Você está na página 1de 53

Análise do Sistema

IEEE-118

Análise de Sistemas de Potência


Profª. Carmen Lucia Tancredo Borges

Novembro de 2014
Participantes
Participaram da confecção desse relatório os alunos à seguir:

Condição de carga média


David Rodrigues Parrini
Juan Carlos Pereira de Oliveira
Louise Cristine de Oliveira Sobrinho
Marcello da Silva Neves
Pedro Bittencourt Ferreira Ávila
Pedro Souza Simon
Thiago Gomes Vasconcelos Oliveira

Condição de carga leve


Braulio Barreto Belém
Clarissa Orçay Eccard
João Antônio Silveira do Amarante
João Roberto Santos Leal
Lívia Correa Capistrano
Thiago Luiz Duarte Paes

Condição de carga pesada


Anwar Suleiman El Heri
Damien Jeunesse
Ingrid Fernandes Moraes de Souza
João Victor Gomes Freire
Laert Ferreira
Lucas Medeiros Marinho
Luise Torres
Maynara Azevedo Aredes
Rebecca Laginestra Sinder

1
Sumário
Participantes ........................................................................................................................................................ 1
Sumário................................................................................................................................................................ 2
1. O sistema IEEE-118 .......................................................................................................................................... 3
1.1. Introdução ................................................................................................................................................ 3
1.2. Composição .............................................................................................................................................. 3
1.3. Condições Iniciais ..................................................................................................................................... 3
1.4. Capacidade Instalada................................................................................................................................ 4
2. Ajustes e Análises ............................................................................................................................................ 5
2.1. Introdução ................................................................................................................................................ 5
2.2. Ajustes para convergência de caso .......................................................................................................... 5
2.3. Alteração de nível de carga e definição de limites ................................................................................... 9
2.4. Análise de Contingências ........................................................................................................................ 11
3. Condição de Carga Média .............................................................................................................................. 12
3.1. Introdução .............................................................................................................................................. 12
3.2. Dados de Carga e Geração...................................................................................................................... 12
3.3. Elementos próximos de violação ............................................................................................................ 14
3.4. Relatório de Barras ................................................................................................................................. 16
3.5. Relatório de Geração .............................................................................................................................. 19
3.6. Análise de Contingências ........................................................................................................................ 21
3.7. Contingências Selecionadas ................................................................................................................... 22
3.8. Análise dos Ilhamentos possíveis ........................................................................................................... 26
4. Condição de Carga Pesada............................................................................................................................. 31
4.1. Introdução .............................................................................................................................................. 31
4.2. Dados de Carga e Geração...................................................................................................................... 32
4.3. Elementos próximos de violação ............................................................................................................ 34
4.4. Relatório de Barras ................................................................................................................................. 35
4.5. Relatório de Geração .............................................................................................................................. 38
4.6. Análise de Contingências ........................................................................................................................ 40
4.7. Contingências Selecionadas ................................................................................................................... 45
4.8. Análise do sistema: ................................................................................................................................. 49

2
1. O sistema IEEE-118

1.1. Introdução
Uma breve descrição da rede elétrica estudada será feita nesse capítulo, listando a composição
do sistema, alguns de seus dados de cadastro e informações iniciais.

1.2. Composição
O sistema é composto por 118 barras, dentre as quais 53 são do tipo PV, 177 linhas e outros
componentes listados na tabela abaixo. Não há informações de áreas definidas no sistema, sendo
as 118 barras cadastradas em única área.

A tensão base do sistema não é informada no cadastro de dados do ANAREDE e o li mite de


tensão é único para todo o sistema: 𝑣𝑚í𝑛 = 0,8 e 𝑣𝑚á𝑥 = 1,2 em pu.

Tabela de Componentes
Componentes
Barras 118
Barras PQ 64
Barras PV 53
Geradores 18+1 (V0)
Motores 15
Compensadores Síncronos 20
Linhas de Transmissão 177
Transformadores 9
Transformadores de Tape Fixo 4
TCATs 5
Compensadores Passivos 14
Reatores 2
Banco de Capacitores 12

1.3. Condições Iniciais


A primeira execução do fluxo de potência diverge, indicando que o ponto de operação do sistema
não é ideal, causando pelo menos 3 violações de tensão e 9 de geração de potência reativa.

Além disso, o sistema possui os limites de geração ativa abertos assim como as informações de
carregamento das linhas. Os primeiros foram fechados em etapa posterior do trabalho enquanto os
limites de fluxo foram mantidos inalterados. Os limites de geração de potência reativa de algumas
barras precisaram de ajustes em seus valores máximos para poder acomodar um nível de carga mais
alto, como o de 30% da carga média.

3
1.4. Capacidade Instalada
A capacidade instalada do sistema inicial era infinita em geração de potência ativa mas limitada
em geração de potência reativa. Com ajustes realizados nesse trabalho, uma capacidade de geração
de potência ativa foi fechada e a capacidade de geração de potência reativa máxima alterada para
permitir a convergência do caso na condição de carga pesada. A configuração final adquiriu as
características resumidas na tabela à seguir.

Geração Ativa (MW) Geração Reativa Mínima (Mvar) Geração Reativa Máxima (Mvar)
6 217 -7 345 12 131

4
2. Ajustes e Análises

2.1. Introdução
Nesse capítulo serão apresentados os ajustes realizados para levar a convergência do caso base,
a alteração de carga e alteração dos limites de geração, assim como as análises executadas durante
esse trabalho.

O ajuste para a convergência de um caso, numa condição de carga, foi feito por um procedimento
demorado que não considerava a análise de sensibilidade, detalhado na seção 2.2. Em seguida, será
descrita na seção 2.3 quais foram os níveis de carga e o procedi mento para a definição de limites
de geração de potência ativa e ajuste dos limites de geração de reativa. Na seção 2.4 uma breve
explicação sobre como a análise de contingências foi feita e os critérios de seleção de contingências.

2.2. Ajustes para convergência de caso


O procedimento resumido encontra-se na figura abaixo. Ele se subdivide em 2 subprocedimentos
ou etapas. A primeira trata de eliminar as violações de tensão enquanto a segunda as violações de
reativos. A segunda etapa pode trazer como consequênci a novas violações de tensões sendo assim
necessário voltar para a primeira etapa.

O procedimento não é direto, um ajuste pode introduzir novas violações e muitas vezes violações
em barras distantes, por isso é um processo que deve ser feito com paciência e atenção.

5
2.2.1. Primeira Etapa
Consiste em eliminar as violações de tensão de uma barra k. Para isso, procure pelas barras PV
vizinhas de k. Toda barra PV possui um gerador ou compensador associado, facilitando a sua
identificação visual. Para a essa primeira etapa, as barras imediatamente vizinhas bastam.

2.2.1.1. Exemplo
A barra 45 está com subtensão (0.766 pu). As suas barras PV vizinhas são a barra 46 e 49. Nessa
primeira etapa, ignora-se o fato de que essas barras estão com geração violada. Uma medida
sugerida seria aumentar gradualmente a tensão na barra 49. Observe que a barra 45 absorve 21.4j
(em vermelho) de reativo proveniente da barra 49. Se essa importação for aumentada, a tensão na
barra 45 subirá.

6
2.2.2. Segunda Etapa
Para iniciar a segunda etapa, todas as violações de tensão teriam sido eliminadas. Esse
procedimento é mais demorado mas o método é similar. A diferença reside no fato de que devem
ser observadas barras vizinhas mais distantes para a redistribuição de potência reativa.

2.2.2.1. Exemplo
A geração na barra 46 está violada, gerando mais do que a sua capacidade. As suas barras PV
vizinhas são a barra 49, 69, 116, 70 (numeração cortada na figura), etc. Observe o fluxo de potência
reativa (em vermelho) na barra. A mesma exporta 62.8 para a barra 47 que, por s ua vez, exporta
14.2 para a 49 e 33.4 para a 69. O aumento na tensão das barras 49 e 69 pode diminuir a exportação
da barra 46 e, assim, reduzir a sua geração. Se isso causar alguma violação nas barras 49 e 69, ou
ainda se as mesmas estiverem sob risco de terem geração violada, a tensão nas próximas barras (70
e 116) também podem ser ajustadas.

7
8
2.3. Alteração de nível de carga e definição de limites
2.3.1. Níveis de Carga
Foram trabalhados os níveis de carga médio (caso base), leve ( -30% da carga do caso de carga
média) e pesada (+30% da carga). A alteração no nível foi realizada com os comandos do console do
ANAREDE DANC e DAGA, o primeiro para elevar o nível de carga e o segundo para elevar a geração.
O posterior redispacho de potência ativa pode ser feito confor me a necessidade.

2.3.2. Limites de Geração de Potência Ativa


Os limites de geração de potência ativa superiores encontravam -se abertos em 99999, ou seja,
praticamente infinitos. Um dos objetivos do trabalho era de fechar esses limites. Motores e
compensadores síncronos tiveram seus limites mantidos em 99999 para agilizar o processo de
alteração, focando apenas nos geradores do sistema.

Os novos limites foram definidos como para valores 30% acima dos valores de potência originais
dessas barras e, para a barra V0, 30% do valor gerado pela barra V0 no caso base (carga média).

Limite superior de geração de potência ativa definidos


Barra Limite Superior Ativo (MW) Geração no caso base (MW)
69 1202,0 849,3
89 789,1 607,0
80 620,1 477,0
10 585,0 450,0
66 509,6 392,0
65 508,3 391,0
26 408,2 314,0
100 327,6 252,0
25 286,0 220,0
49 265,2 204,0
61 208,0 160,0
59 201,5 155,0
12 110,5 85,0
54 62,4 48,0
103 52,0 40,0
111 46,8 36,0
46 24,7 19,0
31 9,1 7,0
87 4,0 5,2

9
2.3.3. Limites de Geração de Potência Reativa
Apenas os limites superiores de geração foram alterados para dar margem de ajuste no caso de
carga pesada. As barras cujos limites foram alterados estão listadas à seguir.

