere!"
Àqueles atrás de mim, em seguida, mudou-se para a frente com meus oficiais para encontrá-lo
e seus oficiais.

Várias jardas um do outro, todos nós paramos.

"General Draeger," eu disse firmemente, e mergulhou a cabeça em reconhecimento, tentando


evitar um desfecho sangrento.

"Príncipe Jaxon," ele retornou.

Príncipe. O calor aumentou no meu pescoço. Meus olhos se fecharam sobre seu.

"Você esteve fora por muito tempo no campo, o general," eu disse. "Você não deve estar
ciente, meu título mudou -e seu não tem."

Ele sorriu. "Eu acho que você é o único que esteve fora por muito tempo." "Concordou. Mas
agora estou aqui para tomar o meu lugar de direito no trono ".

Ele retornou meu olhar, nem corrigindo-se, nem recuar. Ele era um homem jovem para um
modo geral, não mais de quarenta anos, e tinha sido na mais alta posição militar por três anos,
mas talvez ele sentiu que já havia superado isso. Ele olhou para Sven e Azia, então brevemente
para a longa fila de soldados atrás de nós,

avaliar os seus números e, possivelmente, a sua determinação.

"E agora você acha que está aqui para ficar e governar?", Perguntou.

Respondi-lhe com um olhar gelado. Ele estava empurrando seus limites e meu. "Eu sou."

Ele fez um movimento, pegando o pomo da sela, e a mão de Azia foi para sua
espada. "Steady," eu disse.

O general desceu de seu cavalo, e as tropas atrás dele fizeram o mesmo. Ele olhou nos meus
olhos, com certeza e sem medo, e assentiu. "Bem vindo ao lar, em seguida, o rei Jaxon." Ele
caiu de joelhos. "Viva o rei", ele chamou. Os soldados antes e atrás de mim, ecoou o grito.

Olhei para ele e perguntou, ele era um verdadeiro sujeito a Dalbreck do que qualquer um de
nós, dispostos a me desafiar e arriscar sua vida para garantir a estabilidade para o seu reino,
ou se ele tivesse julgado a lealdade daqueles atrás de mim contra aqueles atrás dele e decidiu
a tomar as medidas mais prudente? Eu acredito que o ex-agora.

Ele se levantou e me abraçou, e depois de algumas condolências rapidamente oferecidos, a


caravana continuou, General Draeger andando entre mim e o capitão. A tensão ainda estava
alta.Eu vi Sven olho no geral e trocando olhares com o oficial à sua direita. Fique de olho
nele. Fique perto. Estar ciente. Todas as mensagens ocultas que eu tinha aprendido a ler nos
olhos de Sven de anos sob a sua tutela.

Quando nos aproximamos dos portões, o general montou frente para dirigir as suas tropas, e
eu virei para Sven.

"Aqui," eu disse, alcançando atrás de mim no meu bloco, farfalhando cegamente através do
conteúdo até que eu encontrei o que eu precisava. "Leve isso para Merrick na primeira coisa
Chanterie. A julgar pela saudação de Draeger, eu não vou ter a chance de escapar durante
vários dias. É um pouco algo que eu levantada. Não mostrar a ninguém, e não contar a
ninguém. Merrick vai saber o que fazer. "

Sven me olhou incrédulo. "Você roubou isso?"

"Você de todos, Sven, deve saber que os reis não roubar coisas. Nós simplesmente fazer
aquisições. não que está em seu saco de máximas reais? "

Sven suspirou e murmurou quase para si mesmo. "Por que eu sinto que esta aquisição só vai
trazer problemas?"

Ela já tem , pensei, e agora eu estava esperando que poderia trazer o contrário, algum tipo de
paz. Gostaria de saber se, na lista de verdades reais, um rei foi permitido esperança.

CAPÍTULO QUARENTA E UM

Lições foram aprendidas, milhas coberto, mensagens enviadas, dias de chuva suportou,
argumentos assentados, armas dominado. Natiya estava exausto, como ela deveria ter sido.Eu
tinha prometido a ela que isso não seria férias, e tenho a certeza que não era. Às vezes, ela
olhou para mim com desprezo, e outras vezes eu a segurei enquanto ela sufocou os
soluços. Ensinei-lhe tudo o que sabia e fez com que todos os outros fizeram o mesmo. Ela
tinha o maior número de contusões, nós, e bolhas como eu fiz. Seus braços doíam de jogar
uma faca. I fez usar tanto até objectivo de um braço foi tão bom quanto as alheia e , em
seguida, eu orei ela nunca teria que usar qualquer de suas habilidades recém-adquiridas.

Natiya feita uma paz inquieta com Kaden, porque eu disse que ela deve se estava a andar com
a gente. Eu vi como ele alfinetou Kaden. O pequeno pedaço de tranqüilidade e aceitação que
tinha encontrado no mundo errante foi perdido para sempre com ele. Às vezes, ele parecia
perdido para tudo, seus olhos apertando fechados quando ele pensou que ninguém estava
olhando como se estivesse tentando ver onde ele se encaixa com um tipo diferente de olho,
mas, em seguida, ele iria falar de alguma parte de Venda, uma parte que não pertencem ao
Conselho ou a Komizar, e eu vi a força em seu olhar novamente.

A morte de Dihara veio quando estávamos duas semanas fora. Eu tinha acabado de minhas
lembranças quando a vi na crista de uma colina inverno marrom. Ela se sentou em sua roda de
giro, o pedal clicar no ar, tufos de pêlo e lã e de viragem linho, longas gavinhas de roda,
levantando na brisa. Tornaram-se as cores escuras do por do sol, rosa, ametista, e Fanning
laranja por cima de mim, um rubor quente colorindo o céu, roçando meu rosto,
sussurrando, histórias maiores terão o seu caminho.
Em seguida, outros se reuniram na colina, observando-a. Aqueles que eu tinha visto antes, o
seu número cresce a cada vez que eles vieram. Tudo começou com o meu irmão e Greta.Em
seguida, uma dúzia clanspeople em ambos os lados. Effiera e as outras costureiras. Um pelotão
de soldados. Então Venda e áster Não tardará, Miz -a rostos que eu tinha visto e as vozes que
eu tinha ouvido muitas vezes nas últimas semanas. Todos eles pouco mais do que um sussurro
de ar, com um brilho de luz solar perdido, e uma batida silêncio em minhas veias.Uma loucura,
um conhecimento, circulando, repetindo, uma faixa corte profundo em meu coração.

Tinha que ser alguém. Porque não você?

Vozes que não me deixa esquecer.

Eles estão esperando.

Uma promessa, um voto derramado dos meus lábios em troca.

Ninguém mais os viu. Eu não tenho que perguntar. Os sons de rotina de fazer acampamento
perdeu há batidas. Nenhuma cabeça já virou. Não há passos vacilaram.

Ah, mais uma vez , Dihara disse, virando o rosto para mim. A roda de fiar ainda zumbiam, os
presentes rodado, os tentáculos atingiram. Confie a força dentro de você, e ensiná-la a fazer o
mesmo.

Olhei por cima do meu ombro para Natiya, apenas soltando suas botas, pronto para cair em
seu saco de dormir. Fui até lá e agarrou a mão dela. "Nós não somos feitos."

"Estou cansada", ela reclamou.

"Então vá acampar em outro lugar. Deixe os pachegos comê-lo agora. "" Não há tal coisa como
pachegos. "

"Quando eles estão mastigando fora de seu pé, porque você não está preparado, você pode
pensar de forma diferente."

***

Fiquei surpreso com o quão pouco Natiya compreendido o presente. Como foi isso possível
quando ela tinha vivido com Dihara? Mas me lembrei do que Dihara tinha me dito. Há alguns
que são mais abertos à partilha do que outros.

"O conhecimento é uma verdade que você sente aqui e aqui", eu disse Natiya. "É a conexão. É
o mundo chegando a você. Ela pisca atrás de seus olhos, ele se enrola em sua barriga, e às
vezes ele dança ao longo de sua espinha. As verdades do mundo deseja ser conhecido, mas
eles não vão-se impor-lhe o caminho reside vontade. Eles vão te cortejar, sussurrar para você,
escorregar dentro e aquecer seu sangue, e acariciar seu pescoço até que sua carne sobe em
colisões. Essa é a verdade sussurrando para você. Mas você tem que acalmar seu coração,
Natiya. Ouço. Confiar na força dentro de você ".

Depois de alguns momentos de silêncio, ela gritou em frustração, "Eu não entendo!"
Agarrei-a pelo pulso quando ela virou-se para tempestade fora. "É sobrevivência, Natiya!Um
sussurro que poderia poupar-lhe! Outro tipo de força que os deuses nos abençoou. A verdade
que você precisa não vem sempre no final de uma espada! "

Ela olhou para mim. Eu podia ver nos olhos dela que, por agora, afiada de aço foi o único tipo
de poder que ela procurava. Senti algo dar dentro de mim. Eu poderia entender que tipo de
verdade também.

"É bom ter muitos pontos fortes, Natiya", eu disse mais suavemente, lembrando a plenitude
frio da faca na minha mão como eu mergulhou-a gut do Komizar. "Não sacrifique um tipo de
força para o outro."

***

Uma noite, quando Natiya e eu estávamos ambos demasiado gasto para praticar qualquer
coisa, e eu senti que poderia ser nosso último acampamento antes de atingir a fronteira do
Morrighan, eu esvaziei meu alforje para obter os textos antigos que eu tinha embalado
distância. Era hora de ensiná-la sobre o que tinha vindo antes, não apenas o que estávamos
indo para.

Tudo o que eu encontrei foi a última Testamentos de Gaudrel. I agradou através do conteúdo
de novo, sacudindo minha camisa dobrada e chemise. A canção de Venda foi embora. Eu fui
em um rampage, perguntando quem havia passado por minha bolsa. Eu sabia que tinha
cuidadosamente dobrado dois livros finos na parte inferior.

"Tem certeza que embalado-los?", Perguntou Tavish.

Eu olhei para ele. "Sim! Lembro-me quando- " Prendi a respiração. A bolsa tinha sido na minha
posse durante todo o percurso, exceto no início, quando eu entregou a Rafe. Ele tinha insistido
em levá-lo. Fazia menos de alguns minutos, enquanto nós caminhamos, mas então eu tinha
desviou o olhar enquanto eu verifiquei meu cavalo e suprimentos. Ele havia roubadodele? Por
quê? Será que ele acha que roubar não faria as verdades desaparecer também? Ou que ele iria
abalar minha decisão?

"Lia?" Natiya me olhou com olhos preocupados. "Você está bem?"

Roubar o livro mudaria nada. "Eu estou bem, Natiya. Venha me ajudar a fazer uma fogueira. Eu
tenho algumas histórias para contar, e eu espero que você se lembra deles palavra por palavra
no caso de acontecer alguma coisa para mim. "

Jeb olhou para cima a partir do que ele estava fazendo, a mesma expressão preocupada
atravessando seu rosto. "Mas nada vai acontecer", disse ele com firmeza, com os olhos presos
nos meus.

"Não", eu respondi para tranquilizá-lo. "Nada." Mas nós dois sabíamos que era uma promessa
que não poderia ser feita.

***
Chegamos à fronteira sul do Morrighan-em menos de acordo com Kaden. Não houve
marcadores. Ainda estávamos no deserto.

Tavish tinha olhou para o chão. "Eu não vejo uma linha. Você vê uma linha, Orrin? "" Não me ".

"Eu acho que a fronteira é um pouco mais longe ainda pela frente", acrescentou Jeb.

Kaden e eu trocamos um olhar, mas que viajou com eles por várias milhas antes de eu decidi
começar as nossas dúvidas em aberto. Todos os três tinham feito não tão sutisfundamentos
para o meu retorno ao Dalbreck quando estávamos fora do alcance da voz de Kaden. Eles
tinham feito as mesmas sugestões de popa em particular com ele, no que parecia um esforço
para dividir e conquistar. Parei meu cavalo e olhou todos os três diretamente nos olhos. "Havia
uma outra finalidade para o seu acompanhante, além de proteção no CamLanteux" -
I derrubou minha cabeça em reconhecimento direção Orrin- "e mantendo-nos bem
alimentados? Será que o seu rei carregá-lo com obrigando-me a retornar se a longa viagem
não mudar minha mente? "

"Nunca", respondeu Jeb. "Sua palavra é verdade." Não inteiramente , pensei.

Jeb sentou-se na sela e examinou as colinas áridas à frente de nós como se irritou com
víboras. "O que você pretende fazer quando você chegar lá?", Perguntou.

Exatamente o que os traidores sempre tinha temido. Eu tinha prática nisso, só que desta vez
eu iria fazê-lo melhor- mas eu sabia que meus planos não iria acalmar receios de Jeb. "Eu
pretendo permanecer vivo."

Ele sorriu.

"É hora de você voltar para casa. Posso assegurar-vos, este é Morrighan ", eu disse. "Eu vejo a
linha, mesmo se você não pode, e eu não quero que seja um lamentável que você cruza. Você
tem suas ordens de seu rei. "

Jeb parecia chocado, e eu estava com medo que ele não iria voltar atrás.

Tavish olhou para Kaden, em seguida, olhou solenemente para mim. "Você tem certeza sobre
isso?"

Eu balancei a cabeça.

"Todas as mensagens que você gostaria de me levar de volta para o rei?"

Uma oportunidade para as últimas palavras. Provavelmente a última que ele já ouviu falar de
mim. "Não", eu sussurrei. Como o rei já havia dito, era o melhor.

"Pendure-me, eu digo que levá-la de volta de qualquer maneira." "Cale a boca, Orrin," Jeb
ordenou.

Orrin desceu da sela e garantiu uma lebre que tinha enlaçado a cartela de Natiya. Ele
amaldiçoou em voz baixa e voltou para seu cavalo.
E foi isso. Nós dissemos nossas despedidas, e eles deixaram. Agora, como Rafe tinha tão
ardentemente apontou antes de nos separarmos, minha morte seria no meu próprio reino,
não dele.

Algumas últimas palavras nunca deve ser dito.

CAPÍTULO QUARENTA E DOIS

Kaden parou o cavalo. "Talvez eu devesse ficar para trás?"

Olhei para ele, confusa. Nós tinha entrado em Terravin em uma trilha para trás e estavam na
estrada superior que levou a pousada de Berdi. Desde Terravin estava no caminho para Civica,
tínhamos decidido que seria a nossa primeira parada. Isso nos daria um lugar para limpar e
adequadamente lavar as roupas, que cheirava de fumo, suor, e semanas na trilha. Um cheiro
distante de nós só poderia atrair a atenção, e isso era algo que não precisamos. Mais
importante, eu devia Pauline e os outros uma visita para que pudessem ter alguma garantia
depois de todos esses meses que eu estava bem. Eles podem ter notícias para compartilhar,
também, que poderia ser útil, especialmente Gwyneth, com seu quadro questionável de
contatos.

"Por que cair para trás agora?", Perguntei. "Estamos quase lá."

Kaden se mexeu desconfortavelmente na sela. "Então você pode deixar Pauline sabe que eu
estou com você. Você sabe, prepará-la. "

Pela primeira vez, eu pensei que vislumbrou o medo no rosto de Kaden. Eu tirei meu cavalo
mais perto. "Você está com medo de Pauline?"

Ele franziu a testa. "Sim."

Eu sentei lá atordoados. Eu não tinha certeza do que dizer a esta admissão.

"Lia, ela sabe que eu sou Vendan agora, e as últimas palavras que eu disse a ela a ameaçou de
vida ou a sua. Ela não vai esquecer isso. "

"Kaden, você ameaçou a vida de Rafe também. Isso não fazê-lo com medo dele. "

Ele olhou para longe. "Isso foi diferente. Eu nunca gostei de Rafe, e ele nunca gostou de
mim. Pauline é uma pessoa inocente que- " Ele parou, balançando a cabeça.

Um inocente que já tinha pensado muito bem dele. Eu já tinha visto as gentilezas trocadas
entre eles, e sua conversa fácil. Talvez vê-la de uma só vez consideração por ele despencar em
ódio era uma gota d'água que não podia suportar. Ele já tinha experimentado isso com Natiya,
que quando agora Civil, ainda estava fresco em sua direção. Ela nunca iria esquecer o ataque
Vendan em seu campo, nem que ele era um dos deles. Parecia Kaden, durou muito a mesma
posição como me-lá eram apenas um punhado de pessoas em todo o continente que não
queriam vê-lo morto. Lembrei-me do terror nos olhos de Pauline quando Kaden
arrastou-nos para o matagal, e depois seus apelos para ele nos deixar ir. Não, ela não iria
esquecer, mas eu orei ela não tinha cuidado do terror daquele dia em ódio durante todos
estes longos meses.

Kaden tomou um gole de seu cantil, drenando o último gole. "Eu só não quero correr o risco de
criar uma cena dentro da taverna quando me vê", acrescentou.

Era mais do que preocupar-se sobre uma perturbação, e nós dois sabíamos disso. Era estranho
vê-lo abalado por um simples encontro com alguém tão inofensiva como Pauline.

"Nós vamos entrar pela porta da cozinha", eu disse para apaziguar ele. "Pauline é razoável.Ela
vai ficar bem quando eu explicar. Enquanto isso, eu vou me manter entre você, ela, e as facas
de cozinha. "Eu adicionei a última parte como uma brincadeira para aliviar o seu humor, mas
ele não sorriu.

Natiya estimulou seu cavalo para a frente ao lado da minha. "E eu?", Perguntou ela. "Devo
ajudá-lo a proteger o assassino tremor?" Ela disse que alto o suficiente para Kaden para ouvir,
com os olhos brilhando de malícia. Kaden lançou-lhe um olhar de aviso para ter cuidado quão
longe ela o empurrou.

Meu coração acelerou com antecipação quando chegamos mais perto, mas assim que a
taberna apareceu, eu sabia que algo estava errado. Medo saltou entre nós três como
fogo.Mesmo Natiya sentiu que algo estava errado, embora ela nunca tinha estado aqui antes.

"O que é isso?", Ela perguntou. Ele estava vazia. Silencioso.

Não houve cavalos amarrados nos postos. No riso ou conversa veio da sala de jantar. Não
houve convidados taberna, e era a hora do jantar. A Pall doentio de calma realizada a pousada
como uma mortalha.

Saltei do meu cavalo e subiu correndo os degraus da frente. Kaden estava bem atrás de mim,
me dizendo para parar, gritando algo sobre cautela. I abriu a porta, só para encontrar cadeiras
empilhadas nas mesas.

"Pauline!" Eu gritei. "Berdi! Gwyneth! "Eu atravessado a sala de jantar em saltos e abriu a
porta da cozinha, enviando-o batendo contra a parede.

Eu congelo. Enzo ficou atrás do cepo, um cutelo na mão, a boca escancarada tão grande como
o peixe que ele estava prestes a decapitar.

"O que está acontecendo?", Perguntei. "Onde está todo mundo?"

Enzo piscou, então dei uma olhada mais difícil para mim. "O que você está fazendo aqui?"

Kaden sacou a faca. "Defini-lo para baixo, Enzo."

Enzo olhou para o cutelo ainda pronta em seu punho, em primeiro lugar surpreendido e depois
horrorizada ao vê-lo lá. Deixou-a cair, enviando-o ruidosamente ao bloco de açougueiro.

"Onde estão todos?", Perguntei de novo, desta vez com ameaça.


"Gone", ele respondeu, e com as mãos trêmulas, ele acenou Kaden e eu para a mesa da
cozinha para explicar. "Por favor", acrescentou quando não se mexeu. Nós puxado para fora
cadeiras e sentou-se.Kaden manteve a faca tirada, mas pelo tempo Enzo foi feito explicando,
eu descansei minha cabeça em minhas mãos, e só podia olhar para a mesa de madeira cheio
de cicatrizes onde eu tinha comido tantas refeições com Pauline. Ela tinha deixado semanas
atrás para tentar me ajudar. Todos eles tinham. Eu não conseguia segurar o gemido inchaço na
garganta. Eles estavam no coração de Civica. pavor

me agarrou.

Kaden colocou a mão nas minhas costas. "Ela está com Gwyneth. Isso é algo."

"E Berdi", Enzo acrescentou. Mas ambos os lembretes parecia apenas para confirmar nossos
temores. Pauline estava confiante e um criminoso procurado assim como eu. Ela já poderia
estar em custódia. Ou pior.

"Temos que ir até eles", eu disse. "Amanhã." Não haveria descanso para cima. "Eles vão dar
tudo certo", disse Enzo. "Berdi me prometeu."

Eu olhei para Enzo, dificilmente reconhecendo-o como o menino shiftless que mal podia ser
invocada para aparecer para trabalhar em tudo. Sua expressão era sério, que eu nunca tinha
visto nele antes.

"E Berdi deixou -lhe para executar o inn?"

Ele olhou para baixo, escovando uma mecha do cabelo oleoso do seu rosto. Eu não tinha
tentado disfarçar a minha suspeita. Rosa coloriu as têmporas. "Eu sei que você está pensando,
e eu não culpo você. Mas isso é o que Berdi fez, me deixou no comando, chaves e tudo mais.
"Ele sacudiu o molho de chaves pendurado no cinto, e eu vi algo parecido com orgulho em
seus olhos. "Sério. Ela disse que era hora passado muito para eu acelerar. "De repente, ele
assustou, torcendo o avental em suas mãos. "Isso outro companheiro poderia ter me
matado. Ele quase fez. Ele ouviu-me e- "

Ele engoliu em seco, e da grande maçã de sua garganta magro cortado. Ele olhou para o meu
pescoço. "Eu sinto Muito. Fui eu que disse que caçador de recompensas sobre você anda na
estrada superior. Eu sabia que ele era até bom, mas tudo o que eu podia ver era aquele
punhado de moedas na palma da mão. "

Kaden sentou-se em sua cadeira. "Você?"

Eu cutuquei Kaden trás em seu assento. "O outro homem?", Perguntei.

"Isso agricultor que estava hospedado aqui. Ele me encurralou e ameaçou cortar minha língua
se eu alguma vez disse o seu nome a ninguém novamente. Disse que iria enchê-lo na minha
garganta, juntamente com a moeda. Eu tinha certeza que ele ia. Eu pensei sobre o quão perto
eu tinha chegado que- " Ele engoliu em seco novamente.

"Eu sabia que estava ficando sem chances. A última coisa Berdi me disse antes que ela deixou
foi que ela viu algo de bom em mim, e era hora de eu achar que é demasiado. Eu estou
tentando fazer melhor. "Ele esfregou o lado do rosto, sua mão ainda tremendo. "Eu não estou
fazendo tudo isso a metade tão bom quanto Berdi, claro. Tudo o que posso controlar é a de
manter os quartos limpos para os pensionistas, fazer um pote de mingau de manhã e uma
panela de cozido à noite. "Ele apontou para a parede na extremidade da cozinha. "Ela me
deixou direções. Por tudo. "Havia pelo menos uma dúzia de pedaços de papel pregado à
parede rabiscou com letra de Berdi. "Eu não posso servir o jantar para toda uma sala de jantar
ainda. Mas talvez se eu contratar alguma ajuda. "

Natiya entrou na cozinha, sua espada amarrada a seu lado, um punhal na mão, uma nova
arrogância de seu passo. Ela encostou-se à parede. Enzo olhou para ela, mas não disse
nada. Nós tínhamos um círculo completo, e eu vi a preocupação em seus olhos. Ele sabia que o
viam como uma possível ameaça.

"Então você sabe quem eu realmente sou?", Perguntei.

Por um breve momento, eu vi a negação corrida através de seus olhos, mas ele deu de ombros
e concordou. "Berdi não me disse, mas eu ouvi sobre a princesa ser querido."

"E o que você ouviu?", Perguntou Kaden.

"Qualquer cidadão pode matá-la à vista e recolher a recompensa.Sem perguntas. "Kaden vaiou
e empurrou para longe da mesa.

"Mas eu não vou contar a ninguém!" Enzo acrescentou rapidamente. "Eu prometo. Eu conheço
há muito tempo e tinha muitas chances para contar o magistrado. Ele veio cerca de duas
vezes, perguntando-se o que aconteceu com Gwyneth, mas eu nunca disse uma palavra. "

Kaden se levantou e passou o dedo ao longo do lado plano da sua lâmina de faca,
transformando-o de capturar a luz da lanterna, em seguida, olhou para Enzo. "Mesmo se o
magistrado oferece-lhe um punhado de moedas?"

Enzo olhou para a lâmina. Seu lábio superior coberta de suor e as mãos ainda tremiam, mas o
queixo se projetava para cima de coragem atípico. "Ele já fez. não mudou a minha resposta. Eu
lhe disse que não sabia onde Gwyneth foi. "

"Lia? Um momento? "Kaden assentiu em direção à sala de jantar. Deixamos Natiya para
proteger Enzo.

"Eu não confio nele", Kaden sussurrou. "Ele é um pouco doninha gorduroso que trocou de
moeda para você uma vez. Ele vai fazê-lo novamente no minuto em que sair se não acalmá-lo.
"

"Você quer dizer matá-lo?"

Ele me respondeu com um olhar firme.

Eu balancei minha cabeça. "Ele não tem que nos dizer que ele foi quem informou o caçador de
recompensa. As pessoas podem mudar. "
"Ninguém muda tão rápido, e ele é o único em Morrighan que sabe que estamos
aqui.Queremos mantê-lo assim. "

Eu andei em círculos, tentando pensar sobre isso. Enzo era um risco, sem dúvida, com um
histórico comprovado de falta de fiabilidade, se não ganância. Mas Berdi tinha confiado nele
com o trabalho de toda a sua vida. E as pessoas podem mudar. Eu tinha. Então tinha Kaden.

E por causa dos deuses, Enzo estava fazendo ensopado. Stew. E não havia um único prato sujo
na pia esperando para ser lavado. Virei-me para enfrentar Kaden. "Berdi confia Enzo. Eu acho
que nós deve também. E ele ainda parece abalada por ameaças do agricultor. Se você tem que
empunhar a faca algumas vezes como um lembrete, que assim seja. "

Ele olhou para mim, ainda não convencido, e, finalmente, deixou escapar um longo suspiro."Eu
vou fazer mais do que brandir-lo se ele tanto como olha para qualquer um de nós para os
lados."

Voltamos na cozinha, e fez arranjos de dormir. Natiya e eu lavada a roupa e pendurada para
secar na cozinha perto do fogo, uma vez que o tempo era curto. Nós limpado a casa que tinha
compartilhado com Pauline por mais esconder vestuário, transformando-se dois turnos de
trabalho soltas e algumas xales.Eu também manchado lenço lamentação branca de
Pauline. Natiya não teria que esconder o rosto enquanto em Morrighan, mas eu faria, e nada
poderia afastar a suspeita mais rápido do que o respeito pela viúva. Kaden teve o cuidado dos
cavalos e, em seguida, todos nós invadiram a despensa de Berdi, encontrar comida para
embalar. De agora em diante, não haveria mais fogueiras para cozinhar. Como Enzo nos
ajudou a arrumar as malas com alimentos, fiquei surpreso ao ouvir zurrar.

"Isso é Otto", disse ele balançando a cabeça. "Ele sente falta dos outros dois."

"Otto ainda está aqui?" Eu peguei o lenço da viúva e atirou-a sobre a minha cabeça no caso de
qualquer um dos atacantes foram cerca e correu para fora da porta para o paddock.

I fawned Otto, coçando os ouvidos e ouvir suas queixas, cada um haw e relincho soar como
uma nota de música. Ele me levou de volta para o dia Pauline e eu tinha chegado em Terravin,
montando nossos burros pela rua principal pensar a nossa nova vida aqui iria durar para
sempre. Otto me cutucou com o focinho macio, e eu pensei sobre como só ele deve ser sem
seus companheiros.

"Eu sei", eu disse suavemente. "Nove e Dieci vai voltar em breve. Eu prometo. "Mas eu sabia
que a minha promessa estava vazia, nasce apenas de conveniência e-

As palavras de Rafe arrastados através de mim mais uma vez, uma linha emaranhada puxando-
me sob a um lugar onde eu não conseguia respirar. Eu disse o que eu pensei que você
precisava ouvir naquele momento. Eu estava tentando dar-lhe esperança.

Afastei-me Otto, minha amargura surgindo. Rafe tinha me dado uma falsa esperança e perdido
meu tempo. Eu andei dentro do celeiro e olhou para a escada para o sótão e, finalmente,
subiu-lo. O loft era fraca, alguns feixes de luz vadios deslizar através das vigas. Dois colchões
ainda estava no chão, não armazenados após a nossa partida precipitada. Uma camisa
esquecido pendurado no encosto de uma cadeira. Uma garrafa empoeirada estava sentada em
uma mesa no canto. Na outra extremidade havia pilhas de caixas-e uma manjedoura
vazia. Meu coração batia enquanto eu caminhava em direção a ela.Não olhe, Lia. Deixá-lo
sozinho. Você não se importa. Mas eu não conseguia parar.

I avançou a manjedoura para a frente para que eu pudesse ver por trás dele. Foi lá, assim
como ele tinha me dito, uma pilha de pano branco sujo. Minha língua floresceu grossa e
salgado, eo quarto ficou subitamente abafado, tornando-se difícil respirar. Abaixei-me e
levantou-a do seu esconderijo. Pedaços de palha choveu no chão. Ele rasgou-se em vários
lugares, e a bainha estava manchado de lama.Tijolo vermelho- sangue manchada do
tecido. Seu sangue. Que foi onde ele tinha conseguido os nicks em suas mãos, rasgando-lo
solto a partir das amoras espinhosas onde eu tinha jogado. O vestido me fez pensar sobre a
garota que tinha usado. O mesmo vestido que eu tinha rasgado de modo ódio das minhas
costas e jogou fora. Meus joelhos se dobraram, e eu caiu para o chão. Eu segurei o vestido
para o meu rosto, tentando bloquear Rafe, mas tudo o que eu podia ver era ele arrancando-a
das silvas, enchê-lo em sua bolsa, perguntando sobre mim do jeito que eu tinha me
perguntado sobre ele. Mas eu me perguntava todas as coisas erradas.

Eu o tinha imaginado apenas como o menino de um papa covarde. Não as- "Lia? Você está
bem?"

Eu olhei para cima. Kaden estava parado no topo da escada.

Eu me levantei e jogou o vestido por trás da manjedoura novamente. "Sim, eu estou bem", eu
respondi, mantendo as costas para ele.

"Eu ouvi alguma coisa. Foram você "

Limpei meu rosto, então corri minhas mãos na frente da minha camisa antes de me virar para
encará-lo. "A tosse. A poeira é grossa aqui em cima. "

Ele se aproximou, o piso ranger sob seus passos, e ele olhou para mim. Ele passou o polegar ao
longo das minhas pestanas molhadas.

"É só o pó", eu disse.

Ele balançou a cabeça, e seus braços deslizaram em torno de mim, me segurando


perto. "Certo.Poeira. "Deixei-me inclinar-se contra ele. Ele acariciou meu cabelo, e eu senti a
dor em seu peito tão forte como eu senti-lo em meu próprio.

***

Era tarde. Natiya já foi dobrado em cama na casa de campo, e Enzo estava dormindo no quarto
de Berdi. Kaden e eu nos sentamos na cozinha enquanto eu grelhado-lo sobre quaisquer
outros detalhes que ele poderia saber dos planos da Komizar, mas eu senti que ele estava
ocupado com outros pensamentos. Eu estava grata por ele não ter trazido tudo de novo, mas
eu sabia que o nosso momento no celeiro pesava sobre ele. Tinha sido apenas um minuto
cansado de passagem, que me pegou desprevenido. Isso foi tudo. Após uma taça de ensopado
de peixe que foi surpreendentemente quase tão bom quanto Berdi de, senti-me fortalecido,
pronto para seguir em frente.

Agora Kaden paciência perguntas que eu já tinha pedido. Suas respostas eram as mesmas.Ele
só sabia do Chanceler. Talvez ele eo Royal Scholar foram os únicos traidores no gabinete.Isso
era possível?

Meu relacionamento com todos os membros do gabinete foram rochosa na melhor das
hipóteses, exceto, talvez, para a Vice-regente ea Huntmaster. Aqueles dois normalmente tinha
oferecido um sorriso e tipo palavra quando entrei em um quarto em vez de uma careta de
desprezo, mas o posto no gabinete de Huntmaster foi principalmente cerimonial, um vestígio
de uma época anterior ao encher a despensa foi o primeiro entre os direitos de gabinete. Na
maioria das vezes, ele nem sequer se sentar em reuniões de gabinete. O royal First Daughter
foi concedido um assento cerimonial bem, mas a minha mãe tinha sido raramente convidados
a mesa do gabinete.

Meus pensamentos saltou de volta para o Vice-regente. "Pauline ir ter com ele em primeiro
lugar," Eu disse Kaden. "De todo o gabinete, ele sempre teve a orelha mais simpático." Eu
mastigado na minha junta. As viagens frequentes era parte do trabalho do Vice-regente, visitar
outros reinos, e preocupado que ele poderia muito bem ter ido embora. Se assim for, Pauline
iria direto para o meu pai em vez disso, não completamente compreender seu temperamento.

Kaden não estava respondendo a qualquer coisa que eu disse, não olhando fixamente através
do quarto. De repente, ele se levantou e foi até a despensa, vasculhando suprimentos."Eu
tenho que ir. Não é muito longe daqui. Apenas uma hora a oeste de Luiseveque em County
Duerr. Nós não vai perder tempo. "Ele nomeou um ponto de encontro onde se encontraria
com Natiya e me norte daqui amanhã e me disse para tomar uma fuga da floresta."Ninguém
vai vê-lo. Você estará seguro. "

"Deixando agora?" Eu estava de pé, e puxou um saco de espasmódico de suas mãos. "Você
não pode andar à noite." "Enzo está dormindo. É o melhor momento para confiar nele. "

"Você precisa descansar também, Kaden. O que-"

"Vou descansar quando eu chegar lá." Ele pegou o espasmódico de mim e começou a
reorganizar o seu saco. Meu coração acelerou. Este não era como Kaden. "O que é tão
urgente, no Condado de Duerr?"

"Eu preciso cuidar de alguma coisa, uma vez por todas." Os músculos de seu pescoço eram
como cordas apertadas, e ele manteve seu olhar desviado da minha. E então eu sabia.

"Seu pai", eu disse. "Ele é o senhor do condado lá, não é?" Ele assentiu.

Afastei-me, tentando lembrar os senhores do condado. Havia vinte e quatro deles em


Morrighan, e eu não sabia a maioria de seus nomes, especialmente aqueles que aqui nos
condados do sul, mas eu sabia que este senhor pode não estar viva muito mais tempo.

Sentei-me num banquinho no canto, o mesmo onde Berdi uma vez tendiam meu
pescoço."Você vai matá-lo?", Perguntei.
Kaden fez uma pausa, em seguida, finalmente, puxou uma cadeira e sentou-la, enfrentando
sua fusiformes de volta. "Eu não sei. Eu pensei que eu só queria ver o túmulo de minha
mãe.Veja onde eu tinha vivido uma vez, o último lugar onde eu estava - " Ele balançou a
cabeça."Eu não posso simplesmente deixá-lo ir, Lia. Eu tenho que vê-lo, pelo menos, mais uma
vez. É algo inacabado dentro de mim, e isso pode ser minha última chance de fazer algum
sentido.Eu não sei o que eu vou fazer até que eu vê-lo. "

Eu não tentar falar com ele sobre isso. Eu não senti nenhuma simpatia por esse senhor que
tinha batido seu filho, em seguida, vendeu-o como um pedaço de lixo para estranhos. Algumas
traições correu muito profundo para perdoar.

"Tenha cuidado", eu disse.

Ele estendeu a mão, apertando a minha mão, e a tempestade em seus olhos


dobrou."Amanhã", disse ele. "Eu estarei lá. Eu prometo."

Ele levantou-se para sair, mas depois parou na porta da cozinha. "O que é isso?", Perguntei.

Ele se virou para mim. "Há algo mais que está inacabado. Eu preciso saber. Você ainda o ama?"

Sua pergunta esfaqueado através de mim, eu não esperava que, embora eu deveria ter. Eu vi o
perguntando em seus olhos toda vez que ele olhou para mim. Ele sabia quando ele me
segurou no loft que não era poeira eu tinha engasgou com. I se levantou e caminhou para a
mesa de corte, incapaz de olhar nos olhos dele, e escovado migalhas imaginárias de distância.

Eu ainda não tinha me permiti me debruçar sobre este pensamento. Ame. Ele sentiu-se tolo e
indulgente, à luz de tudo o resto. Será que isso realmente importa? Lembrei-me de rir cínica
de Gwyneth quando eu lhe disse que queria casar por amor. Ela já sabia o que eu ainda não
tinha compreendido. Ele nunca terminou bem para ninguém. Não para Pauline e Mikael. Meus
pais. Walther e Greta. Mesmo Venda foi a prova, andando com um homem que tinha
finalmente destruiu. Eu pensei sobre a menina Morrighan, roubado de sua tribo e vendido
como uma noiva para Aldrid o limpador por um saco de grãos. De alguma forma, eles tinham
construído um grande reino juntos, mas não foi construído sobre o amor.

Eu balancei minha cabeça. "Eu nem tenho certeza de que o amor é mais."

"Mas é diferente entre nós do que era com-" Ele deixou sua oscilação questão como se fosse
doloroso demais para dizer o nome de Rafe.

"Sim, é diferente entre nós", eu disse calmamente. Eu levantei meu olhar para encontrar o
seu. "Ele sempre foi, Kaden,

e se você é honesto com você mesmo, você sempre soube disso também. Desde o início, o
senhor disse que Venda veio primeiro. Não posso explicar exatamente como os nossos
destinos se entrelaçou, mas eles fizeram e agora nós dois cuidados para Venda e Morrighan, e
quer um final melhor para eles do que a do Komizar tem planejado. Talvez seja isso que nos
uniu. Não subestime o vínculo que compartilhamos. Grandes reinos foram construídas com
muito menos ".
Ele olhou para mim, os olhos inquietos. "No nosso caminho até aqui, as coisas que você riscou
na sujeira, o que eram eles?"

"Palavras, Kaden. Só perdeu palavras não ditas que se somaram e adeus ".

Ele puxou uma respiração profunda e lenta. "Estou tentando encontrar meu caminho através
deste, Lia." "Eu sei, Kaden. Eu também."

Seu olhar permaneceu fixo em mim. Ele finalmente concordou com a cabeça e saiu. Fui até a
porta, olhando para ele montar fora, a noite sem lua engolir-lo em segundos, e eu sofria com a
sua necessidade, doía com o que eu não podia lhe dar. Sua necessidade atingiu mais profundo
e mais longe do que eu.

Voltei para a cozinha e apagou a lanterna, mas não podia deixar a noite passar. Debrucei-me
contra a parede pregado com papel-listas que tentaram segurar a vida que Berdi tinha
negociado por mais décadas atrás. Na penumbra, as margens fracas de sua cozinha tornou-se
um mundo distante de voltas, voltas, e as escolhas não mapeados, os que tinham entrelaçados
e definiu a vida de Berdi.

Você se arrepende de não ir?

Eu não posso pensar sobre essas coisas agora. O que está feito está feito. Eu fiz o que tinha
que fazer no momento. Minhas mãos pressionadas contra o fresco da parede atrás de mim.

O que foi feito foi feito.

Eu não podia pensar mais nisso.

***

Na manhã seguinte, eu invadiu guarda-roupa de Berdi e encontrou apenas parte do que eu


precisava. "Natiya, você é bom com uma agulha?"

"Muito", respondeu ela. Eu suspeitava tanto. Para arrancar uma bainha, esconder uma faca em
um casaco, e depois costurá-lo novamente em alguns minutos preciosos necessária uma
habilidade que eu certamente não têm-muito com a minha tia desgosto de Cloris.

Perguntei Enzo para a moeda. Eu tinha usado todo o dinheiro Rafe tinha embalado na minha
bolsa para mensageiros em Turquoi Tra. Enzo não hesitou, e puxou um saco do barril de batata
na despensa. Ele me jogou a coisa toda. Não era muito, mas de bom grado pegou e empurrou-
o em minha mochila, balançando os meus agradecimentos. "Eu vou dizer Berdi você está
fazendo um bom trabalho aqui. Ela vai ficar satisfeito. "

"Você quer dizer espantado", acrescentou timidamente.

Dei de ombros, incapaz de negar. "Isso também. E lembre-se, Enzo, você nunca pôs os olhos
em mim. "

Ele balançou a cabeça, um entendimento que passa através de seus olhos, e eu me perguntava
em sua transformação. Rafe
ameaças tinha nenhuma dúvida começado a sua atenção, mas eu tinha certeza de que era a
magia da confiança de Berdi que ele tinha mudado. Eu só tinha que rezar para que a mudança
foi duradoura.

Nós escapou, silencioso como a noite, com cuidado para não acordar nenhum pensionistas.

***

O secretário na mercantil estava feliz de nos ver. Estávamos seus primeiros clientes do dia eos
únicos. Vi-a apertando os olhos, tentando espreitar através da tampa transparente do lenço
branco drapeado sobre o meu rosto. Eu perguntei se ela tinha alguma cetim vermelho, e ela
não tentou esconder sua surpresa. A maioria das viúvas estaria pedindo mais sombrias, tecidos
respeitosas.

Natiya me surpreendeu com sua explicação rápida. "Minha tia pretende fazer uma tapeçaria
honrar seu marido falecido. Red era sua cor favorita. "

Eu adicionei um soluço rápido e aceno para o efeito.

Em poucos minutos estávamos no nosso caminho, com um extra yard jogado pelo funcionário
simpático.

Tivemos mais uma parada. O que eu precisava não poderia ser comprado com o tipo usual de
moeda. Eu só esperava que eu tinha o tipo que eu precisava.

CAPÍTULO QUARENTA E TRÊS

RAFE

Meu transição de soldado ao rei tinha sido abrupta, e parecia cada barão na montagem queria
um pedaço da minha pele. Eu sabia que a sua bravata estava fazendo pose para garantir meu
ouvido e atenção, que eu lhes assegurou que tinham. Os oito oficiais do gabinete eram os mais
exigentes, mas, em seguida, eles eram os únicos que tinham trabalhado mais de perto com o
meu pai.

Fui recebido é claro, mas por trás de cada bem-vinda veio uma admonishment- Onde você
estava? E uma advertência de A revolta é generalizada. Vai levar tempo para curar.

O médico da corte ofereceu-me a lembrança mais dolorosa. Ambos seus pais pediram para
você em seus leitos de morte. Prometi-lhes que estavam em seu caminho. Eu não era o único
que oferecia falsas esperanças e mentiras convenientes, mas tive pouco tempo para me
debruçar sobre a minha culpa.

Se eu não estivesse em sessões separadamente com a montagem, armário, ou o tribunal de


generais, eu estava com todos eles ao mesmo tempo. Geral Draeger falou muitas vezes, e
sendo o geral que rege da capital, sua voz dominou. Ele fez suas opiniões conhecidas-
a mensagem para mim, tanto quanto todos os demais que ele estava mantendo uma vigilância
apertada. A mão dele ainda nesta era, pronto. Ele estava indo para me fazer pagar por minha
ausência.
Todos eles sentiram a necessidade de testar este rei inexperiente, mas como Sven tinha
avisado, eu escutei, eu pesava, eu agi. Mas eu não seria empurrado. Era uma dança de dar e
receber, e quando empurrado longe demais, eu cortá-los curtos. Lembrei-me da minha dança
com Lia quando ela não seria um passo para trás, o pé de estampagem para baixo e ficar
colocado.

Foi durante aquela dança que eu sabia que ela não seria empurrado para mais longe. Eu estava
perdendo ela. Não, Rafe, não perder. Perdido. Ela se foi para sempre. É para o melhor, eu me
lembrei. Eu tinha um reino conturbado que precisava da minha atenção.

Quando o tribunal de generais recusaram a minha primeira ordem como rei, eu segurei minha
posição e deixá-los saber que esta decisão não estava sob consideração. Reforços estavam a
ser enviados para todos os postos avançados de fronteira do norte e as cidades vulneráveis no
meio, e as tropas em postos avançados do sul eram para ser dividido entre as fronteiras leste e
oeste. O problema era fabricação de cerveja, e até sabermos a extensão exata da mesma, esta
foi uma precaução necessária. Os barões protestou, dizendo que deixaria pouca proteção aqui
na capital.

"Mas, primeiro, eles teriam que ter passado as fronteiras", eu disse a eles.

"Nossas fronteiras são já bem fortificada com base em avaliações de seus conselheiros do seu
pai e,"

Geral Draeger interrompeu. "Você iria perturbar ainda mais o reino por causa de um pouco
fiáveis reivindicação menina?" A câmara cresceu instantaneamente em silêncio. Não
confiável apagou língua do general com uma centena de nuances insinuantes. Rumores e
dúvidas sobre a princesa e meu relacionamento com ela certamente tinha corrido através do
conjunto como um incêndio. Sem dúvida, eles sabiam da minha amarga separação com ela
também. Esta foi a primeira vez que alguém ousara trazê-la para cima. Uma menina? Como se
ela era joio. Weightless e descartáveis. Era um outro desafio lançado. Um teste da minha
lealdade. Talvez eles mesmo secretamente riu se soubessem que eu tinha reivindicado-la
como minha futura rainha diante de meus soldados. Olhando para os rostos olhando para os
meus, de repente eu me vi através dos olhos de Lia, como eu havia questionado algo que ela
acreditava tão desesperadamente. Eu me vi como

um deles. Rafe, que você nunca sentiu algo profundo em seu intestino?

Eu não iria morder a isca do general e trazer Lia para isso. "Minha decisão é baseada no que eu
observei, General Draeger, e nada mais. Meu dever é manter os cidadãos da Dalbreck seguro e
o reino seguro. Até que tenhamos mais informações, espero que as minhas ordens a ser
realizada imediatamente ".

O general deu de ombros, e o conjunto de má vontade assentiu. Senti tudo o que queria mais
de mim, para denunciar Lia diante de todos como outro conniver Morrighese que não se podia
confiar. Eles queriam que eu fosse total e completamente um deles novamente.

Houve uma coroação apressado, e pira funeral do meu pai foi construído no passado. Ele tinha
sido morto há semanas, seu corpo preservado e envolveu, mas até que eu foi encontrado, sua
morte teve que permanecer em segredo e ele não poderia receber uma liberação apropriada
aos deuses.

Quando eu levantei a tocha para iluminar sua pira, senti estranhamente inadequada, como se
eu deveria ter entendido os deuses mais. Eu deveria ter escutado mais. Sven não tinha sido
forte em mim tutoria nos lugares celestiais. A maioria dos que haviam sido deixados para
Merrick durante as minhas visitas esporádicas à Chanterie. Lembrei-me de Lia me perguntando
qual deus eu orei a. Eu tinha sido em uma perda para responder a ela. Eles tinham nomes? E
de acordo com Morrighese tradição, havia quatro deles. Merrick tinha me ensinado que havia
três que governou de um único trono celestial e montou nas costas de bestas ferozes como
enquanto eles guardavam as portas docéu, isto é, quando não estavam jogando estrelas à
terra. É pelos deuses que Dalbreck é supremo.Nós somos o Remnant favorecida.

Vi as chamas engolfam mortalha de meu pai, a dissolução de tecido, o material inflamável


empilhado caindo em torno dele para disfarçar as realidades da morte, as chamas que
estouram superior como um soldado reverenciado rei e deixou um mundo e entraram em
outra, um reino inteiro olhando, observando-me tanto quanto a pira. O peso de todos os
olhares pressionado com expectativa. Mesmo agora eu tinha que ser um exemplo de força
para todos eles, a garantia de que a vida continuaria como antes. Eu estava entre os pilares
imponentes de Minnaub, um antigo guerreiro esculpida em pedra de um lado de mim, e seu
cavalo de batalha criação esculpidas por outro lado, dois de uma dúzia de esculpido memoriais
que guardavam a praça, sentinelas de uma história gloriosa, e um dos muitas das maravilhas
da Dalbreck Eu queria mostrar Lia.

Se ela tivesse vindo.

Meu rosto ficou quente com a chama, mas eu não passo para trás. Lembrei-me de Lia me
dizendo que Capseius foi

o Deus de queixas, o que eu tinha descaradamente abalado meu punho em quando eu estava
de volta em Terravin, e eu pensei que ele provavelmente estava olhando para mim agora,
rindo. As chamas estalavam e estalou, assobiando suas mensagens secretas para os
céus. fumaça preta subiu e pairou sobre a praça e, em vez de oferecer orações pelos mortos,
eu caí de joelhos e ofereceu-lhes para os vivos, e ouvi os suspiros e sussurros de pessoas ao
meu redor, pensando em um Dalbreck rei caindo para joelhos.

O funeral não tinha sido atrás de mim três dias antes de oficiais de gabinete, barões, ou outros
nobres começaram a parar com suas filhas casadoiras convenientemente no reboque como
eles caíram mensagens insípidas que poderia ter esperado até nossas reuniões de
montagem. "Você se lembra de minha filha, não é?", Diziam, e, em seguida, eles oferecem
uma introdução e um não tão sutil currículo das suas virtudes. Gandry, o ministro-chefe e
conselheiro mais próximo do meu pai, me viu revirar os olhos depois de um barão saiu com
sua filha e me disse que eu precisava para dar o casamento consideração séria, e
rapidamente. "Seria ajudar a acalmar dúvidas e adicionar estabilidade ao seu reinado."

"Há ainda duvida?"

"Você estava fora por meses sem palavra".


Estranhamente, a minha culpa sobre minha ausência tinha ido embora. Arrependo, sim, que
eu não estivesse aqui quando meus pais morreram, ea preocupação extra que deve tê-los
levado, mas eu tinha feito o que nenhum rei Dalbreck ou geral antes de mim tinha-set pé no
Vendan solo e viveu com seu povo durante várias semanas. Deu-me uma compreensão única
das mentes Vendan, necessidades e maquinações. Talvez por isso eu senti o apoio das tropas,
se não dos escalões superiores do tribunal. I levou uma missão de cinco soldados que foram
capazes de passar a perna em milhares. De alguma forma, senti necessário, em vez de
imprudente, mas traduzir esse sentimento em algo mensurável para o gabinete e montagem
de apreciar era outra questão.

I fechou o livro na minha mesa e esfreguei os olhos. Os fundos na tesouraria estavam em


um de todos os tempos baixos. Eu estava em turnê com o secretário de comércio amanhã e
encontrar-se com comerciantes principais e agricultores, em um esforço para aumentaro
comércio-e cofres. Eu olhei para a capa de couro desgastado da razão. Outra coisa ainda virou
dentro de mim. Ou talvez tenha sido muitas coisas, cada um tão fraco que não conseguia
articular qualquer um deles, e eles puxado em direções diferentes.

O escritório fechado em mim, e eu empurrei minha cadeira para trás e saiu para a varanda.Eu
ainda pensei nisso como escritório do meu pai, e sua presença era evidente em cada esquina,
lembranças de uma vida longa e reinado. Estas foram as suas câmaras de reunião desde que
eu era uma criança. Lembrei-me de quando ele me chamou para me dizer que eu estaria indo
para ir viver com Sven em apenas um punhado de semanas. Eu tinha apenas sete anos, e eu
mal entendia o que ele estava dizendo-me só sabia que eu não queria ir. Eu estava com
medo. Sven foi convidado para me, severo e imponente e nada como meu pai se
encontram. Conhecê-lo não ajudar a acalmar meus medos, e eu lutava para conter as
lágrimas. Agora, depois de todos esses anos, eu me perguntei se meu pai tinha feito o mesmo,
cada um de nós tentando ser forte para o outro. Quantas decisões difíceis tinha ele teve que
fazer que eu nunca soube?

Foi um momento raro para mim estar sozinho. Todas as noites, as reuniões correram para a
hora do jantar. Eu me senti menos como

um rei e mais como um agricultor atormentado tentando agrupar um campo de suínos untada
soltas em uma caneta. Debrucei-me contra a calha de pedra grossa, sentindo a brisa fresca
despenteando pelo meu cabelo. A noite estava vivo, os pilares iluminados de Minnaub
brilhantes na distância, a capital adormecido, os mil estrelas do céu piscando sobre a silhueta
escura da cidade. O mesmo ponto de vista que meu pai tinha olhado inúmeras vezes quando
ele lutou com as demandas de sua corte, mas suas preocupações tinha sido diferente da
minha.

ela está lá ainda?

ela é segura?

E então, inesperadamente, foi ela à direita?

Era isso o que continuou a importunar-me? Mesmo de volta no posto avançado Marabella,
coronel Bodeen e os capitães haviam duvidado de sua reivindicação. Na verdade, eu tinha
visto nenhuma evidência de um enorme exército, não em meus passeios da cidade com
Calantha e Ulrix ou ouvido falar dele em a conversa solta no Sanctum Hall.

Mas eu tinha visto a brigada de quinhentos que acompanhavam Lia para a cidade. Só isso já
tinha sido surpreendente e inesperado, mas que poderia ter sido a totalidade da
suachamada exército.

Exceto foram os dízimos. Eu tinha ouvido os governadores resmungando, e ainda assim eles
vieram junto com eles. Foi apenas fora do medo ou expectativa de recompensa? Não havia
dúvida de que, como o Komizar, eles queriam mais. Eu tinha visto isso em seus olhos quando
olharam para o saque dos soldados Dalbretch mortos.

