Você está na página 1de 32

Livro Eletrônico

Aula 05

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira


- Pós-Edital
Eduardo Pereira

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05

Mercado de Capitais ..................................................................................................................... 4

Sociedade Anônima .............................................................................................................................. 5

Companhias Abertas e Companhias Fechadas .............................................................................................. 6

Ações .................................................................................................................................................... 7

Debêntures ......................................................................................................................................... 13

Notas Promissórias Comerciais (“Commercial Papers”)


91068
.................................................................... 17

Questões Comentadas ................................................................................................................ 19

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 2


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Material elaborado de acordo com o Edital Normativo Nº 1/CP – BRB, publicado em 02 de


maio de 2019.

Conforme disposto em nosso cronograma, liberamos a Aula 05!

Nº CONTEÚDO
AULA 05

Mercado de Capitais I: ações – características e direitos, debêntures, diferenças entre


companhias abertas e companhias fechadas.

Não esqueça, se houver qualquer dúvida, é só chamar no Fórum de Dúvida ou


pelo e-mail (pereirapinto@gmail.com).

Abraço e bons estudos!

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 3


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

MERCADO DE CAPITAIS

Nesta aula 05, veremos os seguintes tópicos: Diferença entre companhias abertas e
companhias fechadas. Ações: características e direitos. Debêntures.

Os pontos acima são a primeira parte do assunto Mercado de Capitais cobrado no edital do
Banco de Brasília (“BRB”).

Mercado de Capitais

Dado que o assunto é mercado de capitais, antes de ver os tópicos é importante recapitular
o conceito e relembrar dos principais atores desse mercado.

Como vimos nas Aulas 00 e 02, o mercado de capitais é aquele no qual os recursos “fluem”
diretamente do poupador para o tomador.

O exemplo clássico do mercado de capitais é uma Sociedade Anônima aberta emitindo ações
ou debêntures que são compradas diretamente pelo investidor. Assim, o fluxo de recursos é
direto do investidor para a empresa. No entanto, como vimos na Aula 02, para haver sucesso
na emissão e distribuição dos valores mobiliários (ações e debêntures) e uma eficiente
aproximação entre a vendedora/emissora (sociedade anônima aberta) dos valores
mobiliários e os potenciais compradores, há uma série de instituições “por trás” da operação
prestando serviços.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 4


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

As instituições especializadas na aproximação de emissores de valores


mobiliários/vendedores e compradoras são as corretoras e as distribuidoras de títulos e
valores mobiliários.

Você pode estar se perguntando: o investidor quando compra as ações emitidas pela
sociedade anônima aberta, digamos da Petrobras, é obrigado a ficar com elas para sempre?
Como vimos na Aula 02, a resposta é não. Caso queira vender as ações os investidores podem
negociá-las num “lugar” chamado bolsa de valores, que também é basicamente uma
prestadora de serviços que oferece um ambiente propício para a realização de negocio
envolvendo ações, por exemplo.

Agora chegou é a vez de entender o que é uma sociedade anônima e como se classificam.
Entender o que de fato é uma ação e quais são os direitos que o acionista tem. Entender o
que são as debêntures e as notas promissórias.

SOCIEDADE ANÔNIMA

Uma companhia ou sociedade anônima é aquela que tem o capital dividido em ações, e a
responsabilidade dos sócios ou acionistas é limitada ao preço de emissão das ações
subscritas ou adquiridas.

O primeiro ponto a entender é que uma sociedade anônima é uma empresa como outra
qualquer. Operacionalmente, irá produzir um bem ou prestar um serviço para no fim gerar
um lucro. A peculiaridade da sociedade anônimas com relação a sociedade limitada, por
exemplo, é o fato de na sociedade anônima a propriedade ser representada por um título
chamado de ação.

Na sociedade anônima os sócios não estão denominados no estatuto, ao contrário da


sociedade limitada na qual os sócios são qualificados no contrato social. Como não estão
nomeados no estatuto, há a necessidade de um instrumento que “ateste” que tal investidor
é sócio da empresa. Tal instrumento é um título de propriedade denominado de ação.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 5


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Por não ter a denominação dos sócios no estatuto e por ter o capital dividido em cotas, uma
empresa com tal estrutura é denominada Sociedade Anônima ou Sociedade por Ações, a
popular S.A. Todas empresas constituídas dessa maneira deverão utilizar a expressão
“companhia” ou “sociedade anônimas”.

Por exemplo:

Banco do Brasil S.A;

Companhia Vale do Rio Doce S.A.

As Sociedades Anônimas são regidas pela Lei 6.404/76 e tem a capacidade de emissão de
alguns títulos (ações e debêntures, por exemplo) para captação de recursos.

Destaca-se que somente os valores mobiliários de emissão de companhia registrada na


Comissão de Valores Mobiliários podem ser negociados no mercado de valores mobiliários.

Companhias Abertas e Companhias Fechadas

As companhias podem ser: (I) Abertas; ou (II) Fechadas.

