Você está na página 1de 5

COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 1

COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 1  ESPECÍFICOS: correspondem as metas, as etapas ou os planos de trabalho que
precisarão ser alcançados antes de se completar totalmente a atividade (entre 2 e
1 DA IDÉIA AO PROJETO E AO ENSAIO: 5, no máximo).
 Assunto: é a área em que o projeto se insere; 4.1 CONCEBENDO OS OBJETIVOS
 Tema: é a direção, o contexto e o ambiente em que se deseja escrever; REGRAS FUNDAMENTAIS
 Idéia: noção vaga do que se quer escrever;  Cada objetivo precisa ser absolutamente claro e inambígüo;
 Plano: concepção da idéia sobre o que pensa que poderia ser o ensaio, já funciona  Precisa ser direto e conciso;
como guia mental;  Só deve conter uma idéia por frase;
 Anteprojeto: esboço inicial no papel, ainda um tanto informal sobre o que é que se  Tem sempre que começar com um verbo no infinitivo;
tem em mente;  Precisa estar relacionado com a solução dos problemas;
 Projeto de Pesquisa: idéia formalizada da pesquisa segundo um padrão
 Necessita ter coerência com o porte do ensaio;
estabelecido e aceito pela academia;
 Necessita mostrar viabilidade e factibilidade;
 Ensaio: monografia, tese ou dissertação.
2 ESCOLHENDO UM TEMA DE PESQUISA:  Terá de ser um guia para o investigador e o leitor.
 Pense longamente sobre o que você conhece;  Os objetivos não devem ser redundantes;
 Faça um brainstorm sobre o tópico que pensa que pode escrever;  Eles não podem passar a impressão de que não serão alcançados naquele porte
 Formule algo como 10 boas questões a respeito; de pesquisa;
 Investigue se estas perguntas são passíveis de se tornarem uma pesquisa;  Eles precisam dar a clara sensação de que o tempo proposto no ensaio será
 Em leituras sobre o tema, identifique as questões que os autores formularam; suficiente;
 Suas questões são como as deles, ou possíveis de se tornarem semelhantes?  Eles devem ser específicos com relação ao problema, mas não localizados,
3 PROBLEMAS E PROBLEMÁTICA temporalizados ou contextualizados aos dados;
 Selecione entre 1 e 3 problemas;  Eles devem ser e permanecer como problemas de pesquisa e não como propostas
 Apresente o contexto em que eles estão relacionados; concretas de mudar o mundo;
 Formule a problemática (entre 80 e 150 palavras);  Eles não só “vendem” a idéia da pesquisa, como precisam seduzir o leitor sobre a
 Demonstre quais problemas são mais importantes e porque; sua relevância.
 Apresente um conjunto de implicações caso estes problemas não sejam resolvidos; 4. 2 FOCO DOS OBJETIVOS
e  Estudar (quando se pretende fazer um aprofundamento);
 Descreva os critérios que selecionarão entre os problemas descritos aqueles que  Analisar (quando o desejo é verificar partes do fenômeno);
se deseja enfrentar.  Entender (quando o fenômeno se mostra muito complexo);
4 OBJETIVOS:  Compreender (quando não se tem uma idéia muito clara do que é ou o que ele
Responde a questão: abrange);
onde se quer chegar?  Verificar (quando se pensa que aquilo que se sabe pode não ser verdadeiro);
 GERAL: é aquele que só será alcançado quando o trabalho tiver sido finalizado (só  Estimar (quando só se tem uma amplitude ou idéia vaga de algo);
pode ser 1);  Explorar (quando não se tem nenhum estudo feito naquela direção);
 Outro verbo no infinitivo que mostre o foco do objetivo proposto.