Tabela de alteração de limites de geração de potência reativa em barra


Barra Máx Antigo (Mvar) Máx Novo (Mvar) Alteração
1 15 20 33%
15 30 39 30%
18 50 65 30%
34 24 31 29%
46 100 180 80%
49 210 273 30%
55 23 55 139%
56 15 20 33%
62 20 26 30%
65 200 260 30%
70 32 42 31%
74 9 12 33%
76 23 30 30%
77 70 91 30%
85 23 30 30%
92 9 12 33%
104 23 30 30%
105 23 30 30%
110 23 30 30%

10
2.4. Análise de Contingências
A análise de contingências utiliza a ferramenta homônima automática do ANAREDE para simular
a perda de conexão entre barras (linhas de transmissão ou transformadores). À partir disso, o fluxo
de potência é calculado e, se houverem violações, essas são relatadas e ordenadas por um grau de
severidade calculado com base nessas. Nesse trabalho foram selecionadas 10 contingências por
caso sendo um primeiro critério o grau de severidade dado pela ferramenta e um segundo uma
seleção baseada na importância de certos elementos no sistema.

2.4.1. Grau de Severidade


São calculados para cada característica que se deseja monitorar.

2.4.1.1. Monitoração de Fluxo


∑ni=1 MVA2
IS =
∑ni=1 CAP2

n: número de violações;

MVA: maior valor entre k-m ou m-k do fluxo de potência aparente

CAP: capacidade do circuito em MVA( pode-se usar a capacidade de emergência)

2.4.1.2. Monitoração da Tensão


n

IS = ∑(VIOL)2 . 104
i=1

Onde VIOL é (V − Vmin ) ou (V − Vmax ) .

VIOL: violação da tensão;

2.4.1.3. Monitoração de Geração de Potência Reativa

n
(VIOL)2
IS = ∑
(Qmax
g − Qmin
g )
i=1

VIOL é Q g − Qmin
g ou Q g − Qmax
g .

VIOL: violação de geração reativa;

Q g : potência reativa gerada pela máquina;

O índice de severidade é uma espécie de desvio quadrático médio em relação aos limites da
grandeza que está sendo monitorada. Os casos de contingências são ordenados decrescentemente
de acordo com o índice de severidade para indicar os casos mais severos. As grandezas que podem
ser monitoradas podem ser os níveis de tensão em barramentos, potência reativa de barras de
geração e fluxos de potência nos circuitos.

11
3. Condição de Carga Média

3.1. Introdução
A condição de carga média nada mais é que o caso base convergido utilizado. Esse caso serve de
ponto de partida para o estudo dos demais. Nesse capítulo são descritas algumas informações
importantes sobre o carregamento do sistema bem como o seu perfil de carga e de geração. A
análise das contingências para esse caso foi feita para servir de comparativo com os demais níveis
de carga e para diagnosticar o estado de segurança do mesmo.

À seguir os dados de carga e geração totais e como se distribuem pelo sistema na seção 3.2. Na
seção 3.3 serão listados os componentes que estão mais próximos de alguma violação para se
verificar se o ponto de operação acarreta numa contingência perigosa. Nas seções 3.4 e na 3.5 são
listados os relatórios de barras e de geração para fornecer o estado operativo. Na seção 3.6 são
listadas todas as contingências por ordem de severidade e, por fim, na 3.7 àquelas contingências
selecionadas para análise de segurança.

3.2. Dados de Carga e Geração


O comando RTOT do ANAREDE fornece uma tabela com os dados totais de geração, carga e
perdas, tanto ativas quanto reativas. Os resultados se encontram na tabela abaixo:

Tabela de totais de geração de potência ativa


Geração Ativa (MW) % da Capacidade Carga Ativa (MW) Perdas Ativas (MW)
Instalada
4136,27 67% 3933,00 203,27

Tabela de totais de geração de potência reativa


Geração Reativa % da Capacidade Carga Reativa (Mvar) Perdas Reativas
(Mvar) Instalada (Mvar)
1116,06 9% 1548,00 -354,76

A comparação da geração ativa com a capacidade instalada mostra que o sistema, na forma como
está, seria capaz de suportar um nível de carga 30% superior, o que não é uma coincidência .

A capacidade instalada de geração de reativos é vasta e pouco dela é utilizado no sistema. O


aproveitamento dessa capacidade nem sempre é possível pois as unidades com largos limites de
geração encontram-se muitas vezes isoladas ou nas fronteiras do sistema.

Os resultados da geração de potência ativa podem ser expandidos para se visualizar as principais
contribuições.

As duas tabelas abaixo as principais barras que contribuem na geração e na carga do sistema.
Através dessa tabela e dos gráficos de pizza abaixo é possível constatar que o sistema possui
algumas importantes unidades geradoras concentradas, especificamente a própria unidade da barra
V0. Além disso, constatou-se que a carga do sistema é bem distribuída pelas barras, com pouca
concentração, excetuando-se pelas barras 45 e 59 que podem representar grandes consumidores.

12
Tabelas de participação na geração e na carga
Geração Ativa Total 4136,27 100% Carga Ativa Total 4136,27 100%
Barra V0 (69) 849,27 21% Perdas 203,27 5%
89 607 15% 45 318 8%
80 477 12% 59 277 7%
10 450 11% 80 130 3%
66 392 9% 54 113 3%
65 391 9% Outras 3338 81%
Outras 970 23%

GERAÇÃO ATIVA

Barra V0 (69)
Outras

65 89

66
80
10

CARGA ATIVA
Perdas
45

59

80
54

Outras

13
3.3. Elementos próximos de violação
3.3.1. Violação de Tensão
As 10 barras mais próximas de estarem em subtensão e as mais próximas de estarem em
sobretensão são listadas à seguir. Excetuando-se as barras 44 e 45, as demais possuem uma
diferença acima de 0,15 pu de estarem em subtensão, sendo essa uma condição de car ga segura
para problemas de subtensão. Para essa condição de carga, o risco de sobretensão é maior,
principalmente em barras que contenham unidades de geração importantes, como a 66, e que
contenham síncronos próximos de grandes cargas, como a 42.

Proximidade de Subtensão e Proximidade de Sobretensão


Barra Tensão Proximidade de Barra Tensão Proximidade de
(pu) 0,8 pu (pu) 1,2 pu
45 0,87 0,07 42 1,14 0,06
44 0,89 0,09 54 1,14 0,06
107 0,95 0,15 66 1,14 0,06
28 0,96 0,16 55 1,13 0,07
29 0,96 0,16 56 1,13 0,07
31 0,96 0,16 67 1,13 0,07
27 0,97 0,17 49 1,12 0,08
32 0,97 0,17 50 1,12 0,08
43 0,97 0,17 53 1,12 0,08
106 0,97 0,17 57 1,12 0,08

3.3.2. Violação de Limites de Geração


As possíveis violações em limites de geração são as de potência ativa máxima, potência reativa
mínima e máxima. As tabelas à seguir listam as 5 barras com maior proximidade de uma violação
para cada uma dessas condições.

Proximidade de Sobrecarregamento em Geração Ativa


Barra Ativa (MW) Ativa Máx (MW) Folga Ativa Máx (MW)
31 7,0 9,1 2,1
46 19,0 24,7 5,7
111 36,0 46,8 10,8
103 40,0 52,0 12,0
54 48,0 62,4 14,4

Proximidade de Sobrecarregamento em Consumo de Reativos


Barra Reativa Min (Mvar) Reativa (Mvar) Folga Reativa Min (Mvar)
36 -8,0 -7,74 0,3
92 -3,0 -1,52 1,5
19 -8,0 -6,14 1,9
10 -147,0 -143,90 3,1
1 -5,0 2,34 7,3

14
Proximidade de Sobrecarregamento em Geração de Reativos
Barra Reativa (Mvar) Reativa Máx (Mvar) Folga Reativa Máx (Mvar)
74 2,18 12,00 9,82
62 13,68 26,00 12,32
92 -1,52 12,00 13,52
76 15,63 30,00 14,37
56 3,26 20,00 16,74

15
3.4. Relatório de Barras
À seguir o relatório de barras gerado pelo ANAREDE para um estado convergido na condição de
carga média, com ordenação pelo número da barra.

Carga Carga
Tensão Ângulo Ativa Reativa Geração Ativa Geração Reativa
Barra (pu) (°) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) Shunt (Mvar)
1 1,06 -23,37 51 27 0,00 2,34 0,00
2 1,07 -22,88 20 9 0,00 0,00 0,00
3 1,07 -22,63 39 10 0,00 0,00 0,00
4 1,10 -19,57 30 12 -9,00 54,21 0,00
5 1,10 -19,17 0 0 0,00 0,00 -48,23
6 1,08 -21,36 52 22 0,00 0,91 0,00
7 1,08 -21,73 19 2 0,00 0,00 0,00
8 1,10 -14,92 0 0 -28,00 231,43 0,00
9 1,11 -8,54 0 0 0,00 0,00 0,00
10 1,09 -1,57 0 0 450,00 -143,90 0,00
11 1,08 -21,64 70 23 0,00 0,00 0,00
12 1,08 -22,03 47 10 85,00 63,49 0,00
13 1,06 -22,81 34 16 0,00 0,00 0,00
14 1,07 -22,67 14 1 0,00 0,00 0,00
15 1,06 -23,01 90 30 0,00 3,78 0,00
16 1,07 -22,28 25 10 0,00 0,00 0,00
17 1,08 -20,76 11 3 0,00 0,00 0,00
18 1,06 -22,71 60 34 0,00 33,47 0,00
19 1,05 -23,17 45 25 0,00 -6,14 0,00
20 1,02 -21,99 18 3 0,00 0,00 0,00
21 1,01 -20,26 14 8 0,00 0,00 0,00
22 1,00 -17,54 10 5 0,00 0,00 0,00
23 1,01 -12,20 7 3 0,00 0,00 0,00
24 0,99 -11,61 0 0 -13,00 -36,93 0,00
25 1,05 -5,90 0 0 220,00 42,45 0,00
26 1,01 -4,52 0 0 314,00 -5,62 0,00
27 0,97 -17,98 62 13 -9,00 -15,14 0,00
28 0,96 -19,59 17 7 0,00 0,00 0,00
29 0,96 -20,46 24 4 0,00 0,00 0,00
30 1,00 -16,35 0 0 0,00 0,00 0,00
31 0,96 -20,29 43 27 7,00 -46,37 0,00
32 0,97 -18,58 59 23 0,00 -0,27 0,00
33 1,05 -23,96 23 9 0,00 0,00 0,00
34 1,04 -24,05 59 26 0,00 3,16 15,23
35 1,04 -24,35 33 9 0,00 0,00 0,00
36 1,04 -24,36 31 17 0,00 -7,74 0,00
37 1,05 -23,47 0 0 0,00 0,00 -27,60

