Você está na página 1de 330

NIPC: 512077711 Prestação de Contas Individual

Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano


Firma: ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DAS ILHAS SÃO MIGUEL E SANTA MARIA S.A. Data de Recepção: 2010-07-15

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias 307.660,52
Matérias 57.861,51 365.522,03 0,00
Fornecimentos e serviços externos 5.043.768,35
Custos com o pessoal:
Remunerações 4.756.416,41
Encargos Sociais:
Pensões
Outros 777.174,02 5.533.590,43 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 3.110.271,40
Ajustamentos 146.024,52
Provisões 3.256.295,92 0,00
Impostos 187.052,80
Outros custos e perdas operacionais 1.671,25 188.724,05 0,00
(A)……………………. 14.387.900,78 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas 17.380,76
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 942.947,86 942.947,86 0,00
(C)……………………. 15.348.229,40 0,00
Custos e perdas extraordinários 29.102,11
(E)……………………. 15.377.331,51 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício 24.606,99
(G)……………………. 15.401.938,50 0,00
Resultado líquido do exercício -2.187.523,87
TOTAL……………………. 13.214.414,63 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias 286.102,94
Produtos
Prestação de serviços 11.680.364,81 11.966.467,75 0,00
Variação da produção 0,00
Trabalhos para a própria empresa
Proveitos suplementares 1.822,36
Subsídios à exploração 28.371,76
Outros proveitos e ganhos operacionais 30.194,12 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 11.996.661,87 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 94.425,51 94.425,51 0,00
(D)……………………. 12.091.087,38 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 1.123.327,25
(F)……………………. 13.214.414,63 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -2.391.238,91 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -865.903,11 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -3.257.142,02 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -2.162.916,88 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -2.187.523,87 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 30.300,00 30.300,00 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 30.300,00 30.300,00 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 3.344.520,00 0,00 3.344.520,00
Edifícios e outras construções 83.803.158,42 6.340.213,90 77.462.944,52
Equipamento básico 6.526.909,18 4.882.704,48 1.644.204,70
Equipamento de transporte 228.649,19 199.515,73 29.133,46
Ferramentas e utensílios 505.130,14 333.631,00 171.499,14
Equipamento administrativo 948.458,99 745.310,23 203.148,76
Taras e vasilhame 0,00 0,00 0,00
Outras imobilizações corpóreas 667.639,23 357.599,09 310.040,14
Imobilizações em curso 4.593.506,51 4.593.506,51
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 100.617.971,66 12.858.974,43 87.758.997,23 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 144.366,27 0,00 144.366,27
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 20.000,00 20.000,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 164.366,27 0,00 164.366,27 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 325.670,41 325.670,41
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 11.278,01 11.278,01
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 336.948,42 0,00 336.948,42 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 3.218.053,53 411.770,28 2.806.283,25
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 1.074.019,50 1.074.019,50
Outros devedores 12.603.468,62 12.603.468,62

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 16.895.541,65 411.770,28 16.483.771,37 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 210.039,05 210.039,05
Caixa 3.353,54 3.353,54
SOMA 213.392,59 213.392,59 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 290.247,57 290.247,57
Custos diferidos 84.046,04 84.046,04
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos 186.728,26 186.728,26
SOMA 561.021,87 561.021,87 0,00
Total de amortizações 12.889.274,43
Total de ajustamentos 411.770,28
TOTAL DO ACTIVO 118.819.542,46 13.301.044,71 105.518.497,75 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 11.109.300,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais 201.000,00
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas 6.413.188,21
Resultados transitados -636.136,13
Resultado líquido do exercício -2.187.523,87
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 14.899.828,21 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões 746.913,06
SOMA 746.913,06 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 7.890.825,12
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 140.741,30
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos 5.956.655,81
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 13.988.222,23 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 27.191.076,33
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 1.511.822,47
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo 2.263,81
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes 319,72
Outros empréstimos obtidos 30.791,38
Fornecedores de imobilizado, c/c 495.102,49
Estado e outros entes públicos 126.355,99
Outros credores 219.738,40
SOMA 29.577.470,59 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 828.762,32
Proveitos diferidos 45.477.301,34
Passivos por impostos diferidos
SOMA 46.306.063,66 0,00
TOTAL DO PASSIVO 90.618.669,54 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 105.518.497,75 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC


As demonstrações financeiras foram preparadas segundo a convenção do custo histórico, modificada pela aplicação do método de equivalência patrimonial na valorização dos investimentos financeiros,
e na base da continuidade das operações, em conformidade com os princípios contabilísticos fundamentais da prudência, consistência, substância sobre a forma, materialidade e especialização dos
exercícios.

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos

Pag.4
a)Imobilizações corpóreas

As imobilizações corpóreas estão mostradas pelos valores que resultaram do processo de avaliação em referência a 1 de Setembro de 2003 e ao custo de aquisição para os bens adquiridos
posteriormente, deduzidas das amortizações acumuladas.

As amortizações são calculadas numa base duodecimal, pelo método das quotas constantes, a taxas estudadas de forma a amortizarem o valor contabilístico dos activos durante a sua vida útil esperada.

As taxas de amortizações correspondem às seguintes vidas úteis estimadas:

Anos
Edifícios e outras construções10 a 80
Equipamento básico5 a 8
Equipamento de transporte4
Ferramentas e utensílios4 a 10
Equipamento administrativo4 a 6
Outras imobilizações corpóreas5 a 8

Os terrenos não são amortizados.

As despesas de reparação e manutenção normais do imobilizado em exploração são consideradas como custos no ano em que ocorrem.

b)Investimentos financeiros

A participação financeira em partes de capital da empresa associada OPERPDL - Sociedade de Operações Portuárias de Ponta Delgada, Lda. está registada pelo método de equivalência patrimonial. A
participação financeira no património da Associação Portas do Mar está registada ao custo de aquisição.

Em conformidade com o método de equivalência patrimonial, o investimento financeiro na OPERPDL é ajustado pelo valor correspondente à participação nos resultados líquidos por contrapartida de
ganhos e perdas financeiros (Nota 45). Consequentemente, os lucros recebidos desta empresa são registados como uma diminuição do valor do investimento financeiro.

c)Existências

As existências encontram-se valorizadas ao custo de aquisição, o qual é inferior ao respectivo valor de mercado.

d)Ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa

Os ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa são calculados com base na avaliação dos riscos estimados pela não cobrança de dívidas a receber.

e)Pensões de sobrevivência

Na base da legislação em vigor, a APSM tem a responsabilidade de pagar aos trabalhadores oriundos da extinta Junta, que se encontram inscritos na Caixa Geral de Aposentações, as despesas
decorrentes de acidentes em serviço e de doenças profissionais e complementos de sobrevivência a determinados graus de parentesco de empregados falecidos antes da idade de reforma, as quais são
definidas em função do nível de remuneração e do número de anos de serviço. Esta responsabilidade foi transferida para uma Companhia de Seguros que, a partir de 1 de Janeiro de 2005, assume
integralmente todos estes encargos.

As pensões pagas pela APSM em 2009, que totalizaram 28.494 euros (32.242 euros em 2008), foram contabilizadas através da provisão que foi constituída para fazer face às previsíveis
responsabilidades existentes em 31 de Dezembro de 2009. O saldo desta provisão não está suportado por qualquer estudo actuarial em referência a 31 de Dezembro de 2009 e 2008.

f)Comparticipações financeiras

As comparticipações financeiras atribuídas, a fundo perdido, a projectos apresentados pela APSM são contabilizadas na rubrica de Proveitos diferidos, independentemente do seu recebimento e
reconhecidas na demonstração de resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas assim financiadas, quando estes imobilizados começarem a contribuir para as receitas da
APSM.

g)Especialização de custos e proveitos

A APSM regista as suas despesas e receitas de acordo com o princípio da especialização do exercício. As diferenças entre os montantes recebidos e pagos e as correspondentes receitas e despesas
geradas são registadas nas rubricas de Acréscimos e diferimentos (Nota 49).

h)Impostos diferidos

Os impostos diferidos referem-se às diferenças temporárias entre os montantes dos activos e passivos para efeitos de reporte contabilístico e os respectivos montantes para efeitos de tributação, bem
como os resultados de benefícios fiscais obtidos.

Os activos e passivos por impostos diferidos são calculados e anualmente avaliados, utilizando as taxas de tributação que se esperam estar em vigor à data da reversão das diferenças temporárias.

Os activos por impostos diferidos são registados unicamente quando existem expectativas razoáveis de lucros fiscais futuros suficientes para os utilizar. Na data de cada balanço é efectuada uma
reapreciação das diferenças temporárias subjacentes aos activos por impostos diferidos, no sentido de os reconhecer ou ajustar em função da expectativa actual da recuperação futura.

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

Pag.5
A APSM, sempre que possível, será tributada pelo regime especial de tributação do grupo de sociedades (RETGS), sendo o resultado tributável apurado na PA - Portos dos Açores, S.A. Todavia, a
estimativa de impostos sobre rendimentos são registados nas demonstrações financeiras da APSM com base nos seus resultados tributáveis e calculada à taxa normal.

De acordo com a legislação em vigor, as declarações fiscais estão sujeitas a revisão e correcção por parte da administração fiscal durante um período de 4 anos ou 5 anos no que respeita à segurança
social, excepto quando tenham havido prejuízos fiscais, tenham sido concedidos benefícios fiscais, ou estejam em curso inspecções fiscais, reclamações ou impugnações, caso estes em que, dependendo
das circunstâncias, os prazos são alargados ou suspensos. As autoridades fiscais poderão, também, efectuar correcções sempre que as relações especiais tenham sido estabelecidas em condições
diferentes das que seriam normalmente acordadas com entidades independentes.

A Administração entende que as correcções resultantes de revisões/inspecções por parte das autoridades fiscais àquela declaração de impostos não terá um efeito significativo nas demonstrações
financeiras em 31 de Dezembro de 2009 e 2008.

O montante de 24.607 euros registado em resultados do exercício na rubrica de Imposto sobre o rendimento compreende:

20092008
Imposto corrente (Nota 48)3.213-
Imposto diferido21.394 18.160
24.607 18.160

Em 31 de Dezembro de 2009 e 2008, foram registados activos por impostos diferidos, os quais resultam da provisão não aceite fiscalmente referida na Nota 34. Os prejuízos fiscais de 2009 e 2008, no
montante estimado de 3 milhões de euros, são reportáveis durante um período de seis anos após a sua ocorrência e susceptíveis de dedução a lucros fiscais tributados em regime consolidado, gerados
durante esse período. Todavia, não foram registados em activos em impostos diferidos por não ser expectável que os mesmos possam ser recuperados nesse período.

O movimento ocorrido nesta rubrica resume-se como segue:

20092008
Saldo inicial208.122226.282
Movimento no ano(21.394)(18.160)
Saldo final186.728208.122

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 129 242520
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 129 242.520
Das quais: Aprendizes 0
Trabalhadores no domicílio 0
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 129 242.520
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 129 242.520
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 0 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial 0 0
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento
Prestadores de serviços 0 0
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário 0
Comentário Os trabalhadores do quadro de pessoal da extinta Junta Autónoma do Porto de Ponta Delgada, com
ou sem contrato administrativo de provimento por tempo indeterminado ou com vínculo à
Administração Pública, foram integrados automaticamente na APSM. Em 31 de Dezembro de
2009, o número médio de pessoas ao serviço da APSM era de 129, dos quais, 101 transitaram do
quadro de pessoal da extinta Junta (em 2008, eram 128 trabalhadores, incluindo 102 que
transitaram).

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 30.300,00 30.300,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 3.344.520,00 3.344.520,00
Edifícios e outras construções 83.278.158,97 524.999,45 83.803.158,42

Pag.6
Equipamento básico 6.446.758,82 80.441,36 -159,99 131,01 6.526.909,18
Equipamento de transporte 220.199,19 8.450,00 228.649,19
Ferramentas e utensílios 407.625,90 97.278,24 226,00 505.130,14
Equipamento administrativo 850.196,90 32.668,09 65.594,00 948.458,99
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 547.721,58 119.917,65 667.639,23
corpóreas
Imobilizações em curso 711.465,97 4.472.700,00 -590.659,46 4.593.506,51
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 161.747,03 17.380,76 144.366,27
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 20.000,00 20.000,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00 30.300,00 30.300,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 4.228.713,02 2.111.500,88 6.340.213,90
Equipamento básico 4.131.065,28 751.639,20 4.882.704,48
Equipamento de transporte 188.421,92 11.093,81 199.515,73
Ferramentas e utensílios 272.328,97 61.302,03 333.631,00
Equipamento administrativo 659.413,50 85.896,73 745.310,23
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 268.760,34 88.838,75 357.599,09
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
52220 100.617.971,66 4.811.455,34 4.593.506,51
TOTAL 100.617.971,66 4.811.455,34 0,00 4.593.506,51
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia

Pag.7
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa


RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512042616
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Não
Método
Capital Próprio 721.831,34
Resultado líquido do último exercício -86.903,88
Participação directa no capital social
Participação (%) 2.000,00
Valor 50.000,00
Participação de direitos de voto (%) 2.000,00
Comentário Em 2008, foi constituída a Associação Portas do Mar, tendo a APSM contribuído com 20.000 euros
na constituição do seu património social, que está registado em Outras aplicações financeiras.

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 265.745,76 146.024,52 411.770,28
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 265.745,76 146.024,52 0,00 411.770,28
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00

Pag.8
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 411.779,28
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 411.779,28
Comentário Em 31 de Dezembro de 2009, existia um ajustamento de contas a receber de 411.770 euros para fazer face às dívidas
que foram reconhecidas com algum risco de cobrabilidade, constituído com base em critérios económicos (Nota 21).

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos


Curto prazo Médio e longo prazoTotal

BANIF- Banco Internacional do Funchal, S.A.

Conta corrente caucionada até ao limite de 6.000.000 euros,


válida por um prazo de seis meses prorrogáveis, vencendo juros
à taxa anual Euribor a um mês acrescida de um margem de 0,375. 4.900.000,00 - 4.900.000,00

Empréstimo bancário de 4.000.000 euros, concedido em 6 de


Agosto de 2007, pelo prazo de 24 meses, renovável, vencendo
juros à taxa anual Euribor a um mês acrescida de um margem de 0,375. - 4.000.000,00 4.000.000,00

Empréstimo bancário de 6.000.000 euros, concedido em 16 de Junho


de 2008, pelo prazo de 12 meses, renovável, vencendo juros à taxa
anual Euribor a um mês acrescida de um margem de 1,5 pontos percentuais. 6.000.000,00 - 6.000.000,00

Empréstimo bancário de 3 milhões de euros, concedido em 29 de Abril


de 2009, pelo prazo de 24 meses, vencendo juros à taxa anual Euribor
a 6 meses acrescida de uma margem de 3 pontos percentuais. - 3.000.000,00 3.000.000,00

MILLENNIUM - Banco Comercial Português, S.A.

Conta corrente caucionada até ao limite de 8.000.000 euros,


vencendo juros à taxa anual Euribor a um mês acrescida de um
margem de 1,375 pontos percentuais e será reembolsável em 7
de Novembro de 2009. 7.725.000,00 - 7.725.000,00

Empréstimo bancário de 10 milhões de euros, concedido em 8


de Agosto de 2008, pelo prazo de 12 meses, com possibilidade
de renovação por igual período, vencendo juros à taxa anual
Euribor a trinta dias acrescida de uma margem de 1,25 pontos
percentuais. 5.454.723,30 - 5.454.723,30

Empréstimo bancário de 3 milhões de euros, concedido em 22


de Junho de 2009 pelo prazo de 548 dias, vencendo juros à
taxa anual Euribor a 3 meses acrescida de uma margem de
2,25 pontos percentuais. 3.000.000,00 - 3.000.000,00

Empréstimo bancário de 1.002.178 euros reembolsável em 18


prestações semestrais e sucessivas de capital, vencendo juros
à taxa anual Euribor a seis meses acrescida de uma margem de
0,20 pontos percentuais. A primeira prestação será liquidada
em 25 de Março de 2010 111.353,03 890.825,12 1.002.178,15
27.191.0767.890.82535.081.901

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

Pag.9
Compromissos relativos a empresas do grupo
Compromissos contingentes relativos a pensões
Outros compromissos
Comentário
Em 31 de Dezembro de 2009, os encargos assumidos com prestações de serviços contratadas, equipamentos encomendados e empreitadas
adjudicadas eram de 1.020 mil euros.

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas


As garantias bancárias prestadas em 31 de Dezembro de 2009, atingiam um valor de 5.491.590 euros, correspondendo a garantias exigidas no âmbito de projectos aprovados pelo Sistema de Incentivos
a Produtos Turísticos de Vocação Estratégica (SIVETUR) referidos na Nota 29 e 49.

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões


SALDO INICIAL AUMENTO REDUÇÃO SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Provisões para pensões 0,00
Provisões para impostos 0,00
Provisões para processos judiciais em curso 0,00
Provisões para acidentes de trabalho e doenças profissionais 0,00
Provisões para garantias a clientes 0,00
Outras provisões 832.486,34 85.573,28 746.913,06
Total 832.486,34 0,00 85.573,28 746.913,06
Comentário Como explicado na Nota 3 f), a APSM tem a responsabilidade de pagar aos trabalhadores oriundos da extinta Junta Autónoma as despesas
decorrentes de acidentes em serviço e doenças profissionais e complementos de sobrevivência, ocorridos até 31 de Dezembro de 2004. Em
31 de Dezembro de 2009, o saldo desta provisão foi diminuído em 57.078,99 euros, sem qualquer suporte de um estudo actuarial. Os
complementos de sobrevivência liquidados em 2009 foram de 28.494,29 euros (32.242 euros em 2008).

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal
O capital social da APSM é representado por 10.000 acções nominativas com valor nominal de 1.110,93 euros, cada uma.

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas
PARTICIPAÇÃO DIRECTA NO CAPITAL
NIF DENOMINAÇÃO PAÍS DE LOCALIZAÇÃO DA % VALOR PARTICIPAÇÃO DIREITOS
SEDE DE VOTO %
(1) (2) (3) (4) (5)
Comentário As acções representativas do capital social subscrito e realizado são detidas na totalidade pela Portos dos Açores, SGPS, S.A.

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio


SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 11.109.300,00 11.109.300,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 6.614.188,21 0,00 0,00 6.614.188,21
Reservas legais 201.000,00 201.000,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 724.272,62 724.272,62

Pag.10
Subsídios 0,00
Doações 4.850,98 4.850,98
Outras reservas 5.684.064,61 5.684.064,61
Resultados Transitados 186.166,09 822.302,22 -636.136,13
Resultado liquído do exercício -822.302,22 1.365.221,65 -2.187.523,87
Dividendos antecipados 0,00
Comentário Foi deliberado em Assembleia Geral, realizada a 27 de Março de 2009, que os resultados de 2008, no valor de 822.302,22 euros,
fossem mantidos em Resultados transitados.

O saldo remanescente da reserva de constituição corresponde aos valores activos e passivos da extinta Junta Autónoma do Porto
de Ponta Delgada que se consideraram integrados na sua esfera patrimonial. O saldo desta reserva poderá ser utilizada em futuros
aumentos de capital social.

O saldo de 4.850,98 euros resultou de uma doação à APSM de equipamento de assinalamento portuário feita pela Direcção de
Faróis, de acordo com um despacho do Ministro do Estado, da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, na sequência do Decreto-
Lei no 44/2002 e do Decreto-Lei no 46/2002, ambos de 2 de Março

De acordo com a legislação vigente, a APSM é obrigada a transferir para a rubrica de reservas legais, no mínimo, 10% do lucro
anual até que a mesma atinja 20% do capital social. Esta reserva não pode ser distribuída ao accionista, podendo contudo, ser
utilizada para absorver prejuízos depois de esgotadas todas as outras reservas, ou para aumento do capital social.