1
COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 2

5 JUSTIFICATIVAS 7 COLETA DOS DADOS


5.1 JUSTIFICATIVA DO ENSAIO  Primários ou secundários?
DEVE SER SEMPRE ANUNCIADA  Estruturados ou não-estruturados?
Constitui a motivação para o ensaio existir  São instrumentais, são abundantes?
 Porque o tema não está bem estudado;  Que tipos de erros que podem gerar;
 Porque a área é controversa;
 Que críticas precisam ser feitas aos dados?
 Porque o que se conhece é de outra realidade;
 Há problemas de confiabilidade, de sigilo ou de (bio)ética?
 Porque as teorias são viesadas;
 O que dizer com relação a custos, tempo e tecnologia para se obter os dados?
 Porque as amostras são seletivas;
7.1 COMO OS DADOS SERÃO OBTIDOS?
 Porque as evidências estão obsoletas;
 Através da observação?
 Porque as condições ambientais ou as expectativas de envolvidos se alteraram;
 Porque há uma ausência de uma compreensão mais acurada.
 Por pesquisa secundária?
5.2 JUSTIFICATIVA DO ESCREVER  Através de questionários?
É O QUE REALMENTE JUSTIFICA  Por formulários?
Revela as capacidades intrínsecas ao projeto  Através de entrevistas?
 Ele é importante por que ...;  Por instrumentos?
 Ele é útil por que ...;  Através da experimentação?
 Ele é aplicável por que ...;  Por experienciação?
 Ele é generalizável por que ...;  Através de simulação?
 Ele tem aplicação social por que ...;  Pela dramatização?
 Ele é economicamente viável por que ...;  Através de jogos?
 Ele é ambientalmente correto por que ...; 7.2 COM QUANTOS DADOS VAI SE TRABALHAR?
 Ele é eticamente aceito por que ....;  Problemas ao determinar o tamanho (caso, amostra, população);
 Ele é tecnologicamente adequado por que ...;
 Problemas na obtenção da amostra (representatividade, sistematicidade,
6 REVISÃO DA LITERATURA , ESTADO DA ARTE OU QUADRO TEÓRICO regularidade);
Responde a pergunta: o que já se disse sobre isso?  Problemas da estatística (significação);
 Só pode ser feita depois que se têm claro quais são os problemas que serão  Problemas das variáveis (dados que não são variáveis);
estudados;
 Problemas da manipulação dos dados (aleatorieade, viés, placebo);
 Deve ser atualizada, pertinente e irrestrita;
 Problemas da crítica e do viés (seleção da amostra);
 Precisa-se fazer sempre uma leitura crítica e dizer apenas o essencial para um 7.3 COMO OS DADOS SERÃO TRATADOS OU ANALISADOS?
leitor que não teve acesso a ela;
 Através da análise estatística (em que se obtém informação de forma indireta);
 Começa-se sempre por aqueles textos que são mais conhecidos, mais populares
 Pela interpretação do que se percebe (em que se extrai informação subjetiva);
ou mais óbvios;
 Através da inserção de elementos históricos (em que se contextualiza o que se
 Tem que parar quando já se tem material suficiente para sustentar os argumentos
acha com o que já se sabe); ou
que se tem em mente, ou quando já não há mais citação pertinente;
 Pelo comportamento das variáveis sob certos contextos ou ambientes (em que se
 Evita-se fazer digressões ou ampliar o capítulo sem razão aparente.
testa o modo e o alcance das variáveis).
COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 3

8 COMO ELABORAR O ENSAIO PRODUTIVAMENTE? Entrega x


 Anote tudo que lhe vier à mente sobre o seu ensaio; Apresentação x
 Procure tornar a elaboração um lazer e não uma obrigação;
 Escreva em longos períodos de reflexão; 11 LEVANTAMENTO DE REFERÊNCIAS ( REFERENCIAS DE LIVROS,
 Trabalhe todos os dias para não perder a continuidade; REVISTAS, EVENTOS, EM FORMATO IMPRESSO OU
 Procure juntar bastante material antes de começar mesmo a escrever; ELETRÔNICO DE ACORDO COM AS NORMAS DA
 Acabe cada parte (seção ou capítulo) antes de começar a próxima; ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS) –
 Evite ser perturbado quando estiver trabalhando; exemplos:
 Procure descansar, dormir bem e não se estressar. CASTELLS, M. A sociedade em rede: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 2000.
9 REFERENCIAL TEÓRICO CASTRO, César Augusto; RIBEIRO, Maria Solange Pereira. Sociedade da informaçào: dilema para o
1. Constitui-se no embasamento que dá sustentação ao objeto do estudo. bibliotecário. Transinformação, Campinas, v. 9, n. 1, p. 17-25, jan./abr., 1997.
2. Representa a base teórica que vai fundamentar a reflexão e a argumentação
ROWLEY, Jennifer. Informática para bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos, 1994.
do pesquisador.
3. Pode vir subdividido em seções de acordo com a necessidade identificada pelo SOCIEDADE da informação no Brasil: livro verde. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000.
autor, de modo a apresentar os aspectos teóricos claros e consistentes. 11 ROTEIRO DA MONOGRAFIA (TÓPICOS):
4. É resultante das pesquisas bibliográficas realizadas, enfocando a análise de
1 INTRODUÇÃO
autores que abordam o tema e o problema em questão. 1.1 ASSUNTO: é a área em que a pesquisa se insere;
5. Deve ser organizado de forma a permitir que o leitor do trabalho científico 1.2 TEMA: é a direção, o contexto e o ambiente em que se deseja escrever;
identifique as idéias nas quais o autor do trabalho apoiou sua reflexão e sua 1.3 PROBLEMATIZAÇÃO: selecione entre 01 e 03 problemas;
argumentação. 1.4 OBJETIVOS: aonde se quer chegar?
6. Deve ser redigido na terceira pessoa do singular.
7. Períodos muito longos devem ser evitados. 1.5 JUSTIFICATIVA: Constitui a motivação para a pesquisa existir;
1.6 RESUMO DOS CAPÍTULOS: apresentação concisa do que cada capítulo trata

