Você está na página 1de 4

1 - Ao analisar o cogito ergo sum – penso, logo existo, de René Descartes, conclui-se que

a. o pensamento é algo mais certo que a própria matéria corporal.


b. a subjetividade científica só pode ser pensada a partir da aceitação de uma relação empírica
fundada em valores concretos.
c. o eu cartesiano é uma ideia emblemática e representativa da ética que insurgia já no século
XVI.
d. Descartes consegue infirmar todos os sistemas científicos e filosóficos ao lançar a dúvida
sistemático-indutiva respaldada pelas ideias iluministas e métodos incipientes da revolução
científica.
e. nenhuma das alternativas

Resposta correta LETRA A


_____________________________________________________________________________

2 - O conhecimento é uma ferramenta essencial para a sobrevivência humana. Os principais


filósofos modernos argumentaram que nosso conhecimento do mundo seria muito limitado se
não pudéssemos ultrapassar as informações que a percepção sensível oferece. No período
moderno, qual processo cognitivo foi ressaltado como fundamental, pois permitia obter
conhecimento direto, novo e capaz de antecipar acontecimentos do mundo físico e também do
comportamento social?
a)Dedução.
b)Indução.
c)Memorização.
d)Testemunho.
e)Oratória e retórica.

Resposta correta LETRA B

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3 - A dúvida é uma atitude que contribui para o surgimento do pensamento filosófico
moderno. Neste comportamento, a verdade é atingida através da supressão provisória de todo
conhecimento, que passa a ser considerado como mera opinião. A dúvida metódica aguça o
espírito crítico próprio da Filosofia.
A partir do texto, é correto afirmar que:
a)A Filosofia estabelece que opinião, conhecimento e verdade são conceitos equivalentes.
b)A dúvida é necessária para o pensamento filosófico, por ser espontânea e dispensar o rigor
metodológico.
c)O espírito crítico é uma característica da Filosofia e surge quando opiniões e verdades são
coincidentes.
d)A dúvida, o questionamento rigoroso e o espírito crítico são fundamentos do pensamento
filosófico moderno.
e)Nenhuma das Alternativas

Resposta correta LETRA D

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

4. É o caráter radical do que se procura que exige a radicalização do próprio processo de busca.
Se todo o espaço for ocupado pela dúvida, qualquer certeza que aparecer a partir daí terá sido
de alguma forma gerada pela própria dúvida, e não será seguramente nenhuma daquelas que
foram anteriormente varridas por essa mesma dúvida.SILVA, F. L. Descartes: a metafísica da
modernidade. São Paulo: Moderna, 2001 (adaptado).Apesar de questionar os conceitos da
tradição, a dúvida radical da filosofia cartesiana tem caráter positivo por contribuir para o(a)
a)dissolução do saber científico.
b)recuperação dos antigos juízos.
c)exaltação do pensamento clássico.
d)surgimento do conhecimento inabalável.
e)fortalecimento dos preconceitos religiosos.

Resposta correta LETRA D

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
5 - O filósofo francês René Descartes escreveu o seguinte em seu Discurso do Método: “Logo
que adquiri algumas noções gerais relativas à Física, julguei que não podia mantê-las ocultas,
sem pecar grandemente contra a lei que nos obriga a procurar o bem geral de todos os
homens. Pois elas me fizeram ver que é possível chegar a conhecimentos que sejam úteis à
vida e assim nos tornar como que senhores e possuidores da natureza. O que é de desejar, não
só para a invenção de uma infinidade de utensílios, que permitiriam gozar, sem qualquer
custo, os frutos da terra e de todas as comodidades que nela se acham, mas principalmente
também para a conservação da saúde, que é sem dúvida o primeiro bem e o fundamento de
todos os outros bens desta vida.” Assinale a alternativa que resume o pensamento de
Descartes.
a)O conhecimento deve ser mantido oculto para evitar que seja empregado para dominar a
natureza.
b)O conhecimento da natureza satisfaz apenas ao intelecto e não é capaz de alterar as
condições da vida humana.
c)Nosso intelecto é incapaz de conhecer a natureza.
d)Devemos buscar o conhecimento exclusivamente pelo prazer de conhecer.
e)O conhecimento e o domínio da natureza devem ser empregados para satisfazer as
necessidades humanas e aperfeiçoar nossa existência.

Resposta correta LETRA D

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6 - Como podemos conhecer? Eis uma questão central da investigação filosófica. Uma das
respostas mais radicais foi formulada pelo filósofo francês René Descartes, que escreveu um
texto que colaborou de maneira significativa para a ciência moderna. Marque a alternativa que
indica a obra de René Descartes.
a)Manifesto do Partido Comunista.
b)Contrato Social.
c)Discurso do Método.
d)Paideia
e)Nenhuma das alternativas