E então houve o frasco, uma estranha, líquido poderoso que tinha sido capaz de danificar uma
ponte de ferro imensa com uma única explosão. Que não se encaixava com a imagem de um
produto em bruto, cidade empobrecida. A solha sorte, Hague tinha chamado ele, o resultado
de má artesanato Vendan. Talvez. Havia uma dúzia de maybes, nenhum deles foi tão
convincente que ele apontou para o impossível, que um reino bárbaro pobres havia levantado
um exército poderoso o suficiente para anular todos os outros juntos. Eu já tinha empurrado
os limites da lógica com a montagem quando eu despachado tropas para postos de fronteira.

Eu ouvi a porta do meu quarto reunião aberta e fechada, e depois o barulho de uma bandeja a
ser definido na minha mesa. Sven sempre antecipou o que eu precisava. Eu pensei sobre toda
a dor que lhe tinha causado em nossos primeiros anos juntos. Todas as vezes que eu tinha
chutado nas canelas e correr e ele me pegou e me jogou por cima do ombro, me jogando em
uma calha de água. Eu estou te levantando para ser um rei, não é um tolo, e chutar alguém
que pode esmagá-lo em um único piscar é o cúmulo da loucura . Eu estava mergulhado mais
de uma vez. Sua paciência foi maior que o meu.

Eu mantive meus olhos fixos na cidade, as sete cúpulas azuis da Chanterie pouco visível.Outro
baque. Uma pilha de papéis. Sven me trouxe um itinerário a cada noite para o dia seguinte.

"A amanhã dia inteiro", disse ele.

Como todos eles eram. Isso não era novidade. Este foi mais como o estrondo de um martelo
proclamando outro dia definido em pedra.

Ele se juntou a mim na amurada olhando para a cidade."Bonito, não é?" "Sim. Bonita ", eu
respondi.

"Mas?"

"Sem mas, Sven." Eu não quero ir para ele, a preocupação que eu não poderia deixar de ir, a
vaga algo que não se sentia bem no meu intestino.

"Eu tenho medo que você vai precisar para espremer em mais uma reunião esta noite que não
está na agenda." "Mova-o para amanhã. É tardio "

"Merrick tem a informação que você queria. Ele estará aqui dentro de uma hora. "

***
Antes Merrick sentou-se, antes mesmo que ele entrou meus aposentos, eu sabia o que ele
diria, mas eu deixá-lo jogar fora. É verdade, Rafe. Cada palavra é verdade. Mas eu ainda tinha
esperança de uma fraude, uma farsa épica escrita por alguma mente doente na
Morrighan. Depois de brincadeiras e algumas explicações sobre a sua surpresa com a idade do
documento, ele puxou a manga de couro desgastado de sua mochila e ele retornou para mim,
então me entregou outro papel cobertas com seu lettering enrolado perfeito. A tradução de
um estudioso experiente.

Merrick aceitou um copo pequeno de espíritos Sven oferecidos a ele e sentou-se. "Posso
perguntar onde você adquiriu isso?"

"Ele foi roubado de uma biblioteca em Morrighan. Ela é genuína? "

Ele assentiu. "É o mais antigo documento que já traduzido. Pelo menos um par de mil anos, ou
mais. O uso da palavra é semelhante a dois documentos datados em nossos arquivos e o papel
ea tinta são, sem dúvida, de uma outra era. É no notavelmente boa forma para sua idade. "

Mas ela dizer o que Lia alegou que fez?

Eu li sua tradução em voz alta. Com cada palavra e passagem, ouvi a voz de Lia em vez do
meu. Vi seus olhos preocupados. Senti sua mão apertando a minha, esperançoso. Eu ouvi os
murmúrios dos clãs na praça, ouvi-la. Palavra por palavra, era o mesmo que ela
tradução. Minha boca estava seca de repente, quando cheguei aos últimos versos, e fiz uma
pausa para beber um pouco de vinho que Sven me tinha derramado.

Para o Dragão vai conspirar,

Vestindo suas muitas faces,

Enganando os oprimidos, reunindo os ímpios,

Empunhando pôde gostar de um deus, imparável,

Implacável no seu julgamento,

Inflexível em sua regra,

Um ladrão de sonhos,

Um matador de esperança.

Até aquele vem que é mais poderoso, aquele saltado da miséria,

Aquele que era fraco,

Aquele que foi caçado,

A única marcado com garra e videira,

A um chamado em segredo,

O chamado Jezelia.
"Um nome incomum", disse Merrick. "E se bem me lembro, é o nome da princesa também."
Eu olhei para cima a partir da página, perguntando como ele sabia.

"Os documentos de casamento", explicou. "Eu os vi. Você provavelmente nunca sequer olhou,
não é? "" Não ", eu disse calmamente. Eu tinha assinado e os ignorou, assim como eu tinha
ignorado sua nota para mim. "Mas me disseram

estes são apenas os falatórios de uma louca? "

Ele franziu os lábios como se pensar sobre isso. "Poderia ser. Eles são certamente enigmática e
estranha. Não há nenhuma maneira de saber com certeza. Mas é curioso que uma louca
poderia descrever com precisão tais coisas milhares específicos de anos atrás. E as notas
breves Morrighese que foram enfiados dentro com ele confirmar que foi descoberto mais de
uma década depois de a princesa Arabella nasceu. Texto nômade no início de registro histórico
de Dalbreck sugeriu algo semelhante, em quase idênticos fraseado-from as conspirações dos
governantes, a esperança ia nascer. Eu sempre assumi que significava Breck, mas talvez não ".

A firmeza de seu olhar me disse mais do que seu comentário. Ele acreditava que cada palavra.

Eu senti uma batida como um aviso, a trepidação que rastreia através de seus ossos quando
um cavalo está galopando em sua direção.

"Há um pouco mais na próxima página."

Olhei para os papéis e arrastou a um superior para o lado. Havia mais dois versos.

Traída por seu próprio país,

Espancados e desprezado,

Ela irá expor os maus,

Para o dragão de muitas faces

Não conhece fronteiras.

E, embora a espera pode ser longa,

A promessa é grande,

Para o chamado Jezelia,

Cuja vida será sacrificado,

Para a esperança de salvar seu.

Sacrificado?

Este Lia nunca tinha compartilhado comigo.

Se ela sabia o tempo todo?


A raiva passou por mim, e para a direita em seus saltos, evisceração medo.

É verdade, Rafe. Cada palavra é verdadeira.

Levantei-me e caminhei até uma extremidade do meu quarto e de volta, circulando em torno
de minha mesa, minha cabeça batendo, tentando fazer o sentido dele. Traído por sua
própria?Espancados e desprezado? Sacrificado?

Droga, Lia! Maldito!

Eu peguei a agenda de amanhã e jogou-o contra a parede, papéis voando para o chão. Merrick
estava. "Sua Majestade, eu-"

I passou por ele. "Sven! Quero Geral Draeger no meu quarto primeira coisa na parte da
manhã! "" Eu acredito que ele já tem- "

"Aqui! Ao amanhecer! "Eu gritei. Sven sorriu. "Eu vou ver a ele."

CAPÍTULO QUARENTA E QUATRO

KADEN

Eu costumava ir ao mercado com a minha mãe. Isolado na propriedade, eu não consegui ver
grande parte do mundo, assim que o mercado era um lugar de maravilha para mim. Viajamos
nesta mesma estrada no vagão com o cozinheiro. Minha mãe comprou materiais para as
minhas aulas com meus meio irmãos de papel, livros, tintas e pequenos sacos de cascas
cristalizadas como recompensas para uma semana de estudo diligente.

Ela sempre comprou algo só para mim também. Pequenos presentes estranhos que
fascinaramme-bugigangas dos antigos que não tinham propósito ou significado mais, discos
brilhantes finas que chamou o sol, moedas marrons de metais inúteis, ornamentos agredidas
de suas carruagens.Ela me disse para imaginar o seu propósito maior. Eu mantive-los em uma
prateleira na casa de campo, cuidadosamente dispostos tesouros que seguravam minha
imaginação e me levou a lugares além dos terrenos da propriedade, objetos que cresceram na
maravilha e me ajudou a imaginar um propósito maior, mesmo para mim, até que um dia o
meu mais velho irmão sorrateiramente na casa de campo e roubaram a todos. Apanhei-o tal
como ele foi despejá-los no fundo do poço. Ele queria que eu não tenho nada. Menos do que
já fez.

Não foi a última vez que chorei. Um ano depois, minha mãe morreu.

Menos era tudo o que eu já tive, ou sido. Mesmo agora. Eu não era nada. Um soldado sem um
reino, um filho sem uma família. Um sem- homem

No dia Lia e Rafe se separaram agitado em meus pensamentos de novo, como tinha feito
tantas vezes antes, como um pedaço estava faltando, algo que eu não entendia. Quando ela
deixou Rafe se juntar a nós na trilha, seu rosto era como uma peça de escultura em pedra com
um milhar de pequenas rachaduras na mesma, um olhar cego, os lábios entreabertos,
congelada da mesma forma uma estátua poderia ser. Nos últimos meses, eu tinha pensado
que Lia tinha me olhou com seus olhos tudo poderia realizar-ódio, a ternura, vergonha,
tristeza, vingança e o que eu pensei que poderia ser amor. Eu achava que conhecia a
linguagem da Lia, mas o olhar que ela tinha tido em seus olhos o dia em que deixou Rafe atrás,
eu nunca tinha visto.

Sim, é diferente entre nós. Sempre foi, Kaden, e se você é honesto com você mesmo, você
sempre soube disso também. ...

Nós ambos os cuidados para Venda e Morrighan. ... Não subestime o vínculo que
compartilhamos.grandes reinos

foram construídas com muito menos.

Talvez com Lia, menos poderia ser mais, o propósito maior que minha mãe tinha sempre
esperava.

Talvez menos poderia ser suficiente.

***

O caminho para a mansão era mais grosso com árvores do que eu lembrava. Ramos pendurado
sobrecarga como um trançado dedos dossel. Pela primeira vez, eu me perguntava se eu
misremembered do caminho. Eu não poderia imaginar o grande e poderoso Senhor Roché
vivendo abaixo desta faixa despretensioso, remoto. Eu nunca tinha sido de volta. Ameaças do
mendigo para uma criança tinha apresentado algum lugar no meu crânio, ele vai te afogar em
um balde. Mesmo quando eu era assassino de Venda, o que o resto do Rahtan temia, a
memória dessa ameaça poderia ainda faz meu coração bater mais rápido . Ele ainda fez, cada
resurfacing da cicatriz como se eu fosse oito anos de idade novamente.Iria matá-lo mudar
isso? Eu sempre pensei que seria. Talvez hoje eu iria descobrir.

E então eu vi, um vislumbre da pedra branca por entre as árvores. Eu não tinha esquecido o
caminho. Quando me aproximei, vi que os motivos tinha caído em desordem. O verde cortada
gramados foram apenas palha e sujeira agora, e os outrora esculpidas arbustos foram cobrido
e sufocaram com videiras. A mansão alastrando, definir bem longe da estrada, parecia
despenteado e abandonada, mas vi uma trilha fina de fumaça subindo de um dos seus cinco
chaminés. Alguém estava lá.

Eu circulei em torno de modo que ninguém me visse, e primeiro eu fui para a casa que tinha
compartilhado com minha mãe. Era uma vez branco também, mas a maior parte da pintura
havia flocos afastado há muito tempo. Não havia dúvida de que era desabitada. As mesmas
vinhas que sufocaram as arbustos se arrastou ao longo da varanda e janela da frente. I
amarrado meu cavalo, e a porta empenada cedeu sob meu ombro. Quando entrei lá dentro,
parecia menor do que eu me lembrava. Os móveis foram todos embora, provavelmente,
vendido para mendigos também, coisas descartáveis assim como eu. A casa era simplesmente
um casco empoeirado agora que não tinha nenhum traço de minha mãe ou a vida que eu tinha
quando eu era amado. Olhei para a lareira vazia, a lareira vazia acima dele, a sala vazia que é
utilizado para segurar a minha cama, o vazio que permeava tudo. Girei e saiu. Eu precisava de
ar fresco.
Debrucei-me sobre a grade da varanda, olhando para a mansão tranquila, o perfume de
jasmim forte na minha memória. Imaginei-o sentado no interior, dura apoiada em uma
cadeira, calças bem passadas, um balde de água ao seu lado. Esperando. Eu não poderia ser
afogado mais. Eu pisei fora da varanda e caminhou até a parte oriental da propriedade,
mantendo-se fora da vista. Havia um lugar onde eu sabia que eu iria encontrar minha
mãe. Apenas o coveiro e meu pai tinha estado presente quando a enterrou. Nem mesmo os
meus meios-irmãos, a quem ela tinha tutelados e tratados com carinho, se preocupou em vir e
dizer algumas últimas palavras. Nenhum marcador tinha sido feito para a sua sepultura, para
que eu tinha encontrado as pedras mais pesadas que eu poderia carregar e colocou-os como
um cobertor em cima da sujeira amontoada, encaixando-los juntos até que meu pai me disse
para parar.

Procurei o monte de pedras agora, mas ele se foi também. Não havia nada para marcar o local
onde ela estava deitada na Terra, mas havia outras sepulturas não muito longe de dois dos
quais tinham grandes lápides esculpidas. Eu me afastei as vinhas, esperando que eu tinha
esquecido onde ela estava e que um deles era para ela. Nem era. Um era para o meu irmão
mais velho. Ele morreu apenas algumas semanas depois que eu saí. Minha madrasta, se eu
pudesse chamá-la assim, tinha morrido um mês depois. Um acidente? Uma febre?

Olhei de volta para a casa ea ondulação fumaça da chaminé. Seria possível que meu pai era um
homem quebrado doentio agora? Isso explicaria o estado dos motivos que ele já tinha tomado
tanto orgulho. Minha outra metade irmão seria vinte e dois agora, forte e capaz de lutar de
volta, mas ele provavelmente não iria me reconhecer depois de todos esses anos. I soltou a
alça na minha bainha, sentindo a posição da minha faca ao meu lado. Foi o que o Komizar
sempre pendurada na frente demim, justiça e um dia eu seria o único a entregá-lo. Eu andei
em direção à casa e bateu na porta.

Ouvi baralhar dentro, batendo alguma coisa, uma chamada para alguém e uma maldição, e,
finalmente, a porta se abriu. Eu a reconheci mesmo que seu cabelo tinha ido branco e ela foi
duas vezes o tamanho que ela tinha sido uma vez. Era a mansão governanta. Eu me lembrava
dela como beliscou e feitas de ângulos e juntas afiadas que frequentemente tinha batido a
cabeça. Agora ela era redondo e amplo. Uma grande panela de ferro pendia de sua mão.

Ela olhou para mim. "Yaaap?"

O som de sua voz se arrastou sobre a minha pele. Isso não havia mudado. "Estou aqui para ver
o Senhor Roché." Ela riu. "Aqui? O rocha você tem escondido sob? Ele não esteve aqui em
anos. Não mais

que, de passagem, agora que ele tem o seu grande trabalho importante. "

Foi? Por anos? Não parecia possível. A minha memória dele dominando sobre a propriedade e
do concelho foi congelado aqui e em toda a minha imaginação desde então.

"O trabalho que seria isso?", Perguntei.

Ela assobiou por entre os dentes como se eu fosse um idiota alheio.


"Ele está no citadelle trabalhar para o rei. Um desses trabalhos de gabinete de fantasia.Tenho
nenhuma necessidade para este lugar nomore. Mal atira me moeda para mantê-lo.Shame
como parece agora. "

Ele está em Civica? Parte do gabinete do rei?

"Espere um minuto", disse a dona de casa, inclinando-se mais perto e sacudindo o dedo para
mim. Descrença brilhou em seus olhos. "Eu sei quem você é. Você é aquele desgraçado rapaz.
"Em um instante, seu desinteresse inflamado ao ódio. Seu dedo cutucou meu peito, mas
minha cabeça ainda estava se recuperando com esta nova informação. Meu pai estava em
Civica? Um pensamento muito mais mortal tomou conta de mim. Será que o Komizar sabe? Se
ele tivesse adivinhado que meu pai foi-se por isso que ele manteve suas fontes tão
intimamente realizada? Ele tinha estado a trabalhar com o homem que procurou destruir
todo?

Virei-me para sair, mas a governanta agarrou meu braço. "Você e seu presente!", Ela
rosnou. "Você disse que a senhora teria uma morte horrível, e ela o fez. Você pouco
miserávelbeast- "

Eu ouvi um barulho atrás de mim e girou em direção a ela chamar minha faca, ao mesmo
tempo, mas depois sentiu uma explosão em toda a volta da minha cabeça e do mundo caiu
quando caí para a frente.

***

Quando eu acordei, eu estava debruçado sobre o poço. Dois homens me seguraram. Um cabo
de corte em minhas mãos, que foram amarradas nas costas. A governanta sorriu. "Este é o
lugar onde o menino morreu," ela disse, "mas você sabe que,

não é? Afogado. Alguém empurrou-o. Sabemos que foi você. Você sempre odiava. Jealous
você era. Mistress foi à loucura, morrendo lentamente dia após dia, e, finalmente, cortar os
pulsos um mês depois. A morte lenta e horrível, assim como você previu. Vendo seu
primogênito puxada de um poço toda suada e inchado foi a pior coisa que poderia ter
acontecido com ela. Nada era o mesmo por aqui depois disso. Não é para qualquer um de
nós. Agora é a sua vez, menino. "

O mundo nadou na minha frente. Imaginei que, em vez de os nós dos dedos, desta vez seu
pote tinha encontrado meu crânio. Ela acenou para os homens me segurando. Era um poço
profundo. Uma vez eu fui jogado para baixo, não haveria saindo. Os homens levantou-me
debaixo dos meus braços, mas minhas pernas ainda estavam livres. Sacudi a tontura e bateu
para fora para os dois quase simultaneamente. Uma das minhas botas quebrou a rótula, e eu
preso a outro homem no groin.When ele se dobrou, meu joelho estalou o pescoço. I rolou
para longe, pegando a faca do lado do homem morto e cortado o cordão nas minhas costas. O
homem com o joelho esmagado gritou de dor, mas mancando para frente, batendo em mim
com seu facão. Com um golpe da minha lâmina, sua garganta estava aberta e ele caiu morto
ao lado do outro homem. A governanta olhou para mim, horrorizado, e correu para a casa.
Minha cabeça latejava, e eu curvado, tentando me orientar, o mundo ainda girando, então eu
corri também. Eu não sei quanto tempo eu estiver fora. Eu tropecei para o meu cavalo, ainda
amarrado atrás da casa, dor dividir minha cabeça em dois, sangue escorrendo pelo meu
pescoço, costas úmido e pegajoso, e eu andava, esperando que Lia não tinha deixado sem
mim, esperando que eu não passaria antes que eu a alcançou. Eu sabia pelo menos mais um
traidor no gabinete Morrighese, porque se alguém não tinha noção de lealdade, que era o meu
pai.

CAPÍTULO QUARENTA E CINCO

Garoa caiu levemente. Eu puxei meu casaco mais perto. O vento circulado, soprou, um silvo a
sua voz. Névoa picou meu rosto com mil sussurros de alerta. Este era ou no início ou no fim.

O universo cantou seu nome para mim. Eu simplesmente cantou-lo de volta.

Para quantos séculos tinha o nome circulou? Quantas tinha ouvido falar e virou-se? Mesmo
agora, a escolha ainda era minha. Eu poderia virar. Esperar por alguém para ouvir a
chamada.De repente eu estava bateu com a enormidade do que eu tinha que fazer. Eu só era
princesa Arabella novamente, inadequado, não têm voz, e, talvez mais do que tudo,
indesejável.

Mas o tempo estava se esgotando.

Tinha que ser alguém.

Eu pressionei dois dedos em meus lábios. Para Pauline. Berdi, Gwyneth, meus irmãos.Para
Walther, Greta, Aster. Eu levantei minha mão, dando o meu voo orações. E Kaden. Que ele
esteja vivo. E Rafe. Let- Mas não havia nada para pedir. Ele foi onde ele precisava ser.

Cavalos estampadas atrás de mim, seus roncos abafados no ar pesado. Olhei de volta para o
Pai Maguire esperando ao lado Natiya pelo meu sinal. Ele balançou a cabeça, seu cabelo
pingando com a umidade, os olhos fixos nos meus, como se ele sempre soube este momento
chegaria. Dezessete anos atrás, eu tinha uma menina infantil squalling em minhas mãos. I
levantou-a aos deuses, orando por sua proteção e mina promissor. Eu não sou bobo. Eu
mantenho minhas promessas aos deuses, não homens. Sua promessa aos deuses era uma
moeda vale mais que ouro para mim agora.

Olhei para minha antiga vida alastrado através de montes e vales em uma colcha de retalhos
de memórias-as ruínas disformes, o branco-tampado baía, a torre inclinada de Golgata, as
aldeias aninhadas fora dos muros da cidade, as ruas da vila, as torres da citadelle , a abadia
onde estava a ser casado, o mesmo lugar onde um jovem padre tinha levantado um bebé aos
deuses e prometeu sua proteção, enquanto outros tinham conspirado contra ela desde o
início.

Este foi Civica.

O coração de Morrighan.

Eu estava entrando em uma cidade que me insultado.


Guardas postados ao longo das estradas seria à procura de Princesa Arabella. Mas uma viúva
velada viajando com sua jovem filha e acompanhado por um padre? Nós não iria sofrer muito
escrutínio.

"Você acha que Kaden está morto?", Perguntou Natiya.

" Não ", respondi, pela terceira vez. Natiya estava traindo o que ela tinha trabalhado tão duro
para negar, nem para si mesma. Eu entendi que a negação dos sentimentos. Às vezes era
necessário.

"Ele vai ficar aqui", eu tranquilizei ela. Mas gostaria de saber também.Onde ele estava?

Uma semana atrás, quando ele não tinha aparecido no nosso ponto de encontro ao meio-dia,
eu riscado a palavra millpond na sujeira e esquerda. Eu não tinha outra escolha. Agora que eu
sabia Pauline estava em Civica, eu estava preocupado com o perigo que ela estava, a quem ela
pode ir para pedir ajuda, e que ela pode subestimar a raiva do meu pai.

Eu também estava preocupado com as mensagens que eu tinha enviado antes que eu sabia
que ela e os outros estariam aqui. Eu sabia que eles gostaria de acrescentar um perigo
imprudente para a cidade, ambos entregues por mensageiros de fora Morrighan, o que os
tornava indetectável. A primeira mensagem, provavelmente, tinha chegado há poucos dias.

Eu estou aqui.

Observando você.

Eu sei o que você fez.

Tenha medo.

-Jezelia

É claro, seria lida pelo chanceler em primeiro lugar, mas a notícia da mensagem se espalhou
como uma praga entre seus coconspiritors. Minha primeira tarefa era conseguir simplesmente.
Se eles pensaram que eu já estava na cidade, eles não estaria assistindo as estradas que levam
a ele tão perto. Uma vez que eu estava, havia muitos lugares para se esconder. Eu sabia que
cada corredor escuro e alcova. A vantagem que eu esperava era que as notas gostaria de
acrescentar a ansiedade dos traidores. Agora eu não seria o único a ver o meu back-eles
haviam ser nervosamente olhando por cima dos ombros também. E as notas eram minha
marca registrada, depois de tudo. Eu queria que eles pensam que eu estava tão confiante e
sem medo como eu estava quando eu deixei a nota meses atrás na gaveta escondida do Royal
Scholar. Walther tinha me disse como ele tinha enviado-los em uma busca louca do citadelle
procurando os livros faltantes. Uma busca descuidada. Mesmo os servos tinham notado. Eu
esperava que estas notas iria ajudá-los a cometer erros estúpidos novamente. Assim como
Walther tinha notado, Bryn e Regan faria também. Eu precisava de os jogadores mais exposta,
ou pelo menos mais visível.

A segunda mensagem, provavelmente, chegar a qualquer dia, que uma dirigida ao Real
Scholar.
Eu retornei seus livros.

Eu espero que você encontrá-los antes que alguém o faça. Tenha medo.

-Jezelia

Tirei o lenço de luto e ajustado sobre a minha cabeça e rosto. Eu já estava bem
acolchoadapara preencher a capa de Berdi e disfarçar minha forma.

"Você está pronto?", Perguntou Natiya.

Eu não tinha escolha, mas para ficar pronto. "Sim", eu respondi.

Atravessamos a encosta íngreme e estavam prestes a emergir de um bosque para a estrada


quando eu fui golpeado com o óbvio. Parei meu cavalo, minha cabeça batendo, as sombras
das árvores que giram em torno de mim. Como se eu não tivesse considerado isso
antes? "Queridos deuses. Pauline está em Civica ".

Natiya parou perto de mim, alarmado. "Eu não entendo. Você já sabia disso. "

Mas eu estava tão preocupado com a segurança dela, eu não tinha colocá-lo juntos. Mikael.E
se ele estava em Civica também? E se ela o viu? O que ele faz com ela?

"Arabella?" Pai Maguire perguntou atrás de mim.

Tentei empurrar a preocupação da minha mente. Talvez se eu tivesse sorte, Mikael foi
realmente morto. "Não é nada," eu disse, e eu bati meus rins, trotando para a estrada para
Civica.

Pouco antes de o primeiro povoado afastado, havia uma barricada e checkpoint. Dois soldados
foram parar vagões e viajantes.

"A sua razão para vir para a cidade?" Um soldado perguntou quando foi a nossa vez de
passar. "Os negócios na abadia:" Pai Maguire respondeu.

Um soldado deu uma olhada superficial em nossas malas, e outro sinal para o meu rosto. "O
seu véu, senhora?" O padre voou em uma raiva imediata. "Tem que chegar a isso?", Ele gritou,
revirando os olhos para o céu.

"Eu posso garantir para esta viúva e sua filha, como pode os deuses! Você não tem respeito
pelo luto? "O jovem soldado foi suficientemente envergonhado que ele acenou-nos no
meio. Não havia mais

checkpoints. Assim como eu pensava, eles suspeitaram que eu já estava dentro dos portões da
cidade. Minha primeira nota tinha feito o truque. Quando atravessou o último povoado e
entrou em Civica, eu respirei de alívio. Eu estava. A primeira tarefa foi cumprida. Nós
desmontou, e eu usei uma bengala como um disfarce adicional enquanto eu caminhava pela
rua lotada. Meu alívio foi momentâneo.

Apenas alguns minutos depois, vibração revelou que o rei estava gravemente doente. Meus
passos vacilaram com esta revelação. Eu interrompi as duas mulheres que eu tinha ouvido
como eles pesquisados uma polpa de bolinho de massa gorda em um escaninho de mercado, e
eu pescados na região para obter mais informações. "Mas eu ouvi o rei tinha apenas uma
doença passageira menor?"

Uma das mulheres grunhiu e revirou os olhos para a amiga, notando com desaprovação que eu
estava escutando. "Então você ouviu errado. Meu primo Sophie trabalha no citadelle, e ela
disse que eles estão mantendo uma vigília. "

A outra mulher sacudiu a cabeça. "E eles não manter vigílias para passar tosse."

Eu balancei a cabeça e seguiu em frente. Natiya e Pai Maguire olhou para mim com olhos
curiosos, mas eu mantive meu foco. O plano não tinha mudado. Muito. Eu dei Natiya meu
cavalo ser estacionadas e disse-lhe para

ir à abadia com o padre e completar a tarefa que eu tinha colocado diante dela,
encontrar Pauline.Ela era ir para cada pousada e dizer que ela tinha informações para a
senhora que tinha indagado sobre uma parteira. Eles seria ou enviá-la em seu caminho se não
houvesse convidado em tal necessidade, ou eles levá-la a Pauline. Uma vez que ela encontrou,
ela foi enviar a ela e aos outros para o millpond. Pauline saberia qual deles. Havia apenas um
que foi abandonada. Pai Maguire assentiu sobre a cabeça de Natiya. Ele tinha feito uma
promessa para mim, para proteger Natiya se os eventos devem espiral fora de meu controle.

Deixei para o citadelle, meu rosto coberto e meus passos tão rápido quanto eu ousei. Dois
punhais estavam escondidos debaixo da minha capa. Eu tinha tentado esconder uma espada,
mas era muito volumoso, e eu não poderia ter uma chance em detecção.

Meu pai tinha sido saudável quando eu saí. Sim, alguns quilinhos a mais em torno de seu meio,
mas robusto. Eu não esquecer que ele poderia muito bem ser uma armadilha. Ela
provavelmente foi. Desenhe a princesa fora. Apelar para o seu lado sentimental. Se fosse esse
o caso, eles tinham jogado o cartão errado. Eu não podia pagar mais um lado sentimental.

Quando virei a esquina e viu o citadelle, minha garganta apertada. Olhei para os passos, onde
eu tinha resistido inúmeras vezes com a minha família, impacientemente à espera de uma
procissão, cerimônia ou importante anúncio, sempre dobrado com segurança entre meus
irmãos. Mão do meu pai iria descansar no meu ombro, a mão de minha mãe em Bryn,
geralmente para nos manter ainda. Eu lutei contra o impulso de correr até os passos, chamada
de Bryn e Regan, a correr pelo corredor e cumprimentar minhas tias, encontrar a minha mãe, a
correr para a cozinha para algo fresco do forno.

Agora guardas Citadelle foram postados no perímetro. Embora eles foram treinados no
acampamento dos soldados, os uniformes foram um grande contraste de soldados. Guardas
usavam botas altamente polido preto, capas vermelhas longas, e capacetes de metais
disparou. Mais ficou para trás nas sombras do pórtico, suas alabardas cruzadas na entrada da
frente que tinha sido instruído para usar no dia do meu casamento. Meu estômago rolou como
eu me lembrava meus últimos minutos frenéticos roubar a porta de serviço , em vez-
o momento em que o sol brilhou nos meus olhos e a divisão em dois dias criando o antes eo
depois da minha vida.
I foi cauteloso na minha abordagem, retardando meus passos e encolhendo os ombros como
uma verdadeira viúva. Eu tinha comprado um posy no meu caminho.

Eu andei até o centro da escada, e um guarda veio para a frente para me conhecer. Baixei a
voz, acrescentando um ligeiro sotaque do norte. "Para o rei," eu disse, segurando o buquê
para ele ", juntamente com as minhas orações pela sua recuperação."

Ele tomou o pequeno buquê de prímulas de mim. "Eu vou ver que ele recebe-los."

"E o príncipe Regan?", Acrescentei. "Minhas orações para ele também. Ele está se preparando
para assumir o trono? "

O guarda lançou um olhar severo irritado para mim, mas rapidamente se corrigiu. Eu era uma
viúva, depois de tudo, e talvez a viúva de um soldado. "Príncipe Regan está afastado assistir
seus deveres, como é o Príncipe Bryn. O rei não está tão doente que alguém tem que se
preocupar em sucessão ".

Um estratagema, assim como eu pensava. Não houve vigília. Mas meus irmãos de distância da
Civica? "Ambos os príncipes estão viajando?", Perguntei.

"Atender negócios do reino, como eu disse." Sua paciência foi gasto. "Madame, eu preciso
voltar ao meu posto."

Eu balancei a cabeça. "Deus te abençoe, filho."

No meu caminho de volta para a abadia, eu costumava cavar um pouco mais para descobrir
onde Bryn e Regan tinha ido. Mais guardas Citadela de facilmente descobertos por suas capas
vermelhas longas, foram posicionados nas esquinas e foram felizes em aceitar presentes de
pães doces fosco de uma viúva dobrados. Ambos os príncipes, juntamente com os seus
esquadrões, tinha ido para a cidade de Sacramentos. Não era longe, único passeio de alguns
dias, mas ainda assim o meu espírito se afundou. Eu precisava deles, não apenas como meus
irmãos que me apoiaria, mas como soldados que podia confiar. Como eu saí, eu achava
estranho. Gabinete para membros não -soldados foramnormalmente enviados a negócios
reino.

Quando me aproximei um grupo de soldados, reconheci um deles. Eu tinha jogado cartas com
ele em um dos meus fim de noite escapa-nos tinha brincou e riu junto. Minha confiança
aumentou, e eu corajosamente provocou mais detalhes sobre o propósito de Bryn e Regan em
ir para a cidade de Sacramentos. Eu aprendi que estavam a dedicar uma pedra memorial para
o príncipe e seus companheiros mortos. O soldado disse que a sua presença era necessária
para acalmar as dúvidas sobre a fidelidade família que a traição pela Princesa Arabella tinham
semeado.

Outro dos soldados disse: "Ela matou seu próprio irmão, sabe? Mergulhou a espada no peito-
se de seu príncipe Walther ".

Olhei para ele, incapaz de ficar curvado sobre a minha bengala. "Não, eu não sabia."
Seu desprezo tocou em meus ouvidos. Seu próprio irmão. Seus companheiros ecoou seu
ódio.Princesa Arabella era um traidor da pior espécie. Eu saí, atordoado, tentando entender o
quão terrível mentira do Komizar sobre a minha decisão de se casar com ele poderia se
transformar em algo ainda mais feia. Como alguém poderia acreditar que eu iria matá-
Walther? Mas eles fizeram, e eles nutria uma repulsa fervendo na minha direção.

Senti as mãos do Komizar rastejam pelos meus braços, me possuir, me conhecendo, ainda
jogar o jogo de longe away- há sempre mais para tomar -knowing a melhor forma de me
desfazer.

Meu estômago subiu na minha garganta, e eu se escondeu atrás de uma tenda. Eu rasguei o
meu lenço de distância e se dobrou, vómitos, provando veneno da Komizar. Eu cuspi e limpou
minha boca. E se não era apenas a esses soldados que acreditaram na mentira?

O que se todos fizessem?

E se mesmo meus próprios irmãos fizeram?

Eu nunca tinha convencer ninguém de nada.

CAPÍTULO QUARENTA E SEIS

PAULINO

Eu tinha dito Berdi e Gwyneth eu estava indo para o cemitério para ver se Andrés estava
lá.Embora pouca informação tinha sido próxima, nenhum dano tinha vindo de minhas visitas
com ele também. Tudo o que eu tinha aprendido era que ele também foi surpreendido pela
morte do soldado que havia trazido a notícia da traição de Lia como Bryn e Regan tinha sido. O
soldado era um companheiro próximo, e Andrés lamentou sua morte também. Quando eu
perguntei se os comentários apressados do soldado sobre Lia antes de morrer poderia ter sido
mal interpretado, ele disse que não sabia, mas que seu pai, o Vice-regente, estava angustiado
com a notícia e achei difícil de acreditar. Eu queria ir falar com o Vice-regente mim, mas eu
lembrei das palavras de Bryn. Lie baixo. Fique longe do citadelle.

Eu iria para um pouco mais, mas havia algumas coisas que eu não poderia colocar off. Se era
prudente ou não não importa. Com cada dia que passa, queimou através de mim. Eu tinha que
saber, de uma forma ou de outra.

"Olá, Mikael."

Ele parou meio passo na viela estreita atrás do pub, uma menina com belos cachos castanhos
ainda agarrada ao seu braço. Ele balançou a solta e disse-lhe para continuar, que ele iria
encontrá-la mais tarde.

Ele olhou para mim, meu rosto ainda escondido nas sombras do meu bairro.Mas ele sabia que
minha voz. "Pauline".

Ouvir meu nome em seus lábios causou arrepios que rodam na minha espinha, cada timbre de
sua voz tão doce e amanteigado suave como eu me lembrava.
"Você não veio", disse eu, mal capaz de formar as palavras.

Ele deu um passo em minha direção, e eu segurava o cesto Eu segurei na frente de minha
barriga mais apertado. Sua expressão realizada preocupação e remorso. "Eu tive que realistar,
Pauline. Eu precisava do dinheiro. Meu família- "

"Você me disse que não tinha família."

Ele fez uma pausa, olhando para baixo, mas apenas brevemente, como se envergonhado. "Eu
não gosto de falar sobre eles." Meu coração puxou. "Você poderia ter me dito."

Ele mudou de assunto de família para nós. "Eu senti sua falta terrivelmente", disse ele e deu
mais um passo em minha direção, sua mão estendida, como se ele já tinha esquecido sobre
a ruiva menina. I definir a cesta no chão e empurrou para trás a capa dos meus ombros.

"Eu senti sua falta também."

Ele parou e olhou para a minha barriga arredondada, o choque registrar em sua expressão, o
momento tirando enquanto um último suspiro, e depois um curto sopro estranha de ar
escapou de sua boca. Seus braços, que tinha acabado de ser chegando para me
cuidadosamente dobrados sobre o peito. "Parabéns", disse ele, e depois com mais cuidado,
"quem é o pai?"

Nessas poucas palavras, por um breve momento, eu não estava vendo Mikael em tudo, mas
Lia, seu longo cabelo desgrenhado em torno dos ombros, com os olhos brilhando, sua
respiração vindo em golfadas assustados, sua voz tão frágil como o gelo da mola. Ele é morto,
Pauline. Eu sinto muito, ele está morto.

Mikael olhou para mim, esperando por uma resposta. Eu era virgem quando ele me
encontrou. Ele estava bem ciente de que ele era o único. Seus lábios apertados, e seus alunos
encolheu para pérolas afiadas. Eu podia ver seus pensamentos fiação, suave e sedosa, já
renegociar tudo o que eu diria.

"Ele é ninguém saberia", eu respondi.Seu peito subia em um suspiro aliviado.E eu virei e fui
embora.

CAPÍTULO QUARENTA E SETE

Até o final do dia, Natiya ainda não tinha encontrado Pauline. Não havia mais de uma dúzia
pousadas em Civica, e Natiya alegou que ela tinha ido a todos eles. Tudo o que conseguimos
foram encolhe os ombros a seus inquéritos. Pelos meus cálculos, a barriga de Pauline deve ser
redonda com oito meses de bebé por agora, um estalajadeiro iria notar isso.

Minha mente correu com algo que eu não tinha considerado. E se ela tinha perdido o
bebê?Enzo não tinha mencionado sua condição de volta em Terravin. E se-

E, em seguida, uma outra possibilidade.

E se ela não pôde ser encontrado porque ela já na prisão era?


"Você está olhando desenhada," Pai Maguire disse como eu absorvi a notícia de Natiya."Você
comeu?"

Eu balancei minha cabeça. O pouco que eu tinha mordiscou estava agora em uma rua
Civica. Ele me sentou em uma mesa em um quarto do tamanho de um armário. Continha uma
mesa, uma cadeira, uma cama estreita e único gancho na parede. O quarto foi em razão da
abadia e significou para os padres que viajam individuais, quando eles visitaram os arquivos e
para nada mais. Natiya e eu não poderia ficar aqui por muito tempo. Ele chama a atenção. Eu
tinha ido para a casa de campo millpond hoje para ver se Kaden tinha mostrado, mas ainda
não havia sinal dele. Dedos frios tinha agarrado minha espinha. Por favor, deixá-lo ficar bem.

Eu descansei minha cabeça em minhas mãos. Com a falta de sucesso de Natiya já foi discutido,
o padre perguntou-me como o meu dia tinha ido. I respondeu com o silêncio e revisto a notícia
na minha cabeça.

Meu pai estava doente com uma doença desconhecida provocada pela maldade da traição de
Princesa Arabella. Ninguém tinha visto a rainha desde que meu pai ficou doente e, na verdade,
toda a quadra da rainha tinha ido em reclusão, de luto pela empresa perdeu de soldados. Eu
não poderia mesmo começar a minha tia Bernette. O citadelle era guardado como se realizada
a cada último tesouro no continente. Meus irmãos, a quem eu precisava desesperadamente
ver, estavam longe-along com os esquadrões Eu tinha contado com o apoio. Pauline não pôde
ser encontrado. Eo príncipe Walther se acreditava ter sido morto por mão de sua irmã
traiçoeira.

Fechei os olhos.

Foi apenas meu primeiro dia aqui.

Eu tinha sido conduzido, ignorando obstáculos, até que as mesmas coisas que me levaram de
repente me fez fraco. I foi amarrado a Civica de maneiras que eu tinha demitido. Sim, senti
raiva em os traidores no gabinete, mas havia

ainda pessoas aqui quem me preocupava, e que eles acreditavam sobre mim interessava-
o padeiro da aldeia que sempre teve uma amostra quente para mim a gosto; o Mestre estável
que me ensinou como preparar um cavalo; os soldados que sorriu quando eu vencê-los em
cartões. Eu me importava o que eles acreditavam em mim. Lembrei-me de meu primeiro dia
em Sanctum Municipal e da Komizar estudando-me de longe. Cálculo. Ninguém no gabinete
Morrighese já me conhecia tão bem quanto ele tinha. Eu vi a mão orquestrar neste.

Eu pressionei os saltos das minhas mãos nos meus olhos, recusando-se a ceder à desolação
brotando em mim. Ele ainda não acabou.

Pai Maguire definir uma tigela quente de caldo na minha frente e eu forçado para baixo um
pedaço de pão com ele. Walther estava morto. Eu não poderia mudar isso, nem o que as
pessoas acreditavam em mim.

"Queria cuidar dos avisos?", Perguntei.


Ele assentiu. "Todos os textos e pronto, mas um selo oficial ajudaria a credibilidade." "Eu vou
ver o que posso fazer."

"Eu tenho alguma hesitação sobre a mensagem embora. É arriscado. Talvez nós- " " É
seguro. Apenas no caso de. Ele vai me ganhar tempo. "

"Mas-"

"É o único anúncio de que vai se guzzled mais rápido do que um jarro livre de cerveja."

Ele suspirou, mas acenou com a cabeça, e então eu dei-lhe outra tarefa. Pedi-lhe para
perguntar discretamente e ver se algum mais estudiosos tinham desaparecido.

Eu agarrei minha capa do gancho, examinando agulha de Natiya escondida no forro


interior. Na penumbra do crepúsculo, ele iria trabalhar. Pode ser de alguns dias antes de meus
irmãos voltaram da cidade de Sacramentos e poderia me ajudar, mas ainda havia trabalho a
ser feito.

***

A cidadela foi uma grande estrutura alastrando. Se a arquitetura de Venda foi um vestido
reunido com trapos, em seguida, a arquitetura de Morrighan era um vestido de trabalho
prático robusto de pontos contados e amplas costuras para expansão.

Ele tinha crescido ao longo dos séculos, assim como o reino tinha, mas ao contrário do
Sanctum, que tinha crescido de uma forma mais ordenada. Quatro asas principais irradiada a
partir do grande salão original em seu centro, e várias torres e edifícios surgiram em razão ao
seu redor. Ligar passagens entre as asas e outras estruturas feitas para uma infinidade de
cantos convenientes e corredores para uma jovem princesa a escorregar das garras de seus
tutores. Eu estava intimamente familiarizado com cada cortina, closet, copa, e borda no
citadelle de uma forma que apenas uma criança desesperada pela liberdade pode ser. E depois
havia as passagens secretas que ninguém deveria saber sobre, fugas empoeiradas esquecido
construídos em épocas mais escuras, mas a minha rondando tinha me levou a descobrir os
demais.

The Royal Scholar estava bem consciente das minhas habilidades, mas suas armadilhas para
me pegar teve, em sua maior parte, sido pateticamente fraco. Eu os vi vindo diante de um
tutor de emboscada poderia pegar meu ombro, antes de eu tropecei

um fio de seda amarrados com um sino de advertência, antes de qualquer obstáculo colocado
no meu caminho poderia me abrandar. Se nada mais, a sua persistência tinha provado um
desafio para mim e contribuiu para a minha discrição. Ele se tornou um tutor involuntária de
outro tipo.

Os jardins atrás do citadelle desde sua própria forma única de subterfúgio. Meus irmãos e eu
tinha escavado através de passagens nas sebes vagamente aparadas, alguns dos túneis tão
grandes, todos poderíamos abrigar-se um antro de barro e comer os bolos doces quentes que
um de nós tinha recortadas dos fornos de cozinha.
Eu usei um desses antros agora, esperando o momento certo, em seguida, fez oportunidade
bloom por atirar uma pedra com cuidado destinado. Um farfalhar na distância.Quando os
guardas se virou para o barulho, eu corri para as sombras de uma passagem coberta.

Eu estava dentro. A partir daqui que não poderia me parar.

***

Havia algo perigosamente exhiliarating com a escorregar pelos corredores. Mesmo que meu
coração batia em meus ouvidos, todos os sentidos dentro de mim explodiu para a vida, alerta
e brilhante. Foi tudo familiares, os sons, os cheiros, mas então a minha consciência foi
subitamente picado por algo mais. Algo que tinha um nome agora. Ele deslizou por mim, uma
fera vestida com o cheiro de traição. Eu senti sua barriga ondulando sobre a minha pele. Eu
ouvi seu batimento cardíaco nas paredes. Eu peguei o seu sabor, doce e astúcia, girando no
ar. Foi estabelecido,confortáveis-lo tinha sido aqui por um tempo muito longo. E foi com fome.

Talvez fosse por isso que eu sempre preferiu correr livre com meus irmãos na abertura dos
prados e florestas. Eu tinha percebido que, mesmo como uma criança, mas não tinha um
nome para ele, então. Agora as verdades sussurrou para mim, traindo os segredos e conluios
do culpado, eles estavam aqui. Eles possuíam o citadelle. De alguma forma eu tinha que
recuperá-lo.

Eu rastejei pelo corredor em meus pés descalços, abraçando as sombras, dando um passo
atrás de armários e em recantos sempre ouvi passos. Havia apenas quatro celas, quartos
seguros úmidas no nível mais baixo da citadelle para aqueles prestes a sofrer o julgamento da
mais alta corte. Assim que eu vi não havia guardas na passagem que leva aos quartos, eu sabia
Pauline não estava lá. Eu verifiquei qualquer maneira, sussurrando o nome dela na escuridão,
mas não houve resposta. Que me trouxe apenas alívio menor. Isso não significa que ela não
estava sendo realizado em outro lugar. Voltei para o nível superior, escondendo o meu
caminho para o terceiro andar.

Olhei para o corredor leste escuro que continha as suites da família real. A entrada maciça
arqueada que eu nunca tinha dado um segundo pensamento antes parecia uma boca aberta
para mim agora, ea enorme pedra angular branca em seu ápice como uma lâmina pronta para
cair.

Dois guardas foram posicionados na entrada. Ninguém estava indo ou vindo. A ala tinha ido
misteriosamente silencioso. Era estranho que eu ainda não tinha visto a tia Cloris
movimentado cerca. Ela estava sempre correndo em algum lugar, geralmente com uma
reclamação sobre uma tarefa ou de outra não está sendo feito corretamente. Para ela, mesmo
o protocolo de luto teria suas deficiências. Ela era uma mulher de tarefas diárias, mas de não
persistente, sem riso, sem sonhos. Infelizmente, eu entendia melhor agora. Talvez protocolo
não importa por isso

muito a sua mais-dor era seu próprio feitor.

Eu segui em frente e se dirigia para o vigia pórtico quando ouvi algo mais alto do que a batida
de traição.
Ele está morrendo.

Eu parei.

Eles estão matando-o.

Meu coração ficou imóvel. Matá-lo? Meus pensamentos imediatamente saltou para Rafe.Ele
estava enfrentando um golpe em casa. Ou era Kaden? Ele ainda estava faltando. Ou era
apenas que os corredores uma vez que eu andava com Walther desencadeou a memória de
vê-lo morrer? Forcei uma respiração constante de profundidade. Walther. Eu não era o único
que doía com sua perda. Senti os muitos corações que sangravam. Embora eu sabia que tinha
que seguir em frente, meus pés transferidos para outros locais contra a minha vontade.

***

Eu fiquei para trás nas sombras. Algo escuro e arranhou e necessitados, como um animal
ferido, enrolado no meu intestino. Eu vi minha mãe puxar pinos de seu cabelo, uma irritação
para os seus movimentos. Com o último pino para fora, seu cabelo preto de seda derramado
sobre os ombros.

"Ele morreu na batalha," eu disse. "Eu pensei que você deveria saber. Eu vi tudo acontecer. "As
costas dela se enrijeceu.

"Sua espada foi levantada por Greta quando ele foi morto. Eu cavei a sepultura e cantou as
bênçãos necessárias sobre o seu corpo e seus companheiros soldados. Eu queria que você
soubesse. Ele teve um enterro apropriado. Tenho a certeza que todos eles fizeram. "

Ela lentamente se virou para mim, e os deuses ajudar-me, naquele momento tudo que eu
queria fazer era correr para os seus braços e enterrar meu rosto em seu ombro. Mas algo me
segurou. Ela mentiu para mim.

"Eu tenho o dom", eu disse, "e eu sei o que você fez para mim."

Ela olhou para mim, com os olhos brilhando, mas eles realizada nenhuma surpresa. Ela engoliu
em seco.

"Você não parece chocado ao me ver, mãe", eu disse. "Quase como se alguém lhe disse que eu
estava aqui." Ela começou a andar em direção a mim. "Arabella-"

"Lia!" Eu bati, e eu coloquei minha mão para parar ela. "Pela primeira vez em sua vida, me
chamam pelo nome que me marca com! O nome que você sabia- "

E então uma figura mais alto, mais escura saiu de seu quarto de vestir. "Eu era o único que
disse a ela que você estava aqui. Recebi sua mensagem. "Foi o Real Scholar.

Eu tropecei para trás, atordoado.

"Nós precisamos conversar, Arabella. Você não pode- " , disse.


Eu tirei minha adaga e olhou para minha mãe em descrença. Dor esfaqueado minha
garganta. "Por favor, não me diga que, enquanto eu estava enterrando meu irmão morto e
seus companheiros, você estava aqui conspirar com o Real Scholar".

Ela balançou a cabeça, as sobrancelhas desenhando juntos. "Mas eu estava, Arabella. Eu tenho
conspirar com ele durante anos. I- "

Sua porta da câmara se abriu e um guarda entrou. Eu olhei entre o Real Scholar e minha
mãe. Uma armadilha? O guarda imediatamente me e meu punhal olhou puxou da espada,
avançando em direção a mim. Fugi pela janela eu tinha entrado, tropeçando sobre a borda, e
quase caiu no chão abaixo. Minha visão estava turva de lágrimas e meu caminho dançou na
frente de mim como uma ponte de corda solta.Corri ao longo da borda, confiando meus
passos para encontrar pedras sólidas, sentindo-los mais do que vê-los. Ouvi gritos da janela
atrás de mim, ordens sendo yelled- parar seu -e a briga de seus passos, mas eu tinha escolhido
minha janela e caminho com cuidado. Em segundos eu estava fora de sua vista e se dirigiu para
o lado oposto da citadelle. Eu não tenho muito tempo, mas a noite não tinha
acabado.Especialmente não agora.

Especialmente com a miséria que assola através de mim.

As verdades desejava ser conhecido, e que era hora minha mãe começou a entregar-lhes-
a algumas palavras de cada vez. Quem melhor para influenciar as pessoas do que Regheena, a
primeira filha reverenciado da Casa de Morrighan?

O desespero cresceu dentes.

Garras. Tornou-se um animal dentro de mim

Que não conhecia limites.

Ele rasgou os meus pensamentos mais sombrios,

Deixando-os desfraldar como asas negras.

-As Palavras Perdidas de Morrighan

CAPÍTULO QUARENTA E OITO

RAFE

O general foi uma hora de atraso. Eu estava cuspindo de raiva quando ele finalmente chegou,
mas ele veio com sua filha no reboque. Engoli minhas maldições, mas não a minha raiva. "Nós
precisamos de falar em particular."

"Ela é confiável." "Não é uma questão de-"

Ele passou por mim, caminhando em direção a minha mesa. "Coronel Haverstrom explicou
seus pedidos." Ele se virou para mim. "Deixando tão cedo? Parece que você acabou de chegar
aqui. Eu pensei que nós já tivemos essa conversa. Parece-me recordar o seu compromisso para
ficar, e agora você mudou sua mente já? "
Enfiei-lo em uma cadeira, quase derrubando-o. Sua filha respirou medo e recuou contra a
parede. "Eu não pedi um relato do que eu fiz ou não disse, e estes não são pedidos, Geral
Draeger. Eles são ordens. "

Ele se acomodou no assento. "E os que eu tenho medo não será fácil de cumprir. Você deve se
lembrar que foi por sua insistência em que empresas em Falworth foram enviadas para postos
avançados. Nossos recursos aqui na capital estão espalhados muito finas. Além disso, que uma
centena de homens pode fazer? "

"Para os meus propósitos, muito mais que uma brigada inteira que seria visto e parou nas
fronteiras." "Tudo para esta princesa ?"

Eu segurei minha mão ao meu lado, prometendo a mim mesmo que não iria quebrar a
mandíbula na frente de sua filha. "Não", eu disse com firmeza. "Para Dalbreck. O que serve
Morrighan vai servir-nos dez vezes. "

"Nós não temos nenhuma aliança com eles. Este parece ser nada mais do que loucura
impetuoso "." O tribunal está em perigo. Se eles caem, assim como nós ".

Ele deu de ombros, fazendo um show flamboyant de sua dúvida. "Então você diz, e eu respeito
sua posição como rei. Ainda assim, uma centena de homens equipados com suas
especificações pode demorar um pouco. Seria necessário muito esforço da minha parte ".

"Você tem até amanhã de manhã."

"Eu acho que isso pode ser possível com o direito motivação." Ele puxou alguns papéis de seu
casaco e jogou-os na minha mesa.

Eu só tinha que olhar para eles brevemente. Eu olhei para ele, incrédulo. "Eu poderia ter sua
cabeça para isso." Não era uma ameaça vã.

