Você está na página 1de 9

Balanço de Produção sobre Pedagogia Universitária, Docência

Universitária e Formação Pedagógica dos Professores Universitários

GT 10- Educação Superior

Tatiana Rosa Carvalho Ribeiro (PPGEdu/UNEMAT) - tatir2004@hotmail.com


Loriége Pessoa Bitencourt (PPGEdu/UNEMAT) - lori.pessoa@hotmail.com

Resumo
Este Balanço de Produção foi realizado para atender a disciplina de Atividades Integradas de Pesquisa, do
PPGEDU, Mestrado em Educação, da UNEMAT, em que propomos realizar uma revisão sobre as produções
científicas (teses e dissertações) na base de dados do Portal de Periódicos, da Coordenação de Aperfeiçoamento
de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em relação a três descritores: Pedagogia Universitária, Docência
Universitária e a Formação Pedagógica dos Professores Universitários, com o recorte temporal de 2006 a 2015.
Após a análise do balanço de produção observamos que no descritor Pedagogia Universitária, os trabalhos
selecionados são bastante recentes e essa área do conhecimento encontra-se em plena expansão, como também,
destacamos que as produções mais relevantes nesta área, a maioria foram realizadas em Programas de Pós-
graduação de Instituições de Ensino Superior (IES) da região Sul do país. Em relação aos descritores Docência
Universitária e Formação Pedagógica do Professor Universitário, ressaltamos que são temáticas que
complementam a Pedagogia Universitária, e de certa forma influenciam para que as inovações desta nova área
do conhecimento venham a contribuir para que seja realizada uma prática diferenciada neste nível de ensino.
Deste modo, entendemos que o tema proposto em nossa pesquisa é de grande relevância, pois trará a discussão
sobre as inovações pedagógicas na docência e na Formação dos Professores Universitários para Mato Grosso,
neste caso, para os docentes advindos dos cursos de graduação na modalidade do bacharelado.

Palavras-Chave: Formação Pedagógica; Professor Universitário; Docência Universitária e Bacharel.

1 Introdução

Ao iniciarmos uma pesquisa científica, sabemos logo que esta exige do pesquisador
bastante determinação, disciplina e organização, pois é um processo que se constrói após uma
sistematização particular que cada investigação pressupõe, pois, ao definirmos a questão
principal de nossas inquietações, torna-se possível enxergar o caminho que devemos percorrer
e até aonde queremos chegar.

Como se sabe, até recentemente, o espaço físico das bibliotecas das Instituições seriam
os locais mais apropriados para buscar referências bibliográficas. Entretanto, diante da
evolução tecnológica, aliados à disseminação de materiais em tempo real e em formato
eletrônico digital, através da internet, temos a disposição diversos bancos de dados e sistemas
de busca, onde estão inseridas todo tipo de produção científica, tais como: teses, dissertações,
artigos científicos, periódicos, entre outros, tanto a nível nacional quanto internacional.
Neste sentido, Bergmann (2009 apud MILHOLMEN, GENTIL, 2010) diz que, ao
iniciarmos uma pesquisa, é bastante comum e recomendável elaborar um “balanço de
produção”, ou seja, um levantamento sobre as produções científicas existentes, tendo em vista,
o tema a qual propomos pesquisar, pois com este levantamento é possível conhecer o que vem
sendo desenvolvido sobre a temática que se pretende pesquisar.

Diante disto, na busca de melhor entender o tema da nossa pesquisa, realizamos o


Balanço de Produção no portal de acesso livre Coordenação de Pessoal do Ensino Superior
(CAPES), a fim de conhecer e obter informações em relação ao que já foi produzido sobre
Pedagogia Universitária, Docência Universitária e Formação Pedagógica do Professor
Universitário. Para tal, os procedimentos metodológicos utilizados foram a pesquisa
bibliográfica e a análise quali-quantitativa dos resultados da coleta de dados.

Dado o exposto, elencamos a seguir o caminho percorrido para a elaboração do mesmo,


descrevendo passo a passo da busca e coleta dos dados e em seguida apresentamos uma breve
demonstração e análise dos resultados encontrados para, finalmente, ressaltar a importância
das pesquisas sobre a temática do objeto de nossa pesquisa de mestrado.

