Você está na página 1de 2

Estresse ocupacional em professores moçambicanos de ensino técnico-profissional

Mussa Abacar1
Gildo Aliante2
Raufo Aliazito Amade 3
Resumo

A docência tem sido recorrentemente apontada como uma profissão extremamente estressante,
devido provavelmente pelas profundas transformações do trabalho docente, aliada a presença de
uma multiplicidade de estressores. Este estudo teve por objetivo identificar as fontes de estresse
ocupacional em professores moçambicanos do ensino técnico-profissional. Trata-se de um estudo
exploratório, de carácter qualitativo que envolveu 20 professores de um instituto localizado em
Nampula. A coleta de dados foi realizada por meio de um guião de técnica de entrevista semi-
estruturada e sua análise foi com auxílio da técnica de análise de conteúdo categorial. Os resultados
revelam que a maioria dos professores percepciona o seu trabalho como estressante, e as principais
fontes de estresse ocupacional são: sobrecarga de trabalho, falta de pagamento do subsidio de horas
extras, limitadas de crescimento profissional (mudança de carreira) e pressão do trabalho. Sugere-
se a melhoria dos estressores identificados, bem como a realização de futuras pesquisas
envolvendo amostras de outras instituições de ensino técnico-profissional buscando aprimorar o
conhecimento sobre as fontes de estresse, de modo a tomar providências e delineamento de
programas de programas de prevenção e/ou intervenção ao estresse.

Palavras-chave: Estresse ocupacional; Saúde do professor; Ensino técnico-profissional;


Sofrimento psíquico.

1
Doutor em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco – Brasil. Docente do Departamento de
Ciências de Educação e Psicologia da Universidade Rovuma em Nampula- Moçambique. Coordenador do Grupo de
Estudos em Saúde e Trabalho (GEST/UniRovuma). E-mail: abacarmussa@yahoo.com.br
2
Doutorando em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Brasil. Bolsista
de CAPES. Membro do Grupo de Estudos em Saúde e Trabalho da UniRovuma e do Núcleo de Estudos e Pesquisa
em Saúde e Trabalho (NEST/UFRGS). E-mail: aliantegildo@yahoo.com.br
3
Licenciado em Administração e Gesta o da Educação com habilitações em Psicologia das Organizações pela
Universidade Pedagógica – Moçambique.
2