Você está na página 1de 22

1 - Introdução

A Console de Áudio série SMX (Séries 2000, 3000 e 4000) foi


projetada especialmente para utilização em emissoras de rádio FM e AM,
onde é necessário alto desempenho para realização das tarefas exigidas nos
estúdios de transmissão da emissora.
Este manual é dirigido ao técnico responsável pela instalação dos
equipamentos da sala de controle e estúdios da emissora, lembrando sempre
que é de grande importância seguir as instruções e sugestões de ligações
indicadas, para que as características técnicas sejam mantidas o mais
próximo possível das encontradas nas medições realizadas em nossos
laboratórios.
Antes de iniciar as ligações dos equipamentos de áudio, é
extremamente recomendável a leitura deste manual e que seja feito um
planejamento completo da disposição de todos os equipamentos da sala de
controle e do sistema de aterramento.

2 - Instalação

2.1- Sistema de aterramento

Para se obter todas as vantagens das excelentes características


técnicas da SMX, todo cuidado deve ser tomado com o sistema de
aterramento, para que incorretas instalações de ligações não prejudiquem o
desempenho da console. Ruídos, “cliques”, “plocs”, “hum”, oscilações,
instabilidade e interferência de rádio freqüência podem aparecer quando
existem indesejáveis retornos de terra (ground loop) e um pobre referencial
de terra.

1
Além disso, um bom sistema de terra pode reduzir o risco de choque
elétrico a qualquer pessoa que tenha contato com o equipamento, seguindo
assim as normas de segurança.
Para o êxito de uma instalação sem ruídos, é necessário que todas as
ligações sejam executadas obedecendo a conceitos básicos de aterramento.
O sistema de terra deve ser projetado para que o retorno de terra seja
evitado. O retorno de terra aparece toda vez que existe mais de uma
conexão de terra por acoplamento DC entre qualquer equipamento,
propiciando o surgimento de uma pequena voltagem entre os pontos de terra,
e conseqüentemente fazendo fluir uma corrente AC normalmente na
freqüência da rede elétrica (60Hz e harmônicos) pelos condutores de terra
criando indesejáveis geradores de ruídos para os sinais de áudio.
Assim para o melhor desempenho é essencial que o sistema de terra
seja livre de ruídos e que o fluxo de sinal de áudio do estúdio seja
referenciado a este mesmo terra. Todo equipamento de áudio da sala de
controle e estúdio, exceto os microfones, deve ser conectado separadamente
a um ponto central de aterramento. Como a console é o centro de todo o
sistema de áudio, este ponto deve ser a barra de aterramento, encontrada no
interior da console, instalada especificamente para esse fim, onde todos os
condutores de terra se encontram. Este tipo de conexão é chamado de
ligação em estrela.
Cada equipamento deve ter seu terminal de terra ligado à barra de
aterramento da console SMX, sendo este o único ponto de aterramento entre
o equipamento e a console. É fundamental esta barra de aterramento seja o
ponto central de todo o sistema de aterramento.
A seguir as Figuras 1 e 2 mostram como estas ligações devem ser
feitas. Caso o equipamento não possua um terminal de terra apropriado,
deve-se providenciar este ponto de forma adequada.

2
SISTEMA DE ATERRAMENTO
FIGURA 1

3
FIGURA 2

4
2.2- Ligação dos Equipamentos

Depois de todo o sistema de aterramento feito, pode-se dar inicio a


etapa de ligação de todos equipamentos de áudio à console. Como foi visto
anteriormente, cada equipamento deverá ter apenas uma conexão de terra
para a console. Assim, como os equipamentos já estão aterrados, devemos
dar uma atenção especial às ligações das malhas de blindagem.
Como regra geral, as malhas devem ser ligadas apenas numa
extremidade, sendo a outra desconectada para garantir que nenhuma
corrente indesejável circule pela blindagem.
Quando os equipamentos são instalados em área de intensa
interferência de radiofreqüência, o lado da malha de blindagem desconectado
deverá ser ligado para a barra de aterramento através de um capacitor
cerâmico de 0,01 micro Farad para reduzir a impedância efetiva da malha
para o terra apresentando um curto circuito para as freqüências altas.
Contudo, para freqüências de áudio, a reatância do capacitor será
suficientemente alta para não causar nenhum retorno de terra.
As figuras 2 e 3 mostram como ligar as malhas de blindagem tanto
para entradas como para as saídas da console.
É importante que o primeiro equipamento a ser ligado a console seja o
amplificador monitor da sala de controle (control room), com suas caixas
acústicas. Uma vez bem instalado será utilizado posteriormente para
avaliação auditiva da qualidade das conexões dos outros equipamentos.