"Sim, você poderia," ele concordou. "Mas você não vai. Porque eu sou o único que pode
conseguir o que você precisa tão rapidamente como você quer. Decapitar-me, e você tem que
chegar a outras guarnições muito mais longe. Pense nisso. Apesar de toda a urgência que você
diz, você realmente tem muito tempo de sobra, Sua Majestade? E você ainda está em terreno
muito instável. Isto acrescentaria estabilidade ao seu reinado. Estou pensando do reino ".

"Inferno do diabo você está. Você é um oportunista ambicioso tentar adular o seu caminho em
uma posição de poder de uma forma ou de outra. "

Olhei para a menina, com os olhos arregalados de terror. "Droga, General! Ela é apenas uma
criança! "

"Ela tem catorze anos. Certamente você pode esperar até que ela é maior de idade? E você
tem que admitir, ela é uma beleza. "Eu olhei para o encolhido menina contra a parede. "Você
concordou com isso?", Rugiu.

Ela assentiu com a cabeça.

Eu me virei, balançando a cabeça. "Isso é extorsão."


"É negociação, Sua Majestade, uma prática tão antiga como o reino e um seu pai estava bem
versado em. Agora, quanto mais cedo você assinar os documentos, quanto mais cedo o
noivado pode ser anunciado e eu possa executar as suas ordens."

Eu olhei para ele. Executar foi uma escolha palavra apropriada. I virou e saiu da sala, porque
tudo que eu podia ver era o pescoço apertado entre as minhas próprias mãos. Nunca me senti
como se eu precisasse conselho temperado de Sven mais do que eu agora.

CAPÍTULO QUARENTA E NOVE

PAULINO

Eu estava no meu caminho de volta para a pousada, fechamento noite em e cego para o meu
caminho, porque o sorriso aliviado de Mikael continuou a pairar na minha
visão. Seuquestionamento quem é o pai? -clanged Na minha cabeça como um sino vaca,
dominando meus pensamentos.

Mas então eu senti alguma coisa. Senti uma presença tão forte como uma mão no meu braço,
e eu olhei para cima. Ela era uma figura pequena no alto na varanda pórtico com vista para a
praça. A guarnição de cetim vermelho real do manto brilhou na luz fraca. A rainha.

Parei como alguns outros tiveram, casa a maior pressa a suas próprias recordações tarde,
chocaram a um impasse pela visão da rainha que senta-se em uma parede varanda. Fora de
cerimônias oficiais, eu não conseguia me lembrar de já ter visto ela dizer lembranças
publicamente, especialmente no cimo tão precariamente em uma balaustrada, mas agora sua
voz realizada estranhamente sobre as nossas cabeças, girando como o próprio ar e deslizando
dentro de nós tão facilmente.

Ela desenhou rapidamente mais espectadores, e uma quietude caiu sobre a praça.

Às vezes, parecia suas palavras eram mais do que soluçava sung, mais de feltro do que disse, e
eles afundado através de mim com a sua entrega ao acaso, algumas frases ignorada e outros
repetiram. Talvez a angústia apressado foi o que todos nós realizada em um aperto sem
fôlego. Nada era de cor, somente por sua necessidade. Cada palavra era crua e verdadeira, e
ouvi-lo de uma maneira nova. Seu rosto estava escondido nas sombras de seu capuz, mas eu a
vi chegar-se, limpando o que eu tinha certeza de que eram lágrimas. E então ela disse
lembranças eu nunca tinha ouvido antes.

"Reunir próximos, meus irmãos e irmãs. Ouvir as palavras da mãe de sua terra. Ouvir as
palavras de Morrighan e seus parentes.

"Era uma vez, Long, há muito tempo,

Sete estrelas foram arremessados do céu.

Um para agitar as montanhas,

Um para agitar os mares,

Um para bloquear o ar,


E quatro para testar os corações dos homens.

Seus corações estão a ser testado agora.

Abri-los para as verdades,

Pois não devemos apenas estar pronto

Para o inimigo sem,

Mas também o inimigo dentro ".

Ela fez uma pausa, engasgando com suas palavras. Silêncio agarrou a praça, todo mundo
espera, hipnotizado, e então ela continuou.

"Para o dragão de muitas faces, reside não apenas após a grande divisão, mas no meio de vós.

Guardará os vossos corações contra a sua astúcia,

Seus filhos contra a sua sede,

Por sua ganância não conhece limites,

E assim será,

Irmãs do meu coração,

Irmãos da minha alma,

Família da minha carne,

Para sempre. "

Ela beijou dois dedos e levantou-los para o céu, uma tristeza pesada para seu movimento.

"Para sempre", a multidão ecoou de volta, mas eu ainda estava tentando compreender
tudo. As palavras de Morrighan e seus parentes? Sete Estrelas? Um dragão?

A rainha levantou-se e olhou para trás, como se tivesse ouvido alguma coisa. Ela saltou da
parede e saiu correndo, desaparecendo na escuridão tão facilmente como a noite. Segundos
depois, as portas da varanda se abriu eo Capitão Vigia saiu na varanda vazio com vários
guardas. Foi então que eu vi o chanceler de pé apenas alguns pés à minha direita. Ele ainda
estava olhando para a varanda, talvez tentando entender inesperada aparição da rainha. Virei-
me, puxando meu capuz e saiu correndo, mas, apesar do perigo, algo me obrigou a voltar a
noite seguinte. oração urgente da rainha ainda agitado dentro de mim. Mais uma vez, ela falou
assim como o véu de escuridão caiu, e desta vez a partir da torre leste.

Na noite seguinte, Berdi e Gwyneth veio comigo. A rainha estava em uma parede abaixo da
torre ocidental. Fiquei preocupado por ela, empoleirado tão incerta em bordas e telhados, e
me perguntei se sua dor a fez imprudente. Ou louco. Ela disse coisas que eu nunca tinha
ouvido antes. A multidão cresceu, mas era suas palavras assombrosas que nos estimulou a
voltar. Na quarta noite, a rainha apareceu na torre da abadia sino. Abrir
seus corações à verdade.

"Tem certeza de que é a rainha?", Perguntou Gwyneth.

Uma dúvida persistente de que tinha rondava atrás do meu peito foi libertado pela sua
pergunta. "Ela é impossível ver a partir daqui", eu respondi, ainda tentando decifrar it out ",
mas ela faz vestir o manto real."

"E quanto a sua voz?"

E essa era a parte estranha. Sim, sua voz era como a rainha, mas também era uma voz que
parecia uma centena de eu soubesse, um som atemporal, como o vento nas árvores. Ele
passou por mim como se fosse realizada uma verdade própria.

Gwyneth sacudiu a cabeça. "Isso não é a rainha lá em cima."

Então Berdi expressou o impossível, o que todos nós estávamos pensando. "É Lia."

Eu sabia que era verdade.

"Graças aos deuses que ela está viva, mas por que é que ela está posando como a rainha?"
Gwyneth perguntou em voz alta. "Porque a rainha é reverenciado", respondeu Berdi. "Quem
iria ouvir o criminoso mais procurado

Morrighan? "

"E ela está nos preparando", disse eu. Mas nos preparar para o que, eu não sabia.

CAPÍTULO CINQUENTA

Apenas uma lua da meia-noite deu contorno para o quarto. cinza Dim definidas as linhas do
ornamentado cálice de estanho na minha mão. Eu defini-lo de volta no gabinete de
curiosidades, ao lado de outras lembranças de anos de serviço. Um medalhão de Eislandia, um
escudo do mar dourada de Gitos, um urso de jade esculpido em Gastineux. fichas originais de
todos os reinos do continente, exceto, claro, Venda, com os quais não havia relações
diplomáticas. Os deveres do vice-regente como cônsul levou-o em muitas viagens longas. Eu
não tinha visto ele reclamar, mas o prazer que ele expressa ao voltar para casa tinha dito
muito sobre as dificuldades de sua viagem.

Fechei a porta do gabinete e sentou em uma cadeira no canto. Esperando. A escuridão


ofereceu conforto tranquilo. Eu quase poderia esquecer onde eu estava, exceto para a espada
deitada em meu colo.

Eu estava ficando sem opções. Foi ficando mais difícil a esgueirar-se através do citadelle, e pela
quarta noite, eu tive que mudar para a abadia. Os cidadãos me encontrou lá. Sem dúvida, o
gabinete teria guardas estacionados na abadia esta noite também.

A primeira noite eu tinha dito lembranças sobre o pórtico, que era um milagre que eu tinha
fugido em tudo. Eu estava mais cuidado agora, mas naquela noite eu era imprudente e
desfeita. Meu estômago tinha torcido em nós. Todas as minhas palavras cuidadosamente
planejadas havia desaparecido. Depois de ver minha mãe com o Real Scholar, sofrimento tinha
cortado através de mim como uma faca afiada, a destruição de tudo o que eu esperava: Uma
reunião chorosa. A longa ganhou explicação. Um mal-entendido. Algo.

Em vez disso eu o Royal Scholar pé ao lado da minha mãe, e tem uma admissão de conspiração
e um guarda puxando a espada. Trinta segundos loucos com ela tornou-se uma traição da pior
espécie, e a coisa mais dolorosa e desconcertante de tudo foi, eu ainda ansiava por ela.

Ouvi passos na câmara exterior. Eu ajustei meu domínio sobre a espada. Eu não tinha nada a
perder, este encontro e talvez algo a ganhar, ainda que pequena. Eu já tinha procurado
escritórios do chanceler e Real Scholar de, na esperança de transformar-se algum tipo de
prova. Uma letra.Qualquer coisa. Os quartos eram suspeitosamente limpa e ordenada, como
se já tivesse sido lavada e esvaziou em nada incriminador. Eu mesmo procurou as cinzas de
seus lares, sabendo que era como eles tentaram fazer as coisas desaparecem no passado, e
encontrou pequenos pedaços de papel carbonizado, mas nada mais.

O gabinete do Vice-regente foi desordenado, sua mesa um mar agitado de papéis clamando
por sua atenção, um meia

terminou carta ao ministro do Comércio, e alguns elogios pronto para sua assinatura e
carimbo. Nada tinha sido lavada aqui.

Os passos se aproximaram e a porta do escritório aberta, um triângulo de brevemente amarelo


iluminando o chão antes de ser fechado para fora outra vez. Ele atravessou a sala, sua luz
passos, e um perfume fraco varrido com ele. Colônia? Eu tinha esquecido sobre os cheiros
perfumados e mimados de corte. Na Venda do Conselho principalmente cheirava a suor e
cerveja azeda. Eu ouvi o barulho suave da cadeira densamente estofado quando ele se sentou,
e então ele acendeu uma vela.

Ele ainda não me viu. "Olá, Senhor Vice-regente." Ele surpreendeu e começou a ficar de pé.

"Não", eu disse suavemente, mas com firmeza. "Não." Eu dei um passo para a luz para que ele
pudesse ver a minha espada casualmente descansando sobre meu ombro.

Ele olhou para a arma e voltou ao seu lugar, dizendo simplesmente, "Arabella".

Sua expressão era solene, mas sua voz era baixa e até mesmo, unpanicked como eu pensei que
seria. O Cronometrista teria sido girando em círculos e gritando até agora, mas o Vice-regente
não era propenso a histeria como alguns no gabinete. Ele nunca estava com pressa, nunca
apressado. Sentei-me na cadeira em frente a ele.

"Você está indo para apontar essa coisa para mim o tempo todo?", Perguntou.

"Não é apontado. Acredite em mim, se fosse, você saberia it-e senti-lo. Na verdade, estou
dando-lhe um pouco da graça. Eu sempre gostei de você mais do que os outros membros do
gabinete, mas isso não significa que você não é um deles. "

"Um dos que, Arabella?"


Tentei avaliar a inocência de sua resposta. Neste momento, não importava se ele já tinha sido
bom para mim. Eu odiava que eu não poderia ter uma chance até mesmo na bondade. Eu
podia confiar em ninguém.

"Você é um traidor, Vice-regente?" Perguntei-lhe. "Como o Chanceler e Real Scholar?" "Eu não
tenho certeza do que você está dizendo."

"Traição, Senhor Vice-regente. Traição ao mais alto nível. Eu acho que a chanceler tem
crescido cansado das bugigangas nos dedos. E quem sabe o jogo do Royal Scholar no que é
isso. Uma coisa que eu aprendi com o nosso querido Komizar é que tudo se resume ao poder e
uma fome insaciável por isso. "Eu disse a ele sobre os estudiosos Morrighese em Venda,
ajudando o braço Komizar e construir um enorme exército. Como expliquei, eu
cuidadosamente observava seus olhos, seu rosto, suas mãos. Tudo o que eu vi foi surpresa e
descrença, e, possivelmente, um certo nível de medo, como se eu fosse louco.

Quando terminei, ele sentou-se na cadeira, com a cabeça balançando levemente, ainda
absorvendo tudo o que eu tinha dito. "Um exército bárbaro? Estudiosos de Venda? Aqueles
são bastante ... reivindicações fantásticas, Arabella. Eu não sei o que fazer com eles. Eu não
posso ir para o armário armado apenas com acusações contra membros estimados,
especialmente a partir, eu lamento dizer,você. Eu estaria riu para fora do salão. Você tem
alguma

evidência? "

Eu não queria admitir que eu não tinha nenhuma. Pensei em Kaden, que tinha visto o exército,
os estudiosos das cavernas, e intimamente sabia do da Komizar planos, mas a palavra de um
Vendan assassino seria tão risível quanto a minha.

"Eu posso", respondi. "E então eu vou expor o dragão de muitas faces."

Ele olhou para mim, confusão franzindo a testa. "Um dragão? Agora, o que você está falando?
"

Ele não estava familiarizado com a frase. Ou não em que ele menos fingia ser. Eu apertei sua
pergunta para longe e se levantou. "Não fique para cima e isso não é um pedido educado."

"O que você quer de mim, Arabella?"

Olhei para ele, examinando todos os ângulos de seu rosto, a cada vibração de seus cílios. "Eu
quero que você sabe que há traidores em seu meio, e se você é um deles, você vai pagar. Você
vai pagar como caro como meu irmão fez. Eu não era a pessoa que o matou. Foram esses tolos
que conspiram com o Komizar ".

Ele franziu a testa. "O conspirar tolos novamente. Se eles existem, como você diz, eles
conseguiram esconder isso de mim, então talvez eles não são tão tolo quanto você pensa. "

"Confie em mim", eu disse, "eles não são meio tão astuto como o Komizar, nem metade tão
inteligente. Eles são tolos para acreditar que ele iria manter qualquer acordo que eles
golpeado com ele. O Komizar ações nada, muito menos, poder. Tudo o que ele tem prometido
e eu estou supondo que é o trono de Morrighan, eles nunca mais vai vê-lo. Uma vez que ele
usa-los para seus propósitos, eles são feitos. Assim como nós. "

Virei-me para sair, mas ele rapidamente se inclinou para frente, a luz de velas iluminando uma
mecha loira perdida caindo sobre a testa. Seus olhos eram sério. "Esperar! Por favor, Arabella,
ficar. Deixa-me ajudar. Me desculpe, eu não mais defender vigorosamente você. Eu cometi
erros no passado demasiado os Lamento profundamente. "Ele se levantou. "Eu tenho certeza
que podemos endireitar isto se-"

"Não", eu disse, erguendo minha espada. O perfume flutuava novamente, uma vibração tão
fraco que era quase lá, mas me perturbou de forma distante de profundidade. Foi jasmim. O
pensamento enterrou mais profundo. Jasmine . No mesmo fôlego, vi um menino agarrado às
calças de seu pai, pedindo para ficar.

sabão Jasmine.

I foi sacudido com o impossível. I ficou boquiaberta com o Vice-regente, olhando como se eu
fosse encontrá-lo pela primeira vez. Sua loiro-branco cabelo. Sua calma olhos castanhos. O
tremor suave de sua voz flutuando pela minha cabeça. E, em seguida, outra voz de um timbre
semelhante.Eu era um filho bastardo nascido para um senhor de alta linhagem.

Minha respiração congelou em meus pulmões. Como eu nunca tinha visto isso antes?

Ouviu isso antes?

O Vice-regente era o pai de Kaden, um homem tão cruel como o Komizar, batendo seu filho e
vendê-lo a estranhos para um cobre.

Ele olhou para mim, esperando, esperançoso.

Mas ele era um traidor?

Eu cometi erros no passado demasiado queridos Lamento profundamente.

A preocupação brilhou através de seus olhos.

Se preocupar sobre mim?

Ou se preocupe que eu tinha descoberto o seu segredo?

"Por que eu iria confiar em um homem que jogou fora a sua oito-year-old filho como um
pedaço de lixo?" Seus olhos se arregalaram. "Kaden? Kaden está vivo? "

"Sim, vivo e ainda muito marcado. Ele nunca foi curado de sua traição. "

"Eu-" Seu rosto amassado como se ele estava sobrecarregado, e ele se inclinou para frente,
sua cabeça se preparou em suas mãos. Ele murmurou baixinho para si mesmo, em seguida,
disse: "Eu procurei por ele durante anos. Eu sabia que tinha cometido um erro no minuto em
que foi feito, mas eu não poderia encontrá-lo. Presumi que ele estava morto ".

"Procurou por ele depois de vendê-lo para um cobre com estranhos?"


Ele olhou para cima, com os olhos molhados. "Eu não fiz nada disso! Foi isso que ele disse?
"Ele se inclinou para trás em sua cadeira, olhando fraco e gasto. "Eu não deveria ser
surpreendido. Ele era uma criança de luto que acabara de perder sua mãe. Eu queria ter de
volta essa decisão uma centena de vezes, mas eu estava sofrendo muito. "

"E o que decisão foi isso?"

Seus olhos bem fechados, como se uma memória dolorosa atormentava. "Eu estava presa em
um casamento sem amor. Eu não quis dizer para o caso com Cataryn acontecer, mas
aconteceu. Minha esposa tolerado o arranjo bem o suficiente, porque ela não tinha nenhuma
utilidade para mim e Cataryn foi bom para os nossos filhos, mas depois Cataryn morreu, ela
não teria nenhuma parte de Kaden. Quando eu tentei para movê-lo em nossa casa, ela vencê-
lo em uma raiva. Eu não sabia mais o que fazer. Para seu próprio bem, entrei em contato com
apenas relativa do Cataryn, um tio distante que concordou em levá-lo. Eu era o único que lhe
deu dinheiro para os cuidados de Kaden. Quando eu fui para visitar Kaden, o tio e sua família
tinham ido embora. "

"Essa é uma história muito diferente do que o Kaden diz."

"O que mais você pode esperar, Arabella? Ele tinha apenas oito anos de idade. Em apenas
alguns dias, o seu mundo virou de cabeça para baixo a sua mãe morreu, e seu pai o enviou
para viver com estranhos.Onde ele está? Aqui? "Mesmo se eu soubesse onde Kaden era, eu
não teria revelado que aVice-regente-ainda. " Última Vi

-lo, ele estava em Venda-o cúmplice do Komizar ".

Descrença brilhou em seus olhos, e eu saí antes que ele pudesse me fazer outra pergunta.

CAPÍTULO CINQUENTA E UM

Andei cottage do caseiro na borda do millpond, ouvindo a chuva. Eu já tinha alimentado um


incêndio e limpando a escassa mobília que encheu -lo-a mesa maltratada, três cadeiras
raquítico, um banco, uma cadeira de balanço que estava faltando um braço, ea moldura de
madeira de uma cama, ainda resistente, mas seu colchão comido por ratos há muito tempo.

A casa eo moinho que se sentou frente a ele, do outro lado da lagoa foram abandonadas há
décadas para uma maior lagoa leste mais profundo, mais longe da Civica. Apenas sapos,
libélulas, e guaxinins visitado aqui agora e , ocasionalmente, jovens príncipes e uma princesa
fugir ao escrutínio dos tribunais.Nossos nomes foram esculpidos na moldura da porta de
largura, junto com os de outras dezenas de aldeia crianças em pelo menos aqueles corajosos o
suficiente para se aventurar aqui. Disse que era para ser assombrado pelos Antigos. Bryn e eu
pode ter tido algo a ver com esse rumor. Suponho que queria tudo para nós. Mesmo o nome
do meu pai foi esculpida aqui. Branson. Corri meus dedos sobre as letras ásperas. Era difícil
imaginar que ele já tinha sido uma criança despreocupada correndo pela floresta, e eu me
perguntava com a maneira que todas as mudanças, todas as forças externas que pressionam e
mofo e empurrar-nos para as pessoas e coisas que não tinha planejado estar. Talvez tenha
acontecido de forma tão gradual que no momento em que percebeu, era tarde demais para
ser qualquer outra coisa.
Como o Komizar. Reginaus. Um menino e nome apagou da existência.

Eu dedos meu nome na madeira, as linhas torto, mas profunda. LIA. Eu levei a minha faca e
apertou em mais quatro letras na frente dele. JEZE. E eu me perguntava em quem eu
tinhatornar-alguém que eu nunca tinha planejado estar.

O nome de Pauline não foi esculpida na madeira, e, tanto quanto eu sabia, ela nunca tinha sido
aqui. Até o momento ela chegou em Civica, a casa tinha perdido alguma da sua magia para
mim e meus irmãos e raramente veio mais. Além disso, tais andanças foram fora dos limites, e
Pauline seguido o protocolo da corte da rainha à carta, bem, quase à letra, até que ela
conheceu Mikael.

Onde ela estava? Tinha Natiya mal interpretado, ou falado com a pessoa errada? Talvez a
chuva atrasou-la? Mas era apenas uma leve chuva, e nós foram usadas para que, em Civica.

Hoje, quando voltei para o meu quarto, minha mente ainda tinha sido cambaleando com o
meufim de noite revelação. O Vice-regente parecia o nosso melhor possibilidade de alguém
para confiar no gabinete. Eu tinha tentado para testar a sua

veracidade, e tudo o que ele tinha dito parecia genuína, mesmo sua reivindicação sobre
arrependimentos profundos. Seria possível que ele tinha mudado nos onze anos desde que ele
jogou Kaden fora? Onze anos era muito tempo. Eu tinha mudado em muito menos. Então
tinha Kaden. O Vice-regente já estava em uma alta posição de poder, o segundo em comando
para o meu pai. O que mais ele teria a ganhar?

Eu estava tão ocupada com estes pensamentos que Natiya tiveram de agarrar meus braços e
agitá-los, em seguida, repetir a notícia. Ela alegou que tinha encontrado Pauline. Ela disse que
a cabeça de Pauline estava abaixada e coberto para que ela não podia ver o cabelo dela, mas
ela sabia que uma barriga grávida quando viu um, e Natiya tinha perseguido após seu apenas
fora do portão do cemitério. Quando ela estava perto o suficiente, Natiya chamou seu
nome. Pauline parecia com medo, mas ela concordou em vir.

Orei ela não tinha medo de mim. Certamente ela não podia acreditar nas mentiras. Ou talvez
ela só estava sendo cauteloso. Ela não sabia Natiya, e talvez ela suspeitou uma armadilha. Mas
ela sabia que o millpond uma vez tinha sido um dos locais predilectos dos meus. Um estranho
não teria sugerido.

Talvez Berdi e Gwyneth tinha atrasado ela. Gwyneth estava desconfiado de tudo, e aqui em
Civica, com razão. Eu deveria tomar isso como um bom sinal.

Mas ainda assim a minha ansiedade aumentava.

Andei a casa e, finalmente, puxou uma cadeira e sentou-se olhando para a porta da casa,
minhas mãos massageando minhas coxas. Pouco a pouco, eu estava perdendo tudo. Se eu
perder Pauline também, eu não tinha certeza do que eu faria. E se ela-

A alça sacudiu e a porta aliviou abre cautelosamente, seu ranger o único som. Como uma
reflexão tardia rápida, eu coloquei a minha mão no meu punhal, mas depois Pauline entrou em
cena, com os cabelos pingando em fios molhados, suas bochechas coradas cintilante com
chuva. Nossos olhares se encontraram, e seus olhos me disse o que eu temia. Ela sabia.Houve
uma nitidez condenando neles eu nunca tinha visto antes. Meu estômago flutuou até mesmo
como meu coração afundou.

"Você deveria ter me dito, Lia", disse ela. "Você deveria ter me dito! Eu poderia ter lidado com
isso. Você nem sequer me dar uma chance. "

Eu balancei a cabeça, palavras ficaram presas na garganta. Ela estava certa. "Eu estava com
medo, Pauline. Eu pensei que poderia enterrar a verdade e fazê-lo ir embora. Eu estava
errado."

Ela deu um passo em minha direção, hesitante no início, em seguida, sério, jogando os braços
em volta de mim, uma ferocidade em seu aperto. Irritado. Seus punhos se curvando em
minhas roupas, exigindo, agitação, e então ela se inclinou para mim, soluçando. "Você está
vivo", ela chorou no meu ombro. "Você está vivo." Meu peito balançou, e eu gritei com ela, os
meses e encontra-se entre nós desaparecendo. Ela me contou como medo que ela tinha sido,
a agonia de espera com nenhuma palavra, eo alívio que sentiu quando me viu representando a
rainha. Ela, Berdi e Gwyneth tinha sido discretamente olhando para mim desde então. "Eu te
amo, Lia. Você é minha irmã, pelos deuses, uma irmã tão verdadeiro como sangue. Eu sabia o
que eles disseram sobre você eram mentiras. "

Eu não tinha certeza de quem levantou quem, cada um de nós pesados nos braços do outro,
nossas bochechas molhadas uns contra os outros. "Meus irmãos?"

"Bryn e Regan estão bem, mas preocupado com você."

Agora era meus punhos que enroladas em suas roupas, e eu sufocou as lágrimas quando ela
me disse que não tinha parado de acreditar em mim. Eles pediu um monte de perguntas que
tentam chegar à verdade e prometeu que assim que eles voltaram, eles iriam encontrá-lo. Ela
disse Berdi e Gwyneth estava aqui com ela e ela me disse onde eles estavam hospedados. Eu
entendi agora por Natiya não tinha sido capaz de encontrá-los. Era uma pequena taberna por
um beco que deixe quartos acima da loja. Eu lembrava. Não havia nenhum sinal. Você tinha
que saber que estava lá.Sem dúvida, Gwyneth tinha encontrado essa.

Eu finalmente deu um passo atrás e limpou meu rosto, examinando sua grossura. "E você está
bem?"

Ela assentiu com a cabeça, esfregando a mão sobre a barriga. "Eu visto Mikael semanas atrás,
mas eu só tinha a coragem de confrontá-lo recentemente." Um sorriso amargo vincado seus
olhos, e nos sentamos à mesa. Ela falou sobre ele, recordando seus sonhos para o seu futuro
que ela pensou que tinham sido seus sonhos também, todas as vezes que eles deram as mãos
e conversamos, e planejadas, e beijou. Ela foi até memórias e detalhes como se fossem pétalas
de flores que ela estava arrancando um de cada vez e, em seguida, deixá-los ir com o
vento. Ouvi, sentindo-se uma parte de mim quebrar.

"Ele nunca vai ser o pai desta criança," ela finalmente disse. Ela me disse com calma resignação
sobre as meninas em seu braço, sua negação, e todas as dúvidas que ela tinha
cuidadosamente afastada, que vieram para a vida diante de seus olhos quando falavam. "Eu
sabia como ele era quando eu o conheci. Eu pensei que era que uma menina especial o
suficiente para mudá-lo. Fui um tolo feliz vivendo em uma fantasia. Eu não sou aquela garota
mais. "

Vi a mudança nela. Ela era diferente. Sóbrio. Os sonhos que tinha tido foram arrastados de
seus olhos. Eu vi todas as razões que havia mentido para ela, pensando se sua fantasia
permaneceu vivo, talvez mina poderia também.

"Você nunca foi um tolo, Pauline. Seus sonhos deu vôo para o meu próprio. "

Ela apertou-lhe a mão em suas costas como se estivesse tentando contrariar o peso do bebê
puxando contra sua espinha. "Eu tenho aspirações diferentes agora."

"Todos nós fazemos", eu respondi, sentindo o puxão de sonhos perdidos. Ela franziu a
testa."Você quer dizer Rafe."

Eu balancei a cabeça.

"Ele apareceu na pousada de Berdi olhando para você. Quando eu disse a ele sobre Kaden, ele
começou a dar ordens, dizendo mais homens viria para ajudar, e eles fizeram, mas nenhum
deles jamais voltou. No começo eu temia que algo tinha acontecido com eles, mas então eu
perguntei se ele tinha nos enganado apenas como Kaden. Berdi imaginado que Rafe não era
realmente um agricultor, que só alimentou minhas preocupações de que ele não poderia
ser trusted- "

"Berdi estava certo. Rafe não era um agricultor, "eu disse. "Ele era um soldado e também o
príncipe Jaxon de Dalbreck-a noiva I à esquerda no altar."

Ela olhou para mim como se eu tivesse perdido a minha mente de volta na Venda.

"Mas ele não é mais um príncipe", acrescentei. "Agora ele é o rei de Dalbreck."
"Prince? Rei? Nada disso faz sentido."

"Eu sei", eu disse. "Isso não acontece. Deixe-me começar no início. "

Tentei dizer-lhe tudo na ordem que tinha acontecido, mas muito rapidamente ela o
interrompeu. "Kaden colocar um capuz sobre sua cabeça? Em seguida, arrastou-lo em toda a
Cam Lanteux? "Eu vi o ódio em seus olhos que Kaden temia que ela iria abrigar.

"Sim, ele fez, mas-"

"Eu não entendo como ele poderia compartilhar uma festa santa com a gente na mesa de
Berdi em um momento e ameaçam nos matar na próxima? Como poderia ele- "

Nós dois congelou. Ouvimos o whicker de um cavalo. Eu coloquei meu dedo em meus
lábios. "Queria montar aqui?" Eu sussurrei.

Ela balançou a cabeça. Nem eu Foi uma curta caminhada, e era mais fácil de deslizar através
das madeiras invisíveis a pé.

"Alguém poderia ter seguido você?"


Seus olhos se arregalaram, e fiquei chocado ao vê-la desenhar uma faca. Ela nunca tinha
realizado um antes. Eu tirei a minha também.

Passos pesados raspada nos degraus de pedra fora da porta. Pauline e eu estava de pé e, em
seguida, a porta se abriu.

CAPÍTULO CINQUENTA E DOIS

KADEN

Eu vi a lâmina antes de eu a vi. Ele passou por mim, cortando meu ombro como eu bati-a
contra a parede.

E então eu vi que era Pauline.

Lia estava gritando com nós dois. "Largue a faca, Pauline! Largue! Kaden!Deixá-la ir! "A faca
ainda estava firme em seu aperto, a mão lutando contra o meu. "Pare!" Eu gritei. Ela
fervia. "Não desta vez, bárbaro!"

Eu senti a picada onde a lâmina tinha me eo calor do sangue se espalhando por todo o meu
ombro cortado. "Qual o problema com você? Você poderia ter me matado! "

Seus olhos realizou nenhum pedido de desculpas, a apenas ódio que eu não acho que foi
possível para Pauline possuir. "Pare!" Lia disse com firmeza, e ela puxou a faca da mão de
Pauline. Ela acenou para mim deixar Pauline

ir. I levou uma chance e soltou, se movendo fora de seu alcance, esperando que ela venha para
mim novamente. Lia se colocou entre nós.

"Eu disse a ele para vir, Pauline", disse ela. "Ele está aqui para ajudar. Podemos confiar nele. "

Mas Pauline ficou furioso e ainda não ouvir. "Você mentiu para nós! Nós te tratado com nada
além de bondade e então- "

Lia continuou a tentar explicar e acalmar Pauline baixo.

Fiquei ali, sem saber o que dizer, porque cada palavra que ela atirou em mim eraverdade-
verdadeira como Pauline sempre foi. Eu tinha negociadas na sua bondade e confiança.

"Ele mudou, Pauline! Você tem que parar e me ouvir! "

Ela olhou para mim, seus olhos como o vidro, o peito arfando, e então de repente ela se
dobrou, segurando seu estômago. Lia agarrou o braço de Pauline para estabilizá-la. Água
escoou para o chão ao redor de seus pés. Pauline gemeu e, em seguida, foi apertou com um
espasmo mais forte.Eu corri para o outro lado, e Lia e eu a impedia de cair. Mesmo em sua
dor, ela tentou arrancá livre de mim.

"A cama!" Lia gritou.

I escavado Pauline em meus braços e levou-a para a moldura de madeira nua no canto."Obter
o saco de dormir do meu cavalo!"
Lia saiu correndo pela porta, e Pauline me mandou colocá-la para baixo.

"Eu vou", eu disse. "Acredite em mim, nada me daria mais prazer, tão logo Lia retorna." Lia
estava de volta em segundos, sacudindo o rolo, e eu deitei Pauline em cima dela.

"Não pode ser tempo", disse Lia para Pauline. "Você ainda tem um mês para ir." Pauline
sacudiu a cabeça. "Está na hora."

Lia olhou para a barriga inchada de Pauline, não tentando esconder o alarme. "Eu não sei nada
sobre isso. Eu tenho nunca- " Seu olhar disparou para mim. "Faça você"

"Não!" Eu disse, balançando a cabeça. "Eu não. Eu nunca fiz isso também. Eu vi Cavalos "

"Eu não sou um cavalo!" Pauline gritou. Ela se inclinou para frente em outro espasmo."Berdi",
ela gemeu. "Vá buscar Berdi".

I foi para a porta. "Diga-me onde-"

"Não", disse Lia, me cortando. "Berdi nunca chegaria com você, e eu posso encontrá-la mais
rápido. Fique aqui."

Pauline e eu protestei.

"Não há nenhuma outra escolha!" Lia retrucou. "Fique! Mantê-la confortável! Eu já volto! "Ela
saiu, batendo a porta atrás dela.

Olhei para a porta, não querendo virar e enfrentar Pauline. Bebês levou horas, eu disse a mim
mesmo. Às vezes dias. Não era mais do que um de vinte minutos de caminhada na cidade. Lia
estaria de volta dentro de uma hora. Ouvi a chuva, descendo mais alto e mais difícil.

Pauline gemeu de novo, e eu relutantemente virou. "Você precisa de alguma coisa?" "Não de
você!"

Uma hora se passou, e eu alternava entre silenciosamente amaldiçoando Lia e se preocupar


com o que tinha acontecido com ela. Onde estava? Dores de Pauline foram se tornando mais
fortes e mais frequentes. Ela golpeou minha mão quando eu tentei enxugar a testa com um
pano frio.

Entre as dores, ela nivelou um olhar examinando para mim. "Da última vez que te vi, Lia estava
ordenando-lhe para ir direto para o inferno. Que magia negra que você tecer para fazê-la
confiar em você agora? "

Olhei para o rosto brilhante, mechas úmidas de seu cabelo loiro agarrando-se a sua bochecha,
uma perda em seus olhos que eu nunca tinha visto antes. "As pessoas mudam, Pauline."

Seu lábio puxado para cima de desgosto, e ela desviou o olhar. "Não. Eles não. "Sua voz
vacilou, cheio de tristeza inesperada em vez de raiva.

"Você mudou", eu disse.


Ela olhou para mim, com as mãos passando sobre sua barriga. "Isso era para ser uma piada?"
"Eu quis dizer em outras maneiras, mais notadamente a faca que estava piscando na minha
cara." Seus olhos se estreitaram. "Betrayal tende a familiarizar-se com as armas."

Eu balancei a cabeça. Sim , pensei. Infelizmente, ele faz.

"Parece que alguém é levado uma arma para a sua cabeça também", disse ela.

I chegou por trás, sentindo a ferida com crosta no meu couro cabeludo. "Parece que sim", eu
respondi.Eu tinha passado

fora e dormi por dois dias seguidos na fuga depois de vomitar até metade das minhas
entranhas. O latejante tinha aliviado, mas foi provavelmente o que tinha diminuído o meu
juízo suficiente para entrar em uma casa de campo desconhecido sem a minha própria arma
na mão. Talvez fosse uma coisa boa, ou Pauline pode ser deitado morto no chão agora.

Fui até a janela e abriu o obturador, esperando ver um relance de Lia e Berdi. A chuva
obscureceu a floresta além, e trovões retumbou em cima. Eu gentilmente pressionado na
parte de trás da minha cabeça, imaginando o quão ruim o corte era. Abaixo o patch com crosta
de sangue, ainda havia um pedaço considerável. Era irônico que uma dona de casa armado
apenas com uma panela de ferro quase tinha feito no assassino de Venda.

Como o Rahtan riria disso.

O nome cavado me com uma surpreendente picada e saudade. Rahtan. Isso trouxe de volta o
familiar, o sentimento de orgulho, o único lugar em toda a minha vida onde eu tinha me senti
como eu pertencia. Agora eu estava em um reino que não me quer e em uma casa onde eu
não era bem-vindo. Eu não quero estar aqui também, mas eu não podia sair. Gostaria de saber
sobre Griz e Eben. Certamente Griz foi curado e eles estavam em seu caminho até agora. Eles
eram a coisa mais próxima que eu tinha de família-a família de víboras venenosas.O
pensamento me fez sorrir.

"O que é tão engraçado?", Perguntou Pauline.

Olhei para a gravidade em seu olhar. Se eu tivesse feito isso com ela? Lembrei-me de todas as
suas bondades de volta em Terravin-la gentileza. Eu tinha pensado que a jovem que ela tão
sinceramente esperava que possivelmente não merecia ela e, em seguida, quando eu soube
que ele tinha morrido, eu esperava que não fosse por uma mão Vendan. Talvez isso era o que
ela viu quando ela olhou para mim, um Vendan apenas como aquele que tinha matado o pai
de seu bebê. Embora o meu sorriso há muito desapareceu, seu olhar permanecia fixo em mim,
esperando.

"Nada é divertido," eu respondi, e desviou o olhar.

Mais uma hora escorregou por, e parecia uma dor de parto não tinham diminuído antes de um
outro começou. Mergulhei o pano no balde de água fria e enxugou a testa. Ela não resistiu
desta vez, mas fechou os olhos como se estivesse tentando fingir que não era eu. Eu estava
ficando um mau pressentimento sobre isso. Ela foi torturado com outro espasmo.
Quando a dor finalmente passou e ela relaxou novamente contra o travesseiro improvisado eu
tinha feito para ela, eu disse: "Nós podemos ter que fazer isso sozinho, Pauline."

Seus olhos se abriram. "Você entregar o meu bebê?" Um sorriso quebrou seu rosto pela
primeira vez, e ela riu. "Eu prometo a vocês, as primeiras mãos que tocam a minha menina não
será um bárbaro do".

Eu a ignorei farpa. Ele não possuía o mesmo veneno que uma hora atrás. Ela estava ficando
cansada de lutar contra mim. "Você está tão certo de que é uma menina?"

Ela não tem a chance de responder. Ela foi apreendido com uma dor tão forte, eu estava com
medo que ela não estava indo para respirar de novo, e depois em seus saltos veio um grito
soluçante. "Não", ela disse, balançando a cabeça. "Não. Eu acho que ela está vindo. deuses
abençoados. Não agora. "Os próximos momentos foram quente e turva, seus lamentos
angustiados rasgando através de mim. Ela chorou. Ela implorou. Segurei seus ombros, e ela se
inclinou para a frente na dor. suas unhas

cavado em meu braço.

Meu coração batia furiosamente com cada grito. Ele estava chegando. Não houve mais
espera. Droga, Lia! Eu facilitei Pauline volta contra o travesseiro, levantou seu vestido, então
puxou as roupas de baixo livre antes que eu pudesse pensar muito sobre o que eu estava
fazendo. Uma cabeça com crista entre as pernas. Ela disse que uma centena de coisas para
mim entre cada dor, um fôlego só de ida conversa de fundamentos para os deuses e
maldições. Ela caiu para trás chorando, cansado demais para empurrar.

"Eu não posso", soluçou.

"Estamos quase lá, Pauline. Empurrar. Vejo sua cabeça. Está vindo. Só um pouco mais."

Ela chorou, uma felicidade fraca brevemente lavando o rosto dela antes de desaparecer e ela
gritou novamente. Eu coloquei a cabeça, mais do mesmo emergente.

"Mais um empurrão!" Eu gritei. "Mais um."

E então vieram os ombros, e com uma última lufada rápida, ele estava em minhas mãos,
molhado e quente, seu pequeno arqueamento corpo, uma pequena mão acenando passado o
seu rosto. Um bebê todo, em minhas mãos, lascas de olhos já olhando para fora no
mundo. Olhando para mim. Um olhar tão profundo, é esculpido um buraco no meu peito.

"Está tudo bem?" Pauline perguntou fracamente. O bebê chorou, respondendo a sua
pergunta.

"Ele é perfeito", eu disse. "Você tem um filho lindo, Pauline." E eu deitou-o nos braços.

CAPÍTULO CINQUENTA E TRÊS

Era quase como uma taberna cheia, tantos amontoados em um só lugar.

Tentei imaginá-lo como Terravin.


Exceto que não havia cerveja. Sem ensopado. Sem riso.

Mas havia um bebê.

Um bebê bonito perfeito. Berdi sentou na ponta da cama, sussurrando sobre ele como Pauline
dormia.Gwyneth, Natiya, e eu estava sentado à mesa, e Kaden dormia no chão em frente ao
fogo. Ele estava sem camisa, ombro recentemente enfaixado, e sua cabeça repousava sobre
um cobertor dobrado que Natiya tinha trazido.

A chuva caía incessantemente. Nós tivemos sorte o telhado realizada. Um balde pegou um
simples vazamento no canto.

Quando eu tinha rastreou o quarto Pauline tinha me encaminhado para na aldeia, eu tinha
encontrado vazio e saqueada, com as janelas escancaradas, apesar da chuva. Eles fugiram ,
pensei, através de uma janela. Isso foi muito mau sinal. O gerente alegou que ele tinha visto
nada e não sabia onde eles tinham ido, mas eu ouvi o terror em sua voz, e então eu vi a
curiosidade temerosa como ele olhou para as sombras do meu bairro. Na minha pressa, eu
tinha deixado o lenço de luto para trás.

Eu puxei o capuz mais para baixo sobre o meu rosto e correu para o recinto da abadia.Ensinei
Natiya para ir a casa de campo com os nossos cavalos e suprimentos, enquanto eu caçado
Berdi e Gwyneth. Eu procurei as ruas e olhou através das janelas da taberna, na esperança de
ter um vislumbre deles em algum lugar, mas, em seguida terror do estalajadeiro registrado
comigo novamente. Ele tinha sido tão com medo de mim como de quem tinha saqueado o
quarto e estava ansioso para me deixar. Corri de volta para a pousada. Berdi e Gwyneth nunca
teria deixado sem Pauline. Eu encontrei-los escondendo na cozinha.

Foi uma reunião emotiva, mas apressada. Gwyneth disse que tinha visto o chanceler e os
soldados fora de sua janela e ouviu suas demandas vivas ao hospedeiro a ser levado para a sala
de Pauline. Eles estavam confusos com a forma como o Chanceler tinha conhecido Pauline
estava lá. Eles confirmaram o gerente foi confiável e que ele tinha parado enquanto pôde,
dando a ela e Berdi uma chance de fugir.Quando eu lhes disse da condição de Pauline, o
gerente enviou-nos no nosso caminho com alimentos e suprimentos que nós embalado em
Nove e Dieci.

Natiya tinha sido capaz de encontrar a casa, mas disse Kaden já tinha entregue o bebê pelo
tempo que ela

cheguei lá, e ele tinha envolto em sua camisa. Ela tinha enfaixado o corte em seu ombro, que
eu sabia foi infligida por Pauline, mas ela também tendia um corte na parte de trás de sua
cabeça. Ele disse Natiya ele tinha recebido um duro golpe a partir de uma panela de ferro. De
quem? Eu me perguntava. Foi por isso que ele não tinha mostrado no nosso ponto de
encontro, e talvez explicou seu sono pesado agora. Ele nunca agitado quando nós caminhamos
para a casa de campo.

Eu assisti seus mesmo respirações. Era estranho, mas eu não tinha certeza de que eu já tinha
visto ele sono antes. Sempre que eu estava acordado, ele estava acordado. Mesmo que uma
noite meses chuvosos atrás, quando tinha dormido em uma ruína e seus olhos estavam
fechados, eu tinha conhecido uma parte dele ainda me observava. Não essa noite. Este foi um
sono profundo que me preocupou. Isso o fez parecer mais vulnerável. Eu ainda não tinha tido
um momento para expressar alívio quando ele tinha entrado na casa de campo, esta manhã,
mas agora eu olhava para ele, a emoção brotando em mim. Eu beijei dois dedos e levantou-los
aos deuses. Obrigado.Ele foi ferido, mas ele estava vivo.

"Eu acho que ainda tenho algumas folhas de thannis na minha mochila, Natiya. Você vai
íngreme-los e fazer um cataplasma para sua cabeça? "

"Thannis?", Perguntou Berdi.

"A falta de degustação de erva daninha que tem alguns usos votos para além de beber. Ela
cresce apenas em Venda. Bom para o coração, alma e rosnando estômagos quando o alimento
éescasso, exceto quando ele se transforma sementes e do roxo ao ouro. Então torna-se
veneno. É a única coisa que eles têm em abundância em Venda ".

A simples menção da erva fez uma ondulação anseio inesperado em mim. Memórias que eu
tinha enterrado caiu solto. Pensei em todas as taças proferidas de thannis-os presentes
humildes de um povo humilde.

Gwyneth inclinou a cabeça para Kaden dormir perto do fogo e franziu a testa. "Então como é
que tudo", ela girou sua mão no ar " esta surgiu? Como é que uma pessoa ir de ser um
assassino a ser seu cúmplice? "

"Eu não tenho certeza cúmplice é a palavra certa," eu disse, tirando feijão e adicioná-los a uma
chaleira. "É uma longa história. Depois que comemos. "

Olhei por cima do meu ombro para Berdi. "O que me lembra, eu prometi Enzo Eu diria a você
que ele não queimou a pousada ainda. Boarders são alimentados, e os pratos estão limpos ".

As sobrancelhas de Berdi disparou. "Ensopado?"

Eu balancei a cabeça. "Sim, mesmo ensopado. E não de todo ruim. "

Gwyneth revirou os olhos com surpresa genuína. "Os deuses ainda realizar milagres."

"Ninguém ficou mais surpreso do que eu era quando eu o vi na cozinha vestindo um avental e
limpar um peixe", eu disse.

Berdi bufou, com o rosto radiante de orgulho. "Bata-me morto. Eu disse que ele tinha que
acelerar. Poderia ter ido de qualquer maneira, mas eu não tinha escolha. Eu tinha que
aproveitar a oportunidade e confiar nele ".

"E quanto a esse agricultor?", Perguntou Gwyneth. "O que aconteceu com ele? Ele nunca mais
voltou para a pousada, como prometido. Ele está morto?"

Esse agricultor. Eu ouvi a suspeita na forma como ela descreveu ele. Berdi e Natiya tanto me
olhou, esperando
pela minha resposta. I endureceu minha expressão, acrescentando um pedaço de carne de
porco salgada para a chaleira antes de eu colocar a tampa e pendurou-a sobre o fogo. I sentou-
se à mesa.

"Ele voltou para o seu próprio reino. Ele está bem, eu assumo. "Eu esperava. Eu pensei sobre o
general que estava desafiando-o de volta no Dalbreck. Eu não poderia imaginar Rafe não
prevalecendo, mas lembrei-me da gravidade de sua expressão, as linhas que gravadas perto de
seus olhos toda vez que um dos policiais trouxe para cima. Não houve garantias em tais coisas.

"Dalbreck. Isso é de onde ele é, "Natiya interrompeu. "E ele não é agricultor. Ele é um rei.Ele
ordenou Lia que- "

"Natiya," Eu suspirei. " Por favor. Eu vou explicar."

E eu fiz, da melhor forma que pude. I deslizou sobre detalhes, enfatizando os principais
eventos em venda e que eu tinha aprendido lá. Havia alguns detalhes que eu não poderia
reviver de novo, mas era difícil a roçar passado Aster. Ela ainda era uma ferida profunda
dentro de mim, roxo e inchado, e dolorosa ao toque. Eu tive que parar e recompor meus
pensamentos quando eu vim para o seu papel neste processo.

"Muitas pessoas morreram naquele último dia," Eu disse simplesmente. "A não ser a única
pessoa que merecia."

Quando terminei, Gwyneth recostou-se na cadeira e sacudiu a cabeça. " Jezelia ", disse ela,
meditando sobre a música de Venda. "Eu sabia que garra e da videira estava lá para ficar.Sem
escova de cozinha foi indo esfregar-lo de costas. "

Berdi limpou a garganta. "Kitchen escovar?"

Gwyneth ficou como se as ramificações finalmente afundado em. "Misericórdia Doce, estamos
sempre espessura nele agora!", Ela disse, circulando o quarto. "A primeira vez que pus os
olhos em você, Princesa, eu sabia que ia ser um problema."

Eu balancei a cabeça em tom de desculpa. "Estou sorry-"

Ela se aproximou e apertou meu ombro. "Aguente. Eu não disse que não era o tipo de
problema que eu gosto ".

Minha garganta inchou.

Berdi se levantou, o bebê ainda embalado em um braço, e aproximou-se e beijou o topo da


minha cabeça. "Blazing bolas. Nós vamos descobrir isso. De alguma forma. "

Debrucei-me contra o lado de Berdi e fechei os olhos. Tudo dentro de mim senti como uma
corrida de lágrimas, doentes e febris, mas do lado de fora, eu estava seco e dormentes.

"Tudo bem, chega disso", disse Gwyneth, e sentou-se à minha frente. Berdi assumiu a cadeira
restante. "Este é um jogo totalmente diferente agora. Os olhos do reino parecem ter suas
atenções para mais de ordem. Qual é o seu plano?"
"Você está supondo que eu tenho um." Ela fez uma careta. "Você faz."

Eu nunca havia expressado em voz alta. Era perigoso, mas era a única maneira que eu poderia
garantir que a minha voz seria ouvida por toda a corte e aqueles que ainda eram leais
a Morrighan-se só para alguns

minutos.

"Algo que eu fiz antes. Mas não com sucesso. Um golpe de Estado ", eu disse. Expliquei que
tinha liderou uma rebelião com os meus irmãos e os seus amigos em Aldrid Salão quando eu
tinha quatorze anos. Ele não tinha ido bem. "Mas eu estava armado apenas com indignação e
pedidos justos. Desta vez tenho a intenção de entrar com dois pelotões de soldados e provas ".

Berdi engasgou com o chá. "Soldados armados?"

"Meus irmãos", eu respondi. "Eu sei que quando eles retornam que eles e seus pelotões vai
me apoiar." "Dois pelotões contra todo o exército Morrighese?" Berdi questionada. "O
citadelle seria

cercado em minutos ".

"É por isso que eu preciso de provas. O salão é defensável para um curto período de tempo
com o gabinete como refém. Tudo que eu preciso é de alguns minutos, se eu posso expor pelo
menos um dos traidores com evidência. Em seguida, o conclave pode ouvir tudo o que tenho a
dizer. "

Gwyneth bufou. "Ou você deseja obter uma flecha no peito antes de você teve a chance de
dizer qualquer coisa." Era sabido que durante as sessões de conclave, guardas em uniforme
completo, armados com arcos e flechas, foram publicados em duas galeria torres que
negligenciado Aldrid Hall. Uma seta nunca tinha sido baleado por eles. Foi cerimonial, outra
tradição mantida ao longo dos tempos antigos, quando senhores de todo
Morrighan convocadas, mas setas dos guardas eram reais, e eu presumi que sabia como matá-
los. A última vez que eu tinha invadiram, eu sabia que não iria atirar a filha do rei. Desta vez eu
não tinha esse

garantia.

"Sim, é possível que eu poderia levar um tiro", eu concordei. "Eu não posso descobrir tudo de
uma só vez. Agora eu só preciso encontrar provas. Eu sei que o chanceler e Real Scholar estão
envolvidos, mas quando eu procurei seus escritórios, I deu em nada. Eles são tão limpo nem
mesmo um grão de poeira se atreveu a pairar no ar. Há também - "

Parei. Minha mãe. Estas duas pequenas palavras eu não poderia forçar solto. No. Não ela. Eles
eram uma parede dentro de mim, unscalable mesmo depois do que eu tinha visto. Eu não
poderia dizer o nome dela no mesmo fôlego como os outros traidores ". Ela nunca teria
colocado Walther em risco. Ela o amava demais para isso. Algumas coisas eram verdadeiras e
real. Eles tinham que ser. Fechei os olhos, vendo o céu cheio de estrelas e da cobertura que ela
me levou longe de. Não há nada de saber, doce criança. É apenas o frio da noite.
Eu a tinha visto com o Real Scholar mim, e eu sabia que ele estava atolado neste. Seus
estudiosos favorecidas trabalhou nas cavernas Sanctum. Berdi e Gwyneth estendeu a mão
sobre a mesa e apertou minhas mãos e eu abri meus olhos.

"Ei, posso entrar em alguns dos isso?"

Eu olhei para cima. Pauline estava acordado. Eu fui para sua cama e sentou-se na borda, e
todos nós se revezaram beijando e felicitá-la antes Berdi aninhado o bebê em seus braços.

Gwyneth ajudou Pauline pegar o bebê trancado e alimentação em seu peito, em seguida, ficou
para trás com orgulho, com as mãos nos quadris. "Olhe para isso. Ele toma a ele como um
campeão ".

"Ter um nome para ele?", Perguntou Berdi.

Uma breve nuvem passou pelos olhos de Pauline. "Não."

