Você está na página 1de 18

BELÉM FACULDADE LIVRE DE TEOLOGIA

VINICIUS SANTOS BARBOSA

A ORELHA DIREITA DE MALCO

Tese de Pós- Doutorado

Tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Teologia do Departamento de Teologia da BELÉM FACULDADE LIVRE DE TEOLOGIA como requisito parcial para a obtenção do título de Pós Doutor em Teologia.

Orientador: Prof.Dr. Ricardo Nicacio Sabino

Porto Alegre Outubro de 2019

Vinicius Santos Barbosa

A ORELHA DIREITA DE MALCO

Tese apresentada como requisisto parcial para obtenção do grau de Pós Doutor pelo programa de Pós-Graduação em Teologia do Departamento de Teologia. Aprovada pela Comissão Examinadora abaixo assinada.

ORIENTADOR: Prof. Dr. Ricardo Nicacio Sabino

BELÉM

FACULDADE

LIVRE

DE

TEOLOGIA

 

Porto Alegre, 29 de Outubro de 2019

Ficha Catalográfica

SANTOS

BARBOSA,

A orelha Direita de Malco. Com base no texto de João 18:10. Levítico 8:24; orientador: Dr. Ricardo Nicacio Sabino. 2019.

18 f

Tese (Pós-doutorado)- BELÉM FACULDADE

LIVRE DE TEOLOGIA, Departamento de Teologia,

2019.

BELÉM

TEOLOGIA , 2019.

FACULDADE

LIVRE

DE

PORTO ALEGRE RS

2019

1

VINICIUS SANTOS BARBOSA

A orelha Direita de Malco. Com base no texto de João 18:10. Levítico 8:24

VINICIUS SANTOS BARBOSA

2

RESUMO

Esta tese propõe uma reflexão, à luz das Escrituras Sagradas e da fé cristã, onde mostra um homem que juntamente com o sumo sacerdote, foram buscar Jesus “o Nazareno”no Jardim Getsêmani, para prendê-lo. O apostolo Pedro em tal ocasião corta a orelha direita dessa pessoa que é servo do sumo sacerdote chamado Malco que está em João 18:10, e a outra passagem bíblica refere-se a um rito de consagração de Arão e os seus filhos localizada em Levítico 8:24. Tendo se exposto a importância no passado até os dia atuais. Palavras chave: Jardim Getsêmani. Rito de consagração. Servo do Sumo Sacerdote.

3

ABSTRACT

This thesis proposes a reflection in the light of the Holy Scriptures and the Christian faith, where he shows a man who together with the high priest went to seek Jesus "the Nazarene" in the Gethsemane Garden, to arrest him. The apostle Peter on such occasion cuts off the right ear of that person who is the servant of the high priest named Malchus who is in John 18:10, and the other biblical passage refers to a rite of consecration of Aaron and his sons located in Leviticus 8:24. Having exposed the importance in the past to the present day.

Keywords: Gethsemane Garden. Rite of consecration. Servant of the high priest.

4

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO

8

2 A origem do Sacerdócio

8

 

3 O

SACERDÓCIO

8

4. O LIVRO DE JOÃO 18.10.

9

5

A RELAÇÃO ENTRE OS LIVROS DE LEVÍTICOS 8:24 E JOÃO18:10

10

6

O sonho de Malco

11

7

A MENSAGEM DAS DUAS ESPADAS

11

8

O amor De Cristo Jesus

12

9

Misericórdias de CristoJesus

13

10 JESUS CRIA VIDAS

13

11 CONCLUSÃO

15

12 Bibliografia

17

8

1 INTRODUÇÃO

O presente estudo possui como objetivo demonstrar uma suposta tese em relação aos dois textos bíblicos que estão em João 18:10 e em Levítico 8:24, ambos falam da orelha do lado direito, e do sacerdócio. Através dessas passagens bíblicas, obtemos um conhecimento Profético ou Cristão para inserirmos em nossas vidas através de uma nova teoria. A Escritura Sagrada salienta ao falar da orelha direita de Malco, pois essa é uma importante narrativa. Os quatro evangelhos não citam ele como um soldado, mas sim como um servo do Sumo Sacerdote. Malco semelhantemente a um de nós achava que tudo estava perdido, após ter um encontro com o Senhor Jesus Cristo, tudo se transformou a partir daquele momento, não aconteceu como ele queria, seus conceitos eram outros. De modo perceptivo, descobriu que as más companhias e as influencias eram o que atrapalhava os seus projetos. Tudo o que parecia não ter mais solução, ocorreu de outra forma, quando Deus restaurou a sua vida. Através das histórias da Bíblia Sagrada encontramos muitas lições para aqueles que acampam sobre ela. Como está escrito em Romanos 15.4: “Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras nos enche de esperança”.