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 10.212,83 344.266,65
2. Compras 308.725,70 39.265,27
3. Regularização de existências 0,00 0,00
4. Existências finais 11.278,01 325.670,41
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 307.660,52 57.861,51
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 132.701,38
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 132.701,38
Comentário

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 52220
MERCADO INTERNO
Vendas 286.102,94 286.102,94
Prestações de serviços 11.680.364,81 11.680.364,81
Compras 347.990,97 347.990,97
Fornecimentos e serviços externos 5.043.768,35 5.043.768,35
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 286.102,94 286.102,94
Prestações de serviços 11.680.364,81 11.680.364,81
Compras 347.990,97 347.990,97
Fornecimentos e serviços externos 5.043.768,35 5.043.768,35
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 307.660,52 307.660,52
Matérias 57.861,51 57.861,51
Total 365.522,03 365.522,03
Variação da produção 0,00

Pag.11
Número médio de pessoas ao serviço 129 129
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 4.756.416,41 4.756.416,41
Outros (inclui pensões) 777.174,02 777.174,02
Total 5.533.590,43 5.533.590,43
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 896.245,95
682 Perdas em empresas do grupo e associadas 17.380,76
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos 0,74
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 46.701,17
82 Resultados Financeiros -865.903,11
TOTAL 94.425,51 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros 94.425,51
TOTAL 94.425,51 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos 25.714,46
692 Dívidas incobráveis
693 Perdas em existências
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 1.515,39
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores 1.274,04
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias 598,22
84 Resultados Extraordinários 1.094.225,14
TOTAL 1.123.327,25 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências
794 Ganhos em imobilizações 4.223,12
795 Benefícios de penalidades contratuais
796 Reduções de provisões 57.078,99
797 Correcções relativas a exercícios anteriores 4.538,65
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 1.057.486,49
TOTAL 1.123.327,25 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

Pag.12
061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço

Pag.13
CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 227.650,16
622 - Fornecimentos e serviços: 4.816.118,19
62211 - Electricidade 361.088,52
62212 - Combustíveis 366.138,70
62213 - Água 229.284,03
62214 - Outros fluídos 100.897,14
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 96.904,16
62216 - Livros e documentação técnica 2.387,78
62217 - Material de escritório 14.704,41
62218 - Artigos para oferta 808,47
62219 - Rendas e alugueres 7.733,61
Das quais:
… - Rendas de terrenos 0,00
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional 0,00
62220 - … 0,00
62221 - Despesas de representação 2.269,38
62222 - Comunicação 92.959,29
62223 - Seguros 86.407,74
62224 - Royalties 0,00
62225 - Transporte de mercadorias 3.450,54
62226 - Transportes de pessoal 0,00
62227 - Deslocações e estadas 46.041,63
62228 - Comissões 0,00
62229 - Honorários 20.073,00
62230 - … 0,00
62231 - Contencioso e notariado 676,05
62232 - Conservação e reparação 1.132.741,18
62233 - Publicidade e propaganda 12.379,09
62234 - Limpeza, higiene e conforto 155.400,44
62235 - Vigilância e segurança 316.613,29
62236 - Trabalhos especializados 1.734.615,44
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências 0,00
62237 a 62289 - … 0,00
62290 - … 0,00
62298 - Outros fornecimentos e serviços 32.544,30
62299 - … 0,00
629 - … 0,00
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos 187.052,80
6311 - Direitos aduaneiros 0,00
6312 - IVA 23.862,68
6313 - Imposto de selo 159.151,33
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 132.701,38
642 - Remunerações do pessoal 4.623.715,03
643 - Pensões
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações 614.162,01
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 51.179,26
647 - Custos de acção social 82.110,63
648 - Outros custos com pessoal 29.722,12
649 - … 0,00
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários 885.840,71
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento 0,00
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 3.200,46
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos 0,00
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes 0,00
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros 0,00

Pag.14
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas 0,00
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas 0,00
7983 - Em subsídios para investimentos 1.057.486,49
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários 0,00
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar 619.625,91
2733 - Juros a liquidar 80.868,52
2745 - Subsídios para investimentos 45.448.326,27
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-04-23
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Não
Em assembleia universal Sim
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -2.823.660,00
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -2.823.660,00
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?

Pag.15
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Sim
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Sim
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado 504629603
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Sim
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC: 7.Conforme mencionado na nota 10 do Anexo às demonstrações financeiras, os
activos transmitidos à Empresa foram avaliados no montante máximo de 93
milhões de euros. Parte desses activos foram registados nas demonstrações
financeiras em referência a 1 de Setembro de 2003, pelo valor líquido de
7.559.483 euros. A não contabilização integral de todos os activos que
suportam a base de exploração e actividade da Empresa afecta os capitais
próprios e os resultados do ano em 31 de Dezembro de 2009 num montante que
não nos foi possível determinar.

8.Conforme referido na Nota 3 e) do Anexo, a Empresa assumiu a


responsabilidade de pagar as despesas decorrentes de acidentes em serviço e de
doenças profissionais e complementos de sobrevivência a determinados graus
de parentescos de empregados falecidos antes da idade da reforma, excepto as
que ocorreram a partir de 1 de Janeiro de 2005 que passaram a ser
integralmente suportadas por uma companhia de seguros. A inexistência de um
estudo actuarial impede-nos avaliar em que extensão a provisão escriturada nos
livros de 746.913 euros em 31 de Dezembro de 2009 é suficiente, ou não, para
cobrir a totalidade das responsabilidades assumidas.

9. Como indicado na Nota 51, a Empresa está a avaliar o processo


indemnizatório de cerca de 10 milhões de euros exigido pelas entidades que
participaram na construção do terminal marítimo de cruzeiros da cidade de
Ponta Delgada. A resolução definitiva deste processo estava à data do nosso
exame em curso de clarificação, desconhecendo-se assim qual será o efeito nos
capitais próprios do desfecho final deste processo.
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Não

Pag.16
NIPC: 512077681 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DA TERCEIRA E GRACIOSA S.A. Data de Recepção: 2010-07-15

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias 59.618,68
Matérias 27.221,15 86.839,83 0,00
Fornecimentos e serviços externos 1.623.274,54
Custos com o pessoal:
Remunerações 2.433.753,24
Encargos Sociais:
Pensões 6.904,87
Outros 421.724,65 2.862.382,76 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 3.612.490,81
Ajustamentos 97.307,82
Provisões 3.709.798,63 0,00
Impostos 78.615,37
Outros custos e perdas operacionais 116.335,14 194.950,51 0,00
(A)……………………. 8.477.246,27 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 297.103,76 297.103,76 0,00
(C)……………………. 8.774.350,03 0,00
Custos e perdas extraordinários 10.529,70
(E)……………………. 8.784.879,73 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício 3.296,74
(G)……………………. 8.788.176,47 0,00
Resultado líquido do exercício -545.141,82
TOTAL……………………. 8.243.034,65 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias 61.182,79
Produtos
Prestação de serviços 5.003.603,77 5.064.786,56 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa
Proveitos suplementares 600,00
Subsídios à exploração
Outros proveitos e ganhos operacionais 600,00 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 5.065.386,56 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas 16.880,72
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 9.635,63 26.516,35 0,00
(D)……………………. 5.091.902,91 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 3.151.131,74
(F)……………………. 8.243.034,65 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -3.411.859,71 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -270.587,41 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -3.682.447,12 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -541.845,08 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -545.141,82 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 13.297.901,51 13.297.901,51
Edifícios e outras construções 71.619.260,52 6.426.004,57 65.193.255,95
Equipamento básico 6.456.894,73 3.614.035,66 2.842.859,07
Equipamento de transporte 167.845,39 141.497,69 26.347,70
Ferramentas e utensílios 60.803,48 49.095,41 11.708,07
Equipamento administrativo 675.609,69 609.741,22 65.868,47
Taras e vasilhame 4.841,94 3.864,26 977,68
Outras imobilizações corpóreas 57.146,42 30.030,12 27.116,30
Imobilizações em curso 164.288,92 164.288,92
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 92.504.592,60 10.874.268,93 81.630.323,67 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 320.462,55 320.462,55
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 320.462,55 0,00 320.462,55 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 65.855,88 65.855,88
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 1.355,64 1.355,64
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 67.211,52 0,00 67.211,52 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 1.082.795,62 1.082.795,62
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 497.282,06 497.282,06 0,00
Empresas do grupo 40,88 40,88
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores 761,90 761,90
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 75.962,34 75.962,34
Outros devedores 5.759.902,71 5.759.902,71

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 7.416.745,51 497.282,06 6.919.463,45 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 777.446,12 777.446,12
Caixa
SOMA 777.446,12 777.446,12 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 4.726,17 4.726,17
Custos diferidos 46.687,23 46.687,23
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos
SOMA 51.413,40 51.413,40 0,00
Total de amortizações 10.874.268,93
Total de ajustamentos 497.282,06
TOTAL DO ACTIVO 101.137.871,70 11.371.550,99 89.766.320,71 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 16.240.500,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais 31.691,00
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas 23.785,37
Resultados transitados -984.769,82
Resultado líquido do exercício -545.141,82
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 14.766.064,73 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões 5.440,17
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 5.440,17 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 4.125.000,00
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 4.125.000,00 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 4.958.333,33
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 457.131,75
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência 6.081,42
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo 32.166,47
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes 30,94
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c 2.012.262,49
Estado e outros entes públicos 81.700,00
Outros credores 83.925,23
SOMA 7.631.631,63 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 1.214.596,73
Proveitos diferidos 62.023.587,45
Passivos por impostos diferidos
SOMA 63.238.184,18 0,00
TOTAL DO PASSIVO 75.000.255,98 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 89.766.320,71 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC


As demonstrações financeiras foram preparadas segundo a convenção do custo histórico, e na base da continuidade das operações, em conformidade com os princípios contabilísticos fundamentais da
prudência, consistência, substância sobre a forma, materialidade e especialização dos exercícios.

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos


a) Imobilizações corpóreas
As imobilizações corpóreas estão mostradas pelos valores que resultaram do processo de avaliação em referência a 1 de Setembro de 2003 e ao custo de aquisição para os bens adquiridos
posteriormente, deduzidas das amortizações acumuladas.
As imobilizações corpóreas incluem encargos financeiros capitalizados durante a fase de construção, resultantes de empréstimos contraídos para as financiar.
As amortizações são calculadas, numa base duodecimal, pelo método das quotas constantes, a taxas estudadas de forma a amortizarem o valor contabilístico dos activos durante a sua vida útil esperada.
As taxas de amortizações correspondem às seguintes vidas úteis estimadas:
Anos
Edifícios e outras construções10 a 50
Equipamento básico2 a 15
Equipamento de transporte2 a 10
Ferramentas e utensílios1 a 10
Equipamento administrativo1 a 8
Taras e vasilhame3
Outras imobilizações corpóreas1 a 20
As despesas de reparação e manutenção normais do imobilizado em exploração são consideradas como custos no ano em que ocorrem.
b) Investimentos financeiros
As participações financeiras em partes de capital em empresas associadas estão registadas pelo método de equivalência patrimonial. Estas participações, inicialmente contabilizadas pelo custo de
aquisição, foram acrescidas pela diferença para o valor proporcional à participação nos capitais próprios dessas participadas.
Em conformidade com o método de equivalência patrimonial, estes investimentos financeiros são ajustados pelo valor correspondente à participação nos resultados líquidos por contrapartida de ganhos
e perdas financeiros (Nota 45). Consequentemente, os lucros recebidos destas empresas são registados como uma diminuição do valor do investimento financeiro.
c) Existências
As existências encontram-se valorizadas ao custo de aquisição, o qual é inferior ao respectivo valor de mercado.
d) Ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa
Os ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa são calculados com base na avaliação dos riscos estimados pela não cobrança das dívidas a receber.
e) Pensões de sobrevivência
Na base da legislação em vigor, a APTG tem a responsabilidade de pagar aos trabalhadores oriundos da extinta junta, que se encontram inscritos na Caixa Geral de Aposentações, as despesas
decorrentes de acidentes em serviço e de doenças profissionais e complementos de sobrevivência a determinados graus de parentesco de empregados falecidos antes da idade de reforma, as quais são
definidas em função do nível de remuneração e do número de anos de serviço. Esta responsabilidade foi transferida para uma Companhia de Seguros que, a partir de 1 de Janeiro de 2005, assume
integralmente todos estes encargos.
As pensões pagas pela APTG em 2009, que totalizaram 7.191 euros (6.956 euros em 2008), foram contabilizadas através da provisão que foi constituída, sem qualquer suporte actuarial, para fazer face
às previsíveis responsabilidades existentes nessa data.
f) Comparticipações financeiras
As comparticipações financeiras atribuídas, a fundo perdido, a projectos apresentados pela APTG são contabilizadas na rubrica de Proveitos diferidos, independentemente do seu recebimento e
reconhecidas na demonstração de resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas assim financiadas, quando estes imobilizados começarem a contribuir para as receitas da
APTG.
g) Encargos financeiros
Os encargos financeiros são repartidos entre os que são considerados como resultantes dos empréstimos contraídos para financiamento das imobilizações em curso, calculados pela aplicação da taxa de
juro a 31 de Dezembro sobre o valor médio dos investimentos em curso, e os considerados como resultantes de outros empréstimos. Os primeiros são imputados a imobilizações em curso, sendo os
outros contabilizados em resultados (Nota 11).
h) Especialização de custos e proveitos
A APTG regista as suas despesas e receitas de acordo com o princípio da especialização do exercício. As diferenças entre os montantes recebidos e pagos e as correspondentes receitas e despesas
geradas são registadas nas rubricas de Acréscimos e diferimentos (Nota 49).
i) Impostos diferidos
Os impostos diferidos referem-se às diferenças temporárias entre os montantes dos activos e passivos para efeitos de reporte contabilístico e os respectivos montantes para efeitos de tributação, bem
como os resultados de benefícios fiscais obtidos.
Os activos e passivos por impostos diferidos são calculados e anualmente avaliados, utilizando as taxas de tributação que se esperam estar em vigor à data da reversão das diferenças temporárias.
Os activos por impostos diferidos são registados unicamente quando existem expectativas razoáveis de lucros fiscais futuros suficientes para os utilizar. Na data de cada balanço é efectuada uma
reapreciação das diferenças temporárias subjacentes aos activos por impostos diferidos, no sentido de os reconhecer ou ajustar em função da expectativa actual da recuperação futura.

Pag.4
0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros


A APTG, sempre que possível, será tributada pelo regime especial de tributação de grupos de sociedades (REIGS), sendo o resultado tributável apurado na PA - Portos dos Açores, SGPS, S.A.; todavia,
a estimativa de impostos sobre o rendimento são registados na APTG com base nos seus resultados tributáveis.
De acordo com a legislação em vigor, as declarações fiscais estão sujeitas a revisão e correcção por parte da administração fiscal durante um período de 4 anos ou 5 anos no que respeita à segurança
social, excepto quando tenham havido prejuízos fiscais, tenham sido concedidos benefícios fiscais, ou estejam em curso inspecções fiscais, reclamações ou impugnações, caso estes em que, dependendo
das circunstâncias, os prazos são alargados ou suspensos.
A Administração entende que as correcções resultantes de revisões/inspecções por parte das autoridades fiscais àquela declaração de impostos não terá um efeito significativo nas demonstrações
financeiras em 31 de Dezembro de 2009.
Os prejuízos fiscais de 2005, 2008 e 2009 são reportáveis durante um período de seis anos após a sua ocorrência e susceptíveis de dedução a lucros fiscais tributados em regime consolidado, gerados
durante esse período. Nesta fase, foi entendido pelo não registo de activos de impostos diferidos, a este respeito, por não existir a segurança absoluta na recuperação desses prejuízos. A APTG apurou,
assim, apenas imposto resultante das tributações autónomas neste exercício (Nota 48).

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 65 115657
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 65 115.657
Das quais: Aprendizes
Trabalhadores no domicílio
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 65 115.657
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 65 115.657
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento
Prestadores de serviços
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário
Comentário Os trabalhadores do quadro de pessoal da extinta Junta Autónoma do Porto de Angra do Heroísmo
com ou sem contrato administrativo de provimento por tempo indeterminado ou com vínculo à
Administração Pública foram integrados automaticamente na APTG. Em 31 de Dezembro de 2009,
o número médio de pessoas ao serviço da APTG era de 65, dos quais, 55 transitaram da extinta
junta (em 2008, eram 67 trabalhadores, incluindo 56 que transitaram).

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 13.297.901,51 13.297.901,51
Edifícios e outras construções 65.833.321,72 2.780,00 2.780,00 5.783.158,80 71.619.260,52
Equipamento básico 5.004.510,10 11.460,32 11.460,32 14.963,94 1.455.888,25 6.456.894,73 24.210,53
Equipamento de transporte 192.036,19 24.190,80 167.845,39 7.578,95
Ferramentas e utensílios 59.069,28 1.734,20 1.734,20 60.803,48
Equipamento administrativo 659.549,18 16.060,51 16.060,51 675.609,69

Pag.5
Taras e vasilhame 4.841,94 4.841,94
Outras imobilizações 57.146,42 57.146,42
corpóreas
Imobilizações em curso 5.123.654,79 2.279.681,18 2.279.681,18 -7.239.047,05 164.288,92
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 345.581,83 16.880,72 42.000,00 320.462,55
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 0,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 3.461.133,71 2.964.870,86 6.426.004,57
Equipamento básico 3.046.520,55 582.479,05 -14.963,94 3.614.035,66
Equipamento de transporte 145.609,28 20.079,21 -24.190,80 141.497,69
Ferramentas e utensílios 43.167,02 5.928,39 49.095,41
Equipamento administrativo 574.838,03 34.903,19 609.741,22
Taras e vasilhame 2.607,35 1.256,91 3.864,26
Outras imobilizações corpóreas 26.338,25 3.691,87 30.030,12
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações
De acordo com os critérios definidos na Nota 3 g), não foram capitalizados no exercício, em Imobilizações em curso, juros de financiamento (Nota 10). Em 2008, os encargos assim capitalizados
totalizaram o montante de 33.480 euros.

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
52220 92.504.592,60 2.311.716,21 2.780,00 164.288,92
TOTAL 92.504.592,60 2.311.716,21 2.780,00 164.288,92
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis

Pag.6
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa


RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512045399
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 03
Capital Próprio 733.560,84
Resultado líquido do último exercício 85.681,86
Participação directa no capital social
Participação (%) 2.500,00
Valor 29.940,00
Participação de direitos de voto (%) 2.500,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512042683
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 03
Capital Próprio 685.361,66
Resultado líquido do último exercício 84.403,61
Participação directa no capital social
Participação (%) 2.000,00
Valor 24.940,00
Participação de direitos de voto (%) 2.000,00
Comentário

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 400.832,52 97.307,82 858,28 497.282,06
Empresas do grupo 0,00

Pag.7
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 400.832,52 97.307,82 858,28 497.282,06
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 497.282,06
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber 497.282,06
TOTAL 0,00
Comentário Em 31 de Dezembro de 2009, existia um ajustamento de 497.282 euros para fazer face às dívidas que foram
reconhecidas com algum risco de cobrabilidade que, como explicado na Nota 21, foi constituído com base em critérios
económicos. Em 2009, para além de um aumento de 97.308 euros, o saldo deste ajustamento foi directamente utilizado
em 858 euros.

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos


Em 31 de Dezembro de 2009, o montante em dívida era de 4.583.333 euros do empréstimo bancário concedido pelo prazo de 12 anos e que vence juros a taxa anual Euribor a doze meses acrescida de
uma margem de 0,25%
a partir de 1 de Agosto de 2009 (a taxa até essa data era de 3,99%). Este empréstimo, que está avalizado pela Região Autónoma dos Açores, será reembolsado anualmente em 12 prestações iguais de
458.333 euros, vencendo-se a última em 2019.
A exigibilidade deste empréstimo pode ser assim resumida (por anos):
Anos
2011458.333
2012458.333
2013458.333
2014458.333
2015458.333
2016 a 20201.833.335
4.125.000

Em 3 de Dezembro de 2009, foi celebrado um empréstimo bancário de 4.500.000 euros pelo período de um ano que vence juros à taxa anual Euribor a um mês acrescida de uma margem de três pontos
percentuais.

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço


Compromissos relativos a empresas do grupo
Compromissos contingentes relativos a pensões
Outros compromissos 266.740,00
Comentário Em 31 de Dezembro de 2009, os encargos assumidos com equipamento encomendado e empreitadas adjudicadas eram de 266.740 euros.

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

Pag.8
0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões


SALDO INICIAL AUMENTO REDUÇÃO SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Provisões para pensões 12.631,06 7.190,89 5.440,17
Provisões para impostos 0,00
Provisões para processos judiciais em curso 0,00
Provisões para acidentes de trabalho e doenças profissionais 0,00
Provisões para garantias a clientes 0,00
Outras provisões 0,00
Total 12.631,06 0,00 7.190,89 5.440,17
Comentário Como explicado na Nota 3 e), a APTG tem a responsabilidade de pagar aos trabalhadores oriundos da extinta junta as despesas decorrentes
de acidentes em serviço e doenças profissionais e complementos de sobrevivência, ocorridos até 31 de Dezembro de 2004. Em 31 de
Dezembro de 2009, os complementos de sobrevivência liquidados foram de 7.191 euros (6.956 euros em 2008), não existindo qualquer
estudo actuarial que suporte o saldo existente nesta data.

