Você está na página 1de 128

Servidor de energia Com’X 210

Manual do utilizador

DOCA0036PT-11
04/2019

www.schneider-electric.com
Informações legais
A marca Schneider Electric e quaisquer marcas comerciais da Schneider Electric SE
e suas subsidiárias mencionadas neste guia são de propriedade da Schneider
Electric SE e de suas subsidiárias. Todas as outras marcas podem ser marcas
registradas de seus respectivos proprietários. Este guia e seu conteúdo são
protegidos pelas leis de direitos autorais aplicáveis e fornecidos somente para fins
informativos. Nenhuma parte deste guia pode ser reproduzida ou transmitida de
qualquer forma ou por qualquer meio (eletrônico, mecânico, fotográfico, gravação ou
outro), para qualquer finalidade, sem a permissão prévia por escrito da Schneider
Electric.
A Schneider Electric não concede nenhum direito ou licença para uso comercial do
guia ou de seu conteúdo, exceto para uma licença não exclusiva e pessoal para
consultá-lo "no estado em que se encontra".
Os produtos e equipamentos da Schneider Electric devem ser instalados, operados,
consertados e mantidos somente por pessoal qualificado.
Como os padrões, as especificações e os designs mudam de tempos em tempos, as
informações neste guia podem estar sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Na medida permitida pela lei aplicável, a Schneider Electric e suas subsidiárias não
assumem nenhuma responsabilidade ou obrigação por quaisquer erros ou omissões
no conteúdo informativo deste material ou consequências decorrentes do uso das
informações contidas neste documento.
Servidor de energia Com’X 210

Informações de segurança
Informações importantes
Leia atentamente estas instruções e observe o equipamento, para se familiarizar
com o aparelho antes de tentar proceder a instalação, operação, assistência ou
manutenção do mesmo. As mensagens especiais a seguir podem surgir ao longo
deste manual ou no equipamento, para avisar relativamente a potenciais riscos
ou chamar a atenção para informações que clarificam ou simplificam
determinados procedimentos.

A adição de qualquer dos símbolos a uma etiqueta de segurança de "Perigo" ou


"Aviso" indica que existe um perigo elétrico, que resultará em lesões pessoais se
as instruções não forem seguidas.

Este é o símbolo de alerta de segurança. É utilizado para o alertar para


potenciais riscos de lesões pessoais. Respeite todas as mensagens de
segurança que acompanham este símbolo, para evitar possíveis ferimentos ou
mesmo a morte.

PERIGO
PERIGO indica uma situação perigosa que, se não for evitada, provocará
lesões graves ou até a morte.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

ATENÇÃO
AVISO indica uma situação perigosa que, se não for evitada, pode provocar
lesões graves ou até a morte.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

CUIDADO
ATENÇÃO indica uma situação perigosa que, se não for evitada, pode
provocar ferimentos ligeiros ou moderados.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em ferimentos
graves ou danos do equipamento.

AVISO
NOTA utiliza-se para indicar regras não relacionadas com lesões físicas.

Nota
A instalação, utilização e manutenção do equipamento elétrico só deverão ser
feitas por técnicos qualificados. A Schneider Electric não se responsabiliza pelas
consequências da utilização deste material.. Um técnico qualificado é uma
pessoa com competências e conhecimentos relativos à construção, instalação e

DOCA0036PT-11 3
Servidor de energia Com’X 210

utilização de equipamento elétrico e com formação em segurança, que lhe


permita reconhecer e evitar os riscos envolvidos.

4 DOCA0036PT-11
Servidor de energia Com’X 210

Avisos
FCC
Este equipamento foi testado e mostrou respeitar os limites para dispositivos
digitais de Classe B, em conformidade com a parte 15 das normas da FCC. Estes
limites destinam-se a fornecer uma proteção adequada contra interferências
prejudiciais numa instalação residencial. Este equipamento gera, utiliza e pode
emitir energia de radiofrequência e, se não for instalado e utilizado de acordo com
as instruções, pode provocar interferências prejudiciais nas comunicações de
rádio. No entanto, não é possível garantir que não ocorrerão interferências numa
instalação específica. Se o equipamento provocar interferências prejudiciais na
receção de rádio ou televisão, o que se pode verificar desligando e voltando a
ligar o equipamento, o utilizador deverá tentar anular as interferências tomando
uma ou mais das medidas indicadas a seguir:
• Reorientar ou mudar a posição da antena de receção.
• Aumentar a distância entre o equipamento e o recetor.
• Ligar o equipamento a uma tomada de um circuito diferente daquele a que o
recetor está ligado.
• Consultar o distribuidor ou pedir ajuda a um técnico de rádio e televisão com
experiência.
O utilizador é advertido para o facto de que quaisquer alterações ou modificações
não expressamente aprovadas pela Schneider Electric podem anular a
autoridade do utilizador em operar o equipamento.
Este equipamento digital está em conformidade com a norma CAN ICES-3 (B)/
NMB-3(B).

DOCA0036PT-11 5
Servidor de energia Com’X 210

Índice analítico
Precauções de segurança ....................................................................... 11
Introdução Com’X 210 .............................................................................13
Aspetos gerais do produto.........................................................................13
Arquitetura ...............................................................................................13
Funções principais....................................................................................13
Schneider Electric Digital Service Platform .................................................14
Início rápido Com’X 210...........................................................................16
Aspetos gerais de início rápido ..................................................................16
Guia de início rápido: Configurar e iniciar o registo de dados .......................16
Guia de início rápido: Ver os dados "on-board" ...........................................16
Guia de início rápido: Configurar a publicação ............................................17
Aceder à interface do utilizador Com’X 210..........................................18
Browsers suportados ................................................................................18
Ligar o Com’X ..........................................................................................18
Acesso através da porta Ethernet com o Windows ......................................18
Acesso através da porta Ethernet com outros sistemas
operativos ..........................................................................................19
Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi com Windows ...............20
Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi ...............................21
Iniciar a sessão ........................................................................................22
Iniciar a sessão pela primeira vez.........................................................23
Alterar a palavra-passe .......................................................................23
Descrição geral da interface do utilizador ...................................................23
Funcionalidades da interface do utilizador ..................................................25
Segurança Com’X 210 .............................................................................27
Aspetos gerais de segurança ....................................................................27
Funcionalidades de segurança no seu dispositivo .......................................27
Requisitos de palavra-passe................................................................27
Recomendações de configuração de segurança .........................................29
Definições Com’X 210..............................................................................30
Aspetos gerais das definições ...................................................................30
Definições de data e hora..........................................................................30
Configurar a data e hora......................................................................30
Definições de rede....................................................................................30
Opções de configuração da rede..........................................................31
Selecionar uma configuração de rede...................................................32
Definições da porta Ethernet................................................................32
Definições GPRS/3G ..........................................................................35
Definições Wi-Fi .................................................................................38
Definições de proxy.............................................................................40
Gestão de contactos ...........................................................................41
Configurar o servidor SMTP................................................................42
Definições de e-mail............................................................................43
Publicação .........................................................................................43
Definições de identificação da publicação.............................................46
Formato de ficheiro de exportação CSV................................................46
Ligação Digital Service Platform ................................................................47

DOCA0036PT-11 7
Servidor de energia Com’X 210

Ativar os Serviços Schneider Electric....................................................47


Desativar os Serviços Schneider Electric ..............................................47
Definições de ponto de acesso Wi-Fi .........................................................48
Ativar o ponto de acesso Wi-Fi.............................................................48
Desativar Wi-Fi ...................................................................................48
Informações do local.................................................................................48
Configurar as informações do local ......................................................49
Registo de dados......................................................................................49
Definir os intervalos de registo .............................................................49
Segurança ...............................................................................................49
Gestão da firewall.....................................................................................49
Definições de porta .............................................................................50
Acesso à rede a montante ...................................................................50
Configurar as definições da firewall ......................................................50
Desativar o botão de reposição de palavra-passe..................................51
Certificados..............................................................................................51
Carregar um novo certificado ...............................................................51
Redireccionamento HTTPS .................................................................51
Definições de eventos...............................................................................52
Eventos predefinidos ................................................................................52
Eventos personalizados ............................................................................52
Criar um evento personalizado ..................................................................53
Editar ou eliminar um evento personalizado................................................54
Copiar um evento .....................................................................................54
Comunicações Com’X 210Com’X 210 ..................................................56
Definições do endereço IPv4 .....................................................................56
Acesso ao Modbus TCP ...........................................................................58
Configurar o filtro Modbus TCP/IP..............................................................60
Porta de série Modbus ..............................................................................61
Definições da porta de série Modbus....................................................61
Definições de Ethernet avançadas.............................................................62
Definições de rede ZigBee ........................................................................63
Definições do dispositivo Com’X 210 ....................................................66
Descrição geral das definições do dispositivo .............................................66
Propriedades comuns ...............................................................................67
Adicionar um dispositivo a jusante .............................................................70
Modificar um dispositivo ............................................................................70
Desligar um dispositivo .............................................................................71
Voltar a ligar um dispositivo .......................................................................71
Substituir um dispositivo............................................................................71
Eliminar um dispositivo .............................................................................72
Medições e metadados exportados por plataforma alojada ..........................72
Selecionar as medições a registar ou publicar.......................................73
Definições de fábrica da tabela de medições do dispositivo....................73
Ícones de notificação de tabela de medição ..........................................74
Contadores de impulsos integrado.............................................................74
Contador de impulsos personalizado....................................................74
Detetores de temperatura da resistência ....................................................75
Dispositivos analógicos personalizados .....................................................75
Detetar dispositivos ligados .......................................................................75
Estado do dispositivo Modbus detetado................................................76
8 DOCA0036PT-11
Servidor de energia Com’X 210

Adicionar um dispositivo Modbus manualmente..........................................76


Medições do contador Modbus ..................................................................77
Ligar dispositivos ao recetor Modbus WT4200 ............................................77
Ligar dispositivos ao Acti 9 Smartlink .........................................................78
Dispositivos Ethernet incorporados ............................................................79
Parâmetros de configuração do dispositivo Ethernet..............................79
Dispositivos Ethernet personalizados ...................................................80
Detetar dispositivos ZigBee .......................................................................80
Medições ....................................................................................................81
Visualizar a Tabela de medições ................................................................81
Comissionamento Com’X 210 ................................................................82
Aspetos gerais de comissionamento ..........................................................82
Iniciar o registo de dados ..........................................................................82
Iniciar a publicação ...................................................................................83
Biblioteca personalizada Com’X 210 .....................................................84
Modelos personalizados ...........................................................................84
Dispositivos Modbus personalizados..........................................................86
Modelo de contador de impulsos personalizado ..........................................90
Modelo de contador de impulsos KYZ personalizado...................................91
Modelo de contador principal personalizado ...............................................92
Contactor personalizado ou relé de impulsos..............................................95
Modelo de sensor analógico personalizado ................................................96
Diagnóstico Com’X 210 ...........................................................................97
Aspetos gerais de diagnósticos .................................................................97
Estatísticas ..............................................................................................97
Ver as estatísticas...............................................................................97
Reiniciar as estatísticas.......................................................................97
Ler registos do dispositivo .........................................................................99
Notices .................................................................................................. 101
Manutenção Com’X 210 ........................................................................ 102
Logs ...................................................................................................... 102
Definições do sistema ............................................................................. 102
Guardar a configuração..................................................................... 103
Restaurar a configuração .................................................................. 104
Carregar um ficheiro de configuração duplicado de outro
Com’X.............................................................................................. 105
Atualizar o firmware ................................................................................ 107
Ativar o acesso remoto ........................................................................... 109
Reiniciar o Com'X da interface Web ......................................................... 109
Substituir o produto................................................................................. 109
Redefinir a palavra-passe localmente....................................................... 110
Repor as definições de fábrica................................................................. 110
Lista de verificação antes de sair das instalações do
cliente ....................................................................................................... 112
Resolução de problemas Com’X 210 .................................................. 113
Diagnóstico de avarias do dispositivo de medição ..................................... 113
Resolução de problemas do dispositivo Modbus ....................................... 114
Diagnóstico de avarias de rede................................................................ 115
Resolução de problemas do Com'X ......................................................... 116

DOCA0036PT-11 9
Servidor de energia Com’X 210

Autoridades de certificação ................................................................... 118


Mapeamento do registo Modbus .......................................................... 121

10 DOCA0036PT-11
Precauções de segurança Servidor de energia Com’X 210

Precauções de segurança
A instalação, cablagem, testes e manutenção devem ser realizados de acordo
com todos os códigos elétricos locais e nacionais.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
• Desligue todas as fontes de alimentação deste dispositivo e do equipamento
em que está instalado antes de trabalhar no dispositivo ou equipamento.
• Utilize sempre um dispositivo detetor de tensão com a classificação
adequada para confirmar que toda a alimentação está desligada.
• Trate a cablagem de E/S e comunicações ligada a vários dispositivos como
perigosa e ativa salvo determinação em contrário.
• Não exceda os limites máximos especificados do dispositivo.
• Volte a colocar todos os dispositivos, portas e tampas antes de ligar a
alimentação deste equipamento.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

ATENÇÃO
OPERAÇÃO NÃO ADEQUADA
• Não utilize este software para aplicações de proteção ou de controlo crítico
em que a segurança de pessoas ou equipamento dependa do
funcionamento da ação de controlo.
• Não utilize o software para controlar funções com tempo crítico, pois podem
ocorrer atrasos de comunicação entre o momento em que é iniciado um
controlo e aquele em que essa ação é aplicada.
• Não utilize o software para controlar o equipamento remoto sem o proteger
com um nível de acesso autorizado e sem incluir um objeto de estado para
fornecer feedback sobre o estado da operação de controlo.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

ATENÇÃO
RESULTADOS DE DADOS IMPRECISOS
• Não configure incorretamente o software, pois isso pode resultar em
relatórios e/ou relatórios de dados imprecisos.
• Não baseie as suas ações de manutenção ou assistência apenas em
mensagens e informações apresentadas pelo software.
• Não se apoie apenas em dados apresentados nos relatórios de software
para determinar se o sistema está a funcionar corretamente ou respeita
todos os padrões e requisitos aplicáveis.
• Não utilize dados apresentados no software como substitutos de práticas
adequadas no local de trabalho o manutenção do equipamento.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

DOCA0036PT-11 11
Servidor de energia Com’X 210 Precauções de segurança

ATENÇÃO
POSSÍVEL COMPROMETIMENTO DA DISPONIBILIDADE, INTEGRIDADE E
CONFIDENCIALIDADE DO SISTEMA
• Altere as palavras-passe predefinidas para ajudar a evitar o acesso não
autorizado das definições e informações do dispositivo.
• Desative as portas/serviços e contas predefinidas não utilizados, sempre
que possível, para minimizar caminhos de ataques maliciosos.
• Coloque os dispositivos em rede atrás de várias camadas de defesas
cibernéticas (como firewalls, segmentação de rede e deteção e proteção de
intrusão de rede).
• Aplique melhores práticas de cibersegurança (por exemplo: privilégios
mínimos, separação de funções) para ajudar a evitar a exposição não
autorizada, perda, modificação de dados e registos, interrupção de serviços
ou operação não adequada.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

12 DOCA0036PT-11
Introdução Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Introdução Com’X 210


Aspetos gerais do produto
O servidor de energia é um registador de dados compacto do tipo "plug and play".
O reúne e armazena consumos de WAGES (água, gás, eletricidade e vapor) bem
como parâmetros ambientais, como os níveis de CO2, temperatura e humidade
num edifício. É possível transmitir os dados com segurança sob a forma de
relatório para um servidor de base de dados da Internet.
Os dados ficam prontos a processar assim que são recebidos pelo servidor. Os
dados são apresentados como páginas da Web através dos serviços de gestão
de energia fornecidos pela Schneider Electric, como EcoStruxure™Energy
Operation e EcoStruxure™ Facility Expert para apoiar a otimização do rendimento
da energia e a gestão de custos.
O também proporciona uma interface transparente entre as redes baseadas em
Ethernet e os dispositivos de campo. Esta função de gateway suporta a utilização
de software de monitorização que permite o acesso às informações dos
dispositivos para aquisição de dados, tendências, gestão de eventos, análise e
outras funções.

Arquitetura
Desde uma simples instalação de medição com um dispositivo, até grandes
sistemas de medição, o Com’X 210 obtém dados do gateway de linha de série
Modbus TCP/Modbus, contador de impulsos, atuador e sensor analógico.
O gráfico abaixo mostra as arquiteturas possíveis do Com’X 210:

Funções principais
O Com’X 210 tem várias funções principais.
• Deteção automática dos dispositivos Modbus ligados

DOCA0036PT-11 13
Servidor de energia Com’X 210 Introdução Com’X 210

• Conectividade à nuvem através de três suportes de dados: Rede móvel,


Ethernet com fios ou Ethernet Wi-Fi
• Duas portas Ethernet para separar a ligação à nuvem a montante da rede de
dispositivos de campo
• Compatibilidade com quatro protocolos de transferência: HTTP, HTTPS, FTP
e SMTP com gestão de proxy
• Armazenamento de dados em caso de interrupção da comunicação a
montante
• Exportação de dados com a ligação nativa a plataformas de serviço
Schneider Electric (como Energy Operation) e com o ficheiro .csv para os
outros servidores de bases de dados
• Funcionalidade de gateway Modbus TCP a Modbus RTU
• Configuração através de páginas Web "on-board"
• Compatibilidade com ambiente de quadro de distribuição elétrica
(temperatura, compatibilidade eletromagnética)
• Cópia de segurança local dos parâmetros de configuração
• ZigBee Pro com sensores EM4300

Schneider Electric Digital Service Platform


Pode associar o servidor de energia à Schneider Electric Digital Service Platform.
Esta plataforma permite-lhe:
• Gerir remotamente a atualização do firmware, resolução de problemas e
definições de parâmetros.
• Fornecer um cartão SIM com cobertura mundial, utilizando a opção EBXA-
GRPS-SIM.
• Publicar dados recolhidos para os serviços de gestão de energia de
Schneider Electric.
NOTA: É recomendado utilizar um router móvel externo em vez da opção
EBXA-GRPS-SIM.

EcoStruxure™ Facility Expert


EcoStruxure™ Facility Expert permite terceirizar a manutenção e gestão de
energia, reduzindo os custos de energia e aumentando a eficiência operacional
em edifícios.
EcoStruxure™ Facility Expert é uma aplicação de software baseada em nuvem da
Schneider Electric para melhorar a eficiência energética e gerir ativos e
manutenção. EcoStruxure™ Facility Expert é utilizada para pequenos e médios
edifícios nos mercados da indústria, retalho, público e serviços de saúde.
EcoStruxure™ Facility Expert fornece as seguintes funcionalidades:
• Suporte para hardware de aquisição de dados: medidores, gateways e
sensores.
• Plataforma na nuvem para apresentações de dados.
• Serviço de consultoria das equipas de especialistas da Schneider Electric.
• Uma rede de parceiros locais para implementar soluções.

14 DOCA0036PT-11
Introdução Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Power Monitoring Expert


O Com’X pode enviar dados em ficheiros de valores separados por vírgula (CSV)
para software de supervisão como Power Monitoring Expert (PME) ou software
de supervisão de terceiros.
PME é um pacote de software completo, interoperável e escalável para
aplicações de gestão de energia. O software recolhe e organiza dados recolhidos
da rede elétrica e apresenta-os como informações relevantes e acionáveis
através de uma interface Web intuitiva. Partilhe informações com as principais
partes interessadas ou em toda a operação para influenciar mudanças de
comportamento que podem poupar dinheiro.

Publicações adicionais
Para obter estas publicações técnicas e outras, aceda a
www.schneider-electric.com e procure "Com’X".

Documento Número(s) de referência

Folha de Instruções do Com’X 5406AD002

5406AD005

5406AD006
Folha de Instruções do EBXA-GPRS/EBXA- 253537613
GPRS-SIM
Folha de Instruções do EBXA-WIFI 253537634

Folha de Instruções do Zigbee NHA2243500

DOCA0036PT-11 15
Servidor de energia Com’X 210 Início rápido Com’X 210

Início rápido Com’X 210


Aspetos gerais de início rápido
Este capítulo descreve como executar tarefas comuns no Com’X 210. Consulte
os capítulos referidos para obter mais informações.
NOTA: Certifique-se de que o seu Com’X está a executar o mais recente
firmware. Aceda a www.schneider-electric.com/en/download/ para transferir a
versão mais recente do firmware.

Guia de início rápido: Configurar e iniciar o registo de dados


Descreve-se abaixo as tarefas de caráter geral necessárias para iniciar o registo
de dados. Podem existir passos adicionais para fazer a publicação numa
plataforma específica.
1. Adicione os dispositivos a jusante, como descrito em Adicionar um
dispositivo a jusante, página 70. Existem tarefas de configuração adicionais
para cada tipo de dispositivo:
– Dispositivos que podem ser ligados a entradas digitais
– Dispositivos que podem ser ligados a entradas analógicas
– Dispositivos Modbus
– Parâmetros de configuração do dispositivo Ethernet, página 79
2. Selecione as medições que quer registar, como descrito em Selecionar as
medições a registar ou publicar, página 73.
3. Defina o intervalo de registo, conforme descrito em Definir os intervalos de
registo, página .
4. Inicie o registo de dados, conforme descrito em Iniciar o registo de dados,
página 82.

Guia de início rápido: Ver os dados "on-board"


Pode ver os dados em tempo real e os dados registados no Com’X 210 sem ter
de se ligar a uma plataforma alojada. Siga os passos abaixo para ver os dados
"on-board".
1. Adicione os dispositivos a jusante, como descrito em Adicionar um
dispositivo a jusante, página 70. Existem tarefas de configuração adicionais
para cada tipo de dispositivo:
– Dispositivos Modbus
– Parâmetros de configuração do dispositivo Ethernet, página 79
2. Execute os passos abaixo para ver um dashboard Energia. Vá para o passo
3 para ver os dados em tempo real.
– Selecionar as medições a registar ou publicar, página 73
– Definir os intervalos de registo, página 49
– Iniciar o registo de dados, página 82
3. Visualizar os dados em tempo real foi selecionado para registar: Visualizar a
Tabela de medições, página

16 DOCA0036PT-11
Início rápido Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Guia de início rápido: Configurar a publicação


Os passos descritos abaixo são um resumo das opções de publicação. Consulte
as secções apropriadas para obter uma descrição completa de publicação por
plataforma.
1. Escolha a plataforma e a frequência de publicação, como descrito em
Selecionar a plataforma e a frequência de publicação, página . Consulte as
tarefas relacionadas com cada uma das plataformas:
– Para uma ligação com Schneider Electric subscreva o serviço através da
Plataforma de serviço digital (por exemplo, EcoStruxure Facility Expert),
consulte Ligação, página 47.
– Para obter informações sobre as opções de exportação .csv, pode
consultar o capítulo Formato de ficheiro de exportação de CSV , página
46.
2. Defina o protocolo de transferência conforme descrito em Definir o protocolo
de transferência, página 44.
3. Inicie a publicação conforme descrito em Iniciar a publicação, página 83.

DOCA0036PT-11 17
Servidor de energia Com’X 210 Aceder à interface do utilizador Com’X 210

Aceder à interface do utilizador Com’X 210


Browsers suportados
Pode aceder ao servidor de energia com uma variedade de browsers.

Browser Versão do browser


Microsoft Edge 42.0 e superior

Internet Explorer IE9 e superior

Firefox 20.0 e superior

Chrome 24.0 e superior

Browsers recomendados
É recomendado utilizar Chrome para PC.
Para os tablets recomenda-se os seguintes browsers:

Sistema operativo Browser


Windows 10 • Microsoft Edge

Windows 8 • Internet Explorer


• Firefox
iOS • Chrome
• Safari
Android • Chrome
• Browser Android

Ligar o Com’X
O Com’X demora algum tempo a arrancar. Aguarde que a luz do LED indicador
de funcionamento fique verde antes de efetuar qualquer operação.
Depois de o Com’X ter arrancado, a maioria das modificações de configuração
entra em efeito sem a necessidade de um reinício.

Casos em que é efetuado o reinício

É necessário reiniciar o Com’X quando são efetuadas as operações seguintes:


• Atualização do firmware.
• Reposição de uma configuração.
• Alteração das definições de rede Ethernet entre 2 portas comutadas e 2
portas separadas.
• Inserir um modem GPRS ou 3G .
• Instalação de uma chave Zigbee.

Acesso através da porta Ethernet com o Windows


Aceda à interface do utilizador do Com’X para o arranque inicial utilizando
Windows 10.
A configuração predefinida para a porta Ethernet 2 do Com’X é o servidor DHCP .

18 DOCA0036PT-11
Aceder à interface do utilizador Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELECTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

AVISO
CONFLITO DE ENDEREÇOS DE IP
Não ligue uma porta Ethernet do Com'X a uma rede local se estiver configurada
para um servidor DHCP.
A não observância destas instruções pode provocar deficiências de
comunicações.

1. Desligue o computador local de todas as redes.


2. Ligue um cabo Ethernet do computador local à porta 2 da Ethernet do
Com’X.
3. No computador local, abra o Explorador do Windows e clique em Rede.
O Com’X aparece na lista de dispositivos.
4. Clique duas vezes em Com’X. A página de início de sessão abre-se
automaticamente no browser Web predefinido.
NOTA: HTTPS está ativado por predefinição na configuração do Com'X.
O Com'X possui um certificado de segurança assinado automaticamente.
Por isso, quando se liga à interface do servidor de energia, é
apresentada uma mensagem de segurança. Antes de aceitar, certifique-
se de que foi estabelecida a comunicação com o servidor de energia.
5. Escreva o nome de utilizador (predefinição: admin) e a palavra-passe
(predefinição: admin).
NOTA: Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis
às maiúsculas e minúsculas.
6. Clique em OK.

Tópicos relacionados
• Resolução de problemas Com’X 210
• Carregar um novo certificado

Acesso através da porta Ethernet com outros sistemas operativos


Aceda à interface do utilizador do Com’X para a configuração inicial utilizando um
sistema operativo diferente de Windows.
A configuração predefinida para a porta Ethernet 2 do Com’X é o servidor DHCP .

DOCA0036PT-11 19
Servidor de energia Com’X 210 Aceder à interface do utilizador Com’X 210

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

AVISO
CONFLITO DE ENDEREÇOS DE IP
Não ligue uma porta Ethernet do Com'X a uma rede de local se estiver
configurada para um servidor DHCP.
A não observância destas instruções pode provocar deficiências de
comunicações.

1. Desligue o computador local de todas as redes.


2. Ligue um cabo Ethernet do computador local à porta 2 da Ethernet do
Com’X.
3. Abra o browser.
4. Escreva [10.25.1.1] no campo do endereço e prima Enter.
NOTA: HTTPS está ativado por predefinição na configuração do Com'X.
O Com'X possui um certificado de segurança assinado automaticamente.
Por isso, quando se liga à interface do Com'X é apresentada uma
mensagem de segurança. Antes de aceitar, certifique-se de que foi
estabelecida a comunicação com o Com'X.
5. Escreva o nome de utilizador (predefinição: admin) e a palavra-passe
(predefinição: admin).
NOTA: Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis
às maiúsculas e minúsculas.
6. Clique em OK.

Tópicos relacionados
• Carregar um novo certificado

Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi com Windows


É possível aceder à interface do utilizador do servidor de energia através do
Modo de ponto de acesso Wi-Fi utilizando Windows.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

20 DOCA0036PT-11
Aceder à interface do utilizador Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

AVISO
OPERAÇÃO NÃO ADEQUADA AO EQUIPAMENTO
Não feche a porta de um bastidor metálico enquanto estiver a utilizar a
pen USB Wi-Fi.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

1. Ligue a pen USB Wi-Fi a uma porta USB do servidor de energia.


2. Prima o botão Wi-Fi no servidor de energia.
O LED do botão Wi-Fi pisca com luz verde.
3. No computador local, ligue-se à rede sem fios do servidor de energia
utilizando a janela de Configuração da Rede Sem Fios do Windows.
4. No computador local, abra o Explorador do Windows e clique em Rede. O
servidor de energia aparece na lista de dispositivos.
5. Clique duas vezes no servidor de energia e a página de início de sessão
abre-se automaticamente no browser predefinido.
HTTPS está ativado por predefinição na configuração do servidor de energia.
O servidor de energia tem um certificado de segurança assinado
automaticamente. Por isso, quando se liga à interface do servidor de energia,
é apresentada uma mensagem de segurança. Antes de aceitar, certifique-se
de que foi estabelecida a comunicação com o servidor de energia.
6. Escreva o nome de utilizador (predefinição: admin) e a palavra-passe
(predefinição: admin).
Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis a letras
maiúsculas e minúsculas.
7. Clique em Ok.