O que existe no Antigo testamento serve para ensinar e colocar em prática mostrando aquilo que não nos convém praticar ou o correto a se fazer, confirmado pelo novo testamento.

2 A ORIGEM DO SACERDÓCIO

Devemos compreender o texto de Levítico 8:24 Ele relata um ritual de consagração, que pode ser considerado distinto de João 18:10. Mostrando a prisão de Jesus, Uma exigência importante para tomar posse desse cargo é que a pessoa indicada pelo sumo sacerdote precisava ser sabatinado pelo sinédrio e para isso precisava preencher os requisitos que a lei de Moises apresentava. Os sacerdotes vinham da tribo de Levi, Jesus era da tribo de Judá por esse fato jamais poderia ser reconhecido como um sacerdote pelo homem.

3 O SACERDÓCIO

Cristo é o cordeiro que tira o pecado do mundo, tinha uma natureza sem pecado, unicamente um “cordeirinho” sem defeito poderia representar a Cristo (o substituto de todo pecador). Em Hebreus aprendemos que Cristo não é representado apenas pelo cordeirinho, ele também era representado pelo Sacerdote. Está localizado em Hebreus 7:22-27. O

9

Sacerdote representava o Cristo perfeito. O servo do sumo sacerdote era para todos os

efeitos, um sacerdote, uma vez que podia substituir o próprio sumo-pontífice na falta dele. A

aplicação do sangue na orelha era a consagração do sacerdote ao serviço de Deus, Arão devia

atender diligentemente as ordens de Deus e fechar os ouvidos para o maligno.

da

orelha direita de Arão, e sobre o polegar da sua mão direita, e sobre o polegar do seu pé

direito” (Levíticos 8:23).

“E

Moisés

o

imolou,

e

tomou

do

seu

sangue,

e

o

pôs

sobre

a

ponta

Nos rituais mosaicos conseguimos refletir a mensagem de Jesus, o cordeiro de Deus,

e a perfeição do seu sacrifício.

O sacerdote apresentava ao Senhor as ofertas do homem a Deus, e principalmente

os sacrifícios. Ele era o mediador entre o homem e Deus É aquele que entre os Hebreus faz

ou ministra os sacrifícios a Deus. O sacerdote era constituído nas coisas concernentes a Deus

em favor dos homens. Isto mostra que ele apresentava ao Senhor os dons e sacrifícios dos

homens a Deus. Inclusive em Levíticos 14:14, um leproso recebeu a cura com o sangue da

expiação.

4 O LIVRO DE JOÃO 18.10

Pelo sumo sacerdote Arão, teria acontecido a sua consagração pelo toque na orelha direita

com o sangue do carneiro. E uma vez com a orelha arrancada jamais poderia ser lotado no

cargo.

Seu nome é citado no evangelho de João como servo do sumo sacerdote Caifás. Esse

era um subordinado para cumprir ordens para prender Jesus no Getsêmani. Ao lado do Sumo

sacerdote Caifás estavam seus guardas, inclusive Judas Iscariotes. Foi atingido na orelha

direita por Simão Pedro. Malco não era soldado. O sonho dele seria se tornar um sumo

sacerdote, mas sem a sua orelha direita jamais poderia alcançar esse objetivo. A intenção de

Pedro era evitar a prisão de Jesus ferindo a orelha de Malco com sua espada. Pedro fere a

orelha direita de Malco, através de seu impulso instintivo reagindo deferindo um golpe de

espada.

“Então, Simão Pedro puxou da espada que trazia e feriu o servo do sumo sacerdote, cotando- lhe a orelha direita; e o nome do servo era Malco.” (João 18.10) Cristo foi preso no conhecido jardim chamado Getsêmani e posterior crucificado no morro temido pelas pessoas chamado de Gólgota, significa o “Lugar da Caveira”.

10

E

levaram-no

(Marcos15:22).

ao

lugar

do

Gólgota,

que

se

traduz

por

lugar

da

Caveira”.

