Você está na página 1de 6

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE LÍNGUA PORTUGUESA - I TRIMESTRE 2013

PROFESSORA CLEANA EROTILDE CORREA BRUM


ALUNO: _______________________________Série: 8ª Data: 24/05/2013.
Valor: 10 / Nº de acertos:_____ Nota: ?

TEXTO I
A FESTA

Ao primo canto do galo, ........festa acabou. Como por encanto, a música cessou, a luz
se apagou, as janelas do casarão no fim da rua se fecharam. Ninguém saiu, ninguém entrou.
Como sempre.
Os vizinhos já tinham presenciado aquilo algumas vezes, mas nunca se acostumaram.
Antes, ainda se aproximavam da casa iluminada, intrigados por não terem visto ninguém che-
gar nem entrar. Nada se via lá dentro, embora a música tocasse e o vozerio saísse pelas jane-
las. Estas eram altas, é verdade, mas permitiriam pelo menos divisar cabeças, o que não acon-
tecia. A porta da frente sempre ficava fechada.
O pessoal então voltava no mesmo pé, se benzendo. No início, chegaram até a questio-
nar a senhora que ali morava sobre aquelas manifestações, mas ela respondera secamente:
- É um encontro de velhos amigos.
Dona Mercedes morava sozinha e reclusa, desde que ficara viúva há vários anos. Não
tinha filhos nem parentes vivos. Ninguém a visitava regularmente, só uma antiga empregada,
Otília, que ainda vinha fazer o serviço diário. Ela mesma nunca vira nada de extraordinário por
lá, e, um tanto seca, não gostava de conversar sobre os hábitos de sua patroa. Cortava sempre
a curiosidade alheia. Toda quinzena ela trazia uma sobrinha para ajudá-la na faxina.
De dia, havia algum movimento lá dentro, principalmente na cozinha e nas dependên-
cias de trás. ...........tardinha, entretanto, a empregada se retirava e o silêncio caía sobre o ca-
sarão. Dona Mercedes ficava só, com as suas lembranças. Quando a solidão apertava, ela re-
solvia dar uma festa. Para seus convidados.
A casa era toda decorada com móveis e peças antigas e valiosas, resquícios de um
passado opulento. Pratarias, faianças, louças e cristais estrangeiros se distribuíam pelos ambi-
entes. Toda semana dona Mercedes, pessoalmente, supervisionava a faxina da casa, princi-
palmente a cuidadosa limpeza de suas antiguidades. Otília ficava imaginando para quem iria
aquilo tudo depois que ela morresse. Que soubesse, de conhecido dona Mercedes só tinha um
velho advogado que cuidava de seus interesses e que a visitava duas vezes por ano, para as-
sinatura de papéis.
No grande salão de visitas, havia um quadro que cobria boa parte da parede. Retratava
uma festa, gente sentada conversando, outras de pé, pares dançando ao som de uma orques-
tra de cordas, ao fundo. Todos bonitos, muito bem vestidos, como antigamente. Mas as fisio-
nomias eram familiares...........velha senhora.
Alguns anos após perder o marido e sentindo a saudade, a solidão e o peso da idade
chegarem, dona Mercedes encomendou a tela a um pintor famoso. Entregou-lhe vários retra-
tos, do marido, de parentes e amigos mais próximos, já mortos,
todos queridos, com as seguintes recomendações: os retrata-
dos deveriam mostrar-se alegres, sorridentes, seus rostos vol-
tados para a frente; os olhos convergindo para um ponto de tal
forma que, de qualquer parte da sala onde estivesse o observa-
dor, todos estariam olhando para ele.
O salão normalmente ficava fechado e só era aberto para
..........faxina ou quando dona Mercedes dava seus saraus. Nes-
1

sas ocasiões, após a saída da empregada, ela se vestia a caráter, acendia as luzes da casa,
Página

abria os janelões e colocava no toca-fitas uma gravação de som ambiente de festa, com con-
versas, risos e música ao fundo - única concessão moderna que aceitara em sua vida, por con-

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 1
veniência. Sentava-se então na poltrona em frente ao quadro,com uma taça de vinho na mão,
e seu espírito se integrava ao ambiente da tela, conversando e confraternizando-se com os
entes queridos.
Um dia, a gravação se calou, as luzes não se apagaram quando o galo cantou.
......manhã chegou e as janelas continuaram abertas. Quando Otília a en-
controu, a velha senhora estava ainda em sua poltrona. Parecia dormir Vocabulário
serenamente, com a taça tombada aos pés e o vinho derramado no tape-
Ao primo canto do
te. No quadro em frente, as figuras agora tinham os rostos sérios, tristes, galo: expressão
lágrimas escorridas pelas faces. Os instrumentos pendiam inertes nas antiga para referir-
mãos dos músicos. se ao primeiro can-
Não mais se dançava, não mais se conversava. Não mais haveria to do galo; ao ama-
festa naquela casa. nhecer.
(AYRES, Carlos Eugênio Junqueira. In jornal A Tarde. Salvador, 26.08.2000) Reclusa: encerra-
da, presa, encarce-
a) Assinale a alternativa adequada ao que se propõe: rada.
01. As letras que completam, respectivamente, as lacunas do texto: Resquícios: resí-
A( ) a / A /a /à / a. D( ) a / A / a / a /a. duos, vestígios.
B( ) à / À / a / à /a . E( ) NRC. Opulento:de gran-
C( ) a / À / à / a / a. des riquezas, rico,
abastado.
02. O gênero do texto... Faianças: louças
de barros esmalta-
A( ) poesia. C( ) reportagem. E( )
das.
B( ) biografia. D( ) conto. NRC.

