Você está na página 1de 16

pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO PÚBLICO DO
ESTADO DE SÃO PAULO

01. AUXILIAR DE PROMOTORIA

Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Gerais

INSTRUÇÕES

• Você está recebendo uma Folha Definitiva de Respostas e este Caderno contendo
60 questões.
• Preencha com seu nome e número de inscrição os espaços indicados na capa
deste caderno.
• Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que você considera
correta.
• Responda a todas as questões.
• Anote na tira a alternativa que julgar certa e transcreva-a para a Folha Definiti-
va de Respostas, com caneta de tinta azul ou preta.
• A duração da prova é de 3 horas e 30 minutos.
• O candidato somente poderá entregar a Folha Definitiva de Respostas e sair do
prédio após transcorrida 1h30min do início da prova.
• Ao terminar a prova, você entregará ao fiscal a Folha Definitiva de Respostas.
• Divulgação do gabarito: a partir de 23.11.2004
– Internet: www.vunesp.com.br
– D.O.E./SP

AGUARDE A ORDEM PARA ABRIR ESTE CADERNO DE QUESTÕES.

21.11.2004

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

MPSP/AuxPromotoria 2

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

LÍNGUA PORTUGUESA 03. É correto afirmar que as idéias propostas por Aristóteles,
na sua definição do papel da imprensa,
Para responder às questões de números 01 a 12, leia o texto.
(A) foram absorvidas adequadamente e aplicadas à Primei-
ra Emenda à Constituição dos Estados Unidos.
O Valor da Liberdade de Imprensa (B) foram reorganizadas e aplicadas parcialmente à Pri-
Em sua Ética a Nicômano, o filósofo grego Aristóteles meira Emenda à Constituição dos Estados Unidos.
(384-322 a.C.) produziu a definição clássica do papel da im- (C) não mantiveram nenhuma relação conceitual com a
prensa. “Alguns poucos cidadãos adquirem o poder de fazer Primeira Emenda à Constituição dos Estados Unidos.
políticas públicas. Todos, porém, têm o direito de criticá-las”,
escreveu o famoso discípulo de Platão. A sabedoria de Aristóteles (D) foram apresentadas na Primeira Emenda à Constitui-
está principalmente em ter estabelecido que os governos e seus ção dos Estados Unidos de forma contrária ao que pro-
críticos, embora façam parte da mesma sociedade, ocupam nela pôs o filósofo.
esferas inteiramente diferentes. Os primeiros têm o poder. Os (E) foram apresentadas como alvo de crítica na Primeira
segundos, o direito. Por essa razão, a qualidade da imprensa Emenda à Constituição dos Estados Unidos.
deve ser sempre medida por seu grau de independência nas re-
lações com os governos. Estes são tanto melhores quanto mais
preservam a liberdade de seus críticos. Quem entendeu essa 04. As informações apresentadas no texto permitem afirmar que
diferença de papéis com maior clareza foram os autores da Pri-
meira Emenda à Constituição dos Estados Unidos, em 1791. (A) os governos pouco se beneficiam com as críticas a eles
Os legisladores americanos escreveram simplesmente que é dirigidas.
vedado ao Congresso fazer leis impondo uma religião ou res-
(B) a liberdade de expressão é uma forma de coerção aos
tringindo a liberdade de expressão e a de imprensa. Ponto. Sem
governos.
adjetivos. Sem vacilação.
(Veja, 18.08.2004) (C) os governos são melhores se mantêm a liberdade de
expressão.
01. O propósito do texto é discutir (D) as críticas não são suficientes para mudar a conduta
(A) a qualidade da imprensa, definida pela sua pouca au- dos governos.
tonomia em relação aos governos. (E) a liberdade de expressão deve ser mantida se atender
(B) o papel da imprensa, definido pela Primeira Emenda à aos interesses do governo.
Constituição dos Estados Unidos.
(C) a necessidade de que os governos avaliem a qualidade 05. Segundo os legisladores americanos, a liberdade de expres-
da imprensa. são e de imprensa
(D) o aspecto negativo das críticas feitas pela imprensa ao (A) torna-se melhor com as orientações do Congresso.
governo de uma sociedade.
(B) não deve ser alterada por leis criadas pelo Congresso.
(E) a relação da imprensa com os governos, fundamenta-
da no direito à crítica. (C) deve necessariamente ser vigiada pelo Congresso.
(D) não deve ser exercida sem antes submeter-se ao Con-
gresso.
02. De acordo com formulação de Aristóteles, que pode ser
aplicada à imprensa, é correto afirmar que (E) é matéria do Congresso em casos excepcionais.
(A) os grupos atuam de forma diferenciada, conforme seus
papéis sociais. 06. As expressões Os primeiros, Os segundos e Estes, em desta-
(B) o direito à crítica é maior para aqueles que detêm o que no texto, retomam, respectivamente, os seguintes termos:
poder. (A) críticos – críticos – governos.
(C) a crítica deve ser exercida por cidadãos que perten- (B) críticos – governos – críticos.
cem às esferas públicas da sociedade.
(C) governos – críticos – críticos.
(D) o poder de alguns grupos advém da capacidade de evi-
tar críticas às suas políticas públicas. (D) críticos – governos – governos.

