Você está na página 1de 14

AMOSTRA DE ATIVIDADES:

TREINAMENTO DE HABILIDADES
PARA CRIANÇAS
OBS: JOGO USADO PARA TRABALHAR A HABILIDADE 4: AUTOCONTROLE EXPRESSIVIDADE EMOCIONAL

JOGO DAS EMOÇÕES


Objetivo:
Reconhecer e identificar as emoções, bem como demonstrar diferentes expressões faciais

Material:
Cartas com as emoções e cartas com as situações.

Como jogar:
A criança joga o dado “smile” para selecionar qual a emoção. E joga o dado numérico para
saber qual pergunta terá que responder. O terapeuta (ou pais) pega a carta da emoção
correspondente e lê a pergunta sorteada. O dado numérico continuará sendo jogado até eu
todas as perguntas sejam feitas. É importante incentivar a criança a se expressar e
responder de forma detalhada e não apenas objetiva. Ao término de cada emoção, inclusive
da atividade final, dê um incentivo. Outra forma de jogar é fazer aleatoriamente com todas
as emoções, ou seja, a cada rodada jogar o dado “smile”, trocando de emoção após a
primeira pergunta respondida. É aconselhável jogar da primeira forma inicialmente e em
outros encontros ou oportunidades jogar dessa outra forma, para que primeiro a criança
entenda as emoções uma a uma e depois saiba distingui-las quando jogar de forma mista.
DADO SMILE DADO NUMÉRICO
FRENTE

Medo Raiva Alegria

Nojo Surpresa Tristeza


143
VERSO
1- ALEGRIA 4- RAIVA 5- MEDO
Perguntas: Perguntas: Perguntas:
1- O que é alegria? 1- O que é raiva? 1- O que é medo?
2- Como você sabe quando alguém está 2- Em que momento já sentiu raiva? 2- O que te fazem sentir medo?
alegre? 3- Faça uma expressão e como fala 3- O que te ajuda a enfrentar o medo?
3- Quais situações te faz ficar alegre? quando está com raiva 4- Você já ajudou alguém que estava
4- O que você faz para se sentir alegre? 4- Como você faz para passar a raiva? com medo?
5- Qual a diferença entre alegria e 5- Como você percebe que uma pessoa 5- Como você sabe que alguém está
felicidade? está com raiva? com medo?
6- É possível ficar o tempo todo alegre? 6- Como se sente quando alguém fala 6- Você fala aos outros o que te dá
Porque? bravo com você? medo? Porque?
Desenhe um momento feliz que viveu Desenhe o “senhor raiva” Conte o que te dá mais medo

2- TRISTEZA 3- SURPRESA 6- NOJO


Perguntas: Perguntas:
Perguntas:
1- Como é ficar surpreso? Como se sente? 1- O que é nojo?
1- O que é tristeza?
2- Já se sentiu assim? Quando? 2- Do que você tem nojo?
2- Como você se sente quando vê
3- Faça a expressão de uma surpresa boa 3- Como percebe que uma pessoa
alguém triste?
e de uma ruim. está com nojo?
3- O que você faz quando vê alguém
4- Já fez surpresa para alguém? Como a 4- O que faz quando está com nojo?
triste?
pessoa se reagiu? 5- Como fala para as pessoas quando
4- Quais situações te deixam triste?
5- Qual a diferença entre surpresa e sente nojo?
5- O que você faz que te deixa triste?
susto? 6- Qual a expressão que usa quando
6- O que você faz quando está triste?
6- Você gosta de surpresas? Porque? sente nojo?
Desenhe um momento triste que viveu
Elabore uma surpresa boa a alguém Desenhe o que te dá nojo
TREINAMENTO DE HABILIDADES
PARA CRIANÇAS

Para adquirir o Treinamento Infantil Completo:


TECNICA UTILIZADA NO TREINAMENTO DA HABILIDADE 4: AUTOCONTROLE A EXPRESSIVIDADE EMOCIONAL, PORÉM
PODE SER UTILIZADA EM PARA OUTRAS HABILIDADES COMO ASSERTIVIDADE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

A.C.A.L.M.E.-S.E. (adaptado para crianças)


ACEITE sua ansiedade. Quando sentir medo ou raiva, quando estiver com aquele aperto no peito, pense em aceitar! Isso
mesmo, aceitar o que está sentindo é a melhor maneira para diminuir as sensações desagradáveis que está sentindo. Se você
ficar furioso por estar sentindo ansiedade, ela vai ficar cada vez mais forte.
CONSIDERE as coisas ao redor, ou seja, olhe tudo que tem perto de você, onde quer que esteja, não fique pensando no que
está acontecendo com você. Tente se distrair com coisas legais!
ATUE como se não estivesse ansioso, ou seja, faz de conta que você não está ansioso. Para isso, terá que diminuir o ritmo
das suas atividades, mas sem parar completamente. Não faça nada com rapidez e desespero, se necessário, pare de fazer o
que está fazendo para “fugir” um pouquinho da ansiedade e quando se acalmar você volta a fazer o que estava fazendo.
LIBERE o ar de seus pulmões bem lentamente. Respire devagar, contando até três puxando todo o ar que conseguir pelo
nariz e solta esse ar pela boa, contando até seis. Faça isso mais de uma vez!
MAIS UMAVEZ faça tudo que aprendeu de novo, desde a primeira palavra.
ESTUDE seus pensamentos, fazendo a seguinte pergunta: o que estou pensando é verdadeiro? Será que preciso mesmo ter
medo ou preocupação? Considere as respostas positivas que pode ter dessas perguntas.
SORRIA, pois você conseguiu até este momento, seguir os passos e aceitar e controlar a ansiedade sozinho. Você agora
saberá como lidar com os sentimentos ruins e estranhos.
ESPERE pelo futuro com aceitação, abandonando o pensamento “mágico” de que a ansiedade desapareceu para sempre A
diferença é que, agora, você aprendeu a controlar e enfrentar ela sem ter tanto sofrimento.
Olá, eu sou Talita Pires, psicóloga e desenvolveradora deste e outros Recursos Terapêuticos.
Conheça meus outros materiais clicando em cada um deles:

1) Treinamento das HABILIDADES SOCIAIS - Criança e Adulto

2) Momento Infantil: COMO LIDAR COM A FRUSTRAÇÃO*

3) Material de Apoio para ORIENTAÇÃO VOCACIONAL/PROFISSIONAL

4) Material de APOIO para TERAPIA - TODOS*

5) Caderno de HABILIDADES SOCIAIS para CRIANÇAS

6) Treinamento de HABILIDADES SOCIAIS - Adulto


AMOSTRA DE TÉCNICAS:
TREINAMENTO DAS
HABILIDADES SOCIAIS PARA
ADULTOS
Entrevista inicial

1. Você costuma usar com frequência locuções como por favor, obrigada, desculpa...? Usa
normalmente, em excesso ou raramente?
2. Tem facilidade em agradecer e fazer elogios?
3. Costuma cumprimentar a todos ou aqueles que conhece? Geralmente tem a iniciativa de
cumprimentar ou esperar pelo gesto do outro?
4. Como é para você iniciar uma conversa e mantê-la por um tempo mínimo? Costuma fazer isso ou
espera a ação dos outros?
5. Quando alguém faz algo bom ou ruim, você dá algum retorno sobre o que achou da atitude?
Costuma pedir a opinião dos outros sobre aquilo que faz?
6. Você é capaz de identificar seus próprios sentimentos? E dos outros?
7. Quando alguém lhe conta algo ruim, ela consegue perceber sua compreensão e preocupação?
8. Você se considera capaz de assumir a perspectiva do outro e conseguir orientar e/ou acolher de
maneira positiva?
9. Faz amizade facilmente? Geralmente toma a iniciativa de fazer novos amigos ou espera do outro?
10. Você se considera alguém solidário? Porque?
11. Gosta de dar e receber carinho? O que é mais fácil ou prefere (dar ou receber)?
12. Consegue expressar seus sentimentos (positivos ou negativos) de forma clara às pessoas?
13. Consegue manifestar sua opinião em publico e/ou para pessoas em especial?
14. É capaz de expressar acordo ou desacordo em determinadas situações? (discussões, debates em
sala, conversas aleatórias)
15. Como você lida com criticas? Geralmente aceita, discute, explica...?
16. Geralmente o que faz quando se sente com raiva ou desagrado? Costuma calar-se e “apagar o
assunto”, calar-se e retomar em outro momento, ou fala ainda que seja ofensivo, pois precisa resolver o
assunto?
17. Quando alguém faz algo que não gosta, você pede que pare ou mude seu comportamento? De que
forma faz isso?
18. Quando precisa pedir ou dar alguma ordem a subordinados, como comunica? E quando precisa
recusar algum pedido?
19. Quando percebe que precisa terminar um relacionamento (amoroso), consegue fazer com facilidade
ou prefere continuar e esperar a atitude do outro?
20. No trabalho (ou escola) geralmente costuma coordenar/liderar grupos?
21. Quando acontece uma situação no ambiente de trabalho, você costuma mediar conflitos? E quando
é uma situação familiar ou de amizade?
22. Tem dificuldades em tomar decisões? Em qualquer situação ou em alguma específica?
23. Quais suas maiores dificuldades ao lidar com as pessoas?

OBS: Todo comportamento da pessoa entrevistada deve ser analisado (componentes verbais, não
verbais e paralinguisticos), a fim de constatar a veracidade das informações. Ver ANEXO II.
TABELA PARA ANÁLISE DOS RESULTADOS
CLASSE REQUISITOS DESEMPENHO

Comunicação  Iniciar, manter e encerrar conversação


 Dar feedback
 Pedir feedback
 Gratificar
 Elogiar
Civilidade  Cumprimentar
 Apresentar-se
 Despedir-se
 Locuções (por favor, licença...)
Empatia  Reconhecer/inferir sentimentos
 Demonstrar compreensão
 Assumir perspectiva
 Expressar apoio e/ou ajuda
Expressão de sentimento  Fazer amizades
 Expressar solidariedade
positivo  Compartilhar amor
Assertividade  Manifestar opinião
 Concordar e discordar
 Desculpar-se
 Lidar com criticas
 Expressar raiva e desagrado
 Fazer, aceitar e recusar pedidos
 Pedir mudança de comportamento
 Estabelecer e encerrar relacionamentos amorosos

Profissional  Resolver problemas interpessoais


 Coordenar grupo
 Falar em publico
 Mediar conflitos
 Tomar decisões
AMOSTRA DE TÉCNICAS:
TREINAMENTO DAS
HABILIDADES SOCIAIS PARA
ADULTOS

Para adquirir o treinamento completo


Olá, eu sou Talita Pires, psicóloga e desenvolveradora deste e outros Recursos Terapêuticos.

Conheça meus outros materiais clicando em cada um deles:

1) Treinamento das HABILIDADES SOCIAIS - Criança e Adulto

2) Momento Infantil: COMO LIDAR COM A FRUSTRAÇÃO*

3) Material de Apoio para ORIENTAÇÃO VOCACIONAL/PROFISSIONAL

4) Material de APOIO para TERAPIA - TODOS*

5) Caderno de HABILIDADES SOCIAIS para CRIANÇAS

6) Treinamento de HABILIDADES SOCIAIS - Adulto