A Companhia é aberta ou fechada conforme os valores mobiliários de sua emissão estejam


ou não admitidos à negociação no mercado de valores mobiliários.

Companhias ABERTAS: Companhias cujos valores mobiliários estão admitidos à negociação


em mercado organizados de Bolsa ou Balcão. Para isso, devem ser obrigatoriamente
registradas na CVM.

Companhias FECHADAS: Não possuem seus valores mobiliários negociados em mercados


organizados. Não podem realizar distribuição pública de seus valores mobiliários. Seus
valores mobiliários são colocados através de uma emissão privada (voltada a um grupo
restrito de investidores).

S.A ABERTA vs. S.A FECHADA

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 6


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Registro na CVM

Aberta
Oferta Pública de
V.M
Companhia
(S.A)
Sem Registro na
CVM
Fechada
Oferta Privada de
V.M

Como já sabemos da Aula 00, nenhuma distribuição pública de valores mobiliários será
efetivada no mercado sem prévio registro na Comissão de Valores Mobiliários.

Os valores mobiliários mais usados pelas Companhias para captação de recursos são: (I) as
NOTAS PROMISSÓRIAS (comercial paper); (II) as AÇÕES; e (III) as DEBÊNTURES.

AÇÕES

A ação é a menor a fração do capital social de uma sociedade anônima (companhia). Uma
ação pode ser entendida como um título de propriedade, pois ao comprar as ações o
investidor adquire uma fração do capital social da companhia e, por conseguinte, passa a ser
“dono” de uma fração da própria companhia.

Do ponto de vista de origem do capital, os recursos oriundos dos acionistas são considerados
capital próprio, já que os recursos foram aportados pelos donos da empresa. Como veremos
com mais detalhes abaixo, o acionista não é um credor da companhia, mas um coproprietário
com direito a participação em seus resultados.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 7


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Para o investidor, as ações representam títulos de renda variável. Uma ação não tem prazo
para resgate, podendo ser negociada a qualquer tempo no mercado de bolsa ou no mercado
de balcão organizado (se ações de companhias abertas).

Como veremos abaixo os dois principais direitos de um acionista são: (I) participação nos
resultados da empresa; e (II) direito a voto. Para o acionista minoritário, o direito a voto pode
não ter tanta relevância, dado que, como tem poucas ações, dificilmente os seus votos vão
ter impacto. Com base nesse racional as ações são divididas em duas espécies.

Espécies e Classes de Ações

As ações, conforme a natureza dos direitos ou vantagens que confiram a seus titulares são:

Ordinárias: Têm como principal característica principal o direito de VOTO.

Preferenciais: Abrem não do direito a voto ou tem restrição no exercício do direito a voto. As
preferências ou vantagens das ações preferenciais podem consistir em:

I - em prioridade na distribuição de dividendo, fixo ou mínimo;

II – em prioridade no reembolso do capital, com prêmio ou sem ele;

III – na acumulação das preferências e vantagens de que tratam os pontos I e II.

Independente do direito de receber ou não o valor do reembolso do capital com prêmio ou


sem ele, as ações preferenciais sem direito de voto ou com restrição ao exercício deste
direito, somente serão admitidas à negociação no mercado de valores mobiliários se a eleas
for atribuída pelo menos uma das seguintes preferências ou vantagens:

I - direito de participar do dividendo a ser distribuído, correspondente a, pelo menos, 25%


(vinte e cinco por cento) do lucro líquido do exercício;

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 8


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

II - direito ao recebimento de dividendo, por ação preferencial, pelo menos 10% (dez por
cento) maior do que o atribuído a cada ação ordinária; ou assegurado o dividendo pelo menos
igual ao das ações ordinárias;

III - direito de serem incluídas na oferta pública de alienação de controle (tag along).

As ações preferenciais de companhia abertas e fechadas podem ser de uma ou mais classes.

Por exemplo, conforme o Estatuto social do Banco de Brasília, sociedade de econômica mista
distrital, de capital aberto, organizada sob a forma de banco múltiplo:

Art. 13 – O Capital Social do BRB é de R$ 900.000.000,00 (novecentos milhões de reais),


totalmente integralizado e dividido em 36.304.650 (trinta e seis milhões, trezentas e
quatro mil, seiscentas e cinquenta) ações, sem valor nominal, sendo 28.014.650 (vinte e
oito milhões, quatorze mil, seiscentas e cinquenta) ações ordinárias nominativas com
direito a voto, e 8.290.000 (oito milhões, duzentas e noventa mil) ações preferenciais
nominativas sem direito a voto, todas sem valor nominal.

§ 2º Cada ação ordinária dá direito a um voto nas deliberações das Assembleias


Gerais.

Logo, o Banco de Brasília S.A tem tanto ações ordinária quanto ações preferenciais.

1º) O número de ações preferenciais não pode ultrapassar 50% do total de ações emitidas.

2º) As ações preferenciais sem direito de voto adquirirão o exercício desse direito se a
companhia, pelo prazo previsto no estatuto, não superior a 3 (três) exercícios consecutivos,
deixar de pagar os dividendos fixos ou mínimos a que fizerem jus, direito que conservarão

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 9


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

até o pagamento, se tais dividendos não forem cumulativos, ou até que sejam pagos os
cumulativos em atraso.

