Você está na página 1de 10

Átomo: a essência do universo

AULA 3 No mundo ao nosso redor, muitas vezes não nos damos conta do que conhece-
mos. O ar, a água, as montanhas, enfim, tudo é composto de matéria. Mas, qual
a essência do universo? Qual a unidade mínima da matéria? Tudo no universo
é feito de incontáveis átomos, que se unem em estruturas diferentes, essencial-
mente como blocos de construção de brinquedos.

A ideia de átomo

Um pouco de história

Leucipo e Demócrito (século IV a.C.), filósofos da antiga Grécia, observando o comportamen-


to da matéria, concluíram que, se ela fosse dividida continuamente, chegaria um momento em que se
tornaria indivisível. À menor porção deram o nome de átomo (a = sem, tomo = divisão). Basearam-se
apenas em argumentos filosóficos.
John Dalton (1766–1844), químico e físico inglês, concluiu que os átomos eram partículas
esféricas, maciças e indivisíveis. Conseguiu provar cientificamente a ideia de átomo.
Joseph John Thomson (1856–1940), físico inglês, depois de realizar experimentos com car-
gas elétricas, afirmou que os átomos são formados por partículas com cargas negativas, às quais
chamou de elétrons.
Ernest Rutherford (1871–1937), físico e químico neozelandês, e Niels Bohr (1885–1962),
físico dinamarquês, alteram o modelo do átomo que passa a ser formado por um núcleo e uma ele-
trosfera.
Outros cientistas desenvolveram novos experimentos, provando que o átomo deixou de ser
indivisível, como se pensava desde os filósofos atomistas. O modelo atômico passou a se constituir,
na verdade, de uma estrutura complexa.
Fonte: O Correio da UNESCO. Janeiro-Março de 2001, pág. 7.

Química 1 - Aula 3 25 Instituto Universal Brasileiro


Estudo dos átomos
Aspectos Iniciais O átomo é um sistema constituído de
cerca de umas 30 partículas, mas, fundamen-
Tudo é composto por matéria, portan- talmente, ele é formado de três espécies de
to, tudo é constituído de átomos. A união dos partículas:
átomos forma as diversas espécies de subs-
tâncias como um pedaço de ferro, um pedaço • Prótons,
de carvão, um pedaço de madeira, a água, o • Nêutrons e
álcool. Em nosso corpo, o ar que respiramos, • Elétrons.
a comida que ingerimos, e até os sentimentos
e suas reações envolvem átomos.

Essas três partículas têm importância


para o estudo da Química; as demais têm
importância para a Física Nuclear.

Os prótons, nêutrons e elétrons estão


distribuídos em duas regiões distintas: Nú-
cleo e Eletrosfera.

}
}
- Prótons
Núcleo
- Nêutrons Átomo

Eletrosfera - Elétrons

Existem ainda outras formas de matéria


das quais não temos uma experiência direta
como o plasma (gás no qual os átomos es-
tão ionizados formando uma mistura elétrica e
neutra); a antimatéria (composta de antipar-
tículas que possuem a mesma característica Núcleo
das partículas, mas com carga elétrica contrá-
ria); e a matéria superdensa (como a estrela Eletrosfera
de nêutrons que pode ser muito mais densa do
que o núcleo de um átomo).