Tópicos relacionados
• Resolução de problemas Com’X 210
• Carregar um novo certificado
• Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi

Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi


Pode aceder à interface do utilizador do servidor de energia utilizando o modo de
ponto de acesso Wi-Fi nos sistemas operativos diferentes de Windows 7/Vista.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

DOCA0036PT-11 21
Servidor de energia Com’X 210 Aceder à interface do utilizador Com’X 210

AVISO
OPERAÇÃO NÃO ADEQUADA AO EQUIPAMENTO
Não feche a porta de um bastidor metálico enquanto estiver a utilizar a
pen USB Wi-Fi.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

1. Ligue a pen USB Wi-Fi a uma porta USB do servidor de energia.


2. Prima o botão Wi-Fi no servidor de energia.
O LED do botão Wi-Fi pisca com luz verde.
3. No computador local, ligue-se à rede sem fios do servidor de energia
utilizando a janela de Configuração da Rede Sem Fios do Windows.
4. Abra o browser.
5. Escreva [10.25.2.1] no campo do endereço e prima Enter.
HTTPS está ativado por predefinição na configuração do servidor de energia.
O servidor de energia tem um certificado de segurança assinado
automaticamente. Por isso, quando se liga à interface do servidor de energia,
é apresentada uma mensagem de segurança. Antes de aceitar, certifique-se
de que foi estabelecida a comunicação com o servidor de energia.
6. Escreva o nome de utilizador (predefinição: admin) e a palavra-passe
(predefinição: admin).
Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis a letras
maiúsculas e minúsculas.
7. Clique em Ok.

Tópicos relacionados
• Carregar um novo certificado
• Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi com Windows

Iniciar a sessão
É necessário iniciar sessão para aceder à interface do utilizador do servidor de
energia.
Se estiverem abertas várias sessões, só pode ser utilizada a primeira sessão
para editar parâmetros. As sessões que tenham sido abertas depois da primeira
são só de leitura.
1. Selecione o seu idioma.
2. Escreva o nome de utilizador e a palavra-passe.
NOTA: Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis
às maiúsculas e minúsculas.
3. Clique em Ligar para iniciar a sessão na página Web de configuração.

NOTA: HTTPS está ativado por predefinição na configuração do Com'X. O


Com'X possui um certificado de segurança assinado automaticamente. Por
isso, quando se liga à interface do Com'X é apresentada uma mensagem de
segurança. Antes de aceitar, certifique-se de que foi estabelecida a
comunicação com o Com'X.

22 DOCA0036PT-11
Aceder à interface do utilizador Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Iniciar a sessão pela primeira vez


Estas são instruções especiais para quando iniciar sessão na interface do
utilizador pela primeira vez.
O servidor Web é uma ferramenta que permite ler e escrever dados. Controla o
estado do sistema, e tem total acesso a todos os dados da aplicação. Quando
inicia a sessão pela primeira vez é-lhe pedido que altere a sua palavra-passe,
para evitar o acesso não autorizado à aplicação.

AVISO
ACESSO NÃO AUTORIZADO AOS DADOS
• Altere imediatamente a palavra-passe predefinida para uma palavra-passe
nova e segura.
• Não partilhe a palavra-passe com pessoas não autorizadas ou não
qualificadas.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

A palavra-passe não deve ser partilhada nem distribuída a pessoas não


autorizadas. A palavra-passe não deve conter informações pessoais ou óbvias.
1. Inicie a sessão como administrador predefinido.
Nome de utilizador e palavra-passe: admin
2. Leia o Contrato de licença até ao fim.
NOTA: O botão Aceitar permanecerá cinzento até chegar ao fim do
Contrato de licença do utilizador.
3. Aceite o Contrato de licença.
4. Introduza uma palavra-passe nova.
Esta tem de conter:
• 8 caracteres
• 1 letra maiúscula
• 1 dígito numérico
• 1 caractere especial

Alterar a palavra-passe
Será necessário alterar a palavra-passe após iniciar a sessão pela primeira vez e,
depois, será direcionado automaticamente para a página de nome de utilizador/
palavra-passe.

1. Clique na ligação do nome de utilizador/administrador na faixa.


2. Introduza a palavra-passe atual.
3. Introduza uma palavra-passe nova.
4. Confirme a nova palavra-passe.
5. Clique em OK.

Descrição geral da interface do utilizador


A interface Web do utilizador permite comissionar o seu Com’X 210.
O gráfico abaixo mostra a disposição da interface:

DOCA0036PT-11 23
Servidor de energia Com’X 210 Aceder à interface do utilizador Com’X 210

A. Faixa
B. Estado do gateway
C. Informações gerais
D. Separadores principais
E. Separadores secundários
F. Botões de ação

Faixa
A faixa mostra as informações seguintes na parte superior de todas as páginas:

Estado Registo de dados: Mostra o estado do registo de dados que pode ser
ativado no separador Comissionamento.

Publicações periódicas: Mostra o estado da publicação que pode ser


ativado no separador Comissionamento.

Armazenamento disponível: Mostra o armazenamento disponível para


o registo de dados.

Informações gerais Ligação nome de utilizador/admin: mostra o utilizador ligado.

Acerca de: Clique para aceder às informações sobre o Com’X 210 e o


modem GPRS ou 3G (número de série e endereço MAC), portas Ethernet
IPv4, endereço IPv6 e versões do software.

Terminar sessão: Para encerrar a sessão, clique em Terminar sessão


ou feche o browser. Recomenda-se que encerre a sessão no Com’X 210
quando não estiver a utilizá-lo.

Hora: Apresenta a hora definida nas Definições de data/hora.

Separadores principais e secundários


Os separadores secundários mostram os submenus do separador principal
selecionado. Pode utilizar o browser para marcar cada separador secundário da
interface Web do Com’X 210.
Os separadores principais e secundários são detalhados na secção nas funções
do dispositivo.

Botões de ação
Os botões de ação correspondem ao separador selecionado e variam. A tabela
abaixo descreve os botões da interface:

24 DOCA0036PT-11
Aceder à interface do utilizador Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Botão Ação

Guardar alterações Valida as alterações feitas. Desativado quando:


• não há alterações na página Web.
• um campo obrigatório estiver em branco.
O campo está realçado a vermelho.
• introduzir carateres incorretos num
campo. O campo está realçado a
vermelho.
Cancelar Cancela as alterações para voltar às últimas
definições guardadas.

Ícones

Ícone Descrição

Indica que as informações necessárias para


concluir a configuração do servidor de energia e
a ativação do registo de dados e publicação não
estão disponíveis no separador.

* Os campos marcados com uma estrela


vermelha são campos obrigatórios.

Indica o utilizador que está ligado na sessão


atual.

Contém informações sobre a configuração no


menu aberto.

Tópicos relacionados
• Configurar a data e hora

Funcionalidades da interface do utilizador


A interface do utilizador organiza as funcionalidades nos separadores principais e
secundários.

Separador principal Separador secundário Descrição

Definições Definições gerais Configura a data e a hora, as definições de rede, as definições de


proxy, os parâmetros de publicação e as definições de ponto de
acesso Wi-Fi.
Definições de Local • Contém o nome do local. Este campo é utilizado por Energy
Operation.
• Configura o intervalo de registo de cada produto e dos
parâmetros ambientais.

Comunicação Configura a porta de série Modbus, o gateway Modbus, a filtragem


TCP/IP e as definições de Ethernet avançadas. Configure e crie
uma rede ZigBee.

Segurança Atualize o certificado SSL e as definições da firewall.

Definições do dispositivo — Configura a arquitetura de medição e os dados a registar e publicar.

Tabela de medições — Mostra os contadores com metadados e dados a registar.

Comissionamento — • Verifica a configuração do sistema.


• Inicia ou termina o registo de dados.
• Inicia, termina ou testa a publicação de dados.

Diagnóstico Rede Mostra os dados de diagnóstico utilizados para detetar os


problemas de rede.

Modbus Permite aos utilizadores ler dados de registo a partir de dispositivos


Modbus locais e remotos ligados ao Com’X 210.

DOCA0036PT-11 25
Servidor de energia Com’X 210 Aceder à interface do utilizador Com’X 210

Separador principal Separador secundário Descrição

Biblioteca personalizada — • Cria um modelo de dispositivo personalizado, um modelo de


dispositivo novo ou um baseado num modelo de dispositivo
personalizado já existente na biblioteca.
• Modificar e eliminar modelos personalizados.
• Importar e exportar modelos personalizados.

Manutenção Registos Mostra a data, hora e descrição de:


• alterações da configuração
• erros detetados durante o registo
• passos e estado da publicação
• interrupção da comunicação com os dispositivos de medição
• tentativas de início de sessão falhadas
Definições do sistema • Permite fazer uma cópia de segurança e restaurar uma
configuração do Com’X 210.
• Ativa o acesso remoto para obter assistência técnica da
Schneider Electric.
• Atualiza o firmware do Com’X 210.
• Permite reiniciar manualmente o Com’X 210.

Tópicos relacionados
• Definições Com’X 210
• Comunicações Com’X 210Com’X 210
• Definições do dispositivo Com’X 210
• Medições
• Comissionamento Com’X 210
• Biblioteca personalizada Com’X 210
• Diagnóstico Com’X 210
• Manutenção Com’X 210

26 DOCA0036PT-11
Segurança Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Segurança Com’X 210


Aspetos gerais de segurança
O seu produto Schneider Electric está equipado com funcionalidades de
segurança.
Estas funcionalidades chegam num estado predefinido e podem ser configurados
para as suas necessidades de instalação. Tenha em atenção que desativar ou
modificar configurações no âmbito destes recursos individuais pode afetar a
robustez geral da segurança do dispositivo e até a segurança da sua rede de
forma positiva ou negativa. Reveja a intenção de segurança e as recomendações
para a utilização ideal das funcionalidades de segurança do seu dispositivo.
Os produtos são fortalecidos para aumentar a robustez da segurança. Este é um
processo contínuo que consiste em práticas seguras de desenvolvimento,
inclusão de funcionalidades de segurança e testes nas nossas instalações de
teste de segurança. É necessário também seguir as melhores práticas de
proteção do sistema para ajudar a garantir a segurança geral do sistema.
Consulte o white paper sobre Melhores práticas de fortalecimento da
cibersegurança para visualizar as melhores práticas sugeridas.

Funcionalidades de segurança no seu dispositivo


O seu dispositivo é fornecido com funcionalidades de segurança que pode
configurar para ajudar na proteção contra configurações não autorizadas e
acesso aos dados do seu dispositivo através de interfaces do utilizador ou
comunicações.

Requisitos de palavra-passe
O Com'X incorpora requisitos complexos de palavra-passe.
A cada utilizador é pedido que altere a sua palavra-passe, para evitar o acesso
não autorizado à aplicação. É recomendado programar alterações regulares à
sua palavra-passe.

Tópicos relacionados
• Iniciar a sessão pela primeira vez

Ligação HTTPS
A sua ligação com o servidor Web Com'X é HTTPS por predefinição.
O Com'X possui um certificado de segurança auto assinado. Por isso, quando se
liga à interface do Com'X é apresentada uma mensagem de segurança. Antes de
aceitar, certifique-se de que foi estabelecida a comunicação com o Com'X.
O redirecionamento HTTPS está ativado por predefinição. É recomendado deixar
esta configuração ativada para garantir as comunicações entre o PC e o Com'X.
O proxy HTTPS é suportado nas Definições > Definições gerais. O endereço de
proxy e o número da porta são fornecidos pelo administrador da rede ou pode
recuperar estes valores nas Opções da internet de um PC ligado à LAN.

DOCA0036PT-11 27
Servidor de energia Com’X 210 Segurança Com’X 210

Tópicos relacionados
• Carregar um novo certificado
• Definições de proxy

Exportar dados com segurança


Utilizar um protocolo seguro ao publicar registos de dados pode ajudar a evitar a
interceção e corrupção dos registos de dados.
As opções de publicação segura incluem:
• HTTPS ao publicar dados como um ficheiro .csv ou publicar para Energy
Operation.
• SMTP com modo de segurança da ligação para TLS/SSL ou STARTTLS ao
publicar um ficheiro .csv por SMTP. O modo predefinido é Nenhum.
• DSP (uma plataforma alojada Schneider Electric)
A plataforma de destino não está configurada por predefinição. Se estiver a
publicar numa localização diferente de DSP, tem de configurar o protocolo em
Definições > Definições gerais > Publicação e, em seguida, Definições de e-
mail se utilizar SMTP.

Tópicos relacionados
• Definir o protocolo de transferência
• Configurar o servidor SMTP

Gestão da firewall
A Gestão da firewall permite-lhe configurar o acesso à rede.
Pode configurar itens como:
• Ativar ou desativar portas.
• Configure os números de porta por interface (Eth1, Eth2, WiFi, GPRS/3G),
exceto onde indicado em Definições de porta.
• Ativar acesso à rede a montante.
Desativar as portas não utilizadas (determinadas pela sua seleção de rede em
Definições > Definições gerais > Definições de rede) pode ajudar a impedir o
acesso não autorizado.

Acesso à rede a montante

Esta funcionalidade permite que dispositivos a jusante tenham acesso a


servidores (como DNS, SNTP e SMTP) na rede a montante.

O Acesso à rede a montante está desativado por predefinição. É recomendado


deixar esta definição desativada, exceto se for necessário publicar dados ou
enviar mensagens de eventos de clientes a jusante.

Tópicos relacionados
• Definições de porta

Comunicações
Segurança Ethernet

O Com'X suporta duas redes Ethernet separadas para rede de dispositivos


isolados, para dois suportes de infraestrutura separados ou para uma rede
comutada.

28 DOCA0036PT-11
Segurança Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Segurança sem fios

A sua rede sem fios Com'X pode ser protegida com WPA2 (recomendado), WPA
ou WEP.

Filtragem de Modbus TCP/IP

A funcionalidade de filtragem Modbus TCP/IP controla quais os endereços IP que


podem comunicar com o Com'X e os seus dispositivos a jusante utilizando o
Modbus TCP/IP.
Minimizar o número de endereços IP que podem aceder ao dispositivo reduz a
probabilidade de invasões não autorizadas.
Esta funcionalidade está desativada por predefinição. Quando ativada, o nível de
acesso predefinido é de Leitura para todos os clientes Modbus TCP/IP que não
se encontram na lista filtrada. Se definir o campo Acesso predefinido para
Nenhum bloqueia todos os clientes Modbus TCP/IP que não estejam na lista
filtrada.
É recomendado ativar esta funcionalidade, se a arquitetura do sistema o permitir.

Tópicos relacionados
• Configurar o filtro Modbus TCP/IP

Manutenção
O acesso em tempo real aos registos de manutenção permite-lhe verificar
acessos negados excessivamente, atualizações de firmware inesperadas ou
restaurar a cópia de segurança não planeada.

Cópia de segurança de configuração

A cópia de segurança de configuração permite a recuperação das definições do


Com'X e do dispositivo.

Firmware

Os utilizadores só podem instalar firmware assinado pela Schneider Electric.

Tópicos relacionados
• Logs
• Guardar a configuração
• Restaurar a configuração
• Atualizar o firmware

Recomendações de configuração de segurança


Há algumas recomendações de configuração de segurança gerais para o
dispositivo.
• Não adicione mais utilizadores além dos que necessitam de acesso e avalie
as necessidades do sistema antes de conceder acesso aos utilizadores a
páginas críticas, por exemplo, Gestão da firewall ou Definições do
dispositivo.
• Limite o número de endereços IP que têm acesso ao Com’X.
• Não utilize certificados SHA1.

DOCA0036PT-11 29
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Definições Com’X 210


Aspetos gerais das definições
Esta secção descreve como configurar as definições gerais do Com’X.

ATENÇÃO
RESULTADOS DE DADOS IMPRECISOS
Não configure incorretamente o software, pois isso pode resultar em relatórios
e/ou relatórios de dados imprecisos.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

Definições de data e hora


O separador secundário Definições de data/hora permite acertar a data e a hora
por fuso horário através de SNTP ou manualmente.

Configurar a data e hora


As definições de hora e data devem ser configuradas para a data e hora atuais
antes de ativar os serviços da Schneider Electric no seu Com'X.
Todas as alterações manuais da data e hora são substituídas por Digital Service
Platform. Pode apenas editar o Fuso horário.
É recomendado que o fuso horário DST seja selecionado ao utilizar Energy
Operation para garantir marcações de hora consistentes com o Com'X.
Para definir a data e a hora:
1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de data/hora.
2. Selecione o Fuso horário adequado na lista pendente. Se selecionar o fuso
horário DST, o relógio acerta automaticamente a hora de Verão.
3. Escolha uma das opções seguintes:
a. Clique no botão Hoje para acertar a data e a hora automaticamente com
a data e a hora do seu computador.
b. Introduza manualmente a data e a hora nos campos correspondentes.
c. Selecione Sim para Suporte SNTP e introduza um endereço de servidor
SNTP. (Predefinição: pool.ntp.org)
4. Clique em Guardar alterações.

Definições de rede
O Com’X oferece várias interfaces de ligação.
• Ethernet com duas portas
• Wi-Fi
• GPRS ou 3G para locais isolados ou locais em que o administrador de TI não
permita o acesso à infraestrutura de rede.
As interfaces disponíveis são determinadas pelos acessórios ligados ao
Com’X: modem GPRS ou 3G ou pen USB Wi-Fi.

30 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Opções de configuração da rede


O Com’X tem duas portas Ethernet, assim como um compartimento para um
módulo GPRS ou uma porta USB para modem 3G.
A tabela abaixo mostra as opções de configuração de rede do Com’X:

Porta
Opções Porta Ethernet 1 Porta Ethernet 2 Wi-Fi GPRS/3G
Apenas GPRS/ Configuração e Configuração(1) e Configuração(2) Publicação de
3G aquisição de aquisição de dados
dados(1) dados

GPRS/3G e rede Configuração e aquisição de dados Configuração(2) Publicação de


comutada dados
Apenas Wi-Fi Configuração e Configuração(1) e Configuração, —
aquisição de aquisição de aquisição de
dados(1) dados dados e
publicação

Wi-Fi e rede Configuração e aquisição de dados Configuração, —


comutada aquisição de
dados e
publicação

2 portas Configuração, aquisição de dados e Configuração(2) —


comutadas (1 publicação
endereço IP para
ambas)

2 portas Configuração e Configuração e Configuração(2) —


separadas (1 publicação de aquisição de
endereço IP para dados dados
cada)
(1) Utilização preferida para esta porta.
(2) Disponível apenas no modo Ponto de acesso Wi-Fi.

NOTA: É recomendado utilizar um router móvel externo em vez das


configurações mencionadas.

Com um modem GPRS ou 3G

O modem GPRS ou 3G é utilizado para publicar dados.


Se quiser utilizar a Ethernet para a aquisição de dados, configure o Com’X como
GPRS/3G e rede comutada. Caso contrário, configure o Com’X como Apenas
GPRS/3G.
Se o Com’X estiver configurado como Apenas GPRS/3G, a Porta Ethernet 2 atua
como servidor DHCP. Este modo permite ligar um PC para configuração.
NOTA: É recomendado utilizar um router móvel externo em vez das
configurações mencionadas.
Se estiver instalado um módulo Wi-Fi, pode utilizá-lo para estabelecer uma
ligação a um PC, tablet ou smartphone para configurar o sistema.

Com uma pen Wi-Fi

Pode utilizar uma pen Wi-Fi para publicar os dados. Se quiser utilizar a Ethernet
para a aquisição de dados, configure o Com’X como Wi-Fi e rede comutada.
Caso contrário, configure o Com’X como apenas Wi-Fi.

Ethernet com fios

Se o Com’X não utilizar um modem GPRS/3G ou um módulo Wi-Fi para a


publicação de dados, pode configurar as duas portas Ethernet separadamente.

DOCA0036PT-11 31
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Selecionar uma configuração de rede


Selecione a configuração de rede apropriada para o seu sistema.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de rede.
2. Selecione a configuração de rede na lista pendente Selecionar a
configuração da sua rede.
3. Se necessário, introduza os parâmetros para cada interface de ligação
apresentada. Consulte as secções correspondentes.
4. Clique em Guardar alterações.
5. Aguarde que o Com’X se reinicie.
Quando a reinicialização estiver concluída, a luz do LED indicador de
funcionamento passa a verde.

Tópicos relacionados
• Configuring Advanced Ethernet Settings
• Definições GPRS/3G
• Configurar uma rede Wi-Fi

Casos em que é efetuado o reinício

Alterar algumas definições do Com'X pode causar uma reinicialização


automática.

Configuração da rede inicial Nova configuração de rede

2 portas separadas • 2 portas comutadas


• GPRS/3G e 2 portas comutadas
• Wi-Fi e 2 portas comutadas

Apenas GPRS/3G • 2 portas comutadas


• GPRS/3G e 2 portas comutadas
• Wi-Fi e 2 portas comutadas

Apenas Wi-Fi • 2 portas comutadas


• GPRS/3G e 2 portas comutadas
• Wi-Fi e 2 portas comutadas

2 portas comutadas • 2 portas separadas


• Apenas GPRS/3G
• Apenas Wi-Fi

GPRS/3G e 2 portas comutadas • 2 portas separadas


• Apenas GPRS/3G
• Apenas Wi-Fi

Wi-Fi e 2 portas comutadas • 2 portas separadas


• Apenas GPRS/3G
• Apenas Wi-Fi

NOTA: É recomendado utilizar um router móvel externo em vez das


configurações GPRS/3G. Consulte Definições GPRS/3G, página para ver
uma lista de modems 3G externos recomendados.

Definições da porta Ethernet


O seu Com’X possui duas portas Ethernet.
As portas Ethernet podem ser configuradas de dois modos:
• Modo de comutação: as duas portas Ethernet partilham a mesma
configuração.

32 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

• Modo a montante/a jusante: as duas portas Ethernet são configuradas


separadamente.

Configuração no modo de comutação

O gráfico abaixo mostra a configuração da porta Ethernet no modo de comutação:

No modo de comutação, as duas portas Ethernet têm as mesmas definições. A


utilização de duas portas simplifica a cablagem:
• uma das portas pode ser ligada a um comutador da rede local.
• a outra porta pode ser utilizada para ligar um PC para efetuar operações de
configuração ou para ligar localmente um dispositivo de aquisição de dados
com uma porta Ethernet.

Configuração no modo a montante/a jusante

O gráfico abaixo mostra a configuração da porta Ethernet no modo a montante/a


jusante:

DOCA0036PT-11 33
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

No modo a montante/a jusante, as duas portas Ethernet têm definições diferentes


e funcionam de forma independente:
• uma das portas tem de ser utilizada para a publicação de dados.
• a outra porta tem de ser utilizada para a aquisição de dados.
A porta utilizada para a publicação de dados (eth1) pode ser configurada no modo
cliente DHCP ou no modo de endereço IPv4 estático. A porta utilizada para a
aquisição de dados (eth2) pode ser configurada no modo cliente DHCP, endereço
IPv4 estático ou servidor DHCP.

Definições de configuração Ethernet

Cliente DHCP: O endereço de IP é automaticamente atribuído ao Com'X. É


recomendável ter um endereço de IP fixo, obtido por um modem DSL ou por um
administrador de rede.
Endereço IPv4 estático: escreva os endereços IP, de máscara de sub-rede e do
gateway predefinido. Os endereços são atribuídos ao Com’X pelo administrador
de TI.

Tópicos relacionados
• Definições do endereço IPv4

Configurar as portas Ethernet

Pode configurar as portas Ethernet como duas portas separadas.


1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de rede.
2. Selecione o campo Selecionar a configuração da sua rede.
NOTA: Se alterar a configuração da porta Ethernet através da qual está a
configurar, o browser desliga a sessão. Inicie uma nova sessão no
browser para continuar a configuração.
3. Selecione 2 portas independentes (1 endereço IP para cada uma) na lista
pendente.
4. Selecione Cliente DHCP e Endereço IPv4 estático na lista pendente Modo
de configuração.

34 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

5. No menu expansível Configuração Ethernet, introduza os parâmetros nos


campos Configuração WAN (Eth1) e Configuração LAN (Eth2).
O campo Estado da interface muda para ATIVA (se a rede estiver ligada
corretamente).
6. No menu expansível Definições gerais de rede, escreva os endereços nos
campos Gateway predefinido, Servidor DNS principal e, se necessário,
Servidor DNS secundário.
Os endereços são atribuídos ao Com’X pelo administrador de TI.
7. Para ativar as respostas ao ping, selecione Sim em Definições gerais de
rede > Responder ao ping.
A resposta ao ping está desativada por predefinição.
8. Clique em Guardar alterações.

Definições GPRS/3G
O acesso móvel pode ser adicionado ao Com’X instalando um modem por baixo
da tampa.
A tabela abaixo mostra as definições de GPRS/3G:

Apenas GPRS/3G GPRS/3G e 2 portas Ethernet comutadas (1 endereço IP para ambas as portas)

As opções de rede móvel dependem do modem que está ligado.


As transmissões GPRS/3G/4G e sem fios são sensíveis às condições ambientais
do local, como o tempo, disponibilidade de rede e outros dispositivos GPRS/3G/
4G. No caso de um desempenho fraco os custos de conectividade podem
aumentar.

Modems 3G

Os seguintes modems 3G foram testados e são compatíveis com o Com'X. Para


cada modem, consulte a documentação do fabricante para especificações
técnicas e instruções detalhadas sobre a instalação.

DOCA0036PT-11 35
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Fabricante/Modelo Antena Notas


MultiTech (rCell) Externo • Recomendado
• Ligado através de um cabo Ethernet.
• Este modem deve ser montado na caixa.
Consulte as instruções de instalação do
fabricante.
Routers Digi Externo • Recomendado
• Ligado através de um cabo Ethernet.
• Este modem deve ser montado na caixa.
Consulte as instruções de instalação do
fabricante.
MOXA (OnCell) Externo • Recomendado
• Ligado através de um cabo Ethernet.
• Este modem deve ser montado na caixa.
Consulte as instruções de instalação do
fabricante.
eTIC Externo • Recomendado
• Ligado através de um cabo Ethernet.
• Este modem deve ser montado na caixa.
Consulte as instruções de instalação do
fabricante.

Tópicos relacionados
• Configurar as definições de acesso com um modem EBXA-GPRS ou 3G
• Configurar as definições de acesso com o cartão SIM-EBXA-GPRS

Instalar um modem 3G no Com'X

Pode instalar um modem 3G no Com'X.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELECTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

1. Desligue o Com'X.
2. Abra a porta frontal do Com'X.

36 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

3. Ligue o modem 3G.


– Para modems montados no interior do Com'X, ligue o modem à
porta USB interna.

– Para modems 3G que não são montados no interior da tampa frontal do


Com'X, corte a aba para criar uma abertura para o cabo e, de seguida,
ligue o cabo do modem à porta USB interna.

4. Feche a porta do Com'X como indicado acima.


5. Ligue o Com'X. O LED do modem de rádio pisca para indicar que o modem
foi detetado.

Configurar as definições de acesso com o cartão SIM-EBXA-GPRS

Só pode utilizar o SIM EBXA GPRS para publicar dados se estiver a exportar
dados para a Digital Service Platform.
O SIM está incorporado no modem GPRS. As definições de acesso deste modem
GPRS são definidas pelo Com’X.
Tem de selecionar a referência EBXA-GPRS-SIM para este modem GPRS.

NOTA: É recomendado utilizar um router móvel externo em vez de EBXA-


GPRS-SIM. Consulte Definições GPRS/3G, página para ver uma lista de
modems 3G externos recomendados.

DOCA0036PT-11 37
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Configurar as definições de acesso com um modem EBXA-GPRS ou 3G

Deve configurar as definições de acesso ao utilizar um modem EBXA-GPRS ou


3G .
Instale o cartão SIM no modem GPRS, como descrito na folha de instruções
EBXA-GPRS/EBXA-GPRS-SIM, referência 253537613. Para 3G, instale o
cartão SIM no modem 3G, de acordo com o descrito nas instruções de instalação
do fabricante.
O modem EBXA-GPRS/3G requer:
• um mini cartão de tipo SIM 2FF.
• uma exportação de dados mínima de 1 MB/mês no contrato de
telecomunicações.
É recomendado um cartão SIM M2M resistente em vez de um cartão SIM padrão.
NOTA: É recomendada a utilização de um router móvel externo em vez do
EBXA-GPRS. Consulte Definições GPRS/3G, página para ver uma lista de
modems 3G externos recomendados.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de rede.
2. Selecione EBXA-GPRS/3G.
3. Escreva o APN, Nome de utilizador, Palavra-passe e Código PIN
indicados pelo fornecedor de acesso.
4. Clique em Guardar alterações.

NOTA: O código PIN e a palavra-passe do cartão SIM não podem ser


alterados pelo servidor de energia.

Definições Wi-Fi
A tabela abaixo mostra as definições Wi-Fi:

38 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Wi-Fi e 2 portas Ethernet comutadas (1 endereço IP para


Apenas Wi-Fi ambas as portas)

Utilize qualquer porta USB para acesso temporário, por exemplo, para configurar
o Com’X.
Para utilização permanente, tem de instalar a pen USB Wi-Fi fora da caixa por
razões de EMC. Schneider Electric fornece acessórios para a montagem da pen
Wi-Fi fora da caixa.

