Você está na página 1de 9

Conto Contigo9

GRUPO I
Oralidade

Para responderes aos itens que se seguem,


vais ouvir, duas vezes, um documento áudio sobre o
filme “Palo Alto”.
https://www.youtube.com/watch?v=AyHMKEGfDOg

1. Para cada item (1.1. a 1.3.), seleciona a opção que permite obter uma afirmação adequada
ao que acabaste de ouvir.
Assinala com ✗ a opção correta.

1.1. “Palo Alto” é um filme


A. baseado nos anos difíceis da adolescência de Gia Coppola.
B. inspirado num livro de James Franco e lido pela realizadora Gia Coppola.
C. inspirado num livro de James Franco e que retrata a sua adolescência.
D. baseado nos tempos de escola do lendário Francis Ford Coppola.

1.2. A realizadora
A. agarrou a oportunidade de dar a conhecer as relações afetivas entre os
adolescentes.
B. colaborou com entusiamo na escrita do livro que deu origem ao filme.
C. teve a oportunidade de dar a conhecer a nostalgia dos seus tempos de
adolescente.
D. aproveitou para retratar a história de quatro estudantes universitários
da Califórnia.

1.3. O título do filme


A. é uma homenagem ao avô de Gia Coppola.
B. indica o nome da personagem principal.
C. refere-se a um local inexistente.
D. indica o local onde a ação se desenrola.

1
Conto Contigo9

2. Atribui outro título ao filme e justifica a tua opção.


____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

GRUPO II
Leitura
Lê o texto. Se necessário, consulta as notas.
Namorados acham normal proibir, perseguir e abusar

14 de fevereiro de 2018
O que fazem os namorados de hoje? Maioria já foi
vítima de violência e há cada vez mais quem legitime1
estes comportamentos. Rapazes aceitam mais a violência
do que raparigas.
Se um proíbe o uso da saia, o outro entra no
Facebook sem autorização do próprio, e há também quem pressione para fazer sexo. Estes são
alguns dos comportamentos aceites por grande parte dos jovens portugueses. Namoram ou
namoraram e a maioria já foi vítima de violência, segundo o estudo nacional sobre violência no
namoro que será apresentado hoje, no Dia dos Namorados. O inquérito é realizado pelo segundo
ano e as coisas não melhoraram, antes pioraram.
"Tanto a vitimação2 como a legitimação aumentaram e isso é preocupante", sublinha
Margarida Teixeira, uma das investigadoras do estudo "Violência no Namoro", da União das
Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), coordenado por Maria José Magalhães. Conclusões a
debater entre as associações e com a secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa
Monteiro, que nesta manhã estará na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, Porto,
onde o trabalho será divulgado. Os jovens foram inquiridos no final de 2017 e início de 2018, sendo
os resultados comparados com os de 2017.
"O que está a falhar é a prevenção, existem campanhas e ações de sensibilização em
algumas escolas, mas não é em todas e não atinge todas as idades. A prevenção tem de ser
contínua e começar no jardim de infância", defende Margarida Teixeira. Dá como exemplo a
disciplina de Formação Cívica, onde estas questões têm sido abordadas, que apenas existe no
ensino básico e não é em todos os estabelecimentos. "Privilegiam-se as disciplinas formais em
detrimento da formação do indivíduo, quando devia ser uma parte importante do ensino. Além de
que estes temas podem ser abordados nas várias disciplinas", critica a investigadora.