2 Balanço de produção no portal da CAPES

A elaboração deste balanço de produção foi definida como trabalho de conclusão da


disciplina de Atividades Integradas de Pesquisa do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu,
Mestrado em Educação da Universidade do Estado de Mato Grosso. A escolha pelo banco de
dados da CAPES1, tornou-se possível por ser uma ferramenta on-line de acesso livre, onde
estão hospedados os trabalhos acadêmicos das Instituições de Ensino Superior desde 1987,
dados esses que são informados pelos Programas de Pós Graduação das Instituições de Ensino
Superior, tornando se um espaço de grande acesso e de muita confiabilidade.

Cabe ressaltar que a CAPES foi criada em 11 de julho de 1951, pelo Decreto nº 29.741,
durante o segundo governo Vargas, sendo o professor Anísio Spínola Teixeira o seu primeiro
Diretor. Neste primeiro momento, essa coordenação está voltada a estimular as atividades de
intercâmbio e cooperação entre as instituições, concedendo bolsas de estudos e apoio a
eventos de natureza científica. Em 1995, com a mudança de governo, acontece uma

1
Acesso no endereço: http://www.capes.gov.br/
reestruturação e ela torna-se a instituição responsável pelo acompanhamento e avaliação do
Sistema Nacional de Pós-Graduação Brasileiro, passando a induzir e fomentar a formação
inicial e continuada de professores para a Educação Básica, consolidada pelo Decreto N.º
6.755 de 29 de janeiro de 2009. Tais inovações vêm contribuindo para o aprimoramento da
qualidade da educação básica, estimulando experiências inovadoras com o uso de recursos e
tecnologias de comunicação e informação, tanto na educação presencial como à distância.
(CAPES, 2016)

Considerando que o banco de teses e dissertações da CAPES está em constante


evolução quantos aos seus recursos e ferramentas, constatamos que, ao iniciarmos nossa
pesquisa nos deparamos com uma reestruturação do site, deste modo, decidimos realizar a
busca no Portal de Periódicos, com foco nas produções do tipo Dissertação (Mestrado) e Tese
(Doutorado). Esta etapa da pesquisa, conforme Medeiros e Garcia (2008, p.02), tem como
“finalidade principal de rastrear as teses e dissertações que tenham aproximações verificáveis
como, por exemplo, a utilização de uma mesma metodologia, de um mesmo referencial
teórico, de um mesmo tema, etc”. Ou seja, através destas aproximações nas revisões dos
títulos e programas, torna-se possível verificar quais são as produções mais relevantes e que
tragam sentido para nossa pesquisa.

Nesta perspectiva e com base na proposta de pesquisa “A Formação Pedagógica do


Professor Universitário e a Pedagogia Universitária: uma reflexão no curso de Ciências
Contábeis da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) do Campus de
Cáceres/MT”, foram definidos os três descritores, conforme a figura 1 a seguir:

Figura 1 – Relação entre os descritores

(Fonte: autoria própria)

Deste modo, o filtro utilizado foi do tipo “busca avançada”, pois esta forma possibilitou
o uso de um ou mais “descritores”, ou seja, palavras-chave ou termos de maior relevância em
relação ao objeto de pesquisa, e em seguida, selecionamos outros filtros na seguinte sequência:
data início e fim (01/01/2006 a 31/12/2015); seleção da ferramenta “expandir resultados”; por
tipo de recurso “dissertações” e por idioma “português”.

No quadro abaixo, são apresentados de forma detalhada os dados obtidos através da


busca, dividido em quatro colunas, sendo que os descritores seguem uma ordem decrescente
de abrangência e relevância para a pesquisa em questão:

Quadro 01 – Quantitativo de Produções Científicas por Tipo no período de 2006 a 2015


Descritores Teses Dissertações Totais
Pedagogia Universitária 35 25 60
Docência Universitária 23 23 46
Formação Pedagógica do Professor Universitário 11 16 27
TOTAL 70 64 133
Fonte: Quadro elaborada pela autora – dados extraídos do Portal de Periódicos da CAPES (2016).