AVISO
OPERAÇÃO NÃO ADEQUADA AO EQUIPAMENTO
Não instale a pen Wi-Fi dentro de uma caixa metálica.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

O Com’X não permite ligações Ponto-a-Ponto com outros dispositivos de campo


Wi-Fi. O tráfego Wi-Fi é controlado pela infraestrutura de Wi-Fi existente no local.

Tópicos relacionados
• Definições de ponto de acesso Wi-Fi

Configurar uma rede Wi-Fi

Pode configurar a sua rede sem fios Com'X.


1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de rede.
2. Selecione Apenas Wi-Fi ou Wi-Fi e 2 portas comutadas (1 endereço IP de
rede) na lista pendente Selecionar a configuração da sua rede.
NOTA: Schneider Electric recomenda a utilização de WPA2.

DOCA0036PT-11 39
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

3. Clique em Selecionar uma rede Wi-Fi no menu expansível Definições de Wi-


Fi.
4. Clique em Atualizar a lista de redes para procurar todas as redes de Wi-Fi
disponíveis.
5. Selecione a rede Wi-Fi desejada. Escreva o código no campo Chave segura,
se o código não aparecer automaticamente.
6. Selecione Outras redes se a rede Wi-Fi desejada não aparecer
automaticamente na lista de redes Wi-Fi. Escreva o SSID e o código no
campo Chave segura.
7. Clique em Guardar alterações.

Definições de proxy

É necessário configurar as definições de proxy da Internet no Com'X em alguns


cenários.
• se utilizar os protocolos HTTP ou HTTPS e
• se o administrador de rede tiver instalado um proxy de internet na sua rede
local

Configurar as definições de proxy

Pode configurar as definições de proxy da Internet, se necessário.


O endereço de proxy e o número da porta são fornecidos pelo administrador da
rede ou pode recuperar estes valores nas Opções da internet de um PC ligado à
LAN.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de proxy.
2. Selecione o campo Definições de proxy HTTP ou Definições de proxy
HTTPS.
3. Selecione a caixa de verificação Ativar suporte de proxy HTTP.
4. Escreva o endereço e a porta de proxy nos campos Endereço de proxy e
Porta de proxy.
5. Se for necessária uma autenticação de proxy, selecione Sim para É
necessário autenticar o proxy e introduza o ID de início de sessão e a
palavra-passe para o proxy.
6. Clique em Guardar alterações.

Obter os valores de proxy

Pode obter os valores de proxy da rede no Internet Explorer.


Este gráfico mostra a interface para obter os valores de proxy a partir do Internet
Explorer:

40 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

A. Separador
Ligações
B. Definições de
rede local (LAN)
C. Servidor Proxy
com endereço e
porta

1. Clique no menu Ferramentas.


2. Selecione Opções da Internet na lista pendente.
3. Selecione o separador Ligações.
4. Clique no botão Definições de LAN.
5. Leia os valores proxy na janela Definições de rede local.
6. Copie os mesmos valores para as definições proxy do Com’X.

Gestão de contactos
A Gestão de contactos permite-lhe criar uma lista de endereços para publicar
dados por SMTP ou ao enviar e-mails em eventos em Eventos personalizados.
Deve criar pelo menos um contacto antes de configurar o e-mail no evento.

AVISO
VIOLAÇÃO DA PRIVACIDADE DE DADOS
Cumpra os regulamentos e leis regionais de privacidade de dados ao utilizar
endereços de e-mail individuais e informações pessoais.
O não cumprimento destas instruções pode resultar em reclamações,
responsabilidade ou penalidades pelo não cumprimento dos
regulamentos de proteção de dados aplicáveis.

Criar um contacto

Pode criar um contacto.


1. Clique em Definições > Definições gerais > Gestão de contactos.
2. Digite o Nome e Endereço de e-mail e, em seguida, prima Enter ou clique
em +.
O contacto é adicionado à lista.
3. Clique em Guardar lista de destinatários.

Os contactos estão agora disponíveis em:


• Definições de publicação para publicar em SMTP.
• Eventos personalizados para configurar e-mails em eventos.
Para eliminar um contacto, clique no X ao lado do nome de contacto e, em
seguida, clique em Guardar lista de destinatários.

DOCA0036PT-11 41
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Tópicos relacionados
• Definições de eventos

Configurar o servidor SMTP


Pode configurar o servidor SMTP do Com’X.
O SMTP não é seguro por predefinição, pois o nome de utilizador e a palavra-
passe são comunicados em texto aberto.

AVISO
ACESSO NÃO AUTORIZADO
Utilize apenas o SMTP com o modo de segurança da ligação TLS/SSL ou
STARTTLS.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

AVISO
VIOLAÇÃO DA PRIVACIDADE DE DADOS
Cumpra os regulamentos e leis regionais de privacidade de dados ao utilizar
endereços de e-mail individuais e informações pessoais.
O não cumprimento destas instruções pode resultar em reclamações,
responsabilidade ou penalidades pelo não cumprimento dos
regulamentos de proteção de dados aplicáveis.

Para configurar o servidor SMTP :


1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições de e-mail, em
seguida, clique em Sim para ativar a ligação ao servidor SMTP .
NOTA: Desativar a ligação bloqueia o envio de publicações SMTP ou e-
mails de evento.
2. Introduza o endereço do servidor (nome completo do domínio qualificado,
endereço de IP ou nome do anfitrião).
3. Selecione o Modo de segurança da ligação: Nenhum, TLS/SSL ou
STARTTLS.
4. Escreva a porta de saída para o envio no campo Porta do servidor. A porta
para o modo de segurança selecionado é fornecida por predefinição.
5. Selecione Sim no campo Autenticação obrigatória, se o servidor SMTP exigir
autenticação. Escreva o nome de utilizador e a palavra-passe.
6. Escreva o endereço do remetente do e-mail no campo De endereço. A
definição de fábrica está no formato: Com'X[model]@schneider-
electric.com.
NOTA: O De endereço deve referir uma conta de e-mail válida. Caso
contrário, os e-mails podem não ser entregues.
7. Selecione o Idioma de e-mail
8. Clique em Guardar alterações.
9. Introduza o endereço de e-mail válido no Endereço do destinatário para
teste, em seguida, clique em Enviar e-mail de teste.

Certifique-se de que o e-mail de teste foi recebido. O email é enviado no idioma


da sessão de início de sessão atual, não no idioma selecionado acima.

42 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Continue a configurar a publicação .csv em relação a SMTP no separador


secundário Publicação, se necessário. Para configurar um e-mail no evento,
consulte Eventos.
Consulte as notas da versão de firmware para uma lista de servidores validados
na altura da versão.

Tópicos relacionados
• Definições de eventos

Definições de e-mail
As Definições de e-mail permitem configurar a ligação com um servidor SMTP
para publicar um ficheiro .csv pelo SMTP.

AVISO
VIOLAÇÃO DA PRIVACIDADE DE DADOS
Cumpra os regulamentos e leis regionais de privacidade de dados ao utilizar
endereços de e-mail individuais e informações pessoais.
O não cumprimento destas instruções pode resultar em reclamações,
responsabilidade ou penalidades pelo não cumprimento dos
regulamentos de proteção de dados aplicáveis.

Publicação
Utilize o separador secundário Publicação para selecionar a plataforma para a
qual são enviados os dados registados.
O Com'X pode publicar dados em três plataformas diferentes da Schneider
Electric (servidores de bases de dados):
• Energy Operation
• Digital Service Platform (DSP)
• Exportação CSV
O Com'X exporta os dados no formato de ficheiro correto, de acordo com a
plataforma selecionada. Depois, os dados podem ser analisados pelo serviço que
subscreveu.
A subscrição de Energy Operation ou DSP tem de ser acordada com um
representante da Schneider Electric antes de configurar a Plataforma de destino
do Com'X.
Para publicar em DSP, deve ativar os Serviços da Schneider Electric em
Definições > Definições gerais > Definições da Schneider Electric.
Com a Exportação CSV, o Com'X exporta dados para o seu próprio servidor de
base de dados num ficheiro .csv.

Selecionar a plataforma e a frequência de publicação

Utilize o separador secundário Publicação para selecionar a plataforma para a


qual são enviados os dados registados e com que frequência.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Publicação.
2. Selecione a Plataforma de destino na lista pendente.

DOCA0036PT-11 43
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

3. Selecione a frequência com que os dados são enviados na lista pendente


Frequência da publicação:
– Semanalmente: selecione o dia da semana.
– Diariamente: os dados são enviados à 1:00 , hora local.
– Para frequências superiores, as horas de publicação são calculadas a
partir da 0:00 . Por exemplo, se selecionar A cada 2 horas, os dados são
enviados às 0:00 , 2:00 , 4:00 e assim sucessivamente. Se selecionar A
cada 3 horas, os dados são enviados às 0:00 , 3:00 , 6:00 e assim
sucessivamente.
4. Clique em Guardar alterações.
A primeira publicação ocorre na primeira hora que corresponder à frequência
selecionada depois da tarefa Iniciar publicação. Se, por exemplo,
selecionar De 2 em 2 horas e a publicação começar às 9:45 , a primeira
publicação é às 10:00 .

NOTA: A DSP estará disponível como uma opção pendente em Plataforma


de destino apenas após ativar os Serviços Schneider Electric.

Tópicos relacionados
• Comissionamento Com’X 210

Definir o protocolo de transferência

Há diferentes protocolos que pode utilizar para exportar dados.


Os protocolos da lista pendente Protocolo variam em função da plataforma
selecionada, como se mostra na tabela abaixo:

Protocolos de transferência
Plataformas suportados Formato do ficheiro
Energy Operation • FTP XML
• HTTP e HTTPS
Digital Service Platform Definido automaticamente pelo EWS
Com’X
Exportação CSV • FTP CSV
• HTTP e HTTPS
• SMTP

Configurar o protocolo de transferência FTP

Pode configurar o FTP como o protocolo de transferência de ficheiros para


publicações.
O FTP não é seguro, pois o ID de início de sessão e a palavra-passe são
comunicados em texto aberto. Schneider Electric recomenda, em vez disso, a
utilização de HTTPS.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Publicação.
2. Selecione a Plataforma de destino na lista pendente.
3. Selecione FTP na lista pendente Protocolo.
4. Escreva o endereço do servidor que transporta os dados no campo
Servidor.
O endereço do servidor de Energy Operation é preenchido automaticamente.
Não altere o endereço do servidor.
5. Escreva a porta de saída para o envio no campo Porta.
A definição de fábrica é 21.
6. Selecione Sim no campo Autenticação obrigatória em todas as
plataformas que requeiram autenticação, por exemplo Energy Operation.

44 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

7. Escreva o nome de utilizador e a palavra-passe.


Nas plataformas Schneider Electric, estas informações são fornecidas com o
contrato de subscrição. Contacte o representante da Schneider Electric para
que lhe forneça estas informações.
8. Para CSV, escreva as informações do diretório do servidor remoto no campo
Diretório.
9. Clique em Guardar alterações.

Configurar os protocolos de transferência HTTP e HTTPS

Pode configurar o HTTP ou HTTPS como o protocolo de transferência de


ficheiros para publicações.
O HTTP não é seguro, pois o ID de início de sessão e a palavra-passe são
comunicados em texto aberto. Schneider Electric recomenda, em vez disso, a
utilização de HTTPS.
Aspetos a ter em conta em relação ao certificado para HTTPS:
• Pode tornar segura a ligação HTTP ao seu servidor com a tecnologia TLS/
SSL.
• Exatamente como num browser, a caixa vem pré-carregada com os
certificados de todas as principais autoridades de certificação, desde a
disponibilização do firmware. Schneider Electric oferece uma atualização da
lista das autoridades de certificação juntamente com as atualizações do
firmware.
Isto significa que os certificados do seu servidor HTTPS têm de ter sido
emitidos por uma das autoridades de certificação autorizadas da caixa.
Informe-se junto do seu departamento de TI se o certificado do seu servidor
HTTPS respeita esta regra. Se não for esse o caso, pode selecionar HTTP.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Publicação.
2. Selecione a Plataforma de destino na lista pendente.
3. Selecione HTTP ou HTTPS na lista pendente Protocolo.
4. Escreva o endereço do servidor que transporta os dados no campo
Servidor.
O endereço do servidor é preenchido automaticamente para Energy
Operation. Não modifique o endereço de servidor desta plataforma.
5. Escreva a porta de saída para o envio no campo Porta.
A definição de fábrica é 80 para HTTP e 443 para HTTPS.
6. Selecione Sim no campo Autenticação obrigatória em todas as
plataformas que requeiram autenticação, por exemplo Energy Operation.
7. Escreva o nome de utilizador e a palavra-passe.
Nas plataformas Schneider Electric, estas informações são fornecidas com o
contrato de subscrição. Contacte o representante da Schneider Electric para
que lhe forneça estas informações.
Tanto o nome de utilizador como a palavra-passe são sensíveis a letras
maiúsculas e minúsculas.
8. No campo Caminho, escreva o caminho para o script do servidor executado
pelo servidor Web quando o Com’X envia dados para o servidor Web.
Este campo já vem preenchido com uma /. Não modifique este valor quando
Energy Operation estiver selecionada como plataforma.
9. De acordo com o administrador de rede, deve:
– escrever o nome do ficheiro que o servidor espera no campo Nome do
campo (só para CSV) ou
– utilizar a definição de fábrica datafile1.

DOCA0036PT-11 45
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

10. Clique em Guardar alterações.

Tópicos relacionados
• Autoridades de certificação

Definições de identificação da publicação


Há definições de identificação da publicação para Energy Operation.

Campo/Botão Descrição

ID da Este número é um identificador único do local para a base de dados de Energy


publicação Operation. Utiliza-se para criar um local em Energy Operation.

Este ID é automaticamente gerado pelo Com’X.

Gerar novo ID Este botão gera um número de ID de publicação novo. Use este botão sempre
de publicação que voltar a utilizar:
• o Com’X para um novo local.
• a configuração atual do Com’X num local diferente.

Formato de ficheiro de exportação CSV


Há um ficheiro exportado para cada dispositivo.
Os ficheiros exportados têm o seguinte formato de nome: Nome do
dispositivo_Data&hora.csv em que Nome do dispositivo é o nome
atribuído ao dispositivo subordinado. A data e a hora estão anexadas ao nome do
ficheiro no formato seguinte: _aaaammddhhmmss.
Por exemplo:
• Nome do dispositivo: Edifício 1 Utilitário Entrada
• Data/hora: 20130218115216
O ficheiro exportado tem o nome Edifício 1 Utilitário Entrada_
20130218115216.csv e foi exportado em 18 de Fevereiro de 2013 às 11:52:16.
A tabela abaixo mostra os detalhes de cada linha de um ficheiro CSV, com dados
de amostra:

Linha Dados no formato CSV Descrição

1 [Nome do Gateway,SN do Gateway,Endereço IP do Esta linha contém os cabeçalhos da coluna das informações
Gateway,Endereço MAC do Gateway,Nome do dispositivo, da linha 2.
ID do local do dispositivo,ID do tipo do dispositivo,Nome do
tipo do dispositivo,Intervalo de registos,Intervalos de
histórico]

2 [ComX210_F930B8, Esta linha contém informações sobre o Com’X 210 e o


DN13045SBX10091,10.195.23.45,00:80:67:F9:30:B8, dispositivo registado.
COMX_008067F930B8_1,Recurso-1,PM810,
PM810,30,6,23227,157.198.184.116,Edifício 1 Entrada de
Utilitário,3,CM4000,15]

3 Esta linha é deixada em branco. —

4 [...ID tópico 1, ID tópico 2, ID tópico 3] Esta linha contém os cabeçalhos da coluna das ID de tópico
(1) da linha 5. As primeiras 3 vírgulas são utilizadas para fins
de disposição numa aplicação de folha de cálculo.

5 [...1617,1621,1625] Esta linha contém as ID de tópico dos valores registados.

6 Esta linha é deixada em branco. —

7 [Erro,Desvio UTC (Minutos),Carimbo de hora local,Energia Esta linha contém os cabeçalhos da coluna dos dados
aparente (kVAh),Energia ativa (kWh),Energia reativa registados nas linhas 8 e superiores.
(kVARh)]

46 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Linha Dados no formato CSV Descrição

8e [0,-300,2008-10-09 Estas linhas contêm os dados registados.


superiores 14:15:00,1400738,219,1201962.707,647069.906,15]

[0,-300,2008-10-09
14:20:00,1400758,260,1201980.725,647078.602,15]

[0,-300,2008-10-09
14:25:00,1400778,198,1201998.661,647087.233,15]
(1)
Uma ID de tópico é uma referência numérica à quantidade registada. O nome atribuído a uma quantidade pode variar ligeiramente
entre dispositivos e idiomas. As ID de tópico utilizam-se para identificar a quantidade independentemente do dispositivo ou idioma.

Ligação Digital Service Platform


Para publicar em DSP, deve ativar os Schneider Electric Serviços em Definições
> Definições gerais > Serviços Schneider Electric.
Cada estado de ligação a Digital Service Platform é confirmado com uma marca
de verificação verde quando ativado ou a cinzento quando está desativado: Uma
marca de verificação vermelha indica um problema com o estado de ligação
específico. Seguem-se os três estados de ligação:
Iniciar - agente DSP iniciado.
Autenticar - ligação DSP autenticada.
Ligar - ligação DSP concluída e o dispositivo foi identificado na plataforma
remota.
NOTA: Alterações de estado dos Serviços Schneider Electric dos registos de
manutenção.
Ao utilizar a ligação DSP, as atualizações do firmware são automaticamente
iniciadas. É recomendado atualizar o firmware se quiser utilizar a plataforma DSP
através de uma ligação GPRS mais lenta.

Tópicos relacionados
• Atualizar o firmware por DSP

Ativar os Serviços Schneider Electric.


Para ativar os Serviços Schneider Electric:
1. Se necessário, configure Definições de proxy.
2. Clique em Definições > Definições gerais > Serviços Schneider Electric.
3. Clique em Sim na secção Configuração.
4. Clique em Guardar alterações.

Todos os três estados são apresentados a verde e uma mensagem de


confirmação é exibida quando a ligação DSP é ativada.
NOTA: A data e a hora configuradas são sincronizadas periodicamente e a
exibição após o comando do tempo de sincronização do DSP é executada
automaticamente.

Desativar os Serviços Schneider Electric


Pare desativar os Serviços Schneider Electric:
1. Clique em Definições > Definições gerais > Serviços Schneider Electric.
2. Clique Não na secção Configuração.
3. Clique em Guardar alterações.

DOCA0036PT-11 47
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Todos os três estados são apresentados a cinzento e uma mensagem de


confirmação é exibida quando a ligação DSP é desativada.

Definições de ponto de acesso Wi-Fi


Pode utilizar-se a pen USB Wi-Fi como meio de comunicação temporário durante
a fase de comissionamento.
Isto permite-lhe utilizar um computador portátil ou um tablet para configurar o
Com'X.
Neste caso, a comunicação entre o Com'X e o computador portátil ou tablet é
direta. O Com'X funciona como ponto de acesso Wi-Fi.
Pode adicionar o acesso Wi-Fi ao Com'X utilizando uma pen USB Wi-Fi inserida
por baixo da tampa ou na parte frontal. É recomenda a utilização da USB na parte
frontal, pois pode remover a pen USB com facilidade depois de concluída a
configuração.
A instalação da pen USB Wi-Fi diretamente numa porta Com'X só é permitida
como acesso temporário ao ponto de ligação para fins de configuração.

Ativar o ponto de acesso Wi-Fi


Pode configurar a pen USB Wi-Fi como meio de comunicação temporário durante
a fase de comissionamento.
1. Clique em Definições > Definições gerais > Definições do ponto de
acesso Wi-Fi.
2. Clique em Sim para Ativar um ponto de acesso Wi-Fi.
3. Selecione a duração na lista pendente Duração da sessão (Predefinição:
1 hora).
4. Clique em Guardar alterações.
Se alterar a Duração da sessão durante uma sessão de ponto de acesso
Wi-Fi, a alteração terá efeito na sessão seguinte.
Esta definição só ativa o modo de ponto de acesso. Para iniciar a sessão do
modo de ponto de acesso Wi-Fi, prima o botão Wi-Fi localizado junto da
porta USB na parte frontal. O LED do botão Wi-Fi pisca com luz verde.

Tópicos relacionados
• Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi com Windows
• Acesso através do modo de ponto de acesso Wi-Fi

Desativar Wi-Fi
Pode encerrar a sessão do ponto de acesso Wi-Fi.
1. Prima o botão Wi-Fi na parte frontal do Com'X.
O LED do botão Wi-Fi pisca a laranja e a sessão do ponto de acesso Wi-Fi é
terminada.

Informações do local
O campo Nome do local que aparece no menu expansível Informações do
local é utilizado como um nome de local por diversas plataformas.
Todas as medições são atribuídas à localização deste local.

48 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Em Energy Operation, o parâmetro Nome do local é utilizado para criar o nome


da localização do local que aparece no ambiente da plataforma Energy
Operation.

Configurar as informações do local


Pode alterar o nome do local.
1. Clique em Definições > Definições do local > Informações do local.
2. Introduza o nome do local.
NOTA: O nome do local não pode incluir nenhum dos seguintes
carateres: “/:*?<>|. Não é permitido um espaço antes ou depois do nome
do local.
3. Clique em Guardar alterações.

Registo de dados
O Com'X pode registar dados a intervalos predefinidos.
Pode definir o intervalo de registo para cada tipo de produto, por exemplo,
eletricidade, água ou gás. Cada dispositivo só pode apresentar relatórios de um
tipo de produto.

Definir os intervalos de registo


Quando seleciona o intervalo de registo e o número de tópicos a registar é
importante ter em consideração a quantidade de dados que está a ser registada
em todos os dispositivos.
O registo de demasiados tópicos por intervalo pode afetar o desempenho do
Com'X, incluindo uma resposta da página Web degradada e a falha de intervalos
de registo.
Por exemplo, num intervalo de registo de menos de cinco minutos, recomenda-se
que não registe mais de 8 dispositivos com um total de 50 tópicos.
1. Clique em Definições > Definições do local > Registo de dados.
2. Selecione o país.
NOTA: Esta seleção define automaticamente os intervalos de registos de
dados para os diferentes produtos do país. Pode também editar estes
intervalos individualmente.
3. Clique em Guardar alterações.

Segurança
Pode configurar a firewall, carregar um certificado fornecido pelo administrador de
rede e controlar o redirecionamento de HTTPS .
A opção Segurança mostra as definições de firewall do Com'X bem como o
certificado de segurança HTTPS que está a ser utilizado.

Gestão da firewall
A Gestão da firewall permite ativar ou desativar as portas e configurar os
números de porta por interface, exceto onde indicado.

DOCA0036PT-11 49
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

Tópicos relacionados
• Mapeamento do registo Modbus
• Selecionar as medições a registar ou publicar

Definições de porta
Há predefinições de Gestão de firewall para cada protocolo por interface.

Ethernet 1 Ethernet 2 Wi-Fi GPRS/3G


HTTP 80, ativada 80, ativada 80, ativada 80, desativada

HTTPS 443, ativada(1) 443, ativada(1) 443, ativada 443, desativada

Modbus TCP 502, desativada 502, ativada 502, ativada 502, desativada
(1) Não é possível atualizar.

Acesso à rede a montante


Na Gestão da firewall, pode ativar o acesso à rede a montante.
Isto permite que dispositivos de receção de dados acedam a servidores (como
DNS, SNTP e SMTP) na rede a montante.
A tabela abaixo descreve a interface a jusante (onde a mensagem teve origem) e
a interface a montante na qual a mensagem será encaminhada, com base na sua
seleção de rede.

Opção de rede Jusante (de) Montante (para)

Apenas GPRS/3G Porta Ethernet 2 GPRS/3G

GPRS/3G e rede comutada —— ——

Apenas Wi-Fi Porta Ethernet 2 Wi-Fi

Wi-Fi e rede comutada —— ——

2 portas comutadas (1 Acesso à rede a montante não disponível


endereço IP para ambas)

2 portas separadas (1 Porta Ethernet 2 Porta Ethernet 1


endereço IP para cada)

Por exemplo, com o Com'X configurado para utilizar duas portas Ethernet
separadas, um IFE ligado a jusante na Porta Ethernet 2 do Com'X pode enviar e-
mails para EcoStruxure™ Facility Expert através da porta Ethernet 1.
O acesso à rede a montante está desativado por predefinição. Quando ativado, o
acesso adapta-se à configuração de rede nas Definições de rede.

Configurar as definições da firewall


Pode configurar as definições da firewall.
1. Clique em Definições > Segurança > Gestão da firewall. Configure cada
interface por protocolo de acordo com as opções disponíveis indicadas
acima.
NOTA: Os números das portas editáveis podem ser definidos para o
valor predefinido ou para qualquer número de porta acima de 1023.
2. Também pode clicar em Predefinições para repor as predefinições.
3. Clique em Guardar alterações.

50 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Desativar o botão de reposição de palavra-passe


Num Com'X instalado num local de acesso público, pode desativar a função de
reposição de palavra-passe para o botão Backup.

O botão Backup ( ) está localizado na face frontal.


Se perder a palavra-passe de administrador predefinida, deverá realizar uma
reposição de fábrica no Com'X para redefinir a palavra-passe para a predefinida.
Isto destrói todos os dados registados, contas de utilizador e configurações.

AVISO
PALAVRA-PASSE IRRECUPERÁVEL
Registe as informações de utilização e palavra-passe do seu dispositivo num
local seguro.
O não cumprimento destas instruções pode resultar em perda de dados.

É recomendado guardar uma cópia de segurança de configuração antes de


desativar o botão de reposição de palavra-passe.
1. Clique em Definições > Segurança > Gestão da firewall.
2. Clique em Ativar reposição admin. predefinida.
3. Clique em Não para desativar o botão de reposição de palavra-passe.
4. Clique em Guardar alterações.

Certificados
Nesta página, pode ver o certificado de segurança HTTPS atual , carregar um
certificado fornecido pelo administrador de rede ao Com'X e repor as definições
de fábrica.

Carregar um novo certificado


Pode instalar um novo certificado HTTPS no dispositivo.
Recomenda-se que faça uma cópia de segurança da configuração antes de
instalar um novo certificado. Para atualizar o certificado HTTPS:
1. Clique em Definições > Certificados de > Segurança.
2. Clique dentro da caixa de texto Instalar novo certificado.
3. No browser, selecione o ficheiro *.pem e, em seguida, clique em Abrir.
4. Clique em Instalar. A opção Detalhes do certificado instalado é atualizada
e mostra o novo certificado.

Para remover o certificado atual e repor o certificado predefinido do Com’X, clique


em Repor.

Redireccionamento HTTPS
O redireccionamento HTTPS permite tornar seguras as comunicações entre um
PC e o Com’X e está ativado por predefinição.

DOCA0036PT-11 51
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

AVISO
ACESSO NÃO AUTORIZADO
Não desative o redireccionamento HTTPS se existirem informações sensíveis
ou privadas na sua rede local.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

Schneider Electric recomenda a utilização do Redireccionamento HTTPS. A


desativação do redireccionamento HTTPS desativa a verificação de segurança
do seu browser e compromete o nível de segurança da rede local.

Definições de eventos
A opção Eventos inclui eventos personalizados e predefinidos que podem ser
enviados para EcoStruxure™ Facility Expert.
Os eventos personalizados também podem ser enviados para um destinatário de
e-mail.
Antes de configurar eventos para EcoStruxure™ Facility Expert, entre em contacto
com o suporte da EcoStruxure™ Facility Expert para confirmar a disponibilidade
dos eventos. Para enviar eventos para EcoStruxure™ Facility Expert por DSP, tem
de ativar Schneider ElectricServiços em Definições > Definições gerais >
Serviços Schneider Electric.
Para ativar/desativar eventos personalizados ou predefinidos, clique em
Definições > Eventos > Definições dos eventos.

Eventos predefinidos
Os eventos predefinidos são definidos no Com’X para dispositivos de proteção.
Ativar os eventos predefinidos permite que os utilizadores da FE enviem
informações sobre eventos do Com’X para FE.
O seu Parceiro da Schneider Electric pode ajudá-lo a compreender como utilizar
estes eventos para sinalizar condições pré-disparo, analisar disparos e agendar a
manutenção periódica.
Os eventos predefinidos não podem ser editados ou reconhecidos pelo Com’X.
Para ativar/desativar eventos predefinidos, clique em Definições > Eventos >
Definições dos eventos.

Eventos personalizados
Os Eventos personalizados permitem que defina condições de evento para
qualquer dispositivo utilizando o criador de eventos com arrastar e largar.
Um evento consiste nos seguintes elementos de bloco, encontrados no menu do
criador de eventos.

