Você está na página 1de 5

ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA Implantação 20181

JOGOS MATEMÁTICOS

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM COMPETÊNCIAS RELACIONADAS


A proposta dessa atividade tem como objetivos levar o aluno a: I
- Modelar, matematicamente, situações problemas que envolvem funções II
polinomiais do 1º. e 2º. graus; III
IV
- Compreender e aplicar a regras para determinar raízes de funções polinomiais VII
do 1º. e 2º. Graus; VII
IX
- Analisar e inferir situações problema a fim de otimizar ou minimizar prejuízos;

- Compreender que função desempenha papel importante para construir,


interpretar e analisar gráficos e compreender o comportamento de certos
fenômenos do cotidiano;

ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS

Estudando as funções polinomiais de 1o e 2o graus

Introdução

Com a repercussão, por volta dos anos 60, do Movimento da Matemática Moderna, a Álgebra ganhou uma posição de
destaque nos currículos de Matemática das escolas de educação básica. No atual ensino médio, pode-se afirmar que o tema
certamente mais privilegiado é o estudo das funções.
Não se discute a importância do estudo deste tema no ensino médio, mas sim, como é feito e como é desenvolvido o
mesmo no que se refere a construção do significado e do conceito de função.
É importante que se desenvolvam atividades com os alunos de modo que eles sejam capazes, ou ao menos estejam em
situações que propiciem à aquisição do conceito de função como uma relação de interdependência entre duas grandezas.
Outro ponto importante a se destacar é a necessidade de se trabalhar as funções com diferentes formas de
representação. Aconselha-se desenvolver com os alunos situações em que eles trabalhem ora na representação numérica de
função (tabelas, seqüências), ora na representação algébrica (fórmulas), ora na representação gráfica (diagrama, plano
cartesiano).
Baseado nestas perspectivas é que propomos atividades que podem colaborar para o desenvolvimento e apropriação
por parte dos alunos do conceito de função, do conhecimento de função polinomial de 1o e 2o graus e das aplicações destes tipos
de funções nas diversas outras áreas das ciências.

Generalizando padrões

Iniciaremos nossa oficina com atividades de generalização de padrões e a construção do conceito de função através de
situações envolvendo a representação numérica e geométrica, e a passagem dessas representações para a representação
algébrica de função.

Atividade 01:

Um professor ao trabalhar com seus alunos, inventa uma regra para transformar números. A medida que os alunos
falam um certo número o professor responde outro. Observe: o aluno fala 3 e o professor responde 8, o aluno fala 5 e o professor
reponde 12, para 10 o professor responde 22, para 11 responde 24, para o 30 responde 62, para o zero responde 2, para o –1
responde zero, para o –5 responde –8, etc ...
Expresse numéricamente, através de uma tabela, o que o professor faz com os números dos alunos. Expresse
graficamente, no plano cartesiano, a mesma situação. Generalize a regra inventada pelo professor para qualquer número inteiro
que o aluno falar.

Observe e discuta as seguintes questões:


a) é permitida, na representação gráfica, a união dos pontos ?
b) a generalização que você encontrou é uma função?
c) se a resposta acima foi afirmativa, qual é o conjunto domínio e o conjunto imagem da função?

Atividade 02:

O Sr Cabral é dono de uma padaria e fez a seguinte tabela para o indicar o preço a ser pago pelos seus clientes na
compra de pãezinhos:
Quantidade de pães (q) 1 2 3 5 7
Preço a pagar (P), em R$ 0,25 0,50 0,75 1,25 1,75

De acordo com a tabela acima, responda:


a) qual o preço a ser pago por 6 pães? E por 23?
b) quantos pães é possível comprar com R$ 4,25? E com R$ 8,50?
c) chamando de “q” o número de pães e “P” o preço pago por eles, qual a expressão que relaciona “P” e “q”?
d) essa relação é uma função? Se sim, qual é o domínio dessa função? Se não, explique por que a relação não é uma
função.
e) construa o gráfico cartesiano que representa a relação acima.

Atividade 03:

Um ciclista, ao partir do marco zero de uma estrada, aciona o cronômetro para anotar, durante a viagem, o instante “t”
e sua posição “S” fornecida pelos marcos quilométricos que o mesmo se encontra. As anotações obtidas constam na tabela
abaixo:

tempo (t), em h 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5


Posição (S), em km 0 4 8 12 16 20 24 28

Observando a tabela dada, responda:


a) qual é a relação entre “S” e “t”?
b) construa um gráfico que descreva a variação de “S” em relação a variação de “t”.
c) a relação descrita é uma função? Se sim, qual é o domínio? Se não, justifique sua resposta.
d) qual a principal diferença que você observa entre o gráfico traçado nessa atividade e o gráfico das atividades
anteriores?