(E) os grupos devem atuar nas políticas públicas e nas crí- (E) governos – críticos – governos.
ticas, indistintamente.

3 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

07. Alguns poucos cidadãos adquirem o poder de fazer políti- 10. Assinale a alternativa correta quanto ao emprego da crase.
cas públicas. Todos, porém, têm o direito de criticá-las.
(A) A Primeira Emenda à Constituição dos Estados Uni-
O trecho, com os verbos devidamente flexionados no pas- dos refere-se à aspectos da definição de Aristóteles.
sado, assume a seguinte forma:
(B) Quem tem o direito de crítica às políticas públicas?
(A) Alguns poucos cidadãos adquiriram o poder de fazer
políticas públicas. Todos, porém, terão o direito de (C) É vedado ao Congresso fazer leis que imponham à re-
criticá-las. ligião.

(B) Alguns poucos cidadãos adquiririam o poder de fazer (D) À liberdade de expressão dos cidadãos deve ser pre-
políticas públicas. Todos, porém, tinham o direito de servada.
criticá-las.
(E) A qualidade da imprensa começa à se definir por seu
(C) Alguns poucos cidadãos adquiriram o poder de fazer grau de independência nas relações com os governos.
políticas públicas. Todos, porém, tinham o direito de
criticá-las.

(D) Alguns poucos cidadãos adquirirão o poder de fazer Para responder às questões de números 11 e 12, leia a frase do
políticas públicas. Todos, porém, teriam o direito de líder da revolução soviética, Vladimir Ilyich Lenin:
criticá-las.
Por que deveríamos aceitar a liberdade de expressão e de im-
(E) Alguns poucos cidadãos adquiriam o poder de fazer prensa? Por que deveria um governo, que está fazendo o que
políticas públicas. Todos, porém, terão o direito de acredita estar certo, permitir que o critiquem? Ele não aceita-
criticá-las. ria a oposição de armas letais. Mas idéias são muito mais fa-
tais que armas.
(Veja, 18.08.04)

08. Estes são tanto melhores quanto mais preservam a liber- 11. Pode-se afirmar que o ponto de vista de Lenin
dade de seus críticos. (A) remete parcialmente aos conceitos dos legisladores
São sinônimos do termo destacado na frase: americanos.

(A) elevam e livram. (B) assemelha-se ao de Aristóteles, mas nega o dos legis-
ladores americanos.
(B) contestam e impedem.
(C) absorve os conceitos de Aristóteles e dos legisladores
(C) restringem e defendem. americanos.

(D) resguardam e protegem. (D) contrapõe-se ao de Aristóteles e ao dos legisladores


americanos.
(E) aumentam e asseguram.
(E) expressa exatamente as idéias defendidas por Aristóteles.

09. Assinale a alternativa em que o verbo da frase está correta-


mente flexionado. 12. Um governo deveria permitir que o critiquem ?

(A) Os legisladores americanos propuseram que é vedado Lenin se perguntava: — deveríamos aceitar a liber-
ao Congresso fazer leis impondo uma religião. dade de expressão e de imprensa?
Os espaços das frases devem ser preenchidos, respectiva-
(B) A crítica às políticas públicas pode vim de qualquer mente, por
cidadão.
(A) por que … Por quê
(C) Se o Congresso fazer uma lei, ela deve respeitar as
diferenças. (B) porque … Porque

(D) Alguns grupos deteram o poder, outros, o direito. (C) por quê … Por que

(E) As pessoas vêm nas palavras de Aristóteles a defini- (D) porque … Por quê
ção clássica do papel da imprensa.
(E) por quê … Porque

MPSP/AuxPromotoria 4

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

Para responder às questões de números 13 a 17, leia o texto. 15. É correto afirmar que a consciência quanto à tolerância

