Você está na página 1de 31

TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO

DE HERBICIDAS

Adenilson Henrique Gonçalves


Bicos
Constituintes Básicos de um
Bico Pulverizador

1 - Corpo; 2 - Filtro; 3 - Capa 4 - Ponta.


BICOS HIDRÁULICOS

Cônicos

Classificação quanto CÔNICO CHEIO CÔNICO VAZIO


a forma do jato
Planos
¨Leques¨

JATO PLANO
NOMENCLATURA DE PONTAS DE JATO PLANO

Tipo
Marca
(fabricante)

120 02
110 015

Material = visiflo (código de Vazão = galões/min


cores) a 40 lbs/pol2
Still (aço inox)
ângulo Galão americano = 3,785 L
TIPO DE BICO
XR Ponta de pulverização de jato plano de uso ampliado
Teejet Ponta de pulverização de jato plano comum
DG Ponta de pulverização de jato plano de deriva reduzida
TT Ponta de pulverização de jato plano de grande ângulo
AI Ponta de pulverização de jato plano com indução de ar
TJ Ponta de pulverização de jato plano duplo comum
TF Ponta de pulverização de jato plano de grande ângulo
Fulljet Ponta de pulverização de jato cônico cheio de grande ângulo
QT Bico de 8 orifícios
TIPO DE MATERIAL (Características)
VK Cerâmica: muito alta resistência; muito resistente aos produtos químicos
abrasivos e corrosivos.
VH Aço inoxidável endurecido: alta resistência ao desgaste; boa durabilidade e
resistência aos produtos químicos.
VS Aço inoxidável: boa resistência ao desgaste; excelente resistência aos produtos
químicos; orifício durável.
VP Polímero: média a boa resistência ao desgaste; boa resistência aos produtos
químicos; orifício facilmente danificado ao limpá-lo.
Latão: baixa resistência ao desgaste; suscetível à corrosão, especialmente com o
uso de fertilizantes.
BICOS

Direcionar o líquido

FUNÇÃO Quebrar gotas


Dar angulação (leque)
Dar vazão

Classificação quanto a energia utlizada


Hidráulica
ENERGIA Centrífuga
Elétrica
A) HIDRÁULICA
1- LEQUE – Superfícies Planas

Classificação do bico leque quanto a deposição

Descontínua
DEPOSIÇÃO
Contínua (EVEN)
8004 E
80º 0,4 gal amer/min
NUMERAÇÃO: 8004
28,8 kgf/cm2 (40 psi)
Angulação = 65-130º (80-110º MAIS USADOS)

2 - CÔNICO – Reboleiras
2- CÔ

VAZIO P> 60 psi – gotas <


CHEIO
3- DE IMPACTO OU DEFLECTOR

Alta Vazão
Baixa Pressão(10-20 psi)
Portanto: GOTAS GRANDES
MENOR DERIVA
GRANDE ANGULAÇÃO
Exemplo: TK2 = 0,2 gal amer/min (10 psi)
B) CENTRÍFUGA

DISCOS ROTATIVOS
BAIXO VOLUME
VAZÃO – 12 - 70 l/ha
TAMANHO DE GOTAS UNIFORME (CDA)
250 MICRA
C) ELÉTRICA

20000 V, Baixa A
JABOTICABAL –ESP (energized spray process)
40000V, 500 micra A
PONTAS DE JATO PLANO
Twinjet
Pós Emergente. Contato
(Herb.Fung.Inset.)

XR Teejet (Herb.Fung.Inset.)
Contato, sistêmico, Pré e
Pós
AI Teejet (Herb.Fung.Inset.)
Sistêmico, Pré e Pós
Herb.
Turbo Teejet
(Herb.Fung.Inset.)
Sistêmico e Herb.
incorporados ao solo
Fonte: www.teejet.com
PONTAS DE JATO CÔNICO
Conejet
(Herb. Fung. Inset.)
Contato (bicos sobre a
linha)

Disco Core
(Herb. Fung. Inset.)Contato
(resistência ao desgaste)

TG Full Cone
Reguladores de crescimento
sistêmico Gotas maiores alta
penetração

Fonte: www.teejet.com
COMO ESTÁ O SEU EQUIPAMENTO ?
Perfil de distribuição Ponta Nova

Mesa de distribuição
Perfil de distribuição Ponta desgastada

Mesa de distribuição
Perfil de distribuição Ponta danificada

Mesa de distribuição
ESCOLHA DO BICO

Vazão: Velocidade da máquina; Espaçamento entre bicos.

Tamanho de gota: Volume de pulverização.

