Você está na página 1de 92

Prof.

Fabricio Scheffer

01 - (ITA SP/2002) corrente para a qual a bateria estará em curto-


Numa prática de laboratório, um estudante circuito. Justifique suas respostas.
conectou uma bateria a uma resistência, obtendo b) Esboce o gráfico da potência P fornecida
uma corrente i1. Ligando em série mais uma bateria, pela bateria a um circuito externo em função da
idêntica à primeira, a corrente passa ao valor i2. corrente elétrica i que a atravessa, determinando o
Finalmente, ele liga as mesmas baterias em paralelo valor máximo dessa potência.
e a corrente que passa pelo dispositivo torna-se i3.
Qual das alternativas abaixo expressa uma relação 04 - (UNIFESP SP/2002)
existente entre as correntes i1, i2 e i3? Dispondo de um voltímetro em condições ideais,
a) i2i3 = 2i1 (i2 + i3). um estudante mede a diferença de potencial nos
b) 2i2 i3 = i1 (i2 + i3). terminais de uma pilha em aberto, ou seja, fora de
c) i2i3 = 3i1 (i2 + i3). um circuito elétrico, e obtém 1,5 volts. Em seguida,
d) 3i2i3 = i1(i2 + i3). insere essa pilha num circuito elétrico e refaz essa
e) 3i2i3 = 2i1 (i2 + i3). medida, obtendo 1,2 volts. Essa diferença na
medida da diferença de potencial nos terminais da
02 - (UFPR/2001) pilha se deve à energia dissipada no:
Sabe-se que em um transformador não há, a) interior da pilha, equivalente a 20% da
necessariamente, ligação elétrica entre o condutor energia total que essa pilha poderia fornecer.
do enrolamento primário e o do secundário. b) circuito externo, equivalente a 20% da
Entretanto, a energia elétrica é transmitida do energia total que essa pilha poderia fornecer.
primário para o secundário. A partir destes fatos e c) interior da pilha, equivalente a 30% da
dos conhecimentos sobre eletromagnetismo, é energia total que essa pilha poderia fornecer.
correto afirmar: d) circuito externo, equivalente a 30% da
01. A corrente elétrica do enrolamento energia total que essa pilha poderia fornecer.
secundário não influi no funcionamento do e) interior da pilha e no circuito externo,
primário. equivalente a 12% da energia total que essa pilha
02. O transformador só funciona com corrente poderia fornecer.
elétrica variável.
04. É a variação do fluxo do campo magnético 05 - (UEPG PR/2002)
nos enrolamentos que permite a transmissão da Sobre o gerador de energia elétrica representado
energia elétrica. pelo gráfico abaixo, assinale o que for correto.
08. A diferença de potencial nos terminais do
enrolamento secundário é sempre menor que a 25
E(V)
diferença de potencial nos terminais do primário.
16. A corrente elétrica é sempre a mesma nos 20
enrolamentos primário e secundário.
15
03 - (UFF RJ/1994) 10
O funcionamento de uma bateria elétrica pode ser
descrito pelo gráfico U x i a seguir, onde U é a 5
diferença de potencial entre os terminais da bateria
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 i(A)
quando a mesma á atravessada pela corrente
01. Sua corrente de curto-circuito é igual a 12,5
elétrica i.
A
02. Sua resistência interna é igual a 2 
04. Sua força eletromotriz é igual a 20 V
08. Não é possível calcular a força eletromotriz
e a corrente de curto-circuito com base nas
informações do gráfico.
16. A resistência interna da fonte não é
constante porque o aumento da demanda de
corrente dessa fonte acarreta a redução de sua
d.d.p.
a) Determine os valores da f. e. m. da bateira e
de sua resistência interna, bem como o valor da

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

06 - (FUVEST SP/2006) e) 0,600 112


Uma bateria possui força eletromotriz  e
resistência interna R0. Para determinar essa 09 - (UNIFOR CE/1998)
resistência, um voltímetro foi ligado aos dois pólos Considere o circuito abaixo.
da bateria, obtendo-se V0 =  (situação I). Em
seguida, os terminais da bateria foram conectados a
uma lâmpada. Nessas condições, a lâmpada tem
resistência R = 4  e o voltímetro indica VA
(situação II), de tal forma que V0/VA = 1,2. Dessa
experiência, conclui-se que o valor de R0 é

A diferença de potencial entre os pontos X e Y do


circuito representado no esquema, em volts, é
igual a
a) 60
b) 30
c) 20
a) 0,8  d) 15
b) 0,6  e) zero
c) 0,4 
d) 0,2  10 - (MACK SP/2006)
e) 0,1  No circuito elétrico ilustrado ao lado, o
amperímetro A é considerado ideal e o gerador, de
07 - (PUC RS/1999) força eletromotriz  , possui resistência interna r =
Pilhas comerciais de 1,5 V são comercializadas em 0,500  . Sabendo-se que a intensidade de corrente
tamanhos pequeno, médio e grande. O tamanho elétrica medida pelo amperímetro é 3,00 A, a
tem relação com a potência do aparelho que a pilha energia elétrica consumida pelo gerador no
deve alimentar. Considerando-se as três pilhas e intervalo de 1,00 minuto é:
três lâmpadas idênticas de lanterna, cada pilha
alimentando uma lâmpada, após um tempo
considerável de desgaste, a pilha grande estará
originando maior _________, revelando possuir,
internamente, _________ do que as outras.
a) força eletromotriz menor resistência
b) força eletromotriz maior resistência
c) corrente maior força eletromotriz
a) 480 J
d) energia menor força eletromotriz
b) 810 J
e) corrente menor resistência
c) 1,08 kJ
d) 1,62 kJ
08 - (PUC RS/2001)
e) 4,80 kJ
Uma bateria de automóvel é comercializada com a
informação de que ela é de 12 volts e de 30
amperes.hora. Estes dados permitem concluir que a
bateria pode fornecer energia de ________
kwatt.hora, e carga elétrica de ________ kC.
a) 0,120 100
b) 0,150 102
c) 0,360 108
d) 0,480 110

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

11 - (CEFET GO/2001) O valor da resistência interna da pilha, em  , é


Sobre geradores e receptores elétricos, analise as a) 100.
proposições a seguir, colocando V para as b) 120.
verdadeiras e F para as falsas. c) 150.
a) O gerador é um aparelho elétrico que d) 180.
transforma uma modalidade qualquer de energia e) 300.
em energia elétrica.
b) Os motores são receptores ativos, nos quais 14 - (UFRRJ/2000)
ocorre somente a transformação de energia elétrica O gráfico abaixo representa a curva de uma bateria
em energia mecânica. de certa marca de automóvel.
c) O rendimento de um gerador é tanto maior
quanto menor for a resistência interna desse U(V)

gerador.
d) Na condição de potência útil máxima, o 15

rendimento do gerador vale 100%.

12 - (PUC MG/2005)
No circuito abaixo, V e A representam
respectivamente um voltímetro e um amperímetro, 60 i(A)
ambos ideais. As medidas de Vab e I estão Quando o motorista liga o carro tem-se a corrente
mostradas no gráfico abaixo. O valor da resistência máxima ou corrente de curto circuito. Neste caso:
R é: a) qual a resistência interna da bateria?
b) qual a máxima potência desta bateria?

15 - (PUC MG/2006)
No circuito abaixo, o valor da resistência do resistor
R não é conhecido e M1 e M2 representam
instrumentos de medição elétrica instalados
corretamente. Suas leituras serão, respectivamente,
iguais a:

a) 30 
b) 7,5 
c) 5,0  a) M1 : 36 V e M2 : 16 A
d) depende do valor de  . b) M1 : 2  e M2 : 36 V
c) M1 : 2 A e M2 : 32 V
13 - (UFSCar SP/2007) d) M1 : 4 V e M2 : 32 V
O gráfico mostra valores dos potenciais elétricos em
um circuito constituído por uma pilha real e duas
lâmpadas idênticas de 0,75 V – 3 mA, conectadas
por fios ideais.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

16 - (UNICAMP SP/1997) intensidade 2 A. A força eletromotriz do gerador


A figura abaixo mostra o circuito elétrico ideal é:
simplificado de um automóvel, composto por uma
bateria de 12V e duas lâmpadas L1 e L2 cujas
resistências são de 6,0 cada. Completam o circuito
uma chage liga-desliga (C) e um fusível de proteção
(F). A curva tempo x corrente do fusível também é
apresentada na figura abaixo. Através desta curva
pode-se determinar o tempo necessário para o a) 24 V
fusível derreter e desligar o circuito em função da b) 18 V
corrente que passa por ele. c) 15 V
d) 12 V
e) 6V
F C
L L2 19 - (ITA SP/2006)
V Quando se acendem os faróis de um carro cuja
bateria possui resistência interna ri  0,050  , um
t(s) amperímetro indica uma corrente de 10 A e um
10 voltímetro uma voltagem de 12 V. Considere
desprezível a resistência interna do amperímetro.
1
Ao ligar o motor de arranque, observa-se que a
0,1 leitura do amperímetro é de 8,0 A e que as luzes
diminuem um pouco de intensidade. Calcular a
1 5 10 i(A)
corrente que passa pelo motor de arranque quando
os faróis estão acesos.
a) Calcule a corrente fornecida pela bateria
com a chave aberta.
b) Determine por quanto tempo o circuito irá
funcionar a partir do momento em que a chave é
fechada.
c) Determine o mínimo valor da resistência de
uma lâmpada a ser colocada no lugar de L2 de
forma que o circuito possa operar indefinidamente 20 - (EFEI/2005)
sem que o fusível de proteção derreta. A figura representa uma usina geradora de corrente
contínua G, que fornece energia a uma fábrica
17 - (UNIFOR CE/2006) distante, por meio de uma linha de transmissão
No circuito esquematizado abaixo, o amperímetro, suposto (condutores BC e AD). A tensão nos terminais do
ideal, indica 2,0 A. gerador VBA vale 230 V e a corrente na linha 50 A. O
ponto A está ligado à Terra. Se cada um dos
condutores BC e AD têm uma resistência de 0,1 ,
calcule:

Nestas condições, e de acordo com os valores indicados no


esquema, o rendimento de gerador de f.e.m. E e resistência
interna r é de
a) 50%
b) 60%
c) 70%
d) 80%
e) 90%

18 - (MACK SP/2003)
a) a tensão que chega à fábrica;
No circuito elétrico representado ao lado, o resistor
b) a potência fornecida à fábrica.
de 4  é percorrido pela corrente elétrica de

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

21 - (FMTM MG/2004) aberta, e depois fechada, serão, respectivamente,


Na análise da diferença de potencial e da corrente de
elétrica em um gerador, obteve-se a tabela a) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 2,0 ; 4,0 ; zero
b) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 4,0 ; 8,0 ; zero
c) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 6,0 ; 4,0 ; 2,0
d) 6,0 ; 4,0 ; 2,0 e 4,0 ; 6,0 ; 2,0
e) 6,0 ; 4,0 ; 2,0 e 8,0 ; 4,0 ; zero
O maior valor para a corrente elétrica dada por esse
gerador, supondo que a resistência interna do 24 - (UNICAP PE/2004)
gerador se mantenha constante, é, em A, 00. Dois resistores de mesma resistência são
a) 4,0. associados em paralelo. Quando o conjunto é
b) 2,0. submetido a uma d.d.P de 100V, cada resistor é
c) 1,0. percorrido por uma corrente de 5A. Podemos
d) 0,6. afirmar que cada resistor possui uma resistência de
e) 0,5. 20 .
01. O circuito mencionado no item anterior
22 - (UFOP MG/2006) dissipa uma potência total de 500watts.
Na figura abaixo, observamos um circuito de 02. Um gerador alimenta um circuito com
corrente contínua formado por várias resistências potência máxima. Podemos afirmar que o módulo
de valor R  11 alimentadas por uma bateria cuja da d.d.P em sua resistência interna é igual à metade
ddp é de 110 volts. de sua força eletromotriz.
O número N de resistências em paralelo para que a (No circuito da figura 11, o gerador e os fios são
potência total dissipada no circuito seja de 500 ideais. Recorra a esta informação e observe a
watts é: figura, a fim de responder às proposições 03. e 04.)

03. A corrente I é 10A.


04. A d.d.P VB – VA entre os pontos A e B é 10 V .
3

25 - (UEPB/2005)
a) 4 Michael Faraday, na primeira metade do século XIX,
b) 5 introduziu, a partir da noção de linhas de força, o
c) 6 conceito de campo em substituição ao conceito de
d) 7 ação à distância, que prevalecia até então, na
Eletricidade, no Magnetismo e na Gravitação. Hoje,
23 - (PUC RS/2005) na Física, falamos em diversos tipos de campo, a
INSTRUÇÃO: Responder à questão com base na exemplo do campo magnético, campo elétrico e
figura a seguir, que representa um circuito elétrico campo gravitacional, cada um associado a um tipo
com gerador de corrente contínua. de fonte (um imã, uma partícula carregada, uma
massa). Utilize F para falso e V para verdadeiro, nas
seguintes proposições sobre as propriedades do
campo elétrico.

( ) O módulo do campo elétrico criado por uma


carga puntiforme depende do meio no qual a carga
As diferenças de potencial elétrico, em volts, em se encontra.
cada um dos resistores R1, R2 e R3 com a chave S

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

( ) As linhas de força do campo elétrico criado R


por uma carga elétrica puntiforme se cruzam no
espaço.
( ) A direção do vetor campo elétrico criado + LED
12V
por uma carga puntiforme depende do sinal da -
carga.
( ) No interior de um condutor submetido a
uma diferença de potencial (ddp), o vetor campo
elétrico aponta no sentido do potencial mais baixo. Nessas condições, a resistência desse resistor, em
( ) O módulo do campo elétrico no interior de ohms, é:
uma esfera metálica de raio R e carregada com a) 700
Q b) 7000
carga positiva Q é constante com valor E  k .
R2 c) 9000
d) 0,9
Assinale a alternativa que corresponde à seqüência e) 900
correta:
a) FFFFF 28 - (UEM PR/2005)
b) VVVVV Com base no circuito da figura a seguir,
c) VFFVF considerando que as resistências dos resistores são
d) VVVFV iguais e valem 3,0  e que  = 10,0 V, assinale o que
e) FVFVF for correto.

26 - (PUC SP/2005)
Dispõe-se de uma pilha de força eletromotriz 1,5 V
que alimenta duas pequenas lâmpadas idênticas, de
valores nominais 1,2 V  0,36 W.
Para que as lâmpadas funcionem de acordo com
suas especificações, a resistência interna da pilha
deve ter, em ohm, um valor de, no mínimo,
a) 0,1 01. Quando as chaves S1 e S2 estão fechadas, a
b) 0,2 corrente que passa pelo amperímetro é 2,0 A.
c) 0,3 02. Quando as chaves S1 e S2 estão fechadas, a
d) 0,4 diferença de potencial no resistor R2 é 4 V.
e) 0,5 04. Quando as chaves S1 e S2 estão fechadas, a
potência fornecida pela bateria  é 20 W.
27 - (UDESC/2005) 08. Independente da chave S1 estar fechada ou
Os aparelhos eletrônicos como rádios, televisores, aberta, a potência fornecida pela bateria é igual à
DVDs e vídeos têm um pequeno ponto de luz (em soma das potências dissipadas por efeito Joule em
geral vermelho ou verde) que serve para indicar se cada resistor.
o aparelho está ligado ou desligado. Essa luz é 16. A potência fornecida pela bateria é a
emitida por um dispositivo chamado LED mesma independente de a chave S1 estar aberta ou
(traduzindo do inglês: diodo emissor de luz) quando fechada.
percorrido por uma corrente de 15mA e sob uma 32. Quando a chave S1 está fechada e S2 aberta,
tensão de 1,5V entre seus extremos. Para ligar um a diferença de potencial no resistor R2 é igual à da
LED em um painel de carro, alimentado por uma bateria .
bateria de 12V, é necessário usar um resistor R em
série para diminuir a tensão aplicada no LED,
conforme o esquema abaixo.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

29 - (UEPG PR/2005) d) Vb  Va = ( + ir); Vc  Vb = Q ; Vd  Va =


A figura abaixo representa um circuito elétrico C
composto por três lâmpadas idênticas, uma fonte Ri; Vd  Vc = 0
de força eletromotriz e uma chave. Fechando-se a e) Vb  Va = (  ir); Vc  Vb = Q ; Vd  Va =
chave, uma corrente elétrica é estabelecida no C
circuito. Sobre esta situação, assinale o que for Ri; Vd  Vc = 0
correto.
31 - (UFF RJ/2005)
As extremidades de dois cilindros condutores
idênticos, de resistência R e comprimento L = 5,0
cm,
estão ligadas, por fios de resistência desprezível,
aos terminais de uma fonte de força eletromotriz 
= 12 V e resistência interna r = 0,50 , conforme
mostra o esquema abaixo. Em um dos ramos está
ligado um amperímetro ideal A.

01. A corrente elétrica que percorre cada uma


das lâmpadas do circuito é diretamente
proporcional ao valor de sua resistência.
02. A potência dissipada no circuito pode ser
2
calculada pela equação P   .
R
04. Se mais lâmpadas forem adicionadas ao
circuito, a intensidade luminosa de cada lâmpada Sabendo que o amperímetro fornece uma leitura
irá aumentar. igual a 2,0 A, determine:
08. A diferença de potencial em cada lâmpada é a) a diferença de potencial elétrico entre os
proporcional à sua resistência. pontos P e Q, identificados na figura
16. A intensidade de corrente elétrica através b) a resistência elétrica R do cilindro

do circuito pode ser calculada pela equação i   . c) o campo elétrico E, suposto constante, no
R interior de um dos cilindros, em N/C

30 - (UFC CE/2005) 32 - (UFJF MG/2005)


As figuras I, II, III e IV são partes de um circuito RC Um disjuntor é um interruptor elétrico de proteção
cuja corrente i tem o sentido convencional. que desarma quando a corrente num circuito
elétrico ultrapassa um certo valor. A rede elétrica
de 110 Volts de uma residência é protegida por um
disjuntor de 40 Ampères, com tolerância de  5%.
Se a residência dispõe de um chuveiro elétrico de
3960 Watts, um ferro de passar roupas de 880
Watts e algumas lâmpadas de 40 Watts:
Analise as figuras e assinale dentre as alternativas abaixo a a) Determine o maior valor de corrente que passa pelo
que apresenta corretamente as diferenças de potenciais entre disjuntor, abaixo do qual ele não desarma, com certeza (o limite
os diversos pontos do circuito. inferior da faixa de tolerância). Determine também o menor
valor da corrente, acima do qual o disjuntor desarma, com
a) Vb  Va =  + ir; Vc  Vb = Q ; Vd  Va = Ri; Vd certeza (o limite superior da faixa de tolerância).
C
 Vc = 0 b) O chuveiro e o ferro de passar roupas
podem ser ligados juntos sem que o disjuntor
b) Vb  Va = (  ir); Vc  Vb = Q ; Vd  Va = Ri;
C desarme? Justifique por meio de cálculos.
Vd  Vc = 0 c) Quando o chuveiro está ligado, quantas
lâmpadas podem ser ligadas sem que o disjuntor
c) Vb  Va =   ir; Vc  Vb = Q ; Vd  Va = Ri; Vd
C desarme com certeza? Justifique por meio de
 Vc = 0 cálculos.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

33 - (UFMT/2005) Considere o circuito elétrico esquematizado,


A figura abaixo apresenta a leitura de um constituído por um gerador de f.e.m. E e resistência
amperímetro. interna r, um amperímetro ideal A, dois resistores
de resistências R1  20 e R 2  5 e uma chave
interruptora K.

Assinale o circuito cujo amperímetro apresenta a


mesma leitura indicada na figura.
Dados:
Considere em cada circuito: Com a chave K aberta, o amperímetro indica 1,5A e fechando a
chave passa a indicar 5,5A. Nessas condições, os valores de E,
 E = 10 V
em volts, e de r, em ohms, são, respectivamente:
 R = 2  de cada um dos resistores a) 33 e 2
b) 33 e 1
a) b) c)
c) 22 e 1
d) 11 e 2
e) 11 e 1
d) e)
36 - (UFF RJ/2006)
Alessandro Volta foi o primeiro cientista a produzir
um fluxo contínuo de corrente elétrica, por volta do
ano 1800. Isso foi conseguido graças ao artefato
que inventou, ao “empilhar” vários discos de cobre
e zinco, separados por discos de papelão
embebidos em água salgada. O artefato recebeu o
34 - (UFSCar SP/2005) nome de pilha voltaica.
Com respeito aos geradores de corrente contínua e
suas curvas características U x i, analise as
afirmações seguintes:

I. Matematicamente, a curva característica de


um gerador é decrescente e limitada à região
contida no primeiro quadrante do gráfico.
II. Quando o gerador é uma pilha em que a
resistência interna varia com o uso, a partir do
momento em que o produto dessa resistência pela A força eletromotriz  e a resistência interna r de
corrente elétrica se iguala à força eletromotriz, a uma pilha podem ser determinadas, medindo-se,
pilha deixa de alimentar o circuito. simultaneamente, a diferença de potencial entre
III. Em um gerador real conectado a um seus terminais e a corrente através da pilha em
circuito elétrico, a diferença de potencial entre seus duas situações distintas. Para fazer essas medidas,
terminais é menor que a força eletromotriz. dispõe-se de dois resistores diferentes R1 e R2, um
voltímetro V, um amperímetro A e uma chave S que
Está correto o contido em: pode fechar o circuito de duas maneiras distintas.
a) I, apenas.
b) II, apenas. Assinale a opção que representa o circuito que
c) I e II, apenas. permite realizar os dois conjuntos de medidas,
d) II e III, apenas. alternando-se a posição da chave S entre os pontos
e) I, II e III. designados por 1 e 2.
35 - (UNIFOR CE/2005)

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

determinar a força eletromotriz do gerador. Para o


gerador indicado na figura, o valor encontrado foi
a) b) 20 V. Curioso por saber se o gerador possuía ou não
resistência interna, um aluno monta o circuito ao
lado e percebe que a intensidade de corrente no
resistor de 8,0  é 2,0 A . Cálculos complementares
permitiram que o aluno concluísse que a resistência
interna do gerador:

c) d)

a) Vale 0,4 
b) Vale zero, pois se trata de um gerador ideal
c) Vale 1,0 
e) d) Dissipa uma potência de 3,0 W
e) Vale 0,5 

39 - (UFAL/2002)
37 - (UFLA MG/2006) Uma pilha de força eletromotriz 1,50 V, com muitas
O circuito elétrico mostrado abaixo é constituído horas de uso, está ligada a um resistor de 300  ,
por um gerador ideal (resistência interna nula), fornecendo uma corrente elétrica de intensidade
resistores distribuídos nos ramos e uma chave CH igual a 4,00 mA.
para permitir ou não a passagem da corrente Calcule:
elétrica pela resistência Rx. a) o valor da ddp nos terminais da pilha;
b) a resistência interna da pilha.

40 - (UESPI/2008)
O circuito indicado na figura é composto por uma
bateria ideal de força eletromotriz ε e cinco
resistores ôhmicos idênticos, cada um deles de
resistência elétrica R. Em tal situação, qual é a
intensidade da corrente elétrica que atravessa a
Considerando a chave CH aberta, calcule: bateria ideal?
a) A corrente elétrica fornecida pelo gerador.
b) A diferença de potencial VAD nos resistores
de 40Ω.
Considerando a chave CH fechada, o gerador passa
a fornecer uma corrente elétrica duas vezes maior
que o valor inicial. Calcule:
c) A diferença de potencial no resistor
desconhecido Rx. a) 3 /(7 R )
d) O valor da resistência Rx.
b)  /(5R )
c) 3 /( 4 R )
38 - (UNIRIO RJ/2006)
Medir a diferença de potencial nos terminais de um d) 4 /(5R )

gerador que não se encontra em funcionamento é e) /R

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

41 - (UPE/2008)
No circuito representado na figura a seguir, a força
eletromotriz do gerador é de 3,0 V, e sua resistência
interna é de 0,5 . Considerando desprezível a
resistência do circuito e d desprezível comparado Assinale a alternativa que representa corretamente os valores
com L, analise os itens a seguir. lidos no amperímetro e no voltímetro, respectivamente.
a) 4,5 A e 36,0 V
b) 4,5 A e 9,00 V
c) 6,0 A e 33,0 V
d) 1,5 A e 12,0 V
e) 7,2 A e 15,0 V
I. As forças de interação entre os dois ramos
mais longos do circuito são perpendiculares aos 44 - (UFF RJ/2010)
condutores e atuam em sentidos opostos. Um certo dispositivo, quando submetido a uma
II. As forças de interação entre os dois ramos diferença de potencial variável, apresenta corrente
mais longos do circuito são perpendiculares aos elétrica I em ampères, como função da diferença de
condutores e atuam no mesmo sentido. potencial VD em volts aplicada aos seus terminais,
III. O módulo de cada uma das forças de conforme mostra o gráfico abaixo.
interação entre os dois ramos maiores do circuito é
proporcional ao quadrado da intensidade da
corrente elétrica que percorre o circuito.
IV. A intensidade da corrente elétrica que
percorre o circuito vale 10 A.

É correto afirmar que


a) todos os itens estão corretos.
b) todos os itens estão incorretos.
c) apenas os itens I e III estão corretos.
d) os itens II, III e IV estão corretos.
e) apenas o item I está correto.

42 - (FEI SP/2008) Esse dispositivo é utilizado, com uma lâmpada de


No circuito abaixo, qual é o valor da resistência R resistência R = 50 e uma fonte de d.d.p. variável
para que o amperímetro marque 2A? , no circuito esquematizado na figura a seguir.

Adote g = 10 m/s2
a) 2,5 
b) 5,0 
c) 7,5 
d) 10 
O dispositivo é simbolizado por uma caixa preta e
e) 50 
designado pela letra D.
43 - (UDESC/2008)
Uma bateria de força eletromotriz igual a 36 V, e resistência a) Desenhe o gráfico da diferença de potencial
interna igual a 0,50  , foi ligada a três resistores: R1 = 4,0  ; da fonte em função da corrente elétrica no circuito.
R2 = 2,0  e R3 = 6,0  , conforme ilustra a figura abaixo. Na b) Determine a diferença de potencial da fonte
figura, A representa um amperímetro ideal e V um voltímetro para que a potência dissipada na lâmpada seja de
também ideal.
4,5 W.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

45 - (UESPI/2011) d) a intensidade da corrente elétrica que o


Uma bateria de força eletromotriz 12 V é ligada a atravessa é de 5,6A, quando a tensão em seus
um resistor ôhmico de resistência 8 . A corrente terminais é de 12,0V.
elétrica gerada é de 1,2 A. Pode-se concluir que a e) ele apresenta um rendimento de 45%,
bateria possui uma resistência interna de: quando atravessado por uma corrente elétrica de
intensidade i = 3,0A.
a) 10 
b) 8 48 - (FATEC SP/2013)
c) 6 Como funciona uma usina nuclear?
d) 4 A fissão dos átomos de urânio dentro das varetas
e) 2 do elemento combustível aquece a água que passa
pelo reator a uma temperatura de 320 graus
46 - (UFTM/2011) Celsius. Para que não entre em ebulição – o que
A figura mostra um circuito formado por um ocorreria normalmente aos 100 graus Celsius – esta
gerador G, uma chave interruptora Ch e fios de água é mantida sob uma pressão 157 vezes maior
ligação, todos considerados ideais, e por três que a pressão atmosférica.
lâmpadas iguais. Na situação inicial, a chave Ch está O gerador de vapor realiza uma troca de calor entre
fechada. as águas de um primeiro circuito e as águas de um
circuito secundário, os quais são independentes
entre si. Com essa troca de calor, as águas do
circuito secundário se transformam em vapor e
movimentam a turbina, que, por sua vez, aciona o
gerador elétrico.
(eletronuclear.gov.br/Saibamais/Espa%C3%A7odoC
onhecimento/Pesquisaescolar/
EnergiaNuclear.aspx Acesso em: 15.02.2013.
Adaptado)

Usando como base apenas o texto apresentado,


Quando a chave for aberta, o circuito dissipará uma identificam-se, independentemente da ordem, além
potência elétrica da energia nuclear, três outros tipos de energia:

a) 50% menor do que na situação inicial. a) elétrica, luminosa e eólica.


b) 50% maior do que na situação inicial. b) elétrica, eólica e mecânica.
c) igual à dissipada na situação inicial. c) elétrica, mecânica e térmica.
d) 25% maior do que na situação inicial. d) térmica, mecânica e luminosa.
e) 25% menor do que na situação inicial. e) térmica, mecânica e eólica.