Tolerância Corporativa (A) ganhou espaço fenomenal, pois a proposta da Unesco


foi convertida em lei que obriga as empresas a contra-
Nove anos após a Unesco dedicar um documento ao tema, tarem pessoas vítimas de discriminação.
a consciência quanto à tolerância ganha destaque e vira política
interna em grandes companhias. Em fevereiro, a Radiobrás es- (B) obteve pouca atenção das grandes companhias multina-
tendeu benefícios como plano de saúde e auxílio-creche a com- cionais, pois promove a discriminação das pessoas.
panheiros de homossexuais. Foi a primeira instituição pública
federal a tomar essa iniciativa. De lá para cá, as multinacionais (C) foi proposta pela Unesco há nove anos, mas ainda não
IBM e American Express fizeram o mesmo. Mas, no universo foi alvo de um trabalho conseqüente pelas empresas.
corporativo, os homossexuais não são os únicos contemplados.
Idosos, negros, deficientes físicos e mulheres também estão no (D) tende a obter menos espaços corporativos, pois as
centro de projetos de promoção da boa convivência nas empre- empresas não têm a intenção de incluir pessoas discri-
sas. Neste mês, a rede Pizza Hut, por exemplo, criou o Ativida- minadas em seus quadros de funcionários.
de, programa que emprega pessoas com mais de 65 anos. A
paulista Dora Tavares, 76 anos, é uma das primeiras contrata- (E) começa a ganhar espaço nas empresas brasileiras, com
das. “Fiquei parada por 15 anos, entrei em depressão e perdi a sérias propostas de inserção dos grupos discriminados.
vontade de viver. Agora é diferente. Trabalhar com gente jo-
vem é muito bom. Eles me elogiam e incentivam”, diz Dora,
entusiasmada com o emprego de recepcionista.
16. Pode-se afirmar que Dora Tavares entrou em depressão
(ISTOÉ, 06.10.2004) porque

13. Homossexuais, idosos, negros, deficientes físicos e mulheres, (A) perdeu a vontade de viver.
na ótica das grandes companhias modernas, são funcioná-
rios que (B) ficou muito tempo sem atividade profissional.

(A) merecem mais benefícios e melhores salários que os (C) tinha de trabalhar com gente jovem.
demais.
(D) se sentia muito velha.
(B) apresentam problemas de conduta e prejudicam o tra- (E) não era elogiada nem incentivada.
balho.

(C) têm potencial de trabalho e podem ser bastante produ-


tivos.
17. Assinale a frase correta quanto à concordância verbal.
(D) representam custos elevados para as empresas.
(A) A partir de fevereiro, estendeu-se a companheiros de
(E) assumem responsabilidades independentemente de sua funcionários homossexuais benefícios como plano de
capacidade profissional. saúde e auxílio-creche.

(B) Já faz nove anos que a Unesco dedicou um documento


ao tema da Tolerância.
14. O título do texto propõe uma reflexão sobre
(C) Além dos homossexuais, também idosos, negros, defi-
(A) a importância da criação de políticas empresariais que
cientes físicos e mulheres vem sendo alvo dos proje-
valorizem os bons costumes.
tos de boa convivência nas empresas.
(B) a forma ostensiva como as empresas atuais tratam seus
(D) Segundo Dora Tavares, é necessário elogios e incenti-
funcionários.
vos no trabalho.
(C) a necessidade de se moralizar a conduta das pessoas
(E) O projeto de grandes empresas tendem a desenvol-
discriminadas no trabalho.
ver novas formas de trabalho que incluam a boa con-
(D) as diferenças existentes entre os seres humanos em seu vivência.
ambiente de trabalho.

(E) a falta de valores na sociedade atual e, por extensão,


no meio profissional.

5 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

Para responder às questões de números 18 a 25, leia o texto. 21. O antônimo de implacável, em destaque no texto, é:
(A) agressivo.
Tesouro Vivo
(B) ofensivo.
Reza a lenda que Curupira, uma estranha criatura que habita
as matas brasileiras e possui os pés virados para trás, é implacá- (C) sincero.
vel com quem maltrata os animais. Sem dó nem piedade, ele lite- (D) condescendente.
ralmente vira do avesso quem perturba a natureza. No que de-
pender do empenho e iniciativa de pesquisadores e ambientalistas, (E) perturbador.
espera-se que daqui para a frente o pitoresco defensor das flores-
tas tenha menos trabalho. Pelo menos na Mata Atlântica. Poucos 22. Assinale a frase corretamente pontuada.
lugares no planeta reúnem tão grande número de espécies exclu-
sivas de plantas e animais. Um dos primeiros a escrever sobre a (A) O Curupira, os ambientalistas e os pesquisadores, preo-
região foi o padre José de Anchieta. Em carta a seus superiores, cupam-se com a preservação da natureza.
por volta de 1560, ele retratou algumas das jóias da coroa. (B) O Curupira literalmente põe nos avessos, quem mal-
(ISTOÉ, 06.10.2004) trata os animais.
18. A afirmação – ...espera-se que daqui para a frente o pito- (C) Muitas plantas e animais, descritos pelos pesquisado-
resco defensor das florestas tenha menos trabalho. – per- res estão ameaçados pela ação do homem.
mite entender que
(D) O padre José de Anchieta, um dos catequizadores, foi
(A) pesquisadores e ambientalistas, em ação conjunta com dos primeiros a escrever sobre as riquezas naturais do
o ser lendário, vão defender as matas. Brasil.
(B) a Mata Atlântica está tão devastada que ambientalistas
(E) O Curupira, que tem os pés virados para trás, é uma
e pesquisadores já não têm o que fazer.
criatura que, nas matas brasileiras habita.
(C) só mesmo um ser sobrenatural é capaz de parar o avan-
ço da devastação das matas pela ação do homem.
23. Em carta a seus superiores, por volta de 1560, ele retratou
(D) o Curupira já defendeu muito as matas, mas hoje qua- algumas das jóias da coroa.
se não ocorrem mais devastações. Assinale a alternativa em que, substituindo-se o verbo, a frase
(E) ambientalistas e pesquisadores estão atuando na pre- está correta quanto à regência verbal.
servação da Mata Atlântica. (A) ... ele comentou em jóias da coroa.
(B) ... ele referiu-se a jóias da coroa.
19. Em linguagem figurada, a idéia de que as matas brasileiras
guardavam (e guardam) grandes riquezas aparece no texto (C) ... ele aludiu em jóias da coroa.
na seguinte expressão:
(D) ... ele reportou-se de jóias da coroa.
(A) jóias da coroa.
(E) ... ele citou às jóias da coroa.
(B) pitoresco defensor.
(C) espécies exclusivas. 24. Em – Sem dó nem piedade,... – os termos sem e nem indi-
(D) empenho e iniciativa. cam, respectivamente,