Direitos dos Acionistas

a) Voto: A cada ação ordinária corresponde 1 voto nas deliberações da assembleia geral.

b) Participação nos Lucros: O acionista participa no lucro líquido gerado pela companhia
através dos dividendos. Os acionistas têm direito de receber como dividendo obrigatório, em
cada exercício, a parcela dos lucros estabelecida no estatuto ou, se este for omisso, metade
(50%) do lucro líquido do exercício.
==163bc==

c) Participação no Acervo em Caso de Liquidação;

d) Fiscalização: Todos os acionistas de uma companhia têm o direito de fiscalizar a gestão


dos negócios, de acordo com as normas previstas em lei.

e) Preferência de Subscrição: Os acionistas de uma companhia têm preferência na


compra de novas ações emitidas pela S.A. Em qualquer aumento do capital de uma sociedade
anônima, os acionistas têm o direito de subscrever ações na proporção do capital de
possuem. O objetivo do direito de preferência de subscrição é permitir as acionista manter
sua participação no capital social da companhia;

f) Retirada: Direito dos acionistas minoritários de nas hipóteses expressamente


previstas em Lei, retirar-se da empresa, recebendo o valor das ações de sua propriedade.

Assembléia Geral

Nas sociedades anônimas, a autoridade maior é a assembleia geral (reunião dos


acionistas). As assembleias são convocadas pelos administradores das companhias ou, em
casos especiais, pelos próprios acionistas.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 10


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

AGO AGE
(Ordinária) (Extraordinária)
Quem Convoca Diretoria Diretoria; Conselho; e Acionistas
Quando Uma vez por ano no mínimo Quando necessário
• Tomada de Contas dos
Administradores;
• Deliberar sobre a destinação • Qualquer assunto de interesse
Quando
do lucro; social.
• Eleições de conselhos e
diretoria.

Tag Along

O Tag Along é um mecanismo que assegura, a todos os acionistas minoritários detentores de


ações ordinárias, um pagamento mínimo em relação ao valor pago aos controladores de uma
sociedade, em caso de negociação do controle acionário.

Pela Lei nº 10.303/01, o direito de tag along obriga o controlador adquirente a realizar uma
oferta de compra aos acionistas ordinários minoritários das ações remanescentes ao preço
mínimo de 80% do valor pago por ação ao grupo controlador.

Funciona como um mecanismo de proteção ao acionista minoritário.

Golden Shares

Conforme estabelecido na Lei 6404/76:

Nas companhias objeto de desestatização poderá ser criada ação preferencial de classe
especial, de propriedade exclusiva do ente desestatizante, à qual o estatuto social
poderá conferir os poderes que especificar, inclusive o poder de veto às deliberações
da assembléia-geral nas matérias que especificar.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 11


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

As ações preferenciais de classe especial referidas no texto acima são popularmente


conhecidas com Golden Share. De propriedade exclusiva do ente desestatizante, a Golden
Shares serve para dar ao desestatizante poder de veto sobre alguns pontos.

Por exemplo, atualmente a União detém ainda hoje Golden Shares da Vale, da Embraer e do
Instituto de Resseguros do Brasil (IRB).

Na Vale o no IRB, a posse das ações de classe especial garante ao governo, por exemplo, o
veto de mudanças na denominação social das empresas, assim como na atividade fim, em
mudanças de sede e no controle acionário.

Na Embraer, a golden share dá ao Estado, além dos direitos citados, o


poder de veto de decisões relativas à “capacitação de terceiros em
tecnologia para programas militares” e à “interrupção de fornecimento
de peças de manutenção e reposição de aeronaves militares.”

Remuneração dos Acionistas

a) Dividendos: É a parte do lucro líquido do exercício que a companhia distribui entre


seus acionistas. Quem recebe dividendos está isento do pagamento de Imposto de Renda
porque a empresa já pagou tributos antes de distribuí-los.

b) Juros sobre o Capital Próprio (JSCP): É uma forma de remuneração ao acionista da


empresa que não depende do lucro líquido do exercício. Através deste instrumento, a
empresa está autorizada a remunerar o capital dos acionistas (patrimônio líquido) até o valor
da TJLP. Seu pagamento é facultativo.

c) Bonificação: Distribuição gratuita de ações ou dinheiro devido ao aumento do capital


social, mediante incorporação de reservas e lucros.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 12


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

DEBÊNTURES

As debêntures são títulos de dívida (títulos de crédito) de médio e longo prazo emitidos por
sociedades anônimas e que conferem aos seus titulares direito de crédito contra a
companhia emissora.

É comum aparecer em alguns livros e questões a seguinte definição: Títulos de dívida, de


médio e de longo prazo, emitidos por sociedade anônima não financeiras. Aqui cabe um
esclarecimento, de fato os bancos não emitem debêntures pois tem o Certificado de
Depósito Bancário (CDB). No entanto, há algumas exceções. Como vimos na Aula 02 as
Companhias Hipotecárias, as Sociedades de Arrendamento Mercantil e a BNDES Par, embora
inseridas no sistema financeiro, podem emitir debêntures.