47 - (UEFS BA/2010)
O gerador elétrico é um dispositivo que fornece
energia às cargas elétricas elementares, para que
essas se mantenham circulando.

Considerando-se um gerador elétrico que possui


fem  = 40,0V e resistência interna r = 5,0, é
correto afirmar que

a) a intensidade da corrente elétrica de curto


circuito é igual a 10,0A.
b) a leitura de um voltímetro ideal ligado entre
os terminais do gerador é igual a 35,0V.
c) a tensão nos seus terminais, quando
atravessado por uma corrente elétrica de
intensidade i = 2,0A, é U = 20,0V.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

49 - (UFAL/2013) 51 - (ITA SP/2002)


Comumente denomina-se gerador qualquer Você dispõe de um dispositivo de resistência R = 5 r;
aparelho no qual a energia química, mecânica ou de e de 32 baterias idênticas, cada qual com
outra natureza é transformada em energia elétrica. resistência r e força eletromotriz V. Como seriam
A curva característica é o gráfico que relaciona a associadas as baterias, de modo a obter a máxima
intensidade de corrente i no gerador com a corrente que atravesse R? Justifique.
diferença de potencial (ddp) U entre seus terminais.
Considerando que o gráfico a seguir representa a 52 - (UFLA MG/1999)
curva característica de um gerador hipotético, qual Uma bateria de 10V, de resistência interna
a intensidade da corrente de curto-circuito desse desprezível, é usada para carregar um capacitor de 5
gerador? F que está em série com um resistor de 10.
Marque a alternativa que fornece os valores corretos
para a corrente inicial I0 e a carga final do capacitor.
a) I0 = 2A , Qf = 50 C
b) I0 = 2A , Qf = 100 C
c) I0 = 1A , Qf = 100 C
d) I0 = 1A , Qf = 50 C
e) I0 = 2A , Qf = 500 C

53 - (UNIMAR SP/2001)
No circuito elétrico abaixo, os valores da corrente
do circuito, ddp entre A e B e a carga elétrica
armazenada no capacitor respectivamente, são:
a) 0,15 A. Dados: U  R  I U  E  r  i (gerador)
b) 1,5 A. Q  C  U (capacitor)
c) 15 A.
d) 30 A. A

e) 32 A 8
+

50 - (UFES/2013) - E = 32V
C = 2F
O circuito indicado ao lado é composto de uma 6 Capacitor
bateria não ideal e de uma carga resistiva (lâmpada
2
L). O gráfico ao lado representa a curva
característica tensão U versus corrente I que a
bateria fornece a diferentes cargas. Considere que a B
bateria esteja operando com uma particular a) 3,2 A ; 19,2 V ; 38,4C
lâmpada, à qual fornece a particular corrente I = 6,0
A . Determine b) 2 A ; 12 V ; 24C
c) 1,6 A ; 9,6 V ; 19,2C

d) 0,8 A ; 4,8 V ; 19,2C


e) 1,6 A ; 4,8 V ; 19,2C

a) a força eletromotriz da bateria;


b) a resistência interna da bateria;
c) a resistência dessa particular lâmpada;
d) a potência elétrica dissipada por essa
lâmpada e o rendimento (eficiência) da bateria
nessa situação de operação.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

54 - (UFLA MG/2001)
Dado o circuito abaixo e supondo o capacitor + +
carregado, qual será a sua carga?

+ +
1,5V 1

A . 1F 10
.
B
Marque a alternativa CORRETA:
a) João tem razão porque a mesma corrente
está passando pelas lâmpadas nos dois casos.
9V b) Manuel tem razão porque deve-se
considerar a resistência interna das pilhas.
1,5
c) João tem razão porque em ambos os casos
a) 10,5 C a d.d.p. a que está submetida cada uma das
b) 9,0 C lâmpadas é a mesma.
c) 1,5 C d) Manuel tem razão porque a d.d.p. a que
d) 4,5 C cada uma das lâmpadas está submetida na segunda
e.) Zero situação é o dobro da d.d.p. verificada na primeira
situação.
55 - (UFF RJ/1995)
Um pequeno motor M conectado a uma bateria 57 - (FMTM MG/2004)
deve ser protegido por um fusível F. A tensão Um resistor R1, de resistência R, encontra-se
aplicada ao motor deve ser medida por um submetido a uma fonte de tensão V e é percorrido
voltímetro V. por uma corrente elétrica de intensidade i (Figura
A figura que melhor ilustra a ligação correta destes 1). Ao se inserir, simultaneamente, dois resistores
elementos é: idênticos a R1, R2 em série, e R3 em paralelo com o
a. d.
primeiro (Figura 2), a tensão e a corrente sobre o
resistor R1 serão, respectivamente,

F V F
M M V
b. c.

a) V e i.
F b) V/2 e 3i.
M M c) V/3 e 3i.
F V V d) V/2 e i/3.
e) V/3 e i/3.
56 - (UFJF MG/2001)
Manuel tem duas lâmpadas de lanterna idênticas e
duas pilhas de 1,5 V. Ele faz as duas associações
representadas abaixo, verifica que ambas resultam
aparentemente na mesma luminosidade e então vai
discutir com seu amigo João sobre os circuitos. João
acha que são equivalentes, mas Manuel acha o
contrário.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

58 - (FGV/2006) 16. A explicação para o fato de que, quando


Neste circuito, quando a chave está na posição 1, o mantida ligada, depois de determinado tempo a
motor (M) não está sendo alimentado e a lâmpada lanterna deixa de iluminar está em que a força
(L1) permanece acesa. Quando a chave é eletromotriz de seus geradores (pilhas) diminui até
posicionada em 2, a lâmpada (L2) indica o o esgotamento de toda a energia.
funcionamento do motor.
60 - (MACK SP/2000)
Três pequenas lâmpadas idênticas, cada uma com a
inscrição nominal (0,5 W – 1,0 V), são ligadas em
série, conforme o circuito a seguir. Com a chave
aberta, o amperímetro A ideal acusa a intensidade
de corrente 300 mA. Com a chave fechada, este
mesmo amperímetro acusará a intensidade de
Dados: E = 10,0 V corrente:
E’ = 8,0 V
r1 = 0,5 
r2 = 7,5 
L1 = 2,0 
L2 = 2,0 
Sendo r1 a resistência interna do gerador (E) e r2 a
do motor elétrico (M), as indicações dos
amperímetros A1 e A2 quando a chave ch é ligada
em 1 e em 2, respectivamente, são:
a) 2,0 A e 0,5 A.
b) 2,0 A e 0,4 A.
c) 4,0 A e 0,5 A.
d) 4,0 A e 0,2 A. a) 187,5 mA
e) 5,0 A e 0,8 A. b) 375 mA
c) 400 mA
d) 525 mA
59 - (UEPG PR/2001) e) 700 mA
Sobre o circuito esquematizado abaixo, de uma
lanterna comum, de uso geral, considerando que
ela tem três pilhas de força eletromotriz igual, com 61 - (MACK SP/2000)
1,5 Volts cada uma, assinale o que for correto. No circuito a seguir, o gerador é ideal e o capacitor
está carregado com 72 nC. A capacitância
(capacidade) do capacitor vale:

01. A resistência interna dessa associação de três


geradores (pilhas) é igual à do gerador de maior
resistência interna.
02. A força eletromotriz dessa associação de
três geradores (pilhas) é igual à soma das forças
eletromotrizes dos geradores (pilhas) individuais.
04. As pilhas dessa lanterna são geradores cuja
energia é retirada da reação química dos elementos a) 4,0 nF
que os compõem. b) 3,0 nF
08. O esgotamento das pilhas de uma lanterna c) 2,5 nF
como essa significa que a resistência delas d) 2,0 nF
aumentou a ponto de reduzir a valores desprezíveis e) 1,5 nF
a corrente que passa pelos circuitos externos a elas.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

62 - (MACK SP/2000) A diferença de potencial, em volts, entre os pontos


Estudando um gerador elétrico, um técnico em A e B é:
eletricidade construiu o gráfico a seguir, no qual U é a) 4,0
a d.d.p. entre os terminais do gerador e i é a b) 6,0
intensidade de corrente elétrica que o atravessa. A c) 8,0
resistência elétrica desse gerador é: d) 10
e) 12
U(V)
65 - (UnB DF/1991)
5
Calcule a corrente, em ampères, que passa pela
resistência R3, sabendo-se que V = 30V, R1 = 1, R2
= 4 e R3 = 6.
2
i(A)
a) 1,0 
R3 R1
b) 1,5 
c) 2,5 
R2
d) 3,0 
e) 3,5 
66 - (UnB DF/1992)
63 - (PUC RS/2001)
Duas pilhas com forças eletromotriz (f.e.m.) e
Uma força eletromotriz contínua e constante é
resistência interna 1 = 2V, r1 = 1 e 2 = 1 e r2 =
aplicada sobre dois resistores conforme representa
1 respectivamente, estão ligadas conforme o
o esquema abaixo.
circuito abaixo. Para R2 = 5, calcule a intensidade
da corrente que passa através da resist~encia R (em
ampères). Multiplique o resultado por 11.

1 r1

R
A diferença de potencial, em volts, entre os pontos
A e B do circuito, vale:
a) 20
b) 15
c) 10
d) 8 2 r2

e) 6
67 - (UnB DF/1993)
64 - (PUC RS/2002) Julgue os itens abaixo.
Uma bateria nova de força eletromotriz E = 12V e 00. Num circuito elétrico, a corrente elétrica
resistência interna desprezível está ligada a dois que chega a um resistor é maior que a corrente que
resistores, R1= 4,0 e R2=8,0 , conforme o o deixa.
esquema: 01. Em uma lâmpada elétrica cargas elétricas
são transformadas em luz e calor.
02. Considere o circuito abaixo, no qual uma
bateria com força eletromotriz E e resistência
interna ri, não desprezível, é ligada a uma
resistência R. Se a resistência R for reduzida, a
diferença de potencial Vab também diminuirá.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

b final obtido após efetuar todos os cálculos


r1 solicitados.

R
E

a
03. Se uma partícula carregada eletricamente
penetra numa região de campo magnético
constante, o módulo de sua velocidade não sofrerá
alteração.
04. Uma bobina percorrida por uma corrente i
possui uma certa quantidade de energia
armazenada no campo magnético da bobina.

68 - (UnB DF/1994)
Considere o circuito representado na figura,
a) O número total de eletroplacas do peixe
constituído por três baterias com forças
elétrico, expressando a quantidade calculada em
eletromotrizes 1, 2, 3 e por dois resistores de milhares de eletroplacas.
resist~encias R1 e R2. b) A resistência equivalente em cad linha de
Julgue os itens abaixo. eletroplacas, em ohms, dividindo a quantidade
00. Se 1 = 2 = 3, a corrente elétrica no trecho calculada por 10.
A – B será nula apenas quando R1 = R2. c) A resistência equivalente do peixe elétrico,
01. Se 2 < 1 < 3 e R1 = R2, a corrente no trecho observada entre os pontos A e B, em ohms.
B – C fluirá do ponto B para o ponto C. d) A potência dissipada no peixe elétrico, em
02. A corrente elétrica que percorre o resistor watts, quando esta está submerso na água.
R2 não depende de 1. Multiplique a quantidade calculada por 10.
R1 R2
A C
70 - (UERJ/1997)
2
Deseja-se montar um circuito composto de:
- uma bateria V, para automóvel, de 12 V;
- duas lâmpadas incandescentes, iguais, de
B lanterna, L1 e L2 , inicialmente testadas e perfeitas,
1 3 cuja tensão máxima de funcionamento é 1,5 V;
- um resistor R de proteção às duas
69 - (UnB DF/2002) lâmpadas.
Um perigo para os mergulhadores em rios e
oceanos é o contato com peixes elétricos. Sabe-se Durante a montagem, um dos fios rompe-se, e o
que essa espécie produz eletricidade a partir de crcuito resultante fica da seguinte forma:
células biológicas (eletroplacas) que funcionam
como baterias elétricas. Certos peixes elétricos
encontrados na América do Sul contêm um
. R
conjunto de eletroplacas organizadas de forma L2
análoga ao circuito elétrico representado na figura V
acima. Existem, ao longo do corpo deles, 150 linhas L1
horizontais, com 5.000 eletroplacas por linha. Cada
eletroplaca tem uma força eletromotriz -  - de A afirmação que descreve melhor o estado final das
0,15V e uma resistência elétrica – R – interna de lâmpadas é:
0,30. A resistência da água – Rágua – em torno do a) ambas estão acesas.
peixe deve ser considerada igual a 740. Com base b) ambas não estão queimadas.
nessas informações, calcule uma das seguintes c) L1 está apagada L2 está acesa.
quantidades, desprezando, para a marcação na d) L1 está queimada e L2 está apagada.
Folha de Respostas, a parte fracionária do resultado

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

71 - (UFLA MG/2001) 32. A 1ª Lei de Kirchoff (Lei dos Nós) expressa a


Dado o circuito abaixo e supondo o capacitor conservação de cargas elétricas.
carregado, qual será a sua carga?
73 - (UFC CE/1997)
O circuito abaixo mostra uma bateria, B, ideal
(resistência interna nula), alimentando as lâmpadas
1,5V 1 idênticas, L1 e L2, além do receptor de rádio, R, que

A. 1F 10
. B
está transmitindo a programação da estação FM
Universitária.

9V

1,5
a) 10,5 C
b) 9,0 C Se alguém desligar a lâmpada L1:
c) 1,5 C a) o rádio deixa de funcionar e a lâmpada L2
d) 4,5 C permanece acesa;
e) Zero b) o rádio continua funcionando e a lâmpada
L2 apaga;
72 - (UFBA/2000) c) a lâmpada L2 passa a brilhar menos e
O circuito mostrado na figura ao lado é constituído volume do rádio diminui;
de duas pilhas e três resistores ôhmicos, d) a lâmpada L2 passa a brilhar mais e o
interligados por fios condutores ideais, nos quais volume do rádio aumenta;
são estabelecidas as correntes i1, i2, i3, i4 e i5, cujos e) a lâmpada L2 continua com a mesma
sentidos foram arbitrariamente indicados. luminosidade e o rádio continua funcionando com
mesmo volume.

74 - (FURG RS/2001)
Quatro lâmpadas L idênticas, conectadas conforme
mostra o circuito da figura, são alimentadas por
uma fonte F, que mantém uma corrente i.

i

L L
F

L L

Queimando uma das lâmpadas, qual será a nova


corrente fornecida pela fonte? Desconsidere a
Com base nos dados apresentados na figura, é resistência interna da fonte e trate as lâmpadas
correto afirmar: como resistores.
01. A queda de potencial no resistor de 3  é a) i/2
de 18 V. b) 2i/3
02. Os sentidos das correntes concordam com c) 3i/4
as indicações das respectivas setas mostradas na d) i
figura. e) 3i/2
04. Os valores absolutos das correntes i1 e i2
são, respectivamente, 1 A e 6 A.
08. A energia dissipada no resistor de 9 , num
intervalo de 10min, vale 5.400J.
16. A energia dissipada por segundo, no resistor
de 2 , é de 6J.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

75 - (FUVEST SP/1995) b) Geladeira e TV


Considere o circuito representado c) Geladeira e lâmpada
esquematicamente na figura. O amperímetro ideal d) Geladeira
A indica a passagem de uma corrente de 0,50 A. Os e) Lâmpada e TV
valores das resistências dos resistores R1 e R3 e das
forças eletromotrizes E1 e E2 dos geradores ideais 78 - (FUVEST SP/1997)
estão indicados na figura. O valor do resistor R2 não O circuito da figura é formado por 4 pilhas ideais de
é conhecido. Determine: tensão V e dois resistores idênticos de resistência R.
Podemos afirmar que as correntes i1 e i2, indicadas
D na figura, valem
A
R 1 = 0,50

+ E 1 = 6,0 V R2 R 3 = 10 + +
- + E 2 = 4,0 V V
-
R
C R
a) O valor da diferença de potencial entre os i2
+ i1 +
pontos C e D.
V V
b) A potência fornecida pelo gerador E1.

76 - (FUVEST SP/1995) a) i1 = 2V/R e i2 = 4V/R


É dada uma pilha comum, de força eletromotriz  = b) i1 = zero e i2 = 2V/R
1,5 V e resistência interna igual a 1,0 . Ela é ligada c) i1 = 2V/R e i2 = 2V/R
durante 1,0 s a um resistor R de resistência igual a d) i1 = zero e i2 = 4V/R
0,5 . Neste processo, a energia química e) i1 = 2V/R e i2 = zero
armazenada na pilha descrece de um valor EP,
enquanto o resistor externo R dissipa uma energia 79 - (UFG GO/1992)
ER. Pode-se afirmar que EP e ER valem, A figura abaixo representa um circuito com fios de
respectivamente: resistências desprezíveis, com três lâmpadas curto-
a) 1,5 J e 0,5 J circuitadas nos pontos A e B.
b) 1,0 J e 0,5 J
c) 1,5 J e 1,5 J C A D
d) 2,5 J e 1,5 J 1 2 3
e) 0,5 J e 0,5 J

77 - (FUVEST SP/1996)
No circuito elétrico residencial ao lado + -
esquematizado, estão indicadas, em watts, as E B F
potências dissipadas pelos seus diversos
equipamentos. O circuito está protegido por um A respeito deste circuito, pode-se dizer:
fusível, F, que funde quando a corrente ultrapassa 01. a lâmpada em 3 queimar-se-á, pois a
30 A, interrompendo o circuito. Que outros corrente que passará por ela, devido ao curto-
aparelhos podem estar ligados ao mesmo tempo circuito, será máxima;
que o chuveiro elétrico sem “queimar” o fusível? 02. a d.d.p. entre o trecho AB e o trecho CE
será a mesma;
110V
F 04. não existe d.d.p. entre os trechos AB e DF ;
08. a corrente aumenta no circuito devido às
lâmpadas 1 e 2;
Lâmpada 60W
16. as lâmpadas 1 e 2 dissiparão mais energia
que a lâmpada 3;
TV 150W
32. a bateria fornecerá, nestas condições,
Geladeira 400W energia elétrica por mais tempo do que antes do
Chuveiro 3000W curto-circuito.
a) Geladeira, lâmpada e TV

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

80 - (FUVEST SP/2004) 83 - (UFG GO/1998)


Seis pilhas iguais, cada uma com diferença de Considerando o circuito abaixo:
potencial V, estão ligadas a um aparelho, com
resistência elétrica R, na forma esquematizada na 2R
R fio retilíneo
figura. Nessas condições, a corrente medida pelo A B
e longo
2R
amperímetro A, colocado na posição indicada, é
.P

....
igual a: __
_ 2R
d

D C
Dados: R = 3,  = 12V, d = 1,0 cm e 0 = 4 . 10–7
T.m/A
a) Calcule a corrente total no circuito.
b) Admita que o comprimento do fio no trecho
a) V/ R BC seja muito maior que a distância d entre o fio e
b) 2V/ R o ponto P, ou seja, em relação ao ponto P, o fio
c) 2V/ 3R pode ser considerado como retilíneo e longo.
d) 3V/ R Calcule o campo magnético nesse ponto, devido
e) 6V/ R somente ao trecho BC.

81 - (UFG GO/1996) 84 - (PUC RJ/1995)


ERA ASSIM QUE FUNCIONAVA A LÂMPADA DE Considere ainda o circuito:
ALADIM? R
M
L1 L2 L3 R R

R

+
L4 M

Supondo que R1 = 1, R2 = 2 Re R4 = 4,


Observe o esquema representado na figura: qual é a resistência do circuito?
Considere que cada lâmpada possui resistência de 6 e que a a) 2
fonte de f.e.m., de 12 V, possui resistência interna desprezível. b) 3
Quando o interruptor for ligado:
c) 4
a) Quais lâmpadas acenderão ? Justifique.
d) 2,5 
b) Qual a corrente total no circuito?
e) 11 
c) Qual a potência dissipada em cada
lâmpada?

82 - (UFG GO/1997)
Com quatro resistores iguais, cada um com
resistência igual a 9,0, e uma bateria de 12 V
(resistência interna desprezível):
a) Construa, esquematicamente, um circuito
que forneça uma corrente de 1,0 A;
b) Explique como você introduziria, nesse seu
circuito, aparelhos para medir a corrente total no
circuito e a tensão em um dos resistores. Desenhe o
circuito com os aparelhos.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

85 - (PUC RJ/1995) c) as duas em paralelo, ligadas a uma tensão


Nos circuitos abaixo, as duas lâmpadas têm de 80 volts.
potência de 60 Watts cada uma. Sabendo-se que a d) as duas em série, ligadas a uma tensão de
força eletromotriz nos dois circuitos é = 60 Volts, 80 volts.
quais as correntes i1 e i2 nos dois circuitos? e) o brilho depende apenas das indicações de
fábrica.

88 - (PUC MG/1999)
Observe o circuito abaixo, no qual R são resistores,
cada um de valor igual a 100 ohms, e C1 , C2, C3 e
i C4 são disjuntores que desligam automaticamente
para uma corrente igual ou maior que 2,0 ampères.
 O circuito está ligado a uma fonte de 120 volts. S é
uma chave que pode ser ligada ou desligada
manualmente.

C3 R
i C2
C4 S

 R
R R
a) i1 = 2,0 A i2 = 0,5 A
C1
b) i1 = 0,5 A i2 = 1,0 A
Quando a chave S for ligada, o disjuntor que se
c) i1 = 2,0 A i2 = 2,0 A desligará a seguir será:
d) i1 = 0,5 A i2 = 2,0 A a) nenhum deles
e) i1 = 1,0 A i2 = 0,5 A b) C1
c) C2
86 - (PUC RJ/1997) d) C3
Um eletricista dispõe de 4 lâmpadas para iluminar e) C4
uma sala. Qual das opções abaixo, que ilustram a
ligação das lâmpadas à caixa de força do imóvel, 89 - (PUC MG/1999)
fornecerá maior quantidade de luz à sala? Observe o circuito abaixo, no qual R são resistores,
a. cada um de valor igual a 100 ohms, e C1 , C2, C3 e
C4 são disjuntores que desligam automaticamente
para uma corrente igual ou maior que 2,0 ampères.
b. O circuito está ligado a uma fonte de 120 volts. S é
uma chave que pode ser ligada ou desligada
manualmente.
c.
C3 R
C4 S
C2
d. R
R R
C1
A potência dissipada nas resistências com a chave S desligada
87 - (PUC MG/2000) será:
Você comprou duas lâmpadas iguais com as a) 240 watts
indicações: 60 W e 110 volts. Entre as ligações b) 216 watts
descritas nas opções abaixo, escolha aquela que c) 192 watts
fornecerá o maior brilho para cada lâmpada. d) 168 watts
a) as duas em paralelo, ligadas a uma tensão e) 144 watts
de 110 volts.
b) as duas em série, ligadas a uma tensão de
110 volts.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

90 - (PUC PR/2002)
Um circuito elétrico de uma residência (tensão
suposta constante 127 V) é constituído pelos
seguintes elementos: lâmpada (60W, 127V),
liquidificador (80W, 127V), refrigerador (200W,
127V), televisor (250W, 127V).
É correto afirmar que, se o televisor for desligado:
a) os demais aparelhos não funcionarão.
b) diminui a corrente do circuito.
c) aumenta a potência da lâmpada. 01. A intensidade da corrente elétrica que
d) diminui a resistência elétrica do circuito. circula no resistor R5 = 20  é 1 A.
e) aumenta a resistência elétrica do 02. O valor da f.e.m. do gerador é 180 V.
liquidificador. 04. A tensão no resistor R1 = 15  é 40 V.
08. A energia consumida no resistor R 6 = 5 
91 - (UNIUBE MG/1998) em 2 segundos é 160 J.
A intensidade da corrente total no circuito 16. A potência total fornecida ao circuito é 900
representado na figura é, em A, igual a W.
4
94 - (UFMG/2000)
As figuras mostram uma mesma lâmpada em duas
1 situações diferentes: em I, a lâmpada é ligada a uma
única pilha de 1,5 V; em II, ela é ligada a duas pilhas
3 3 3 de 1,5 V cada, associadas em série.

12V

a) 7,2
b) 6,0
c) 2,0
d) 0,8 Na situação I, a corrente elétrica na lâmpada é i1 e a
e) 0,5 diferença de potencial é V1. Na situação II, esses
valores são, respectivamente, i2 e V2.
92 - (UENF RJ/1999) Com base nessas informações, é CORRETO afirmar
Uma bateria de 12V e resistência interna que
desprezível é o elemento ativo do circuito abaixo. a) i1 = i2 e V1 = V2.
b) i1 = i2 e V1 ¹ V2.
10,0  A
c) i1 ¹ i2 e V1 = V2.
d) i1 ¹ i2 e V1 ¹ V2.
12,0 V 4,0  4,0  V
95 - (UFMG/2002)
Na sala da casa de Marcos, havia duas lâmpadas
A
B que eram ligadas/desligadas por meio de um único
Determine a corrente e a tensão mediadas pelos interruptor.
amperímetros A e pelo voltímetro V nas seguintes Visando a economizar energia elétrica, Marcos
condições. decidiu instalar um interruptor individual para cada
a) no circuito configurado; lâmpada.
b) quando é estabelecido um curto-circuito Assinale a alternativa em que está representada
entre os pontos A e B. uma maneira CORRETA de se ligarem os
interruptores e lâmpadas, de modo que cada
93 - (UEPG PR/2001) interruptor acenda e apague uma única lâmpada.
Sobre o circuito de corrente contínua representado
abaixo, sabendo que a resistência interna do
gerador é desprezível, assinale o que for correto.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

a. 96 - (UFOP MG/1997)
O circuito elétrico representado na figura é
composto da duas pilhas de lanterna (1,5 volts
cada) e três lâmpadas de lanterna L1, L2 e L3,
idênticas (para 3,0 volts cada). Fazem parte do
circuito: dois medidores elétricos M1 e M2, e uma
chave liga-desliga, C.

+ M1

L2
b.
L1

M2 + C L3
Tendo como referência a figura e o enunciado,
identifique a alternativa incorreta.
a) As lâmpadas L1 e L2 apresentam o mesmo
brilho quando a chave C está na posição desligada.
b) O brilho das lâmpadas L2 e L3 é menos
intenso que o da lâmpada L1 quando a chave C está
na posição ligada.
c) Os medidores elétricos, M1 e M2
representam um amperímetro e um voltímetro
c. respectivamente.
d) Quando a chave C está na posição ligada, a
potência elétrica dissipada na lâmpada L1 é igual a
dissipada nas lâmpadas L2 e L3 juntas.
e) A corrente elétrica total que circula pelo
circuito quando a chave C está ligada, é maior do
que quando ela esta desligada.

97 - (UFOP MG/1994)
A figura abaixo mostra duas lâmpadas L1 e L2 e as
suas respectivas potências. Estas lâmpadas estão
d. ligadas a uma fonte de tensão contínua de 100V.

L1 - 25W L 2 - 50W

100V

a) Determine a resistência elétrica de cada


lâmpada.
b) Determine a corrente elétrica em cada
lâmpada.
c) Se a lâmpada L2 se queimar, a corrente
elétrica na lâmpada L1 será diferente do valor
determinado no item b? Justifique sua resposta.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

98 - (UFOP MG/1995) II. Faça uma análise de todas as alternativas


Uma resistência é ligada à rede elétrica que fornece apresentadas, dando o motivo pelo qual cada uma
uma tensão de 110V. C é uma chave que desarma está certa ou errada.
quando a corrente é maior do que 30 A. Os
aparelhos e lâmpadas, com suas potências 100 - (UFOP MG/1997)
especificadas, estão como no circuito esquemático A figura mostra um circuito no qual uma bateria
abaixo. encontra-se ligada em série com um resistor e com
um motor elétrico. Considere o amperímetro ideal,
isto é, sua resistência interna é zero. Considere,
110V Som TV Geladeira Microondas
8 lâmpadas
60W cada
Chuveiro
2400W 120W 120W 160W 240W também, o voltímetro como ideal, isto é, sua
C resistência interna é infinita.

a) Quantas lâmpadas podem ser ligadas


quando todos os aparelhos estão em
funcionamento?
b) Se a fiação suporta correntes de até 5 A,
aponte uma solução para que todas as lâmpadas e
aparelhos possam funcionar simultaneamente.