16
Carga Carga
Tensão Ângulo Ativa Reativa Geração Ativa Geração Reativa
Barra (pu) (°) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) Shunt (Mvar)
38 1,00 -18,24 0 0 0,00 0,00 0,00
39 1,06 -26,73 27 11 0,00 0,00 0,00
40 1,07 -27,81 20 23 -46,00 17,71 0,00
41 1,08 -28,33 37 10 0,00 0,00 0,00
42 1,14 -27,51 37 23 -59,00 133,62 0,00
43 0,97 -28,40 18 7 0,00 0,00 0,00
44 0,89 -32,97 16 8 0,00 0,00 8,01
45 0,87 -33,72 318 132 0,00 0,00 7,53
46 1,05 -23,67 28 10 19,00 93,61 10,98
47 1,08 -17,16 34 0 0,00 0,00 0,00
48 1,10 -18,59 20 11 0,00 0,00 18,29
49 1,12 -16,78 87 30 204,00 192,98 0,00
50 1,12 -18,33 17 4 0,00 0,00 0,00
51 1,11 -20,26 17 8 0,00 0,00 0,00
52 1,11 -20,97 18 5 0,00 0,00 0,00
53 1,12 -21,58 23 11 0,00 0,00 0,00
54 1,14 -20,83 113 32 48,00 196,04 0,00
55 1,13 -20,82 63 22 0,00 13,93 0,00
56 1,13 -20,77 84 18 0,00 3,26 0,00
57 1,12 -20,06 12 3 0,00 0,00 0,00
58 1,12 -20,70 12 3 0,00 0,00 0,00
59 1,11 -15,61 277 113 155,00 17,82 0,00
60 1,12 -12,04 78 3 0,00 0,00 0,00
61 1,12 -11,27 0 0 160,00 99,08 0,00
62 1,12 -11,85 77 14 0,00 13,68 0,00
63 1,07 -12,36 0 0 0,00 0,00 0,00
64 1,08 -10,56 0 0 0,00 0,00 0,00
65 1,05 -6,68 0 0 391,00 63,70 0,00
66 1,14 -8,68 39 18 392,00 91,25 0,00
67 1,13 -10,81 28 7 0,00 0,00 0,00
68 1,00 -4,81 0 0 0,00 0,00 0,00
69 1,08 0,00 0 0 849,26 -247,36 0,00
70 1,01 -7,79 66 20 0,00 11,32 0,00
71 1,00 -8,30 0 0 0,00 0,00 0,00
72 0,99 -10,46 0 0 -12,00 -9,38 0,00
73 1,00 -8,40 0 0 -6,00 -10,85 0,00
74 0,99 -8,64 68 27 0,00 2,18 11,81
75 1,00 -7,39 47 11 0,00 0,00 0,00
76 0,98 -8,73 68 36 0,00 15,63 0,00
77 1,02 -4,14 61 28 0,00 17,71 0,00
78 1,02 -4,46 71 26 0,00 0,00 0,00
79 1,02 -4,24 39 32 0,00 0,00 20,75

17
Carga Carga
Tensão Ângulo Ativa Reativa Geração Ativa Geração Reativa
Barra (pu) (°) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) Shunt (Mvar)
80 1,04 -2,21 130 26 477,00 57,74 0,00
81 1,00 -3,81 0 0 0,00 0,00 0,00
82 1,00 -3,75 54 27 0,00 0,00 19,93
83 1,00 -2,60 20 10 0,00 0,00 9,90
84 0,99 -0,14 11 7 0,00 0,00 0,00
85 1,00 1,36 24 15 0,00 11,72 0,00
86 1,00 0,10 21 10 0,00 0,00 0,00
87 1,01 0,42 0 0 4,00 6,96 0,00
88 0,99 4,49 48 10 0,00 0,00 0,00
89 1,01 8,55 0 0 607,00 -18,08 0,00
90 0,98 2,21 78 42 -85,00 54,60 0,00
91 0,98 2,24 0 0 -10,00 -16,95 0,00
92 0,99 2,70 65 10 0,00 -1,52 0,00
93 0,99 -0,29 12 7 0,00 0,00 0,00
94 0,99 -2,42 30 16 0,00 0,00 0,00
95 0,98 -3,38 42 31 0,00 0,00 0,00
96 1,00 -3,54 38 15 0,00 0,00 0,00
97 1,01 -3,23 15 9 0,00 0,00 0,00
98 1,02 -3,72 34 8 0,00 0,00 0,00
99 1,01 -4,05 0 0 -42,00 -17,55 0,00
100 1,02 -3,03 37 18 252,00 95,14 0,00
101 0,99 -1,47 22 15 0,00 0,00 0,00
102 0,99 1,21 5 3 0,00 0,00 0,00
103 1,00 -6,62 23 16 40,00 6,78 0,00
104 0,98 -9,48 38 25 0,00 11,68 0,00
105 0,98 -10,61 31 26 0,00 6,62 19,13
106 0,97 -10,79 43 16 0,00 0,00 0,00
107 0,95 -13,41 28 12 -22,00 -4,84 5,44
108 0,99 -11,89 2 1 0,00 0,00 0,00
109 0,99 -12,38 8 3 0,00 0,00 0,00
110 1,01 -13,31 39 30 0,00 8,41 6,06
111 1,05 -12,45 0 0 36,00 51,14 0,00
112 0,99 -15,88 25 13 -43,00 14,57 0,00
113 1,06 -20,44 0 0 -6,00 -36,51 0,00
114 0,97 -18,88 8 3 0,00 0,00 0,00
115 0,97 -18,89 22 7 0,00 0,00 0,00
116 1,00 -5,24 0 0 -184,00 -6,33 0,00
117 1,07 -23,32 20 8 0,00 0,00 0,00
118 0,98 -8,44 33 15 0,00 0,00 0,00

18
3.5. Relatório de Geração
À seguir o relatório de geração para a condição de carga média , ordenado pelo número da barra.
As barras cujos limites de geração ativa estão como 99999,0 são motores, com “geração” ativa
sempre negativa.

Geração Geração Geração Geração


Tensão Ângulo Geração Ativa Máx Reativa Min Reativa Reativa Máx
Barra (pu) (°) Ativa (MW) (MW) (Mvar) (Mvar) (Mvar)
1 1,06 -23,37 0,00 99999,0 -5 2,34 20
4 1,10 -19,57 -9,00 99999,0 -300 54,21 300
6 1,08 -21,36 0,00 99999,0 -13 0,91 50
8 1,10 -14,92 -28,00 99999,0 -300 231,43 300
10 1,09 -1,57 450,00 585,0 -147 -143,90 200
12 1,08 -22,03 85,00 110,5 -35 63,49 120
15 1,06 -23,01 0,00 99999,0 -10 3,78 39
18 1,06 -22,71 0,00 99999,0 -16 33,47 65
19 1,05 -23,17 0,00 99999,0 -8 -6,14 24
24 0,99 -11,61 -13,00 99999,0 -300 -36,93 300
25 1,05 -5,90 220,00 286,0 -47 42,45 140
26 1,01 -4,52 314,00 408,2 -1000 -5,62 1000
27 0,97 -17,98 -9,00 99999,0 -300 -15,14 300
31 0,96 -20,29 7,00 9,1 -300 -46,37 300
32 0,97 -18,58 0,00 99999,0 -14 -0,27 42
34 1,04 -24,05 0,00 99999,0 -8 3,16 31
36 1,04 -24,36 0,00 99999,0 -8 -7,74 24
40 1,07 -27,81 -46,00 99999,0 -300 17,71 300
42 1,14 -27,51 -59,00 99999,0 -300 133,62 300
46 1,05 -23,67 19,00 24,7 -100 93,61 180
49 1,12 -16,78 204,00 265,2 -85 192,98 273
54 1,14 -20,83 48,00 62,4 -300 196,04 300
55 1,13 -20,82 0,00 99999,0 -8 13,93 55
56 1,13 -20,77 0,00 99999,0 -8 3,26 20
59 1,11 -15,61 155,00 201,5 -60 17,82 180
61 1,12 -11,27 160,00 208,0 -100 99,08 300
62 1,12 -11,85 0,00 99999,0 -20 13,68 26
65 1,05 -6,68 391,00 508,3 -67 63,70 260
66 1,14 -8,68 392,00 509,6 -67 91,25 200
69 1,08 0,00 849,26 1202,0 -300 -247,36 300
70 1,01 -7,79 0,00 99999,0 -10 11,32 42
72 0,99 -10,46 -12,00 99999,0 -100 -9,38 100
73 1,00 -8,40 -6,00 99999,0 -100 -10,85 100
74 0,99 -8,64 0,00 99999,0 -6 2,18 12
76 0,98 -8,73 0,00 99999,0 -8 15,63 30
77 1,02 -4,14 0,00 99999,0 -20 17,71 91