Elemento de bloco Descrição

Evento Bloco de contentor para condições de eventos, ações e campo do nível


de gravidade.

Condições de evento • Limiar: define um valor de limiar pelo qual um evento ocorre.
• Intensidade/Descanso: define o valor pelo qual um evento ocorre
(intensidade) e o valor pelo qual o evento deixa de estar ativo
(descanso). Utilize este tipo para evitar eventos problemáticos.

52 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Elemento de bloco Descrição

• Booleano: crie um evento quando um valor do tópico Booleano


alterar, é Verdadeiro ou Falso, por exemplo, quando o estado de
abertura do disjuntor é Verdadeiro.
• E: permite-lhe combinar até três condições para um evento.

Dispositivos Selecione o dispositivo e o tópico que acionam um evento. Por exemplo,


receba uma notificação quando a temperatura numa Sonda de
temperatura Pt100 exceder os 26 °C.

O dispositivo deve estar ligado ao Com’X em Definições do dispositivo.

Valor • Valor de limiar para o tópico selecionado.


• Contacto para envio de e-mail no evento.

Ações • Enviar E-mail: o Com'X encaminha um e-mail para o destinatário


especificado quando as condições de evento forem cumpridas.
• Enviar paraEcoStruxure™ Facility Expert: pode introduzir texto no
bloco Ação, por exemplo, a descrição do evento. Recomenda-se
utilizar o mesmo texto ou semelhante ao campo Nome do evento no
Com'X.

Criar um evento personalizado


Utilize o criador de eventos com arrastar e largar para definir os tipos de evento
para qualquer dispositivo.
Antes de começar:
• Tem de conhecer os valores e as listas de registo do dispositivo.
• Ative os eventos personalizados em Definições > Eventos > Definições
dos eventos.
• Para receber um e-mail sobre o evento, tem de ativar o Serviço de e-mail em
Definições de e-mail e criar pelo menos um contacto na Gestão de
contactos.

ATENÇÃO
RESULTADOS DE DADOS IMPRECISOS
• Não configure incorretamente o software, pois isso pode resultar em
relatórios e/ou relatórios de dados imprecisos.
• Não baseie as suas ações de manutenção ou assistência apenas em
mensagens e informações apresentadas pelo software.
• Não se apoie apenas em dados apresentados nos relatórios de software
para determinar se o sistema está a funcionar corretamente ou respeita
todos os padrões e requisitos aplicáveis.
• Não utilize dados apresentados no software como substitutos de práticas
adequadas no local de trabalho o manutenção do equipamento.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

1. Clique em Definições > Eventos > Eventos personalizados e, em seguida,


clique em Novo evento personalizado.
O criador de eventos é apresentado.
2. Clique em Tipos de evento no menu do criador de eventos e, em seguida,
arraste um bloco de eventos verde para a área de trabalho.
3. Selecione a Gravidade do evento: Nenhuma, Baixa (alerta) ou Elevada
(erro).
NOTA: Para utilizadores EcoStruxure™ Facility Expert, este campo
corresponde ao nível de gravidade em EcoStruxure™ Facility Expert.

DOCA0036PT-11 53
Servidor de energia Com’X 210 Definições Com’X 210

4. Clique em Tipos de evento no menu do criador de eventos e arraste um


bloco de condições para o espaço "quando", até encaixar.

5. Defina os Tipos de evento.


a. Selecione o dispositivo e o tópico.
b. Para um evento Booleano, selecione um valor Booleano: Foi alterado,
Verdadeiro ou Falso.
c. Para um evento de intensidade/descanso ou limiar, selecione um
operador (=,< ou >) e introduza um valor de intensidade. Introduza um
valor de descanso, se aplicável.
6. Se o evento tiver mais que uma condição, adicione até duas mais condições
conforme descrito acima. Junte mais que uma condição com o bloco lógico
"e".
NOTA: Tem de escolher o mesmo dispositivo para cada condição num
evento.
7. Clique em Ações no menu do criador de eventos e arraste um bloco de
ações para o espaço "fazer".
8. Arraste quaisquer blocos não utilizados para a reciclagem no canto inferior
direito.
9. Introduza um nome e, em seguida, clique em Guardar alterações.

NOTA: Deve consultar o guia de comissionamento do EcoStruxure Facility


Expert para obter melhores práticas na criação ou edição de eventos
personalizados que serão enviados para o Facility Expert.

Editar ou eliminar um evento personalizado


Pode modificar ou remover eventos da Biblioteca de eventos personalizados.
1. Clique em Definições > Eventos > Eventos personalizados.
2. Clique no nome do evento.
3. Edite o bloco de eventos e clique em Guardar alterações ou clique em
Eliminar para remover o evento da Biblioteca de eventos personalizados.

Tópicos relacionados
• Resolução de problemas Com’X 210

Copiar um evento
Pode criar um novo evento a partir de um evento existente.
1. Clique em Definições > Eventos > Eventos personalizados.
2. Clique no nome do evento existente.
3. Clique no bloco de eventos verde na área de trabalho e, em seguida, prima
CTRL+C.
4. Clique em Cancelar para voltar à Biblioteca de eventos personalizados.
5. Clique em Novo evento personalizado.

54 DOCA0036PT-11
Definições Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

6. Clique na área de trabalho e, em seguida, prima CRTL+V.


O bloco de eventos é colado na área de trabalho.
7. Edite o dispositivo, tópico ou valores e, em seguida, clique em Guardar
alterações.

DOCA0036PT-11 55
Servidor de energia Com’X 210 Comunicações Com’X 210Com’X 210

Comunicações Com’X 210Com’X 210


Definições do endereço IPv4
O Com'X suporta três modos de funcionamento diferentes para atribuição do
endereço IP.
Estes modos são:
• IPv4 estático
• Cliente DHCP
• Servidor DHCP

Definições de IP estático
No Com’X, pode definir os endereços IPv4 da interface Ethernet, a máscara de
sub-rede e o gateway predefinido.
Estas definições têm de respeitar a política de rede do local. Deve contactar o
administrador de TI do local para obter estas informações.

Configurar um endereço fixo como um cliente DHCP


Pode configurar o Com’X para obter um endereço DHCP fixo quando é um cliente
DHCP.
Pode configurar o Com’X para que o endereço IPv4 seja definido
automaticamente com a instalação do servidor DHCP. É possível que o
administrador de TI do local tenha de configurar o servidor DHCP para atribuir
sistematicamente o mesmo endereço IPv4 ao Com’X.
1. Indique ao gestor de TI local o endereço MAC da porta 1 Ethernet do Com’X.
Pode encontrar o endereço na etiqueta existente no painel frontal do
dispositivo ou na página Acerca de.
2. Peça ao gestor de TI um endereço IPv4 fixo para que seja sempre atribuído o
mesmo endereço IP ao Com’X.
O endereço IP deve ser fornecido pelo gestor de TI.
3. Anote o endereço IPv4:
• na etiqueta fornecida com o Com’X. Esta folha pode ser verificada no
interior da tampa.
4. Verifique se o gestor de IT adicionou o Com’X ao servidor DHCP.

Também pode iniciar a sessão introduzindo o endereço IP fornecido pelo gestor


de TI na barra de endereços do browser.

A figura abaixo mostra o endereço MAC na etiqueta do Com’X:

56 DOCA0036PT-11
Comunicações Com’X 210Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Tópicos relacionados
• Selecionar uma configuração de rede

Servidor DHCP através de porta Ethernet


Pode configurar o Com'X para que atribua endereços IP à rede.
Nesse caso, o Com'X configura a interface Ethernet Eth2 com o endereço IP
10.25.1.1.
O Com'X também inicia um servidor interno DHCP. Isto permite-lhe atribuir
automaticamente um endereço IP, consistente com o seu próprio endereço, a
todos os dispositivos ligados à mesma rede e configurados para funcionar como
clientes DHCP.
Os endereços IP atribuídos pelo Com'X encontram-se na sub-rede 10.25.1.0/24
(começando em 10.25.1.65, 10.25.1.66, e assim sucessivamente). O Com'X não
tem capacidades de encaminhamento. Consequentemente, este servidor DHCP
não envia um Gateway predefinido nem um Servidor de nomes de domínio
(DNS).
Deve contactar o administrador de TI do local para confirmar que a rede a que
está ligada a interface Eth2 do Com'X:
• está separada do resto da instalação de rede do local
• não interfere com outro servidor DHCP.

Servidor DHCP via Wi-Fi


Se estiver ligada uma chave Wi-Fi ao Com'X, pode configurar o Com'X para que
crie um ponto de acesso Wi-Fi.
Neste caso, o Com'X cria uma rede Wi-Fi com um SSID que utilize o mesmo
nome que o Com'X mas sem restrições de acesso (sem autenticação WEP nem
WPA) neste modo. O Com'X configura a interface Wi-Fi respetiva com o endereço
IP 10.25.2.1.
O Com'X também inicia um servidor interno DHCP nesta interface Wi-Fi. Isto
permite-lhe atribuir automaticamente um endereço IP, consistente com o seu
próprio endereço, a todos os dispositivos Wi-Fi que estejam configurados para
funcionar como clientes DHCP.
Os endereços IP atribuídos pelo Com'X encontram-se na sub-rede 10.25.2.0/24
(começando em 10.25.2.65, 10.25.2.66, e assim sucessivamente). O Com'X não
tem capacidades de encaminhamento. Consequentemente, este servidor DHCP
não envia um Gateway predefinido nem um Servidor de nomes de domínio
(DNS).

DOCA0036PT-11 57
Servidor de energia Com’X 210 Comunicações Com’X 210Com’X 210

Acesso remoto com os sistemas operativos Windows


Pode aceder remotamente ao Com’X utilizando um endereço IP no Windows XP.
Deve pedir ao administrador de TI um endereço IP fixo para atribuir
sistematicamente o mesmo endereço IP ao Com’X.
Com o Windows, o Com’X é acessível no Explorador do Windows ao ligar o PC à
mesma LAN. Não é necessário saber o endereço IP.

Tópicos relacionados
• Acesso através da porta Ethernet com o Windows

Acesso ao Modbus TCP


O Com’X é um gateway Modbus TCP e, se utilizar um servidor Modbus TCP
interno, é também um dispositivo Modbus.

Gateway TCP Modbus


O Com’X atua como um gateway Modbus para as comunicações Ethernet com
fios ou sem fios a partir de um PC a montante dos dispositivos Ethernet e
instrumentos de campo na rede a jusante. Esta capacidade permite ao utilizador
do software de monitorização local ou baseado na nuvem aceder às informações
dos dispositivos para recolha de dados, tendência do histórico, análise e outras
funções.

Aceder ao dispositivo Modbus interno subordinado


O servidor interno Modbus TCP permite ler os valores da entrada digital e
analógica do Com’X através dos diversos registos Modbus. Para ler os registos
utilize o ID 255 de Modbus subordinado.
Depois de ter configurado as entradas do Com’X em Definições do dispositivo,
pode aceder aos valores através do gateway. Os valores de registo também
podem ser visualizados no separador Tabela de medições para as medições
selecionadas para registo.
O servidor interno Modbus TCP está ativo quando as comunicações Modbus
TCP/IP são ativadas através da Gestão da firewall.

Software associado de funções de servidor Modbus TCP/IP


O acesso aos dispositivos Modbus a jusante pode ser feito a partir de um PC a
montante que execute uma aplicação de software. As aplicações de software
recomendadas oferecidas pela Schneider Electric incluem:
• Software utilitário de definição remota para Masterpact e Compact NSX
• software EcoStruxure™ especialista em monitorização de energia.

Tópicos relacionados
• Gestão da firewall
• Mapeamento do registo Modbus
• Selecionar as medições a registar ou publicar

Definições do gateway Modbus


As Definições do gateway Modbus permitem-lhe personalizar definições de
rede para o seu ambiente específico.

58 DOCA0036PT-11
Comunicações Com’X 210Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Os parâmetros definidos aplicam-se a ambas as portas Ethernet.

Porta de série

Definição Descrição Opções

Modo de transmissão Utilizado para selecionar a RTU, ASCII


maneira como os dados são
transmitidos numa ligação de Predefinição: RTU
série.
Extensão do intervalo de Permite que o intervalo de 0–10 ms
silêncio (ms) silêncio utilizado indique que o
fim de um pacote Modbus RTU Predefinição: 5 ms
deve ser alargado para além
dos 3,5 caracteres definidos
pela norma.

Atraso entre pacotes (ms) Define o tempo mínimo de 0, 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70,
silêncio entre o fim de uma 80, 90, 100
resposta recebida e o início de
um novo pedido na linha série. Predefinição: 50 ms

Servidor TCP/IP

Definição Descrição Opções

Ativar tempo de inatividade da Ativa um temporizador que Sim, Não


ligação do servidor fecha a ligação Modbus TCP/
IP depois de um período de Predefinição: Não
tempo de inatividade
determinado.
Tempo de inatividade da Período de tempo após o qual 1-65535 segundos
ligação do servidor uma ligação TCP/IP é fechada.

Ativar Modbus TCP/IP Proxy Definição que determina se as Sim, Não


mensagens de Modbus TCP/
IP dos clientes remotos serão Predefinição: Sim
encaminhadas para os
dispositivos Modbus TCP/IP
remotos que estão definidos
no Com’X.
Ativar difusões do Modbus de Reencaminha as mensagens Sim, Não
série de difusão do Modbus
recebidas para os dispositivos Predefinição: Não
secundários ligados à porta de
série local.

Cliente TCP/IP

Definição Descrição Opções

Tempo da ligação de cliente Período de tempo que o 0,1–10 segundos


excedido (segundos) Com’X irá aguardar que um
dispositivo Modbus TCP/IP Predefinição: 2
remoto responda a um pedido
de ligação Modbus TCP/IP
iniciado pelo Com’X.

Tempo da mensagem de Período de tempo que o 1-20 segundos


cliente excedido (segundos) Com’X irá aguardar que um
dispositivo Modbus TCP/IP Predefinição: 3
remoto responda a um pedido
Modbus TCP/IP iniciado pelo
Com’X.

Configurar o gateway Modbus


Pode definir as configurações do gateway Modbus Com'X.

DOCA0036PT-11 59
Servidor de energia Com’X 210 Comunicações Com’X 210Com’X 210

AVISO
DESEMPENHO DEFICIENTE DA REDE
As definições do Gateway Modbus só devem ser modificadas por técnicos
qualificados. Essas modificações só devem ser efetuadas depois de lidas e
entendidas as informações referentes às definições do Gateway Modbus.
A não observância destas instruções pode prejudicar o desempenho da
rede.

1. Clique em Definições > Comunicação > Gateway Modbus.


2. Selecione o Modo de transmissão, Extensão do intervalo de silêncio e
Atraso entre pacotes para a porta de série.
3. Selecione Sim ou Não para Ativar tempo de inatividade da ligação do
servidor, Ativar Modbus TCP/IP Proxy, e Ativar difusões do Modbus
série no servidor TCP/IP.
4. Introduza um Tempo de inatividade da ligação do servidor em segundos,
se estiver ativado.
5. Selecione os valores adequados de cliente TCP/IP para Tempo da ligação
de cliente excedido e Tempo da mensagem de cliente excedido.
6. Clique em Guardar alterações.

Definições de ID local e ID do dispositivo


De modo a um cliente TCP/IP Modbus externo aceder a um dispositivo ligado ao
Com’X, cada dispositivo deve ter um ID único ou ID local. O ID local é atribuído
automaticamente sempre que um dispositivo é criado e é associado a um ID do
subordinado do dispositivo.
O ID do subordinado é
• o ID de Modbus configurado de qualquer dispositivo ligado à porta de série
RS485,
• o ID de Modbus configurado de um dispositivo Modbus TCP/IP ligado, ou
• o ID utilizado por um gateway Modbus TCP/IP que liga um dispositivo a uma
rede Ethernet.
Pode alterar o ID local em Definições > Comunicação > Gateway Modbus >
IDs de dispositivos. O ID local deve ser único e só pode ser alterado se o
registo de dados estiver desativado no dispositivo que está a ser atualizado.
A página Dispositivos também fornece as informações seguintes para cada
dispositivo:
• ID do subordinado
• Ligação: "Porta de série," endereço de IP para dispositivos remotos ou ID
Zigbee
• Tipo de dispositivo como definido em Definições do dispositivo

Tópicos relacionados
• Iniciar o registo de dados

Configurar o filtro Modbus TCP/IP


Esta função permite ao administrador criar uma lista branca e atribuir o nível de
acesso que os endereços IP têm ao Com'X e aos respetivos dispositivos a
jusante.
Quando ativada, o nível de acesso predefinido é de Leitura para todos os clientes
Modbus TCP/IP que não se encontram na lista filtrada. Se definir o campo

60 DOCA0036PT-11
Comunicações Com’X 210Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Acesso predefinido para Nenhum bloqueia todos os clientes Modbus TCP/IP


que não estejam na lista filtrada.
1. Clique em Definições > Comunicação > Filtragem de Modbus TCP/IP.
2. Clique em Sim para ativar a filtragem.
3. Na coluna Lista branca, introduza o endereço IP que quer filtrar.
NOTA: Um campo de octetos vazio é considerado como um caractere
universal. Os campos vazios têm de começar pelo octeto menos
significativo e ser contíguos. Em caso de contradição é aplicado o filtro
mais restritivo.
4. Selecione o nível de acesso: Nenhum, Leitura ou Total.
5. Opcionalmente, pode editar o Acesso predefinido: Leitura ou Nenhum.
6. Clique em Guardar alterações.

Porta de série Modbus


A norma de linha de série RS-485 é uma norma industrial.
Quando configurada corretamente, pode reduzir potencialmente os erros de
transmissão mesmo num ambiente em que existam interferências elétricas. Esta
secção descreve as propriedades da linha de série da rede local Modbus/RS-485
controlada pelo Com’X.

Definições da porta de série Modbus


O Com’X é o dispositivo principal da linha de série Modbus. Todos os outros
dispositivos ligados a esta linha de série têm de ser configurados como Modbus
subordinados.
As definições do dispositivo subordinado, como Velocidade de transmissão,
Paridade e Número de bits de paragem têm de coincidir com as do Com’X.
Estas definições são definidas utilizando o visor frontal de cada dispositivo.
A tabela abaixo descreve as definições da porta de série Modbus:

Campo Descrição Opções

Velocidade de Define a velocidade da linha de série. Pode selecionar 1200, 4800, 9600,
transmissão 19200, 38400, 57600 e
115200 bauds.(1)

A definição de fábrica é 19200 para


coincidir com os valores do
equipamento Schneider Electric. A
maioria do equipamento Modbus de
terceiros é compatível com esta
velocidade de transmissão.
Paridade Define o bit de paridade dos bytes • ímpar (2)
transmitidos. • par
• nenhum
A definição de fábrica é par para
coincidir com os valores do
equipamento Schneider Electric. A
maioria do equipamento Modbus de
terceiros é compatível com esta
definição de paridade.

Número de bits Define o número de bits de paragem 1 ou 2


de paragem transmitido entre 2 bytes.
A definição de fábrica é 1 para
coincidir com os valores do
equipamento Schneider Electric. A
maioria do equipamento Modbus de
terceiros é compatível com este
número de bits de paragem.

DOCA0036PT-11 61
Servidor de energia Com’X 210 Comunicações Com’X 210Com’X 210

Campo Descrição Opções

Tempo Define o tempo que o Com’X tem de 100 a 10000 ms


excedido esperar antes de gerar um erro
relativo a um pedido Modbus sem A definição de fábrica é 1000 ms para
resposta. coincidir com os valores do
equipamento Schneider Electric.

Resistência do Tem um valor de 120 Ω. Sim ou Não


terminador
A resistência do terminador tem de
ser ativada se o Com’X estiver
localizado no fim do bus Modbus. O
não cumprimento desta regra pode
provocar uma interrupção na
comunicação.

Polarização da Tem um valor de 510 Ω. Sim ou Não


linha de série
É recomendável que o dispositivo
principal polarize a linha. Nenhum
outro dispositivo subordinado tem de
ser compatível com as resistências de
polarização da linha de série ou de
ativar as resistências de polarização
da linha de série.
(1)Uma velocidade de transmissão elevada reduz o tempo de resposta mas pode ser mais sensível
a interferências. No caso de haver interferências, verifique a impedância da linha de série antes de
diminuir a velocidade de transmissão.
(2)As definições par e ímpar ativam uma verificação de integridade dos bytes que pode detetar um
erro de transmissão ao nível de bytes. A este nível, não há qualquer vantagem em utilizar esta
verificação: O protocolo Modbus oferece uma verificação CRC que mantém a integridade de todo o
pacote Modbus.

Configurar as definições da porta série Modbus


Pode configurar as definições da porta Modbus série no seu Com'X.

AVISO
DESEMPENHO DEFICIENTE DA REDE
As definições do Gateway Modbus só devem ser modificadas por técnicos
qualificados. Essas modificações só devem ser efetuadas depois de lidas e
entendidas as informações referentes às definições do Gateway Modbus.
A não observância destas instruções pode prejudicar o desempenho da
rede.

1. Clique em Definições > Comunicação > Modbus série.


2. Selecione o valor requerido na lista pendente Velocidade de transmissão.
3. Selecione o valor requerido na lista pendente Paridade.
4. Selecione o valor requerido na lista pendente Número de bits de paragem.
5. Selecione o valor requerido na lista pendente Tempo excedido.
6. Selecione Sim no campo Resistência de terminação se o barramento tiver
uma terminação no fim.
7. Selecione Sim no campo Polarização da linha de série se não houver
nenhum outro dispositivo na linha que forneça polarização.
8. Clique em Guardar alterações.

Definições de Ethernet avançadas


As Definições de Ethernet avançadas permitem-lhe personalizar as definições
de rede para um ambiente específico.

62 DOCA0036PT-11
Comunicações Com’X 210Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Os parâmetros definidos aplicam-se a ambas as portas Ethernet.

Definição Descrição Opções

Time to Live Identifica o número de routers que um pacote 1-255 saltos


TCP pode passar antes de ser eliminado.
Predefinição: 160
saltos
Ativar TCP Keep Alive Uma keepalive é uma mensagem enviada para Sim ou Não
verificar se a ligação entre o Com’X 510 e o
anfitrião ligado está a funcionar ou para impedir Predefinição: Sim
que essa ligação seja interrompida.

Tempo Tempo decorrido entre duas retransmissões 1-7200 segundos


keepalive sucessivas, se não for recebida a
confirmação da transmissão anterior. Predefinição: 30
segundos

Configuring Advanced Ethernet Settings


Pode personalizar as definições de rede do seu ambiente específico ao configurar
as definições de Ethernet avançadas.

AVISO
DESEMPENHO DEFICIENTE DA REDE
As Definições de Ethernet avançadas só devem ser modificadas por técnicos
qualificados. Essas modificações só devem ser efetuadas depois de ter lido e
entendido as informações referentes às Definições de Ethernet avançadas.
A não observância destas instruções pode prejudicar o desempenho da
rede.

1. Clique em Definições > Definições > definições de Ethernet avançadas.


2. Introduza o Time to Live.
3. TCP Keep Alive está ativado por predefinição.
– introduzir o tempo de Keepalive ou
– clicar em Não para desativar TCP Keep Alive.
4. Clique em Guardar alterações.
Para voltar aos valores predefinidos, clique em Predefinições.

Definições de rede ZigBee


Pode adicionar até 20 dispositivos ZigBee ao Com'X (Zigbee dongle EBXA-USB-
Zigbee define o número de dispositivos ZigBee permitidos).
O ZigBee é um padrão de rede sem fios para aplicações de controlo remoto e
sensores.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ZigBee

Criar uma rede ZigBee pela primeira vez


Schneider Electric fornece acessórios para a montagem da pen ZigBee fora do
armário.
Para obter informações, consulte a folha de instruções do Zigbee. Utilize este
procedimento quando nunca tiver sido criada anteriormente uma rede ZigBee
para o Com’X.

DOCA0036PT-11 63
Servidor de energia Com’X 210 Comunicações Com’X 210Com’X 210

AVISO
OPERAÇÃO NÃO ADEQUADA AO EQUIPAMENTO
Não monte a pen ZigBee no armário ou painel ao utilizar a definição de
transmissão a potência elevada.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

1. Desligue o Com'X.
2. Encaixe a pen ZigBee numa das portas USB no Com’X ou ligue-a ao Com’X
através de um cabo de extensão USB.
3. Ligue o Com’X e espere que o LED de alimentação fique verde.
NOTA: O firmware da pen ZigBee é implementado com o firmware do
Com’X. O Com’X atualiza automaticamente o firmware se houver uma
versão mais recente disponível.
4. Inicie sessão no Com'X e selecione Definições > Comunicação >
Definições ZigBee.
É exibido o ecrã Definições ZigBee.
5. No campo Ativar ZigBee, selecione Sim.
6. (Opcional) No campo Canal, selecione um canal ZigBee. Se deixar a
definição como –, o Com’X analisa todos os canais disponíveis e seleciona
automaticamente um canal para a rede ZigBee. O canal com o sinal mais
forte é o selecionado normalmente.
7. No campo Potência de transmissão, selecione uma das seguintes opções:
– Potência padrão: Selecione esta opção quando a pen ZigBee e todos os
dispositivos ZigBee estão no mesmo painel ou armário.
– Potência elevada: Selecione esta opção quando a pen ZigBee estiver
ligada ao Com’X com um cabo de extensão USB. É-lhe solicitado que
confirme que a pen ZigBee está fora do painel ou armário. Clique em OK
para confirmar.
8. Clique em Guardar alterações.

A configuração demora cerca de 60 segundos. Quando a rede inicia, o Estado


Zigbee mostra que a rede está pronta a ser utilizada e o LED da pen ZigBee
pisca a verde.
Agora pode utilizar a função de deteção ZigBee para ligar dispositivos à rede.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ZigBee

Parar e reiniciar uma rede ZigBee


Utilize este procedimento para parar e reiniciar uma rede ZigBee para que possa
alterar as definições de rede ou realizar manutenção.
1. Inicie sessão no Com'X e selecione Definições > Comunicação >
Definições ZigBee.
O ecrã Definições ZigBee é exibido.
2. No campo Ativar ZigBee, selecione Não e clique em Guardar alterações.
O estado do ZigBee indica que nenhuma rede está definida. Agora pode
realizar a manutenção ou alterar as definições de rede.
3. No campo Ativar ZigBee, selecione Sim.

64 DOCA0036PT-11
Comunicações Com’X 210Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

4. No campo Criar nova rede ZigBee, deixe o valor como Não.


5. No campo Potência de transmissão, selecione uma das seguintes opções:
– Potência padrão: Selecione esta opção quando a pen ZigBee e todos os
dispositivos ZigBee estão no mesmo painel ou armário.
– Potência elevada: Selecione esta opção quando a pen ZigBee estiver
ligada ao Com’X com um cabo de extensão USB. É-lhe solicitado que
confirme que a pen ZigBee está fora do painel ou armário. Clique em OK
para confirmar.
6. Clique em Guardar alterações.
A configuração demora alguns segundos. Quando a rede inicia, o Estado
Zigbee mostra que a rede está pronta a ser utilizada e o LED da pen ZigBee
pisca a verde.

Recriar uma rede ZigBee


Utilize este procedimento para alterar os canais numa rede ZigBee que já tenha
sido criada para o Com'X.
Ao executar este procedimento, todos os equipamentos ligados à rede ZigBee
são desligados. Deve utilizar a função de deteção ZigBee para ligar novamente
dispositivos à rede.
1. Inicie sessão no Com'X e selecione Definições > Comunicação >
Definições ZigBee.
O ecrã Definições ZigBee é exibido.
2. No campo Ativar ZigBee, selecione Não e clique em Guardar alterações.
O estado do ZigBee indica que nenhuma rede está definida. Agora pode
realizar a manutenção ou alterar as definições de rede.
3. No campo Ativar ZigBee, selecione Sim.
4. No campo Criar nova rede ZigBee, selecione Sim.
5. Siga a etapa 6 até o final das Definições de rede ZigBee para concluir a
configuração.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ZigBee
• Definições de rede ZigBee

DOCA0036PT-11 65
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

Definições do dispositivo Com’X 210


Descrição geral das definições do dispositivo
A interface Definições do dispositivo define os dispositivos ligados ao servidor
de energia, por exemplo, gateways Ethernet, contadores Modbus, contadores de
impulsos ou sensores analógicos.