03. O texto “A Festa” é uma narrativa de ficção que aborda o sobrenatural, o fantástico. O tema
abordado é:
A( ) uma festa muito estranha. B( ) o trabalho de Otília.
C( ) a vida reclusa de uma senhora e sua forma de lidar com a solidão.
D( ) a tela de um pintor famoso. E( ) NRC.

04. Que fato atribui um clima de mistério à narrativa?


A( ) A casa muito iluminada.
B( ) A faxineira trazer a sobrinha para ajudá-la.
C( ) O fato de ninguém entrar nem sair da casa nos dias de festa.
D( ) A decoração da casa: com moveis antigos e peças valiosas.

05. Que aspectos do cenário ajudam a criar essa atmosfera de mistério?


I – A descrição das festas, cuja música e vozerio eram ouvidos na vizinhança;
II –O fato de os convidados jamais ser vistos entrando ou saindo do casarão;
III – O fato de os convidados não serem avistado através das janelas abertas;
IV – O movimento que havia na cozinha durante o dia;
A( ) somente a I e IIestão corretas. D( ) todas são corretas exceto a IV.
B( ) somente a II e IV estão corretas. E( ) NRC.
C( ) somente a II e III estão corretas.

06. D. Mercedes e Otília, sua antiga e fiel empregada são as duas personagens do texto.
Quanto ao que é comum entre elas é incorreto afirmar que...
I – ambas gostam de vinho;
II – ambas têm provavelmente idades aproximadas;
III – ambas são bastante reservadas na maneira de lidar com os vizinhos;
2

A( ) somente a I é correta. C( ) todas são corretas.


Página

B( ) somente a II e III estão corretas. D( ) somente a II é correta.

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 2
07. De que maneira as características comuns às duas personagens ajudam no desenvolvi-
mento do enredo?
A( ) Evidenciando o isolamento em que vivem as personagens.
B( ) Evidenciando o excelente trabalho de Otília.
C( ) Mostrando a desarmonia entre as personagens.
D( ) Evidenciando a parceria da sobrinha de Otília.
E( ) NRC.

08. Durante todo o desenvolvimento do enredo, o narrador procura ressaltar a solidão em que
vivia Dona Mercedes. As passagens do texto que comprovam essa afirmativa... (com V ou F )
( ) A porta da frente sempre ficava fechada.
( ) Dona Mercedes morava sozinha e reclusa, desde que ficara viúva há vários anos.
( ) Quando a solidão apertava, ela resolvia dar uma festa.
( ) Toda quinzena ela trazia uma sobrinha para ajudá-la na faxina.
A( ) V / F / V / F. C( ) V / V / V / V. E( ) NRC.
B( ) V / V / V / F. D( ) F / F / F / F.

09. No grande salão de visitas – aberto apenas em dias de sarau -, havia um quadro que Dona
Mercedes encomendara a um pintor famoso com a finalidade de _________. Esse quadro de-
veria representar ____________ para que ela pudesse _________________.
A( ) embelezar a sala / um campo de girassóis / ostentar sua riqueza.
B( ) encobrir o cofre / o rosto de seu falecido marido / camuflar sua riqueza.
C( ) diminuir sua solidão / uma festa em que os convidados fossem seus amigos e paren-
tes já mortos / chorar de tristeza.
D( ) diminuir sua solidão / uma festa em que os convidados fossem seus amigos e paren-
tes já mortos / reviver o passado.
E( ) NRC.

10. Essa forma de agir revela que a maneira de Dona Mercedes ver o mundo era... (com V ou
F)
( ) profundamente nostálgica.
( ) vivia de lembranças e recordações do passado.
( ) frequentava todos os bailes da melhor idade promovidos pelo clube da cidade.
( ) não se interessava pelo presente.
A( ) V / V / V / V. C( ) F / F / F/ V. E( ) NRC.
B( ) V / V / F / V. D( ) F / V / V / F.

11. Os saraus simulados por Dona Mercedes a transportavam para outra época de sua vida.
Para essas ocasiões ela...
I – vestia-se a caráter.
II – servia-se de vinho.
III – apenas contemplava a tela.
IV – confraterniza-se com os entes queridos.
A( ) Todas estão corretas. D( ) apenas a I; II; IV estão corretas.
B( ) apenas a III está correta. E( ) NRC.
C( ) apenas a I; II; III estão corretas.
3
Página

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 3
12. Após a morte da personagem, ocorrem transformações no quadro do salão de visitas. Na
tela ...(com V ou F)
( ) a festa continua, todos dançam.
( ) acaba a atmosfera de festa.
( ) a fisionomia dos convidados se modifica, eles choram.
( ) a fisionomia dos convidados se modifica, eles riem.
( ) os músicos param de tocar.

