Você está na página 1de 12

Exponencial: entenda este conceito

AULA 8 A palavra exponencial é derivada de expoente – número indicativo dos valo-


res que representam uma multiplicação sucessiva. A função exponencial é
usada para representar situações em que as variações numéricas são con-
sideradas grandes como, por exemplo, a representação da população brasi-
leira.

Crescimento exponencial

CRESCIMENTO

Entenda os fundamentos da função exponencial

Fugiram oito coelhos de um barco atracado em uma pequena ilha, onde não havia
coelhos nem predadores; tendo bom clima e muito alimento, os coelhos reproduziram-se
exponencialmente e, passados uns tempos, davam tanto prejuízo à agricultura que o go-
vernador mandou fazer a contagem de quantos coelhos havia para estudar as medidas a
adotar. Contaram 4.500 coelhos; três meses depois, nova contagem deu 11.250 coelhos.
Para o governador saber a quantidade exata de coelhos, ele tem que levar em consi-
deração que eles se reproduzem exponencialmente, ou seja, cada filhote fêmea gera, em
média, cinco coelhos em três meses, então, após mais três meses teremos 28.125 coelhos.

Matemática 1 - Aula 8 73 Instituto Universal Brasileiro


Função Exponencial
Nesta aula veremos como resolver operações de potenciação, assim como identificar,
analisar e construir gráficos de uma função exponencial.

Leia o texto escrito por Wagner de Cerqueira e Francisco, professor graduado em Geografia.

O crescimento da população brasileira


Em razão do constante aumento populacional ocorrido no Brasil, principalmente a partir da dé-
cada de 1960, intensificando-se nas últimas décadas, o país ocupa hoje a quinta posição dos países
mais populosos do planeta, ficando atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. De
acordo com dados do Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE), a população brasileira atingiu a marca de 190.755.799 habitantes.
O crescimento populacional de um determinado território ocorre através de dois fatores: a migração e
o crescimento vegetativo; esse último é a relação entre as taxas de natalidade e de mortalidade. Quando a
taxa de natalidade é maior que a de mortalidade, tem-se um crescimento vegetativo positivo; caso contrário,
o crescimento é negativo; e quando as duas taxas são equivalentes, o crescimento vegetativo é nulo.
No Brasil, o crescimento vegetativo é o principal responsável pelo aumento populacional, já que
os fluxos migratórios ocorreram de forma mais intensa entre 1800 e 1950. Nesse período, a popula-
ção brasileira totalizava 51.944.397 habitantes, bem longe dos atuais 190.755.799.

180.000.000
160.000.000
140.000.000
120.000.000
100.000.000
80.000.000 População
60.000.000
40.000.000
20.000.000
0
1872

1890

1900

1920

1940

1950

1960

1970

1980

1991

1995

2000

Nos últimos 50 anos houve uma explosão demográfica no território brasileiro, o país teve um
aumento de aproximadamente 130 milhões de pessoas. No curto período de 1991 a 2005, a população
brasileira teve um crescimento próximo a 38 milhões de indivíduos. No entanto, acompanhando uma
tendência mundial, o crescimento demográfico brasileiro vem sofrendo reduções nos últimos anos. A
população continuará aumentando, porém as porcentagens de crescimento estão despencando.
A urbanização, a queda da fecundidade da mulher, o planejamento familiar, a utilização de
métodos de prevenção à gravidez, a mudança ideológica da população, são todos fatores que con-
tribuem para a redução do crescimento populacional.
Conforme estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2050 a po-
pulação brasileira será de aproximadamente 259,8 milhões de pessoas, e nesse mesmo ano a taxa
de crescimento vegetativo será de 0,24.
Apesar dessa queda brusca no crescimento vegetativo, a população brasileira não irá
reduzir-se rapidamente, pois a expectativa de vida está aumentando, em virtude do desenvolvimento
de novas tecnologias medicinais, além de cuidados e preocupação com a saúde, o que não ocorria
com tanta frequência nas décadas anteriores. Ocorrerá, sim, o envelhecimento da população.
Disponível em: http://www.brasilescola.com/brasil/o-crescimento-da-populacao-brasileira.htm
Acesso em: 12/10/2012. Texto adaptado.

