Você está na página 1de 3

Avaliação de Língua Portuguesa e Literatura – Profª Elaine Pacheco

Nome __________________________________ n° __________ série __________ Data __________

1. Pedro Bala (de Capitães de areia, de Jorge Amado) passa por processos de “aquisição de uma consciência
política”. O contexto dessa obra indica também que essa conscientização leva a:
a) exclusão social, que arruína precocemente suas promissoras carreiras profissionais.
b) sublimação intelectual do ímpeto revolucionário, motivada pelo contato com estudantes.
c) condição de meros títeres, manipulados por partidos políticos oportunistas.
d) luta, em associação com seus pares de grupo ou de classe social, contra a ordem vigente.
e) cumplicidade com criminosos comuns, com o fito de atacar as legítimas forças de repressão.

2. Sobre a obra Capitães Da Areia, de Jorge Amado, marque o falso:


a) Faz parte da primeira fase do autor, marcada pelo engajamento político de esquerda.
b) Trata-se de uma narrativa da rotina de meninos abandonados da Bahia.
c) É marcada por diversos elementos históricos: como a epidemia de varíola, os movimentos sindicais, o cangaço.
d) Tem como pano de fundo a década de 1930 e a Segunda Guerra Mundial.

3. Leia o texto a seguir, pertencente à obra Capitães Da Areia, de Jorge Amado:


“ Durante aqueles oito dias os Capitães Da Areia continuaram mal vestidos, mal alimentados, dormindo sob a chuva
no trapiche ou embaixo das pontes. Enquanto isso _________ dormia em boa cama, comia boa comida, tinha até
uma senhora que o beijava e o chamava de filho. Se sentiu um traidor do grupo.”
O trecho refere-se ao(à) personagem:
a) Dora
b) Sem-Pernas
c) Professor
d) Pirulito
e) Pedro Bala
4. Qual era o santo de devoção de João Grande? __________________________________________________

5. Qual era o sonho de Pirulito? ________________________________________________________________

6. Quem era o chefe dos Capitães da areia? ______________________________________________________

7.Tendo em vista o modo como recobram a herança do colonialismo português, os poemas ”Revolta”, “Portugal
Colonial” e “Poema” sugerem uma relação com Portugal pautada por sentimentos de:
a) revolta.
b) impotência.
c) gratidão.
d) amizade

8. Na poesia “Portugal Colonial”, o autor mostra-se ressentido, cobrado pelos portugueses, por qual motivo ele tem
esses sentimentos?
a) é uma referência a situação de conquista do povo português, que dominou e impôs sua cultura aos índios.
b) porque as terras e tudo estava sendo destruído pela guerra civil.
c) o poeta diz que nada deve a Portugal já que colonizou Angola e impôs uma série de exigências ao povo.
d) faz menção a situação de pacificação, após a colonização, dos portugueses com os povos de Angola.
e) pois a geração de 22 foi essencial para lançar um novo olhar sobre questões até então negligenciadas.

A leitura do poema concreto ”Não há vagas” centra-se em sua estrutura, que deve ser apreendida pelo leitor,
integralmente, como forma (inclusive visual) e conteúdo. Tendo em vista essas considerações, repare que o poema
tem um tom de polêmica.

9. A quem se dirige a voz que fala no poema? _____________________________________________________

10. O que cabe no poema? Explique. ____________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________
11. Leia e escreva I ou II nos parênteses:
I - O bebê, que é bonito, será fotografado para a propaganda.

II - O bebê que é bonito será fotografado para a propaganda.

( ) a oração destacada restringe, especifica, individualiza o termo bebê.


( ) a oração destacada coloca em evidência um detalhe que já é próprio do termo bebê.
( ) entende-se que há apenas um bebê, que ele é bonito e, portanto, será fotografado.
( ) entende-se que há vários bebês, mas só o que é bonito será fotografado.

12. Relacione a primeira coluna com a segunda:

A. Paulo fez a prova como qualquer estudante o faria. ( ) Oração Subordinada Adverbial Causal
B. Enquanto descansava, ouvia suas músicas preferidas. ( ) Oração Subordinada Adverbial Comparativa
C. Embora estivesse com sono, levantou da cama cedo. ( ) Oração Subordinada Adverbial Concessiva
D. Não foi fazer a prova porque ficou doente. ( ) Oração Subordinada Adverbial Condicional
E. Treinou muito para melhorar o desempenho na corrida. ( ) Oração Subordinada Adverbial Conformativa
F. Os alunos fizeram a prova conforme data agendada pelo ( ) Oração Subordinada Adverbial Consecutiva
professor. ( ) Oração Subordinada Adverbial Final
G. Estudou tanto que foi aprovado. ( ) Oração Subordinada Adverbial Proporcional
H. Se todos contribuírem, faremos uma linda festa. ( ) Oração Subordinada Adverbial Temporal
I. Quanto mais duro você trabalhar, mais dinheiro você faz.
13. Sublinhe o verbo, circule o conectivo, separe as orações com um traço e classifique-as:

As pessoas que não sabiam do acidente ficaram muito assustadas.

A violência aumenta à medida que a cidade cresce.