Você está na página 1de 6

Autismo

Projeto
inovador
A aplicabilidade teórica e prática da integração
sensorial e da ampliação de ofertas de atendimento
para as crianças com transtorno do espectro autista
tem sido um sucesso no tratamento continuado
Por Renata Nogueira Capeto Tupicanskas e Valquiria Ribeiro Barbosa

Renata Nogueira Capeto Tupicanskas é pós-graduada em Terapia Ocupacional:


uma visão dinâmica aplicada à neurologia; pós-graduada em Tecnologia
Assistiva, curso completo pela Artevidade de Intervenções no Processamento
Sensorial e Integração Sensorial. Possui experiência na área de educação há
10 anos, como membro de equipe no Serviço de Apoio à Inclusão Escolar,
no Atendimento Educacional Especializado (AEE) de alunos com deficiência
intelectual da APAE DE SÃO PAULO.
Valquiria Ribeiro Barbosa é psicóloga e psicopedagoga formada pela
Universidade Metodista de Ensino Superior. Com atuação há mais de 25 anos no
SHUTTERSTOCK

terceiro setor, em programas de inclusão da pessoa com deficiência nas áreas


de Educação, Capacitação e Inclusão Profissional. Atualmente gerencia a área de
Inclusão da APAE DE SÃO PAULO.

74 psique ciência&vida www.portalespacodosaber.com.br


www.portalespacodosaber.com.br psique ciência&vida 75
Autismo

O
objetivo do trabalho é
apresentar os concei-
tos da abordagem de
integração sensorial
de Anna Jean Ayres,
utilizados como base para a abertura de
uma sala de atendimento na APAE DE
SÃO PAULO, que amplia seu panorama
de atendimento à criança com transtorno
do espectro autista e síndrome de Down,
e, por fim, a aplicação da abordagem.
Desde 1961, a APAE DE SÃO
PAULO possui a missão de promover
a prevenção e a inclusão da pessoa com
deficiência intelectual, produzindo e di-
fundindo conhecimento. A organização
atua do diagnóstico no nascimento, por
meio do Teste do Pezinho, até o enve- Na vida intrauterina, há estímulos externos, em que a primeira descoberta inconsciente é a sensação,
lhecimento, propiciando o desenvolvi- que vai desde o toque no ventre da mãe ao som do coração
mento de habilidades e potencialidades
que favoreçam a escolaridade, a empre- Em cada e de movimento, e organizá-las em um
gabilidade, a inclusão social e a defesa plano de ação. É assim que ocorre o
de direitos. Além disso, está sempre em interação com o aprendizado. Dependendo do tipo de
busca de formas de atuação que possam meio, a criança experiência que esse estímulo propor-
contribuir com a prática. ciona, que vai do prazer ao medo ou
Assim, diante do interesse pela apli- recebe inúmeras desconforto, a criança responde de for-
cabilidade teórica e prática da integra- informações que ma compatível ou incompatível com a
ção sensorial e da ampliação de ofertas situação (Dionisio, 2013).
de atendimento para as crianças com são encaminhadas Portanto, a integração sensorial é a
transtorno do espectro autista, implan- para o sistema organização das sensações para uso no
tou-se o recurso. dia a dia. Quando nosso cérebro envia
Para compreendermos o que é a nervoso, onde são informações organizadas e adequadas,
abordagem da integração sensorial pre- discriminadas e somos capazes de realizar qualquer
cisamos, inicialmente, entender alguns tarefa de forma eficaz, porém quando
aspectos do desenvolvimento infantil. correlacionadas essas informações chegam de forma
Desde a vida intrauterina, recebemos para que possam desorganizada, temos dificuldades de
muitos estímulos advindos do mundo sentir e ordenar nossas sensações.
externo em que a primeira descoberta fazer sentido Para Serrano (2016), essa desorga-
inconsciente é a sensação, que vai des- nização pode produzir vários graus de
de o toque no ventre da mãe até o som e consequentemente dando respostas comprometimento no desenvolvimen-
da batida do coração (Serrano, 2016; adaptativas aos estímulos recebidos to, no processamento da informação,
Durão, 2014). (Serrano, 2016). no planejamento, no comportamen-
Após o nascimento, o bebê conti- Segundo Serrano (2016), em cada to e na aprendizagem, tanto motora
nua recebendo novos e variados estí- interação com o meio a criança rece- quanto conceitual, causando, assim,
mulos motores e sensoriais por todos be inúmeras informações que são en- grandes impactos e prejuízos na vida
os canais receptores como tato, visão, caminhadas para o sistema nervoso, cotidiana das crianças e adolescentes.
audição, paladar e olfato, e essas sen- onde são discriminadas e correlacio- Essas dificuldades são nomeadas de
sações vão se aprimorando ao longo nadas para que possam fazer sentido. disfunção de processamento sensorial
de seu desenvolvimento e maturação O sistema nervoso é responsável em (Associação, 2016).
do sistema nervoso. Com isso, o bebê organizar as informações visuais, au- Em meados da década de 1950, a
vai aprendendo a regular as sensações ditivas, táteis, olfativas, gravitacionais terapeuta ocupacional e psicóloga edu-