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal
O capital social da APTG é representado por 10.000 acções nominativas com valor nominal de 1.624,05 euros, cada uma.

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas
PARTICIPAÇÃO DIRECTA NO CAPITAL
NIF DENOMINAÇÃO PAÍS DE LOCALIZAÇÃO DA % VALOR PARTICIPAÇÃO DIREITOS
SEDE DE VOTO %
(1) (2) (3) (4) (5)
512077843 620 10.000,00 16.240.500,00 10.000,00
Comentário As acções representativas do capital social subscrito e realizado são detidas, na totalidade, pela Portos dos Açores, SGPS, S.A.

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio


SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 16.240.500,00 16.240.500,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 55.476,37 0,00 0,00 55.476,37
Reservas legais 31.691,00 31.691,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 23.785,37 23.785,37
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados -718.267,32 -266.502,50 -984.769,82
Resultado liquído do exercício -266.502,50 -545.141,82 -266.502,50 -545.141,82
Dividendos antecipados 0,00
Comentário Foi deliberado em Assembleia Geral, realizada a 28 de Abril de 2009, manter em resultados transitados o prejuízo apurado no
exercício de 2008.
De acordo com a legislação vigente, a Sociedade é obrigada a transferir para a rubrica de reserva legal, no mínimo, 5% do lucro
anual até que a mesma atinja 20% do capital social. Esta reserva não pode ser distribuída ao accionista, podendo contudo, ser
utilizada para absorver prejuízos depois de esgotadas todas as outras reservas, ou para aumento do capital social.

Pag.9
0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas
MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 66.786,74
2. Compras 60.974,32 27.984,04
3. Regularização de existências -1.693,75
4. Existências finais 1.355,64 65.855,88
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 59.618,68 27.221,15
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 149.237,50
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 149.237,50
Comentário

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 52220
MERCADO INTERNO
Vendas 61.182,79 61.182,79
Prestações de serviços 5.003.603,77 5.003.603,77
Compras 88.958,36 88.958,36
Fornecimentos e serviços externos 1.618.587,86 1.618.587,86
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 4.686,68 4.686,68
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 61.182,79 61.182,79
Prestações de serviços 5.003.603,77 5.003.603,77
Compras 88.958,36 88.958,36
Fornecimentos e serviços externos 1.623.274,54 1.623.274,54
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 59.618,68 59.618,68
Matérias 27.221,15 27.221,15
Total 86.839,83 86.839,83
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 65 65
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 2.433.753,24 2.433.753,24
Outros (inclui pensões) 428.629,52 428.629,52
Total 2.862.382,76 2.862.382,76
Comentário Compreende os serviços prestados na respectiva área de jurisdição, designadamente os serviços de uso público relacionados com a
actividade portuária mencionada na nota introdutória deste anexo que se resumem como segue:
20092008
Vendas de gasóleo61.183 -
Operações de navios e embarcações1.322.8211.436.330
Operações de carga861.213864.899
Utilização de equipamento terrestre e marítimo1.716.0671.585.572
Fornecimentos de pessoal e cedência de água e electricidade500.856518.978
Alugueres, ocupações e concessões262.165278.786
Exploração náutica de recreio127.301196.253
Outros serviços prestados 213.180 237.763
5.064.7875.118.582

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros

Pag.10
EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 293.433,84
682 Perdas em empresas do grupo e associadas
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 3.669,92
82 Resultados Financeiros -270.587,41
TOTAL 26.516,35 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 9.617,69
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas 16.880,72
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros 17,94
TOTAL 26.516,35 0,00
Comentário Na rubrica de Juros suportados estão registados 18.361 euros de juros de mora exigidos pelos fornecedores de
imobilizado e relacionados com os atrasos decorridos na liquidação dos encargos com empreitadas.
Os ganhos em empresas associadas em 31 de Dezembro de 2009 que dizem respeito à apropriação dos resultados do
ano das empresas participadas (Nota 16), têm a seguinte composição:
20092008
AGESPI - Associação para a Gestão do Parque Industrial da Ilha Terceira-48.578
OPERTERCEIRA - Sociedade de Operações Portuárias da Praia da Vitória, Lda.16.88143.128
16.88191.706
Em 2008, foram registados os resultados apurados no ano de 2008 e 2007.

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos
692 Dívidas incobráveis
693 Perdas em existências 1.693,75
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 524,88
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores 718,67
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias 7.592,40
84 Resultados Extraordinários 3.140.602,04
TOTAL 3.151.131,74 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências
794 Ganhos em imobilizações 31.789,48
795 Benefícios de penalidades contratuais 500,00
796 Reduções de provisões
797 Correcções relativas a exercícios anteriores
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 3.118.842,26
TOTAL 3.151.131,74 0,00
Comentário Na rubrica de Outros proveitos e ganhos estão registados 3.118.435 euros (em 2008 - 1.663.127 euros) da quota-parte
dos subsídios para o investimento (Nota 49).

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

Pag.11
Introdução
A Administração dos Portos da Terceira e Graciosa, S.A. (abreviadamente designada por APTG) foi constituída em sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, pelo Decreto Legislativo
Regional no 30/2003/A, de 27 de Junho, sucedendo no património e na titularidade de todos os direitos e obrigações, de qualquer fonte e natureza, que se encontravam relacionados com a actividade e
as atribuições da Junta Autónoma do Porto de Angra do Heroísmo, entretanto extinta por aquele diploma.
A APTG rege-se pelo seu Estatuto, pelo decreto legislativo regional acima referido, pelas normas reguladoras das sociedades anónimas e das empresas públicas e por disposições do Governo Regional
relacionadas com o sistema portuário regional e com a própria empresa.
O objecto principal da APTG é a administração dos portos da Praia da Vitória e Pipas, na ilha Terceira, e da Praia, na ilha Graciosa, e de outros que venham a ser-lhe atribuídos visando a sua
exploração, conservação e desenvolvimento e abrangendo o exercício das competências e prerrogativas de autoridade portuária que estejam ou venham a estar-lhe cometidas. A APTG assegurará,
assim, a coordenação de todas as actividades dentro da sua área de jurisdição, designadamente o regular funcionamento dos portos nos seus múltiplos aspectos de ordem económica, financeira e
patrimonial, de gestão de efectivos e de exploração portuária, e ainda as actividades que lhe seja complementares, subsidiárias ou acessórias. A APTG manterá, até à sua redefinição, a área de jurisdição
da extinta junta autónoma.
O regulamento de tarifas relativo à exploração económica dos portos é estabelecida pela Secretaria Regional de Economia, de acordo com o publicado nas Portarias nos 33/2008 de 2 de Maio, e 39/2008
de 14 de Maio. As tarifas são anualmente revistas, de acordo com o Índice Nacional Médio de Preços ao Consumidor (IPC), excluída da habitação.
As notas às contas deste Anexo respeitam a numeração definida no Plano Oficial de Contabilidade, sendo de referir que as não incluídas não são aplicáveis ou significativas para compreensão das
demonstrações financeiras.
Todos os valores são expressos, salvo indicação em contrário, em euros.

Estado e outros entes públicos


Os saldos devedores e credores resumem-se como se segue:
20092008
Saldos devedores
IRC a recuperar-6.729
Imposto sobre valor acrescentado (IVA):
Reembolsos pedidos-53.189
A recuperar 75.962 69.627
75.962129.544
Saldos credores
IRS - retenções na fonte31.48631.490
Segurança social - descontos49.66650.575
SSAP 548 -
81.700 82.064
Como explicado na Nota 6, a APTG, sempre que possível, será tributada pelo regime especial de tributação do grupo de sociedades (RETGS), sendo o resultado tributável consolidado na PA - Portos
dos Açores, SA, todavia a estimativa de impostos sobre rendimentos evidenciada na rubrica de Empresas do grupo em 2009 foi determinada com base nos resultados tributáveis, sendo que o montante a
pagar de 2.318 euros está relacionado com:
20092008
Provisão do ano3.2972.005
Menos:
Retenções de terceiros(979)(2.594)
IRC a pagar/(recuperar) em 31 de Dezembro2.318(589)

Acréscimos e diferimentos
Decomposição dos saldos evidenciados no Balanço em 31 de Dezembro de 2009 e 2008:
20092008
Acréscimos de proveitos
Utilização de defensas4.726 -
Custos diferidos
Prémios de seguros40.0336.636
Outros 6.655 156
46.687 6.792
Acréscimos de custos
Encargos com férias e subsídio de férias250.049275.163
Juros a liquidar122.749186.658
Taxas portuárias - 2% sobre a facturação33.87033.870
Taxas de reestruturação portuária296.391296.391
Fundo Regional de Transportes - extracção de areia481.749384.452
Encargos com serviços de apoio à navegação6.18013.798
Outros acréscimos de custos 23.609 19.830
1.214.5971.210.162
Desconhece-se nesta data se o montante de 296.391 euros referente às taxas de reestruturação portuária que transitaram da extinta junta irá ser reconhecido como uma efectiva exigibilidade.
Proveitos diferidos
Inclui exclusivamente a rubrica de subsídios para o investimento, cujo movimento em 2009 e 2008 foi o seguinte:
20092008
Saldo inicial61.936.08853.952.456
Subsídios atribuídos durante o ano de 20093.205.9359.646.759
Transferência para resultados (Nota 46)(3.118.435)(1.663.127)
Saldo em 31 de Dezembro 62.023.58761.936.088
Em 31 de Dezembro de 2009, o saldo acumulado desta rubrica compreende as comparticipações financeiras já recebidas que se destinam ao cofinanciamento das seguintes obras concluídas e em curso
de construção:
Ordenamento da envolvente ao Porto da Praia da Vitória63.625
Reabilitação da obra complementar de abrigo do terrapleno do núcleo de pescas e do Hydrolift do Porto da Praia da Vitória63.625
Construção do terminal de cruzeiros do Porto de Angra do Heroísmo120.000
Obras em curso de construção247.250
Obras encerradas61.776.337
Saldo líquido em 31 de Dezembro de 200962.023.587
Os subsídios atribuídos ainda não recebidos, no montante de 5.752.027 euros (em 2008 - 5.298.236 euros), são mostrados na rubrica de Outros devedores.
O montante de 3.118.435 euros transferido para resultados, de acordo com o definido na nota 3 e), diz respeito às seguintes obras concluídas:
20092008
Aquisição de um rebocador portuário277.435277.435
Construção das superestruturas de apoio ao porto de recreio de Angra de Heroísmo79.78779.787
Aquisição de equipamento de combate à poluição marítima26.61853.237
Aquisição de três Reach-Steackers68.64968.649
Contenção das escarpas da Baía de Angra do Heroísmo226.357222.091
Equipamentos complementares de apoio ao porto de recreio de Angra do Heroísmo163.827163.965
Construção do Sector de Pescas do Porto da Praia da Ilha Graciosa242.250244.120
Empreitada de pavimentação do parque exterior das embarcações e acesso ao porto das Pipas
113.742106.102
Requalificação do porto da Praia da Vitória1.789.080446.741
Apartamentos do Vale Farto4.0001.000
Aquisição de duas embarcações afectas ao serviço de pilotagem12.662-
Pavimentação, infra-estruturas e assinalamento marítimo no sector de pescas do porto da Praia da Graciosa
18.553-
Ampliação do cais comercial do porto da Praia da Graciosa 95.474-
3.118.4351.663.127

Caixa e seus equivalentes


Em 31 de Dezembro de 2009 e 2008, tinha a seguinte composição:
20092008
Numerário--
Depósitos bancários imediatamente mobilizáveis777.446818.994
777.446818.994

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR

Pag.12
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 74.757,00
622 - Fornecimentos e serviços: 1.548.517,54
62211 - Electricidade 64.481,65
62212 - Combustíveis 124.442,73
62213 - Água 10.622,81
62214 - Outros fluídos 6.275,84
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 1.183,08
62216 - Livros e documentação técnica 266,62
62217 - Material de escritório 11.713,20
62218 - Artigos para oferta 3.414,99
62219 - Rendas e alugueres 4.404,52
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 4.616,16
62222 - Comunicação 63.131,93
62223 - Seguros 63.836,57
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias 1.641,60
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas 60.953,82
62228 - Comissões
62229 - Honorários
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 441,14
62232 - Conservação e reparação 293.959,68
62233 - Publicidade e propaganda 261,50
62234 - Limpeza, higiene e conforto 61.704,25
62235 - Vigilância e segurança 225.989,27
62236 - Trabalhos especializados 536.552,37
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - …
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 8.623,81
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos 78.615,37
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo 35.988,30
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 149.237,50
642 - Remunerações do pessoal 2.284.515,74
643 - Pensões 6.904,87
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações 347.074,09
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 48.409,46
647 - Custos de acção social 20.875,69
648 - Outros custos com pessoal 5.365,41
649 - …
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários 273.841,21
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 6.512,88
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas 31.789,48

Pag.13
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos 3.118.435,18
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários 407,08
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar 250.048,79
2733 - Juros a liquidar 122.748,97
2745 - Subsídios para investimentos 62.023.587,45
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano 2.780,00

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas 2.686,21
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes 23.580,84
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-03-24
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Sim
Em assembleia universal Não
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -1.529.911,64
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -1.529.911,64
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:

Pag.14
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Sim
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Sim
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado 504629603
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Sim
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC: Conforme mencionado na Nota 10 do anexo às demonstrações financeiras, os
activos transmitidos à Empresa foram avaliados no montante máximo de 169
milhões de euros. Parte desses activos foram registados nas demonstrações
financeiras em referência a 1 de Setembro de 2003, pelo valor líquido de
15.190.500 euros. A não contabilização integral dos activos que suportam a
base de exploração e actividade da Empresa afecta os capitais próprios e os
resultados do ano em 31 de Dezembro de 2009 num montante que não nos foi
possível determinar.
Conforme referido na Nota 3 e) do anexo, a Empresa tem a responsabilidade de
pagar as despesas decorrentes de acidentes em serviço e de doenças
profissionais e complementos de sobrevivência a determinados graus de
parentescos de empregados falecidos antes da idade da reforma, excepto as que
ocorreram a partir de 1 de Janeiro de 2005 que passaram a ser integralmente
suportadas por uma companhia de seguros. A inexistência de um estudo
actuarial impede-nos de avaliar em que extensão a provisão escriturada nos
livros de 5.440 euros em 31 de Dezembro de 2009 é suficiente, ou não, para
cobrir a totalidade das responsabilidades assumidas.
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Não

Pag.15
NIPC: 512077703 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DO TRIÂNGULO E DO GRUPO OCIDENTAL S.A. Data de Recepção: 2010-06-17

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias
Matérias 8.746,31 8.746,31 0,00
Fornecimentos e serviços externos 1.365.322,65
Custos com o pessoal:
Remunerações 2.295.823,20
Encargos Sociais:
Pensões 5.013,25
Outros 370.141,48 2.670.977,93 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 1.844.650,59
Ajustamentos 104.517,95
Provisões 1.949.168,54 0,00
Impostos 24.059,94
Outros custos e perdas operacionais 1.450,00 25.509,94 0,00
(A)……………………. 6.019.725,37 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas 6.829,95
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 120.783,11 120.783,11 0,00
(C)……………………. 6.147.338,43 0,00
Custos e perdas extraordinários 5.203,83
(E)……………………. 6.152.542,26 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício 1.608,16
(G)……………………. 6.154.150,42 0,00
Resultado líquido do exercício -583.181,98
TOTAL……………………. 5.570.968,44 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias
Produtos
Prestação de serviços 4.276.946,28 4.276.946,28 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa
Proveitos suplementares
Subsídios à exploração
Outros proveitos e ganhos operacionais 61,00 61,00 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 4.277.007,28 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas 19.151,27
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 35.090,78 54.242,05 0,00
(D)……………………. 4.331.249,33 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 1.239.719,11
(F)……………………. 5.570.968,44 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -1.742.718,09 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -73.371,01 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -1.816.089,10 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -581.573,82 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -583.181,98 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 30.691,03 30.691,03 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00 0,00 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00 0,00 0,00
Trespasses 0,00 0,00 0,00
Imobilizações em curso 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas 0,00 0,00
SOMA 30.691,03 30.691,03 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 1.435.950,00 0,00 1.435.950,00
Edifícios e outras construções 46.993.353,13 4.780.088,67 42.213.264,46
Equipamento básico 6.293.571,55 3.896.659,94 2.396.911,61
Equipamento de transporte 170.672,87 135.685,40 34.987,47
Ferramentas e utensílios 58.721,24 32.792,41 25.928,83
Equipamento administrativo 288.079,19 251.449,13 36.630,06
Taras e vasilhame 0,00 0,00 0,00
Outras imobilizações corpóreas 26.375,90 21.796,07 4.579,83
Imobilizações em curso 9.778.682,65 9.778.682,65
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 65.045.406,53 9.118.471,62 55.926.934,91 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 24.220,73 0,00 24.220,73
Empréstimos a empresas do grupo 0,00 0,00 0,00
Partes de capital em empresas associadas 130.392,94 0,00 130.392,94
Empréstimos a empresas associadas 0,00 0,00 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00 0,00 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00 0,00 0,00
Imobilizações em curso 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 154.613,67 0,00 154.613,67 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 313.907,46 313.907,46
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 313.907,46 0,00 313.907,46 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 1.662.789,00 240.948,36 1.421.840,64
Clientes - Títulos a receber 0,00 0,00 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 1.067,39 1.067,39 0,00
Empresas do grupo 4.006,37 0,00 4.006,37
Empresas participadas e participantes 0,00 0,00 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00 0,00 0,00
Adiantamentos a fornecedores 0,00 0,00
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado 0,00 0,00
Estado e outros entes públicos 35.520,56 0,00 35.520,56
Outros devedores 8.456.404,12 0,00 8.456.404,12

Pag.2
Subscritores de capital 0,00 0,00 0,00
SOMA 10.159.787,44 242.015,75 9.917.771,69 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00 0,00 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00 0,00 0,00
Acções em empresas associadas 0,00 0,00 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00 0,00 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00 0,00 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00 0,00 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 7.481.957,13 7.481.957,13
Caixa 3.205,02 3.205,02
SOMA 7.485.162,15 7.485.162,15 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 0,00 0,00
Custos diferidos 40.965,37 40.965,37
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros 0,00 0,00
Activos por impostos diferidos 0,00 0,00
SOMA 40.965,37 40.965,37 0,00
Total de amortizações 9.149.162,65
Total de ajustamentos 242.015,75
TOTAL DO ACTIVO 83.230.533,65 9.391.178,40 73.839.355,25 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 6.888.800,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal 0,00
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas:
Reservas legais 780,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Outras reservas 5.084.738,40
Resultados transitados -1.881.065,12
Resultado líquido do exercício -583.181,98
Dividendos antecipados 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 9.510.071,30 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões 0,00
Provisões para impostos 0,00
Outras provisões 0,00
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis 0,00
Não convertíveis 0,00
Empréstimos por títulos de participação 0,00
Dívidas a instituições de crédito 4.147.045,35
Adiantamentos por conta de vendas 0,00
Fornecedores, c/c 0,00
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência 0,00
Fornecedores - Títulos a pagar 0,00
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos de clientes 0,00
Outros empréstimos obtidos 2.599.297,95
Fornecedores de imobilizado, c/c 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros credores 0,00
SOMA 6.746.343,30 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis 0,00
Não convertíveis 0,00
Empréstimos por títulos de participação 0,00
Dívidas a instituições de crédito 1.015.224,56
Adiantamentos por conta de vendas 0,00
Fornecedores, c/c 173.422,49
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência 0,00
Fornecedores - Títulos a pagar 0,00
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos de clientes 0,00
Outros empréstimos obtidos 0,00
Fornecedores de imobilizado, c/c 1.888.249,66
Estado e outros entes públicos 64.839,71
Outros credores 134.144,44
SOMA 3.275.880,86 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 307.878,38
Proveitos diferidos 53.999.181,41
Passivos por impostos diferidos 0,00
SOMA 54.307.059,79 0,00
TOTAL DO PASSIVO 64.329.283,95 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 73.839.355,25 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC


As demonstrações financeiras foram preparadas segundo a convenção do custo histórico, com excepção da aplicação do método de equivalência patrimonial nos investimentos financeiros, e na base da
continuidade das operações, em conformidade com os princípios contabilísticos fundamentais da prudência, consistência, substância sobre a forma, materialidade e especialização dos exercícios.

