Você está na página 1de 11

1

Marlene Mukai

Costura Prática
especial
acabamento

1ª Edição

Santos
2018
2

1ª Edição - 2018

Costura Prática - Especial acabamento

Authored by Marlene Aparecida de Souza Mukai

Todos os direitos reservados a


Marlene Aparecida de Souza Mukai

Proibida a Reprodução sem autorização


Proibido divulgar na internet

Registro ISBN 978-85-920935-2-5

Registro de direitos autorais, Ministério da Cultura,


Fundação Biblioteca Nacional

21.59 x 27.94 cm
Black & White on White paper
Pages: 146
3

ÍNDICE

Considerações iniciais............................................................................ 05
Material básico para corte e costura...................................................... 07
Linha e agulha para cada tecido e regulagem dos pontos...................... 09
Como tirar medidas................................................................................ 10
Base para transformação de molde....................................................... 12
Tipos de tecido e forro............................................................................ 18
Como calcular a metragem do tecido..................................................... 19
Margem de costura...................................................................................21
Como cortar estampa, listra e xadrez.................................................... 25
Alinhavos................................................................................................ 28
Pontos de costura à mão........................................................................ 29
Pontos de costura à máquina...................................................................30
Arremate ................................................................................................ 31
Bordas e chuleados................................................................................. 32
Fio do tecido .......................................................................................... 36
Graduação de molde.............................................................................. 37
Passando as costuras a ferro................................................................. 40
A prova da roupa................................................................................... 41
Corrigindo moldes para vários tipos de corpo......................................... 44
Bolsos..................................................................................................... 64
Mangas................................................................................................... 75
Punhos e carcelas................................................................................... 80
Golas ..................................................................................................... 88
Pregas................................................................................................... 106
Franzidos e babados............................................................................ 114
Drapeados............................................................................................. 128
Elásticos................................................................................................ 134
Bainhas................................................................................................. 139
Entretetela............................................................................................. 152
Revel..................................................................................................... 156
Viés........................................................................................................ 173
Aplicação de rendas.............................................................................. 182
Pences.................................................................................................. 185
Ombreiras.............................................................................................. 191
Forros.................................................................................................... 194
Botões e colchetes............................................................................... 222
Alças, rolotês, aselhas e alamares........................................................ 238
Zíper........................................................................................................244
Cintos, presilhas e laços....................................................................... 254
Cós e passador de faixas...................................................................... 265
Palas e recortes.................................................................................... 270
Godê e nesgas...................................................................................... 277
Como desmanchar costura................................................................... 283
Como consertar rasgos e buracos........................................................ 284
4

Como consertar casas de botões.......................................................... 286


Como consertar zíper............................................................................ 287
Consertando barra................................................................................ 288
Consertando roupas puídas.................................................................. 293
Consertando roupas com sobras de tecido........................................... 300
Como ajustar roupas............................................................................. 307
Como aumentar a largura das roupas................................................. . 318
Corrigindo defeitos em mangas ........................................................... 326
Trocando forro de casaco...................................................................... 334
Biografia............................................................................................... 336
Índice remissivo..................................................................................... 337

Dedico este livro à minha irmã, Ivonete Maria de


Souza Ramalho, que sempre me incentivou e me
apoiou, mesmo quando eu não tinha razão.
5

Considerações iniciais:
Com este livro pretendo mostrar todo o processo de corte, costura e
acabamento de uma peça do vestuário feminino, masculino e infantil.

Através de desenhos simples explico vários tipos de corte, arremates,


costuras e acabamentos, do mais simples ao mais sofisticado.

Acabamento é a finalização de uma peça que pode ser bom ou ruim.


Um acabamento ruim pode estragar o resultado, deixando a peça com
aparência desleixada, mal feita e feia. Um bom acabamento confere à
peça elegância, limpeza e beleza. A beleza de uma peça está na qualidade
do tecido, na precisão da modelagem, nos detalhes de acabamento e na
delicadeza de como foi finalizado os arremates.

A costura não é um processo rápido, pois passa por várias etapas como a
escolha do modelo e tecido, a modelagem, o corte, costura e acabamento.
Exige paciência e capricho.

Todas as pessoas podem aprender a modelar e costurar, mas finalizar


uma peça com um bom acabamento dependerá da sensibilidade e capricho
nos acabamentos e arremates. É algo que se consegue com paciência,
atenção e capricho. É o acabamento de suas peças que determinará a
qualidade de seu trabalho. Não adianta uma peça bem cortada se a costura
não estiver a altura.

Ao escrever este livro tive a pretensão de fazer um manual de costura e


acabamento fácil de ser compreendido e acessível a todos.