ATENÇÃO
RESULTADOS DE DADOS IMPRECISOS
Não configure incorretamente o software, pois isso pode resultar em relatórios
e/ou relatórios de dados imprecisos.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

O Com’X suporta até 64 dispositivos. Os dispositivos compatíveis com o Com’X


são descritos no pacote de versão do firmware. Também pode criar modelos
personalizados baseados em tipos de modelos personalizados que tenham sido
adicionados à Biblioteca Personalizada.
Este gráfico mostra a interface Definições do dispositivo:

A. Vista da árvore dos


dispositivos
B. Propriedades do
dispositivo
C. Dispositivos desligados
D. Botões de ação

Vista da árvore dos dispositivos


A vista da árvore dos dispositivos ilustra a arquitetura de comunicação da
instalação. O Com’X aparece sempre na parte superior da árvore. Os dispositivos
são agrupados segundo as respetivas interfaces de ligação: Portas Ethernet,
porta Modbus, entradas digitais e entradas analógicas.
No caso das entradas digitais e analógicas, cada dispositivo aparece
acompanhado do Nome e do número da entrada a que está ligado.
As diversas saídas de um contador principal (por exemplo, impulsos kWh e
kVArh) podem ser ligadas a várias entradas digitais.
No caso do gateway de linha de série Modbus TCP/Modbus, cada dispositivo
aparece acompanhado do Nome e do ID do subordinado.
Clique num dispositivo para visualizar as propriedades respetivas em
Propriedades gerais.

66 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Dispositivos desligados
Esta área mostra os dispositivos que não estão ligados à instalação. As medições
desses dispositivos não são registadas.

Propriedades do dispositivo
Para um dispositivo selecionado, esta zona permite:
• definir alguns metadados, como o nome, a localização física e, para um
contador, o produto, o consumo de energia e a área do edifício que está a ser
monitorizada.
• configurar ou modificar definições como: o peso do impulso para um
contador de impulsos, a ID de subordinado para um contador Modbus, o
endereço IP para um gateway e as medições que serão registadas e
publicadas na plataforma alojada selecionada.
• ligar e desligar dispositivos a jusante nas listas pendentes se o dispositivo
selecionado o permitir. Cada tipo de ligação tem a sua própria área. Só
aparecem na lista os dispositivos que podem ser ligados a este tipo.

Botões de ação
A tabela abaixo descreve os botões da interface:

Botão Ação Disponibilidade

Detetar dispositivos ligados Inicia a deteção de um É ativado quando se seleciona


dispositivo Modbus e obtém o Com’X ou um gateway
automaticamente os Ethernet.
dispositivos que estão ligados
a jusante.

Eliminar Remove o dispositivo É ativado quando se seleciona


selecionado. um dispositivo.
Elimina ou move os
dispositivos ligados a jusante
para a área Dispositivos
desligados.

Guardar alterações Valida as alterações feitas. Desativado quando:


• não há alterações na
página Web.
• os campos obrigatórios
estão em branco. Esses
campos estão realçados
a vermelho.
• introduzir caracteres
incorretos num campo.
Este campo está
realçado a vermelho.

Cancelar Cancela as alterações para —


voltar às últimas definições
guardadas.

Substituir Permite que troque um —


dispositivo por um dispositivo
diferente.

Propriedades comuns
Todos os dispositivos têm Propriedades gerais e Área monitorizada.

Propriedades gerais
Todos os dispositivos têm um conjunto de propriedades gerais que incluem Tipo,
Nome, Comentário, Mercadorias e Localização do dispositivo.

DOCA0036PT-11 67
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

A tabela abaixo mostra as propriedades gerais do Com'X:

Campo Descrição Comentários


Tipo Corresponde ao tipo do dispositivo Este campo é atribuído
que está selecionado. automaticamente pelo Com’X e
não pode ser modificado.

Nome Corresponde ao nome do Este campo não pode incluir os


dispositivo. seguintes caracteres: /:*?< >| ou
espaço.

Comentário Permite escrever informações —


adicionais.
Produto Corresponde ao tipo de medições. Este campo só está disponível
para os contadores ou sensores. O
intervalo de registo das medições é
definido de acordo com o valor
definido no Registo de dados.

Localização do Define o local onde está o Por exemplo:


dispositivo dispositivo instalado fisicamente. • quadro de distribuição
principal de baixa tensão
para um contador elétrico
• sala das caldeiras para um
contador de gás
• fachada exterior norte para
uma sonda de temperatura

O nome do dispositivo é associado a uma medição para criar o contador em


Energy Operation. Por exemplo, a medição de energia ativa para um PM3250
denominado Ventilação Q01 cria um contador Ventilação Q01_
Energia ativa.
NOTA: Energy Operation obtém estas informações do Com'X para criar a
arquitetura das instalações dos contadores.

Área monitorizada
A área monitorizada permite-lhe definir a área do edifício medida pelo contador ou
sensor. As instalações podem ser compostas por vários edifícios. Cada edifício
pode ter vários andares. Cada andar pode ser composto por várias zonas. A
topologia das instalações é definida introduzindo valores nos campos Edifício,
Piso e Zona.
O campo Utilização ajuda a identificar o dispositivo na Tabela de medições.
Pode usar um nome predefinido ou personalizar o seu.
Para escrever um nome de piso, tem de introduzir, primeiro, um nome de edifício.
Para escrever um nome de zona, tem de introduzir, primeiro, um nome de piso.

Exemplo: área monitorizada


Este exemplo descreve como definir o nome dos edifícios, dos pisos e das zonas,
bem como a utilização dos contadores ou sensores de instalações constituídas
por 2 edifícios:

68 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

A tabela abaixo mostra exemplos de nomes para os diversos campos do menu


expansível Área monitorizada:

Área monitorizada
Localização
Contador/ do
Sensor dispositivo Edifício Piso Zona Utilização

M1 Quadro de Edifício A — — Contador


distribuição principal
principal

M2 Quadro de Edifício A 1.º — Contador


distribuição secundário
principal

M3 Quadro de Edifício A 2.º — Contador


distribuição secundário
principal

M4 Painel de Edifício A 1.º Este Iluminação


distribuição 1

M5 Painel de Edifício A 1.º Oeste Iluminação


distribuição 1

M6 Painel de Edifício A 1.º Este Ventilação


distribuição 1

M7 Painel de Edifício A 1.º Oeste Ventilação


distribuição 1

M8 Painel de Edifício A 2.º Este Iluminação


distribuição 2

M9 Painel de Edifício A 2.º Oeste Iluminação


distribuição 2

M10 Painel de Edifício A 2.º Este Ventilação


distribuição 2

M11 Painel de Edifício A 2.º Oeste Ventilação


distribuição 2

M12 Sala das Edifício A — — Aquecimento


caldeiras
M13 Exterior Edifício A — — Contador
principal

Temp1 Fachada Edifício A Exterior — Outra


exterior norte
M14 Quadro de Edifício B — — Contador
distribuição principal
principal

M15 Sala das Edifício B — — Aquecimento


caldeiras

DOCA0036PT-11 69
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

Área monitorizada
Localização
Contador/ do
Sensor dispositivo Edifício Piso Zona Utilização

M16 Exterior Edifício B — — Contador


principal

Temp2 Fachada Edifício B Exterior — Outra


exterior norte

Tópicos relacionados
• Registo de dados

Adicionar um dispositivo a jusante


Adicione dispositivos a jusante ao seu Com'X.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Na vista de árvore de dispositivos, clique no dispositivo a montante a que o
dispositivo a jusante está ligado.
Por exemplo, selecione o Com’X para ligar um dispositivo ao Com’X.
3. Clique no menu expansível que corresponde ao tipo de dispositivo que vai
ligar:
– Menu expansível Entradas digitais e analógicas para os dispositivos
ligados às entradas analógicas e digitais do Com’X, por exemplo,
contadores de impulsos ou sensores analógicos.
– Menu expansível Modbus de série para um dispositivo Modbus. Também
é possível detetar automaticamente o Modbus com o botão Detetar
dispositivos ligados.
– Menu expansível Ethernet para um gateway de linha de série Modbus
TCP/Modbus ou dispositivo ativado por IP.
4. Selecione Criar um novo dispositivo na lista pendente Dispositivo.
5. Na lista pendente Tipo de dispositivo, selecione o tipo de dispositivo que irá
criar.
NOTA: Só aparecem na lista os dispositivos que podem ser ligados a
esta interface. Depois de ter criado o dispositivo, não pode modificar o
tipo respetivo.
6. Configure o dispositivo. Consulte as secções que correspondem à categoria
do dispositivo.
7. Clique em Criar e o dispositivo aparece na vista de árvore de dispositivos.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ligados

Modificar um dispositivo
Pode modificar as definições do dispositivo.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique no dispositivo na vista de árvore dos dispositivos.
3. Modifique as definições no menu expansível correspondente.

70 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

4. Clique em Guardar alterações.


NOTA: O tipo do dispositivo não pode ser modificado. Se um dispositivo
estiver configurado incorretamente, elimine-o e crie um dispositivo novo.

Desligar um dispositivo
Há um procedimento para desligar um dispositivo de um dispositivo a montante.
Quando estiver desligado, o dispositivo não aparece na Tabela de medições.
Não é enviada nenhuma medição deste dispositivo para a plataforma alojada. O
dispositivo continua disponível em Dados em tempo real.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique no dispositivo principal na vista de árvore dos dispositivos.
3. Selecione Não existe qualquer dispositivo ligado na lista pendente
Ligado a.
O dispositivo aparece no menu expansível Dispositivos não ligados por
baixo da vista de árvore dos dispositivos.
4. Clique em Guardar alterações.

Voltar a ligar um dispositivo


Pode voltar a ligar um dispositivo a partir de um dispositivo a montante.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Na vista de árvore de dispositivos, clique no dispositivo a montante a que
quer ligar o dispositivo a jusante.
Por exemplo, selecione o Com’X para voltar a ligar um dispositivo a jusante
ao Com’X.
3. No menu expansível Entradas digitais e analógicas, selecione o dispositivo
que quer voltar a ligar à entrada digital requerida.
4. Clique em Guardar alterações.

Substituir um dispositivo
Pode substituir um dispositivo existente por outro dispositivo de tipo idêntico.
Pode utilizar este procedimento para substituir um dispositivo padrão por um
dispositivo personalizado sem perder as propriedades do dispositivo original.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Na vista de árvore de dispositivos, clique no dispositivo a montante a que
está ligado o dispositivo que quer substituir.
Por exemplo, selecione Com’X para substituir um dispositivo ligado ao
Com’X.

DOCA0036PT-11 71
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

3. Clique no menu expansível que corresponde ao tipo de dispositivo que vai


substituir:
– Menu expansível Entradas digitais e analógicas para os dispositivos
ligados às entradas analógicas e digitais do Com’X (por exemplo,
contadores de impulsos ou sensores analógicos).
– Menu expansível Modbus de série para um dispositivo Modbus. Também
é possível detetar automaticamente o Modbus com o botão Detetar
dispositivos ligados.
– Menu expansível Ethernet para um dispositivo Modbus TCP/Modbus.
– ZigBee: Substituir um dispositivo ZigBee inicia a função de deteção de
dispositivos ZigBee. A deteção é parada quando o primeiro dispositivo
ZigBee é encontrado. Se vários dispositivos ZigBee estiverem perto uns
dos outros, o primeiro dispositivo ZigBee encontrado pode não ser o
pretendido. Neste caso, repita o procedimento.
4. Selecione o dispositivo que quer substituir. Selecione um dispositivo de
substituição que seja do mesmo tipo (ou de um tipo idêntico) e que suporte
os mesmos dados de medição publicados que o dispositivo original.
5. Clique em Substituir na parte inferior do separador principal Definições do
dispositivo.
A caixa de diálogo Dispositivo de substituição abre-se.
6. Na caixa de diálogo Dispositivo de substituição, selecione o tipo do
dispositivo de substituição e clique em Substituir.
Quando substitui um dispositivo existente, o dispositivo de substituição
mostra o Nome do dispositivo anterior, exceto se editar o nome.
7. Se necessário, edite o Nome e as outras definições do dispositivo de
substituição e, em seguida, clique em Guardar alterações na parte inferior
do separador principal Definições do dispositivo.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ligados
• Detetar dispositivos ZigBee

Eliminar um dispositivo
Pode eliminar dispositivos do Com’X.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique no dispositivo a eliminar na vista de árvore dos dispositivos.
NOTA: Não desative a rede ZigBee ao remover dispositivos ZigBee. Não
reinicie o Com'X até que o dispositivo Zigbee tenha abandonado a rede.
Isto pode ser confirmado pelas informações no registo de manutenção
3. Clique em Apagar para confirmar a eliminação do dispositivo.

Medições e metadados exportados por plataforma alojada


Os dados exportados variam por plataforma alojada.

Medições/ Digital Service


Metadados Energy Operation Exportação CSV Platform
ID de cliente — — —

Nome do local X X X
Nome do dispositivo X X X

72 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Medições/ Digital Service


Metadados Energy Operation Exportação CSV Platform
Medição selecionada X X X

Produto X — X
Parâmetros da área monitorizada
Edifício X — X
Piso X — X
Zona X — X
Utilização X — X

Selecionar as medições a registar ou publicar


Quando seleciona o intervalo de registo e o número de tópicos a registar é
importante ter em consideração a quantidade de dados que está a ser registada
em todos os dispositivos.
O registo de demasiados tópicos por intervalo pode afetar o desempenho do seu
Com'X, incluindo uma resposta da página Web degradada e a falha de intervalos
de registo. Por exemplo, num intervalo de registo de menos de cinco minutos,
recomenda-se que não registe mais de 8 dispositivos com um total de 50 tópicos.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique no contador ou sensor na vista de árvore dos dispositivos.
3. Clique no separador principal Tabela de medições.
4. Selecione a caixa de verificação Registar da medição a registar.
5. Marque a caixa de seleção Publicar para enviar os dados para a plataforma
de publicação selecionada (opcional).
6. Clique em Guardar alterações.

Tópicos relacionados
• Mapeamento do registo Modbus
• Gestão da firewall
• Selecionar a plataforma e a frequência de publicação

Definições de fábrica da tabela de medições do dispositivo


Algumas medições são selecionadas por predefinição na tabela de medições do
dispositivo.

Tipo de dispositivo Medição

Contador de impulsos • Índice

Contactor/Relé de impulsos • Estado


• Horas de funcionamento
Contador de consumo elétrico • Energia ativa
• Energia reativa

Contador de potência • Energia ativa


• Energia reativa

Detetor de temperatura de resistência (RTD) Temperatura

Sensores analógicos de 0–10 V/4–20 mA Valor analógico

DOCA0036PT-11 73
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

Ícones de notificação de tabela de medição


O Com'X exibe um ícone de notificação quando não é possível recuperar
nenhuma medida de um dispositivo.

Ícone Descrição

Este ícone indica que não é possível obter nenhuma medição deste
dispositivo.

Contadores de impulsos integrado


Os contadores de impulsos integrados possuem propriedades de medição
específicas.

Propriedades de medição
A tabela abaixo descreve as propriedades de medição de um contador de
impulsos incorporado da Schneider Electric:

Campo Descrição Comentário


Ligado a Mostra o dispositivo a Pode desligar o dispositivo
montante e o número da selecionando Não existe
entrada digital a que o qualquer dispositivo ligado
dispositivo está ligado. O na lista de dispositivos a
número da entrada digital pode montante. Nesta lista, não é
ser alterado. Só aparecem na possível mudar de um
lista as entradas digitais dispositivo a montante para
disponíveis do dispositivo a outro.
montante.
Peso do impulso Sempre que recebe um Se houver apenas 1 peso de
impulso, o contador de energia impulso possível, por exemplo
ativa aumenta segundo este com um contador iEM2000T, o
valor. A lista restringe-se aos valor não pode ser alterado (1)
valores que correspondem ao
tipo de contador selecionado.

Desvio Define um desvio para a Permite iniciar o contador com


energia ativa. O valor pode ser o valor que se pode ler no visor
positivo ou negativo. do contador.

Intervalo superior Define quando um contador de O contador volta a zero


energia ativa volta a zero. quando atinge o valor
introduzido.
(1) Consulte a documentação do contador de impulsos específico para obter mais informações.

Tabela de medições
A potência ativa é calculada em função da frequência dos impulsos recebidos.

Contador de impulsos personalizado


Pode adicionar um contador de impulsos que seja baseado num modelo de
contador de impulsos personalizado.
Antes de adicionar um dispositivo personalizado, tem primeiro de criar o modelo
personalizado na Biblioteca personalizada.

74 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Tópicos relacionados
• Modelos personalizados

Detetores de temperatura da resistência


O Com'X suporta detetores de temperatura da resistência ligados às suas
entradas analógicas.

Propriedades de medição
Os detetores de temperatura da resistência (RTD) Pt100/Pt1000 são sensores
utilizados para medir a temperatura correlacionando a resistência do elemento
RTD com a temperatura.
Os RTD só podem ser ligados às entradas analógicas do Com'X.
O intervalo de temperatura vai de -50 °C (-58 °F) a +104 °C (219 °F).
Ao ligar uma sonda RTD ao Com'X, não tem de configurar nenhum parâmetro
específico.

Tabela de medições
Por predefinição, a temperatura é registada e publicada na plataforma
selecionada.

Dispositivos analógicos personalizados


Pode adicionar um dispositivo analógico que seja baseado num modelo de
dispositivo analógico personalizado.
Antes de adicionar um dispositivo personalizado, tem primeiro de criar o modelo
personalizado na Biblioteca personalizada.

Tópicos relacionados
• Modelos personalizados

Detetar dispositivos ligados


Com a função de deteção do Modbus, o Com’X pode detetar os dispositivos que
estão ligados localmente à porta de série Modbus e aos gateways de linha de
série Modbus TCP/Modbus a jusante.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique em Com'X na vista de árvore dos dispositivos. Ou clique na vista de
árvore dos dispositivos para detetar apenas os dispositivos a jusante ligados
a um gateway, por exemplo, um EGX.
3. Clique em Detetar dispositivos ligados para abrir a janela Deteção do
Modbus.
4. Introduza um ID de subordinado mín. e um ID do subordinado máx.
O intervalo predefinido é de 1 a 10 e o intervalo permitido é de 1 a 247.
5. Clique em Iniciar para detetar os dispositivos.
Os dispositivos detetados aparecem listados na janela Deteção do Modbus.
Clique em Parar se quiser parar o processo de Deteção.

DOCA0036PT-11 75
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

6. Anule a seleção dos dispositivos que não quer adicionar e, em seguida,


clique em Criar.
A janela Detecção do Modbus fecha-se e todos os dispositivos detetados
aparecem na vista de árvore dos dispositivos da seguinte maneira:
• Se um dispositivo tiver sido criado utilizando um modelo incorporado, a
aplicação associa automaticamente o dispositivo ao modelo
correspondente.
• Se um dispositivo tiver sido criado a partir de um modelo personalizado
que tenha sido adicionado à Biblioteca Personalizada, a aplicação
associa o dispositivo ao primeiro modelo da lista de dispositivos
personalizados. Nesse caso, terá de selecionar o modelo personalizado
correspondente para o dispositivo na lista de tipos de dispositivo.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ZigBee
• Modificar um dispositivo

Estado do dispositivo Modbus detetado


Os dispositivos detetados podem ter diferentes estados.

Mensagem Descrição

OK O dispositivo foi detetado e é compatível com o Com’X.

O dispositivo já está ligado O dispositivo foi detetado numa Deteção do Modbus anterior ou
através de uma introdução manual. É compatível com o Com’X.

Dispositivo desconhecido O dispositivo foi detetado, mas não é compatível com o Com’X. Isto
acontece se se tratar de um dispositivo personalizado e não tiver
sido criado nenhum modelo na Biblioteca Personalizada.
Não foi detetado qualquer dispositivo Não há nenhum dispositivo ligado a este endereço Modbus (ID de
subordinado).

Adicionar um dispositivo Modbus manualmente


Os dispositivos Modbus que não estão ligados não podem ser detetados, mas
podem ser adicionados manualmente utilizando o procedimento descrito a seguir.
Pode adicionar um dispositivo Modbus incorporado ou um dispositivo Modbus
personalizado que tenha criado anteriormente na Biblioteca Personalizada.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Selecione o dispositivo a montante com uma porta de série Modbus na vista
de árvore dos dispositivos.
Por exemplo, o Com'X tem de estar selecionado para ligar um dispositivo
Modbus ao Com'X.
3. Selecione o menu expansível Modbus de série.Clique no cabeçalho para
expandir o menu Modbus de série.
4. Clique em Criar um novo dispositivo na lista pendente Dispositivo.
5. Selecione um Tipo de dispositivo na lista pendente.
NOTA: Só aparecem na lista os dispositivos que podem ser ligados a
uma porta de série Modbus.
6. Escreva o ID do subordinado e no menu expansível Configuração.
7. Clique em Criar e o dispositivo aparece na vista de árvore de dispositivos.

76 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Tópicos relacionados
• Propriedades comuns

Medições do contador Modbus


O Com’X obtém as medições disponíveis dos contadores Modbus da Schneider
Electric.
As medições disponíveis incluem:
• energia ativa total
• energia ativa por fase
• energia reativa total
• energia reativa por fase
• energia aparente total
• potência ativa
• potência reativa
• potência aparente
• Tensões fase-neutro
• Tensões fase-fase
• correntes de fase e neutro
• frequência
• fator de potência
• distorção harmónica total

Medições adicionais para dispositivos incorporados


Para obter medições adicionais, tem de criar um novo modelo do dispositivo
baseado num dispositivo incorporado já existente e, em seguida, personalizá-lo
de acordo com as suas necessidades. Consulte a folha de dados do contador
específico, para identificar que registos Modbus correspondem à medição
requerida.

Tópicos relacionados
• Criar um modelo personalizado
• Substituir um dispositivo

Ligar dispositivos ao recetor Modbus WT4200


O recetor Modbus WT4200 é uma interface Modbus entre o Com’X e os
transmissores de rádio WT4200.
Cada transmissor é visto como um canal diferente para o recetor Modbus
WT4200.
Deve configurar o Recetor Modbus WT4200 antes de adicionar à lista de
dispositivos do Com'X e ligar os transmissores. A configuração do WT4200
determina em qual canal o transmissor pode ser adicionado. Consulte o Manual
do utilizador dos dispositivos sem fios de RF de longo alcance da série
PowerLogic WT4100/WT4200 para instruções de programação do recetor sem
fios.

DOCA0036PT-11 77
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

ATENÇÃO
RESULTADOS DE DADOS IMPRECISOS
A configuração no Com'X deve ser consistente com a configuração no recetor
Modbus WT4200.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte,
ferimentos graves ou danos do equipamento.

1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.


2. Clique no WT4200 na vista de árvore dos dispositivos.
3. No menu expansível Canal, selecione o canal (C1, C2, etc.) a que o
dispositivo está ligado. Clique no cabeçalho para expandir a área do canal.
4. Selecione Criar um novo dispositivo na lista pendente da entrada digital
apropriada.
5. Na lista pendente, selecione o tipo de dispositivo que irá criar.
Só aparecem na lista os dispositivos que podem ser ligados a esta interface.
Pode ter de criar o seu próprio dispositivo personalizado.
6. Configure o dispositivo. Consulte as secções que correspondem à categoria
do dispositivo específico.
7. Clique em Criar e o dispositivo aparece na vista de árvore de dispositivos a
jusante do WT4200.

Tópicos relacionados
• Biblioteca personalizada Com’X 210

Ligar dispositivos ao Acti 9 Smartlink


Acti 9 Smartlink, Acti 9 Smartlink Ethernet e Acti 9 Smartlink SI-B são interfaces
modulares do sistema de comunicações utilizadas para medir, monitorizar e
controlar remotamente as funções essenciais de um ou mais painéis de
distribuição. Smartlink oferece vários canais digitais que apoiam duas entradas
digitais e uma saída digital. Acti 9 Smartlink suporta onze canais digitais. Acti 9
Smartlink Ethernet e Acti 9 Smartlink SI-B suportam sete canais digitais.
Antes de se criar o dispositivo Smartlink no Com’X, recomenda-se configurar as
entradas do dispositivo Smartlink através da interface da web ou da ferramenta
EcoStruxure Power Commission.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Clique no dispositivo Smartlink criado anteriormente na vista de árvore dos
dispositivos.
3. Clique no Acordeão Canal a que o dispositivo está ligado.
4. Clique no menu pendente da entrada 1 ou entrada 2 sob Dispositivos.
NOTA: O menu pendente da entrada 1 chama-se CX_I1 e o da entrada 2
CX_I2, sendo "X" o número do canal.
5. Selecione Criar um novo dispositivo na lista pendente da entrada
selecionada.

78 DOCA0036PT-11
Definições do dispositivo Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

6. Na lista pendente, selecione o tipo de dispositivo que irá criar.


NOTA: Só aparecem na lista os dispositivos que podem ser ligados a
esta interface: Schneider Electric contadores de impulsos, contadores de
consumo, contactores, relés de impulso e dispositivos auxiliares Acti 9.
Pode criar o seu próprio dispositivo personalizado se não constar da lista.
Os dispositivos auxiliares Acti 9 seguintes utilizam ambas as entradas de
canais e devem ser criados na entrada 1: Acti9 OFSD24, Acti9 OF24,
Acti9 SD24, Acti9 Reflex iC60, Acti9 RCA iC60, Acti9 iACT24 e Acti 9
iATL24.
7. Configure o dispositivo.
8. Clique em Criar e o dispositivo aparece na vista de árvore de dispositivos a
jusante do Acti 9 Smartlink.

NOTA: Para garantir que os valores são comunicados e apresentados


corretamente, faça corresponder a configuração no dispositivo Smarlink físico
e no dispositivo criado no Com'X. Valores apresentados como "- -" na página
Tabela de medições indicam uma ausência de correspondência de
configurações ou um erro de comunicação. Isto aplica-se aos contadores de
impulsos Acti 9 e aos dispositivos auxiliares com fios.

Dispositivos Ethernet incorporados


Pode adicionar dispositivos Ethernet incorporados no seu sistema.
Pode adicionar os dispositivos seguintes ao sistema:
• Modbus TCP/IP a gateways de linha de série Modbus. Estes gateways são
utilizados para obter dados dos dispositivos de série.
• Contadores Modbus TCP/IP.
• Modbus TCP/IP personalizados a gateway de série utilizado para obter
dados dos dispositivos de série.
NOTA: Para obter dados de um contador de série PM800 com uma placa
Ethernet e utilizar esse PM800 como gateway, é necessário definir 2
dispositivos: o contador (por exemplo, PM850ECC) e o gateway (PM8ECC
gateway Modbus).

Parâmetros de configuração do dispositivo Ethernet


Há um conjunto de parâmetros para um dispositivos Ethernet ligado ao Com’X.
A tabela abaixo mostra como configurar os dispositivos Ethernet:

Campo Descrição

Anfitrião Define o endereço IP do dispositivo.

Porta Define o número da porta.

502 é utilizado para o Modbus.

ID do subordinado Indica o endereço apenas para os contadores ou dispositivos Modbus


TCP.
ID local O endereço a utilizar quando acede aos dados a partir de um dispositivo
de um cliente externo. O ID local tem de ser único.

Este parâmetro de configuração só pode ser alterado se o registo de


dados estiver desativado no dispositivo que está a ser atualizado.

DOCA0036PT-11 79
Servidor de energia Com’X 210 Definições do dispositivo Com’X 210

Tópicos relacionados
• Iniciar o registo de dados

Dispositivos Ethernet personalizados


Pode adicionar um dispositivo Ethernet que seja baseado num modelo de
Ethernet personalizado.
Antes de adicionar um dispositivo personalizado, tem primeiro de criar o modelo
personalizado na Biblioteca personalizada.

Detetar dispositivos ZigBee


Com a função de deteção ZigBee, o Com'X é capaz de detetar dispositivos
ZigBee que estão dentro do alcance.
Não execute o modo de deteção ZigBee de vários dispositivos Com'X
simultaneamente. Se tiver duas ou mais redes ZigBee no modo de deteção, os
dispositivos ZigBee serão instalados aleatoriamente nessas redes.
1. Clique em Com'X na vista de árvore dos dispositivos.
2. Clique em Detetar dispositivos para abrir a janela Deteção.
3. Selecione o protocolo de comunicação ZigBee.
4. Introduza a hora do tempo limite (em minutos).
5. Clique em Iniciar para detetar os dispositivos.
Para detetar os dispositivos ZigBee, tem também de ativar o modo de
deteção nos diferentes dispositivos.
Os dispositivos detetados aparecem listados na janela Deteção ZigBee.
Clique em Parar se quiser parar o processo de Deteção ZigBee.
6. Feche a janela de Deteção ZigBee.
Todos os dispositivos detetados estarão indicados na vista de árvore dos
dispositivos. Um ID local é atribuído automaticamente sempre que é criado
um dispositivo. Pode alterar o ID local em Definições > Comunicações >
Gateway Modbus > IDs de dispositivos.