76 psique ciência&vida www.portalespacodosaber.com.br


O sistema nervoso
é responsável
em organizar
as informações
visuais, auditivas,
táteis, olfativas,
gravitacionais e de
movimento,
e organizá-las em
um plano de ação.
É assim que ocorre
o aprendizado
A sala deve oferecer equipamentos que permitem diferentes direções e movimentos, plataformas para
cacional dra. Anna Jean Ayres iniciou subir, redes, trapézio, rampas, cilindros, túneis etc.
seus estudos na especialidade de inte-
gração sensorial. Durante toda sua tra- der de maneira apropriada ao ambiente to ativas motoramente, que parecem es-
jetória profissional pesquisou um novo (Associação, 2016). tar em constante procura por estímulos
paradigma para a explicação de uma Diante dos sinais sugestivos de intensos ou outras modalidades senso-
variedade de problemas neurológicos e mau processamento sensorial (ver riais... que desafiam o perigo; hiper-rea-
de aprendizagem em crianças e adoles- Pílula), Dionisio (2013) enfatiza a ção a estímulos – as manifestações mais
centes que até então não eram compre- existência de três respostas adaptativas comuns são defensividade tátil, insegu-
endidos (Associação, 2016). inadequadas na disfunção do processa- rança gravitacional e resposta aversiva ou
A teoria da integração sensorial mento sensorial. intolerância a movimentos (p. 1).
trata da relação entre o cérebro e o Falha no registro sensorial – a crian- A disfunção, ou transtorno, de
comportamento em um processo que ça parece não prestar atenção a estímulos processamento sensorial, como é co-
ocorre no sistema nervoso central, ou relevantes no ambiente, nem sempre rea- mumente nomeada por estudiosos
seja, é um processo neurobiológico que gindo à dor, movimentos, som, cheiros, da área de integração sensorial, pode
promove a capacidade de processar, or- sabores ou estímulos visuais; tendência à ocorrer em qualquer período do desen-
ganizar, interpretar sensações e respon- procura de estímulos – são crianças mui- volvimento e não está necessariamente
associada a outra patologia ou defici-
ência, mas invade o desenvolvimento
Após o nascimento, o bebê e incapacita a aquisição de diversas ha-
continua recebendo novos e bilidades necessárias à aprendizagem
variados estímulos motores e (Momo, 2011).
sensoriais por todos os canais
Originalmente, a abordagem de in-
receptores, como tato, visão,
audição, paladar e olfato tegração sensorial descrita por Ayres é
destinada a crianças em idade pré-esco-
lar e escolar, mas em estudos atuais os
conceitos podem ser aplicáveis em ado-
IMAGENS: SHUTTERSTOCK e divulgação

lescentes e adultos (Associação, 2016).