Coloquei esquema de modelagem por medida de quatro bases (blusa,


vestido, saia e calça) para transformação, ou seja, para serem usadas na
construção de outros modelos. Tenho outros livros publicados específicos
de modelagem onde há a forma de fazer os moldes de vários tipos de
peças femininas, masculinas e infantil.

Lembre-se, o seu trabalho é a sua vitrine. Qualquer pessoa pode


aprender a modelar e costurar, mas fazer uma peça com capricho e bem
acabada, é privilégio de poucos. O capricho é o diferencial. Se o seu
cliente ficar satisfeito com o resultado, vai te indicar ao concorrente. E não
despreze o cliente “chato”. O cliente exigente e “chato” é o seu melhor
cliente, pois se ele gostar da sua peça, vai divulgar o seu trabalho e seu
ateliê vai encher de clientes. Porque se você conseguir agradar o cliente
exigente, é porque você realmente é um expert no que faz. É assim que
você será conhecida(o) e poderá deixar de cobrar “baratinho” para cobrar
o “preço justo”.

Marlene Mukai
9

Linha e agulha para cada tecido e regula-


gem dos pontos

lar-

tecido agulha linha gura do
calcador
ponto
Cetim, musseline, Ponta fina 2,5
crepe georgete, seda, ou bola 100% De plástico
chiffon, voal, organza, nº 9/70 poliéster ou teflon
tule, cambraia, visco-
se...
renda francesa, Ponta fina 2,5
guipir, suiça... ou bola 100% De plástico
nº 9/70 poliéster ou teflon
Crepe, tricoline, al- ponta fina 3
godão, lese, popeline, Nº 11/80 100% De metal
anarruga... ou 14/90 poliéster
Shantung, tafetá, ponta fina 3
crepe cadena, patu, Nº 11/80 100% De metal
piquet, percal, linho, ou 14/90 poliéster
microfibra, lã...
Sarja, denin, brim, Nº 14/90 100% 3
gabardine, tweed, ou 16/100 poliéster De metal
veludo cotelê...
Couro, courino, Ponta 3,5 Antiaderente
plástico, couro embor- facetada nylon de rolo
rachado Nº 16/100
Matelassê Nº 14/90 100% 3 De metal
ou 16/100 poliéster
Paetê, renda com Ponto bola 100% 3
pedraria nº 14/90 poliéster De metal
ou nylon
Lycra, viscolycra, Ponto bola 100% 2,5 De plástico
liganete, tactel, tricot nº 9/70 ou poliéster e ou teflon com
11/80 fio de nylon superfície lisa
Malha de algodão Ponto bola Mista algo- 2,5 De plástico ou
nº 11/80 dão com teflon com
poliéster superfície lisa
Cotton, suplex Ponto bola 100% 3 De plástico ou
nº 9/70 ou poliéster e teflon com
11/80 fio de nylon superfície lisa
Neoprene, gorgo- Ponto bola 100% 3 De plástico ou
rão, helanca nº 14/90 poliéster teflon com
superfície lisa

Tensão da linha: vai depender de como está a regulagem de sua máquina. Cada
marca tem uma regulagem diferente. Use uma amostra de tecido para testar tensão da
linha antes de começar a costurar. Faça na amostra costura reta e curva para ver se o
ponto não está repuxando ou frouxo demais.
11

15 3- cintura
12 5- separação do
busto
5 8- largura do braço
8 12- altura do busto
15- altura do gan-
cho

Tirando medidas de um corpo com proporções diferentes:

a- Região mais fina do corpo.


b- Cintura
c- Quadril
d- Culote
10
9

- Se o corpo da moça para a qual irá


8

fazer roupas não for proporcional, há


7

a
necessidade de tirar medidas extras.
6

- Use fitas de gorgurão ou cetim para


5

b
4

marcar as várias curvas e reentrâncias


3

c do corpo, como mostra o desenho ao


2

lado.
1

d - Por exemplo, se a pessoa tiver culotes


mais largos que a região do quadril, há
necessidade de tirar a medida de lar-
gura também do culote. Mas antes de
tirar a medida, amarre uma fita nestas
regiões.
- Tire as medidas de largura da cintura,
quadril e culote e também a distância
entre uma medida e outra.
- É comum nas moças mais gordinhas
que a cintura seja maior e que, um
pouco mais acima da cintura, a largura
seja menor, sendo necessário tirar esta
medida também e a distância da parte
mais fina da linha da cintura.
12

Bases para transformação de molde


1- Base de blusa:

1/4 do busto + 1 cm 1/4 do busto + 1 cm

1/2 ombro 1/2 ombro Om


bro
1/2 do ombro +1 cm

Omb
ro
4cm 4cm

1/2 da largura do bra-

1/2 da largura do bra-


ço + 4 cm

ço + 4 cm
Altura do corpo + 3 cm 0,5 cm

Altura do corpo
1,5 cm

2 cm
5 cm

3 cm
1/4 da 1/4 da
cintura cintura 2 cm
+ 4 cm + 4 cm
3 cm

altura do quadril
1 cm
dobra do tecido

altura do quadril

costas
frente

1/4 do quadril + 1 cm
1/4 do quadril + 1 cm
- Este é um molde base com a folga de vestibilidade mais justa (apenas 1 cm
em 1/4 do molde) para que possa usá-lo na construção de outras peças. Não é
um molde pronto para o uso. É uma base para ser usada na construção de outros
modelos de blusas e camisas.