Matemática 1 - Aula 8 74 Instituto Universal Brasileiro


Definição
Função exponencial é toda função Gráfico de uma função exponencial
do tipo f(x) = ax ou y = ax
O gráfico da função exponencial poderá
y = ax ser decrescente, se a base for um valor entre
0 e 1 (Ex.: 12 ), ou crescente, se a base for um
valor maior que 1 (Ex.: 2).
Este é o modelo de uma função ex-
ponencial, com a > 0 e a ≠ 1. 0<a<1
y

0 x
1) a ≠ 1, pois se a pudesse ser 1, te-
ríamos y = 1x. Função exponencial decrescente
Como 1 elevado a qualquer número
dá sempre o resultado 1, têm-se infinitos a>1
y
valores de x com uma única imagem. Esse
fato não caracteriza uma função exponen-
cial, mas sim uma função constante.

2) a > 0, pois se a < 0, isto é, base a 1

igual a um número negativo, não é conve-


0 x
niente e você verá isso em aula posterior.
Função exponencial crescente

Caso
1º caso
Dada uma função exponencial y = ax,
com a > 0 e a > 1, ocorrem dois casos dis- y = ax com 0 < a < 1
tintos:
Exemplo:
} y = ax com a > 1
y = ax com 0 < a < 1, isto é, a é um
número cujo valor está no intervalo
1
2 é um número real entre 0 e 1, isto é:

0< 1 <1
2
entre 0 e 1.

((
x
1 1
Para a = y=
2 2
Ilustração:
é um exemplo de y = ax com 0 < a < 1.
0 1
Construiremos o gráfico da função ex-

((
1º caso: 0<a<1 x

ponencial y = 1 .
0 1
2º caso: a>1
1 2

Matemática 1 - Aula 8 75 Instituto Universal Brasileiro


Atribuiremos alguns valores para x e calcularemos os valores de y.

( (
-3
1
Para x = -3 y=
2

( (
3
2 y = 23 y=8 (-3, 8)
y=
1

( ( ((
-2 2
1 2
Para x = -2 y= y= y = 22 y=4 (-2, 4)
2 1

( ( ((
-1 1
1 2
Para x = -1 y= y= y = 21 y=2 (-1, 2)
2 1

((
0
1
Para x = 0 y= y=1 (0, 1)
2

(( ( )
1
1 y= 1 1, 1
Para x = 1 y=
2 2 2

(( ( )
2 2
1 y = 12 y= 1 2, 1
Para x = 2 y=
2 2 4 4

(( ( )
3 3
1 y = 13 y= 1 3, 1
Para x = 3 y=
2 2 8 8

Montaremos uma tabela com os pontos obtidos:

y
x y
8
-3 8
-2 4 7

-1 2 6

0 1 5
1 1
2
4
2 1
4
3
3 1
8
2
1
Nesse caso, trata-se de uma fun- 2 1
ção exponencial decrescente, pois à 1
4
medida que o valor de x vai aumentan- -4 -3 -2 -1 1 0 1 2 3 4 5 x
8
do, o valor de y vai diminuindo. -1

Matemática 1 - Aula 8 76 Instituto Universal Brasileiro


2º caso
y = ax com a > 1

Exemplo:

2 é > (maior) que 1. Para a = 2 temos y = 2x.


Então a função y = 2x é um exemplo de função y = ax com a > 1.

Construiremos o gráfico da função y = 2x.

Para x = -3 y = 2-3 y = 13 y= 1
2 8

Para x = -2 y = 2-2 y = 12 y= 1
2 4

Para x = -1 y = 2-1 y = 11 y= 1
2 2

Para x = 0 y = 20 y=1

Para x = 1 y = 21 y=2

Para x = 2 y = 22 y=4

Para x = 3 y = 23 y=8

y
x y
8
-3 1
8

-2 1
4
7

-1 1
2 6

0 1 5
1 2
4
2 4
3
3 8
2
1
Nesse caso é uma função ex- 1 2

ponencial crescente, bem parecida 1


4
com a do crescimento populacional do -4 -3 -2 -1 0 1 1 2 3 4 5 x
8
Brasil, no texto do início da aula. -1

Matemática 1 - Aula 8 77 Instituto Universal Brasileiro


Domínio e imagem de uma função exponencial y
O domínio (Df) de uma função expo- De modo geral toda equação exponen-
nencial, ou seja, por quais valores o x po- cial é redutível à seguinte forma:
derá ser substituído na função y = ax, será
qualquer número real, por não haver ne- ax = b com a > 0 e a ≠ 1
nhum tipo de restrição matemática para al-
gum número.
A imagem (Im) de uma função exponen- A resolução de uma equação exponen-
cial, ou seja, os valores de y possíveis, na cial consiste em igualar as bases nos dois
função y = ax, serão todos os números posi- membros da igualdade, para poder trabalhar
tivos, pois, por qualquer número que x seja apenas com os expoentes, como veremos
substituído, nunca terá resultado (y) com nú- abaixo:
meros negativos ou o zero. an
Observados os dois exemplos dados de
função y = ax, pode-se constatar que: ax = b