Quanto ao diagnóstico clínico,
a abordagem é destinada a pessoas
com transtorno do espectro autista,
transtorno de déficit de atenção com
hiperatividade, dificuldade de apren-

www.portalespacodosaber.com.br psique ciência&vida 77


Autismo

A prescrição de
uma dieta sensorial Criança atendida na sala de integração sensorial
por parte do utilizando o rolo, com o objetivo de trabalhar o sistema
terapeuta diz respeito vestibular (estabilização do olhar e ajuste postural)
a um programa de
atividades, para que
a família ou a escola Estruturação
possam realizar
com a criança
A sala de integração sensorial na
APAE DE SÃO PAULO foi inau-
gurada em 2016. Os critérios para
A disfunção, ou transtorno, de processamento avaliação e realização da terapia de in-
tegração sensorial na organização con-
sensorial pode ocorrer em qualquer templam a faixa etária dos 3 aos 12 anos
de idade e os seguintes diagnósticos:
período do desenvolvimento e não está transtorno do espectro autista, síndro-
necessariamente associada a outra patologia, me de Down, desordens neuromotoras,
além de crianças sem diagnóstico pré-
mas invade o desenvolvimento e incapacita a vio que apresentem transtornos senso-
aquisição de diversas habilidades riais e que estejam interferindo no de-
sempenho das atividades de vida diária,
dizado, distúrbios de fala e linguagem, venção com crianças, isso nos remete à escolar e no convívio social.
desordens neuromotoras, síndrome de reflexão quanto ao brincar e ao desem-
Down e deficiência intelectual (Wata- penho ocupacional das atividades do FAIXA ETÁRIA NÚMERO DE
nabe, 2007). cotidiano. O terapeuta ocupacional é CRIANÇAS ATENDIDAS
Para a aplicação dessa abordagem, o um profissional qualificado que detém 3 a 4 anos 4
setting terapêutico deve ocorrer em uma os conhecimentos teóricos e práticos de
5 a 6 anos 2
sala ampla, com a existência de equi- análise das atividades para promoção da
pamentos suspensos, que permitem autonomia e brincar. 7 a 8 anos 3
diferentes direções e movimentos, pla- O terapeuta ocupacional que atua 9 a 10 anos 4
taformas para subir, redes, trapézio para com a abordagem da integração sen- 11 a 12 anos 3
balançar, rampas, cilindros, túneis para sorial deve ter qualificação técnica e
passar, skate, lycra, cordas, almofadas, utilizar avaliações padronizadas para TOTAL 16
brinquedos e matérias atraentes (Asso- favorecer intervenções de acordo com
ciação, 2016). a medida de fidelidade de intervenção Atualmente a sala de integração
A promoção de uma oferta senso- de integração sensorial de Ayres. Exis- sensorial está realizando atendimento
rial adequada às possibilidades e neces- te atualmente no Brasil o Programa de com 15 crianças dentro da faixa etária
sidades da criança é o principal objetivo Certificação Internacional em Integra- estabelecida.
de uma sala de integração sensorial, que ção Sensorial, autorizado e reconhecido
MASCULINO FEMININO
IMAGENS: SHUTTERSTOCK e divulgação

estimula os sistemas sensoriais, os refle- pela University of Southern California


xos e o sistema vestibular e propriocep- Department of Occupational Science 12 3
tivo (Carvalho, 2015). (USC) e Western Psychological Servi- Como critério de avaliação, é uti-
Como o objetivo da sala é intervir ces (WPS). Vale ressaltar que esse curso lizada a Classificação Estatística In-
nas atividades de vida diária, acadêmi- é oferecido exclusivamente para tera- ternacional de Doenças e Problemas
ca e social e estamos falando de inter- peutas ocupacionais (Carvalho, 2015). Relacionados com a Saúde, frequente-

78 psique ciência&vida www.portalespacodosaber.com.br


mente designada pela sigla  CID, e que evitar que os sistemas sensoriais se de-
está na décima edição. Esse processo de sorganizem. Para isso, o terapeuta ocupa-
avaliação é realizado pela área de ambu- cional planeja uma combinação de ativi-
latório da APAE DE SÃO PAULO. dades lúdicas com estímulos que podem
acalmar ou acionar o sinal de alerta, de
NÚMERO DIAGNÓSTICO acordo com a necessidade específica de
DE CRIANÇAS
cada criança. Essas atividades têm efeito
7 F84.0 - autismo infantil direto no sistema nervoso por um perío-
1 Q90 - síndrome de Down do de tempo limitado e, portanto, devem
1 F83 - transtornos ser repetidas diariamente. A cada evolu-
específicos mistos do ção, essas práticas vão se adequando às
desenvolvimento novas necessidades (Berlin, 2017).
1 Q851 - esclerose
tuberosa e F84.0 - Planejamento e evolução