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos

Pag.4
a)Imobilizações corpóreas

As imobilizações corpóreas estão mostradas pelos valores que resultaram do processo de avaliação em referência a 1 de Setembro de 2003 e ao custo de aquisição para os bens adquiridos
posteriormente, deduzidas das amortizações acumuladas.

As amortizações são calculadas, numa base duodecimal, pelo método das quotas constantes, a taxas estudadas de forma a amortizarem o valor contabilístico dos activos durante a sua vida útil esperada.

As taxas de amortizações correspondem às seguintes vidas úteis estimadas:

Anos
Edifícios e outras construções10 a 50
Equipamento básico7 a 12
Equipamento de transporte4 a 6
Ferramentas e utensílios1 a 5
Equipamento administrativo4 a 8
Outras imobilizações corpóreas1 a 8

As despesas de reparação e manutenção normais do imobilizado em exploração são consideradas como custos no ano em que ocorrem.

b)Investimentos financeiros

As participações financeiras em partes de capital em empresas do grupo e associadas estão registadas pelo método de equivalência patrimonial. Estas participações, inicialmente contabilizadas pelo
custo de aquisição, foram acrescidas pela diferença para o valor proporcional à participação nos capitais próprios dessas participadas.

Em conformidade com o método de equivalência patrimonial, estes investimentos financeiros são ajustados pelo valor correspondente à participação nos resultados líquidos por contrapartida de ganhos
e perdas financeiros (Nota 45). Consequentemente, os lucros recebidos destas empresas são registados como uma diminuição do valor do investimento financeiro.

c)Existências

As existências encontram-se valorizadas ao custo de aquisição, o qual é inferior ao respectivo valor de mercado.

d)Ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa

Os ajustamentos para créditos de cobrança duvidosa são calculados com base na avaliação dos riscos estimados pela não cobrança das dívidas a receber.

e) Comparticipações financeiras

As comparticipações financeiras atribuídas, a fundo perdido, a projectos apresentados pela APTO são contabilizadas na rubrica de Proveitos diferidos, independentemente do seu recebimento ou
reconhecidas na demonstração de resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas assim financiadas, quando estes imobilizados começarem a contribuir para as receitas da
APTO.

f)Especialização de custos e proveitos

A APTO regista as suas despesas e receitas de acordo com o princípio da especialização do exercício. As diferenças entre os montantes recebidos e pagos e as correspondentes receitas e despesas
geradas são registadas nas rubricas de Acréscimos e diferimentos (Nota 49).

g)Impostos diferidos

Os impostos diferidos referem-se às diferenças temporárias entre os montantes dos activos e passivos para efeitos de reporte contabilístico e os respectivos montantes para efeitos de tributação, bem
como os resultados de benefícios fiscais obtidos.

Os activos e passivos por impostos diferidos são calculados e anualmente avaliados utilizando as taxas de tributação que se esperam estar em vigor à data da reversão das diferenças temporárias.

Os activos por impostos diferidos são registados unicamente quando existem expectativas razoáveis de lucros fiscais futuros suficientes para os utilizar. Na data de cada balanço é efectuada uma
reapreciação das diferenças temporárias subjacentes aos activos por impostos diferidos, no sentido de os reconhecer ou ajustar em função da expectativa actual da recuperação futura.

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 70 132032
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 68 128.392
Das quais: Aprendizes 0
Trabalhadores no domicílio 0
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 2 3.640
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 70 132.032
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 68 128.392
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 0 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial 0 0
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento 0
Prestadores de serviços 0 0
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário 0
Comentário Os trabalhadores do quadro de pessoal da extinta Junta Autónoma do Porto de Horta com ou sem
contrato administrativo de provimento por tempo indeterminado ou com vínculo à Administração
Pública foram integrados automaticamente na APTO, que, deste modo, contribuirá para o
financiamento da Caixa Geral de Aposentações com uma importância mensal de montante igual ao
das quotas pagas por estes trabalhadores.

Em 31 de Dezembro de 2009, o número médio de pessoas ao serviço da APTO era de 68, dos quais,
52 transitaram do quadro de pessoal da extinta junta (em 2008, eram 63 trabalhadores, incluindo 52
que transitaram).

Pag.5
0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 30.691,03 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 30.691,03
Despesas de investigação e de 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
desenvolvimento
Software 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Propriedade industrial e 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Imobilizações em curso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 1.435.950,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.435.950,00
Edifícios e outras construções 44.901.379,88 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.091.973,25 0,00 46.993.353,13
Equipamento básico 6.236.489,60 0,00 57.081,95 0,00 57.081,95 0,00 0,00 0,00 6.293.571,55
Equipamento de transporte 170.672,87 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 170.672,87
Ferramentas e utensílios 45.867,63 0,00 12.853,61 0,00 12.853,51 0,00 0,00 0,00 58.721,24
Equipamento administrativo 261.429,20 0,00 26.649,99 0,00 26.649,99 0,00 0,00 0,00 288.079,19
Taras e vasilhame 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras imobilizações 26.375,90 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 26.375,90
corpóreas
Imobilizações em curso 3.822.892,92 0,00 8.136.212,15 0,00 8.136.212,15 0,00 -2.091.973,25 88.449,17 9.778.682,65
Adiantamentos por conta de 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 24.220,73 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 24.220,73
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 130.392,94 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 130.392,94
associadas
Empréstimos a empresas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Outros empréstimos 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 30.691,03 0,00 0,00 30.691,03
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00 0,00 0,00 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00 0,00 0,00 0,00
Trespasses 0,00 0,00 0,00 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00 0,00 0,00 0,00
Edifícios e outras construções 3.578.995,45 1.201.093,22 0,00 4.780.088,67
Equipamento básico 3.300.436,64 596.223,30 0,00 3.896.659,94
Equipamento de transporte 121.556,44 14.128,96 0,00 135.685,40
Ferramentas e utensílios 24.788,49 8.003,92 0,00 32.792,41
Equipamento administrativo 228.973,31 22.475,82 0,00 251.449,13

Pag.6
Taras e vasilhame 0,00 0,00 0,00 0,00
Outras imobilizações corpóreas 19.070,70 2.725,37 0,00 21.796,07
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00 0,00 0,00 0,00
Investimentos em imóveis 0,00 0,00 0,00 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00 0,00 0,00 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
52220 65.045.406,53 8.232.797,70 0,00 9.778.682,65
TOTAL 65.045.406,53 8.232.797,70 0,00 9.778.682,65
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa


RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512076227
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 24.220,73
Resultado líquido do último exercício 8.600,68
Participação directa no capital social
Participação (%) 10.000,00
Valor 15.620,05
Participação de direitos de voto (%) 10.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512043310
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 651.964,71
Resultado líquido do último exercício 10.550,59
Participação directa no capital social
Participação (%) 2.000,00
Valor 119.842,35

Pag.7
Participação de direitos de voto (%) 2.000,00
Comentário

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 136.768,86 104.179,50 240.948,36
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 1.067,39 1.067,39
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 137.836,25 104.179,50 0,00 242.015,75
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 1.663.856,39
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber 242.015,75
TOTAL 1.421.840,64
Comentário Em 31 de Dezembro de 2009, existia um ajustamento de 242.016 euros, determinado em bases económicas, para fazer
face às dívidas que foram reconhecidas com algum risco de cobrabilidade.

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

Pag.8
0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos


Em 31 de Dezembro de 2009, existiam dois empréstimos bancários que foram concedidos nas seguintes condições:

(i)Em 29 de Abril de 2008, foi celebrado um contrato de financiamento, no montante de 2,5 milhões de euros, vencendo juros à taxa semestral EURIBOR a seis meses com um spread de 0,275 %, pelo
prazo de três anos, reembolsável em prestações semestrais de capital e juros. A ultima prestação será reembolsada em 29 de Abril de 2011.

(ii)Em 15 de Maio de 2009, foi celebrado um contrato de financiamento, no montante de 5 milhões de euros, vencendo juros à taxa semestral EURIBOR a seis meses com um spread de 2,5%, pelo
prazo de quatro anos, reembolsável em prestações semestrais de capital e juros. A utilização deste empréstimo a 31 de Dezembro de 2009 atinge 3.634.502 euros e o seu reembolso ocorrerá em 15 de
Maio de 2013.

Em conformidade com os períodos de reembolsos contratualizados, a exigibilidade destes empréstimos bancários resume-se como segue:

Anos

20101.015.225
20111.928.670
20121.466.067
2013752.308
5.162.570

Em 31 de Dezembro de 2009, foram recebidos 612.215 euros respeitantes aos contratos de incentivos financeiros reembolsáveis (Nota 49) que são mostrados na rubrica de Outros empréstimos obtidos
pelo montante global de 2.599.298 euros. O período de reembolso destes empréstimos pode ser assim resumido (por anos):

Anos
2011331.640
2012519.860
2013519.860
2014519.860
2015 519.860
2016188.218

2.599.298

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço


Compromissos relativos a empresas do grupo
Compromissos contingentes relativos a pensões
Outros compromissos 28.372.005,00
Comentário

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas


Em 31 de Dezembro de 2009, as garantias bancárias prestadas totalizaram 2.467.536 euros referentes aos contratos de concessão de incentivos mencionados na Nota 49.

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal
O capital social da APTO é representado por 10.000 acções nominativas com valor nominal de 688,88 euros, cada uma.

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas
PARTICIPAÇÃO DIRECTA NO CAPITAL
NIF DENOMINAÇÃO PAÍS DE LOCALIZAÇÃO DA % VALOR PARTICIPAÇÃO DIREITOS
SEDE DE VOTO %
(1) (2) (3) (4) (5)
512077843 620 10.000,00 6.888.800,00 10.000,00
Comentário As acções representativas do capital social subscrito e realizado são detidas pelo accionista único Portos dos Açores, SGPS, S.A.

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

Pag.9
0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio
SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 6.888.800,00 6.888.800,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 5.085.518,40 0,00 0,00 5.085.518,40
Reservas legais 780,00 780,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 5.084.738,40 5.084.738,40
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados -995.034,62 886.030,50 -1.881.065,12
Resultado liquído do exercício -583.181,98 -583.181,98
Dividendos antecipados 0,00
Comentário Em Assembleia Geral realizada a 29 de Março de 2009 foi aprovado pelo accionista único a aplicação dos resultados acima
indicada.

O saldo da reserva de constituição corresponde aos valores activos e passivos da extinta Junta Autónoma do Porto da Horta que
se consideraram integrados na sua esfera patrimonial. O saldo desta reserva poderá ser utilizado em futuros aumentos de capital
social ou para absorver prejuízos.

De acordo com a legislação vigente, a Sociedade é obrigada a transferir para a rubrica de reservas legais, no mínimo, 10% do
lucro anual até que a mesma atinja 20% do capital social. Esta reserva não pode ser distribuída ao accionista, podendo contudo,
ser utilizada para absorver prejuízos depois de esgotadas todas as outras reservas, ou para aumento do capital social.

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 159.916,66
2. Compras 162.745,24
3. Regularização de existências -8,13
4. Existências finais 313.907,46
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 0,00 8.746,31
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 196.270,07
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 196.270,07
Comentário Em 2009, as remunerações atribuídas ao Conselho de Administração
totalizaram 196.270 euros (em 2008 - 207.722 euros).

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 52220
MERCADO INTERNO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 4.276.946,28 4.276.946,28
Compras 162.745,24 162.745,24
Fornecimentos e serviços externos 1.365.322,65 1.365.322,65
MERCADO COMUNITÁRIO

Pag.10
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 0,00 0,00
Prestações de serviços 4.276.946,28 4.276.946,28
Compras 162.745,24 162.745,24
Fornecimentos e serviços externos 1.365.322,65 1.365.322,65
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 0,00
Matérias 8.746,31 8.746,31
Total 8.746,31 8.746,31
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 70 70
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 2.295.823,20 2.295.823,20
Outros (inclui pensões) 375.154,73 375.154,73
Total 2.670.977,93 2.670.977,93
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 103.940,75
682 Perdas em empresas do grupo e associadas 6.829,95
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 16.842,36
82 Resultados Financeiros -73.371,01
TOTAL 54.242,05 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 35.090,78
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas 19.151,27
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros
TOTAL 54.242,05 0,00
Comentário Os resultados em empresas de grupo e associadas em 31 de Dezembro de 2009 e 2008 têm a seguinte composição:

20092008
Empresas do grupo
NAVAL - CANAL - Estaleiros de Construção e Reparação Naval, Lda.1.771-
Empresas associadas
OPERTRI - Sociedade de Operações Portuárias, Lda. 17.3814.740
19.1524.74

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos 0,00
692 Dívidas incobráveis 0,00
693 Perdas em existências 8,13
694 Perdas em imobilizações 0,00
695 Multas e penalidades 1.003,87
696 Aumentos de amortizações 0,00
697 Correcções relativas a exercícios anteriores 58,83

Pag.11
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias 4.133,00
84 Resultados Extraordinários 1.234.515,28
TOTAL 1.239.719,11 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos 0,00
792 Recuperação de dívidas 0,00
793 Ganhos em existências 0,00
794 Ganhos em imobilizações 0,00
795 Benefícios de penalidades contratuais 0,00
796 Reduções de provisões 0,00
797 Correcções relativas a exercícios anteriores 0,00
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 1.239.719,11
TOTAL 1.239.719,11 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes


Os saldos devedores e credores resumem-se como se segue:

20092008
Saldos devedores
IRC a recuperar5.3875.387
Imposto sobre valor acrescentado (IVA):
Reembolsos pedidos 30.13469.252
A recuperar -21.056
35.52195.695
Saldos credores
IRS - retenções na fonte 27.11225.534
Contribuições para CGA, segurança social e ADSE37.72834.785
64.84060.319

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 111.895,70
622 - Fornecimentos e serviços: 1.253.426,95
62211 - Electricidade 120.308,71
62212 - Combustíveis 109.725,40
62213 - Água 28.080,96
62214 - Outros fluídos 20,12
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 4.839,24
62216 - Livros e documentação técnica 348,22
62217 - Material de escritório 15.172,47
62218 - Artigos para oferta 839,73
62219 - Rendas e alugueres
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 3.758,12
62222 - Comunicação 79.662,24
62223 - Seguros 49.060,50
62224 - Royalties 20,00
62225 - Transporte de mercadorias
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas 27.738,54
62228 - Comissões
62229 - Honorários 43.418,22
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 389,04
62232 - Conservação e reparação 314.261,01
62233 - Publicidade e propaganda 8.464,41
62234 - Limpeza, higiene e conforto 84.874,23
62235 - Vigilância e segurança 97.275,53
62236 - Trabalhos especializados 254.678,40
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - …

Pag.12
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 10.491,86
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos 24.059,94
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 196.270,07
642 - Remunerações do pessoal 2.099.553,13
643 - Pensões 5.013,25
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações 308.229,73
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 45.444,79
647 - Custos de acção social 10.880,39
648 - Outros custos com pessoal 5.586,57
649 - …
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários 102.165,41
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 35.090,78
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos 1.234.654,57
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários 5.064,44
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar 288.386,55
2733 - Juros a liquidar 8.709,09
2745 - Subsídios para investimentos 53.999.181,41
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-03-29
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade

Pag.13
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Sim
Em assembleia universal Não
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -2.464.247,10
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -2.464.247,10
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Sim
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Sim
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado 504629603
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Sim
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC: Conforme mencionado na nota 10 do anexo às demonstrações financeiras, os
activos transmitidos à Empresa foram avaliados no montante máximo de 135
milhões de euros. Parte desses activos foram registados nas demonstrações
financeiras em referência a 1 de Stembro de 2003, pelo valor líquido de
4.838.800 euros. A não contabilização integral de todos os activos que
suportam a base de exploração e actividade da Empresa, afecta os capitais
próprios e os resultados do ano em 31 de dezembro de 2009 num montante que
não nos foi possível determinar.
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Sim

Pag.14
NIPC: 512091773 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: ATLÂNTICOLINE S.A. Data de Recepção: 2010-07-15

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias 35.091,76
Matérias 101.160,54 136.252,30 0,00
Fornecimentos e serviços externos 10.906.514,12
Custos com o pessoal:
Remunerações 1.426.825,87
Encargos Sociais:
Pensões
Outros 655.705,96 2.082.531,83 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 218.155,23
Ajustamentos 107.503,14
Provisões 325.658,37 0,00
Impostos 4.509,34
Outros custos e perdas operacionais 8.676,61 13.185,95 0,00
(A)……………………. 13.464.142,57 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 118.515,12 118.515,12 0,00
(C)……………………. 13.582.657,69 0,00
Custos e perdas extraordinários 38.271.407,31
(E)……………………. 51.854.065,00 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício
(G)……………………. 51.854.065,00 0,00
Resultado líquido do exercício 28.132,70
TOTAL……………………. 51.882.197,70 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias 35.399,76
Produtos
Prestação de serviços 2.253.196,80 2.288.596,56 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa 42.096,67
Proveitos suplementares 60.649,28
Subsídios à exploração 9.180.000,00
Outros proveitos e ganhos operacionais 9.240.649,28 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos 71.570,63 71.570,63
(B)……………………. 11.642.913,14 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros 41.001,98
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 41.001,98 0,00
(D)……………………. 11.683.915,12 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 40.198.282,58
(F)……………………. 51.882.197,70 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -1.821.229,43 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -77.513,14 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -1.898.742,57 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) 28.132,70 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) 28.132,70 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 30.000,00 30.000,00 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 30.000,00 30.000,00 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 837.268,99 144.717,37 692.551,62
Equipamento de transporte 73.783,52 56.471,68 17.311,84
Ferramentas e utensílios 7.229,52 3.560,63 3.668,89
Equipamento administrativo 279.890,16 205.334,30 74.555,86
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 244.352,49 9.530,96 234.821,53
Imobilizações em curso 1.404.038,74 1.404.038,74
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 2.846.563,42 419.614,94 2.426.948,48 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 0,00
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 26.000,00 26.000,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso 0,00 0,00
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 26.000,00 0,00 26.000,00 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 5.038,86 5.038,86
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 41.282,35 41.282,35
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 46.321,21 0,00 46.321,21 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 4.000.000,00 4.000.000,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 4.000.000,00 0,00 4.000.000,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 370.993,06 0,00 370.993,06
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 141.234,92 141.234,92 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 193.235,95 193.235,95
Outros devedores 8.158.841,12 8.158.841,12

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 8.864.305,05 141.234,92 8.723.070,13 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 133.392,31 133.392,31
Caixa 5.878,77 5.878,77
SOMA 139.271,08 139.271,08 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 550.000,00 550.000,00
Custos diferidos 21.268,45 21.268,45
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos
SOMA 571.268,45 571.268,45 0,00
Total de amortizações 449.614,94
Total de ajustamentos 141.234,92
TOTAL DO ACTIVO 16.523.729,21 590.849,86 15.932.879,35 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 7.145.400,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais 9.900,00
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas
Resultados transitados -580.635,99
Resultado líquido do exercício 28.132,70
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 6.602.796,71 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores 2.550.000,00
SOMA 2.550.000,00 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 150.000,00
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 1.454.772,88
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c 377.344,34
Estado e outros entes públicos 21.344,79
Outros credores 4.010.088,11
SOMA 6.013.550,12 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 138.974,29
Proveitos diferidos 627.558,23
Passivos por impostos diferidos
SOMA 766.532,52 0,00
TOTAL DO PASSIVO 9.330.082,64 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 15.932.879,35 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 69 2080
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 69 2.080
Das quais: Aprendizes 0
Trabalhadores no domicílio 0
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 66 1.648
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 66 1.648
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 3 432
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial 3 432
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento
Prestadores de serviços
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário
Comentário

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

Pag.4
0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos
Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 55.116,79 25.116,79 30.000,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 817.341,08 19.927,91 837.268,99
Equipamento de transporte 67.391,77 6.391,75 73.783,52
Ferramentas e utensílios 3.983,40 3.246,12 7.229,52
Equipamento administrativo 249.649,69 43.765,03 13.524,56 279.890,16
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 212,17 244.140,32 244.352,49
corpóreas
Imobilizações em curso 38.166.222,35 1.723.220,28 38.485.403,89 1.404.038,74
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 0,00
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 25.000,00 1.000,00 26.000,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 45.114,79 10.002,00 -25.116,79 30.000,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 40.699,71 104.017,66 144.717,37
Equipamento de transporte 38.824,77 17.646,91 56.471,68
Ferramentas e utensílios 1.979,53 1.581,10 3.560,63
Equipamento administrativo 134.456,79 75.398,71 -4.521,20 205.334,30
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 22,11 9.508,85 9.530,96
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

