Você está na página 1de 11

UNIFG

ENGENHARIA CIVIL

LUIS HENRIQUE DE CARVALHO SOARES


MAGDA REIJANE DA VEIGA MONTALVÃO

TRANSPORTE E MEIO AMBEINTE: IMPACTOS DOS SISTEMAS DE


TRANSPORTE NO MEIO AMBIENTE

Guanambi – BA
2019
LUIS HENRIQUE DE CARVALHO SOARES
MAGDA REIJANE DA VEIGA MONTALVÃO

TRANSPORTE E MEIO AMBEINTE: IMPACTOS DOS SISTEMAS DE


TRANSPORTE NO MEIO AMBIENTE

Projeto de pesquisa apresentado ao curso


de Engenharia Civil da UNIFG, como um
dos pré-requisitos para avaliação da
disciplina Análise de Sistemas de
Transporte.

Professor: Marco Antônio Rodrigues Silva.

Guanambi – BA
2019
2

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÂO........................................................................................................03
2 PROBLEMAS..........................................................................................................04
3 HIPÓTESE...............................................................................................................04
4 JUSTIFICATIVA......................................................................................................04
5 OBJETIVOS............................................................................................................04
5.1 OBJETIVO GERAL....................................................................................04
5.2 OBJETIVO ESPECIFICO...........................................................................04
6 REFERENCIAL TEORICO......................................................................................05
6.1 Transporte aquatico...................................................................................05
6.2 Transporte terrestre....................................................................................06
6.2 Transporte aeoroviario...............................................................................07
7 CONCLUSÂO ......................................................................................................09
REFERÊNCIAS..........................................................................................................10
3

1 INTRODUCAO

Com o crescimento da população e por consequência também das cidades


surge a necessidade de interligação entre si e dentro das zonas urbanas,
demandando assim cada vez mais dos meios de transporte sendo rodoviário,
ferroviário, hidroviário ou aeroviário para o transporte de pessoas ou cargas.

A despeito de sua grande relevância para o crescimento econômico e social, a


construção de estradas implica em importantes impactos ambientais. Estes impactos
são especialmente importantes quando envolvem construções de rodovias que
atingem áreas ambientalmente relevantes.

No Brasil, país de dimensões continentais onde predomina o transporte


rodoviário, a construção de rodovias assume especial relevância. A dependência da
utilização das estradas se evidenciou na rápida escassez de combustíveis, gás de
cozinha, carne de frango, frutas e outros produtos quando da interrupção das rodovias
em razão da ocorrência de greve dos caminhoneiros. Torna-se, assim, essencial
procurar formas de se prevenir ou, ao menos, minorar os impactos negativos ao meio
ambiente devido aos meios de transportes (REZENDE E COELHO, 2015).
4

2 PROBLEMA
A partir do crescimento da população a uma maior demanda e necessidade de
utilização dos meios de transporte para a locomoção das pessoas por requisito de
trabalho ou lazer. O transporte de cargas também vem crescendo com os anos
assumindo que todo pais depende de produtos e matéria primas que se encontra em
outros países a a necessidade de transportar esta carga de maneira mais eficiente
sendo intercontinental ou mesmo dentro uma mesma cidade.
Com isto questiona-se quais impactos gerados ao meio ambientes são de
origem dos meios de transporte?

3 HIPÓTESES
Os meios de transporte produzem impactos positivos e negativos, positivos
temos a melhoria do acesso a população a saúde e lazer em contrapartida geram
pontos negativos como ruído, poluição, redução na qualidade de vida devido a meios
de transporte precários, destruição dos habitats naturais e fragmentação da vida
selvagem.

4 JUSTIFICATIVA
Como os recursos naturais encontrados no nosso planeta é finito, deve-se ter
uma consciência ambiental e meios que limitam os impactos gerados por qualquer
empreendimento e estudos que previnem e reduzam o mesmo. Com os meios de
transporte não é diferente sendo na obra de uma rodovia ou no transporte marítimo.

5 OBJETIVOS

5.1 OBJETIVO GERAL

 Identificar os impactos gerados pelos meios de transporte ao meio ambiente.

5.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Determinar os impactos devido ao transporte terrestre.