"Há muito tempo para isso mais tarde", disse Berdi. "Vou ver se temos algo melhor do que a
camisa rasgado velho para embrulhar-lo entrar."

"Talvez um daqueles de duas cabeças blusas você malha?" Gwyneth piscou, e ela e Berdi foi
para o canto oposto e começou a desembalar o saco que tinham trazido.

Eu estendi a mão e tocou um pequeno dedo do pé-de-rosa que espiou da camisa panos de
Kaden. "Ele é lindo", eu disse. "Como você está se sentindo?"

"Bem o suficiente", ela respondeu, revirando os olhos ", considerando que apenas desfilou
minhas partes femininas para um bárbaro assassino." Ela suspirou. "Mas acho que, comparado
com o que você passou, é uma pequena indignidade de suportar."

Sorri para o bebê. "E olhe para o prêmio. Ele foi vale a pena, não? "

Ela sorriu para seu filho, cuidado em seu dedo sobre sua bochecha. "Sim", disse ela. "Eu ainda
não consigo acreditar." Ela olhou para Kaden, seu sorriso desaparecendo. "O que aconteceu
com ele?", Ela sussurrou. "Suas cicatrizes?"

Kaden lay enrolado em seu lado, de costas para nós. Eu tinha se acostumado com suas
cicatrizes, mas eu tinha certeza de que tinha sido chocante para os outros.

"Traição", eu respondi.

E eu disse a ela sobre quem ele tinha sido e que ele tinha sofrido.

***

Quando Kaden acordou, ele desajeitadamente de pé, a mão roçando seu peito nu, e ele disse
Olá para Berdi e Gwyneth.

Berdi franziu a testa, as mãos nos quadris. "Bem, você tem todos os tipos de surpresas em
você, não é, pelt comerciante ?"
"Acho que tem um pouco", respondeu ele, um leve rubor tingindo as têmporas. Gwyneth
bufou. "Não menos do que é partos." Kaden voltou-se, olhando para Pauline. "Como ele está?"

"Tudo bem", respondeu ela calmamente.

Ele se aproximou, um sorriso puxando o canto da boca, e gentilmente cutucou o cobertor de


lado para que ele pudesse ver o rosto do bebê. Pauline se inclinou para trás, levantando o
bebê protetora contra o peito. Kaden notou sua retirada, e seu sorriso desapareceu. Ele se
afastou, um pequeno movimento que picou com a decepção, e meu coração doeu por ele.Mas
eu entendi Pauline também. Depois de tudo o que ela tinha passado, a confiança era tão
escorregadio como esperança.

"Qualquer outra coisa que você pretende surpreender-nos com?", Perguntou Berdi. Ele olhou
para mim. "Lia, eu preciso falar com você em particular."

"Não tão rápido, soldado," Gwyneth interveio. "Qualquer coisa que você tem que dizer a ela,
você pode nos contar tudo." Eu assenti. Em algum momento, todos nós tínhamos que começar
a confiar uns aos outros.

Ele encolheu os ombros. "Tê-lo à sua maneira. Eu sei que outro de seus traidores. Meu pai não
é mais senhor de County Duerr. Ele senta-se em gabinete do rei ".

Pauline respirou afiada. Kaden não têm a dizer um nome. Foi imediatamente evidente para
ela, tanto quanto era para mim. Não havia mais ninguém no gabinete com o Kaden loiro-
branco de cabelo, ou seus olhos castanhos quentes. Mesmo o som de sua voz firme calma era
o mesmo. Tudo o que deveria ter sido óbvio havia escapado nós e percebi que havia
suposições que fizemos sobre as pessoas, e uma vez que fizemos, que foi tudo o que podia ver-
Kaden era um assassino bárbaro, o Vice-regente um senhor respeitado descendentes dos
Santos Guardiães e certamente um poderia ter nada em comum com o outro.

Berdi e Gwyneth não sabia o Vice-regente e permaneceu em silêncio, mas Kaden olhou de
mim para Pauline, perguntando-se com a reação dela. "Senhor Roché", acrescentou a
confirmar a sua afirmação.

Por um momento eu planejado para mentir para ele, dizer que não houve Senhor Roché no
armário, com medo de que ele iria tempestade fora e obter a sua cabeça esmagada
novamente, mas ele já estava lendo meus olhos.

"Não minta para mim, Lia."

Eu me preparei, sabendo que ele não levaria isso muito bem. "Eu sei quem ele é. Eu encontrei
com ele há dois dias. Ele é um membro do gabinete, como você disse. Ele pode ter sido um pai
terrível Kaden, mas não há nenhuma prova de que ele é um traidor. "

CAPÍTULO CINQUENTA E QUATRO

Eu tinha visto Kaden pisão em direção a fábrica para verificar os animais. Eu quase podia ver o
vapor saindo de seus ombros.
É mentira! Não tenho parentes. Minha mãe era filha única. As pessoas que me acolheu foram
mendigos profissionais.

Vi a raiva em seu rosto, mas eu também lembrou da tristeza genuína nos olhos do vice-
regente. Ele tinha apenas oito anos, uma criança de luto que acabara de perder sua mãe.

Se havia uma coisa que eu tinha aprendido, era que o tempo poderia torcer e verdade rasgar
como uma folha esquecido golpeado no vento. Agora eu tinha a peça os pedaços juntos
novamente.

Eu disse Natiya eu tinha outro trabalho para o sacerdote, e na primeira paragem no tempo, ela
era ir para ele. Um registro de governantas treinados foi mantido nos arquivos. Em algum lugar
tinha que haver alguma informação sobre um chamado Cataryn.

***

As orelhas de Dieci se contraiu com satisfação que eu riscado entre eles. Eu dei Nove igual
carinho e se perguntou se eles perderam Otto. A fábrica estava seca, mas uma parede tinha
caído afastado há muito tempo, deixando o antigo edifício frio e correntes de ar. Corujas
empoleiradas nas altas vigas. Natiya sentou em um canto distante, desenho uma pedra de
amolar sobre sua espada. Tínhamos brigaram esta manhã. Ela era a pessoa que tinha me
lembrado da necessidade de manter as nossas habilidades afiadas. Os hábitos que eu tinha lhe
ensinado em todo o Cam Lanteux permaneceu profundamente enraizado.

Pauline tinha visto com o que eu pensava que era um olho duvidoso e mais tarde me
questionado novamente sobre o exército do Komizar.

"Eles vão destruir Morrighan", eu disse, "e traidores aqui estão indo para ajudá-los a fazê-
lo. Temos de estar prontos. "

"Mas, responsabili-" Ela encolheu os ombros, sua expressão cheia de ceticismo. "Isso é
impossível. Nós somos a Remnant favorecida. Os deuses ordenado lo. Morrighan é demasiado
grande para cair. "

Olhei para ela, sem saber o que dizer, não querendo abalar seu mundo ainda mais, mas eu não
tinha escolha. "Não", eu disse. "Nós não são muito grandes. No reino é muito grande também
cair. "

"Mas o Santo texto diz-"

"Há outras verdades, Pauline. Que você precisa saber. "E eu disse a ela sobre Gaudrel, Venda,
ea menina Morrighan, que foi roubado de sua família e vendido para Aldrid o limpador por um
saco de grãos. Eu disse a ela sobre as histórias que nunca soube e os ladrões e catadores que
eram os tijolos e argamassa do nosso reino, não um remanescente escolhido.As Sagradas
Guardiões não estavam consagrados em tudo. Dizendo em voz alta para ela sentia cruel, como
se eu tivesse arrancado um pedaço estimada de cristal de sua mão e esmagou-o debaixo do
meu pé, mas tinha que ser dito.
Levantou-se, atordoado, caminhar ao redor da casa de campo, tentando absorver esta
notícia. Vi sua mente correndo através de textos.

Ela girou. "E como você sabe as histórias que você encontrou são verdadeiras?"

"Eu não. E essa é a parte mais difícil. Mas eu sei que há verdades que foram escondidas de nós,
Pauline. Aqueles que cada um tem de encontrar com nossos próprios corações. A verdade é
tão livre como o ar e todos nós temos o direito de respirar tão profundamente dele como nós
desejamos. Ele não pode ser retido na palma de qualquer homem ".

Ela se virou e olhou para o sótão onde as corujas empoleiradas. Com cada movimento de
cabeça, eu sabia que ela estava tentando rejeitá-lo, pesando minhas verdades contra a outra
única verdade que ela já tinha conhecido-o texto Morrighese Santo.

Catadores.

Se fosse verdade, essa história nos roubou do nosso status elevado entre os reinos. Ao vê-la,
compreendi com clareza por que o Real Scholar tinha escondido a história de Gaudrel
distância.Minou quem éramos. O que eu não entendi foi por que ele não tinha acabado
destruiu. Alguém tinha tentado uma vez.

Pauline respirou fundo e limpou as mãos na saia, alisando-o para fora. "Eu tenho que voltar
para a casa", disse ela. "É hora para a alimentação do bebê."

CAPÍTULO CINQUENTA E CINCO

PAULINO

Durante a noite, depois de alimentar o bebê, eu tinha ficado do meu lado por um longo
tempo, observando Kaden sono, ainda se perguntando em suas cicatrizes. Agora, quando
olhou no espelho, veria outra marca-o que eu tinha esquerda ao lado dos queridos seu pai
tinha colocado. Back in Terravin, uma camisa simples e algumas palavras gentis tinha coberto
tudo sobre quem eu tinha acreditado que ele era. Mikael tinha feito o mesmo, mas ele cobriu
sua verdadeira natureza com algumas palavras floridas.Eu deixo essas palavras wheedle em
mim até que eles eram tudo o que vi.

Era possível que nunca realmente conhece alguém, ou eu estava simplesmente o pior juiz de
caráter em toda a história? Eu rolei, olhando para as sombras vacilantes no teto. Seus vendo
minhas partes senhora foi a menos da minha angústia. Eu ainda estava assombrado por sua
expressão quando ele segurava o bebê em suas mãos. Que parecia real. Seus olhos estavam
cheios de espanto, mas, em seguida, quando ele estendeu a mão e colocou o bebê no meu
peito, ele vacilou, como se ele já sabia que eu nunca permitiria que esta criança em seus
braços novamente. Uma parte de mim sabia que precisava agradecer-lhe por me ajudar, mas
outra parte ainda estava com raiva, e uma parte maior, com medo. Como eu poderia ter
certeza se alguma da sua bondade era real desta vez? E se ele ainda estava nos usando para
outra finalidade do jeito que ele tinha antes? Eu sabia Lia confiava nele. Isso deveria ter sido
suficiente para mim, mas a confiança estava fora do meu alcance.
Ajoelhei-me na varanda, esfregar o caixote que tinha encontrado no moinho. Pode fazer uma
base aceitável para agora , ele tinha dito quando ele ofereceu-me esta manhã. Ele não tinha
encontrado o meu olhar. Ele apenas configurá-lo na varanda e se afastou. Ele estava quase
fora do alcance da voz antes de me chamou depois dele. Quando ele se virou Eu disse:
"Obrigado." Ele ficou lá, estudando-me, então, finalmente concordou com a cabeça e saiu.

Ele tinha derramado por quatro dias seguidos, rios de água que desce ladeiras, mais
vazamentos brotando no teto cottage. Eu não tinha certeza se o dilúvio tinha sido bênção ou
maldição, prendendo-nos em tais pequenos quartos, mas também forçou Lia e Kaden para
trabalhar a discussão entre eles: Kaden queria ir para o próprio Vice-regente. Confrontá-lo. Lia
disse que não. Não até que era o momento certo.Fiquei surpreso que ele a ouvia em
tudo. Havia uma estranha ligação entre eles que eu ainda não entendi. Mas quando ela
implicava havia a possibilidade de que o Vice-regente tinha mudado, que onze anos pode
mudar um homem, e ela apontou para Enzo como prova, Kaden tornou-se irritado. Eu tenho
uma visão do assassino que ele tinha sido. Talvez o assassino ainda estava, e eu entendi que,
quando ele disse "confrontar", ele não quis dizer falar. "As pessoas não mudam tanto assim!",
Ele gritou e saiu para a chuva. Ele voltou uma hora depois,

encharcado, e eles não falar sobre isso novamente.

Eu tinha me disse que as pessoas não mudam, mas eu ponderei a possibilidade. Lia tinha
mudado.Ela sempre foi destemido, alheio à ameaça quando algo irritou-a muito, impulsivo,
por vezes, a um custo para si mesma, mas eu vi um cálculo, o aço frio em sua agora que não
tinha estado lá antes. Ela tinha sofrido. Todos os meus meses de preocupação para ela bem-
estar não eram infundados. Ela tentou escovar detalhes do passado, mas eu vi as cicatrizes
onde flechas perfurou suas costas e coxa. Ela tinha quase morreu. Eu vi a linha fina em sua
bochecha onde o Komizar tinha vencê-la. Mas havia outras cicatrizes que não podiam ser
vistas em sua pele. Aqueles eram os que eu preocupados sobre-a olhar vago, um punho
enrolado, um lábio desafiante torcido em algum memória -deeper cicatrizes de ver pessoas
que amava assassinado e saber mais tinha morrido depois de sua fuga. Vi que ela se
preocupava com as pessoas Vendan. Ela falou muitas vezes em sua língua com Kaden, e suas
lembranças incluídas suas tradições também.

"Você é um deles agora, Lia?" Eu tinha ela perguntou.

Ela me olhou, surpreso no início, mas, em seguida, alguma memória brilhou nos olhos dela, e
ela não respondeu. Talvez ela não tinha certeza de si mesma.

Foi suas lembranças que mudaram a mais. Ela não dizê-las por obrigação relutante mais, mas
com uma potência zeloso que acalmou o ar, chamando-se não só os deuses, mas parecia que
as estrelas e as gerações também. A plenitude cresceu no ar como se os sopros do mundo
manteve o tempo com a nossa própria, e eu vi seu olhar para a escuridão, os olhos focados em
algo que o resto de nós não podia ver.

Ela não tinha medo do presente por mais tempo, mas a abraçou. Ela persuadiu, exigiu,
confiável. Ela falou do dom de maneiras que eu nunca tinha ouvido antes, os seus modos de
ver e conhecer, e confiando, maneiras que me fizeram chegar mais fundo dentro de mim.
Eu já tinha visto de relance quebrantamento também. Ela escondeu bem, mas quando Natiya
começou a descrever a Berdi e Gwyneth o que o exército Dalbreck e posto eram como e ela
meramente mencionou o nome de Rafe, Lia saiu para a varanda, como se ela não podia
suportar ouvir. Eu segui e encontrei-a encostada a um poste observando o aguaceiro.

"Ela parece fascinado com o exército Dalbretch", eu disse. "Ela é muito jovem para estar
carregando todas aquelas armas. Eu não acho que vagabonds- "

"Eles não carregam armas", disse Lia. "Natiya tentou me ajudar por costura uma faca na
bainha da minha capa. Seu acampamento pagou caro por isso. "

"E agora ela quer justiça."

"As mesmas pessoas que ela tinha acolhido em seu acampamento traiu. Sua maneira devida
e sua inocência -ter sido roubado. Um, ela pode voltar, o outro, não. "

Tentei empurrar gentilmente a conversa. "Ela pensa muito do rei de Dalbreck." Lia não
respondeu.

"O que aconteceu entre vocês dois?", Perguntei.

Sua face brilhou com luz a partir da janela da casa e ela levemente sacudiu a cabeça. "Tanto faz

aconteceu foi para o melhor ".

Toquei-lhe o ombro, e seu olhar encontrou o meu. O melhor não foi o que eu vi em seus
olhos. "Lia, que sou eu. Pauline. Diga-me, "eu disse suavemente.

"Deixar. Por favor."

Ela tentou se afastar, e eu agarrei seus braços. "Eu não farei. Fingindo que não estão
prejudicando não vai fazer a dor desaparecer ".

"Eu não posso", disse ela. Sua voz estava rouca. Seus olhos amassado, e ela com raiva bateu
em seus cílios. "Eu não posso pensar sobre ele", disse ela com mais firmeza. "Há muita coisa
em jogo, incluindo a sua vida. Não posso me permitir distrações. "

"E isso é tudo o que ele era? Uma distração?"

"Certamente você de todas as pessoas sabem estas coisas nem sempre funcionam." "Lia", eu
disse com firmeza, e eu esperei.

Ela fechou os olhos. "Eu precisava dele. Mas assim como o seu reino. Essa é uma realidade que
nenhum de nós pode mudar ".

"Mas?"

"Eu pensei que ele viria", ela sussurrou. "Contra toda razão. Eu sabia que não podia. Ele não
deve mesmo, mas eu ainda encontrei-me olhando por cima do meu ombro, pensando que ele
mudasse de idéia. Nós nos amávamos. Nós fizeram votos. Nós jurou que reinos e conspirações
não viria entrenós, mas eles fizeram. "
"Conte-me tudo desde o início. Diga-me o caminho que te falei Mikael. "

Nós conversamos por horas. Ela me disse coisas que ela não tinha compartilhado antes, no
momento em que percebeu pela primeira vez que ele realmente era, os tensos minutos antes
que eles cruzaram para Venda, a nota que tinha realizado em seu colete todos esses meses, o
modo que ela tinha que fingir a odiar-lo quando tudo o que ela queria era abraçá-lo, a
promessa de um novo começo, a forma como a sua voz manteve-a presa a este mundo
quando ela sentiu-se deslizar em outro e , em seguida, seu argumento amargo na despedida.

"Quando eu o deixei para trás, eu marcado todos os dias entre nós escrevendo suas últimas
palavras para mim no solo- é para o melhor -até eu acreditava-los, finalmente, para ser
verdade. Então eu encontrei meu vestido de casamento onde ele havia escondido no sótão na
pousada, e rasgou tudo dentro solta de tudo me outra vez. Quantas vezes eu tenho que deixar
ir, Pauline? "

Olhei para ela, sem saber como responder. Mesmo depois de tudo Mikael tinha feito, todos os
dias eu tive que deixar ir novamente. Ele era um hábito em meus pensamentos, não mais bem-
vindos do que uma erupção, mas eu me pego pensando dele antes mesmo de eu percebi que
eu estava fazendo. Banindo-o dos meus pensamentos era como aprender a respirar de uma
maneira nova. Foi um esforço consciente.

"Eu não sei, Lia:" Eu tinha respondido a ela. "Mas, por mais tempo leve, eu estarei aqui para
você."

Sentei-me e olhei para o caixote. A madeira era lisa e resistente. Levantei-me e pendurou-a da
viga da varanda para secar. Sim, Kaden é certo. Uma vez que um cobertor macio é adicionado,
ele será bastante razoável.

Um grito divide o ar.

Os pachegos ter capturado alguma coisa,

As crianças choram,

A escuridão muito profundo,

Seus estômagos demasiado vazios,

Os uivos do pachego muito perto.

Shhh, eu sussurro.

Diga-lhes uma história, Jafir implora.

Diga-lhes uma história antes.

Mas antes nunca foi o meu saber.

Eu procuro a minha memória para palavras da AMA.

A esperança. o fim da jornada.


E acrescento desesperadamente minhas próprias palavras para eles.

Reúna as crianças perto,

E eu vou lhe contar uma história antes.

Antes que o mundo era marrom e estéril,

Quando ainda era uma jóia azul girando,

E as torres cintilantes tocou as estrelas.

Os catadores em torno de mim zombam.

Mas não Jafir.

Ele é tão carente de uma história como os filhos.

-As Palavras Perdidas de Morrighan

CAPÍTULO CINQUENTA E SEIS

RAFE

"Ela está escondido em uma pequena cabana não muito longe do citadelle com três mulheres
e Kaden. Uma menina vagabundo também ", disse Tavish.

"Você desobedeceu ordens."

Jeb sorriu. "Você sabia que o faria." "E você é feliz que fizemos", acrescentou Orrin.

"O que são aqueles para os?", Perguntou Jeb, apontando para o manipulador e três enjaulado
Valsprey.

"No caso de as coisas não vão bem para nós. Um presente de despedida do general
Draeger. Ele insistiu sobre eles. Ele não quer que a gente cair fora da borda do continente
novamente sem qualquer palavra. "

Tavish pesquisados os detalhes da nossa empresa com um olhar desconfiado e se virou para o
capitão Azia, talvez imaginando que ele iria obter mais informações dele. "Como você ficou tão
muitos cavalos com tack Morrighese?"

Sven pigarreou, antecipando uma resposta do Azia. Eu sabia que a questão criado como um
gosto amargo em sua língua, como o fez o meu. "É uma longa história", ele respondeu.

"Eu vou explicar mais tarde," Eu disse a Tavish. "Passeio para trás e dizer ao resto, é hora de
cisão para as estradas do leste e do norte para a cidade. E para ficar em grupos de não mais de
três ou quatro. Nós não podemos todos descem para a cidade de uma só vez. "

Estávamos agricultores, comerciantes, comerciantes, não um batalhão de uma centena de


soldados armados. Pelo menos era o que queríamos-los a pensar.
CAPÍTULO CINQUENTA E SETE

Heave.

Heave.

Eu joguei meu cobertor e sentou-se, minha pele quente e frio ao mesmo tempo. Os cantos
sincronizado, o guincho de engrenagens, o ruído metálico doentio ainda tocou em meus
ouvidos. Olhei em volta, assegurando-me de que eu ainda estava na casa de campo. Estava
escuro e silencioso, exceto para roncos suaves de Berdi. Apenas um sonho , eu disse a mim
mesmo e deitou-se, lutando para voltar a dormir. Eu finalmente cochilou nos antes do
amanhecer horas, em seguida, dormiu até tarde, mas quando eu finalmente acordou,
eu sabia-os sons e cantos eram reais. A ponte foi corrigido. Eles estavam vindo.

Olhei em volta. A casa estava vazia, exceto por Gwyneth cochilando na cadeira de balanço com
o bebê em seus braços. Notei que a melodia de gotas caindo em baldes e bacias tinha parado
no passado.Finalmente eu poderia escorregar de volta para a cidade. As ruas seria ocupado
novamente e eu poderia passar despercebida e Bryn e Regan poderia estar de volta. Eu
calmamente vestido, colocando em meus couros equitação de protecção e cintas em todas as
armas que eu tinha. Se tudo corresse bem, eu poderia estar levando meus irmãos e seus
companheiros em Aldrid Salão esta tarde. Primeiro eu vasculhar a citadelle uma última vez
para a evidência, mas com a ponte fixa, confrontando o gabinete não podia esperar mais. Eu
joguei na minha capa e nas pontas dos pés quietamente fora para encontrar os outros. Eu
achei Pauline no final do alpendre, levantando uma caixa e pendurá-la de um prego em uma
madeira varanda.

"Tem certeza que você deveria estar fazendo isso?"

"Eu tive um bebê, Lia, e não um acidente. Na verdade, estou me sentindo muito bem. Primeira
vez que eu não tive um pé pressionando na minha bexiga em semanas. Além disso, a limpeza
de um caixote é fácil bastante trabalho. Kaden tem para mim a partir do moinho. Ele só voltou
para lá para deixar sair os animais. A aveia sumiram. Eles precisam pastar. "

Eu esperava que isso era tudo o que estava fazendo. Eu sabia que ele ainda queria enfrentar
seu pai.

Olhei em volta, caminhando para o outro lado da varanda. "Onde sobre Berdi e Natiya?Onde
eles estão?"

"Eles foram para a cidade, enquanto houve uma pausa no clima para mais suprimentos." Ela
passou a mão ao longo de um lado da grade. "Ele vai fazer uma base bastante decente
para agora pelo menos quando não há braços para segurar o bebê."

"Parece que sempre haverá uma abundância de os disponíveis. Gwyneth quase não deixar o
bebê para fora de seu

aperto."
Pauline suspirou. "Percebi. Eu espero que não seja doloroso para ela. Tenho certeza de que
agita as memórias em seu de todas as vezes que ela não chegaram a realizar seu próprio bebê.
"

"Ela te contou?", Perguntei, surpreso que Gwyneth tinham compartilhado o que eu pensava
era um segredo muito bem guardado. Eu só tinha adivinhado porque vi o jeito que ela olhou
para Simone de volta em Terravin. A ternura tinha saltado para seu rosto que ela teve para
ninguém mais.

"Sobre Simone?" Pauline sacudiu a cabeça. "Não, ela se recusa a falar sobre isso. Ela ama
aquela garotinha mais do que o próprio ar, mas, ao mesmo tempo, que o amor é o que ela
agarra com medo. Eu acho que é por isso que ela mantém a sua distância. "

"Medo de quê?"

"Ela desesperadamente não quer o pai ao descobrir que Simone ainda existe. Ele não é um
bom homem. "" Ela lhe disse quem ele era? "

"Não exatamente. Mas Gwyneth e eu ter encontrado este lugar estranho da verdade. Há
muito que compartilhamos sem nunca dizer uma palavra. "Ela desamarrou o avental húmido e
pendurada para secar ao lado da caixa. "O chanceler é o pai de Simone."

Meu queixo caiu. Eu sabia Gwyneth teve algumas conexões desagradáveis, mas eu nunca
suspeitou um deles para ser tão alto na cadeia alimentar. Ela tinha uma boa razão para ter
medo. Virei-me, amaldiçoando em Vendan para poupar os ouvidos de Pauline e uma
penitência.

"Você pode amaldiçoar em Morrighese", disse ela. "Nenhuma penitência necessária. Eu


provavelmente disse a mesma coisa a mim mesmo. Ou pior."

"Você, Pauline?" Eu sorri. "Empunhando facas e maldição? Meu, como você mudou. "Ela
riu. "Engraçado, eu estava pensando o mesmo sobre você."

"Para melhor ou pior?"

"Você é quem é necessário para se tornar, Lia. Nós dois mudamos por necessidade. "Uma ruga
escureceu sua testa. Ela notou meus couros de equitação sob meu manto, pela primeira
vez. "Indo para algum lugar?"

"Agora que a chuva deixou-se, as pessoas estarão nas ruas novamente. I pode passar
despercebida, e Bryn e Regan são certamente voltado. Eu quero que- "

"Eles não vão ainda estar de volta."

"A Cidade dos Sacramentos é único passeio de alguns dias, e dedicar uma pedra memorial não
leva apenas um dia. Bryn e Regan won't- "

"Lia, eu acho que você entendeu mal. Eles estão indo para mais cidades depois disso, e em
seguida, para os Reinos Menores. Regan para Gitos e Bryn para Cortenai. Eles estão em uma
missão diplomática ordenada pelo marechal de campo. "
"Do que você está falando? Princes não vão em missões diplomáticas. Eles são soldados. "

"Eu questionei isso também, especialmente com seu pai doente. Ele não seguir o
protocolo.Mas Bryn achei que era importante, e seu pai aprovou. "

Todo o caminho para os reinos menores? Meu coração despencou. Isso poderia significar
semanas de espera que não poderíamos pagar. Mas eu não poderia marchar para o conclave
sem eles.

Eu balancei minha cabeça. A missão diplomática. Eu sabia como Bryn e Regan odiava essas
coisas. Eu podia imaginar Regan revirando os olhos. A única parte que gostaria estava andando
na abertura

Minha garganta apertada.

Eles estavam pedindo um monte de perguntas, tentando chegar à verdade.

Assim como Walther tinha. Eu vou discretamente o nariz ao redor.

O que os tornava um passivo."Qual o problema?", Perguntou Pauline.

Peguei o cargo varanda para me equilibrar. Uma visita a um Unido Lesser significaria dias de
viagem em todo o Cam Lanteux. Eles seriam alvos inocentes e fácil. Meu coração gelou.Eles
não estavam em uma missão. Eles estavam indo em outra emboscada. Os príncipes estavam
sendo eliminados-along com suas perguntas.

Meu pai nunca teria aprovado isso. Não se soubesse.

"É uma emboscada, Pauline. Bryn e Regan estão indo em uma emboscada-o mesmo que
Walther. Eles têm que ser interrompido antes que seja tarde demais. Eu tenho que ir contar ao
meu pai. Agora."

E eu corri para o citadelle, rezando para que não fosse já tarde demais.

CAPÍTULO CINQUENTA E OITO

KADEN

"Olá, Andrés."

Eu tinha prometido Lia eu não iria enfrentar o meu pai. Eu não disse nada sobre o meu irmão.

Eu tinha ouvido Pauline perguntar em voz alta para Gwyneth se ele poderia ter sido Andrés
que tinham seguido para a hospedaria e alertou o chanceler para onde eles estavam
hospedados. Pauline não tinha revelado sua identidade para Andrés, mas ela lembrou que ele
pediu-lhe um monte de perguntas. Uma vez que ela aprendeu o que o Vice-regente tinha feito
para mim, ele a fez se perguntar se suas perguntas não tivesse sido tão inocente, afinal. Eu
tinha certeza de que eles não eram inocentes. Ele era filho de seu pai.

Eu fiquei surpreendido ele na porta do cemitério logo após ele entrou, rapidamente
prendendo um braço por cima do ombro como se fôssemos velhos amigos, minha outra mão
segurando uma faca discretamente pressionada para o seu lado. "Vamos dar uma volta, não
é?" Ele entendeu a mensagem imediatamente e começou a andar comigo.

I levou a cripta de Morrighan no centro do cemitério, um lugar de teias de aranha, espíritos,


luz fraca, e paredes espessas. Uma vez que estávamos descendo as escadas, eu o empurrei. Ele
cambaleou para a frente e se virou.

Sua cabeça inclinada para o lado quando ele finalmente conseguiu uma boa olhada em mim. O
amanhecer veio rápido. Imaginei que eu parecia muito muito parecido com o nosso
pai. Andrés tomou depois de sua mãe, de coloração cinza, um rosto querubim rodada, mais
adequado à mendicidade na rua cantos, mas ele não era o filho bastardo.

"Kaden?" Eu vi os dedos se contorcer como se para alcançar sua arma. "Eu pensei que você
estivesse morto." "Eu acho que foi o ponto. Ele não acontecer dessa forma. "

"Eu sei que você tem razão para estar zangado pelo que ele fez para você, Kaden, mas faz
muitos anos. Pai mudou. "

"Claro que ele tem."

Ele olhou para a minha faca, ainda agarrada ao meu lado. "O que você quer?",
Perguntou. "Respostas. E talvez um pouco de sangue para pagar por tudo o que eu perdi. "

"Como você sabia onde me encontrar?" "Marisol me disse," eu respondi.

Ele franziu a testa. "Você quer dizer Pauline." "Eu achei que você sabia."

"A barriga lançou me, mas sua voz Eu vi uma vez. Ela não se lembra de mim. Eu acho que eu
não fiz

muito de uma impressão, mas ela fez um em mim. É ela- "

"Ela não vai estar de volta," eu disse firmemente, então ele sabe que tudo o que ele tinha
visões definidas no Pauline eram uma coisa do passado. "Diga-me, Andrés, como é que você
era o único que não andar com o pelotão de príncipe Walther a única vez que eles
encontraram uma brigada Vendan?"

Seus olhos se estreitaram. "Eu não passeio, porque eu estava doente."

"Não me lembro de você como o tipo doentio. Isto acontece muitas vezes, ou foi apenas uma
coincidência que ficar em casa salvou seu pescoço? "

"O que você está implicando, irmão?", Ele zombou. "Eu realmente preciso dizer isso?"

"Eu estava doente por uma semana, principalmente delirante. O médico da corte pode
confirmá-la. Quando vim para, Pai disse que eu estava doente, com febre ".

"Você estava com ele quando você ficou doente?"

"Sim. Eu jantei com ele e alguns membros do gabinete em seus apartamentos na noite
anterior eu estava a andar, mas como eu estava saindo, fiquei tonto e caiu. servos do pai
ajudou-me para a cama. Não me lembro muito depois disso. Que diferença faz? Ninguém sabia
o que Walther e os outros estavam indo para! "

"Claro, alguém sabia. E esse alguém não queria que seu único filho remanescente entrar em
um massacre que ele tinha planejado. Eu estou supondo que o filho estava feliz para jogar
junto ".

Ele sacou a espada. "Você está falando de traição."

Seus olhos estavam arregalados e enlouquecido, a voz desesperada, e ocorreu-me que ele
pode realmente estar dizendo a verdade. Pauline tinha dito que ele estava triste pela morte do
pelotão. Se sua dor não era real, por que mais ele viria aqui para chorar todos os dias?Estudei-
o, perguntando sobre algum outro tipo de motivação, mas eu só viu a angústia em seus olhos,
não engano.

"Coloque-o afastado, Andrés. Eu prefiro não matá-lo. "

Ele baixou a espada. "Quem é você?", Ele perguntou, como se sentisse que eu não era apenas
seu irmão mais novo descartado mais.

"Ninguém quer saber," eu disse a ele. "Quem mais estava lá na noite em que ficou doente?"

Ele pensou por um momento, então disse que, além de seu pai, ele também tinha jantado com
o chanceler, o Capitão Vigia, eo médico da corte.

CAPÍTULO cinquenta e nove

Meus pais compartilharam uma câmara de casamento, mas não havia uma suíte privativa
próxima ao escritório do médico para membros da família real quando estavam doentes ou
que necessitam de cuidados. Foi a câmara onde minha mãe tinha dado à luz para todos nós.Se
meu pai estava realmente doente, e talvez até mesmo se era um artifício, que foi onde ele
estaria.

Eu entrei na câmara exterior, meu cabelo, escondida em um boné, e meu rosto se curvou em
uma pilha de toalhas empilhadas em meus braços. Um frasco pendia de minha mão. I
embaralhadas frente com indiferença, enquanto meus pés queimados para ser executado. Até
meu pai, não importa quão zangado comigo, ainda seria raw com a perda de Walther. Um
lampejo de dúvida, era tudo o que seria necessário para ele a rescindir sua ordem. Eu fazê-lo
ouvir, se eu tive que segurar uma lâmina em sua garganta e levá-lo refém.

"Eu estou aqui para esponja do rei com uma tintura ordenada pelo médico", eu disse em um
sotaque Gastineux de espessura, soando como minha tia Bernette quando ela estava com
raiva. A enfermeira sonolento sentado em uma cadeira ao lado da porta se animou.

"Mas não um-"

"Eu sei, eu sei," eu resmunguei. Engoli em seco e forçou minhas palavras para fora em um
sotaque irritado. "Ninguém nos diz nada até o último minuto. Aqui eu estava quase pronto
para ir para casa. Talvez eu possa falar com você em fazer isso? Se eu fosse que- "
"Não", ela disse, pensando que o melhor. "Eu estive preso aqui por horas. Eu poderia usar o
intervalo. "Ela olhou para o guarda que está pela porta aberta para a câmara interna. "Precisa
de sua ajuda?"

"Pfft. não está fazendo muito mais do que a testa. Não preciso de ajuda para isso. "

Ela ficou com alívio e estava fora da porta antes que eu pudesse dizer qualquer outra coisa.

A câmara interna era fraca. Quando passei a guarda, pedi-lhe para fechar a porta atrás de mim
desde os meus braços estavam cheios. "Protocolo", eu repreendeu quando ele hesitou.

Suavemente a porta se fechou atrás de mim, e eu enfrentei a cama grande na parede


oposta. Eu quase não vi meu pai nele. Ele era pequeno e afundado, como se estivesse sendo
comido todo, travesseiros e cobertores. Suas órbitas estavam sombreados, ea pele fina sobre
as maçãs do rosto. Ele era alguém que eu não conhecia. I definir as toalhas e garrafa em uma
mesa e se aproximou. Ele não se mexeu.

Ele está morrendo.

Eles estão matando-o.

Meu pulso disparou. O citadelle já tinha sussurrou esta verdade para mim. Eu pensava que
significava todos, mas ele, não o homem que sempre tinha sido arrogância e poder-tudo que
eu já tinha conhecido.

"Pai?"

Nada.

I caiu para seu lado e pegou a mão dele na minha. Ele estava mole e quente. O que estava
errado com ele? Eu queria desesperadamente vê-lo alto e com raiva de todas as maneiras que
Walther ele, havia descrito a maneira como ele sempre tinha sido, mas não como este.

"Regheena?"

I assustado com a voz fraca. Seus olhos permaneceram fechados.

"Não, pai. Mãe é ocupado em outro lugar. É Arabella. Você deve tentar a me ouvir. É
importante que você pedir Bryn e Regan casa imediatamente. Você entende o que eu estou
dizendo?"

Ele franziu a testa. Seus olhos lascas aberto. "Arabella? Você está atrasado. E é dia do seu
casamento. Como vou explicar isso? "

Minha garganta comprimida. A névoa enevoada encheu seu olhar. "Eu estou aqui agora, Pai."
Eu levantei a mão para a minha bochecha. "Tudo ficará bem. Eu prometo."

"Regheena. Onde está o meu Regheena? "Seus olhos se fecharam novamente.

Meu. Regheena O nome da minha mãe foi suave em seus lábios. Até o meu nome tinha sido
falado com ternura, uma repreensão suave, não um bravo.
"Pai-" Mas eu sabia que era inútil. Ele não poderia emitir uma ordem para um copo de água,
muito menos fazer uma demanda para o retorno seguro de Bryn e Regan. Ele já tinha flutuado
de volta para seu mundo inconsciente. Eu coloquei a mão em seu peito e apertou meus dedos
em seu pescoço. Seu pulso era firme e constante. Se não fosse um coração fraco que tinha
colocado ele baixa, o que era?

Levantei-me e fui para a mesa, meus dedos descuidadamente que atravessa a montanha de
tinturas, xaropes e bálsamos-todos os remédios que eu reconheci. Minha mãe tinha-lhes dado
a mim e meus irmãos muitas vezes. Abri as garrafas e cheirou. Os aromas trouxe de volta
memórias de cabeças abafado e testas febris. Eu vasculhou uma caixa de ervas e ungüentos e,
em seguida, mudou-se para as gavetas. Eu nem sequer sei o que eu estava olhando para-
uma pomada?Líquido? Algo que apontou para a sua verdadeira doença? Eles estão matando-
o. Ou talvez eles não estavam tratando uma doença simples corretamente. Olhei em outras
partes da sala, procurando atrás de um espelho, um pedestal que realizou um vaso alto de
flores, em sua mesa de cabeceira, e até mesmo deslizou a mão debaixo do colchão, mas deu
em nada.

Eu fui para a porta do escritório do médico ao lado, pressionando meu ouvido a ele. Quando
eu julgado da sala de estar vazia, eu gentilmente aliviou abre a porta e procurou lá também,
mas com falta de degustação cada elixir e esperando para ver o efeito, eu não tinha como
saber o que pode ter causado Estado fraco e confuso do meu pai. Talvez fosse seu
coração. Talvez eu tinha quebrado-lo apenas como os rumores disse. I voltou para a sua
câmara, e meu

olhos brilharam na caixa de ervas e ungüentos novamente. O médico sempre tinha desprezado
remédios de cozinha do cozinheiro. Quando tia Bernette chá feito a partir de flores de rapsi
para dores de cabeça da tia Cloris, ele balançava a cabeça e sorriso. Eu procurei por isso de
novo, com mais cuidado neste momento.

Sob as outras garrafas, eu encontrei um pequeno frasco que não é maior do que o meu dedo
mindinho. Estava cheio de um pó de ouro Eu nunca tinha visto. Uma erva para o coração a
enfermeira estava negligenciando a dar-lhe? Tirei a rolha do frasco para injectáveis, mas
conseguiu detectar nenhum cheiro de ervas e começou a levantá-lo mais perto do meu
nariz.Não. Não. Eu a segurei no comprimento do braço, examinando o ouro cintilante, em
seguida, substituiu a cortiça e configurá-lo de volta com os outros, fechando a tampa.

"Sua Alteza."

Girei. O chanceler estava lá em toda sua glória, suas vestes vermelhas fluindo, os nós dos
dedos brilhantes, seus arrogantes de boca fechada sorriso radiante com o triunfo. Dois guardas
com espadas estava atrás dele. "Como divertido que sua nota disse que eu deveria ter medo",
disse ele, em tom alegre. "Eu acho, minha querida, é você quem deve ter medo."

Eu olhei para ele. "Não tenha tanta certeza." Eu encolhi os ombros do meu manto para que
meus armas eram mais fáceis de desenhar e olhou por ele para os guardas. Eu não reconhecê-
los. Se ele tivesse mudado o guarda que manteve o citadelle seguro? Ainda assim, eles usavam
a insígnia da Guarda Real. "Coloque suas armas para baixo", eu disse a eles. "Por tudo o que é
santo, não defendem este homem. Ele é um traidor que está enviando meus irmãos em uma
emboscada. Favor- "

"Realmente, a Princesa", o chanceler disse, balançando a cabeça, "Eu pensei que rastejar foi
abaixo de você. Nós todos sabemos que o traidor é real. Você é um inimigo declarado do
reino. Seu sangue corre tão frio que você matou seu próprio irmão-"

"Eu não o matei! I-"

"Agarrá-la", o chanceler disse, dando um passo para o lado.

Os guardas vieram para mim, mas em vez de fugir, eu pulou para a frente, e numa segunda
turva, um dos meus braços tinha enganchado pescoço do chanceler, enquanto a outra
segurava uma faca em sua garganta.

"Volte!" Eu pedi.

Os guardas parou, espadas pronto para atacar, mas não recuou.

"Passo para trás, você engana!", O chanceler gritou, sentindo a dor da minha faca
pressionando em sua carne. Eles apoiaram-se cautelosamente, parando contra a parede
oposta.

"Assim é melhor", disse eu, em seguida, sussurrou no ouvido do chanceler, "Agora, o que você
estava dizendo sobre estar com medo?" Embora eu adorava a sensação de seu coração
corridas debaixo do meu braço, eu ouvi passos batendo pelo corredor em direção a nós. Mais
guardas já haviam sido alertados, e eu provavelmente tinha apenas alguns segundos antes de
todas as minhas saídas seria bloqueado. Puxei-o de volta comigo para a porta do médico, e
quando era apenas um passo atrás de mim, eu empurrei ele para que ele caiu para a frente. Eu
escorreguei dentro do quarto, barrando a porta atrás de mim. Em segundos os guardas
estavam batendo contra ela, e eu ouvi o chanceler gritando do outro lado para quebrá-lo para
baixo.

Fui até a janela e abriu o obturador, mas não havia nenhuma borda de fuga. Olhei para baixo a
um

varanda diretamente abaixo da janela-lo era um de vinte pés de queda sobre pedra dura, mas
eu não podia ver qualquer outra opção. Eu me aliviado fora, pendurado da janela por meus
dedos, em seguida, deixar ir. Rolei com a queda, mas o impacto ainda enviou dor dividir minha
perna. Fugi, mancando enquanto eu corria, minha rota agora um selvagem e aleatório,
correndo em salas, corredores, redirecionando os meus passos quando ouvi o barulho de
passos em perseguição.Corri para baixo escada de um servo escuro, e em seguida, um salão
vazio, os gritos ficando mais fraco, sua busca ainda confinado aos andares superiores. Eu
estava na parte de trás do citadelle, descendo um longo corredor escuro para a entrada do
servo raramente utilizado que Pauline e eu tinha escapado completamente. Eu tinha acabado
de deslizou aberto trava quando ouvi um metálico fenda , e eu girei em direção ao som. Um
zumbido agudo estranho encheu o ar e depois uma voz alta conversão, tunc, tunc.
Um choque quente explodiu em meu braço. Minha visão brilhou com a dor tão brilhante que
eu não conseguia me concentrar. Quando eu tentei me afastar, minha respiração estremeceu
no meu peito. Eu não podia me mover. Olhei à minha esquerda. Dois parafusos de ferro longas
foram embutidos no alto da porta, mas um terço tinha fixado a minha mão para a madeira, e
penetra no centro da palma da minha mão. O sangue escorria para o chão. Ouvi passos e
tentou freneticamente para puxar o parafuso solto, mas o mínimo movimento enviou dor
nauseante convulsão através de mim. Os passos ficaram mais altos, mais perto. Olhei para
cima e vi a silhueta de uma figura andando calmamente em direção a mim. Eu reconheci a
arrogância. Minha faca estava deitado no chão aos meus pés. Eu tirei a minha espada, um
gesto patético, porque eu sabia que não poderia lutar com uma mão presa na porta. Seu rosto
apareceu.

Malich.

Uma besta diferente de qualquer que eu já tinha visto pendia de uma de suas mãos. Eu tremia
de dor enquanto ele se aproximava. Cada som foi amplificado, seus passos, a ponta da minha
espada raspando o chão, minha própria respiração ofegante na minha garganta.

"Tão bom para correr em você, Princesa," ele disse. "Eu entendo Kaden também está aqui.Eu
nunca deveria ter deixado ele para longe de mim o dia em que lutou no terraço. "

O sorriso maroto. O que eu tinha jurado que ele iria pagar.

"Eu gostaria de poder dizer que foi bom ver você também, Malich." Eu levantei minha espada
como uma ameaça, mas, mesmo que pequeno movimento ampliado a pontada dolorosa na
minha mão. Tentei mascarar minha agonia.

Ele facilmente batido minha espada afastado com sua besta, enviando-o ruidosamente outro
lado da sala. A torção sacudindo do meu corpo enviou ofuscante solavancos atirando-se no
meu braço, e eu não pude conter um grito. Ele agarrou minha mão e pressionou seu corpo
contra o meu.

"Por favor", eu disse. "Meu cunhados"

"Apenas a maneira eu prefiro você, Princesa, mendicância e com ambas as mãos contido." Seu
rosto ainda tinha as linhas de meu ataque, e seus olhos brilhavam com vingança. Ele se
inclinou mais perto, e sua mão livre circulou minha garganta. "Os parafusos são cortesia do
Komizar. Ele é pena que ele não poderia estar aqui para entregá-los a si mesmo. Infelizmente,
você deve resolver para mim. "Sua mão deslizou da minha garganta ao meu peito. "E depois
que eu tenha acabado com você, eu vou esculpir o rosto com marcas como as que você me
deu. Ele não se importa o que você olha como quando eu entregá-lo. "

Seu sorriso se alargou e isso era tudo que eu podia ver, tudo o que eu podia sentir, a expressão
certeza de que disse o dono do mundo. Era um sorriso que agitaram memórias para a
superfície. Eu vi meu irmão chorando. Eu vi a flecha na garganta de Greta. Vi queima touca de
renda de um bebê e curvando em cinzas. Isso foi fácil , ele se gabava. Matá-la foi fácil.
Suas respirações eram pesadas no meu ouvido quando sua mão deslizou mais baixo, mexendo
com o meu cinto, empurrando os botões da minha calça. Fácil. Senti a crise do osso como eu
forcei minha mão presa a torcer, virar, agarrar o parafuso . O sangue correu pelo meu
braço. Gemidos estremeceu-se de minha garganta como sons de animais, de espessura e
selvagem. Eu usei a dor da maneira um fogo consome combustível, queima mais quente e mais
quente, e com a minha mão agarrou ao redor do parafuso, eu forcei meu braço para empurrar
contra ela, soltando-o. Meus dedos queimados como se tivessem sido incendiados, o parafuso
de ferro tornar-se a raiva na minha mão, e eu puxei, soltando-lo ainda mais, os meus gemidos
apenas para aumentar a satisfação do Malich. Seus olhos brilhavam, olhando nos meus como
se ele já sabia onde ele iria esculpir as linhas. Fácil.

"Não desmaio em mim agora, Princesa," ele disse como ele empurrou o último botão da minha
calça livres. Sua mão deslizou por baixo da pele, para baixo ao longo do meu quadril, seu
sorriso alargando. "Eu mantenho minhas promessas, e eu disse a Komizar que você iria sofrer."

Eu puxou o ferrolho, torcendo-lo como ele saltou livre, a liberação repentina de adicionar
velocidade ao meu swing, e mergulhou no pescoço de Malich, a ponta que emerge através do
outro lado. Seus olhos se arregalaram.

"E eu mantenho minhas promessas também", eu disse.

Seus lábios se separaram, como se dissesse alguma coisa. Ele era incapaz de falar, mas eu vi
isso em seus olhos. Por alguns segundos gloriosos, ele sabia, ele era um homem morto, e foi
por minha mão. Enquanto ele ainda pudesse me ouvir, eu sussurrei, "Eu odeio que isso é tão
bom e tão fácil de matá-lo, Malich. Tenha certeza de que eu nunca irei te pedir para qualquer
coisa, nunca mais. "Eu puxei o parafuso livre e sangue jorrou de seu pescoço antes que ele caiu
no chão. Morto.

Olhei para o seu corpo amassado, o sangue correndo lentamente de seu pescoço, escorrendo
para os rios vermelhos preguiçosos pelo chão de paralelepípedos. Seus olhos olhou fixamente
para o teto.

Seu sorriso se foi.

Foi então que um trovão de passos fechado em todos os lados. Seis guardas rodeadome de
novo que eu não reconheci. O Capitão Vigia estava entre eles. Ele foi o membro do gabinete
que supervisionou os guardas Citadelle.

Ele olhou para o corpo de Malich com o reconhecimento e sacudiu a cabeça.

Uma onda náuseas correu através de mim. "Não você também," eu disse.

"Temo que sim."

"Capitão, não faça isso", eu implorei.

"Acredite em mim, Princesa, se eu pudesse reverter o tempo, eu o faria, mas eu estou em


muito profundo demais para voltar atrás agora." "Não é tarde demais! Você ainda poderia
salvar meus irmãos! Você poderia- "
"Leve ela."

Dei um passo para frente e balançou, o parafuso ainda na minha mão, mas meus joelhos
cederam e eu bater no chão.

Dois guardas pegou-me pelos meus braços, e outro puxou o ferrolho livre. O sangue jorrou, e
minha cabeça nadou como eles me arrastou. Eu tentei manter o controle de onde eles
estavam me levando, mas tudo o que vi foram as formas borradas rodando na minha
frente. Parar o sangramento, Lia. Mas com as mãos apertadas em meus braços, não havia
nenhuma possibilidade de isso. Em vez disso, eu implorei para suas lealdades, tentando
convencê-los de que o Capitão Vigia foi o mais vil dos traidores. Até mesmo as minhas palavras
parecia arrastada, distante, e um dos guardas repetidamente me disse para calar a boca, mas
eu não parar. Ele finalmente me rachado na mandíbula. A carne macia na parte interna da
minha bochecha cortada em meus dentes, eo travo salgado de sangue encheu minha boca. A
passagem desbotada dentro e para fora, e piso e teto girou para o outro. Mas era uma palavra
um guarda murmurou pouco antes de ele me jogou em um quarto escuro, que bateu em mim
mais duro do que o punho.

Jabavé.

Havia uma razão para que eu não tivesse reconhecido os guardas Citadelle.

Eles foram Vendan.

CAPÍTULO SESSENTA

Só mais um pouco, Lia.

Aguente.

Segure-se para mim.

Senti o cheiro de um rio, vislumbrou os pinheiros dobraram de peso de uma floresta, viu
respirações gelado rodam o ar acima de mim, e ouviu a batida determinada constante de
botas esmagando na neve.

Senti lábios quentes escovar meu.

Só mais um pouco.

Para mim.

Meus olhos se open-I ainda não estava morto. O mundo de neve, a brancura ofuscante, eo
cheiro de pinho desapareceu. Em vez eu estava em uma sala sem janelas preto, mas eu ainda
sentia os braços que me tinha decidido, os dedos que tinha penteado para trás fios de meu
cabelo, o peito que tinha sido uma parede quente contra o frio, e eu ouvi a voz que wouldn 't
deixe-me ir.

Mantenha seus olhos em mim. O azul de fogo que tinha exigido eu ficar.
Tentei me concentrar, procurar a escuridão. A cela estava abafado, o ar tão antiga quanto as
próprias paredes. Cheirava a sujeira e podridão. Eu puxei minha mão perto do meu estômago,
pressionando-a firmemente para parar o sangramento, mas a pressão enviada uma facada
ofuscante através de mim.

Chupei no ar, forçando meus pulmões para respirar.

Eu não podia aceitar que tudo estava acabado.

Que não haveria nenhuma palavra enviado para salvar meus irmãos.

Que os traidores não seria exposta.

Que o Komizar tinha vencido.

Vendo Malich mortos era de repente uma pequena vitória. A satisfação escoou, como o seu
sangue pelo chão. Sua morte só me deu um fim-it não devolver o que tinha sido tomada.

O caminho aqui foi um borrão e eu não tinha certeza de onde eu era, mas não era o
citadelle.Talvez uma das dependências? Por que eles acaso me arrastando para fora no aberto
quando a prisão citadelle tinha sido apenas a alguns passos? Eu não acho que eles tinham me
levado tão longe como Piers Camp, mas eu não podia ter certeza.

Eu tentei estar a procurar o quarto de algo para usar como arma, mas a minha perna ferida
dobraram debaixo de mim, e meu rosto bateu no chão de terra. Fiquei ali como um animal
ferido.Não entendemos uns aos outros no último? I sufocou angy lágrimas. Não! Eu empurrei
com a minha mão boa, tentando levantar-se. Eu pensei que a situação não poderia ficar pior,
mas eu estava errado. Ouvi passos, gritos abafados, e apertou os olhos contra a luz brilhante
repentina quando a porta se abriu. Mais prisioneiros foram arremessados para dentro, a porta
bateu, eo quarto mergulhou de novo na escuridão.

Ele está perto de meus filhos, Seus lábios escovar meu pescoço, sua saliva molha o meu rosto,
Sua carícia esmaga minha respiração, mais de espadas,

Mais de punhos,

Minhas palavras assustá-lo.