99 - (UFOP MG/1997) a) Calcule o valor da corrente elétrica que será


O circuito elétrico representado ma figura é medida no amperímetro e indique o seu sentido no
composto de duas pilhas de lanterna (1,5V cada) e desenho.
três lâmpadas de lanterna, L1, L2 e L3, idênticas (para b) Calcule a diferença de potencial elétrico lida
3,0V cada); Fazem parte do circuito dois medidores no voltímetro.
elétricos, M1 e M2, e uma chave liga-desliga, C. c) Esboce, no diagrama abaixo, o gráfico da
variação do potencial elétrico ao longo do circuito
abcdea.

I. Tendo como referência a figura e o 101 - (UFPE/2002)


enunciado, identifique a alternativa incorreta. No circuito da figura têm-se  = 45 V e R = 9,0 . O
a) As lâmpadas L1 e L2 apresentam o mesmo amperímetro A mede uma corrente de 3 A.
brilho quando a chave C está na posição desligada. Considere desprezíveis as resistências internas da
b) O brilho das lâmpadas L2 e L3 é menos bateria e do amperímetro. Qual o valor da
intenso que o da lâmpada L1, quando a chave C está resistência R0, em ohms?
na posição ligada. Ro
c) Os medidores elétricos, M1 e M2,
A
representam um amperímetro e um voltímetro,
respectivamente.  R
R
R
d) Quando a chave C está na posição ligada, a
potência elétrica dissipada na lâmpada L1 é à
dissipada nas lâmpadas L2 e L3 e juntas.
e) A corrente elétrica total que circula pelo
circuito, quando a chave C está ligada, é maior do
que quando ela está desligada.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

102 - (UFPE/2002)
Uma bateria elétrica possui uma força eletromotriz 105 - (UFRJ/1994)
de 1,5 V e resistência interna 0,1 . Qual a O diagrama de circuito mostra duas baterias
diferença de potencial, em V, entre os pólos desta idênticas, cada uma com tensão V e resistência
bateria se ela estiver fornecendo 1,0 A a uma interna r; uma chave C permite que uma lâmpada
lâmpada? de resistência R = 2r seja ligada a uma das baterias
a) 1,5 ou a ambas. O brilho da lâmpada é proporcional à
b) 1,4 potência dissipada em sua resistência.
c) 1,3 C
d) 1,2
e) 1,0
r r R
103 - (UFPE/2002) v v v
Uma bateria foi ligada a um resistor X de resistência
ajustável, como indicado na figura. Para diferentes
valores da resistência, os valores medidos para a
a) Calcule a razão P/P’ entre as potencias
diferença de potencial VAB, entre os pontos A e B, e
dissipadas na lâmpada com a chave fechada (P’) e
para a corrente i no circuito, são indicados no
com a chave aberta (P).
gráfico abaixo. Determine o valor da resistência
b) Responda se, ao fechar a chave, há alguma
interna r da bateria, em . variação de brilho para mais ou para menos.
A
 r B Justifique sua resposta.

106 - (UFRJ/1995)
A Numa sala há várias tomadas elétricas
aparentemente idênticas. No entanto, alguns
X fornecem uma diferença de potencial (d.d.p.) do V0
VAB(V)
e outras, uma d.d.p. de 2 V0.
Um estudante deve diferenciar os dois tipos de
6,0 tomadas. Para isto, lhe são fornecidas 2 lâmpadas
fabricadas para operar sob uma d.d.p. de V0 e com
4,0 potência P0 e fios condutores ideais para que possa
2,0 construir um circuito a fim de testar as tomadas.
a) De que modo o estudante deve ligar as
0 lâmpadas no circuito para que não corra o risco de
0,0 0,2 0,4 0,6 0,8 i(A) queimá-las? Represente o circuito por meio de um
esquema.
104 - (UFRRJ/1997) b) Explique como o estudante pode diferenciar
No circuito representado abaixo a força as tomadas que fornecem a d.d.p. de V0 das que
eletromotriz do gerador vale E = 30 V. fornecem a d.d.p. de 2V0.

- + r=0,5

E 9,0

5,0
9,0
A intensidade da corrente elétrica que passa pelo
resistor de 5,0 pode ser determinada por:
a) 0,5 A
b) 1,0 A
c) 1,5 A
d) 3,0 A
e) 3,5 A

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

107 - (UFRJ/1996) fusível


A figura mostra o esquema de um circuito com A
quatro resistores de mesma resistência R e outro 110 V
B
resistor de resistência desconhecida X. Uma
corrente de intensidade constante i entra no lâmpadas
circuito pelo ponto a e sai pelo ponto b.
111)
R R No circuito abaixo, temos uma ligação terra no
ponto A(VA = 0):
i i 
X B C
a b

R R
a) Calcule a intensidade da corrente que passa 40V 120V
pela resistência de valor desconhecido X.
5,0
b) Calcule a resistência equivalente entre a e 

b.
A
 D
108 - (UFSC/1993)
Na figura abaixo, a fonte de força eletromotriz  e o a) Indique o sentido da corrente no circuito.
amperímetro A são ideais (ambos têm resistências (horário ou anti-horário)
internas nulas). Sabendo–se que a leitura medida b) Calcule o valor da corrente.
pelo amperímetro é de 1,0 ampère e que a potência c) Calcule a diferença de potencial entre os
dissipada, devido ao efeito Joule, no resistor R é pontos B e C e A e D.
18,0 watts, determine o valor numérico (em d) Calcule os potenciais elétricos nos pontos B,
módulo) da razão (quociente) entre os valores da C e D (VB, VC e VD).
força eletromotriz , em volts, e o valor de R, em
ohms. 112 - (UFPA)
No circuito abaixo, i = 2A, R = 2, E1 = 10V, r1 =
0,5, E2 = 3,0V e r2 = 1,0. Sabendo que o potencial
R
no ponto A é de 4V, podemos afirmar que os
 
 potencias, em volts, nos pontos B, C e D, são,
respectivamente:
A
E2
B E1 r1 C r2 D
109 - (UFSC/1995)
No circuito abaixo, a bateria gera uma FEM de 14 V.
Calcule a soma da corrente (em Ampère) que R
atravessa os resistores em série com a potencia
q i
dissipada (em watts) em cada um dos 4 resistores
da figura. (Despreze a resistência da bateria) A
a) 0, 9 e 4
 
b) 2, 6 e 4
c) 8, 1 e 2
  
d) 4, 0 e 4
e) 9, 5 e 2

110 - (UFSC/1996)
Numa rede elétrica, submetida a uma tensão de
110V, foi instalado um fusível de 30A. Quantas
lâmpadas de 100 W poderão ser ligadas
simultaneamente nesta rede, sem risco de queimar
o fusível?

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

113 - (FURG RS/2007) 115 - (UFU MG/1993)


Na figura abaixo, são mostrados dois circuitos. Em Apenas variando a resistência do resistor R da figura
ambos,   100 V e R  10k . As potências elétricas não é possível alterar:
fornecidas pela fonte de f.e.m. nestes dois circuitos
 r
valem, respectivamente:

a) a potência total que a fonte (, r) gera;


a) 1 W e 2 W.
b) a diferença de potencial (d.d.p.) que a fonte
b) 1 W e 1 W.
(, r) fornece ao resistor (R);
c) 0,5 W e 2 W.
c) a força eletromotriz (f.e.m.) () e a
d) 2 W e 0,5 W.
resistência interna (r) da fonte;
e) 2 W e 1 W.
d) a potência que a fonte libera para o resistor
(R);
114 - (UEL PR/1999)
e) a potência dissipada pelo efeito Joule no
No trecho de circuito esquematizado abaixo, X é um
resistor (R).
elemento desconhecido.

U 116 - (UFU MG/1994)


Dois resistores de mesma resistência R estão
ligados a dois geradores de mesma força
eletromotriz , conforme representado nas figuras

GERADOR 1

X A
Tentando identificá-lo, aplicaram-se voltagens U i1
conhecidas e com um amperímetro A, de
resistência desprezível, mediram-se
correspondentes correntes I, obtendo-se a tabela
R
abaixo: 

U(V) I(A) GERADOR 2

18 4
16 8 i2
14 12
12 16

De acordo com os resultados obtidos o elemento X R


pode ser um Pode-se afirmar que:
a) resistor de resistência 2. a) as correntes elétricas i1 e i2 que percorrem
b) gerador de f.e.m. 20V e resistência interna os dois circuitos são iguais;
0,5. b) as diferenças de potencial que os dois
c) gerador de f.e.m. 18V e resistência interna geradores fornecem aos resistores R são iguais.
0,2. c) as potências dissipadas por efeito Joule nos
d) receptor de f.e.m. 20V e resistência interna dois resistores R são diferentes;
2. d) as resistências internas dos geradores são
e) receptor de f.e.m. 18V e resistência interna iguais;
0,5. e) se a corrente elétrica i1 fr maior que i2,
então a resistência interna do gerador 1 é menor
que a resistência interna do gerador 2.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

117 - (UNICAMP SP/1995)


No circuito abaixo, A é um amperímetro e V é um
a)
voltímetro, ambos ideais. Reproduza o circuito no
caderno de resposta e responda:

4,0 b)
A

+ 24 12 V
- 12V

a) Qual o sentido da corrente em A? (desenhe


uma seta).
b) Qual a polaridade da voltagem em V? c)
(escreva + e – nos terminais do voltímetro).
c) Qual o valor da resistência equivalente
ligada aos terminais da bateria?
d) Qual o valor da corrente no amperímetro
A?
e) Qual o valor da voltagem no voltímetro V?
d)
118 - (UNICEMP PR/2002)
Supondo idênticas as três lâmpadas da associação,
analise as afirmações:

L2
L1 e)
A

B L3

I. Abrindo circuito no ponto B, somente a


lâmpada L3 apaga.
II. Abrindo o circuito no ponto A, todas as 120 - (UFU MG/1996)
lâmpadas apagam. No circuito do esquema abaixo, a resistência interna
III. Abrindo o circuito no ponto B, a lâmpadas da bateria (não indicada) é de 1 ohm. Os valores
L1 diminui de brilho e a lâmpada L2 aumenta o das demais resistências em ohms figuram no
brilho. diagrama. Calcule:

É(São) correta(s):  = 12 volts


a) apenas a afirmação I;
b) apenas a afirmação II;
c) apenas a afirmações I e II; 6
d) apenas a afirmações II e III; 4
e) todas as afirmações.
12
119 - (MACK SP/2003) 1
Para um certo equipamento eletrônico funcionar
8
normalmente, utiliza-se uma fonte de alimentação a) A corrente fornecida pela bateria.
de 6,0 V, a qual pode ser obtida pela associação b) A diferença de potencial entre os pólos da
adequada de algumas pilhas de 1,5 V cada. bateria.
Considerando que essas pilhas são geradores c) A potência dissipada pela resistência de 6
elétricos ideais, duas associações possíveis são: ohms.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

121 - (UFG GO/1993) 123 - (FUVEST SP/2003)


Na planta abaixo acham-se esquematizadas as A figura representa uma câmara fechada C, de
ligações elétricas de parte de uma residência. R é parede cilíndrica de material condutor, ligada à
um rádio, L é uma lâmpada e C, um chuveiro. F1, F2, terra. Em uma de suas extremidades, há uma
e F3 são fusíveis de segurança. película J, de pequena espessura, que pode ser
atravessada por partículas. Coincidente com o eixo
F1 da câmara, há um fio condutor F mantido em
-110V potencial positivo em relação à terra. O cilindro está
F2 R C preenchido com um gás de tal forma que partículas
0V alfa, que penetram em C, através de J, colidem com
moléculas do gás podendo arrancar elétrons das
F3 L mesmas. Neste processo, são formados íons
+110V positivos e igual número de elétrons livres que se
Num certo dia os seguintes fatos foram observados: dirigem, respectivamente, para C e para F. O
1. quando somente o rádio era ligado, ele não número de pares elétron-íon formados é
funcionava; proporcional à energia depositada na câmara pelas
2. o chuveiro só funcionava quando o rádio partículas alfa, sendo que para cada 30eV de
era também ligado, porém a água não esquentava energia perdida por uma partícula alfa, um par é
suficientemente; criado. Analise a situação em que um número n =
3. a Lâmpada acendia em qualquer situação 2x104 partículas alfa, cada uma com energia cinética
como se nada estivesse anormal. igual a 4,5MeV, penetram em C, a cada segundo, e
lá perdem toda a sua energia cinética.
Estando afastadas quaisquer hipóteses de
fenômenos sobrenaturais, responda: Considerando que apenas essas partículas criam os
a) O que ocorreu? pares elétron-íon, determine:
b) Como se explica fisicamente o item 2?

122 - (UFOP MG/2007)


Considere o circuito elétrico mostrado na figura a
seguir. A resistência Rv pode variar de 0 até 50 .

NOTE/ADOTE
1. A carga de um elétron é e = –1,6x10–19C
2. elétron-volt (eV) é uma unidade de energia
3. 1 MeV = 106 eV

a) o número N de elétrons livres produzidos na


câmara C a cada segundo.
b) a diferença de potencial V entre os pontos
A e B da figura, sendo a resistência R = 5 x 107 .
a) Calcule a corrente elétrica total no circuito
124 - (ITA SP/2003)
em função de Rv, supondo que a fonte de força
No Laboratório de Plasmas Frios do ITA é possível
eletromotriz seja ideal.
obter filmes metálicos finos, vaporizando o metal e
b) Suponha agora que a fonte de força
depositando-o por condensação sobre uma placa de
eletromotriz não seja ideal e que, portanto, possua
vidro. Com o auxílio do dispositivo mostrado na
uma resistência elétrica interna, r, diferente de
figura, é possível medir a espessura e de cada filme.
zero. Calcule a corrente elétrica no circuito em
Na figura, os dois geradores são idênticos, de f.e.m.
função de r e Rv.
E = 1,0V e resistência r = 1,0, estando ligados a
c) Suponha que R v  20 e r  2 e calcule a
dois eletrodos retangulares e paralelos, P1 e P2, de
corrente no circuito e a tensão VAB entre os pontos
largura b = 1,0cm e separados por uma distância a =
A e B.
3,0cm. Um amperímetro ideal A é inserido no
circuito, como indicado.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

Supondo que após certo tempo de deposição é


formada sobre o vidro uma camada uniforme de RS
r = 5R
alumínio entre os eletrodos, e que o amperímetro R1
acusa uma corrente i = 0,10A, qual deve ser a 2R
espessura e do filme? (resistividade do alumínio) p 
= 2,6 x 10–8 .m). R 2R
P1 R
6R
b P2
R 2R

a
127 - (MACK SP/2001)
vidro No circuito a seguir, a corrente elétrica que passa
A pelo resistor de 20  tem intensidade 0,4 A. A força
r r
E eletromotriz  do gerador ideal vale:
a) 4,1 x 10–9 cm 
b) 4,1 x 10–9 m
c) 4,3 x 10–9 m
d) 9,7 x 10–9 m
e) n.d.a.  

125 - (ITA SP/2003)


Em sua aventura pela Amazônia, João porta um a) 12 V
rádio para comunicar-se. Em caso de necessidade, b) 10 V
pretende utilizar células solares de silício, capazes c) 8V
de converter a energia solar em energia elétrica, d) 6V
com eficiência de 10%. Considere que cada célula e) 4V
tenha 10 cm2 de área coletora, sendo capaz de
gerar uma tensão de 0,70 V, e que o fluxo de 128 - (MACK SP/2001)
energia solar médio incidente é da ordem de 1,0 x No circuito a seguir, onde os geradores elétricos são
103 W/m2. Projete um circuito que deverá ser ideais, verifica-se que, ao mantermos a chave K
montado com as células solares para obter uma aberta, a intensidade de corrente assinalada pelo
tensão de 2,8 V e corrente mínima de 0,35 A, amperímetro ideal A é i = 1 A. Ao fecharmos essa
necessárias para operar o rádio. chave K , o mesmo amperímetro assinalará uma
intensidade de corrente igual a:
126 - (ITA SP/2003) 2 2
Um gerador de força eletromotriz  e resistência
internar 5 = R está ligado a um circuito conforme 1 4
mostra a figura. O elemento Rs é um reostato, com R
resistência ajustada para que o gerador transfira A
12V 6V
máxima potência. Em um dado momento o resistor 26V
R1 é rompido, devendo a resistência do reostato ser K
novamente ajustada para que o gerador continue
transferindo máxima potência. Determine a 2
a) i
variação da resistência do reostato, em termos de 3
R. b) i
5
c) i
3
7
d) i
3
10
e) i
3

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

129 - (MACK SP/2001) 132 - (UECE/2002)


Quatro lâmpadas idênticas, de potência nominal 5,0 No circuito visto na figura a bateria é ideal, com
W cada uma, são associadas conforme o esquema f.e.m. de 200 Volts. Também são ideais, o capacitor
abaixo. O gerador elétrico ilustrado é considerado (C = 100F) e o resistor (R = 100K). Ao fechar a
ideal, e o amperímetro A, também ideal, assinala chave S, o gráfico que melhor representa a
uma intensidade de corrente 500 mA. A tensão dependência da corrente (i) no circuito com o
elétrica nominal de cada lâmpada é: tempo (t), supondo-se que o capacitor esteja
inicialmente descarregado, é:

E C

3,6 V S R
A

a) 0,9 V
i
b) 1,8 V
c) 6,0 V
d) 10 V a.
e) 20 V

130 - (UECE/2002) 0 t
No circuito visto na figura, R = 10 e as baterias são i
ideais, com E1 = 60V, E2 = 10V e E3 = 10V.
A corrente, em ampères, que atravessa E1 é:
b.
E1 E3
a
0 t
i

R
R R c.

E2

b 0 t
i
a) 2
b) 4
c) 6 d.
d) 8

131 - (UECE/2002) 0 t
Na questão 32, a diferença de potencial entre a e
b (Vab), em Volts, é:
a) 20
b) 30
c) 40
d) 50

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

133 - (UEM PR/2003) 135 - (UFV MG/2003)


Considere o circuito elétrico ilustrado na figura, O valor das correntes i1, i2 e i3 no circuito abaixo
onde A e B representam duas baterias. Os resistores são, respectivamente:
de 1 ohm mostrados dentro das baterias são
resistências internas. Assinale a(s) alternativa(s)
correta(s).

a) 0,33 A, 0,17 A e zero


b) zero, zero e 1,20 A
c) 3,33 A, 1,67 A e zero
d) zero, zero e 1,00 A
e) 33,3 A, 16,7 A e zero

136 - (UFC CE/2000)


No circuito mostrado abaixo, na figura (a), a
01. A corrente que circula nesse circuito tem
corrente através da lâmpada L1 é 1 A e a diferença
sentido anti-horário.
de potencial através dela é 2 V. Uma terceira
02. A corrente que circula pelo circuito é 1 A.
lâmpada, L3, é inserida, em série, no circuito e a
04. A diferença de potencial através da bateria
corrente através de L1 cai para 0,5 A [figura (b)]. As
A é 11 V.
diferenças de potencial (V1, V2 e V3), em volts,
08. A energia térmica por unidade de tempo
através das lâmpadas L1 , L2 e L3, são,
produzida no resistor de 3 ohms é 0,66 W.
respectivamente:
16. A potência armazenada na bateria B é 7 W.
32. A energia química tirada de bateria A em 10
min é 7200 J.
64. A diferença de potencial entre os pontos (c)
e (d) é zero.

134 - (UEPB/2003)
No laboratório de eletricidade, uma equipe de
alunos recebe a orientação do professor para
montar o circuito apresentado na figura a seguir.
Neste circuito existe um cilindro condutor com
comprimento de 1 m, área da seção transversal de
10–6m2 e resistividade do material de 2 x 10–5 .m.
Desprezando-se a resistência dos fios, a corrente I
a) 2, 3 e 1
indicada no circuito, vale:
b) 2, 2 e 2
c) 1, 2 e 3
d) 2, 1 e 3
e) 3, 2 e 1

a) 0,20 A
b) 0,30 A
c) 0,12 A
d) 0,24 A
e) 0,15 A

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

137 - (UFC CE/2000)


No circuito abaixo, D é um dispositivo cujo
comportamento depende da diferença de potencial
aplicada sobre ele: comporta-se como um resistor B V R
normal de resistência igual a 5 , enquanto a
diferença de potencial entre seus extremos for
inferior a 3,0 volts e, impede que essa diferença de A
potencial ultrapasse 3,0 volts, mesmo que a f.e.m., As indicações do voltímetro e do amperímetro são:
E, da bateria (ideal) aumente. A f.e.m., E, está
aumentando continuamente. Quando E atingir 12
Voltímetro (V) Amperímetro (A)
volts, o valor da corrente no circuito será, em
ampères: 3,00 0,00

2,25 0,50

1,50 1,00
0,75 1,50
0,00 2,00
a) 0,5
b) 0,8 Nessas condições podemos dizer que:
c) 0,9 01. a força eletromotriz da bateria é igual a 3,00
d) 1,0 V.
e) 1,2 02. a resistência interna da bateria é igual a
1,50 .
138 - (UFC CE/2003) 03. para a corrente de 1,00 A, a potência
No circuito mostrado ao lado, a fonte de força dissipada na resistência R é igual a 3,00 W.
eletromotriz E e o amperímetro A têm, ambos, 04. quando a diferença de potencial sobre R for
resistência interna desprezível. Com a chave S igual a 2,25 V, a quantidade de carga que a
aberta, a corrente no amperímetro mede 0,5 A. atravessa em 10 s é igual a 22,5 C.
Com a chave S fechada, essa corrente salta para
0,75 A. O valor correto da resistência R é: 140 - (UFMS/2003)
No circuito ao lado, tem-se uma força eletromotriz
, resistores, um amperímetro (A) e um voltímetro
S
100  (V) ideais. É correto afirmar que:

A
E 100 

a) 125  01. a intensidade de corrente registrada pelo


b) 100  amperímetro é igual a /2R.
c) 75  02. o voltímetro registrará uma diferença de
d) 50  potencial elétrico igual a .
e) 25  04. a potência dissipada no circuito é igual a
2
 /2R.
139 - (UFG GO/2003) 08. a intensidade de corrente, no resistor de
Para investigar o desempenho de uma bateria B, foi resistência R, é igual a /R.
montado o circuito abaixo, em que V e A 16. a diferença de potencial elétrico, no resistor
representam, respectivamente, um voltímetro e um de resistência R, é igual a /2.
amperímetro ideais. A resistência R é variável e os
fios de ligação têm resistências desprezíveis.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

141 - (UFMS/2003) 143 - (UFRN/1999)


O circuito ao lado apresenta capacitores de A figura abaixo representa um ramo de uma
capacitância C, inicialmente descarregados, e instalação elétrica residencial alimentada com uma
resistores de resistência R. A força eletromotriz do tensão de 220 V. Compõem esse ramo um “relógio
circuito é  e a chave K está inicialmente aberta. medidor de luz”, R, duas lâmpadas, L1 e L2, um
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s). interruptor ligado, S1, e um interruptor desligado,
C C S2. Toda vez que Clara liga o interruptor S2, observa
que o “relógio” passa a marcar mais rapidamente.

R
K


01. No instante em que se fecha a chave, é nula Isso acontece porque a corrente que circula no
a intensidade de corrente no resistor “relógio medidor de luz”, após o interruptor S2 ser
imediatamente abaixo dos capacitores. ligado, é:
02. Depois de muito tempo que a chave foi a) igual à corrente que circulava antes e a
fechada, com os capacitores totalmente carregados, tensão é maior que 220 V.
a ddp em cada resistor será igual a /2. b) maior que a corrente que circulava antes e
04. Depois de muito tempo que a chave foi a tensão permanece 220 V.
fechada, com os capacitores totalmente carregados, c) menor que a corrente que circulava antes e
a carga armazenada em cada capacitor será igual a a tensão permanece 220 V.
C/4. d) maior que a corrente que circulava antes e
08. Depois de muito tempo que a chave foi a tensão é menor que 220 V.
fechada, com os capacitores totalmente carregados,
a intensidade de corrente nos resistores será igual a 144 - (UFSC/2003)
/R. Para que os alunos observassem a conservação da
16. No instante em que se fecha a chave, a corrente elétrica em um circuito elementar, o
potência total dissipada nos resistores é igual a professor solicitou aos seus alunos que montassem
2/2R. o circuito abaixo (Fig. 1), onde L1, L2, L3 e L4 são
lâmpadas incandescentes comuns de lanterna –
142 - (UFRN/1999) todas iguais –, e P1 e P2 são pilhas de 1,5 V. Ao
O circuito da figura abaixo ilustra uma associação fechar o circuito (Fig. 2), os alunos observaram que
mista de resistores alimentados por uma bateria somente as lâmpadas L1 e L4 brilhavam acesas e
que produz as correntes i1, i2 e i3, as quais se que as lâmpadas L2 e L3 não emitiam luz.
relacionam pela equação i1 = i2 + i3.
Figura 1 Figura 2

O princípio implicitamente utilizado no


estabelecimento dessa equação foi o da
a) conservação do campo elétrico. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
b) conservação da energia elétrica. 01. As lâmpadas L2 e L3 estão submetidas a uma
c) conservação do potencial elétrico. diferença de potencial menor do que as lâmpadas L1
d) conservação da carga elétrica. e L4.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

02. A corrente elétrica que passa através da 04. A leitura dos voltímetros apresenta o
lâmpada L2 tem a mesma intensidade da corrente mesmo valor nos dois circuitos elétricos.
que passa através da lâmpada L3. 08. A leitura do voltímetro do circuito
04. As lâmpadas L2 e L3 não emitem luz porque representado na Figura 1 indica um valor maior
estão submetidas a uma diferença de potencial do que a leitura do voltímetro do circuito
maior do que as lâmpadas L1 e L4. representado na Figura 2.
08. A única causa possível para as lâmpadas L2 e 16. A leitura do amperímetro no circuito
L3 não emitirem luz é porque seus filamentos estão representado na Figura 1 apresenta um valor
queimados, interrompendo a passagem da corrente maior do que a leitura do amperímetro no circuito
elétrica. representado na Figura 2.
16. As lâmpadas L2 e L3 não emitem luz porque 32. A dissipação da potência elétrica por efeito
a corrente elétrica não passa por elas. Joule é menor na associação de pilhas da Figura 1.
32. Uma causa possível para as lâmpadas L2 e L3 64. A leitura dos amperímetros apresenta um
não apresentarem brilho é porque as correntes mesmo valor nos dois circuitos elétricos.
elétricas que passam por elas não têm intensidade
suficiente para aquecer seus filamentos a ponto de 146 - (UFSCar SP/2002)
emitirem luz. No esquema, A, B e C são três lâmpadas idênticas e
64. A intensidade da corrente elétrica que 1 e 2 são chaves interruptoras. Inicialmente, as três
passa através das lâmpadas L1 e L4 é igual ao dobro lâmpadas se encontram acesas e as chaves abertas.
da intensidade da corrente elétrica que passa O circuito está ligado a um gerador que fornece
através das lâmpadas L2 e L3. uma tensão U entre os pontos X e Y.

145 - (UFSC/2003) X
As figuras abaixo mostram dois circuitos elétricos
simples contendo uma associação mista (Figura 1) e
uma associação em série (Figura 2) de pilhas A B C
iguais, ligadas a um mesmo resistor R. Em ambos os 1 2
circuitos, A e V representam, respectivamente, um
amperímetro e um voltímetro ideais. Todas as
pilhas apresentam força eletromotriz  = 1,5 V e Y
resistência interna igual a 1,0  cada uma. Supondo que os fios de ligação e as chaves
interruptoras, quando fechadas, apresentam
Figura 1. Associação mista de pilhas resistências elétricas desprezíveis, assinale a
alternativa verdadeira.
a) Se a chave 1 for fechada, só as lâmpadas B e
C permanecerão acesas.
b) Se as chaves 1 e 2 forem fechadas, só a
lâmpada B permanecerá acesa.
c) Se as chaves 1 e 2 forem fechadas, a
Figura 2. Associação de pilhas em série
lâmpada B queimará.
d) Se a chave 2 for fechada, nenhuma lâmpada
permanecerá acesa.
e) Se a chave 2 for fechada, as lâmpadas A e B
brilharão com maior intensidade.

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).


01. As duas associações apresentam a mesma
força eletromotriz equivalente, igual a 4,5 V.
02. A resistência interna equivalente é maior
na associação de pilhas mostrada no circuito
representado na Figura 2.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

147 - (UFSCar SP/2002)


O circuito mostra três resistores de mesma
resistência R = 9 , ligados a um gerador de f.e.m. E
e resistência interna r = 1 , além de dois
amperímetros ideais, A1 e A2. A corrente elétrica c)
que passa pelo ponto X é d e 3 ampères e a d.d.p.
nos terminais do gerador é de 9 volts. Os fios de
ligação apresentam resistência elétrica desprezível.

