Você está na página 1de 5

NEOLOGISMO NA ATUAL MAIOR REDE SOCIAL: INSTAGRAM

Rita de Cássia Duarte


Viviane Pimenta

Resumo:O presente artigo traz uma análise sobre o processo de formação de novas palavras,
enfatizando que é algo que ocorre de forma natural e infinita em qualquer lugar no mundo,
principalmente no mundo virtual. Com as mudanças sociais e evoluções humanas, o surgimento de
neologismos se tornam ainda mais frequentes e acessíveis, devido ao acesso a internet. Sendo assim,
essa nova era nos abre um leque de opções, em uma rede cheia de novidades e inovações linguísticas,
nos apresentando novas formas de como as pessoas (principalmente os jovens) podem se expressar, de
acordo com aquilo que elas se identificam. Nos últimos anos, podemos observar uma vasta mudança
na linguagem juvenil, devido à criação dessa plataforma, que pode ser considerada como um mundo
paralelo ao que vivemos. O seu poder de influência e persuasão(oseu alcança e influencia ) é altíssimo
e contribui consideravelmente para que as pessoas possam se descobrir como indivíduo. Esse mundo
virtual chamado Instagram será analisado segundo as suas características linguísticas, com enfoque na
abordagem de suas (neologismos) específicas.
Palavras-chave:Neologismo, gírias,meme,Instagram.(intrínseco

Introdução

O Instagram é uma rede social online lançada em outubro de 2010, como uma
plataforma de compartilhamento de fotos e vídeos,utilizada por milhões de pessoas no mundo
todo. O seu principal objetivo da de aproximar as pessoas de todos os lugares, compartilhar
informações um elo deligacoes .Utilizada também como ferramenta de marketing digital e
desde entãoadquiriu uma influência muito grande,ela tem crescido cada vez maisa
popularização dessa plataforma e as interações dos usuários se tornaram cada vez mais
expansivas e abrangentes, consequentemente, várias palavras foram surgindo de acordo com
as necessidadespersonalidades e usuarios, resultando em uma varieadde de neologismos de
todas as formas possíveis. Há que se atentar que muitos( CUMPRE ASSINALAR) desses
neologismos são criados exclusivamente para a plataforma, para definir e suprir as suas
especificidades.

________________
1 Trabalho apresentado à disciplina Morfologia do Português, ministrada pela professora Gabriela Guimarães
Jeronimo, ofertada pelo curso de Letras – Português, da Unidade Acadêmica Especial de Letras e Linguística, da
Universidade Federal de Goiás – Regional Catalão (UAELL-UFG/RC).
2 Discentes do 8º período do curso de Letras – Português, da Unidade Acadêmica Especial de Letras e
Linguística, da Universidade Federal de Goiás – Regional Catalão (UAELL-UFG/RC)
Em diversas ocasiões a escrita digital em uso apresenta traços híbridos, que desafiam
a famosa dicotomia entre a fala e a escrita. “Isto significa que os elementos próprios da escrita
e os da oralidade se fundem harmonicamente nestas interações, de modo que não há como
estabelecer uma separação abrupta, cabendo ao estudioso entender a linguagem a partir da
noção de continuun (MARCUSCHI, 2001, p.18)
Sabemos que as relações entre léxico/ sociedade/ cultura são muito fortes. Assim a
cultura digital, como maior referência, acaba por influenciar nas mudanças sociais, de maneira
que a língua também se adapte a essas mudanças e variações,produzindo novas unidades
lexicais, resultando nos neologismos. Perante isso, podemos afirmar que:

Uma das características universais mais marcantes das


línguas naturais é a mudança. (...) A renovação do léxico
de uma língua é um fenômeno permanente já que o
léxico, refletindo a dinâmica da língua, considerando-se
que esta sociedade e cultura são indissociáveis, constitui
uma forma de registrar a visão de mundo, o
conhecimento do universo, a realidade histórica e
cultural e as diferentes fases da vida social de uma
comunidade linguística. (Ferraz, 2006, p.219)