Vejo meu fim,

Mas as palavras que eu te dei, eu oro, aqueles que ele não pode tomar.

-Song De Venda

CAPÍTULO SESSENTA E UM

RAFE

Apenas alguns de nós andava pela floresta. O restante permaneceu na cidade, dispersos de
modo a não atrair a atenção, mas pronto. Como chegamos mais perto da casa de campo, eu
coloquei a minha mão, uma ordem sem palavras para que todos parem. Eles também
ouviu.Um berros com raiva. Um gato talvez, or-

Nós quebramos a galope. Quando nos aproximamos, vi Kaden fugindo da floresta em direção a
casa. Ele nos viu, mas continuou a correr. "Pauline! Lia! ", Ele gritou enquanto corria.Nós
empilhamos através da porta da casa, apenas para encontrá-lo vazio, exceto para o uivo de um
bebê. Todos olhamos para a cama, ao mesmo tempo, e Kaden se abaixou, puxando um pacote
de debaixo dele.

"É Pauline," ele disse como ele embalou o bebê em seus braços. Ele puxou de lado o cobertor
para se certificar de que não estava ferido. "Ela nunca deixaria seu bebê como este." E então,
como se tivesse finalmente registrou a nossa presença, ele perguntou: "O que diabos você está
fazendo aqui?"

Antes que eu pudesse responder, Berdi e uma jovem irrompeu pela porta. Berdi gritou avisos e
ameaças antes de finalmente exigindo o bebê ser entregue. Foi um pandemônio e confusão
como as questões foram arremessadas até Orrin apressado e disse que não havia cavalo fresco
acompanha exterior que não eram nossos.

"Alguém levou-os", disse Kaden. "Ela escondeu o bebê debaixo da cama para que eles não iria
levá-lo também." A menina com Berdi correu para a porta. "Eu tenho que chegar à abadia!"

Ambos Kaden e Berdi gritou para ela parar, mas ela já tinha ido embora. Eu tenho no meu
cavalo e correu-a para baixo, sem saber seus motivos. Ela tirou uma faca para manter-me
fora. Foi quando ela me contou sobre os avisos.

CAPÍTULO SESSENTA E DOIS

Nós três sentaram-se lado a lado, inclinando-se contra a parede de pedra. Imaginei que olhava
para o vazio negro, assim como eu fiz. Eu estava grato que eu não podia ver o rosto de Pauline
quando ela contou a traição. Sua voz ainda estava cheio de descrença e oscilou de forma
suave, perigosa entre miséria e raiva fria. Apenas quando eu pensei que ela iria quebrar, um
terrível silêncio rugiu nela, que era selvagem e afiada e com sede de vingança.

Gwyneth disse-me que, antes de serem tomadas, que tinha ouvido Pauline chamá-la a partir
da varanda cottage. Ela tinha olhado pela janela, e quando ela viu os soldados chegando, ela
embrulhou o bebê em um cobertor e deitou-o debaixo da cama, onde ele não seria visto.

A voz de Pauline virou fina e com medo novamente. "Kaden vai encontrá-lo. Você não acha
que, Lia? "

Gwyneth já tinha assegurou-lhe que Kaden iria ouvi-lo chorar quando ele voltou do moinho.Eu
tinha começado a acrescentar a minha própria afirmação quando Pauline estendeu a mão para
o meu lado e sentiu a confusão sangrenta dele. Eu gemi ao seu toque.

"Queridos deuses, o que aconteceu?"


Nós tinha abraçado quando eles foram lançados no quarto, mas na escuridão ela não tinha
visto minha mão. Eu já tinha explicado o meu encontro com o meu pai, o chanceler, e os
guardas que me arrastou

aqui, mas agora eu disse a eles sobre minha infeliz encontro com Malich eo parafuso.

Pauline ficou horrorizado e imediatamente começou a rasgar uma tira da parte inferior de sua
saia para uma bandagem. Gwyneth ficou de pé e sentiu seu caminho através dos cantos da
sala, e quando ela tinha encontrado um punhado de teias de aranha, ela tropeçou para trás
em minha direção e envolveu-los em torno minha mão. Embora o médico da corte teria
reprovado altamente desses remédios de cozinha, ele ajudou a retardar o lodo constante da
minha mão.

"Foi difícil?", Perguntou Pauline. "Para matá-lo?"

"Não", eu respondi. Tinha sido fácil. Será que isso me faz pouco mais do que um animal?Isso
foi o que eu senti como agora, um nó de dentes e garras prontos para matar qualquer coisa
que passou pela porta.

"Como eu gostaria de ter tido um parafuso na minha mão quando Mikael veio e apontou-nos
para fora." Pauline imitou sua voz como ela contou suas palavras novamente. "Foi o
meu dever para transformá-lo, ele disse. Sou um soldado, e você é um criminoso procurado do
reino. Eu não tinha outra escolha. "Ela amarrou o curativo. "Dever! Quando eu vi o

magistrado atirar-lhe um saco de moedas, Mikael deu de ombros, como se não tivesse
conhecido sobre a recompensa. "" Como ele sabia que estaria na casa de campo do zelador? ",
perguntei.

"Tenho medo que ele me conhece muito melhor do que eu o conheço. Eu estou supondo que
ele era o único que me seguiu até a pousada e alertou o chanceler. Quando ele não me
encontrar lá, ele pensou em outro lugar eu poderia ir. A casa foi onde usamos que- " Ela
suspirou e não terminou seu pensamento.Ela não precisa.

"E eu era apenas o bônus de sorte em todo o negócio," Gwyneth disse alegremente."Espere
até que o chanceler descobre que estou envolvido. Isso deve ser feio. Eu aprendi há muito
tempo como deliciosamente cruel que ele pode ser. "E então, pela primeira vez, ela abriu o
jogo sobre Simone. Talvez quando você está prestes a morrer, segredos não parecem tão
importante para manter.

Ela suspirou com um ar de nojo que eu acho que era dirigida a si mesma. "Eu tinha dezenove
anos quando o conheci. Ele era mais velho, poderoso e me regado com atenção. Encontrei-o
encantador, se você pode acreditar nisso, mas a verdade é que, mesmo assim, eu sabia que ele
era perigoso em algum nível. Eu pensei que era interessante comparação com a minha triste
vida como camareira no Graceport. Ele usava roupas caras e falou de forma adequada, e isso
me fez sentir como se eu fosse de alguma forma tão importante como ele era. Passei
informações sobre a ele por quase um ano. Por causa da porta, um monte de senhores e
comerciantes ricos frequentado a pousada. Não era até dois fregueses que eu lhe dera
informações sobre apareceram mortos em suas camas que entendi o quão perigoso ele
era. Ele me disse que havia se tornado umaresponsabilidade. Tudo o que eu tinha pensado era
emocionante sobre repente ele se tornou terrível ".

Ela disse que por essa altura, ela já estava grávida. Ela inventou uma história para ele que ela
tinha encontrado um emprego em outro lugar e teria dito ou feito qualquer coisa para
conseguir o bebê longe dele. Ele não tentou impedi-la de sair. Ele não estava feliz com a
criança, e ela ainda tinha medo que ele pode fazer alguma coisa com ela ou o bebê. Ela
manteve Simone por apenas alguns meses. Ela tinha acabado de fundos, não tinha ninguém a
quem recorrer, e estava preocupado a chanceler pode localizá-la. Passando por Terravin, ela
avistou um casal que adorava algumas crianças na praça. Ela aprendeu que eles não tinham
filhos e seguiu-los para uma casa que foi limpo e arrumado. "Eles tinham até gerânios
vermelhos em vasos em sua janela. Segurei Simone em meus braços por duas horas, olhando
para as flores. Eu sabia que eles iriam fazer bons pais. "Ela fez uma pausa e ouvi um som
swiping, como se ela estivesse escovando as lágrimas de suas bochechas. "Depois que eu
deixei lá, eu não voltar a Terravin há mais de dois anos. Eu ainda estava com medo que alguém
iria fazer a conexão, mas não passava um dia que eu não pensar nela. Eles são boas
pessoas. Nós não nunca falar sobre it-eu acho que eles sabem que eu não quero a, mas eles
sabem quem eu sou, e eles dar espaço em suas vidas para mim. Ela é uma menina feliz e
doce. Nada como eu, graças aos deuses. Ou ele. "Sua voz falhou, como se ela sabia que nunca
poderia ver sua filha novamente. Ao ouvir a quebra Gwyneth aço apertou o ar do meu peito.

"Pare!", Eu disse. "Nós vamos sair dessa." "Direito de maldição nós!" Pauline rosnou.

Gwyneth e eu sugado em respirações assustados, então riu. Imaginei Pauline segurando um


parafuso em seu punho com o nome de Mikael gravado nele. Gwyneth estendeu a mão e
segurou a minha mão boa. Baixei outro lado

sobre o ombro de Pauline e puxou-a para perto. Nós se inclinou para o outro, os braços
emaranhados, testa no rosto, o queixo no ombro, lágrimas e força que nos une.

"Nós vamos sair dessa", eu sussurrei novamente. E então nós compartilhamos o silêncio,
sabendo o que estava por vir. Gwyneth se afastou primeiro, recostando-se contra a parede
novamente. "O que eu não consigo entender é por isso que estamos

nem todos os mortos já. Pelo o que eles estão esperando?"

"Confirmação", eu disse. "O conclave está de volta na sessão, e alguém que é um fator decisivo
neste pequeno conspiração é de outra forma ocupado. Talvez o Real Scholar ".

"O conclave quebra para a refeição do meio-dia", disse Pauline. "Então nós temos até o meio-
dia", eu respondi.

Ou talvez mais, se o meu plano de backup funcionou, mas como todos os minutos se passaram
e eu ouvia o som dos sinos da abadia de toque, eu me tornei mais certo que o plano tinha sido
frustrado também.
Minha raiva cravado. Eu deveria ter esfaqueado o Komizar novamente. Esculpido-lo como um
ganso de férias, em seguida, trouxe a cabeça para trás espetada em uma espada e mostrou
para as multidões como prova de que eu não tinha amor pelo tirano.

"Por que eles acreditam que as mentiras?", Perguntei. "Como poderia um reino inteiro
acreditar que eu iria casar com o Komizar e trair uma companhia de soldados, incluindo o meu
próprio irmão?"

Gwyneth suspirou. "Eles foram cortadas ao rápido", ela disse, "luto e desesperado.Trinta e
três dos seus melhores homens jovens foram mortos, ea chanceler adiantou-se e forneceu-
lhes uma saída fácil para a sua raiva, um rosto e um nome que sabiam que já tinha virado as
costas para eles uma vez. Foi fácil para eles acreditam. "

Mas se eu não tivesse fugido, eu nunca teria descoberto sobre o Komizar planos, ou os
traidores. Eu seria alegremente vivendo em outro reino com Rafe, pelo menos até o Komizar
voltou sua atenção para Dalbreck. E os jovens Vendans que estavam apenas grande o
suficiente para levantar uma espada obteria o pior de tudo, os cordeiros sacrificiais do Komizar
colocaria na linha de frente, provavelmente para atacar os portões da cidade. Ele usaria as
crianças para picar a consciência dos soldados Morrighese. Nem meus irmãos, nem os seus
companheiros jamais iria derrubar uma criança. Eles iria realizar as suas armas, hesita, e então
o Komizar iria morar com seu arsenal de destruição.

Pauline gentilmente colocou a mão na minha coxa. "Mas nem todo mundo acredita nas
mentiras. Bryn e Regan não acredita em uma palavra dele. "

Talvez fosse por isso que eles estavam em seu caminho para a morte agora. Eles tinham
muitas perguntas.

***

Ficamos ali no escuro, cada um de nós perdeu para nossos próprios pensamentos, minha mão
latejante no tempo com o meu coração, o estranho formigamento das teias de aranha contra a
minha pele correndo pelo meu braço como mil pequenas aranhas. Um remédio cozinha. Algo
que o médico da corte nunca iria usar. Não por conta própria. A escuridão rodou na minha
frente, e as mil pequenas aranhas tornou-se um campo de flores douradas. Um rosto subiu
para fora deles, calma e

certeza. Ele nunca me perguntou sobre o dom porque ele sabia que eu tinha. Era o que o fez
com medo de mim o tempo todo. Ela irá expor os maus. E vi uma grande continente dos
reinos, cada um com seus próprios presentes originais, a face recuando, e campos de flores
ondulando na brisa até se tornarem aranhas novamente, descansando na palma da minha
mão.

A porta se abriu, e nós estávamos cegos pela luz súbita. Eu ouvi suspiro arrogante do
Chanceler antes que eu o vi.

"Gwyneth", disse ele, tirando o nome dela em decepção exagerada, "Eu pensei que você fosse
mais esperto do que isso." Ele estalou a língua. "Conspirar com os inimigos."
Gwyneth lançou-lhe um olhar fulminante, e ele voltou com um sorriso. Então os seus olhos
encontraram os meus. Eu tenho para os meus pés e mancou em direção a ele. Ele resistiu
voltar atrás, não querendo mostrar qualquer medo. I foi, afinal, ferido, sem armas, e um
prisioneiro. Mas eu vi uma breve cintilação em seus olhos, um piscar de olhos de dúvida. Ele
confirmou que ele tinha lido o Cântico de Venda. Ela irá expor os maus. E se eu fiz?

Ele olhou para a minha mão enfaixada ensanguentado. Seu desprezo arrogante retornado.Eu
não parecia tão poderoso agora. I foi apenas o incômodo que tinha sempre atormentado ele,
um com um nome que não conseguia explicar, mas eu não era uma ameaça. A pequena dúvida
de que comeram ele desapareceu.

"Não faça isso, senhor chanceler," eu disse. "Não mate meus irmãos."

Um sopro satisfeitos de ar escapou de seus lábios. "Então é isso que fez isso, o que fez você
finalmente correr para seu pai."

"Se meu pai dies-"

"Você quer dizer quando seu pai morre. Mas eu não me preocuparia, ele não virá assim que
sua própria morte. Precisamos dele um pouco mais longo "

"Se você entregar agora, vou poupar sua vida"

A parte de trás da sua mão girou, os dedos de jóias encontrando meu queixo, e eu tropecei na
parede. Gwyneth e Pauline saltou para a frente. "Para trás!" Eu pedi.

"Você poupar minha vida?", Ele zombou. "Você é Insano."

Virei-me para encará-lo novamente e sorriu. "Não, Chanceler, eu só queria dar-lhe uma
chance.Agora a minha obrigação de os deuses é feito. "Eu tremularam brevemente meus cílios,
como se os deuses estavam falando de mim.

A dúvida arrastou através de seus olhos outra vez, como um animal perseguindo ele não
conseguia tremer. "Tire o seu casaco," ele ordenou.

Olhei para ele, perguntando sobre seu motivo.

"Fazê-lo agora", ele rosnou, "ou eu vou tê-los fazer isso por você." Eu puxou-lo, deixando-o
cair ao chão.

Ele acenou para os guardas e eles agarrou meus braços e virei de costas para ele. Um deles
puxou a minha camisa, rasgando o tecido do meu ombro. O silêncio se estendeu, marcada
apenas por suas respirações lentas reprimidas. Eu podia sentir seu ódio queimando dentro de
mim.

Os guardas deixar ir, me empurrando para a frente, eo chanceler disse, "Mate-os. Uma vez que
é escuro, tomar a

corpos muito fora da cidade e queimá-los. Certifique-se de nenhum traço dessa coisa em seu
ombro está à esquerda. "Quando ele se virou para ir embora, os guardas se moveu em direção
a nós, puxando cordas de seda fina esticada entre as mãos, de forma silenciosa, sem
derramamento de sangue de dispor de nós. Mas então houve um som de o zumbido distante
de sinos.

"Ouça, Chanceler!" Eu disse rapidamente, antes que ele pudesse sair."Você ouviu isso?" "Os
sinos da abadia", ele retrucou com irritação. "E daí?"

Eu sorri. "É um anúncio. Um elemento importante do seu escritório, nem menos. Você não
acontecer de notar o seu selo foi faltando? A última das contas estão sendo lançados. Os
cidadãos de toda a cidade está lendo-os como nós falamos. Princesa Arabella foi
capturado. Todos os cidadãos são convidados a julgamento e pendurado amanhã de manhã na
praça da aldeia. Seria uma vergonha de fato, se você não produzir ela. Embaraçoso,
mesmo. Como você nunca iria explicar a sua incompetência? "

Vi uma mancha vermelha splotchy no pescoço dele se espalhar para as bochechas e templos,
como chamas em um incêndio, fora de controle e consumindo. "Espere!", Ele disse aos
guardas e ordenou-los. A porta se fechou atrás de todos eles, e eu o ouvi gritando para as
contas para ser rasgado para baixo. Mas era tarde demais. Ele sabia que era tarde demais.

"Muito bem, irmã", disse Gwyneth. "Mas amanhã de manhã? Você não poderia ter colocado o
julgamento fora de uma semana? "

"E dar-lhes mais tempo para encontrar uma maneira de dispor de nós em silêncio? Não.
Teremos sorte se durar até de manhã. Eles nunca me daria a oportunidade de falar no
julgamento. Tudo isso faz é comprar-nos mais algumas horas, mas pelo menos agora eles vão
ser frenético, e talvez cometer erros estúpidos. "

Senti meu caminho ao longo da parede até que meu pé cutucou a perna de Gwyneth."Levante-
se", eu disse. "Vocês dois. Nesse meio tempo, eu preciso te mostrar alguns movimentos que
eu aprendi com um Dalbreck soldado-maneiras de matar um homem sem usar uma arma para
quando os guardas voltar. "

CAPÍTULO SESSENTA E TRÊS

Passos caminhavam pelo corredor de pedra apenas uma hora mais tarde. Eu pensei que
teríamos mais tempo. Eles eram barulhentos e correu. Irritado. Nós todos ficamos, apoiado
contra a parede oposta à espera de a porta abrir, sujeira reunidos em nossos punhos, pronto
para atirar em seus olhos.

"Quando a porta se abre, dar a seus olhos a chance de ajustar-se a luz", eu disse. "Nós só tem
uma chance para isso. Faça a sua contagem objectivo. "

Pauline sussurrou orações enquanto Gwyneth soltou maldições. Eles tinham rasgado várias
tiras de vestido de Gwyneth e tecido-los em uma corda fina apertado, atar as pontas para que
eles cada um tem uma boa aderência sobre ele. Os guardas não seria o único com
garrotes. Minha mão esquerda pouco podia fazer, mas eu ainda podia fazer muitos danos a
uma traquéia com os nós dos dedos da minha mão direita. Eu tinha dito Gwyneth e Pauline os
pontos fracos que eu tinha observado sobre os guardas. Além de seus olhos, suas virilhas,
narizes e joelhos estavam todosvulneráveis-e suas gargantas. Eles usavam apenas armas, sem
armadura. Em algum ponto do nosso corpo a corpo planejado, eu esperava para garantir a
arma de, pelo menos, um dos guardas com deficiência.

Os passos pararam fora da porta.

Chaves sacudiu.

O bloqueio agitado.

Maldições abafado. Mais barulho. Pressa.

Meu aperto apertado sobre a sujeira na minha mão. Depressa! Algo sobre ele não parecia
certo. Um jangle raiva das chaves.

Dammit! Esteja para trás!

Um acidente balançou a porta. E outro. A rachadura de madeira de fragmentação juddered


fora das paredes. Um buraco violado a porta, em seguida, um raio de luz, e a ponta de prata de
um machado.

A ponta do machado desapareceu momentaneamente, e não havia outro estalo alto, uma vez
que romperam novamente. A porta se abriu, e eu estava pronto para arremessar, mas então-

olhos brilhantes e um sorriso.

cordas pretas do cabelo.

Vistas eu não esperava ver.

"Espere!", Gritei, colocando a mão para parar os outros.

Kaden estava do outro lado da porta estilhaçada, o machado ainda segurava na mão. O suor
brilhava em sua testa, e seu peito arfava com esforço. Jeb e Tavish passou por ele, e eu disse
Gwyneth e Pauline eles poderiam ser confiável. Jeb estendeu a mão. "Graças aos deuses que
encontramos você. Desta forma, "disse ele. "Nós não temos muito tempo."

Eu deixei cair meu punhado de terra, pensando o quão perto eu tinha chegado a esmagar sua
traquéia. Jeb sorriu. "Você lembrou."

"Você duvida de mim?" "Nunca."

Pauline correu para Kaden, batendo as mãos contra os ombros. "O bebê!"

"Ele está bem", respondeu Kaden. "Berdi tem ele e foi buscar uma ama de leite. Eu disse a ela
para ir à abadia para se esconder. "

"Pressa. Desta forma, "Tavish ordenada. Ele se virou e levou-nos por um corredor. Eu
reconheci onde estávamos agora a citadelle arsenal e um dos anexos. Era pequeno em
comparação com o arsenal de Piers Camp, destinado somente para armar os guardas
Citadelle. Eles devem ter sido nos segurando em uma de suas salas de armazenamento, mas
isso só confirmou minhassuspeitas, enquanto os guardas Citadelle pode ser cúmplices de
regimes dos traidores, ele não quis dizer soldados nas fileiras eram. Eu ouvi uma bateria de
gritos à frente. Jeb, que trouxe até a traseira, notou meus passos desacelerando e disse: "Não
se preocupe. Eles são os nossos. "

Ours? Eu tentei fazer o sentido dele enquanto eu corria.

Nós derramado através de uma porta que desaguava no quarto da fonte principal, e no centro
dele eram cinco homens, parcialmente vestidas em vários estágios de puxar uniformes. Uma
meia dúzia estava de bruços, com as mãos algemadas atrás deles, as pontas das espadas
mantidos até seus pescoços por apenas como muitos de manto simples homens. Sven camisas
rasgadas em tiras e chamado Jeb e Tavish para ajudá-lo amordaçar os homens algemados.

"Você está bem?", Perguntou Kaden, tendo um outro olhar para mim e para chegar a minha
mão.

"Eu estou bem", eu disse, afastando-se. "The Watch Capitão estão na trama, e pelo menos
alguns dos guardas Citadelle são Vendan também. Eles falam impecável Morrighese. Parece
que os estudiosos foram tutoria ocupado em idiomas também ".

A raiva brilhou nos olhos de Kaden. Havia tanto o Komizar nunca lhe dissera, mas que foi a
maneira do Komizar, usando muitas pessoas como marionetes, mas nunca compartilhando
muita informação com um único. O poder tinha de permanecer todo o seu. Kaden pegou uma
tira de pano. "Vamos envolvê-la um pouco mais", disse ele, levantando a mão enfaixada
sangrenta.

Ele me viu empalidecer com a dor. "Como é que é ruim?"

"Eu vou viver", eu disse. "Malich não tanto. Ele está morto. O Komizar e seu ninho
contorcendo de vermes cavernas desenvolveram outra interessante arma de uma besta que
dispara vários parafusos de ferro de cada vez. Felizmente apenas um deles me pegou. "

Ele gentilmente enrolou a tira de tecido ao redor da minha mão. "Segure a respiração", disse
ele, antes de puxar o

apertado tecido. "Um pouco de pressão vai ajudar a parar o sangramento." A dor sacudiu
através de mim e, em seguida, pulsou pelo meu braço.

"Vou pegar um casaco", disse ele. "Você não pode sair daqui desse jeito sem chamar a
atenção. E depois há mais eu preciso te dizer. "Ele foi até uma pilha confusa sobre uma mesa,
as roupas descartadas dos vestida meio homens, presumi, e classificado através deles.

Pai Maguire veio atrás de mim, me surpreendendo com o seu traje. A espada foi cinto ao seu
lado, quase escondido por suas vestes.

"Você sabe como usar um desses?", Perguntei.

"Estou prestes a aprender", ele respondeu, e então ele me disse que tinha finalmente
encontrado a informação nos arquivos que eu tinha solicitado. "Não havia parentes."
Eu balancei a cabeça. Este foi apenas mais de confirmação, outro pedaço da imagem borrada
que tinha entrado em foco na escuridão da célula.

Gwyneth e Pauline já entrou no meio da sala, tendo no meio da agitação da atividade e


tornando-se parte do it-um plano na tomada de decisões que eu estava começando a
entender. No canto mais distante da sala, vi Orrin puxando alabardas de um rack e, em seguida
Natiya carregando uma braçada de Baldricks, toda trabalhada com a insígnia Morrighese. Ela
entregou-os aos vestida meio soldados e atravessou a sala para Gwyneth e Pauline, um
participante do ruído e explicações que apenas metade ouvido porque no canto oposto, outra
coisa chamou minha atenção.

Um guerreiro. Alguém balançando uma maça flange para quebrar o bloqueio em outro
armário arma. O bloqueio voou em uma parede, eo gabinete se abriu, mas depois ele parou,
parecendo-me sentir ao mesmo tempo. Ele se virou, sua mina olhos constatação, e em seguida
a sua atenção caiu para a minha mão enfaixada. Olhando para baixo, vi que minha calça e
camisa estavam cobertos de sangue. Ele atravessou a sala, seus passos medidos.Cálculo. Para
todo o seu zelo em rompendo o bloqueio, houve restrição em seus movimentos enquanto ele
se aproximou de mim.

A rigidez do seu passo.

A atração de seus ombros.

Segurando.

Isso é o que eu vi no seu movimento, mas não o que eu vi em seu olhar quando ele parou na
minha frente. Em seus olhos eu o vi me puxando para seus braços, seus lábios baixando para
os meus, um beijo que nunca iria acabar, me segurando até que os reinos desapareceu eo
mundo ficou parado, sendo tudo o que sempre tinha sido um para o outro. Antes.

Eu esperei. Esperado. Procurado.

Algumas coisas durar. As coisas que importam.

E ainda assim ele segurou. Distante. Um rei. Um soldado calcular seu próximo
movimento. "Não há tempo para explicar", disse ele.

"Eu não preciso de uma explicação. Você está aqui. Isso é tudo que importa."

Ele olhou para a minha mão. "Podemos esperar e reagrupar, ou avançar agora. A decisão é
sua. "Eu examinei seus soldados no quarto. "Quantos você tem?"

"Uma centena, mas they're-"

"Eu sei", eu disse. "Eles são os melhores."

Havia apenas horas à esquerda antes da última sessão do conclave terminou e os senhores
dispersos de volta para suas casas. Agora foi a minha última oportunidade de falar com todos
eles. Minutos contados.
"Meus irmãos estão indo para uma emboscada. morte do meu pai. E o Komizar está a
caminho. Não há mais tempo para esperar. "

"A Komizar? A ponte é fixa? "Eu assenti.

Ele levantou meu queixo, virando o rosto para a janela. "Você está pálida. Quanto desse
sangue é a sua? "

A maior parte dele, mas ouvi uma vantagem perigosa à sua voz e decidiu contra a verdade."A
maioria é Malich de. Ele tem o pior de tudo. Ele está morto."

"Então você é capaz de carregar uma arma?"

"Sim", eu disse, embainhar a espada Kaden entregou-me, sentindo-se como meus movimentos
já haviam se tornado seus movimentos.

Os outros tinham terminado os seus preparativos e se reuniram por trás Rafe, esperando pela
minha resposta também. Seis dos homens de Rafe, incluindo Jeb, foram agora equipado como
guardas Citadelle. O resto deles usava os mantos simples alimentos grosseiros fiados
favorecidos pelos agricultores e comerciantes locais, todos em diferentes tons e estilos de
modo a não chamar a atenção. Tavish e Orrin usavam trajes semelhantes, assim como
Sven.Pauline e Gwyneth usarem cintos de segurança com armas e tinha vestido capas
também.

Era isso, pensei, e terror subiu na minha garganta. "Ela fica", eu disse apontando para Natiya.

Ela voou para a frente, enfurecido.

Kaden a agarrou por trás prendendo-a contra o peito. "Ouvi-la, Natiya", disse ele. " Ouça.Não
fazê-la olhar por cima do ombro de preocupação para você. Ela vai. Todos nós temos nossas
fraquezas, e você vai ser dela. Por favor. O seu dia vai chegar. "

Seus olhos amassado com lágrimas, e seu olhar fixo no meu. "Hoje é meu dia." Sua voz tremeu
de raiva. Ela entendeu pouco do funcionamento do tribunal, nem que traiu quem. Ela sabia
apenas que ela queria justiça, mas até hoje não poderia lhe dar de volta o que ela perdeu.

"Não", eu disse, "não hoje. Vejo muitos amanhãs para você, Natiya, dias eu preciso de você ao
meu lado, mas isso não é um deles. Por favor, volte para a abadia e esperar com Berdi ".

Seu lábio tremeu. Ela tinha treze anos e pronto para lutar contra o mundo, mas ela viu que eu
não iria ser movidos e com raiva se afastou, deixando para a abadia.

Olhei novamente para Rafe.

Ele assentiu. "Vamos pegar alguns traidores."

***

Nós circulado por trás da dependência, andando pela aldeia, Rafe em um lado de mim, Kaden
por outro. Um vagão marchou ao lado de nós, um carrinho de mão empurrado um pouco mais
à frente, e mais ainda seguia atrás com sacos de estopa penduradas sobre os ombros, seus
supostos wares derramar por cima. Nossas botas bateu um batimento irregular na calçada; as
rodas de carroça rangeram e bateu; nossas capas batiam ao vento, cada ruído soando como
um arauto anunciando a nossa abordagem e ainda de alguma forma que se misturou com os
cidadãos que vão sobre seu negócio.

Enquanto caminhávamos, mais caiu no passo com a gente, esperando e pronto, parecendo
comerciantes dirigido para o mercado, e me perguntei como Rafe tinha sido capaz de montar
talsquad-não apenas soldados, mas os artistas, bem como, perceber o menor dos sinais . Ele
tinha dito que eles contados cem forte. Eu pensei sobre o que os seis de nós tinha sido capaz
de fazer em Venda, mas, depois, tinha sido fugindo do inimigo, não tentando resolver em sua
den escuro. Quanto tempo poderia cem soldados adiar o exército Morrighese? Havia pelo
menos dois mil soldados estacionados no Piers Camp, apenas a uma curta distância.

Meu coração batia forte. Esta não era a rebelião infância. Este foi um golpe, e aos olhos do
direito Morrighese, o crime mais imperdoável. Eu tinha recebido uma extensa palestra sobre
isso quando eu tinha quatorze anos. Naquela época, meu castigo tinha sido banimento para
meu quarto por um mês. Hoje, se não, a rebelião seria motivo para um enforcamento em
massa de proporções épicas. Eu tentei não pensar nas deficiências do nosso pequenoexército
somente o que estava em jogo. Tudo.

A frente do citadelle estava à vista, e pela primeira vez, passos de Rafe vacilou. "Eu não posso
prometer que os soldados Morrighese não vai morrer."

Eu balancei a cabeça. Eu tinha dito Rafe e os seus homens que eu queria tão pouco sangue
derramado possível. Embora houvesse Vendans entre os guardas Citadelle, alguns deles ainda
estavam Morrighese e certamente acreditavam que estavam apenas cumprindo ordens.

Ele ainda não se moveu para a frente, uma carranca puxando entre as sobrancelhas. "Você não
tem que entrar, Lia. Podemos ir em primeiro lugar, e uma vez que o corredor é seguro,
podemos enviar para você. "Ele e Kaden trocaram um olhar. Um olhar de cumplicidade.

"Se qualquer um de vocês tentar me parar, você vai morrer. Você entendeu? "" Você está
ferido, Lia ", disse Kaden.

"Uma mão está ferido", eu respondi. "Meus pontos fortes não são seus pontos fortes."

Chegamos à praça, e os homens disfarçados de guardas Citadelle subiu os degraus até a cadeia
de guardas estacionados na entrada. Jeb, seu Morrighese arremesso perfeito, disse-lhes seu
esquadrão estava lá para aliviá-los. O guarda centro parecia confuso, não reconhecendo Jeb ou
os outros, e recusou-se, mas já era tarde demais para agir. Homens de Rafe foram rápidos e
assegurada e suas espadas curtas cortar o ar com uma única unida shing , tão rapidamente
pressionando-os para baús dos guardas. Eles empurraram-los de volta para a escuridão

recesso do portal, tomando suas armas, enquanto o resto de nós inundado até os passos,
derramando mantos e desfraldando mais armas de vagões e sacos.

Tomando a próxima linha de guardas não era tão sem derramamento de sangue. Eles nos
vistos a partir da extremidade da passagem. Dois deles mudou-se para fechar as portas de
corredor pesados enquanto o restante cobrado ombro a ombro em direção a nós tendo
alabardas tão longe ultrapassaram nossas espadas. arqueiros de Rafe avançou, gritando uma
ordem de advertência para parar. Eles não o fez, e várias setas voou debaixo escudos do
guarda e em suas pernas. Quando tropeçou, eles foram surpreendidos, e nós cobrado as
portas antes que os outros guardas foram capazes de impedir isso.Como um deles começou a
gritar um aviso, Sven deixou inconsciente.

Os últimos dois guardas, postados do lado de fora das portas fechadas para Aldrid Hall, foram
cerimonial, na melhor das hipóteses. O seu objectivo era afastar visitantes indesejados, não se
defender contra os invasores. Seu cabelo era de prata, seus estômagos barrigudo, e suas
armaduras consistia apenas de um capacete de couro e peitoral. Eles sacaram suas espadas
incerta.

Dei um passo para a frente, e eles me reconheceu.

"Sua Alteza" O guarda pegou-se, sem saber o que me chamar.

"Abaixe suas armas e se afastar," eu pedi. "Nós não quero feri-lo, mas nós o faremos. Os ea
vida dos meus irmãos reino estão em jogo. "

Seus olhos se arregalaram de medo, mas eles se mantiveram firmes."Nós temos nossas
ordens." "Como eu", respondi. "Mover. Agora. A cada segundo você demora coloca a vida em
risco. "Eles não se moveu.

Olhei para os arqueiros que estavam à minha direita. "Matá-los," eu ordenei.

Quando os guardas mudou sua atenção para os arqueiros, Rafe e Kaden mudou da esquerda,
batendo as espadas de seus apertos e batendo ambos os homens contra a parede.

Antes de as portas se abriram, implementamos o último dos nossos planos. Além de mim,
única Pauline sabia o layout do citadelle, e eu mandei-la com instruções precisas sobre o que
ela era trazer de volta para mim. Jeb e Capitão Azia foi com ela. "O guarda postado na porta é
Vendan", eu disse. "Você pode ter que matá-lo."

Kaden deixou com dois dos soldados vestidos como guardas Citadelle. Sua busca era mais
incerto, embora eu disse a ele exatamente o que procurar. Gwyneth foi enviada ainda em
outra direção com o resto dos soldados vestidos como guardas. Com todo o gabinete
convocada em Aldrid Hall, orei as passagens seria quase vazio.

Minha cabeça bateu com o som de seus passos se afastando, uma vida de vozes despertar
dentro de mim.

Segurar sua língua, Arabella!

Quieto!

Este assunto está acabado!

Vá para a sua câmara!


Rafe e Tavish olhou para mim esperando o sinal que eu estava pronto.

Outras vozes soaram na minha cabeça.

Não tardará, Miz.

Confiar na força dentro de você.

Mamar a raiva. Use-o.

Isso foi fácil de fazer. Eu tirei a minha espada e acenou com a cabeça. As portas se abriram, e
eu fui com Rafe, de um lado, Tavish por outro, Orrin e seus melhores arqueiros nos flanquear,
Sven levando as linhas de escudeiros antes de nós, e mais soldados puxando para cima a parte
traseira, os soldados dispostos a dar suas vidas para baixo para um outro reino e uma causa
incerta.

CAPÍTULO SESSENTA E QUATRO

RAFE

Até este ponto, tudo o que havia sido planejado com precisão. A partir daqui para a frente,
Sven disse que era outra meia-boca plano, mas ele também observou que ele estava se
tornando mais confortáveis com estratégias militares que estavam meia-boca. Tavish tinha
bufou com a palavra estratégia. À medida que invadiram o hall, tivemos habilidade e
surpreenda ao nosso lado, e pouco mais. O que os próximos minutos e horas traria eram
incertos, mas eu sabia que estávamos correndo contra o tempo. Eu sabia que o minuto Lia
tinha entrado no arsenal. Já havia uma guerra acontecendo on-os traidores contra Lia eagora
parecia que os traidores estavam vencendo.

Tavish murmurou sob sua respiração à medida que entrou correndo, olhando para a galeria
superior longa e varanda com vista para o corredor. Lia tinha dito que era acessível apenas a
partir da ala real, mas se arqueiros inundou-lo antes que pudéssemos prendê-lo, seríamos
como peixes em um barril à espera de ser espetado um de cada vez. Nós guardada costas de
Lia e um outro. Senhores e ministros engasgou, muito assustada para compreender o que
estava acontecendo, como os meus homens preencheram o perímetro. Guardas postados no
estrado ficou suas mãos quando nossos arqueiros alvo los em seus pontos turísticos. Tavish e
eu ficava perto de Lia, nossos escudos levantados, observando, transformando, percorrendo a
sala. Orrin ladeado-nos com os seus homens, suas flechas já que visam as duas torres pronto
para voltar ataques.

Lia parou no centro do quarto e gritou para que ninguém se mover, prometendo que não iria
se machucar. Ela mentiu. Que haveria sangue derramado. Eu vi isso em seus olhos, seu rosto,
os lábios, a raiva com fome. Eu pensei que poderia ser tudo o que a mantinha de pé. Seus
olhos estavam circulou com sombras, com os lábios pálidos. Eu sabia que ela tinha mentido
para mim de volta ao arsenal. Ela tinha perdido muito sangue. Mas eu também entendia a
pressa de batalha e a onda de força que manteve homens mortos em seus pés. Junto com sua
fúria desesperada, ele manteve indo agora.

Eu pedi as portas trancadas e os guardas aliviados de suas armas.


Um senhor que tinha vindo a abordar o gabinete permaneceram congelados no grande passo
semicircular na parte da frente da sala, incapaz de falar ou se mover. Fiz um gesto para ele
com a minha espada. "Sentar-se."

Ele subiu de volta ao seu lugar, e Lia subiu os degraus, tomando o seu lugar.

Seu escrutínio passou por cima do armário, e ela se dirigiu a cada um deles, balançando a
cabeça como se em saudação, mas eu vi o medo em seus olhos. Eles sabiam que era nenhuma
saudação. Cada um deles viu a linha fina andava, e as várias armas amarrados ao seu lado.

O chanceler saltou para seus pés. "Isso é um absurdo!"

Um eco de acordo retumbou em torno dele, cadeiras de raspagem para trás como se para
escoltar a princesa insolente a sua câmara.

Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, Lia jogou sua adaga. "Eu lhe disse para não se
mover!", Ela gritou. A lâmina cortado manga do Chanceler e apresentado em uma parede de
madeira esculpida atrás dele.

Um silêncio voltou para o hall. O chanceler segurou seu braço, o sangue escorrer entre os
dedos. Sua cabeça tremia de raiva, mas ele retornou ao seu assento.

"Assim é melhor", disse ela. "Eu não quero você morto ainda , Lord Chancellor. Você vai me
ouvir em primeiro lugar ".

Ele pode ter sentado, mas ele não foi silenciado. "Então você atirar facas para amordaçar o
gabinete e tem uma coleção desorganizado de espadachins rebeldes quem você obrigados a
segui-lo", disse ele. "O que você vai fazer? Mantenha fora todo o exército Morrighese? "

Dei um passo para a frente. "Por uma questão de fato, sim, estamos."

O chanceler desnatado o comprimento de mim, tendo em minhas ásperas fiado roupas.Seu


lábio levantado em desgosto. "E você seria?"

Para alguém em sua posição precária, ele não mostrou sinais de recuar. Sua arrogância fiz a
minha chama.

"Eu seria o rei de Dalbreck", eu respondi. "E eu posso assegurar-lhe, minha coleção
desorganizado pode adiar o seu exército por um período incrivelmente prolongado de tempo
emmenos tempo suficiente para vê-lo morto."

O relógio capitão riu. "Idiota! Nós já nos conhecemos o rei de Dalbreck, e você não é ele! "

Eu fechei o espaço entre nós e atingiu outro lado da mesa, agarrando-o pela frente da sua
túnica. Eu empurrei-o de pé. "Você está disposto a apostar sua vida que, capitão? Porque
mesmo que você nunca me viu, eu vi você do claustro da abadia no dia do meu casamento
frustrado. Você nervosamente passeado com o cronometrista, amaldiçoando pelo que me
lembro ".
Eu deixo de sua túnica, empurrando-o de volta em seu assento. "Meu pai passou. Eu sou o
rei agora e eu ainda tenho para decapitar ninguém na minha nova capacidade, embora eu
estou ansioso para ver o que é. "

Olhei, prendendo-o para o seu lugar, em seguida, olhou para o resto do gabinete, a
digitalização como Lia tinha feito, imaginando que a mão lhe tivesse batido, que tinha rasgado
a camisa de suas costas, e pior, que de seu próprio havia traído e todos os outros reino no
continente por conspirar com o Komizar, trocando nossas vidas por sua ganância. Outros que a
chanceler eo Capitão Vigia, o resto tinha permanecido com curiosidade em silêncio, e achei a
sua tranquila ninhada tão perturbador como as explosões. Eles conspiraram.

Olhei para Lia. "Fala, Princess. Tem a palavra o tempo que você gosta. "

Ela sorriu, uma dureza assustador para os lábios. "O chão", ela repetiu saboreando as palavras
quando ela se virou, seus braços estendidos ao lado do corpo. "Perdoe-me, ministros
estimados para o estado da minha", ela olhou para suas roupas manchadas de sangue, em
seguida, para ela expostasdos ombros "a minha aparência. Eu sei que não seguir o protocolo
da corte. Mas há algum conforto nele também, suponho. Batido e desprezado, ela vai expor o
mau. Ela fez uma pausa, o sorriso escorregar de seu rosto. "Será que essas palavras
assusta? Eles deviam."

Ela se virou, seu olhar viajando ao longo dos senhores, em seguida, ela parou e olhou para a
galeria vazia. Todos os olhos seguiram seu olhar. O silêncio tornou-se longa e desconfortável,
mas por enquanto a memória de sua faca voando pela sala parecia manter suas línguas
tranquila. Meu pulso correu, e Tavish e eu trocamos um olhar preocupado. Ela parecia ter
esquecido onde estávamos ou o que ela estava fazendo. Segui seu olhar. Não havia nada
lá. Nada, pelo menos, que eu podia ver.

CAPÍTULO SESSENTA E CINCO

O ar mudou, pendurado acima de nós, a cor suave e silenciado, como pergaminho


envelhecido. A sala ficou maior, de sonho, tornando-se um mundo distante, onde umde
quatorze anos de idade menina carregada com seus irmãos ao seu lado. Mais que acreditava
em sua seguia de perto. Eles estavam todos mortos agora, morto em um campo de batalha
sem nome. Walther sussurrou: Tenha cuidado, irmã.

Eu ouvi a menina gritar que ninguém deve se mover, e ela prometeu que não iria se
machucar. Ela sabia que não era verdade. Alguns morreria, embora ela não sabe quais ou
quando, mas suas mortes já obscurecida por trás de seus olhos. Ela viu dois homens
carregando com ela, observando, transformando, arqueiros flanqueando-a com setas
desenhadas. E então seus olhos pousaram no armário, os rostos, a cadeira vazia de seu pai. O
ar estalou afiada, as cores brilhantes, e medo vibrou contra as paredes em ondas. A menina
tinha ido embora. Foi só eu. De frente para eles. E hoje, ninguém estaria me banir a minha
câmara.

O Vice-regente, o chanceler, o Capitão Vigia, o Trademaster, o médico da corte, o


cronometrista, o marechal de campo, o Caçador Mestre, e, claro, o Royal Scholar, que parecia
o mais problemático de todos pelo rumo dos acontecimentos. O grande ausente foi a primeira
filha e o próprio rei, mas um deles estaria aqui em breve. O Cronometrista brincava
nervosamente com os botões do paletó, puxando e se preocupar até que um bateu fora. Ele
caiu no chão, rolando pela pedra polida.

Eu sabia que o cérebro por trás dessa era, o arquiteto que desejava poder tanto quanto o
Komizar. Talvez ainda mais, arriscando tudo para toda prize-o continente. Olhei para ele, lenta
e constante. Era óbvio agora. As escalas de sua verdadeira natureza brilhava sob a túnica. O
dragão que teve tantos rostos como o Komizar.

Quando o chanceler desobedeceu a primeira de minhas ordens, meu punhal voou. Levou toda
a minha vontade não para apontar diretamente para o seu coração. Em meus dias cruzando o
Cam Lanteux, cada vez que eu praticava jogando minha faca no tronco de uma árvore, eu tinha
marcado seu coração como o alvo no olho da minha mente, mas sua morte viria mais
tarde. Por enquanto, ele ainda pode ser de alguma utilidade para mim, e eu gostaria de usar
cada pedaço dele, dedo por dedo, se isso era o que ele tomou para salvar meus irmãos.

Ele sentou-se, mas fervia, agora jogando insultos Rafe.

Eu assisti ele e os outros, um por um, para baixo da linha para uma conspiração era apenas tão
bom quanto o seu

mais fracos link-e agora essa ligação estava sendo testada.

O citadelle fechado, contratação, apertando a traição em algo duro e vivo, o seu batimento
cardíaco selvagem, resistindo, seu rugido bestial ecoando, mas por baixo de tudo que ouvi
outro som, um thrum frágil tão persistente como esperança, e eu vi alguém sair na varanda.

Era uma menina. Ela se inclinou sobre o corrimão, seus olhos escuros arregalados fixos nos
meus. Promise , disse ela. Eu balancei a cabeça. "Eu prometi há muito tempo."

E então ela se foi, o mundo mudando, o ar nítida e brilhante novamente.

Os senhores esperavam, sua atenção reduzidos a um ponto, pronto para agarrar.

Eu disse a eles de traidores no meio deles, de dragões com sede insaciável, e ainda outro, o
Komizar de Venda, que estava a caminho daqui com um exército imparável destruir todos eles,
ajudado pelos mesmos traidores que tinha enviado o príncipe Walther a sua morte. "Eu corri
do casamento, porque eu estava com medo, mas eu não traí Morrighan, e eu não trair meu
irmão. Eu assisti-lo morrer, mas nas mãos de Vendans que estavam deitados à espera dele. Ele
foi enviado para uma emboscada por traidores aqui nesta sala. Os mesmos que enviaram
Princes Regan e Bryn a morrer. "

The Royal Scholar se inclinou para frente. "Não seria este ser melhor discutido in-"

Mas o Vice-regente o interrompeu, erguendo a mão. "Não vamos interromper a


princesa.Deixe que ela tem a dizer. Podemos dar-lhe muito. "Ele me olhou como se
recordando cada palavra que tinha falado em seu escritório. Você tem alguma prova? Ele sabia
que minha palavra não foi suficiente.
Eu olhei, lento e constante, no Royal Scholar, uma advertência de seu tempo vai vir -e voltou-
se para o marechal de campo, que era a ligação de gabinete para as tropas. "Meus irmãos
precisam ser rastreados e trouxe para casa imediatamente. Com meu pai doente, que nunca
deveria ter sido mandado para Gitos e Cortenai em primeiro lugar. Como você explica esta
violação flagrante do protocolo, Senhor Comandante? "

Ele se mexeu desconfortavelmente em seu assento e lançou um olhar duro no Capitão


Vigia. The Royal Scholar assisti-los todos como se estivesse pronto para saltar do seu assento.

"Eu não queria enviá-los", ele respondeu, uma carranca escurecendo seu rosto. "Na verdade,
eu argumentava contra ele. Mas eu estava balançava a acreditar que era para o bem do reino.
"

"E seus irmãos de coração concordou", acrescentou o Capitão Vigia.

I invadiram em todo o estrado, batendo a minha espada sobre as polegadas de mesa da sua
mão. "Eles concordaram em ser abatidos?"

O Capitão Vigia gawked a mão como se certificando-se de todos os seus dedos ainda estavam
lá. Seu olhar disparou de volta para mim, os olhos brilhando de raiva. "A menina é louca!", Ele
gritou para os soldados de Rafe que estão perto dele. "Abaixe suas armas antes que você
recebe todos mortos!"

O barulho de passos ecoavam no salão sul, a vibração de uma centena de botas batendo em
nossa direção. Os soldados tinham sido alertados. Olhei de volta para o armário.

O Dragão.

Um sorriso.

Um que ninguém mais podia ver.

Uma voz que ninguém mais pudesse ouvir.

Mais. É meu. Você é meu.

A moagem de dentes.

Uma andorinha gulosa.

Uma respiração satisfeito.

Virei-me para Rafe enquanto os passos retumbantes ficou mais alto. Ele segurou o meu olhar e
balançou a cabeça, confiante. Continue indo.

Um senhor na parte de trás da sala, aparentemente encorajado pelo som de soldados, se


levantou. "A única traidor vemos nesta sala é você! Se houvesse outros traidores, você iria
nomeá-los! do The Watch Capitão direita a menina é louca! "
O Vice-regente suspirou, tenting as mãos na frente dele, e franziu a testa. "Nós permitiu-lhe a
sua opinião, Arabella, mas tenho medo tenho de concordar com Lord Gowan. Você não pode
fazer essas acusações sem fornecer provas, e nós não ver qualquer. "

Eu poderia citar muitos traidores, possivelmente, metade do gabinete, mas a minha única
evidência, se Pauline foi capaz de prendê-lo, seria interpretado como algo que eu tinha
plantado. Eu precisava de alguém para apontar o dedo.

"Você vai ter a sua prova," eu prometi, tentando ganhar tempo. Onde foi Pauline? Ela estava
vindo do salão norte, mas o que se seu caminho já foi bloqueado? "E você vai obter os seus
nomes. Mas não temos discussed- "

Uma mão bateu na porta de entrada norte e um grito soou através dele. " Lia!"

O bar foi levantada, e Pauline correu pela sala, nervosamente tendo no escrutínio do gabinete
e os senhores. Ela subiu os degraus para me encontrar com uma caixa apertou em seus braços.

Houve outro barulho de passos, e nossos homens posando como guardas Citadelle correu para
a galeria ferroviário. Gwyneth se juntou a eles e acenou para mim. Mais
passos. Suave. Apressado. Um farfalhar de saias. Tia Bernette, tia Cloris, e Lady Adele,
atendente da rainha, apareceu, suas mãos segurando o trilho como seus olhos desnatado da
sala. Seus olhares se passou por mim, e um nó inchou na minha garganta. Eu não era a mesma
menina que tinha deixado aqui tantos meses atrás, e eles não me reconheceu. Quando eles
finalmente percebeu quem eu era, tia Cloris engasgou, e lágrimas escorriam pelo rosto de tia
bernette, mas Gwyneth deles tinha treinado bem. Eles não estavam a falar, única testemunha
urso, e todos eles mantiveram suas línguas. E então houve um flash de azul, e meus pulmões
espremido. A rainha avançou entre as minhas tias, uma sombra de que ela tinha sido uma
vez.Ela olhou para mim, os olhos ocos escuros, seu olhar queimando nos meus. Não há nada
que saber. ... É apenas o frio da noite. Mas agora nós dois sabíamos que era muito mais do que
um resfriado.

"Bem-vindo, Sua Majestade", eu disse. "Nós estávamos prestes a discutir a saúde do rei."

Voltei-me para o gabinete. Eles mexia, esperando por mim para dizer alguma coisa, mãos do
Capitão Vigia

dobrado com segurança por baixo da mesa.

"O rei não parece estar se recuperando", disse eu. "Pode me dizer por quê?"

"A notícia de sua traição feriu ao núcleo", disse o chanceler rosnou. "Não há nenhuma cura
instantânea para um coração arrancado do peito de um homem."

Alguns dos senhores murmurou acordo. Eu ouvi os gritos suaves da tia Bernette.

"Hmm. Então me disseram. "Meus olhos pousaram na médico da corte. "Venha se juntar a
mim aqui no passo", eu disse, "para que todos possam ouvi-lo relatar sobre a saúde do meu
pai." Ele não se moveu, olhando para os outros membros do gabinete como se pudessem
salvá-lo. "Não é um pedido, Senhor Fently." Eu levantei a mão enfaixada. "Como você pode
ver, eu tenho uma grave lesão. Não me faça arrastá-lo para cá. "Eu embainhou a espada, e ele
relutantemente se levantou e andou.

"Arabella", o Real Scholar intercedeu, "não-"

I virou-se bruscamente. "Eu não têm escrúpulos em cortar sua língua, Eminência. Na verdade,
depois de todos os anos que teve de suportar suas palestras condenando, ele me daria o maior
prazer, então eu aconselharia que você segure sua língua, enquanto você ainda possuir um. "

Segurá-la. Assim como todas as vezes que me fez segurar a minha. Seus olhos se estreitaram,
familiar. Medo. Preocupado. Mas não para a sua língua. Pois a verdade?

Minha raiva queimou mais brilhante, e quando o médico parou na minha frente, eu agarrei seu
ombro, forçando-o de joelhos. "O que está errado com o meu pai?", Perguntei.

"Seu coração, Sua Alteza! Como o chanceler disse! ", Ele respondeu rapidamente, com um tom
alto e sério. "Mas suas outras doenças são muitas! É uma coisa complicada, tratando tantas
condições. Vai levar tempo, mas eu tenho as maiores esperanças de sua recuperação. "

Eu sorri. "Sério. Isso é reconfortante, Senhor Fently. "Eu balancei a cabeça para Pauline, e ela
abriu a caixa. "E estes são alguns dos medicamentos que está a tratá-lo com?"