Em Levíticos 21.18 diz: “Pois nenhum homem em que houver alguma deformidade se chegará: como o homem cego, ou coxo, ou de nariz chato, ou de membros demasiadamente compridos”. O versículo 21 diz que se homem tiver qualquer deformidade (isso inclui uma ferida feita em qualquer ocasião) não poderá se chegar para oferecer o pão de Deus.

5 A RELAÇÃO ENTRE OS LIVROS DE LEVÍTICOS 8:24 E JOÃO 18:10

Na passagem de consagração de Arão e dos seus filhos, Deus dá uma ordem e manda tomar do sangue do sacrifício colocando sobre a ponta da orelha direita, os polegares do lado direito do pé e da mão. O sangue do sacrifício era usado como símbolo da consagração do sacerdócio.

Os discípulos de Cristo passaram por perseguições injustas, a maior parte da população não queria acreditar que ele se tratava do Messias e queriam obrigar os demais a desacreditarem na palavra. João trouxe uma possível narrativa de verdade material para que os leitores pudessem compreendessem a verdade de Jesus.

“Moisés também mandou que os filhos de Arão se aproximassem e sobre cada um pôs um pouco de sangue na ponta da orelha direita, no polegar da Mão direita e no polegar do pé direito; derramou o restante do sangue nos lados do altar”. Levíticos 8:24.

Onde Moises solicita a aproximação dos filhos de Arão e participa com eles de uma consagração. Moises colocou sangue neles na ponta da orelha, do polegar e do pé direito.

O que sabemos de Malco era que ele era servo do sumo sacerdote, em lugar nenhum da Bíblia diz que ele era sacerdote, porem podemos conjecturar isso pelo fato da Bíblia dizer que ele era servo, pois sabemos que os sacerdotes auxiliavam o sumo sacerdote no serviço sagrado, mesmo com essa suposição não pode afirmar ou dar algum significado ao fato do corte da orelha direita de Malco.

Malco foi circunstancial se tivéssemos o registro de algum sacerdote que perdeu seu posto e ficou desonrado após ter a orelha direita cortada, ou alguma advertência bíblica tendo como punição a decapitação da orelha direita do sacerdote transgressor da lei, isso seria suficiente para contextualizar, e condenar o sacrifício, porém não temos esse texto que poderia esclarecer algumas dúvidas no que se explora ao incidente e aos detalhes da consagração sacerdotal.

11

Jesus disse em Marcos 4.9: “Quem tem ouvidos para ouvir ouça”. Parece que Malco não estava escutando. Não se sabe a continuação da vida de Malco. O que se pode afirmar é que Jesus restabeleceu a vida de uma pessoa que estava prestes a ter tudo destruído. Nenhuma pessoa naquele ato poderia melhorar a situação do servo. O máximo que poderiam fazer era tentar estancar o ferimento do servo do sumo sacerdote, portanto, aquele que pode todas as coisas realizou mais um ato de misericórdia com seus opositores, como está escrito que Jesus não veio para condenar, mas salvar os que estão perdidos.

6 O SONHO DE MALCO

Cristo conhecia os sonhos de Malco, mesmo ele não merecendo ele foi curado. Malco não conseguia entender como o homem que estava sendo preso por ele reconstruiria a sua orelha. Pois Cristo é aquele que quando encontra alguém caído, levanta o com seu incrível amor eterno bondoso. O texto Bíblico não relata que Jesus se abaixou para pegar a orelha de Malco. Ele restitui por completo a orelha dele.

“E tocando-lhe a orelha, o curou. E, respondendo Jesus, disse: Deixai-os; basta. E, tocando-lhe a orelha, o curou” (Lucas22.51).

No grego o termo tocou vem do tocar ( ggixe ) que resulta tocar no objeto. Cristo ao ver Malco caído no chão apavorado colocou sua mão sobre ele, talvez aos olhos dos outros teria dado a impressão de ter colocado o pedaço que faltava no lugar. Mas somente Lucas o médico, nos conta do tocar de Deus. “Mas Jesus acudiu dizendo: deixai, basta. E, tocando – lhe a orelha, o curou” (Lucas 22:51).

A compaixão e o perdão apresentadas pelo Mestre através da sua atitude com seus inimigos. Ele cura o ferido, fortifica os debilitados e reconstrói aqueles que para o mundo não Ninguém esperava que ele fosse tão humilde, sendo o filho de Deus, ele vinha de uma família pobre e trabalhadora, nascido numa manjedoura. A orelha direita, para muitos, não é considerada muito relevante como para Malco era praticamente tudo. Ele foi curado porque Jesus ama as pessoas.

