Você está na página 1de 28

Introdução à Bioquímica

Lipídeos
Dra. Fernanda Canduri
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
Departamento de Física. UNESP
São José do Rio Preto - SP.

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Tópicos
! Classificação dos lipídeos
! Ácidos graxos
! Triacilgliceróis
! Glicerofosfolipídeos
! Esfingolipídeos
! Esteróides
! Outros lipídeos
! Bicamadas lipídicas
! Por que são formadas bicamadas
! Mobilidade lipídica

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Lipídeos
O que são?
Gorduras, óleos, algumas vitaminas e hormônios, e a
maioria dos componentes não-protéicos das membranas

Mistura de compostos que partilham algumas


propriedades baseadas em similaridades estruturais,
principalmente uma preponderância de grupamentos
apolares

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Lipídeos

! É o quarto grupo principal de moléculas da célula


! Não são poliméricos, mas se agregam
! Possui grande variedade estrutural

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Lipídeos
! Desempenham 3 funções báscias:

1. São componentes essenciais de membranas biológicas


(bicamada lipídica)
2. Reserva energética
3. Eventos de sinalização intra e intercelular

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Classificação dos lipídeos
! Compostos com cadeia aberta
! Cabeças polares (hidrofílicas)
! Longas caudas apolares (hidrofóbicas)
Ácidos graxos
Triacilgliceróis
Esfingolipídeos

! Compostos de cadeia cíclica


! Esteróides
Colesterol

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Lipídeos de
cadeia aberta

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Ácidos graxos

São ácidos
carboxílicos com
grupos laterais de
longas cadeias de
hidrocarbonetos

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
! Os ácidos graxos com cadeias de 16 e 18 carbonos
são os mais comuns em plantas e animais superiores
! Cadeias menores que 14 carbonos e maiores que 20
são incomuns
! A maioria possui número par de átomos de carbono

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Ácidos graxos

! Mais da metade dos ácidos graxos são insaturados


! Primeira dupla ligação ocorre entre C9 e C10
! Em poliinsaturados, as duplas ligações ocorrem a
cada 3 carbonos
(- CH = CH – CH2 – CH = CH – )

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Ácidos graxos saturados

! São altamente flexíveis, mas conformação estendida


possui menos energia " não há interferência com
grupos metilenos vizinhos

! Tf em ácidos graxos saturados aumenta com sua


massa molecular

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Ácidos graxos mais comuns

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Triacilgliceróis

! São triésteres de glicerol com ácidos graxos


! Gorduras e óleos de plantas e animais consistem em
misturas de triacilgliceróis

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Em animais, faz a reserva de energia
metabólica
! Diferem pela posição dos 3 resíduos de ácidos graxos

Adipócitos:
Células especializadas na síntese e armazenamento
de triacilgliceróis

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Tecido adiposo

Tecido adiposo:
abundante na camada subcutânea e cavidade
abdominal
Conteúdo em humanos: 21% em humanos e 26% em mulheres

! Permite a sobrevivência a um jejum de 2 a 3 meses


! A camada gordurosa subcutânea é a importante
forma de isolamento térmico em animais aquáticos
de sangue quente

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Glicerofosfolipídeos ou fosfoglicerídeos

! Principal componente lipídico das membranas biológicas


! Consiste de glicerol-3-fosfato
C1 e C2 são esterificados com ácidos graxos

O grupo fosforil é ligado a outro grupo A

G3P
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Classes comuns de glicerofosfolipídeos
Grupo A

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Glicerofosfolipídeos

! Posição C1 – ácido graxo saturado de C16 e C18


! Posição C2 – ácido graxo insaturado de C16 e C20

Portanto, são moléculas anfifílicas com caudas apolares


alifáticas e cabeças polares de fosforil-A

Os glicerofosfolipídeos podem ser hidrolisados por enzimas


conhecidas como PLA2 – remove o resíduo de ácido graxo
da posição 2, formando um lisofosfolipídeo

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Fosfolipases

lisofosfolipídeo

Fosfolipase A2 ligada ao
glicerofosfolipídeos
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Lisofosfolipídeos são detergentes potentes que
rompem a membrana celular e lisam as células

! Veneno de cobras e abelhas são fontes de PLA2.

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Plasmogênios
! São fosfoglicerídeos que contém 1 ligação éter
substituinte
! C1 do glicerol está ligado por meio de uma ligação éter cis
no lugar de éster
Etanolamina, colina e serina
fazem parte das cabeças
polares mais comuns

Suas funções não estão bem


compreendidas

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Esfingolipídeos

! Componentes importantes da membrana celular


! A maioria é derivada do aminoálcool C18 esfingosina
! Os ácidos graxos N-acil da esfingosina são conhecidos
como ceramidas

Esfingosina Ceramida

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Compostos precursores de esfingolipídeos mais
abundantes

1. Esfingomielina
A mais comum: ceramida - grupo polar – fosfocolina ou
fosfoetanolamina – são os esfingofosfolipídeos

A bainha de mielina que reveste e isola eletricamente muitos axônios


das células nervosas é particularmente rica em esfingomielinas

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Compostos precursores de esfingolipídeos mais
abundantes

2. Cerebrosídeos - ceramidas cujas cabeças polares possuem um


resíduo de açúcar – glicoesfingolipídeos
Os mais comuns: galactocerebrosídeos e glicocerebrosídeos
Não possuem grupo fosfato – não-iônicos

galactocerebrosídeo

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Compostos precursores de esfingolipídeos mais
abundantes
! Gangliosídeos
são os glicoesfingolipídeos mais complexos
- ceramidas ligadas a oligossacarídeos com pelo menos um
resíduo de ácido siálico

A estrutura do
gangliosídeo GM1
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Esfingolipídeos

! Fração significante dos lipídeos cerebrais (6%)


! Suas cabeças de carboidratos complexas agem como
receptores específicos para determinados hormônios
glicoprotéicos pituitários que regulam uma série de
funções fisiológicas importantes

! Os esfingolipídeos e glicerofosfolipídeos modulam


especificamente as atividades de proteínas quinases e
fosfatases envolvidas na regulação do ciclo de divisão
celular e diferenciação
Laboratório de Sistemas BioMoleculares.
BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br
Gangliosídeos

! Os gangliosídeos são determinantes específicos do


reconhecimento célula-célula, exercendo função
importante no crescimento e diferenciação de tecidos e na
carcinogênese
! Distúrbios na degradação de gangliosídeos são
responsáveis por várias doenças hereditárias de
armazenamento de esfingolipídeos – doença de Tay-Sachs
– deterioração neurológica invariavelmente fatal no início
da infância

Laboratório de Sistemas BioMoleculares.


BioMoleculares. Departamento de Física.
Física. Câmpus Rio Preto.
Preto.
www.biocristalografia
www.biocristalografia..df.
df.ibilce.
ibilce.unesp.
unesp.br