 Constatar os impactos devido ao transporte hidroviário.
5

6 REFERENCIAL TEÓRICO

Segundo a constituição federal no seu Art. 225. Todos têm direito ao meio
ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia
qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-
lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

Os meios de transporte são de grande importância para melhoria da qualidade


de vida das pessoas, além de contribuir no desenvolvimento sociais e econômicos.
Desde a antiguidade, o ser humano tem se preocupado com a construção de estradas,
para melhoria da locomoção entre cidade vizinhas, trazendo benefícios para a
população local, no que tange o setor econômico, facilitando o transporte de
mercadorias e aumentando a geração de renda e novas oportunidades de emprego.

O transporte possibilita o descolamento de bens, mercadorias e pessoas entre


dois pontos, portanto é uma atividade extremamente necessária nos dias atuais para
o pleno desenvolvimento da sociedade. Todavia, estas ações sempre implicam em
alguns efeitos dos quais são chamados de impactos e quando estes impactos são
associados ao meio ambiente tendem a ser negativos.
Mesmo com todas suas vantagens, os meios de transporte causam impactos
que afetam o meio ambiente, principalmente nas proximidades da implantação do
empreendimento. Sendo assim ao se construir um meio de transporte primeiramente
deve ser feito o levantamento dos impactos ambientais na área de abrangência, para
se verificar os possíveis danos que a pavimentação da mesma poderá causar ao meio
ambiente.
Assim verifica a necessidade de medidas de recuperação ou compensatórias,
que são maneiras pelas quais o dano gerado seja compensado. A recuperação de
uma área em torno de uma estrada é de fundamental importância, visto que a área
impactada poderá sofrer regeneração natural dependendo de como ocorreu o
processo de degradação, e assim propor medidas que amenizem os danos causados
pela construção da área de entorno visando uma forma de sustentabilidade do
ecossistema impactado em longo prazo.
6

6.1 Transporte aquático

Estudos indicam que no meio hidroviario, existem variados tipos de resíduos,


por exemplo: restos de cargas, papel, plástico, resíduos domésticos, residos gerados
nas lavanderias, sanitários e restos de mercadorias assim como resíduos perigosos
como lubrificantes, vernizes, solventes e baterias usadas. Uma das ferramentas
utilizadas para tornar esse controle dos resíduos é o uso de uma ficha de
caracterização de resíduos gerados, assim destinando-os para o contêiner específico
padronizado por cor e reciclagem.

6.2 Transporte terrestre

O meio transporte terrestre gera uma série de impactos ao meio ambiente. A


deterioração dos veículos pode contaminar o solo e o lençol freático, e contribuir com
a proliferação de doenças além da geração de grande quantidade de pneus, estes
que muitas vezes não são armazenados corretamente, resultando em problemas
ambientais e também sociais.

A emissão de poluentes atmosféricos pelos veículos é um dos principais


resíduos gerados, ainda mais pelo fato de existir uma grande quantidade de veículos
muito velhos, causando assim uma emissão ainda mais expressiva de gases
poluentes na atmosfera.

A construção de rodovias, tanto na fase de sua implantação, quanto na fase de


sua operação implica em danos ambientais de várias ordens.

Entre os impactos negativos, pode-se citar o aumento de emissão de ruídos,


poeira e gases, inicio e aceleração de processos erosivos, carreamento de sólidos e
assoreamento da rede de drenagem, interferências com a qualidade das águas
superficiais e subterrâneas, alteração do curso d’água, com consequências para a
vida aquática, deposição de materiais de descarte, supressão de vegetação nativa,
alteração nos habitats, alteração dos movimentos migratórios de alguns animais,
potencialidade de propiciar a invasão de espécies exóticas, criação de barreiras à vida
selvagem sensível.
7

As rodovias são parte indispensável da sociedade moderna e apesar da


ocorrência de vários impactos negativos, deve-se lembrar de que a construção de
estradas traz também, por outro lado, diversos impactos positivos. A construção de
estradas de rodagem pode contribuir para o aumento da produtividade agrícola,
incentivar a instalação de indústrias e fábricas nas suas proximidades, contribuir para
o aumento do número de empregos, seja dos operários da construção das rodovias
em razão da abertura de vagas de trabalho, seja em razão do surgimento das
empresas beneficiadas.

