Você está na página 1de 9

Agrupamento de

Escolas da Batalha 160301

1º Teste de avaliação – 23 de outubro de 2015

Ciências Naturais - 8ºano Turma – B

Nome: __________________________________________________________________________________ N º: ____

Classificação:_______________________________Prof.:________________________Enc.Edu.:____________________
Grupo I
Documento A
Uma equipa internacional descobriu em Arouca vários grupos de fósseis de trilobites com
465 M.a. Apesar de não haver espécies novas, a importância da descoberta deve-se à dimensão dos indivíduos
que, segundo os investigadores, são os maiores do mundo.
(…) As trilobites viveram durante mais de 280 M.a. até desaparecerem, há 250 M.a., quando se deu a grande
extinção do final do período Pérmico, antes da era dos dinossáurios. Na pedreira de Arouca, só cinco ou seis
espécies é que apresentaram um tamanho fenomenal. Habitualmente, as espécies não ultrapassam os 10 cm,
aqui a maioria ultrapassava os 30 cm e o maior fóssil tem 86 cm de comprimento.
(…) Há 465 M.a. a zona da Arouca estava submersa e ficava pertíssimo do polo sul, junto da costa do continente
chamado Gondwana. O frio e as águas com uma baixa concentração de oxigénio permitiram às trilobites
crescerem mais, num ambiente protegido em que seres maiores com um metabolismo mais lento estariam bem
adaptados.
(…) “Até agora o que se conhecia eram indivíduos solitários, aqui temos uma grande quantidade de trilobites
todas juntas e metros e metros sem trilobites”, explicou Artur Sá, professor do Departamento de Geologia da
UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro). O investigador aponta duas razões que podem explicar o
fenómeno: no mar, as trilobites juntavam-se para as mudas das carapaças, ficando agregadas para se protegerem
enquanto as novas estruturas enrijeciam. Parte dos fósseis são das mudas e não de trilobites, o que dá força a
esta teoria. Por outro lado, o objetivo do ajuntamento poderia ser a reprodução (…).
Documento B
Observa o seguinte gráfico, respeitante à distribuição estratigráfica de alguns grupos de organismos extintos, nos
quais se incluem as trilobites presentes nas rochas de Arouca.

Fig.1. Distribuição geográfica de alguns grupos de fósseis. As unidades das abcissas (eixo dos xx) são relativas.

1. A fossilização das trilobites foi favorecida… _____ (3%)


A. … pelas boas condições de humidade.
B. … pelas boas condições de luminosidade.
C. … pela existência de partes moles de um ser vivo.
D. … pela existência de partes duras de um ser vivo.
2. Indica, com base no documento B, o grupo de organismos que teve uma extinção súbita. ( 2%) __________
__________________________________________________________________________________________

1
3. Da análise da figura 1 é possível concluir que…(3%)
A. … a idade de extinção das trilobites indicada no texto não está de acordo com a figura.
B. … os sedimentos das rochas de Arouca contendo as trilobites podem ter sido depositados no Cenozoico.
C. … as trilobites foram mais abundantes no Câmbrico.
D. … as trilobites foram muito abundantes na Era Mesozoica.

4. Muitos fósseis de trilobites da região de Arouca estão encolhidos, provavelmente pela falta de oxigénio,
tendo sido cobertos por sedimentos finos.
Explica a importância destas condições para a fossilização das trilobites de Arouca. (5%)
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

5. As afirmações seguintes dizem respeito à mineralização do exosqueleto de uma trilobite. Coloca-as na ordem
correta de acontecimento. (4%)
A. Sobre a trilobite depositam-se rapidamente sedimentos que a cobrem totalmente.
B. A trilobite mergulha para o fundo oceânico para se alimentar, mas morre devido aos reduzidos teores de
oxigénio.
C. Exposição à superfície da rocha que contém o fóssil de trilobite.
D. Os tecidos moles da trilobite sofrem decomposição lenta no fundo oceânico.
E. Ao longo de milhões de anos, os minerais substituem o exosqueleto da trilobite.
___________________________________________________________________________________________

Grupo II

A figura 2 representa a variação da biodiversidade de vários grupos de organismos, do Câmbrico até à atualidade.

Fig. 2. Diversidade de grupos


de organismos, desde o
Câmbrico até ao Cenozóico.

2-Seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações seguintes. ( 2 x 3%)

2.1- As primeiras formas de vida formaram-se ___, correspondendo a ___.