R d)
A2

X 3A
R

A1 e)
R
E r

Calcule:
a) valor da f.e.m. E do gerador e a potência
total dissipada pelo circuito, incluindo a potência 149 - (UNIFESP SP/2003)
dissipada pela resistência interna do gerador e. Um rapaz montou um pequeno circuito utilizando
b) valores das correntes elétricas que quatro lâmpadas idênticas, de dados nominais 5 W
atravessam os amperímetros A1 e A2. – 12 V, duas baterias de 12 V e pedaços de fios sem
capa ou verniz. As resistências internas das baterias
148 - (UNIRIO RJ/2003) e dos fios de ligação são desprezíveis. Num
inco alunos participaram de uma aula prática no descuido, com o circuito ligado e as quatro
Laboratório de Física. Cada aluno recebeu uma lâmpadas acesas, o rapaz derrubou um pedaço de
bateria, dois resistores, um voltímetro e um fio condutor sobre o circuito entre as lâmpadas
amperímetro. Os dois últimos instrumentos são indicadas com os números 3 e 4 e o fio de ligação
considerados ideais. O objetivo da aula era montar das baterias, conforme mostra a figura.
um circuito que associasse os dois resistores em
série à bateria; o voltímetro, indicando a diferença
de potencial de um dos resistores e o amperímetro, 1 3
indicando a corrente do circuito. Considerando os
símbolos acima, acertou o aluno que montou o
circuito indicado na opção: 2 4

O que o rapaz observou, a partir desse momento,


foi:
a) as quatro lâmpadas se apagarem devido ao
curto-circuito provocado pelo fio.
a) b) as lâmpadas 3 e 4 se apagarem, sem
qualquer alteração no brilho das lâmpadas 1 e 2.
c) as lâmpadas 3 e 4 se apagarem e as
lâmpadas 1 e 2 brilharem mais intensamente.
d) as quatro lâmpadas permanecerem acesas
e as lâmpadas 3 e 4 brilharem mais intensamente.
b)
e) as quatro lâmpadas permanecerem acesas,
sem qualquer alteração em seus brilhos.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

150 - (UFAM/2007) 153 - (UNIUBE MG/2003)


No circuito elétrico mostrado na figura abaixo, Quatro lâmpadas idênticas (de mesma resistência)
R1  R 2 2 e R 3  4 . A corrente passa pelo resistor são ligadas, conforme o circuito abaixo.
R1 vale: L2 L3

A L1 B

L4
A diferença de potencial aplicada entre as
extremidades A e B é de 200 V. Sabendo-se que a
luminosidade é diretamente proporcional à
diferença de potencial aplicada na lâmpada, é
correto afirmar que:
a) as lâmpadas L3 e L4 têm a mesma
a) 4A luminosidade.
b) 2A b) a lâmpada L2 é a mais luminosa de todas.
c) 3A c) a lâmpada L1 é a mais luminosa de todas.
d) 1A d) as lâmpadas L1 e L2 têm a mesma
e) 5A luminosidade.

151 - (UNIFOR CE/2002) 154 - (UFAM/2004)


Analise o circuito esquematizado abaixo, onde a A corrente fornecida pela bateria de 12 V para o
fonte E é ideal. A intensidade da corrente elétrica circuito mostrado na figura é de:
que atravessa a fonte é, em ampères, igual a:
6,0 

6,0 

3,0 
a) 2A
b) 1A
E 12 V c) 4A
d) 6A
a) 0,8
e) 8A
b) 1,0
c) 1,3
155 - (UFMA/2007)
d) 1,5
A figura abaixo mostra um circuito, constituído de
e) 2,0
três resistores, conectado ao secundário de um
transformador de tensão. Quando o primário do
152 - (UNIMAR SP/2002)
transformador é ligado à rede elétrica local, que é
No circuito elétrico abaixo, respectivamente os
alternada com tensão de 220V, o amperímetro ideal
valores da corrente do circuito, ddp entre A e B e a
indica 0,5A. Qual é a relação entre o número de
carga elétrica armazenada no capacitor são:
espiras do primário e do secundário do
transformador?

a) 3
a) 3,2 A ; 12 V ; 38,4 C b) 4
b) 1,6 A; 9,6 V ; 2,4 C c) 1
c) 1,6 A ; 9,6 V ; 19,2 C d) 2
d) 0,8 A ; 4,8 V ; 19,2 C e) 5
e) N.D.A.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

156 - (PUC SP/2007) c) A razão F = P/P0, entre a potência P


A figura abaixo representa um circuito elétrico no dissipada pela lâmpada, com a pilha 2 “invertida”, e
qual há a potência P0, que seria dissipada, se todas as pilhas
- um gerador (G) ideal, de força eletromotriz 48 V estivessem posicionadas corretamente.
- um resistor R2, de resistência elétrica 6 
- um resistor R3, de resistência elétrica 8  158 - (FUVEST SP/2004)
- um resistor R4 e um resistor R1 ambos com mesmo Um sistema de alimentação de energia de um
valor de resistência. resistor R = 20 Ω é formado por duas baterias, B1 e
B2, interligadas através de fios, com as chaves Ch1 e
Se a diferença de potencial entre os pontos A e B é Ch2, como representado na figura. A bateria B1
igual a 24 V, a resistência do resistor R1 é dada, em fornece energia ao resistor, enquanto a bateria B2
ohms, por um número tem a função de recarregar a bateria B1.
Inicialmente, com a chave Ch1 fechada (e Ch2
aberta), a bateria B1 fornece corrente ao resistor
durante 100 s. Em seguida, para repor toda a
energia química que a bateria B1 perdeu, a chave
Ch2 fica fechada (e Ch1 aberta), durante um
intervalo de tempo T.

a) menor do que 3.
b) entre 3 e 6.
c) entre 6 e 9.
d) entre 9 e 12.
e) maior do que 12. Em relação a essa operação, determine:
a) O valor da corrente I1, em ampères, que
157 - (FUVEST SP/2002) percorre o resistor R, durante o tempo em que a
As características de uma pilha, do tipo PX, estão chave Ch1 permanece fechada.
apresentadas no quadro abaixo, tal como b) A carga Q, em C, fornecida pela bateria B1,
fornecidas pelo fabricante. Três dessas pilhas foram durante o tempo em que a chave Ch1 permanece
colocadas para operar, em série, em uma lanterna fechada.
que possui uma lâmpada L, com resistência c) O intervalo de tempo T, em s, em que a
constante RL = 3,0 . Por engano, uma das pilhas foi chave Ch2 permanece fechada.
colocada invertida, como representado abaixo:
NOTE E ADOTE:
As baterias podem ser representadas pelos modelos
ao lado, com
Uma pilha, do tipo PX, pode ser representada, em fem 1 = 12 V e r1 = 2 e
qualquer situação, por um circuito equivalente, fem 2 = 36 V e r2 = 4
formado por um gerador ideal de força eletromotriz
 = 1,5 V e uma resistência interna r = 2/3 , como
representado no esquema abaixo.

Determine:
a) A corrente I, em ampères, que passa pela
lâmpada, com a pilha 2 “invertida”, como na figura.
b) A potência P, em watts, dissipada pela
lâmpada, com a pilha 2 “invertida”, como na figura.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

159 - (UFPE/2007) Representação esquemática do circuito elétrico que


No circuito da figura, a corrente através do permite ao poraquê produzir corrente elétrica.
amperímetro é igual a 3,5 A, quando a chave S está a) 8,9 A.
aberta. Desprezando as resistências internas do b) 6,6 mA.
amperímetro e da bateria, calcule a corrente no c) 0,93 A.
amperímetro, em ampères, quando a chave estiver d) 7,5 mA.
fechada.
162 - (UNIRIO RJ/2005)
A bateria de alimentação do circuito elétrico de um
automóvel, suas lâmpadas e seus faróis são de 12 V.
Isto significa que suas lâmpadas e faróis só
funcionam adequadamente quando submetidos à
a) 3,5 diferença de potencial de 12 V.
b) 4,0 Assinale, dentre as opções abaixo, aquela que
c) 6,0 indica corretamente o circuito elétrico dos dois
d) 7,5 faróis altos e dos dois faróis baixos:
e) 8,0
a)
160 - (UEM PR/2005) b)
Com base no circuito da figura abaixo, calcule a
intensidade de corrente (em ampère) que atravessa
o resistor de 10.

c)
d)

161 - (UFRN/2004)
O poraquê (Electrophorus electricus), peixe comum
nos rios da Amazônia, é capaz de produzir corrente
elétrica por possuir células especiais chamadas e)
eletroplacas. Essas células, que atuam como
baterias fisiológicas, estão dispostas em 140 linhas
ao longo do corpo do peixe, tendo 5000
eletroplacas por linha. Essas linhas se arranjam da
forma esquemática mostrada na figura abaixo. Cada
eletroplaca produz uma força eletromotriz å = 0,15
V e tem resistência interna r = 0,25 . A água em
torno do peixe fecha o circuito. Se a resistência da
água for R = 800 , o poraquê produzirá uma
corrente elétrica de intensidade igual a:

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

163 - (UFV MG/2007)


No circuito abaixo, uma fonte de resistência interna a) Qual é a corrente que circula em cada
desprezível é ligada a um resistor R, cuja resistência resistor RT quando a torradeira está em
pode ser variada por um cursor. A distância do funcionamento?
ponto P ao ramo XY é muito pequena comparada às b) Sabendo-se que essa torradeira leva 50
dimensões dos fios do circuito. No instante de segundos para preparar uma torrada, qual é a
tempo t = 0 a chave S é fechada, com o cursor energia elétrica total consumida no preparo dessa
mantido em uma determinada posição. Após algum torrada?
tempo abre-se a chave S, que assim permanece por c) O preparo da torrada só depende da
um certo período. Em seguida a chave S é energia elétrica total dissipada nos resistores. Se a
novamente fechada, desta vez com o cursor em torradeira funcionasse com dois resistores RT de
outra posição, correspondendo a um valor maior da cada lado da torrada, qual seria o novo tempo de
resistência. preparo da torrada?

165 - (UEPG PR/2005)


Sobre associações de geradores com forças
eletromotrizes idênticas, assinale o que for correto.
01. As associações de geradores em paralelo
Supondo-se que as variações de corrente,
apresentam uma resistência interna equivalente à
provocadas pelas alterações na chave, são
soma das resistências internas dos geradores
instantâneas, a alternativa que representa
individuais.
CORRETAMENTE a variação com o tempo do
02. A associação de geradores em série oferece
módulo do campo magnético B no ponto P é:
uma d.d.p. que é a soma das d.d.p. dos geradores
a) individuais.
04. A associação de geradores em paralelo
mantém a mesma d.d.p. dos geradores individuais.
08. As associações de geradores em série são
b)
amplamente utilizadas em rádios e lanternas por
causa da d.d.p. resultante.
16. As associações de geradores em série têm a
c) grande vantagem de aumentar a capacidade da
corrente, tornando-a maior do que a corrente dos
geradores individuais.
d)
166 - (UFPI/2006)
Três lâmpadas de filamento, L1, L2 e L3, idênticas,
estão ligadas em série, de acordo o diagrama
e)
abaixo:

164 - (UNICAMP SP/2007)


O diagrama abaixo representa um circuito simplifi
cado de uma torradeira elétrica que funciona com
uma tensão U = 120 V. Um conjunto de resistores RT
= 20  é responsável pelo aquecimento das
torradas e um cronômetro determina o tempo Os geradores têm resistência interna desprezível e a
durante o qual a torradeira permanece ligada. chave está aberta. Quando fechamos a chave,
a) a intensidade de L3 quadruplicará;
b) L3 ficará apagada;
c) as intensidades de L1, L2 e L3 aumentam;
d) as intensidades de L1 e L2 diminuem;
e) a intensidade de cada lâmpada permanece
a mesma.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

167 - (UNIOESTE PR/2005) 170 - (UFC CE/2007)


No circuito mostrado na figura, R é um resistor e as Considere o circuito mostrado na figura abaixo.
caixas A e B são geradores que possuem
resistências internas iguais. A força eletromotriz de
cada um dos geradores é de 30,0 volts, a resistência
de R é de 8,0 ohms e a corrente elétrica i que passa
por R é de 1,5 ampéres.
Calcule, em ohms, a resistência interna dos
Assinale a alternativa que contém,
geradores.
respectivamente, os valores da resistência R e da
diferença de potencial entre os pontos a e b,
sabendo que a potência dissipada no resistor de 5
 é igual a 45W.
a) 1 e 5 V
b) 5  e 15 V
168 - (UEM PR/2006) c) 10  e 15 V
Considere o circuito elétrico abaixo, em que d) 10  e 30 V
1  30 V;  2  120 V; R1  30 ; R2  60  e R3  30  e) 15  e 45 V
Assinale a alternativa que corresponde à corrente
elétrica que passa por R3. (Considere 1 e  2 171 - (UFOP MG/2006)
geradores ideais.) Considere o circuito elétrico da figura abaixo:

a) 0,4 A
b) 0,8 A
c) 1,2 A
d) 1,6 A
e) 2,0 A Sabendo-se que as resistências todas valem R  1 ,
então:
169 - (UFAL/2003) a) Calcule a resistência equivalente entre A e B
O circuito esquematizado abaixo é constituído por b) Calcule a diferença de potencial entre B e C
um gerador de f.e.m E = 12 V e resistência interna c) Calcule a energia dissipada pelo circuito em
r  1,0  , um receptor de f.c.e.m. E' = 3,0 V e 1 hora.
resistência interna r '  0,50  , um resistor de
resistência R  5,0  , um amperímetro A e um 172 - (UFTM/2007)
voltímetro V, ambos ideais e uma chave O gerador do circuito indicado é ideal e as lâmpadas
comutadora K. L1, L2 e L3 são idênticas e têm resistência elétrica de
2 .

a) Relativamente ao brilho da lâmpada L3,


Determine as indicações do amperímetro A e do como são os brilhos das lâmpadas L1 e L2?
voltímetro V quando a chave K é ligada, Justifique.
a) na posição (I); b) Determine a diferença de potencial que há
b) na posição (II). entre os pontos A e B.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

173 - (UFPE/2007) 176 - (UEPG PR/2008)


Calcule o potencial elétrico no ponto A, em volts, A respeito de geradores, que são dispositivos
considerando que as baterias têm resistências capazes de transformar uma determinada energia
internas desprezíveis e que o potencial no ponto B é em energia elétrica, assinale o que for correto.
igual a 15 volts. 01. Num gerador, o trabalho realizado sobre a
unidade de carga durante seu transporte do
terminal negativo até o positivo é chamado de força
eletromotriz.
02. Na condição de curto-circuito, a potência
útil de um gerador é nula.
04. A resistência interna é inevitável num
gerador.
174 - (UEG GO/2007) 08. O rendimento de um gerador é tanto maior
De acordo com o circuito apresentado na figura quanto maior for sua resistência interna.
abaixo, responda ao que se pede:
177 - (UESC BA/2007) O circuito representado na
figura é formado por um gerador de força
eletromotriz  e resistência interna r, ligado a um
aparelho elétrico de resistência R, percorrido por
uma corrente elétrica de intensidade i.

a) Qual é a potência elétrica dissipada no


resistor de 4 ?
b) Que porcentagem da potência total Uma análise do circuito, desprezando-se a
fornecida pela fonte (12 V) é dissipada no resistor resistência dos fios, permite concluir:
de 3 ? 01. A corrente de curto-circuito é igual a  / 2r .
c) Que valor de resistência em série com o 02. A potência dissipada no circuito é igual a i .
resistor de 4 / 3 faz a corrente total, fornecida pela 03. A potência elétrica lançada no circuito
fonte (12 V), ser igual a 2,4 A? assume valor máximo quando R = r.
04. A potência elétrica máxima que o gerador
175 - (MACK SP/2007) lança no circuito é igual a  / 4r .
Um estudante ao entrar no laboratório de Física 05. O rendimento do gerador é de 100%
observa, sobre uma das bancadas, a montagem do quando ele lança potência máxima no circuito.
circuito elétrico representado abaixo.
Devido à sua curiosidade, ele retira do circuito o 178 - (UNIMONTES MG/2007) Quatro pilhas
gerador de fem 2 e o religa no mesmo lugar, elétricas idênticas, cada uma com força
porém com a polaridade invertida. Ao fazer isso, ele eletromotriz de 1,5 V e resistência interna 0,6  ,
observa que a intensidade de corrente elétrica, são associadas, conforme mostra a figura abaixo.
medida pelo amperímetro ideal, passa a ter um Essa associação é ligada a uma lâmpada de
valor igual à metade da intensidade de corrente resistência R  0,40 . A intensidade da corrente na
elétrica anterior. O valor da fem 2 , é de lâmpada é

a) 2V
b) 4V a) 1,5 A.
c) 6V b) 1,0 A.
d) 8V c) 2,0 A.
e) 10 V d) 3,0 A .

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

179 - (ESCS DF/2008) resistências internas, respectivamente, muito alta e


Dispõem-se de quatro geradores idênticos, cada um muito baixa.
de força eletromotriz   12V e resistência interna
r  1 , para alimentar uma lâmpada que tem as
seguintes especificações: 80W – 20V. Para que a
lâmpada funcione com seu brilho normal, isto é, de
acordo com suas especificações, os geradores
devem ser a ela ligados como mostra o seguinte
esquema:

O esquema que melhor representa o circuito


descrito é:
a)

b)

180 - (ITA SP/2008)


No circuito representado na figura, têm-se duas
lâmpadas incandescentes idênticas, L1 e L2, e três
fontes idênticas, de mesma tensão V. Então,
quando a chave é fechada,

c)

a) apagam-se as duas lâmpadas.


b) o brilho da L1 aumenta e o da L2 permanece
o mesmo.
c) o brilho da L2 aumenta e o da L1 permanece d)
o mesmo.
d) o brilho das duas lâmpadas aumenta.
e) o brilho das duas lâmpadas permanece o
mesmo.

181 - (UEG GO/2008)


No circuito desenhado ao lado, têm-se duas pilhas
de resistências internas r fornecendo corrente para
três resistores idênticos R. Ao circuito estão ligados
ainda um voltímetro V e um amperímetro A de

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

182 - (IME RJ/2008)


A figura abaixo ilustra um circuito resistivo
conectado a duas fontes de tensão constante.

Considere as resistências em ohms. O módulo da


corrente I que atravessa o resistor de 2 ohms é,
aproximadamente:
a) 0,86 A
b) 1,57 A
c) 2,32 A
d) 2,97 A
e) 3,65 A O(s) esquema(s) que permite(m) ligar ou desligar a
lâmpada, de forma independente, está(ão)
183 - (PUC SP/2008) representado(s) corretamente somente em
Uma situação prática bastante comum nas a) I.
residências é o chamado “interruptor paralelo”, no b) II.
qual é possível ligar ou desligar uma determinada c) III.
lâmpada, de forma independente, estando no d) II e III.
ponto mais alto ou mais baixo de uma escada, como e) I e III.
mostra a figura
184 - (UERJ/2008)
Em uma aula prática foram apresentados quatro
conjuntos experimentais compostos, cada um, por
um circuito elétrico para acender uma lâmpada.
Esses circuitos são fechados por meio de eletrodos
imersos em soluções aquosas saturadas de
diferentes compostos, conforme os esquemas a
seguir:

Em relação a isso, são mostrados três possíveis


circuitos elétricos, onde A e B correspondem aos
pontos situados no ponto mais alto e no mais baixo
da escada e L é a lâmpada que queremos ligar ou
desligar.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

resistores de 0,5 representam as resistências


internas desses elementos.
a) Calcule o valor da resistência de um resistor
que, conectado aos pontos A e B, substitui os três
resistores, sem alterar as características do circuito
originalmente esquematizado.
O conjunto cuja lâmpada se acenderá após o b) Determine o valor da força eletromotriz da
fechamento do circuito é o de número: bateria recarregável.
a) I
b) II 187 - (UNIOESTE PR/2008) No circuito mostrado na
c) III figura abaixo, é correto afirmar que a corrente IR no
d) IV resistor R, o valor da resistência R e a força
eletromotriz desconhecida 1 são,
185 - (UFPE/2008) respectivamente:
A figura representa a corrente I, que atravessa uma
bateria ligada a um circuito elétrico não mostrado
na figura. A tabela fornece cinco conjuntos de
resultados obtidos com baterias diferentes e o
mesmo circuito. A força eletromotriz  , a
resistência interna r, a corrente elétrica I e a
polaridade (terminal 1) de cada bateria estão
indicadas na tabela. Em qual dos casos ocorre maior
transferência de energia da bateria para o circuito?

a) I R  2,0A; R  20,0; 1  42,0V .


b) I R  10,0A; R  20,0; 1  4,2V .
c) I R  10,0A; R  20,0; 1  42,0V .

 (V) r () I (A) Polaridade (terminal 1) d) I R  2,0A; R  2,0; 1  4,2V .


a) 15 0 1 negativo e) I R  10,0A; R  2,0; 1  42,0V .
b) 12 0 1 negativo
c) 10 0 2 positivo 188 - (UFOP MG/2008)
d) 10 1 1 positivo Considere o circuito elétrico simples a seguir, em
e) 10 2 2 negativo que 1  12V e  2  3V são fontes de força
eletromotriz ideais, R é um resistor de resistência
elétrica 6 e M é um motor elétrico ideal. Em
186 - (UFTM/2008)
regime estacionário, a corrente elétrica no circuito
Uma bateria comum e uma recarregável estão
é 1A.
ligadas a uma associação de resistores conforme
indica o esquema. No mostrador do amperímetro
lê-se uma corrente elétrica de intensidade 2 A.

a) Descreva o fluxo de energia no circuito.


b) Calcule a potência elétrica dissipada no
resistor R .
c) Calcule a energia que  2 recebe durante 2
Sabe-se que, nessas condições, a bateria minutos.
recarregável opera no circuito como gerador d) Determine a potência que o motor M pode
enquanto que a pilha opera como receptor e que os desenvolver.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

189 - (UEM PR/2009) Duas pilhas, cada uma com


força eletromotriz 3,0 V e com resistência interna
1,0  , são conectadas para acender uma lâmpada
com valores nominais de 4,8 V e 0,6 A. Considere
que valores menores que os nominais não acendem
a lâmpada e maiores que esses vão queimá–la. b)
Assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. Para que a lâmpada acenda, as pilhas


devem ser associadas em série, conforme esquema
do circuito elétrico abaixo.

c)

02. O gráfico abaixo representa as variações do


potencial em um circuito elétrico projetado para
fazer a lâmpada acender.

d)

04. A potência dissipada na lâmpada é 2,88 W.


08. A força eletromotriz equivalente do circuito
adequado para acender a lâmpada é 1,2 V. 191 - (UFF RJ/2009)
16. Para que a lâmpada acenda, as pilhas Um aficcionado em eletrônica resolve montar um
devem ser conectadas em paralelo. sistema de iluminação de emergência, usando uma
bateria, uma lâmpada e um LED (diodo emissor de
190 - (UFRN/2011) luz) para indicar a localização do sistema no escuro.
No mundo atual, é muito difícil viver sem a O LED deve estar apagado quando a lâmpada
eletricidade e seus benefícios. No entanto, o seu estiver acesa e vice-versa.
uso adequado envolve o domínio técnico associado O circuito projetado é mostrado na figura.
a conceitos e princ ípios físicos. Neste sentido,
considere um ramo de um circuito residencial
montado por estudantes em uma aula prática de
eletricidade, composto pelos seguintes elementos :
um disjuntor (D), uma lâmpada (L), um interruptor
(I), o fio neutro e o fio fase.
O circuito que está corretamente montado é o
representado pela opção

a) O funcionamento do LED nas condições deste


circuito é o seguinte:
- a queda de potencial entre seus terminais é
constante e igual a 2 V;

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

- ele fica aceso quando a corrente que o 193 - (UNICAMP SP/2009)


atravessa é maior ou igual a 10mA e se apaga O transistor, descoberto em 1947, é considerado
quando esta corrente é inferior a 10mA. por muitos como a maior invenção do século XX.
Componente chave nos equipamentos eletrônicos
Para evitar que o LED se queime, liga-se a ele um modernos, ele tem a capacidade de amplificar a
resistor R em série. corrente em circuitos elétricos. A figura a seguir
A lâmpada consome 20W quando ligada a uma representa um circuito que contém um transistor
d.d.p. de 20 V. A fonte de tensão tem força com seus três terminais conectados: o coletor (c), a
eletromotriz   20V e uma resistência interna base (b) e o emissor (e). A passagem de corrente
r  1 entre a base e o emissor produz uma queda de
tensão constante Vbe  0, 7 V entre esses terminais.
a) Com o interruptor S aberto, calcule o valor
da resistência R para que a corrente no LED seja a) Qual é a corrente que atravessa o resistor
10mA, consumindo a menor quantidade de energia R  1000 ?
possível enquanto aceso. ic
b) O ganho do transistor é dado por G  ,
b) Ainda com o interruptor aberto, calcule a ib
potência total fornecida pela fonte. (Esta é a onde ic é a corrente no coletor (c) e ib é a corrente
potência consumida por este sistema em "stand- na base (b). Sabendo-se que i b  0,3 mA , e que a
by"). diferença de potencial entre o pólo positivo da
c) Com o interruptor S fechado, mostre que a bateria e o coletor é igual a 3,0 V, encontre o ganho
corrente através do LED é inferior a 10mA. estando, do transistor.
portanto, apagado.

192 - (UFTM/2009)
Nas figuras a seguir, o quadrilátero BCDE tem os
quatro lados do mesmo tamanho e foi construído
com um mesmo fio homogêneo e de espessura
constante. Nos dois circuitos, ele é o único
elemento que apresenta resistência elétrica não
desprezível. Na primeira montagem, o gerador de
tensão constante U=30 V é ligado aos vértices B e D
do quadrilátero e o amperímetro indica uma
corrente de 1,5A. Na segunda montagem, o mesmo
gerador foi ligado entre os vértices B e C.
194 - (UNCISAL/2008)
Uma bateria, cuja força eletromotriz é de 40 V, tem
resistência interna de 5 . Se a bateria está
conectada a um resistor R de resistência 15 , a
diferença de potencial lida por intermédio de um
voltímetro ligado às extremidades do resistor R
será, em volts, igual a

a) 10.
b) 30.
c) 50.
a) Qual a potência dissipada apenas pelo
d) 70.
trecho BC do circuito, na primeira montagem?
e) 90.
b) Qual será a indicação do amperímetro, em
ampère, na segunda montagem?

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

195 - (UNIFOR CE/2009) III. A intensidade da corrente elétrica no


Um gerador de força eletromotriz 50 V e resistência circuito é de 2,0A.
interna 1,0  alimenta o circuito esquematizado IV. O valor da diferença de potencial entre os
abaixo, entre os pontos A e B. pontos A e B é de 12 V.

Dessas afirmativas, estão corretas apenas

a) III e IV.
b) I e II.
c) I, III e IV.
d) II e IV.
e) II e III.
f) I.R.

Para que a corrente elétrica fornecida pelo gerador 197 - (UEM PR/2010)
seja de 2,0 A, o valor da resistência R deve ser, em Analise o circuito elétrico representado na figura
ohms, abaixo e assinale o que for correto.

a) 20
b) 16
c) 12
d) 10
e) 6,0

196 - (UFPel RS/2009)


No circuito mostrado na figura abaixo, temos uma
associação de resistores ligados a duas baterias
cujas f.e.m. são 1  6,0 V e  2  24,0 V e cujas
resistências internas são, respectivamente,
r1  1,0  e r2  2,0  .

01. A corrente i é 3 A.
02. A resistência interna r é 5 Ω.
04. A força eletromotriz  é 16 V.
08. A diferença de potencial entre os pontos a e
b é 10 V.
16. O circuito elétrico englobado pelo retângulo
central em destaque, na figura acima, pode
representar uma bateria sendo carregada.

De acordo com seus conhecimentos sobre


Eletrodinâmica e com o texto, analise cada uma das
seguintes afirmativas.

I. O sentido da corrente elétrica é


determinado pela f.e.m. de maior valor, portanto,
no circuito, a corrente tem sentido horário.
II. No circuito da bateria com  1 a corrente
está passando do polo positivo para o negativo,
desta forma, essa bateria está funcionando como
um receptor (gerador de f.c.e.m.).