(E) plantas e animais. (A) ausência e adição.


(B) adição e adição.
20. Assinale a alternativa correta quanto à concordância nominal.
(C) causa e ausência.
(A) Bastante espécies de plantas e animais são encontra-
(D) adição e conseqüência.
das na Mata Atlântica.
(B) Espera-se que o Curupira tenha menas preocupações (E) ausência e causa.
com as matas, no que depender do empenho e da inicia-
tiva de pesquisadores. 25. Assinale a alternativa em que os substantivos, retirados do
(C) No que depender do empenho e da iniciativa imediata texto, estão corretamente acompanhados dos artigos.
de pesquisadores, espera-se que o Curupira tenha pouco (A) a dó – a piedade – os espécies.
trabalho.
(B) a dó – a piedade – as espécies.
(D) O Curupira vira do avesso algumas pessoas ruim que
maltratam a natureza. (C) o dó – a piedade – os espécies.

(E) A natureza fica meia indefesa com a devastação hu- (D) a dó – o piedade – as espécies.
mana. (E) o dó – a piedade – as espécies.
MPSP/AuxPromotoria 6

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

MATEMÁTICA R A S C U N H O

26. No shopping, Pedro tinha uma determinada quantia em di-


nheiro. Dessa quantia, usou 1/2 para comprar uma calça e
1/3 para comprar uma camisa. Depois, resolveu comprar
um sapato. Para tanto, usou toda a quantia restante para
pagar 1/4 do valor, e deu um cheque de R$ 105,00 para com-
pletar o pagamento do preço total do sapato. Portanto, a
quantia que Pedro tinha inicialmente era

(A) R$ 175,00.

(B) R$ 180,00.

(C) R$ 205,00.

(D) R$ 210,00.

(E) R$ 420,00.

27. Para fazer café, a copeira de uma empresa usa, como medi-
da para a água, um recipiente cuja capacidade total é 1/5 de
um litro. Para fazer 10 cafés, servidos em xícaras iguais
contendo a mesma quantidade de café, ela utiliza uma quan-
tidade de água igual a 3/2 da capacidade total desse recipiente.
Se num determinado dia, essa copeira preparou 220 cafés,
servidos nas mesmas xícaras e nas mesmas condições, en-
tão a quantidade total de água que ela usou para preparar
esses cafés foi de

(A) 3,0 L.

(B) 3,6 L.

(C) 4,2 L.

(D) 6,0 L.

(E) 6,6 L.

28. Lucas tem hoje três vezes a quantia que tem seu irmão
Paulo. Há quatro semanas, fizeram as contas e constata-
ram que ambos tinham, juntos, R$ 212,00. Considerando
que, desde então, cada irmão recebeu uma mesada sema-
nal de R$ 65,00, e que nessas quatro semanas eles gasta-
ram, juntos, um total de R$ 200,00, então Lucas tem, hoje,

(A) R$ 133,00.

(B) R$ 399,00.

(C) R$ 409,00.

(D) R$ 532,00.

(E) R$ 564,00.

7 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

29. Um terreno retangular, cuja medida da largura é igual a 2/3 R A S C U N H O


da medida do comprimento, foi dividido pelo proprietário
em 4 áreas exatamente iguais, de perímetro igual a 60 m
cada um, como mostra a figura.

A largura e o comprimento desse terreno são, respectiva-


mente,
(A) 20 m e 24 m.
(B) 22 m e 34 m.
(C) 24 m e 36 m.
(D) 24 m e 42 m.
(E) 36 m e 48 m.