A. no Câmbrico (…) bactérias B. no Pré-Câmbrico (…) bactérias
C. no Câmbrico (…) animais D. no Pré-Câmbrico (…) animais
2
2.2-Se encontrares uma camada de rochas contendo fósseis de Ceratites, podes concluir que a rocha…
A. … se formou no Triásico.
B. … é anterior ao processo de fossilização.
C. … pode ter sido formada no Pérmico e os fósseis no Triásico.
D. … é mais antiga que outra contendo Goniatites.

3. O registo fóssil é mais abundante a partir do Câmbrico, quando apareceram os primeiros organismos com
partes duras do corpo. Relaciona este facto com o processo de fossilização. (5%)
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

4. Classifica como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações. (4%)
________A. O tempo geológico iniciou-se com a formação da Terra.
________B. O aparecimento do Homem na Terra marca o início do tempo histórico.
________C. Os métodos de datação relativa permitem atribuir uma idade numérica a um acontecimento
geológico.
________ D. As datações radiométricas baseiam-se na variação do número de fósseis que se encontram num
estrato.
________ E. A unidade de medida do tempo geológico é “milhão de anos”.
________F. A partir da datação absoluta apenas é possível determinar se um acontecimento é mais recente ou
antigo do que outro.
________G. De acordo com o Princípio da Horizontalidade, as camadas de sedimentos mais antigos encontram-
se por cima de sedimentos mais recentes.
________H. As extinções em massa podem ser causadas por vulcanismo intenso.

5. Explica a importância dos fósseis de fácies na reconstituição da história da Terra. (5%)


___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

6. Relaciona os limites da Escala do Tempo Geológico com as variações no registo fóssil. (5%)
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

Grupo III
Antepassado monstruoso das salamandras descoberto no Algarve

Fósseis de um anfíbio gigante com cerca de 220 milhões de anos foram encontrados no Algarve. Escavados em
2010 e 2011, nas rochas formadas num antigo lago, os fósseis são agora descritos como pertencentes a uma
espécie nova (Metoposaurus algarvensis) do grupo dos metopossauros – anfíbios primitivos a partir dos quais
evoluíram os anfíbios modernos, como os sapos e as salamandras. Parecidos com salamandras gigantes, os
metopossauros, que podiam atingir os dois metros de comprimento, viveram em lagos e rios, tal como vivem
atualmente os crocodilos.
Este novo anfíbio era tão comprido como um pequeno carro e tinha centenas de dentes afiados numa grande
cabeça achatada, que parecia a tampa de uma sanita quando as mandíbulas estavam fechadas (Fig. 3). Era o tipo
de predador feroz que os primeiros dinossauros tinham que enfrentar, muito antes dos dias gloriosos do T. rex. A
maioria destes anfíbios monstruosos desapareceu durante uma extinção em massa há 201 milhões de anos, que
marcou o fim de um período na História da Terra (Fig. 4).
Além da nova espécie portuguesa, na Europa existem registos de apenas mais duas outras espécies de
metopossauros (a Metoposaurus diagnosticus e a Metoposaurus krasiejowensis). Têm sido encontrados fósseis
de metopossauros também em África e na América do Norte, mas as diferenças na estrutura do crânio e da
mandíbula dos fósseis descobertos em Portugal revelaram que são de uma nova espécie. Até ao momento, os
cientistas encontraram ossos fossilizados de pelo menos dez indivíduos mas esperam, em escavações futuras,
encontrar centenas.
3
Fig. 3. Metoposaurus algarvensis.

PRECÂM- ÉON/
FANEROZOICO
BRICO EONTEMA

ERA/
PALEOZOICA MESOZOICA CENOZOICA
ERATEMA

QUATERNÁRIO
PALEOGÉNICO
ORDOVÍCICO

NEOGÉNICO
CARBÓNICO

CRETÁCICO
JURÁSSICO
CÂMBRICO

TRIÁSSICO
DEVÓNICO
SILÚRICO

PÉRMICO

SISTEMA/
PERÍODO

4600 541 486 444 421 359 299 252 201 145 66 23 2,6

Milhões de anos

Fig. 4. Tabela cronoestratigráfica.


1-Seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações seguintes.

1.1. Tendo em conta a informação fornecida no texto, é correto afirmar que até março de 2015 foram encontrados na Europa
fósseis de: (3%)
(A) duas espécies de metopossauros. (B) três espécies de metopossauros.
(C) quatro espécies de metopossauros. (D) mais de quatro espécies de metopossauros.

