Você está na página 1de 17

LTE/EPC Visão Geral

eNB Treinamento

1 © Nokia Siemens Networks


Conteúdo

LTE / EPS Arquitetura e interfaces

EPS Estados de conexão e mobilidade

EPS Conceito de portadora

E-UTRAN Funcionalidades

Solução NSN LTE / EPC

2 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Evolução da arquitetura de rede NSN
3GPP Rel 6 / HSPA
Internet
Node B RNC SGSN GGSN

3GPP Rel 7 / HSPA SGSN


GGSN
Internet
Node B RNC Direct tunnel

3GPP Rel 7 / Internet HSPA SGSN


GGSN
Internet
Node B
Direct tunnel
(RNC Funct.)
MME
3GPP Rel 8 / LTE
SAE GW
Internet
Evolved Node B
Direct tunnel
3 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview
LTE/EPS Subsistemas da arquitetura de rede
• A arquitetura LTE/EPS tem como objetivo otimizar o sistema para
transferência de pacotes de dados.
• Sem circuito comutado
• Nova abordagem na interconexão entre a rede de acesso e o core
(interface S1)

•A arquitetura EPS é composta por um IMS/PDN


EPC (Packet Core Network, também
indicado como SAE) e uma rede de
acesso eUTRAN (também indicada como
EPC
LTE)
•O EPC provê acesso a rede IP externa e EPS
realiza algumas funções relacionadas ao
eUTRAN
CN (p.ex.: QoS, segurança, mobilidade e
gerenciamento de terminal) para terminais
ativos e idle
•A eUTRAN realiza todas as funções LTE-UE
relativas as interfaces de rádio

4 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Arquitetura Básica da Rede
Controle
Usuário

HSS
S6a
eNB MME
PCRF IMS
Rx+

X2 S1-MME S11
Gx
SGi
Uu

S1-U S5/S8 intranet

LTE-UE eNB SGW PGW


SAE-GW Internet

eUTRAN EPC

5 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


LTE/EPS Áreas de Mobilidade
Duas áreas são definidas para tratar da mobilidade no LTE/EPS:

A Célula
• Menor unidade em relação a mobilidade.
• Quando o UE está conectado à rede, o MME saberá a
posição do UE no âmbito da célula.
• As células são identificadas pelo CGI (Cell Global
Identification), no âmbito do sistema e pela PCI (Physical Cell
Identification) no âmbito da camada física.

Área de Busca (Tracking Area - TA)


• É o sucessor das áreas de localização e roteamento no
2G/3G.
• Quando o UE está conectado à rede, o MME saberá a posição
do UE no âmbito da área de busca.
• No caso de localizar o UE (paging), isto será feito em toda a
área de busca.
• Áreas de busca são identificadas como TAI (Tracking Area
Identity).
6 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview
Áreas de Busca
Áreas de busca

HSS

eNB 1 2
TAI1
TAI1
TAI1 MME
TAI1
TAI1
TAI2
TAI2 eNB
TAI2
TAI2
TAI2
TAI2
TAI2
TAI2
TAI3 3
TAI3 S-eNB
TAI3
TAI3 MME
TAI3
TAI3
TAI3

Identidade da Célula

7 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


LTE Mobilidade e Status de Conexões

1.- Estados do EPS* Mobility Management (EMM)

• Não registrado
• Sem informação de localização no MME, sem endereço IP ou
portadora.
• Registrado
• O MME conhece a localização ná célula ou no âmbito da área de
busca. Portadora padrão e endereço IP são atribuídos ao UE.

2.- Estados do EPS* Connection Management (ECM)

• ECM Inativo (Idle)


• Sem conexão NAS entre o UE e o MME, a mobilidade é baseada
na área de busca e reseleção de célula, sem E-RAB (S1 e Uu),
mas a portadora padrão EPS continua alocada (S5 /S8).
• ECM Conectado
• Conexão NAS estabelecida, E-RAB (S1 and Uu) são alocados, a
mobilidade está baseada no handover no âmbito da célula.

8 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


LTE/EPS Portadora: Identidade e Arquitetura
•Uma portadora EPS identifica exclusivamente uma portadora EPS para um UE. A portadora
EPS é alocada pelo MME.
•A portadora LTE/EPS é enviada por toda a rede, do UE pela eUTRAN e a EPC através do
conector do PDN externo. .
•A portadora SAE está associada a qualidade de serviço (QoS), normalmente indicada por um
rótulo ou QoS Class Identifier (QCI).

LTE-Uu S1-U S5/S8 SGi


LTE-UE eNB Serving PDN
Gateway Gateway
cell PDN

Serviço Fim-a-Fim

Portadora EPS Portadora Externa

Portadora de Rádio Portadora S1 Portadora S5/S8

E-UTRAN EPC PDN

9 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Conceito da Portadora Padrão

•Cada UE conectado a rede LTE, tem pelo menos uma portadora


disponível, esta é chamada de portadora padrão.
•O objetivo é prover conectividade de IP contínua em direção ao EPC
(conceito “always-on”).
•Do ponto de vista da QoS, a portadora padrão é uma portadora muito
básica.
•Se um serviço exige atributos mais rígidos de QoS, então uma portadora
dedicada deverá ser estabelecida.