Pag.5
0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
50102 2.846.563,42 2.040.691,41 1.404.038,74
TOTAL 2.846.563,42 2.040.691,41 0,00 1.404.038,74
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 141.234,92 141.234,92
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 0,00 141.234,92 0,00 141.234,92

Pag.6
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 141.234,92
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 141.234,92
Comentário

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

Pag.7
0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio
SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 6.000.000,00 1.145.400,00 7.145.400,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 9.900,00 0,00 0,00 9.900,00
Reservas legais 9.900,00 9.900,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados 88.262,52 668.898,51 -580.635,99
Resultado liquído do exercício 28.132,70 668.898,51 668.898,51 28.132,70
Dividendos antecipados 0,00
Comentário

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 25.483,56 14.426,04
2. Compras 50.890,55 91.773,36
3. Regularização de existências
4. Existências finais 41.282,35 5.038,86
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 35.091,76 101.160,54
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 148.096,11
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 148.096,11
Comentário

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 50102
MERCADO INTERNO
Vendas 35.399,76 35.399,76
Prestações de serviços 2.253.196,80 2.253.196,80
Compras 142.663,91 142.663,91
Fornecimentos e serviços externos 10.906.514,12 10.906.514,12
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00

Pag.8
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 35.399,76 35.399,76
Prestações de serviços 2.253.196,80 2.253.196,80
Compras 142.663,91 142.663,91
Fornecimentos e serviços externos 10.906.514,12 10.906.514,12
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 35.091,76 35.091,76
Matérias 101.160,54 101.160,54
Total 136.252,30 136.252,30
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 69 69
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 1.426.825,87 1.426.825,87
Outros (inclui pensões) 655.705,96 655.705,96
Total 2.082.531,83 2.082.531,83
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 1.835,18
682 Perdas em empresas do grupo e associadas
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis 3.855,33
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 112.824,61
82 Resultados Financeiros -77.513,14
TOTAL 41.001,98 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 36.637,92
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis 3.964,39
786 Descontos de pronto pagamento obtidos 399,67
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros
TOTAL 41.001,98 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos
692 Dívidas incobráveis
693 Perdas em existências
694 Perdas em imobilizações 38.269.408,61
695 Multas e penalidades 1.998,70
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias
84 Resultados Extraordinários 1.926.875,27
TOTAL 40.198.282,58 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências
794 Ganhos em imobilizações 859,10
795 Benefícios de penalidades contratuais 40.101.586,09
796 Reduções de provisões
797 Correcções relativas a exercícios anteriores

Pag.9
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 95.837,39
TOTAL 40.198.282,58 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 6.481.710,40
622 - Fornecimentos e serviços: 4.424.803,72
62211 - Electricidade 5.330,10
62212 - Combustíveis 1.806.489,78
62213 - Água 933,40
62214 - Outros fluídos 23.057,21
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 20.132,88
62216 - Livros e documentação técnica 3.178,67
62217 - Material de escritório 11.000,23
62218 - Artigos para oferta 597,39
62219 - Rendas e alugueres 47.210,02
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 8.064,37
62222 - Comunicação 38.641,39
62223 - Seguros 88.963,35
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias 4.337,89
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas 382.835,42
62228 - Comissões 111.588,32
62229 - Honorários 24.240,55
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 1.051,27
62232 - Conservação e reparação 215.046,45
62233 - Publicidade e propaganda 46.780,96
62234 - Limpeza, higiene e conforto 26.099,98
62235 - Vigilância e segurança 4.713,44
62236 - Trabalhos especializados 836.209,04
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - … 713.471,07
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 4.830,54
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos 4.509,34
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo 3.227,51
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 148.096,11
642 - Remunerações do pessoal 1.278.729,76
643 - Pensões
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações 276.829,89
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 57.195,52
647 - Custos de acção social
648 - Outros custos com pessoal 321.680,55
649 - …

Pag.10
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários 1.622,72
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas 4.229,62
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações 38.265.178,99
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 36.637,92
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas 859,10
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar 98.392,05
2733 - Juros a liquidar
2745 - Subsídios para investimentos 627.558,23
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-03-25
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Não
Em assembleia universal Sim
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -552.503,29
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes

Pag.11
4 Idem ao pessoal
5 Reservas 2.850,00
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -555.353,29
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Sim
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Sim
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado 504629603
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Sim
Com opinião adversa Não
Com ênfases Sim
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC: RESERVA

7. Está registado na rubrica de Acréscimos de proveitos uma verba de 550.000


euros que resultou da quantificação das penas contratuais exigíveis à
TRANSMAÇOR pelo não cumprimento integral das cláusulas do contrato de
gestão de serviços de interesse económico geral que vigorou durante o ano de
2006. Não recebemos resposta ao nosso pedido de informação sobre a situação
deste processo e, deste modo, não nos é possível nesta data concluir em que
medida dessa clarificação poderão resultar ajustamentos às demonstrações
financeiras.

ÊNFASE

9. Na Certificação Legal de Contas emitida no ano anterior foi expressa uma


reserva com limitação de âmbito que, como explicado na Nota 46 do anexo às
demonstrações financeiras, foi neste exercício resolvida na sequência da
revogação dos contratos de construção dos navios.
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Não

Pag.12
NIPC: 512012032 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. Data de Recepção: 2010-07-15

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias
Matérias 78.915.114,96 78.915.114,96 0,00
Fornecimentos e serviços externos 14.861.642,08
Custos com o pessoal:
Remunerações 20.938.774,83
Encargos Sociais:
Pensões 1.829.257,85
Outros 5.099.702,74 27.867.735,42 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 23.211.171,70
Ajustamentos 136.352,85
Provisões 23.347.524,55 0,00
Impostos 399.518,50
Outros custos e perdas operacionais 242.332,17 641.850,67 0,00
(A)……………………. 145.633.867,68 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas 119.207,97
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo 18.682,58
Outros 9.118.929,72 9.137.612,30 0,00
(C)……………………. 154.890.687,95 0,00
Custos e perdas extraordinários 124.505,62
(E)……………………. 155.015.193,57 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício 3.078.944,22
(G)……………………. 158.094.137,79 0,00
Resultado líquido do exercício 15.231.670,28
TOTAL……………………. 173.325.808,07 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias
Produtos 142.352.031,00
Prestação de serviços 2.577.297,37 144.929.328,37 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa 10.248.044,51
Proveitos suplementares 438.062,54
Subsídios à exploração
Outros proveitos e ganhos operacionais 2.149.649,37 2.587.711,91 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 157.765.084,79 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas 7.658.223,99
Rendimentos de participações de capital 145.248,00
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo 327.914,21
Outros 2.881.391,24 11.012.777,44 0,00
(D)……………………. 168.777.862,23 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 4.547.945,84
(F)……………………. 173.325.808,07 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) 12.131.217,11 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) 1.755.957,17 0,00
Resultados correntes (D)-(C) 13.887.174,28 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) 18.310.614,50 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) 15.231.670,28 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 2.344.468,55 264.602,04 2.079.866,51
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 2.344.468,55 264.602,04 2.079.866,51 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 3.401.334,21 3.401.334,21
Edifícios e outras construções 58.739.516,93 19.390.286,49 39.349.230,44
Equipamento básico 474.522.032,96 174.524.311,07 299.997.721,89
Equipamento de transporte 4.691.691,47 4.455.029,92 236.661,55
Ferramentas e utensílios 8.040.777,43 4.202.741,24 3.838.036,19
Equipamento administrativo 18.799.015,75 15.261.372,85 3.537.642,90
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 51.146.506,51 27.449.620,69 23.696.885,82
Imobilizações em curso 58.945.015,65 58.945.015,65
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 678.285.890,91 245.283.362,26 433.002.528,65 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 52.383.391,80 52.383.391,80
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 349.703,60 349.703,60
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 833.680,65 39.500,00 794.180,65
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 53.566.776,05 39.500,00 53.527.276,05 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 6.159.054,18 6.159.054,18
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 6.159.054,18 0,00 6.159.054,18 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 19.447.750,00 19.447.750,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 19.447.750,00 0,00 19.447.750,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 16.070.248,36 16.070.248,36
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 165.746,39 165.746,39 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 2.733.073,30 2.733.073,30
Outros devedores 14.222.759,10 14.222.759,10

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 33.191.827,15 165.746,39 33.026.080,76 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 411.600,51 411.600,51
Caixa 3.544,68 3.544,68
SOMA 415.145,19 415.145,19 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 43.583.782,10 43.583.782,10
Custos diferidos 767.174,08 767.174,08
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos 9.801.552,83 9.801.552,83
SOMA 54.152.509,01 54.152.509,01 0,00
Total de amortizações 245.547.964,30
Total de ajustamentos 205.246,39
TOTAL DO ACTIVO 847.563.421,04 245.753.210,69 601.810.210,35 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 70.000.000,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 182.733,21
Reservas de reavaliação 1.315.099,10
Reservas:
Reservas legais 3.200.000,00
Reservas estatutárias 120.146,14
Reservas contratuais
Outras reservas 226.649,64
Resultados transitados 41.075.667,93
Resultado líquido do exercício 15.231.670,28
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 131.351.966,30 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis 100.000.000,00
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 157.610.423,94
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos 19.972.580,60
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 277.583.004,54 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 16.766.483,41
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 17.757.610,19
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência 23.730,95
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos 3.264.906,00
Fornecedores de imobilizado, c/c 11.962.502,48
Estado e outros entes públicos 771.170,86
Outros credores 2.141.655,28
SOMA 52.688.059,17 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 57.507.584,03
Proveitos diferidos 74.654.223,49
Passivos por impostos diferidos 8.025.372,82
SOMA 140.187.180,34 0,00
TOTAL DO PASSIVO 470.458.244,05 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 601.810.210,35 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos

Pag.4
As demonstrações financeiras foram preparadas de harmonia com os princípios contabilísticos definidos no Plano Oficial de Contabilidade. Assim, as contas foram preparadas segundo a convenção do
custo histórico, modificada pela reavaliação das imobilizações corpóreas, pela aplicação do método de equivalência patrimonial nos investimentos financeiros e activos financeiros e licenças de carácter
ambiental registados ao justo valor, na base da continuidade das operações, em conformidade com os princípios contabilísticos fundamentais da prudência, consistência, substância sobre a forma,
materialidade e especialização dos exercícios.

a) Imobilizações incorpóreas

As Imobilizações incorpóreas compreendem as licenças atribuídas e adquiridas no ano líquidas do encargo referente às emissões de gases com efeito de estufa ocorridas no mesmo período.
As licenças de carácter ambiental existentes no final do ano estão mensuradas ao preço de mercado da data de atribuição.

b) Imobilizações corpóreas

As imobilizações corpóreas são apresentadas ao valor de aquisição ou de avaliação, liquido das amortizações correspondentes.
Os valores dos bens transferidos para a EDA na data de integração resultaram da reavaliação efectuada com referência a 31 de Dezembro de 1983. Os valores dos bens adquiridos após integração e até
31 de Dezembro de 1990 foram sujeitos a reavaliação com referência a esta data.
As imobilizações adquiridas após 31 de Dezembro de 1991 são apresentadas ao valor de aquisição sendo este determinado com referência ao custo de aquisição ou, para os bens cedidos por terceiros, ao
seu justo valor na data da mesma.
Como explicado na Nota 3 f), os encargos financeiros são imputados a imobilizações em curso, até à conclusão do investimento. Quando os imobilizados entram em exploração, estes encargos são
incluídos nas diferentes classes de imobilizados que afectaram.
As amortizações são calculadas pelo método das quotas constantes, a taxas estudadas de forma a amortizarem o valor contabilístico dos activos durante a sua vida útil esperada.
As taxas de amortizações correspondem às seguintes vidas úteis estimadas:

Anos
Edifícios e outras construções6 - 50
Equipamento básico
Produção hidroeléctrica32
Produção termoeléctrica3 - 40
Subestações6 - 40
Linhas AT/MT6 - 40
Postos de transformação6 - 40
Linhas BT8 - 28
Instalações de chegada16 - 28
Contadores16
Equipamento de transporte4 - 8
Ferramentas e utensílios4 - 20
Equipamento administrativo3 - 16
Outras imobilizações corpóreas5 - 20

Os terrenos, incluindo os directamente afectos às instalações de produção, transporte e distribuição de energia eléctrica, não são amortizados.
As despesas de reparação e manutenção normais do imobilizado em exploração são consideradas como custos no ano em que ocorrem.

c) Investimentos financeiros

Os investimentos financeiros em partes de capital em empresas do grupo e associadas são registados pelo método de equivalência patrimonial. Os investimentos financeiros, inicialmente contabilizados
pelo custo de aquisição, foram acrescidos ou reduzidos pela diferença para o valor proporcional à participação nos capitais próprios dessas empresas reportado à data da aplicação deste método nas
contas consolidadas em 1997 ou das aquisições posteriores.
Em conformidade com o método de equivalência patrimonial, os investimentos financeiros são ajustados pelo valor correspondente à participação nos resultados líquidos das empresas do grupo e
associadas por contrapartida de ganhos e perdas financeiros (Nota 45). Consequentemente, os dividendos recebidos destas empresas são registados como uma diminuição do valor dos investimentos
financeiros.
Os restantes investimentos financeiros estão apresentados ao custo de aquisição.
Os empréstimos de financiamento a médio e longo prazo concedidos às empresas afiliadas são apresentados ao valor nominal.
As perdas estimadas na realização e/ou recuperação de investimentos financeiros encontram-se registadas na rubrica "Ajustamentos de investimentos financeiros".

d) Existências

As existências estão valorizadas ao custo de aquisição, sendo as saídas de armazém (consumos) valorizadas ao custo médio.
A diferença entre o custo de aquisição e o valor estimado de realização ou de mercado, quando mais baixo, encontra-se registado na rubrica de "Ajustamentos de existências".

e) Transacções em moeda estrangeira

As transacções em moeda estrangeira são traduzidas em euros aos câmbios em vigor na data da contabilização das respectivas responsabilidades.
No final do ano os saldos a pagar e a receber em moeda estrangeira são actualizados aos câmbios em vigor à data do balanço.
As diferenças de câmbio, favoráveis ou desfavoráveis, são contabilizadas em resultados do exercício.

f) Encargos financeiros

Os encargos financeiros são repartidos entre os que são considerados como resultantes de empréstimos contraídos para financiar os imobilizados em curso e os considerados como resultantes de outros
empréstimos. Os primeiros são imputados a imobilizações em curso (Nota 3 b)), sendo os outros contabilizados em resultados do exercício.
A base do cálculo dos encargos financeiros imputados a imobilizações em curso, consiste na aplicação de uma taxa de juro média dos empréstimos sobre o valor médio dos investimentos em curso não
financiados por comparticipações ou subsídios. Para efeitos deste cálculo, o valor dos investimentos em curso sobre os quais é aplicada a referida taxa de juro inclui os encargos financeiros
anteriormente imputados.

g) Complementos de pensões de reforma e de sobrevivência

Com base no regulamento de acção social em vigor até 31 de Dezembro de 2002, a EDA tem a responsabilidade de complementar até ao limite máximo de 80% as pensões de reforma atribuídas pelas
instituições de segurança social aos seus empregados (admitidos até 31 de Dezembro de 2002) reformados com pelo menos 30 anos de serviço (sendo 20 anos para os trabalhadores em regime de
turnos), descendo esse limite em conformidade com um menor tempo de serviço prestado. Além desta responsabilidade com complementos de pensões de reforma, é igualmente da responsabilidade da
EDA assegurar o pagamento das próprias pensões aos empregados oriundos do sector público e das autarquias locais abrangidos pelo regime da Caixa Geral de Aposentações e reformados até 30 de
Novembro de 1999, na parte correspondente ao período em que estiveram ao serviço da EDA.
Nos termos do Decreto-Lei no 427/99, de 21 de Outubro, esses trabalhadores da EDA passaram a estar integrados no regime geral de segurança social, assumindo a Caixa Geral de Aposentações a
responsabilidade pelos encargos correspondentes às pensões devidas, pelo tempo em que o trabalhador foi subscritor daquela instituição.
Conforme referido na Nota 31, parte destas responsabilidades estão financiadas por um fundo de pensões.
Os trabalhadores da EDA admitidos a partir de 1 de Janeiro de 2003 e desde que não estejam abrangidos pelo plano de pensões atrás referido beneficiam de um Plano de Pensões de Contribuição
Definida que é financiado anualmente pela EDA na base de 1% do salário pensionável.

h) Comparticipações financeiras

As comparticipações comunitárias atribuídas, a fundo perdido, a projectos apresentados pela EDA são contabilizadas na rubrica de Proveitos diferidos com base na sua execução financeira,
independentemente do seu recebimento, e reconhecidas na demonstração dos resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas financiadas.
As cedências de infraestruturas de redes e postos de transformação são identificadas e contabilizadas em Proveitos diferidos com base no justo valor de avaliação atribuído a esses activos e reconhecidas
na demonstração dos resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas. Até 31 de Dezembro de 2002 estas cedências eram registadas em Reservas especiais.
As comparticipações financeiras do Governo Regional e outros organismos públicos e de terceiros no custo de empreendimentos são contabilizadas quando facturadas, sendo transferidas para resultados
durante 20 anos, correspondente ao período de vida útil das imobilizações financiadas.
As comparticipações comunitárias apenas serão atribuídas enquanto o capital social da EDA for maioritariamente detido pelo sector público.

i) Vendas de electricidade

A facturação de electricidade é efectuada numa base mensal, em contagens reais de consumos ou em consumos estimados através dos dados históricos de cada consumidor. Os consumos ocorridos e
não lidos até à data do balanço, são estimados e registados em acréscimos e diferimentos (Nota 52).
As tarifas de energia eléctrica a clientes do SEPA (Sistema Eléctrico de Serviço Público dos Açores) são fixadas pela ERSE, bem como os custos anuais com a convergência do tarifário determinados
anualmente numa base provisória. Os custos anuais com a convergência do tarifário, são registados na rubrica de Vendas (Notas 44 e 52), corrigidos dos respectivos ajustamentos tarifários que se
estimam que poderão ocorrer independentemente da aprovação do valor definitivo pela ERSE.

j) Regulação

A actividade da Empresa enquadra-se no âmbito das actividades reguladas, cujas tarifas e preços são determinados de modo a permitirem a recuperação dos custos necessários para providenciarem os
serviços regulados e a remuneração dos activos utilizados.
A regularização, em tarifas futuras, dos ajustamentos provenientes de eventuais excessos ou insuficiências da referida recuperação (desvios tarifários), torna necessária a criação de métodos que
permitam registar a periodificação daqueles excessos ou insuficiências.
Nesse sentido, os excessos ou insuficiências apurados no exercício, relativamente aos valores aprovados pela ERSE, encontram-se escriturados em "Acréscimos e Diferimentos".

l) Especialização de custos e proveitos

Pag.5
A EDA regista os seus custos e proveitos de acordo com o princípio da especialização dos exercícios. As diferenças entre estes montantes e as correspondentes receitas e despesas liquidadas e registadas
em Terceiros são registadas nas rubricas de acréscimos e diferimentos (Nota 52).

m) Impostos diferidos

A EDA reconhece o efeito fiscal decorrente das diferenças temporárias entre os resultados contabilísticos e os fiscais para efeitos de tributação em sede de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas
Colectivas (IRC).
Os impostos diferidos referem-se ao efeito do imposto sobre as diferenças temporárias entre os montantes dos activos e passivos para efeitos de reporte contabilístico e os respectivos montantes para
efeitos de tributação.
Os activos e passivos por impostos diferidos são calculados e anualmente avaliados, utilizando as taxas de tributação que se esperam estarem em vigor à data da reversão das diferenças temporárias.

n) Instrumentos financeiros derivados

A EDA encontra-se exposta a risco taxa de juro associado ao financiamento da sua actividade. A EDA financia-se parcialmente através da emissão de obrigações com taxa de juro indexada às taxas de
mercado. Como forma de gerir o risco de flutuação dos custos financeiros em consequência da volatilidade das taxas de mercado, a EDA contrata instrumentos financeiros derivados, nomeadamente
contratos de permuta de juro (swaps) e opções sobre taxa de juro (opções).
De acordo com o princípio dos acréscimos, a EDA regista em resultados os juros dos swaps e os ganhos e perdas das opções nos períodos em que são gerados, e que são coincidentes com os períodos
em que os juros dos contratos de financiamento, cujo risco está a ser gerido, também afectam os resultados (Nota 31).

o) Reconhecimento dos dispêndios e passivos de carácter ambiental

Em conformidade com a Directriz Contabilística no 29/02, de 5 de Junho, a EDA reconhece os dispêndios de carácter ambiental, bem como os passivos e activos com eles relacionados.
Os dispêndios de carácter ambiental são reconhecidos como custos no período em que são incorridos, excepto se realizados para evitar ou reduzir danos futuros e proporcionem benefícios económicos
no futuro, sendo nesse caso capitalizados e amortizados sistematicamente ao longo das suas vidas económicas úteis esperadas.
Os passivos de carácter ambiental são registados quando for possível quantificar com fiabilidade os dispêndios a incorrer.