30. Os sócios de um clube se reuniram para eleger seu novo


presidente. Ao final da eleição, elaboraram um quadro que
deveria mostrar o número de votos válidos dados a cada
candidato, e a respectiva porcentagem em relação ao total
de votos válidos. Completando os dados que faltam no qua-
dro, veremos que nessa eleição, extremamente disputada,
o total de votos válidos foi igual a

Candidatos N.º de votos válidos %


I 140 .......
II ....... 26%
III 125 .......
IV ....... 21%

(A) 500.
(B) 450.
(C) 300.
(D) 250.
(E) 200.

31. Num determinado dia, no início do horário de trabalho, dois


carteiros receberam quantidades iguais de cartas para se-
rem entregues aos destinatários. Após cinco horas de traba-
lho, um deles havia distribuído 4/5 das suas cartas, enquan-
to que o outro havia distribuído 3/4 das suas, sendo que um
deles tinha em seu poder 28 cartas a mais que o colega.
Portanto, a quantidade de cartas que cada carteiro recebeu
no início do expediente foi
(A) 480.
(B) 560.
(C) 580.
(D) 620.
(E) 660.
MPSP/AuxPromotoria 8

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

32. Uma jarra tem 4 litros de capacidade, quando totalmente R A S C U N H O


cheia. No momento, contém 1,5 litro de uma mistura (M1)
de água e suco concentrado, sendo que essa mistura M1
contém 4 partes de água e uma de suco. Uma nova mistura
(M2) de água e suco será adicionada à mistura já contida
na jarra, até enchê-la totalmente, de modo que a mistura
resultante (M3 = M1 + M2) contenha partes iguais de água
e suco. Para tanto, a mistura M2 deverá conter, de suco,
(A) 1 700 mL.
(B) 1 725 mL.
(C) 1 750 mL.
(D) 1 875 mL.
(E) 1 900 mL.

33. Um determinado produto é vendido em três modelos dife-


rentes: A, B e C. O gráfico mostra a participação porcentual
de cada modelo na venda total desse produto no primeiro
semestre de 2004. Sabendo-se que nesse período, o mode-
lo A vendeu 220 unidades a mais do que o modelo B, pode-
se afirmar que o número de unidades vendidas do modelo
C, no primeiro semestre de 2004, foi igual a
(A) 176.
(B) 210.
(C) 352.
(D) 572.
(E) 1 100.

34. Numa grande promoção, uma loja estava oferecendo, para


pagamento à vista, um desconto de 20% sobre o preço de
tabela de um certo produto. Para pagamento em três parce-
las iguais, o desconto era de 10% sobre o preço de tabela.
Sabendo-se que o preço promocional para pagamento à vista
era de R$ 1.200,00, pode-se afirmar que o consumidor que
optar pelo pagamento parcelado pagará, por parcela,
(A) R$ 500,00.
(B) R$ 480,00.
(C) R$ 450,00.
(D) R$ 440,00.
(E) R$ 400,00.

35. Três quadrados, recortados em três folhas de papel com


cores diferentes, foram colados uns sobre os outros, como
mostra a figura. Se as larguras das faixas aparentes, nas
cores cinza e preto, são iguais e medem 5 cm, então a área
aparente do quadrado preto é igual a
(A) 375 cm².
(B) 325 cm².
(C) 300 cm².
(D) 275 cm².
(E) 225 cm².
9 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

36. Sob o título Voto-feijão, o jornal O Estado de S.Paulo – R A S C U N H O


28.09.04 – publicou que, numa pesquisa eleitoral diferente
e informal, uma indústria de feijão enlatado do estado ame-
ricano do Tennessee rotulou latas do produto para eleitores
de John Kerry e outras para os de George W. Bush. A ilus-
tração mostra as quantidades vendidas para cada candidato.

(Vietti Foods Inc ArtEstado/GN)

Em relação ao total de latas vendidas, a diferença entre as


quantidades vendidas para cada candidato representa, em
termos porcentuais, aproximadamente,
(A) 8,6%.
(B) 4,3%.
(C) 3,6%.
(D) 2,4%.
(E) 1,8%.

37. O primeiro carro tricombustível, movido a gás natural vei-


cular (GNV), gasolina e/ou álcool, está chegando ao mer-
cado brasileiro. Para o consumidor saber se é interessante
pagar por esse modelo R$ 2.830,00 a mais do que a sua
versão bicombustível (gasolina e/ou álcool), é preciso, numa
simulação, comparar os gastos com combustível entre os
usos mais econômicos, ou seja, com GNV e com álcool, e
calcular o tempo necessário para que a economia gerada
amortize totalmente o investimento extra na compra do
veículo. Utilizando as informações do quadro, e conside-
rando que o veículo rode 20 000 km/ano, pode-se afirmar
que, nessas condições, o prazo necessário para que a eco-
nomia gerada pelo uso do GNV seja igual ao valor pago a
mais pela versão tricombustível será de, aproximadamen-
te, (Obs.: considere apenas duas casas decimais)

ÁLCOOL GNV
Consumo 7,2 km/L 12,7 km/m³
Preço R$ 1,09/L R$ 1,07/m³

(A) 0,5 ano.