Tópicos relacionados
• Definições de rede ZigBee
• Detetar dispositivos ligados

80 DOCA0036PT-11
Medições Servidor de energia Com’X 210

Medições
Visualizar a Tabela de medições
A Tabela de medições permite visualizar todos os contadores e sensores do
sistema que registam dados. Só estão presentes na Tabela de medições os
dados que tenham sido selecionados para registo.
1. Clique no separador principal Tabela de medições.
2. Selecione os contadores desejados no campo Filtrar por Mercadorias:
– Clique em Todos para visualizar todos os produtos ao mesmo tempo.
– Clique em Nenhum para ocultar todos os produtos ao mesmo tempo.
– Selecione a caixa de verificação correspondente para visualizar todas as
medições de um produto.
– Anule a seleção da caixa de verificação correspondente para ocultar
todas as medições de um produto.

DOCA0036PT-11 81
Servidor de energia Com’X 210 Comissionamento Com’X 210

Comissionamento Com’X 210


Aspetos gerais de comissionamento
O separador Comissionamento permite ver notificações de configuração e
comissionar outras funcionalidades.
Comissionamento permite-lhe:
• verificar se a configuração está concluída.
• iniciar/terminar o registo de dados.
• enviar a arquitetura de medição para o Energy Operation. Esta opção só está
disponível se tiver selecionado Energy Operation como plataforma de
publicação.
• exportar manualmente os dados registados para a plataforma alojada
selecionada.
• iniciar a publicação periódica de dados na plataforma alojada selecionada.

Interface de comissionamento
Utilize a interface de comissionamento para iniciar o registo e publicação de
dados.
A tabela abaixo mostra os campos de comissionamento:

Campo Descrição

Notas Mostra o estado do processo de configuração.

Se faltar algum campo ou parâmetro obrigatório, aparece uma


ligação para o separador correspondente. Clique na ligação para ser
redirecionado para o separador.

Registo de dados Mostra um botão para iniciar o registo de dados. O botão está
desativado se:
• a configuração não estiver concluída.
• não houver dados selecionados para registar.

Topologia(1) Envia a arquitetura de medição para Energy Operation. Esta ação


cria a hierarquia de medição em Energy Operation. Esta opção só
está disponível se tiver selecionado Energy Operation como
plataforma de publicação.

Se não enviar a topologia para Energy Operation, todas as medições


aparecerão no local denominado Site Newmeters.

Publicação Permite-lhe exportar manualmente os dados registados para a


plataforma alojada. .

Consola de estado Mostra os passos sucessivos, com o respetivo estado, quando a


publicação é ativada: desde a construção do ficheiro de dados até à
entrega do ficheiro no servidor da base de dados.

Se ocorrer um erro durante a publicação, consulte os registos de


manutenção.
(1)
Se alterar a topologia do Com’X ou alterar a configuração do Com’X adicionando alguns
contadores ou valores de medição depois da primeira publicação, não utilize o botão Enviar a
topologia completa. Contacte a assistência técnica local da Schneider Electric.

Tópicos relacionados
• Logs

Iniciar o registo de dados


Necessita de iniciar o registo de dados no servidor de energia para registar
dados.

82 DOCA0036PT-11
Comissionamento Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Para poder registar dados, terá de:


• concluir a configuração do Com’X.
• configurar os dispositivos cujos dados pretende registar.
• selecionar os dados a serem registados.
1. Clique em Comissionamento > Registo de dados.
2. Clique em Iniciar registo de dados.
Aparece a data e a hora em que o registo de dados é iniciado.

Para desativar o registo de dados, clique em Comissionamento > Registo de


dados > Parar registo de dados.

Iniciar a publicação
A publicação permite enviar dados para a plataforma alojada numa frequência
especificada.
Se estiver a publicar dados em Energy Operation, tem de enviar a topologia para
Energy Operation.
Depois de ter configurado os dispositivos para publicação:
1. Clique no botão Publicação manual para enviar dados para a plataforma
alojada.
2. Clique no botão Iniciar publicação periódica para enviar os dados para a
plataforma alojada, de acordo com a frequência definida em Definições de
publicação.

DOCA0036PT-11 83
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

Biblioteca personalizada Com’X 210


Modelos personalizados
O Com'X suporta a utilização de modelos personalizados.
Um modelo personalizado é qualquer modelo exceto um modelo incorporado da
Schneider Electric. Para utilizar um modelo personalizado, tem primeiro de criar
um novo modelo personalizado. Um modelo personalizado pode ser:
• com base em um modelo Schneider Electric preexistente
• baseado num modelo personalizado criado anteriormente
• um modelo totalmente novo
Se basear um modelo personalizado num modelo Schneider Electric preexistente
ou um modelo personalizado criado anteriormente, o novo modelo herdará as
propriedades do modelo subjacente em que se baseia. A herança simplifica a
tarefa de criar um novo modelo personalizado porque, para o criar, só precisa de
adicionar ou editar as propriedades únicas do novo modelo personalizado.

Criar um modelo personalizado


Para utilizar um modelo personalizado, tem primeiro de criar um novo modelo
personalizado.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.
3. Introduza as definições seguintes:

Campo Definição

Selecionar um tipo de Selecione um tipo de modelo na lista. Esta seleção determina a


modelo estrutura das propriedades do novo modelo personalizado.

Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:


• Novo
• Baseado num modelo Schneider Electric
• Baseado num modelo personalizado

<tipo de modelo base> Se estiver a basear o novo modelo personalizado num modelo
Schneider Electric existente, selecione o modelo existente em
que se baseia o novo modelo.

Nome do modelo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou aceite o


nome predefinido.

Valor predefinido de Selecione um produto predefinido que o novo modelo vai medir.
artigo

Valor predefinido de Selecione um valor predefinido para o modo como o novo


utilização modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabado de criar, para efetuar a configuração inicial.

Modificar um modelo personalizado


Pode modificar as definições de um modelo personalizado existente.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.

84 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

2. Visualize a lista dos modelos existentes. Pode:


– Clicar em Modelos na árvore de navegação, para visualizar uma lista de
todos os modelos ou
– Clicar em Modelos, <Tipo de modelo> (para o tipo de modelo que quer
modificar) para visualizar uma lista dos modelos do tipo selecionado.
3. Clique no modelo da lista que quer modificar.
4. Faça as alterações nas propriedades configuráveis do modelo selecionado.
5. Clique em Guardar alterações.

Eliminar um modelo personalizado


Só pode eliminar um modelo se não tiver sido criado nenhum dispositivo a partir
do modelo.
1. Clique no separador principal Biblioteca personalizada.
2. Visualize a lista dos modelos existentes. Pode:
– Clicar em Modelos na árvore de navegação, para visualizar uma lista de
todos os modelos ou
– Clicar em Modelos, <Tipo de modelo> (para o tipo de modelo que quer
eliminar) para visualizar uma lista dos modelos do tipo selecionado.
3. Faça o seguinte. Pode:

– Para eliminar um só modelo, clique no ícone Eliminar ( ) na linha


correspondente ao modelo que quer eliminar ou
– Para eliminar vários modelos, coloque uma marca de verificação junto
dos modelos que quer eliminar, clicando depois em Eliminar.
Um modelo é eliminado quando executa o comando Eliminar. Não aparece
nenhuma mensagem pedindo-lhe que confirme o comando de eliminação.

Exportar um ou mais modelos personalizados


Pode exportar modelos personalizados.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Vá para o modelo que quer exportar. Pode:
– Clicar em Modelos na árvore de navegação, para visualizar uma lista de
todos os modelos ou
– Clicar em Modelos, <Tipo de modelo> (para o tipo de modelo que quer
exportar).
3. Faça o seguinte. Pode:

– Exportar um só modelo, clicando no ícone Exportar ( ) na linha


correspondente ao modelo que quer exportar ou
– Exportar vários modelos, colocando uma marca de verificação junto dos
modelos que quer exportar clicando depois em Exportar.
O modelo exportado é comprimido num ficheiro .zip e enviado para o local de
transferência predefinido do seu browser.

Importar um ou mais modelos personalizados


Pode importar modelos personalizados.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em Importar.
A caixa de diálogo de Importação de modelos abre-se.

DOCA0036PT-11 85
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

3. Clique em Browse. Aparece a caixa de diálogo Abrir.


4. Na caixa de diálogo Abrir, selecione o modelo ou modelos personalizados
que quer importar e, depois, clique em Abrir.
5. Na caixa de diálogo Importar modelos, clique em Importar.
6. Uma vez terminado o processo de importação, clique em Fechar.
O modelo ou modelos importados aparecem na Biblioteca Personalizada,
por baixo do tipo de dispositivo correspondente.

Dispositivos Modbus personalizados


O Com’X também pode comunicar com qualquer dispositivo Modbus de terceiros.
Este tipo de dispositivo Modbus é denominado Modbus personalizado
subordinado de linha de série.
O Com’X pode comunicar com um Modbus personalizado subordinado de linha
de série de duas maneiras:
• diretamente utilizando a sua própria porta de série
• através de um gateway de linha de série ModbusTCP/Modbus

Criar um Modbus subordinado personalizado


Pode configurar o servidor de energia para comunicar com um subordinado
personalizado da linha de série Modbus.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.
3. Introduza as definições seguintes:

Campo Definição

Selecionar um tipo de Selecione Modbus RTU ou Modbus TCP.


modelo
Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:
• Novo
• Baseado num modelo Schneider Electric
• Baseado num modelo personalizado

<tipo de modelo base> Se estiver a basear o novo modelo personalizado num modelo
Schneider Electric existente, selecione o modelo existente em
que se baseia o novo modelo.

Nome do modelo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou aceite o


nome predefinido Modbus RTU Subordinado_
Personalizado ou Modbus TCP Subordinado_
Personalizado.
Valor predefinido de Selecione um produto predefinido que o novo modelo vai medir.
artigo

Valor predefinido de Selecione um valor predefinido para o modo como o novo


utilização modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabado de criar, para efetuar a configuração inicial.

Definir um Modbus subordinado personalizado


Depois de ter criado o novo modelo de Modbus subordinado personalizado, pode
concluir a definição respetiva na Biblioteca Personalizada.

86 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Este procedimento requer que tenha criado um modelo personalizado.


1. Selecione o novo modelo na vista de árvore de modelos e, em seguida,
clique no menu expansível Subordinado.
2. Selecione a ordem de leitura na lista pendente Endianness.
Esta definição descreve a ordem de registo a utilizar quando uma variável
está formatada com mais de 1 registo.
NOTA: A "Endianness" depende do dispositivo e tem de ser selecionada
nas definições Com’X. Por exemplo, PM700 é uma Big Endian e PM800
uma Little Endian. A definição de "Endianness" não é utilizada se as
variáveis estiverem formatadas com registos de 16 bits.
3. Clique em Novo pacote.

Exemplos de registos de Modbus subordinado personalizado

Número de Leitura/
Registo registo escrita Escala Unidade Formato Intervalo Descrição

1037 1 R x1 kW INT +/–0...32767 Potência ativa


total
1041 1 R x1 kVAR INT +/–0...32767 Potência
reativa total
1049 1 R x1000 Nenhum INT –1000...1000 Fator de
potência total

1054 1 R x10 Hz INT 0...4000 Frequência do


sistema

Ao ler a documentação do dispositivo, verá que todas as variáveis podem ler-se


com 1 pacote de registos (Código de função 03) a começar no registo 1037 e a
terminar no registo 1054 (contagem = 18).

Pós-requisito: Prossiga para Criar um pacote Modbus na página para definir um


novo pacote.

Criar um pacote Modbus


Para melhorar o desempenho, pode mapear várias variáveis para o mesmo
pacote.
No protocolo Modbus, a troca de dados é descrita através de pacotes. Um pacote
é um pedido para leitura de uma matriz de variáveis consecutivas. Podem ser
necessários vários pacotes para aceder a todas as variáveis de um dispositivo.
Para melhorar o desempenho, reduza o número de pacotes atribuindo diversas
variáveis ao mesmo pacote.

DOCA0036PT-11 87
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

1. Clique em Novo pacote, aparece uma nova linha com as predefinições:

Item Nome Descrição Opções

A Código de função Especifica os tipos de • FC01: bobinas


pedidos de leitura que o (matriz de saída ou
servidor de energia pode bits internos)
efetuar.
• FC02: entrada
discreta (matriz de
bit de entrada)
• FC03: registos de
suspensão (matriz
de saída ou registos
internos de 16 bits)
• FC04: registos de
entrada (matriz de
registos de entrada
de 16 bits)

B Endereço de início Especifica o endereço. 0–65535(1)

C Contagem de itens Especifica o número de • 1–1000 para o


itens que o pacote código de função
contém. FC01 ou FC02
• 1-125 para o código
de função FC03 ou
FC04
D Número Especifica o tipo de • Booleano para o
informações que estão código de função
mapeadas no pacote. FC01 ou FC02
• Booleano ou
número para o
código de função
FC03 ou FC04
E Editar pacote Descreve as variáveis do —
pacote.
(1)Existe
um desvio entre o número de registo e o endereço. Os números de registo
encontram-se na documentação do dispositivo.

2. Quando terminar de adicionar e configurar as definições do pacote, clique em


Guardar alterações.

Criar variáveis Modbus


Como parte da definição de um Modbus subordinado personalizado, é necessário
configurar as variáveis Modbus lidas por um pacote Modbus.

88 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

1. Clique em Editar pacote.


Aparece uma caixa de diálogo que lhe permite definir cada uma das
variáveis.

2. Clique em Novo item para criar uma nova variável e preencha os diversos
campos:

Campo Descrição Comentário


Nome e Unidade Permite selecionar um nome de Pode selecionar Personalizado
variável na lista Nome. Este na lista pendente e escrever uma
nome de variável determina as nova cadeia de texto para os
opções Unidade. campos de nome e unidade.

Formato Especifica o formato deste Existem vários formatos


número. disponíveis, como indicado na
tabela abaixo.
Primeiro endereço Especifica o número do primeiro O número de registo tem de
de registo registo. pertencer ao intervalo do pacote.
Se o formato contiver mais do
que 1 registo, a definição verifica
se o último registo utilizado por
esta medição está dentro do
conteúdo do pacote.

Factor A medição mostrada = (valor A medição mostrada é o valor


transmitido x fator) + desvio. mostrado nas tabelas de
medição. O valor transmitido é a
medição feita pelo contador.

Desvio
Valor inválido Indica que o valor transmitido é —
inválido.

3. Quando acabar de adicionar e configurar as definições do pacote, clique em


OK para fechar a caixa de diálogo e, depois, clique em Guardar alterações.
A tabela abaixo descreve os formatos disponíveis:

Utilizar
definição
Formato Descrição Valor mínimo Valor máximo "Endian"
INT16 1 registo com -32768 32767 Não
um valor de
número inteiro
assinado
UINT16 1 registo com 0 65535 Não
um valor inteiro
positivo

INT32 2 registos com -2147483648 2147483647 Sim


um valor de
número inteiro
assinado
UINT32 2 registos com 0 4294967295 Sim
um valor inteiro
positivo

FLOAT32 2 registos com –1E–10 +1E–10 Sim


valor de vírgula
flutuante
assinado
codificado de

DOCA0036PT-11 89
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

Utilizar
definição
Formato Descrição Valor mínimo Valor máximo "Endian"
acordo com a
norma IEEE754
UINT32_ 2 registos com 0 99999999 Sim
MOD10K valor inteiro
positivo de 0 a
9.999
INT64 4 registos com –2 (^63) –2 (^63)–1 Sim
um valor de
número inteiro
assinado
UINT64 4 registos com 0 –2 (^63)–1 Sim
um valor inteiro
positivo

UINT64_ 4 registos com 0 9 999 999 999 Sim


MOD10K valor inteiro 999 999
positivo de 0 a
9.999

Dispositivo Modbus personalizado


Depois de criar um dispositivo Modbus personalizado na Biblioteca
Personalizada, pode adicioná-lo à sua rede da mesma forma que adiciona
qualquer dispositivo Modbus.
Pode adicionar um dispositivo Modbus personalizado ao encontrar dispositivos
ligados ou ao adicionar um dispositivo Modbus manualmente.

Tópicos relacionados
• Detetar dispositivos ligados
• Adicionar um dispositivo Modbus manualmente

Modelo de contador de impulsos personalizado


Pode criar um contador de impulsos personalizado.
Para criar um contador de impulsos personalizado introduza definições
personalizadas para as seguintes propriedades de medição:
• Elemento de contagem
• Unidade de contagem
• Elemento de fluxo
• Unidade de fluxo

Criar um contador de impulsos personalizado


Pode criar um contador de impulsos personalizado ao introduzir definições
personalizadas.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.

90 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

3. Introduza as definições seguintes:

Campo Definição

Selecionar um tipo de modelo Selecione Contador de Impulsos.

Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:


• Novo
• Baseado num modelo Schneider Electric
• Baseado num modelo personalizado

<tipo de modelo base> Se estiver a basear o novo modelo personalizado num


modelo Schneider Electric existente, selecione o modelo
existente em que se baseia o novo modelo.

Nome do modelo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou aceite


o nome predefinido Contador de impulsos_
Personalizado.
Valor predefinido de artigo Selecione um produto predefinido que o novo modelo vai
medir.
Valor predefinido de utilização Selecione um valor predefinido para o modo como o novo
modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabada de criar, para efetuar a configuração inicial.
5. Configure as propriedades de medição de um modelo de contador de
impulsos personalizado criado recentemente.
As propriedades de medição incluem o seguinte:

Campo Descrição

Elemento de contagem Selecione um elemento de medição na lista ou


selecione Personalizar e escreva um nome
personalizado no campo Elemento de contagem
personalizado.

Unidade de contagem Selecione uma unidade de medição na lista ou


selecione Personalizar e escreva uma unidade
personalizada no campo Unidade de contagem
personalizada.

Peso do impulso Sempre que recebe um impulso, o contador de


impulsos aumenta segundo este valor. A lista
restringe-se aos valores que correspondem ao tipo de
contador selecionado.
Intervalo superior Define quando um contador de energia ativa volta a
zero.
Elemento de fluxo Selecione um elemento de fluxo na lista ou selecione
Personalizar e escreva um nome personalizado no
campo Elemento de fluxo personalizado.

Unidade de fluxo Selecione uma unidade de fluxo na lista ou selecione


Personalizar e escreva uma unidade personalizada no
campo Unidade de fluxo personalizada.

Tabela de medições

As seleções de propriedades de medição que fizer, incluindo as propriedades


personalizadas, são refletidas na tabela de medições.

Modelo de contador de impulsos KYZ personalizado


O modelo de contador de impulsos KYZ personalizado tem um fecho de contacto
seco que muda de estado sempre que o contador avança.
O Com’X deteta a mudança de estado e o contador aumenta em função do peso
do impulso.

DOCA0036PT-11 91
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

Cada instância de um contador de impulsos KYZ personalizado tem de ser ligada


diretamente às entradas digitais do Com’X.

Propriedades de medição
O modelo de contador de impulsos KYZ personalizado tem os mesmos
elementos de Propriedades de medição e Tabela de medições de acordo com
um Contador de impulsos personalizado.
As propriedades de medição incluem o seguinte:

Campo Descrição

Elemento de contagem Selecione um elemento de medição na lista ou selecione


Personalizar e escreva um nome personalizado no campo
Elemento de contagem personalizado.

Unidade de contagem Selecione uma unidade de medição na lista ou selecione


Personalizar e escreva uma unidade personalizada no campo
Unidade de contagem personalizada.

Peso do impulso Sempre que recebe um impulso, o contador de impulsos


aumenta segundo este valor. A lista restringe-se aos valores
que correspondem ao tipo de contador selecionado.

Intervalo superior Define quando um contador de energia ativa volta a zero.

Elemento de fluxo Selecione um elemento de fluxo na lista ou selecione


Personalizar e escreva um nome personalizado no campo
Elemento de fluxo personalizado.

Unidade de fluxo Selecione uma unidade de fluxo na lista ou selecione


Personalizar e escreva uma unidade personalizada no campo
Unidade de fluxo personalizada.

Contador de índice
O gráfico abaixo mostra a diferença entre um contador de impulsos KYZ e um
contador de impulsos padrão (peso do impulso = 10):

Modelo de contador principal personalizado


O modelo de contador principal personalizado é constituído por duas saídas de
impulsos e quatro saídas de contactos.
Pode criar um contador principal personalizado introduzindo definições
personalizadas para as seguintes propriedades de medição de cada uma das
duas saídas de impulsos:
• Elemento de contagem
• Unidade de contagem

92 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

• Elemento de fluxo
• Unidade de fluxo
As propriedades de sinal das quatro saídas de contactos têm as mesmas opções
de configuração do contador principal padrão da Schneider Electric.

Criar um contador principal personalizado


Pode criar um contador principal personalizado introduzindo definições
personalizadas para as propriedades de medição selecionadas de cada uma das
duas saídas de impulsos.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.
3. Introduza as definições seguintes:

Campo Definição

Selecionar um tipo de modelo Selecione Contador Principal.

Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:


• Novo
• Baseado num modelo Schneider Electric
• Baseado num modelo personalizado

<tipo de modelo base> Se estiver a basear o novo modelo personalizado num


modelo Schneider Electric existente, selecione o
modelo existente em que se baseia o novo modelo.

Nome do modelo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou


aceite o nome predefinido Contador Principal_
Personalizado.
Valor predefinido de artigo Selecione um produto predefinido que o novo modelo
vai medir.
Valor predefinido de utilização Selecione um valor predefinido para o modo como o
novo modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabado de criar, para efetuar a configuração inicial.

Propriedades do sinal e de medição do contador principal

O contador principal personalizado tem definições personalizadas para as


propriedades de medição de cada duas saídas de impulsos e as mesmas
propriedades do sinal do contador principal padrão.
Cada saída de impulsos apresenta as seguintes propriedades de medição:

Campo Descrição

Elemento de contagem Selecione um elemento de medição na lista ou selecione


Personalizar e introduza um nome personalizado no campo
Elemento de contagem personalizado.

Unidade de contagem Selecione uma unidade de medição na lista ou selecione


Personalizar e introduza uma unidade personalizada no
campo Unidade de contagem personalizada.

Peso do impulso Sempre que recebe um impulso, o contador de impulsos


aumenta segundo este valor. A lista restringe-se aos valores
que correspondem ao tipo de contador selecionado.

Intervalo superior Define quando um contador de energia ativa volta a zero.

DOCA0036PT-11 93
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

Campo Descrição

Elemento de fluxo Selecione um elemento de fluxo na lista ou selecione


Personalizar e introduza um nome personalizado no campo
Elemento de fluxo personalizado.

Unidade de fluxo Selecione uma unidade de fluxo na lista ou selecione


Personalizar e introduza uma unidade personalizada no
campo Unidade de fluxo personalizada.

Cada saída de contactos apresenta as seguintes propriedades de sinal:

Campo Descrição

Elemento do sinal Introduza o nome do sinal ou aceite o nome predefinido Status


Output n, em que n representa o número do sinal (1 a 4).

Valor para 0 Introduza o estado associado ao valor de 0. A predefinição é


OFF.
Valor para 1 Introduza o estado associado ao valor de 1. A predefinição é
ON.

Tabela de medições

As seleções de propriedades de medição e sinal que fizer, incluindo as


propriedades personalizadas das saídas de impulsos, são refletidas na tabela de
medições.

Contador principal personalizado


Depois de ter criado um modelo de contador principal personalizado na
Biblioteca personalizada, pode adicionar as ocorrências desse contador
principal personalizado nas Definições do dispositivo.
Quando adiciona um contador principal personalizado, as duas saídas de
impulsos são automaticamente ligadas ao dispositivo a montante. Pode ligar as
quatro saídas de contactos, como descrito em Ligar um contador principal
padrão.

Ligar um contador principal padrão (contador principal)


Pode ligar as saídas de contacto a partir do menu expansível de propriedades do
contador principal padrão.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Selecione o contador principal na vista de árvore dos dispositivos.
3. Selecione Saída de impulsos 1 no menu expansível Propriedades.
4. Selecione o número de saídas digitais na lista pendente.
5. Repita os passos 3 e 4 para as propriedades de Saída de impulsos 2.
6. Clique em Guardar alterações.

Ligar um contador principal padrão (dispositivo a montante)


Pode ligar as saídas de contacto da área de propriedades do dispositivo a
montante.
1. Clique no separador principal Definições do dispositivo.
2. Selecione o dispositivo a montante na vista de árvore dos dispositivos.
3. Clique em Saídas digitais e analógicas no menu expansível.
4. Selecione o nome do contador principal na lista pendente Dispositivo.

94 DOCA0036PT-11
Biblioteca personalizada Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

5. Selecione a saída de contactos que tem de ser ligada na lista pendente


Ficha.
6. Clique em Guardar alterações.
A vista de árvore dos dispositivos mostra que o contador principal padrão
está ligado a uma entrada digital adicional.

Contactor personalizado ou relé de impulsos


A ligação de um contactor ou relé de impulsos a uma entrada digital permite-lhe
controlar a saída de estado. O contador funciona quando o contacto é fechado.

Criar um contactor ou relé de impulsos personalizado


Pode criar um novo modelo de contador de impulsos genérico personalizado.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.
3. Introduza as definições seguintes:

Campo Definição

Selecionar um tipo de modelo Selecione Contactor ou Relé de impulsos.

Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:


• Novo
• Baseado num modelo personalizado

<tipo de modelo base> Se estiver a basear o novo modelo personalizado num


modelo personalizado já existente, selecione o modelo
existente em que se baseia o novo modelo.

Nome do modelo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou


aceite o nome predefinido Contactor
Personalizadoou Relé de impulsos
Personalizado.
Valor predefinido de artigo Selecione um produto predefinido que o novo modelo
vai medir.
Valor predefinido de utilização Selecione um valor predefinido para o modo como o
novo modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabada de criar, para efetuar a configuração inicial.
5. Configure as propriedades de medição de um contactor ou relé de impulsos.

Propriedades de medição

Campo Descrição

Elemento do sinal Introduza o elemento a controlar ou aceite a saída de


estado predefinida.

Valor para 0 Introduza o estado representado por um valor 0, ou


aceite a predefinição OFF.

Valor para 1 Introduza o estado representado por um valor 1, ou


aceite a predefinição ON.

Por predefinição, as medições são registadas e publicadas na plataforma alojada.

DOCA0036PT-11 95
Servidor de energia Com’X 210 Biblioteca personalizada Com’X 210

Modelo de sensor analógico personalizado


Cada modelo de sensor analógico personalizado monitoriza um único ponto.
O Com’X inclui dois modelos de sensor analógico:
• 4...20 mA
• 0...10 V
Pode criar um modelo de sensor analógico personalizado introduzindo definições
personalizadas para as propriedades seguintes:
• Elemento de contagem
• Unidade de contagem

Criar um sensor analógico personalizado


Pode criar um modelo de sensor analógico personalizado introduzindo definições
personalizadas.
1. Clique no separador principal Biblioteca Personalizada.
2. Clique em +Criar na parte inferior esquerda da página.
A caixa de diálogo Criar um modelo personalizado abre-se.
3. Introduza as definições do modelo personalizado:

Campo Definição

Selecionar um tipo de modelo Selecione Sensor 4-20 mA ou Sensor 0-10 V.

Criar um modelo Selecione a base para o novo modelo personalizado:


• Novo
Tipo Introduza o nome do novo modelo personalizado ou
aceite o nome predefinido; Sensor 4-20mA_
Personalizadoou Sensor 0-10V_
Personalizado, de acordo com o tipo de modelo
selecionado.
Valor predefinido de artigo Selecione um produto predefinido que o novo modelo
vai medir.
Valor predefinido de utilização Selecione um valor predefinido para o modo como o
novo modelo vai ser utilizado.

4. Clique em Criar.
A caixa de diálogo fecha-se e abre-se a página de propriedades do modelo
personalizado acabada de criar, para efetuar a configuração inicial.
5. Configure as propriedades do sensor.
Cada saída de impulsos apresenta as seguintes propriedades de medição:

Campo Descrição

Elemento Selecione um elemento de controlo na lista ou


selecione Personalizado e introduza um nome
personalizado no campo Elemento personalizado.

Unidade Selecione uma unidade de controlo na lista ou


selecione Personalizada e introduza uma unidade
personalizada no campo Unidade personalizada.

Limite inferior O valor mapeado como valor mínimo controlado.

Limite superior O valor mapeado como valor máximo controlado.

Tabela de medições

As seleções de propriedades de controlo que fizer, incluindo as propriedades


personalizadas, são refletidas na tabela de medições.

96 DOCA0036PT-11
Diagnóstico Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Diagnóstico Com’X 210


Aspetos gerais de diagnósticos
Os Diagnósticos fornecem dados estatísticos sobre o Com'X e os dispositivos
ligados. Também lhe permitem que execute leituras de registo manuais e que
verifique o estado das comunicações dos dispositivos ligados.

Estatísticas
As Estatísticas mostram as leituras acumuladas desde a última vez em que o
Com'X foi reinicializado.
Se a alimentação do Com'X for cortada ou se for necessário reinicializar o
dispositivo devido a uma alteração na configuração ou outro evento, todos os
valores acumulados voltam a zero.