Os prótons (p) têm carga elétrica po-


Partículas do átomo sitiva e possuem massa igual a 1, enquanto
Observando-se um pedaço de ferro puro os elétrons (e) têm carga elétrica negativa
e um pedaço de alumínio puro, nota-se que e massa 1.840 vezes menor do que a do pró-
ambos são diferentes numa série enorme de ton. Os nêutrons (n) são desprovidos de
propriedades. carga elétrica, pois não apresentam efeitos
Química 1 - Aula 3 26 Instituto Universal Brasileiro
elétricos. Num átomo, normalmente não exis-
te predominância de cargas elétricas, ou seja, 20 elementos não observados na natu-
o número de prótons é igual ao número de reza, ao transformar núcleos existentes,
elétrons. Neste caso dizemos que o átomo é em novos núcleos superpesados. Esses
eletricamente neutro. átomos artificiais rapidamente se desfa-
Veja o quadro-resumo abaixo. zem, mas a criação de variações mais
estáveis pode estar próxima. No sécu-
Carga Massa lo 20, os humanos conseguiram liberar
Partícula
Relativa Relativa a energia interna de um núcleo atômico
pela primeira vez, fabricando usinas e
Próton +1 1 bombas nucleares. Hoje, os físicos es-
tão investigando componentes ainda
Nêutron 0 1 menores: quarks, léptons e bósons, que
formam os átomos. Em um nível ainda
1 misterioso, novas descobertas poderão
Elétron -1 redefinir nosso entendimento sobre o
1.840
universo.
Podemos agora fazer um esquema mais Revista Como Funciona. Ano 2, n° 13, pág.44.
completo de átomo. Na eletrosfera, os elé- Texto adaptado.
trons situam-se em níveis de energia chama-
dos de camadas. Cada camada possui vagas
para um número limitado de elétrons. A cama-
da mais próxima ao núcleo é a que tem o me-
nor nível de energia e a camada mais distan-
te, a que possui maior nível.
• Apenas a título de comparação,
Eletrosfera
(elétrons) se fosse possível aglomerar núcleos de
átomos a fim de se ter um aglomerado
do tamanho de uma cabeça de alfinete,
eliminando-se, assim, os espaços va-
zios existentes na matéria, teríamos este
aglomerado com um peso aproximada-
mente de 1.000.000 (um milhão) de to-
neladas!
• Se fosse possível enfileirarmos os
átomos, poderíamos colocar em um único
Núcleo
(prótons e nêutrons) centímetro de uma régua, cerca de um bi-
lhão de átomos!
• Hoje, sabemos que o tamanho do
átomo é de 10.000 a 100.000 vezes maior
que o seu núcleo. Para efeito de compara-
ção, podemos imaginar o núcleo atômico
como uma formiga no centro de um está-
A manipulação de átomos sempre dio como o Maracanã (um dos maiores es-
esteve presente no centro da tecnolo- tádios do mundo).
gia humana, até mesmo quando nem • Por circularem extensivamente pelo
fazíamos ideia de sua existência. Em tempo, átomos que estiveram em dinos-
anos recentes, os cientistas consegui- sauros podem estar presentes em nosso
ram produzir novos átomos, formando corpo.

Química 1 - Aula 3 27 Instituto Universal Brasileiro


Identidade do Átomo

Podemos então concluir que toda matéria é formada de átomos, e todos os áto-
mos são formados de prótons, nêutrons e elétrons. Então, seria correto concluir que
todos os átomos são iguais? Não. Os átomos diferem entre si pela quantidade de prótons,
nêutrons e elétrons. Todos os elementos são definidos por quantos prótons possuem. Veja
os exemplos:

Hidrogênio Hélio
(H) (He)

- +
+ - -
+

Átomo de Hidrogênio (H) Átomo de Hélio (He)


1 Próton + 2 Prótons +
Nenhum Nêutron 2 Nêutrons
1 Elétron - 2 Elétrons -

Faça a comparação e observe as variáveis do número de prótons, indicados em ver-


de (+); de nêutrons, em azul; e de elétrons, em vermelho (–) de diferentes elementos.

- -

+ - - ++ - - ++ - - ++ -
+ ++
- -
Hidrogênio Hélio Lítio Berilo
-- -- -- --
- -

- ++ - - + ++ - -
++ ++
- -
++ ++
-
++ + ++ + ++ + ++ + +
- -- -- - --
Boro Carbono Nitrogênio Oxigênio

+ Próton Nêutron - Elétron

Química 1 - Aula 3 28 Instituto Universal Brasileiro


Número Atômico (Z) Representação
É o número de prótons do núcleo de um
40 40
átomo. É o número que identifica o átomo. A re-
presentação do número atômico dos átomos é:
19
E ou
19
E
z
E Elemento químico
É o conjunto de átomos que apresentam
Num átomo neutro, cuja carga elétrica total o mesmo número atômico (Z) (mesma iden-
é zero, o número de prótons é igual ao número tificação química). Veja os exemplos do átomo
de elétrons. O número de elétrons, nesse caso, do Cloro (Cl) e do Potássio (K).
pode ser considerado igual ao número atômico.
Exemplo:
35 40
Cl K
O átomo de magnésio (Mg) tem núme-
ro atômico 12 (Z = 12).
Significado: No núcleo do átomo de Mg ou
existem 12 prótons. No átomo neutro de Mg 17 19
existem 12 prótons e 12 elétrons.

