Você está na página 1de 2

ALIMENTOS PARA CORAÇÃO

DESJEJUM PARA UM CORAÇÃO SAUDÁVEL

O desjejum deve prover uma fonte importante de energia, vitaminas e outros nutrientes para ajuda-lo a começar o dia com a maior
vitalidade possível. No entanto, para a maioria das pessoas, devido ao seu estilo de vida agitado, deveria ser também uma
refeição com a menor preparação possível. Para todos os que se preocupam com o coração, um desjejum baseado em frutas e
cereais integrais é o ideal. Como, especificamente, deve ser essa alimentação? - Um desjejum com pouco ou nenhum açúcar, à
base de aveia, trigo, milho ou arroz, leite de soja, frutas e sementes (gergelim, girassol e abóbora). - Pão ou torradas integrais com
doce, sem açúcar. -Salada de frutas frescas com iogurte natural -Frutas batidas com iogurte natural e um pouco de mel -Flocos
integrais de aveia com fruta fresca -Granola sem açúcar e com iogurte natural -Flocos de aveia com leite e com frutas frescas e
secas -Torradas integrais com requeijão e fruta fresca -Biscoitos ou panquecas com recheio de maçã, sem açúcar, e mel.

ALMOÇO PARA UM CORAÇÃO SAUDÁVEL


Para muitas pessoas que vivem pressionadas pelo tempo, o almoço raramente é uma refeição folgada ou de grandes porções.
Mas será importante verificar que os níveis de vitamina e energia sejam supridos. Não caia na tentação de fazer uma refeição
rápida com hambúrgeres e batata frita. Existem alternativas com menos calorias e gorduras: -Sopas de vegetais bolachas ou
torrada integral -Salada variada com pão integral -Batata cozida com requeijão e salada -Salada russa com azeite e limão -Salada
de leguminosas .

JANTAR PARA UM CORAÇÃO SAUDÁVEL


É bem conhecido o conto de cavalaria de Miguel de Cervantes envolvendo dois personagens caricatos. Ali se encontra uma das
frases mais sábias que serve de bom conselho para os hábitos que devem ser desenvolvidos relativamente ao jantar. D. Quixote
dá este conselho ao seu escudeiro, Sancho: "Come pouco, amigo Sancho, e janta menos, porque o estômago é um laboratório
onde se forja a saúde e a vida." Ainda é oportuno lembrar o célebre adágio para um bom regime alimentar: "Desjejum de rei,
almoço de príncipe e jantar de pobre." Fonte: Revista Vida e Saúde - Jan/2003

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde recomendou uma campanha mundial para estimular o consumo de frutas.
Comer cerca de 400 gramas de frutas variadas por dia ajudaria na prevenção de diversos tipos de câncer e doenças
cardiovasculares.

No países industrializados, as doenças coronárias são a principal causa de morte, muito embora as doenças do coração
sejam consideradas enfermidades que afetam os homens, tornaram-se também a causa número um de mortes entre as
mulheres. Segundo a OMS, das onze milhões de mortes anuais no ocidente, 25% são causadas por doenças
cardiovasculares. No entanto, muito se pode fazer para evitar a ocorrência dessas doenças.

A IMPORTÂNCIA DOS TRIGLICÉRIDES


Uma parte do açúcar que ingermimos é transformada em uma gordura conhecida como triglicéride. Esta desempenha um
importante papel no desenvolvimento de doenças coronárias, embora a sua função exata ainda não seja conhecida.
Um estudo demonstrou que as mulheres com valores máximos de triglicérides têm 7 vezes mais possibilidades de morrer
vítimas do coração do que aquelas que têm um nível mais baixo dessa gordura. Alguns cientistas acreditam que a ingesta
de açúcar tem um efeito tão nefasto como o que é provodado pela gordura, quando consideramos as doenças
cardiovasculares.

