Você está na página 1de 21

Universidade Federal do Ceará

Campus Sobral
Curso de Engenharia Elétrica

Geração, Transmissão e Distribuição de


Energia Elétrica
Aula 3
Prof. Erasmo Saraiva de Castro 12/08/2019
Organização da Aula

UNIDADE 2 – Elementos de Sistemas de Potência


• Gerador Síncrono

2
Gerador Síncrono

• Converte potência mecânica em potência elétrica

• Fontes primárias:
• Hidráulica
• Combustíveis Fósseis: Carvão, Petróleo e Gás
• Fissão Nuclear
3
Gerador Síncrono

Fig. 1: Turbogerador com excitatriz


4
Gerador Síncrono

Figura. Gerador Síncrono

5
Gerador Síncrono

• A frequência f da tensão induzida é dada por:

(1)

Onde:
p: Número de polos da máquina
n: Número de rotações por minuto ou velocidade
(síncrona) do rotor em rpm

6
Gerador Síncrono

• Principais partes de uma máquina girante:


• Rotor
• Estator

• Em máquinas síncronas:
• Os enrolamentos de campo estão no rotor
• Os enrolamentos de armadura estão no estator

7
Gerador Síncrono

Rotor:
• Parte girante da
máquina
• Formado por um
material
ferromagnético envolto
no enrolamento de
campo

Figura. Gerador Síncrono de Polos Salientes

8
Gerador Síncrono

Rotor:
Função:
• Produzir um campo
magnético constante
para interagir com o
campo produzido pelo
enrolamento do estator

Figura. Gerador Síncrono de Polos Salientes

9
Gerador Síncrono

Estator
• Os enrolamentos de armadura podem ser conectados
em:
• Estrela (mais usual)
• Delta
• Na ligação em estrela, geralmente o neutro é aterrado
através de uma impedância
• Objetivo: Redução da corrente de falta

10
Gerador Síncrono

Princípio de Funcionamento
• Link: https://www.youtube.com/watch?v=tiKH48EMgKE

11
Gerador Síncrono

• Os rotores de geradores síncronos podem ser de:


• Polos salientes
• Polos lisos ou cilíndricos

12
Gerador Síncrono

Rotores de Polos Salientes


• Acionados por turbinas hidráulicas
• Baixa velocidade (entre 50 e 300 rpm)
• Elevado número de polos
• Grande diâmetro

13
Gerador Síncrono

Rotores de Polos Lisos


• Acionados por turbinas a vapor
• Alta velocidade (até 3600 rpm)
• Força centrífuga
• Muito longos

14
Gerador Síncrono

Controle Carga-Frequência
• O controle de frequência e tensão é realizado por:
• Reguladores de Velocidade
• Reguladores de Tensão

• O controle carga-frequência é geralmente formado


pelas seguintes etapas:
• Controle Primário ou Regulação Primária
• Controle Secundário ou Regulação Secundária

15
Gerador Síncrono

Controle Primário
• Efetuado por reguladores automáticos de velocidade
• Objetivo:
• Limitar a variação de frequência
• Atua na elevação ou redução da potência
mecânica da máquina primária
• Permite um erro na frequência
• Realizado pelas unidades geradoras do Sistema
Interligado Nacional

16
Gerador Síncrono

Controle Secundário
• Realizado pelas unidades geradoras do Controle
Automático de Geração (CAG)

• Objetivo:
• Restabelecer a frequência do sistema
• Restabelecer os valores programados do
intercâmbio de potência ativa

17
Gerador Síncrono

Figura. Sistema de Controle da Geração


18
Gerador Síncrono

Modelo Simplificado

• Aplicando a Lei
de Kirchhoff das
Tensões (LKT):

19
Referências

• MAMEDE FILHO, João. Manual de Equipamentos


Elétricos, 3ª Edição, Editora: LTC, 2005.

• LEÃO, Ruth P. S., Apostila de Geração,


Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica,
UFC, 2011.

20
OBRIGADO PELA ATENÇÃO

Prof. Erasmo de Castro


E-mail: erasmo@sobral.ufc.br
21