2
Conto Contigo9

Foram entrevistados 4652 jovens entre os 12 e os 18 anos, que tiveram ou estão numa
relação de intimidade. A maioria (56%) sofreu atos de vitimação que, segundo a UMAR, configuram
violência. E 68,5% "aceitam como natural pelo menos uma das formas de violência na intimidade".
E dos inquiridos 76,9% tiveram a experiência de pelo menos uma forma de violência.
Margarida Teixeira não encontrou diferenças no entendimento destes jovens a nível
regional ou social - "a violência é transversal a regiões e estratos sociais" -, já os rapazes tendem a
legitimar mais as agressões do que as raparigas. Esta diferença é mais significativa a nível da
violência sexual, com 34% do sexo masculino a concordar com o pressionar para beijar em frente
dos outros (mais frequente) ou para ter sexo, contra 16% do sexo feminino. "Falámos com
adolescentes com 12 e 13 anos que tinham sofrido este tipo de violência e surpreendeu-nos como
legitimam estes comportamentos, também porque esta questão não é muito falada", reconhece
Margarida Teixeira.
A violência psicológica, o insulto e a humilhação é o mais habitual (de rapazes para
raparigas); seguindo-se a perseguição (mais por elas); a utilização das redes sociais, a entrada
sem autorização da vítima ou partilha online da vida íntima; e o controlo, sobretudo proibir a fala
com os amigos ou o uso de determinada roupa.
A violência física é a que menos vitima os inquiridos, e é também a menos legitimada. Mas,
comparativamente a 2017, houve um aumento do número daqueles que desvalorizam as
agressões físicas.
Céu Neves

Legitimação do tipo de violência

Fonte: UMAR
https://www.dn.pt/portugal/interior/namorados-acham-normal-proibir-perseguir-e-abusar-
9115974.html (texto com supressões)
Notas
1
valide.
2
ato ou efeito de vitimar; fazer vítima, reduzir à condição de vítima.

3
Conto Contigo9

Para responderes a cada item (1. a 3.), seleciona a opção que permite obter uma afirmação
adequada ao sentido do texto.
Assinala com ✗ a opção correta.
1. Em relação à violência no namoro, Margarida Teixeira considera que
A. a escola tem exercido um papel preventivo, através da abordagem deste
tema na maioria das disciplinas.
B. existem campanhas de prevenção suficientes para que a população
esteja esclarecida.
C. as ações de prevenção têm de ser dirigidas não só aos jovens como
também às crianças.
D. a família dos jovens de hoje não educa para o civismo nem atua
de forma preventiva.

2. Dos jovens entrevistados,


A. a maioria negou ter sido vítima de qualquer género de violência no namoro.
B. um número considerável já experienciou uma situação de violência durante
o namoro.
C. uma minoria pouco significativa aceita com naturalidade algum tipo de
violência no namoro.
D. a maioria das vítimas pertencia a famílias com dificuldades económicas
e com pouca escolarização.

3. Ao ser divulgado no Dia dos Namorados, o estudo referido no texto


A. alerta para um problema social, a aceitação, pelos jovens, de atos de violência
numa relação amorosa.
B. destaca as atitudes carinhosas praticadas entre os namorados dos dias de hoje.
C. reflete sobre a importância das relações amorosas que ocorre em idade adulta.
D. alerta para o aumento da violência física em relação à psicológica entre os
namorados.

4. Refere a ideia global evidenciada pelo gráfico.


____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

4
Conto Contigo9

GRUPO III

Educação literária

Lê o texto. Se necessário, consulta as notas.

119 Tu, só tu, puro amor, com força crua, 122 De outras belas senhoras e Princesas
Que os corações humanos tanto obriga, Os desejados tálamos7 enjeita,
Deste causa à molesta morte sua, Que tudo, enfim, tu, puro amor, desprezas,
Como se fora pérfida inimiga. Quando um gesto suave te sujeita.
Se dizem, fero Amor, que a sede tua Vendo esta namoradas estranhezas,
1
Nem com lágrimas tristes se mitiga , O velho pai sesudo8, que respeita
É porque queres, áspero e tirano, O murmurar do povo e a fantasia
Tuas aras2 banhar em sangue humano. Do filho, que casar-se não queria,

120 Estavas, linda Inês, posta em sossego, 123 Tirar Inês ao mundo determina,
De teus anos colhendo doce fruito3, Por lhe tirar o filho que tem preso,
Naquele engano da alma, ledo e cego, Crendo co sangue só da morte indina9
Que a Fortuna não deixa durar muito, Matar do firme amor o fogo aceso.
Nos saudosos campos do Mondego, Que furor consentiu que a espada fina,
De teus fermosos olhos nunca enxuito4, Que pôde sustentar o grande peso
Aos montes insinando e às ervinhas Do furor Mauro, fosse alevantada
O nome que no peito escrito tinhas. Contra hũa fraca dama delicada?