O AÇÚCAR NA DIETA
Todos sabemos identificar fontes de açúcar (doces, chocolates, et), no entanto existe muito açúcar em enlatados e comidas
processadas que não são doces. O importante é analisar a lista dos ingredientes, antes de comprar ou consumir qualquer
produto alimentício. às vezes ele está embutido em termos como açúcares, dextrose, frutose, glucose, sucrose, maltose,
adoçantes, aspartames, sacarina, etc.

MENOS GORDURA, MAIS AÇÚCAR


Muitos produtos que dizem ter "baixo teor em gordura" ou "sem gordura" contém grandes quantidades de açúcar. Bolachas,
bolos e gelados são um bom exemplo disso. A solução mais saudável é mudar o tipo de alimento ingerido, em vez de tentar
encontrar versões mais saudáveis da comida menos saudável. Por exemplo, no jantar, coma uma banana em lugar de uma
bolacha.

ADOÇANTES ARTIFICIAIS
Sacarina e aspartame são muito utilizados como substitutos do açúcar. Ao contrário do açúcar, esses adoçantes artificiais
não aumentam os níveis de triglicérides no sangue. Infelizmente, porém, têm outros efeitos adversos sobre o organismo. A
sacarina em altíssimas doses causou tumores em ratos de laboratório, e existe a suspeita de que o aspartame possa
causar distúrbios de sono e alterações no comportamento.

COMER SEM AÇÚCAR


Existe alguma evidência científica que sugere que consumir adoçantes artificiais pode levar-nos a consumir mais comida a
longo prazo, porque valoriza o sabor dos doces e causa uma queda mais acentuada dos níveis de açúcar no sangue, o que
aumenta a fome antes do tempo.
O aspartame pode criar problemas especiais em pessoas que sofrem de uma doença conhecida como fenilcetonúria (PKU).
Indivíduos com essa enfermidade têm falta de uma enzima que converte o aminoácido fenilalanina em tirosina (outro

1
aminoácido). Em crianças, a formação de fenilalanina no sangue pode causar problemas no desenvolvimento do cérebro e
do sistema nervoso. Uma vez que o aspartame contém fenilalanina, é importante que os que sefrem de fenilcetonúria
evitem essa substância.

PREVENÇÃO DOS DANOS


O oxigênio é essencial para a vida e é utilizado em inúmeras reações químicas e biológicas, diariamente, em nosso
organismo. No entanto, esses processos também originam produtos secundários perigosos. Essas reações químicas,
podem se formar radicais livres, o que acelera o processo que conduz à doenças coronárias. As células que formam as
artérias coronárias tentam consertar os danos causados pelos radicais livres com o colesterol do plasma, aumentando
assim o risco de ataque cardíaco.
Radicais Livres são pedaços de moléculas libertadas como produto secundário na sequência da atividade normal das
células. Imagina-se agora que essas moléculas, podem causar danos significativos caso se acumulem de forma excessiva.

O PAPEL DOS ANTIOXIDANTES


Os danos causados pelos radicais livres sobre o coração e os vasos sanguíneos são neutralizados pela ação dos nutrientes
antioxidantes, tais como o betacaroteno, vitaminas A, C e E, além do mineral Selênio. Alimentos que contêm níveis
elevados de antioxidantes incluem frutas frescas, vegetais e cereais integrais. Comer abundantemente esses alimentos é
um hábito que pode reduzir o risco de desenvolver doença coronária.
Além de adotar dieta rica em nutrientes antioxidantes, pode ser benéfico tomar suplementos nutritivos. Tais suplementos
podem ser facilmente encontrados em lojas especializadas em dietética.

GORDURAS SAUDÁVEIS

Algumas gorduras saudáveis na alimentação também podem reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Essas gorduras
essenciais podem ser encontradas no azeite, sementes de abóbora, girassol e gergelim, que podem ajudar a proteger
contra a arteriosclerose e de um modo natural tornam o sangue mais fluido.
Uma boa dieta pode ser deliciosa. A ênfase deveria estar nas frutas frescas, vegetais e verduras e cereais integrais, além
de incluir pouca gordura, pouco açúcar e sal.

Você também pode gostar