Você está na página 1de 10

EXPERIMENTANDO

PRÁTICAS DE

LINGUAGEM
U. I. SIMAR P. PINTO

ESTADO DO MARANHÃO
PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITICUPU
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO-SEMED
UNIDADE INTEGRADA SIMAR PEREIRA PINTO
RUA DA LIBERDADE S/N CENTRO
CNPJ: 01.979.355/0001-37
Projeto:

EXPERIMENTANDO

PRÁTICAS DE
LINGUAGEM

Buriticupu-MA
2019
PROJETO SARAU LITERÁRIO
EXPERIMENTANDO PRÁTICAS DE LINGUAGENS
ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS FINAIS

I - IDENTIFICAÇÃO:
Projeto: Sarau Literário
Tema: Produção textual - linguagens
Subtemas: linguagens; realidade; expressão; subjetividade; identidade;
possibilidades; participação; linguagens: artísticas, corporais e linguísticas; criticidade;
senso estético; diversidade de saberes; gêneros textuais; poesias; cordel; atividade
de leitura; pesquisa e produção cientifica.
Escola: Unidade Integrada Simar Pereira Pinto
Município: Buriticupu - MA
Título: Experimentando práticas de linguagens
Período de Realização: junho e julho
Tipo de Projeto: Interdisciplinar
Público Alvo: alunos do 6º ao 9 ano (anos finais do ensino fundamental)
Execução: Docentes e Discentes
Responsáveis: Audália, Dalva, Maria Dalila, Domingas, Elisângela, Euzivania, Vera,
Michele, Doutor, Fábia e Marlene
Idealizador: Jorge dos Santos Silva
Supervisão e apoio: Mirian Fabricante e Fabiana Lula (gestoras) Afonso, José Brito,
Ildenir, Adriana e Aldeci (coordenadores pedagógicos)
Apoio: monitores, cuidadores e mediadores.
II - JUSTIFICATIVA

A Unidade Integrada Simar Pereira Pinto oferece ao público escolar o


Ensino Fundamental, sendo distribuído da seguinte forma: no turno matutino é
destinado aos anos iniciais, já no turno vespertino anos finais. Desta forma são
guiados por currículos que primem pela consolidação de uma visão educativa que
estabeleça equidade, diversidade, identidade regional e inclusão como elementos
primordiais e essenciais nesse processo.
Pensando nesses princípios educacionais e na formação integral do aluno, isto
é, nas possibilidades e na capacidade de desenvolvimento do ser humano em todas
suas dimensões como também na importância do hábito pela leitura, foi pensado na
elaboração deste projeto, onde proporcionará e auxiliará no estimulo à leitura e
produção textual, o que torna a proposta curricular desta unidade de ensino mais rica
e que pensa no aluno como um ser completo em sua formação.
Segundo o Documento Curricular do Território Maranhense (2019, p. 27),

É assim que devemos compreender a educação no estado do


Maranhão: uma educação capaz de englobar todos os aspectos da
formação do ser humano, desenvolvendo uma educação integral e
crítico-histórica e socialmente construída nas mais variadas formas de
desenvolvimento humano.