(B) 1 ano.
(C) 1,5 ano.
(D) 2 anos.
(E) 3 anos.
MPSP/AuxPromotoria 10

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

38. Um digitador demora 8 horas para fazer um certo trabalho. R A S C U N H O


Um outro digitador, por ter mais experiência, gasta 3 minu-
tos a menos por página, levando 5 horas para fazer o mes-
mo trabalho. O número de páginas desse trabalho é igual a
(A) 180.
(B) 90.
(C) 60.
(D) 50.
(E) 40.

39. Em um haras, um pasto retangular medindo um quilômetro


de comprimento por meio quilômetro de largura foi dividi-
do por uma cerca, que vai do ponto A até a metade do lado
CD, conforme mostra a figura.
A B

C D
A área triangular formada com a divisão tem
(A) 250 000 m².
(B) 150 000 m².
(C) 135 000 m².
(D) 125 000 m².
(E) 120 000 m².

40. A cidade de São Paulo recebe 6,5 milhões de visitantes


anualmente. Entre esses visitantes, 1,5 milhão são estran-
geiros. A São Paulo Convention & Visitors Bureau, funda-
ção que reúne empresários ligados ao turismo, traçou um
diagnóstico do setor na capital. O gráfico, publicado na re-
vista Veja São Paulo – 02.06.2004 –, mostra de onde vêm
os turistas estrangeiros.

Com base nessas informações, pode-se afirmar que o nú-


mero de estrangeiros provenientes dos Estados Unidos e
Canadá que vêm, em média, mensalmente a São Paulo é
igual a
(A) 26 250.
(B) 37 500.
(C) 47 500.
(D) 113 750.
(E) 162 500.
11 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

CONHECIMENTOS GERAIS 45. Leia os trechos:

I
41. Em 15 de janeiro de 1985, o Colégio Eleitoral escolheu os
Criou-se uma nova moeda (...). Preços, salários e alu-
candidatos da Aliança Democrática, Tancredo Neves e José
guéis foram congelados, isto é, não podiam ser reajusta-
Sarney, para presidente da República e vice, respectiva-
dos. A população empolgou-se e poucos deram crédito às
mente. Esse acontecimento representou críticas que a oposição, representada pelo PT e pelo PDT,
(A) o alcance dos objetivos da campanha Diretas Já. fazia ao plano. Nas ruas, multiplicavam-se os adesivos nos
carros [favoráveis ao plano].
(B) o início do regime militar no país.
II
(C) a vitória do partido governista, o PDS.
Uma das medidas mais importantes do plano, contu-
(D) a transição gradual para a democracia. do, consistia em diminuir a quantidade de dinheiro em cir-
culação. Segundo os economistas que o elaboraram, quanto
(E) a aprovação da emenda Dante de Oliveira. menos dinheiro circulasse no mercado, menores seriam os
preços. (...) Os saldos das contas correntes e das caderne-
tas de poupança [superiores a 50 mil cruzados novos] fo-
42. Muitos estudiosos consideraram a década de 1980 no Bra- ram bloqueados por 18 meses.
sil como a década perdida, pois (Marco Antonio Silveira, A volta da democracia no Brasil, 1984-1992)

(A) a dívida externa sofreu uma redução e o produto inter- O autor refere-se aos planos econômicos conhecidos, res-
no bruto aumentou. pectivamente, como
(B) os índices inflacionários foram altos e a economia es- (A) Real e Collor.
teve em recessão.
(B) Cruzado e Real.
(C) a economia estagnou-se e o Estado ampliou seus in-
vestimentos sociais. (C) Collor e Cruzado.
(D) o país rompeu com o Fundo Monetário Internacional e (D) Bresser e Real.
as importações cresceram.
(E) Cruzado e Collor.
(E) a hiperinflação dominou a economia e as empresas
estatais foram fechadas.

46. Com o fim do regime militar, teve início uma nova fase da
43. A Constituição de 1988 inovou no sistema eleitoral porque História brasileira, chamada de Nova República; no entan-
to, antigos problemas persistem. Assinale a alternativa que
(A) excluiu a participação de jovens entre 16 e 18 anos.
indica, respectivamente, uma permanência e uma mudança
(B) estabeleceu a eleição indireta para presidente. em nossa sociedade.

(C) concedeu o direito de voto aos analfabetos. (A) Proibição do direito de greve e redução da participa-
ção política.
(D) tornou obrigatório o voto aos maiores de 70 anos.
(B) Concentração de renda e fortalecimento dos princípios
(E) criou a eleição em dois turnos para o Poder Legislativo.
democráticos.