"Sim!", Ele disse, seu tom espesso com suplicante. "Estes são apenas remédios simples para
fazê-lo mais confortável!"

Cheguei em e tirou uma pequena garrafa de elixir escuro âmbar. "Este?" "Só para aliviar dores
e sofrimentos".

Meus dedos se atrapalhou, duro e formigamento, para remover a cortiça com a mão
machucada. O esforço de torcer-lo livre de sangue fez jorrar quente novamente abaixo da
bandagem. Cheirei a garrafa."Para a dor? Eu poderia usar um pouco isso. "Eu tomei um gole
farto e encolheu os ombros. "Lá agora.Eu acho que estou me sentindo melhor já. "

Ele sorriu, seu rosto uma mancha tensa de angústia e medo. Eu coloquei o elixir para trás e
tirou outra garrafa, esta preenchido com líquido branco cremoso. "E como é que este ajudar o
meu pai?"

"Seu estômago, Sua Alteza! Ela ajuda a resolvê-lo ".

Eu segurei a garrafa para cima, balançando-lo à luz, em seguida, tomou uma bebida. Eu
sorri."Sim, eu lembro disso da minha infância." Eu nivelou um olhar no Royal Scholar. "Eu
muitas vezes sofria de dores de estômago."

Eu colocá-lo para trás e vasculhou a caixa, em seguida, tirou o pequeno frasco cheio com pó de
ouro.

"E este?"
Ele engoliu em seco. Sua pele era pastosa, e uma gota de suor escorria perto de sua
orelha. Um meio sorriso ondulado em seus lábios. "É por agitação. Só para acalmar os nervos
agitados. "

"Nervos agitados," eu repeti. "Bem, acho que tudo o que você pode ver, eu certamente têm
esses." Eu puxei a cortiça, começou a levantá-la para a minha boca, e hesitou. "Será que isso
importa o quanto eu tomar?"

"Não", ele disse, uma medida de alívio de finalmente chegar os olhos. "Você pode levar tanto
quanto você gosta."

I levou aos meus lábios novamente. Ele me olhou, a boca aberta, esperando por mim para
tomar uma dose pesada, como eu tive com os outros. Fiz uma pausa e voltou sua atenção
séria. "Parece, Senhor Fently, que você está na necessidade de este muito mais do que eu
sou. Aqui, tome algum. "

I mudou-se para os seus lábios, e ele rapidamente virou a cabeça. "Não, eu não preciso de
nenhum." "Mas eu insisto."

"Não!"

Ele se afastou, mas eu tirei a faca da minha bota e segurou-a no pescoço. "Veja como nervoso
você é, meu senhor?" Eu abaixei minha voz para um rosnado. "Eu insisto que você levar
algum.Agora. " Minha faca pressionou mais forte contra sua garganta, e os senhores ficaram
caladas quando uma linha fina de sangue surgiu sob a lâmina. Eu trouxe o frasco de ouro
lentamente aos lábios. "Lembre-se," eu sussurrei, "você pode levar tanto quanto você gosta."

O vidro escovado seu lábio inferior. "Não!", Gritou ele, com os olhos vidrados de terror. "É
ele! Ele é o único que me deu isso! Foi por sua ordem! "

Ele apontou para a Vice-regente.

Baixei a faca, empurrando o médico gratuito. Silêncio esmagada em que todos os olhos se
voltaram para o membro do gabinete favorecida. Eu sorri com a Vice-regente. "Thannis", eu
disse. "Bom para a alma. Bom para o coração. Um token única encontrada na Venda. Algo um
embaixador como você provavelmente descobriu anos atrás em uma de suas visitas
clandestinas. "Eu andei em direção a ele. "Grãos Perfeitamente mortais, mas alguns
pequenos? Eles podem ser apenas o suficiente para manter um rei fora do caminho enquanto
você finalizou seus planos, porque se ele morresse, havia muitos desses príncipes
problemáticos em linha para o trono que pode nomear um novo gabinete. "

O Vice-regente estava. "O homem é um mentiroso. Eu nunca pôs os olhos sobre a substância
antes. "

Uma voz chamou do fundo da sala. "Então como você explica isso?" Passos ecoaram, botas em
pedra, uma batida lenta que exigia atenção.

Cabeças se viraram. Respirações foram realizadas por apenas um momento, então sussurros
irrompeu no ar como um bando assustado de aves. Havia algo sobre ele. Algo familiarizado,
masestrangeiros também. Algo que não pertencia. Eles se aquietou novamente como Kaden
desceu o corredor central para nós, outro frasco de ouro na mão. "Achei isso no seu
apartamento, escondido em uma gaveta trancada." Mudou-se para a frente em uma linha
lenta, deliberada, soldados pisar de lado."Provavelmente o mesmo frasco que você usou para
manter Andrés-o seu legítimo filho-out do caminho do mal." Eu vi a tensão no rosto de Kaden,
o seu esforço de controle. O impacto de ver seu pai sacudiu-o como uma tempestade. Seus
olhos brilhavam, a calma destruídas, milhares de rachaduras em sua

voz. O menino que só queria ser amada. Mantido. Vê-lo lutar para segurar fez sua agonia ainda
mais evidente, e a profundidade de sua dor inchou em mim.

O Vice-regente olhou como se estivesse vendo um fantasma. "Kaden."

"É isso mesmo, Pai ", ele respondeu. "Seu filho, de volta da sepultura. Parece que o Komizar
estava jogando nós dois. Eu era o seu assassino. "Kaden parado, as rachaduras em sua
compostura aprofundamento, um tremor no lábio que rasgou através de mim quando ele
falou novamente. "Ele me treinou durante anos, e para cada um deles, eu esperava o dia em
que eu iria matá-lo. Parece que agora há alguns na fila à frente de mim para fazer o trabalho ".

"Isso é loucura! Ele é- " O Vice-regente virou, vendo os olhos fixos nele, suas mentiras
cercando, inevitável. Lançou-se, puxando uma faca debaixo da mesa, e segurou-a na garganta
do cronometrista, arrastando-o a seus pés e usando-o como um escudo. Ambos tropeçou para
trás em direção painel de madeira na parede traseira da câmara, e a mão do Vice-regente
tateou atrás dele. Um pouco para a direita , eu pensei enquanto seus dedos se atrapalhou
sobre a madeira esculpida. Não. Ele pressionou, e uma passagem apareceu , um conhecido
para todos os king-size e as crianças que viam nele. Ele empurrou o cronometrista e
desapareceu na passagem.

O chanceler olhou nervosamente para o lado como se fazer uma pausa a seguir.

"Eu não diria," eu disse a ele, e apenas alguns segundos mais tarde, o Vice-regente reapareceu,
dando um passo para trás, uma espada em seu peito. Andrés segurou-a e saiu com mais
soldados atrás dele. Sua expressão era tão quebrado como Kaden do.

"Você matou meus companheiros", disse Andrés. "Você deveria ter me deixado morrer com
eles." Ele baixou a espada e girou o punho, o envio de seu pai tropeçando em minha direção.

Uma linha de sangue escorria pelo canto da boca do Vice-regente. Eu chutei a parte de trás de
suas pernas, trazendo-o de joelhos e puxou seu cabelo para que seus olhos se ergueu para
encontrar os meus.

" Você matou meu irmão ", eu disse, meu rosto aproximando-se dele. "Ele e todo homem bom
com ele foram massacrados. Eles tiveram nenhuma oportunidade. "Não havia dúvida a tensão
perigosa na minha voz e vi flash de medo através de seus olhos. "Eles estavam em menor
número 5-1, porque você mandou à frente. Enterrei-los todos, Vice-regente. Cavei sepulturas
até que minhas mãos sangravam enquanto você estava aqui beber vinho e de conspirar para
matar mais ".
Eu chicoteado de volta para enfrentar os senhores. " Este é o homem que enviou o meu irmão
e trinta e dois soldados para a morte! Ele é o único que envenenou o meu pai! Ele é o único
que levou ninho de conspiradores do seu rato a conspirar contra todos nós! "Eu olhei para ele,
minha faca pressionando contra seu pescoço. "Você vai morrer, Senhor Vice-regente, por seus
crimes contra a Morrighan, e se não chegar a meus irmãos e seus esquadrões com o tempo,
você vai morrer lentamente. Essa é a minha promessa a você ".

Ele olhou para mim, seus olhos desafiante novamente. Ele sussurrou baixo para que ninguém
mais iria ouvir, "Eu tenho um acordo com o Komizar. I pode poupar o que vive eu escolho ".

Eu sorri. "Um acordo? O Komizar escolheu seus tolos bem. "

"É tarde demais", disse ele, ainda negando a reversão de nossas fortunas. "Você não pode
parar-nos. Mas eu poderia- "

"Você está certo sobre uma coisa só, Senhor Vice-regente. É muito tarde. Para voce. Eu fiz
exatamente o que você sempre temido. I expuseram os maus. "

Eu olhei para ele, minha respiração fervendo, e eu deixar de ir a cabeça. Meuencharcada de


sangue bandage deixou uma mancha vermelha brilhante contra o loiro-brancocabelo. "Lock-
lo," eu disse, e soldados de Rafe arrastou-o para longe. O quarto cresceu, minha cabeça luz
quente.

"Lock-los todos," eu pedi, acenando para o resto do gabinete. "E a Guarda Citadelle. Vou
analisar mais tarde qual deles é inocente e apto para servir ".

Um senhor estava. "Você não tem autoridade para ordenar de alto nível-"

Rafe interrompeu. "Princesa Lia está governando Morrighan para o momento. Ela pode pedir
qualquer coisa que ela quer. "

Um turbilhão de acusações entrou em erupção, Senhor Gowan está subindo acima de todos
eles. "Com todo o respeito, Sua Majestade, este não é o seu reino, nem é sua decisão de
fazer. Você está sugerindo anarquia. Protocolo e da regulamentação Morrighese ditarisso- "

"Até meu marido recupera, minha filha assume a posição de regente do rei, e irá nomear seu
próprio gabinete."

A sala estalou em silêncio, cada cabeça virando-se para a rainha na varanda. Ela olhou para
mim e balançou a cabeça, culpa brilhando em seus olhos. "Jezelia está agora a realizar
julgamentos do rei. Ela é um soldado em seu exército e será fiel aos seus desejos. "Ela olhou
diretamente para Senhor Gowan. "Alguém opor a isso?"

Antes que ele pudesse responder, Andrés chamou "Jezelia" e caiu sobre um joelho. Um por
um, os soldados com ele fez o mesmo um voto, uma contagem pública e há muito tempo a
tradição que eu tinha ouvido falar, mas nunca testemunhou. Os soldados no corredor norte fez
o mesmo, e o barulho do meu nome rolou pela sala. Jezelia . A irmã de seu camarada caído. A
minha mãe, e aqueles na varanda ao redor dela fez o mesmo, repetindo o nome que eu nunca
tinha ouvido falar publicamente sobre os seus lábios. Meia dúzia de senhores seguiram o
exemplo.

"Está decidido, então," minha mãe disse, levantando-se novamente, e Senhor Gowan eo resto
dos senhores relutantemente concordou. Em questão de minutos, seu mundo tinha sido
virado de cabeça para baixo. A turbulência estava apenas começando.

Dei um passo para a frente, seus rostos borrar dentro e fora de foco, o piso mudando de forma
desigual. "Expor os traidores é apenas o começo do trabalho pela frente", eu disse. Ouvi
minhas palavras, ecoando de uma forma estranha, remota e, em seguida, o som da minha faca
fazendo barulho no chão. "O conclave não está encerrada. Você precisa saber exatamente o
que estamos enfrentando e que precisamos de fazer para sobreviver. Nós vamos reunir
novamente amanhã, mas por agora, eu- "

Eu não tinha certeza se eu terminar a minha última frase. A última coisa que eu lembrava era o
braço de Rafe passar em volta da minha cintura e os pés levantando do chão.

CAPÍTULO SESSENTA E SEIS

Eu ouvi chorando.

Sentiu a varredura de mãos macias na minha testa.

O aroma de rosas.

Weeping.

O fio de água.

O sussurro de abertura de portas.

vozes abafadas.

Um pano molhado fresco em minha testa.

puxão Numb no meu braço.

Será que ela vai perdê-lo?

Algo doce na minha língua. Calor.

Vou manter o próximo relógio. Ir.

Um pulsar pesado no meu peito.

passos guardado.

Weeping. Husky e tensa.

O deslizando de um animal, o movimento de sua cauda.

Eu estou vindo para você. Não acabou.


Abri os olhos. O quarto estava escuro. O meu quarto. Um registro brilhava na lareira.Cortinas
pesadas foram traçada através janelas, e eu não tinha certeza de que horas eram ou quanto
tempo eu estiver fora.

Virei a cabeça. Kaden estava caído em uma cadeira ao meu lado, os pés apoiados em um
banquinho, com a cabeça inclinada para trás como se tivesse estado a dormir, mas seus olhos
focados em mim agora, como se a mera abertura de minhas pálpebras lhe tinha
despertado.Minha mão foi elevada em um travesseiro, pesado, uma pulsação pulsar
dormentes sob as bandagens frescas. Eu usava uma camisola macia.

"Queridos deuses", eu gemi, lembrando meus últimos momentos no corredor, "por favor, não
me diga que eu desmaiei na frente de todos."

A sugestão de um sorriso surgiu no canto de sua boca. "Desmaiou. Há uma diferença. Isso
acontece quando

você perde sangue suficiente para encher um balde. Você não é imortal, sabe? Eu não sei
como você ficou em seus pés, enquanto você fez. Se serve de consolo, acho que alguns dos
senhores desmaiou apenas assistindo você levou para fora da sala. "

Realizado. Rafe me carregou. Eu me perguntei onde ele estava agora. Olhei para a câmara
exterior. "Ele está tendo o cuidado de algumas coisas com os seus soldados," Kaden oferecido,
lendo minha mente.

"Oh," eu disse simplesmente. Para alguém que tinha viajado milhares de milhas com um
esquadrão altamente treinado para me ajudar, ele parecia estar mantendo distância de
mim.Mesmo de volta ao arsenal, ele havia enviado alguém para quebrar nossa porta.

"Quem fez isso?", Perguntei, levantando minha mão enfaixada.

"Sua mãe e tias e um médico e um chamado a partir da aldeia. O médico da corte está
trancado. Assim são os outros ".

Eu ouvi a captura em seu tom.

Outros. E um em particular.

Estendi a mão com a minha boa mão e segurou sua. "Como você está fazendo?" Eu perguntei
cautelosamente.

Ele olhou para mim, hesitante, a expressão de dor em seus olhos voltando. "Eu não sei." Ele
balançou a cabeça. "Pouco antes de eu entrei naquela sala, eu pensei que ia ficar
doente. Doente como uma pequena colegial. "

Eu ouvi o desgosto em sua voz. "Não há nenhuma vergonha nisso, Kaden."

"Eu não tenho vergonha. Apenas com raiva que ele ainda poderia fazer isso para mim. Eu não
conseguia nem me reconheço. Eu não percebi o que ele vê após todo este tempo faria para
mim. "Ele balançou a cabeça. "Eu não sei como uma pessoa pode ter tanto medo e tão cheio
de raiva ao mesmo tempo."
Eu entendi completamente. Eu ainda estava com medo, ainda irritado, mas principalmente
agora que eu estava doendo por tudo o que vi no rosto de Kaden.

Ele fez uma pausa, respire fundo enchendo o peito, os narinas dilatadas. "Ele não tinha
mudado. Mesmo assim, quando ele olhou para mim, tudo o que ele viu foi um passivo. Nesse
momento, se ele poderia ter me vendido para outra moeda, ele teria. Eu me senti como umde
oito anos de idade, menino de novo. "

Eu apertei sua mão. "Você não é um menino, Kaden. Você é um homem. Ele não pode
prejudicá-lo mais. "

"Eu sei." Suas sobrancelhas se uniram. "Mas olhe para quantos outros ele está ferido.Andrés ...
ele é pior do que eu. Talvez eu tive a sorte de ser lançado para fora quando eu era.Ele não
pode obter a sua mente para entender o que aconteceu, que os homens em sua companhia
que ele confiado com sua vida foram traídos por seu próprio pai. "Ele olhou para mim. "Ele
estava meio enlouquecido quando ele andava com batedores para encontrar seus irmãos e
seus esquadrões."

"Será que você"

"Sim, Rafe e Sven interrogados os prisioneiros. Eles não tem nada. E enviamos quatro unidades
diferentes que montam os Ravians mais rápidos. Você ainda emitiam ordens quando Rafe
colocou você na cama, e aqueles eram apenas dois deles. "

"Eu não me lembro."

"A maioria de suas palavras foram murmurou, e Rafe finalmente lhe disse para se calar e ouvir
o médico." "Será que eu?"

"Você desmaiou novamente. Eu acho que está ouvindo. "" Que horas são? ", Perguntei.

Ele encolheu os ombros. "Depois da meia-noite."

Ele me contou o que havia acontecido depois que eu desmaiei, a maioria dos quais tinha
aprendido com minha tia Bernette. Toda a citadelle tinha sido movimentada acordado durante
a maior parte da noite.Depois de deixar a mim, minha mãe tinha visto o meu pai. Ela tinha o
levou de volta para a sua câmara de casamento e jogou fora todos os medicamentos do
médico da corte tinha encomendado para ele. Ele foi banhado e dado bebidas à base de
plantas para liberar seu sistema. Kaden não sabia o suficiente sobre os efeitos do
envenenamento de thannis de ouro para saber se ele iria ajudar. Vendans sabia não tocá-
lo. Apenas uma mordidela poderia derrubar um cavalo. Andrés havia se recuperado, mas ele
era jovem e saudável e não tinha sido envenenado durante um longo período de tempo, a
forma como o meu pai tinha. Preocupei-me que pode ser tarde demais para reverter os efeitos
do veneno e meu pai iria ficar preso em um estupor de nevoeiro para o resto de sua
vida. Preocupei-me que pode ser tarde demais para tudo.

"Será que tudo isso ser suficiente, Kaden?"


"Para parar o Komizar? Eu não sei. Eu acho que a regra Rafe jogou o seu caminho éinstável,
mesmo com o aceno de sua mãe de apoio. "

Eu também vi. Desfilando um First Daughter fora para a cerimónia era uma coisa, tê-la
governar o reino era outra. As tropas Andrés marcharam para o corredor comigo tinha
apoiado, mas a maioria dos senhores não estavam convencidos.

"Eu acho que os seus senhores ainda estão em dúvida sobre a ameaça", acrescentou.

Eu não esperava que qualquer outra coisa. Eles tinham uma vida de acreditar que Morrighan
foi o remanescente escolhido e nada poderia derrubá-lo. "Eu vou convencê-los", disse eu, "e
prepará-los para se opor a Venda".

"Então o que? Por mais que nós dois queremos parar o Komizar, eu não posso esquecer Eu
ainda estou Vendan. "

Seus olhos procuraram os meus, preocupado. "Eu sei, Kaden." Seus temores renovados minha
própria. "Mas nós dois precisamos lembrar que há dois Vendas. Venda do Komizar que está a
caminho aqui para nos destruir, e aquele que ambos amor. De alguma forma, juntos, nós
temos que fazer este trabalho. "

Mas eu não tinha certeza de como. Nós dois sabíamos o Komizar e do Conselho nunca iria
recuar. O prêmio era aos seus olhos, e tinham a intenção de tê-lo. É a minha vez agora para
jantar em uvas doces no inverno. Fiquei ali, a mão de Kaden ainda na minha, as brasas do
escurecimento lareira, minhas pálpebras ficando pesados, o futuro rodando por trás deles, e
eu ouvi os gemidos suaves novamente. Desta vez, eu sabia que não era minha mãe ou meus
tias que ouvi chorando. Estes gritos vinham de longe, passado uma savana, além de um grande
rio, passando por montanhas rochosas e vales estéreis. Estes gritos vieram dos clãs de
Venda. Ele tinha matado mais por sussurrando o nome Jezelia.

CAPÍTULO SESSENTA E SETE

PAULINO

Você precisa chamá-lo.

Mas eu não tinha nome. Minha mente estava muito inchado com outros pensamentos para
tomar tal decisão.

Eu facilitei a criança dos braços da enfermeira molhada e embalou, tocando seus cabelos.Eles
eram da cor de um elevado sol brilhante. Como Mikael do.

Mas depois do que Mikael tinha feito, eu não queria pensar que ele era qualquer parte desta
criança. Você tem parentes, Pauline. Você não está sozinho.

Mas olhar frio da minha tia veio à tona novamente e novamente.

Depois a mão de Lia havia sido tratada e enfaixado, que tinha cortado suas roupas e lavou-
la. Ela estava inconsciente, limp, e olhou para ela corpo golpeado deitado em toda a roupa de
cama branca. Um diário destes últimos meses foi escrito através de sua pele. Eles viram a
cicatriz irregular em sua coxa. O nick em sua garganta. O novo corte no lábio, onde o chanceler
ela tinha atingido, os hematomas no rosto, onde os guardas havia batido nela. E quando voltou
a lavar as costas, eles viram a cicatriz levantada em suas costelas, de onde uma flecha havia
sido cortada, e depois havia os restos do kavah arrastando por cima do ombro.

Como cada nova marca foi descoberto, a rainha ou tias de Lia sufocou um soluço em seu corpo
quebrado, e da rainha atendente-minha própria tia-cast -me um olhar zangado.

" Isto é o que você levou para!", Ela finalmente estalou acusador.

Voltei minha atenção de volta para enxaguar um pano na bacia, incapaz de encontrar o seu
olhar. A culpa correu através de mim. Era verdade. Eu era cúmplice de Lia. Se eu não tivesse
ajudado, ela nunca poderia ter deixado. Mas se ela não tinha

Olhei para cima, olhando para o rosto de minha tia que estava rígido de raiva e decepção."Foi
a sua escolha a fazer."

Ela puxou uma respiração assustada. "Foi o seu dever de detê-la!Não-" "Eu não me arrependo
de minha decisão", eu disse, "e eu gostaria de fazê-lo novamente!"

A boca de minha tia caiu aberta, chocado, mas Lady Bernette estendeu a mão para ela,
colocando a mão em seu ombro. "Pauline é certo," ela disse suavemente. "Foi a escolha de Lia
e além de qualquer um de nós para impedi-la."

Minha tia ficou em silêncio, mas a condenação ainda brilhava em seus olhos. A rainha chorou
em silêncio junto à cama de Lia, a mão de Lia apertada contra sua bochecha.

Pisquei as lágrimas. "Eu tenho algo que eu preciso para atender." Eu me virei e saiu do quarto,
saindo para o corredor escuro. Quando eu tinha fechado a porta atrás de mim, eu me inclinei
contra ele, tentando engolir afastado o pulsar doloroso na minha garganta. Dúvida me
inundou. Eu ainda não tinha contado a ela sobre o bebê ainda.

"O que é isso?" Kaden tinha correu para fora das sombras em direção a mim. Eu tinha
esquecido que ele estava esperando por palavra sobre Lia.

"Ela está bem", eu disse. "Nós não sabemos sobre a mão dela ainda, mas o sangramento é
interrompido e seu coração é forte."

"Então o que é-" Ele ergueu a mão para o meu rosto, em seguida, puxou para trás como se
tivesse medo de me tocar. Mesmo nas sombras mais escuras, tinha visto as minhas lágrimas,
mas ainda havia um muro entre nós, desconfiança eu não podia pôr de lado, mesmo agora, e
ele sabia disso.

Eu balancei a cabeça, incapaz de falar. "Diga-me", disse ele calmamente.

Meu peito estremeceu com respirações irregulares. Forcei um sorriso que me senti em
nenhuma parte dentro, mas as lágrimas escorriam pelo meu rosto desmarcada. "Eu só tenho
uma vida parentes em todo este mundo, e ela acha que isto é tudo minha culpa."
Uma carranca puxou no canto de sua boca. "Sua culpa? Temos erros, Pauline e seu toda feita -
" Ele estendeu a mão e o polegar roçou meu rosto, enxugando uma lágrima. "Seus erros são
condições mínimas entre eles."

Eu vi a tristeza em seus olhos, meus acusações lançadas ainda nadando atrás deles. Ele engoliu
em seco. "Não só é parente de sangue, Pauline. Alguma família que você nasce com, outra
família que você escolher. Você tem Lia. Você tem Gwyneth e Berdi. Você não está sozinho
neste mundo. "

Um longo silêncio pairou entre nós, e eu me perguntava se a menção de família havia reaberto
suas próprias feridas. Eu vi a mesma expressão de dor no rosto que eu tinha visto horas atrás,
quando ele confrontou seu pai. Eu queria dizer algo, oferecer-lhe algum tipo de palavras gentis
como se ele tivesse acabado de me dar, mas algo temeroso ainda andava atrás das minhas
costelas. Ele respirou fundo e encheu o silêncio para mim.

"E você tem o bebê também. Você precisa dar-lhe um nome. " Um nome. Não deve ser tão
difícil.

"Eu vou", eu tinha sussurrado, e passou por ele, dizendo que ele seria capaz de ver Lia breve.

Eu coloquei o bebê de volta nos braços da enfermeira molhada. "Eu preciso deixá-lo aqui mais
um pouco," eu disse a ela. "A Citadelle ainda está em crise. Ele não é lugar para um bebê. Eu
voltarei."

Ela assentiu com a compreensão, prometendo cuidar bem dele, mas eu vi a dúvida em seus
olhos. Ela esfregou os nós dos dedos suave sobre sua bochecha, e meu bebê ainda sem nome
aninhado feliz em seus braços.

CAPÍTULO SESSENTA E OITO

Uma tonalidade vermelha suave infiltrou atrás das bordas das cortinas. Por dezessete anos
que tinha sido meu sinal familiar do amanhecer. Era estranho para mover sobre meu quarto
novamente.Home. Mas não sinto o mesmo. Foi apertado, confinando, como tentar puxar um
casaco que não servem mais. Demasiada tinha mudado.

Minha mãe não tinha sido por. Tia Bernette e tia Cloris tinha vindo três vezes durante a noite
para check-me, ambos cansados, com avermelhados olhos. Eles me deram doses do
medicamento espessa, xaroposo o médico havia prescrito.

"Isso vai ajudar a restaurar o seu sangue," Tia Bernette sussurrou e beijou meu rosto.

Quando eu perguntei-lhe como meu pai era, o rosto covinhas de preocupação, e ela lutou com
uma resposta de esperança, dizendo que levaria tempo.

Tia Cloris lançar olhares desconfiados em Kaden, que cochilava na cadeira ao meu lado.Ela não
gostou, mas estalou apenas levemente na quebra de protocolo. Finalmente, no final da noite,
ela enxotou-lo, tendo preparado um quarto em outros lugares do citadelle para ele.Eu tinha
um sono agitado depois disso, um sonho dissolvendo-se em outra, e eu finalmente balançou
acordado quando eu sonhava em Regan e Bryn andar juntos em um amplo vale. Eu não quero
ver o que veio a seguir.

As ordens de Per tia bernette, tomei outra dose do xarope adocicado. Eu não sabia se era o
sono ou o elixir, mas eu estava me sentindo mais firme em meus pés.

I amarrado para trás as cortinas e luz inundou a sala. Olhei para a baía, um raro dia claro onde
a ilha rochosa de almas perdidas era visível à distância, seus brancos ruínas em ruínas que
travam o sol da manhã. Antigos que já foram presos havia dito ainda ferroviário contra as
paredes que já não existiam, presos em uma prisão intemporal de outro tipo, memórias
enjaulamento-los tão fortemente como barras de ferro. Minha atenção viajou para o oeste até
a última torre pé de Golgata, ainda inclinando-se, enfrentando sua morte iminente com graça
estóica. Algumas coisas últimos ... e algumas coisas nunca foram feitos para.

Eu ouvi uma batida na minha porta. Finalmente. Havia roupas no meu vestir câmara de
tudo ainda trancado em troncos-os queridos Dalbreck havia obedientemente devolvidos. Eles
nunca tinham sido abertos. Mas se eu fosse para resolver o conclave, esta tarde, ou para essa
matéria, qualquer uma das muitas tarefas antes de mim, eu não poderia fazê-lo com uma
camisola emprestada fina. Tia Bernette tinha ido buscar alguém com chaves. Eu estava prestes
a procurar um

hairpin para que eu pudesse pegá-los me abrir. Ele ia ser um dia longo e cheio.

"Entre," Eu chamei enquanto puxado para trás uma cortina de uma janela na câmara de
vestir. "Aqui."

Ouvi passos. os pesados. Chuteiras. Meu coração bateu contra o meu peito, e eu passo para
trás no meu quarto.

"Bom dia", disse Rafe. Ele estava de volta em suas próprias roupas, não precisando mais
esconder quem ele era. Meu peito bater mais forte. Toda emoção que eu tinha socado
borbulhava de uma só vez e ouvi a ânsia

na minha voz. "Eu estava me perguntando quando você ia passar por aqui." Não. Eu vi isso em
seus olhos novamente. Viu-o em seu gole. "Você está olhando melhor do que você fez na noite
passada", disse ele. "Obrigado por ter vindo para ajudar."

"Me desculpe, eu não veio mais cedo. Eu acho que eu estava esperando por uma nota. "" Eu
lembro de você me dizendo para não enviar nenhum. "

"Desde quando você me ouviu?"

"Desde quando você pagou a atenção para as minhas notas?"

Sua expressão preocupada foi substituído com um sorriso, e isso era tudo o que tinha. Corri
em direção a ele, estendendo a mão para ele, seus braços dobrar em torno de mim, nós dois
abraçados como se nunca tivesse deixado ir, seus dedos deslizando pelo meu cabelo, seu
sussurro fraco de Lia no meu ouvido, mas quando eu tentei transformar meus lábios nos dele,
ele se afastou, deu um passo atrás, segurando meus braços e deliberadamente devolvê-los ao
meu lado.

Olhei para ele, confusa. "Rafe?" "Há algo que eu preciso te dizer."

"O que é isso?", Perguntei, o pânico crescente na minha voz. "Você está bem?Aconteceu
alguma coisa que- " " Lia. Ouça-me. "Seus olhos ardiam nos meus.

"Você está me assustando, Rafe. Basta dizer isso. "

Ele piscou, algo mudando em sua expressão. Ele balançou a cabeça, como se seus
pensamentos estavam correndo na frente dele.

"Eu preciso falar sobre a circunstância de-A verdade é-O que eu preciso te dizer é que estou
noiva." Minha boca ficou seca. Esperei por ele a rir. Para declarar uma má piada.

Ele não o fez.

Olhei para ele, ainda não acreditando nele. Minha boca se abriu para dizer algo, mas eu não
conseguia pensar o quê. Ele me amou. Eu sabia que ele fez. Eu tinha acabado de ver isso em
seus olhos.

Pelo menos eu pensei que tinha. Sim, nós se separaram semanas atrás, mas foi tudo que levou
para esquecer? Menos de uma temporada de dias? Eu procurei por algo a dizer. "Você
encontrou alguém tão cedo? Que reino? ", Perguntei, as palavras entorpecer na minha língua.

Ele assentiu. "Ela é de Dalbreck. O conjunto queria me casar imediatamente. Eles pensaram
que gostaria de acrescentar a estabilidade que era necessário. "

Afastei-me, piscando, tentando se concentrar, tentando dar sentido a isso. "Seu reino está em
tão terrível

estreitos? "

"Ambos os meus pais estavam mortos durante semanas. Eu estava faltando. O reino estava
sem um governante. Ele criou problemas. Mais do que esperávamos. "

"O general que você? Desafiou" "Ele tem sido um deles. Eu tinhaque- " Virei-me para encará-
lo.

"Você ama ela?"

Ele olhou para mim, atordoado. "Eu nem a conheço." "Você não me conhecia antes do nosso
casamento também." "Você quer dizer que o nosso casamento que não aconteceu."

Olhei para ele. Ele quis dizer isso. Ele ia se casar com outra pessoa. Seguindo o conselho da
montagem. Ele foi conhecer seu dever, assim como ele tinha quando ele veio para Morrighan
uma vez para me casar. Foi que todos casamento foi com ele? Dever? No mesmo fôlego, eu
me odiava por depreciar seus motivos. O que eu tinha feito, mas deixá-lo para trás por causa
do meu dever?
Eu ouvi as palavras de Jeb novamente: Sua palavra é verdade. Eu não queria que fosse, mas eu
disse coisas para preencher o silêncio doloroso. Coisas que eu não quis dizer ou mesmo
esperar."Talvez ele vai funcionar melhor para vocês dois."

Ele assentiu. "Talvez."

Ficamos ali olhando para o outro. Minhas entranhas foram confusa, como se tudo tivesse sido
expulso solto e abalado. Estranhamente, ele parecia exatamente como eu me sentia.

"Então onde é que isto nos deixa?", Perguntei.

Ele fez uma pausa como se estivesse tentando descobrir a si mesmo, mas seu olhar ainda
permaneciam presos nos meus. "Isso nos deixa como duas pessoas- três -que necessidade de
parar a Komizar."

"Três?"

"Você me disse que eu tinha que fazer a minha paz com Kaden. Eu tenho. "Seu tom era de
madeira.

Tia Bernette entrou correndo, balançando as chaves. "Eu tê-los!" Ela parou quando viu Rafe,
como se ela sabia que tinha interrompido alguma coisa. Eu mesmo ouvi falar, soando como
minha mãe subindo para a ocasião, tentando suavizar graciosamente para fora um momento
estranho. "Tia Bernette, eu gostaria de apresentar o rei de Dalbreck. Rei Jaxon, esta é minha
tia, Lady Bernette ".

"Nós nos conhecemos na noite passada. Resumidamente. Sua Majestade, "ela disse, e fez uma
reverência profunda, dando Rafe a honra completa de sua posição.

"Lady Bernette", respondeu Rafe e pegou a mão dela, levantando-a aos lábios, expressando
sutilezas educado, e, em seguida, desculpou-se, virando-se para sair sem uma palavra para
mim.Ele caminhou em direção à porta.

Quantas vezes eu tenho que deixá-lo ir?

Não mais.

Esta foi a última vez.

Ele ainda não tinha feito isso por meio da porta quando passos soaram na câmara
exterior. Gwyneth apressado

em seguida por um conjunto de de Rafe soldados-com o marechal de campo em suas garras.

"Isto não podia esperar", disse ela em tom de desculpa, vendo-me ainda de camisola."Trata-se
de seus irmãos."

***
Andei meu quarto. Eu tinha percebido ontem à noite que o marechal de campo era inocente,
mas eu tinha me senti desaparecendo. Era mais seguro apenas para ordená-los todos
trancadas onde seria seguro até que eu pudesse questioná-los.

"Por que você não nos diz isso ontem à noite?" Eu exigi.

"Na frente de todos? Depois do que revelado? Eu não acho que é sensato, considerando que
eu só descobri sobre as cobras infestam as fileiras. Não é algo que quero que todos saibam, no
caso, obtêm-se os príncipes qualquer vantagem. I que falar diretamente para você a partir do
momento em que fui levada para longe, mas ele não quis ouvir. "Ele acenou para Rafe.

"Todo mundo queria falar com ela. Lia estava indisposta. Eu lhe disse para falar comigo ",
respondeu Rafe. "O rei de uma nação estrangeira que invadiram durante um conclave? Eu
deveria confiar imediatamente

-lo com todos os segredos reino? "O marechal de campo olhou para Gwyneth. "Esse tipo
senhora finalmente me ouviu."

Gwyneth admitiu que ela tinha descido ao porão onde os prisioneiros foram mantidos em salas
separadas para se regozijar no Chancellor e para tranquilizar a si mesma que ele ainda estava
lá. Ela tinha sido acordado por um pesadelo, sonho que ele tinha quebrado solto e estava indo
para Terravin. Quando o marechal de campo vi passar pela pequena abertura da porta de sua
cela, ele implorou por um momento para falar com ela. Tudo o que ele diria era que ele tinha
notícias sobre meus irmãos que eu precisava ouvir.

Ele me contou sobre uma conversa que tivera com meus irmãos antes que eles deixaram.Ele
não tinha sido feliz com a missão diplomática proposta pelo gabinete, e ele foi surpreendido
meus irmãos tinham concordado com isso tão facilmente. Ele suspeitava que eles estavam
tramando algo.

Ele confrontou em particular o príncipe mais velho, perguntando-lhe o que eles estavam
tramando.Regan não tinha tentado negar. "Você sabe o que estamos fazendo. A mesma coisa
que você faria se sua irmã foi acusado injustamente. "

"Eu vou fingir que não ouvi isso."

"Eu pensei que você iria", Regan haviam respondido. E então o marechal de campo desejou-
lhes sorte.

Sentei-me no banco no final da minha cama, descansando meu rosto em minhas mãos. Minha
respiração inchou no peito. Ele disse que os meus irmãos nunca tinha planejado ir para Gitos
ou Cortenai depois de definir a pedra memorial na cidade de sacramentos somente para
algumas cidades para recrutar mais ajuda, e então eles estavam indo para Venda para me levar
de volta e provar Eu não era umtraidor que significava que os trackers que tinha enviado
estavam indo na direção errada. No momento em que descobri os príncipes tinha planejado
uma nova rota, eles provavelmente seria muito atrás para recuperar o atraso. Mas isso
também significava aqueles à espreita para emboscar deles teve de se reagrupar
também. Pode dar os meus irmãos uma vantagem, mas mesmo que evitou aqueles enviados
para matá-los, indo todo o caminho para

Venda era uma sentença de morte certa. Até mesmo uma dúzia de regimentos em seus lados
não seria suficiente para defender-se contra o exército Vendan eles se encontrariam.

"A guarnição Aberdeen," eu disse. "Depois do que aconteceu com a companhia de Walther,
que é onde eles vão próxima, para recrutar mais e dobrar seus números. Vamos mandar
pilotos lá. "

Rafe sacudiu a cabeça. "Não. Seus irmãos seriam passado lá pelo tempo pilotos
chegaram.Temos um posto avançado a nordeste da Cidade de Magia
Negra. Fontaine. Podemos tentar interceptá-los perto de lá. "

"Isso é ainda mais longe", o marechal de campo zombou. "Como você receberá uma
mensagem a eles no tempo?"

Olhei para Rafe, meu coração apertou em um punho. "Você tem Valsprey com você?"

Ele assentiu.

Sentamo-nos na minha mesa imediatamente para escrever mensagens. Um de mim para os


meus irmãos para que eles soubessem que a intercepção não foi um ataque por soldados
Dalbretch. O outro de Rafe ao coronel comandante em Fontaine para definir patrulhas pentear
a paisagem para esquadrões Morrighese. Ainda era um tiro longo. Havia milhas de deserto, e
aqueles à espreita para emboscar meus irmãos ainda pode alcançá-los antes que eles foram
avisados. Mas era algo. Rafe olhou para a minha mensagem e enrolou-a com a sua. Ninguém
mais viu o que ele escreveu, porque ele foi escrito com cifras conhecidas apenas por seus
oficiais. "Eu disse o coronel eu queria uma bem armada batalhão para escoltar esquadrões da
casa do seu irmão se ele encontra-los."

Vivo. Foi dito, mas eu vi a palavra que aparece atrás de seus olhos.

Ele deixou de passar a mensagem para as mãos do manipulador Valsprey. Se tudo correr bem,
ele disse, seria lá até amanhã, mas ele me avisou que não haveria mensagem de
retorno. Levou meses para treinar um pássaro a voar para um local distante. Eles não foram
treinados para voltar ao Civica.

Olhei para o marechal de campo, acenando agradecimentos e desculpas no mesmo gesto."E a


partir deste ponto em diante, você deve confiar o rei de Dalbreck como um dos nossos.Sua
palavra é a verdade. "

Eu disse aos soldados para libertá-lo, e ordenou a Huntmaster, o cronometrista e Trademaster


libertados também. O resto do gabinete permaneceria em suas celas para enfrentar o
julgamento e execução, se eu não matá-los primeiro. Meu ameaça à Vice-regente tinha sido
real. Se qualquer dano veio a meus irmãos ou seus companheiros, sua morte não seria fácil.

Devastação olhou para nós,

Mas um vale verde estava por vir.


O fim da viagem estava à vista, por fim,

E eu fiz o que eu sabia que iria fazer tudo junto;

Eu enterrei minha faca profundo na garganta de minha noiva,

E como ele engasgou para o seu último suspiro,

Como seu sangue embebido na terra,

Não havia lágrimas

Entre qualquer um de nós,

Especialmente nenhum de mim.

-As Palavras Perdidas de Morrighan

CAPÍTULO SESSENTA E NOVE

RAFE

Era um buraco quente e escuro subi como eu tinha interrogado os prisioneiros naquela
manhã. Ele não tinha fundo, uma queda livre que me convidou a deixar ir. Tudo o que eu podia
ver na escuridão como eu pedi perguntas eram carrinhos de mão cheios de generosidade
tirado de soldados mortos da Dalbreck. Com cada balanço do meu punho, vi Lia sentado em
uma célula Vendan segurando úmido, de luto por seu irmão morto. E quando eu me chamou a
faca na Vice-regente, só vi Lia, sangramento e mole em meus braços. Sven tinha finalmente me
puxou de volta.

O Vice-regente limpou os lábios com a manga, então sorriu. "Eu tinha planejado matá-lo tanto,
sabe? Uma emboscada encenado para parecer um assalto comum por bandidos Dalbretch no
seu caminho de volta para casa após o casamento. "

Seus olhos brilhavam com presunção. "Você acha que eu não tenho as minhas razões, como
você acha que tem a sua? Nós todos não se cansam de esperar para o que queremos?A única
diferença entre você e eu é que eu parei de espera ".

O homem é louco , Sven tinha murmurou quando ele parou o meu punho meados de
swing. Chega , ele disse e me empurrou. Ele trancou a porta da cela atrás de nós e, em
seguida, voltei minha atenção em outros lugares, lembrando-me que eu ainda precisava dizer
a Lia.

***

Entrei os bairros que a tia de Lia Cloris tinha me conduzido a anterior, ainda sentindo como
uma intrusa. Parecia errado para ficar no quarto que o irmão de Lia já havia compartilhado
com sua esposa, Greta. A maioria de seus pertences haviam sido removidos, mas no canto do
armário eu encontrei um par de luvas de pelica macia dimensionadas para mão de uma
mulher, e sobre a mesa de cabeceira, duas delicadas com ponta de pérola grampos de
cabelo. Dei uma olhada na grande dossel cama e escolheu para pegar uma hora de sono no
sofá em seu lugar. Eu teria preferido ficar em um saco de dormir no Aldrid Hall, onde muitos
dos meus homens eram, mas Lady Cloris insistiu que eu tomar o quarto, e eu não queria invejo
a sua hospitalidade.

Quando entrei, Orrin estava deitado de lado em minha cama, dormindo com a boca aberta e
as pernas balançando para o lado. Jeb foi espalhada para fora no sofá, com os olhos fechados e
as mãos ordenadamente tecida através de seu estômago. Ambos tinham passado a noite em
garantir a Citadelle e atribuição de mensagens. apenas soldados do Dalbreck eram para
proteger os prisioneiros até que foram certo não havia mais Vendan

soldados entre as fileiras. Sven estava sentado em uma mesa, comer uma torta de jogo e rever
arquivos apreendidos de apartamentos do vice-regente. Tavish sentou-se na outra
extremidade, com os pés apoiados sobre a mesa, peneirar papéis em seu colo.

"Qualquer coisa?", Perguntei.

Sven balançou a cabeça. "Nada de importação que podem nos ajudar. Ele é um demônio
inteligente. "Eu peguei um ovo cozido de uma bandeja de comida e lavou-a com leite.

"Queria dizer a ela?", Perguntou Tavish.

Ambos Jeb e Orrin abriu os olhos, à espera de uma resposta também.

Eu balancei a cabeça.

"Ela precisava saber, menino", disse Sven. "É melhor ouvir isso de você do que tê-lo derramar
em um momento inoportuno."

Olhei para ele, incrédulo. "Ela vai abordar a montagem de hoje. Agora é um momento ruim. ""
Então não havia bom tempo. Ele ainda tinha que ser feito. É atrás de você agora. "

Ele nunca seria atrás de mim. Sua expressão aturdida quando lhe disse que cortar um buraco
através de mim.

Eu balancei a cabeça tentando apagar a memória para fora. "Não é uma coisa fácil de dizer a
garota que você ama mais do que a própria vida que você vai se casar com outra pessoa."

Sven suspirou. "As coisas fáceis são para homens como eu. As escolhas difíceis são deixados
para reis. "

"O general é um bastardo conivente", disse Orrin, bocejando, "que precisa de uma seta em seu
rabo apertado."

Jeb sentou-se e sorriu. "Ou eu poderia cuidar dele em silêncio. Basta dizer a palavra. "Ele fez
uma clicar som do estalar de pescoço, como se mostra a rapidez com que isso poderia ser
feito.

Foi apenas uma demonstração de solidariedade. Eu sabia nem jamais iria assassinar um oficial
legítimo de Dalbreck, nem eu deixá -los, embora fosse tentador.

"E o que você faria sobre a filha do general? Matá-la também? "
Orrin bufou. "Tudo o que ela precisa é de uma olhada no meu rosto bonito, e ela chamá-lo fora
com você. Além disso, eu sou um arqueiro. I levar para casa jantar. O que você tem para
oferecer?"

"Além de um reino?" Sven murmurou.

"Você poderia chamá-lo e tentar resistir a isso", Tavish oferecido.

Sven respirou fundo, sabendo a conseqüência. Minha posição em Dalbreck era


precária.Resistindo-lo era uma opção arriscada. Eu tinha tudo a perder e nada a ganhar. O
noivado foi a vitória do general e minha própria privada inferno-o custo de salvar a vida de
Lia. E enquanto o general jogou seus jogos, sua filha foi apanhada no meio dela. Lembrei-me
do medo em seus olhos, e sua mão trêmula quando ela assinou os documentos. A menina
estava com medo e não queria fazer parte de mim, mas eu tinha ignorado porque eu estava
desesperado e irritado.

"Vamos seguir em frente", eu disse. "O que acontece entre mim e Lia não é algo que precisa
estar em cima da mesa. Temos um exército imbatível marcha desta forma. "

"Você não acredita que", disse Sven, terminando sua torta ", ou você não estaria aqui."

"Eu tenho um olhar para as tropas, esta manhã, e é pior do que pensávamos. Azia chamou de
patética. "Sven resmungou. " Patético é uma palavra forte. Os poucos que eu vi parecia astuto
e capaz ".

"A poucos você viu é exatamente o problema. Não é que eles não têm habilidade ou lealdade,
mas suas fileiras estão esgotados. Este é o seu maior pós treinamento, mas eles foram
dispersos por todo Morrighan em pequenas unidades. Apenas mil estão estacionados aqui
agora. Reunindo-os todos de volta aqui vai demorar semanas. Mesmo assim, ele não será
suficiente. "

"O exército Vendan não podem todos ser dirigido desta forma. Dalbreck é um alvo mais
perto. Vamos resolver o problema. Primeiras coisas primeiro. A montagem desta
tarde.Strategizing um plano depois disso. "

Um plano. Eu tinha decidido não contar Sven que eu tinha feito. Seria quer trabalhar fora ou
não, e dizendo-lhe só iria incorrer em uma palestra bolhas sobre ser impulsivo. Mas não tinha
sentido impulsiva quando eu andava para o acampamento do lado de fora dos portões da
cidade, onde o manipulador foi bem acomodados com o Valsprey. Depois dei-lhe as
mensagens, eu olhei de volta para Civica, eo peso de sua história caiu sobre mim. Senti os
séculos de sobrevivência. Este foi o início, o primeiro reino a subir após a devastação, o que
todos os outros reinos nasceram, incluindo Dalbreck. Morrighan era uma jóia da Komizar
ansiava, uma validação da sua própria grandeza, e uma vez que ele tinha, juntamente com os
seus recursos abundantes, o reino seria poupado.Minhas dúvidas desapareceram. Ele estava
vindo aqui primeiro.

Sven me olhou com desconfiança, como se ele pudesse ver o funcionamento interno da minha
mente. Ele colocou os papéis de lado. "O que você fez?"
Nós estivemos juntos por muitos anos. Sentei-me em uma cadeira estofada e joguei meus pés
em cima da mesa. "Eu adicionei um pedido na minha mensagem para o coronel em Fontaine."

"Um pedido?"

"Uma ordem. Eu disse-lhe para enviar suas tropas para Civica. "Sven suspirou e esfregou os
olhos. "Quantos?" "Todos eles."

"Todos eles como em todos eles ?" Eu assenti.

Sven ficou de pé, sacudindo a tabela e derramar sua cidra. "Você perdeu a cabeça? nosso
maior posto de Fontaine! Seis mil soldados! É a nossa primeira linha de defesa para nossas
fronteiras ocidentais! "

"Eu mandei a mesma mensagem para Bodeen."

Até agora Orrin e Jeb foram ambos sentando-se.

Sven sentou-se à mesa e apoiou a cabeça nas mãos.

Orrin assobiou com a notícia surpreendente.

Achei que isso era um bom momento para sair. Quaisquer outras revelações, e Sven poderia
estourar um vaso sanguíneo. Minhas decisões foram tomadas e não havia mudá-las agora.

"Nem uma palavra a ninguém", eu disse. "Esta não é uma resposta para todos os seus
problemas. Eles precisam manter-se sério em seus esforços. "Eu andei em direção à porta.

"Agora, onde você está indo?", Perguntou Sven.

"As primeiras coisas primeiro", eu disse. Tanto quanto eu odiava admitir, Kaden seria uma
parte crítica do plano para salvar Morrighan. "Eu prometi para fazer um pouco de paz."

***

Eu verifiquei o seu quarto. Quando ele não estava lá, eu segui o meu próximo palpite, e eu
estava certo. Avistei ele, uma mão pressionada contra a parede, preparada no topo das
escadas que levavam ao nível mais baixo da citadelle- onde os prisioneiros eram mantidos.

Ele olhou para a escada escura tão consumido por seus pensamentos que ele não me via no
final da passagem.

Ele é Morrighese , pensei, assim como Lia tinha reivindicado.

Ele nasceu a partir de uma linha de nobreza que percorreu todo o caminho de volta para Piers,
um dos mais ferozes guerreiros de Morrighan lore. A Santo Guardian, Sven havia chamado. Ele
me deu uma breve lição de história na noite anterior, quando notou minha surpresa ao
parentesco de Kaden. Uma estátua de um Piers poderosos musculosos dominado a entrada
para Piers Camp.

Kaden não parecia poderosa agora. Ele parecia batido.


Mas na última noite eu engoli, lembrando como eles olharam juntos quando eu fui para
verificar Lia durante a noite. Eu já tinha visto a sua mão que descansa em sua cama e sua mão
se curvou sobre a dele. Ambos estavam dormindo, tranquila. Saí da sala em silêncio para que
não me ver. Talvez isso foi o que me deu a coragem de dizer a verdade. Eu sabia que ela não o
amava no mesmo do jeito que ela me fez. Eu já tinha visto seus olhos quando me viu pela
primeira vez no arsenal, e, em seguida, a dor quando eu disse a ela sobre o meu noivado, mas
ela se preocupava com Kaden também. Eles compartilharam algo que ela e eu didnt-asraízes
de um reino e seu amor pelo outro.

Ele ainda não tinha me notado. Em vez disso, ele olhou para a escuridão e sua mão
distraidamente os dedos o punhal com bainha ao seu lado, como se uma cena se desenrolava
em sua cabeça. Eu poderia imaginar o que era.

Eu engoli meu orgulho e se aproximou dele. Eu tinha dito Lia Eu já tinha feito as pazes com
ele. Agora eu realmente tinha que fazer isso.

CAPÍTULO SETENTA

KADEN

Eu não ouvi-lo chegando até que ele estava em cima de mim. Eu me assustei e se virou. "O que
você quer?", Perguntei. "Eu estou aqui para falar sobre-"

Girei, pegando-o na mandíbula, e ele voou para trás e caiu, a espada dobraram em sua
clattering lado no chão de pedra.

Ele lentamente se levantou, sua expressão lívido, e ele limpou o canto da boca, o sangue
manchando as pontas dos dedos. "Que diabos é o problema com você?"

"Apenas antecipando um tiro de você. Eu me lembro que a última vez que sorrateiramente em
cima de mim querendo falar, você me deu um soco, então me bateu contra a parede quartel,
acusando-me de todos os tipos de coisas delirantes ".

"Trata-se de um ataque preventivo ou um retorno?"

Dei de ombros. "Talvez ambos. O que você está se esgueirando para este tempo? "

Ele me estudou, com o peito arfando, raiva faíscas em seus olhos. Eu sabia que ele queria
tomar um balanço, mas de alguma forma ele conseguiu manter suas mãos em seus lados."Um,
eu não estava esgueirando", ele finalmente disse: "E dois, a razão que eu vim era obrigado por
ficar ao lado de Lia."

Graças a mim? "Então, você pode levá-la de volta para Dalbreck agora?"

A raiva drenado de seu rosto. "Lia nunca mais vai voltar para Dalbreck comigo."

Eu estava desconfiado da reviravolta repentina em seu comportamento quase tanto como a


sua declaração. "Estou prometida a outro", explicou.

I bufou incrédulo.
"É verdade", disse ele. "A notícia foi anunciada em todo Dalbreck. Lia nunca será indo para lá.
"Foi a última notícia que eu esperava ouvir. Ele estava seguindo em frente? "Então por que
você está aqui?"

