Você está na página 1de 3

21 modelos importantes de indicadores de

desempenho
Hoje em dia é muito fácil definir indicadores para controle de uma situação, portanto entre muitos,
acabamos perdendo o foco da situação, devido a isso é necessário definir indicadores que realmente a...
Publicado em: 18 de junho de 2009 | Leituras: 8.946 | Canal: ISO 9001 | Autor: Desidério
Hoje em dia é muito fácil definir indicadores para controle de uma situação,
portanto entre muitos, acabamos perdendo o foco da situação, devido a isso é
necessário definir indicadores que realmente avaliem a empresa em situações
diversas e acabe gerando resultados.

Comparando dois fatores importantes para análise destes indicadores, é


necessário ter foco em “eficácia” e “eficiência”, relacionei 21 indicadores que ao
decorrer estarei explicando a formatação de cada um e a definição.

• Grau de dependência

• Eficiência no planejamento

• Gastos Gerais

• Aumento do faturamento

• Novos clientes

• Índice de qualidade

• Empregos gerados

• Gastos gerais operacionais da empresa

• Prazo de entrega

• Satisfação do cliente

• Satisfação do cliente específico

• Faturamento por funcionário

• Resultado operacional

• Lucro liquido

• Qualidade de orçamento
• Índice de acidentes

• Lucratividade por funcionário

• Eficiência comercial

• Ponto de equilíbrio

• Índice de liquidez

• Produtividade

Através destes indicadores, com certeza a situação será realçada com a


necessidade, após é agir com foco em ações que complemente resultados.

Pense nestes indicadores, como o check-up de sua empresa.

Utilizando corretamente o fluxo de caixa

1 - Os principais indicadores que precisam ser gerenciados e analisados


periodicamente em uma farmácia são:

a) Lucratividade, faturamento, excedente de estoque, contas a pagar e receber, curva


ABC, desempenho nas compras e controle de suas despesas.

b) Faturamento, controle das despesas, desconto concedido, contas a receber e a curva


ABC.

c) Contas a receber, estoque, desconto nas compras, desempenho nas compras e fluxo
de caixa.

d) Lucratividade, faturamento, desconto médio concedido, excedente de estoque, contas a


pagar e receber, curva ABC, desempenho nas compras, desconto nas compras, ticket médio e
controle de suas despesas.
2 - O gerenciamento da farmácia está deixando a desejar quando:
a) O número de clientes atendidos diminui e a lucratividade se mantém.

b) Quando começa haver excedente de estoque e aumento no faturamento.

c) Quando o faturamento cai, o número de clientes diminui e o ticket médio e lucro


aumenta.
d) A lucratividade diminui, falta capital de giro, há um aumento nos custos, fluxo de caixa
desalinhado e um aumento significativo no estoque.
3 - Com um fluxo de caixa bem alinhado e atualizado é possível:
a) Planejar melhor as vendas.

b) Planejar melhor as despesas fixas e variáveis.

c) Somente visualizar o quanto a empresa tem para receber em um determinado período.

d) Planejar e readequar as estratégias financeiras de acordo com cada momento, evitando


o pagamento de juros e um maior endividamento da empresa.
4 - Pode ocorrer um desequilíbrio financeiro quando:
a) Há somente um aumento constante nas despesas.

b) O lucro diminui constantemente e, em contra partida, há um aumento nas despesas e


um aumento constante no estoque.

c) Somente o lucro diminui e o estoque aumenta.

d) Somente o estoque aumenta.


5 - Para se conseguir uma administração sólida, sem problemas no fluxo de caixa e sem
problema de endividamento é preciso:
a) Reduzir o máximo possível ás despesas fixas, sempre renegociar o prazo com os
fornecedores e manter o fluxo de caixa bem atualizado.
b) Reduzir o máximo as despesas e renegocias as dividas de longo prazo.
c) Apenas renegociar as dividas de seus principais fornecedores.
d) Analisar os relatórios gerenciais diariamente, vender produtos com excelente margem de
lucro e ter controlado o capital de giro.

A e D.

A e B.

B e C.

B e D.

C e D.

Você também pode gostar