Para explorar essa vertente, analisaremos neste artigo as gírias, expressões e outras
diversas formas de processos de criação de novas palavras possíveis no léxico da Língua
Portuguesa. Partindoda noção de Alves (2002) para o neologismo: uma unidade lexical de
criação recente; uma acepção nova que se atribui a uma palavra existente; ou um termo
recentemente emprestado a outro código linguístico estrangeiro.
Ainda que no ciberespaço surjam todos os dias neologismos, sabemos que eles não são
utilizados apenas no mundo virtual, mas, espontaneamente flui para a linguagem do dia a dia
dos usuários. A partir daí, podemos destacar os primórdios dos estudos linguísticos,
enfatizando que “afirmar que o signo linguístico é arbitrário, como fez Saussure, significa
reconhecer que não existe uma reação necessária, natural, entre a sua imagem acústica (seu
significante) e o sentido a que ela nos remete (seu significado).” (COSTA, 2008, p.119). A
língua e a linguagem por si só, em qualquer meio, em qualquer lugar, sempre seguirá a regra
básica de significado/significante.
Fundamentação teórica

Nos procedimentos metodológicos, selecionamos para análise osneologismos


efetivamente criados nas redes sociais, buscando apontá-los e descrevê-los de modo mais
amplo possível, destacando aspectos como: a existência de variantes e derivações, novos
termos a partir de determinado vocábulo, significado do termo e contexto de utilização do
neologismo. É importante apresentar, ainda, uma contextualização sobre o uso do Instagram.
Nesse sentido, ressaltamos que a velocidade com que nos comunicamos hoje tem
influenciadomuito a linguagem que empregamos nos ambientes virtuais. Um exemplo que
representa isso é a prática de abreviação de palavras, por economia de tempo e espaço,
permitindo a transmissão de maiores quantidades de enunciações e informações entre os
usuários.
Para exemplificar melhor a questão do neologismo no Instagram, não podemos deixar
de lado o famoso “meme” que é um termo grego que significa imitação. O termo é bastante
conhecido e utilizado nas redes sociais, e vale ressaltar que não ocorre apenas de forma
escrita, mas também em formato de fotos ou vídeos. Veja abaixo alguns exemplos de memes
com a utilização de neologismos:

Imagem 1 Imagem 2

A imagem 1 retrata uma roda de amigos comentando a chegada da “falsiane”,


neologismo adotado para se referir a uma pessoa falsa, fingida. Já a imagem 2 retrata a
expressão facial que fazemos quando nos deparamos com alguém que possuímos interesse
sentimental ou sentimos alguma atração física, se envolvendo com amorosamente com outras
pessoas. O termo “crush” é muito utilizado e vem do estrangeirismo que significa
“esmagamento” ou “colisão”, na tradução literal para o idioma português, mas que no
sentido geral de uma frase, indica interesse amoroso em alguém.

Os neologismos mais utilizados no Instagram referem-se aos grupos LGBTQ+, que


possuem códigos secretos de comunicação, utilizados somente entre eles, mas que acabam
chegando ao conhecimento de todos, como POC, que no Brasil definimos como as “bichas
pão com ovo”, ou seja, as mais pobres. Os memes são os melhores, como podemos ver
abaixo, nas imagens:

Imagem 3

Imagem 4
Análises

Aqui será aprofundado detalhadamente sobre os processos de formação de palavras


sob a utilização de derivações com prefixos e sufixos, além de composição, abreviação e
siglação, segundo o uso no Instagram.

Considerações finais

A partir do que foi exposto até agora, pode-se concluir que os neologismos segundo
“memes” utilizados no Instagram, nunca estão sozinhos em forma de texto. Há essa
necessidade de imagem + texto, justamente por ser uma rede social voltada a muita exposição
de imagem e pouca escrita.

Deste modo, pode-se afirmar que muitos neologismos apresentados aqui revelam uma
tendência de socialização, pois as palavras e expressões geradas na interação pelo computador
ou celular passam a incorporar o léxico dos usuários ativos.

Referências

COSTA, M.A. Estruturalismo. In: MARTELOTTA, M.E. (Org.) et al. Manual de


Linguística. São Paulo: Contexto, 2008.

ALVES, Ieda Maria. Neologismo: criação lexical. São Paulo: Ática, 2002.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 3 ed. São


Paulo: Cortez, 2001