Sabemos que devido a utilização de diversas tecnologias na atualidade, tais


como o uso de aparelhos celulares, computadores, entre outros, tornam a leitura um
hábito escasso na sociedade. Esse desinteresse pela leitura resultam nas dificuldades
de produções textuais de cunho formal, tornando assim, o vocabulário desses alunos
reduzido, com vários termos estrangeiros, variados erros ortográficos, além da
concordância e regência.
Diante dessa perspectiva e dessas dificuldades, como também das
oportunidades de interação entre os componentes curriculares e da proximidade entre
os professores, foi pensado em implementar na escola este projeto, com a intenção
de retomar o valor da leitura para os alunos do 6º ao 9º ano, pois normalmente a
escola preocupa-se em direcionar projetos de leitura aos alunos dos anos iniciais,
porém nossa provocação é justamente fazer o efeito reverso, e colocar como alvo
nesse projeto os alunos dos anos finais, fazendo com que esses estudantes possam
experimentar variadas práticas de linguagens e construir conhecimentos e momentos
de aprendizagens significativas, onde os processos de aprendizagens sejam
vivenciados como momentos oportunos para degustar da leitura como sendo um ato
de amor.
Consideramos essa prática como essencial e primordial para a aprendizagem,
pois é através da experimentação das diversas linguagens que os alunos poderão
conceber a leitura em seus diversos aspectos, seja verbal, isto é, oral, escrito, libras,
braile, como também a leitura corporal, visual, das músicas, dos gestos, de obras
artísticas, dentre outras formas de linguagem. Essas interpretações linguísticas são
fundamentais para a aprendizagem dos alunos, pois é através da pesquisa e da
prática que se pode entender a ideia principal que traduz um texto, a isso chamamos
de criticidade, elemento importantíssimo na interpretação textual.
Com isso, acreditamos que por meio desse projeto seja possível garantir a
aquisição, ampliação, inserção e construção de hábitos de leitura no mundo letrado,
colocado o aluno como protagonista de sua própria aprendizagem com a possibilidade
de torná-los autônomos em uma sociedade que ligeiramente demanda atualização
constante dos diferentes conhecimentos da atividade humana. Além de fazer entender
que a escola se configura com um espaço democrático e ímpar na para a construção
do conhecimento.
III. OBJETIVO GERAL

Alinhado ao que diz a BNCC – Base Nacional Comum Curricular (2017, p.38)
e o Documento Curricular do Território Maranhense o objetivo geral desse projeto
propunha:

Apropriar-se da linguagem escrita, compreendendo-a como uma forma de


interação nos diferentes campos de atuação da vida social e utilizando-a para ampliar
suas possibilidades de participar da cultura letrada, de construir conhecimentos
(inclusive escolares), conhecer e respeitar as variedades linguísticas, e de se envolver
com maior autonomia e protagonismo na vida social.

IV. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Os objetivos específicos utilizados para utilização deste projeto são os


indicados pela BNCC (BRASIL, 2017: 38; 221; 244):

✓ Ler, escutar e produzir textos orais, escritos e multissemióticos que circulam em


diferentes campos de atuação e mídias, com compreensão, autonomia, fluência
e criticidade, de modo a se expressar e partilhar informações, experiências,
ideias e sentimentos, e continuar aprendendo.

✓ Compreender o fenômeno da variação linguística, demonstrando atitude


respeitosa diante de variedades linguísticas e rejeitando preconceitos
linguísticos.

✓ Reconhecer o texto como lugar de manifestação e negociação de sentidos,


valores e ideologias.

✓ Envolver-se em práticas de leitura literária que possibilitem o desenvolvimento


do senso estético para fruição, valorizando a literatura e outras manifestações
artístico-culturais como formas de acesso às dimensões lúdicas, de imaginário e
encantamento, reconhecendo o potencial transformador e humanizador da
experiência com a literatura.
✓ Identificar o lugar de si e o do outro em um mundo plurilíngue e multicultural,
refletindo, criticamente, sobre como a aprendizagem da língua inglesa contribui
para a inserção dos sujeitos no mundo globalizado, inclusive no que concerne
ao mundo do trabalho.

✓ Identificar similaridades e diferenças entre a língua inglesa e a língua


materna/outras línguas, articulando-as a aspectos sociais, culturais e
identitários, em uma relação intrínseca entre língua, cultura e identidade.

✓ Reconhecer as práticas corporais como elementos constitutivos da identidade


cultural dos povos e grupos.

✓ Usufruir das práticas corporais de forma autônoma para potencializar o


envolvimento em contextos de lazer, ampliar as redes de sociabilidade e a
promoção da saúde.

