Você está na página 1de 6

1

Chaves de sabedoria para


frutificação1
Sabedoria é a nossa única necessidade.

O único problema que nós temos é o problema de falta de conhecimento e sabedoria.

 Não existe algo com problema financeiro, existe problema de sabedoria em finanças.

 Não existe algo como problemas no casamento, existe falta de sabedoria no casamento.

A ignorância tem causado mais problemas que todas as outras coisas.

 Na verdade o alvo do diabo é manter as pessoas na ignorância.

Todas os nossos problemas é porque desconhecemos ou desprezamos o conhecimento de Deus, a


sabedoria.

 Oséias 4:6 diz que “o povo perece pela falta de conhecimento”.

A diferença entre as pessoas é informação.

 A diferença entre o presente e o futuro é informação.

 A diferença entre riqueza e pobreza é informação.

 A diferença entre um ministério frutífero e um estéril é a informação.

O conhecimento e sabedoria é o diferencial entre alcançar o sucesso ou se afundar num amargo


fracasso.

A seguir quero colocar alguns princípios de sabedoria que podem transformar a sua vida e o seu
ministério.

Eles fluem como a erupção de um vulcão cheio do fogo de Deus, mas sem uma direção definida, ele
explode palavras incandescentes em todas as direções.

Espero produzir um santo terremoto na sua vida.

1. Nunca reclame daquilo que você permite.

Eu não sei quem causa maior prejuízo: se é aquele que produz o problema ou aquele que o permite.

 Esposas permitem os maridos as desrespeitarem.

 Pais permitem aos filhos serem desobedientes e insolentes.


2
 Pastores permitem líderes descomprometidos, permitem igrejas indiferentes e apáticas,
líderes relapsos e descomprometidos e até falta de respeito e insubmissão.

 Você permite que outros governem a sua vida.

A maioria das coisas que acontece na sua vida acontecem com a sua permissão.

 Portanto não reclame do que você permite, simplesmente decida não permitir mais tais
situações.

Ser quer tolerar algo então não reclame.

 Justamente enquanto escrevia esse texto minha esposa entrou pelo meu escritório
desesperada por causa do cachorrinho que sujou a casa.

Foi a primeira a receber essa verdade: você permitiu a nossas filhas ter o cachorro, portanto não
reclame do que você permite.

Porque nós permitimos coisas erradas?

 Algumas vezes é por causa de lealdade mal colocada outras vezes é misericórdia sem
entendimento.

Cabe a você colocar limites ao seu redor.

 Decida o que é apropriado tolerar e aquilo que definitivamente você não permitirá.

2. O problema que mais o enfurece é o problema que Deus o tem designado para resolver.

Antes de tudo não confunda indignação com raiva contra pessoas.

 Indignação é uma atitude de não mais permitir que algo continue acontencendo.

Em Atos 16:16 temos exemplo de Paulo e a garota adivinha.

 Todos os dias ela saia para adivinhar.

 Paulo poderia ter agido imediatamente, mas ele esperou muitos dias até que a sua
indignação chegasse ao de então liberar poder.

Há poder quando oramos com indignação.

A sua indignação sinaliza muitas coisas.

1º- lugar a nossa indignação é um sinal do tipo de unção que possuímos.

Observe que tipo de problema ou opressão maligna o enfurece mais.

 Essa santa indignação é um sinal de que a sua unção flui naquela direção.
3
A coisa que mais me deixa indignado é a ignorância.

 Penso que por isso tenho tido unção para ensinar.

2º - lugar a nossa indignação nos mostra o tipo de problema que Deus nos tem chamado para
resolver.

Se algo o deixa enfurecido saiba que Deus o está separando para lidar com aquele tipo de problema.

3º- lugar a nossa indignação é uma pista daquilo que nós somos.

Nós revelamos que tipo de pessoa somos pelo tipo de situação que nos trás fúria.

O que o enfurece?

 A injustiça, a pobreza, a miséria, a enfermidade, o aborto, crianças abandonadas,


velhos esquecidos, pessoas sem casa, jovens viciados, casamentos destruídos, vidas
indo para o inferno?

Não falta motivos para se ficar indignado, mas somente homens de Deus possuem a nobreza de
indignar e agir contra essas situações.

3. Aqueles que despertam a sua compaixão são aqueles a quem você tem sido enviado

Paixão significa desejo, mas compaixão significa uma paixão pela cura, por remover um problema.

Sem cultivar compaixão nunca teremos um ministério realmente ungido.

 Antes de chamar Moisés Deus permitiu que ele sentisse compaixão pelo seu povo
escravizado.

Moisés interpretou aquela compaixão como sendo um chamado de Deus para fazer aquilo.

 Ele pode ter se precipitado na ação, mas a sua interpretação da compaixão estava
absolutamente correta.

 Ele sentiu compaixão de seu povo em escravidão e isso era um sinal de que ele fora
enviado para ajudar o seu povo.

O que mais toca você?