1.2. O processo de fossilização que originou os fósseis de metopossauro encontrados no Algarve foi: (3%)
(A) a moldagem, pois os ossos do animal foram substituídos por minerais, ficando apenas o seu molde.
(B) a mineralização, pois a matéria orgânica dos ossos do animal foi substituída por minerais.
(C) conservação, pois ocorreu a preservação total do corpo do animal.
(D) conservação, pois ocorreu a preservação parcial do corpo do animal.

1.3. O crânio e mandíbula do Metoposaurus algarvensis pertencem ao grupo dos: (3%)


(A) somatofósseis, pois são marcas da atividade do organismo.
(B) icnofósseis, pois são marcas da atividade do organismo.
(C) somatofósseis, pois são restos do organismo.
(D) icnofósseis, pois são restos do organismo.

1.4. Os metopossauros eram: (3%)


(A) semelhantes a sapos gigantes e a maioria extinguiu-se no fim do Cretácico.
(B) semelhantes a salamandras gigantes e a maioria extinguiu-se no fim do Pérmico.
(C) anfíbios gigantes e a maioria extinguiu-se no fim do Triásico.
(D) anfíbios gigantes e a maioria extinguiu-se no fim do Jurássico.

4
1.5. Na figura 4 está representado: (3%)
(A) o tempo geológico, pois ilustra o tempo compreendido entre a formação da Terra e a atualidade.
(B) o tempo histórico, pois ilustra o tempo compreendido entre a formação da Terra e a atualidade.
(C) o tempo geológico, pois ilustra o tempo compreendido entre o aparecimento dos primeiros ancestrais do ser humano
e a atualidade.
(D) o tempo histórico, pois ilustra o tempo compreendido entre o aparecimento dos primeiros ancestrais do ser humano e
a atualidade.

2. Organiza cronologicamente as afirmações que se seguem de modo a descreveres corretamente a sequência dos processos
que levam à formação de um fóssil. (4%)
A – A rocha sofre erosão e os restos do metopossauro são encontrados pelo ser humano.
B – Um predador ataca e mata o metopossauro.
C – As partes duras do metopossauro ficam enterradas num meio sem oxigénio.
D – Um metopossauro alimenta-se no lago onde vive.
E – A matéria orgânica dos ossos é substituída por minerais.
F – Os ossos que não foram destruídos são cobertos por camadas de lama.
_____________________________________________________________________________________________________

3. Classifica em verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das afirmações seguintes: (4%)
A – A formação de um fóssil é um processo raro e muito lento.
B – O coração e os músculos são das partes dos animais que fossilizam mais facilmente.
C – A figura 1 é uma fotografia da espécie Metoposaurus algarvensis na atualidade.
D – Através dos fósseis é possível conhecer as formas de vida que existiram na Terra há muito tempo atrás e reconstruir
ambientes antigos.
E – Numa transgressão marinha, o nível do mar desce e a linha de costa recua.
F – O conhecimento geológico é importante para proteger a Natureza e melhorar a sustentabilidade da vida na Terra.
G – O ambiente geológico onde uma pessoa vive pode afetar a sua saúde.
H – O crescimento populacional contribui para aumentar o consumo de recursos naturais.
A - _______ ; B - _______ ; C - _______ ; D - _______ ; E - _______ ; F - _______ ; G - _______ ; H - _______ ;

Grupo IV - História da vida na Terra


A partir do estudo dos fósseis é possível obter informações úteis para a reconstituição da história da Terra e da
evolução da vida; é possível perceber que no passado viveram espécies diferentes das que existem atualmente, bem
como conhecer de que modo evoluíram muitos grupos de seres vivos. Ao longo do tempo muitas espécies
extinguiram-se e outras surgiram por evolução das já existentes. Os primeiros registos fósseis conhecidos têm cerca
de 3800 Ma.
A Terra ter-se-á formado há cerca de 4600 Ma e foi evoluindo de forma lenta e gradual. Contudo, ao longo do tempo,
a superfície do planeta registou mudanças bruscas responsáveis por extinções em massa, acontecimentos que são
utilizados para marcar a transição entre as várias etapas da história da Terra. O desaparecimento dos dinossauros,
por exemplo, foi consequência de um episódio deste tipo no final do Cretácico.
A figura 5 representa a evolução de vários grupos de seres vivos (a espessura das faixas é proporcional à diversidade
de seres vivos desse grupo),