✓ Reconhecer o acesso às práticas corporais como direito do cidadão, propondo e


produzindo alternativas para sua realização no contexto comunitário.
V. DESENVOLVIMENTO

✓ Introdução da temática através de aulas dialógicas e expositivas, onde serão


explicados para os alunos sobre a estrutura básica de alguns gêneros textuais, tais
como: cordel, poemas etc.
✓ Incentivar a pesquisa de poemas e outros textos de alguns autores renomados,
bem como incentivar a pesquisa da biografia de poetas e escritores nordestinos e
brasileiros.
✓ Pesquisar, ler, recriar textos de autores de nossa terra.
✓ Conhecer e explorar as obras de Isaias Neres.
✓ Através da música, estudar movimentos sociais, além de explorar caraterísticas
linguísticas utilizadas na escrita da música.
✓ Produção de poemas e poesias pelos próprios alunos.
✓ Montagem de coreografias de acordo com músicas diversas de cunho poético e
literário.
✓ Recitação e encenação de cordéis sobre gramática, gêneros textuais e temas
diversos que explorem as linguagens e suas funções.
✓ Montagem de painéis com as poesias produzidas pelos alunos dos anos finais do
Ensino Fundamental, releitura de livros;
✓ Montagem de um grande painel: “paredes que falam” com poesias de autores
renomados.
✓ Utilizar textos e livros utilizados durante o projeto para montar varais de leitura na
escola;
✓ Utilização de cartuns e outros tipos de desenhos para ilustrar poesias;
✓ Apresentação de diversas dramatizações;
✓ Escolha e seleção das Poesias a serem declamadas.
✓ Escolha das músicas a serem apresentadas de forma cantada ou com coreografia.
✓ Apresentação do Sarau com os alunos, a presença dos familiares e toda equipe
escolar.
✓ Participação de convidados especiais para declamar poesias.
✓ Convidar diferentes pessoas da comunidade escolar para declamar poesias
diversas.
✓ Exposição dos livros com poesias da autoria dos alunos.
VI - RECURSOS HUMANOS E DIDÁTICOS

✓ Professores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental;


✓ Gestores, coordenadores;
✓ Monitores, cuidadores e mediadores;
✓ AOSD’s, Merendeiras e vigilantes.
✓ Sistema de Som (Microfones, caixa e outros)
✓ Cartolina, Chamex, EVA, TNT, Cola, fita e outros
✓ Máquina Digital; Data Show, computador;
✓ Tripé para cartazes;
✓ Materiais para ornamentação do espaço.

VII - CULMINÂNCIA

Para culminar esse projeto será realizado na quadra poliesportiva da escola


um grande sarau literário de poesias, onde será envolvido os alunos dos anos finais
do Ensino Fundamental da Unidade Integrada Simar Pereira Pinto juntamente toda a
comunidade escolar e convidados especiais, que realizarão o sarau de poesia, a
entrega dos livros editados com textos dos alunos com o intuito de incentivar o gosto
pela leitura e oferecer um conjunto de atividades culturais envolvendo danças,
participação de sanfoneiros da terra, músicas, teatros, exposição literária e artística,
recitação e apreciação de poesias em inglês, entre outras apresentações. O evento
ocorrerá no dia 12 de julho de 2019, contando com apoio da gestão e coordenação
da escola, além do subsídio e apoio da SEMED.

VIII - AVALIAÇÃO

A avaliação será feita durante todo o projeto, isto é, será de caráter processual
e contínua, contemplando e abarcando as aprendizagens, os interesses e o gosto pela
leitura. Os professores das diferentes séries poderão optar pelas ferramentas
avaliativas que julgarem necessárias, desde a produção textual, atividades escritas,
leitura, trabalhos em grupo, debates, pesquisas, entre outros. Será alvo de avaliação
também a culminância, isto é, a realização e participação do sarau literário. Onde será
observado a produção dos alunos, postura, comportamento diante das poesias
recitadas, elaboradas, lidas, debatidas, interpretadas e da participação na preparação
das atividades.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. que estabelece com clareza o


conjunto de aprendizagens essenciais e indispensáveis a todos os estudantes –
Brasília, 2017.

BRASIL. Documento Curricular do Território Maranhense: para Educação Infantil


e Ensino Fundamental. FGV editora: Rio de Janeiro, 2019.

BUENO, Francisco da Silveira. Dicionário da língua portuguesa. São Paulo: FTD:


Lisa, 1996.

CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Analia Cochar. Literatura


brasileira: 2 grau. Atual, 1995.