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros


MOEDA COTAÇÃO
USD 1,4405
GBP 0,9014
Comentário As cotações cambiais utilizadas para conversão dos saldos originariamente expressos em moeda
estrangeira existentes na data do balanço são originárias do Banco Central Europeu e datadas de 28
de Dezembro de 2009, por aplicação das regras de conversão.

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros


Em conformidade com a legislação em vigor na Região Autónoma dos Açores a taxa a aplicar para determinação do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) é reduzida em 30%
(correspondendo actualmente a uma taxa efectiva de 17,5%). Como estabelecido na Lei das Finanças Locais, a Empresa está sujeita à derrama fixada pelos municípios até ao montante máximo de 1,5%
do lucro tributável sujeito e não isento de IRC.
De acordo com a legislação em vigor, as declarações fiscais estão sujeitas a revisão e correcção por parte da administração fiscal durante um período de 4 anos (5 anos no que respeita à segurança
social). As autoridades fiscais poderão, também efectuar correcções sempre que as relações especiais tenham sido estabelecidas em condições diferentes das que seriam normalmente acordadas com
entidades independentes. Deste modo, as declarações fiscais de 2006 a 2009 poderão vir ainda a ser revistas.
A Administração entende que as correcções resultantes de revisões/inspecções por parte das autoridades fiscais àquelas declarações de impostos não terão um efeito significativo nas demonstrações
financeiras em 31 de Dezembro de 2009.
O montante de 3 078 944 euros registado em resultados do exercício na rubrica de "Imposto sobre o rendimento" compreende:

Imposto corrente 517 000


Imposto diferido 2 561 944
3 078 944

A conciliação entre a taxa nominal e a taxa efectiva do custo do imposto pode ser assim resumida
Resultado antes de imposto18 310 615
Diferenças permanentes(15 898 636)
2 411 979
Imposto esperado à taxa de 19%458 276
Imposto diferido2 561 944
Derrama39 214
Tributação autónoma 19 510
Custo de imposto3 078 944

As diferenças permanentes englobam essencialmente o efeito da aplicação do método da equivalência patrimonial.


O efeito fiscal emergente das diferenças temporárias entre os resultados contabilísticos e os fiscais foram objecto de registo contabilístico em impostos diferidos activos e passivos como a seguir se
demonstra:

Diferenças temporárias que originam Activos por impostos diferidos:


Pensões de reforma não aceite fiscalmente (Nota 31 e 52)21 378 762
Estimativa de correcção da convergência tarifária de 2009 (Nota 52)30 208 359
Imposto à taxa de 19%9 801 553

Diferenças temporárias que originam Passivos por impostos diferidos:


Reintegrações de imobilizados reavaliados1 957 533
Mais-valias fiscais reinvestidas24 188
Convergência tarifária de 2008 não recebida (Nota 40 e 52)14 430 270
Convergência tarifária de 2009 não recebida (Nota 40 e 52)25 826 814
Imposto à taxa de 19% 8 025 373

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 677 1217700
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 677 1.217.700
Das quais: Aprendizes
Trabalhadores no domicílio
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 676 1.216.800
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 676 1.216.800
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 1 900
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial 1 900

Pag.6
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento
Prestadores de serviços
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário
Comentário

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 2.344.468,55 2.344.468,55
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 3.051.018,00 370.626,21 370.626,21 20.310,00 3.401.334,21
Edifícios e outras construções 59.419.500,00 1.042.234,00 362.250,93 58.739.516,93
Equipamento básico 460.355.944,00 2.987.733,96 2.987.733,96 68.667,00 11.247.022,00 474.522.032,96
Equipamento de transporte 4.705.185,47 30.259,00 30.259,00 43.753,00 4.691.691,47
Ferramentas e utensílios 7.163.257,43 165.711,00 165.711,00 711.809,00 8.040.777,43
Equipamento administrativo 15.416.592,75 94.795,00 94.795,00 1.047,00 3.288.675,00 18.799.015,75
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 50.943.094,51 4.537,00 4.537,00 198.875,00 51.146.506,51
corpóreas
Imobilizações em curso 36.419.105,65 38.334.541,93 9.673.596,44 27.512.049,35 -15.808.631,93 58.945.015,65
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 45.038.709,00 7.344.682,80 52.383.391,80
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 349.703,60 349.703,60
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 833.680,65 833.680,65
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 132.301,02 132.301,02 264.602,04
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00

Pag.7
Edifícios e outras construções 17.323.993,49 2.098.038,00 -31.745,00 19.390.286,49
Equipamento básico 158.719.042,07 16.273.817,00 -468.548,00 174.524.311,07
Equipamento de transporte 4.328.794,92 169.988,00 -43.753,00 4.455.029,92
Ferramentas e utensílios 3.678.798,24 524.254,00 -311,00 4.202.741,24
Equipamento administrativo 12.930.700,85 2.335.659,00 -4.987,00 15.261.372,85
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 25.772.506,69 1.677.114,00 27.449.620,69
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 39.500,00 39.500,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
35112 678.285.890,91 41.988.204,10 58.945.015,65
TOTAL 678.285.890,91 41.988.204,10 0,00 58.945.015,65
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa


RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512003319
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 15.234.145,00
Resultado líquido do último exercício 1.594.914,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 9.900,00
Valor 5.940.000,00
Participação de direitos de voto (%) 10.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512026840
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01

Pag.8
Capital Próprio 33.534.276,00
Resultado líquido do último exercício 5.494.494,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 9.931,00
Valor 17.677.325,00
Participação de direitos de voto (%) 10.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512046468
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 919.572,00
Resultado líquido do último exercício -186.445,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 6.000,00
Valor 289.875,00
Participação de direitos de voto (%) 6.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512047707
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 1.853.453,00
Resultado líquido do último exercício 536.851,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 9.000,00
Valor 180.000,00
Participação de direitos de voto (%) 9.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512017271
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 1.569.816,00
Resultado líquido do último exercício 84.662,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 5.013,00
Valor 200.500,00
Participação de direitos de voto (%) 5.013,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512041253
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 594.517,00
Resultado líquido do último exercício 87.975,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 3.000,00
Valor 90.000,00
Participação de direitos de voto (%) 3.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512056862
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Do Grupo

Pag.9
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 01
Capital Próprio 992.185,00
Resultado líquido do último exercício -756,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 5.004,00
Valor 500.400,00
Participação de direitos de voto (%) 5.004,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512054983
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 03
Capital Próprio 603.674,00
Resultado líquido do último exercício 2.621,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 4.000,00
Valor 99.985,00
Participação de direitos de voto (%) 4.000,00
RUBRICAS NIF-DENOMINAÇÃO
NIF 512107300
DENOMINAÇÃO
Natureza da relação e sede
Empresas (Do Grupo/Associadas) Associadas
Sede (País) 620
Consolidação de Contas
Do grupo (Sim/Não) Sim
Método 03
Capital Próprio 270.586,00
Resultado líquido do último exercício -17.407,00
Participação directa no capital social
Participação (%) 4.000,00
Valor 86.750,00
Participação de direitos de voto (%) 4.000,00
Comentário

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 15.200,00 15.200,00 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 15.200,00 0,00 15.200,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 121.121,39 136.352,00 91.727,00 165.746,39
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00

Pag.10
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 121.121,39 136.352,00 91.727,00 165.746,39
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 165.746,00
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 165.746,00
Comentário

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas
PARTICIPAÇÃO DIRECTA NO CAPITAL
NIF DENOMINAÇÃO PAÍS DE LOCALIZAÇÃO DA % VALOR PARTICIPAÇÃO DIREITOS
SEDE DE VOTO %

Pag.11
(1) (2) (3) (4) (5)
512047855 620 5.010,00 7.014.000,00 5.010,00
512085234 620 3.970,00 5.558.120,00 3.970,00
503293695 620 1.000,00 1.400.000,00 1.000,00
Comentário

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício


SALDO INICIAL REGISTADA NO INCORPORAÇÃO NO TRANSFERÊNCIAS SALDO FINAL
EXERCÍCIO CAPITAL
(1) (2) (3) (4) (5)
01 1.271.744,10 43.355,00 1.315.099,10
Comentário

0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio


SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 70.000.000,00 70.000.000,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 306.112,21 0,00 123.379,00 182.733,21
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 306.112,21 123.379,00 182.733,21
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 1.271.744,10 43.355,00 1.315.099,10
Reservas 3.046.795,78 500.000,00 0,00 3.546.795,78
Reservas legais 2.700.000,00 500.000,00 3.200.000,00
Reservas estatutárias 120.146,14 120.146,14
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 226.649,64 226.649,64
Resultados Transitados 41.075.667,93 41.075.667,93
Resultado liquído do exercício 15.231.670,28 15.231.670,28
Dividendos antecipados 0,00
Comentário

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 6.096.228,00
2. Compras 78.977.941,14
3. Regularização de existências
4. Existências finais 6.159.054,18
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 0,00 78.915.114,96
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 412.578,71
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 412.578,71
Comentário

Pag.12
0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos
ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 35112
MERCADO INTERNO
Vendas 142.352.031,00 142.352.031,00
Prestações de serviços 2.577.297,37 2.577.297,37
Compras 77.557.428,85 77.557.428,85
Fornecimentos e serviços externos 14.739.897,15 14.739.897,15
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 1.420.512,29 1.420.512,29
Fornecimentos e serviços externos 121.744,93 121.744,93
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 142.352.031,00 142.352.031,00
Prestações de serviços 2.577.297,37 2.577.297,37
Compras 78.977.941,14 78.977.941,14
Fornecimentos e serviços externos 14.861.642,08 14.861.642,08
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 0,00
Matérias 78.915.114,96 78.915.114,96
Total 78.915.114,96 78.915.114,96
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 677 677
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 20.938.774,83 20.938.774,83
Outros (inclui pensões) 6.928.960,59 6.928.960,59
Total 27.867.735,42 27.867.735,42
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 8.775.031,40
682 Perdas em empresas do grupo e associadas 119.207,97
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 362.580,90
82 Resultados Financeiros 1.755.957,17
TOTAL 11.012.777,44 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 3.209.305,45
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas 7.658.223,99
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital 145.248,00
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros
TOTAL 11.012.777,44 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos 20.876,59

Pag.13
692 Dívidas incobráveis 867,36
693 Perdas em existências 855,02
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 101.789,00
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores 10,44
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias 107,21
84 Resultados Extraordinários 4.423.440,22
TOTAL 4.547.945,84 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas 28.189,00
793 Ganhos em existências 12.459,41
794 Ganhos em imobilizações
795 Benefícios de penalidades contratuais
796 Reduções de provisões 1,80
797 Correcções relativas a exercícios anteriores 19.077,42
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 4.488.218,21
TOTAL 4.547.945,84 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 795.237,81
622 - Fornecimentos e serviços: 13.914.408,50
62211 - Electricidade
62212 - Combustíveis 251.651,44
62213 - Água 84.641,89
62214 - Outros fluídos 11.533,18
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 78.964,65
62216 - Livros e documentação técnica 2.827,71
62217 - Material de escritório 52.352,91
62218 - Artigos para oferta 16.270,99
62219 - Rendas e alugueres 165.083,20
Das quais:
… - Rendas de terrenos 552,00
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 4.938,70
62222 - Comunicação 903.062,58
62223 - Seguros 359.126,31
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias 97.726,35
62226 - Transportes de pessoal 35.706,57
62227 - Deslocações e estadas 667.745,40
62228 - Comissões 257.232,40
62229 - Honorários 134.662,05
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 34.058,87
62232 - Conservação e reparação 3.261.363,91
62233 - Publicidade e propaganda 127.044,92
62234 - Limpeza, higiene e conforto 418.349,92
62235 - Vigilância e segurança 413.999,72
62236 - Trabalhos especializados 5.464.114,52
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - …
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 1.071.950,31
62299 - …

Pag.14
629 - … 151.995,77
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 412.578,71
642 - Remunerações do pessoal 20.526.196,12
643 - Pensões 1.829.257,85
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações 4.327.611,91
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 134.272,35
647 - Custos de acção social 538.135,01
648 - Outros custos com pessoal 99.683,47
649 - …
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar
2733 - Juros a liquidar
2745 - Subsídios para investimentos
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-05-27
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?

Pag.15
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Sim
Em assembleia universal Não
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados 56.307.338,21
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) 56.307.338,21
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Sim
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Sim
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado 504629603
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida? Sim
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Sim
Com reservas Não
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC:
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Sim

Pag.16
NIPC: 512108072 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: ESPADA PESCAS, UNIPESSOAL LDA Data de Recepção: 2010-07-13

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias 135.148,24
Matérias 15.182,28 150.330,52 0,00
Fornecimentos e serviços externos 74.513,58
Custos com o pessoal:
Remunerações
Encargos Sociais:
Pensões
Outros 20,15 20,15 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 7.991,29
Ajustamentos 273,87
Provisões 8.265,16 0,00
Impostos 5,55
Outros custos e perdas operacionais 100,00 105,55 0,00
(A)……………………. 233.234,96 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 9.532,42 9.532,42 0,00
(C)……………………. 242.767,38 0,00
Custos e perdas extraordinários 984,70
(E)……………………. 243.752,08 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício
(G)……………………. 243.752,08 0,00
Resultado líquido do exercício -53.043,15
TOTAL……………………. 190.708,93 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias 177.257,50
Produtos 4.655,82
Prestação de serviços 181.913,32 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa
Proveitos suplementares 701,75
Subsídios à exploração
Outros proveitos e ganhos operacionais 701,75 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 182.615,07 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 122,98 122,98 0,00
(D)……………………. 182.738,05 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 7.970,88
(F)……………………. 190.708,93 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -50.619,89 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -9.409,44 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -60.029,33 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -53.043,15 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -53.043,15 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 287.500,00 7.970,88 279.529,12
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 489,60 20,41 469,19
Equipamento administrativo 0,00
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 287.989,60 7.991,29 279.998,31 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 0,00
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 83.049,82 83.049,82
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 83.049,82 0,00 83.049,82 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 58.901,78 58.901,78
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 273,87 273,87 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 4.066,22 4.066,22
Outros devedores 3.566,64 3.566,64

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 66.808,51 273,87 66.534,64 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 10.579,57 10.579,57
Caixa 100,00 100,00
SOMA 10.679,57 10.679,57 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos
Custos diferidos
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos
SOMA 0,00 0,00 0,00
Total de amortizações 7.991,29
Total de ajustamentos 273,87
TOTAL DO ACTIVO 448.527,50 8.265,16 440.262,34 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 5.000,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas
Resultados transitados
Resultado líquido do exercício -53.043,15
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO -48.043,15 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 194.858,77
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores 9.076,23
SOMA 203.935,00 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 4.841,37
Proveitos diferidos 279.529,12
Passivos por impostos diferidos
SOMA 284.370,49 0,00
TOTAL DO PASSIVO 488.305,49 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 440.262,34 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos


As demonstrações financeiras foram preparadas de harmonia com os princípios contabilísticos definidos no Plano Oficial de Contabilidade. Assim, as contas foram preparadas segundo a convenção do
custo histórico, na base da continuidade das operações, em conformidade com os princípios contabilísticos fundamentais da prudência, consistência, substância sobre a forma, materialidade e
especialização dos exercícios.

a)Imobilizações corpóreas
As imobilizações corpóreas são mostradas ao custo de aquisição ou de avaliação, deduzidas das amortizações acumuladas.
As amortizações são calculadas pelo método das quotas constantes, obtando-se pelo critério dos duodécimos, a taxas estudadas de forma a amortizarem o valor contabilístico dos activos durante a sua
vida útil esperada.

As taxas de amortizações correspondem às seguintes vidas úteis estimadas:


Anos
Edifícios e outras construções5 - 50
Equipamento básico 3 - 20
Equipamento de transporte4 - 5
Ferramentas e utensílios 4 - 10
Equipamento administrativo3 - 10
Taras e vasilhame 3-7

As despesas de reparação e manutenção normais do imobilizado em exploração são consideradas como custos no ano em que ocorrem.

b)Comparticipações financeiras ao investimento


A comparticipação financeira atribuída, a fundo perdido, ao projecto apresentado pela ESPADA PESCAS é contabilizada na rubrica de proveitos diferidos, com base na sua execução financeira,
independentemente do seu recebimento e reconhecidas na demonstração de resultados proporcionalmente às amortizações das imobilizações corpóreas financiadas.

c)Especialização de custos e proveitos


A ESPADA PESCAS regista os seus custos e proveitos de acordo com o princípio da especialização do exercício. As diferenças entre estes montantes e as correspondentes receitas e despesas
liquidadas são registadas nas rubricas de acréscimos e diferimentos (Nota 51)

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 0 0
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 0

Pag.4
Das quais: Aprendizes
Trabalhadores no domicílio
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento
Prestadores de serviços
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário
Comentário No exercício de 2009 a ESPADA PESCAS não teve pessoas ao serviço da empresa.

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 287.500,00 287.500,00 287.500,00
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 489,60 489,60 489,60
Equipamento administrativo 0,00
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 0,00
corpóreas
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 0,00
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 0,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)

Pag.5
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 0,00
Equipamento básico 7.970,88 7.970,88
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 20,41 20,41
Equipamento administrativo 0,00
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 0,00
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
03111 287.989,60 287.989,60
TOTAL 287.989,60 287.989,60 0,00 0,00
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL

Pag.6
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 273,87 273,87
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 0,00 273,87 0,00 273,87
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 273,87
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 273,87
Comentário As dívidas que foram reconhecidas com algum risco de cobrabilidade estão classificadas no balanço de acordo com a
nota 21.
Em 31 de Dezembro de 2009, o saldo de 274 euros da rubrica de ajustamentos de dívidas a receber foi constituída com
base nos critérios económicos

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

Pag.7
0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social


O capital social da ESPADA PESCAS está integralmente subscrito e realizado em numerário.

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital


O capital social da ESPADA PESCAS é representado por uma quota única exclusivamente detida pela Lotaçor, S.A.

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio


SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 5.000,00 5.000,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 0,00 0,00 0,00 0,00
Reservas legais 0,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados 0,00
Resultado liquído do exercício 53.043,15 -53.043,15
Dividendos antecipados 0,00
Comentário

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais
2. Compras 218.198,06 16.305,25
3. Regularização de existências -1.122,97
4. Existências finais 83.049,82
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 135.148,24 15.182,28
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES

Pag.8
Administração ou Gerência
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 0,00
Comentário Por deliberação do titular da quota, fica mandatado o Presidente do Conselho
de Administração da Lotaçor, SA para a representação nas assembleias gerais,
outorgar o contrato de sociedade e praticar todos os demais actos jurídicos e
materiais necessários à constituição e registo.
Pelo Pacto Social, a administração e representação da sociedade fica a cargo de
quem vier a ser nomeado gerente, cargo este, que por deliberação da sócia
única se considerou não remunerada até ao início da actividade comercial.