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

198 - (UPE/2010) tarefa de elevar e abaixar a tensão é o


No circuito elétrico a seguir, considere o gerador transformador. É CORRETO afirmar que
com  = 10 V e r = 1 .
a) o princípio de funcionamento de um
transformador exige que a tensão/corrente seja
contínua.
b) o princípio de funcionamento de um
transformador exige que a tensão/corrente seja
alternada.
Analise as afirmativas abaixo.
c) o transformador irá funcionar tanto em
(1) A corrente elétrica no circuito vale 2 A.
uma rede com tensão/corrente alternada quanto
(3) A potência dissipada pelo resistor de 10  é
em uma com tensão/corrente contínua.
de 10 W.
d) o transformador irá funcionar quando, no
(5) O rendimento do gerador é de 80 %.
enrolamento primário, houver uma tensão/corrente
(7) A diferença de potencial entre os pontos A
contínua e, no secundário, uma alternada.
e B vale 8V.
A soma dos números entre parênteses que
201 - (UDESC/2010)
corresponde às proposições CORRETAS é igual a
Um gerador de eletricidade particular fornece uma
tensão contínua de 200 V à única residência a ele
a) 16
ligada. A resistência total dos cabos de transmissão
b) 15
que ligam o gerador à casa vale r ohms. Quando o
c) 1
chuveiro elétrico está em uso na residência, a
d) 8
resistência elétrica total da casa é 5,0 ohms.
e) 13
Sabendo que a potência elétrica fornecida
continuamente pelo gerador é 5,0 kW, nesta
199 - (UPE/2010)
situação a porcentagem da energia gerada, utilizada
No circuito elétrico a seguir, estão representados
somente na transmissão entre o gerador e a
dois geradores idênticos, com  = 12 V e r = 1 . O residência, é:
amperímetro e o voltímetro são ideais. a) 5,0 %
b) 99,2 %
c) 16,6 %
d) 33,3 %
e) 37,5 %

202 - (UFG GO/2010)


Dois geradores ideais, de tensões iguais a V, foram
ligados a dois resistores iguais, de resistência R,
Analise as proposições a seguir e conclua. conforme ilustram os circuitos a seguir.

00. A leitura do amperímetro é de 2A.


01. A leitura do voltímetro é de 10 V.
02. A resistência equivalente do circuito é de 12
.
03. A potência dissipada no resistor de 10  é
de 40 W.
04. O rendimento do gerador entre os pontos C
e B é de aproximadamente 83,33%. Considerando o exposto, a razão da corrente em
um dos resistores do circuito (a) pela de um resistor
200 - (UFOP MG/2010) de (b) é:
Para escoar a energia elétrica produzida em suas a) 1/4
turbinas, a hidrelétrica de Itaipu eleva a tensão de b) 1/2
saída para aproximadamente 700.000 V. Em sua c) 1
residência, as tomadas apresentam uma tensão de d) 2
127 V e/ou 220 V. O equipamento que realiza essa e) 4

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

203 - (UFJF MG/2009)


Nos dois circuitos ao lado, as quatro baterias são a) 1,50 e zero.
idênticas, assim como as duas lâmpadas. b) 2,99 e zero.
Comparando o brilho das lâmpadas nos dois c) 2,99 e 0,05.
circuitos, assinale a alternativa CORRETA sobre qual d) 3,00 e 0,09.
delas brilha mais. e) 2,99 e 0,09.

205 - (UEPG PR/2011)


Considere o esquema do circuito elétrico a seguir,
composto por resistores e geradores de valores
iguais e uma chave, onde, os geradores são
representados por E e os resistores por R. Nesse
contexto, assinale o que for correto, no que se
refere a sua esquematização.

a) A lâmpada do circuito 1, porque as duas


baterias em série fornecem voltagem menor que
uma única bateria.
b) A lâmpada do circuito 1, porque as duas
baterias em série fornecem voltagem maior que
uma única bateria.
c) A lâmpada do circuito 2, porque as duas
01. A ddp no circuito é igual à ddp de cada
baterias em paralelo fornecem voltagem menor que
gerador integrante da associação.
uma única bateria.
02. A intensidade de corrente que atravessa a
d) A lâmpada do circuito 2, porque as duas
chave E F é igual à soma das intensidades de
baterias em paralelo fornecem voltagem maior que
corrente gerada pela associação de geradores.
uma única bateria.
04. A intensidade de corrente em qualquer
e) Ambas brilham igualmente.
ramo do circuito tem o mesmo valor (constante).
204 - (FATEC SP/2011) 08. O resistor equivalente é igual a R Eq  2 R .
3
Num laboratório de física, o professor entrega aos
seus alunos 2 pilhas e um multímetro e pede que 206 - (UERJ/2011)
eles obtenham, através do multímetro, a tensão No circuito abaixo, o voltímetro V e o amperímetro
elétrica de cada uma das pilhas. A indicam, respectivamente, 18 V e 4,5 A.
Os alunos, ao fazerem a leitura, anotam os
seguintes resultados:
PILHA 1: V1 = 1,54 volts e PILHA 2: V2 = 1,45 volts.
Na sequência, o professor pede que coloquem as
pilhas associadas em série corretamente e que
façam novamente a medida, porém alguns alunos
procedem de maneira errada, associando os polos
positivos, conforme figura a seguir. Considerando como ideais os elementos do circuito,
determine a força eletromotriz E da bateria.

A leitura das medidas feita pelos alunos que


associaram corretamente as pilhas e por aqueles
que as associaram incorretamente foi,
respectivamente, em volts

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

207 - (UFAL/2011)
Um técnico em eletrônica precisa descobrir o valor
da resistência interna, Rint, de uma bateria. Ao ligar
a bateria em série com um resistor de resistência
conhecida, R, ele observa que a corrente elétrica
medida corresponde a 90% daquela que imaginava
obter, caso a bateria fosse ideal (isto é, com
resistência interna nula). Ele conclui acertadamente
que a razão Rint/R é igual a:

a) 1/9
b) 8/9 Analise as afirmativas a seguir e conclua.
c) 1
d) 9/8 00. A resistência equivalente entre os pontos a
e) 9 e c do circuito vale 5.
01. A corrente elétrica que circula no gerador
208 - (UFSC/2011) tem intensidade igual a 3A.
Considere o circuito abaixo. 02. A potência dissipada pelo resistor colocado
entre os pontos a e b do circuito é igual à potência
dissipada pelos resistores colocados entre os
pontos a e c do circuito.
03. A diferença de potencial elétrico entre os
pontos a e c vale 18 V.
04. O rendimento do gerador vale  = 0,75.

210 - (UESC BA/2011)

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).


Disponível em:
01. A corrente no circuito é 2,0 A.
<http://www.feiradeciencias.com.br/sala15/15_01.
02. O potencial elétrico no ponto D é menor do
asp>. Acesso em: 27 out. 2010.
que no ponto C.
04. A potência fornecida ao circuito externo
A figura representa o esquema de um circuito
pela fonte de 15 V é 14 W.
elétrico de uma lanterna. Considerando-se que a
08. A potência dissipada no resistor de 4  é
força eletromotriz e a resistência interna de cada
16 W.
pilha, respectivamente, iguais a 3,0V e 0,5, a
16. A diferença de potencial entre os pontos A
resistência elétrica da lâmpada igual a 5,0 e que
e B (VB – VA) é 6 V.
da lanterna sai um feixe de luz cilíndrico, de raio
igual a 5,0cm, pode-se afirmar que a intensidade
209 - (UPE/2011)
luminosa da lâmpada da lanterna é igual, em W/m2,
No circuito elétrico a seguir, considere um gerador
a
de força eletromotriz  = 18 V e resistência interna
01. –1.104
igual a 1 . As resistências dos condutores de
02. 2,5–1.105
alimentação são desprezíveis.
03. 2–1.103
04. 5–1.103
05. 5–1.105

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

211 - (UECE/2011) 213 - (ACAFE SC/2012)


Um resistor de 5  é ligado a uma associação em Para garantir a manutenção elétrica preventiva de
série de duas baterias, uma de 10 V e outra de 5 V. um automóvel, uma pessoa deseja substituir a
Nessa associação, uma das baterias tem o polo bateria (gerador de f.e.m.) do mesmo. O manual de
positivo conectado ao negativo da outra. Com base funcionamento apresenta um diagrama V
nessa informação, a corrente no resistor, em A, é (voltagem) X i (corrente) mostrando a curva
característica do gerador em questão.
a) 2
b) 3
c) 1
5
d)
15

212 - (UNESP/2011)
Uma espécie de peixe-elétrico da Amazônia, o
Poraquê, de nome científico Electrophorous
electricus, pode gerar diferenças de potencial
elétrico (ddp) entre suas extremidades, de tal forma
A alternativa correta que mostra os valores de fem,
que seus choques elétricos matam ou paralisam
em volts, e resistência interna, em ohm, da bateria
suas presas. Aproximadamente metade do corpo
é:
desse peixe consiste de células que funcionam
como eletrocélulas. Um circuito elétrico de corrente
a) 10 e 1
contínua, como o esquematizado na figura,
b) 12 e 5
simularia o circuito gerador de ddp dessa espécie.
c) 12 e 0,5
Cada eletrocélula consiste em um resistor de
d) 12 e 1
resistência R = 7,5  e de uma bateria de fem .
214 - (ITA SP/2012)
Um gerador elétrico alimenta um circuito cuja
resistência equivalente varia de 50 a 150,
dependendo das condições de uso desse circuito.
Lembrando que, com resistência mínima, a potência
útil do gerador é máxima, então, o rendimento do
gerador na situação de resistência máxima, é igual a

a) 0,25.
b) 0,50.
c) 0,67.
d) 0,75.
e) 0,90.
Sabendo-se que, com uma ddp de 750 V entre as
extremidades A e B, o peixe gera uma corrente I =
1,0 A, a fem  em cada eletrocélula, em volts, é

a) 0,35.
b) 0,25.
c) 0,20.
d) 0,15.
e) 0,05.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

215 - (PUC RS/2012) 04. Pilhas alcalinas são geradores de corrente


Observe o diagrama do circuito de referência abaixo alternada, que possuem ânodo, cátodo e eletrólito.
e, a seguir, os diagramas numerados de 1 a 5, 08. A força eletromotriz fornecida a um circuito
considerando que todos contêm lâmpadas elétrico por um grupo de geradores elétricos
incandescentes idênticas e fontes de tensão idênticos associados em série é o somatório das
também idênticas. forças eletromotrizes desse grupo de geradores.
16. A resistência equivalente de um grupo de
geradores elétricos idênticos associados em
paralelo é a soma das resistências internas desses
geradores.

217 - (UFT TO/2012)


Nesse contexto, conclui-se que a(s) lâmpada(s) do No circuito elétrico abaixo a resistência interna da
circuito ______ brilhará/brilharão com intensidade bateria é Rin = 1.
idêntica à do circuito de referência.

Qual é a leitura CORRETA do Amperímetro ideal A e


do Voltímetro ideal V, respectivamente?

a) 1mA e 1mV
b) 1A e 0,5V
c) 2A e 1V
d) 10A e 5V
e) 12A e 6V

218 - (FMABC/2013)
Observe o circuito abaixo. Quando a chave seletora
(ch) está posicionada em X, o amperímetro ideal (A)
a) 1 registra 1,5A. Quando mudamos a chave seletora
b) 2 para a posição Y, o amperímetro passa a registrar
c) 3 1,2A. Determine a fem (força eletromotriz) E da
d) 4 bateria.
e) 5

216 - (UEM PR/2012)


Sobre o comportamento físico e a constituição de
geradores elétricos, assinale o que for correto.

01. Geradores elétricos são dispositivos que


transformam uma forma qualquer de energia em
energia elétrica, como aqueles instalados na usina a) 3V
hidrelétrica de Itaipu. b) 6V
02. A equação do gerador é V =  – ri, sendo V a c) 12V
diferença de potencial disponível para o circuito,  a d) 18V
força eletromotriz fornecida pelo gerador, r a e) 24V
resistência interna do gerador e i a corrente elétrica
fornecida pelo gerador.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

219 - (FM Petrópolis RJ/2013) 221 - (PUC RJ/2013)


Um estudante possui três pilhas idênticas de 1,5 V Um determinado circuito é composto de uma
para alimentar o motor de um carrinho. Para o bateria de 12,0 V e mais quatro resistores, dispostos
motor funcionar, a tensão mínima aplicada deve ser como mostra a figura.
de 3,0 V. As pilhas podem ser dispostas conforme as
configurações a seguir.

a) Determine a corrente elétrica no ponto A


indicado na figura.
O motor do carrinho funciona somente com as b) Determine a diferença de potencial entre os
pilhas nas disposições pontos B e C apresentados na figura.

a) 1e2 222 - (PUC RJ/2013)


b) 1e3
c) 2e3
d) 1, 3 e 4
e) 2, 3 e 4

220 - (IME RJ/2013) No circuito mostrado na figura, a diferença de


No circuito apresentado na figura abaixo, a chave S potencial entre os pontos B e A vale, em Volts:
é fechada e a corrente fornecida pela bateria é 20
A. Para que o fusível F, de 1,5 A, não abra durante o a) 3,0
funcionamento do circuito, o valor da resistência b) 1,0
variável R, em ohms, é: c) 2,0
d) 4,5
e) 0,75

223 - (UCS RS/2013)


No circuito abaixo R1 = 10 , R2 = R3 = 6  e V = 26
V. Qual é o valor da corrente elétrica que passa pelo
ponto A?

Consideração: a) 0,4 A
O capacitor está descarregado antes do fechamento b) 1,6 A
da chave S. c) 2,0 A
d) 2,6 A
a) R  120 e) 4,0 A
b) 95  R  115
c) 80  R  100
d) 55  R  65
e) R  45

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

224 - (UEPG PR/2013) a) Complete a tabela abaixo com os valores da


Os circuitos elétricos podem ser constituídos por corrente I.
vários dispositivos elétricos. Abaixo é
esquematizado um circuito composto por
geradores, resistores e chaves for-mando o que é
conhecido por malha. Sobre o circuito, assinale o
que for correto.

b) Utilizando os eixos abaixo, faça o gráfico de


V em função de I.

01. No circuito tem-se dois nós, três ramos e


duas ma-lhas, e a corrente elétrica atravessará todo
o circuito somente quando as chaves estiverem
fechadas.
02. As chaves estando fechadas, em um dos
c) Determine a força eletromotriz  e a
nós, a soma algébrica das intensidades de correntes
resistência interna r da bateria.
é nula.
04. Estando a chave 2 aberta e E1 sendo igual a
Note e adote:
E2 a intensidade de corrente na malha
Um reostato é um resistor de resistência variável.
correspondente será nula.
Ignore efeitos resistivos dos fios de ligação do
08. Estando a chave 1 aberta, a tensão nos
circuito.
terminais do resistor equivalente será igual a soma
das f.e.m. dos geradores E2 e E3.
226 - (Unicastelo SP/2013)
16. Em qualquer malha de um circuito em rede,
Quatro lâmpadas das lanternas de um automóvel
a so-ma algébrica das f.e.m. é igual à soma algébrica
são associadas em paralelo e se acendem
das quedas de tensão  E   Ri .
simultaneamente, conforme mostra a figura.

225 - (FUVEST SP/2013)


Em uma aula de laboratório, os alunos
determinaram a força eletromotriz  e a resistência
interna r de uma bateria. Para realizar a tarefa,
montaram o circuito representado na figura abaixo
e, utilizando o voltímetro, mediram a diferença de
potencial V para diferentes valores da resistência R
Se as características de cada lâmpada são 12V-18W,
do reostato. A partir dos resultados obtidos,
quando acesas, a intensidade da corrente elétrica
calcularam a corrente I no reostato e construíram a
total, em ampères, que percorre o conjunto das
tabela apresentada na página de respostas. quatro lâmpadas é igual a

a) 6,0.
b) 9,0.
c) 12.
d) 1,5.
e) 3,0.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

227 - (UEPA/2013)
Baterias estão entre as fontes de energia elétrica Com base nas informações dadas, marque, para as
mais usadas nos dias de hoje. Sem elas ficaríamos afirmativas abaixo, (V) Verdadeira, (F) Falsa ou (SO)
perdidos: não funcionariam nossos celulares, Sem Opção.
computadores e nem os nossos relógios. A figura
abaixo representa como a diferença de potencial V, 1. O amperímetro colocado no circuito registra
entre os terminais da bateria de um automóvel, uma corrente de 0,5 A.
varia em função da corrente I. 2. Após o estabelecimento da corrente elétrica
no circuito, o aquecimento da resistência interna
causará uma perda de energia de 6.600 J depois de
decorridos 4 minutos.
3. Adicionando-se uma resistência R’  0 em
paralelo à resistência R, a corrente que circula pela
fonte diminuirá, pois dificultará a passagem dos
elétrons pelo circuito.
4. Sendo R um resistor ôhmico, espera-se que,
com o passar do tempo, a sua resistividade diminua,
pois o material se dilata.

229 - (FPS PE/2014)


A análise do gráfico nos permite afirmar que, para A figura abaixo mostra o circuito utilizado por uma
essa bateria: lanterna elétrica que utiliza duas pilhas (AA), tendo
cada pilha uma força eletromotriz nominal  = 1,5 V.
a) a corrente de curto circuito é igual a 106,6 As duas pilhas são ligadas em série entre si e em
A. série com a lâmpada, cuja resistência elétrica do
b) a resistência interna é igual a 0,12 . seu filamento aquecido (quando a lâmpada está
c) a equação da sua curva característica é V = ligada) vale R = 60 . Considerando que cada pilha
12,8 - 0,12.I. tem uma resistência elétrica interna r = 0,5 , a
d) na situação de máxima potência seu corrente elétrica resultante será aproximadamente:
rendimento será de 80%.
e) ligando-se aos seus terminais um resistor de
10 a, esse será percorrido por uma corrente
aproximadamente igual a 1,28 A.

228 - (UFU MG/2013)


Em um sistema físico real, os processos dissipativos
têm papel importante. Isto significa que, em uma
fonte de energia elétrica real, haverá uma
resistência interna responsável pelo seu a) 4,9 mA
aquecimento. O papel da resistência interna em b) 49 mA
uma fonte real não consiste apenas em dissipar c) 4,9 A
energia, pois pode evitar que a fonte queime d) 490 mA
quando ocorre um curto-circuito no sistema. Em um e) 49 A
circuito real, como esquematizado na figura abaixo,
além da resistência interna da fonte r, existe uma
fonte de força eletromotriz  e uma resistência
efetiva R de todo o circuito conectado à fonte de
energia elétrica.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

230 - (MACK SP/2014) 232 - (AFA)


No circuito desenhado abaixo, a intensidade de Um gerador fornece a um motor uma ddp de 440V.
corrente elétrica contínua que passa pelo resistor O motor tem resistência interna de 25 e é
de 50  é de 80 mA. A força eletromotriz  do percorrido por uma corrente elétrica de 400mA. A
gerador ideal é igual a força contra-eletromotriz do motor, em volts, é
igual a:
a) 375
b) 400
c) 415
d) 430

233 - (MACK SP)


A tensão nos terminais de um receptor varia com a
corrente, conforme o gráfico abaixo:

a) 1,5 V U(V)
b) 3,0 V
25
c) 4,5 V
d) 5,0 V
22
e) 6,0 V

231 - (UEM PR/1998)


Considere o circuito elétrico representado na figura I(A)
abaixo. Nestas condições, assinale o que for 0 2,0 5,0
correto. A f.c.a.m. e a resistência interna deste receptor são,
respectivamente:
a) 11V e 1,0
b) 12,5V e 2,5
c) 20V e 1,0
d) 22V e 2,0
e) 25V e 5,0

234)
O esquema abaixo representa um circuito contendo
duas pilhas e dois resistores:
01. Para qualquer valor positivo e diferente de
zero de , a resistência elétrica do filamento da
lâmpada Rf será considerada ôhmica. 9,0 V 3,0 V
02. A corrente elétrica i no circuito não
depende do valor numérico da resistência elétrica
10 20
R1 .
04. Quando a lâmpada estiver acessa, teremos
dois efeitos: térmico no resistor e luminoso na a) Qual é a intensidade da corrente elétrica?
lâmpada. b) Qual é a ddp nos terminais do receptor?
08. R1 e Rf constituem uma associação em série
de resistores.
16. A corrente elétrica i e a resistividade
elétrica  são grandezas de mesma dimensão.
32. A corrente elétrica i no circuito será
inversamente proporcional à soma de R1 e Rf.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

235 - (FACMAUA SP) Um gerador de força 239) Considere a montagem abaixo esquematizada,
eletromotriz E1 =12V e resistência interna r1 = onde a chave CH pode ocupar as posições (1), (2),
0,48 é ligado em oposição a outro, de força (3) e (4).
(1)
eletromotriz E2 = 6V e resistência interna r2 = 0,20. (2) R = 2,0
CH
Calcule a corrente que circula pelos geradores,
(3)
indicando qual deles estará fornecendo e qual (4)
estará absorvendo energia.
E = 10V E’ = 8,0V

236 - (PUC SP) No circuito da figura, a diferença


r’ = 0,50
de potencial VA – VB, com a chave K aberta, tem
valor: r = 0,50

20 V
3 São feitas quatro proposições; assinale de acordo
k com o código abaixo:
A
B a) Se todas forem corretas.
2 15 V b) Se apenas I e II forem corretas.
a) 35V c) Se apenas III e IV forem corretas.
b) 20V d) Se apenas II e IV forem corretas.
c) 15V e) Se todas forem falsas.
d) 5V
e) zero I. com a chave CH na posição (1), a ddp no
gerador vale 10V.
237 - (PUC SP) Fechando a chave K da figura, a II. com a chave CH na posição (2), a ddp no
diferença de potencial VA – VB passa a ter valor: gerador vale 8,0V.
III. com a chave CH na posição (3), a ddp no
3
20 V receptor vale 9,0 V.
IV. com a chave CH na posição (4), a ddp no
k
gerador é nula.
A
B
15 V
2 240 - (FUVEST SP/2003)
a) 35V Uma lâmpada L está ligada a uma bateria B por 2
b) 23V fios, F1 e F2, de mesmo material, de comprimentos
c) 20V iguais e de diâmetros d e 3d, respectivamente.
d) 17V Ligado aos terminais da bateria, há um voltímetro
e) 15V ideal M (com resistência interna muito grande),
como mostra a figura. Nestas condições a lâmpada
238 - (ITA SP) está acesa, tem resistência RL = 2,0  e dissipa uma
As duas baterias da figura estão ligadas em potência igual a 8,0W. A força eletromotriz da
oposição. Suas f.e.m e resistência são, bateria é  = 9,0V e a resistência do fio F1 é R1 = 1,8
respectivamente, 18,0V e 2,00, 6,00V e 1,00. .
Sendo i a corrente no circuito, Vab a tensão Va – Vb,
podemos afirmar que: Determine o valor da:
2,00
18,0V
a) corrente I, em ampères,
que percorre o fio F1.
b) potência P2, em watts,
b a
dissipada no fio F2.
c) diferença de potencial
6,00V
VM, em volts, indicada pelo
1,00
a) i = 9,00 A; Vab = –10,0V voltímetro M.
b) i = 6,00 A; Vab = 10,0V
c) i = 4,00 A; Vab = –10,0V
d) i = 4,00 A; Vab = 10,0V
e) i = 4,00 A; Vab = 24,0V

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

241 - (UNESP/2003) 244 - (UFRN/2006)


Uma lâmpada incandescente (de filamento) Somente a partir da primeira crise do petróleo, na
apresenta em seu rótulo as seguintes década de 70 do século passado, a geração de
especificações: 60W e 120 V. energia elétrica, em larga escala, por meio de
Determine: sistemas eólicos, tornou-se economicamente viável.
a) a corrente elétrica I que deverá circular pela O gráfico abaixo mostra o crescimento da
lâmpada, se ela for conectada a uma fonte de 120 capacidade instalada acumulada, em GW
V. (gigawatt), de sistemas eólicos para produção de
b) a resistência elétrica R apresentada pela energia elétrica entre 1990 e 2001. São mostradas,
lâmpada, supondo que ela esteja funcionando de também, previsões feitas por especialistas, em 1997
acordo com as especificações. e 1999, para a evolução dessa capacidade até 2004.

242 - (MACK SP/2004)


O vendedor de um motor elétrico de corrente
contínua informa que a resistência interna desse
motor é 1,0  e que o mesmo consome 30,0 W,
quando ligado à d.d.p. de 6,0 V. A força contra-
eletromotriz (f.c.e.m.) do motor que ele está
vendendo é:
a) 6,0 V
b) 5,0 V
c) 3,0 V
d) 1,0 V
e) 0,8 V De acordo com o gráfico, as respectivas taxas
médias de crescimento da capacidade instalada
243 - (UFRJ/2006) acumulada, entre os anos de 2002 e 2004, feitas
Uma bateria comercial de 1,5V é utilizada no pelas previsões de 1997 e 1999, são,
circuito esquematizado abaixo, no qual o aproximadamente,
amperímetro e o voltímetro são considerados a) 5 GW/ano e 10 GW/ano.
ideais. b) 10 GW/ano e 20 GW/ano.
c) 20 GW/ano e 30 GW/ano.
d) 30 GW/ano e 40 GW/ano.

245 - (UFPel RS/2010)


No circuito mostrado na figura abaixo, temos uma
associação de resistores ligados a duas baterias
cujas f.e.m. são ε1 = 6,0 V e ε2 = 24,0 V e cujas
resistências internas são, respectivamente, r1 = 1,0
Varia-se a resistência R, e as correspondentes
Ω e r2 = 2,0 Ω.
indicações do amperímetro e do voltímetro são
usadas para construir o seguinte gráfico de
voltagem (V) versus intensidade de corrente (I).

Usando as informações do gráfico, calcule:


a) o valor da resistência interna da bateria;
b) a indicação do amperímetro quando a resistência
R tem o valor 1,7Ω.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

De acordo com seus conhecimentos sobre receptores elétricos. Sobre geradores elétricos e
Eletrodinâmica e com o texto, analise cada uma das receptores elétricos, assinale o que for correto.
seguintes afirmativas. 01. Quando um gerador encontra-se em
I. O sentido da corrente elétrica é circuito aberto, a diferença entre seus terminais é
determinado pela f.e.m. de maior valor, portanto, igual a sua força eletromotriz.
no circuito, a corrente tem sentido horário. 02. A potência útil fornecida por um gerador a
II. No circuito da bateria com ε1 a corrente um circuito onde só existem resistores será máxima
está passando do polo positivo para o negativo, se a resistência equivalente do circuito for igual à
desta forma, essa bateria está funcionando como resistência interna do gerador.
um receptor (gerador de f.c.e.m.). 04. Geradores elétricos podem ser associados
III. A intensidade da corrente elétrica no somente em paralelo.
circuito é de 2,0A. 08. O rendimento elétrico de um receptor
IV. O valor da diferença de potencial entre os corresponde ao produto entre a potência elétrica
pontos A e B é de 12 V. útil e a potência elétrica fornecida ao receptor.
Dessas afirmativas, estão corretas apenas 16. A força contra-eletromotriz pode, em
termos práticos, ser pensada como uma força
a) III e IV. eletromotriz que se opõe à passagem da corrente
b) I e II. elétrica.
c) I, III e IV.
d) II e IV. 248 - (UPE/2012)
e) II e III. Um motor elétrico sob tensão 220 V é alimentado
f) I.R. por uma corrente elétrica de 10 A. A potência
elétrica útil do motor é de 2000 W. Assinale a
246 - (UFRJ/2010) alternativa que corresponde à força
Um estudante dispunha de duas baterias comerciais contraeletromotriz, em volts, à resistência interna
de mesma resistência interna de 0,10 , mas do motor, em ohms, e ao rendimento elétrico do
verificou, por meio de um voltímetro ideal, que uma motor, respectivamente.
delas tinha força eletromotriz de 12 Volts e a outra,
de 11Volts. A fim de avaliar se deveria conectar em a) 200; 2; 0,80
paralelo as baterias para montar uma fonte de b) 200; 2; 0,91
tensão, ele desenhou o circuito indicado na figura a c) 400; 4; 1
seguir e calculou a corrente i que passaria pelas d) 400; 4; 0,80
baterias desse circuito. e) 400; 4; 1,5

249 - (UFU MG/2012)


O circuito representado na figura abaixo mostra um
gerador de força eletromotriz (E) igual a 12 V e
resistência interna (r) de 2 , ligado a um receptor,
de força contra-eletromotriz (E´) de 8V e resistência
interna (r´) de 4 .

a) Calcule o valor encontrado pelo estudante


para a corrente i.
b) Calcule a diferença de potencial VA − VB
entre os pontos A e B indicados no circuito.