Representação

12
Mg
Íon negativo ou positivo

Número de Massa (A) Um átomo é eletricamente neutro quando


É a soma do número de prótons (Z) e do o número de prótons é igual ao número de elé-
trons, porém um átomo pode perder ou ganhar
número de nêutrons (N) existentes no núcleo
elétrons na eletrosfera sem sofrer alteração no
de um átomo. seu núcleo, originando partículas carregadas
positiva ou negativamente, denominadas íons.
A=Z+N ● Se um átomo ganha elétrons, ele se
Representação torna um íon negativo, chamado ânion (-).

A
E ou E A 35
17
Cl { 17 prótons
18 nêutrons ganha 1e
-
Cl- { 17 prótons
18 nêutrons
18 elétrons
z z
17 elétrons
átomo ânion
de cloro cloreto

Exemplo:
Um átomo neutro tem 19 prótons e 21 ● Se um átomo perde elétrons, ele se tor-
na um íon positivo, chamado cátion (+).
nêutrons, portanto:

{ Z = 19 e N = 21
A = Z + N = 19 + 21 = 40
40
19
K
átomo
{ 19 prótons
21 nêutrons perde 1e
19 elétrons
-
K+
cátion
{ 19 prótons
21 nêutrons
18 elétrons

de potássio potássio

Química 1 - Aula 3 29 Instituto Universal Brasileiro


Isótopos, Isóbaros e Isótonos Alotropia
Comparando o número de partículas, al- Um mesmo elemento químico pode for-
guns átomos apresentam igualdade (iso = igual) mar mais de uma substância pura, simples.
no número atômico, no número de massa ou no Este fenômeno se chama alotropia, e as subs-
número de nêutrons. São chamados de isóto- tâncias formadas recebem o nome de estados
pos, isóbaros e isótonos, respectivamente. Veja alotrópicos ou variedades alotrópicas.
abaixo a comparação entre eles.
1. Exemplo do Oxigênio (O)
● Isótopos: são átomos que apre-
sentam o mesmo número atômico (Z) e Um exemplo muito comum é o do ele-
diferentes números de massa (A). Os isó- mento Oxigênio (O), que forma as substân-
topos são átomos de um mesmo elemen- cias simples gás oxigênio (O2) e ozônio (O3)
to químico (mesmo Z) e que apresentam que diferem quanto ao número de átomos que
diferentes números de nêutrons, resultan- compõem a molécula (atomicidade).
do assim diferentes números de massa.

1 2 3
1
H 1
H 1
H
prótio deutério trítio
35 37
17
Cl 17
Cl
cloro 35 cloro 37

oxigênio (O2)
● Isóbaros: são átomos de diferen-
tes elementos químicos que apresentam O oxigênio forma moléculas com 2 ou 3
diferentes números atômicos (Z) e mesmo átomos, que são estados alotrópicos do oxigênio.
número de massa (A).

40 40
19
K e
20
Ca
14 14
6
C e
7
N
● Isótonos: são átomos de diferen-
ozônio (O3)
tes elementos químicos, que apresen-
tam diferentes números atômicos (Z), dife-
rentes números de massa (A), e o mesmo
número de nêutrons. 2. Exemplo do Carbono (C)
Exemplo também comum é o do elemento
Carbono (C), que forma duas substâncias sim-
26 28
12
Mg 14
Si ples muito diferentes: o grafite e o diamante. Em
um diamante, ligações fortes unem os átomos
e
N=A-Z N=A-Z em uma rígida estrutura em forma de grade. Por
N = 28 - 14 = 14 outro lado, no grafite os átomos se dispõem em
N = 26 - 12 = 14
camadas, com ligações tão fracas que o toque
sobre o papel já é o suficiente para quebrá-las.
Química 1 - Aula 3 30 Instituto Universal Brasileiro
Arranjos estruturais diferentes: esta- 3. Exemplo do Fósforo (P)
dos alotrópicos do carbono.
Outro caso interessante é o do Fósforo
(P), com quatro variedades alotrópicas: o fósfo-
ro amarelo, o fósforo negro, o fósforo vermelho
e o fósforo branco. Veja as características de
três deles e perceba suas diferenças.