5
Figura 5- Evolução de vários grupos de seres vivos ao longo da história da Terra,

1-Classifica cada uma das afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F). (4%)
A-Todos os grupos de invertebrados extinguiram-se ao longo da história da Terra.
B-O grupo dos insetos foi-se diversificando ao longo do tempo.
C- As trilobites poderão ter partilhado os mares com os bivalves.
D-Dentro do grupo dos vertebrados, os peixes terão sido os primeiros a surgir.
E- As espécies mantêm-se inalteradas desde que surgiram até à atualidade.
F- Os dinossauros extinguiram-se no final da Era Mesozoica.
G- Os primeiros registos fósseis têm aproximadamente a idade da Terra.
H-A Terra evoluiu de modo lento e gradual e o seu clima não se alterou,
A - _______ ; B - _______ ; C - _______ ; D - _______ ; E - _______ ; F - _______ ; G - _______ ; H - _______ ;

2-Para cada uma das questões 2.1,2.2 e 2.3, seleciona a opção que completa corretamente as afirmações.
2.1-Durante a história da Terra, quando se deram subidas importantes da temperatura à superfície, o nível médio das
águas do mar ____ , ocorrendo uma______. (3%)
(A) subiu ...transgressão (B)subiu... regressão
(C) desceu... transgressão (D)desceu... regressão

2.2-O intervalo temporal de maior duração na história da Terra foi: (3%)


(A) a Era Cenozoica. (B)a Era Mesozoica.
(C) a Era Paleozoica. (D)o Pré-Câmbrico.

2.3-A presença de fósseis de corais pode fornecer indicações acerca_____em que o estrato se formou, mas não é muito
útil para informar acerca_____.(3%)
(A)da idade... do ambiente de formação do estrato. (B)da idade... do tipo de sedimentos da rocha.
(C)do ambiente... idade dos estratos. (D)do ambiente... do tipo de sedimentos da rocha.

3-Refere que tipo de acontecimentos marcam as transições entre Eras e Períodos geológicos. (3%)
___________________________________________________________________________________________

4-A figura 6 representa três sequências de estratos, em três locais distintos. Na sequência Z, os estratos não se
encontram na sua posição original.

6
Figura 6- Sequências de
estratos.

4.1-Identifica na localização X os estratos mais antigo e mais recente. (2%)__________________________________


4.2-Identifica nos três esquemas os estratos que têm a mesma idade. (2%)__________________________________
4.2.1-Enuncia o princípio que justifica a tua escolha. (3%) ________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
3-Explica por que razão podemos afirmar que na sequência estratigráfica Z os estratos não se encontram na sua
posição original. ( 5%). _____________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________

4 – Observa atentamente a figura 2 que representa três colunas estratigráficas e o conteúdo fossilífero mais
representativo em cada estrato.

Figura 2
4.1 – Indica um estrato que tenha aproximadamente a mesma idade que o estrato: ( 3 % )
A: ______________; B: _____________; C: _________________.
4.2 – Qual o estrato mais antigo e o mais recente representado na figura? ( 2 % )
__________________________________________________________________________________________

4.3 – Sempre que dois estratos possuam fosseis de uma mesma espécie têm a mesma idade. Comenta a
afirmação ( 5 % )___________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________

7
8
1. Opção B
2. Opção D
3. Opção A
4. Amonoides
5. Opção C
6. A carência de oxigénio permitiu uma menor decomposição dos organismos e a sua cobertura por finos
sedimentos impediu que fossem consumidos ou decompostos por outros organismos.
7. A – 2; B – 3; C – 5; D – 4; E – 1
8. B – A – D – E – C

GRUPO II

1. Na Escala do Tempo Geológico estão registados os principais acontecimentos da História da Terra, tais como
as extinções em massa e o aparecimento de novas espécies, pelo que é muito importante para conhecermos a
evolução da vida no nosso planeta.
2. Opção B
3. Opção A
4. Opção C
5. Opção B
6. Opção D
7. O aparecimento das partes duras, como dentes e carapaças, mais resistentes à decomposição e ao consumo
por outros organismos, permitiu a fossilização e a existência de um registo fóssil mais abundante a partir do
Câmbrico.
8. Verdadeiras: A, B, E e H. Falsas: C, D, F e G
9. Os fósseis de fácies (ou de ambiente) permitem reconstituir os paleoambientes existentes no passado.
10. Os limites da Escala de Tempo Geológico correspondem a fenómenos de extinção em massa ou ao
aparecimento de novas espécies, o que corresponde a uma alteração do registo fóssil.

1.1. (B)

1.2. (B)

1.3. (C)

1.4. (C)
1.5. (A)

2. d) – b) – f) – c) – e) – a)

3. (A) – V; (B) – F; (C) – F; (D) – V; (E) – F; (F) – V; (G) – V; (H) – V.

Você também pode gostar