Você está na página 1de 25

É uma

abordagem
que visa à
integração da
criança surda
na comunidade
ouvinte,
enfatizando a
língua oral do
país.
Fazer a
reabilitação da
criança surda em
direção à
normalidade,
negando a surdez
e enfatizando a
aquisição da fala
→ Em 1750, na Alemanha,
Samuel Heinick defende
que o ensino da língua
oral, e a rejeição à língua
de sinais, é a melhor
forma de educar o aluno
com surdez;
→ Cria a primeira escola
pública para crianças com
surdez baseada no
oralismo.
→ No Congresso de Milão (1880) foi colocado em
votação o método de ensino para surdos, o oralismo
venceu;

Votação por 164 votos

4 VOTOS 160 VOTOS


X

PERDEMOS GANHAMOS
→ Língua de sinais foi oficialmente proibida
como meio de comunicação e método de
ensino;

→ Educação das pessoas com surdez teve


início em 1857;

→ Foi negado aos professores surdos o direito


de votar;

→ Oralismo domina até a década 60’.


→ Para Goldfield (1997), o
mais importante defensor do
Oralismo foi Alexander
Graham Bell;

→ Segundo Goldfield (1997),


o INES – Institudo Nacional de
Educação de Surdos – em
1911, seguindo a tendência
mundial, passou a assumir a
abordagem oralista;

Alexander Graham Bell → Todo trabalho oral era feito


1847-1922 com pais e professores.
→ No oralismo era proibido o uso de sinais e contato com
outros surdos;
→ A comunicação de sinais era entendida como uma
comunicação de segunda categoria que deveria ser
duramente tolhida;
→ Além da LIBRAS e do oralismo, muitos surdos usam o
bimodalismo para se comunicarem;
→ Os aparelhos de amplificação sonora auxiliam na oralização,
não na alfabetização;
→ Alguns professores não concordam com o
oralismo;

→ Vários educadores se propuseram a criar


diferentes metodologias para ensinar
crianças surdas;

→ Até hoje existem diversas correntes


teóricas a respeito da educação do aluno
com surdez.
 “as crianças surdas  • confuso; • exigia
começam a esforço muito
participar das grande do aprendiz;
conversas com seus • as habilidades de
professores e escrita dos alunos
familiares de um continuava muito
modo que jamais abaixo do
havia sido visto esperado.
desde a adoção do
oralismo estrito”
a) UNISSENSORIAL - utiliza apenas pistas
auditivas como via de acesso.

 Método Audiofonatório, desenvolvido


por Guy Perdoncini (França, 1958)
 Método Acupédico, proposto por
Pollack (EUA, 1964)
b)MULTISSENSORIAL - utiliza estímulos sonoros, táteis,
cinestésicos e visuais.

 Método Verbotonal, desenvolvido por Guberina (antiga


Iugoslávia, 1954)

 Método Materno-Reflexivo, proposto por Van Uden


(Holanda, 1960)

 Método Borel-Maisonny, desenvolvido por Borel-Maisonny


(França, 1970)

Método Aural, proposto por Sanders (EUA, 1971)


→ http://www.youtube.com/watch?v=p_g_-_WlxFY
→ http://www.aefspr.org.br/index.php?con_id=17
 É um dispositivo eletrônico de alta tecnologia;
 Conhecido como ouvido biônico;
 Permite a transmissão do sinal elétrico para o nervo
auditivo;
 Fornece impulsos elétricos em diferentes regiões da
cóclea, possibilitando a capacidade de perceber o
som;
 Atualmente existem mais de 60 mil usuários no
mundo;
Fabiane Klann Baptistoti Sá
.

- Fonoaudióloga Clinica

- Mestre em Línguística
 Importância do oralismo

 Métodos: unissensorial e multissensorial

 Divisão em 2 momentos

 Aparelho ou implante

 Dificuldade encontrada
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20100807125127
AAvQoJw - o que é oralismo

http://www.youtube.com/watch?v=QdakxBs2Iks&feature=related -
BE - LIBRAS - mostrando os sinais que ele já sabe!

http://www.youtube.com/watch?v=_NpmY07S9IM - ouvintismo X
audismo

http://aprendolibras.blogspot.com.br/2009/05/filosofia-oralista.html
– como oralizar

http://www.filologia.org.br/ixcnlf/12/17.htm

http://www.marilia.unesp.br/Home/Extensao/Libras/mec_texto2.pdf

http://www.implantecoclear.com.br/
http://www.youtube.com/watch?v=p_g_-_WlxFY EPHETA

http://www.youtube.com/watch?v=pM0nvN9qffo Congresso
LIBRAS e Oralismo

http://www.aefspr.org.br/index.php?con_id=17&menu=3&menu=3&i
tem=6&menupg=3&itempg=6 EPHETA

http://www.pead.faced.ufrgs.br/sites/publico/eixo7/libras_antigo/uni
dade3/oralismo.htm

http://pt.scribd.com/danimiki/d/36517573/3-O-Oralismo-e-suas-
estrategias

http://www.arpef.org.br/metodo.asp

http://www.esec-carlos-
amarante.rcts.pt/giesca/CAS_2007/outros/caracter.htm
Beatriz Nogueira
Letícia Belmiro

Bianca Gomes Luana Marquezi

Bianca Huf Luana de Quadros

Ieda Lima Mara Michelon

Iro Vanelli Mirna Saidy

Raniere Cordeiro