10 CRONOGRAMA DAS inclusive recomendações e sugestões;


2 PERFIL DO BIBLIOTECÁRIO
2.1 CONCEITO
2.2 HISTÓRIA

ATIVIDADES:
2.3 INTRODUÇÃO NO BRASIL
3 NOVAS TECNOLOGIAS EM BIBLIOTECONOMIA
3.1 BREVE HISTÓRICO
4 MERCADO BIBLIOTECÁRIO
Itens /Mês Mês Mês 3 Mês 4 Mês 5 4.1 BRASIL
1 Mês 2 4.2 NATAL – RN
Projeto x 5 METODOLOGIA
Coleta de dados x
5.1 UNIVERSO
Discussão x x
5.2 SUJEITOS
Conclusão x
Estruturação x 5.3 INSTRUMENTOS
Revisão x 5.4 PROCEDIMENTOS
COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 4

6 ANÁLISE DOS DADOS Assim Por isso Em suma


7 CONSIDERAÇÕES FINAIS. Uma vez que Assim sendo De acordo com
REFERÊNCIAS Apesar de A partir disso Isto posto
ANEXOS Para tanto Com isso
ANEXOS A – Entrevista
ANEXO B – Questionário
ANEXO C - Observação

RELAÇÃO DE TERMOS CIENTÍFICOS (Dr. Mauro Lemuel Alexandre [UFRN],


2002) 3) EXPRESSÕES
Como foi visto Cabe frisar É preciso ressaltar
1) VERBOS Como se pôde ver Como foi dito Convém ressaltar que
Analisar Avaliar Averiguar Investigar Abordar Tem-se que Partindo desse ... À guisa de
Investigar Observar Constatar Mostrar Elucidar Com base no Presume-se que No que se refere a
Deduzir Apontar Expressar Notar Perceber Com relação a Quanto a A exemplo de
Denotar Ressaltar Descrever Identificar Indicar No que se refere a Parece claro afirmar que É claro que
Procurar Buscar Relacionar Concernir Destacar Cumpre frisar Na medida em que É preciso acentuar que
Compreender Ver Conhecer Visualizar Encontrar De modo similar Em função de De modo similar
Imprimir Detectar Figurar Patentear Evidenciar Isso faz supor que É lícito supor que Fica patente que
Acentuar Empreender Perquirir Colimar Cotejar Fica demonstrado que Face ao exposto É mister que
Projetar Formular Atestar Postular Historiar Faz-se necessário que É preciso entender que Isso permite afirmar que
Examinar Inquirir Configurar Auferir Aferir Ficou evidenciado Fica claro que Pode-se concluir que
Sondar Assinalar Advogar Considerar Atribuir Isso demonstra que Isso faz crer que Para efeito de
Postular Sugerir Ensinar Sustentar Presumir Em certo sentido De certa forma Nesse contexto
Inferir Advertir Estabelecer Defender Comparar Em última análise Por tudo isso Há de convir que
Torna-se evidente que Com referência a No que tange a
2) CONECTIVOS Parece acertado que Em termos de Isso autoriza concluir que
Em linhas gerais Nesse caso Dessa forma Para concluir É pertinente dizer que Dada à relevância de
Por sua vez Em razão de Ao invés de Aferir – Conferir com os respectivos padrões
Em vez de Por um lado Nesse sentido Articular – Unir, juntar; proferir
Para isso No entanto Na verdade Auferir – Usufruir
Com efeito Não obstante Desse modo Colimar – Ter em vista; pretender
Sem embargo De forma geral Dessa maneira Concernir – Dizer respeito; ter relação; referir.
Ao contrário Enquanto isso À medida que Cotejar – Comparar
Embora Portanto Por fim Inferir – Deduzir pelo raciocínio
Finalmente Para tanto Visto que Inquirir – Indagar; fazer perguntas
Desde que A rigor Grosso modo Perquirir – Perscrutar
COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA 5

Perscrutar – Investigar minunciosamente


Pontificar – Falar ou escrever em tom categórico
Postular – Pedir com instância, implorar; requerer, documentando a alegação.