247 - (UEPG PR/2010)


Dispositivos que transformam outras formas de
energia em energia elétrica são conhecidos como a) Calcule o valor da intensidade da corrente
geradores elétricos. Dispositivos capazes de receber que percorre o circuito.
energia elétrica e transformá-la em outras formas b) Nas condições dadas, qual o rendimento
de energia que não a térmica são denominados obtido pelo gerador e pelo receptor?

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

250 - (MACK SP/2013) d) P1 =


3P2
No circuito ilustrado abaixo, a d.d.p. entre os 2

pontos A e B é constante e igual a 1,5 V e o


amperímetro A é considerado ideal. As lâmpadas, 252 - (UNIFOR CE/2001)
L1, L2, L3 e L4, são idênticas entre si e cada uma delas O gráfico abaixo representa a curva característica
apresenta a seguinte indicação nominal de fábrica: de um gerador.
1,5 V — 0,5 W. Ao fechar-se a chave Ch,

A potência máxima que esse gerador pode fornecer


ao circuito externo, em watts, vale
a) 72
b) 48
c) 36
d) 18
a) as lâmpadas L3 e L4 “queimam” e o e) 12
Amperímetro indica 0,17 A.
b) as lâmpadas L3 e L4 “queimam” e o 253 - (UNIFOR CE/2001)
Amperímetro indica 0,34 A. Considere o circuito elétrico esquematizado abaixo,
c) todas as lâmpadas acendem e o com a chave Ch aberta e o gerador E ideal.
Amperímetro indica 0,25A.
d) todas as lâmpadas acendem e o
Amperímetro indica 0,125A.
e) todas as lâmpadas “queimam”.

251 - (UERJ/1996)
Três resistores, cada um com resistência R, são
ligados em paralelo entre os pontos A e B,
Ao se fechar a chave Ch, a
conectados a um gerador ideal como mostra a
a) resistência total do circuito aumenta.
figura 1. Três outros resistores, cada um com
b) voltagem em R1 diminui.
resistência R/3, são ligados em série entre os
c) intensidade da corrente elétrica em R2
pontos C e D, conectados a outro gerador idêntico
aumenta.
ao primeiro, conforme mostra a figura 2.
d) voltagem nos terminais do gerador diminui.
e) intensidade da corrente elétrica em R1
aumenta.

254 - (UnB DF/1998)


A partir das pesquisas desenvolvidas por Galileu, o
homem começou a quantificar a natureza de uma
forma mais sistemática, surgindo dão a necessidade
Sendo P1 a potência dissipada em um dos resistores de se estabelecerem padrões e de se definirem
existentes entre A e B e sendo a potência total unidades. Saber utilizar esses padrões e converte-
dissipada entre C e D, a relação entre P1 e P2 é dada los em unidades úteis para ajudar na solução de
por: problemas é fundamental na compreensão dos
P2 fenômenos.
a) P1 =
3

b) P1 =
2 P2 Assim, com base na equivalência das seguintes
3 unidades:
c) P1 = P2 1 namômetro = 10-9m

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

2 hectare = 0,01 km2 usinas hidrelétricas


capacidade atual capacidade
(MW) máxima (MW)
1 HP = 0,746 kW e
1 femto-segundo = 10-15s, Sobradinho 175 1.050
Luiz Gonzaga (Itaparica) 250 1.500
Apolônio Sales (Moxotó) 110 440
Julgue os itens a seguir.
Complexo Paulo Afonso 846 3.984
01. Um motor elétrico, consumindo uma Xingó 500 3.000
potência de ½ HP durante 120 min, acarretará um Total 1.881 9.974
consumo de energia igual a 1kWh (kilowatt x hora). Considerando as informações apresentadas e que a
02. Um motor com 1 HP de potência conseguirá energia, em W, necessária para o bombeamento da
levantar um carro de 1 tonelada a uma altura de água à vazão de v m3/s e à altura de h m seja igual a
10m em menos de 1 min. 16.000 vh, julgue os itens abaixo.
03. Considere que, em 30 min, uma chuva 01. A energia necessária para o bombeamento
intensa e ininterrupta encha um tambor cilíndrico de água nesse projeto de transposição do rio São
inicialmente vazio com base de 1m2 e altura de Francisco consumiria toda a capacidade atual da
50cm. Então, o volume de água dessa chuva, caindo unida de Sobradinho.
durante uma hora em um terreno de 1 hectare, será 02. Seguindo o curso do rio São Francisco, a
superior a cinco milhões de litros. diminuição do volume de água provocada pela
04. Considerando que os átomos têm transposição acima mencionada não afetará a
diâmetros maiores que 0,1 nanômetro e que os produção de energia das usinas hidrelétricas
flashes (pulsos de luz) de menor duração que já instadas nesse rio, localizadas após o ponto de
foram produzidos em laboratório têm a duração de captação.
10 femto-segundos, é correto concluir, então, que, 03. Sabendo que o déficit atual de geração de
se um avião supersônico que viaje a 3.600 km/h foi energia elétrica no Brasil é d ordem de 3.200 MW, é
iluminado por um desses flashes, ele, durante o correto afirmar que, se as capacidades máximas das
flash, percorrerá uma distância menor do que o usinas de Xingo e de Sobradinho pudessem ser
diâmetro de um de seus átomos. implementadas, o déficit nacional de geração de
energia elétrica seria superado.
255 - (UnB DF/2001) 04. Considerando que a capacidade de geração
O projeto de transposição do rio São Francisco, que e a demanda atuais de energia elétrica no Brasil
visa canalizar parte da água desse rio para regiões são, respectivamente, iguais a 64.000 MW e 67.200
com carência de recursos hídricos, foi d]elaborado MW, se essa demanda cresce 2% ao ano, conclui-se
como alternativa para resolver o problema da seca que, operando em sua capacidade máxima, o
na região do semi-árido nordestino. Um dos sistema gerador da CHESF atenderia à demanda,
estudos nesse sentido prevê a construção de um pelo menos até o ano de 2003.
aqueduto com vazão de 70 m3/s. Para a
implementação de tal projeto, será necessário 256 - (UERJ/1996)
elevar a água, por bombeamento, a uma altura de Três resistores, cada um com resistência R, são
160 metros acima do nível do rio, no ponto de ligados em paralelo entre os pontos A e B,
captação. A redução da vazão do rio e a conectados a um gerador ideal como mostra a
necessidade de energia para o bombeamento figura 1. Três outros resistores, cada um com
podem afetar o sistema hidrelétrico da região, se resistência R/3, são ligados em série entre os
novos recursos hídricos não forem drenados para a pontos C e D, conectados a outro gerador idêntico
bacia do Velho Chico. A tabela abaixo apresenta as ao primeiro, conforme mostra a figura 2.
capacidades atual e máxima, em megawatts (MW),
de produção das principais hidrelétricas instaladas
no rio São Francisco, formando o sistema gerador
da Companhia Hidrelétrica do São Francisco
(CHESF), responsável pela produção e distribuição
de energia elétrica na região Nordeste.

Sendo P1 a potência dissipada em um dos resistores


existentes entre A e B e sendo a potência total
dissipada entre C e D, a relação entre P1 e P2 é dada
por:

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

P2 A
a) P1 =
3
2 P2
b) P1 =
3
c) P1 = P2 V R
Luz
3P2
d) P1 =
2 Para as condições acima:
a) Construa, no sistema de coordenadas da
257 - (UFC CE/2002) folha de respostas, um esboço do gráfico da
O gráfico mostra como varia a potência elétrica potência fornecida pelo painel solar em função da
fornecida a uma pequena cidade durante o tensão entre seis terminais.
intervalo de tempo que vai de 12 horas (meio-dia) b) Estime a eficiência máxima (max) de
até 20 horas (8 horas da noite). Sejam: E1 a energia transformação de energia solar em energia elétrica
elétrica fornecida entre 12 horas e 17 horas, e E2 a do painel.
energia elétrica fornecida entre 17 horas e 20 c) Estima a resistência Rmax, quando a potência
E1
horas. A razão E2
é elétrica gerada pelo painel for máxima.

15000
259 - (UFG GO/1995) Cada turbina de uma
hidroelétrica recebe cerca de 103 m3 de água por
Potência (kW)

10000
segundo, numa queda de 100 m. Se cada turbina
assegura uma potência de 700.000kW, qual é a
6000
perda de energia nesse processo?

260 - (UFJF MG/1997) A carga de uma bateria de


12 V é de 40 Ampère-hora, conforme informa o
0
12 17 19 20 fabricante. Essa bateria, inteiramente carregada,
tempo (h)
poderia alimentar, no máximo
a) 1,0
a) 8 lâmpadas de 60 W durante 1 h;
b) 1,2
b) 6 lâmpadas de 60 W durante 1 h;
c) 1,5
c) 8 lâmpadas de 40 W durante 1/2 h;
d) 1,8
d) 4 lâmpadas de 100 W durante 1 h;
e) 2,0
e) 4 lâmpadas de 100 W durante 1/2 h.
258 - (FUVEST SP/2000)
261 - (UBEC DF)
Um painel de células solares funciona como um
Na figura abaixo temos um gerador de resistência
gerador, transformando energia luminosa em
interna desprezível e força eletromotriz E, 2
energia elétrica. Quando, sobre a área de captação
resistores iguais e uma chave C. Com relação a esta
do painel, de 2m2, incide uma densidade superficial
situação, é correto afirmar que:
de potência luminosa de 400W/m2, obtém-se uma
relação entre I (corrente) e V(tensão), conforme
gráfico abaixo. (Os valores de I e V são os indicados C
E
pelo amperímetro A e pelo voltímetro V, no circuito R
r=0
esquematizado, variando-se R em uma ampla faixa
R
de valores). Nas aplicações práticas, substitui-se a
resistência por um aparelho elétrico.
a) a potência fornecida pelo gerador ao
i(A) circuito é a mesma, quer a chave C esteja aberta ou
3 fechada.
b) a abertura da chave C provoca um aumento
2 de energia fornecida pelo gerador ao circuito.
c) a abertura da chave C provoca uma
1
diminuição da potência fornecida pelo gerador ao
0 circuito.
10 20 V(v) d) n.d.a

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

262 - (OSEC SP) 266 - (UNIMES SP)


No esquema a seguir, representamos uma pilha de A bateria figurada abaixo tem resistência
força eletromotriz E e resistência interna r. Calcule: desprezível. A potência fornecida pela bateria vale:

E = 2,0V

A B 

r = 10
6V
 

r = 40
a) a intensidade de corrente no circuito;
b) a tensão entre os pontos A e B;
c) as potências elétricas total e útil do a) 8W
gerador; b) 6W
d) o rendimento do gerador. c) 128W
d) 18W
263 - (FEI SP) e) 12W
Um gerador tem f.e.m. E e resistência interna r. A
tensão entre os terminais do gerador é V1 = 30V, 267 - (CESESP SP)
quando ao mesmo é ligado um resistor de No circuito abaixo, E é a força eletromotriz
resistência R1 = 15 ohms. Se aos terminais desse (variável) de uma bateria cuja resistência interna é
gerador for ligado um resistor R2 = 40 ohms, seu nula. R1 = R = 5 são resistências puras. Se E caiu de
rendimento passa a ser de 80%. Determine E e r. 2 volts, qual foi a queda de tensão entre A e B?

A
264 - (MACK SP)
R1
Um resistor dissipa 9 watts, quando ligado aos
terminais de uma bateria de f.e.m. 10V e resistência
interna de 1 ohms. Nessas condições, a tensão R

elétrica nos terminais do gerador:


a) é 1V
b) é 9V B
c) pode ser 10V ou 35V a) também de 2V
d) pode ser 1V ou 9V b) apenas de 1V
e) pode ser 2,0V ou 4,5V c) apenas de 1V
d) não variou
265 - (FACMAUA SP) e) não sei
Um gerado de força eletromotriz E = 1,5V e
resistência interna ri = 0,50  é ligado a uma 268 - (FACMAUA SP)
associação de três resistores iguais, de resistência R No circuito esquematizado, calcule:
= 2,4  cada um. Calcule a potência fornecida pelo
gerador aos resistores, quando a associação destes E = 9,0V
for:
a) em série; R = 7,8 
b) em paralelo. r = 0,25

a) a intensidade de corrente em cada resistor;


b) a potência dissipada no gerador por efeito
Joule.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

269 - (UEPA) e) à quarta parte da resistência equivalente do


O gráfico que representa a potência útil de um circuito que ele alimenta.
gerador em função da intensidade de corrente é:
a. 271 - (FEI SP)
Pu O esquema abaixo representa um circuito contendo
duas pilhas e dois resistores.

1,5V 3,0V
i
b.
Pu 10 20

B
a) Qual a tensão entre os dois pontos A e B?
b) Mencionar qual deles é o de potencial mais
elevado.
i
c. c) Qual e a intensidade de corrente no
circuito?
Pu
d) Determinar a potência total da pilha que
está funcionando como receptor.

272 - (SANTA CASA SP)


No circuito esquematizado, a potência total
i dissipada pelo efeito Joule vale:
d.
2
Pu

6V 4V
2
2

i 2
e. Pu

a) 4,75W
b) 274W
c) 1,883W
d) 0,8W

273 - (ITA SP)


i As duas baterias da figura estão ligadas em
oposição. Suas f.e.m. e resistência interna são,
270 - (UEPR) respectivamente, 18,0V e 2,00; 6,00V e 1,00.
Um gerador funcionará em regime de potência útil Qual a potência total dissipada?
máxima, quando sua resistência interna for igual:
a) à resistência equivalente do circuito que ele 18,0V
2,00
alimenta;
b) à metade da resistência equivalente do
circuito que ele alimenta;
c) ao dobro da resistência equivalente do
circuito que ele alimenta;
d) ao quádruplo da resistência equivalente do
circuito que ele alimenta; 1,00
6,00V

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

c) II, III e IV.


274 - (FEI SP) d) I e II.
Um gerador de rendimento 90% recebe de uma e) III e IV.
turbina hidráulica uma potência P = 20kW. Esse
gerador alimenta um motor elétrico de rendimento 277 - (UEPB/2003)
80%. Qual a potência P’ disponível no eixo do As baterias apresentam certa especificação a
motor. respeito de sua capacidade de fornecer corrente
elétrica. Esta informação é dada em A.h (Ampère –
275 - (UNESP/2001) hora) e indica que a carga armazenada capacita-a
O poraquê (electrophorus electricus) é um peixe para fornecer certo valor de corrente elétrica,
provido de células elétricas (eletrocitos) dispostas durante uma hora, até ficar totalmente
em série, enfileiradas em sua cauda. descarregada. Uma bateria de 30 A.h é utilizada por
Cada célula tem uma fem  = 60 mV (0,060 V). Num um grupo de pessoas, acampadas numa praia, para
espécime típico, esse conjunto de células é capaz de acender duas lâmpadas em paralelo, cujas
gerar tensões de até 480 V, com descargas que especificações são: potência de 22,5 W e resistência
produzem correntes elétricas de intensidade de 10 ohms. O tempo de uso da bateria, em horas,
máxima de até 1,0 A. sem recarga para manter as lâmpadas acesas, vale:
a) Faça um esquema representando a a) 10
associação dessas células elétricas na cauda do b) 15
poraquê. Indique, nesse esquema, o número n de c) 20
células elétricas que um poraquê pode ter. d) 30
Justifique a sua avaliação. e) 25
b) Qual a potência elétrica máxima que o
poraquê é capaz de gerar? 278 - (UEPB/2003)
Uma empresa de geração de energia construiu uma
276 - (UEL PR/2003) usina hidroelétrica em que a queda d’água, com
A potência instalada da Usina Hidrelétrica de Itaipu vazão de 360.000 m3/h, encontra-se 60m acima do
é de 12.600 MW com 18 unidades geradoras de 700 ponto onde se localiza a turbina, conforme observa-
MW. A tensão de saída do gerador é 18 kV e nos se na figura abaixo. COnsiderando-se a aceleração
fios de alta tensão é 750 kV. Nos centros de da gravidade de 10m/s2, densidade da água de
consumo, a tensão doméstica encontra-se na faixa 103kg/m3 e desprezando-se as perdas de energia, é
de 110V/190V ou 127V/220V e a tensão no correto afirmar que a potência média, em kW
consumo comercial/industrial varia de 110V/220V (quilowatts), a ser gerada por esta usina, vale:
até 550V. Diante de tais diferenças, considere as
seguintes afirmativas:
I. A energia elétrica é transmitida da usina até
os centros de consumo por fios condutores, e por
isso parte dela é dissipada na forma de calor. A
perda de energia é proporcional ao quadrado da
intensidade da corrente elétrica.
II. Como a potência é proporcional à tensão e
à corrente, uma mesma quantidade de energia
pode ser transmitida aumentando-se a tensão.
III. As alterações na tensão são realizadas por a) 0,6 x 103
transformadores constituídos basicamente por um b) 6 x 103
único fio enrolado em dois núcleos de ferro. c) 600 x 103
IV. A transformação da tensão é feita por d) 6000 x 103
indução eletromagnética tanto em circuitos de e) 60 x 103
corrente contínua, como em circuitos de corrente
alternada.

São corretas apenas as afirmativas:


a) I, III e IV.
b) I e IV.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

279 - (MACK SP/2004) cujos valores eram constantes. Sabendo que o


Em determinada experiência, ligamos um gerador computador fica ligado, em média, 10 horas por dia
de f.e.m. 120 V e resistência interna 10  a um e considerando que a leitura da energia se deu em
resistor de resistência R. Nessas condições, um intervalo de 30 dias, assinale a alternativa
observamos que o rendimento do gerador é de correspondente ao valor da potência elétrica do
60%. O valor da resistência R é: computador:
a) 3 a) 28 W
b) 6 b) 100 W
c) 9 c) 155 W
d) 12  d) 267 W
e) 15  e) 454 W

280 - (UEPG PR/2004) 283 - (UEPB/2007)


Uma bateria de capacidade de carga de 30 A.h e O gráfico mostra como varia a potência elétrica
tensão de 12 V é utilizada para alimentar fornecida a uma fábrica durante um dia de
ininterruptamente um radiogravador de 6 W de expediente. Sendo E1 a energia elétrica fornecida
potência. Em quantas horas ela estará totalmente das 7 horas às 13 horas, e E2 a energia elétrica
descarregada? fornecida entre 13 horas e 18 horas, a quantidade
de energia elétrica fornecida à fábrica durante este
281 - (UFMS/2004) dia de trabalho é:
No circuito ao lado, um gerador de força
eletromotriz 12V e resistência interna de 2 está
ligado a um reostato de resistência RX, onde 0  RX
 10 em paralelo com um resistor de 1. As
intensidades de corrente IX, I1 e I2 estão
representadas no circuito.

a) 100,0 x 103 KWh


b) 75,0 x 103 KWh
c) 35,0 x 103 KWh
d) 40,0 x 103 KWh
e) 110,0 x 103 KWh

É correto afirmar que:


01. IX = 0 quando RX = 0.
02. I2 = RXIX.
04. -RXIX + 12 + 2I1 = 0.
08. o valor máximo que IX pode assumir é 0,6A.
16. o gerador não poderá operar com potência
máxima.

282 - (UEL PR/2007)


Um pai, interessado no consumo de energia elétrica
do computador de sua casa, não conseguiu obter
esse valor direto do equipamento, que não trazia
tais indicações. Contudo, após o computador ter
sido instalado na casa, a conta de energia elétrica
veio discriminada com um consumo de 80 KWh
acima do consumo faturado das leituras anteriores,

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

284 - (FUVEST SP/2001)


Um motor de combustão interna, semelhante a um 286 - (UFG GO/2006)
motor de caminhão, aciona um gerador que fornece Nas usinas hidroelétricas, a energia potencial
25 kW de energia elétrica a uma fábrica. O sistema gravitacional de um reservatório de água é
motor - gerador é resfriado por fluxo de água, convertida em energia elétrica através de turbinas.
permanentemente renovada, que é fornecida ao Uma usina de pequeno porte possui vazão de água
motor a 25°C e evaporada, a 100°C, para a de 400 m3/s, queda de 9 m, eficiência de 90% e é
atmosfera. Observe as características do motor na utilizada para o abastecimento de energia elétrica
tabela. de uma comunidade cujo consumo per capita
Supondo que o sistema só dissipe calor pela água mensal é igual a 360 kWh. Calcule:
que aquece e evapora, determine: Considere: g = 10 m/s2
a) a potência elétrica gerada pela usina;
b) o número de habitantes que ela pode
atender.

287 - (UNIFOR CE/2006)


Um gerador de f.e.m E = 100 V e resistência interna
a) A potência P, em kW, fornecida à água, de r  2,0 alimenta um resistor ôhmico de resistência
forma a manter a temperatura do sistema elétrica R, como mostra o esquema.
constante.
b) A vazão V de água, em kg/s, a ser fornecida
ao sistema para manter sua temperatura constante.
c) A eficiência R do sistema, definida como a
razão entre a potência elétrica produzida e a
potência total obtida a partir do combustível.

285 - (UNIOESTE PR/2007) Sabendo-se que o rendimento do gerador, na


A conversão da energia mecânica em energia situação descrita, é de 80%, o valor de R, em ohms,
elétrica por meio de geradores é fundamental para é
o desenvolvimento de nossa sociedade tecnológica. a) 2,0
Com base nos princípios de funcionamento e nas b) 4,0
características dos geradores de corrente, considere c) 8,0
as afirmativas a seguir: d) 20
e) 40
I. Enquanto grande parte dos geradores
produz corrente elétrica alternada, as baterias de 288 - (UFAL/2004)
automóveis fornecem corrente contínua através da O circuito elétrico esquematizado abaixo é
transformação de energia química em energia constituído por um gerador de f.e.m. E e resistência
elétrica. interna r  0,50  , três resistores de resistência
II. No interior do gerador, são encontradas
R 1  1,5 , R 2  6,0  e R 3  3,0  , um capacitor de
forças entre cargas magnéticas.
III. A rotação da espira do gerador faz com que capacitância C = 5,0 . 109 F e duas chaves
surja na espira uma corrente elétrica induzida, cujo interruptoras K1 e K2.
valor é constante no tempo.
IV. O funcionamento de um gerador de
corrente alternada é baseado nas leis da indução
eletromagnética.

Estão corretas apenas as proposições:


a) I e II.
b) I e III.
c) I e IV.
d) I, II e III.
e) I, II e IV.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

Sabendo que a corrente no gerador tem b) Por que é necessário elevar a tensão para
intensidade de 3,0 A quando as chaves K1 e K2 estão 500 kV antes de transferi-la, através da linha de
abertas, analise as afirmações seguintes. transmissão, até a subestação?
00. A f.e.m. E do gerador vale 24 V.
01. A máxima potência que o gerador pode 291 - (UEG GO/2008)
fornecer ao circuito externo é de 72 W. As pilhas e baterias produzem energia elétrica à custa de
reação de oxi-redução. As grandes vantagens das pilhas e
02. Fechando a chave K1 o capacitor se carrega baterias é que elas representam uma “energia elétrica
com carga Q = 9,0 . 108 C. transportável”, já que podemos carregá-las para onde quer que
03. Fechando as chaves K1 e K2 a corrente se façam necessárias. A capacidade delas de armazenar carga é
elétrica no gerador terá intensidade de 6,0 A. expressada em ampère-hora (1 Ah). A figura abaixo representa
um esquema de uma bateria ou pilha muito utlizado pelos
04. Com a chave K1 aberta e K2 fechada, o físicos.
rendimento do gerador é de 75%.

289 - (UFPR/2006)
Em uma construção, é utilizado um motor de
corrente contínua para elevar baldes contendo Sobre esse tema, é CORRETO afirmar:
a) A associação de duas ou mais baterias/pilhas
argamassa, conforme a figura abaixo. O motor idênticas em paralelo faz com que a resistência interna do
funciona sob uma tensão de 20 V e o seu conjunto aumente, e a tensão elétrica fornecida por elas
rendimento é de 70%. Supondo-se que um balde de diminua.
argamassa possua 28 kg e que esteja sendo elevado b) Um circuito montado com uma bateria de 12 volts
conectada e um resistor óhmico de 12 ohms possuirá uma
à velocidade constante de 0,5 m/s, considerando-se
corrente de intensidade elétrica de 12 ampères.
a aceleração da gravidade igual a 10 m/s2, o módulo c) Na bateria, o local marcado com o sinal positivo
da intensidade de corrente elétrica no motor é: representa o anodo onde ocorre a liberação de elétrons e o
local marcado com o sinal negativo representa o catodo, onde
ocorre a liberação de prótons.
d) Se uma bateria puder fornecer um ampère (1 A) de
corrente por uma hora, ela tem uma capacidade de 1 Ah. Se
puder fornecer 1 A por 100 horas, sua capacidade será 100 Ah.

292 - (UPE/2008)
No circuito elétrico representado na figura a seguir,
as resistências internas do gerador e do receptor
são iguais a 1  .
a) 10 A.
Considere as afirmativas e conclua.
b) 14 A.
c) 7,0 A.
d) 4,9 A.
e) 0,7 A.

290 - (UFPA/2007)
A Hidroelétrica de Tucuruí, maior usina totalmente
brasileira, produz energia que é consumida pelo
estado do Pará e outros estados do Brasil. Vinte e
três turbinas compõem a usina e cada uma delas
gera uma determinada tensão elétrica, com uma
potência de 364 MW. Ao sair das turbinas, esta
tensão é elevada para 500 kV por meio de um 00. A corrente elétrica que circula pelo circuito
transformador, mantendo-se a potência constante, é de 1A.
a fim de que a tensão seja transferida à linha de 01. A ddp entre os pontos A e B vale 8V.
transmissão que a transportará até a subestação de 02. A ddp nos terminais do gerador vale 1V.
uma cidade. 03. O rendimento do gerador é de 90 %.
a) Com os dados acima, calcule a intensidade 04. O rendimento do receptor é de 10%.
da corrente, na linha de transmissão, produzida por
uma turbina.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

293 - (CEFET PR/2008)


A transformação de energia mecânica em elétrica
em uma usina hidroelétrica se deve ao impacto da
água que faz girar as turbinas. Perdas de energia
ocorrem principalmente por atrito nos eixos.
Calcule a porcentagem aproximada de perda em
relação à energia total em uma das turbinas de
Itaipu. Considere que a potência de cada turbina é
de 700 x 106 W , a altura de queda da água igual a 110
m e a vazão igual a 700 m3/s. A densidade
volumétrica da água é 103 kg/m3.
(g = 10 m/s2)
a) 9%. Admita as seguintes condições:
b) 90%. – cada conjunto de eletroplacas em série é
c) 1%. formado por 5000 células e existem 5 desses
d) 5%. conjuntos em paralelo;
e) Zero, pois o sistema é conservativo. – esses 5 conjuntos em paralelo podem gerar
uma intensidade total de corrente elétrica igual a
294 - (FEI SP/2008) 0,5 A.
Uma cidade pequena possui 6 400 residências e, no
horário de pico, cada residência utiliza uma Nesse caso, a potência máxima, em watts, que cada
potência de 5 000 W. Sabendo-se que a usina que conjunto pode fornecer é igual a:
abastece a cidade possui uma diferença de 50 m de
altura entre o gerador e a superfície do lago, qual é a) 50
a vazão necessária nos momentos de pico para b) 75
atender toda a cidade? Suponha que não haja c) 150
perdas nos processos de geração e transmissão de d) 750
energia.
Adote g = 10 m/s2 296 - (UEG GO/2009)
A cada ciclo respiratório que executamos, um certo
a) 8 m3/s volume de ar entra (a 20 ºC) e sai (a 37 ºC) de
b) 16 m3/s nossas vias respiratórias durante uma inspiração e
c) 32 m3/s uma expiração, respectivamente. Em uma situação
d) 64 m3/s de repouso, em um adulto saudável,
e) 128 m3/s aproximadamente 500 ml de ar entram e saem a
cada ciclo, e a frequência respiratória (número de
295 - (UERJ/2009) ciclos respiratórios a cada minuto) vale,
Alguns animais, como o peixe elétrico, conseguem aproximadamente, 12 ciclos/minuto. Nessas
gerar corrente elétrica pela simples migração de condições, a energia mínima, gasta pelo organismo
íons de metais alcalinos através de uma membrana. apenas no aquecimento do ar, durante uma
O órgão elétrico desse peixe é formado por células semana, seria suficiente para manter uma lâmpada
chamadas de eletroplacas, que são similares às de 100 W acesa por, aproximadamente:
musculares, mas não se contraem. Essas células são
discos achatados, nos quais uma das superfícies é a) 3,5 horas
inervada por terminações nervosas colinérgicas. b) 5,6 horas
Quando estimuladas, apenas a superfície inervada é c) 6,4 horas
despolarizada. Milhares de eletroplacas empilham- d) 7,5 horas
se em série formando conjuntos que, por sua vez,
se dispõem em paralelo.
O esquema abaixo, representando esses conjuntos,
detalha também a estrutura básica da eletroplaca e
mostra os potenciais de repouso da membrana e a
sua inversão na face inervada, quando o nervo é
estimulado.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

297 - (UDESC/2010)
Na Figura 5 há uma representação esquemática de
um circuito composto por uma bateria de 12 Volts,
fios e uma lâmpada incandescente.