7 A MENSAGEM DAS DUAS ESPADAS

Pouco antes de ir para o Getsêmani, Jesus estava reunido com os apóstolos em um grande cenáculo mobiliado (Lucas 22.12) para participarem da última ceia, e para dar as

12

últimas instruções. Um fato interessante é narrado pelo evangelista Lucas, da seguinte forma:

Jesus lhes perguntou:

“Quando vos mandei sem bolsa, sem alforje e sem sandálias, faltou-

vos, porventura, alguma coisa? Nada, disseram eles. Então lhes disse:

Agora, porém, quem tem bolsa, tome-a, como também o Alforje; e o

que não tem espada, venda a sua capa e compre uma. Pois vos digo

que importa que se cumpra em mim o que está escrito: Ele foi contado

com os malfeitores. Porque o que a mim se refere está sendo

cumprido.

Então lhe disseram: Senhor, eis aqui duas espadas! Respondeu-lhes:

“Basta!” (Lucas 22.35-48)

Inserido no capítulo que apresenta o confronto final de Jesus em Jerusalém,

incomodando as autoridades em Jerusalém. É o momento decisivo e por causa de suas

atitudes pagou um enorme preço sendo rejeitado, fez uma nova história para a humanidade.

Jesus foi preso e crucificado em cumprimento da palavra de Deus.

Ele enfrentou muita dor, traição sofrimento sendo julgado como um bandido,.O

trecho de Lucas diz que chegou a hora de partir para a vitória através da luta pela fé. Nessa

narrativa uma espada que tem caráter simbólico, não devemos desistir da nossa luta do

Reino de Deus.

As palavras do Messias falam não em violência que destrói a vida, mas aquela que constrói. Os discípulos não tinham ainda entendido as palavras de Jesus, trazendo duas espadas para ele. Cristo relembra seus seguidores que em todo o percurso da caminhada do

apostolado ele nunca permitiu que faltasse qualquer coisa essencial para a vitória. Foi

revelado a seus discípulos que o Mestre estaria com eles fortemente presente através da fé.

8 O AMOR DE CRISTO JESUS

Malco se aproxima do local onde o Senhor estava. Tendo, pois, Judas recebido a corte

e os oficiais dos sacerdotes e fariseus, veio para ali com lanternas, e archotes, e armas.

Após o episódio Jesus afirmou a Pedro, em João 18.11. “Mete a tua espada na bainha;

não beberei eu o cálice que o Pai me deu”? Com essas palavras Jesus deixa claro que tudo o

que estava para acontecer de fato aconteceria, independentemente da intervenção ou não de

alguém. E, em seguida, demonstra sua compaixão, realizando um grande milagre na vida de

Malco.

13

Em Lucas 22.50,51: “E um deles feriu o servo do sumo sacerdote e cotou-lhe a orelha

direita. E, respondendo Jesus, disse: Deixai-os, basta. Tocando-lhe a orelha o curou”

sentir misericórdia é não aceitar o sofrimento da outra pessoa. E mais que isso é entender a razão da miséria de outrem, e se compadecer por isso. E foi exatamente o que o nosso Senhor fez ao curar a orelha do jovem. Mas é justamente ai que contemplamos a profundidade do amor de Deus por nós!

Jesus disse:

“Ouvindo-os, Jesus replicou: “Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não

vim chamar os justos, mas os pecadores.” (Marcos 2,17).

9 Misericórdias de Cristo Jesus

Jesus Cristo sempre insistia para que as pessoas entendessem o que era a

misericórdia, a qual é fundamental nas mensagens das boas novas. Somente Deus pode

restaurar o que se quebrou, o amor de Deus pode acabar com a tristeza trazendo algo

maravilhoso na vida. Deus é muito bom e misericordioso, não pede nada em troca, apenas

que tenhamos confiança nele.

O que houve entre Jesus em relação a Malco foi justamente isso. Cristo entendeu suas

dificuldades, não concordou com o referido sofrimento, e ao invés de julgar a Malco por estar

do lado errado, preferiu tocá-lo, assim realizando o milagre, demonstrando a sua santidade.

