Você está na página 1de 29

DEFINIÇÃO E ESTRUTURAÇÃO

DE OBJECTIVOS DE
FORMAÇÃO
Objectivos do Módulo
No final do módulo, em exercício de avaliação escrito e
com uma percentagem de sucesso de, pelo menos, 50%,
o formado deverá ser capaz de:
¨  Reconhecer a importância da definição de objectivos
gerais e específicos;
¨  Identificar as funções que desempenham os objectivos
pedagógicos;
¨  Redigir objectivos pedagógicos em ter mos
operacionais;
¨  Hierarquizar os objectivos segundo os domínios do
saber.
Conceito de Objectivo

¨  “Enunciado claro e explícito dos resultados que


se esperam alcançar com uma dada
formação” (Vieira, 1999)
Funções do Objectivos
¨  Clarificam a informação
¤  (ao
especificar o que se pretende que os formandos
fiquem a saber no final da formação, em termos de
competências a adquirir, asseguram maior clareza e
objectividade ao processo formativo);
Funções do Objectivos
¨  Constituem um meio de comunicação
¤  (que
permite os propósitos da formação tenham o
mesmo significado para todos os intervenientes no
processo formativo, ou seja, as competências que se
visam adquirir são claras para o formador e para os
formandos);
Funções do Objectivos
¨  Orientam a acção do Formador
¤  (proporcionando uma direcção para a condução das
sessões - ex. selecção e estruturação dos conteúdos,
metodologias, recursos e actividades a desenvolver -
assim como, de avaliação dos resultados de
aprendizagem);
Funções do Objectivos
¨  Orientam o Formando (direccionando os seus
esforços no sentido da obtenção do objectivo de
aprendizagem, na medida em que lhe permite:
¤  (1) tomar consciência do que lhe vai ser exigido,
¤  (2) distinguir o essencial do acessório,
¤  (3) ter um ponto de referência para avaliar e controlar
os seus esforços e
¤  (4) facilitar a compreensão, aceitação, assimilação e
motivação);
Funções do Objectivos
¨  Contribuem para maior Objectividade na
Avaliação
¤  (ao eliminar a subjectividade inerente a um processo
de avaliação sem critérios bem definidos, exigindo,
apenas, que o formando demonstre e, que o formador
avalie, as competências previamente definidas);
Funções do Objectivos
¨  Rentabilizam a Formação
¤  (ao
controlar de forma objectiva o desenvolvimento e
resultado das acções, nomeadamente, através de
reorientações e reformulações do processo formativo).
Níveis de definição de objectivos
¨  Finalidades: formuladas ao nível dos gestores ou
organizadores da formação, constituem os grandes
objectivos, enquanto intenções gerais que fornecem
uma linha directriz para a globalidade da acção.

¤  “implementar sistema da qualidade”


Níveis de definição de objectivos
¨  Metas ou Fins: expressam os resultados ou fins
desejados em termos de perfis de saída.

¤  “Certificar a empresa até finais de 2010”


Níveis de definição de objectivos
¨  Objectivos Gerais: Identificam os resultados
esperados traduzidos em acções concretas da
acção de formação. As competências definidas
nestes objectivos situam-se ao nível das
aprendizagens globais (capacidades gerais/
complexas).

¤  Os
futuros formadores deverão ser capazes de definir
correctamente os objectivos de uma formação.
Níveis de definição de objectivos
¨  Objectivos Específicos: resultam da segmentação dos
objectivos gerais em capacidades mais elementares e,
por isso, expressam os comportamentos esperados num
momento da formação ou o conjunto das actividades
de aprendizagem observáveis e/ou mensuráveis.

¤  Dada uma lista de características, os futuros formadores


deverão indicar se elas correspondem ou não a um objectivo
operacional, sem erros.

¤  O formando deverá ser capaz de fazer um furo de 6 milímetros


de diâmetro numa chapa de metal, utilizando um berbequim.
Níveis de definição de objectivos
¨  Estes 4 níveis de generalidade decrescente correspondem, em
regra, a níveis de operacionalização crescente.

Objectivos Específicos

Objectivos Gerais

Metas

Finalidades
Formulação de Objectivos
Operacionais
¨  O objectivo operacional indica, claramente, em
termos de comportamento directamente
observável ou mensurável o que o formando
deverá ser capaz de fazer no final da formação,
em que condições o fará e por que critérios será
avaliado.
Formulação de Objectivos
Operacionais
¨  Assim, o objectivo operacional deverá obedecer ao princípio
do “triplo C”, que consiste em integrar 3 componentes
fundamentais:

Objectivos
Específicos
Operacionais

Comportamento Condição de
Critério de Êxito
Esperado Realização
Formulação de Objectivos
Operacionais

¨  Exemplo: O formando deverá ser capaz de coser


uma bainha de 5 cm numa peça dada (CE),
utilizando a máquina de costura (CR) em 5 minutos
(CE).
Objectivos Operacionais –
Comportamento Esperado
¨  O comportamento esperado de um objectivo operacional é a componente
que indica a actividade que o formando deverá realizar para demonstrar
que adquiriu a competência.