19
Geração Geração Geração Geração
Tensão Ângulo Geração Ativa Máx Reativa Min Reativa Reativa Máx
Barra (pu) (°) Ativa (MW) (MW) (Mvar) (Mvar) (Mvar)
80 1,04 -2,21 477,00 620,1 -165 57,74 280
85 1,00 1,36 0,00 99999,0 -8 11,72 30
87 1,01 0,42 4,00 5,2 -100 6,96 1000
89 1,01 8,55 607,00 789,1 -210 -18,08 300
90 0,98 2,21 -85,00 99999,0 -300 54,60 300
91 0,98 2,24 -10,00 99999,0 -100 -16,95 100
92 0,99 2,70 0,00 99999,0 -3 -1,52 12
99 1,01 -4,05 -42,00 99999,0 -100 -17,55 100
100 1,02 -3,03 252,00 327,6 -50 95,14 155
103 1,00 -6,62 40,00 52,0 -15 6,78 40
104 0,98 -9,48 0,00 99999,0 -8 11,68 30
105 0,98 -10,61 0,00 99999,0 -8 6,62 30
107 0,95 -13,41 -22,00 99999,0 -200 -4,84 200
110 1,01 -13,31 0,00 99999,0 -8 8,41 30
111 1,05 -12,45 36,00 46,8 -100 51,14 1000
112 0,99 -15,88 -43,00 99999,0 -100 14,57 1000
113 1,06 -20,44 -6,00 99999,0 -100 -36,51 200
116 1,00 -5,24 -184,00 99999,0 -1000 -6,33 1000

20
3.6. Análise de Contingências
Com o auxílio da ferramenta de Análise de Contingências Automática do ANAREDE, foram listadas
as contingências que causam violações de tensão e de sobrecarga de geração.

Contingências com Violações de Tensão


Número de Violações Índice de Severidade Barra De Barra Para
3 90.1 34 43

Contingências com Violações de Geração


Número de Índice de Barra De Barra Número de Índice de Barra Barra
Violações Severidade Para Violações Severidade De Para
1 187.6 54 56 1 2.7 1 3
2 114.8 34 37 1 2.6 74 75
4 108.5 30 17 1 1.7 34 36
1 97.2 38 37 1 1.5 17 31
2 63.4 65 68 1 1.3 2 12
1 61.2 89 92 1 1.1 76 77
1 33.3 110 111 1 0.7 100 101
1 27.7 34 43 1 0.6 18 19
2 22.9 8 9 1 0.5 94 95
1 22.7 9 10 1 0.4 55 56
1 17.4 44 45 1 0.3 17 18
1 17.1 69 75 1 0.2 60 61
1 15.7 43 44 1 0.2 88 89
1 14.6 15 17 1 0.1 110 112
2 13.1 75 118 1 0.1 66 67
2 12.2 8 5 1 0.1 56 58
1 11.5 38 65 1 0.1 109 110
1 9.5 19 20 1 0.1 21 22
1 7.4 17 113 1 0 23 24
1 5.5 69 70 1 0 32 113
1 4.6 20 21 1 0 64 65
1 4.5 94 100 1 0 70 74
1 4.4 91 92 1 0 68 69
2 4.3 8 30 1 0 23 25
1 4.1 3 5 1 0 33 37
1 3.9 35 37
1 2.9 15 19

Contingências com Problemas de Convergência


Nº Barra De Barra Para
1 45 46
2 45 49

21
3.7. Contingências Selecionadas
Foram selecionadas 10 contingências baseadas no índice de severidade disponibilizado pelo
Anarede. Nessas contingencias analisadas foram observadas que as mais severas apresentaram
violações do nível de geração de reativo e de tensão muito acima do limite, assim como ilhamentos.
Para as 10 selecionadas foram incluídas na mesma lista àquelas com violação de geração e de tensão
e excluídas as que possuam ilhamentos.

Tabela resumo das contingências selecionadas


Ranking Desligamento Barra(s) Violada(s) Severidade Tipo de Violação
1 54/56 56 187.6 Geração
2 34/37 34/36 114.8 Geração
3 30/17 15/18/34/36 108.5 Geração
4 38/37 34 97.2 Geração
5 34/43 43/44/45 90.1 Tensão
6 65/68 36/65 63.4 Geração
7 89/92 92 61.2 Geração
8 34/43 34 27.7 Geração
9 44/45 34 17.4 Geração
10 69/75 74/76 17.1 Geração

Tipos de Violações

Contingências com Violações (por tipo) 28%


Geração 52 28%
Tensão 1 1%
Sem Violação 131 71% 1%
71%
Total 184 100%

Geração Tensão Sem Violação

22
3.7.1. Desligamento da linha 54-56
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

56 BARRA--56 1 1 -8.0 99.3 23.0 76.3 SUP

---- IND SEVER. 187.6 ----

Foi encontrada uma violação de geração reativa na barra 56 fica 76.3 acima do limite, ou seja,
330%. O índice de severidade verificado foi de 187.6%.

3.7.2. Desligamento da linha 34-37


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 95.2 43.0 52.2 SUP


36 BARRA--36 1 1 -8.0 -52.3 24.0 -44.3 INF

---- IND SEVER. 114.8 ----

Foram encontradas duas violações sendo uma na barra 34 e a outra na barra 36. Na barra 34,
verificou-se uma violação de geração reativa acima do limite superior de 52.2MVar ou 120%. Na
barra 36, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 44.3MVar ou 550%. O índice de
severidade para essa contingencia foi de 114.8%.

3.7.3. Desligamento da linha 30-17


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

15 BARRA--15 1 1 -10.0 78.9 45.0 33.9 SUP


18 BARRA--18 1 1 -16.0 97.5 75.0 22.5 SUP
36 BARRA--36 1 1 -8.0 -19.7 24.0 -11.7 INF
34 BARRA--34 1 1 -8.0 -71.0 43.0 -63.0 INF

---- IND SEVER. 108.5 ----

Foram encontradas 4 violações, duas de limite superior (barras 15 e 18) e duas de limite inferior
(barras 34 e 36). Na barra 15, verificou-se uma violação de geração reativa de limite superior de
33.9Mvar ou 75%, enquanto na barra 18 foi de 22.5MVar ou 30%. Na barra 36, verificou -se uma
violação de geração reativa de limite inferior de 11.7Mvar ou 146%, enquanto na barra 34 foi de
63MVAr ou 788%. O índice de contingencia foi de 108.5%.

23
3.7.4. Desligamento da linha 38-37
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 113.4 43.0 70.4 SUP

---- IND SEVER. 97.2 ----

Foi encontrada uma violação na barra 34 de limite superior de reativo de 70.4MVar ou de 164%.
O índice de contingencia foi de 97.2%.

3.7.5. Desligamento da linha 34-43


MONITORACAO DE TENSAO

X----------------------X--------------------X--------X--------X--------X---------------X
BARRA TENSAO VIOLACAO SHUNTBAR SHUNTLIN SEVERIDADE
NUM. NOME ARE MIN MOD. MAX (PU) (Mvar) (Mvar)
X-----X------------X---X------X------X------X--------X--------X--------X---------------X

45 BARRA--45 1 0.800 0.775 1.200 -0.025 10.00 ***


44 BARRA--44 1 0.800 0.756 1.200 -0.044 10.00 *****
43 BARRA--43 1 0.800 0.720 1.200 -0.080 *********

------ IND SEVER. 90.1 -------

Para o desligamento da linha 34/43 foram verificadas 3 barras com subtensão. O índice de
severidade foi de 90.1%.

3.7.6. Desligamento da linha 65-68


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

36 BARRA--36 1 1 -8.0 -8.6 24.0 -0.6 INF


65 BARRA--65 1 1 -67.0 -219.5 300.0 -152.5 INF

---- IND SEVER. 63.4 ----

Foram encontradas duas violações de limite inferior nas barras 36 e 65. Na barra 36 a violação
foi de 0.6MVar ou de 7.5%, enquanto na barra 65 foi de 152.5MVar ou de 227%. O í ndice de
contingencia foi de 63.4%.

3.7.7. Desligamento da linha 89-92


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

92 BARRA--92 1 1 -3.0 46.3 14.0 32.3 SUP

---- IND SEVER. 61.2 ----

24
Foi encontrada uma violação de limite de reativo superior de 32 .3 Mvar ou 230%. O índice de
severidade foi de 61.2%.

3.7.8. Desligamento linha 34-43


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 -45.6 43.0 -37.6 INF

---- IND SEVER. 27.7 ----

Foi encontrada uma violação de limite de reativo inferior de 37.6MVar ou 459%. O índice de
severidade foi de 27.7%.

3.7.9. Desligamento da linha 44-45


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 -37.8 31.0 -29.8 INF

---- IND SEVER. 22.7 ----

Foi encontrada uma violação de limite de reativo inferior de 29,8 Mvar ou 473%. O índice de
severidade foi 17.4.

3.7.10. Desligamento da linha 69-75


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA
X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

74 BARRA--74 1 1 -6.0 36.8 12.0 24.8 SUP


76 BARRA--76 1 1 -8.0 32.0 30.0 2.0 SUP

---- IND SEVER. 34.3 ----

Foram encontradas violações de geração de reativo superior nas barras 74 e 76 de 24,8 e 2 Mvar,
respectivamente, com grau de severidade de 17.1.

25
3.8. Análise dos Ilhamentos possíveis
Por inspeção do diagrama elétrico e pela análise dos relatórios de contingencia, foi possível
determinar e estudar todos os possíveis casos de ilhamento do sistema. A severidade de cada caso
foi baseada no tipo de barra e na presença de cargas conectadas à barra.