Ver as estatísticas
Pode visualizar as estatísticas da rede ou Modbus.
1. Clique em Diagnóstico.
2. Clique numa das categorias seguintes:Rede ou Modbus.
3. Clique no menu expansível do grupo de estatísticas que quer ver.
4. Clique em Atualizar se quiser atualizar os dados.
NOTA: As estatísticas da rede atualizam-se aproximadamente a cada 10
segundos.

Reiniciar as estatísticas
Pode reiniciar uma categoria de estatísticas.
1. Clique em Diagnóstico.
2. Clique numa das categorias seguintes: Rede ou Modbus.
3. Clique em Reiniciar e, em seguida, em Sim para confirmar a reinicialização.
Os parâmetros de todos os menus expansíveis são reiniciados.

Estatísticas do Modbus
As estatísticas do Modbus estão disponíveis para o seu dispositivo.

Parâmetro Descrição

RS485
Mensagens recebidas Um contador que aumenta sempre que é recebida uma
mensagem.

Mensagens transmitidas Um contador que aumenta sempre que é enviada uma


mensagem.

Tempos limite de mensagem Um contador que aumenta sempre que uma mensagem de
pedido é enviada sem receber a mensagem de resposta
correspondente dentro do tempo permitido. Os tempos
excedidos são normalmente resultado de erros de configuração
ou de um dispositivo que não responde.

Erros de CRC Um contador que aumenta sempre que é recebido um pacote


com uma soma de verificação/CRC que não coincide com a
calculada.

DOCA0036PT-11 97
Servidor de energia Com’X 210 Diagnóstico Com’X 210

Parâmetro Descrição

Erros de protocolo Um contador que aumenta sempre que é recebida uma


mensagem incorretamente formada.

Exceções recebidas Um contador que aumenta sempre que é recebida uma


exceção.

Detalhes do dispositivo Uma tabela detalhada que fornece estatísticas por dispositivo.
Clique na ligação para abrir a tabela numa janela nova.

Servidor TCP/IP
Mensagens recebidas Um contador que aumenta sempre que é recebida uma
mensagem.

Mensagens transmitidas Um contador que aumenta sempre que é enviada uma


mensagem.

Erros de protocolo Um contador que aumenta sempre que é recebida uma


mensagem incorretamente formada.

Ligações ativas Um valor de estado que representa o número de ligações


(internas e externas) que estão ativas no momento em que a
página de diagnóstico é atualizada. Clique na ligação para abrir
uma caixa de diálogo com uma lista de todas as ligações de
cliente externas ativas.
Ligações acumuladas Um contador que aumenta sempre que é estabelecida uma
ligação (interna ou externa) ao Com’X.

Máximo de ligações Um valor de estado que representa o número máximo de


ligações que foram feitas desde que foi ligado o Modbus.

Cliente TCP/IP
Mensagens recebidas Um contador que aumenta sempre que é recebida uma
mensagem.

Mensagens transmitidas Um contador que aumenta sempre que é enviada uma


mensagem.

Tempos limite de mensagem Um contador que aumenta sempre que uma mensagem de
pedido é enviada sem receber a mensagem de resposta
correspondente dentro do tempo permitido. Os tempos
excedidos são normalmente resultado de erros de configuração
ou de um dispositivo que não responde.

Tempos limite de ligação Um contador que aumenta sempre que o dispositivo excede o
tempo limite num pedido de ligação.

Erros de protocolo Um contador que aumenta sempre que é recebida uma


mensagem incorretamente formada.

Exceções recebidas Um contador que aumenta sempre que é recebida uma


exceção.

Detalhes do dispositivo Uma tabela detalhada que fornece estatísticas por dispositivo.
Clique na ligação para abrir a tabela numa janela nova.

Estatísticas de rede
O seu dispositivo fornece estatísticas de rede.

Parâmetro Descrição

Ethernet
Velocidade Uma cadeia de estado que representa a definição de
velocidade que está a ser utilizada para comunicar com o
parceiro de ligação.

Opções: 10 Mbps ou 100 Mbps

Duplex Uma cadeia de estado que representa a definição duplex.

Opções: Full-Duplex ou Half-Duplex

Colisões Um contador que aumenta sempre que um pacote é


retransmitido devido à deteção de uma colisão.

98 DOCA0036PT-11
Diagnóstico Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Parâmetro Descrição

Erros de CRC Um contador que aumenta sempre que é recebido um pacote


com uma soma de verificação/CRC que não coincide com a
calculada.
Erros de pacote Um contador que aumenta sempre que é detetado um erro de
pacote de receção.

Pacotes recebidos OK Um contador que aumenta sempre que a receção de um


pacote é bem sucedida.

Pacotes de receção ignorados Um contador que aumenta sempre que um pacote de receção
é ignorado.

Erros de receção Um contador que aumenta sempre que um pacote é recebido


com um erro de receção.

Pacotes transmitidos OK Um contador que aumenta sempre que a transmissão de um


pacote é bem sucedida.

Pacotes de transmissão Um contador que aumenta sempre que um pacote de


ignorados transmissão é ignorado.

Erros de transmissão Um contador que aumenta sempre que um pacote de


transmissão sofre um erro de transmissão.

Ler registos do dispositivo


A opção Ler registos do dispositivo permite ao Com’X ler os registos Modbus
dos seus dispositivos locais e remotos.
Apresentam-se abaixo as definições Ler registos do dispositivo.

Definição Descrição Opções

Nome do dispositivo Seleciona um dispositivo para —


leitura na lista dos dispositivos
adicionados anteriormente.
Pode ler um dispositivo que
não esteja definido na lista de
dispositivos introduzindo a
respetiva ID local.

ID local O endereço (ID local) do 1-255


dispositivo que vai ser lido.
Predefinição: 1

Registo inicial O primeiro registo a ler. Predefinição: 1000

Número de registos O número de registos a ler. 1-125

Predefinição: 10

Registo Uma coluna que mostra o —


número de registos.

Valor Uma coluna que mostra os —


dados guardados para cada
registo.

Os valores obtidos dependem


do dispositivo ligado ao
Com'X. Consulte a
documentação do dispositivo
ligado para obter mais
informações sobre os valores
dos registos guardados.

Tipo de dados Menu para selecionar o tipo de Registos de suspensão,


dados dos registos e o formato Registos de entrada, Bobinas
(decimal, hexadecimal, binário de saída, Bobinas de entrada
ou ASCII) em que os quer ou ID de dispositivo
receber.
Predefinição: Registos de
suspensão.

DOCA0036PT-11 99
Servidor de energia Com’X 210 Diagnóstico Com’X 210

Leitura de registos do dispositivo


Pode ler os registos Modbus dos dispositivos locais e remotos utilizando Ler
registos do dispositivo.
1. Clique em Diagnóstico > Ler registos do dispositivo
2. Selecione um dispositivo na lista pendente Nome do dispositivo ou escolha
Selecionar por ID de dispositivo se os dispositivos não estiverem na lista
de dispositivos.
3. Se escolher Selecionar por ID de dispositivo, introduza a ID local.
Se tiver selecionado um nome de dispositivo no passo anterior, este campo é
preenchido automaticamente e não pode ser alterado.
NOTA: O ID do subordinado é o identificador da porta série a que este
está ligado. O ID local é o identificador utilizado pelo Com'X.
4. Introduza o registo inicial e o número de registos a ler.
5. Selecione um tipo de dados.
6. Se tiver selecionado Registos de suspensão ou Registos de entrada,
escolha um formato para os dados devolvidos.
7. Clique em Leitura.

100 DOCA0036PT-11
Diagnóstico Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Notices
FCC
Este equipamento foi testado e mostrou respeitar os limites para dispositivos
digitais de Classe B, em conformidade com a parte 15 das normas da FCC. Estes
limites destinam-se a fornecer uma proteção adequada contra interferências
prejudiciais numa instalação residencial. Este equipamento gera, utiliza e pode
emitir energia de radiofrequência e, se não for instalado e utilizado de acordo com
as instruções, pode provocar interferências prejudiciais nas comunicações de
rádio. No entanto, não é possível garantir que não ocorrerão interferências numa
instalação específica. Se o equipamento provocar interferências prejudiciais na
receção de rádio ou televisão, o que se pode verificar desligando e voltando a
ligar o equipamento, o utilizador deverá tentar anular as interferências tomando
uma ou mais das medidas indicadas a seguir:
• Reorientar ou mudar a posição da antena de receção.
• Aumentar a distância entre o equipamento e o recetor.
• Ligar o equipamento a uma tomada de um circuito diferente daquele a que o
recetor está ligado.
• Consultar o distribuidor ou pedir ajuda a um técnico de rádio e televisão com
experiência.
O utilizador é advertido para o facto de que quaisquer alterações ou modificações
não expressamente aprovadas pela Schneider Electric podem anular a
autoridade do utilizador em operar o equipamento.
Este equipamento digital está em conformidade com a norma CAN ICES-3 (B)/
NMB-3(B).

Executar uma verificação manual das comunicações


Em certos casos, poderá não querer esperar pelo intervalo de verificação de
comunicações automático e precisar de forçar manualmente a execução de uma
verificação.
1. Clique em Diagnóstico > Verificação das comunicações.
2. Clique em Verificar estado do dispositivo para iniciar a verificação.
3. Opcionalmente, pode clicar em Parar verificação de estado para parar a
verificação.

A coluna Estado mostra Em serviço ou Fora de serviço.

Definir o Tempo fora de serviço


Pode definir o Tempo fora de serviço.
1. Clique em Diagnóstico > Verificação das comunicações.
2. Selecione Sim para Ativar tempo fora de serviço.
3. Selecione o Tempo fora de serviço. As opções são 1, 2, 3, 4, 5, 10, 15, 30 e
60 minutos (predefinição: 15).
4. Clique em Guardar alterações.

DOCA0036PT-11 101
Servidor de energia Com’X 210 Manutenção Com’X 210

Manutenção Com’X 210


Logs
The Logs subtab displays the list of events that have been logged with the
recorded date and time and a short description of the event.
The Com’X displays logs for at least 10 minutes before power outage or
shutdown.
Schneider Electric recommends checking the logs periodically for excessive
denied accesses, unexpected firmware upgrades or unplanned backup
restoration. These can be signs of fraudulent attacks. If this happens, contact your
local Schneider Electric technical support.

A transferir registos
A opção Obter informações de diagnóstico permite transferir os registos do
Com'X.
O ficheiro transferido não pode ser lido com um software comum. Este ficheiro só
é útil para a assistência técnica da Schneider Electric.

Eventos registados
O seu dispositivo regista eventos.
Os eventos registado são:

Tópico Evento
Recurso Alteração da configuração de:
• dispositivos
• publicação

Entrega Passos e estado da publicação (sem êxito ou com êxito)

Ativação/desativação da publicação periódica

Registo Ativação ou desativação do registo de dados

Segurança Início de sessão sem êxito

Alarme Nível baixo do sinal de GPRS/3G


Erro detetado durante o início de sessão
O dispositivo não está a comunicar

Utilização excessiva de CPU e RAM

Interrupções na comunicação com os dispositivos de medição

Sistema Alteração da definição da hora

Atualização do firmware e estado

Tempo de arranque

Definições do sistema
As Definições do sistema permitem-lhe guardar e restaurar uma configuração,
atualizar o firmware do Com'X e ativar o acesso remoto para assistência.

102 DOCA0036PT-11
Manutenção Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Guardar a configuração
Pode guardar toda a configuração do Com'X num ficheiro que pode ser
restaurado no mesmo Com'X.
Deve guardar uma configuração de cópia de segurança antes e depois de cada
atualização de firmware.
Os ficheiros de cópia de segurança contêm informações sensíveis (como as
palavras-passe de rede).

AVISO
PERIGO DE ACESSO NÃO AUTORIZADO
Não faculte um ficheiro de cópia de segurança a pessoas não autorizadas.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em danos do
equipamento.

O nome do ficheiro está no formato Com'X name_Firmware version_


YYYYMMDD-HHMM.zip. Por exemplo, MyComXEnergyServer_V1.0_20130110_
1020.zip indica que o ficheiro foi gerado a partir de:
• um Com'X denominado MyComXEnergyServer
• compatível com a versão 1.0 do firmware
• em 10 de Janeiro de 2013 às 10:20 .
A configuração só pode ser guardada depois de terminada a configuração inicial
ou a atualização.

Tópicos relacionados
• Atualizar o firmware

Guardar a configuração localmente

Pode guardar a configuração localmente.


1. Clique em Manutenção > Definições do sistema.
2. Clique em Guardar a configuração no menu expansível Gestão de
configurações.
Em função do browser utilizado, aparece uma caixa de diálogo onde pode
abrir, guardar ou cancelar o ficheiro de configuração.
3. Na caixa de diálogo, selecione a opção para guardar o ficheiro.
A data e a hora da última cópia de segurança da configuração aparecem por
baixo do botão Guardar a configuração.
4. No campo Escolher ficheiro, selecione a localização no computador onde
quer guardar o ficheiro e guarde a configuração.

Guardar a configuração para duplicação noutro Com'X

Pode copiar a configuração do Com'X para que possa ser aplicada a um Com'X
diferente.
Quando faz uma cópia de segurança de um ficheiro de configuração existente,
para duplicação noutro dispositivo, o ficheiro de cópia de segurança contém a
configuração original, excetuando as definições seguintes:
• O campo Nome do dispositivo é definido para Com’X 210_xxyyzz, em que
xxyyzz representa os três últimos octetos hexadecimais do endereço MAC
do dispositivo
• o campo Nome do local é deixado em branco (é criado um novo Energy
OperationID do local)

DOCA0036PT-11 103
Servidor de energia Com’X 210 Manutenção Com’X 210

NOTA: Não utilize este procedimento com uma cópia de segurança de uma
caixa ligada a DSP.
1. Clique em Manutenção > Definições do sistema.
2. Clique em Cópia de segurança para duplicação no menu expansível
Gestão de configurações.
O ficheiro de duplicação é guardado no PC local na localização predefinida
para as transferências do browser.

Guardar a configuração através da porta USB

Pode guardar a configuração do Com'X num ficheiro numa pen USB.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELECTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

1. Introduza a pen USB na porta USB do painel frontal do Com'X.

2. Prima e mantenha premido o botão Backup durante pelo menos três


segundos.
Durante a criação da cópia de segurança o LED USB tem o comportamento
seguinte:
• Se não for detetado nenhum erro durante a criação da cópia de
segurança, o LED USB pisca com luz verde durante 500 ms e, depois,
apaga-se durante outros 500 ms.
• Se for detetado um erro, o LED USB pisca com luz verde durante 250
ms e, depois, apaga-se durante outros 250 ms, durante um total de três
segundos.
3. Se não for detetado nenhum erro durante a criação da cópia de segurança, a
cópia estará concluída quando a luz deixar de piscar.
Pode retirar a pen USB do painel frontal do Com'X.

Restaurar a configuração
Pode restaurar a configuração de formas diferentes.
Pode restaurar a configuração como descrito nos pontos seguintes:
• utilizando um ficheiro local.
• utilização uma pen USB.

Restaurar a configuração com um ficheiro local

Ao restaurar a configuração com um ficheiro local, a palavra-passe atual não é


alterada.
Não restaure uma cópia de segurança feita sem uma ligação à Digital Service
Platform a uma caixa depois de estabelecida uma ligação a DSP.
Siga o procedimento descrito abaixo para restaurar a configuração no mesmo
Com'X:
1. Clique em Manutenção > Definições do sistema.

104 DOCA0036PT-11
Manutenção Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

2. Clique no menu expansível Gestão de configurações.


3. No campo Ficheiro, selecione o ficheiro que tem de ser carregado para
restaurar a configuração.
4. Clique em Abrir para que o ficheiro selecionado apareça.
5. Clique em Aplicar a configuração.
6. Aguarde que o Com’X se reinicie.
Quando a reinicialização estiver concluída, a luz do LED indicador de
funcionamento passa a verde.
7. Inicie sessão no Com’X.
8. Verifique a configuração nos separadores de definições e volte a iniciar a
publicação a partir do separador Comissionamento.

Tópicos relacionados
• Guardar a configuração

Restaurar a configuração com uma pen USB

Pode restaurar um ficheiro de configuração guardado localmente no mesmo


Com'X utilizando uma pen USB .

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

1. Copie o ficheiro de configuração guardado para uma pasta com o nome


"Restaurar" na raiz da pen USB.
2. Desligue o Com'X, e ligue a pen USB à porta USB do painel frontal do
Com'X.
3. Ligue o Com'X e aguarde que se reinicie.
Quando a luz do LED indicador de funcionamento passar a verde, a
reiniciação está concluída.
4. Inicie sessão no Com’X.
5. Verifique a configuração nos separadores de definições e volte a iniciar a
publicação a partir do separador Comissionamento.

Tópicos relacionados
• Guardar a configuração

Carregar um ficheiro de configuração duplicado de outro Com’X


Pode guardar um ficheiro de configuração de um Com’X para carregar noutro
Com’X.
Pode carregar um ficheiro de configuração duplicado das maneiras seguintes:
• com um ficheiro local
• com uma pen USB

DOCA0036PT-11 105
Servidor de energia Com’X 210 Manutenção Com’X 210

Não é possível carregar remotamente o ficheiro de configuração a partir de outro


Com’X através de DSP.

Carregar um duplicado da configuração com um ficheiro local

Depois de guardar a configuração para duplicação em um Com’X, pode carregar


um ficheiro de configuração duplicado para outro Com’X:
1. Clique no separador principal Manutenção.
2. Clique no separador secundário Definições do sistema.
3. Clique em Procurar no menu expansível Gestão de configurações.
4. Selecione o ficheiro de configuração guardado localmente.
5. Clique em Abrir para que o ficheiro selecionado apareça.
6. Clique em Aplicar a configuração.
7. Aguarde que o Com’X se reinicie.
Quando a reinicialização estiver concluída, a luz do LED indicador de
funcionamento passa a verde.
8. Volte a ligar para Com’X.
9. Clique em Definições > Definições do local > Informações do local.
10. Escreva o nome da localização do novo local e clique em Guardar
alterações para guardar a alteração.
NOTA: O nome da localização do local pode não incluir o seguinte: '/:*?
<>| ou espaço.
11. Clique no separador Definições do dispositivo.
12. Selecione o Com’X na vista da árvore dos dispositivos.
13. Escreva o nome Com’X no menu expansível Propriedades gerais.
14. Clique em Guardar alterações para guardar a alteração.
15. Clique no separador Tabela de medições para verificar se a ligação, a
definição e o funcionamento no novo local estão corretos.
16. Selecione o separador Comissionamento para ativar o registo e publicação
de acordo com a plataforma de destino.

Tópicos relacionados
• Carregar um duplicado da configuração com uma chave USB
• Guardar a configuração para duplicação noutro Com'X
• Comissionamento Com’X 210

Carregar um duplicado da configuração com uma chave USB

Para carregar um ficheiro de configuração duplicado a partir de outro Com'X


utilizando uma pen USB .

106 DOCA0036PT-11
Manutenção Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

1. Copie o ficheiro de configuração duplicado para uma pasta com o nome


"Restaurar" no diretório raiz da pen USB.
2. Desligue o Com'X, e ligue a pen USB à porta USB do painel frontal do
Com'X.
3. Ligue o Com'X e aguarde que se reinicie.
Quando a luz do LED indicador de funcionamento passar a verde, a
reiniciação está concluída.
4. Volte a ligar para Com’X.
5. Clique em Definições > Definições do local > Informações do local.
6. Escreva o nome da localização do novo local e clique em Guardar
alterações para guardar a alteração.
NOTA: O nome da localização do local pode não incluir o seguinte: '/:*?
<>| ou espaço.
7. Clique no separador Definições do dispositivo.
8. Selecione o Com’X na vista da árvore dos dispositivos.
9. Escreva o nome Com’X no menu expansível Propriedades gerais.
10. Clique em Guardar alterações para guardar a alteração.
11. Clique no separador Tabela de medições para verificar se a ligação, a
definição e o funcionamento no novo local estão corretos.
12. Selecione o separador Comissionamento para ativar o registo e publicação
de acordo com a plataforma de destino.

Tópicos relacionados
• Carregar um duplicado da configuração com um ficheiro local
• Guardar a configuração para duplicação noutro Com'X

Atualizar o firmware
Pode atualizar o Com’X utilizando firmware seguro através da página Web ou da
porta USB na parte frontal do Com’X.
Para obter a atualização do firmware mais recente, visite
www.schneider-electric.com, na página Com’X, ou contacte o representante local
de vendas.
As atualizações do firmware só podem ser bem-sucedidas se a data e a hora do
Com’X estiverem corretamente configuradas.

DOCA0036PT-11 107
Servidor de energia Com’X 210 Manutenção Com’X 210

Antes de começar
• Deve guardar uma configuração de cópia de segurança antes e depois de
cada atualização de firmware.
• Emitir manualmente quaisquer dados registados em Comissionamento >
Publicação > Publicação manual.

Tópicos relacionados
• Guardar a configuração
• Configurar a data e hora

Atualizar o firmware através da página Web


Pode atualizar o firmware através da interface Web.
1. Guarde o ficheiro de firmware no portátil.
2. Clique em Manutenção > Definições do sistema.
3. Clique em Ficheiro no menu expansível Atualizar o firmware e selecione
um ficheiro de firmware.
4. Clique em Abrir.
O ficheiro selecionado aparece no campo junto do botão Browse.
5. Clique em Atualizar o firmware.
Durante a atualização aparece a mensagem "Application not reachable".
6. Aguarde que o Com’X se reinicie.
Quando a reinicialização estiver concluída, a luz do LED indicador de
funcionamento passa a verde.
7. Inicie sessão no Com’X.
8. Verifique se o novo firmware foi instalado na página Acerca de.

Atualizar o firmware através da porta USB


Pode atualizar o firmware utilizando a porta USB.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELECTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

1. Guarde o ficheiro de firmware no diretório raiz da pen de memória USB.


2. Mude o nome do ficheiro para upgrade.sp1.
3. Certifique-se de que não há nenhum ficheiro no diretório raiz da pen de
memória USB com um nome igual ao número de série do Com'X.
4. Desligue o Com'X.
5. Introduza a pen de memória USB na porta USB localizada na parte da frente
do dispositivo.

108 DOCA0036PT-11
Manutenção Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

6. Ligue o Com'X.
7. Aguarde que o Com’X se reinicie.
Quando a reinicialização estiver concluída, a luz do LED indicador de
funcionamento passa a verde.
8. Ligue-se ao Com'X através de um PC e clique na ligação Acerca de para
verificar se o novo firmware está instalado.

Atualizar o firmware por DSP


A atualização do firmware através da DSP é gerida pela assistência técnica da
Schneider Electric.
Depois de terminado o processo de atualização do firmware, o Com’X reinicia-se.
O registo e a publicação recomeçam automaticamente.
NOTA: Não é recomendável fazer a primeira atualização do firmware do
Com’X utilizando a DSP através de uma ligação GPRS. Como a ligação
GPRS tem uma velocidade de apenas 20 kb/s, a atualização do firmware
poderia demorar várias horas.

Ativar o acesso remoto


O Acesso remoto permite à assistência técnica da Schneider Electric ligar-se
remotamente a um Com'X para verificar as definições e diagnosticar avarias sem
ter de se deslocar às instalações do cliente.
Schneider Electric não tenta ligações, exceto se for necessário fazê-lo. Se um
proxy é necessário, este deve ser configurado.
Quando está ativado, o Acesso remoto utiliza-se para criar uma ligação entre o
Com'X e os serviços remotos da Schneider Electric.
Para ativar o Acesso remoto:
1. Clique em Manutenção > Definições do sistema.
2. Nas Aplicações, coloque o botão Acesso remoto para suporte na posição
ON apenas se a equipa de suporte da Schneider Electric lho pedir. Caso
contrário, deixe o botão de acesso remoto na posição OFF (predefinição).

O botão Acesso remoto é desativado três horas depois de o ligar. Em


alternativa, pode desativar o Acesso remoto, como descrito nos passos acima.

Reiniciar o Com'X da interface Web


Utilize a função Reiniciar Com'X para reiniciar manualmente o Com'X.
1. Clique em Manutenção > Definições do sistema.
2. Em Reiniciar Com'X, clique em Reiniciar e, de seguida, em Sim para
confirmar.
A reinicialização irá começar.

Substituir o produto
Para reiniciar a configuração do Com'X através de um ficheiro local, substitua-o
pelo novo Com'X e utilize um dos métodos para restaurar a configuração.

DOCA0036PT-11 109
Servidor de energia Com’X 210 Manutenção Com’X 210

Tópicos relacionados
• Restaurar a configuração

Redefinir a palavra-passe localmente


Se perder a palavra-passe, é possível repor a palavra-passe de administrador
predefinida aos valores de fábrica.
A redefinição da palavra-passe não afeta as outras definições de configuração e
os dados.
O servidor Web é uma ferramenta que permite ler e escrever dados. Controla o
estado do sistema, e tem total acesso a todos os dados da aplicação. Quando
inicia a sessão pela primeira vez é-lhe pedido que altere a sua palavra-passe,
para evitar o acesso não autorizado à aplicação.
A palavra-passe não deve ser partilhada nem distribuída a pessoas não
autorizadas. A palavra-passe não deve conter informações pessoais ou óbvias.
O nova palavra-passe tem de conter:
• 8 caracteres
• 1 letra maiúscula
• 1 dígito numérico
• 1 caractere especial
NOTA: A função de reposição de palavra-passe deve ser ativada. Consulte
Definições > Segurança > Gestão da firewall > Ativar reposição de
admin. predefinida para verificar o estado da função de reposição da
palavra-passe.

1. Prima o botão Backup na parte frontal do Com’X e mantenha-o premido


durante pelo menos 10 s, até o LED indicador de funcionamento piscar três
vezes com luz verde.
2. Solte o botão.
3. Para aceder às páginas Web da configuração do Com’X, utilize as definições
seguintes:
• Nome de utilizador: admin
• Palavra-passe: admin

Tópicos relacionados
• Desativar o botão de reposição de palavra-passe

Repor as definições de fábrica


Ao executar o procedimento descrito abaixo, todos os dados e registos
guardados são apagados.

AVISO
PERIGO DE CONFLITO NO ENDEREÇO IP
Desligue o Com’X de todas as redes Ethernet antes de repor as definições de
IP nos valores de fábrica.
A não observância destas instruções pode provocar deficiências de
comunicações.

Se estiver a utilizar um serviço Schneider Electric através de DSP, contacte o


suporte Schneider Electric antes de realizar uma reposição de fábrica. Caso

110 DOCA0036PT-11
Manutenção Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

contrário, deve contactar o suporte DSP para voltar ao ligar ao seu serviço
subscrito: dsp-support@schneider-electric.com.
Para reiniciar totalmente o servidor de energia, siga o procedimento abaixo para
repor todas as definições de configuração nos valores de fábrica:
1. Desligue o Com’X e aguarde que o LED indicador de funcionamento se
apague.

2. Prima, simultaneamente, o botão Backup e Wi-Fi na parte frontal do


Com’X e ligue o Com’X.
Mantenha os botões premidos durante pelo menos 10 s, até o LED indicador
de funcionamento piscar três vezes.
3. Solte os botões.
O Com’X reinicia.
4. Aguarde que o Com’X se reinicie completamente.
O LED indicador de funcionamento está:
• aceso com luz laranja quando o Com’X está a arrancar.
• aceso com luz verde quando o Com’X restabeleceu as definições de
fábrica e está pronto a ser configurado.
5. Siga as instruções descritas em Aceder à interface do utilizador para aceder
às páginas Web do Com'X.

Tópicos relacionados
• Aceder à interface do utilizador Com’X 210

DOCA0036PT-11 111
Servidor de energia Com’X 210 Lista de verificação antes de sair das instalações do cliente

Lista de verificação antes de sair das instalações do


cliente
Schneider Electric recomenda a utilização desta lista de verificação antes de sair
das instalações do cliente.
Esta lista não é exaustiva.

Ponto a verificar Verificado Comentários


O registo está ativado na faixa.

A publicação está ativada na faixa (se aplicável).

Todos os contadores mostram os valores relevantes


nos separadores Tabela de medições e Dados em
tempo real.

Cada sensor analógico apresenta valores relevantes


na Tabela de medições.

Não há ícones de notas na Tabela de medições.

Nas ligações Ethernet o LED eth1 e/ou eth2 está a


piscar.

Nas ligações GPRS ou 3G, a ligação sem fios tem


um nível de receção de, pelo menos, 2/4.

Nas ligações GPRS ou 3G, verifique o LED e o


estado geral.

Nas ligações Wi-Fi, a ligação sem fios tem um bom


nível de receção.

Nas ligações Wi-Fi, verifique o LED e o estado geral.

A última publicação na plataforma tem de ser bem


sucedida (se aplicável).