grafite (Cn) ___________ P4 P4 P4


(amarelo) (negro) (vermelho)

Sistema Rom-
Hexagonal Cúbico
Cristalino boédrico

Densidade
1,82 g/ml 2,69 g/ml 2,20 g/ml
a 20º

Ponto de
fusão 44,1 ºC 400 ºC 725 ºC
(sob pressão)
diamante (Cn)

Números importantes

Z nº atômico
A nº de massa
np nº de prótons
A versatilidade do carbono
nn nº de nêutrons
ne nº de elétrons
Observe um lápis comum. É surpreendente
imaginar que esse instrumento simples, que hoje
se usa para escrever, em outras épocas já ocupou Z = np
o topo da lista de ferramentas de alta tecnologia
A = np + nn = Z + nn
e absolutamente indispensáveis. Mas o fato ain-
da mais inesperado são as notícias de que, cada nn = A - Z
vez que alguém escreve com um lápis, as marcas
que ficam no papel são formadas por pedacinhos Átomo neutro
do mais novo e cobiçado material da Física e da
nanotecnologia: o grafeno. Essa palavra vem de ne = np = Z
grafita ou grafite, o “miolo” do lápis formado por
camadas de átomos empilhadas. Grafeno é uma
dessas camadas; ele é formado por átomos de
___________ Z A np nn ne
carbono interligados em hexágonos, formando
um único plano, com apenas um átomo de espes-
sura. Além de ser o mais fino de todos os mate-
riais conhecidos, também é extremamente duro. isótopos = m = m =

Por isso, está sendo analisado por físicos e enge-


nheiros para futuras aplicações na fabricação de
isóbaros m = m m m
compostos superduros, telas inteligentes, transis-
tores super rápidos e até computadores.
Fonte: Scientific American Brasil, isótonos m m m = m
ano II, n° 8, 2011. Texto adaptado.

Química 1 - Aula 3 31 Instituto Universal Brasileiro


Representação
A A
z
E ou
z
E
A teoria das supercordas Elemento Químico
Atualmente um grupo de físicos afirma estar É o conjunto de átomos que apresentam
prestes a provar uma teoria que vai mudar nossa o mesmo número atômico (Z) (mesma identifi-
visão do mundo. Para eles, o universo é orquestra- cação química).
do por cordas minúsculas. São elas que arranjam ► Um átomo é eletricamente neutro quando o
elétrons, prótons, nêutrons e quarks numa melodia número de prótons é igual ao número de elé-
harmoniosa. Até uma década atrás, acreditava- trons, porém um átomo pode perder ou ganhar
se que as partículas elementares eram prótons, elétrons na eletrosfera sem sofrer alteração no
nêutrons, pósitron, neutrino, mas em 1964 o físico seu núcleo, originando partículas carregadas po-
americano Murray Gell-Mann, vencedor do Nobel sitiva ou negativamente, denominadas íons.
de Física em 1969, propôs a ideia de que as partí- ● Se um átomo ganha elétrons, ele se torna um
culas prótons e nêutrons são formadas por três ou- íon negativo, chamado ânion (-).
tras subpartículas chamadas quarks, as quais são ● Se um átomo perde elétrons, ele se torna um
10.000 vezes menores que as partículas nuclea- íon positivo, chamado cátion (+).
res. Em 1970 o japonês Yoichiro Nambu, o alemão
Isótopos, Isóbaros e Isótonos
Holger Nielsen e o americano Leonard Susskind
Comparando o número de partículas, al-
anunciaram que ainda não se havia chegado à es-
guns átomos apresentam igualdade (iso = igual)
sência da matéria. Segundo eles tudo que existe
no número atômico, no número de massa ou no
- elétrons e quarks – é formado por cordas infinita-
número de nêutrons. Podem ser:
mente pequenas, em constante vibração. Tão mi-
• Isótopos – átomos que possuem Z (número atômi-
núsculas que, se um elétron tivesse o tamanho de
co) igual, portanto, têm o mesmo número de prótons.
Júpiter, uma corda seria 10.000 vezes menor que
• Isóbaros – átomos que possuem A (número de
1 milímetro. Tudo ainda é hipotético e terá que ser
massa) igual. Isso significa que a soma das par-
provado para gerar a teoria das supercordas.
tículas do núcleo (prótons + nêutrons) é igual nos
Revista Superinteressante. Julho de 1999. Texto adaptado. átomos considerados.
• Isótonos – átomos que possuem igual número
de nêutrons.
Alotropia
Fenômeno em que um mesmo elemento
químico forma diferentes substâncias puras.
Estudo dos átomos Exemplos: o oxigênio forma o gás oxigênio (O2)
e o ozônio (O3) ; o carbono, o grafite e o dia-
Átomo é a menor partícula do universo, com- mante, com estruturas diferentes; e o fósforo,
posta basicamente por prótons, nêutrons e elétrons. com quatro variedades alotrópicas.
► Prótons – partículas com carga elétrica posi-
tiva, massa 1, situam-se no núcleo dos átomos. Z = np
Z nº atômico
► Nêutrons – partículas sem carga elétrica, massa A nº de massa A = n p + nn = Z + n n
igual à do próton, situam-se no núcleo dos átomos. np nº de prótons nn = A - Z
► Elétrons – partículas com carga elétrica nega- nn nº de nêutrons
Átomo neutro
tiva, massa 1.840 vezes menor que a do próton, ne nº de elétrons ne = np - Z
situam-se na eletrosfera, ao redor do núcleo. Na
eletrosfera, os elétrons estão dispostos em cama-
das ou órbitas, que são níveis de energia. Z A np nn ne
isótopos = m = m =
Identidade do átomo
isóbaros m = m m m
► Número Atômico (Z) isótonos m m m = m
► Número de Massa (A)