5
LIGAÇÃO DAS MALHAS DE BLINDAGEM NAS ENTRADAS DA CONSOLE
FIGURA 3

6
LIGAÇÃO DAS MALHAS DE BLINDAGENS NAS SAÍDAS DA CONSOLE
FIGURA 4

7
CONEXÕES DO MÓDULO DE MICROFONE - PMX-01
FIGURA 5
8
1- Ajuste de ganho de entrada de Microfone
O módulo de microfone possui um ajuste de ganho para cada entrada. Isto
permite ajustar o nível ideal para cada tipo de microfone utilizado. Para ajustar o
ganho, coloque antes o controle principal de volume do canal correspondente na
posição nominal (entre os pontos 6 e 7), e com as saídas de pgm, aud e mono
carregada, verifique o nível de áudio através dos VU’s já calibrados na fábrica.

2- Equalizador de voz
O equalizador de cinco bandas permite realizar pequenos ajustes de
equalização necessários, ou quando se deseja personalizar um determinado tipo
de locução. Estes ajustes devem ser feitos com muita atenção, observando a
estreita faixa de atuação de cada freqüência. Na posição central de cada
controle o ganho é nulo (0dB). Para a direita o sinal é reforçado e para a
esquerda é atenuado na freqüência central indicada. Caso não haja
necessidade de equalização o jumper EQ (in/out) deve ser colocado na posição
OUT.
Durante a equalização os controles de ganho de entrada devem ser reajustados
para que o nível fique dentro dos valores nominais.

9
3- Controle remoto
Estes jumpers definem como o módulo deve reagir quando um comando externo
é enviado para qualquer entrada mestre do controle remoto, localizado no
módulo auxiliar PMX-05. o canal pode ser ligado ou desligado automaticamente
dependendo da posição do jumper. Para anular o comando deve-se retirar o
jumper.

4- Mix-Minus
A console possui internamente dois independentes barramentos de mixagem,
cujas saídas são encontradas no módulo auxiliar (PMX-05). A utilização típica
desta saída é alimentar a entrada de retorno de híbridos telefônicos, para que se
evite a realimentação de áudio (oscilações), que constantemente surgem neste
tipo de aplicação. Um jumper permite direcionar ou não a saída do módulo
(ON/OFF) para cada barramento respectivamente. Isto permite determinar quais
os canais de microfone devem estar presentes no sinal de retorno de um
determinado híbrido, quando a chave ON do canal for acionada.

5- Silenciador do monitor de saída de controle (Mute)


Este jumper define qual entrada deve silenciar o monitor da sala de controle. Isto
é necessário quando a locução é feita no interior da sala de controle. Para inibir
este comando deve-se retirar o jumper.

6- Seletor de fonte DC para microfones


O módulo PMX-01 permite a instalação de microfone capacitivo em uma de suas
duas entradas. Para isso é necessária a ligação de uma fonte DC, normalmente
de 48V, nos terminais do módulo (Phantom Power) observando sempre a
polaridade dos terminais. O jumper direciona esta tensão para a entrada
desejada. Apenas uma das entradas será alimentada, ficando a outra livre para
ser utilizada com microfones comuns.

10
CONEXÕES DO MÓDULO DE LINHA - PMX-02
FIGURA 6

11
1- Ajuste de ganho de entrada de Linha
Igualmente ao módulo de microfone o módulo de linha possui um ajuste de
ganho para cada entrada, permitindo manter os níveis nominais em todos
circuitos da console. Para ajustar o ganho, coloque antes o controle principal de
volume do canal correspondente na posição nominal (entre os pontos 6 e 7), e
com as saídas e pgm, aud e mono carregada, verifique o nível de áudio através
dos VU’s calibrados de fábrica.

2- Mix-Minus
Estes jumpers tem a mesma função, descrita anteriormente no módulo de
microfone. É importante que a configuração do circuito mix-minus da console
SMX permite colocar em Programa um determinado canal sem que o mesmo
retorne para o híbrido.
Ao jumpers do canal que está sendo utilizado pelo híbrido sempre devem
ficar na posição OFF.

3- Controle remoto
Estes jumpers são equivalentes aos módulo de Microfone.

12
4- Disparador de máquina (START)
O módulo de linha possui uma saída de comendo externo para disparo de
qualquer equipamento ou acessório que seja projetado ou adaptado para
receber este comando. Quando o canal é ligado através da chave mestre
ON, o terminal START apresenta uma baixa impedância para o terra durante
um tempo de 100mseg aproximadamente, sendo suficiente para disparar a
maioria destes dispositivos. O jumper determina qual a entrada o sistema
será acionado, quando selecionada. Assim se o jumper estiver na posição “A”
quando a chave “ON” for ligada o comando acontecerá somente se a chave
seletora de entrada no painel frontal estiver na posição “A”. O mesmo
acontece para o jumper e a chave seletora na posição “B”.
A configuração de saída deste comando é feita em coleto aberto (NPN).
Antes de ligar qualquer equipamento nesta saída, verifique o tipo de circuito
do mesmo.
Outra aplicação deste comando é disparar a entrada do controle remoto da
console, como veremos mais adiante.

13
CONEXÕES DO MÓDULO DE SAÍDA - PMX-03
FIGURA 7
14
CONEXÕES DO MÓDULO MONITOR - PMX-04
FIGURA 8
15
CONEXÕES DO MÓDULO AUXILIAR - PMX-05
FIGURA 9

16
17
18
19
20
21
22