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 03111
MERCADO INTERNO
Vendas 166.386,92 166.386,92
Prestações de serviços 0,00 0,00
Compras 234.503,31 234.503,31
Fornecimentos e serviços externos 74.513,58 74.513,58
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 12.387,58 12.387,58
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 3.138,82 3.138,82
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 181.913,32 181.913,32
Prestações de serviços 0,00 0,00
Compras 234.503,31 234.503,31
Fornecimentos e serviços externos 74.513,58 74.513,58
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 135.148,24 135.148,24
Matérias 15.182,28 15.182,28
Total 150.330,52 150.330,52
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 0 0
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 0,00 0,00
Outros (inclui pensões) 20,15 20,15
Total 20,15 20,15
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 9.076,23
682 Perdas em empresas do grupo e associadas
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis 298,64
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 157,55
82 Resultados Financeiros -9.409,44
TOTAL 122,98 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 122,98
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros

Pag.9
TOTAL 122,98 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos
692 Dívidas incobráveis
693 Perdas em existências 884,70
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 100,00
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias
84 Resultados Extraordinários 6.986,18
TOTAL 7.970,88 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências
794 Ganhos em imobilizações
795 Benefícios de penalidades contratuais
796 Reduções de provisões
797 Correcções relativas a exercícios anteriores
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 7.970,88
TOTAL 7.970,88 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 4.486,48
622 - Fornecimentos e serviços: 70.027,10
62211 - Electricidade
62212 - Combustíveis
62213 - Água
62214 - Outros fluídos
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido
62216 - Livros e documentação técnica
62217 - Material de escritório 188,60
62218 - Artigos para oferta
62219 - Rendas e alugueres 3.467,30
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 15.074,56
62222 - Comunicação
62223 - Seguros 820,81
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias 42.419,62
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas
62228 - Comissões 4.517,74
62229 - Honorários
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 500,89
62232 - Conservação e reparação 2.378,88
62233 - Publicidade e propaganda

Pag.10
62234 - Limpeza, higiene e conforto 500,00
62235 - Vigilância e segurança
62236 - Trabalhos especializados 6,30
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - … 60,00
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 92,40
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos 5,55
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais
642 - Remunerações do pessoal
643 - Pensões
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões
645 - Encargos sobre remunerações
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 20,15
647 - Custos de acção social
648 - Outros custos com pessoal
649 - …
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 122,98
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos 7.970,88
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar
2733 - Juros a liquidar
2745 - Subsídios para investimentos 279.529,12
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

Pag.11
07-Deliberação de Aprovação de Contas
As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-03-31
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Não
Em assembleia universal Sim
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -53.043,15
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -53.043,15
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Não
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização?
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Não
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Não
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida?
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Não
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC:
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Não

Pag.12
NIPC: 512023301 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: EMPRESA DE TRANSPORTES COLECTIVOS DE SANTA MARIA, LIMITADA Data de Recepção: 2010-06-08

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias
Matérias 0,00 0,00
Fornecimentos e serviços externos 108.998,32
Custos com o pessoal:
Remunerações 78.983,52
Encargos Sociais:
Pensões
Outros 18.998,13 97.981,65 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 9.218,45
Ajustamentos
Provisões 9.218,45 0,00
Impostos 215,00
Outros custos e perdas operacionais 215,00 0,00
(A)……………………. 216.413,42 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 2.457,71 2.457,71 0,00
(C)……………………. 218.871,13 0,00
Custos e perdas extraordinários 469,89
(E)……………………. 219.341,02 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício 1.604,19
(G)……………………. 220.945,21 0,00
Resultado líquido do exercício -103.147,92
TOTAL……………………. 117.797,29 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias
Produtos
Prestação de serviços 116.827,72 116.827,72 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa
Proveitos suplementares
Subsídios à exploração
Outros proveitos e ganhos operacionais 0,00 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 116.827,72 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 969,57 969,57 0,00
(D)……………………. 117.797,29 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários
(F)……………………. 117.797,29 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -99.585,70 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -1.488,14 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -101.073,84 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -101.543,73 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -103.147,92 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 36.551,40 36.551,40 0,00
Equipamento básico 396.839,54 369.128,21 27.711,33
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 957,22 957,22 0,00
Equipamento administrativo 505,03 505,03 0,00
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 434.853,19 407.141,86 27.711,33 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 0,00
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 12.051,38 1.140,00 10.911,38
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 7.310,20 7.310,20
Outros devedores 1.496,39 1.496,39 0,00

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 20.857,97 2.636,39 18.221,58 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 11.971,00 11.971,00
Caixa 47,32 47,32
SOMA 12.018,32 12.018,32 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos
Custos diferidos 454,96 454,96
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos
SOMA 454,96 454,96 0,00
Total de amortizações 407.141,86
Total de ajustamentos 2.636,39
TOTAL DO ACTIVO 468.184,44 409.778,25 58.406,19 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 175.000,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas
Resultados transitados -54.572,49
Resultado líquido do exercício -103.147,92
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO 17.279,59 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 17.123,75
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos 4.093,59
Outros credores 5.353,86
SOMA 26.571,20 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 14.555,40
Proveitos diferidos
Passivos por impostos diferidos
SOMA 14.555,40 0,00
TOTAL DO PASSIVO 41.126,60 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 58.406,19 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC

0 - Introdução
a) - Objecto Social e identificação da empresa
A Empresa de Transportes Colectivos de Santa Maria, Lda., com o número de identificação fiscal 512023301, e sede na Rua do Norte, nr. 1 - 9580 Vila do Porto, tem por objecto o transporte colectivo
de passageiros, CAE 49392 (Ver 3), tem um capital social de Euro 175.000,00 (cento setenta e cinco mil euros) e encontra-se matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Vila do Porto, sob o
nr. 44;

b) - As notas que se seguem respeitam à numeração defenida no Plano Oficial de Contabilidade.


Os valores indicados são expressos, salvo indicação em contrário, em euros.

1 - Princípios contabilísticos
As demontrações financeiras foram preparadas segundo a convenção dos custos históricos, e na base da continuidade das operações da empresa, em conformidade com os princípios contabilísticos
fundamentais da prudência, consistência, substância sobre a forma, materialidade e especialização dos exercícios;

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior


Nos mapas de balanço e da demonstração dos resultados, os valores do exercício são comparáveis com os do exercício anterior;

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos


a) - Imobilizações Corpóreas - método de quotas constantes e taxas utilizadas com os parâmetros fixados na lei;

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 8 9096
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 8 9.096
Das quais: Aprendizes
Trabalhadores no domicílio
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 5 8.160
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 5 8.160
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 3 936

Pag.4
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial 3 936
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento 0
Prestadores de serviços 1 960
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário 0
Comentário Um dos elementos a tempo completo foi admitido em Setembro de 2009, pelo que o número de
horas só conta a partir desse mês. Por outro lado o prestador de serviços acima referido, contempla
os meses de Janeiro a Agosto inclusivé, apenas.

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos


Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de 0,00
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 36.551,40 36.551,40
Equipamento básico 396.839,54 396.839,54
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 957,22 957,22
Equipamento administrativo 505,03 505,03
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 0,00
corpóreas
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 0,00
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 0,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00

Pag.5
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 36.551,40 36.551,40
Equipamento básico 359.909,76 9.218,45 369.128,21
Equipamento de transporte 0,00
Ferramentas e utensílios 957,22 957,22
Equipamento administrativo 505,03 505,03
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 0,00
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
49391 434.853,19 0,00 0,00 0,00
TOTAL 434.853,19 0,00 0,00 0,00
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00

Pag.6
Mercadorias 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 1.140,00 1.140,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 1.496,39 1.496,39
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 2.636,39 0,00 0,00 2.636,39
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 1.140,00
Outras dívidas de terceiros 1.496,39
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 2.636,39
Comentário

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

Pag.7
0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio


SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 175.000,00 175.000,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 0,00 0,00 0,00 0,00
Reservas legais 0,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados -54.572,49 -54.572,49
Resultado liquído do exercício -54.572,49 -103.147,92 -54.572,49 -103.147,92
Dividendos antecipados 0,00
Comentário

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 20.240,18
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 20.240,18
Comentário Corresponde à soma das remunerações de 3 gerentes a tempo parcial.

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 49391
MERCADO INTERNO
Vendas 0,00 0,00
Prestações de serviços 116.827,72 116.827,72
Compras 0,00 0,00
Fornecimentos e serviços externos 108.998,32 108.998,32
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00

Pag.8
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 0,00 0,00
Prestações de serviços 116.827,72 116.827,72
Compras 0,00 0,00
Fornecimentos e serviços externos 108.998,32 108.998,32
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 0,00
Matérias 0,00
Total 0,00 0,00
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 8 8
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 78.983,52 78.983,52
Outros (inclui pensões) 18.998,13 18.998,13
Total 97.981,65 97.981,65
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 2.235,20
682 Perdas em empresas do grupo e associadas
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 222,51
82 Resultados Financeiros -1.488,14
TOTAL 969,57 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 969,57
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros
TOTAL 969,57 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos
692 Dívidas incobráveis
693 Perdas em existências
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 425,00
696 Aumentos de amortizações
697 Correcções relativas a exercícios anteriores
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias 44,89
84 Resultados Extraordinários -469,89
TOTAL 0,00 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências
794 Ganhos em imobilizações

Pag.9
795 Benefícios de penalidades contratuais
796 Reduções de provisões
797 Correcções relativas a exercícios anteriores
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários
TOTAL 0,00 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes


Os P.E.C.s, de IRC foram sucessivamente pagos, pelo valor de Euro 875,00 de 2005 a 2008 e de Euro724,00 em 2009, num total de Euro 4.224,00. Não tendo sido aquela verba utilizada para
pagamento de IRC nos últimos anos deve ser solicitado o reembolso do PEC, de 2005, nos termos e condiçoes do no 3, do artigo 87o do IRC, até ao dia 23 de Agosto de 2010.

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 5.980,25
622 - Fornecimentos e serviços: 103.018,07
62211 - Electricidade 164,80
62212 - Combustíveis 23.461,20
62213 - Água 86,95
62214 - Outros fluídos 786,92
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido 46,32
62216 - Livros e documentação técnica
62217 - Material de escritório 981,77
62218 - Artigos para oferta
62219 - Rendas e alugueres 55.163,11
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - … 9.744,69
62221 - Despesas de representação 296,80
62222 - Comunicação 457,89
62223 - Seguros 1.923,25
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas 17,50
62228 - Comissões
62229 - Honorários
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 434,72
62232 - Conservação e reparação 8.729,79
62233 - Publicidade e propaganda 65,79
62234 - Limpeza, higiene e conforto 602,70
62235 - Vigilância e segurança 15,00
62236 - Trabalhos especializados 38,87
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - …
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641 5.980,25
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 20.240,18
642 - Remunerações do pessoal 58.743,34
643 - Pensões
644 - Benefícios de reforma e prémios para pensões

Pag.10
645 - Encargos sobre remunerações 17.265,63
646 - Seguros de acidentes no trabalho e doenças profissionais 1.732,50
647 - Custos de acção social
648 - Outros custos com pessoal
649 - …
68 - CUSTOS E PERDAS FINANCEIRAS
6811 - Empréstimos bancários 786,35
69 - CUSTOS E PERDAS EXTRAORDINÁRIOS
6941 - Alienação de investimentos financeiros
6942 - Alienação de imobilizações corpóreas
6943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
6944/8 - Outras perdas em imobilizações
73 - PROVEITOS SUPLEMENTARES
732 - Aluguer de equipamento
78 - PROVEITOS E GANHOS FINANCEIROS
7811 - Depósitos bancários 969,57
783… - Parte da conta 783 relativa a rendas de terrenos
784… - Parte da conta 784 relativa a rendimentos de participação de capital de empresas não residentes
79 - PROVEITOS E GANHOS EXTRAORDINÁRIOS
7941 - Alienação de investimentos financeiros
7942 - Alienação de imobilizações corpóreas
7943 - Alienação de imobilizações incorpóreas
7983 - Em subsídios para investimentos
7981/2 + 7984/9 - Outros proveitos e ganhos extraordinários
27 - ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS
2732 - Remunerações a liquidar 14.555,40
2733 - Juros a liquidar
2745 - Subsídios para investimentos
42 - IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
42… - Aquisições em edificios novos e remodelações no ano

062-Créditos Comerciais e Importação de Outros Bens


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
Créditos comerciais concedidos às Administrações Públicas (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a Administrações Públicas
Créditos comerciais com o exterior (líquidos de adiantamentos)
21... - Parte da conta 21 relativa a não residentes
22... - Parte da conta 22 relativa a não residentes
261... - Parte da conta 261 relativa a não residentes
Importação de outros bens
42… + 43... - Bens imobilizados excepto terrenos e edifícios - parte relativa a não residentes

063-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais


Suprimentos (saldo credor)
Aquisição de vales de refeição
Suprimentos e empréstimos efectuados pelos sócios ou qualquer membro do seu agregado familiar
Número de identificação fiscal Valor

07-Deliberação de Aprovação de Contas


As contas do exercício foram aprovadas? Sim
Se respondeu SIM, indique:
1- Data da deliberação de aprovação de contas 2010-03-01
2 - Por (Unanimidade/Maioria): Unanimidade
3 - Percentagem dos votos emitidos correspondente ao capital social subscrito com direito de voto 100.00
4 - A deliberação de aprovação de contas está devidamente titulada, nos termos previstos pelo Art.º 63.º do Código Sim
das Sociedades Comerciais (CSC)?
5 - As contas foram aprovadas:
Em assembleia geral regularmente convocada Sim
Em assembleia universal Não
Por deliberação unânime por escrito Não
Por deliberação por voto escrito Não
Nos termos do n.º 2 do Art.º 263.º do CSC Não
6 - As contas foram aprovadas:
Em POC Sim
Em Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) Não
Se a entidade é uma empresa pública indique:
Data do despacho de aprovação de contas proferido pelo Ministro das Finanças e da Tutela
Se a entidade é uma representação permanente de sociedade com sede no estrangeiro, indique:

Pag.11
Data da declaração da sociedade estrangeira, prevista no n.º 6 do Art.º 42.º do Código do Registo Comercial
(CRC)
APLICAÇÃO DOS RESULTADOS CONFORME DELIBERAÇÃO QUE APROVOU AS CONTAS DO EXERCÍCIO
1 Resultados transitados -157.720,41
2 Resultados atribuídos / lucros disponíveis
3 Percentagens ou gratificações a corpos gerentes
4 Idem ao pessoal
5 Reservas
6 Cobertura de prejuízos
7
8 SALDO (1-2-3-4-5-6-7) -157.720,41
Se indicou valores no n.º 3, identifique os beneficiários, que sejam sócios ou accionistas
Número de Identificação Fiscal Gratificação atribuída

08-Relatório de Gestão / Parecer do Órgão de Fiscalização / Certificação Legal das Contas


1 - RELATÓRIO DE GESTÃO
1.1 - Foram elaborados o relatório de gestão e as contas do exercício? Sim
Se respondeu SIM, indique:
O relatório de gestão e as contas do exercício foram assinadas por todos os membros da gerência / Sim
administração?
Se respondeu NÃO, indique:
A recusa de assinatura foi justificada?
2 - PARECER DO ÓRGÃO DE FISCALIZAÇÃO
2.1 - A entidade dispõe de órgão de fiscalização? Não
Se respondeu SIM, indique:
Foi emitido parecer pelo órgão de fiscalização?
Se respondeu SIM, indique:
O órgão de fiscalização pronunciou-se:
Pela aprovação das contas Não
Pela recusa da aprovação das contas Não
2.2 - Se a entidade é uma empresa pública indique:
Foi emitido parecer pela Inspecção-Geral de Finanças?
Se respondeu SIM, indique:
O parecer foi favorável à aprovação de contas?
3 - CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS (CLC)
3.1 - A entidade está obrigada a ter as contas certificadas por ROC/SROC? Não
Se respondeu SIM, indique:
N.º de Identificação Fiscal do ROC/SROC nomeado
Não foi nomeado ROC/SROC Não
3.2 - A certificação legal das contas foi emitida?
Se respondeu SIM, indique:
Sem reservas Não
Com reservas Não
Com opinião adversa Não
Com ênfases Não
Escusa de Opinião Não
Sem reservas e sem ênfases Não
Transcrição das reservas e ênfases constantes da CLC:
4 - A entidade é sociedade anónima sujeita a publicação integral nos termos do n.º 3 do Art.º 72.º do CRC? Não

Pag.12
NIPC: 512103097 Prestação de Contas Individual
Ano: 2009 1.ª Declaração do Ano
Firma: HOSPITAL DIVINO ESPÍRITO SANTO DE PONTA DELGADA, E.P.E. Data de Recepção: 2010-11-09

AnexoA

03-Demonstração dos Resultados por Naturezas


EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2) (3) (4)
CUSTOS E PERDAS
Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:
Mercadorias 0,00 0,00
Matérias 28.655.705,42 28.655.705,42 0,00 0,00
Fornecimentos e serviços externos 23.626.561,08 0,00
Custos com o pessoal:
Remunerações 42.524.318,06 0,00
Encargos Sociais:
Pensões 863.583,58 0,00
Outros 6.185.567,84 49.573.469,48 0,00 0,00
Amortizações do imobilizado corpóreo e incorpóreo 2.907.553,22 0,00
Ajustamentos
Provisões 2.907.553,22 0,00 0,00
Impostos 24.502,62 0,00
Outros custos e perdas operacionais 24.502,62 0,00 0,00
(A)……………………. 104.787.791,82 0,00
Perdas em empresas do grupo e associadas
Amortizações e ajustamentos de aplicações e investimentos financeiros
Juros e custos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 3.941.226,82 3.941.226,82 0,00 0,00
(C)……………………. 108.729.018,64 0,00
Custos e perdas extraordinários 1.649.034,20 0,00
(E)……………………. 110.378.052,84 0,00
Imposto sobre o rendimento do exercício
(G)……………………. 110.378.052,84 0,00
Resultado líquido do exercício -32.271.918,29 0,00
TOTAL……………………. 78.106.134,55 0,00
PROVEITOS E GANHOS
Vendas:
Mercadorias
Produtos 587.742,68 0,00
Prestação de serviços 76.155.517,14 76.743.259,82 0,00 0,00
Variação da produção
Trabalhos para a própria empresa 70.253,81 0,00
Proveitos suplementares 30.657,34 0,00
Subsídios à exploração 111.920,98 0,00
Outros proveitos e ganhos operacionais 361.823,77 504.402,09 0,00 0,00
Reversões de amortizações e ajustamentos
(B)……………………. 77.317.915,72 0,00
Ganhos em empresas do grupo e associadas
Rendimentos de participações de capital
Rendimentos de títulos negociáveis e de outras aplicações financeiras:
Relativos a empresas do grupo
Outros
Outros juros e proveitos similares:
Relativos a empresas do grupo
Outros 9.866,95 9.866,95 0,00 0,00
(D)……………………. 77.327.782,67 0,00
Proveitos e ganhos extraordinários 778.351,88 0,00
(F)……………………. 78.106.134,55 0,00
Resumo:
Resultados operacionais (B)-(A) -27.469.876,10 0,00
Resultados financeiros (D-B)-(C-A) -3.931.359,87 0,00
Resultados correntes (D)-(C) -31.401.235,97 0,00
Resultados antes de impostos (F)-(E ) -32.271.918,29 0,00
Resultado líquido do exercício (F)-(G) -32.271.918,29 0,00

Pag.1
04-Balanço
ACTIVO EXERCÍCIOS
N N-1
Activo bruto Amortizações e Activo líquido Activo líquido
ajustamentos
(1) (2) (3) (4)
IMOBILIZADO:
Imobilizações incorpóreas:
Despesas de instalação 81.753,55 81.753,55 0,00 0,00
Despesas de investigação e de desenvolvimento 17.417,45 11.495,52 5.921,93 0,00
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações incorpóreas
SOMA 99.171,00 93.249,07 5.921,93 0,00
Imobilizações corpóreas:
Terrenos e recursos naturais 18.212.291,61 0,00 18.212.291,61 0,00
Edifícios e outras construções 83.763.509,21 14.911.179,55 68.852.329,66 0,00
Equipamento básico 36.186.681,44 25.157.709,73 11.028.971,71 0,00
Equipamento de transporte 102.389,69 84.298,75 18.090,94 0,00
Ferramentas e utensílios 83.133,31 31.105,63 52.027,68 0,00
Equipamento administrativo 3.471.201,16 2.617.337,14 853.864,02 0,00
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 178.084,86 20.484,73 157.600,13 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de imobilizações corpóreas
SOMA 141.997.291,28 42.822.115,53 99.175.175,75 0,00
Investimentos financeiros:
Partes de capital em empresas do grupo 0,00
Empréstimos a empresas do grupo 0,00
Partes de capital em empresas associadas 0,00
Empréstimos a empresas associadas 0,00
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00
Imobilizações em curso
Adiantamentos por conta de investimentos financeiros
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
CIRCULANTE:
Existências:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 2.754.946,01 42.563,11 2.712.382,90 0,00
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
Adiantamentos por conta de compras
SOMA 2.754.946,01 42.563,11 2.712.382,90 0,00
Dívidas de terceiros - Médio e longo prazo:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Dívidas de terceiros - Curto prazo:
Clientes, c/c 2.090.028,65 2.090.028,65 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 606.827,36 606.827,36 0,00 0,00
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Adiantamentos a fornecedores 24.762,67 24.762,67 0,00
Adiantamentos a fornecedores de imobilizado
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 554.616,93 554.616,93 0,00