Considerando que a corrente elétrica se manteve


constante nesse intervalo de tempo, a potência
dissipada pela lâmpada nesse período foi de:
Figura 5
a) 1,1 mW.
Analise o circuito e assinale a alternativa que b) 1,1 W.
contém, respectivamente, um reservatório de c) 0,55 mW.
energia, um transformador de energia e um modo d) 96 500 W.
de transferência de energia. e) 0,22 mW.

a) bateria, calor, luz 299 - (UFRR/2010)


b) ambiente, lâmpada, trabalho elétrico Muitas localidades em Roraima têm o
c) lâmpada, bateria, calor abastecimento de energia elétrica fornecida por
d) bateria, trabalho elétrico, lâmpada gerador elétrico, que não funcionam 24 horas por
e) bateria, trabalho elétrico, fios dia devido a grandes perdas de rendimento devido
ao aquecimento. Considerando um gerador que
298 - (UNESP/2010) fornece uma voltagem de 120 volts e corrente de
A pilha esquematizada, de resistência desprezível, 40 amperes, cuja resistência interna da bobina é de
foi construída usando-se, como eletrodos, uma 0,5 ohms, o seu rendimento será.
lâmina de cobre mergulhada em solução aquosa,
contendo íons Cu+2 (1mol.L–1) e uma lâmina de zinco a) 78%
mergulhada em solução aquosa contendo íons Zn+2 b) 80%
(1mol.L–1). Além da pilha, cuja diferença de c) 83%
potencial é igual a 1,1 volts, o circuito é constituído d) 60%
por uma lâmpada pequena e uma chave e) 65%
interruptora Ch. Com a chave fechada, o eletrodo
de cobre teve um incremento de massa de 63,5 g 300 - (FATEC SP/2011)
após 193s. Nos últimos anos, a energia solar fotovoltaica tem
provido energia elétrica para várias aplicações. Sua
Dados: utilização vai desde satélites artificiais até
P = U.i residências e aldeias onde não há eletrificação.
Carga de um mol de elétrons = 96 500C Diferente dos sistemas solares para aquecimento de
Massas molares (g.mol–1): Zn = 65,4; Cu = água, os sistemas fotovoltaicos (FV) não utilizam
63,5 calor para produzir eletricidade. A tecnologia FV
Cu+2 + 2 e– → Cu produz eletricidade diretamente dos elétrons
Zn+2 + 2 e– → Zn liberados pela interação da luz do Sol com certos
semicondutores, tal como o silício presente no
painel fotovoltaico.
Essa energia é confiável e silenciosa, pois não existe
movimento mecânico. O movimento dos elétrons
forma eletricidade de corrente direta e o elemento
principal é a célula solar. Várias células são
conectadas para produzir um painel fotovoltaico e

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

muitos painéis conectados formam um "array" ou  as perdas devido ao acoplamento entre o


módulo fotovoltaico. motor e a bomba são de 30%;
(NOGUEIRA Jr., Milton P. - Energia Solar  aceleração da gravidade: g = 10 m/s2
Fotovoltaica. Adaptado)  massa específica da água: 1 kg/L

Um agrupamento de trinta painéis retangulares de a) 13


dimensões 0,92 m por 2,0 m, cada um, forma um b) 19
módulo fotovoltaico como descrito anteriormente. c) 27
A potência elétrica gerada por esse módulo é, em d) 33
watts, e) 39

Considere a área de 1 metro quadrado equivalente 302 - (IME RJ/2011)


a 100 watts de potência gerada, quando utilizados
módulos de silício cristalino ou policristalino.

a) 1 840.
b) 3 680.
c) 4 860.
d) 5 520.
e) 6 380.

301 - (IME RJ/2011)

Um sistema composto por dois geradores


denominados G1 e G2, cuja tensão de saída é VG, é
H
r
Reservatório superior
apresentado na figura acima. Este sistema alimenta
uma carga que opera com uma tensão V e demanda
da rede uma corrente I. O valor de R2 em função de
H Bomba
s
R1, de modo que o gerador G2 atenda 40% da
potência da carga, é:

Reservatório inferior
a) 1/2 R1
b) R1
c) 3/2 R1
A figura acima representa o sistema de d) 2 R1
bombeamento de água de uma residência. As e) 5/2 R1
alturas de sucção (Hs) e recalque (Hr) valem,
respectivamente, 10 e 15 m. O sistema é projetado 303 - (UERJ/2011)
para trabalhar com uma vazão de 54 m3/h. A bomba Para dar a partida em um caminhão, é necessário
que efetua o recalque da água é acionada por um que sua bateria de 12 V estabeleça uma corrente de
motor elétrico, de corrente contínua, que é 100 A durante um minuto.
alimentado por uma tensão de 200 V. A corrente de A energia, em joules, fornecida pela bateria,
operação do motor, em ampères, para que o corresponde a:
sistema opere com a vazão projetada é,
aproximadamente: a) 2,0 × 101
b) 1,2 × 102
Observação: c) 3,6 × 103
d) 7,2 × 104
 as perdas internas do motor elétrico e da
bomba são desprezíveis.

Dados:

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

304 - (UEFS BA/2011) não-renovável, e não emitem gases poluentes na


Um automóvel possui uma bateria de força atmosfera.
eletromotriz igual a 12,0 V e resistência interna de e) As usinas de energia eólica produzem
0,5  . energia elétrica, a partir dos ventos que são uma
fonte renovável, e não emitem gases poluentes na
A intensidade máxima da corrente elétrica que se atmosfera.
pode obter com essa bateria é igual, em A, a
306 - (UPE/2013)
a) 6,0 Duas lâmpadas incandescentes com características
b) 10,0 idênticas, 110 V e 50 W, são ligadas em série e
c) 12,0 alimentadas por uma fonte de 220 V. É CORRETO
d) 18,0 afirmar que a corrente elétrica que passa em cada
e) 24,0 uma das lâmpadas, em ampère, vale
aproximadamente
305 - (UFT TO/2012)
Leia o texto introdutório abaixo a) 0
b) 0,45
A Agência Internacional de Energia (EIA – Energy c) 0,90
International Agency) prevê um aumento de 53% no d) 1,80
consumo de energia no planeta entre 2008 e 2035. e) 5,00
Das principais fontes energéticas, as renováveis
terão a maior taxa de crescimento na produção de 307 - (UECE/2013)
energia, contudo, os combustíveis fósseis (petróleo, Um resistor ôhmico é ligado a uma bateria de
carvão mineral e gás natural) deverão continuar tensão V0 para aquecer um volume de água de 24
sendo a maior fonte de energia. Além dos ºC até 37 ºC dentro de certo intervalo de tempo,
combustíveis fósseis uma outra fonte de energia desprezando qualquer perda para o meio ambiente.
não-renovável é a energia nuclear. As principais Para que a mesma quantidade de água seja
fontes renováveis de energia são: eólica, solar, igualmente aquecida em 25% do tempo anterior, a
geotérmica, biomassa e hídrica. tensão da bateria deve ser multiplicada por um
Adaptado de: http://www.eia.gov/todayinenergy/ fator de
detail.cfm?id=3130, acesso em 20 de setembro de
2011. a) ¼.
b) ½.
Assinale a alternativa CORRETA: c) 2.
d) 4.
a) As usinas hidroelétricas produzem energia
elétrica, a partir da energia mecânica hídrica que é 308 - (UEMG/2013)
uma fonte renovável, porém, liberam na atmosfera O governo federal afirma que, a partir de 2013,
gases poluentes provenientes do movimento das haverá uma redução no custo da energia elétrica
turbinas. tanto para as pessoas quanto para as empresas.
b) As usinas nucleares produzem energia Essa redução é uma tentativa de o Brasil retomar o
elétrica, a partir da combustão do carvão mineral crescimento econômico que teve em 2010.
que é uma fonte não-renovável, e geram lixo
radioativo que exige alto controle de A produção de energia elétrica à qual o texto se
armazenamento. refere está relacionada à
c) As usinas de energia solar produzem
energia elétrica, a partir da radiação emitida pelo a) transformação de energia química em
Sol que é uma fonte renovável, porém, geram lixo energia elétrica.
radioativo que exige alto controle de b) necessidade de se armazenar energia
armazenamento. potencial gravitacional da água.
d) As usinas termoelétricas produzem energia c) variação de um fluxo magnético.
elétrica, a partir do calor obtido da queima de d) transformação de energia potencial
combustíveis (como o petróleo) que é uma fonte gravitacional da água em energia cinética.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

309 - (IME RJ/2014) I. Exceto algumas lâmpadas de Natal, todos os


Um gerador eólico de diâmetro d é acionado por aparelhos são ligados em paralelo.
uma corrente de ar de velocidade v durante um II. O aparelho de maior potência é o que tem
tempo t na direção frontal à turbina. Sabendo-se mais resistência.
que a massa específica do ar é  e o rendimento do III. O disjuntor (ou fusível- está ligado em
sistema é , sua potência elétrica é dada por série com os aparelhos protegidos por ele.

d 2 v 3 Analisando-se as afirmativas, conclui-se que


a)
2 a) somente I é correta.
d 2 v 3 b) somente II é correta.
b)
4 c) somente III é correta.
d 2 v 3 d) I e II são corretas.
c) e) I e III são corretas.
8
d 3 v 3
d) 313 - (UnB DF/1994)
10
d v3 3 00. Uma pessoa mudou-se do Rio de Janeiro
e) para Brasília, trazendo, entre seus
12
eletrodomésticos, uma geladeira que opera a 110V
310 - (UEFS BA/2014) e a uma corrente de 5 Ampères (A). Portanto, para
Um resistor de imersão com resistência elétrica de usar a geladeira em Brasília, cuja tensão é de 220V,
10,0, associado em série a um gerador elétrico de ela deverá utilizar um transformador de, no
força eletromotriz 12,0V e resistência interna 2,0, mínimo, 1.100 Watts (W).
é mergulhado em um recipiente que contém 1,0L 01. Um chuveiro elétrico produz mais calor do
de água, durante 1,0h. que uma lâmpada, quando ambos são ligados em
Admitindo-se que toda energia dissipada no resistor paralelo. Conclui-se, então, que a resist~encia da
é absorvida apenas pela água, que a densidade e o lâmpada é maior que a do chuveiro.
calor específico da água são, respectivamente, 02. Como a resistência elétrica de um fio
iguais a 1,0g/cm3 e 4,0J/gºC, é correto afirmar que a condutor é proporcional ao seu comprimento, as
variação da temperatura da água, em grau linhas de transmissão de energia elétrica são tão
Fahrenheit, é igual a mais eficientes,q uanto menor for o seu
comprimento.
a) 16,2 03. Quando se conectam três aparelhos
b) 25,8 elétricos a um pino tipo “T” ligado a uma tomada,
c) 32,4 diz-se que estes aparelhos estão ligados em série.
d) 36,5
e) 40,0 314 - (FUVEST SP/2001)
Um circuito doméstico simples, ligado à rede de
311 - (PUC RS/1999) 110V e protegido por um fusível F de 15 A, está
Na entrada de rede elétrica de 120 V, contendo esquematizado abaixo.
aparelhos puramente resistivos, existe um único
disjuntor de 50 A. Por segurança, o disjuntor deve
desarmar na condição em que a resistência
equivalente de todos os aparelhos ligados é menor
que:
a) 0,42 
b) 0,80  A potência máxima de um ferro de passar roupa
c) 2,40  que pode ser ligado, simultaneamente, a uma
d) 3,50  lâmpada de 150W, sem que o fusível interrompa o
e) 5,60  circuito, é aproximadamente de
a) 1100W
312 - (PUC RS/1999) b) 1500W
Em relação à rede elétrica e aos aparelhos resistivos c) 1650W
de uma casa são feitas as seguintes afirmativas: d) 2250W
e) 2500W

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

315 - (UFG GO/1997) a) R 1 < R2 e i 1 > i 2 .


André-Marie Ampère b) R 1 > R2 e i 1 > i 2 .
Ao se construir uma residência, devem-se levar em c) R 1 < R2 e i 1 < i 2 .
consideração alguns fatores, tais como a segurança, d) R 1 > R2 e i 1 < i 2 .
a economia, o conforto e a praticidade, dentre
outros. 318 - (UFMG/2002)
Em se tratando das instalações elétricas de uma Devido ao racionamento de energia elétrica, Laila
residência, e levando-se em consideração os fatores resolveu verificar o consumo dos aparelhos
citados, pode-se afirmar que: elétricos de sua casa. Observou, então, que a
01. devem-se usar fios mais grossos (maior televisão consome energia elétrica mesmo quando
diâmetro) porque esses possuem menor resistência não está sendo utilizada. Segundo o manual de
elétrica, proporcionando, portanto, mais segurança utilização do aparelho, para mantê-lo em estado de
e economia de energia; prontidão ( stand-by), ou seja, para poder ligá-lo
02. eletrodomésticos, tais como geladeira, usando o controle remoto, é necessária uma
chuveiro, televisor, ferro elétrico etc., devem ser potência de 18 W.
ligados todos em série, para melhor Assim sendo, o consumo mensal de energia elétrica
aproveitamento da corrente elétrica fornecida; dessa televisão, em estado de prontidão, equivale,
04. havendo na casa seis lâmpadas de 60 W aproximadamente, ao de uma lâmpada
cada, um televisor de 180 W, um chuveiro de 2.000 incandescente de 60 W acesa durante
W, um ferro elétrico de 1.000 W e uma geladeira de a) 0,3 dia.
200 W, o uso de um disjuntor (fusível) de 15 A para b) 1 dia.
a rede desses equipamentos (220 V) permitiria que c) 3 dias.
todos pudessem ser ligados simultaneamente; d) 9 dias.

316 - (PUC RJ/2001) 319 - (UFRJ/2002)


O princípio da lâmpada incandescente é o mesmo Com o propósito de diminuir o consumo de energia
desde sua invenção em 1879 por Thomas Edson: ao elétrica por parte da população, uma
se ligar a lâmpada, uma corrente elétrica percorre o concessionária reduz a tensão fornecida às
fio de metal condutor que se aquece e emite residências de V para 0,80 V. Suponha que o
energia luminosa. consumo residencial se deva somente aos resistores
No Brasil, as lâmpadas estavam durando pouco, elétricos (lâmpadas, chuveiros, ferro de passar e
porque eram projetadas par funcionar com 120 V, outros), cujos valores das resistências e número de
enquanto a rede elétrica na maioria das cidade horas de uso se mantenham inalterados.
brasileiras é de 127 V. Calcule a razão Pf/Pi entre a potência média P f
Este não, o governo federal determinou que consumida atualmente e a potência média Pi
lâmpadas incandescentes de 120 V não poderão consumida anteriormente.
mais ser comercializadas, devendo ser substituídas
por lâmpadas projetadas para funcionamento com 320)
127 V. Um motor de resistência interna 1, quando está
Lâmpadas projetadas para 120 V, ligadas numa ligado sob ddp de 100V, é percorrido por corrente
tensão de 127 V: de intensidade 2A. Determine:
a) brilham 12% a mais. a) a f.c.e.m. do motor;
b) esquentam 12% a menos. b) a potência dissipada internamente;
c) brilham 6% a mais. c) seu rendimento elétrico.
d) têm o mesmo brilho.
e) aquecem igualmente. 321 - (FEI SP)
Um motor recebe de um circuito a potência de
317 - (UFMG/1999) 800W, sob ddp de 100V, e dissipa internamente
Duas lâmpadas foram fabricadas para funcionar sob uma potência de 320W.
uma diferença de potencial de 127 V. Uma delas a) Calcular a f.c.e.m.
tem potência de 40 W, resistência R1 e corrente i1 . b) Calcular a sua resistência interna.
Para a outra lâmpada, esses valores são,
respectivamente, 100 W, R2 e i2 .
Assim sendo, é CORRETO afirmar que

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

322 - (FEI SP) a) Qual o valor mínimo da corrente que fusível


Um motor elétrico de corrente contínua desenvolve deve suportar?
uma potência útil (potência no eixo) de 1,5kW. A b) Qual é a energia em kWh consumida em um
tensão aplicada é de 230V e a corrente fornecida é dia nessa residência?
7,25A. Qual o rendimento desse motor? Qual a c) Qual será preço a pagar por 30 dias de
potência de perdas? consumo se o kWh custa R$ 0,12?

323 - (FATEC SP) 326 - (ACAFE SC/1999)


Um motor elétrico funciona sob tensão contínua U Ao mexer na parte elétrica de uma casa, muitos
= 220V, recebendo corrente i = 10 A. O rendimento acidentes podem ser evitados, tendo-se alguns
global do motor é  = 90%. A potência elétrica procedimentos de segurança. Das alternativas
extraída da linha é Pe, a potência útil do motor Pm relacionadas abaixo, a que corresponde a um
(potência mecânica no eixo). Assinalar o conjunto procedimento FALSO é:
correto (aproximadamente): a) Não se deve ligar na mesma tomada muitos
Pe Pm aparelhos, pois os fios podem aquecer, causando
kW kW
curto circuito.
a) 2,2 2,4 b) Não se deve lidar com aparelhos elétricos
b) 22 2,0 tendo as mãos molhadas.
c) 22 20 c) Pode-se mexer dentro de um aparelho de
d) 2,2 20 TV, tendo sido o mesmo recém desligado.
e) 2,2 1,98 d) Ao fazer algum reparo na instalação, deve-
se desligar o disjuntor ou a chave geral.
324 - (USP SP) e) Ao trocar uma lâmpada incandescente, a
Um motor, atravessado por corrente i = 10 A, rosca metálica da mesma não deve ser tocada,
transforma a potência elétrica P = 80W em potência mesmo com o interruptor desligado.
mecânica. A força contra-eletromotriz do motor
a) depende da resistência interna do motor; 327 - (ACAFE SC/2001)
b) é 8,0V; Uma lâmpada elétrica, na rede de 220V, fica ligada
c) depende do rendimento do motor; em sua potência nominal de 60W, durante 11
d) depende da rotação do motor; horas. Para consumir a mesma quantidade de
e) nenhuma das anteriores. energia, um chuveiro de 2640W, ligado nesta
mesma rede, deverá ficar ligado por _____
325 - (UNICAMP SP/1996) minutos.
O gráfico abaixo mostra a potência elétrica (em A alternativa que completa o enunciado acima é:
kW) consumida em uma certa residência ao longo a) 1,1
do dia. A residência é alimentada com a voltagem d b) 1,5
e120V. essa residência tem um fusível que queima c) 11
se a corrente ultrapassar um certo valor, para evitar d) 60
danos na instalação elétrica. Por outro lado, esse e) 15
fusível deve suportar a corrente utilizada na
operação normal dos aparelhos da residência. 328 - (ACAFE SC/2002)
Ao adquirir um eletrodoméstico, estando
preocupado com o consumo de energia, deve-se
observar o aparelho, considerando:
a) a voltagem.
b) a corrente.
c) a potência.
d) a freqüência.
e) o tamanho.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

329 - (ESCS DF/2003)


Duas lâmpadas incandescentes M e N são ligadas 332 - (UEPB/2003)
em 220V. A lâmpadas M tem potência P e a área da Um estudante comprou um rádio portátil, com
seção reta de seu filamento é S. A lâmpada N tem potência de seu interesse, baseado nas informações
potência P1, seu filamento é do mesmo material e do vendedor de que o aparelho consumia uma
tem o mesmo comprimento da lâmpada M, e a área energia de 14400 Joules, durante 20 minutos de
da seção reta é 4 S. A relação entre as potências P e funcionamento. Após ter comprado o aparelho, o
P1 é: estudante tratou de ler o manual do rádio e,
aplicando seus conhecimentos de eletricidade,
descobriu que o rádio funcionava com uma
corrente elétrica de 600 mA e apresentava uma
resistência elétrica de 20 . Com base nas
informações acima, pode-se afirmar que as
potências medem em Watts, respectivamente:
a) 7,2 e 12
b) 7,2 e 14,4
c) 12 e 7,2
d) 14,4 e 12
e) 1,2 e 20

333 - (UNIUBE MG/2003)


a) 1/4 Um menino, que não conseguia dormir de luz
b) 1/2 apagada, fez um acordo com seu pai: dormiria 15
c) 2 noites no mês com a luz desligada, em troca de um
d) 4 aumento da sua mesada. A média do consumo de
e) 16 energia elétrica da família era de 150 KW-h por
mês, sendo que, a partir do acordo, houve uma
330 - (ESCS DF/2003) economia mensal de 5%. Como o menino dormia
Quando completamente em repouso, uma pessoa em média 10 horas por dia, a potência da lâmpada
consome cerca de 108W. Essa taxa mínima de de seu quarto era de:
consumo de potência é denominada taxa de a) 150 W
metabolismo basal. Quantas lâmpadas de b) 75 W
resistência interna igual a 3 , associadas em c) 50 W
paralelo e ligadas a uma diferença de potencial d) 7,5 W
equivalente a 9 V, poderiam ser associadas, de tal
forma que consumissem potência equivalente á da 334 - (UEPG PR/2003)
taxa de metabolismo basal? Sobre o sistema formado por uma bomba de água
a) 2 elétrica que é ligada a uma rede de 110 V, conforme
b) 3 as instruções do fabricante, e cujo motor, em pleno
c) 4 funcionamento, consome 385 W da rede, assinale o
d) 5 que for correto.
e) 6 01. O motor é percorrido por uma corrente
elétrica de 3,5 A.
331 - (UECE/2002) 02. O motor converte energia elétrica em
Uma sala é iluminada por uma lâmpada trabalho mecânico, necessário para o
incandescente de 100w. Supondo que somente 10% bombeamento da água.
da energia utilizada são transformadas em luz e os 04. Ao atravessar o motor da bomba, as cargas
restantes 90% em calor, a sala recebe, por hora, elétricas ganham energia elétrica.
proveniente da lâmpada, uma quantidade de calor 08. Em 20 minutos de pleno funcionamento, o
em kJ igual a: motor consome 462 kJ de energia elétrica.
a) 40 16. Em pleno funcionamento, o motor demanda
b) 90 3.600 kWh.
c) 324
d) 360

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

335 - (UFV MG/2007)


As figuras abaixo representam diferentes arranjos
de transformadores num sistema de transmissão de
energia elétrica. NA, NB, NC e ND representam o
número de voltas dos enrolamentos nos
transformadores.
Supondo que NA < NB e que NC > ND, o arranjo
CORRETO de transformadores para a transmissão
de energia elétrica desde a usina até a casa, por
uma rede muito longa, é: a) 1 A e 1 J.
b) 1 A e 3 J.
a) c) 1 A e 180 J.
d) 3 A e 3 J.
e) 3 A e 180 J.
b)
338 - (UFMS/2007)
A energia solar é uma das fontes alternativas de
c)
energia utilizadas pelo homem. A intensidade
média anual da radiação solar na cidade de Campo
d) Grande – MS é igual a 700 w/m2 considerando 6
horas de irradiação por dia. Um equipamento de
captação de energia solar, para aquecer a água
e) destinada ao consumo doméstico, possui
rendimento igual a 60%, isto é, 60% da potência da
radiação solar disponível é transformada em
potência útil pelo equipamento. Considere uma
336 - (UEM PR/2006) residência que possui um desses equipamentos
Em que consiste o efeito Joule? instalado, cuja área de captação de irradiação solar
a) Na transformação da energia nuclear em é de 4m2, e que toda a potência útil é consumida.
energia eólica. Se o custo da energia elétrica no local é de R$0,60
b) Na transformação da energia eólica em por kwh, a economia média anual (365 dias) em
energia elétrica. reais, nessa residência, será
c) Na transformação da energia elétrica em a) maior que R$ 2 124,00.
energia térmica. b) igual a R$ 551,88.
d) Na transformação da energia solar em c) igual a R$ 367,92.
energia elétrica. d) menor que R$ 367,92.
e) Na transformação da energia advinda do e) igual R$ 1 980,00.
processo de fusão em energia térmica.
339 - (ITA SP/2008)
337 - (FFFCMPA RS/2007) Durante a realização de um teste, colocou-se 1 litro
A figura abaixo representa uma bateria, com força de água a 20ºC no interior de um forno de
eletromotriz de 3V e resistência interna de 1  , microondas. Após permanecer ligado por 20
alimentando um receptor com resistência de 2  . A minutos, restou meio litro de água. Considere a
intensidade da corrente elétrica na resistência tensão da rede de 127 V e de 12 A a corrente
interna da bateria e a energia elétrica dissipada em consumida pelo forno. Calcule o fator de
1min em todo o circuito são, respectivamente, rendimento do forno.
Dados: calor de vaporização da água Lv =540 cal/g;
calor específico da água c = 1cal/gºC; 1 caloria = 4,2
joules.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

340 - (UEM PR/2010) d) A potência dissipada por efeito joule é de


Um motor elétrico de corrente contínua, com seu 50% da potência fornecida pela bateria ao motor.
rotor e suas bobinas de campo ligados em série,
possui resistência interna de 5,0 Ω. Quando ligado a TEXTO: 1 - Comum à questão: 343
uma rede elétrica de 220 V, e girando com carga
total, ele recebe uma corrente de 4,0 A. Analise as
alternativas abaixo e assinale o que for correto. Considere-se o circuito elétrico constituído por dois
geradores, de forças eletromotrizes 1 e  2 ,
01. A força contraeletromotriz no rotor do respectivamente, iguais a 10,0V e 6,0V, resistências
motor é 200 V. internas r1 e r2, iguais a 1,0  cada uma, um resistor
02. A potência fornecida ao motor, em plena de resistência elétrica igual a 2,0  e um capacitor
carga, é 880 W. de capacitância 1,0 F , conforme o esquema.
04. A energia dissipada na resistência interna
do motor é 80 W.
08. A potência líquida do motor é 72% da
potência de entrada.
16. Se o motor, ligado à rede elétrica de 220 V,
repentinamente deixar de girar, a potência
dissipada na resistência interna do motor cai a zero.

341 - (PUCCAMP SP/2010)


Hoje, ninguém consegue imaginar uma residência
sem eletrodomésticos (aparelho de TV, aparelho de
som, geladeira, máquina de lavar roupa, máquina
343 - (UESC BA/2006)
de lavar louça, etc). Uma enceradeira possui força
A partir da análise do circuito e desprezando-se as
contra-eletromotriz de 100 V. Quando ligada a uma
resistências elétricas dos fios da ligação, é correto
tomada de 120 V ela dissipa uma potência total de
afirmar:
40 W. Nestas condições, a resistência interna da
01. A potência útil consumida no receptor
enceradeira, em ohms, vale
elétrico é igual a 7,0W.
02. A intensidade da corrente elétrica que
a) 2,0
percorre o circuito é igual a 3,0A.
b) 3,0
03. A potência total dissipada, por efeito Joule,
c) 5,0
no circuito é igual a 9,0W.
d) 10
04. O gerador elétrico lança para o circuito a
e) 20
máxima potência de 25,0W.
05. O gerador elétrico está submetido a uma
342 - (PUC MG/2012)
diferença de potencial elétrico igual a 9,0V.
Um pequeno motor elétrico utilizado em veículos
automotivos (por exemplo, o motor do limpador de
TEXTO: 2 - Comum à questão: 344
para-brisas) é ligado à bateria do veículo que lhe
aplica uma voltagem VAB = 12V, fornecendo-lhe uma
corrente de 5,0 A . O motor possui uma resistência
interna r = 0,2  e, devido a essa resistência, parte Aceleração da gravidade 10 m/s 2
da energia fornecida ao motor pela bateria C arg a do elétron 1,6 x 10 -19 C
transforma-se em calor (efeito Joule), fazendo com Índice de refração absoluto da água 1,33
que o motor se aqueça. A energia restante é Índice de refração absoluto do ar 1,0
convertida em energia mecânica de rotação do Pr essão atmosférica normal 1,01 x 105 N/m 2
motor. É CORRETO afirmar: sen 4º 0,07
3
sen 60º
a) A potência útil desse motor é de 55 w. 2
b) O calor gerado por esse motor, em 1 minuto Velocidade da luz no vácuo 3x108 m / s
de funcionamento, é de 60J. 1 eV 1,6 x 10 -19 J
c) A potência fornecida pela bateria ao motor
é de 5 W.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

344 - (UERJ/2009) 346 - (UPE/2009)


Na tabela abaixo, são apresentadas as resistências e Considere, no circuito elétrico a seguir, o gerador
as d.d.p. relativas a dois resistores, quando tendo uma fem de 10V e resistência interna de 1  .
conectados, separadamente, a uma dada bateria.

resistência () d.d.p. (V)


5,8 11,6
3,8 11,4

Considerando que os terminais da bateria estejam


conectados a um resistor de resistência igual a
11,8 , calcule a energia elétrica dissipada em 10
segundos por esse resistor.