Química 1 - Aula 3 32 Instituto Universal Brasileiro


4. (FEI-SP) Uma das preocupações
com a qualidade de vida do nosso planeta
é a diminuição da camada de ozônio (O3),
substância que filtra os raios ultravioleta do
Sol, nocivos à nossa saúde.
1. O átomo de sódio (Na) Assinale a única alternativa falsa refe-
rente ao ozônio.
23
11
Na a) ( ) É uma molécula triatômica.
b) ( ) É uma forma alotrópica do gás
apresenta Z = 11 e A = 23. O número de oxigênio.
prótons, de elétrons e de nêutrons desse c) ( ) É uma substância molecular.
átomo é, respectivamente: d) ( ) É um isótopo do elemento oxi-
gênio.
a) ( ) 11, 12 e 13.
b) ( ) 12, 11 e 12. 5. O átomo de cloro possui 17 prótons,
c) ( ) 11, 11 e 12. 18 nêutrons e 17 elétrons. O número de
d) ( ) 12, 13 e 12. massa desse átomo é:

2. São definidas quatro espécies de áto- a) ( ) 35.


mos neutros em termos de partículas nucleares: b) ( ) 34.
c) ( ) 17.
Átomo I – possui 18 prótons e 21 d) ( ) 18.
nêutrons
Átomo II – possui 19 prótons e 20 6. (PUC-RIO) Os isótopos
nêutrons
16 17 18
O, 8O, 8O
Átomo III – possui 20 prótons e 19
nêutrons
Átomo IV – possui 20 prótons e 20 8
nêutrons possuem respectivamente os seguintes nú-
meros de nêutrons:
Pode-se concluir que:
a) ( ) 8, 8, 8
a) ( ) os átomos III e IV são isóbaros. b) ( ) 8, 9, 10
b) ( ) os átomos II e III são isótonos. c) ( ) 16, 17, 18
c) ( ) os átomos II e IV são isótopos. d) ( ) 24, 25, 26
d) ( ) os átomos II e III são isóbaros.
7. O Germânio apresenta o número
3. Um átomo qualquer que tenha nú- atômico 32 e o número de massa 72. Qual
mero atômico (Z) igual a 33 e número de das proposições seguintes é falsa?
massa (A) igual a 75 terá:
a) ( ) Cada núcleo do germânio con-
a) ( ) 33 prótons, 33 elétrons e 75 tém 32 prótons.
nêutrons. b) ( ) A maioria dos átomos de ger-
b) ( ) 33 prótons, 33 elétrons e 42 mânio contém 32 nêutrons.
nêutrons. c) ( ) Um átomo de germânio contém
c) ( ) 42 prótons, 42 elétrons e 75 32 elétrons.
nêutrons. d) ( ) O núcleo representa uma fra-
d) ( ) 75 prótons, 75 elétrons e 42 ção muito pequena no volume do átomo de
nêutrons. germânio.
Química 1 - Aula 3 33 Instituto Universal Brasileiro
obter o número de nêutrons (n).
Portanto, 75 – 33 = 42 nêutrons.
RESPOSTAS
4. d) ( x ) é um isótopo do elemen-
to Oxigênio.
1. c) ( x ) 11, 11, 12. Comentário. A afirmação é falsa por-
Comentário. Observe a representação que as moléculas do gás oxigênio e ozônio
do elemento sódio. são formadas pelo mesmo elemento químico,
23 Oxigênio. O gás oxigênio (O2) e o ozônio (O3)