Ao demonstrar compaixão com Malco, Cristo estava dando a ele a chance de reconstruir o seu

objetivo. Por um momento tudo estava perdido, pois a própria lei trataria de impedir os

sonhos de Malco. Porém a misericórdia do Senhor é capaz de reconstruir a vida do ser

humano, afinal ele mesmo falou:

Eu vim para que os homens tenham vida e a tenham em abundância” (João 10.10).

10 JESUS CRIA VIDAS

Afinal todos podem sonhar, assim como podem, mesmo sem querer, atrasar ou

interromper os sonhos de outros. O homem se parece com Pedro, quando pelo impulso do

momento age de forma imprudente, às vezes até mesmo pensando estar fazendo o certo.

Pedro ouviu por diversas vezes as palavras do Senhor sobre mansidão, amor até

mesmo aos inimigos e principalmente sobre misericórdia. E ainda assim deixou ser levado

14

pelo momento, esquecendo-se de que Jesus já havia dito diversas vezes que era necessário o sacrifício pela humanidade. E muitas vezes isso acontece no dia a dia. O Senhor ensina, mas a palavra às vezes é ignorada no momento da tentação.

Tudo se transforma quando Jesus Cristo entra no caminho. A insensatez dá lugar à prudência, enquanto a dúvida e o desânimo dão lugar à fé.

Seja Malco um líder de um grupo de soldados ou um futuro sacerdote, o certo é que não seria visto com os mesmos olhos pelo sumo sacerdote, pois mesmo este sendo escolhido por Roma, ainda assim procurava seguir firme na lei, e esta não permita imperfeitos na casa do senhor. Mas Cristo restaurou àquela vida pela Sua misericórdia. Qualquer ser humano em seu juízo normalmente faria uma reflexão sobre a pessoa de Jesus, logo após receber tamanho milagre.

O que escolher após a reflexão vai de cada um. Alguns preferem o caminho do erro, e o próprio Jesus cristo afirmou em João 3.19 que “A luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que luz, porque suas obras eram más”. Assim, mesmo diante da luz, do milagre, ou da verdade, os que preferem as obras más sempre optarão pelas trevas. Porém, existem os que analisam as obras do Senhor, não somente os sinais miraculosos, como também suas palavras e aceitam, de fato, a divindade e objetivos de Cristo. Esse é o exemplo de uma mulher samaritana, que após ouvir o discurso de Jesus sobre a água que dá a vida eterna e de ouvir sobre fatos de sua vida íntima revelados pelo Senhor, reconheceu o sob naturalismo do mesmo. Essa passagem que se encontra no evangelho de João no capítulo 4, diz da seguinte forma nos versículos 28 e 29: “Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito; por ventura não é este o Cristo”.

A orelha de Malco foi tocada, a vida de qualquer um pode ser mudada pelo Senhor.

O

espírito abalado pode ser refeito, a morte pode ganhar vida como no vale de ossos cecos.

O

sonho de Malco estava igual a esse lugar de ossos cecos, estaria destruído sem a orelha,

mesmo tendo essa “pedra gigante” no caminho, conseguiu receber sua benção de Jesus

Cristo.

Quando estudamos o livro do profeta Ezequiel ele conta uma visão dada pelo Espírito de Deus, ao qual foi levado ao meio de um vale cheio de ossos de pessoas mortas que estavam completamente secos, elas não tinham mais vida e nem esperança como aqueles que já estão desenganos pela medicina ou abandonados pela família. Deus faz uma pergunta

a Ezequiel, se era possível que aqueles ossos voltassem à vida. O Senhor ordena Ezequiel

profetizar àqueles ossos, que eles voltariam a ganharem vida novamente (Ezequiel 37:1-6).

15

Cada um tem a sua orelha direita, e muitas vezes uma espada pode corta-la, a presença de Cristo e a solução para curar. A Teologia é um assunto sério, pois desde os primórdios, as religiões, principalmente, a cristã antiga, posteriormente outras, em nosso mundo, deixaram traços marcantes que queiramos ou não fazem parte de nossas vidas até hoje e farão por muito por muito tempo, até mesmo na época da extinção humana.