Pag.2
Subscritores de capital 0,00
SOMA 3.276.235,61 606.827,36 2.669.408,25 0,00
Títulos negociáveis:
Acções em empresas do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas associadas 0,00
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
SOMA 0,00 0,00 0,00 0,00
Depósitos bancários e caixa:
Depósitos bancários 1.117.293,45 1.117.293,45 0,00
Caixa 7.500,00 7.500,00 0,00
SOMA 1.124.793,45 1.124.793,45 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de proveitos 41.889.631,45 41.889.631,45 0,00
Custos diferidos
Ajustes diários diferidos em contratos de futuros
Activos por impostos diferidos
SOMA 41.889.631,45 41.889.631,45 0,00
Total de amortizações 42.915.364,60
Total de ajustamentos 649.390,47
TOTAL DO ACTIVO 191.142.068,80 43.564.755,07 147.577.313,73 0,00
CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO EXERCÍCIOS
N N-1
(1) (2)
CAPITAL PRÓPRIO:
Capital 80.900.000,00 0,00
Acções (quotas) próprias - Valor nominal
Acções (quotas) próprias - Descontos e prémios
Prestações suplementares
Prémios de emissão de acções (quotas)
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas
Reservas de reavaliação
Reservas:
Reservas legais
Reservas estatutárias
Reservas contratuais
Outras reservas
Resultados transitados -74.756.782,60 0,00
Resultado líquido do exercício -32.271.918,29 0,00
Dividendos antecipados
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO -26.128.700,89 0,00
PASSIVO:
Provisões:
Provisões para pensões
Provisões para impostos
Outras provisões
SOMA 0,00 0,00
Dívidas a terceiros - Médio e longo prazo:
Empréstimos por obrigações:
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito 36.500.000,00 0,00
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes
Outros empréstimos obtidos
Fornecedores de imobilizado, c/c
Estado e outros entes públicos
Outros credores
SOMA 36.500.000,00 0,00
Dívidas a terceiros - Curto prazo:
Empréstimos por obrigações:

Pag.3
Convertíveis
Não convertíveis
Empréstimos por títulos de participação
Dívidas a instituições de crédito
Adiantamentos por conta de vendas
Fornecedores, c/c 6.028.088,96 0,00
Fornecedores - Facturas em recepção e conferência
Fornecedores - Títulos a pagar
Fornecedores de imobilizado - Títulos a pagar
Empresas do grupo
Empresas participadas e participantes
Outros accionistas (sócios)
Adiantamentos de clientes 3.879,70 0,00
Outros empréstimos obtidos 0,00
Fornecedores de imobilizado, c/c 519.652,74 0,00
Estado e outros entes públicos 1.707.325,05 0,00
Outros credores 119.645.972,37 0,00
SOMA 127.904.918,82 0,00
ACRÉSCIMOS E DIFERIMENTOS:
Acréscimos de custos 5.437.513,05 0,00
Proveitos diferidos 3.863.582,75 0,00
Passivos por impostos diferidos
SOMA 9.301.095,80 0,00
TOTAL DO PASSIVO 173.706.014,62 0,00
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 147.577.313,73 0,00

05-Anexo ao Balanço e à Demonstração dos Resultados

0501-NOTA 1 - Derrogações ao POC

0502-NOTA 2 - Conteúdos não comparáveis com os do Exercício Anterior

0503-NOTA 3 - Critérios Valorimétricos

0504-NOTA 4 - Cotações Utilizadas para Conversão em Euros

0505-NOTA 5 - Afectação do Resultado Líquido do Exercício com vista à obtenção de Vantagens Fiscais

0506-NOTA 6 - Situações que afectem Impostos Futuros

0507-NOTA 7 - Pessoas ao Serviço e Horas Trabalhadas


RUBRICAS NÚMERO MÉDIO DE PESSOAS NÚMERO DE HORAS TRABALHADAS NO
ANO
Pessoas ao serviço da empresa, remuneradas e não remuneradas: 1502 2407706
Pessoas remuneradas ao serviço da empresa (assalariados): 1.502 2.407.706
Das quais: Aprendizes
Trabalhadores no domicílio
Pessoas não remuneradas ao serviço da empresa (não assalariados): 0
Pessoas ao serviço da empresa, por tipo de horário:
Pessoas ao serviço da empresa a tempo completo 1.502 2.407.706
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo completo 1.502 2.407.706
Pessoas ao serviço da empresa a tempo parcial 0 0
Das quais: Pessoas remuneradas ao serviço da empresa a tempo parcial
Pessoas ao serviço da empresa, das quais:
Pessoas ao serviço da empresa afectas à investigação e desenvolvimento 2
Prestadores de serviços 26 8.212
Pessoas colocadas através de agências de trabalho temporário 0
Comentário

0508-NOTA 8 - Despesas de Instalação e Despesas de Investigação e de Desenvolvimento

0509-NOTA 9 - Justificação da Amortização dos Trespasses para além de cinco anos

Pag.4
0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos
Aumentos
Saldo Inicial Reavaliação Total (sem Trabalhos Aquisições em Alienações Transferências Abates Saldo final Por memória:
Ajustamento transferências) para a Própria 1.ª Mão Valor de
Empresa Realização
(1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) (10)
ACTIVO BRUTO
IMOBILIZAÇÕES
INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 81.753,55 81.753,55
Despesas de investigação e de 17.417,45 17.417,45
desenvolvimento
Software 0,00
Propriedade industrial e 0,00
outros direitos
Trespasses 0,00
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações incorpóreas
IMOBILIZAÇÕES
CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 18.212.291,61 18.212.291,61
Edifícios e outras construções 83.196.700,22 566.808,99 566.808,99 83.763.509,21
Equipamento básico 34.610.655,77 1.576.025,67 1.576.025,67 36.186.681,44
Equipamento de transporte 101.672,63 717,06 717,06 102.389,69
Ferramentas e utensílios 78.459,48 4.673,83 4.673,83 83.133,31
Equipamento administrativo 3.298.721,47 172.479,69 172.479,69 3.471.201,16
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações 178.084,86 178.084,86
corpóreas
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
imobilizações corpóreas
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS:
Partes de capital em empresas 0,00
do grupo
Empréstimos a empresas do 0,00
grupo
Partes de capital em empresas 0,00
associadas
Empréstimos a empresas 0,00
associadas
Títulos e outras aplicações 0,00
financeiras
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos 0,00
concedidos
Imobilizações em curso 0,00
Adiantamentos por conta de 0,00
investimentos financeiros

0510-NOTA 10 - Movimentos no Activo Imobilizado, Amortizações e Ajustamentos (cont.)


Saldo inicial Reforço Anulação/Reversão Saldo Final
(1) (2) (3) (4)
AMORTIZAÇÕES E AJUSTAMENTOS
IMOBILIZAÇÕES INCORPÓREAS:
Despesas de instalação 54.496,92 27.256,63 81.753,55
Despesas de investigação e de desenvolvimento 5.747,76 5.747,76 11.495,52
Propriedade industrial e outros direitos 0,00
Trespasses 0,00
IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS:
Terrenos e recursos naturais 0,00
Edifícios e outras construções 13.027.416,50 1.883.763,05 14.911.179,55
Equipamento básico 24.322.133,73 835.576,00 25.157.709,73
Equipamento de transporte 80.214,12 4.084,63 84.298,75
Ferramentas e utensílios 28.825,54 2.280,09 31.105,63
Equipamento administrativo 2.471.056,06 146.281,08 2.617.337,14
Taras e vasilhame 0,00
Outras imobilizações corpóreas 17.920,75 2.563,98 20.484,73
INVESTIMENTOS FINANCEIROS:
Títulos e outras aplicações financeiras 0,00
Investimentos em imóveis 0,00
Outros empréstimos concedidos 0,00

Pag.5
0511-NOTA 11 - Custos incorridos com Empréstimos obtidos para Financiamento das Imobilizações

0512-NOTA 12 - Bases e Critérios de Reavaliação do Imobilizado

0513-NOTA 13 - Reavaliações do Imobilizado

0514-NOTA 14- Outras Informações relativas ao Imobilizado Corpóreo e em curso


AUMENTOS EM IMOBILIZAÇÕES CORPÓREAS
IMOBILIZAÇÕES TOTAL EM EDÍFICICIOS E OUTRAS IMOBILIZAÇÕES EM
CORPÓREAS CONSTRUÇÕES CURSO (CORPÓREAS E
INCORPÓREAS E
INVESTIMENTOS
FINANCEIROS)
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
ACTIVIDADES DA EMPRESA (CAE Rev.2.1)
86100 141.997.291,28 2.320.705,24 566.808,99
TOTAL 141.997.291,28 2.320.705,24 566.808,99 0,00
Imobilizações em poder de terceiros
Imobilizações implantadas em propriedade alheia
Imobilizações localizadas no estrangeiro
Imobilizações reversíveis
TOTAL 0,00 0,00
CUSTOS FINANCEIROS CAPITALIZADOS
Valor no exercício
Valor acumulado
Comentário

0515-NOTA 15 - Valores Contabilísticos de Bens Utilizados em Regime de Locação Financeira

0516-NOTA 16 - Empresas do Grupo e Associadas em que participa

0517-NOTA 17 - Acções e Quotas incluídas na conta "Títulos Negociáveis"

0518-NOTA 18 - Discriminação da Conta 4154 "FUNDOS" e Indicação das Respectivas Afectações

0519-NOTA 19 - Activo Circulante por Categoria de Bens

0520-NOTA 20 - Activo Circulante com Valores Inferiores ao mais Baixo do Custo ou do Mercado

0521-NOTA 21 - Ajustamentos em Rubricas do Activo Circulante


SALDO INICIAL REFORÇO REVERSÃO SALDO FINAL
RUBRICAS (1) (2) (3) (4)
EXISTÊNCIAS:
Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 2.917.214,95 28.600.250,87 31.474.902,71 42.563,11
Produtos e trabalhos em curso 0,00
Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos 0,00
Produtos acabados e intermédios 0,00
Mercadorias 0,00
TOTAL 2.917.214,95 28.600.250,87 31.474.902,71 42.563,11
DÍVIDAS DE TERCEIROS:
Clientes, c/c 0,00
Clientes - Títulos a receber 0,00
Clientes de cobrança duvidosa 620.371,93 13.544,57 606.827,36
Empresas do grupo 0,00
Empresas participadas e participantes 0,00
Outros accionistas (sócios) 0,00
Estado e outros entes públicos 0,00
Outros devedores 0,00
Subscritores de capital 0,00
TOTAL 620.371,93 0,00 13.544,57 606.827,36

Pag.6
TÍTULOS NEGOCIÁVEIS:
Acções em empresa do grupo 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas do grupo 0,00
Acções em empresas associadas 0,00
Obrigações e títulos de participação em empresas 0,00
associadas
Outros títulos negociáveis 0,00
Outras aplicações de tesouraria 0,00
TOTAL 0,00 0,00 0,00 0,00
Comentário

0522-NOTA 22 - Existências que se encontram fora da Empresa

0523-NOTA 23 - Dívidas de Cobrança Duvidosa


RUBRICAS VALOR
Dívidas de clientes 606.827,36
Outras dívidas de terceiros
Ajustamentos de dívidas a receber
TOTAL 606.827,36
Comentário

0524-NOTA 24 - Adiantamentos ou Empréstimos Concedidos a Membros dos Órgãos Sociais da Empresa

0525-NOTA 25 - Dívidas Activas e Passivas com o Pessoal da Empresa

0526-NOTA 26 - Dívidas tituladas por Rubricas de Balanço, e não evidenciadas neste

0527-NOTA 27 - Obrigações Convertíveis, Títulos de Participação e Outros Títulos ou Direitos Similares Emitidos pela Empresa

0528-NOTA 28 - Dívidas ao Estado e Outros entes Públicos em situação de Mora

0529-NOTA 29 - Dívidas a Terceiros há mais de cinco anos

0530-NOTA 30 - Dívidas a Terceiros cobertas por Garantias Reais

0531-NOTA 31 - Compromissos Financeiros que não figurem no Balanço

0532-NOTA 32 - Responsabilidades da Empresa por Garantias Prestadas

0533-NOTA 33 - Diferença no Activo entre Dívidas a pagar e Quantias Arrecadadas

0534-NOTA 34 - Movimentos ocorridos nas Provisões

0535-NOTA 35 - Realização e Movimentos ocorridos no Capital Social

0536-NOTA 36 - Número de Acções de cada Categoria em que se divide o Capital da Empresa e seu Valor Nominal

0537-NOTA 37 - Participação (>10%) no Capital Subscrito por cada uma das Pessoas Colectivas

0538-NOTA 38 - Acções e Quotas Subscritas no Capital

0539-NOTA 39 - Variações das Reservas e Reavaliação ocorridas no Exercício

Pag.7
0540-NOTA 40 - Variações nas Rúbricas de Capital Próprio
SALDO INICIAL AUMENTOS DIMINUIÇÕES SALDO FINAL
CONTAS (1) (2) (3) (4)
Capital 80.900.000,00 80.900.000,00
Acções (quotas) próprias 0,00 0,00 0,00 0,00
Valor nominal 0,00
Descontos e prémios 0,00
Prestações suplementares 0,00
Prémios de emissão de acções (quotas) 0,00
Ajustamentos de partes de capital em filiais e associadas 0,00 0,00 0,00 0,00
Ajustamentos de Transição 0,00
Lucros não atribuídos 0,00
Outras variações nos capitais próprios 0,00
Depreciações 0,00
Reservas de reavaliação 0,00
Reservas 0,00 0,00 0,00 0,00
Reservas legais 0,00
Reservas estatutárias 0,00
Reservas contratuais 0,00
Reservas livres 0,00
Subsídios 0,00
Doações 0,00
Outras reservas 0,00
Resultados Transitados -74.756.782,60 -74.756.782,60
Resultado liquído do exercício 32.271.918,29 -32.271.918,29
Dividendos antecipados 0,00
Comentário

0541-NOTA 41 - Demonstração do Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas


MERCADORIAS MATÉRIAS-PRIMAS,SUBSIDIÁRIAS E DE
CONSUMO
(1) (2)
1. Existências iniciais 2.917.214,95
2. Compras 28.600.250,87
3. Regularização de existências -106.814,39
4. Existências finais 2.754.946,01
5. Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas (5=1+2+3-4) 0,00 28.655.705,42
Comentário

0542-NOTA 42 - Demonstração da Variação da Produção

0543-NOTA 43 - Remunerações atribuídas aos Membros dos Órgãos Sociais


ÓRGÃO SOCIAL REMUNERAÇÕES
Administração ou Gerência 362.157,91
Mesa de Assembleia Geral
Membros do Conselho Fiscal
Outros órgãos sociais
TOTAL 362.157,91
Comentário

0544-NOTA 44 - Repartição de Valores por Actividades Económicas e por Mercados Geográficos


ACTIVIDADE 1 CAE Rev.2.1 TOTAL
Código de Actividade CAE 86100
MERCADO INTERNO
Vendas 587.742,68 587.742,68
Prestações de serviços 76.155.517,14 76.155.517,14
Compras 28.600.250,87 28.600.250,87
Fornecimentos e serviços externos 23.626.561,08 23.626.561,08
MERCADO COMUNITÁRIO
Vendas 0,00
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
MERCADO EXTRA-COMUNITÁRIO
Vendas 0,00

Pag.8
Prestações de serviços 0,00
Compras 0,00
Fornecimentos e serviços externos 0,00
TOTAL
Vendas 587.742,68 587.742,68
Prestações de serviços 76.155.517,14 76.155.517,14
Compras 28.600.250,87 28.600.250,87
Fornecimentos e serviços externos 23.626.561,08 23.626.561,08
CUSTO DAS MERCADORIAS E MATÉRIAS
CONSUMIDAS
Mercadorias 0,00
Matérias 28.655.705,42 28.655.705,42
Total 28.655.705,42 28.655.705,42
Variação da produção 0,00
Número médio de pessoas ao serviço 1.502 1.502
CUSTOS COM PESSOAL
Remunerações 42.524.318,06 42.524.318,06
Outros (inclui pensões) 7.049.151,42 7.049.151,42
Total 49.573.469,48 49.573.469,48
Comentário

0545-NOTA 45 - Demonstração dos Resultados Financeiros


EXERCÍCIOS
N N-1
CUSTOS E PERDAS
681 Juros suportados 2.466.486,59 0,00
682 Perdas em empresas do grupo e associadas
683 Amortizações de investimentos em imóveis
684 Ajustamentos de aplicações financeiras
685 Diferenças de câmbio desfavoráveis
686 Descontos de pronto pagamento concedidos
687 Perdas na alienação de aplicações de tesouraria
688 Outros custos e perdas financeiros 1.474.740,23 0,00
82 Resultados Financeiros -3.931.359,87 0,00
TOTAL 9.866,95 0,00
PROVEITOS E GANHOS
781 Juros obtidos 9.756,11 0,00
782 Ganhos em empresas do grupo e associadas
783 Rendimentos em imóveis
784 Rendimentos em participações de capital
785 Diferenças de câmbio favoráveis
786 Descontos de pronto pagamento obtidos
787 Ganhos na alienação de aplicações de tesouraria
788/9 Reversões e outros proveitos e ganhos financeiros 110,84 0,00
TOTAL 9.866,95 0,00
Comentário

0546-NOTA 46 - Demonstração dos Resultados Extraordinários


EXERCÍCIOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO N N-1
CUSTOS E PERDAS
691 Donativos 0,00
692 Dívidas incobráveis 241.671,21
693 Perdas em existências 322.698,19 0,00
694 Perdas em imobilizações
695 Multas e penalidades 189.541,29 0,00
696 Aumentos de amortizações 11,40
697 Correcções relativas a exercícios anteriores 895.112,11 0,00
698/9 Outros custos e perdas extraordinárias
84 Resultados Extraordinários -870.682,32 0,00
TOTAL 778.351,88 0,00
PROVEITOS E GANHOS
791 Restituição de impostos
792 Recuperação de dívidas
793 Ganhos em existências 145.629,99 0,00
794 Ganhos em imobilizações
795 Benefícios de penalidades contratuais 0,00
796 Reduções de provisões 3.931,38 0,00
797 Correcções relativas a exercícios anteriores 65.216,65 0,00

Pag.9
798/9 Outros proveitos e ganhos extraordinários 563.573,86 0,00
TOTAL 778.351,88 0,00
Comentário

0547-NOTA 47 - Informações exigidas por Diplomas Legais

0548-NOTA 48 - Outras Informações consideradas relevantes

06-Outras Informações Contabilísticas e Fiscais

061-Desdobramentos de Contas da Demonstração dos Resultados e Balanço


CÓDIGO-DESCRIÇÃO VALOR
62 - FORNECIMENTOS E SERVIÇOS EXTERNOS
621 - Subcontratos 13.833.875,76
622 - Fornecimentos e serviços: 9.792.685,32
62211 - Electricidade 740.772,91
62212 - Combustíveis 3.782,24
62213 - Água 192.466,85
62214 - Outros fluídos
62215 - Ferramentas e utensílios de desgaste rápido
62216 - Livros e documentação técnica 25.882,48
62217 - Material de escritório 348,00
62218 - Artigos para oferta
62219 - Rendas e alugueres 24.808,71
Das quais:
… - Rendas de terrenos
… - Aluguer de longa duração ou "leasing" operacional
62220 - …
62221 - Despesas de representação 1.491,10
62222 - Comunicação 188.482,48
62223 - Seguros 917,14
62224 - Royalties
62225 - Transporte de mercadorias 392.888,33
62226 - Transportes de pessoal
62227 - Deslocações e estadas 269.161,55
62228 - Comissões
62229 - Honorários 2.631.607,44
62230 - …
62231 - Contencioso e notariado 18.329,43
62232 - Conservação e reparação 2.084.499,92
62233 - Publicidade e propaganda 11.891,07
62234 - Limpeza, higiene e conforto 1.029.713,02
62235 - Vigilância e segurança 217.467,24
62236 - Trabalhos especializados 1.524.333,98
Das quais:
Pagamentos a trabalhadores colocados através de agências
62237 a 62289 - …
62290 - …
62298 - Outros fornecimentos e serviços 433.841,43
62299 - …
629 - …
Por memória - Remunerações a prestadores de serviços registadas em subcontas da conta POC 622 e na conta POC 641 2.631.607,44
63 - IMPOSTOS
631 - Impostos indirectos
6311 - Direitos aduaneiros
6312 - IVA
6313 - Imposto de selo
64 - CUSTOS COM O PESSOAL
641 - Remunerações dos orgãos sociais 362.157,91
642 - Remunerações do pessoal