Assim, na prova cuidado com as afirmações. Se aparecer a seguinte afirmação: As debêntures


só podem ser emitidas por sociedades anônimas não financeiras, ela é falsa.

Na Lei 6404/76, a definição de debêntures é a seguinte:

A companhia poderá emitir debêntures que conferirão aos seus titulares direito de
crédito contra ela, nas condições constantes da escritura de emissão.

Como destacado, as debêntures são títulos de médio e longo prazo (seu prazo mínimo é 1
ano). Os recursos captados pela companhia por meio da emissão de debêntures podem ter
diferentes uso: investimentos em novas instalações, alongamento do perfil da dívida,
financiamento de capital fixo etc.

Debênture

R$
S.A Investidores
Emite a debenture Compra a debentures
para captar recursos. É credor da empresa

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 13


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

De maneira bem simplista podemos configurar a debênture como formalização de um


contrato de empréstimo entre a companhia emissora e os investidores (debenturistas).

As emissões públicas de debêntures devem ser registradas na CVM.

Ao adquirir debêntures, o investidor não está virando sócio da companhia, como acontece
com as ações. Na verdade, o debenturista está emprestando dinheiro para a companhia, que
se compromete a devolver os valores emprestados e pagar juros por esta operação,
conforme prazos e condições previamente combinados.

Riscos para o investidor:

Assim, o debenturista é um credor da empresa, e como tal tem direito de receber


o que emprestou acrescido de juros. Logo, o principal risco que correr é o de não
receber (risco de crédito).

Remuneração:

A debênture poderá assegurar ao seu titular juros, fixos ou variáveis, participação


no lucro da companhia e prêmio de reembolso.

Classificação de Risco:

Rating (Classificação de Crédito): Como a debênture é


basicamente um empréstimo feito a companhia, o principal
risco do debenturista é o risco de crédito. O rating é uma
classificação efetuada por empresa especializada e
independente (agência classificadoras de risco de crédito) que
reflete a capacidade e intenção da empresa realizar o
pagamento.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 14


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Escritura de Emissão

Na emissão de debêntures, é obrigatória a elaboração de um documento chamado


“Escritura de Emissão”, onde são especificados os direitos e deveres dos debenturistas e da
emissora.

A escritura de emissão é um instrumento que especifica as condições sob as quais a


debênture será emitida, os direitos dos debenturistas e os deveres da companhia emissora.
Por ser um empréstimo, a debênture assegura aos seus titulares direito de crédito contra a
companhia emissora.

Em debêntures emitidas ao público, deve haver a intervenção de um “Agente


Fiduciário”, que pode ser pessoa física ou instituição financeiras devidamente
autorizadas. O Agente Fiduciário representa os interesses dos debenturistas,
verificando o cumprimento das condições pactuadas na Escritura de Emissão. Cabe ao
Agente Fiduciário requerer a falência da empresa emissora em caso de inadimplência.

Classe de Debêntures

As debêntures podem ser de dois tipos: simples (ou não-conversíveis em ações) e


conversíveis em ações.

(I) Simples ou Não-Conversíveis em Ações: são aquelas que não dão direito à
conversão em ações da companhia emissora;
(II) Conversíveis em Ações: são aquelas que permitem a possibilidade de conversão
em ações de emissão da companhia emissora, nas condições estabelecidas pela
escritura de emissão. O parâmetro de conversão deve ter em vista a cotação das
ações no mercado, o valor patrimonial ou perspectivas de rentabilidade da
emissora.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 15


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Garantias

Em função do tipo de garantia oferecido, ou ausência de garantia, as debêntures são assim


classificadas:

• Garantia Real: Garantidas por bens integrantes do ativo da companhia emissora.

• Garantia Flutuante: Asseguram vantagem geral sobre o ativo da emissora em caso de


falência. Diferentemente da garantia real, os bens não ficam vinculados à emissão.

• Quirografária ou sem Preferência: Não oferece privilégio algum sobre os ativos da


companhia.

• Subordinada: Na hipótese de liquidação da companhia, oferecem preferência de


pagamento tão-somente sobre os acionistas.

As debêntures de infraestrutura ou incentivadas, criada pela Lei nº 12.431/2011,


correspondem a variações das debêntures convencionais, com o diferencial de possuir
alíquotas de imposto de renda (IR) reduzidas. Além disso, contam com benefícios distintos
para residentes no exterior (isento de IR) e residentes domésticos (pessoa jurídica paga 15%
e pessoa física é isento de IR).