11 CONCLUSÃO

Entendemos que não há registros sobre o paradeiro de Malco, nem de sua postura depois desse ocorrido. Pelo que sabemos ele não foi sacerdote, porque na lista de sacerdotes registrados não consta o seu nome. Talvez Malco se converteu para Jesus depois de ser curado, por isso os próprios Líderes não aceitaram ele como sumo sacerdote, pois a Bíblia não fala sobre isso. Com certeza não teria espaço no mundo se a Bíblia sagrada fosse falar sobre tudo que existe. Ela fala só traz o necessário para alcançarmos o que precisamos. Quando perdemos algo que tanto buscamos, os sonhos poderão serem arruinados. A palavra esperança pode ser descrita como uma expectativa de algum bem ou alguma coisa que se procura para deixá-lo satisfeito ou mais completo. Muitas pessoas estão em busca da felicidade e quando alcançam o que queriam ainda parece que sempre está faltando alguma coisa.

A sua carreira profissional, o seu ministério na igreja, a sua família desde quando tem

alguém para te socorrer, até mesmo estando em lados que não deveríamos estar, mas Cristo nos lembra, para que não andemos segundo o conselho de pessoas incrédulas, por isso saber o que falamos e com quem convivemos, principalmente vigiando o local em que somos frequentadores.

A missão de Cristo é dar vida com abundância, como ele próprio havia ensinado. Com

tudo, o cristão deve aprender com o Mestre Jesus de que a violência só gera violência. O cristão deve seguir seus passos. E acima de tudo, deve sempre confiar em Deus. Quando os projetos, os sonhos, o ânimo forem cortados por um golpe da vida, deve-se sempre lembrar de que o Senhor está sempre pronto para ouvir as orações e renovar as forças e, consequentemente, os objetivos e sonhos de qualquer um que nele confiar. Mas não somente isso. Pois como Deus determinou pela lei a perfeição para o sacerdote, atualmente, os cristãos como os sacerdotes devem aproximar-se mais da perfeição diante do Criador, de corpo e alma e espírito.

16

Cada um deve ter sua orelha, a qual simboliza a audição, de forma perfeita. Para ouvir a palavra do Senhor e a colocar em prática. Dessa forma as vestes espirituais estarão sempre demonstrando os frutos dependurados, simbolizando o louvor. Seus planos são muito maiores do que os nossos sonhos.

Não sabemos dar o devido valor àquilo que realmente importa na vida, mas Deus nos socorre das duras pedras, nos mostra o que é importante de verdade. Malco foi liberto da angustia e da tristeza através do poder de Jesus. A esperança brilhou com o milagre operado pelo o poder de cura. Sem dúvida foi identificado que Cristo pode ser considerado o único sumo sacerdote de Deus. Nessas duas histórias verídicas compreendemos que pessoas não nascem por nascer ou pelo fato de um casal simplesmente quererem ter um filho. Isso é um meio que Deus usa para que pessoas venham a esse mundo para cumprir um propósito aqui na Terra.

17

12 REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

BERNARD, Rolland e SAULNIER, Christiane. A Palestina no Tempo de Jesus. Edições

Paulinas.

BOYER, Orlando. Pequena Enciclopédia Bíblica. Editora Vida.

Levítico. Disponível em: <http:// pt.wikipedia.org/wiki/Lev%C3%ADtico /> Acesso em:

24 Outubro.2019.

Êxodo e

Levítico

Disponível em:

m/> Acesso em: 24 Outubro.2019.

<http://https://www.estudosdabiblia.net/d190.ht

O que não tem espada, venda a sua capa e compre uma. Disponível em: http:

//do

utorrodrigoluz.blogspot.com.br/2013/11/o-que-nao-tem-espada-venda-sua-capae.htm

l/> Acesso em: 24 Outubro.2019.

A ESPADA DE PEDRO Disponível em: < http://www.chrisduran.com.br/a-espad a-de-

pedro-417-post/> Acesso em: 24 Outubro.2019.

VALE

DE

OSSOS

CECOS.

Disponível

em:

http://focadoemdeus.blogspot.com.br/2012/11/vale-de-ossos-secos-ezequiel-37.html/>

Acesso em: 24 Outubro.2019

DISCOVERY, Software. Bíblia Almeida Fiel. Ed. Sociedade Bíblica do Brasil

BOYER, ORLANDO. Pequena Enciclopédia Bíblica. Revista e atualizada. ed. São Paulo:

vida, 2006. 716 p.

18

BRASIL, S. B. Bíblia de Estudo Plenitude João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada.

2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006. 1526 p.

JOSEFO, FLÁVIO A história dos Hebreus. Digital. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004. 1568

p.

LAWRENCE O. RICHARDE GUIA DO LEITOR DA BÍBLIA. 8. ed. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de Deus, 2009. 933 p.