5

autismo infantil
Em investigação
diagnóstica
D e acordo com o planejamento dos
atendimentos, a organização tem
como meta para 2018 a reavaliação de Quando o cérebro envia informações
organizadas, todos podem realizar tarefas,
mas quando são desorganizadas, surgem
Os atendimentos na sala de inte-
gração sensorial na APAE DE SÃO Originalmente, a dificuldades de sentir e ordenar as sensações

PAULO ocorrem semanalmente, com abordagem de


a presença da terapeuta ocupacional. 100% das crianças que estão em aten-
É feita uma entrevista inicial com a integração sensorial dimento. Serão utilizados os mesmos
família e há preenchimento de um descrita por Ayres protocolos iniciais, nomeados de “perfil
questionário padronizado chamado sensorial” e “observação clínica”, objeti-
de “perfil sensorial” e “observação clí- é destinada a vando a comparação dos resultados e as
nica”. Em seguida, são traçado o perfil
das respostas sensoriais e verificado se
crianças em idade evoluções alcançadas.
Com essa reavaliação, espera-se
existe a presença de transtorno do pro- pré-escolar e atingir 60% de evolução com dados
cessamento sensorial. Após essa ava- escolar, mas em quantitativos e qualitativos na melhora
liação inicial, são estabelecidas metas significativa em relação ao transtorno
e estratégias de intervenção e inicia-se estudos atuais os de processamento sensorial, interação
a terapia. O questionário é reaplicado com o meio, organização, planejamen-
anualmente, pois é um instrumental
conceitos podem to e respostas adaptativas adequadas
que ajuda a mensurar as evoluções. ser aplicáveis em quanto ao aprendizado e desenvolvi-
mento. Sabe-se que essa abordagem é
Importância da família adolescentes eficaz, porém no Brasil existem poucas

V ale ressaltar que o papel da famí-


lia é fundamental em todo esse
processo. O terapeuta ocupacional rea-
e adultos
REFERÊNCIAS
publicações sobre a temática.

liza muitas intervenções e a prescrição ASSOCIAÇÃO Brasileira de Integração Sensorial – ABIS. O que é integração sensorial, 2016. Disponível
de uma dieta sensorial, que nesse caso em: <https://www.integracaosensorialbrasil.com.br/integracao-sensorial> Acesso em: 21 nov. 2017.
não está associada à restrição de deter- ASSOCIAÇÃO Brasileira de Integração Sensorial – ABIS. Quem precisa, 2016. Disponível em: <https://
minados alimentos ou calorias, mas diz www.integracaosensorialbrasil.com.br/quem-precisa avaliacao-e-intervenca> Acesso em: 21 nov. 2017.

respeito a um programa de atividades BERLIN, l. Dieta sensorial para transtorno de processamento sensorial, 2017. Disponível em: < http://
superspectro.com.br/noticia/dieta-sensorial-para-transtorno-de-processamento-sensorial> Acesso em:
planejadas para que a família ou a escola 21 nov. 2017.
possam realizar com a criança.
CARVALHO, T. Integração sensorial de Ayres: história e teoria, 2015. Disponível em: <http://
Uma criança com transtorno de integracaosensorial.com.br/clinicaludens/blog-ludens/2015/07/terapia-ocupacional-com-base-na-
processamento sensorial, mesmo com o integracao-sensorial> Acesso em: 22 nov. 2017.
tratamento adequado, precisa continuar DIONISIO et al. Brincar e integração sensorial: possibilidades de intervenção da terapia ocupacional.
um acompanhamento periódico para Disponível em: <http://www.prac.ufpb.br/enex/

www.portalespacodosaber.com.br psique ciência&vida 79

Você também pode gostar