Analisando o Quadro 01, verificamos através da totalização dos trabalhos envolvendo


níveis de Teses (Doutorado) e Dissertações (Mestrado), conforme recorte temporal definido,
um total de 133 (cento e trinta e três) produções científicas, sendo que no descritor
“Pedagogia Universitária”, observamos que mesmo sendo uma temática bastante recente,
apresentou um percentual de 45%, conforme ilustração no gráfico 01, que trata destes
percentuais:

Figura 02 – Percentual de Produções Científicas por

Descritor
Fonte: Gráfico elaborado pela autora a partir do Balanço feito no Portal de Periódicos da CAPES (2016).

Pela análise da Figura 02, observa-se um percentual de 20% de produções científicas em


relação ao descritor “Formação Pedagógica do Professor Universitário” e 35% em relação à
“Docência Universitária”. Deste modo, a Pedagogia Universitária é uma ciência que se
encontra em construção e por meio deste balanço de produção, pode-se visualizar o que já se
produziu sobre o tema, portanto, julgamos necessário demonstrar através do Quadro 02
abaixo, o quantitativo das produções científicas com cada descritor encontradas por ano,
segundo o Portal de Periódicos da CAPES.

Quadro 02 – Produções Gerais Encontradas no Portal de Periódicos da CAPES por ano

TOTAL DE PRODUÇÕES ENCONTRADAS POR ANO


DESCRITORES
2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 TOTAL
Pedagogia Universitária 02 03 08 06 09 10 11 07 03 01 60
Docência Universitária 02 02 05 06 09 08 09 04 0 01 46
Formação Pedagógica do
01 08 03 02 01 05 03 04 00 00 27
Professor Universitário
Fonte: Quadro elaborado pela autora – dados extraídos do Portal de Periódicos da CAPES (2016).

Considerando o contexto geral das buscas, observamos que havia produções científicas
que eram relevantes para minha pesquisa e que mais se aproximaram ao objeto de estudo e
outras não. Deste modo, temos o Quadro 03, que demonstra o quantitativo de produções
relevantes, entre dissertações e teses.

Quadro 03: Balanço de Produção conforme Descritores - Relevantes


Descritor 1 Pedagogia Universitária
Nível do Documento Dissertação Tese Total
Resumos Encontrados 25 35 60
Resumos relevantes 00 15 15

Descritor 2 Docência Universitária


Nível do Documento Dissertação Tese Total
Resumos Encontrados 23 23 46
Resumos relevantes 10 13 26

Descritor 3 Formação Pedagógica do Professor Universitário


Nível do Documento Dissertação Tese Total
Resumos Encontrados 16 11 27
Resumos relevantes 09 06 15

Fonte: Quadro elaborado pela autora – dados extraídos do Portal de Periódicos da CAPES (2016)

Diante do quadro acima, verificamos que, dos resultados com o descritor “Pedagogia
Universitária”, somente 15 (quinze) Teses foram relevantes. No descritor “Docência
Universitária”, obtemos 10 (dez) Dissertações e 13 (treze) Teses que mostraram ser relevantes
totalizando 26 (vinte e seis) trabalhos, e por fim, no descritor “Formação Pedagógica do
Professor Universitário”, temos 09 (nove) Dissertações e 06 (seis) Teses, num total de 15
(quinze) produções relevantes.

Conforme explicitado, os resultados retornados pelas buscas no Portal de Periódicos da


CAPES, demonstraram que as produções sobre a temática Pedagogia Universitária, vêm
ganhando destaque, principalmente, nos programas de doutorado, em que se observa a ligação
direta com a Docência Universitária, por se tratar de uma pedagogia diferenciada na Educação
Superior, conforme enfatiza Masetto (1991, apud SOARES, 2009, p. 101) em que:

[...] o processo de aprendizagem de adultos pressupõe o seu engajamento consciente


e voluntário, isso equivale dizer que eles precisam compreender a finalidade de
estudar os conteúdos apresentados, necessitam entender a lógica e ter a possibilidade
de negociar as formas propostas pelo professor para trabalhar esses conteúdos e para
avaliar a aprendizagem realizada.