Contingências que causam ilhamento de barras e componentes associados


Contingência Barras ilhadas Carga Motor Gerador
Linha 8 - 9 9(PQ), 10(PV) X
Linha 9 - 10 10(PV) X
Linha 12 - 117 117(PQ) X
Linha 68 - 116 116(PV) X
Linha 71 - 73 73(PV) X
Linha 85 - 86 86(PQ), 87(PV) X X
Linha 86 - 87 87(PV) X
Linha 110 - 111 111(PV) X
Linha 110- 112 112(PV) X X

3.8.1. Desligamento da linha 8/9:

X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
10 BARRA--10 450.00
9 BARRA---9
TOTAL: 450.00
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

8 BARRA---8 1 1 -300.0 333.5 300.0 33.5 SUP


34 BARRA--34 1 1 -8.0 47.5 31.0 16.5 SUP
70 BARRA--70 1 1 -10.0 48.1 42.0 6.1 SUP
---- IND SEVER. 9.6 ----

26
A barra 9 é do tipo PQ e não possui carga conectada. A barra 10 possui um gerador com potências
ativa e reativa máximas de 585 MW e 200 Mvar, respectivamente.

3.8.2. Desligamento da linha 9/10:


X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
10 BARRA--10 450.00
TOTAL: 450.00
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 47.6 31.0 16.6 SUP


70 BARRA--70 1 1 -10.0 48.1 42.0 6.1 SUP

---- IND SEVER. 7.8 ----

A barra 10 possui um gerador com potências ativa e reativa máximas de 585 MW e 200 Mvar,
respectivamente.

3.8.3. Desligamento da linha 12/117:

X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
117 BARRA-117 20.00
TOTAL: 20.00

Não foram encontradas violações para essa contingencia. Porém, a barra desligada por ilhamento
possui uma carga de 20 MW.

27
3.8.4. Desligamento da linha 68/116:

X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
116 BARRA-116

Não houveram violações para essa contingencia. A barra 116 possui um motor consumindo 184
MW e possui um limite de injeção de reativo de 1000 Mvar.

3.8.5. Desligamento da linha 71/73:

X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
73 BARRA--73

28
Não houve nenhuma violação para essa contingencia. A barra 73 possui um motor consumindo
6 MW e possui um limite de injeção de reativo de 100 Mvar.

3.8.6. Desligamento de linha 85/86:


X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
87 BARRA--87 4.00
86 BARRA--86 21.00
TOTAL: 21.00 4.00

Nenhuma violação foi encontrada para essa contingência. A barra 86 possui uma carga de 21MW
e duas linhas: Uma para a barra 87 e outra para a barra 85. A barra 87 possui um gerador com limite
de geração de reativo de 1000 Mvar.

3.8.7. Desligamento da linha 86/87:


X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
87 BARRA--87 4.00
TOTAL: 4.00

Não houveram violações para essa contingencia. A barra 87 possui um gerador com limite de
geração de reativo de 1000 Mvar.

29
3.8.8. Desligamento da linha 110/111:

X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
111 BARRA-111 36.00
TOTAL: 36.00

MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

110 BARRA-110 1 1 -8.0 72.8 30.0 42.8 SUP


---- IND SEVER. 48.3 ----

A barra 111 possui um gerador com limite de geração reativa máxima de 1000 Mvar.

3.8.9. Desligamento da linha 110/112:


X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
Barras Desligadas por Ilhamento: Num. Nome - Barra Carga (MW) Geracao (MW)
X---------------------------------X-----X-------------X----------X------------X
112 BARRA-112 25.00
TOTAL: 25.00

MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

110 BARRA-110 1 1 -8.0 -10.2 30.0 -2.2 INF

---- IND SEVER. 0.1 ----

A barra 112 possui uma carga conectada de 25 MW e um motor de 43 MW com limite de reativo
máximo de 1000 MVar.

30
4. Condição de Carga Pesada

4.1. Introdução
Após convergir o caso base (carga média) sem nenhuma violação de tensão nas barras e nenhuma
violação de geração nos geradores, aumentamos em 30% a carga, ou seja, através do comando DANC
aumentamos em 30% a potência ativa e reativa consumidas pelo sistema (demanda). Além disso,
fizemos um despacho de 30% através do comando DAGA, que faz um redespacho auto mático da
potência ativa da swing para as outras barras para não deixá -la sobrecarregada.

Fazendo o aumento da carga em 30% e o redespacho de 30% de potência ativa, rodamos o flow
verificamos violações de tensão e violações de geração reativa. Usando o me smo princípio adotado
para a convergência do caso base (carga média) para as barras com subtensão, aumentamos a
tensão nas barras PV’s vizinhas que tem mais influencia na barra violada para aumentar a injeção
de reativo elevando assim sua a tensão. Lembrando que para saber qual barra tem mais influencia
sobre a outra podemos fazer uma análise de sensibilidade na barra em questão ou esse
entendimento pode ser adquirido após rodar FLOW atrás de FLOW e observar como o sistema se
comporta de acordo com as variações feitas. Para a violação de geração, os geradores estavam
gerando acima do limite de reativo permitido, logo o fluxo de reativo precisava ser redistribuído na
rede, assim aumentamos a tensão nas barras PV’s vizinhas para gerarem mais reativo, compensando
os geradores superados. Lembrando que não nos limitamos apenas às barras PV ’s vizinhas,
alteramos outras barras do sistema para aliviar a geração das barras violadas.

Após eliminar todas as violações, convergimos o caso de carga pesada sem nenhum gerado r ou
barra violados. Calculamos então os limites de geração ativa e reativa colocando 30% a mais da
geração ativa e reativa do caso base, ou seja, em cada gerador mudamos os limites da potencia
ativa e reativa para 1,3xgeração ativa e 1,3xgeração reativa, respectivamente.

Na seção 5.2 a seguir será disponibilizado os dados de carga e geração totais e como se
distribuem pelo sistema. Na seção 5.3 serão listados os componentes que estão mais próximos de
alguma violação para verificar se o ponto de operação acarreta numa contingência preocupante.
Nas seções 5.4 e 5.5 são listados os relatórios de barras e de geração para fornecer o estado
operativo. Na seção 5.6 são listadas todas as contingências por ordem de severidade e, por fim, na
5.7 àquelas contingências selecionadas para análise de segurança.

31
4.2. Dados de Carga e Geração
Usando o comando RTOT, foi gerado o relatório com as informações de geração, carga e perdas
totais do caso em estudo. Para calcular porcentagem da capacidade total instalada foram somados os
limites máximos de geração ativa (6216,52MW) e reativa dos geradores (12131Mvar). Os resultados
podem ser analisados nas tebelas abaixo.

Tabela de totais de geração de potência ativa


Geração Ativa % da Capacidade Catrga Ativa Perdas
(MW) Instalada (MW) (MW)
5476,04 88% 5112,9 363,13

Tabela de totais de geração de potência reativa


Geração Reativa % da Capacidade Carga Reativa Perdas
(Mvar) Instalada (Mvar) (Mvar)
2406,03 20% 2012,4 472,32

Expandindo os resulados de geração de potência ativa para uma visualização das principais
contribuições, dividimos em duas tabelas e seus respectivos gráficos, mostrados abaixo, as principais
barras que contribuem na geração e na carga. Observamos que a swing (barra 69) é uma unidade
geradora concentrada e que a carga do sistema é pouco concentrada, exceto as barras 45 e 59 que
represnetam grandes unidades consumidoras.

Tabelas de participação na geração


Geração Ativa Total 5476,04 MW 100%
69 1202,74 MW 22%
89 789,1 MW 14%
80 620,1 MW 11%
10 585 MW 11%
66 509,6 MW 9%
65 508,3 MW 9%
Outras 1261,2 MW 23%

Tabelas de participação na carga


Carga Ativa Total 5112,9 MW 100%
Perdas 363,13 MW 7%
45 413,4 MW 8%
59 360,1 MW 7%
80 169 MW 3%
54 146,9 MW 3%
15 117 MW 2%
Outras 3543,37 MW 69%

32
Geração Ativa

69 (Barra Swing) 89 80 10 66 65 Outras

Carga Ativa

Perdas 45 59 80 54 15 Outras

33
4.3. Elementos próximos de violação
4.3.1. Violação de tensão
A seguir, listamos as 10 barras mais próximas de estarem em subtensão (próximas ao limite
mínimo de tensão de 0,8 p.u.) e as mais próximas de estarem em sobretensão (próximas do limite
máximo de tensão de 1,2 p.u.). As barras 44 e 45 estão bem próximas do limite inferior de tensão,
porém as demais possuem uma diferença acima de 0,15 pu, o que é uma condição de carga segura
para problemas de subtensão. Porém, as nove primeiras barras listadas na tabela de proximidade
de sobretensão estão exatamente no limite de tensão, ou seja essa não é uma condição de operação
segura para problemas de contingencia

Proximidade de Subtensão Proximidade de Sobretensão


Barra Tensão Proximidade Barra Tensão Proximidade
(p.u.) de 0,8 p.u. (p.u.) de 1,2 p.u.
45 0,81 0,01 59 1,2 0
44 0,86 0,06 54 1,2 0
107 0,95 0,15 61 1,2 0
28 0,96 0,16 40 1,2 0
31 0,96 0,16 60 1,2 0
29 0,96 0,16 62 1,2 0
115 0,97 0,17 55 1,2 0
114 0,97 0,17 66 1,2 0
90 0,98 0,18 69 1,2 0
24 0,98 0,18 41 1,19 0,01

4.3.2. Violação de limites de geração


As tabelas à seguir listam as 5 barras com maior proximidade de uma violação para em limites
de geração de potência reativa mínima e máxima.

Proximidade de Sobrecarregamento em Geração de Reativos


Barra Reativa Reativa máx Folga Reativa máx
(Mvar) (Mvar) (Mvar)
9 62,52 65 2,48
18 18,82 24 5,18
25 19,9 20 0,1
28 23,55 26 2,45
44 11,62 12 0,38
48 28,76 30 1,24

34
Proximidade de Sobrecarregamento de Consumo de Reativos
Barra Reativa Reativa mín Folga Reativa mín
(Mvar) (Mvar) (Mvar)
70 -8,1 -10 1,9
74 -5,94 -6 0,06
76 -7,14 -8 0,86
85 -6,61 -8 1,39
110 -2,03 -8 5,97

4.4. Relatório de Barras


À seguir o relatório de barras gerado pelo ANAREDE para um estado convergido na condição de
carga pesada, com ordenação pelo número da barra.