(C) Ausência de política educacional e realização da re-


44. Nas duas últimas décadas do século XX, houve importantes forma eleitoral.
mobilizações populares no Brasil, entre as quais se destaca
(A) o movimento pelo impeachment do presidente Fernando (D) Desemprego e adoção do sistema parlamentarista.
Collor.
(E) Censura aos meios de comunicação e consolidação da
(B) a campanha dos sindicatos pela privatização da Petrobrás. cidadania.

(C) o movimento pela renúncia do presidente José Sarney.


(D) o apoio do operariado ao fim da legislação trabalhista.
(E) a campanha unificada dos partidos a favor da reforma
agrária.

MPSP/AuxPromotoria 12

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

47. Leia atentamente: 49. Considere as seguintes características da população:


A relação entre pobreza e crime não é automática. Se I. predomínio de população urbana;
assim fosse, Teresina, a capital mais pobre do país, seria II. pequena porcentagem de jovens;
infinitamente mais violenta que São Paulo, a mais rica.
III. fortemente concentrada na faixa litorânea;
A criminalidade é decorrente de uma soma de fatores,
IV. fraca porcentagem de população inativa;
em que se inclui a desigualdade social, mas também a dis-
seminação das drogas, o tráfico de armas, a desagrega- V. taxa de mortalidade infantil em declínio.
ção familiar, o nível educacional baixíssimo e a divinização Assinale a alternativa que apresenta características da po-
do consumo. pulação brasileira.
(Ary Dillon Soares, Veja, agosto de 2000)
(A) I, II e III.
De acordo com o autor, no Brasil, a pobreza
(B) I, II e IV.
(A) está diretamente relacionada à criminalidade e à vio-
lência. (C) I, III e V.

(B) é maior nas cidades onde a criminalidade é também (D) II, III e IV.
mais grave, como no caso de Teresina.
(E) III, IV e V.
(C) distribui-se de forma homogênea nas regiões do país,
assim como a criminalidade.

(D) não implica maior criminalidade, que está associada a 50. A questão está relacionada ao mapa do Estado de São Paulo.
outros motivos além da pobreza.

(E) atinge mais a população das capitais onde a criminalida-


de é maior, como em São Paulo.

48. Além da proposta de transposição, também se discute a


revitalização desse rio, chamado de rio da Integração Na-
cional, que vem perdendo gradativamente volume e quali-
dade da água, além da biodiversidade, em razão da constru-
ção de barragens e obras de irrigação nem sempre adequadas.
O texto refere-se ao rio

(A) Paraguai.
O processo de industrialização no Brasil expandiu-se a partir
(B) São Francisco. do governo JK (1955-1960). Assinale a alternativa que iden-
tifica a área de São Paulo e o tipo de indústria que acelerou
(C) Paraná. a industrialização.

(D) Tocantins. (A) I - siderúrgica, instalada com investimentos privados.

(E) Parnaíba. (B) II - aeronáutica, criada com capitais nacionais.

(C) III - metalúrgica, instalada com investimentos estatais.

(D) IV - petroquímica, criada com capitais internacionais.

(E) V - automobilística, instalada com capitais interna-


cionais.

13 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

51. O Brasil tem grande número de parceiros comerciais com 53. Observe a planta do bairro da Móoca.
os quais desenvolve troca de produtos agrícolas, minerais
ou industriais. Recentemente, estreitamos as relações co-
merciais com

(A) a China, grande importadora de soja e ferro brasileiros.

(B) o México, que exporta petróleo e máquinas agrícolas.

(C) a Rússia, que passou a importar frutas e alumínio bra-


sileiros.

(D) o Chile, grande exportador de equipamentos eletro-


eletrônicos.

(E) a Venezuela, que passou a importar automóveis brasi-


leiros.

52. Observe o mapa da região metropolitana de São Paulo para


responder à questão.

REGIÃO METROPOLITANA – SÃO PAULO

(Mapograf, 2000. Adaptado)

Você está na esquina da rua Domingos Oliveira com rua do


Oratório, na quadrícula _____ e se dirige para a rua Bastos
Barreto, na quadrícula ______.
Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.
(A) 1B … 3C
(B) 1C … 3B
(Graça M.L. Ferreira & Marcello Martinelli, Geografia em mapas. 1995. (C) 1A … 2C
Adaptado)
(D) 3A … 4A
(E) 4B … 2A
Considerando o município de São Paulo como referência, assi-
nale a alternativa que localiza corretamente municípios da re-
gião metropolitana de São Paulo.
54. José Carlos dos Reis Encina, assassinado com dois tiros no
rosto, em setembro de 2004, tornou-se famoso ao fugir de
(A) Mogi das Cruzes está a oeste e Guarulhos está a no- helicóptero do presídio da Ilha Grande, no Rio de Janeiro,
roeste. em 1985. Condenado à prisão por tráfico de drogas, rou-
bos, formação de quadrilha e outros crimes, esse traficante
(B) Santo André está a sudoeste e Cotia está a leste. era conhecido pelo apelido de
(A) Chileno.
(C) Franco da Rocha está ao norte e Suzano está a oeste.
(B) Fernandinho Beira-Mar.
(D) São Bernardo do Campo está a sudeste e Osasco está a
oeste. (C) Escadinha.