Contribui para o aumento da arrecadação pública, do comércio legal, para o


aumento da demanda de bens e serviços, da qualidade de vida de seus usuários com
a facilitação do deslocamento entre as cidades, contribui, ainda, para melhoria nas
condições de saúde e educação da população que poderá ter melhor acesso aos
hospitais e escolas, facilita o transporte de pessoas e de carga, com potencial para o
incremento de turismo em determinados locais, facilita o escoamento dos produtos da
região, evita a perda de produtos perecíveis, contribui para a realização de novos
negócios e para a exportação de produtos. (REZENDE E COELHO, 2015).

Tudo isso sem contar a falta de educação de muitas pessoas que descartam
objetos incorretamente ao longo de viagens. Algumas imagens abaixo mostram o
armazenamento incorreto de pneus e carcaças de carros abandonados:

Figura 1:: https://www.ecycle.com.br/3255-meios-de-transporte-impactos-ambientais


8

6.3 Transporte aéreo

O transporte aéreo no Brasil é administrado pela Infraero. Quanto às questões


ambientais, ela possui programas específicos que desenvolvem o gerenciamento de
resíduos sólidos e riscos ambientais, que têm como objetivo o manejo apropriado dos
resíduos gerados no aeroporto de acordo com a legislação.

Dentre as atividades estão o abastecimento de aeronaves, oficinas de


refrigeração e armazenamento de combustíveis e de cargas perigosas. Este tipo de
material, em contato direto com um ser humano, pode causar danos à saúde. Em
contato com o meio ambiente, pode causar sérias contaminações. Existem diversos
outros tipos de resíduos gerados nos aeroportos, como por exemplo a enorme
quantidade de matéria orgânica e de resíduos sólidos das praças de alimentação.

Figura 2: https://www.ecycle.com.br/3255-meios-de-transporte-impactos-ambientais
9

CONCLUSÂO

Com finalidade que haja uma união entre transporte e o meio ambiente é
indispensável que seja feito um plano efetivo, um trabalho a partir do desenvolvimento
de termos sócios-ambientais como: educação ambiental e uma conscientização sobre
o perigo do atual padrão que é consumir cada vez mais e a destruição dos elementos
que compõem o meio ambiente.

A necessidade da integração entre crescimento das cidades, organização dos


espaços públicos e mobilidade urbana e meio ambiente é urgente e dela depende o
conceito de cidade sustentável, possibilitando diagnosticar os problemas causados
pelo comportamento inadequado do homem, principalmente no ambiente urbano e
apontar medidas práticas para a solução dos problemas.

Através do meio ambiente ecologicamente equilibrado, assegura-se a sadia


qualidade de vida e, via de consequência, a dignidade da pessoa humana.
10

REFERENCIAS

BANDEIRA, C. FLOARIANO, E. P. AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL DE


RODOVIAS SANTA ROSA, 2004.

MAGALHAES I. A. L. MARTINS, R. F. SANTOS, A. R. IDENTIFICAÇÃO DOS


IMPACTOS AMBIENTAIS RELACIONADOS À PAVIMENTAÇÃO DA RODOVIA MG
307 NO MUNICÍPIO DE GRÃO MOGOL – MG.

BORGES , A. A. S. ROCHA, E. V. BENACHIO, M. V. FERREIRA, W. R. IMPACTOS


AMBIENTAIS NO SETOR DE TRANSPORTE.
REZENDE, E. N. COELHO , H. A. IMPACTOS AMBIENTAIS DECORRENTES DA
CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS NA
RESPONSABILIDADE CIVIL. Revista do Mestrado em Direito, 2015.
LEGISLAÇÂO AMBIENTAL BASICA. 2008.

MEIOS DE TRANSPORTE IMPACTOS AMBIENTAIS.


https://www.ecycle.com.br/3255-meios-de-transporte-impactos-ambientais
(Acessado em: 18/11/2019.)

IMPACTOS DO TRANSPORTE NO MEIO AMBIENTE.


https://portogente.com.br/colunistas/edesio-elias-lopes/78049-impactos-do-
transporte-no-meio-ambiente (Acessado em: 18/11/2019.)

IMPACTOS AMBIENTAIS DA RODOVIA E DO TRANSPORTE RODOVIARIO.


https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/624016/mod_resource/content/4/PTR2388%
20%20Aula%2006a%20%20ImpactosAmbientaisDaRodoviaEDoTransporteRodoviari
o_2016.pdf (Acessado em: 18/11/2019.)