112 DOCA0036PT-11
Resolução de problemas Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Resolução de problemas Com’X 210


Diagnóstico de avarias do dispositivo de medição
Há dicas para a resolução de problemas dos dispositivos de medição

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

Diagnóstico de avarias da entrada digital


A tabela abaixo descreve como resolver problemas das entradas digitais.

Problema Solução possível

Não são recebidos Ligue os terminais de entrada entre o terminal e a fonte de


impulsos. O LED da alimentação de 12 V com um pequeno bocado de cabo para
entrada digital não está a confirmar se o LED está a funcionar. Se o LED da entrada se
piscar. acender quando liga os terminais de entrada, o problema está
provavelmente no contador e/ou nos cabos respetivos.

Verifique se o contador de saída de impulsos está ligado a um


terminal da entrada digital e à fonte de alimentação de 12 V.

Consulte o Guia de instalação para consultar os diagramas da


cablagem.

Verifique se o dispositivo de saída de impulsos está a funcionar.

Não são recebidos Verifique o número da entrada digital a que o contador de impulsos
impulsos. O LED da está ligado.
entrada digital está a
piscar.

Diagnóstico de avarias da entrada analógica


A tabela abaixo descreve como resolver problemas das entradas analógicas.

Problema Solução possível

Não é possível ler nenhum Verifique se o sensor da saída analógica está ligado aos terminais
valor analógico. corretos.

Consulte o Guia de instalação para consultar os diagramas da


cablagem.

Na página Web de configuração, verifique se o número da entrada


analógica está definido para o tipo de sensor correto: RTD, 0–10 V
ou 4–20 mA.

Possíveis erros de registo


A tabela abaixo lista os possíveis erros de registo no registo de dados.

DOCA0036PT-11 113
Servidor de energia Com’X 210 Resolução de problemas Com’X 210

Código de erro Definição Resultado


19 Houve um erro de comunicação (por O registo continua ativado salvo se o
exemplo, CRC, protocolo ou último intervalo tiver sido perdido.
exceção).

25 O tempo limite expirou aquando do O registo continua ativado salvo se o


envio de um pedido sem a receção de último intervalo tiver sido perdido.
uma resposta correspondente no
tempo permitido.

Resolução de problemas do dispositivo Modbus


Eis algumas dicas para a resolução de problemas de dispositivos Modbus.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

A tabela abaixo descreve como resolver problemas dos dispositivos Modbus.

114 DOCA0036PT-11
Resolução de problemas Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Problema Solução possível

Não é possível detetar 1. Abra o separador principal Tabela de medições do Com’X.


nenhum dispositivo
2. Se o LED de comunicação Rx não piscar no dispositivo,
Modbus na linha série do
verifique o estado dos cabos.
Com’X.
3. Se o LED de comunicação Rx piscar no dispositivo, mas o LED
de comunicação Tx não piscar no dispositivo:
• verifique se as definições do dispositivo coincidem com
as definições de série do Modbus do Com’X (Velocidade
de transmissão, Paridade e Número de bits de
paragem).
• verifique se a Polarização da linha de série está
definida para Sim.
• verifique se a Polarização da linha de série não está
ativada noutro dispositivo Modbus subordinado da
mesma linha de série.
Alguns dispositivos Modbus Verifique os endereços de Modbus dos dispositivos que não
não aparecem na linha de aparecem.
série do Com’X.
Verifique se existem dois dispositivos com o mesmo ID de
subordinado.
verifique se as definições dos dispositivos que não aparecem
coincidem com as definições de série do Modbus do Com’X
(Velocidade de transmissão, Paridade e Número de bits de
paragem).

Verifique se as ligações dos cabos dos dispositivos em falta estão


corretas.
Verifique se o intervalo de deteção é suficientemente grande. As
definições de fábrica vão de 1 a 10.

Verifique se os cabos dos dispositivos em falta são os corretos.

Não é possível detetar Utilize a função Diagnóstico/Ler registos do dispositivo do EGX para
nenhum dispositivo determinar se o problema está entre o dispositivo Modbus e o EGX
Modbus a jusante de um ou entre o Com’X e o EGX.
gateway.
Se o problema estiver entre
• o Com’X e o EGX, verifique o endereço IP do gateway.
• o EGX e o dispositivo Modbus, verifique se as definições do
dispositivo Modbus coincidem com a configuração da porta de
série do EGX (Velocidade de transmissão, Paridade e
Número de bits de paragem).
A combinação (Paridade = nenhuma e Número de bits de
paragem = 1) das definições da porta não é suportada pelo EGX.
Mude para outra combinação.

Diagnóstico de avarias de rede


Eis algumas dicas para a resolução de problemas da sua rede.

PERIGO
PERIGO DE CHOQUE ELÉTRICO, EXPLOSÃO OU ARCO ELÉTRICO
• A instalação e manutenção deste equipamento só podem ser levadas a
cabo por técnicos qualificados.
• Utilize equipamento de proteção individual (EPI) adequado e adote práticas
de trabalho elétrico seguras. Consulte a norma NFPA 70E nos EUA, CSA
Z462 ou as normas locais aplicáveis.
O não cumprimento destas instruções poderá resultar em morte ou
ferimentos graves.

Diagnóstico de avarias de Ethernet


A tabela abaixo descreve como resolver problemas com a Ethernet.

DOCA0036PT-11 115
Servidor de energia Com’X 210 Resolução de problemas Com’X 210

Problema Solução possível

Os LED da Ethernet não Verifique se os cabos LAN da Ethernet estão desligados.


estão a piscar.

Não é possível aceder aos Verifique o endereço IP do gateway. Se a exportação de dados for
dispositivos Modbus a feita através de GPRS/3G, verifique se o gateway está ligado à
jusante de um gateway de mesma sub-rede Ethernet que o Com’X.
linha de série Modbus TCP/
Modbus.

Diagnóstico de avarias de GPRS/3G


A tabela abaixo descreve como resolver problemas do GPRS ou 3G.

Problema Solução possível

O modem não é detetado. Desligue o Com'X. Reinsira o modem e ligue o Com'X.


O LED do modem não está
a piscar.

Não é possível ligar o Verifique se as definições, do tipo APN estão corretas.


modem à rede.
O LED do GPRS no painel Verifique se as definições do protocolo estão corretas em
frontal ACENDE-SE e Definições gerais > Publicação.
APAGA-SE
periodicamente.

Resolução de problemas de Wi-Fi


A tabela abaixo descreve como resolver problemas de Wi-Fi.

Problema Solução possível

A pen USB de Wi-Fi não é Desligue o Com'X. Reinsira novamente a pen USB Wi-Fi e ligue o
detetada. O LED da pen Com'X.
USB não está a piscar.

Não é possível ligar a pen Verifique se as definições como o nome de SSID e da chave WPA2
USB de Wi-Fi à rede. estão corretas.

Resolução de problemas do Com'X


Acesso ao Com’X

Problema Solução possível

Não é possível iniciar a Inicie sessão no Com’X. Verifique o endereço IP.


sessão através da rede
local do cliente.
Perdeu a palavra-passe Siga o procedimento para repor a palavra-passe.

Páginas Web

Problema Solução possível

As páginas Web não Verifique a resolução do ecrã do seu portátil. Tem de estar definida
aparecem corretamente. para, pelo menos, 1280x1024.

No Internet Explorer, verifique se a caixa Visualizar sites da


intranet na Vista de Compatibilidade está desativada
selecionando Ver compatibilidade das definições no separador
Ferramentas do Internet Explorer.

Apague o histórico de navegação.

116 DOCA0036PT-11
Resolução de problemas Com’X 210 Servidor de energia Com’X 210

Seleção Digital Service Platform

Problema Questões a colocar Solução possível

Problema de autenticação O Com'X estava ligado ao DSP Se sim, restaure a configuração


antes do problema? no Com'X.

Trata-se de um Com'X duplicado Se sim, contacte os Serviços


ou o Com'X sofreu uma Schneider Electric.
reposição de fábrica?

Não foi possível ligar a N/D Desative e ative os Serviços


Digital Service Platform Schneider Electric.
depois de configurar o
proxy.

Não foi possível definir a O Com'X está ligado ao Digital Se sim, aguarde até que a data
data/hora no Com'X. Service Platform ? e hora sejam sincronizadas e
apresentadas.

Publicação de dados

Problema Solução possível

A publicação na plataforma • Verifique a palavra-passe e o nome de utilizador da plataforma.


não foi bem sucedida.
• Verifique a data e hora do Com’X.

A publicação na plataforma Verifique se está implementada uma proxy na rede.


com a Ethernet ou Wi-Fi
não foi bem sucedida.
O Com’X liga-se ao Verifique se a sua conta de FTP tem permissão para mudar o nome
servidor FTP, mas não de um ficheiro no servidor FTP.
consegue entregar o
ficheiro de dados.

Atualização do firmware

Problema Solução possível

O firmware não é Apague o ficheiro DNxxxxxxxxxxxxx-xxx (em que xxxxxxxxxxxxx-


atualizado quando é gerido xxx é o número de série do Com’X) registado no diretório raiz da
através da pen de memória pen de memória USB.
USB ligada ao painel
frontal.

Eventos

Problema Solução possível

EcoStruxure™ Facility • Verifique se os Serviços Schneider Electric estão ativados.


Expert não está a receber
eventos do Com’X. • Verifique se os eventos gerados estão a incrementar em
Manutenção > Eventos.
• Verifique o Último estado de entrega em Manutenção >
Eventos.
• Verifique o estado das comunicações de cada dispositivo em
Diagnóstico > Verificação das comunicações.

Tópicos relacionados
• Iniciar a sessão pela primeira vez
• Redefinir a palavra-passe localmente
• Definições de proxy

DOCA0036PT-11 117
Servidor de energia Com’X 210 Autoridades de certificação

Autoridades de certificação
Há autoridades de certificação carregadas no Com’X para HTTPS e SMTPS.

Nome do certificado Utilizador proprietário Proprietário

DigiCert Assured ID Root CA www.digicert.com DigiCert Inc

TC TrustCenter Class 2 CA II TC TrustCenter Class 2 TC

TrustCenterGmbH
Thawte Premium Server CA Certification ServicesDivision Thawte Consulting cc

OID.1.2.840.113549.1.9.1=
premiumserver@

thawte.com
SwissSign Platinum CA - G2 — SwissSign AG

SwissSign Silver CA - G2 — SwissSign AG

Thawte Server CA Certification Services Thawte

OID.1.2.840.113549.1.9.1=servercerts@ Division Consulting cc

thawte.com
Equifax Secure eBusiness CA-1 — Equifax Secure

Inc.
UTN-USERFirst-Client Authenticationand http://www.usertrust.com TheUSERTRUSTNetwork
Email
Thawte Personal Freemail CA Certification ServicesDivision ThawteConsulting

OID.1.2.840.113549.1.9.1=
personalfreemail@

thawte.com
Entrust Root Certification Authority www.entrust.net/CPSis incorporated Entrust, Inc.
byreference, (c) 2006Entrust, Inc.

UTN-USERFirst-Hardware http://www.usertrust.com TheUSERTRUSTNetwork

Certum CA — Unizeto Sp. zo.o.

AddTrust Class 1 CA Root AddTrust TTP Network AddTrust AB


Entrust Root Certification Authority - G2 Seewww.entrust.net/legalterms, (c) 2009 Entrust, Inc.
Entrust, Inc.”(1)

Equifax Secure Certificate Authority — Equifax

QuoVadis Root CA 3 — QuoVadis

Limited
QuoVadis Root CA 2 — QuoVadis

Limited
DigiCert High Assurance EV Root CA www.digicert.com DigiCert Inc

http://www.valicert. ValiCert Class 1 Policy ValiCert, Inc.


comOID.1.2.840.113549.1.9.1=
info@valicert. com Validation Authority

Equifax Secure Global eBusiness CA-1 — Equifax Secure

Inc.
GeoTrust Universal CA — GeoTrust Inc.
thawte Primary Root CA - G3 Certification Services thawte, Inc.

Division, (c) 2008

thawte, Inc.(1)

— Class 3 Public Primary VeriSign, Inc.

Certification Authority

118 DOCA0036PT-11
Autoridades de certificação Servidor de energia Com’X 210

Nome do certificado Utilizador proprietário Proprietário

thawte Primary Root CA - G2 c) 2007 thawte, Inc.(1) thawte, Inc.

Deutsche Telekom Root CA 2 T-TeleSec Trust Center DeutscheTelekom AG


UTN-USERFirst-Object http://www.usertrust.co TheUSERTRUSTNetwork

GeoTrust Primary Certification Authority — GeoTrust Inc.

Baltimore CyberTrust Code Signing Root CyberTrust Baltimore

— Class 1 Public Primary VeriSign, Inc.

Certification Authority

Baltimore CyberTrust Root CyberTrust Baltimore

— Starfield Class 2 StarfieldTechnologies, Inc.

Certification Authority

Chambers of Commerce Root http://www.chambersign.org ACCamerfirmaSA CIFA82743287

T-TeleSec GlobalRoot Class 3 T-Systems Trust Center T-SystemsEnterpriseServicesGmbH

VeriSign Class 3 Public Primary VeriSign Trust Network, VeriSign, Inc.

Certification Authority - G5 (c) 2006 VeriSign, Inc.

(1)

T-TeleSec GlobalRoot Class 2 T-Systems Trust Center T-SystemsEnterpriseServicesGmbH

TC TrustCenter Universal CA I TC TrustCenter TCTrustCenterGmbH

Universal CA
VeriSign Class 3 Public Primary VeriSign Trust Network, VeriSign, Inc.

Certification Authority - G4 (c) 2007 VeriSign, Inc.

(1)

VeriSign Class 3 Public Primary VeriSign Trust Network, VeriSign, Inc.

Certification Authority - G3 (c) 1999 VeriSign, Inc.

(1)

Class 3P Primary CA — Certplus

Certum Trusted Network CA Certum CertificationAuthority UnizetoTechnologiesS.A.

Class 3 Public Primary Certification VeriSign Trust Network, VeriSign, Inc.

Authority - G2 (c) 1998 VeriSign, Inc.

(1)

GlobalSign GlobalSign Root CA —R3 GlobalSign

UTN - DATACorp SGC http://www.usertrust.com TheUSERTRUSTNetwork

— SecurityCommunicationRootCA2 SECOM TrustSystems CO., LTD.

Certum CA — Unizeto Sp. z o.o.

GTE CyberTrust Global Root GTE CyberTrustSolutions, Inc. GTECorporation

— SecurityCommunicationRootCA1 SECOM Trust. net

TC TrustCenter Class 4 CA II TC TrustCenter Class 4 TCTrustCenterGmbH


VeriSign Universal Root VeriSign Trust Network, (c) 2008 VeriSign, VeriSign, Inc.
CertificationAuthority Inc. (1)

GlobalSign GlobalSign Root CA - R2 GlobalSign

Class 2 Primary CA — Certplus

DigiCert Global Root CA www.digicert.com DigiCert Inc

GlobalSign Root CA Root CA GlobalSign nvsa

thawte Primary Root CA Certification Services thawte, Inc.

DOCA0036PT-11 119
Servidor de energia Com’X 210 Autoridades de certificação

Nome do certificado Utilizador proprietário Proprietário

Division, (c) 2006

thawte, Inc.(1)

GeoTrust Global CA — GeoTrust Inc.


Sonera Class2 CA — Sonera
Thawte Timestamping CA Thawte Certification Thawte

Sonera Class1 CA — Sonera


QuoVadis Root Certification Authority Root CertificationAuthority QuoVadisLimited

http://www.valicert.com ValiCert Class 2 PolicyValidation Authority ValiCert, Inc.

OID.1.2.840.113549.1.9.1=info@valicert.
com
AAA Certificate Services — Comodo CALimited
AddTrust Qualified CA Root AddTrust TTP Network AddTrust AB,C

KEYNECTIS ROOT CA ROOT KEYNECTIS


America Online Root CertificationAuthority 2 — America OnlineInc.

VeriSign Class 2 Public Primary VeriSign Trust Network, (c) 1999 VeriSign, VeriSign, Inc.
Inc. (1)
Certification Authority - G3

AddTrust External CA Root AddTrust External TTPNetwork AddTrust AB,C

America Online Root CertificationAuthority 1 — America OnlineInc.

Class 2 Public Primary CertificationAuthority VeriSign Trust Network, (c) 1998 VeriSign, VeriSign, Inc.
- G2 Inc. (1)

GeoTrust Primary Certification Authority - (c) 2008 Geo Trust Inc.(1) GeoTrust Inc.
G3
GeoTrust Primary Certification Authority -G2 (c) 2007 Geo Trust Inc.(1) GeoTrust Inc.

SwissSign Gold CA - G2 — SwissSign AG

Entrust.net Certification Authority (2048) www.entrust.net/CPS_ Entrust.net

2048 incorp. by ref.

(limits liab.), (c) 1999

Entrust.net Limited
GTE CyberTrust Root 5 GTE CyberTrustSolutions, Inc. GTECorporation

Global Chambersign Root - 2008, — ACCamerfirmaS.A.

OID.2.5.4.5=A82743287
Chambers of Commerce Root - 2008, — ACCamerfirmaS.A.

OID.2.5.4.5=A82743287
- Go Daddy Class 2Certification Authority The Go DaddyGroup, Inc.

Entrust.net Secure Server Certification www.entrust.net/CPSincorp. by ref. Entrust, Inc.


(limitsliab.), (c) 1999Entrust.net Limited
Authority

VeriSign Class 1 Public Primary VeriSign Trust Network, (c) 1999 VeriSign, VeriSign, Inc.
Inc. (1)
Certification Authority - G3

— SecurityCommunication EVRootCA1 SECOM TrustSystems CO., LTD.


(1) Apenas para utilização autorizada
(2) Consulte o endereço atual em www.camerfirma.com/address

120 DOCA0036PT-11
Mapeamento do registo Modbus Servidor de energia Com’X 210

Mapeamento do registo Modbus


Os registos que podem ser lidos dependem do dispositivo com que está a
comunicar.

Função de Deteção
O produto responde ao código de função Modbus FC43-14 com os seguintes
valores:
• O NomeVendedor = Schneider Electric
• O CódigoProduto = EBX210
• O NomeProduto = Com’X 210
• O RevisãoPrincipalSecundária = a versão de Com’X 210.

Mapeamento do registo do Com'X


Os valores do registo só podem ser lidos através dos códigos de função Modbus
FC03-FC04.
Ainda são suportados registos legado de versões de firmware anteriores.

Endereço Registo Objeto Tamanho (Word) Formato Unidade Comentários


1199 1200 Etiqueta D1 20 UTF-8 UTF-8

1219 1220 Etiqueta D2 20 UTF-8 UTF-8

1239 1240 Etiqueta D3 20 UTF-8 UTF-8

1259 1260 Etiqueta D4 20 UTF-8 UTF-8

1279 1280 Etiqueta D5 20 UTF-8 UTF-8

1299 1300 Etiqueta D6 20 UTF-8 UTF-8

1319 1320 Reservado 12 — —

1331 1332 Peso do impulso D1 2 FLOAT32 —

1333 1334 Peso do impulso D2 2 FLOAT32 —

1335 1336 Peso do impulso D3 2 FLOAT32 —

1337 1338 Peso do impulso D4 2 FLOAT32 —

1339 1340 Peso do impulso D5 2 FLOAT32 —

1341 1342 Peso do impulso D6 2 FLOAT32 —

1343 1344 D1 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1345 1346 D2 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1347 1348 D3 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1349 1350 D4 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1351 1352 D5 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1353 1354 D6 a tempo 2 INT32U segundos Consulte a nota 4.

1355 1356 Contagem do impulso D1 2 INT32U — Consulte a nota 3.

1357 1358 Contagem do impulso D2 2 INT32U — Consulte a nota 3.

1359 1360 Contagem do impulso D3 2 INT32U — Consulte a nota 3.

1361 1362 Contagem do impulso D4 2 INT32U — Consulte a nota 3.

1363 1364 Contagem do impulso D5 2 INT32U — Consulte a nota 3.

DOCA0036PT-11 121
Servidor de energia Com’X 210 Mapeamento do registo Modbus

Endereço Registo Objeto Tamanho (Word) Formato Unidade Comentários


1365 1366 Contagem do impulso D6 2 INT32U — Consulte a nota 3.

1367 1368 Valor medido D1 4 INT64 — Consulte a nota 3.


1371 1372 Valor medido D2 4 INT64 — Consulte a nota 3.
1375 1376 Valor medido D3 4 INT64 — Consulte a nota 3.
1379 1380 Valor medido D4 4 INT64 — Consulte a nota 3.
1383 1384 Valor medido D5 4 INT64 — Consulte a nota 3.
1387 1388 Valor medido D6 4 INT64 — Consulte a nota 3.
1391 1392 Fluxo medido D1 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1393 1394 Fluxo medido D2 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1395 1396 Fluxo medido D3 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1397 1398 Fluxo medido D4 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1399 1400 Fluxo medido D5 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1401 1402 Fluxo medido D6 2 FLOAT32 — Consulte a nota 3.
1403 1404 Reservado 96 UINT16 —

1499 1500 Valor normalizado A1 2 FLOAT32 — Consulte a nota 5.


1501 1502 Valor normalizado A2 2 FLOAT32 — Consulte a nota 5.
1503 1504 Valor dimensionado A1 2 FLOAT32 —

1505 1506 Valor dimensionado A2 2 FLOAT32 —

1507 1508 Etiqueta A1 20 UTF-8 UTF-8

1527 1528 Etiqueta A2 20 UTF-8 UTF-8

1547 1548 Reservado 852 INT16


2399 2400 Validade da entrada digital - 1 Mapa de — Consulte a nota 1.
Bit 0..5 bits
Pode ser lido com o código
Modbus FC01
(bobina 38400–38405).

2400 2401 Entrada digital - Bit 0..5 1 Mapa de — Consulte a nota 2.


bits
Pode ser lido com o código
Modbus FC01
(bobina 38416–38421).

1. É definido um bit para cada entrada digital (DI) utilizada no Com’X 210.
2. É definido um bit para cada entrada digital configurada como contactor ou relé de impulsos, se o dispositivo estiver fechado.
3. Este valor só é válido se a entrada digital estiver configurada como contador de impulsos
4. Este valor só é válido se a entrada digital estiver configurada como contactor ou relé de impulsos
5. Se o sensor ligado à entrada analógica (AI)
• for um sensor 0–10 V, o valor "raw" é o valor da tensão [0–10 V].
• for um sensor 4–20 mA, o valor "raw" é o valor da corrente [4–0,020 A].

Mapeamento do registo EM4300


Os valores do registo só podem ser lidos através dos códigos de função Modbus
FC03-FC04.

122 DOCA0036PT-11
Mapeamento do registo Modbus Servidor de energia Com’X 210

Tama- Tipo de Unida- Frequência de


EM4300 EM4399 Endereço Registo Descrição nho dados des atualização

X X 1 2 Identificador do 1 INT16U — << 1 minuto


produto

17150 — EM4300

17151 — EM4399
2 3 Reservado 1998 — — —

X X 2000 2001 Frequência 2 FLOAT32 Hz 1 minuto

X 2002 2003 Fator de potência A 2 FLOAT32 — 1 minuto

X 2004 2005 Fator de potência B 2 FLOAT32 — 1 minuto

X 2006 2007 Fator de potência C 2 FLOAT32 — 1 minuto

X X 2008 2009 Potência aparente A 2 FLOAT32 VA 1 minuto

X X 2010 2011 Potência aparente B 2 FLOAT32 VA 1 minuto

X X 2012 2013 Potência aparente C 2 FLOAT32 VA 1 minuto

X X 2014 2015 Potência aparente 2 FLOAT32 VA 1 minuto

X 2016 2017 Potência reativa A 2 FLOAT32 VAR 1 minuto


X 2018 2019 Potência reativa B 2 FLOAT32 VAR 1 minuto
X 2020 2021 Potência reativa C 2 FLOAT32 VAR 1 minuto
X 2022 2023 Potência reativa 2 FLOAT32 VAR 1 minuto
X X 2024 2025 Potência ativa A 2 FLOAT32 W 1 minuto
X X 2026 2027 Potência ativa B 2 FLOAT32 W 1 minuto
X X 2028 2029 Potência ativa C 2 FLOAT32 W 1 minuto
X X 2030 2031 Potência ativa 2 FLOAT32 W 1 minuto
X X 2032 2033 Tensão A-N 2 FLOAT32 V 1 minuto
2034 2035 Reservado 266 — — —

X X 2100 2101 Corrente A máx. em 2 FLOAT32 A 15 minuto


Dmd
X X 2102 2103 Corrente B máx. em 2 FLOAT32 A 15 minuto
Dmd
X X 2104 2105 Corrente C máx. em 2 FLOAT32 A 15 minuto
Dmd
X X 2106 2107 Tensão A-N mín. em 2 FLOAT32 V 15 minuto
dmd
X X 2108 2109 Tensão B-N mín. em 2 FLOAT32 V 15 minuto
dmd
X X 2110 2111 Tensão C-N mín. em 2 FLOAT32 V 15 minuto
dmd
2113 2114 Reservado 187 — — —

X 2300 2301 Energia aparente 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2304 2305 Energia aparente A 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2308 2309 Energia aparente B 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2312 2313 Energia aparente C 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2316 2317 Energia reativa 4 INT64 VARh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

DOCA0036PT-11 123
Servidor de energia Com’X 210 Mapeamento do registo Modbus

Tama- Tipo de Unida- Frequência de


EM4300 EM4399 Endereço Registo Descrição nho dados des atualização

X 2320 2321 Energia reativa A 4 INT64 VARh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2324 2325 Energia reativa B 4 INT64 VARh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2328 2329 Energia reativa C 4 INT64 VARh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2332 2333 Energia ativa 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2336 2337 Energia ativa A 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2340 2341 Energia ativa B 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2344 2345 Energia ativa C 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida - recebida
não reajustável

X 2348 2349 Energia aparente 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida - recebida
X 2352 2353 Energia aparente A 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2356 2357 Energia aparente B 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2360 2361 Energia aparente C 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2364 2365 Energia reativa 4 INT64 VARh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2368 2369 Energia reativa A 4 INT64 VARh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2372 2373 Energia reativa B 4 INT64 VARh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2376 2377 Energia reativa C 4 INT64 VARh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2380 2381 Energia ativa 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2384 2385 Energia ativa A 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2388 2389 Energia ativa B 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida - recebida
X 2392 2393 Energia ativa C 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida - recebida
2396 2397 Reservado 16 — — —

X X 2412 2413 Indicador de 1 INT16U — << 1 minuto


qualidade da ligação
ZigBee (LQI)

X X 2413 2414 Indicador de 2 FLOAT32 dBm << 1 minuto


intensidade do sinal
de rádio (RSSI)
ZigBee

X X 2415 2416 Taxa de erro do 2 FLOAT32 — << 1 minuto


pacote Zigbee na
última hora
X X 2417 2418 ID PAN 1 da rede 4 INT64U — << 1 minuto
alargada da rede
ZigBee

X X 2421 2422 Potência de saída de 2 FLOAT32 dBm << 1 minuto


rádio ZigBee

124 DOCA0036PT-11
Mapeamento do registo Modbus Servidor de energia Com’X 210

Tama- Tipo de Unida- Frequência de


EM4300 EM4399 Endereço Registo Descrição nho dados des atualização

2423 2424 Reservado 77 — — —

X 2500 2501 Energia aparente 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2504 2505 Energia aparente A 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2508 2509 Energia aparente B 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2512 2513 Energia aparente C 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

2514 18 Reservado 16 — — —

X 2532 2533 Energia ativa 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2536 2537 Energia ativa A 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2540 2541 Energia ativa B 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2544 2545 Energia ativa C 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida + recebida
não reajustável

X 2548 2549 Energia aparente 4 INT64 VAh 1 minuto


fornecida + recebida
X 2552 2553 Energia aparente A 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida + recebida
X 2556 2557 Energia aparente B 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida + recebida
X 2560 2561 Energia aparente C 4 INT64 VAh 1 minuto
fornecida + recebida
2562 18 Reservado 16 — — —

X 2580 2581 Energia ativa 4 INT64 Wh 1 minuto


fornecida + recebida
X 2584 2585 Energia ativa A 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida + recebida
X 2588 2588 Energia ativa B 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida + recebida
X 2592 2593 Energia ativa C 4 INT64 Wh 1 minuto
fornecida + recebida

Tópicos relacionados
• Selecionar as medições a registar ou publicar
• Gestão da firewall

DOCA0036PT-11 125
Schneider Electric
35 rue Joseph Monier
92500 Rueil Malmaison
França
+ 33 (0) 1 41 29 70 00
www.schneider-electric.com

Uma vez que padrões, especificações e design mudam de vez em


quando, peça para confirmar as informações fornecidas nesta
publicação.

© 2019 – Schneider Electric. Todos os direitos reservados.


DOCA0036PT-11

Você também pode gostar