Seus lábios se curvaram de uma forma estranha. Ele não se parecia com o agricultor arrogante
ou emissário, ou mesmo o príncipe que eu tinha conhecido.

"Estou aqui pelas mesmas razões que você é. A mesma razão Lia é. Porque queremos salvar os
reinos que são importantes para nós. "

"Todos eles são importantes para Lia."

Sua expressão escureceu. "Eu sei."

"E isso dói-lo."

"Todos nós já tivemos de fazer duras escolhas-e sacrifícios. Eu reconheço o que você fez nos
ajudar a escapar de Venda. Me desculpe, eu não disse isso antes. "

As palavras saíram duras e praticado, mas ainda eram um pedido de desculpas que eu nunca
esperava ouvir. Eu balancei a cabeça, perguntando se ele ainda estava indo para tomar uma
rachadura em mim. Não tinha havido tempo em que nós nos encontramos na casa de
campo. Encontrar Lia, Pauline, e Gwyneth tinha sido tudo o que importava.

Estendi a mão com cautela, oferecendo minha mão. "Parabéns pela noivado."

Ele tomou-a com o mesmo cuidado. "Obrigado", ele respondeu.

Nossas mãos retornou ao nosso lado nos mesmos movimentos medidos. Ele continuou a me
olho como se não houvesse mais ele queria dizer. Eu tinha ouvido o entrar na noite passada e
vi quando ele calmamente deixou o quarto. Para alguém prometida a outro, ele não escondeu
bem seus sentimentos.

"Vejo você na praça", ele finalmente disse. "O que ela enfrenta hoje lá será mais difícil para ela
do que os traidores ela enfrentou ontem à noite. Ela não vai ser voltado para aqueles que ela
precisa para lançar na prisão, mas aqueles que ela precisa para reunir. Ela vai precisar de nós
dois lá. "

Ele começou a sair, em seguida, olhou para a escada escura e volta para mim. "Não faça isso",
disse ele, sua mina reunião olhar. "O tempo virá, mas não agora. Não dessa forma. Você é
melhor do que ele. "

E então ele se afastou.

***

Deixei minhas armas com o guarda antes de entrar na célula. olhos do meu pai bloqueado para
o meu, e imediatamente tudo o que vi neles era cálculo novamente. Ele nunca terminou.

"Filho", disse ele.


Eu sorri. "Você realmente acha que vai funcionar?"

"Eu cometi um erro terrível. Mas um homem pode mudar. Dos meus filhos, eu te amei mais,
porque eu amava sua mãe. Cataryn- "

"Pare!" Eu pedi. "Você não jogue pessoas que você ama fora como lixo. Você não enterrá-los
em covas sem identificação! Eu não quero ouvir o nome dela em seus lábios. Você nunca amei
qualquer coisa em sua vida ".

"E o que você ama, Kaden? Lia? Como longe que você vai chegar? "" Você não sabe nada. "

"Eu sei que o sangue é mais grosso e mais duradouro do que um fugaz affair-"

"É tudo o que ele estava com a minha mãe? O que você afirma ter amado tanto? Um caso
fugaz? "Suas sobrancelhas se juntaram, melancólica, simpático. "Kaden, você é
meu filho. Juntos, pode-" "Eu vou fazer um trato, Pai. "

Seus olhos brilharam.

"Você vendeu a minha vida por um único cobre. Vou deixar que você comprar o seu de volta
agora para o mesmo. Dê-me um de cobre. É pouco o suficiente para perguntar. "

Ele olhou para mim, perplexo. "Dê-lhe uma moeda de cobre? Agora?"

Eu estendi minha mão, esperando.

"Eu não tenho uma moeda de cobre!"

Retirei minha mão e deu de ombros. "Então você vai perder a sua vida, assim como eu perdi o
meu."

Virei-me para sair, mas parou para lhe dizer uma última coisa. "Desde que você plotado com a
Komizar, você vai morrer por sua justiça também. E só assim você sabe, ele gosta aqueles que
enfrentam a execução de sofrer primeiro. Você irá."

Saí e ouvi-lo me chamando, liberalmente usando o filho em seus apelos, e eu sabia que se eu
não tivesse deixado minhas facas para trás, ele teria sido morto já, e que teria sido muito fácil
um fim para ele.

CAPÍTULO setenta e um

"Sente-se," eu pedi."Onde?"

"O chão. E não se mover. Eu quero falar com ela sozinha pela primeira vez. "

Olhei para os soldados que tinham me acompanharam. "Se ele se move tanto como um dedo
do pé, você está a cortá-lo." Eles sorriu e acenou.

***

Eu andei através aposentos dos meus pais e abriu a porta para a sua câmara de quarto.
Minha mãe estava em uma pilha desgrenhada ao pé da cama, parecendo boneca de pano de
uma criança que tinha sido esvaziada do seu recheio. Meu pai estava no centro, pálido e
imóvel.Sua mão repousava sobre as cobertas que o engolidos, como se ela atacou-o a esta
terra.Ninguém, nem mesmo a morte, se esgueirar-se por ela. Ela já havia perdido seu filho
mais velho, seus outros filhos estavam faltando e em grave perigo, e seu marido tinha sido
envenenado. Como ela tinha conseguido reunir a força para ficar comigo ontem eu não tinha
certeza. Ela tinha desenhado a partir de um poço que parecia vazio agora. Não há sempre mais
para levar , pensei.Às vezes, tanto podem ser tomados para que o que resta não importa.

Ela sentou-se quando ouviu meus passos e seu longo cabelo preto caiu em desordem sobre os
ombros. Seu rosto era magro, os olhos veios de lágrimas e fadiga.

"Foi você quem arrancou a última página do livro," eu disse. "Eu pensei que era alguém que
me odiavam muito, e então eu percebi que era justamente o oposto. Foi alguém que me
amava muito ".

"Eu não queria isso para você", disse ela. "Eu fiz tudo que podia para detê-lo."

Atravessei a sala, e quando me sentei ao lado dela, ela puxou-me em seus braços. Ela me
segurou com força, um soluço tranquila levantando seu peito. Eu tinha mais lágrimas, mas
meus braços fechados em torno dela, segurando-a em todas as maneiras que eu tinha
necessários para nos últimos meses. Ela disse meu nome uma e outra vez. Jezelia. Meu Jezelia.

Eu finalmente puxado para trás. "Você tentou manter o dom de mim", eu disse, ainda sentindo
a dor. "Você fez tudo que podia para me guiar para longe dele."

Ela assentiu com a cabeça.

"Eu preciso entender", eu sussurrei."Diga-me." E ela fez.

Ela estava fraca. Ela foi quebrado. Mas sua voz ficou mais forte enquanto falava, como se ela
tivesse contado essa história em sua própria mente uma centena de vezes. Talvez ela tinha. Ela
me contou sobre uma jovem mãe e seu filho, uma história que eu só tinha visto do meu ponto
de vista.

Seu conto tinha costuras eu não tinha visto; foi colorida com tecido em tons Eu nunca tinha
usado; ele tinha escondido bolsos pesados com preocupação; era uma história que não
detinha apenas meus medos, mas a dela também, os fios de la puxando mais apertado a cada
dia.

Quando ela chegou em Morrighan, ela tinha dezoito anos, e tudo sobre esta nova terra era
estranho para ela, o vestuário, a comida, as pessoas-incluindo o homem que viria a ser seu
marido. Ela estava tão cheia de medo que ela não poderia mesmo encontrar o seu olhar a
primeira vez que o conheci. Ele tinha todos demitido do quarto, e uma vez que eles estavam
sozinhos, ele estendeu a mão e levantou o queixo e disse que ela tinha os olhos mais bonitos
que já tinha visto. Então, ele sorriu e prometeu-lhe que seria tudo bem, que eles poderiam
tomar o seu tempo para conhecer uns aos outros, e, em seguida, ele adiou o casamento por
tanto tempo quanto ele podia, e ele a cortejou.
Foi apenas por alguns meses, mas dia após dia, ele ganhou sua sobre-e ela o conquistou
também. Não era exatamente o ama ainda, mas eles estavam apaixonados. No momento em
que eles se casaram, ela não estava mais olhando para o chão, mas felizmente encontrar os
olhos detodos, incluindo os olhares severos do gabinete.

Embora a sede do First Daughter no armário tinha sido cerimonial durante séculos, quando ela
disse ao marido que queria ser mais ativo em seu papel na corte, ele calorosamente saudado
ela.Ela era conhecida por ser forte no presente, sentindo perigos e loucura. No início, o rei
considerava tudo o que ela disse. Ele procurou o conselho dela, mas ela sentiu um
ressentimento crescente entre o gabinete de atenções do rei, na sua jovem esposa, e ela foi
lentamente, mas diplomaticamente, posta de lado.

E então os bebês veio. Primeiro Walther, que era o deleite do tribunal, em seguida, Regan e
Bryn, que acrescentou à sua felicidade. Eles foram autorizados toda a liberdade, que era novo
para ela. Ela veio de uma família de meninas, onde as escolhas foram limitados. Aqui ela viu
seus rapazes cultivado e incentivado a encontrar suas próprias forças, não apenas por ela e o
rei, mas por toda a corte.

Então ela ficou grávida novamente. Foram o suficiente herdeiros e peças, e agora todo mundo
esperava com expectativa para uma menina, uma nova geração para continuar a tradição de
Primeira filha. Ela sabia que eu ia ser uma menina antes de eu nascer. Ele a encheu de
incomensurável alegria, até que ela ouviu um estrondo, um grunhido, a fome de um animal,
andando nos cantos da sua mente. Sua miséria cresceu a cada dia, assim como o baque de
passos do animal. Ela temia que ele me perseguia, que de alguma forma sabia que eu era uma
ameaça, e ela sentiu fortemente que esta era por causa do presente. Ela me viu sendo rasgado
longe da minha família, de tudo o que eu sabia e arrastou através de uma paisagem
inimaginável. Ela perseguiu-me, mas seus passos não foram tão rápido como a besta que me
havia arrancado de seus braços.

"Eu jurei que não iria deixar isso acontecer. Eu falei com você, como você cresceu na minha
barriga e fez uma promessa diária que eu de alguma forma mantê-lo seguro. E em seguida, no
dia em que nasceu, no meio dos meus medos e promessas para você, eu ouvi um sussurro,
uma voz suave e gentil tão clara quanto a minha. A promessa é grande, para o chamado
Jezelia. Pensei que foi a minha resposta, e quando eu olhei para seu rosto doce, o nome Jezelia
caberá melhor acima de todos os outros do reino tinha colocado em seus ombros
minúsculos. Eu pensei que o nome era um presságio, a resposta que eu estava esperando. Seu
pai protestou na quebra de protocolo, mas eu não iria recuar.

"Depois disso, parecia que eu tinha tomado a decisão certa. A partir do momento que você era
uma criança, você era forte. Você teve um grito vigoroso que poderia acordar todos
Civica.Tudo sobre você foi vibrante. Você squalled mais alto, jogou mais duro, fome mais, e
prosperou. Eu te dei as mesmas liberdades que seus irmãos, e você correu livremente com
eles. Eu estava mais feliz do que eu já tinha sido. Quando a sua educação formal começou, o
Royal Scholar tentou adaptar suas aulas para nutrir o dom. Proibi-lo, apesar de seus
protestos.Quando ele finalmente me confrontou, pedindo por uma razão, eu lhe disse as
circunstâncias do seu nascimento e meu medo de que o dom lhe traria danos. I insistiu que ele
se concentrar em seus outros pontos fortes. Ele concordou relutantemente. Então, quando
você erade doze "

"Foi aí que tudo mudou."

"Eu estava com medo e teve que contar com a ajuda da Real Scholar que-"

"Mas o Real Scholar é exatamente o que você precisava para ter medo! Ele tentou me
matar. Ele enviou um caçador de recompensas para cortar minha garganta, e ele é enviado
secretamente incontáveis estudiosos para Venda conceber formas de os matar a todos nós. Ele
conspirou com eles. No entanto, você pode ter confiado nele uma vez, ele se virou em você. E
eu."

"Não, Lia", disse ela, sacudindo a cabeça. "De uma coisa eu tenho certeza. Ele nunca te
traiu.Ele foi um dos doze sacerdotes que você levantou antes dos deuses na abadia e
prometeu a sua proteção ".

"As pessoas mudam, Mãe-"

"Ele não. Ele nunca quebrou sua promessa. Eu entendo a sua desconfiança. Eu vivi com ele
desde que você era doze anos de idade. Fez-me conspirar com ele ainda mais. "

"O que aconteceu quando eu tinha doze anos?"

Ela me disse que o Real Scholar a chamou em seu escritório. Ele tinha algo que ele pensou que
ela deve ver. Ele disse que era um livro muito antigo que tinha sido tirado um soldado Vendan
mortos. Como todos os artefatos, que tinha sido entregue ao Arquivo Real e da Real Scholar
tinha a traduzir-lo. O que ele lê-lo perturbado, e ele consultou com o chanceler sobre ele. O
chanceler tinha inicialmente parecia perturbado demais. Ele lê-lo várias vezes, mas, em
seguida, declarou que bárbaro jibberish, jogou-o no fogo, e saiu. Não era incomum para o
Chancellor para encomendar textos bárbaros destruíram. A maioria não fazia sentido, mesmo
quando traduzido, e este não foi diferente, exceto por uma coisa chave que tinha chamado a
atenção do Royal Scholar. Ele recuperou-lo do fogo. Ele foi danificado, mas não destruídos.

"Eu sabia que quando ele me entregou o livro junto com a tradução que algo estava muito
errado. Eu me senti enjoada quando comecei a ler. Eu ouvi os passos pesados de um animal,
mais uma vez, mas pelo tempo que cheguei à última

versos, eu estava tremendo de raiva. "

"Quando você lê que a minha vida seria sacrificada."

Ela assentiu com a cabeça. "Eu arranquei a última página e jogou o livro no Royal Scholar.Eu
disse a ele para destruí-lo, assim como o chanceler havia ordenado, e eu corri do sentimento
sala como se tivesse sido traído no mais perverso de maneiras-enganado pelo próprio
presente que eu tinha confiado. "

"Venda não enganar você, mãe. O universo cantou o nome dela. Ela simplesmente cantou-lo
de volta, e você ouviu. Você mesmo disse que o nome parecia certo. Tinha que ser
alguém. Porque não eu?"
"Porque você é minha filha. Eu sacrificaria minha própria vida, mas nunca o seu. "

Abaixei-me e apertou a mão dela. "Mãe, eu escolhi para fazer as palavras verdadeiras.Você
tinha que ter sentido em seu coração também. Você me deu uma bênção especial sobre o dia
em que saí. Você pediu aos deuses que me cinge de força ".

Ela olhou para a minha mão enfaixada no meu colo e sacudiu a cabeça. "Mas this-" Eu vi todos
os medos que tinha abrigado por anos cristalizados em seus olhos.

"Por que você nunca compartilhar isso com o Pai?" Seus olhos brilhavam com lágrimas
novamente.

"Você não confia nele?"

"Eu não podia confiar nele para não falar com ninguém. Uma cunha tinha crescido entre nós,
tanto quanto o armário estava preocupado. Tinha-se tornado um assunto controverso entre
nós. Ele parecia como casada com eles como ele foi para mim. Talvez até mais. The Scholar e
eu ambos concordaram que era arriscado demais para dizer-lhe porque parecia traído por sua
própria pode significar alguém em uma posição de poder ".

"E isso é quando você conspirou com o Real Scholar me mandar embora."

Ela suspirou, balançando a cabeça. "Nós estávamos tão perto. No dia do seu casamento, eu
pensei que você iria em breve ser ido de Morrighan, e se realmente havia alguém aqui que
procuravam prejudicá-lo, você estaria longe deles também. Dalbreck era um reino poderoso
que poderia mantê-lo seguro. Mas, então, como eu admirava seu kavah juntamente com todos
os outros, eu me lembrei do verso, aquele marcado com garra e videira. Eu sempre tinha
pensado que significou um tipo diferente demark-as cicatrizes feitas por um animal ou chicote,
mas há entre todos a heráldica e intrincados desenhos em suas costas, em uma pequena
parte, em seu ombro, lá estava ele, uma garra Dalbreck e uma videira Morrighese. Foi apenas
um kavah inocente, eu tentei dizer a mim mesmo, apenas uma coincidência.Seria lavar em
questão de dias. Eu queria acreditar que não significava nada. "

"Mas você teve o sacerdote oferecer a oração em sua língua nativa. Apenas no caso de."

Ela assentiu com a cabeça, cansaço alinhando seu rosto. "Eu queria acreditar que o meu plano
ainda iria funcionar, mas realmente, eu não sabia o que iria acontecer. Eu só podia rezar para
os deuses para cingir-lo com força, mas quando o rei Jaxon colocou você em sua cama, e eu vi
o que eles tinham feito a você "

Seus olhos bem fechados.

Segurei-a, consolando-a como ela tinha me confortado tantas vezes. "Eu ainda estou aqui,
Mãe," eu sussurrei. "Algumas marcas não são nada. Eu tenho muitos arrependimentos, mas
sendo chamado Jezelia não é um deles.

Nem deve ser seu. "

Meu pai se moveu, e ambas as nossas atenções tiro para ele. Ela mudou-se para o seu lado, o
braço segurando a cabeça. "Branson?" Eu ouvi a esperança em sua voz.
passeios incoerentes eram tudo o que ele ofereceu de volta. Ainda havia nenhuma
mudança. Vi seus ombros caem.

"Nós vamos falar mais tarde", eu disse.

Ela balançou a cabeça, distraído. "Eu queria estar com ele. O médico proibiu-o, dizendo que
minha presença somente agitado ele. "Ela olhou para mim, os olhos afiados, feroz como ela
tinha sido uma vez. "Vou ver a physican executado por isso, Jezelia. Vou ver todos eles mortos.
"

Eu balancei a cabeça, e ela se virou para ele, seus lábios pastando testa enquanto ela
sussurrou para um homem que não podia ouvi-la, que talvez nunca ouvi-la novamente. Eu
tinha vergonha que eu já tinha o chamou de um sapo.

Demorei-me, olhando-los juntos, sentindo-se atordoado, observando a preocupação


desesperada em seus olhos, e lembrando como meu pai tinha chamado para ela, meu
Regheena , a ternura em sua voz, mesmo quando ele estava delirando. Eles se amavam, e eu
me perguntava como eu não tinha visto isso antes.

***

Eu olhei para baixo no Royal Scholar ainda sentado no chão de pedra. Ele estava lá esperando
por uma hora. "Vejo que ainda tem todos os seus dedos dos pés", eu disse.

Ele esticou uma perna e fez uma careta, esfregando sua coxa. "Você e seus comparsas foram
convincentes. Parto do princípio de que posso passar agora? "

"Eu sempre detestou você", eu disse, olhando para ele. "Eu continuo a fazer."
"Compreensível. Eu não sou um sujeito tão simpático. "

"E você me odeia também."

Ele balançou a cabeça, seus olhos negros olhando assumidamente no meu. "Nunca. Você
exasperado, irritado, e me desafiou, mas não era nada menos do que eu esperava. Eu
empurrei você, talvez demasiado duro às vezes. Sua mãe não me deixava discutir o presente
com você, então eu fiz o que ela pediu. Tentei torná-lo forte de outras maneiras ".

Agarrei-me ao meu ódio, cuidando-o como um hábito estimado, como um prego eu tinha
mastigado até o sabugo. I não foi feito. Eu queria mais, mas eu já sentia uma verdade sob seus
enganos.

"Levante-se," eu pedi, tentando fazer com que cada uma das minhas palavras sting. "Nós
vamos falar em seu ex- escritório. Minha mãe está descansando. "

Ele lutou para ficar de pé, com as pernas duras, e eu apontou para um guarda para ajudá-lo.

Ele ajustou suas vestes, alisando as rugas, tentando recuperar sua dignidade, e me
encarou.Esperando. "Minha mãe parece pensar que você pode explicar tudo. Eu duvido disso.
"Eu coloquei minha mão sobre a minha adaga enquanto
ameaça. "Suas mentiras terá que ser muito bom para me convencer." "Então, talvez, minhas
verdades seria melhor."

***

Vi, mais uma vez, o Royal Scholar Eu sempre soube, o único que poderia rosnar e cuspir à
menor provocação. Seus ouvidos inflamado vermelho quando o acusei de envio de estudiosos
para Venda. "Nunca!", Gritou. Quando eu disse a ele sobre seu trabalho sujo nas cavernas lá,
ele se levantou e começou a andar de seu escritório, chamando os nomes dos
estudiosos.Confirmei com um aceno de cabeça após cada um. Ele virou o rosto para
mim. Agora não era só raiva que vi em seu rosto, mas esfaquear traição, como se cada
estudioso tinha pessoalmente eviscerado-lo com uma faca.

"Não Argyris também?" "Sim", eu disse. "Ele também."

Sua raiva cedeu para dentro, e ele vacilou, com o queixo tremendo brevemente. Ouvi palavras
de minha mãe de novo. De uma coisa eu tenho certeza. Ele nunca te traiu. Se este era um ato,
ele foi muito convincente. Aparentemente Argyris era o menor sopro. Ele se sentou em sua
cadeira, os dedos tocando a mesa. "Argyris foi um dos meus estrela alunos. Nós estivemos
juntos por anos. Anos. "Ele se inclinou para trás em sua cadeira, seus lábios esticada ao redor
dos dentes. "O chanceler afirmou que eu continuava a perder meus estudiosos de chumbo,
porque eu estava difícil. Todos eles deixaram com pouca atenção para Sacristas remotos em
Morrighan. Então eles disseram. Fui ver Argyris um mês depois que ele deixou, mas o Sacrista
disse que tinha ficado apenas alguns dias e, em seguida, seguiu em frente. Eles não sabiam
onde ele tinha ido. "

Se ele estava com raiva quando eu disse a ele sobre os estudiosos, ele ficou furioso quando eu
perguntei a ele sobre o caçador de recompensas enviado para cortar minha garganta. Ele
beliscou a ponte de seu nariz e sacudiu a cabeça, resmungando estupidez sob sua respiração.

"Eu era descuidado", ele finalmente disse. "Quando descobri os livros em falta e sua nota no
seu lugar, eu fui sobre a olhar para eles." A única sobrancelha subiu e ele me lançou um olhar
aguçado."Você disse que você recolocados na prateleira-los no seu devido lugar. Eu pensei que
eles estariam nos arquivos. "Ele disse que o chanceler encontrou ele e seus assistentes
rasgando as prateleiras à parte e perguntou o que eles estavam procurando. Um assistente
saltou com uma resposta antes do Real Scholar pudesse dizer qualquer coisa. "O chanceler
ficou furioso e procurou através de algumas prateleiras se antes saiu da sala gritando para
mim para queimar o livro se eu achei que era como eu tinha sido ordenado a fazer em
primeiro lugar. Depois de cinco anos, eu achei estranho que ele ainda se lembrava do texto, já
que ele havia declarado que jibberish bárbaro. "Comecei perguntando sobre ele nesse
ponto. Eu até procurou seu escritório, mas deu em nada. "

Isso não me surpreende. Meus resultados foram os mesmos. The Royal Scholar se inclinou
para frente, a raiva drenar de seu rosto. "Eu era exigido por lei para assinar o mandado único
para sua prisão e oferecer uma recompensa para o seu retorno. Foi postado na praça da
aldeia, mas que garante não incluem assassinato. Eu nunca enviou um caçador de
recompensas para matá-lo, nem o seu pai. Ele só enviou rastreadores para encontrar e
recuperar você ".

Eu estava de pé, andando pela sala. Eu não queria acreditar nele. Girei para encará-lo
novamente. "Por que você sempre esconder a Song of Venda de distância, em primeiro
lugar? A minha mãe disse-lhe para destruí-lo também. "

"Eu sou um estudioso, Jezelia. Eu não destruir livros, não importa o que eles contêm. Tais
textos antigos são uma raridade, e isso parecia ser um dos mais antigos que eu já tinha
encontrado. Eu só recentemente colocou os Testamentos dos Gaudrel na gaveta ao lado do
texto Vendan em que achei que era um esconderijo seguro. Eu estava ansioso para traduzi-lo
".

Vi a energia em seus olhos quando ele falou dos textos antigos. "Eu traduzido a maior parte do
texto Gaudrel", eu disse.

Sua atenção estava voltada, e eu disse a ele sobre a história continha, cautelosamente
avaliando a reação dele. "Então Gaudrel e Venda eram irmãs", ele repetiu como se estivesse
tentando comer um pedaço de carne dura, mastigando palavras que ele não conseguia
engolir. "E Morrighan o neto de Gaudrel? Todos uma família. "Ele

esfregou sua garganta como se estivesse tentando convencer as palavras para baixo. "E Jafir de
Aldrid um limpador." "Você não acredita em mim?"

Sua testa franzida. "Infelizmente, eu acho que eu faço."

Ele foi para o departamento eu tinha tomado o texto, e eu observava com surpresa quando ele
abriu uma gaveta com um fundo falso.

Você tem segredos. Eu sabia que naquele dia, mas uma vez que eu tinha encontrado um
segredo, eu não tinha procurou mais. "Assim como muitos segredos que você tem, o Royal
Scholar?"

"Temo que esta é a última das minhas surpresas." Ele colocou um grosso maço sobre a
mesa. "O que é isso?", Perguntei.

Abriu-a e espalhar-se vários documentos. "Letters", disse ele. "Eles foram encontrados
décadas atrás pela última Real Scholar, mas contrariada certas facetas do texto Morrighese
Santo. Como eu, ele não destruiu textos raros, mas eles eram uma anomalia que não entendo.
"

"Então eles estavam escondidos porque contou uma história diferente."

Ele assentiu. "Estas apoiar o que você acabou de me dizer. Parece que o pai reverenciado do
nosso povo, Jafir de Aldrid, era um limpador que não sabia ler nem escrever, quando
Morrighan conheci. Depois que eles chegaram aqui, ele praticou suas habilidades de leitura e
escrita por meio de cartas. Eu traduzi cerca de metade deles. "Ele empurrou a pilha para
mim."Estas são suas cartas de amor para ela."
Cartas de amor? "Eu acho que você cometeu um erro. Eles não poderiam ser cartas de
amor. De acordo com Gaudrel, Morrighan foi roubado pelo ladrão Harik e vendido para um
saco de grãos para Aldrid ".

"Sim. As cartas confirmam isso. Mas de alguma forma ... "Ele folheou as páginas e ler de uma
que tinha sido traduzido. " Eu sou seu, Morrighan, para sempre seu ... e quando a última
estrela do universo pisca em silêncio, eu ainda será seu. " Ele olhou para mim. "Isso soa como
uma carta de amor para mim."

The Royal Scholar tinha sido errado. Ele tinha uma surpresa para mim, e parecia que a história
real de Morrighan sempre manter alguns segredos.

CAPÍTULO SETENTA E DOIS

A praça estava cheia. Eles tinham vindo para ver Princesa Arabella enforcado. Em vez disso eu
tive que dizer a eles que eu estaria levando-os na luta de suas vidas. Eu estava na sacada
pórtico, minha mãe de pé sobre um lado de mim, o Scholar Real por outro, Rafe e Kaden de
cada lado deles. O que restou do gabinete estava atrás de nós.

Abaixo, uma fileira de senhores remexendo, desbaratou que o conclave foi a convocação com
a cidadania, foi conferida assentos na frente da praça. Logo atrás dos senhores, Berdi,
Gwyneth, e Pauline ficaram lado a lado, olhando para mim, seus olhares assegurou-me dando
força. Sven, Jeb, Tavish, e Orrin, juntamente com pelotões de soldados, estavam posicionados
no perímetro, observando a multidão.

Houve confusão, um murmúrio ondulando pela praça quando minha mãe se adiantou para
falar. Disse-lhes o rei estava doente depois de ter sido envenenado por traidores, os mesmos
traidores que tinha enviado seu filho e sua empresa em uma emboscada, em seguida, ela
chamou os traidores. À menção do Vice-regente, um caiu silêncio chocado, como se ele estava
na forca e seu pescoço tinha apenas estalou no final de uma corda. Do gabinete, ele era um
dos favoritos entre as pessoas, tornando-se mais difícil para eles entender. Ela disse-lhes a
trama tinha sido descoberto por causa da lealdade de Princesa Arabella paraMorrighan,
não traição e que agora era hora para eles para me ouvir.

Dei um passo para a frente e disse-lhes da ameaça vindo em nossa direção, que eu tinha
testemunhado com meus próprios olhos, uma grandeza terrível e não ao contrário a
devastação descrito no Texto Sagrado. "O Komizar de Venda acumulou um exército e armas
que poderia limpar toda a memória de Morrighan deste mundo."

Senhor Gowan aumentou, com as mãos bolas apertadas em seus lados. "Batido por uma nação
bárbara? Morrighan é um reino forte. Temos ficou por séculos o reino mais antigo e mais
duradoura no continente. Somos demasiado grande para cair! "Vários senhores retumbou
acordo, revirando os olhos para a princesa ingênua. A multidão se moveu em seus pés.

"Somos maiores do que os antigos, Senhor Gowan?", Perguntei. "Será que eles não cair? É a
evidência não todos ao nosso redor? Olhe para os templos caídos que formam nossas
fundações, o magnífico caiu pontes, as cidades maravilhosas. Os antigos voaram entre as
estrelas! Eles sussurrou, e suas vozes cresceu sobre cumes! Eles estavam com raiva, eo chão
tremia de medo! Sua grandeza era incomparável. "Eu olhei

os outros senhores. "E ainda assim eles e seu mundo se foi. Ninguém é demasiado grande para
cair. "Senhor Gowan manteve-se firme. "Você se esquece de que somos o remanescente
escolhido."

Outro senhor chamou. "Sim! Os filhos de Morrighan! O texto sagrado diz que temos favor
especial. "Fiquei olhando, sem saber se devo dizer-lhes, lembrando descrença de Pauline, com
medo que eu iria empurrá-los demais

longe. O ar quente agitada, circulando. Eles esperaram, respirações realizada, cabeças girando,
como se sentiu isso também. Dihara sussurrou em meu ouvido.As verdades do mundo deseja
ser conhecido.

Olhei para Pauline, a luta em seus olhos, a filha mais verdadeira de Morrighan. Ela levantou
dois dedos aos lábios e assentiu.

The Royal Scholar acrescentou seu aceno para o dela.

Diga-lhes. A voz de Venda estendeu a mão para mim através dos séculos, ainda um passo à
frente, incapaz de descansar. Ela era parente de sangue para este reino, tanto quanto o reino
com o seu nome.

Só uma coisa era certa no meu coração. Por muito tempo, há muito tempo, três mulheres que
se amavam tinha sido dilacerada. Três mulheres que haviam sido família.

Diga-lhes uma história, Jezelia.

E eu fiz.

***

"Reunir perto, irmãs do meu coração, Irmãos da minha alma, família da minha carne,

E eu vou lhe contar a história das irmãs, uma família, e uma tribo, parente de sangue de outra
espécie, costurados pela devastação, e lealdade. "

Eu disse a eles de Gaudrel, um dos antigos originais, uma mulher que levou um pequeno grupo
de sobreviventes através de um mundo desolado, confiando a conhecer dentro dela. Ela
alimentou suas histórias neto, quando não havia mais nada a oferecer, histórias para ajudar a
criança a entender um mundo cruel, e para mantê-la em silêncio quando predadores chamou
muito perto.

Eu disse a eles de siser de Gaudrel, Venda, outro sobrevivente que manteve o seu povo viva
com sua inteligência, suas palavras, e sua confiança. Depois de ser atraído para longe de sua
família, ela não seria silenciado, nem mesmo pela morte, alcançando através dos séculos para
a esperança para um povo oprimido.
E eu disse-lhes sobre Morrighan, neto do Gaudrel, uma menina roubada por um ladrão
chamado Harik, que a vendeu a um limpador para um saco de grãos. Morrighan era uma
menina corajosa e verdadeira, que liderou os catadores para um lugar de segurança. Ela
confiou a força dentro dela que foi transmitida pela Gaudrel e os antigos sobreviventes, um
saber eles se voltaram para quando não tinha mais nada, a ver sem olhos, uma audiência sem
orelhas. Morrighan não foi escolhido pelos deuses. Ela foi um dos muitos que foram poupados,
uma menina como qualquer entre nós, o que fez sua coragem ainda maior.

"Morrighan chamado em uma força antiga dentro dela para sobreviver e ajudou outros a
fazerem o mesmo. Isso é

o que devemos fazer agora. "

Meu olhar desnatado a praça, os senhores, e aqueles em pé na varanda comigo. Meus olhos se
deteve sobre Rafe e minha garganta apertada. "Nada dura para sempre", eu continuei, "e vejo
o nosso fim à vista."

Eu me inclinei para a frente, concentrando-se na linha dos senhores. "É isso mesmo, Senhor
Gowan. Visão. Eu vi a destruição e ruína. Eu vi o dragão caindo sobre nós. Eu ouvi o barulho de
osso entre as mandíbulas. Eu senti sua respiração no meu pescoço. Ele está vindo, isso eu
prometo a você.

"Se nós não preparar agora, a esperança se foi, e você vai sentir a mordida de seus dentes
como eu tenho. Vamos encolher e esperar o Komizar para nos destruir, ou vamos preparar e
sobreviver como homônimo de nosso reino fez? "

Uma pequena voz.

Preparar.

Outra, se preparar.

Um punho no ar, Gwyneth do. Prepare.

A praça inflamado na determinação comum para sobreviver.

Eu beijei dois dedos, levantando-os para os céus, um para os perdidos, e um para aqueles que
ainda virão, e chamou de volta para eles, "Nós preparamos!"

CAPÍTULO SETENTA E TRÊS

"Sua Alteza."

Rafe, Kaden, e eu estava apenas passando a fonte plaza quando o general me


interceptado. Uma dúzia de soldados, incluindo Gwyneth, Pauline, Berdi, e Jeb, chegou a um
impasse de moagem atrás de nós. O general estendeu a mão e pegou a minha mão, batendo-
lo. "Perdoe-me por minha ousadia, Princesa Arabella, mas estou aliviado que o mal-entendido
de sua traição foi esclarecido."
Olhei para ele, incerta, já sentindo isso não ia acabar bem. Lembrei-me dele apenas
vagamente, como um dos generais mais longo serviço à coroa. "Não foi um mal-entendido,
General Howland. Foi uma bem orquestrada mentira e enredo ".

Ele balançou a cabeça, seu menor ondulação lábio em um pout. "Sim, claro que era, um
complô de traidores da pior espécie, e todos nós estamos em dívida com você por expô-
los.Obrigado."

"Não graças são necessárias, Geral. Expor a traição é o dever de every- "

"Sim", ele disse rapidamente, "dever! E é isso que queremos falar com você sobre. "Generais
Perry, Marques, e três outros oficiais estava atrás dele. "Com o seu pai doente e seus irmãos
de distância, tanto caiu sobre os ombros do concurso. Eu quero que você saiba que não há
necessidade de você se preocupar-se sobre assuntos militares. Eu posso ver que você já
começou-se trabalhado ao longo deste exército bárbaro, o que é compreensível considerando
o que você passou para as mãos ".

Engoli em seco. Não, não vai bem em tudo. Rafe e Kaden mudou perigosamente em seus pés
ao meu lado, mas eu coloquei minhas mãos em ambos os lados. Espere. Eles entenderam a
mensagem.

" Trabalhou-se , General?", Perguntei. "Você já conheceu o Komizar?"

Ele riu. "Bárbaros! Eles mudam seus governantes mais frequentemente do que suas roupas de
baixo. Komizar de hoje é pirralho sarjeta esquecido de amanhã. "

Ele olhou por cima do ombro para os outros oficiais, a partilha de uma pequena risada com
eles, em seguida, virou-se para mim. Ele enfiou o queixo perto de seu peito e inclinou a
cabeça, e eu suspeitava que ele estava pronto para confiar uma grande verdade que eu tinha
esquecido. "O que estou dizendo é isso não é algo para você se preocupar com. Você não são
treinados em táticas militares ou mesmo em ameaças que avaliam, nem é um
soldado. Ninguém espera que você seja.Você está livre para retornar a suas outras
funções. Nós vamos lidar com isso. "

Eu sorri e na minha voz mais doce disse: "Bem, isso é um alívio, General, porque eu queria
tanto voltar para o meu bordado. Você se importaria de me dar tapinhas na cabeça agora e
envie-me no meu caminho? "

Seu sorriso desapareceu.

Eu me aproximei, estreitando os olhos. "Mas antes de fazer, você poderia por favor me diga
como você iria abordar o fato de que ambos os soldados ao meu lado concordar comigo sobre
a ameaça que você acha que eu tenho trabalhado até mais?"

Ele deu Rafe e Kaden um olhar superficial, então suspirou. "Ambos são homens jovens
saudáveis, e como hei-de dizer isso delicadamente ... facilmente influenciado por um rosto
bonito." Seu sorriso voltou como se tivesse acabado de me educado sobre os caminhos do
mundo.
Eu estava tão admiravam a sua opinião rasa de todos nós que por um momento eu não podia
falar. Eu olhei para a fonte atrás dele, mas Rafe e Kaden chegou antes de mim, sua raiva
borbulhando à frente do meu. Eles se adiantou em uníssono, cada um pegando-o debaixo do
braço, e arrastou-o para trás. Os outros oficiais saltou da sua maneira como eles arremessou-o
na fonte.

Rafe e Kaden virou, olhando para os outros oficiais, desafiando-os a um passo à frente para
ajudar o general. Vi sua raiva voltar-se para a satisfação quando ouviram a tosse geral e
pulverização catódica por trás deles. Minha raiva não era tão facilmente arrefeceu, e eu
marcharam até a borda fonte.

"E agora, General, eu espero que eu possa dizer isto delicadamente o suficiente para os seus
ouvidos de encargos. Apesar da minha repugnância, em vez de chamar-lhe uma, delirante,
pomposo, ignorante auto-absorvida palhaço, vou estender minha mão e sugerem fortemente
que você tomá-lo, porque eu não vou deixar seus insultos paternalista nem o meu orgulho
ficar na maneira de salvar Morrighan. Por mais que eu pode detestar a idéia, eu preciso de
qualquer especialista miserável você vai trazer para a mesa, e por isso, quando se reúnem para
planejar nossas estratégias em um tempo e lugar que devem designar, você vai estar lá pronto
para servir o seu reino. Porque, não se enganem sobre isso, estou governando Morrighan
agora como regente do meu pai, e que vai ser trabalhado ao longo de bobo pequenas coisas
como traidores e exércitos que buscam nos destruir. Voce entende?"

Seu peito era um barril lotado com raiva e água escorria de seu nariz. Eu estendi minha mão, e
ele olhou para ela, olhando para os outros oficiais, que não se atrevia a se apressam em seu
auxílio. Ele estendeu a mão e pegou a minha mão e saiu da fonte. Ele balançou a cabeça como
se cumprir a ordem e se afastou, o som de sucção de água chapinha em suas botas. Eu não
acho que a palavra bonita estava nadando em seus pensamentos mais.

Gwyneth soltou uma generosa whuf de ar. "Bem! Estou feliz que você não chamá-lo de um
palhaço. "" Ou pomposo ", acrescentou Pauline.

"Ou ignorante," Jeb entrou na conversa. "Ou um burro", disse Kaden.

"Eu não chamá-lo de um burro."

Rafe resmungou. "Você pode muito bem ter."

Agora foi resolvida. I pode ter tido a confiança das tropas, mas, pelo menos, alguns dos oficiais
eram

ainda entrincheirados em um sistema que não tinha lugar para mim. Algumas coisas passado,
mesmo depois de um levante decisiva, e eu sabia que eles estariam contando os dias até que
meu pai recuperados ou meus irmãos voltaram.

CAPÍTULO SETENTA E QUATRO

RAFE
Ficamos parados em uma longa dais de pedra que dava para o campo. Imaginei Piers definindo
a primeira pedra quando ele era apenas um reino incipiente. A plataforma estava agora oito
pedras de altura, com séculos de batalhas e vitórias por trás dele. Qualquer um que aqui
esteve comandou a atenção de todo o acampamento. Lia falou às tropas em primeiro lugar, e
então ela me apresentou. Foi o terceiro grupo que tinha abordado. Era necessário para manter
os números pequenos, especialmente neste último grupo. É realizada todos os novos recrutas
de acordo com o marechal de campo -a cem ao todo. Eu disse a este grupo de soldados que eu
havia dito aos outros. Minha presença e dos meus soldados não significava uma invasão,
apenas a um esforço para ajudar a estabilizar e preparar o seu reino. Assegurei-lhes que não
tinha outros motivos, porque com a ameaça iminente, o que beneficiou Morrighan também
beneficiou Dalbreck.

Quando terminei, Lia falou novamente, enfatizando o esforço conjunto da nossa empresa e
evocando os acenos dos generais que estavam no palanque com a gente, incluindo
oensopados de água ass cuja língua tinha secado consideravelmente desde sua dunking
ontem.

Eu assisti Lia. Observava cada movimento. Observou-a andar o estrado enquanto sua voz se
levantou, atingindo a última linha. Observava os soldados olhando para ela, sua atenção fixa
em cada palavra. Seja qual for a boa vontade que ela tinha semeado antes que ela tinha
deixado eu não sabia, mas a relação os senhores tiveram halfheartedly rendeu foi dado
livremente aqui. Os soldados ouviram, e eu vi o que eu já tinha conhecido, o que eu não queria
aceitar de volta em Venda. Ela era um líder natural.

Este era o lugar onde ela precisava estar. Soltá-la tinha sido a escolha certa, mesmo que a
decisão ainda ardia no meu intestino.

Ela falou de novo, desta vez se preparando para introduzir Kaden, e estávamos todos
preparados para o que estava por vir. Ela começou seu discurso como ela teve os outros, mas,
em seguida, houve uma notável partida-at menos para alguns de nós.

"Drazhones Vendan, le bravena ENAR kadravé, te Azione".

Jeb, Natiya, e Sven estavam atrás de nós, sussurrando uma tradução para aqueles de nós no
estrado que não sabia o idioma. Vendan irmãos, dou-lhe o seu companheiro, o assassino.Lia
levantou a mão de Kaden com suas últimas palavras, o dois deles de pé juntos como uma forte
frente unificada, em seguida, ela deu um passo para trás para que ele pudesse falar com as
tropas.

Era tanto armadilha e oportunidade. Sabíamos Vendans tinham se infiltrado na guarda


citadelle, mas precisávamos garantia de que eles não eram também entre as fileiras. O
marechal de campo e outros oficiais poderia atestar a maioria, mas recrutas mais recentes que
se diziam dos alcances mais distantes de Morrighan eram mais de uma incerteza. Lia os havia
abordado em Morrighese no início, mas depois passou línguas tão facilmente como uma
respiração. Uma dúzia de nós estavam em um lado dela. Parecia que estávamos lá para apoiar,
mas nós tinha sido cuidadosamente observando os soldados, os olhos, movimentos e
contrações musculares, as pistas que revelariam entendimento ou confusão.
Kaden continuou o endereço, e não apenas para erradicar, mas para apelar a Vendans como
ele próprio, que pode ser influenciado. Ele e Lia tinha chegado a esta estratégia juntos, porque
Vendans que trabalham com a gente poderia ser útil.

"Confiar no Siarrah, meus irmãos," Jeb interpretado calmamente. "O Meurasi deram boas-
vindas a ela, assim como os clãs das planícies e vales. Eles confiar nela. O Komizar é a única a
Siarrah luta, e não os nossos irmãos e irmãs que ainda estão em Venda. Agora é a sua chance
de avançar e lutar com a gente. Permanecer em silêncio, e você vai morrer. "

A maioria dos soldados virou-se para o outro em confusão, sem entender a mudança
repentina da língua. Mas alguns permaneceram concentrados, a sua atenção bloqueado em
Kaden.

Segunda linha, um olhar congelado. alunos do soldado foram


pontinhos. Preocupado.Compreensão. Mas ele não veio para a frente.

Outro no canto direito.

"Terceira fila, segundo da final", Pauline sussurrou.E, em seguida, na primeira linha, um passo
para a frente hesitante. Isto levou outra no meio.

Apenas quatro.

"Na fila de trás, lado esquerdo", Lia sussurrou para Kaden. "Manter a falar."

Cinco soldados Vendan foram encontrados entre as fileiras, e com as oito guardas Citadelle,
que totalizaram treze impostores-que em si já era uma façanha. Aprender a falar Morrighese
impecável poderia levar anos. As tropas foram demitidos, enquanto outros soldados
mudaram-se para deter o suspeito Vendans.

Com primeiro intervalo de Lia em três horas, a tia Bernette swooped com a medicina. Lia deu
um estampido da garrafa, círculos ainda sob os olhos. Eu a vi limpar o canto da boca, o piscar
cansado de seus olhos, o nivelamento de seus ombros enquanto ela enfrentou seu próximo -
interrogar tarefa os prisioneiros de novo, esperando que um iria escorregar com informações
ou ligar os outros como o médico da corte tinha . De repente, Terravin foi egoisticamente feroz
dentro de mim, o ar, os gostos, a cada momento, cada palavra entre nós, e eu desejava que
poderia tê-lo de novo, mesmo que apenas por algumas horas, desejei que eu realmente era o
agricultor que ela me queria a ser, um agricultor que soube crescer melões, e ela era uma
empregada taberna que nunca tinha ouvido falar de Venda.

Vi-a sair com Kaden para falar com os Vendans, e depois saí em outra direção. Nós não foram
em Terravin e nunca seria novamente. Desejos eram para os agricultores, e não reis.

CAPÍTULO SETENTA E CINCO

PAULINO

O Cronometrista estava fora de si. Ele ficou ao lado do estrado, remexendo, à espera de Lia
para terminar. Ele havia sido exonerado, mas agora ele tinha que seguir Lia em vez de ditar
para ela. O relógio de bolso e de contabilidade tornou-se inútil. Tradição e protocolo tinha sido
sempre as rodas e graxa de Morrighan. Agora Lia era.

Sua tia Bernette estava de pé ao lado dele, esperando também. Eu vi o orgulho em sua
expressão, mas também se preocupar. Ninguém tinha certeza de como navegar neste novo
Lia. Ela se moveu sobre Civica com força e efeito e sem desculpas. Não há palavras eram um
pouco para trás. Ela não tem o tempo. Tanto quanto eu podia ver, ninguém duvidava de sua -
ela tinha salvado a vida do rei e traidores expostas que tinha sido tramando direito sob
seus narizes, mas eu sabia que eles se perguntou o que tinha visto e sofreu nestes últimos
meses. Ela era uma curiosidade.

Como era I.

Eu vi os olhares e ouviu os sussurros sobre Pauline, o silêncio, atendente de manso que


sempre seguiu as regras. O que aconteceu com essa menina? Eu me perguntava. Algumas
partes dela ainda estivesse aqui, outras partes foram para sempre, e talvez outros, eu ainda
estava tentando encontrar. Não foi apenas tradição e protocolo que tinha sido quebrado, mas
também confiar.

Quando o último endereço foi terminado, fizemos o nosso caminho para baixo os passos no
final do estrado.

"Mantenha-se," Gwyneth chamado para Natiya, em seguida, aproximou-se de mim."Quando


você voltar para o Citadelle? Eu não gosto de você desligar sozinho na abadia ".

"Natiya de lá também."

Gwyneth resmungou. "E isso é suposto para me confortar? Ela é uma chaleira pronto para
explodir. "

Nós dois assisti Natiya, que ainda digitalizada as tropas dispersantes, a mão repousando sobre
o punho da espada que pendia de seu quadril. O nosso não foram os únicos olhares que ela
desenhou. Uma jovem armado com três armas-e felizes de exibir -los-se não uma visão comum
para qualquer pessoa em Civica.

"Ela está encontrando seu caminho", eu disse.

Os olhos de Gwyneth estreitaram. Nós dois sabíamos que a história de Natiya. "Acho que ela
é", ela suspirou, e voltou-se para mim, dizendo que ela estava tomando Natiya de volta para o
citadelle. "Ela precisa de uma pausa de suas maneiras assassinos." Ela lançou um último olhar
aguçado para mim. "Eu vou vê-lo lá também, com todos os seus pertences. Certo?"

"Vamos ver", eu respondi.

Uma carranca puxou no canto de sua boca, mas ela não empurrar ainda mais o assunto.Ela
caminhou até Natiya e atirou-lhe o braço por cima do ombro. "Vamos lá, você imp
sanguinário. Gwyneth vai ensinar-lhe algumas coisas novas sobre a sutileza hoje. "

I à esquerda no sentido oposto. Eu estava apenas após a estátua de Piers na entrada portão
quando ouvi alguém chamar meu nome.
"Pauline! Espere."

Virei-me para ver Mikael, e eu vim para um ponto morto, atordoado que ele teve a coragem
de se aproximar de mim.

"Eu sei que você está pensando, Pauline", disse ele, "mas eu estava apenas seguindo
ordens. Eu sou um soldado e - "

"E você já gastou todo o dinheiro da recompensa? Ou você está com medo agora, porque eu
sou parte do novo gabinete e eu podia fazer todo tipo de coisas para você se eu escolher?
"Suas pálpebras se contraíram, e eu sabia que tinha atingido a marca. "Saia da minha frente,
você rastejante parasita!"

I passou por ele, mas ele agarrou meu braço e me virou. "E o nosso bebê? Onde é- " " Nosso
bebê? Você está enganado, Mikael, "Rosnei. "Eu já lhe disse que o pai é ninguém sabe." Eu
tentei arrancar de novo, mas seus dedos se cravaram em meu pulso. "Nós dois sabemos
queI'm-"

E depois havia a rachadura de um punho em carne e ele estava voando pelo ar. Ele caiu com
um baque, deitado de costas, uma nuvem de poeira que entra em erupção em torno
dele. Kaden estava sobre ele, agarrando-o pelo colarinho e transportando-o a seus pés. raiva
Molten torceu o rosto de Kaden. "Você tem uma pergunta sobre o pai, soldado, eu sou o único
a pedir! E se você nunca colocar a mão na Pauline novamente, ele será mais do que um lábio
cortado I lhe dar. "Kaden o empurrou, e Mikael tropeçou para trás, em seguida, congelou. Ele
sabia que era Kaden, o assassino de Venda que poderia facilmente ter eviscerado-lo sem fazer
um som. Mas mais do que isso, vi outro pressuposto de se estabelecer no rosto de
Mikael. Talvez fosse verdade, talvez ele não tinha sido o único na minha vida.Sua incursão para
mim se foi. Ele limpou os lábios e virou-se, desaparecendo na moagem

soldados.

Eu vi os ombros de Kaden exigente como se ele estivesse tentando dissipar o último de sua
raiva. Ele disse a outros soldados que haviam parado na comoção para voltar sobre seus
negócios antes que ele finalmente se virou para mim. Ele tirou o cabelo de seus olhos. "Sinto
muito, Pauline. Eu vi você tentando se afastar, e eu- " Ele balançou a cabeça. "Eu sei que eu
não tinha o direito de intervir ou implicar isso-"

"Você já sabia quem ele era?"

Ele assentiu. "Lia me disse que ele ainda estava vivo, e eu colocá-lo juntos. O mesmo tom de
loiro como o bebê. Sua reação. "

A cor em seu pescoço de repente, aprofundou-se, como se tivesse acabado de perceber


suaadmissão, ele estava me observando. Seus olhos perfuraram os meus, e eu vi uma centena
de perguntas por trás deles eu não tinha visto antes. Será que eu nunca lhe perdoarei? Se ele
tivesse ido longe demais? Eu estava certo? Mas, principalmente, eu vi a bondade neles que eu
tinha visto pela primeira vez que o conheci. Silêncio e poeira motes pairava no ar entre nós.
"Sinto muito", ele finalmente disse novamente, e olhou para os dedos que estavam vermelhos
por causa do golpe de Mikael do

cara. "Eu sei que você não quer que ele apareça que um bárbaro Assassin-"

"Você andará-me de volta à abadia, Kaden?", Perguntei. "Se você tem o tempo? Apenas para
manter as aparências, caso ele ainda está assistindo? "

Ele me olhou, surpreso, talvez até com medo, mas ele balançou a cabeça, e partimos para a
abadia. Tanto de nós sabia que Mikael não estava olhando.

CAPÍTULO SETENTA E SEIS

Depois de minhas tias e Gwyneth me ajudou a tomar banho e se vestir, eu enxotou todos do
meu quarto.Por quase uma semana, eu tinha sido consumido em reuniões com generais,
oficiais e senhores, e hoje eu tinha abordado mais regimentos que tinham chegado depois de
ser chamado de volta para Civica. Eu precisava de um momento tranquilo. Eu lembrei o que
Dihara me tinha dito sobre o dom. O murado, eles passam fome-lo apenas como os antigos
faziam. ... Você está cercado pelo ruído de sua própria criação.E houve um fluxo contínuo de

ruído, mais do que apaixonada e alto.

Rafe, Kaden, e eu levou conversas privadas com os generais Howland, Marques, e Perry, o
capitão Reunaud, o marechal de campo, e Sven e Tavish. Eu pessoalmente recebidos Geral
Howland, tentando colocar o nosso começo rochoso atrás de nós. Nossa equipe de dez
reunidos mapas, feitas listas, e concebeu nossas estratégias. Kaden e eu disse a eles em
detalhes vívidos sobre as armas e números que enfrentamos, mil cento e vinte. Quando o
marechal de campo sugerem que o Komizar pode dividir suas forças para atacar em várias
frentes, Kaden garantiu-lhe que não o faria. O Komizar iria bater com sua força total em
Morrighan, impiedosamente arar seu caminho para Civica para torná-lo uma vitória rápida e
decisiva. Eu concordei. O sangue do Komizar pulsava com o poder deste exército lhe deu. Ele
não iria dividi-lo. Lembrei-me de seu rosto quando ele vimos a sua criação, a sua , o impacto de
esmagamento imensa era uma coisa de beleza para ele.