(E) Santa Isabel está a noroeste e Itapecerica da Serra está (D) Uê.
a sudeste. (E) Bira Charuto.

MPSP/AuxPromotoria 14

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

55. Em setembro de 2004, o furacão Jeanne atingiu alguns paí- 59. A fim de regularizar a atividade na capital de São Paulo e
ses do Caribe, provocando cerca de 2 000 mortes, segundo fazer cumprir o decreto que entrou em vigor no mês de
estimativa da ONU. O país mais prejudicado, com quase abril de 2004, o Departamento de Transportes Públicos or-
1 600 mortos, e considerado um dos mais pobres da Amé- ganizou uma blitz para fiscalizar certo tipo de veículo e
rica pelas péssimas condições de vida, foi seus condutores que, para circularem, devem: quanto ao
condutor, portar cadastramento da prefeitura e atestado de
(A) Porto Rico.
antecedentes criminais; quanto ao veículo, ter, no máximo,
(B) Haiti. dez anos de uso e baú para o transporte de objetos. Essa
(C) Bahamas. regulamentação abrange

(D) Cuba. (A) os motoristas escolares.


(E) República Dominicana. (B) os motoboys.

56. Um grupo de terroristas invadiu uma escola no sul da Rússia (C) os perueiros.
e fez cerca de 1 200 reféns. Crianças, professores e pais
foram, durante três dias, submetidos à violência, humilha- (D) as lotações clandestinas.
ção, dor e desespero. O desfecho foi trágico, com a invasão
da escola, que resultou em centenas de mortos, a maioria (E) os ônibus irregulares.
crianças. Esses terroristas eram
(A) chechenos e árabes.
60. O Hino bonito: ganhando ou perdendo,
(B) indonésios e árabes.
o Brasil tem o melhor tom
(C) iraquianos e nepaleses.
O jornal britânico The Guardian publicou um artigo
(D) chechenos e indonésios. sobre o Hino Nacional Brasileiro em 20 de junho de 2002,
(E) nepaleses e árabes. às vésperas do jogo Brasil x Inglaterra pela Copa do Mun-
do daquele ano. O artigo enaltece o Hino, tecendo elogios
à letra e à música, e exalta o fato de que nosso Hino, dife-
57. Foi lançado recentemente um livro que relata os bons e os rentemente de outros mais famosos, não fala de temas rela-
maus momentos pelos quais os órgãos de imprensa costu- cionados à guerra, mas, ao contrário, realça as qualidades
mam passar. O lançamento da obra fez parte das comemo- geográficas e as belezas naturais do país. A manchete aci-
rações do 35.º aniversário do Jornal Nacional, da Rede Glo- ma é clara (...).
bo de Televisão. O título do livro é (Margarida Patriota, Para compreender o Hino
e os Símbolos Nacionais)
(A) Jornal Nacional – Revelações.
(B) Jornal Nacional – O jornal global. No artigo do jornal britânico, o Hino Nacional Brasileiro foi

(C) Jornal Nacional – Os anos de chumbo. (A) comparado aos hinos de outros países, e estes consi-
derados mais bonitos.
(D) Jornal Nacional – A notícia faz história.
(E) Jornal Nacional – A ditadura revelada. (B) criticado porque destaca as diferentes paisagens e re-
cursos naturais do país.
58. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.
(C) elogiado porque não trata de guerras, como os hinos
A euforia que contaminou os gregos com os Jogos Olímpi-
de alguns países.
cos de Atenas esfriou logo depois que a conta da festa foi
apresentada: 7 bilhões de dólares, quase o dobro das previ- (D) valorizado devido ao ritmo musical, mas sua letra foi
sões iniciais. Os custos cada vez mais elevados levaram o mal interpretada.
Comitê Olímpico Internacional a pedir moderação às auto-
ridades _________, que pretendiam investir 33 bilhões de (E) comentado devido à vitória do Brasil sobre a Inglaterra
dólares para transformar os Jogos de 2008, em ________, no jogo pela Copa de 2002.
nos mais esplêndidos da história.
(A) russas … Moscou.
(B) canadenses … Montreal.
(C) americanas … Los Angeles.
(D) brasileiras … Rio de Janeiro.
(E) chinesas … Pequim.
15 MPSP/AuxPromotoria

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjE3ZDoyMWZi:RnJpLCAxNSBOb3YgMjAxOSAxMDo1NDo0MCAtMDMwMA==

MPSP/AuxPromotoria 16

www.pciconcursos.com.br

Você também pode gostar