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 16


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Definição
As debêntures podem ser convertidas em ações da companhia
Conversibilidade conforme disposto na Escritura de Emissão. Uma debênture
conversível equivale a uma opção de compra.
Clausula que permite, ao final de cada período, uma livre negociação
Repactuação
entre a empresa emissora e os debenturistas.
Resgate Permite que a empresa emissora decida, a qualquer tempo, promover o
Antecipado resgate (ou compra) total ou parcial dos títulos em circulação no
Facultativo mercado.
Assembleia dos É a reunião dos debenturistas para deliberar sobre assuntos relativos à
Debenturistas emissão.
São compromissos contratuais que complementam a garantia das
Covenants
debêntures
Clausula que declara vencido antecipadamente a debênture em caso de
Cross Default inadimplência de qualquer obrigação do emissor. Também conhecido
como vencimento antecipado cruzado.

Exemplo:

NOTAS PROMISSÓRIAS COMERCIAIS (“COMMERCIAL PAPERS”)

As notas promissórias são títulos crédito de curto prazo emitidos por sociedades anônimas,
que confira a seus titulares direito de crédito contra o emite sem garantia real.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 17


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Tal como acontece na compra de debêntures, ao comprar uma nota promissória comercial o
investidor está emprestando dinheiro a uma empresa. A diferença é quanto ao prazo. A nota
promissória formaliza uma operação de curto prazo.

O principal objetivo da nota promissória é captar recursos para financiar as necessidades de


CAPITAL DE GIRO. Para empresa a emissão de uma nota promissória comercial tende a ter
um custo menor do que o custo de um empréstimo bancário.

Obrigatoriedade de registro na Comissão de Valores Mobiliários

As notas promissórias têm prazo mínimo de 30 dias, o prazo máximo de emissão de uma nota
promissória depende se a emissora é companhia aberta ou fechada:

(I) S.A Aberta: Prazo Máximo de 360 dias;


(II) S.A Fechada: Prazo Máximo de 180 dias.

Por ser um título de curto prazo (360 dias) as notas promissórias têm duas características
bastante importantes:

(I) Não tem GARANTIA REAL;


(II) Não podem ser indexados a ÍNDICE DE INFLAÇÃO.

Exemplo:

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 18


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

QUESTÕES COMENTADAS

Questão 01 (ESAF/2010/CVM)

Dizer companhia aberta significa:

A) sociedade limitada cujas cotas são transferíveis para terceiros não sócios.
B) sociedade anônima que emite debêntures privadas.
C) sociedade anônima cujas ações circulam com restrições.
D) sociedade que emite valores mobiliários para captar poupança popular.
E) sociedade em comandita por ações.

Comentário: Como vimos, a Companhia é aberta ou fechada conforme os valores mobiliários


de sua emissão estejam ou não admitidos à negociação no mercado de valores mobiliários.
As companhias abertas são sociedades anônimas, registradas na Comissão de Valores
Mobiliários, que podem realizar distribuição pública de valores mobiliários, logo podem
oferta os valores mobiliários (ações, debentures) aos investidores de maneira geral, captam
assim a “poupança popular”.

Resposta: “D”

Questão 02 (CESGRANRIO/2015/BASA – Técnico Bancário)

As ações preferenciais de uma sociedade anônima de capital aberto, negociadas no mercado


de valores mobiliários, concedem a seus titulares uma série de vantagens em relação às ações
ordinárias da mesma empresa.

Assim, as ações preferenciais

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 19


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

A) dão prioridade de recebimento do capital aplicado em relação a qualquer credor da


empresa, inclusive o fisco, no caso de falência de empresa.
B) dão prioridade no reembolso do capital, com ou sem prêmio.
C) dão direito a voto nas assembleias de acionistas, o que não acontece com as ações
ordinárias.
D) são negociadas tanto no mercado primário quanto no secundário, ao passo que as ações
ordinárias são negociadas apenas no mercado primário.
E) dão direito a receber dividendos pelo menos 20% maiores que os atribuídos às ações
ordinárias.

Comentário: Lembre que as ações preferenciais abrem mão do direito a voto em troca das
seguintes preferências ou vantagens: (I) prioridade na distribuição de dividendos, fixo ou
mínimo; (II) prioridade no reembolso de capital, com ou sem prêmio; ou (III) na acumulação
das preferências e vantagens de que tratam os pontos I e II.

Resposta: “B”

Questão 03 (ESAF/2010/CVM)

Para atuar no mercado de valores mobiliários, qualquer empresa deve:

A) ser autorizada pela CVM.


B) ser sociedade aberta.
C) ser administrada com ampla transparência.
D) ter administradores de nacionalidade brasileira.
E) fazer apelo à poupança privada.

Comentário: Para atuar no mercado de valores mobiliários e realizar, por exemplo, a emissão
pública de ações é necessário ter autorização/registro na Comissão de Valores Mobiliários
(CVM). Lembre-se somente os valores mobiliários de emissão de companhia registrada na
Comissão de Valores Mobiliários podem ser negociados no mercado de valores mobiliários.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 20


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Resposta: “A”

Questão 04 (IDECAN/2012/Banestes – Técnico Bancário)

Analise as afirmativas.