Modelando situações através das funções polinomiais de 1o e 2o graus

Uma das principais funções da Álgebra é a de modelar problemas do “mundo real” e encontrar soluções para os
mesmos.
De acordo com os PCNEM os temas abordados devem permitir aos alunos conexões entre os diversos conceitos
matemáticos e entre as diferentes formas de pensamento matemático, bem como salientar as conexões entre os temas

matemáticos e as outras áreas do conhecimento, como Física, Geografia ou a Economia.

Assim, o conceito de função pode desempenhar também um papel importante para descrever e estudar através da leitura,
interpretação e construção de gráficos, o comportamento de certos fenômenos do cotidiano.
O aluno deve adquirir conceitos que lhe permitam lidar com o conceito de função em situações diversas, por
intermédio de uma variedade de situações – problema de Matemática e de outras áreas. Ainda nesse aspecto, é importante que o
aluno seja incentivado a buscar soluções, ajustando seus conhecimentos sobre funções para construir um modelo para a
interpretação e investigação da Matemática.
Baseado no que foi discutido nas atividades 01, 02 e 03, e nas refexões acima, vamos desenvolver algumas situações
em que as funções polinomias de 1o e 2o graus podem ser utilizdas para a resolução de problemas em algumas áreas do
conhecimento.
Atividade 04:

Em uma empresa os custos de produção de seus produtos, na maioria das vezes, são divididos em duas partes: custos
fixos, que existem ainda que nada esteja sendo produzido e o custo variável, que é aquele que varia de acordo com a quantidade
produzida.
Observe o gráfico abaixo, que representa a situação de uma empresa que produz sapatos:
x

a) quais são os custos fixo e variável por sapato produzido?


b) o gráfico mostra que o custo para a produção de 150 sapatos foi de R$ 4.000,00. Explique, com suas palavras, como
esse valor foi obtido.
c) encontre uma fórmula que expresse o custo C em função da quantidade produzida.
d) qual o custo quando 170 sapatos são produzidos? quantos sapatos são produzidos quando o custo é R$ 2.440,00?

Atividade 05:

Quando Marcio viajou por 20 dias para as praias do nordeste, ele quis alugar uma bicicleta para poder passear e
conhecer várias praiais mais afastadas. Para tanto, ele consultou duas empresas que alugavam bicicletas.

Na PEDALEAKI, o aluguel era dado pela uma tabela do tipo:

Dias (d) 1 2 3 5 n
Aluguel (A), em R$ 6,00 12,00 18,00

Já na LEVEABIKE, era cobrada uma taxa inicial de R$ 8,00 e mais R$ 4,00 por dia. Diante disso, um amigo brincalhão, que morava
na cidade, disse que poderia alugar uma bike para ele segundoa lei: A = 5d + 4, onde A é o aluguel a pagar e d é o número de dias
que ele usar a bike.

Nestas condições:

a) faça uma tabela para as propostas da LEVEABIKE e do amigo, para 1, 2, 3, 4, 5, 12 e n dias e o respectivo aluguel e
amplie a tabela da PEDALEAKI, para os mesmos valores.
b) qual das três ofertas era a mais econômica para Marcio?
c) represente as três situações num mesmo gráfico cartesiano. Verifique, em seguida, se a resposta dada no item anterior
se confirma nesse gráfico.
d) as funções envolvidas nesse problema são polinomial do 1o grau? alguma delas é afim? alguma delas é linear?

Sugestão: é importante que se faça uma discussão com os alunos sobre as características particulares das funções polinomiais do
1o grau, quanto ao fato de serem classificadas em: constante, linear e linear afim (ou simplismente, função afim).

Atividade 06:

João tem uma fábrica de sorvetes. Ele vende mensalmente 300 caixas de picolés por R$ 20,00 cada uma. Entretanto,
ele percebeu que, cada vez que diminuía R$ 1,00 no preço da caixa, vendia 40 caixas a mais. Nessa situação;

a) complete a tabela:

Preço de cada caixa, em R$ Número de caixas vendidas Receita, em R$


20,00 300 6.000,00
19,00 340

b) quanto João deveria cobrar pela caixa para que sua receita fosse máxima?
c) chamando de 20 – x o preço de cada caixa, o número de caixas vendidas é ___________________ e a receita R(x) =
__________________________.
d) represente graficamente a função acima, destacando o ponto em que a receita é máxima.

Atividade 07:

A temperatura T na qual a água ferve depende da altitude A acima do nível do mar. Se a altitude é medida em metros e
a temperatura em graus Celsius, vale a função: A = 1.000(100 – T) + 580(100 – T)2.

a) em que altitude o ponto de ebulição é 99,5o C?


b) Discuta o caso T = 100o C.
c) qual a temperatura de ebulição da água em Campos do Jordão, que está a uma altitude de 1.628m?

