Você está na página 1de 3

“Reconheceram-no ao partir o pão…”

Encontro de preparação para a primeira comunhão.

Horário

9h30 Ponto de Encontro – Animação.

- Ensinar alguma música: Passo a Passo, Tu onde vais, etc.


- Fazer algum jogo.

10h00 Motivação “Encontro com Jesus vivo.”

- A história de Jesus: aconteceu algo único nele: Ressuscitou! Está vivo!


- Jesus Ressuscitado é alguém vivo que podemos conhecer.
- Como o reconhecemos?
- Três sinais ou momentos: na palavra, nos sacramentos, no encontro com os outros.
- Eucaristia: encontro com Jesus.

10h30 Gincana: “À procura de Jesus”

Objectivo: A partir de algumas actividades, ajudar a reflectir e perceber que com a fé


percebemos, no meio da vida, que Jesus está presente.

Proposta: 3 ou 4 actividades por grupos, para depois cada um deles.

1.- Escutar com os olhos vendados? Escutar sem ver.


- Colocam os diferentes grupos das crianças espalhadas e sentadas num lugar do
espaço.
- Vendam-se os olhos e disse-se que têm de fazer silêncio e estar atentos para escutar
e perceber o que se passa à volta deles.
- Algum catequista passa perto de alguns deles e disse em voz baixa alguma frase e
pede para decorarem porque tem de a dar aos outros.
- Depois e partilha por grupos.

Aqui podemos saborear a importância de conhecer através do testemunho. Pelas palavras


de outros podemos conhecer a realidade, podemos conhecer aquilo que aconteceu e não
vimos ou percebemos.

Alternativa ou complemento: Guiados pela voz de outros.


- Caminhar de olhos vendados guiados por outros.

2.- Jogos de gestos sem sons e palavras. Descobrimos a Jesus pelos sinais.
- Formam-se por grupos e em cada grupo se escolhe uma criança, que vai ter com a
quem dirige a gincana.
- Cada criança recebe uma ou duas palavras que tem de manifestar com gestos (sem
sons nem palavras) para que seu grupo possa descobrir a mensagem.
- Depois de passarem vários, podem partilhar em grupo como foi a experiência.
- Também pode ajudar para reflectir: Que sinais e gestos de amor e de entrega
percebem na vida?

A ideia é descobrir que também através de gestos, de situações da vida conhecemos algo
das pessoas. Também na nossa vida podemos perceber a Jesus que está vivo, mesmo que
não o vejamos. Supões aprender a reconhecer os gestos.

3.- Jogo: Comer a bolacha com a mão esticada:


- Organizam-se os grupos das crianças por pares.
- A cada criança pede-se para esticar a mão direita e dá-se-lhe uma bolacha.
- Se diz que tem de comer a bolacha mas sem dobrar a mão, sem fazer batota.
- Depois partilha-se a experiência.
Nota: A ideia é que cada um dê de comer a bolacha ao par e vice-versa.

O objectivo é descobrir que só na partilha é que somos mais enriquecidos. A aplicação ao


nível da fé é semelhante: só quando procuramos ajudar os outros, quando nos preocupamos
por Eles e pela sua fé, é que descobrimos a Jesus presente no meio de nós.

4.- Resumir fazendo uma oração para depois partilhar.

11h30 Resumo e oração.

12h00 Animação e preparação do almoço.

12h30 Almoço partilhado.

Material Preciso para a Gincana:

- Vendas (1 por criança)


- Bolachas (1 por criança)
- Folhas e canetas para escrevem a oração por grupos.
Anexo
Juego pedagógico (6, 8, 10): El coordinador invitará un número par de niños; les ordena extender la
mano derecha y les advierte que no pueden doblar la mano ni alzarla, ni hacer ningún truco con ella;
depositará en cada mano una galleta o trozo de pan; ahora cada uno hará el intento de comer.
Como no es posible doblar la mano, tampoco se admite ningún fraude... la única forma auténtica
será: dando de comer al compañero del frente o del lado; uno a otro se darán de comer.
Si acaso no descubrieran con facilidad cómo salir del paso, se podrá sugerir algo...

Diálogo grupal: Terminado el juego, se organizarán los niños en pequeños grupos; se encomendará
a uno de ellos hacer el papel de coordinador del grupo, para recoger la reflexión, hacer las
preguntas, dirigir el diálogo, etc.

Las preguntas para el diálogo pueden ser estas u otras:


a) ¿Qué pensaron al participar en el juego o al ver a los participantes?
b) ¿Tuvieron dificultad para encontrar la forma de comer todos, a pesar de las reglas del juego?
¿Qué dificultades?
c) ¿Es frecuente en nuestra sociedad ver que unos dan de comer a otros? ¿Por qué?
d) ¿Saben qué es el egoísmo? ¿Es frecuente el egoísmo en nuestro ambiente social?
e) ¿Qué señales de egoísmo han visto o conocen?
f) ¿Qué le dirían Uds. a una persona egoísta?