11
Na diferem um do outro na atomicidade, isto é, no
número de átomos que formam a molécula.
Dizemos, então, que esses gases são formas
Se Z (número atômico) é igual a 11, alotrópicas do elemento químico Oxigênio, o
significa que esse átomo tem 11 prótons e 11 que torna a alternativa b correta. Substâncias
elétrons. A, representa o número de massa alotrópicas são aquelas que apresentam a
(prótons + nêutrons = 23). capacidade de um elemento químico formar
Para calcular quantos nêutrons esse duas ou mais substâncias simples diferentes.
átomo tem, basta subtrair Z de A:
5. a) ( x ) 35.
A – Z = 23 – 11 = 12. Comentário. Número de massa de um
átomo (A) é a soma das partículas do núcleo,
ou seja, prótons + nêutrons. Então, esse áto-
2. d) ( x ) os átomos II e III são isó- mo possui A = 17 + 18 = 35.
baros.
Comentário. Isóbaros são átomos de 6. b) ( x ) 8, 9, 10.
diferentes elementos químicos, que possuem Comentário. Os elementos químicos
igual número de massa (A), que é a soma são representados pelos seus símbolos, com
de prótons e nêutrons. Basta verificarmos o número atômico (prótons) (Z) e o número
que os átomos II e III possuem o mesmo nú- de massa (prótons + nêutrons) (A). Os isó-
mero de massa (39), sendo, portanto, isóba- topos têm o mesmo Z, que no exercício é 8.
ros. Reveja os conceitos: O número de nêutrons é calculado para cada
► Isótopos – átomos que possuem Z átomo, fazendo-se: A – Z. Portanto: 16 – 8 =
(número atômico) igual, portanto, têm o mes- 8; 17 – 8 = 9; 18 – 8 = 10.
mo número de prótons.
► Isóbaros – átomos que possuem A 7. b) ( x ) A maioria dos átomos de
(número de massa) igual. Isso significa que a Germânio contém 32 nêutrons.
soma das partículas do núcleo (prótons + nêu- Comentário. Observe a representação
trons) é igual nos átomos considerados. do elemento germânio.
► Isótonos – átomos que possuem
72
Ge
igual número de nêutrons.
Portanto, os átomos III e IV seriam isó-
topos (mesmo número de prótons = 20) e os 32
átomos II e IV seriam isótonos (mesmo núme-
ro de nêutrons = 20). As alternativas a e c estão corretas por-
que o número atômico (Z) é o número de pró-
3. b) ( x ) 33 prótons, 33 elétrons e tons e de elétrons de um átomo (no caso, 32).
42 nêutrons. A alternativa b é falsa, porque: utilizando-se a
Comentário. Z é o número de prótons fórmula A – Z = n, ou 72 – 32 = 40 nêutrons. A
e de elétrons. A é a soma das partículas do alternativa d apresenta uma afirmativa correta
núcleo: p + n. Basta usar a fórmula: A – Z para que se aplica a todos os elementos químicos.
Química 1 - Aula 3 34 Instituto Universal Brasileiro

Você também pode gostar