I. Ação é a menor fração do capital social de uma sociedade anônima.

II. As duas principais espécies de ações são: ordinárias e escriturais.

III. Os detentores de ações ordinárias têm direito a voto nas assembleias da companhia.

IV. Os detentores de ações preferenciais têm preferência no recebimento de dividendos e no


reembolso de capital.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I, IV
B) II, III, IV
C) I, III, IV
D) I, II, III
E) I, III

Comentário: Uma ação é a menor parte do capital social de uma sociedade anônima. Quanto
aos direitos que conferem, as ações são classificadas em duas espécies: ordinária e
preferencial (e não escriturais). As ordinárias dão direito de voto nas assembleias gerais. Já
as ações preferenciais abrem mão do direito a voto em troca de preferência no recebimento
de dividendos e no reembolso de capital.

Resposta: “C”

Questão 05 (CESPE/2010/Caixa – Técnico Bancário)

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 21


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

No que diz respeito às características das ações e das debêntures, bem como ao
funcionamento do mercado de capitais, julgue os próximos itens.

As ações preferenciais, embora não deem direito a voto ou restrinjam o exercício desse
direito, conferem prioridades na distribuição de dividendos aos seus titulares.

Comentário: Lembre que as ações preferenciais abrem mão do direito a voto em troca das
seguintes preferências ou vantagens: (I) prioridade na distribuição de dividendos, fixo ou
mínimo; (II) prioridade no reembolso de capital, com ou sem prêmio; ou (III) na acumulação
das preferências e vantagens de que tratam os pontos I e II.

Resposta: “Certo”

Questão 06 (CESPE/2010/Caixa – Técnico Bancário)

No que diz respeito às características das ações e das debêntures, bem como ao
funcionamento do mercado de capitais, julgue os próximos itens

Em caso de alienação do controle acionário de uma companhia, o acionista adquirente é


obrigado a realizar oferta pública de aquisição das demais ações ordinárias e preferenciais,
podendo, nesse caso, aplicar um desconto de, no máximo, 10% em relação ao valor pago pelo
bloco de controle.

Comentário: A pergunta faz menção de maneira indireta ao conceito de Tag Along. Como
vimos, caso ocorra a alienação do controle acionário, o adquirente é obrigado a fazer uma
oferta púbica de aquisição das demais ações com direito a voto (ações ordinárias), de modo
a lhes assegurar o preço mínimo igual a 80% do valor pago por ação com direito a voto,
integrante do bloco de controle.

Resposta: “Errado”

Questão 07 (CESGRANRIO/2014/Banco do Brasil – Escriturário)

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 22


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Atualmente, as instituições financeiras oferecem aos seus clientes diversos tipos de


investimentos, dentre os quais está o investimento em ações de companhias abertas que
podem ser negociadas na Bolsa de Valores.

A característica mais atrativa do investimento em ações é a.

A) possibilidade de ganhos superiores aos oferecidos em fundos de investimento.


B) isenção de imposto sobre operações financeiras no ato de negociação das ações.
C) baixa probabilidade de perdas financeiras.
D) alta probabilidade de perdas financeiras.
E) isenção de imposto de renda

Comentário: A característica mais atrativa do investimento em ações é a possibilidade de


ganhos superiores aos oferecidos em fundos de investimento. Lembre que investimentos em
ações são considerados investimentos em renda variável, pois o investidor não tem
previsibilidade quanto ao seu retorno.

Resposta: “A”

Questão 08 (CESPE/2007/Banco do Brasil – Escriturário)

No mercado de capitais, não são admissíveis negociações com ações sem valor nominal, haja
vista que esse valor é necessário como referência na hora de sua compra ou venda.

Comentário: As ações podem sem emitidas com ou sem valor nominal – atualmente, a
maioria é sem. No mercado de bolsa, o valor nominal não tem impacto algum, o que “vale”é
o preço de mercado.

Resposta: “Errado”

Questão 09 (FGV/2018/Banestes – Técnico Bancário)

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 23


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

O mercado de capitais é um sistema de distribuição de valores mobiliários que visa


proporcionar liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabilizar seu processo de
capitalização.

É constituído pelas bolsas, corretoras e outras instituições financeiras autorizadas, e seus


produtos principais incluem:

A) certificados de depósitos bancários e letras financeiras;


B) títulos emitidos pelo Tesouro Nacional;
C) cartas de fiança e garantias;
D) empréstimos-ponte e financiamentos de projetos;
E) ações e debêntures.

Comentário: No mercado de capitais são negociados basicamente valores mobiliários (ações,


debêntures e notas promissórias) emitidas por companhias abertas.

Resposta: “E”

Questão 10 (CESPE/2016/FUNPRESP – Analista de Investimentos)

No que se refere aos investidores qualificados e não residentes e aos títulos corporativos,
julgue o item subsequente.

Debêntures podem ser emitidas por bancos múltiplos que tenham carteira de investimento.

Comentário: Lembre-se que bancos não emitem debêntures. Se quiser captar recursos de
médio e longo prazo, o banco emite um Certificado de Depósito Bancário (CDB).