1) Para qualquer valor de x real exis- ax = an x=n


te um valor y correspondente, onde y = ax.
Portanto:
Df = IR Vejamos na prática

Resolvendo algumas equações expo-


2) Os valores de y, da função y = a , x
nenciais:
são somente positivos e nunca iguais a zero.
Portanto: a) 2x = 8
Im = { y ∈ IR | y > 0 } = IR+*
Transformando 8 numa potência de base 2:

8 2
Equações exponenciais 4 2
2 2
Equação exponencial é toda equa- 1
8 = 23
ção em que a incógnita está situada no ex-
poente de uma potência.
2x = 8
Exemplos: 2x = 23 x=3 V = {3}
São equações exponenciais:
Nesse caso, o valor de x é 3, pois quando
•3 x+1
= 81 o substituímos por esse valor a equação
se torna verdadeira. Observe:

((
x

• 1 =4 23 = 2 . 2 . 2 = 8
2
Portanto:
• 2 + 4 = 20
x x
23 = 8

Matemática 1 - Aula 8 78 Instituto Universal Brasileiro


b) 3x + 2 = 27
27 3
3 x+2
= 27 9 3
3 3
3x + 2 = 33 1 O padrão de queda exponencial obser-
27 = 33 vado na espuma de um copo de cerveja
x+2=3
Você serve um copo de cerveja e, por
V = {1} qualquer motivo, acaba se esquecendo dele.
x=3-2 x=1
Rapidamente a espuma vai se desmanchar,
deixando apenas aquela água amarelada e
choca. Pois foi exatamente esse exemplo que
o professor Arnd Leike, especialista em par-
c) 2x = 10 10 2
tículas, deu a seus alunos do curso de Físi-
5 5 ca da Universidade Ludwig Maximilians, em
2x = 10 1 Munique, Alemanha. Tudo para estimulá-los a
apurar o olhar e enxergar os detalhes.
2x = 2 . 5 10 = 2 . 5
A pergunta era: qual a equação mate-
mática que explica a velocidade com que o
colarinho desaparece do copo?
Nesse último exemplo observa-se que
A turma resolveu observar as reações fi-
não é possível igualar as bases, transforman- sioquímicas nos mínimos detalhes – e desco-
do 10 em uma potência de base 2, pela sim- briu, com um cronômetro na mão e um cilindro
ples decomposição dele em fatores primos. de medição cheio de cerveja, que a espuma
Esta equação e outras semelhantes são re- não se desmancha totalmente.
solvidas aplicando logaritmos. A explicação é que ela segue um pa-
drão, conhecido como “queda exponencial”.
É assim: num determinado intervalo de tem-
d) 7x = 1 po, o volume de espuma cai pela metade.
Sabe-se que 1 é resultado de uma potên- No próximo intervalo de tempo, vai ocorrer
o mesmo. Se você transformar essas infor-
cia de uma base qualquer (diferente de
mações num gráfico, a curva vai tender ao
zero), elevada a expoente zero. zero, mas nunca chegará a ele, pois sempre
será possível encontrar metade da metade
7x = 1 da metade... O padrão de queda exponen-
cial serve para entender a chamada deca-
7x = 70 dência das partículas radioativas. Graças a
ele (e com o uso de um contador Geiger), é
x=0 V = {0} possível fazer a datação de fósseis, pois se
sabe quantos milhões de anos as partículas
levam para se desfazer.
Os alunos alemães descobriram ainda
e) 10x = 10 que, depois que o líquido sai da garrafa para o
copo, forma-se uma espécie de espuma seca
10 = 101 na superfície. Essas bolhas, em forma de te-
10x = 10 traedro, estouram facilmente, pois têm uma
película muito fina e frágil. As bolhas firmes,
mais estáveis, ficam submersas. São elas que
10x = 101 fazem o gás se expandir de dentro para fora
sem parar.

x=1 V = {1} Superinteressante. Abril de 2003. Texto adaptado.

