Você está na página 1de 8

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA


Curso de Graduação em Engenharia
Aeronáutica

LABORATÓRIO 05 – PRÁTICAS
PADRONIZADAS EM MANUTENÇÃO
AERONÁUTICA

MANUTENÇÃO DE AERONAVES
(FEMEC43081)

DIMAS SILVÉRIO (11511EAR028)


VÍVIAN MOTA SILVA (11511EAR025)

Professor: FELIPE MACHINI M. MARQUES

Uberlândia, Novembro de 2019.


SUMÁRIO

1. Identificação do produto aeronáutico e seus componentes .................................. 3

2. Descrição dos serviços executados de acordo com o manual ............................. 4

a. Troca de filtro de óleo ........................................................................................ 4

b. Inspeção e troca das velas ................................................................................ 5

3. Levantamento das ferramentas e materiais consumíveis utilizados na prática .... 7

4. Descrição do serviço executado ........................................................................... 7

4.1. Troca de óleo do motor .................................................................................. 7

4.2. Troca de filtro de óleo ........................................................................................ 7

4.3. Inspeção e troca das velas ................................................................................ 7

4.4. Engraxe do governador de hélice ...................................................................... 8

5. Registro dos procedimentos de manutenção........................................................ 8


1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO AERONÁUTICO E SEUS
COMPONENTES

O produto aeronáutico trabalhado na prática foi o motor Teledyne Continental


LTSIO-360-EB, um motor boxer de seis cilindros com injeção eletrônica, refrigerado a
ar e turboalimentado, fabricado pela Continental Motors, Inc. nos Estados Unidos.

Figura 1: Configuração do motor.

O filtro de óleo trocado foi um champion aerospace oil filter modelo CH48108-1.

Figura 2: Filtro de óleo.


As velas utilizadas no motor não são de fabricação da continental, podendo ser de
dois modelos especificados em manual.

Figura 3: Velas do motor

2. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS EXECUTADOS DE ACORDO COM


O MANUAL

a. Troca de filtro de óleo

i. Deve-se esperar 30 minutos após o desligamento do motor para iniciar a troca


de óleo
ii. Coloque uma bacia de captura, aprovada para a coleta de óleo, remova o
fechamento do tanque e drene o óleo para a bacia
iii. Colete uma amostra de óleo de acordo com as instruções “Coleta de amostras
de óleo” na Seção 6-4.8.4. Inspecione o bujão de drenagem do cárter de óleo
quanto a evidências de desgaste. Fragmentos de metal no bujão de drenagem
podem indicar desgaste excessivo ou desintegração das peças. Evidências de
bronze no cárter de óleo sugerem perda da bucha do pino do pistão. Remova
os cilindros e inspecione as buchas dos pinos do pistão para uma instalação
adequada de acordo com instruções na Seção 10-10.
iv. Remova o filtro de óleo e corte em duas peças usando um cortador de latas de
filtro de óleo (ref. CT-923).
v. Inspecione o elemento do filtro de óleo quanto a detritos de metal presos dentro
do filtro para avaliar a condição do motor. Se houver detritos, lave a mídia do
filtro em um local limpo recipiente de vidro para determinar o conteúdo. Use um
ímã para diferenciar os materiais ferrosos das partículas não ferrosas.
vi. Aplique uma camada fina de composto Dow Corning DC-4 na junta do filtro de
óleo para evitar que o material da junta grude na superfície correspondente.
Instale o novo filtro de óleo, aperte o filtro e prenda com segurança o filtro.
vii. Reinstale o bujão de drenagem de óleo com uma nova junta de esmagamento;
aperte o bujão de drenagem e conecte com segurança o bujão de drenagem.
viii. Adicione óleo fresco e verifique o nível do óleo
ix. Verifique se há vazamentos de óleo

b. Inspeção e troca das velas

i. Remova os cabos do chicote de ignição de todas as velas de ignição.