Resposta: “Errado”

Questão 11 (FUNRIO/2016/IF-PA)

As garantias das debêntures devem estar especificadas na escritura de emissão, podendo ser
de espécies diferentes, o que implica diretamente na ordem de recebimento do debenturista

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 24


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

em caso de falência da companhia emissora. A debênture comum, que não oferece nenhum
tipo de garantia, é a

A) real.
B) quirografária.
C) consolidada.
D) subordinada.
E) flutuante.

Comentário: Quando uma empresa emite debêntures sem garantias, ela está emitindo uma
debênture quirografária.

Resposta: “B”

Questão 12 (FCC/2012/Banese – Técnico Bancário)

As debêntures são instrumentos de captação de recursos de longo prazo.

A) privativos de instituições financeiras de capital estrangeiro.


B) emitidos por bancos de desenvolvimento.
C) que se destinam à aplicação exclusiva de fundos de investimento.
D) emitidos no mercado interfinanceiro.
E) que atribuem ao investidor os direitos previstos na escritura de emissão.

Comentário: Lembre-se que tudo sobre a debênture (prazo, volume, garantias, direitos e
deveres do emissor e dos debenturistas) está previsto na escritura de emissão.

Resposta: “E”

Questão 13 (CESPE/2013/Telebras)

A respeito de tipos de títulos financeiros, precificação e gerência de carteiras de renda fixa,


julgue o item que se segue.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 25


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Debêntures são títulos privados de renda fixa emitidos por sociedades mediante ações de
capital aberto ou fechado, inclusive por instituições financeiras bancárias, que asseguram a
seus detentores o direito de crédito contra a companhia emissora.

Comentário: Lembre-se que bancos não emitem debêntures. Se quiser captar recursos de
médio e longo prazo, o banco emite um Certificado de Depósito Bancário (CDB).

Resposta: “Errado”

Questão 14 (CESGRANRIO/2015/Basa – Técnico Bancário)

A emissão de debêntures é uma forma de financiamento das sociedades anônimas de capital


aberto ou fechado. Há debêntures com características diversas.

Assim, uma debênture

A) permutável dá ao credor a opção de executar o banco mandatário, no caso de


inadimplência da empresa emissora.
B) simples paga ao seu titular apenas rendimentos prefixados.
C) conversível dá ao credor a opção de receber rendimentos indexados em vez de
prefixados, conforme pactuado.
D) conversível dá ao credor a opção de transformá-la em ações da empresa emissora, após
certo prazo.
E) de garantia quirografária dá ao seu titular preferência sobre todos os demais credores da
empresa emissora, no caso de inadimplência.

Comentário: As debêntures são classificadas em duas classes: simples e conversível. As


conversíveis dão ao credor o direito de transformar seus créditos em ações da companhia.

Resposta: “D”

Questão 15 (Inaz do Pará/2014/Banpará – Técnico Bancário)

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 26


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Imagine uma empresa que emitiu debêntures, e encontra-se com dificuldades para honrar
com suas obrigações. Quando isso acontece, dizemos que este é um risco de:

A) Risco de liquidez
B) Risco de imagem
C) Risco de mercado
D) Risco de crédito
E) Risco de capital

Comentário: Se uma empresa emitiu uma debênture e está com dificuldades de pagar, o
debenturista passa a correr o risco de crédito, no popular, risco de levar um calote.

Resposta: “D”

Questão 16 (CESGRANRIO/2013/Basa – Técnico Bancário)

A emissão de debêntures permite à empresa captar recursos sem recorrer ao crédito


bancário. As debêntures

A) são títulos de dívida do emissor com prazo de vencimento até 90 dias.


B) são emitidas exclusivamente pelas empresas de capital aberto.
C) permitem à empresa emissora obter recursos sem aumentar a pulverização da
propriedade de seu capital.
D) permitem sempre a opção de serem resgatadas em ações da própria empresa emissora.
E) são títulos de dívida do emissor sem garantias.

Comentário: Quando a sociedade anônima emite uma debênture ela está contratando um
empréstimo junto aos investidores, logo a empresa está assumindo uma dívida. Assim, com
a emissão da debênture a empresa consegue captar recursos sem aumentar a pulverização
da propriedade de seu capital – a pulverização ocorreria com a emissão de ações.

Resposta: “C”

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 27


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Questão 17 (FCC/2006/BACEN – Analista Bancário)

Títulos de dívida, de médio e de longo prazo, ofertados publicamente por empresas não
financeiras de capital aberto, são

A) os bônus de subscrição.
B) as notas promissórias.
C) as letras hipotecárias.
D) as cédulas de crédito.
E) as debêntures.

Comentário: Temos exatamente a definição de debêntures. Títulos de dívida (empréstimo)


de médio e de longo prazo.

Resposta: “E”

Questão 18 (FCC/2011/Banco do Brasil – Escriturário)

O agente fiduciário de emissões públicas de debêntures

A) defende os interesses dos debenturistas junto à companhia emissora.