Barra Tensão Ângulo Carga Ativa Carga Reativa Geração Ativa Geração Reativa Shunt
(p.u.) (graus) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) (Mvar)
1 1.06 -29.23 66.30 35.10 0.00 15.63 0.00
2 1.07 -28.52 26.00 11.70 0.00 0.00 0.00
3 1.07 -28.21 50.70 13.00 0.00 0.00 0.00
4 1.10 -24.18 39.00 15.60 -11.70 46.56 0.00
5 1.10 -23.67 0.00 0.00 0.00 0.00 -48.26
6 1.08 -26.52 67.60 28.60 0.00 2.80 0.00
7 1.08 -27.00 24.70 2.60 0.00 0.00 0.00
8 1.10 -18.24 0.00 0.00 -36.40 283.25 0.00
9 1.10 -9.90 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
10 1.09 -0.84 0.00 0.00 585.00 -117.93 0.00
11 1.08 -26.87 91.00 29.90 0.00 0.00 0.00
12 1.09 -27.39 61.10 13.00 110.50 85.67 0.00
13 1.07 -28.39 44.20 20.80 0.00 0.00 0.00
14 1.08 -28.22 18.20 1.30 0.00 0.00 0.00
15 1.09 -28.69 117.00 39.00 0.00 18.52 0.00
16 1.09 -27.72 32.50 13.00 0.00 0.00 0.00
17 1.12 -25.84 14.30 3.90 0.00 0.00 0.00
18 1.10 -28.36 78.00 44.20 0.00 62.52 0.00
19 1.09 -28.93 58.50 32.50 0.00 15.52 0.00
20 1.04 -27.47 23.40 3.90 0.00 0.00 0.00
21 1.02 -25.29 18.20 10.40 0.00 0.00 0.00
22 1.01 -21.81 13.00 6.50 0.00 0.00 0.00
23 1.00 -14.90 9.10 3.90 0.00 0.00 0.00
24 0.98 -13.81 0.00 0.00 -16.90 -71.91 0.00
25 1.07 -7.28 0.00 0.00 286.00 -26.59 0.00
26 1.07 -5.73 0.00 0.00 408.20 176.75 0.00
27 0.98 -22.68 80.60 16.90 -11.70 11.53 0.00
28 0.96 -24.69 22.10 9.10 0.00 0.00 0.00
29 0.96 -25.75 31.20 5.20 0.00 0.00 0.00

35
Barra Tensão Ângulo Carga Ativa Carga Reativa Geração Ativa Geração Reativa Shunt
(p.u.) (graus) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) (Mvar)
30 1.00 -20.40 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
31 0.96 -25.50 55.90 35.10 9.10 -56.33 0.00
32 0.98 -23.32 76.70 29.90 0.00 -0.41 0.00
33 1.10 -29.78 29.90 11.70 0.00 0.00 0.00
34 1.12 -29.85 76.70 33.80 0.00 11.39 17.62
35 1.12 -30.23 42.90 11.70 0.00 0.00 0.00
36 1.12 -30.26 40.30 22.10 0.00 18.82 0.00
37 1.13 -29.17 0.00 0.00 0.00 0.00 -32.08
38 1.00 -23.02 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
39 1.17 -33.10 35.10 14.30 0.00 0.00 0.00
40 1.20 -34.44 26.00 29.90 -59.80 196.42 0.00
41 1.19 -34.63 48.10 13.00 0.00 0.00 0.00
42 1.19 -32.69 48.10 29.90 -76.70 68.16 0.00
43 1.00 -34.93 23.40 9.10 0.00 0.00 0.00
44 0.86 -40.96 20.80 10.40 0.00 0.00 7.34
45 0.81 -42.13 413.40 171.60 0.00 0.00 6.58
46 1.08 -28.36 36.40 13.00 24.70 155.52 11.58
47 1.13 -20.08 44.20 0.00 0.00 0.00 0.00
48 1.15 -21.84 26.00 14.30 0.00 0.00 19.74
49 1.17 -19.63 113.10 39.00 265.20 265.06 0.00
50 1.17 -21.45 22.10 5.20 0.00 0.00 0.00
51 1.16 -23.68 22.10 10.40 0.00 0.00 0.00
52 1.16 -24.50 23.40 6.50 0.00 0.00 0.00
53 1.17 -25.18 29.90 14.30 0.00 0.00 0.00
54 1.20 -24.27 146.90 41.60 62.40 169.62 0.00
55 1.20 -24.36 81.90 28.60 0.00 45.83 0.00
56 1.19 -24.25 109.20 23.40 0.00 19.90 0.00
57 1.18 -23.45 15.60 3.90 0.00 0.00 0.00
58 1.17 -24.18 15.60 3.90 0.00 0.00 0.00
59 1.20 -18.55 360.10 146.90 201.50 163.03 0.00
60 1.20 -14.33 101.40 3.90 0.00 0.00 0.00
61 1.20 -13.46 0.00 0.00 208.00 197.15 0.00
62 1.20 -14.07 100.10 18.20 0.00 23.55 0.00
63 1.14 -14.78 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
64 1.13 -12.60 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
65 1.07 -7.69 0.00 0.00 508.30 69.47 0.00
66 1.20 -10.10 50.70 23.40 509.60 189.90 0.00
67 1.19 -12.71 36.40 9.10 0.00 0.00 0.00
68 1.00 -5.05 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
69 1.20 -0.00 0.00 0.00 1202.74 -283.64 0.00
70 1.04 -8.46 85.80 26.00 0.00 -8.10 0.00
71 1.02 -9.03 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
72 0.99 -12.05 0.00 0.00 -15.60 -9.53 0.00

36
Barra Tensão Ângulo Carga Ativa Carga Reativa Geração Ativa Geração Reativa Shunt
(p.u.) (graus) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) (Mvar)
73 1.00 -9.05 0.00 0.00 -7.80 -36.62 0.00
74 1.02 -9.49 88.40 35.10 0.00 -5.94 12.36
75 1.03 -8.02 61.10 14.30 0.00 0.00 0.00
76 0.98 -9.57 88.40 46.80 0.00 -7.14 0.00
77 1.04 -4.23 79.30 36.40 0.00 26.37 0.00
78 1.03 -4.62 92.30 33.80 0.00 0.00 0.00
79 1.03 -4.31 50.70 41.60 0.00 0.00 21.27
80 1.05 -1.72 169.00 33.80 620.10 61.55 0.00
81 1.00 -3.78 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00
82 1.00 -3.91 70.20 35.10 0.00 0.00 19.93
83 0.99 -2.50 26.00 13.00 0.00 0.00 9.87
84 0.99 0.49 14.30 9.10 0.00 0.00 0.00
85 1.00 2.34 31.20 19.50 0.00 -6.61 0.00
86 1.04 -0.05 27.30 13.00 0.00 0.00 0.00
87 1.15 -0.32 0.00 0.00 5.20 55.51 0.00
88 0.99 6.36 62.40 13.00 0.00 0.00 0.00
89 1.01 11.61 0.00 0.00 789.10 -36.46 0.00
90 0.98 3.24 101.40 54.60 -110.50 45.23 0.00
91 1.01 2.67 0.00 0.00 -13.00 52.22 0.00
92 1.00 3.96 84.50 13.00 0.00 11.62 0.00
93 0.99 0.22 15.60 9.10 0.00 0.00 0.00
94 0.99 -2.46 39.00 20.80 0.00 0.00 0.00
95 0.98 -3.62 54.60 40.30 0.00 0.00 0.00
96 0.99 -3.70 49.40 19.50 0.00 0.00 0.00
97 1.02 -3.16 19.50 11.70 0.00 0.00 0.00
98 1.03 -3.88 44.20 10.40 0.00 0.00 0.00
99 1.01 -4.54 0.00 0.00 -54.60 -19.25 0.00
100 1.02 -3.37 48.10 23.40 327.60 60.33 0.00
101 0.99 -1.38 28.60 19.50 0.00 0.00 0.00
102 0.99 2.06 6.50 3.90 0.00 0.00 0.00
103 1.02 -8.56 29.90 20.80 52.00 -0.43 0.00
104 1.00 -12.23 49.40 32.50 0.00 28.76 0.00
105 1.00 -13.71 40.30 33.80 0.00 23.36 20.00
106 0.98 -13.80 55.90 20.80 0.00 0.00 0.00
107 0.95 -17.07 36.40 15.60 -28.60 -13.09 5.44
108 1.04 -15.76 2.60 1.30 0.00 0.00 0.00
109 1.05 -16.51 10.40 3.90 0.00 0.00 0.00
110 1.10 -18.03 50.70 39.00 0.00 -2.03 7.26
111 1.15 -17.05 0.00 0.00 46.80 61.44 0.00
112 1.15 -22.03 32.50 16.90 -55.90 141.59 0.00
113 1.09 -25.53 0.00 0.00 -7.80 -34.96 0.00
114 0.97 -23.77 10.40 3.90 0.00 0.00 0.00
115 0.97 -23.78 28.60 9.10 0.00 0.00 0.00

37
Barra Tensão Ângulo Carga Ativa Carga Reativa Geração Ativa Geração Reativa Shunt
(p.u.) (graus) (MW) (Mvar) (MW) (Mvar) (Mvar)
116 1.01 -5.65 0.00 0.00 -239.00 262.46 0.00
117 1.07 -29.06 26.00 10.40 0.00 0.00 0.00
118 1.00 -9.27 42.90 19.50 0.00 0.00 0.00

4.5. Relatório de Geração


À seguir o relatório de geração para a condição de carga pesada, ordenado pelo número da barra.
As barras cujos limites de geração ativa estão como 99999,0 são motores, com “geração” ativa
sempre negativa, ou seja, para o sistema são cargas.

