Você está na página 1de 4

Energia Mecânica

Para calcular a energia mecânica, utiliza-se a fórmula abaixo:

Em = Ec + Ep

Onde:

Em: energia mecânica

Ec: energia cinética

Ep: energia potencial

Energia Cinética
Para calcular a energia cinética dos corpos, utiliza-se a equação abaixo:

Onde:
Ec: energia cinética, também pode ser representada pela letra K (J).
m: massa do corpo (kg)
v: velocidade do corpo (m/s)
Vale ressaltar que:
ΔE​C​ = E​C.FINAL​ – E​C.INICIAL

Vamos lá!!!
1) Qual a energia cinética de uma pessoa com 60 kg e que está numa velocidade de 10 m/s?

2) (FATEC) Um motorista conduzia seu automóvel de massa 2000 kg que trafegava em linha reta, com
velocidade constante de 72 km/h, quando avistou uma carreta atravessada na pista. Transcorreu 1 s
entre o momento em que o motorista avistou a carreta e o momento em que acionou o sistema de
freios para iniciar a frenagem, com desaceleração constante igual a 10 m/s​2​. Desprezando-se a massa
do motorista, assinale a alternativa que apresenta, em joules, a variação da energia cinética desse
automóvel, do início da frenagem até o momento de sua parada.
a) + 4,0.10​5

b) + 3,0.10​5

c) + 0,5.10​5

d) – 4,0.10​5

e) – 2,0.10​5

3) Um motociclista desloca-se a 72 km/h em uma via retilínea. Em dado momento, a velocidade é


alterada para 108 km/h. Sendo a massa do conjunto (moto + motociclista) 350 kg, determine a variação
de energia cinética sofrida pelo motociclista.

a) 90 kJ
b) 107,5 kJ

c) 87,5 kJ

d) 97,5 kJ

e) 50 kJ

Energia Cinética e Trabalho


Para que um corpo sofra uma variação na sua velocidade, é necessário que um trabalho seja realizado
sobre ele. Essa variação na velocidade do corpo faz com que sua energia cinética varie.

T = ∆Ec
Onde,
T: trabalho (J)
∆Ec: variação da energia cinética (J)

4) Qual o trabalho que deverá ser realizado sobre um corpo de massa igual a 6 kg, para que sua
velocidade passe de 4 m/s para 20 m/s?

Energia Potencial Gravitacional


Epg = m . g . h
Sendo,
m o valor da massa do corpo. A unidade de medida da massa no sistema internacional (SI) é kg.
g o valor da aceleração da gravidade local. Sua unidade de medida no SI é m/s2.
h o valor da distância do corpo em relação a um nível de referência. Sua unidade no SI é m.

5) Um vaso com uma flor está em uma varanda, no segundo andar de


um prédio (ponto A). Sua altura em relação ao chão é de 6,0 m e sua
massa é igual a 2,0 kg.

Considere a aceleração da gravidade local igual 10 m/s2. Responda:


a) Qual o valor da energia potencial gravitacional do vaso nesta posição?

b) O cabo que sustenta o vaso arrebenta e ele começa a cair. Qual o


valor da sua energia potencial gravitacional, ao passar pela janela do
primeiro andar (ponto B da figura)?
c) Qual o valor da energia potencial gravitacional do vaso, ao atingir o solo (ponto C)?

Energia Potencial Elástica


Energia potencial elástica é a energia associada às propriedades elásticas de uma mola.

Sendo,
K a constante elástica da mola. Sua unidade no sistema internacional (SI) é N/m ( newton por metro ).
X deformação da mola. Indica quanto que a mola foi comprimida ou esticada. Sua unidade no SI é o m
( metro ).
Epe energia potencial elástica. Sua unidade no SI é J ( joule ).
Quanto maior for o valor da constante elástica da mola e a sua deformação, maior será a energia
armazenada no corpo (Epe).

Força elástica na mola

F=K.x
Onde,

F​: força aplicada no corpo elástico (N)

K​: constante elástica (N/m)

x​: variação sofrida pelo corpo elástico (m)

6) (Enem-2012) Os carrinhos de brinquedo podem ser de vários tipos. Dentre eles, há os movidos a
corda, em que uma mola em seu interior é comprimida quando a criança puxa o carrinho para trás. Ao
ser solto, o carrinho entra em movimento enquanto a mola volta à sua forma inicial. O processo de
conversão de energia que ocorre no carrinho descrito também é verificado em:

a) um dínamo.

b) um freio de automóvel.

c) um motor a combustão.

d) uma usina hidroelétrica.

e) uma atiradeira (estilingue).

7) (FUND. CARLOS CHAGAS) Uma mola elástica ideal, submetida a ação de uma força de intensidade
F = 10N, está deformada de 2,0cm. A energia elástica armazenada na mola é de:
a) 0,10J
b) 0,20J
c) 0,50J
d) 1,0J
e) 2,0J

Gabarito
1) Ec = 3000
2) ΔE​C​ = – 4 . 10​5 ​J
3) ΔE​C​ = 87.500 J = 87,5 kJ
4) 1152 Joules
5) a) Epga = 120 J
b) 2,8 m
c) 0 J
6) 0,10J

Você também pode gostar