B) processa o pagamento de juros e amortização das debêntures.
C) representa a instituição líder da operação.
D) determina a alocação das quantidades que serão subscritas pelos investidores.
E) é nomeado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Comentário: O agente fiduciário tem como principal função defender os interesses dos
debenturistas. Lembre que a empresa assume uma série de obrigações, que são registradas
na escritura de emissão. Cabe ao agente fiduciário verificar se todos os pontos da escritura
de emissão estão sendo cumpridas.

Resposta: “A”

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 28


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

Questão 19 (CESPE/2018/Polícia Federal)

Uma companhia de capital aberto pode captar recursos por meio de debêntures — títulos de
longo prazo, conversíveis ou não em ações, que podem oferecer aos seus investidores as
seguintes remunerações: juros, participação nos lucros e prêmios de reembolso.

Comentário: O único ponto que poderia gerar dúvidas é a afirmação sobre as remunerações.
Poderem, por mais que pareça estranho num primeiro momento, a Lei 6404/76 estabelece
que é possível remunerar as debentures através de juros, participação nos lucros e prêmios
de reembolso.

Resposta: “Certo”

Questão 20 (CESPE/2007/Banco do Brasil – Escriturário)

Commercial Papers são títulos de longo prazo - prazo mínimo de 360 dias e máximo de 5 anos
- que as sociedades anônimas não-financeiras emitem, visando captar recursos no mercado
interno ou externo para financiar suas necessidades de capital.

Comentário: Lembre-se que o Commercial Paper é um título de curto prazo.

Resposta: “Errado”

Questão 21 (CESGRANRIO/2013/Basa – Técnico Bancário)

De acordo com suas necessidades de caixa, as empresas utilizam serviços do mercado


financeiro para captação de recursos.

Os títulos de curto prazo emitidos por empresas e sociedades anônimas para captar recursos
de capital de giro são denominados

A) títulos públicos
B) hot Money
C) commercial papers

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 29


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

D) factoring
E) títulos federais

Comentário: Os comercial paper (notas promissórias comerciais) são títulos de curto prazo
utilizados como instrumento de captação de recursos para financiamento de capital de giro.

Resposta: “C”

Questão 22 (FCC/2011/Banco do Brasil – Escriturário)

As notas promissórias comerciais (commercial papers) são instrumentos de captação de


recursos

A) por prazo máximo de 360 dias para companhias abertas.


B) emitidos no mercado interfinanceiro.
C) que se destinam à aplicação exclusiva de fundos de investimento.
D) privativos de instituições financeiras de capital estrangeiro.
E) utilizados por bancos de investimento.

Comentário: Os comercial papers, como vimos, é um título de curto prazo emitido com
prazo máximo de 360 dias.

Resposta: “A”

Questão 23 (FCC/2011/Banco do Brasil – Escriturário)

O produto financeiro denominado nota promissória comercial (commercial paper), no


mercado doméstico, apresenta

A) baixo risco de liquidez, quando emitidas por instituição financeira.


B) ausência de risco de crédito, quando analisadas por agência de rating.
C) garantia por parte do respectivo banco mandatário.
D) elevado risco de mercado, quando emitidas por prazo superior a 360 dias.

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 30


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

E) obrigatoriedade de registro na Comissão de Valores Mobiliários.

Comentário: A emissão de Nota Promissora Comercial depende de registro na Comissão de


Valores Mobiliários (CVM)

Resposta: “E”

Questão 24 (CESPE/2014/Caixa – Técnico Bancário)

No que diz respeito às características das ações e das debêntures, bem como ao
funcionamento do mercado de capitais, julgue os próximos itens .

Uma companhia é considerada fechada se menos de 50% dos valores mobiliários de sua
emissão, inclusive as debêntures, são admitidos à negociação no mercado secundário.

Comentário: Lembre que Companhia é aberta ou fechada conforme os valores mobiliários


de sua emissão estejam ou não admitidos à negociação no mercado de valores mobiliários.
Uma Companhia é fechada quando seus valores mobiliários não podem ser vendidos no
mercado de valores mobiliários. Logo, as fechadas não têm valores mobiliários admintidos a
negociação na bolsa nem no mercado de balcão.

Resposta: “Errado”

Questão 26 (CESPE/2013/Telebras)

A respeito de tipos de títulos financeiros, precificação e gerência de carteiras de renda fixa,


julgue o item que se segue.

As ações preferenciais (PN) conferem ao seu titular prioridades na distribuição de dividendos


e o direito a voto nas assembleias da empresa, em caso de não distribuição de resultados por
três exercícios consecutivos.

Comentário: Exatamente. O investidor ao escolher a ação preferencial abriu mão ou teve seu
direito de voto restringido em troca de, por exemplo, mais dividendos. Se a empresa ficar 3

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 31


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL


Eduardo Pereira
Aula 05
91068

anos consecutivos sem pagar dividendos, nada mais coerente do que conceder direito a voto
ao acionista preferencial.

Resposta: “Certo”

Conhecimentos Bancários p/ BRB (Escriturário) Prof. Eduardo Pereira - Pós-Edital 32


www.estrategiaconcursos.com.br

06381076607 - TATIANA F MACIEL