 Talvez aquelas mesmas coisas que produzem indignação em alguns produzirão


intensa compaixão em você.

Não ignore a compaixão, mas veja nela o sinal do chamamento de Deus para aquelas pessoas.

4. Sua recompensa em vida é determinada pelos problemas que você resolve para os outros.

Tudo o que existe foi criado para resolver algum problema.

 A cadeira foi criada por causa de um problema.


4
 O carro foi criado por causa de um problema.

 O microfone foi criado por causa de um problema.

O mesmo se aplica a cada homem.

Sendo assim, seguindo o mesmo princípio, o pastor foi chamado por causa de um problema.

 O nosso ministério consiste em resolver problemas das pessoas e de Deus.

O problema das pessoas é a salvação, a cura, a libertação, o ensino.

 O problema de Deus é ter o seu povo, a sua igreja edificada na terra e o diabo
subjugado debaixo do nossos pés.

5. O que você está disposto a perder determina o limite daquilo que Deus dará a você.

Moisés estava disposto a abandonar a corte de faraó por isso Deus fez dele o libertador e líder de
seu povo.

Elias levou Eliseu a abandonar sua junta de bois para receber a porção dobrada.

Não há ministério sem sacrifício.

 O que estou disposto a abandonar é o meu sacrifício.

 Se não estamos dispostos a ter perdas não devemos entrar para o ministério.

O ministério é lugar de perdas. Sem perdas não há ganho.

O quão baixo nos humilhamos determina o altura que Deus nos exaltará.

Só renunciamos o que já temos e não o que queríamos ter.

 A mulher que diz: eu renunciei a possibilidade de uma carreira para ter filhos, não
renunciou nada na verdade.

 Só renunciamos aquilo que já temos.

6. O segredo do seu futuro está oculto em sua rotina diária

O alvo da disciplina é gerar hábitos. Coisas feitas por hábito tornam-se mais fáceis.

O segredo de sua prosperidade, o segredo de um bom casamento, o segredo de um ministério


frutífero, estão ocultos em sua rotina diária.

 Seus hábitos determinam quem você é.

Você não pode mudar o seu ministério até ter mudado os seus hábitos.

 Por outro lado você não pode mudar os seus hábitos até ter mudado os seus sonhos.
5
 Os sonhos determinam os nossos hábitos.

 Nossas paixões formam os nossos hábitos.

A paixão ou sonho funcionam como um combustível que nos permite vencer a monotonia da
repetição e estabelecer um hábito.

A maioria de nós pensa que rotina é tradição e tradição é morte.

 Então rejeitam a disciplina diária diante de Deus.

Todavia, alguma coisa que você está fazendo diariamente determinará o sucesso ou o desastre em
seu ministério.

Vencedores fazem diariamente o que derrotados fazem ocasionalmente.

O que você faz diariamente determina o que você é.

 O que você faz ocasionalmente determina o que você potencialmente pode ser.

7. O que você vê determina o que você deseja.

A única maneira de desenvolvermos desejos corretos é olhando para as coisas certas.

 Aprenda a contar estrelas como fez Abraão.

8. Você nunca terá o que você não deseja.

O primeiro princípio da oração respondida não é fé, mas o desejo ardente.

 Aqueles que possuem uma chama queimando dentro do coração estão aptos a receber
de Deus.

As promessas de Deus são reservadas para aqueles que buscam.

 “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”, diz


Jeremias 29:13.

 “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede
recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á”, disse Jesus em Mateus
7:7-8.

9. Você nunca terá o que você não busca.

A prova do desejo é a busca.

 Qualquer coisa destruída pode ser restaurada; qualquer porta fechada pode ser aberta,
qualquer coisa perdida pode ser achada, mas é necessário haver busca.

A busca nos qualifica a receber a bênção.

 A necessidade não nos qualifica, mas a busca, sim.


6
 A necessidade não toca a Deus, a busca intensa move o seu braço.

Aquilo que você está buscando mostra o que você terá.

 Você nunca terá um milagre se você se recusa a busca-lo.

Muitos dizem que querem crescer, mas não oram, não lêem a Bíblia, não estudam, não lideram
célula, não possuem um discipulador.

 Estão mentindo para eles mesmo.

O lugar onde você investe o seu tempo mostra o que você está buscando.

 Quatro horas diante da Tv e cinco minutos diante de Deus delatam nosso coração.

Zaqueu teve que subir na árvore para ver Jesus.

 A mulher hemorrágica teve de buscar a cura enfrentando a multidão.

 O cego teve de clamar em voz alta.

Você terá de buscar o ministério que você deseja em Deus.

10. Você somente terá sucesso com alguma coisa que é uma obsessão em sua vida.

Obsessão é simplesmente um sonho do coração, um desejo profundo que se torna conhecido de


todos e é perseguido com todas as forças do ser.

Quando o desejo se torna tão profundo que conquista todo o nosso ser ele se torna uma obsessão.