Distribuição: Condições ambientais e densidade de cobertura;


CALIBRAGEM DO PULVERIZADOR COSTAL MANUAL
Passos:
Colocar água no pulverizador
Fazer a regulagem no local de aplicação
Acionar o êmbolo do equipamento até este apresentar
resistência (não forçar)
Medir uma distância de 50 metros no terreno
Percorrer esta distância várias vezes coletando o líquido no bico
Fazer a média do líquido coletado
Medir a faixa de deposição do bico
Achar a área aplicada (faixa de deposição x distância
percorrida)
Fazer os cálculos
Exemplo:
Distância percorrida - 50m
Faixa de deposição - 0,60 m
Vazão média do bico - 0,600 litros

Cálculo da área:

Área = distância percorrida x faixa de deposição


Área = 50m x 0,60 m
Área = 30m2

Cálculo da vazão por hectare:

30 m2 ________0,600 litros
10,000 m2 _____ X
X = 200 litros / ha
Usando a fórmula:

vol. x 10000
Q = ______________
A
Q = volume de pulverização em litros / ha
Vol. = volume coletado em litros
10.000 m2 = 1 hectare
A = área pulverizada

0,600 litros x 10000 m2


Q = ____________________
30 m2

Q = 200 litros /ha


CALIBRAGEM DO PULVERIZADOR COSTAL MANUAL

1) Qual a quantidade de INGREDIENTE ATIVO que deve


ser colocado num tanque de um pulverizador COSTAL
operando nas seguintes condições:
Distância percorrida = 15m;
Barra equipada com três bicos;
Faixa de pulverização de cada bico = 40 cm;
A pessoa caminha a 0,8 passo por segundo (cada passo =
1 m);
Volume médio coletado por segundo = 10 ml
Produto comercial = Karmex 800;
Dose do Produto comercial = 4,0 L/ha;
Capacidade do Tanque = 15 L;
CALIBRAGEM DO PULVERIZADOR COSTAL MANUAL

2) Qual a quantidade de INGREDIENTE ATIVO que deve


ser colocado num tanque de um pulverizador COSTAL
operando nas seguintes condições:
Distância percorrida = 30m;
Barra equipada com 4 bicos;
Faixa de pulverização de cada bico = 40 cm;
Bicos utilizados na barra 8003
Tempo marcado para coletar o volume MÉDIO foi de 20s
Produto comercial = Nortox 50 SC;
Dose do Produto comercial = 4,5 L/ha;
Capacidade do Tanque = 18 L;
OBS: FAÇA O CÁLCULO ATRAVÉS DA FÓRMULA
PULVERIZADOR TRATORIZADO DE BARRA

- Definir os bicos na barra


- Colocar água no pulverizador
- Acionar o trator estabelecendo pressão, rotação definidas
- Marcar uma distância de 50 m na área
- Estabelecer a rotação do motor, tal que atinja 540 rpm na
tomada de força do trator
- Regular a pressão de acordo com a recomendada
- Movimentar o trator e marcar o tempo gasto para percorrer
a distância marcada
- Repetir este movimento várias vezes
-Coletar líquidos dos bicos durante o tempo gasto para
percorrer a distância marcada
-Tirar a média dos bicos
- Calcular a área pulverizada
-Transformar em L/ha

OBS: FAZER CALIBRAGEM NO LOCAL A SER


PULVERIZADO;
SUBSTITUIR BICO NA BARRA QUE APRESENTAR
VAZÃO COM ERRO , SUPERIOR A 10% DA MÉDIA DOS
BICOS.
EXEMPLOS:
Vazão média dos bicos = 450 mL
Número de bicos = 13
Faixa de deposição = 6 m

CÁLCULO DA ÁREA
A = FD x Dist. percorrida
A = 6 m x 50 m
A = 300 m2
CÁLCULO DA VAZÃO DA BARRA
V.B. = n x vm
Onde:
(n = n º bicos, vm = vazão média dos bicos)
V.B. = 13 x 0,450
V.B. = 5,85 L

CÁLCULO DA VAZÃO POR HECTARE


300 m2 ---5,85 L
10000 m2 ----x

x= 195 L/ha
USANDO A FÓRMULA:
Q = (600 x q) / (V x f)
Q = volume de pulverização (aplicação) (L/ha)
q = vazão por bico ou total (L/min.)
V = velocidade em km/hora
f = faixa de pulverização, por bico ou total (m)
600 = fator de conversão
Cálculo da quantidade de herbicida/tanque
Pr = (Ct x D)/Q

onde:

Pr = quantidade de herbicida/tanque (L ou Kg);


Ct = capacidade do tanque em litros;
D = dosagem de herbicida em litro ou kg/ha;
Q = volume de pulverização em L/ha;
CÁLCULOS
1) Calcular o volume de pulverização e a quantidade de
herbicida que deve ser diluída no tanque de um pulverizador de
barra, operando nas seguintes condições:
Capacidade do tanque = 600 l
Faixa tratada por bico = 0,5 m
Velocidade de trabalho = 4,0 km/h
Vazão por bico = 0,52 l/min.
Dosagem do herbicida = 0,5 l/ha

2) Calcular o volume de pulverização e a quantidade de


herbicida que deve ser diluída no tanque de um pulverizador de
barra operando nas seguintes condições:
Capacidade do tanque = 600L;
Faixa tratada por bico = 40 cm;
Velocidade de trabalho = 3000m/30 minutos;
Bicos utilizados por barra 110015
Dose do herbicida = 3,5 L/ha;
OUTROS CÁLCULOS
1) O agricultor tem Laço granulado a 10% de ingrediente ativo
e quer aplicar 2kg.i.a./ha, quantos quilos de Laço devem ser
aplicados por hectare?

2) A calibração de um pulverizador apresentou uma descarga


de 600 litros/ha a uma velocidade de 6km/hora e pressão de
40 lbf/pol2. Como reduzir a descarga para 500 e 250l/ha.