121 Do teu Príncipe ali te respondiam


As lembranças que na alma lhe moravam, Notas
Que sempre ante seus olhos te traziam, 1
mitiga - satisfaz.
2
Quando dos teus fermosos se apartavam ; 5 aras - altares.
3
fruito - fruto.
De noite, em doces sonhos que mentiam, 4
enxuito - seco.
5
De dia, em pensamentos que voavam; apartavam - afastavam.
6
cuidava - pensava.
E quanto, enfim, cuidava6 e quanto via 7
tálamos - leitos nupciais
Eram tudo memórias de alegria. (casamentos).
8
sesudo - sério, grave.
9 Luís de Camões, Os Lusíadas.
indina - indigna.

Edição organizada por Emanuel Paulo Ramos. Porto, Porto Editora, 1986

5
Conto Contigo9

1. Indica a razão que leva o poeta a referir-se ao amor como “fero Amor”, na estância 119.

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

1.1. Justifica com uma expressão do texto.

____________________________________________________________________

2. Com base na estância 120, explica por que motivo a felicidade em que vive Inês se
encontra ameaçada.
____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

3. Apresenta duas características de D. Pedro, tendo em conta as estâncias 121 e 122.

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

4. Identifica o recurso expressivo que predomina no verso “Tirar Inês ao mundo


determina” e justifica a sua utilização.

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

5. Apoiando-te na estância 123, refere o objetivo que o rei pretende alcançar com a morte
de Inês.

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

6
Conto Contigo9

GRUPO IV
Gramática

1. Associa cada palavra sublinhada nas frases da coluna A à classe que lhe corresponde na
coluna B.

COLUNA A COLUNA B

(a) “Que os corações humanos tanto obriga”. (119, v.2)

(b) “que a sede tua… se mitiga” (119, vv.5 e 6)


(1) Pronome
(c) “O nome que no peito escrito tinhas.” (120, v. 8)
(2) Conjunção
(d) “Quando dos teus fermosos se apartavam” (121, v.4)

(e) “Se dizem” (119, v.5)

2. Para responderes a cada item, seleciona a opção que completa cada afirmação.

2.1. O conjunto constituído por palavras que pertencem à mesma classe é

A. puro - molesta - inimiga - tirano


B. amor - estranhezas - fogo - fantasia
C. aras - humano - sangue - gesto
D. peito - pai - firme - furor

2.2. Entre as palavras “lembranças” e “memórias”, na estância 121, estabelece-se uma relação de
A. hiperonímia
B. sinonímia
C. meronímia
D. antonímia

2.3. A frase que não contém uma oração subordinada adjetiva relativa é
A. “Se dizem, fero Amor, que a sede tua / Nem com lágrimas tristes se mitiga”.
B. “com força crua, / Que os corações humanos tanto obriga”.
C. “O nome que no peito escrito tinhas”.
D. “As lembranças que na alma lhe moravam”.

7
Conto Contigo9

2.4. Identifica a frase que apresenta predicativo do sujeito.

A. O velho pai determina tirar Inês ao mundo.


B. O Príncipe enjeita outras belas senhoras e Princesas.
C. Inês parecia tranquila e em sossego.
D. Dizem que a sede do amor nunca se satisfaz.

3. Classifica o sujeito da frase seguinte.

“Tirar Inês ao mundo determina”.

_____________________________________________________________________________

GRUPO V
Escrita
A história de amor de D. Pedro e D. Inês perdurou ao longo do tempo e tem sido lembrada
por muitos escritores pela sua beleza.
Escreve um texto de opinião entre 160 e 240 palavras, bem estruturado em que
apresentes uma reflexão sobre a forma como o amor é vivido pelos jovens, na atualidade.
O teu texto deve incluir, no mínimo, dois argumentos e dois exemplos.

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

8
Conto Contigo9

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

Bom trabalho! 😊