Comportamento Esperado

Indica a actividade do formando

Verbos operatórios (ver exemplos manual)


Objectivos Operacionais –
Comportamento Esperado
¨  Para ser correctamente formulada, a componente
comportamento deverá comportar três elementos:

¤  Sujeito(formando) - Quem pratica a acção?


¤  Verbo Operatório - Qual acção?
¤  Produto - Qual o resultado da acção?
Objectivos Operacionais –
Comportamento Esperado
Domínios de
Formulação de
Objectivos

Cognitivo Afectivo Psicomotor

“Identificar um “Seleccionar o “Utilizar


determinado extintor mais correctamente
tipo de extintor” adequado” um extintor”
Hierarquização dos objectivos –
domínios de formulação de objectivos

Domínio Afectivo Domínio Cognitivo Domínio Psicomotor


Saber-Ser Saber-Saber Saber-Fazer
Sensibilidade, interesses, Actividade intelectual ou mental Actividade motoras/
atitudes e valores (agrado ou (conhecimento e aptidões manipulativas
desagrado, adesão ou intelectuais).
rejeição).

Sentimentos/Emoções Conhecimento/Pensamento Acção


Objectivos Operacionais – verbos
operatórios
¨  Os verbos operatórios referem-se a acções directamente
observáveis ou mensuráveis (ex. pintar, enumerar, calcular).

Verbos Operatórios
Decidir; Analisar; Aceder; Criticar; Escolher; Seleccionar, Avaliar; Adequar;
Domínio Afectivo
Aconselhar; Rejeitar; Obedecer; Aderir

Comparar; Identificar; Nomear; Reconhecer, Reproduzir; Definir; Diferenciar;

Domínio Cognitivo Enumerar; Listar, Citar; Associar; Classificar; Descrever; Explicar

Fazer; Construir; Copiar; Desenvolver; Operar; Manipular; Provar; Processar;

Domínio Psicomotor Preparar, Escrever; Contar; Desenhar; Reparar, Transportar; Observar; Usar;
Montar; Ajustar; Introduzir
Objectivos Operacionais – condição de
realização
¨  A realização de qualquer actividade pode exigir
competências ou capacidades diferentes consoante
as circunstâncias em que decorre
¤  Extinguir um incêndio em condições simuladas
¤  Extinguir um incêndio numa situação real
Objectivos Operacionais – condição de
realização
¨  Estas condições (especificações) agrupam-se em
cinco tipos:
Tipos CR Descrição

Grau de complexidade ou exigência do comportamento a desenvolver (ex.


Amplitude do Problema
escolhendo o método adequado, interpretando o esquema)

Equipamentos ou Equipamentos/instrumentos disponibilizados (ou não) para realizar a tarefa (ex.

Instrumentos portátil, sem recurso a calculadora cientifica)

Locais Especificação dos locais onde se realizará a actividade (ex. andaime)

Suportes de trabalho ou auxiliares eventuais que serão facultados ou recusados


Meios ou Materiais
(ex. com consulta do manual, com régua e esquadro)

Exigências ou condições Circunstâncias específicas para realização da actividade

especiais (ex. em cima de um andaime em equilíbrio instável)


Objectivos Operacionais – critérios de
êxito
¨  Os critérios de êxitos referem-se às exigências de
qualidade de realização que serão colocadas com
garante de que a competência foi adquirida, a dois
níveis:

¤  Critério de Qualidade: indicam as características


observáveis mas não mensuráveis que o trabalho deve
apresentar.

¤  Critério de Quantidade: fixam padrões de realização


mensuráveis: (1) Tempo ou rapidez; (2) Precisão ou
exactidão; (3) Percentagens de êxito ou número de
respostas certas.
Objectivos Operacionais – critérios de
êxito
¤  Critérios de Tempo
n  Exemplo: O formando deverá realizar, sem recurso à máquina de
calcular, 5 operações de dividir com números de 3 algarismos, no
tempo máximo de 5 minutos.

¤  Critérios de Precisão


n  Exemplo: O formando deverá furar com aparelho eléctrico
adequado pequenas chapas de metal rectangulares, respeitando
uma tolerância de + ou – 1/10 milímetro.

¤  Critérios de Percentagem


n  Exemplo: Dada uma lista de termos técnicos de informática, o
formando deverá indicar de cor a definição de pelo menos 75%
deles.
Objectivos Operacionais – critérios de
êxito

¨  O formando deverá ser capaz de cortar um


assento de frente (CE) num tipo de máquina que já
conhece, (CR) a partir de um desenho incorrecto
(CR) no prazo de 2 minutos (CE) sem mais de dois
erros (CE).
Treino na formulação de objectivos

¨  Exercícios de consolidação dos conteúdos


abordados
Hierarquização dos objectivos –
domínios de formulação de objectivos
¨  A aprendizagem, enquanto actividade complexa,
envolve todos os domínios do saber , não existindo
actividades puramente cognitivas, afectivas ou
psicomotoras.

¤  Uma atitude de adesão ou rejeição a uma regra


(domínio afectivo) pressupõe o conhecimento da mesma
(domínio cognitivo), assim como a realização do gesto
ou acção motriz que o pensamento orienta (domínio
psicomotor).