MME

S1-MME
UE eNB S11 PDN
S5 Gateway
S1-U Sgi
cell PDN
Serving
Gateway

Portadora padrão EPS

10 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Portadora EPS Atributos de QoS

Portadora Padrão/Portadora Dedicada

GBR/N-GBR

MBR
Portadora EPS Parâmetros de QoS
(Definido por portadora)
UL/DL-TFT

QCI

ARP

Portadora EPS Parâmetros de QoS


(Definido por usuário) AMBR

11 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


QoS Class Identifier (QCI) Table in 3GPP

Priori Atraso Taxa de


QCI Garantia Aplicação
dade previsto Perda

1 GBR 2 100 ms 1e-2 VoIP

2 GBR 4 150 ms 1e-3 Chamada de Video

3 GBR 5 300 ms 1e-6 Streaming

4 GBR 3 50 ms 1e-3 Jogos em tempo real

5 Non-GBR 1 100 ms 1e-6 Sinalização IMS

6 Non-GBR 7 100 ms 1e-3 Jogos interativos

7 Non-GBR 6 300 ms 1e-6


Protocolos TCP:
8 Non-GBR 8 300 ms 1e-6 navegação, e-mail,
download de arquivos
9 Non-GBR 9 300 ms 1e-6

12 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


EMM & ECM Estados de Trasições
Ligado

Liberação devido
a inatividade
Registro (Attach)
• Aloca C-RNTI, S_TMSI • Libera a conexão RRC
• Aloca endereço IP • Libera C-RNTI
• Autenticação • Configura DRX para o paging
• Estabelece o contexto de segurança

EMM_Não registrado EMM_Registrado EMM_Registrado

ECM_Inativo ECM_Conectado ECM_Inativo

Não registrado(Detach) Novo tráfego


Muda PLMN
•Estabelece a conexão RRC
• Libera C-RNTI, S-TMSI •Aloca C-RNTI
• Libera endereço IP
Tempo limeite
ultrapassado para a
atulaização da
área de busca

S-TMSI
• Libera
•Libera endereço IP

13 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


E-UTRAN Funcionalidades 3GPP TS 36.401

Transferência de dados do usuário

Cifragem e decifragem dos canais de rádio LTE-UE


LTE-Uu Evolved
Proteção da integridade Node B
cell
(eNB)
Compressão de cabeçalho

Funções de controle de mobilidade

Setup de conexão e liberação


Substitui a
E-UTRAN
antiga
Balanceamento de carga consiste de uma
combinação
ou mais Evolved
Node B / RNC
Node Bs (eNB)
Função de distribuição para mensagens NAS do 3G.

Função de seleção do nó NAS

Sincronização É o fim de todas


Prove todas as
as interfaces de
funções de
Compartilhamento da rede de acesso rádio, incluíndo
gerenciamento.
a camada física.

Busca de assinante e equipamento

Gestão das informações da RAN

14 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


NSN LTE / EPC Portfolio

Flexi Multiradio BTS LTE


• Evolved Node B (eNB)

Flexi Network Server


• Mobility Management Entity
(MME)

Flexi Network Gateway


• S-GW and P-GW

15 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Flexi Network Server

Flexi Network Server (Flexi NS) é um produto de alta capacidade baseado na Advanced TCA
(ATCA). Ele é otimizado para arquitetura All-ip , e é usado para controle do MME.

O Flexi NS é uma parte essencial do LTE NSN e do EPS fim-a-afim. O MME tem a função similar
no LTE que o SGSN 2G/3G tem nas redes 2G/3G.

O Flexi NS foi projetado para servir como um elemento de controle para todas as
redes IP. Portanto, o R8 S4 3G SGSN é considerado como um passo natural para evolução para
a Flexi NS, aproveitando o controle all-IP, com design otimizado.

O Flexi NS implementa elevada capacidade de conectividade para atender o aumento de


sinalização e maior penetração de serviços na base de assinantes das operadoras. O
equipamento é pequeno, é possível instalar até 3 unidades de alta capacidade em um rack de
19”. O Flexi NS também é eficiente no que diz respeito a energia, reduzindo o consumo.

A inovadora arquitetura do Flexi NS, permite a implementação de sessões redundantes com


apenas um elemento Flexi NS. No caso de falha de uma unidade, a sesão do assinante é
preservada.

Nokia Siemens Networks SGSN tem demonstrado durante vários anos, confiabilidade e liderança
no mercado, operando em redes ativas. A mesma plataforma de software DMX é aplicada
também como base para a Flexi NS.

16 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview


Flexi Network Gateway

A nova família de produtos Flexi NG tem como alvo redes móveis


atuais e futuras bem como as redes convergentes. Isto é alcançado por
meio do HSPA, HSPA+, I-HSPA e redes de acesso LTE.Diferentes
aplicações, como gateway GPS, GGSN ou EPC podem ser instaladas
na mesma plataforma.

O Flexi NG prove alta capacidade de tráfego e sinalização para


atender o aumento de tráfego nas redes de próxima geração. A chave
para a performance do Flexi NG é a utilização da tecnologia MPP
(Multi-core packet processor) no plano de controle e no plano de
usuário. Os MPPs foram projetados para altas velocidades de
aplicativos e possuem muitas unidades para acelerar o processamento
de dados. A tecnologia MPP é flexível e ampliável, possibilitando rápido
desenvolvimento.

O Flexi NG é baseado na plataforma de HW ATCA da NSN e o


software operacional e middleware FlexiPlatform. FlexiPlataform é
robusto, baseado em Linux, oferecendo serviços versáteis para
operação e manutenção (O&M), utilizando as mais recentes
tecnologias disponíveis.

17 © Nokia Siemens Networks RA4155-02A RL15TD eNB HOT – LTE/EPC overview