Atividade 08:

Um campo petrolífero tem 20 poços e vem produzindo 4000 barris de petróleo por dia. Para cada novo poço perfurado,
a produção diária de cada poço decai de 5 barris.
a) complete a tabela abaixo:

Poços Produção de cada poço Total


20 200 4000
21
22
20 + x

b) expresse a produção diária total do campo como função do número x de novos poços perfurados.
c) determine o número de novos poços que devem ser perfurados para maximizar a produção total diária do campo
petrolífero.
d) represente graficamente a função acima destacando a situação do item c.

Curiosidade:

O estudo das funções quadráticas tem sua origem na resolução da equação do 2o grau.
Problemas que recaem numa equação do 2o grau estão entre os mais antigos da Matemática. Um tablete de barro
cozido, datado de 1700 A.C. e encontrado na Mesopotâmia era um “livro de exercícios de Matemática”. Os babilônios já
conseguiam trabalhar com equações do 2o grau pelo método de completar quadrados, pois já conheciam algumas fórmulas
de fatoração.
Como exemplo do método babilônio, vamos resolver geometricamente a equação x2 + 8x = 9 e encontrar a solução
positiva.

Tomemos um quadrado de lado x e quatro retângulos de comprimento x e largura 2. A figura à esquerda tem área 9.

Para completar o quadrado à direita, devemos adicionar a ele, mais quatro quadrados de lado 2. Assim, ficamos com x 2
+ 8x + 16 = 9 + 16. Daí, podemos obtemos x2 + 8x + 16 = 25, que pode ser escrito como (x + 4)2 = 52, e concluímos que x = 1.
Os babilônios não tinham a escrita algébrica e os tabletes encontrados apresentavam apenas seqüências do tipo “faça
isto”, “faça aquilo”, “este é o resultado”. Aproximadamente 3 milênios mais tarde, no século XII da nossa era, o matemático
hindu Bháskara, utilizando resultados já conhecidos na Índia, resolveu a equação do 2o grau empregando o mesmo raciocínio
dos babilônios, mas foi além, deixando a fórmula que todos nós conhecemos.
Referências Bibliográficas:

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental – Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio (PCNEM): Matemática.
Brasília, 1999.

Campos, T M M et al – Construindo Sempre Matemática. Editora Proem, São Paulo, 2002.

Coxford, F A & Shulte, P A – As idéias da Álgebra (tradução de Hygino H Domingues). Editora Atual, Brasil, 1995.

SILVA, S M da – Matemática para os Cursos de Administração, Economia e Ciências Contábeis - Editora Atlas, São Paulo,
1999.

PUC/SP – Notas de aulas do Curso de Licenciatura em Matemática. PUC/SP, São Paulo, 1998.

AVALIAÇÃO
A avaliação das APS será baseada em um padrão de correção conhecido como rubrica, que confere transparência às expectativas
em relação à performance do estudante. São esses padrões que o professor utilizará ao corrigir sua APS (peso 1) que, é um dos
instrumentos avaliativos que compõem a N1.

RUBRICA DE AVALIAÇÃO

Critérios
0-3 4-5 6-7 8-9 10
avaliados
1Lei de formação das
atividades propostas

Descreve menos da Descreve apenas Descreve


Descreve claramente
metade dos tópicos parte dos tópicos claramente e de
Descreve todos os os tópicos solicitados,
solicitados. Nota-se solicitados. Empenho maneira completa
tópicos solicitados de mas deixa de tratar
baixo empenho em insuficiente na busca todos os tópicos
maneira burocrática. alguns aspectos
buscar informações de informações solicitados.
solicitados.
solicitadas. solicitadas.

Desvela dificuldades
Revela algum
com a leitura e
2. Resolução e análises das atividades

conhecimento acerca
interpretação das
das atividades.
atividades propostas.
Expressa
Expressa o que é Expressa
Demonstra corretamente as leis
Apresenta muitas solicitada de maneira claramente as leis
dificuldades em de formação,
dificuldades em mecânica sem de formação
determinar a lei de contudo demonstra
tratar as atividades demonstrar demonstrando
formação nas pouco entendimento
de forma correta. compreensão compreensão ao
atividades. ao analisar cada
referente as análises que é solicitado
situação problema
Demonstra não ter em cada atividade. nas atividades.
Evidencia não proposta.
domínio do
compreender o
conhecimento sobre
estudo de gráficos
funções polinomiais
para tomada de
do 1º. e 2º. Graus.
decisão.