A( ) F / V / F / V / F. C( ) F / F / F / V / V. E( ) NRC.
B( ) V / V / V / V / V. D( ) F/ V / V / F V.

 b) RESPONDA (com letra legível):

No texto foi empregado um recurso narrativo para dar uma ideia de oposição entre o início e
o final da narrativa. Observe.

Trecho A Trecho B
“Como por encanto, a música cessou, a “Um dia, a gravação se calou, as luzes não se
luz se apagou, as janelas do casarão no apagaram quando o galo cantou. A manhã
fim da rua se fecharam.” (1º parágrafo) chegou e as janelas continuaram abertas” (pe-
núltimo parágrafo)

13. No trecho B, o que indica a morte da personagem principal?..........................


.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................

14. Qual dos trechos expressa o momento que simboliza a vida? Por quê? .............................
.....................................................................................................................................................
15. De que maneira esse trecho também pode ser relacionado à reclusão e ao isolamento na
vida de Dona Mercedes?..............................................
....................................................................................................................................................
16. Por conveniência, Dona Mercedes aceitara em sua vida uma concessão moderna. Qual era
essa concessão? Explique por quê.________________________________________________
.......................................................................................................................................................
4
Página

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 4
TEXTO II

 Com base no texto II resolva as próximas questões:

17. Nos três primeiros quadrinhos, o personagem ao despelar as flores, emprega expressões
conhecidas popularmente. Que expressões ele emprega?
.......................................................................................................................................................

18. O último quadrinho apresenta o desfecho da história. Os sentidos que podem ser atribuídos
ao que é dito pelo personagem, e ao desenho:
I – O romantismo é antiecológico.
II – O ato romântico de despetalar as flores para saber o que sente a pessoa amada faz
com que em volta do personagem não haja mais flores.
III – As flores também não são românticas porque sempre terminam em mal-me-quer.
IV – As flores e o romantismo são ecológicos.

A( ) Somente a IV está correta. D( ) Todas estão corretas exceto a IV.


B( ) Somente a II e a IV estão corretas. E( ) NRC.
C( ) Somente a III está correta.

19. O bem-me-quer é uma planta de flores amarelas também chamada malmequer. Essas
palavras são formadas pelo processo de:
A( ) Derivação prefixal. D( ) Derivação por aglutinação.
B( ) Composição por justaposição. E( ) NRC.
C( ) Derivação parassintética.

20. A palavra ecológico, presente no último quadrinho, se origina da palavra ecologia que
apresenta dois radicais. Qual o sentido de cada radical?
....................................................................... /......................................................................

21. Numere a 2ª coluna de acordo com a 1ª:


( 1 ) Hidrofobia.
( 2 ) Hemotofobia.
( 3 ) Hematologia.
( 4 ) Taquicardia.
( 5 ) Biologia.
( 6 ) Democracia.
( 7 ) Geografia.
( 8 ) Ortografia.
5

( 9 ) Pseudônimo.
Página

( 10 ) Agronomia.

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 5
22. Quanto a acentuação, todas estão corretas exceto:
A( ) [...] morava sozinha e reclusa, desde que ficara viúva há vários anos, [...]
B( ) Ontem você não pode vir à festa e souberam disso através dos colegas.
C( ) Rui vem de ônibus, lê o jornal e sempre procura saber o nome dos partidos que retêm o
uso do poder.
D( ) Ainda não soube do porquê de sua desistência do voo de ontem.E( ) Havia algum mo-
vimento lá dentro, principalmente na cozinha e nas dependências de trás. F( ) Águas, aves,
mares, matas, rios, ar, densas florestas. A natureza e o maior patrimônio da humanidade. Pre-
servá-la é, sem dúvida, preservar a vida!
G( ) NRC.

23/24. No fragmento de texto, acentue as palavras quando necessário depois justifique a acen-
tuação.

Agora eu era o heroi ............................................................................


E o meu cavalo so falava ingles
A noiva do cowboy .............................................................................
Era vocealem das outras tres .............................................................................
(Chico Buarque de Holanda)
.............................................................................
...............................................................................................................................................
...............................................................................................................................................

25. Destaque e classifique o sujeito:

Como por encanto, a música cessou. ...........................................................................

Muito obrigada!

Observação: Para obter sua nota divida o valor do trabalho pelo nº de questões,
assim você terá o valor de cada acerto. Então, multiplique o nº de acertos pelo va-
lor de cada questão! Viu que fácil!?!
Faça você mesmo esse cálculo!

6
Página

Professora Cleana Erotilde Corrêa Brum – Português – São Sepé - 2013 Página 6