Barra Tensão Ângulo Geração Geração Geração Geração Geração


(p.u.) (graus) Ativa (MW) Ativa Máx Reativa Mín Reativa (Mvar) Reativa Máx
(MW) (Mvar) (Mvar)
1 1.06 -29.23 0.00 99999.00 -5.00 15.63 20.00
4 1.10 -24.18 -11.70 99999.00 -300.00 46.56 300.00
6 1.08 -26.52 0.00 99999.00 -13.00 2.80 50.00
8 1.10 -18.24 -36.40 99999.00 -300.00 283.25 300.00
10 1.09 -0.84 585.00 585.00 -147.00 -117.93 200.00
12 1.09 -27.39 110.50 110.50 -35.00 85.67 120.00
15 1.09 -28.69 0.00 99999.00 -10.00 18.52 39.00
18 1.10 -28.36 0.00 99999.00 -16.00 62.52 65.00
19 1.09 -28.93 0.00 99999.00 -8.00 15.52 24.00
24 0.98 -13.81 -16.90 99999.00 -300.00 -71.91 300.00
25 1.07 -7.28 286.00 286.00 -47.00 -26.59 140.00
26 1.07 -5.73 408.20 408.20 -1000.00 176.75 1000.00
27 0.98 -22.68 -11.70 99999.00 -300.00 11.53 300.00
31 0.96 -25.50 9.10 9.10 -300.00 -56.33 300.00
32 0.98 -23.32 0.00 99999.00 -14.00 -0.41 42.00
34 1.12 -29.85 0.00 99999.00 -8.00 11.39 31.00
36 1.12 -30.26 0.00 99999.00 -8.00 18.82 24.00
40 1.20 -34.44 -59.80 99999.00 -300.00 196.42 300.00
42 1.19 -32.69 -76.70 99999.00 -300.00 68.16 300.00
46 1.08 -28.36 24.70 24.70 -100.00 155.52 180.00
49 1.17 -19.63 265.20 265.20 -85.00 265.06 273.00
54 1.20 -24.27 62.40 62.40 -300.00 169.62 300.00
55 1.20 -24.36 0.00 99999.00 -8.00 45.83 55.00
56 1.19 -24.25 0.00 99999.00 -8.00 19.90 20.00
59 1.20 -18.55 201.50 201.50 -60.00 163.03 180.00
61 1.20 -13.46 208.00 208.00 -100.00 197.15 300.00
62 1.20 -14.07 0.00 99999.00 -20.00 23.55 26.00
65 1.07 -7.69 508.30 508.30 -67.00 69.47 260.00
66 1.20 -10.10 509.60 509.60 -67.00 189.90 200.00
69 1.20 -0.00 1202.74 1202.42 -300.00 -283.64 300.00

38
Barra Tensão Ângulo Geração Geração Geração Geração Geração
(p.u.) (graus) Ativa (MW) Ativa Máx Reativa Mín Reativa (Mvar) Reativa Máx
(MW) (Mvar) (Mvar)
70 1.04 -8.46 0.00 99999.00 -10.00 -8.10 42.00
72 0.99 -12.05 -15.60 99999.00 -100.00 -9.53 100.00
73 1.00 -9.05 -7.80 99999.00 -100.00 -36.62 100.00
74 1.02 -9.49 0.00 99999.00 -6.00 -5.94 12.00
76 0.98 -9.57 0.00 99999.00 -8.00 -7.14 30.00
77 1.04 -4.23 0.00 99999.00 -20.00 26.37 91.00
80 1.05 -1.72 620.10 620.10 -165.00 61.55 280.00
85 1.00 2.34 0.00 99999.00 -8.00 -6.61 30.00
87 1.15 -0.32 5.20 5.20 -100.00 55.51 1000.00
89 1.01 11.61 789.10 789.10 -210.00 -36.46 300.00
90 0.98 3.24 -110.50 99999.00 -300.00 45.23 300.00
91 1.01 2.67 -13.00 99999.00 -100.00 52.22 100.00
92 1.00 3.96 0.00 99999.00 -3.00 11.62 12.00
99 1.01 -4.54 -54.60 99999.00 -100.00 -19.25 100.00
100 1.02 -3.37 327.60 327.60 -50.00 60.33 155.00
103 1.02 -8.56 52.00 52.00 -15.00 -0.43 40.00
104 1.00 -12.23 0.00 99999.00 -8.00 28.76 30.00
105 1.00 -13.71 0.00 99999.00 -8.00 23.36 30.00
107 0.95 -17.07 -28.60 99999.00 -200.00 -13.09 200.00
110 1.10 -18.03 0.00 99999.00 -8.00 -2.03 30.00
111 1.15 -17.05 46.80 46.80 -100.00 61.44 1000.00
112 1.15 -22.03 -55.90 99999.00 -100.00 141.59 1000.00
113 1.09 -25.53 -7.80 99999.00 -100.00 -34.96 200.00
116 1.01 -5.65 -239.00 99999.00 -1000.00 262.46 1000.00

39
4.6. Análise de Contingências
Utilizando a ferramenta de Análise de Contingências Automática do ANAREDE, obtivemos as
listas abaixo com um total de 186 violações nas quais 7 são violações de tensão e geração, 133
violações de geração, 42 casos sem violação e 4 casos não convergidos.

Contingências com Violações de Tensão


Número de Índice de Identificação da Contingência
Violações Severidade DE PARA
1 139.3 44 45
1 9.7 38 65
1 2.8 38 37
1 2.1 46 47
1 0 48 49

Contingências com Problemas de Convergência


Identificação da Contingência
DE PARA
34 43
43 44
45 46
45 49

Contingências com Ilhamento


Barras Índice de Índice de Violações Violações Identificação da
Desligadas por Severidade Severidade de de Geração Contingência
Ilhamento de Tensão de Geração Tensão Reativa DE PARA
9
2.8 403.7 1 11 8 9
10
10 2.8 402.7 1 10 9 10
117 0 0 0 1 12 117
116 0 0 0 1 68 116
73 0 18,7 0 2 71 73
86
0 0,3 0 3 85 86
87
87 0 8,9 0 1 86 87
111 0 62,9 0 3 110 111
112 0 77,2 0 3 110 112

40
Contingências com Violações de Geração
Número de Índice de Identificação da Contingência
Violações Severidade DE PARA
2 409.4 34 37
3 390.2 65 68
7 361 38 37
4 257.4 30 17
5 228.5 8 5
2 197.2 69 75
3 196.8 69 70
2 173.4 109 110
1 163.5 89 92
3 156 75 118
1 145 54 56
4 138.9 44 45
2 136.3 108 109
7 133.1 38 65
2 130.9 105 108
2 120.7 69 77
1 54,7 94 100
2 49,4 8 30
2 48,4 70 71
1 46,3 15 17
2 41,9 74 75
4 41,8 64 65
1 36,3 2 12
1 34,8 3 5
1 31,6 100 101
3 31,5 76 118
2 27,1 35 37
1 34,5 18 19
1 24,1 1 3
4 21,5 68 69
3 18,2 103 110
2 18,1 39 40
1 14,7 91 92
1 13,5 82 83
2 12,9 17 18
1 12,9 60 61
3 12,5 100 103
6 11,3 26 30
1 11 64 61
3 10,1 37 40
3 9,7 46 47

41
Número de Índice de Identificação da Contingência
Violações Severidade DE PARA
1 7,7 88 89
2 7,7 53 54
1 7,7 92 100
3 7,6 49 66
3 7,6 49 66
1 5,6 48 49
2 4,8 100 106
1 4,7 89 92
2 4,6 19 19
1 4,5 1 2
1 4,1 80 97
1 4,1 19 34
3 4,1 77 78
2 3,7 23 25
1 3,7 85 89
1 3,7 32 113
1 3,5 76 77
2 3,5 95 96
1 3,2 46 48
1 3 17 113
1 2,9 61 62
2 2,9 70 74
1 2,8 80 96
2 2,7 83 85
1 2,6 47 49
2 2,6 77 82
1 2,5 100 104
1 2,4 55 56
3 2,4 37 39
1 2,1 93 94
1 2,1 103 104
1 1,9 66 67
1 1,9 3 12
2 1,8 85 88
1 1,5 89 90
1 1,5 96 97
1 1,5 33 37
2 1,4 24 70
4 1,4 23 24
1 1,3 11 13
2 1,2 47 69
1 1,1 54 59

42
Número de Índice de Identificação da Contingência
Violações Severidade DE PARA
1 1,1 84 85
2 0,9 25 27
1 0,9 15 19
1 0,8 92 94
1 0,8 52 53
2 0,8 71 72
1 0,8 55 59
2 0,6 20 21
1 0,6 49 51
1 0,6 105 106
1 0,5 56 59
3 0,5 63 59
3 0,5 63 64
2 0,4 49 54
2 0,4 103 105
2 0,3 49 54
1 0,3 56 59
1 0,3 56 58
4 0,2 30 38
1 0,2 56 57
1 0,2 83 84
1 0,2 35 36
2 0,2 82 96
1 0,2 104 105
1 0,1 42 49
1 0,1 42 49
1 0,1 62 66
1 0,1 26 25
1 0,1 80 98
1 0,1 17 31
1 0,1 94 96
1 0,1 50 57
2 0,1 31 32
1 0,1 51 58
3 0,1 22 23
2 0,1 23 32
1 0 34 36
1 0 49 50
1 0 60 62
1 0 89 90
1 0 80 99
1 0 81 80

43
Número de Índice de Identificação da Contingência
Violações Severidade DE PARA
1 0 68 81
3 0 21 22
1 0 65 66
1 0 49 69
1 0 24 72
1 0 51 52

44
4.7. Contingências Selecionadas
Foram selecionadas 10 contingências baseadas no índice de severidade disponibilizado pelo
Anarede. Nessas contingências analisadas foram observadas que as mais severas apresentaram
violações do nível de geração de reativo e de tensão muito acima do limite. Como o sistema possui
apenas uma área, o caso de ilhamento de uma barra não tem solução, não entrando na lista de
contingencias críticas, já que nessa lista entraram apenas as contingencias que provocam violação,
mas nas quais o FLOW roda.