Altura da cava:
- Caso vá fazer blusa sem manga, some a metade da largura do braço com mais
6 cm.
Decote:
- Para um decote maior, aumente na altura e largura do decote proporcionalmente,
ou seja, se aumentar 2 cm na largura, deverá aumentar 2 cm também na altura.
- Caso aumente a largura do decote, precisará diminuir o ombro, ou seja, se
aumentar a largura em 2 cm, terá que diminuir 2 cm no ombro
25

Como cortar estampa, listra e xadrez:

1- Estampa:

- Em tecidos com estampa,


todas as peças devem ser cor-
tadas na mesma direção, para
que os detalhes da estampa não
fiquem ao contrário ou de cabe-
ça para baixo.
- Caso a peça tenha recortes ou
emendas, tente casar as estam-
pas entre as costuras para que
haja harmonia.
- Lembre-se que ao emen-
dar uma peça em outra, há a
margem de costura que pode
comprometer o desenho de sua
estampa ao casar um lado com
o outro.
- O melhor é riscar no tecido,
colocando um molde perto do
outro, prevendo as costuras,
verificando se vai coincidir as
estampas nas emendas.

2- Listra:

- As listras devem estar na mesma po-


sição, obedecendo a composição dos
recortes da roupa.
- Pode-se cortar partes das roupas
trocando o sentido das listras, mas de
forma que não deforme a peça.
- Para compor listras, verifique o fio do
tecido (comprimento, ourela, urdume)
e, caso queira usar a largura, verifique
se não tem elasticidade ou se a elasti-
cidade é igual na largura e no compri-
mento.
- No caso do modelo ao lado, o cós foi
cortado na largura do tecido e a saia
no sentido do fio (comprimento).
27

3- Xadrez:

- Pode-se usar o xadrez no fio


do tecido e também na diago-
nal, como no modelo ao lado,
mas a pala deverá ser entrete-
lada ou forrada com tecido cor-
tado no fio para que o viés do
tecido não distenda, estragando
a peça.
- Se for usar o tecido no viés,
trace uma linha pelo avesso na
diagonal para servir como guia
na hora de cortar.

- Antes de cortar, disponha as


peças do molde de forma que
as linhas do xadrez casem
umas com as outras, princi-
palmente nas costuras das
laterais, ombros e manga.
- Centralize bem o meio do
molde com as listras verticais
de forma que elas se casem
também nos ombros e nas
laterais harmoniosamente.

- Se for usar o xadrez no


viés na pala de uma camisa,
entretele a pala e forre-a com
tecido no fio, ou seja, o forro
não deverá ser no viés. Isto
evita que o tecido distenda,
enrugando a pala.
- Alinhe as peças do mol-
de da frente de forma que
o xadrez coincida no lado
esquerdo e direito, onde irá o
abotoamento.
- Certifique-se que as man-
gas estejam com o xadrez
posicionado igualmente do
lado direito e esquerdo.
31

Arremate:
- Arremate é a forma de prender a linha no final da costura para que esta não
se desfaça.

1- Arremate com amarração:


- Consiste em amarrar as
linhas no final e começo da
costura.
- Não é muito seguro, pois a li-
nha pode arrebentar com mais
facilidade.

2- Arremate com retorno:


- Consiste em voltar e seguir
com a costura no final dela
deixando 3 costuras paralelas
com cerca de 1 cm de arre-
mate.
- Este arremate é o mais usa-
do em costuras a máquina.

3- Arremate com agulha de crochê:

- Acabamento usado para


arrematar costura feita em
overloque ou zigue zague.
- Consiste em introduzir
uma agulha de crochê 3
cm antes do final da cos-
tura e puxar as linhas que
sobraram para dentro da
costura.
- Isto vai garantir que as
costuras não desmanchem.

4 - Arremate com ponto mosca:


- Consiste em terminar a
costura do zigue zague mais
fechadinho a 1 cm do início
ou final.
- Este arremate é muito usado
em lingerie e também para
fortalecer costuras de bolsos
de calças jeans.