Durante as nossas reuniões, argumentos irrompeu sobre tudo, desde a época de rotas da
Komizar levaria para as melhores formas de armar os nossos soldados. Uma coisa eraclara-
se necessário muito mais, para que a chamada foi enviado também. Mais armas, mais
soldados. Os senhores foram enviados de volta a seus municípios com as mesmas ordens para
recrutas e suprimentos.

Todos Morrighan foi inscrito no esforço. De metal de todos os tipos foram trazidos para as
forjas de redirecionar em armas. Portões, portas, bules, nenhum item foi muito pequeno ou
muito importante que não pode ser usado para salvar o reino. O moinho foi aproveitado para
trabalhar em torno do relógio.Mais madeira foi necessário para construir paliçadas, alabardas,
e defesas ainda a ser imaginado. O treinamento começou, bem como, a partilha de
capacidades, porque era inegável que os soldados de Dalbreck teve um disipline refinado que
seria útil. Inicialmente, este irritou os oficiais, a perspectiva de regimento de cem soldados
treinando tropas Morrighese de Rafe, mas apagou esse argumento frio, deixando claro que o
orgulho não era para ser um obstáculo para o nosso

sobrevivência, e Rafe alisou-o, realmente estendendo a mão para o conselho deles também.

Fui pego de surpresa várias vezes quando eu vi Rafe e Kaden explicando-ou discutindo-
estratégias. Vi os dois de maneiras que eu nunca tive antes, de maneiras que não tinham nada
a ver comigo. Maneiras que eram tudo sobre suas próprias histórias e esperanças, obrigações
e metas. Eu assisti Kaden, habilmente contornando questões sobre o futuro de Venda até
mesmo como ele planejou para fortalecer Morrighan. Algumas de nossas batalhas tiveram que
ser travada mais tarde. Eles ainda o chamavam de assassino, não de uma forma depreciativa,
mas quase como um distintivo de honra que um cidadão Morrighese tinham se infiltrado
fileiras inimigas e agora voltou ao seu próprio com segredos Vendan.

Como o passar dos dias, as reuniões correram muito tempo, e as tensões estava alta, eu
percebi a maioria das explosões não eram de cerca de orgulho, tanto quanto amanhecendo
realização da luta monumental à frente de nós, que agarrou-a totalmente, incluindo o
general Howland e todo mundo procurou respostas que não eram fáceis de encontrar. Como é
que um exército de trinta mil, ainda espalhados por todo o reino, assumir um que é de cento e
vinte mil homens e armados com armas muito mais mortal? Mas continuamos tentando
encontrar uma resposta.

Quando removido mapas e desenrolou-los sobre a mesa, eu tentei ler a mente do


Komizar.Olhei para as estradas, as montanhas, os vales, e as paredes circundantes Civica. As
linhas e pontos de referência turva, e algo fraco aproveitado sob o meu esterno.

Os detalhes de nossas reuniões girou constantemente em minha mente. Era difícil bloquear o
barulho, mas eu sabia que precisava de usar outros pontos fortes, bem como, um
conhecimento de que iria ajudar a guiar-nos, porque minhas dúvidas sobre todas as nossas
estratégias foram crescendo, e cada dia torcido apertado de preocupação com os meus irmãos
e sua esquadrões.

Abri minha janela, o tremor fresco ar da noite sobre o meu rosto, e eu orava, a um deus ou
quatro, eu não tinha certeza. Havia tanta coisa que eu não sabia, mas eu sabia que não podia
suportar perder mais dois irmãos.

Não tinha havido nenhuma palavra, mas Rafe já havia me dito que haveria nenhum. Eles
teriam quer vir ou que não. Eu tive que espero e confio que a mensagem tinha chegado lá no
tempo. Traga-os para casa , eu implorei aos deuses. E então eu liguei para os meus irmãos,
assim como as palavras de Walther tinha estendeu a mão para mim. Tenha cuidado, meus
irmãos. Seja cuidadoso.

Eu olhei para fora sobre Civica, as lembranças eventide acalmando, uma canção fina ainda
agarrados ao ar. Assim será para sempre. Para sempre. Uma escura cidade, exceto para as
janelas piscando dourados que prestam atenção sobre a noite.

Paz decantação, refeições sendo preparado, chaminés esvoaçante.


Mas, então, a paz foi perturbada.

Sons arrastou até a minha espinha.

Sons que não eram do mundo fora da minha janela.

A crise de pedra.

O silvo de vapor.

Um uivo agudo.

Fervor, Jezelia, fervor.

Meu coração acelerou. Senti a respiração do Komizar no meu pescoço, o dedo traçando o
kavah no meu ombro. Eu vi seus olhos de ônix na escuridão e o sorriso por trás deles.

"Devo andar com você?" Eu pulei e girou.

Tia Cloris enfiou a cabeça no meu quarto, a sua pergunta um lembrete para não se atrasar.

Eu sorri, tentando mascarar meu alarme. Enquanto minha tia havia tolerado a falta completa
de protocolo em todos os níveis, com a graça surpreendente, eu vi os sinais de sua impaciência
de voltar. Ela queria que as coisas voltem a ser como eram antes. Eu não podia prometer isso,
mas eu poderia dar a ela esta noite.

"Eu vou estar junto", eu disse. Ela saiu tão silenciosamente como ela veio, e eu fechei a janela,
voltando à minha penteadeira. Com apenas uma mão, não haveria tranças fantasia esta noite,
não que eu nunca foi particularmente hábil em tranças, mesmo com as duas mãos. Mas eu
tinha-se tornado hábil em usar uma espada e uma faca com qualquer um.

Quando o médico verificado e rebandaged minha mão hoje, eu tenho uma boa olhada nele
pela primeira vez. A ferida em si, exceto para os três pequenos pontos em ambos os lados, era
pouco visível, mas minha mão ainda estava inchado. Parecia um azul-veado luva recheado com
salsichas gordura e se sentia tão estrangeiro e dormentes. Algo dentro tinha rachado
ou rasgada, provavelmente quando eu empurrei o parafuso solto para matar Malich.O médico
estava consternado por expansão continuada e disse que era essencial que eu mantê-la
elevada em travesseiros à noite e ele elaborou um estilingue para eu usar durante o
dia. Quando perguntei sobre a dormência, ele só disse: "Vamos ver."

Eu reservo a minha escova e olhou no meu espelho. Meu cabelo arrastou frouxamente sobre
meus ombros. No lado de fora Eu, principalmente, parecia que eu tinha antes, talvez um pouco
magro, mas no interior, nada foi o mesmo. Ele nunca mais seria a mesma.

Ele está prometida .

O pensamento veio de forma inesperada, como uma súbita rajada de vento. Uma montanha
de demandas tinha bloqueado-lo para fora, mas agora um único momento sem pressa tinha
deixá-lo de volta.
Eu pulei da minha penteadeira, ajustando o meu cinto, minha funda, embainhando a faca ao
meu lado, aprender a fazer com uma mão o que eu tinha feito sempre com dois.

***

A câmara de jantar da família foi para menores refeições mais íntimas, mas esta noite não
haveria dezesseis de nós. Eu teria apenas bebeu um pouco de caldo no meu quarto e caiu na
cama, como eu tive noites anteriores, ou comido através de nossos tarde da noite as reuniões,
mas minha mãe tinha chegado a mim mesma e sugere-se, e ela não tinha deixado seu quarto
em dias. Pensei na minha dúvida nos dias após Aster tinha morrido e como Rafe tinha me disse
que eu precisava para se reagrupar e seguir em frente. Parecia que era o que ela estava
tentando fazer agora.

Minhas tias entrou na conversa, dizendo que, no frenesi de atividade ao longo dos últimos
dias, que se conheceram todos apenas em momentos de passagem frenéticos. Eles disseram
que teve uma longa luta pela frente e uma refeição compartilhada nos daria a chance de
malha mais apertada juntos. Eu não podia discutir com isso.

Berdi e eu fomos os primeiros a chegar na sala de jantar, e quando ela me abraçou, eu tenho
um cheiro quente de pão fresco e viu uma varredura da farinha em sua bochecha. "Você
esteve na cozinha?"

Ela piscou. "Eu pode ter parado. A sua mãe perguntou, e eu estava feliz para obrigar." Eu
estava prestes a perguntar o que ela estava fazendo lá quando Gwyneth e Natiya entrou atrás
de nós. O olhar de Natiya imediatamente subiu para o teto alto e, em seguida, ela examinou
ascobertas de tapeçaria paredes. Lembrei-me da primeira vez que eu tinha jantado com
Natiya.Ela tinha encontrado a minha gula com os olhos arregalados inocência e
perguntas. Agora ela observou calmamente com os olhos de um gato nos arbustos, pronto
para pular, não muito diferente do resto de nós. Nós todos usavam armas para a mesa, que no
passado teria sido proibido pelo protocolo. Esta noite ninguém objeto, nem mesmo tia Cloris.

Nós nos estabelecemos em uma extremidade da mesa.

Minha mãe e tias, e tia de Pauline, Lady Adele, veio em seguida. O cabelo de minha mãe estava
penteado e trançado, o vestido cuidadosamente passado, eo fogo nela que tinha sido
enterrada nos últimos dias tinha aparecido novamente. Eu vi isso em seus olhos, seus ombros
nível e alta chin-os traidores não iria ganhar. Fiquei surpreso ao vê-la conversando com Berdi
como se fossem velhos amigos.

Orrin, Tavish, Jeb, e Kaden passeamos juntos, todos eles parecendo um pouco desconfortável,
mas minha mãe os cumprimentou calorosamente e dirigiu-los a lugares, e eu percebi o quão
pouco de todos eles realmente sabia todos os outros, embora tivéssemos sido aqui para
dias. Fizemos necessidade de malha juntos. A refeição compartilhada foi por mais de corpos
nutritivos. Servos começou a encher copos com cerveja e vinho. Embora minha mãe tinha
prometido manter a tarifa simples, a muscat cereja espumante foi a exceção.

"Onde é Pauline?", Perguntei Gwyneth.


Lady Adele ouviu minha pergunta e animou-se, à espera de uma resposta também. Eu sabia
que depois de seu confronto na nossa primeira noite aqui, Pauline tinha evitado ela. Foi por
isso que ela ficou na abadia com o bebê. Hoje, ela havia se mudado de volta.

"Ela teve que ir à abadia para pegar alguma coisa", respondeu Gwyneth. Claro, nós dois
sabíamos o que que algo estava. "Ela vai estar aqui em breve", acrescentou ela, mas quando
Lady Adele desviou o olhar, Gwyneth deu de ombros como se ela também era incerto o que
estava atrasando Pauline, ou se ela viria em tudo.

Sven entrou com o Capitão Azia, e fiquei surpreso ao vê-los vestidos com uniformes do
oficial.Capitão Azia corou com a bajulação das minhas tias, e eu percebi o quão jovem ele
realmente era.Ele e Sven rapidamente se envolveu em uma conversa com eles e Lady
Adele. Fiquei imaginando o que tinha acontecido com Rafe. Tomei um gole de muscat e então
ouvi seus passos. Eu sabia que eles, assim como o meu, o peso, o ritmo, a leve tilintar de sua
bainha. Ele correu e parou na porta, com o cabelo ligeiramente pelo vento, vestido com seu
blues Dalbretch também. Meu estômago apertou contra minha vontade. Ele pediu desculpas
por ser tardia-ele foi preso em conversações com alguns de seus homens. Ele cumprimentou
minha mãe com desculpas adicionais, em seguida, virou-se para mim. Ele notou minha funda.

"O médico disse que iria ajudar a reduzir o inchaço", expliquei.

Ele olhou para o estilingue, de volta para mim, para a funda de novo, e eu sabia que ele estava
à procura de palavras, enquanto

outros giravam em sua cabeça. Eu sabia que seus tiques, as suas pausas, sua respiração.Seria
sua noiva nunca conhecê-lo bem?

"Estou feliz que você está seguindo seu conselho," ele finalmente disse.

Foi somente algumas palavras de reposição, mas todos tinham uma pausa de suas próprias
conversas para nos assistir. Ele virou-se e sentou-se na extremidade oposta da tabela.

Antes de o primeiro curso foi trazido, minha mãe virou-se para mim. "Lia, você gostaria de
oferecer uma lembrança?" Era mais do que simples cortesia. Era o seu reconhecimento da
posição que eu já realizada.

Memória puxou atrás do meu esterno, e eu fiquei. O aviso de sacrifício. Mas não havia
nenhuma placa de ossos para levantar. Eu disse que algumas das palavras somente para mim
mesmo, os outros para que todos possam ouvir.

E cristav quiannad unter.

"Um sacrifício sempre lembrado." Meunter ijotande.

"Nunca esquecido."Yaveen hal um ziadre.

"Vivemos um outro dia. E, com ela, podem os céus nos conceda sabedoria. Paviamma. "Só
Kaden ecoou de volta paviamma para mim.
Minha mãe olhou para mim com incerteza. Não era uma oração tradicional. "Isso é uma
oração Vendan?", Perguntou ela.

"Sim", eu respondi. "E parte da oração Morrighese." "Mas a última palavra?", Perguntou Lady
Adele."Paveem?" " Paviamma ", eu disse. Minha garganta apertada de forma inesperada.

"É uma palavra Vendan", respondeu Rafe. "Isso pode significar muitas coisas, dependendo de
como é dito. Amizade, perdão, amor. "

"Você sabe o idioma, Sua Majestade?", Perguntou minha mãe.

Ele manteve os olhos afastados da minha. "Não tão bem quanto a princesa, e, claro, Kaden,
mas sei o suficiente para sobreviver."

O olhar de minha mãe mudou para Kaden e depois para mim. Eu vi a preocupação em seus
olhos. Uma linguagem Vendan, um assassino Vendan sentados na nossa mesa, uma oração
Vendan, ea resposta solitário de Kaden a ele. Ele e eu compartilhamos muito mais do que
apenas uma fuga de Venda.

Sven parecia notar a pausa da minha mãe e saltou, dizendo como ele tinha aprendido Vendan
depois de ser preso em uma mina durante dois anos com um sujeito chamado Falgriz. "A besta
de um homem, mas ele ajudou a manter-me vivo." Ele entretidos todos com uma história
colorida, e eu estava grato a ele por chamar a atenção para longe de mim. Minhas tias foram
enfeitiçados pela conta ousadia da sua fuga. Tavish revirou os olhos como se tivesse ouvido a
históriaantes de-muitos vezes.

O primeiro curso foi servido-a de bolinho de massa de queijo.

Comfort food. Eu olhei para minha mãe, e ela sorriu. Era o que ela servido sempre que eu ou o
meu

irmãos não estava se sentindo bem. Eu estava grato que ela não tinha ido para grandes
comprimentos para impressionar o rei Jaxon. À luz de tudo o que havia acontecido, uma
refeição simples parecia o mais adequado.

Quando minha mãe perguntou sobre a Valsprey, Sven disse a ela a mensagem tinha
certamente chegou ao posto avançado até agora, mas nós não ouvir nada de volta. Ele
explicou que era um one-way mensagem só que tivemos que manter as nossas esperanças no.

"Então vamos manter essa esperança," Tia Bernette disse, "e ser gratos a todos vocês para a
sua apresentação." Minha mãe levantou o copo e ofereceu um brinde para Rafe, seus
soldados, o Valsprey, e mesmo para o

coronel que iria receber a mensagem e ajudar seus filhos. Um rali de brindes seguida,
circulando a mesa e oferecendo gratidão a todos os presentes que ajudou a descobrir a
conspiração.

Meu peito aquecido com meus muitos goles de moscatel, e um servidor entrou em cena para
encher o meu cálice.
"E para você, Kaden", disse minha mãe. "Eu sinto muito pela forma como foram traídos por um
dos nossos próprios, e duplamente grato você está ajudando-nos agora."

"Um filho Morrighese, voltou para casa," Tia Cloris disse, levantando a taça.

Eu assisti Kaden se contorcer na suposição de que ele não era mais Vendan, mas ele balançou
a cabeça, tentando aceitar o reconhecimento com graça.

"E que-" Eu levantei meu copo, tentando desviar a atenção dele. Cabeças se viraram meu
caminho enquanto todos esperavam para ouvir quem ou o que eu torrado. Olhei para Rafe.Era
como se ele sabia o que eu ia dizer antes que eu fiz. O gelo azul de seus olhos perfurados nos
meus. Tivemos que passar por isso. Reagrupar, seguir em frente. É o que um bom soldado faz.

Engoli em seco. "Eu gostaria de oferecer parabéns ao Rei Jaxon sobre seu próximo
casamento. Para você e sua noiva-me desejar-lhe uma vida longa e muito felizes juntos. "

Rafe não se moveu, não com a cabeça, não disse nada. Sven levantou o copo e deu uma
cotovelada Tavish a fazer o mesmo, e logo uma onda de bons desejos ondulou ao redor da
mesa. Rafe jogou para trás o resto de seu vinho e disse uma calma "obrigado."

Minha garganta estava de repente areia e eu percebi que não tinha realmente deseja bem em
tudo e me senti pequeno e mesquinho e uma dor floresceu em meu peito. Eu engoli minha
bebida, drenando a minha taça.

E então ouvimos mais passos.

Pequeno, hesitante, a torneira macia de chinelos na pedra.

Pauline.

As cabeças se voltaram para a porta expectativa. Mas, em seguida, o som suave


misteriosamente parado. As sobrancelhas de Lady Adele puxado para baixo. "Talvez eu"

Kaden empurrou a cadeira para trás e se levantou. "Desculpe-me", disse ele, e sem mais
explicações, ele saiu do quarto.

CAPÍTULO SETENTA E SETE

KADEN

Ela estava sentada em um banco à sombra de uma passagem em arco, o bebê nos braços, com
o olhar perdido em algum mundo distante. Seus cabelos longos mel foram cuidadosamente
escondida em um boné de pescado, o vestido reservado e abotoado, cada ponto e linha de
transmissão que decoro.

Ela não olhou para cima enquanto eu me aproximava. Eu parei, meus joelhos quase pastando
dela.

Seu olhar permaneceu fixo no colo. "Eu estava no meu caminho", disse ela, "e então eu
percebi, ele não tem um nome. Eu não posso ir lá sem um nome. Você mesmo disse, eu
preciso dar-lhe um nome. "
Eu me abaixei em um joelho, e levantou o queixo para encontrar o meu olhar. "Pauline, não
importa o que eu digo ou o que alguém lá dentro pensa. Você escolhe um nome quando
estiver pronto. "

Ela me estudou. Seus olhos viajaram sobre cada polegada do meu rosto, seu olhar inquieto e
com medo. "Eu pensei que ele me amava, Kaden. Eu pensei que eu o amava. Eu tenho medo
de fazer escolhas erradas de novo. "Ela engoliu em seco e sua busca incansável parou, seu
olhar fixando-se em meu. "Mesmo quando a escolha se sente tão completamente certo".

Eu não conseguia desviar o olhar. Minha respiração foi subitamente preso no meu peito, e eu
estava com medo de fazer escolhas erradas também. Tudo o que eu podia ver eram seus
lábios, seus olhos, em todos os lugares, única Pauline.

"Kaden," ela sussurrou.

Minha respiração finalmente sacudiu livre. "Eu acho que se uma escolha se sente bem, talvez
seja melhor para testá-lo primeiro", eu disse, "levá-lo lentamente, ver se ele pode se tornar
algo mais ... algo que você pode ter certeza."

Ela assentiu com a cabeça. "Isso é o que eu quero. Algo mais."

Isso era o que eu queria também.

Eu fiquei de pé. "Eu vou primeiro. Vou dizer a eles que você vai ser junto. "

***

Voltei para a sala de jantar, assim como o próximo curso estava sendo servido-Berdi
de caldeirada de peixe. Lia tinha subido e caminhou ao redor da mesa para beijar sua
bochecha e dizer-lhe quantas vezes ela tinha sonhado com cada pedaço, cada cheiro, cada
sabor que foi ensopado de Berdi. Eu sabia que assim que pegou o perfume, que sim, que era
melhor do que Enzo, mas então eu pedi a todos para manter fora por apenas um
momento. "Eu acho que vi Pauline vindo pelo corredor. Ela deve chegar a qualquer momento.
"

E em apenas alguns segundos, ela entrou. Ela fez uma pausa, de pé no arco da porta, a tampa
se soltou, o cobertor puxados para trás da cabeça do bebê para que suas mechas loiras
mostrou e seu pequeno punho estava livre para esticar no ar.

"Olá a todos. Desculpa, estou atrasado. O bebê teve que ser alimentado. "Pratas clattered
algum lugar da sala.

"O bebê?", Disse Lady Adele.

"Sim, tia", Pauline respondeu. Ela limpou a garganta, em seguida, ergueu o queixo. "Este é
meu filho. Gostaria de vê-lo? "

O silêncio vibrou através da sala. A boca de Lady Adele estava aberta. "Como é possível para
você ter um filho?", Ela perguntou.
Pauline deu de ombros. "Oh, eu tenho ele em grande parte da forma habitual."

Sua tia olhou para mim e meu loiro-branco cabelo e depois de volta para o bebê. Eu vi a
suposição de que ela estava fazendo, e eu estava prestes a corrigi-la, mas então eu não disse
nada. Gostaria de deixar isso para Pauline.

O bebê quebrou o silêncio com um gemido alto.

"Traga-o aqui", disse Berdi segurando seus braços para fora. "Eu sei como fazer rock que a
batata doce, então ele-" "Não", disse Lady Adele. "Deixe-me ver a criança. Será que ele tem
um nome? "

Pauline atravessou a sala. "Ainda não", ela disse como ela colocou o bebê nos braços de sua
tia. "Eu ainda estou tentando encontrar o caminho certo."

Lady Adele deu um tapinha, sacudiu, e silenciou o bebê, e ele se acalmou. Ela olhou para
Pauline, os olhos piscando, sua mão ainda acariciando, e parecia, sua mente
girando. "Encontrar um nome não é tão difícil," ela finalmente disse. "Nós vamos ajudá-
lo. Agora vá se sentar, o ensopado está ficando frio. Eu vou segurá-lo enquanto você come. "

CAPÍTULO SETENTA E OITO

Mesmo através das portas das sacadas fechadas, eu podia ouvir o riso na sala de jantar. Foi
uma coisa boa. Uma coisa rara. Foi momentânea, eu sabia. A preocupação iria fechar
novamente, mas por algumas horas, ele foi uma graça bendita das preocupações que nos
agarravam. Nomes para o bebê tinha sido bantered ao redor da mesa. Orrin ofereceu o seu
próprio nome várias vezes, mas a maioria dos nomes foram retirados de linhas históricas
reverenciados em Morrighan. Quando Kaden sugeriu Rhys, dizendo que um nome que não
tinha história Morrighese para viver até poderia significar um novo começo, Pauline concordou
e foi resolvido. O bebê foi nomeado Rhys.

Eu tinha esperado por pelo menos cinco minutos após Rafe esquerda para me desculpar.Eu
não quero que ninguém pense sua partida apressou a minha própria, mas que tinha. A sala de
repente ficou quente, e eu precisava de ar. Ele nunca tinha falado ou olhou para mim
novamente depois da minha torrada, o que não deveria ter me incomodado. Havia tantos na
mesa, tantas conversas, e nós estávamos ... nada. Pelo menos nada mais do que dois líderes
que trabalham em conjunto para encontrar respostas.

Eu ouvi a porta aberta atrás de mim, as conversas da sala de jantar crescendo rapidamente
mais alto, em seguida, abafada novamente como a porta se fechou.

"Se importa se me juntar a você?", Perguntou Sven.

Acenei para a varanda ferroviário ao meu lado, embora eu realmente não queria qualquer
empresa. "Por favor faça."

Esta ala do citadelle dava para as florestas montes-os mesmos paulinas e eu tinha
desaparecido meses atrás. As copas das árvores eram uma borda irregular negra contra o céu
estrelado.
Sven olhou para o que foi principalmente escuridão. "Você não está frio aqui fora?", Ele
finalmente perguntou. "O que está em sua mente, Sven? Não são os arrepios em meus braços
".

"Fiquei surpreso que você ofereceu um brinde ao compromisso do rei."

Suspirei. "Tem havido constrangimento. Você provavelmente já viu isso. Eu pensei que poderia
ser melhor apenas para obtê-lo para fora no aberto e atrás de nós. "

Ele assentiu. "Você está certo. É provavelmente o melhor. "

Amargura subiu na minha garganta. Eu odiava as coisas sendo o melhor. Eles nunca realmente
eram.Era uma frase que sugarcoated as migalhas que sobraram das nossas opções. "Mas eu
estava surpreso com o quão rapidamente o noivado

aconteceu depois que nos separamos. "

Sven olhou para mim de forma estranha. "Você entende que ele não tinha escolha." "Sim, eu
sei, para a estabilidade do seu reinado."

Um sulco espalhar pela testa. "Ele se virou para baixo abundância de barões que oferecem
suas filhas para a estabilidade do seu reinado , mas ele não poderia recusar a oferta do
general."

"Então a filha do general deve ser muito especial." "Sem dúvida, ela é. Ela-"

Por que ele estava fazendo isso comigo? Virei-me para sair. "Desculpe-me, Sven, mas eu-"

Ele estendeu a mão e tocou levemente meu braço para me deter. "Eu imaginei que ele não lhe
contou tudo. Você precisa ouvir isso, Alteza. Não vai mudar nada. Ele não pode mudar nada ",
disse ele mais grave", mas talvez ele vai lhe dar uma melhor compreensão do que o rei tinha
que fazer. Eu não quero que você pense dele tão raso que, logo que você estava fora de sua
vista, ele se esqueceu de você. "

Ele me disse que Rafe tinha retornado a um reino em mais turbulência que qualquer um deles
esperado. A montagem e armário foram um para o outro das gargantas, o comércio estava em
ruínas, eo tesouro muito esgotado. Dezenas de decisões que tinham sido adiadas foram
jogados em Rafe. Ele trabalhava de sol a tarde para a noite. Todo mundo estava olhando para
o jovem rei para restaurar a confiança e ofereceu-lhe uma centena de opiniões sobre como
fazê-lo, e ao mesmo tempo o general estava respirando em seu pescoço como um leão pronto
para atacar-omesmo general que o havia desafiado.

"Mas apesar de tudo, eu sei que não foi um dia ele não saber e se preocupar com você,
questionando se ele deveria ter deixado você ir ou se ele deveria ter ido com você. A primeira
coisa que ele fez foi ter esse livro seu traduzido. "

"O que ele roubou."

Ele sorriu. "Sim. Ele estava esperando que você cometeu um erro. Que ele poderia parar de se
preocupar. "" Mas ele aprendeu de outra forma? "
Ele balançou a cabeça, em seguida, olhou para mim incisivamente. "Ele também descobriu as
duas passagens que você deixou de mencionar."

"O que isso tem a ver com o seu noivado, Sven?"

"Ele não arrancar de Dalbreck apenas para salvar seu reino ou seu-esses pensamentos vieram
depois. Ele era apenas uma corrida jovem contra o tempo, desesperado para salvar alguém
que ele ainda amava, mas ele sabia que tinha que ser inteligente sobre isso também.Ele
ordenou que o general para equipar uma companhia especial de soldados no dia seguinte para
que ele pudesse deslizar sem ser detectado em seu reino com os melhores homens ao seu
lado. O general concordou-on uma condição. "

Meu estômago lentamente se arrastou em minha garganta. Uma condição. "Ele chantageou
Rafe?"

"Acho que a palavra negociação e compromisso foram cogitados. Ele alegou que ele só queria
garantir que Rafe voltou para casa desta vez ".

Tão surpreso quanto eu estava, eu também senti algo elevador em mim. "Então não é um
verdadeiro compromisso em tudo. Quando ele chega

de volta para Dalbreck, ele pode- "

"Eu tenho medo que é muito real, Alteza." "Mas"

"Uma coisa que você deve saber. Um acordo de compromisso é o mesmo que a lei em
Dalbreck.Porque você acha que o nosso reino tornou-se tão enfurecido quando o seu noivado
com o príncipe foi quebrada? No nosso reino, não importa se está escrito em papel ou
oferecido com um aperto de mão. A palavra de um homem é uma promessa. E desta vez,
Jaxon deu sua palavra a seu próprio povo. Ele já tem empurrado os limites da sua confiança,
sua longa ausência. Um rei, aos olhos de seus súditos, que não pode ser confiável para honrar
a sua palavra não é um rei para ser confiável em tudo. Se ele quebrou essa promessa, ele não
teria um reino para onde voltar. "

"Ele poderia perder seu trono?" Minha mente girava com quanto Rafe tinha arriscado.

"Sim, e ele se preocupa profundamente com o seu reino. Eles precisam dele ", respondeu
Sven. "É o reino de seus pais e antepassados. Está em seu sangue para liderar. "

Eu entendi o peso de promessas, e força de Rafe como um rei importava mais para Morrighan
agora, do que alguma vez teve. É importante para mim.

Eu olhava para a linha irregular de floresta, sentindo a ironia picadas de escolha de Rafe: Para
mim e para o reino de Morrighan ajudar a sobreviver, ele tinha sido forçado a cortar meu
coração.

"Ela é tipo?" Eu finalmente perguntou.

Sven limpou a garganta e deu de ombros. "Ela parece agradável o suficiente." "Bom", eu
disse. "Ele merece muito."
E eu quis dizer isso.

Saí e fui para o telhado, onde era só eu, milhares de estrelas que piscam, e a beleza da
escuridão se estendia até os confins do universo, apagando os intermináveis jogos de tribunais
e reinos.

Eles passaram pelo vale longo e as sentinelas de devastação, olhou para Morrighan,

dos picos,

sussurrando que o final da viagem estava próximo. Mas a escuridão rugiu, batendo para fora
outra vez,

e Morrighan lutou pela Remanescente Santo, que derrama o sangue de escuridão, vencendo-
lo para sempre.

-Morrighan Livro de Texto Santo, Vol. IV

CAPÍTULO SETENTA E NOVE

Bebi chicória quente fora de uma caneca alta, estudando os mapas espalhados sobre a mesa
na câmara de reunião. Eu me mudei-los em torno de como se olhando para eles a partir de um
novo ângulo me faria ver algo que eu não tinha antes. Não. Ele rodou dentro de mim, uma voz
distante empurrando-me para olhar de novo e de novo, mas eu não sabia o que eu estava
procurando. Não.Uma resposta? Um aviso? Eu não tinha certeza.

Eu tinha chegado mais cedo, porque eu não conseguia dormir. Ainda estava escuro quando
ouvi os gritos das crianças. Eu joguei de volta a minha colcha e olhou para fora da janela, mas
os gritos não estavam vindo de fora. Eles pairavam no meu quarto e nadou atrás dos meus
olhos. Vi-os amontoados, com medo, os jovens soldados Vendan que estavam em seu
caminho. E então eu ouvi os brezalots, a respiração quente e feroz, o vapor de suas narinas
enchendo o ar da noite e, finalmente, os sussurros do Komizar rastejou sob minha pele como
vermes levantar minha carne.Fervor, Jezelia, fervor. Você está me entendendo enfim?

Não havia como voltar a dormir depois disso. Vesti-me e se arrastou até a cozinha, onde uma
chaleira de água quente sempre cozido no vapor, e enquanto meu chicória mergulhada,
ajoelhei-me ao lado da lareira, dizendo minhas lembranças da manhã, pensando em
Morrighan atravessando o deserto com nenhum mapa para guiá-la, ea coragem que ela deve
ter conjurado. Orei por essa mesma coragem.

Havia pelo menos uma dúzia de mapas estabelecidos na tabela. Ones apenas de Civica, outros
de todo o reino, e mais ainda de todo o continente. Os mapas turva e um perfume transmitido
através de mim, perfumado, como a erva esmagada em um prado. Os minúsculos pêlos
levantada no meu pescoço. Não. A voz tão clara quanto a minha.

Eu sinceramente reorganizados os mapas novamente, desta vez examinando as rotas do sul,


mas eles não tinham mais respostas para mim do que antes. Havia dezenas de
possibilidades. Tínhamos ido ao redor e sobre qual rota o Komizar levaria, embora uma vez
que ele derramado Morrighan, faria pouca diferença. Não levaria cento e vinte mil soldados de
longo para anular aldeias ao longo do caminho e, em seguida, engoli Civica. Outra questão
iminente foi quando eles iriam chegar aqui. Quanto tempo nós temos? Muita coisa dependia
da rota, embora a diferença entre as rotas norte e sul ainda era apenas uma questão de
dias.Observadores tinha sido enviado para fornecer aviso antecipado, mas não puderam
explorar cada milha de um vasto deserto.

As duas últimas semanas tinha tomado muito do nosso estrategizar ao ar livre, montando a
paisagem circundante, tentando encontrar locais estratégicos para montar e fortalecer nossas
defesas. Civica foi miseravelmente vulneráveis, e os bloqueios que estão sendo construídas nas
duas artérias principais parecia totalmente inadequada. Durante esse tempo, eu comecei a
treinar novamente. Assim que a funda e curativo saiu, tentei recuperar a força em minha mão
esquerda, mas a dormência persistiu. Foi bom para a realização de um escudo e pouco
mais. Eu não conseguia acertar um alvo a partir de dez pés.Minha mão direita tinha que
trabalhar mais. Eu tentei esconder minha frustração como Natiya e treinei dezenas de
mulheres que tinham vindo para a frente a servir no esforço, muitos deles já qualificados, com
arcos e espadas.

Quando viu as mulheres entre as tropas, mandíbula do general Howland apertou tão apertado
que eu pensei que poderia desmoronar em uma centena de lascas blustering. "Cada soldado
dispostos é bem-vinda e necessária, o general," eu disse a ele, apagando seus argumentos
antes que pudesse começar."Uma mulher será levando-o para a batalha. Por que você iria se
surpreender ao vê-los entre as fileiras? "Ele olhou para mim, atordoado, e eu percebi que era a
primeira vez que ele tinha entendido que eu estaria indo para a batalha com ele. Sim, ele
estava contando os dias até que meu pai recuperados ou meus irmãos voltaram, mas ainda
não havia sinais de qualquer um.

A porta se abriu, e eu olhei para cima. Rafe estava ali, uma caneca fumegante na mão
também. Olhei para os mapas. "Você é cedo."

"Então, você está", disse ele.

Eu não tinha dito a ele que eu sabia as circunstâncias do seu noivado. Minha torrada não
totalmente eliminada a estranheza entre nós. Houve momentos em que ele me pegou olhando
para ele, e eu seria rapidamente desviar o olhar. Em outras ocasiões, o seu olhar permanecia
em mim mesmo quando a nossa conversa terminou, e eu me perguntei o que ele estava
pensando. Mas nós aliviou em um ritmo.Amigos. Camaradas. Como Kaden e eu estávamos.

Ele andou até o meu lado da mesa e olhou os papéis esparramados comigo. Seu braço
escovado meus enquanto ele empurrou um mapa de lado. Meu descascado queimada com seu
toque. Queimado em uma maneira que deveria não entre amigos. Não era certo, eu sabia, mas
eu não podia deixar que eu sentia.

"Vê alguma coisa?", Perguntou.

Vi apenas que os nossos esforços pareciam inúteis. "Não." "Nós vamos encontrar um
caminho", disse ele, lendo meus pensamentos.

***
Kaden chegou, e nós conferido, como fizemos todas as manhãs antes de todo mundo se juntou
a nós, sobre o que precisava ser tratada naquele dia. A discussão de evacuar cidades ao longo
rotas de invasão provavelmente precisava ser abordado, mas sabíamos que as cadeias poderia
agitar pânico e perturbar o fornecimento de que precisávamos desesperadamente. Nós se
inclinou para trás em nossas cadeiras, nossas botas apoiados sobre a mesa, e horas depois,
estávamos mais ou menos da mesma posição que ouvimos Tavish e Capitão Reunaud lutam
sobre maneiras de derrubar um brezalot. Eram criaturas de carregamento desagradáveis e
perfeito para a entrega de arma mais destrutiva do Komizar. Tanto os homens como os tinha
visto morto com lanças, mas isso exigiria também fechar uma proximidade com os animais
explodindo. Eles concordaram uma besta cerco iria funcionar, mas sem saber exatamente
onde a enorme

cavalos iria cobrar a partir, precisaríamos de dezenas de armas. Morrighan tinha quatro que
não tinha sido utilizado em anos. armas de cerco pesados não foram úteis para a maioria das
batalhas que ocorreram em locais de campo remotas. Matar um homem necessária apenas
uma espada ou seta. A ordem saiu para mais bestas cerco a ser construído.

Houve uma batida na porta, e uma sentinela anunciou que os servidores estavam aqui com a
refeição do meio-dia. Mapas foram transferidos para uma mesa lateral, e pratos foram
trazidos. Como nós comemos, a conversa voltou-se para o treinamento de soldados, e os meus
pensamentos voltaram para os meus irmãos. Olhei para Rafe outro lado da mesa de mim. Eu
não tinha certeza que eu já tinha agradeceu-lhe solicitada uma casa de escolta para os
esquadrões dos meus irmãos, e então eu egoisticamente se perguntou quantos soldados
estavam em um batalhão Dalbretch. Em Morrighan, um batalhão consistia de quatro centenas
de soldados. Uma vez aqui, teria seus homens ficar e ajudar-nos?

Eu sabia que o mesmo pensamento tinha surgido na mente de Kaden, e, em seguida, entre
mordidas de seu peito e pão, o marechal de campo, de repente falou em voz alta a pergunta
que todos nós tínhamos em nossas mentes-se Dalbreck enviar mais tropas para ajudar
Morrighan? A sala ficou em silêncio.

A questão já havia sido solicitado. Rafe tinha mantido desde a sua chegada em Civica que ele e
os seus homens estavam ali apenas para ajudar a erradicar os traidores, estabilizar o nosso
reino, e nos ajudar a preparar as nossas forças para uma possível invasão. O marechal de
campo tinha colocado Rafe em uma posição desconfortável, pedindo novamente. Dalbreck
estava em perigo também. Rafe tinha suas próprias fronteiras para pensar, para não
mencionar seu próprio reinado conturbado. Ele já tinha arriscado muito apenas em vir aqui. Vi
melhorar o foco de Sven, esperando para ver o que ele diria.

Rafe me estudou, pesando sua resposta com cuidado, em seguida, olhou para o marechal de
campo. "Quando eu enviou a mensagem para Fontaine, eu também fez um pedido de tropas."

Expressões em torno da mesa iluminou."Quantos?", Perguntou Marques.

"Todos eles."

Sven recostou-se na cadeira e suspirou. "É o nosso maior posto avançado. Isso é de seis mil
soldados. "Alguns segundos silenciosos passaram.
"Bem. Isso é-" As sobrancelhas do marechal de campo foram lascas luas acima os olhos
arregalados. "Notável!" Howland terminado.

"E muito bem-vinda", acrescentou Marques.

"Eu fiz um pedido semelhante para Marabella", acrescentou Rafe. "Eles vão pegar tropas em
mais dois postos avançados ao longo do caminho. Essa é outra de dois mil. Estou certo de que
eles vão todos vêm, enquanto o Valsprey chegou lá sem incidentes. Eu não posso fazer uma
promessa sobre o resto ".

Eu não tinha certeza que tinha ouvido falar que ele estava certo. "O resto?" Eu disse, tão
surpreso quanto todo mundo. Sven parou, as mãos pressionadas contra a mesa. "O resto?"

"Os trinta e dois mil soldados ainda em Dalbreck que eu estou puxando a partir de nossas
fronteiras.Como eu disse, eu não posso prometer que eles vão vir. A transição de poder teve
alguns obtacles. O general I teve de solicitar a

tropas do é também aquele que recentemente me desafiou. Ele pode usar este pedido como
uma forma de retomar a sua campanha para o trono. É improvável, embora-" Rafe olhou para
mim, hesitante.

"Porque você está prometida em casamento a sua filha," eu terminei. Rafe assentiu.

"Não?" Sven olhou para Rafe, incrédulo, com os olhos em chamas, em seguida, virou-se e saiu
do quarto, batendo a porta atrás dele.

Rafe acenou para Tavish ir atrás dele, e Tavish saiu também.

Houve uma pausa tranquila, os agentes olhando para a porta, a raiva de Sven ainda pairando
no ar, e então o marechal de campo olhou para Rafe. I viu a dúvida em seus olhos. Ajudando
uma princesa com uma rebelião para expor traidores era uma coisa, mas um rei abandonando
suas próprias fronteiras foi um ato de insanidade. "Por que os nomes de deuses que você faria
isso? Ele vai deixar suas próprias fronteiras vulneráveis. "

Compostura de Rafe não vacilou. "Eu não tenho nenhuma dúvida de que o Komizar vai
atacar Dalbreck, mas não antes que ele ataca Morrighan. Ele está vindo aqui em primeiro
lugar. "

"Então, a princesa disse, mas como você pode ter certeza de que-"

"É um risco calculado. Não trazer minhas tropas aqui é o maior risco. Ela poderia significar a
nossa própria destruição. Do ponto de vista estratégico, você tem as portas e recursos para
assumir qualquer outro reino ocidental. Uma vez que o Komizar tem Morrighan, ele é
imparável ".

Ele fez uma pausa, seus olhos procurando brevemente a minha. "Mas é muito mais do que me
faz certo. Alguém uma vez me perguntou se eu já senti algo no fundo do meu intestino. "Ele
olhou para o marechal de campo, então desnatado as paredes em torno de nós e do antigo
mural que contou a história da menina Morrighan, seu olhar subindo para o teto, o pedras, e
parecia, a argamassa dos séculos que prendiam-lo todos juntos. "Esta é a jóia da Komizar fome
de. Morrighan é o mais antigo reino, o que deu origem a todos os outros. Ele nunca caiu. É um
símbolo da grandeza, mas mais do que isso, é o reino dos deuses ordenado desde o início. Para
o Komizar, conquistando Morrighan é o mesmo que conquistar os deuses. Vi que o desejo em
seus olhos quando eu estava em Venda, e ele vai se contentar com nada menos. "

Ficamos ali por longos segundos atordoados, e eu sabia que Rafe tinha percebido ambições da
Komizar com incrível clareza.

"Obrigado, Rei Jaxon," eu finalmente disse. "No entanto, muitos podem vir, cada soldado irá
tornar-nos mais fortes, e para cada um que estará em sua dívida." Mas eu estava agradecendo
por mais de suas tropas. Ele estava em este como joelhos como Kaden e eu estávamos
agora. Era tudo ou nada.

A exuberância renovado irrompeu na sala, os generais e oficiais adicionando seus


agradecimentos a minha, mas Kaden, Rafe, e eu trocamos um olhar compreensivo. Se todas as
tropas Rafe solicitados veio, as nossas forças combinadas teriam número setenta mil. Ainda
estávamos em desvantagem quase dois para um por um exército que desça sobre nós com
armas mais mortíferas. Rafe temperado sua resposta com um lembrete de que este foi apenas
um curativo em uma ferida aberta. O que precisávamos era uma agulha e linha para costurar-
la fechada.

"Mas é um muito bom curativo", disse o marechal de campo.

Discussões retomada. Com as forças adicionados em mente, os generais começaram a falar de


mais bloqueios defensivos sobre as artérias principais Morrighan.

A agulha e linha.

Olhei para Kaden. Sua boca estava se movendo, mas eu não podia ouvir as palavras. A sala
ficou turva. As deliberações tornou-se um ruído distante, assim como outros sons subiu para a
frente.

Um rangido.

A crunch.

A roda sobre pedra.

Lembrei-me de ouvir o barulho da ponte. Ele veio muito cedo. Antes da primeira degelo. Os
sons na minha cabeça ficou mais alto, o quarto dimmer.

O silvo de vapor.

Um uivo agudo.

passos apressados.

Susto, grossa como a noite.

Fervor, Jezelia, fervor , um sussurro quente em meu ouvido.


E, em seguida, outra voz, suave e silencioso, tão fino quanto uma onda de vento.

Lá.

"Lia?", Disse Kaden, tocando meu braço.

Eu pulei, a neblina desaparecer. Todos olharam para mim, mas tudo que eu conseguia pensar
era: pachegos. Minha cadeira gritou atrás de mim, e eu corria para a mesa lateral, onde as
pilhas de mapas leigos. "Mover a comida!" Eu gritei enquanto carregava a braçada de mapas
para a mesa e espalhá-los para fora.

"O que o diabo?"

"Você viu alguma coisa?" "Alguém me diga o que ela está fazendo."

Eu folheou os mapas até que eu encontrei o que eu queria.

Lá.

"A rota do norte", eu disse. "Esta é a maneira como ele está vindo."

Uma onda de argumentos rosa. "Nós já descontada a rota do norte. Ele pode ser pego em uma
queda de neve tarde ".

"Mais ao norte," eu disse. "A título de Infernaterr. É a rota perfeita. É plana, e no inverno
nunca chega lá. "

Até agora, tanto Kaden e Rafe estivesse olhando por cima do meu ombro para o mapa
também.

Kaden recuou e sacudiu a cabeça. "Não, Lia. Não está lá. Ele nunca viria dessa maneira. Você
sabe que os clãs. Mesmo Griz e Finch. Muitos no seu exército temer as superstições dos
baldios ".

I nivelado meu olhar em Kaden. "Essa é a questão. Ele está usando esse medo. "

Ele olhou para mim, ainda sem entender.

" Fervor , Kaden. Ele já não me tem. Ele vai criar a sua própria. Um tipo diferente de fervor
para empurrá-los para a frente. "

O amanhecer rolou através de seu olhos e , em seguida, a preocupação. Quanto mais cedo eles
chegariam aqui do que pensávamos?

"Eu ouvi-los", disse eu. "Os gritos dos jovens soldados. Os uivos dos pachegos. O Komizar usa o
medo para reunir-las. E que melhor maneira do que os terrenos baldios de Infernaterr para
mover seu exército rapidamente em todo o continente? "

Olhei de volta para o mapa, olhando para uma expansão entre Infernaterr e Morrighan.Mais
palavras soaram na minha cabeça. As palavras de Rafe, repreendendo-me como minha espada
bloqueou seu.
Ataque! Não espere para eu usar você para baixo!

"O que é isso?", Perguntei, apontando para o que parecia ser uma forma de V linha de picos no
final do Infernaterr. Capitão Reunaud se aproximou para ver o que eu apontada. "Sentinela
Valley. Às vezes é chamado Last Valley. "Ele explicou, acreditava-se ser o último vale
Morrighan liderou o Remnant através antes que eles

atingiram o seu novo começo. Ele tinha viajado com ele algumas vezes em comboios que vão
para Candora. Manter em movimento! Vamos surpresa ser seu aliado!

"Por que é chamado Sentinela Valley?", Perguntei.

"Ruínas", ele respondeu. "Eles sentam-se sobre os altos outeiros que Hem no vale como se
eles estão te observando. A luz pode jogar truques lá. É uma pista estranha, e quando o vento
assobia através das ruínas, soldados dizem que é Antigos chamando um ao outro. "

Perguntei-lhe detalhes sobre o terreno, a altura dos picos, o comprimento do vale, e os vários
canyons que estavam além dos picos.

Avançar! A espada é uma arma mortal, não um defensivo. Se você estiver usando-o para
defender, você está perdendo a chance de matar.

Reunaud disse que era dez milhas de vale que diminuiu para um ponto a menos de cinquenta
jardas de largura. Já imaginou linhas de frente do Komizar. Eles seriam o mais jovem a quem
ele iria considerar o mais descartável do seu exército. Venda não tem filhos. Ele iria jogar isso
na minha cara, esperando que ele me desfazer, uma vez que tinha naquele dia no
terraço. Desfazer cada soldado Morrighese que estava relutante em levantar a espada contra
uma criança.

"Nós estamos perdendo nosso tempo tentando defender Civica.Precisamos avançar. ""
Avançar? Onde? "General Howland resmungou. "O que são você"

"Esta é a nossa agulha e linha. Contenção. Nós canalizar o seu exército e, em seguida, bateu-
lhe com ataques de surpresa do lado. Assumimos o mais forte enquanto ainda são fortes. Pode
ser a nossa única chance. "

Apontei para a pequena V no mapa. "Lá. Este é o lugar onde nós nos encontraremos exército
do Komizar. Nós mover todas as nossas tropas para o Sentinel Valley. "

Os argumentos explodiu. Howland, Marques, e Perry veio para mim com tudo o que tinham,
pensando que eu estava tão louco para mover as nossas forças inteiras para um local muito
distante do que eles chamaram um palpite. Rafe e

Kaden estudou os mapas, tranquilamente conferir, em seguida, ambos olhou para mim e
balançou a cabeça.

O marechal de campo e Reunaud parecia preso entre tudo.

"Você sabe quanto tempo que seria necessário para mover trinta mil soldados tão longe?"
Howland berrou, balançando o dedo para mim.
"Então você está dizendo que um líder bárbaro pode mover um exército impressionante de
cento e vinte mil soldados em todo o continente e não consegue mover as nossas forças
menores para um local apenas fora das nossas fronteiras? Talvez devêssemos simplesmente
desistir agora, General? "

"Mas não há nenhuma prova de que ele está vindo do norte em tudo!" Marques gritou. Perry
levantou as mãos no ar. "Deixar Civica desprotegida?Você não pode- "

" Este ponto ," eu disse bruscamente, "é não sob consideração. Começamos estabelecendo
novas estratégias na parte da manhã. Nós cabeça para fora até o final da semana. Você é livre
para ir agora para preparar nossas tropas para mover- " Howland deu um passo em minha
direção, com os punhos rígida em seus lados. "Isso não vai acontecer!", Ele gritou. "Doente

tomar-se com a rainha. Você está não- "

Rafe e Kaden tanto tenso, olhando como se eles estavam prontos para enviá-lo para um outro
mergulho na fonte -por meio da janela, mas , em seguida, batendo balançou a porta para a
câmara. Ele se abriu eo cronometrista irrompeu na sala, empurrando a sentinela, os olhos
arregalados e seu rosto brilhando de suor. Pauline e Gwyneth correram em seus calcanhares.

"O que é isso?", Perguntei, meu coração pulando na minha garganta.

"É o rei", disse ele, entre as respirações trabalharam. "Ele está acordado. E ele quer ver todos
vocês em sua câmara. Imediatamente."

CAPÍTULO OITENTA

Geral Howland foi o primeiro fora da porta, como se isso fosse um presente entregue em suas
mãos pelos próprios deuses.

Meu pai está acordado. É um presente , pensei. Mas talvez não uma oportuna.

Rafe e Kaden ambos recusaram, querendo saber se a sua presença foi efectivamente
solicitado. Pauline assegurou-lhes que era. Nem parecia ansioso para conhecer meu pai.

Nós caminhou rapidamente pelos corredores, o cronometrista e General Howland liderando o


caminho. Pauline e Gwyneth nos disse a rainha estava ao seu lado e o rei já tinha sido
informado de tudo o que havia acontecido.

"Você quer dizer que pouca coisa chamada uma rebelião?", Disse Rafe, e esfregou seu pescoço
como ele estava indo para a forca.

"Não divertido", eu disse.

Nossos passos ecoavam no corredor, soando como uma pequena debandada de cabras
nervosos. Parecia que nunca iria chegar lá, mas, em seguida, antes que eu estava pronto, a
porta de sua câmara exterior aberta e fomos levados pela minha tia Cloris. O resto dos
membros do gabinete, incluindo o Royal Scholar, já estavam lá.

"Vá em frente", disse ela. "Ele está esperando."


Meu pulso batia, e filtrada em seu quarto.

Ele se sentou em sua cama, apoiado com almofadas. Seu rosto estava alinhado e magro e
olhando muito mais velho do que seus anos, mas seus olhos estavam brilhantes. cadeira da
minha mãe estava ao lado da cama, e suas mãos estavam atadas juntos em familiaridade
atípico.

Seus olhos pousaram em mim primeiro, demorando-se por um momento muito tempo
examinando antes que ele finalmente seguiu em frente, olhando para os outros presentes.

"Eu entendo que você estava tendo uma reunião", disse ele, "e eu não fui convidado?" "Só
porque você estava indisposta, Sua Majestade", eu respondi.

Suas sobrancelhas se uniram. "Eu acho que uma dose diária de veneno não chegou a
concordar comigo." "Sua Maj-"

Meu pai fez uma careta. "Eu vou chegar até você, Howland. Espere sua vez."

O general concordou.

"Qual de vocês é o rei de Dalbreck?"

"Isso seria me, Sua Majestade", respondeu Rafe.

Meu pai levantou a mão com muito esforço e acenou Rafe mais estreita com um dedo
torto."Você aqui para assumir o meu reino?"

"Não, senhor, apenas para ajudar." Ficou claro que meu pai ainda era muito fraco, e eu sabia
que Rafe medido as palavras com cuidado. Eu também detectado um certo nervosismo em sua
resposta, e Rafe não estava nervoso. Ele fez a minha respiração parar.

"Chegue mais perto. Deixe-me dar uma olhada melhor em você. "

Rafe deu um passo adiante e caiu de joelhos ao lado da cama.

<