Você está na página 1de 26

Livro

de
Êxodo
22/09/19
 Êxodo, significa saída ou partida,
mostra o início da nação de Israel.

 O seu início descreve a saída dos


hebreus do Egito e na segunda
metade descreve a formação das
leis, instituições e o modelo de
adoração em Israel.

 Os Hebreus se desenvolvem como


povo, são escravizados, ganham
identidade como nação, e recebem
o livramento do Senhor.

 Moisés é o primeiro líder do povo de


Deus,

 O livro de Êxodo é uma continuação


natural do livro de Gênesis, sem o
conteúdo de Gênesis fica bem difícil
compreender os acontecimentos do
livro de Êxodo.

 O propósito principal do livro é um


registro de um dos acontecimentos
mais importantes da História: a
libertação do povo de Israel do Egito
por intermédio dos atos redentores de
Deus.
Visão panorâmico do livro
Vídeo
Êxodo é um diário de viagem
 É provável que a peregrinação no deserto seja
maior seja a maior viagem coletiva de todos os
tempos,
 Andaram quarenta anos pelo deserto, não
passaram falta de nada,
 Ouviram a lei de Deus, foram guiados e
protegidos pelo Senhor.
Deus tem usado alguém
para mudar a sua vida?

Quem?
O tabernáculo
montado no deserto
é símbolo de Cristo.

 A tenda indicava a
presença de Deus no
meio de seu povo.
Cristo é Emanuel,
Deus conosco.
Vídeo
 Faraó não é nome, título dinástico,

 No Egito, o monarca tinha o título de e o seu nome,

 Cada uma das dez pragas foi um desafio a um deus do


panteão egípcio,

 O Eterno desmascarou o poder daqueles deuses para


mostrar Sua soberania e Seu poder.

 Em hebraico, o título do livro é “Estes são os nomes”, que


são as primeiras palavras,
 Israel poderia ter chegado mais rápido ao seu destino. Havia
um caminho que passava pela terra dos filisteus. No entanto,
Deus tinha propósito específicos para o povo Dele ao ensiná-
lo o deserto durante 40 anos.

 O Egito tinha atingido o status de potência mundial naquela


época. Era dividido em Baixo Egito e Alto Egito. Apesar de
seu poderio, passou por muitas lutas e divisões internas. O
povo era politeísta e cria a vida após a morte, por isso
construiu pirâmides e templos mortuários.

 A festa da Páscoa foi um momento didático que ilustrou e


explicou aos israelitas como Deus os libertaria da escravidão
do Egito. Cada ato e cada alimento era memorial da obra do
Senhor no meio do povo.
 Êxodo é o livro do Redentor. O Senhor é apresentado
como aquele que liberta da escravidão por meio de Seu
poder.

 Deus é o Provedor. Depois da libertação do povo, o


Senhor provê, por Sua graça e bondade, alimento, água,
habitação para o povo que tinha o coração ainda voltado
à antiga vida no Egito.
 O Senhor Se interessa em relacionar-Se com Seu povo. Êxodo
também pode ser considerado o livro da aliança. Deus Se
preocupou em dar a Israel instruções minuciosas sobre Sua
vontade e como Seu povo poderia cumpri-la.

 Jeová é Deus presente. O tabernáculo é a evidência do Senhor


no meio de Seu povo. Literalmente, a palavra “tabernáculo”
significa morada. No meio do deserto, Israel estava seguro
porque o Senhor estava ali com ele, habitando entre Seu
povo. No Novo Testamento, encontramos o ensino de que
Deus Se fez presente entre nós por meio de Jesus (Jo 1. 14).
Jesus não veio para revogar a Lei,
como Ele mesmo afirma em Mateus
5. 17, pelo contrário, Ele ampliou a
lei à vida da nova aliança.
Dez mandamentos / Novo Testamento
(Êx 20.3) I. “Não tenha outros deuses diante de mim.”

(Mt 4.10) “Adore o Senhor, seu Deus, e preste culto somete a ele”

(ÊX 20.4) II. “Não faça para você imagem de escultura, nem
semelhança alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na
terra, nem nas águas debaixo da terra.”

(Lc 16.13) “Nenhum servo pode servir a dois senhores...”

(Êx 20.7) III. “Não tome o nome do Senhor seu Deus, em vão...”
(Mt 5.34) “... não jurem de modo nenhum; nem pelo céu,
por ser o trono de Deus...”

(Êx 20.8) IV. “Lembre-se do dia de sábado, para o


santificar.”

(Mc 2.27-28) “...O sábado foi estabelecido por causa do


homem, e não o homem por causa do sábado. Assim, o
Filho do homem é senhor também do sábado.”

(Êx 20.12) V. “Honre o seu pai e a sua mãe....”


(Mt 10.37) “Quem ama o seu pai ou a sua mãe mais do que a
mim não é digno de mim...”

(Êx 20.13) VI. “Não mate.”

(Mt 5.22) “... Aquele que (sem motivo) se irar contra seu irmão
estará sujeito a julgamento...”

(Êx 20.14) VII. “Não cometa adultério.”

(Mt 5.28) “...todo o que olhar para uma mulher com intenção
impura, já cometeu adultério com ela o seu coração.”
(Êx 20.15) VIII. “Não furte.”

(Mt 5.40) “Se alguém quer processar você e tirar-lhe a túnica, deixe
que leve também a capa.”

(Êx 20.16) IX. “Não dê falso testemunho contra o seu próximo.”

(Mt 12.36) “Digo a vocês que, no Dia do Juízo, as pessoas darão


conta de toda palavra inútil que proferirem...”

(Êx 20.17) X. “Não cobice...”

(Lc 12.15) “Tenham cuidado e não se deixem dominar por qualquer


tipo de avareza, porque a vida de uma pessoa não consiste na
abundância dos bens que ela tem.

Você também pode gostar