ii. Remova a vela de ignição superior e inferior de cada cilindro. Marque o local
de instalação de cada plug durante a remoção.
iii. Inspecione a condição da vela com um guia para a manutenção da vela de
ignição. Descarte as velas de ignição que não atendam às características de
"condição normal do eletrodo".
Figura 4: Escalas de desgaste.

iv. Remova e descarte as juntas de cobre de todas as velas de ignição


reutilizáveis.
v. Se uma nova vela de ignição for necessária, selecione uma pré aprovada
vi. Limpe as velas de ignição (novas ou reutilizadas) de acordo com as instruções
do fabricante.
vii. Instale novas juntas de cobre em todas as velas de ignição. Consulte a tabela
de rotação das velas de ignição; marque velas de ignição reparáveis com o
respectivo número do cilindro “TO”. Para todos os locais restantes, substitua
por uma nova vela de ignição.
viii. Aplique com moderação o lubrificante de rosca recomendado pelo fabricante
da vela de ignição a todos exceto a primeira linha de roscas na vela de ignição.
ix. Rosqueie cada vela de ignição manualmente na cabeça do cilindro do motor
em um a duas roscas da junta. Se a vela de ignição não puder ser girada
facilmente, limpe o cilindro ou roscas da vela de ignição.
x. Aperte as velas de ignição a 300-360 pol. Lbs. usando um calibrador chave de
torque e soquete de poço profundo de seis pontos.
3. LEVANTAMENTO DAS FERRAMENTAS E MATERIAIS
CONSUMÍVEIS UTILIZADOS NA PRÁTICA

Nessas atividades foram utilizadas um cortador de filtro de óleo, um aplicador de


torque graduado e chaves de boca correspondentes aos tamanhos das porcas.

4. DESCRIÇÃO DO SERVIÇO EXECUTADO

4.1. Troca de óleo do motor


a) Quantidade de pessoas: 2
b) Tempo decorrido: 2 homens-hora
c) Análises e conclusões: O óleo foi removido do motor e coletado em um
recipiente limpo. O óleo não estava em condições de uso apresentando uma
coloração escura. O óleo deve ser trocado antes do uso do motor. Devido ao
caráter educacional da inspeção o óleo não foi trocado. O torque exigido pelo
manual foi aplicado para fechar o tanque.

4.2. Troca de filtro de óleo


a) Quantidade de pessoas: 1
b) Tempo decorrido: 1 homem-hora
c) Análises e conclusões: O filtro foi removido e inspecionado, por se tratar de
um filtro descartável o seu estado já estava deteriorado e necessitava ser
trocado. O filtro foi recolocado devido a falta de um filtro novo. A possibilidade
da troca por um filtro reutilizável foi avaliada, porém a oficina não tinha o filtro
compatível com o motor em manutenção. O torque exigido pelo manual foi
aplicado na fixação do filtro.

4.3. Inspeção e troca das velas


a) Quantidade de pessoas: 5
b) Tempo decorrido: 5 homens-hora
c) Análises e conclusões: Todas as velas foram removidas, limpadas e
conferidas. Todas se enquadravam na margem de segurança e foram
recolocadas na aeronave aplicando o torque exigido pelo manual.
4.4. Engraxe do governador de hélice
a) Quantidade de pessoas: 1
b) Tempo decorrido: 1 homem-hora
c) Análises e conclusões: Após a inspeção do óleo a hélice foi movimentada
afim de garantir que o óleo recolocado estivesse lubrificando todas as partes
necessárias no governador.

5. REGISTRO DOS PROCEDIMENTOS DE MANUTENÇÃO

Após a realização desses procedimentos de manutenção a caderneta de motor


deve ser atualizada com os dados requisitados pela Anac, a fim de organizar e manter
registro de todas as atividades de manutenção realizadas na aeronave (nesse caso
mais especificamente no motor) durante sua utilização.
A figura abaixo mostra o preenchimento da Parte II da caderneta que corresponde
aos registros primários de Serviços de Manutenção, onde os procedimentos
realizados se enquadram.

Figura 5: Preenchimento da caderneta de motor.

Você também pode gostar