Ou seja, é um processo realizado na Universidade, onde o Professor Universitário no


exercício de suas atividades possa desenvolver uma pedagogia com qualidade universitária,
em que citamos a definição dada por Bitencourt (2014, p.103) quanto a Pedagogia
Universitária ser “um conjunto de meios utilizados pelo docente no âmbito das interações
educativas com sujeitos adultos, acadêmicos e outros professores, e que se formam no
processo de interações”. Em outras palavras, o Professor Universitário, enquanto formador de
opiniões, deve se atentar ao desenvolvimento do conhecimento crítico e vinculado à realidade
do meio em que os alunos estão.

Neste sentido, demonstramos a seguir quais produções foram definidas como relevantes
para a pesquisa, conforme dados do quadro 04:

Quadro 04: Demonstrativo de teses de maior relevância – Descritor: Pedagogia Universitária

TÍTULO AUTOR UNIVERSIDADE ANO


Percurso de vida e (trans)formac‹ão do
professor-ensinante: um outro olhar para a Patricia Pinto Wolffenbuntel PUC-RS
pedagogia universitária
2007

Constituição da profissionalidade docente


na educação superior: desafios e Vera Lúcia Bazzo UFRGS
possibilidades
Políticas institucionais
de formação pedagógica e seus efeitos na
2008

configuração da docência e na Maria De Fátima Cóssio UFRGS


qualidade universitária: um estudo sobre as
IES comunitárias do RS
Docência universitária: a aula em questão Edileuza Fernandes Da Silva UNB
2009

Docência universitária na era da


Maria Barreto Dos Santos Sílvia UFRGS
imprevisibilidade: dilemas e possibilidades
Docência no ensino superior: revelando
saberes dos professores da área da saúde da Sirlei de Lourdes Lauxen UFRGS
UNICRUZ/RS
Faces e falas da avaliação universitária: o
portfólio como recurso mediador da Maria Lourdes Vieira UNICAMP
aprendizagem

2010
Da prática à teoria. da teoria à práxis: uma
pesquisa intervenção com professores Rosiane De Fátima Ponce PUC-SP
universitários sem formação pedagógica
Desenvolvimento profissional dos
professores da educação superior privada: Aquiles Santos Cerqueira UNB
um devir em movimento

2011
Docência Inovadora na Universidade Ivone Maciel Pinto UFG
Docência em engenharia: uma experiência
de formação a partir do pensamento João José Evangelista Rabelo PUC-SP
complexo
Formação continuada do professor da

2012
educação superior promovida por ações Maria Lucia Marocco Maraschin UFRGS
institucionais
Trajetórias de saberes: a formação e a
prática dos professores dos cursos de
licenciatura a distância em ciências naturais Roberta Pasqualli UFRGS
e matemática nos Institutos Federais de

2013
Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil
A pedagogia universitária nas propostas
inovadoras de universidades brasileiras: por
Ligia Paula Couto USP
uma cultura da docência e construção da
identidade docente
Pedagogia universitária potencializada no

2014
diálogo reflexivo sobre educação
Loriége Pessoa Bitencourt UFRGS
matemática: quando três gerações de
educadores se encontram
Fonte: Quadro elaborada pela autora – dados extraídos do Portal de Periódicos da CAPES (2016).

Considerando o Quadro 04 e a partir de análises dos títulos e autores, observou-se que


