Você está na página 1de 1

Bem Vindos Aa Chult!

BEM VINDOS ÜHULT!

C
om exceção de alguns assentamentos costeiros, Povo de
DE Chult
CHULT
Chult (como os Arumbans chamam) é um terreno
tropical selvagem: florestas densas e rios Membros de todas as raças e nacionalidades de Orestria
serpenteantes, cercados por montanhas, vulcões e podem ser encontrados em Port Nyanzaru, mas poucos deles
escarpas. Paredes de montanhas a oeste, sul e viajam mais de cem metros além das muralhas da cidade. Os
leste protegem o interior do mar e da vista dos povos nativos devem ser divididos entre aqueles que são
marinheiros. Os rios são tão lentos que pode ser comumente conhecidos e aqueles cuja presença é lendária ou
difícil determinar qual direção está indo, eles apenas ganham apenas suspeita. O primeiro grupo consiste em Chultans
velocidade onde caem seja em cachoeiras, corredeiras, (humanos), aarakocra, Batiri (Goblins), anões (incluindo anões
cascatas ou através de desfiladeiros íngremes. Os pontos de albinos) e pterafolk. Há relatos de grungs (povo sapo) no
entrada mais seguros nesse domínio coberto de vegetação fundo da selva; Há rumores de que yuan-ti estão ressurgindo
("mais seguro" é um termo relativo nesse contexto) estão no em áreas remotas. Finalmente, a selva profunda é invadida
Norte e no Leste. A costa da Baía de Chult até a Refuge Bay por esqueletos, zumbis, fantasmas e outros tipos de mortos-
oferece praias para embarcar na selva desconhecida. Ao longo vivos. Esses, o povo de Chult está muito consciente de suas
de toda a costa, a Baía de Chult é o único local onde os presenças.
viajantes podem encontrar uma civilização acolhedora. O
resto da península é um terreno fértil para sanguessugas,
insetos portadores de doenças, répteis monstruosos, pássaros
carnívoros e bestas de todos os tipos e mortos-vivos
assassinos. Quanto mais se afasta da costa, mais úmida,
quente e inóspita a terra se torna.
Port
PORT Nyanzaru
NYANZARU
Port Nyanzaru abraça a costa no extremo sul da Baía de
Chult. Nenhuma outra cidade existe em Chult, ao longo da
costa ou em qualquer outro lugar, exceto em ruínas ou
invadida por criaturas monstruosas. Até recentemente, Port
Nyanzaru estava sob o firme controle da Arumba, uma nação
estrangeira. Nove anos atrás, Arumba foi forçada a abandonar
a cidade em uma aliança rica e poderosa de comerciantes de
Chultan apoiado pela Sociedade Ytepka (pronuncia-se yeh-
TEP-kah), ou correria o risco de um conflito sangrento que
provavelmente teria terminado com a cidade conquistando
sua independência de qualquer forma. Desde então, sete
comerciantes de Chultan se tornaram príncipes mercantes
influentes, seduzindo gente do alto e do baixo litoral do
mundo antigo com seus produtos exóticos. Port Nyanzaru é
um bastião da civilização e do comércio em uma terra
selvagem. A quantidade de negócios que se desenrola aqui e o
dinheiro que se move através de suas casa da moeda
deixariam ciumentos os comerciantes do velho mundo. É
também uma cidade colorida, musical, cheia de aromas e
vibrante. Além do comércio, as maiores atrações são as
corridas semanais de dinossauros pelas ruas. Moradores e
visitantes apostam somas principescas nos resultados das
corridas. A cidade também possui grandes bazares, mansões
e templos gloriosos, circos e competições de gladiadores
(algumas até a morte). Os inimigos cercam Port Nyanzaru por
todos os lados. A selva está repleta de répteis ferozes e
mortos-vivos assassinos, piratas rondam o mar circundante, e
a foz da baía é o lar de uma gananciosa Tartaruga Dragão.

This is unofficial Fan Content permitted under the Fan Content Policy. Not approved/endorsed by Wizards. Portions of the materials used
are property of Wizards of the Coast. ©Wizards of the Coast LLC.