Matemática 1 - Aula 8 79 Instituto Universal Brasileiro


Domínio e imagem de uma
função exponencial

O domínio de uma função exponen-


Função Exponencial cial, ou seja, por quais valores o x poderá
ser substituído na função y = ax, será qual-
Função exponencial é toda função quer número real, por não haver nenhum
que possui uma incógnita (x) no expoente, tipo de restrição matemática para algum
desde que sua base (a) seja um número número.
maior que zero e diferente de 1.
Df = IR
y = ax
A imagem de uma função exponen-
cial, ou seja, os valores de y possíveis, na
Este é o modelo de uma função função y = ax, serão todos os números po-
exponencial, com a > 0 e a ≠ 1. sitivos, pois, por qualquer número que x
seja substituído, nunca terá resultado (y)
com números negativos ou o zero.
Gráfico de uma função
exponencial Im = { y ∈ IR | y > 0 } ou Im= IR+*

O gráfico da função exponencial


pode ser decrescente, se a base for um Equaçâo exponencial
valor entre 0 e 1 (Ex.: 12 ), ou crescente, se
a base for um valor maior que 1 (Ex.: 2). Toda equação em que a incógnita
está situada no expoente de uma potência.
0<a<1
y
Para resolver uma equação expo-
nencial é necessário transformar as ba-
ses dos dois membros da equação em
um mesmo número através da fatoração e
1
após trabalhar apenas com os expoentes.
0 x
Veja o exemplo:

Função exponencial decrescente


2x = 8
a>1 Transformando 8 numa potência de
y
base 2:

2x = 8 8 2
1 4 2
2x = 23
2 2
0 x
1
x=3 V = {3} 8 = 23
Função exponencial crescente

Matemática 1 - Aula 8 80 Instituto Universal Brasileiro


5. O gráfico que melhor representa a
função f(x) = 5x é:

1. Identifique abaixo qual desses itens é


uma função exponencial.

a) ( ) f(x) = x2 -1 a) ( )
b) ( ) f(x) = 2x
c) ( ) f(x) = 1x
d) ( ) f(x) = x + 5

((
x x
3
2. Dada a função f(x) = , assinale o
2
item que contém o resultado de f(-1):
y
a) ( ) f(-1) = 0
b) ( ) f(-1) = 5
c) ( ) f(-1) = 3
2
d) ( ) f(-1) =
3 b) ( ) 5

3. Assinale a alternativa que contém a


função representada pelo gráfico abaixo:
x
y

c) ( )
1

x 1
-1

a) ( ) y = x +8 2

b) ( ) y = 2x
c) ( ) y = 8x

((
y
1 x
d) ( ) y =
8

4. Determine o conjunto verdade da


equação exponencial 2x = 128. d) ( ) 5

a) ( ) V = {7}
b) ( ) V = {1}
c) ( ) V = {0} x

d) ( ) V = {4}
Matemática 1 - Aula 8 81 Instituto Universal Brasileiro
6. Determine o conjunto verdade da
equação exponencial 2x + 1 + 3 = 35.

a) ( ) V = {1}
b) ( ) V = {4}
c) ( ) V = {3} 1. b) ( x ) f(x) = 2x
d) ( ) V = {0}
Comentário. A função exponencial é
7. Determine o conjunto verdade da aquela que apresenta a incógnita x no expo-
equação exponencial 6x = 216. ente, como em y = ax, portanto a resposta cor-
reta é f(x) = 2x.
a) ( ) V = {2} Obs.: Mesmo que na alternativa c tenha
b) ( ) V = {7} no expoente uma incógnita f(x) = 1x, essa fun-
c) ( ) V = {0} ção não é exponencial, pois, por definição, a
d) ( ) V = {3} base tem que ser diferente de 1.

8. (ENEM 2011) adaptada - Considere


que uma pessoa decida investir uma determi-
2
nada quantia e que lhe sejam apresentadas 2. d) ( x ) f(-1) =
3
três possibilidades de investimento, com ren-
tabilidades líquidas garantidas pelo período Comentário.
de um ano, conforme descritas:

((
x
• Investimento A: 3% ao mês; f(x) = 3
• Investimento B: 36% ao ano; 2
• Investimento C: 18% ao semestre.
As rentabilidades, para esses investi-
mentos, incidem sobre o valor do período an- Para resolver essa
terior. O quadro fornece algumas aproxima- expressão, é neces-
ções para a análise das rentabilidades: Para x = - 1 sário inverter os ele-
mentos da fração e
n 1,03n assim transformar a
3 1,093 base em um número
positivo.
((
6 1,194 -1

9 1,305 f(-1) = 3
2
12 1,426
Para obter o investimento com a maior ren-
tabilidade anual, essa pessoa deverá escolher: O número 3 vai para
o denominador e o
((
1

a) ( ) qualquer um dos investimentos A, f(-1) = 2 2 para o numerador.