11 (onze) das produções científicas definidas como relevantes no descritor “Pedagogia
Universitária”, também faziam parte dos resultados das buscas no descritor “Docência
Universitária”, bem como, 03 (três) trabalhos se destacaram nos três descritores, em que
destacamos no quadro para melhor visualização.
As três produções científicas (nível de doutorado) que se destacaram em todos os
descritores aqui elegidos como importantes em relação à temática de estudo, por se
aproximarem da temática de pesquisa e por fazerem a junção dos assuntos, tratando tanto da
Pedagogia Universitária, como das implicações e ações para a Docência Universitária e a
Formação Pedagógica dos Professores Universitários são destacados no próprio quadro e
portanto, merecem a sua leitura a posteriori.
Destacamos, também, no quadro 04, a produção científica realizada na UFRGS, sob
título: “Pedagogia universitária potencializada no diálogo reflexivo sobre educação
matemática: quando três gerações de educadores se encontram”, defendida em 2014, por ser
uma pesquisa realizada na UNEMAT, com professores da Licenciatura em Matemática, com
foco na Pedagogia Universitária, evidenciando bastante proximidade ao objeto de estudo
pretendido por mim, pois minha investigação também será realizada nesta mesma
Universidade, alterando somente o curso e a modalidade, que ao invés de licenciatura, será no
bacharelado em Ciências Contábeis do Campus de Cáceres-MT.
O presente Balanço de Produção nos possibilitou um melhor delineamento das
perspectivas e relevâncias que o tema possa trazer, conforme ficou evidenciado no quadro 04,
que as produções científicas na região Centro-Oeste quanto aos descritores analisados,
encontram-se escassas, portanto, demonstra-se a necessidade de discussão neste âmbito,
principalmente em se tratando do Professor Universitário, com a formação no curso de
bacharelado.

3 Considerações Finais

As análises realizadas neste artigo mostram que as produções científicas acerca das
temáticas que mais se aproximaram de nossa pesquisa ainda se encontram em expansão.
Portanto, ficando evidente a importância de uma discussão sobre políticas educacionais
voltadas a Educação Superior, em relação à formação pedagógica e a prática docente
diferenciada neste nível de ensino.

Conforme o retorno dos dados, a Pedagogia Universitária é uma temática que se


desenvolveu principalmente nos programas de pós-graduação das Universidades da região Sul,
sendo a maioria das pesquisas advindas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
(UFRGS). Desta maneira, suscitamos a relevância de se trazer a reflexão na Pedagogia
Universitária para a UNEMAT.

Notamos ainda que, de acordo com a revisão das produções científicas em relação aos
descritores “Docência Universitária e Formação Pedagógica do Professor Universitário”, as
vertentes tomadas nos mesmos são complementares ao descritor “Pedagogia Universitária”,
pois entendemos que, são assuntos que estão interconectados e de certa forma podem
contribuir para que haja uma prática diferenciada de ensino nas Universidades.

De forma geral, as produções analisadas nos levaram a perceber que os interesses das
pesquisas sobre essa temática se relacionam com a construção dos saberes e identidade
profissional docente, além das propostas inovadoras, tanto de práticas quanto de formação
contínua do professor desse nível de ensino.

Referências

BITENCOURT, Loriége P. Pedagogia Universitária potencializada no diálogo reflexivo


sobre educação matemática: quando três gerações de educadores se encontram. Tese de
doutorado em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS), Porto
Alegre, 2014.

CAPES. Banco de Teses. Disponível em: http://bancodeteses.capes.gov.br . Acesso em: 23


Jun. 2016.

_______. História e Missão. http://www.capes.gov.br/historia-e-missao Acesso em


23/06/2016.

MEDEIROS, Cristina Carta Cardoso de; GARCIA, Tânia Maria Figueiredo Braga. Uma
Proposta Metodológica para Estudos de Estado da Arte: a Produção de Alunos de
Programas de Pós-Graduação em Educação e a Teoria de Pierre Bourdieu. In.:Anais da
ANPEDSUL 2008. UNIVAL, SC, Itajaí. 2008. Disponível em:
http://www.portalanpedsul.com.br/admin/uploads/2008/Sociologia_da_educacao/Trabalho/01
_16_46_UMAPRO~1.PDF. Acesso em: 22 de Jun 2016.

MILHOMEM, André Luiz Borges; GENTIL, Heloísa Salles. Método para realização de
revisão da produção acadêmica no Brasil: Banco de Teses da Capes. 2010. Disponível em:
http://sinop.unemat.br/v-semi-info-edu/wp-
content/uploads/2013/07/metodo_para_realizacao_de_recisao_da_producao_academica_no_b
rasil_banco_de_tese_da_capes.pdf. Acessado: 29/06/2016, as 11h:54min.

SOARES, Sandra Regina. Pedagogia Universitária – campo de prática, formação e pesquisa


na contemporaneidade – Salvador – EDUFBA – 2009.