Resposta correta LETRA C

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
7 - O Oráculo de Delfos teria declarado que Sócrates (470-399 a.C.) era o mais sábio dos
homens. Essa profecia marcou decisivamente a concepção socrática de Filosofia, pois sua
verdade não era óbvia: “Logo ele, sem qualquer especialização, ele que estava ciente de sua
ignorância? Logo ele, numa cidade [Atenas] repleta de artistas, oradores, políticos, artesãos?
Sócrates parece ter meditado bastante tempo, buscando o significado das palavras da pitonisa.
Afinal concluiu que sua sabedoria só poderia ser aquela de saber que nada sabia, essa
consciência da ignorância sobre as coisas que era sinal e começo da autoconsciência.”
(J. A. M. Pessanha)
Sobre a filosofia de Sócrates, é INCORRETO afirmar que

a)- filosofia de Sócrates consiste em buscar a verdade, aceitando as opiniões contraditórias


dos homens; quanto mais importante era a posição social de um homem, mais verdadeira era
sua opinião.
b)- a sabedoria de Sócrates está em saber que nada sabe, enquanto os homens em geral
estão impregnados de preconceitos e noções incorretas, e não se dão conta disso.
c)- o reconhecimento da própria ignorância é o primeiro passo para a sabedoria, pois, assim,
podemos nos livrar dos preconceitos e abrir caminho para a verdade.
d)- após muito questionar os valores e as certezas vigentes, Sócrates foi acusado de não
respeitar os deuses oficiais (impiedade) e corromper a juventude; foi julgado e condenado à
morte por ingestão de cicuta.
e)- o caminho socrático para a sabedoria deve ser trilhado pelo próprio indivíduo, que deve
por ele mesmo reconhecer seus preconceitos e opiniões, rejeitá-los e, através da razão, atingir
a verdade imutável.

Resposta correta LETRA A

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
8- Em um importante trecho da sua obra Metafísica, Aristóteles se refere a Sócrates nos
seguintes termos:
Sócrates ocupava-se de questões éticas e não da natureza em sua totalidade, mas buscava o
universal no âmbito daquelas questões, tendo sido o primeiro a fixar a atenção nas definições.
Aristóteles. Metafísica, A6, 987b 1-3. Tradução de Marcelo Perine. São Paulo: Loyola, 2002.
Com base na filosofia de Sócrates e no trecho supracitado, assinale a alternativa correta.

a)O método utilizado por Sócrates consistia em um exercício dialético, cujo objetivo era
livrar o seu interlocutor do erro e do preconceito − com o prévio reconhecimento da própria
ignorância −, e levá-lo a formular conceitos de validade universal (definições).
b)Sócrates era, na verdade, um filósofo da natureza. Para ele, a investigação filosófica é a
busca pela “Arché”, pelo princípio supremo do Cosmos. Por isso, o método socrático era
idêntico aos utilizados pelos filósofos que o antecederam (Pré-socráticos).
c)O método socrático era empregado simplesmente para ridicularizar os homens,
colocando-os diante da própria ignorância. Para Sócrates, conceitos universais são inatingíveis
para o homem; por isso, para ele, as definições são sempre relativas e subjetivas, algo que ele
confirmou com a máxima “o Homem é a medida de todas as coisas”.
d)Sócrates desejava melhorar os seus concidadãos por meio da investigação filosófica. Para
ele, isso implica não buscar “o que é”, mas aperfeiçoar “o que parece ser”. Por isso, diz o
filósofo, o fundamento da vida moral é, em última instância, o egoísmo, ou seja, o que é o bem
para o indivíduo num dado momento de sua existência.

Resposta correta LETRA A


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

9- Marque a alternativa que expressa corretamente o pensamento de Sócrates.

a)Sócrates estabelece uma ligação muito estreita entre o conhecimento da virtude e a ação
humana, a ponto de sustentar que aquele que conhece o que é o correto não pode agir
erroneamente, visto que o erro de conduta é fruto da ignorância sobre a verdade.
b)O fim último do método dialético socrático era a refutação do seu interlocutor. Assim
sendo, é legítimo afirmar que o reconhecimento da própria ignorância equivale à constatação
de que a verdade é relativa a cada indivíduo.
c)Sócrates é considerado um divisor de águas na Filosofia graças a sua teoria ética sobre a
imobilidade do Ser. Por isso, sua missão sempre foi a investigação de um fundamento absoluto
da moral.
d)Sócrates fazia uso de um método refutativo de investigação, o que significa que seu
principal intento era levar o interlocutor à contradição, independentemente se o último
estivesse ou não com a razão.

Resposta correta LETRA A

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Trasímaco estava impaciente porque Sócrates e os seus amigos presumiam que a justiça era
algo real e importante. Trasímaco negava isso. Em seu entender, as pessoas acreditavam no
certo e no errado apenas por terem sido ensinadas a obedecer às regras da sua sociedade. No
entanto, essas regras não passavam de invenções humanas.

O sofista Trasímaco, personagem imortalizado no diálogo A República, de Platão, sustentava


que a correlação entre justiça e ética é resultado de

a)determinações biológicas impregnadas na natureza humana.


b)verdades objetivas com fundamento anterior aos interesses sociais.
c)mandamentos divinos inquestionáveis legados das tradições antigas.
d)convenções sociais resultantes de interesses humanos contingentes.
e)sentimentos experimentados diante de determinadas atitudes humanas.

Resposta correta LETRA D

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

GABARITO
1 2 3 4 5
A B D D E

6 7 8 9 10
C A A A D