Você está na página 1de 4

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PROF.

PAULO FREIRE

EQUIPE GESTORA E MULTIDICIPLINAR 2019


PROJETO: RESERVA MÃE MARIA EM FOCO
PERÍODO: JANEIRO A JUNHO DE 2019

JUSTIFICATIVA:
Projeto tem como objetivo, a valorização do povo indígena e de sua cultura, como
consta na legislação do ensino indígena, contemplada pela lei de número 11.645, pois o
processo a que os indígenas foram submetidos envolveu e envolve a violência, não só
física, mais também de sucessivas tentativas de modificações dos aspectos relativos ao
seu modo de viver. Elaboramos este projeto, afim de que através de estudos, pesquisas
e tomando como norteador as habilidades propostas pela nova (bncc), os alunos possam
ser multiplicadores de informações e de novas práticas socias, tratando de forma digna e
respeitosa não só as populações indígenas mais todos os segmentos sociais vítimas de
preconceitos, construindo com os alunos, além do conhecimento histórico acerca das
populações indígenas e de suas contribuições para formação de nossa sociedade, mais
também refletir sobre os temas como empatia, alteridade e convivência social.

OBJETIVO GERAL:

❖ Oportunizar aos alunos, conhecer a cultura e formar novos conceitos a partir do


contato com as populações indígenas que fazem parte da sociedade marabaense.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

❖ Pesquisar sobre a influência indígena na cultura local e nacional;

❖ Demonstrar, através de mapas, os agrupamentos e reservas indígenas;

❖ Analisar a culinária indígena e sua influência na culinária brasileira;

❖ Problematizar com os alunos a atual situação indígena em Marabá;

❖ Confeccionar um mural ilustrado com palavras indígenas;

❖ Possibilitar aos alunos através de debates a reflexão de como se constrói o


“diferente”; todos somos iguais!

❖ Debater com os alunos questões comportamentais pertinentes à diversidade


social e cultural em Marabá e no Brasil;
❖ Questionar as rupturas e permanecias da cultura indígena em foco;

❖ Visitar a aldeia indígena; kyikatêjê;

❖ Analisar como o povo da aldeia produz sua arte;

❖ Possibilitar ao aluno, conhecer e vivenciar as etapas de construção da pintura


corporal indígena de forma a concretizar o estudo e contextualizar a produção
artística;

❖ Produzir artes indígenas: pintura do corpo e artesanato;

❖ Oportunizar aos alunos momentos de discussão sobre a vida na aldeia kyikatêjê


finalizando com a produção de cartazes/painéis;

❖ Levantamento fotográfico do cotidiano da aldeia kyikatêjê

METODOLOGIA:
O projeto será desenvolvido por meio de pesquisas, aulas expositivas, exposição de
murais, itens de artesanato indígena, contação de lendas, comidas típicas e danças, em
todas as disciplinas do currículo municipal, levando sempre como norteador as
habilidades da nova (bncc), pesquisas bibliográficas, aula passeio na aldeia kyikatêjê e
casa da cultura de Marabá, entrevistas, rodas de conversa, seminários, debates,
exposição de mídias áudio visuais, culminando com a apresentação das produções feitas
por nossos discentes.

RECURSOS LOGÍSTICOS:
❖ Computador
❖ Data show
❖ Material de papelaria
❖ Ônibus
❖ Mural
❖ Mesas
❖ Microfones
❖ Caixas de som
❖ Pen drive

RECURSOS HUMANOS
❖ Equipe gestora
❖ Professores
❖ Alunos
❖ Apoio
❖ Comunidade da aldeia

CULMINÂNCIA:

A culminância ocorrerá com a apresentação das produções dos alunos feitas ao longo do
decorrer do projeto, as produções serão apresentadas no dia da feira cultural com a
presença de toda a comunidade escolar e convidados.

AVALIAÇÃO:

Deverá ser feita (levando em consideração o ppp da escola e as orientações da ( semed)


no decorrer do projeto, durante e após a execução das atividades.

REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO:

CICCARONE, Celeste. Drama e sensibilidade: migração, xamanismo e mulheres Mbya


Guarani. 2001.Tese de Doutorado. Programa de Estudos de Pós-graduação em Ciências
Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.CUNHA, Manuela C. Antropologia do
Brasil. Mito, história e etnicidade. 2. ed. São Pau;lo: Brasiliense, 1987.

FERRAZ, Iara. Os parkatêjês das matas do Tocantins: uma epopeia de um líder timbiras.
1984.dissertação de mestrado antropologia. Departamento de ciências sociais faculdade de
filosofia, letras e ciências humanas, universidade de São Paulo.

GALLOIS, Dominique Tilkin Terra Indígena Wajãpi : da demarcação às experiências de


gestão territorial / Dominique Tilkin Gallois. -- São Paulo: Iepé, 2011. - (Coleção ensaios; 1)

____. História dos índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.GRUPIONI,
Luís D. B. Índios no Brasil. São Paulo: Global, 2005.GRUPIONI, Luís D. B. Como tratar a
temática indígena na sala de aula? Disponível em: <http://www.redebrasil.tv.br/salto/boletin

MATTOS, Maria Virgínea Bastos. História de Marabá. 2.ed.revisada e aumentada, fundação


casa da cultura de Marabá,2013.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
###################################### JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO
ALINHAMENTO DO PROJETO X

LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO X X X
APROFUNDAMENTO TEÓRICO X X

COLETA DE DADOS X
VISITA EM LOCO X X

CONVERSA INFORMAL X

COM OS INDÍGENAS

ANÁLISE DE DADOS X
SOCIALIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS X
ADQUIRIDOS NA VISITA
CULMINÂNCIA DO PROJETO X