3 Assim a potência -1
B ou C, pois as suas rentabilidades anuais são
iguais a 36%. (negativa) se torna 1
b) ( ) os investimentos A ou C, pois suas (positiva).
rentabilidades anuais são iguais a 39%.
c) ( ) o investimento A, pois a sua ren- f(-1) = 2
tabilidade anual é maior que as rentabilidades 3
anuais dos investimentos B e C.
d) ( ) o investimento B, pois sua rentabilida-
de de 36% é maior que as rentabilidades de 3% Portanto, a alternativa “d” é a res-
do investimento A e de 18% do investimento C. posta correta para esta questão.

Matemática 1 - Aula 8 82 Instituto Universal Brasileiro


( (
1
x 4. a) ( x ) V = {7}
3. d) ( x ) y = 8
Comentário.
Comentário. y
2x = 128
8
2x = 128
128 2
64 2
2x = 27 32 2
16 2
8 2
1
4 2
x
x=7 2 2
-1
1
128 = 27
O gráfico dado é semelhante ao gráfico

((
x
1 V = {7}
da função y = apresentado na aula. Toda
2
função exponencial em que 0 < a < 1 asseme-
Portanto, a alternativa “a” é a correta.
lha-se ao exemplo dado.

Então o gráfico representa a função

((
x
1 1 1
y= , pois a base a = é tal que 0 < < 1. 5. c) ( x ) y
8 8 8
Observa-se que para x = -1 o valor de y é igual

a 8. Veja a verificação:

((
x

y= 1
8
1

(( ((
-1 1

Para x = -1 y= 1 y= 8 y=8 x
8 1

Portanto, a alternativa “d” é a correta.


Comentário. A função f(x) = 5x é uma
função exponencial do tipo y = ax, com a > 1.
Lembrete: Toda função em que a > 1 assemelha-se

(( ((
-n n
a = b ao gráfico da função y = 2x dado na aula.
b a Lembre-se de que, sempre que o valor
Observa-se que quando uma fração
a está elevada de x for 0, o valor de y será 1. Pois todo núme-
b ro elevado a 0 é igual a 1. Então 50 = 1.
a um expoente n negativo, ela é igual ao seu inver-

so
b , elevada ao expoente n positivo. Isso ocorreu
Observação: todo gráfico da
a
(( ((
-1 1
1 8 função exponencial vai cortar o
quando se fez = .
8 1 eixo y no ponto (0,1).

Matemática 1 - Aula 8 83 Instituto Universal Brasileiro


6. b) ( x ) V = {4} 8. c) ( x
) o investimento A, pois
sua rentabilidade anual é maior que as
Comentário. rentabilidades anuais dos investimentos
2x + 1 + 3 = 35 B e C.
32 2 Comentário. Para entender qual é o
2x + 1 + 3 = 35
16 2 melhor investimento, precisamos saber qual
8 2 deles irá ter maior lucro.
2x + 1 = 35 - 3 4 2
2 2
1 n 1,03n
2x + 1 = 32 32 = 25
3 1,093
6 1,194
2x + 1 = 25 9 1,305
12 1,426
x+1=5
→ Investimento A. Rende 3% ao
mês.
x=4 V = {4} 100% + 3% = 103% = 1,03 (número
decimal da porcentagem).
Portanto, a alternativa “b” é a correta. Durante 12 meses teremos 1,0312 =
1,426 do valor inicial.

• Então esse investimento irá ter


7. d) ( x ) V = {3} como lucro em um ano 42,6%.

Comentário. → Investimento B. Rende 36% ao


216 2 ano.
6x = 216 108 2 100% + 36% = 136% = 1,36
6x = 216 54 2 Durante 1 ano teremos 1,36 do valor
27 3 inicial.
6x = 23 . 33 9 3
3 3 • Então esse investimento irá ter
6x = (2 . 3)3 1 como lucro em um ano 36%.
216 = 2 . 3
3 3

6x = 63 → Investimento C. Rende 18% ao


semestre.
100% + 18% = 118% = 1,18
x=3 V = {3} Durante 2 semestres teremos 1,182
= 1,3924 do valor inicial
Lembrete: quando numa potencia-
ção um produto está elevado a um expo- • Então esse investimento irá ter
ente, todos os fatores estão elevados ao como lucro em um ano 39,2%.
mesmo expoente. Veja:
Portanto, o investimento de maior
(a . b)n = an . bn ou an . bn = (a . b)n rentabilidade no ano é o investimento A,
alternativa c, por ter o maior rendimento
Portanto, a alternativa “d” é a correta. com 42,6%.

Matemática 1 - Aula 8 84 Instituto Universal Brasileiro

Você também pode gostar