TEXTO: 3 - Comum à questão: 345 Pode-se afirmar que

00. a corrente elétrica que circula pelo gerador


Dados: é de 2 A.
Aceleração da gravidade: 10 m/s2 01. a potência dissipada no resistor de 1, 5 
Velocidade da luz no vácuo: 3 x 108 m/s. vale 1,33 W.
Constante de Planck: 6,63 x 10-34 J.s 02. a ddp nos terminais do gerador vale 6 V.
1 Vm
k  9 x 109 03. o rendimento do gerador é de 80 %.
4 0 C
04. a resistência equivalente ligada aos terminais do
gerador vale 4  .
345 - (UFPE/2009)
Para determinar a resistência interna, r, de uma 347 - (UPE/2009)
bateria foi montado o circuito da figura. Verificou- Na figura a seguir, considere o circuito em que a
se que quando o resistor R vale 20  o amperímetro bateria possui uma resistência interna de 1 e fem
indica 500 mA. Quando R  112 o amperímetro de 20V. Todos os resistores têm a unidade em ohm.
marca 100 mA. Qual o valor de r, em ohms?
Considere que a resistência do amperímetro é
desprezível.

Pode-se afirmar que


TEXTO: 4 - Comum às questões: 346, 347
00. o resistor equivalente entre os terminais da
bateria vale 4 .
Esta prova tem por finalidade verificar seus 01. a corrente total no circuito vale 4 A.
conhecimentos sobre as leis que regem a natureza. 02. a d.d.p entre os pontos c e b é igual a 10V.
Interprete as questões do modo mais simples e 03. a potência dissipada no resistor de 2 é de
usual. Não considere complicações adicionais por 32 W.
fatores não enunciados. Em caso de respostas 04. a potência fornecida pela bateria é de 40 W.
numéricas, admita exatidão com um desvio inferior
a 5 %. A aceleração da gravidade será considerada
como g = 10 m/s².

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

TEXTO: 5 - Comum à questão: 348

Esta prova aborda fenômenos físicos em situações


do cotidiano, em experimentos científicos e em
avanços tecnológicos da humanidade. Em algumas
questões, como as que tratam de Física Moderna,
as fórmulas necessárias para a resolução da questão
foram fornecidas no enunciado. Quando necessário
use g = 10 m/s2 para a aceleração da gravidade na
superfície da Terra e  = 3. TEXTO: 6 - Comum às questões: 349, 350

348 - (UNICAMP SP/2010)


Telas de visualização sensíveis ao toque são muito A Revolução Industrial consistiu em um conjunto de
práticas e cada vez mais utilizadas em aparelhos mudanças tecnológicas com profundo impacto no
celulares, computadores e caixas eletrônicos. Uma processo produtivo em nível econômico e social.
tecnologia frequentemente usada é a das telas Iniciada na Inglaterra em meados do século XVIII,
resistivas, em que duas camadas condutoras expandiu-se pelo mundo a partir do século XIX.
transparentes são separadas por pontos isolantes James Hargreaves, 1764, na Grã-Bretanha, inventa a
que impedem o contato elétrico. fiadora “spinning Jenny”, uma máquina de fiar
rotativa que permitia a um único artesão fiar oito
fios de uma só vez.; James Watt, 1768, inventa a
máquina a vapor; Gottlieb Daimler, 1885, inventou
um motor a explosão etc.

TEXTO: 7 - Comum às questões: 349, 350

Em 1820, o cientista dinamarquês Hans Christian


Oersted (1777-1851) não imaginava que, com uma
singela experiência, descobriria um princípio físico
fundamental para o funcionamento do motor
elétrico, que possibilitou o surgimento e o
desenvolvimento de um grande número de
a) O contato elétrico entre as camadas é aparelhos elétricos, tais como: bateria, ventilador,
estabelecido quando o dedo exerce uma força F furadeira, liquidificador, aspirador de pó,
sobre a tela, conforme mostra a figura ao lado. A enceradeira, espremedor de frutas, lixadeira, além
área de contato da ponta de um dedo é igual a A = de inúmeros brinquedos movidos a pilha e/ou
0,25 cm2. Baseado na sua experiência cotidiana, tomada, como robôs, carrinhos, etc, utilizados em
estime o módulo da força exercida por um dedo em todo o mundo.
uma tela ou teclado convencional, e em seguida
calcule a pressão exercida pelo dedo. Caso julgue 349 - (UEPB/2010)
necessário, use o peso de objetos conhecidos como Acerca do assunto tratado no texto I, em relação ao
guia para a sua estimativa. motor elétrico, analise as proposições a seguir,
b) O circuito simplificado da figura no espaço escrevendo V ou F conforme sejam verdadeiras ou
de resposta ilustra como é feita a detecção da falsas, respectivamente:
posição do toque em telas resistivas. Uma bateria
fornece uma diferença de potencial U = 6 V ao ( ) O motor elétrico é um elemento de
circuito de resistores idênticos de R = 2 k. Se o trabalho que converte energia elétrica em energia
contato elétrico for estabelecido apenas na posição mecânica de rotação.
representada pela chave A, calcule a diferença de ( ) O motor elétrico é uma máquina que
potencial entre C e D do circuito. converte energia mecânica de rotação em energia
elétrica.

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

( ) Um motor elétrico é uma aplicação do eletromotriz do motor e a potência total recebida


princípio fundamental do eletromagnetismo que pelo motor, respectivamente, são
afirma que uma força magnética vai atuar sobre um
condutor elétrico se esse condutor estiver a) 80 V; 350 W
convenientemente colocado num campo magnético b) 90 V; 450 W
e for percorrido por uma corrente elétrica. c) 90 V; 500 W
d) 70 V; 300 W
Após a análise feita, assinale a alternativa que e) 100 V; 400 W
corresponde à sequência correta:
TEXTO: 10 - Comum às questões: 351, 352
a) VVV
b) FVF
c) VVF No ano de 1800 o físico italiano Alessandro Volta
d) FVV construiu um equipamento capaz de produzir
e) VFV corrente elétrica continuamente: a pilha de Volta.
Ele empilhou alternadamente discos de zinco e de
TEXTO: 8 - Comum às questões: 349, 350 cobre, separando os por pedaços de tecido
embebidos em uma solução de ácido sulfúrico. A
pilha de Volta transformava energia química em
A Revolução Industrial consistiu em um conjunto de energia elétrica sempre que um fio condutor era
mudanças tecnológicas com profundo impacto no ligado aos discos de zinco e de cobre, localizados
processo produtivo em nível econômico e social. nas extremidades da pilha.
Iniciada na Inglaterra em meados do século XVIII, Disponível em:
expandiu-se pelo mundo a partir do século XIX. http://pt.wikipedia.org/wiki/Pilha_de _Volta.
James Hargreaves, 1764, na Grã-Bretanha, inventa a Acesso em 02 de novembro de 2011.
fiadora “spinning Jenny”, uma máquina de fiar
rotativa que permitia a um único artesão fiar oito 351 - (UNIRG TO/2012)
fios de uma só vez.; James Watt, 1768, inventa a Um relógio digital é movido pela energia elétrica
máquina a vapor; Gottlieb Daimler, 1885, inventou gerada por uma pilha ideal de 3V. É possível
um motor a explosão etc. transformar integralmente a energia potencial
gravitacional de um pêndulo ideal, de massa igual a
TEXTO: 9 - Comum às questões: 349, 350 1 kg e comprimento igual a 1m, em energia elétrica
a fim de substituir a pilha do relógio.

Em 1820, o cientista dinamarquês Hans Christian Assinale a alternativa que apresenta a diferença
Oersted (1777-1851) não imaginava que, com uma entre as alturas máxima e mínima, atingidas pela
singela experiência, descobriria um princípio físico extremidade livre do pêndulo, para gerar a
fundamental para o funcionamento do motor quantidade de energia por carga necessária ao
elétrico, que possibilitou o surgimento e o correto funcionamento do relógio. Considere g = 10
desenvolvimento de um grande número de m/s2.
aparelhos elétricos, tais como: bateria, ventilador,
furadeira, liquidificador, aspirador de pó, a) 0,1 m
enceradeira, espremedor de frutas, lixadeira, além b) 0,3 m
de inúmeros brinquedos movidos a pilha e/ou c) 0,7 m
tomada, como robôs, carrinhos, etc, utilizados em d) 0,9 m
todo o mundo.

350 - (UEPB/2010)
Ainda acerca do assunto tratado no texto I, resolva
a seguinte situação-problema:
Um motor elétrico tem resistência interna de 2,0
e está ligado a uma ddp de 100 V. Verifica-se que
ele é percorrido por uma corrente elétrica de
intensidade igual a 5,0 A. A força contra-

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

352 - (UNIRG TO/2012) pela bateria ao circuito e a sua força eletromotriz ,


Passados 211 anos da construção da pilha de Volta calcule a eficiência da bateria nas condições de
muitos avanços foram realizados, no entanto, a potência máxima.
pilha fabricada na atualidade, à medida que é e) Faça um gráfico que representa a curva
utilizada, continua a perder a capacidade de característica da bateria. Justifique sua resposta.
fornecer energia elétrica ao circuito em que está
conectada. Este efeito deve-se: TEXTO: 12 - Comum à questão: 354

a) Ao aumento da corrente elétrica no


circuito. Se precisar, use os seguintes valores para as
b) À redução da força eletromotriz da pilha. constantes: carga do próton = 1,610–19 C; massa do
c) À redução da resistência do circuito. próton = 1,710–27 kg; aceleração da gravidade g =
d) Ao aumento da resistência interna da pilha. 10 m/s2; 1 atm = 76 cm Hg; velocidade da luz no
vácuo c = 3108 m/s.
TEXTO: 11 - Comum à questão: 353
354 - (ITA SP/2013)
O experimento mostrado na figura foi montado
Na solução da prova, use quando necessário: para elevar a temperatura de certo líquido no
menor tempo possível, dispendendo uma
 Aceleração da gravidade g = 10 m / s2 ; Densidade quantidade de calor Q. Na figura, G é um gerador
da água a = 1,0 g / cm3 = 1000 kg/m3 de força eletromotriz , com resistência elétrica
 Velocidade da luz no vácuo c = 3,0108 m/s interna r, e R é a resistência externa submersa no
 Constante de Planck h = 6,6310–34 Js = 4,1410– líquido. Desconsiderando trocas de calor entre o
15
eVs ; líquido e o meio externo, a) Determine o valor de R
 Constante  = 3,14 e da corrente i em função de  e da potência
elétrica P fornecida pelo gerador nas condições
353 - (UFJF MG/2012) impostas. b) Represente graficamente a equação
Uma bateria de automóvel tem uma força característica do gerador, ou seja, a diferença de
eletromotriz  = 12 V e resistência interna r potencial U em função da intensidade da corrente
desconhecida. Essa bateria é necessária para elétrica i. c) Determine o intervalo de tempo
garantir o funcionamento de vários componentes transcorrido durante o aquecimento em função de
elétricos embarcados no automóvel. Na Figura Q, i e .
abaixo, é mostrado o gráfico da potência útil P em
função da corrente i para essa bateria, quando
ligada a um circuito elétrico externo.

a) Determine a corrente de curto-circuito da


bateria e a corrente na condição de potência útil
máxima. Justifique sua resposta.
b) Calcule a resistência interna r da bateria.
c) Calcule a resistência R do circuito externo
nas condições de potência máxima.
d) Sabendo que a eficiência  de uma bateria é
a razão entre a diferença de potencial V fornecida

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

GABARITO: a) VB – VA = 230 V  VB = 230 V; VB – VC = R i


 VC = 225 V;
1) Gab: E VD – VA = R i  VD = 5 V;
A tensão fornecida à fábrica será: VC – VD = 220 V
2) Gab: F-V-V-F-F b) PFábrica = VCD i = 220  50 = 11000 W = 11,0
kW
3) Gab:
a. f.e.m = 15V; i = 60A e 0,25 21) Gab: D
b. P
P
máx 22) Gab: B

23) Gab: B
0 20 60 i
24) Gab: VFVVF
4) Gab: A
25) Gab: C
5) Gab: 01-02
26) Gab: E
6) Gab: A
27) Gab: A
7) Gab: E
28) Gab: 15
8) Gab: C
29) Gab: 26
9) Gab: E
30) Gab: C
10) Gab: C
31) Gab:
a) 10 V
11) Gab: VFVF
b) 5,0 
12) Gab: C c) 2,0102 N/C

13) Gab: A 32) Gab:


a)

14) Gab:
a) r = 0,25;
b) Pmáx = 225W b)

15) Gab: C

16) Gab:
c)
a) i = 2A
b) t = 1s
c) Rmin = 12

17) Gab: D
33) Gab: E
18) Gab: B
34) Gab: E
19) Gab: im = 50 A
35) Gab: A
20) Gab:
36) Gab: A

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

54) Gab: D
37) Gab:
55) Gab: C
38) Gab: A
56) Gab: B
39) Gab:
a) 1,20 V 57) Gab: E
b) 75
58) Gab: D
40) Gab: A
59) Gab: 14
41) Gab: C
60) Gab: B
42) Gab: A
61) Gab: B
43) Gab: B
62) Gab: C
44) Gab:
63) Gab: B

64) Gab: C

a) 65) Gab: 03

66) Gab: 04

67) Gab: 00. E 01. E 02. C 03. C 04. C


b)  = 250 I – 20   = 55 V
68) Gab: 00. E 01. C 02. C
45) Gab: E
69) Gab:
46) Gab: A a) 750;
b) 150;
47) Gab: D c) 10;
d) 100
48) Gab: C
70) Gab: D
49) Gab: C
71) Gab: D
50) Gab:
a)  = 12,0 V 72) Gab: 42
b) r = 0,50 
c) R = 1,5  73) Gab: E
d) P = 54 W
 = 0,75 = 75% 74) Gab: B

51) Gab: são necessárias 16 baterias em série em 75) Gab:


cada ramo e dois ramos associados em paralelos. a) UCD = 5V;
b) P1 = 12 W
52) Gab: D
76) Gab: A
53) Gab: B
77) Gab: E

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

78) Gab: B
92) Gab:
79) Gab: 01-F; 02-V; 04-V; 08-F; 16-V; 32-F a) 1Ae2V
b) 1,2 A e 0 V
80) Gab: B
93) Gab: 27
81) Gab:
a) L1 e L4 94) Gab: B
b) 4A
c) 24W 95) Gab: B

82) Gab: 96) Gab: D


a) Deve–se construir uma associação de
resistores de resistência equivalente de 12. 97) Gab:
9 a) RL!= 400; RL2= 200;
9 9 b) I1 = 0,20A; I2 = 0,50A;
9 c) Supondo-se que a fonte seja ideal (sem
A
resistência interna), a corrente na lâmpada L1 não
vai alterar-se, pois ela continuará submetida aos
12V
mesmos 100V, visto que não há queda de voltagem
b) Deve–se colocar um amperímetro em série no interior da fonte.
em um ponto do circuito que seja percorrido por
esta corrente. Para medir a tensão em um dos 98) Gab:
resistores, deve–se colocar um voltímetro em a) 4 lâmpadas;
paralelo com este reistor. Um possível b) Chave que suporte a corrente em: potência
posicionamento desses instrumentos de medida de PT = 3520W; sob uma d.d.p. V = 110V, teremos
está representado no circuito a seguir: uma corrente I = PT/V, donde I = 32 A.
9
V
9
99) Gab:
9
I. D;
9
II. A: correta-como são idênticas o brilho será
A o mesmo; B: correta-como a corrente através de
12V cada uma destas duas lâmpadas é a metade da que
circula em L1, o brilho Serpa menos intenso; C:
correta-M1 em série com o circuito, é um
83) Gab: amperímetro. M2, em paralelo com L1, é um
a) i = 4A;
voltímetro; D: incorreta-P1 = RI2 e P2  R I2 ,
b) 8,0 . 10–5T 2
conclui-se pois que P1 = 2P2, logo essas potências
84) Gab: A são diferentes; E: correta-como a associação tem
resistência R/2, a resistência total será a soma de R
85) Gab: C e R/2, ou seja, 3R/2, que é menor do que 2R. Logo,
com a chave fechada, a corrente é maior.
86) Gab: D
100) Gab:
87) Gab: A a) i = 0,70A

88) Gab: B

89) Gab: B

90) Gab: B
;
91) Gab: C b) V = Ri = 7,0V;

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

c) 111) Gab:
a) anti horário;
b) 2,0 A;
c) –40V; 20V;
d) 50V; 90V; –20V

112) Gab: A
101) Gab: 2
Justificativa: 113) Gab: C
As correntes nos resistores de 9,0  são iguais a 3A.
Portanto, a corrente através de Ro será 3 x 3 = 9 A. 114) Gab: B
Temos  = (Ro + R/3)i  Ro = 2,0
115) Gab: C
102) Gab: B
116) Gab: E
103) Gab: 5
Justificativa: 117) Gab:
VAB =  - ri a) do maior para o menor potencial gráfico;
Quando i = 0  VAB =  = 6,0 V (obtida do gráfico) b) gráfico;
Usando o gráfico, vemos que quando i = 0,4A temos c) R = 12;
VAB = 4,0 V. d) i = 1,0 A;
Portanto, 4 = 6 – r x 0, 4  r = (6-4)/(0,4) = 5  e) U = 8v

104) Gab: D 118) Gab: E

105) Gab: 119) Gab: C


a)  1,2
b) ocorre uma variação de brilho para mais, ao 120) Gab:
se fechar a chave, pois a potência aumenta. a) i = 2 A;
b) U = 10V;
106) Gab: c) P 8W
3
a) A ligação deve ser feita em série para não
queimá-las.
b) Uma vez feita a ligação em série, sendo 121) Gab:
idênticas as lâmpadas, a d.d.p nos terminais de cada a) R e C estão em série com L
uma delas será a metade da d.d.p entre os b) F1 terá quimada
terminais da tomada. Se a tomada fornecer 2Vo,
cada lâmpada dissipará uma potência de Vo2/R= Po. 122) Gab:
12
Se a tomada fornecer Vo, cada lapada dissipará uma a) i
2  Rv
potência Vo2/4R= Po/4 e portanto, cada uma terá
12
um brilho menor, permitindo a identificação das b) i
2  Rv  r
tomadas. c) i = 0,5 A
VAB = 11 V
107) Gab:
a) A corrente que flui pelo ramo CD é nula, 123) Gab:
porque por simetria, VC = VD. a) N = 3 x 109 elétrons livres a cada segundo
b) Req = R b) V = 24mV

108) Gab: 05 124) Gab: C

109) Gab: 75 125) Gab: Podemos associar em série 4 conjuntos


de 3 células solares associadas em paralelo ou, de
110) Gab: 33

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

modo equivalente, associar em paralelo 3 conjuntos


de 4 células solares associadas em série. 151) Gab: D

126) Gab: RS = –0,58 R 152) Gab: E

127) Gab: B 153) Gab: C

128) Gab: E 154) Gab: B

129) Gab: C 155) Gab: D

130) Gab: B 156) Gab: B

131) Gab: A 157) Gab:


a) I = 0,3 A
132) Gab: C b) P = 0,27 W
1
c)
133) Gab: 70 9

134) Gab: D 158) Gab:


a) I1 = 0,545 A
135) Gab: B b) Q = 54,5 C
c) T = 13,6 s
136) Gab: C
159) Gab: C
137) Gab: C
160) Gab: 05
138) Gab: D
161) Gab: C
139) Gab: CCEE
162) Gab: A
140) Gab: 020
163) Gab: D
141) Gab: 007
164) Gab:
142) Gab: D a) 2,0 A
b) 2,4 x 104 J
143) Gab: B c) 33 s

144) Gab: 99 165) Gab: 14

145) Gab: 59 166) Gab: E

146) Gab: D 167) Gab: 16

147) Gab: 168) Gab: E


a) V 36W
b) em cada amperímetro 169) Gab:
 V  E  ri 
a)  
148) Gab: A  V  12  1, 0  2, 0  10 V 
b) (V = 6,0 v)
149) Gab: E
170) Gab: C
150) Gab: C

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

171) Gab: d) POT = 3 W


1 3
a) R eq 1   1,5
1 1 2 189) Gab: 06

1 1
3
b) A queda entre B e C é então de 10  x 2  7V 190) Gab: B
2
c) 102 kWh
191) Gab:
a)  1,8 x 10 3 
172) Gab:
a) O brilho de L3 é igual ao brilho de L2 que é b) 0,2 W
358 10
menor que o brilho de L1. c) i2  A A
37799 100
b) 4V
192) Gab:
173) Gab: 5 V
a) 11,25 W
b) 2A
174) Gab:
a) 0,25W
193) Gab:
b) 75%
a) 0,7 mA
c) 8 
3 b) 50

175) Gab: C 194) Gab: B

176) Gab: 07 195) Gab: A

177) Gab: 03 196) Gab: E

178) Gab: D 197) Gab: 21

179) Gab: D 198) Gab: E

180) Gab: E 199) Gab: VFVVV

181) Gab: A 200) Gab: B

182) Gab: C 201) Gab: E

183) Gab: C 202) Gab: E

184) Gab: A 203) Gab: B

185) Gab: E 204) Gab: E

186) Gab: 205) Gab: 11


a) 3
b) 4V 206) Gab: 60V

187) Gab: A 207) Gab: A

188) Gab: 208) Gab: 20


a) 1   2  corrente no sentido horário
1  gerador 209) Gab: VVVFF
 2  receptor
b) POT = 6 W 210) Gab: 03
c) E = 360 J

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

211) Gab: B 230) Gab: E

212) Gab: C 231) Gab: 08-32

213) Gab: C 232) Gab: D

214) Gab: D 233) Gab: C

215) Gab: B 234) Gab:


a) 0,20A;
216) Gab: 11 b) 7,0V

217) Gab: C 235) Gab: 8,8A (E1 fornece e E2 absorve)

218) Gab: E 236) Gab: B

219) Gab: E 237) Gab: D

220) Gab: E 238) Gab: D

221) Gab: 239) Gab: A


a) 2,7 mA
b) VBC = 1,4 V 240) Gab:
a) I = 2,0 A
222) Gab: C b) P2 = 0,80 W
c) VM = 8,0 V
223) Gab: C
241) Gab:
224) Gab: 31 a) I = 0,50 A
b) R = 240 
225) Gab:
a) 242) Gab: D

243) Gab:
a) Quando a corrente é nula a resistência é
b) infinita e a voltagem é exatamente igual à fem  , ou
seja,   1,5V . Quando a corrente no circuito é 1,0A
a queda no potencial é 1,2V.
Usando a equação
1,5  1,2
  V  ri I, obtemos a resistência interna : ri   0,30.
1,0
.
b) Visto que V=RI, podemos escrever a
equação acima na forma
c)  = 1,2 V e r = 0,4    ( R  ri ) I. A corrente é, então, I 
1,5
 0,75A .
1,7  0,3
226) Gab: A
244) Gab: A
227) Gab: E
245) Gab: E
228) Gab: VVFF
246) Gab:
229) Gab: B a) i = 5,0 A
b) VA − VB=11,5 V

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

263) Gab: E = 50V; r = 10


247) Gab: 19
264) Gab: D
248) Gab: B
265) Gab:
249) Gab: a) 0,27W;
a) i
2
A ou i  0,67 A b) 1,1W
3
b) Gerador: G  8 ou  0,89 266) Gab: E
9
Receptor:  R  3 ou  0,75 267) Gab: B
4

268) Gab:
250) Gab: C
a) ir = 2,2 A; iR = 1,1 A;
b) 1,2W
251) Gab: C
269) Gab: E
252) Gab: D
270) Gab: A
253) Gab: E
271) Gab:
254) Gab: 01. F 02. F 03. V 04. V
a) 2,0V;
b) A;
255) Gab: 01. C 02. C 03. C 04. C
c) 0,05A;
d) 0,1W
256) Gab: C
272) Gab: D
257) Gab: A
273) Gab: 48,0W
258) Gab:
a)
274) Gab: 14,4kW

275) Gab:
a) Um poraquê pode ter um número n de
células elétricas dado por: n  U  0480
,060
 n = 8 000
células elétricas.
Admitindo que cada célula elétrica funcione como
um gerador, elas devem ser associadas como é
b) máx = 4%; mostrado a seguir:
c) Rmáx = 8.

259) Gab: 30%


b) P = 480 W
260) Gab: A
276) Gab: D
261) Gab: C
277) Gab: A
262) Gab:
a) 0,04 A;
278) Gab: E
b) 1,6V;
c) 0,08W; 0,064W
279) Gab: E
d) 80%
280) Gab: 60

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

281) Gab: 18 304) Gab: E

282) Gab: D 305) Gab: E

283) Gab: E 306) Gab: B

284) Gab: 307) Gab: C


a) 125kW
b) 0,05kg/s 308) Gab: C
c) 16,7%r aproximadamente
309) Gab: C
285) Gab: C
310) Gab: A
286) Gab:
a) Pe = 32,4 MW 311) Gab: C
b) N = 64.800 habitantes
312) Gab: E
287) Gab: C
313) Gab: 00. E 01. C 02. C 03. E
288) Gab: VFVVF
314) Gab: B
289) Gab: A
315) Gab: 01-V; 02-F; 04-F.
290) Gab:
a) 728 A 316) Gab: A
b) Para que a corrente elétrica não tenha um
valor muito elevado deve-se elevar a tensão. 317) Gab: D

291) Gab: D 318) Gab: D

292) Gab: VFFVF 319) Gab: 0,64

293) Gab: A 320) Gab:


a) 98V;
294) Gab: D b) 4,0W;
c) 98%
295) Gab: B
321) Gab:
296) Gab: A a) 60V;
b) 5,0
297) Gab: B
322) Gab: 90% e 168W
298) Gab: A
323) Gab: E
299) Gab: C
324) Gab: B
300) Gab: D
325) Gab:
301) Gab: C a) 50A
b) 15kWh
302) Gab: C c) R$ 54

303) Gab: D 326) Gab: C

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores


Prof. Fabricio Scheffer

327) Gab: E 353) Gab:


a) Em regime de corrente de curto-circuito icc a
328) Gab: C potência elétrica do gerador é toda dissipada na sua
resistência interna e, nesse caso, nenhuma potência
329) Gab: A elétrica é fornecida ao circuito. De acordo com o
gráfico, icc = 120 A e a corrente para P = Pmáx é i = 60
330) Gab: C A.
b) r = 0,1 
331) Gab: C c) R = 0,1 
d)  = 50%
332) Gab: C e) A curva característica de uma bateria é um
gráfico V  i obtido da equação da bateria:
333) Gab: C

334) Gab: 11

335) Gab: D

336) Gab: C

337) Gab: C 354) Gab:


A potência máxima dissipada na carga R acontece
338) Gab: A quando a resistência interna do gerador for r = R e a
corrente
339) Gab:   80%
i

2R
340) Gab: 03 A expressão de U é
U =  - ri
341) Gab: D A quantidade de calor Q é dada por
2t
Qcal  J
342) Gab: A 4R
mas 1 cal = 4 J. Transformando em Joules temos
343) Gab: 05 16QR
t
2
344) Gab: 118 J

345) Gab: r=3 ohms

346) Gab: VFFVV

347) Gab: VVFVF

348) Gab:
a) 2,0 × 104 N/m2
b) 2V

349) Gab: E

350) Gab: C

351) Gab: B

352) Gab: D

Megalista – Aula 47 Geradores e receptores