Tabela resumo das contingências selecionadas


Índice de Índice de Violações Violações Identificação da
Severidade Severidade de Tensão de Geração Contingência
de Tensão de Geração Reativa
DE PARA
0 409,4 0 2 34 37
0 390,2 0 3 65 68
2.8 361 1 7 38 37
0 257,4 0 4 30 17
0 228,5 0 5 8 5
0 197,2 0 2 69 75
0 196,8 0 3 69 70
0 173,4 0 2 109 110
0 163,5 0 1 89 92
139,3 0 1 0 44 45

Contingências com Violações (por tipo)


Geração 133 71%
Tensão e Geração 7 4%
Casos sem violação 42 23%
Casos não 4 2%
convergidos

45
4.7.1. Desligamento da linha 34/37:
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 149.6 31.0 118.6 SUP


36 BARRA--36 1 1 -8.0 -47.4 24.0 -39.4 INF

---- IND SEVER. 409.4 ----

Foram encontradas duas violações sendo uma na barra 34 e a outra na barra 36. Na barra 34,
verificou-se uma violação de geração reativa acima do limite superior de 118.6 MVar ou 382 %. Na
barra 36, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 39.4 MVar ou 493%. O índice de
severidade para essa contingencia foi de 409.4%.

4.7.2. Desligamento da linha 65/68:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

49 BARRA--49 1 1 -85.0 378.3 273.0 105.3 SUP


18 BARRA--18 1 1 -16.0 65.4 65.0 0.4 SUP
65 BARRA--65 1 1 -67.0 -409.7 260.0 -342.7 INF

---- IND SEVER. 390.2 ----

Foram encontradas duas violações de limite superior nas barras 49 e 18 e uma violação de limite
inferior. Na barra 49 a violação foi de 105.3MVar ou de 38.6%, enquanto na barra 18 foi de 0.4MVar
ou de 0,61%. Na barra 65, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 342.7 MVar ou
511,5%.O índice de contingencia foi de 390.2%.

4.7.3. Desligamento da linha 38/37:


MONITORACAO DE TENSAO

X----------------------X--------------------X--------X--------X--------X---------------X
BARRA TENSAO VIOLACAO SHUNTBAR SHUNTLIN SEVERIDADE
NUM. NOME ARE MIN MOD. MAX (PU) (Mvar) (Mvar)
X-----X------------X---X------X------X------X--------X--------X--------X---------------X

45 BARRA--45 1 0.800 0.783 1.200 -0.017 10.00 **

------ IND SEVER. 2.8 -------

MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

34 BARRA--34 1 1 -8.0 143.3 31.0 112.3 SUP


49 BARRA--49 1 1 -85.0 372.7 273.0 99.7 SUP

46
46 BARRA--46 1 1 -100.0 193.9 180.0 13.9 SUP
36 BARRA--36 1 1 -8.0 37.9 24.0 13.9 SUP
19 BARRA--19 1 1 -8.0 34.0 24.0 10.0 SUP
15 BARRA--15 1 1 -10.0 40.3 39.0 1.3 SUP
56 BARRA--56 1 1 -8.0 21.0 20.0 1.0 SUP

---- IND SEVER. 361.0 ----

Foram encontradas sete violações de geração de limite superior nas barras 34,49,46,36,19,15,56
e uma violação de tensão na barra 45. Na barra 34 a violação foi de 112.3 MVar ou de 39,7 %, na
barra 49 foi de 99.7MVar ou de 36,5%, na barra 46 foi de 13,9MVar ou de 7,72%, na barra 36 foi de
13,9MVar ou de 57,9%, na barra 19 foi de 10,0MVar ou de 41,7%, na barra 15 foi de 1,3MVar ou de
3,3%, na barra 56 foi de 1,0MVar ou de 5%. O índice de contingencia foi de 361%.

4.7.4. Desligamento da linha 30/17:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

18 BARRA--18 1 1 -16.0 136.3 65.0 71.3 SUP


15 BARRA--15 1 1 -10.0 107.1 39.0 68.1 SUP
19 BARRA--19 1 1 -8.0 27.6 24.0 3.6 SUP
34 BARRA--34 1 1 -8.0 -70.3 31.0 -62.3 INF

---- IND SEVER. 257.4 ----

Foram encontradas 4 violações, três de limite superior (barras 15, 18 e 19) e uma de limite
inferior (barra 34). Na barra 15, verificou-se uma violação de geração reativa de limite superior de
68.1Mvar ou 174,6%, na barra 18 foi de 71.3MVar ou 109,7%, na barra 19 , verificou-se uma violação
de geração reativa de limite superior de 3.6Mvar ou 15%. Enquanto na barra verificou-se uma
violação de geração reativa de limite inferior de 62.3 ou 778,75%. O índice de contingencia foi de
257.4%.

4.7.5. Desligamento da linha 8/5:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIO LACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

15 BARRA--15 1 1 -10.0 133.2 39.0 94.2 SUP


12 BARRA--12 1 1 -35.0 189.9 120.0 69.9 SUP
18 BARRA--18 1 1 -16.0 100.2 65.0 35.2 SUP
49 BARRA--49 1 1 -85.0 281.4 273.0 8.4 SUP
1 BARRA---1 1 1 -5.0 22.6 20.0 2.6 SUP

---- IND SEVER. 228.5 ----

Foram encontradas cinco violações de geração de limite superior nas barras 14,12,18,49,1. Na
barra 15 a violação foi de 94,2MVar ou de 241,5%, na barra 12 foi de 69,9MVar ou de 58,25%, na
barra 18 foi de 35,2MVar ou de 54,2%, na barra 49 foi de 8,4MVar ou de 3,1%, na barra 1 foi de
2,6MVar ou de 13%. O índice de contingencia foi de 228.5%.

47
4.7.6. Desligamento da linha 69/75:
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

74 BARRA--74 1 1 -6.0 69.1 12.0 57.1 SUP


69 BARRA--69 2 1 -300.0 -397.9 300.0 -97.9 INF

---- IND SEVER. 197.2 ----

Foram encontradas duas violações sendo uma na barra 74 e a outra na barra 69. Na barra 7 4,
verificou-se uma violação de geração reativa acima do limite superior de 57.1 MVar ou 475,8%. Na
barra 69, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 97.9 MVar ou 32,6%. O índice de
severidade para essa contingencia foi de 197,2%.

4.7.7. Desligamento da linha 69/70:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA
X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

70 BARRA--70 1 1 -10.0 138.2 42.0 96.2 SUP


49 BARRA--49 1 1 -85.0 273.9 273.0 0.9 SUP
69 BARRA--69 2 1 -300.0 -406.1 300.0 -106.1 INF

---- IND SEVER. 196.8 ----

Foram encontradas duas violações de limite superior nas barras 70 e 49 e uma violação de limite
inferior na barra 69. Na barra 70 a violação foi de 96,2MVar ou de 229%, enquanto na barra 49 foi
de 0,9MVar ou de 0,33%. Na barra 69, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 106.1
MVar ou 35,4%.O índice de contingencia foi de 196,8%.

4.7.8. Desligamento da linha 109/110:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

105 BARRA-105 1 1 -8.0 84.0 30.0 54.0 SUP


110 BARRA-110 1 1 -8.0 -68.6 30.0 -60.6 INF

---- IND SEVER. 173.4 ----

Foram encontradas duas violações sendo uma na barra 105 e a outra na barra 110. Na barra 105 ,
verificou-se uma violação de geração reativa acima do limite superior de 54,0 MVar ou 180%. Na
barra 69, a violação de geração foi abaixo do limite inferior de 60,6 MVar ou 757,6%. O índice de
severidade para essa contingencia foi de 173,4%.

48
4.7.9. Desligamento da linha 89/92:
MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

92 BARRA--92 1 1 -3.0 61.5 12.0 49.5 SUP

---- IND SEVER. 163.5 ----

Foi encontrada uma violação de geração reativa na barra 92 que fica 49,5 acima do limite, ou
seja, 412,5%. O índice de severidade verificado foi de 163,5%.

4.7.10. Desligamento da linha 75/118:


MONITORACAO DE GERACAO REATIVA

X-------------------------X-----------------------X--------X---X
BARRA GERACAO VIOLACAO LIM
NUM. NOME TP ARE MINIMA Mvar MAXIMA Mvar
X-----X------------X--X---X-------X-------X-------X--------X---X

76 BARRA--76 1 1 -8.0 74.7 30.0 44.7 SUP


70 BARRA--70 1 1 -10.0 -21.2 42.0 -11.2 INF
74 BARRA--74 1 1 -6.0 -48.7 12.0 -42.7 INF

---- IND SEVER. 156.0 ----

Foram encontradas 3 violações, uma de limite superior (barra 76) e duas de limite inferior (barras
70 e 74). Na barra 76, verificou-se uma violação de geração reativa de limite superior de 44,7Mvar
ou 149%. Na barra 70, verificou-se uma violação de geração reativa de limite inferior de 11.2Mvar
ou 112%, enquanto na barra 74 foi de 42,7MVAr ou 711,7%. O índice de contingencia foi de 156,0%.

4.8. Análise do sistema:


Considerando as 10 contingências acima como prioritárias para a operação do sistema, podemos
concluir que o sistema estará operando em modo de alerta, pois qualquer perda de componente do
sistema resultará em violação da geração ou de tensão, colocando o sistema em modo de
emergência.

Essa incapacidade do sistema suportar a perda de um componente (N-1) está relacionada à falta
de planejamento e de prevenção.

Podemos concluir que o sistema não atente à carga de forma segura pois, não foi dimensionado
para o nível de carregamento em operação.

49

Você também pode gostar