Você está na página 1de 4

Estudo Exegético – Efésios

Bênçãos de Deus, o Pai


…com toda a sorte de bênçãos espirituais…
Efésios 1.3

TEXTO:
Efésios 1.3-14

ORAÇÃO:
Senhor faça que seja um instrumento para o louvor da sua glória.

1. PROPÓSITO E CONTEXTO:

O propósito de Efésios – Os privilégios espirituais que temos em Cristo devem levar o corpo
ao crescimento em união, à santificação na vida diária e ao triunfo no conflito espiritual.
Jesus Cristo a cabeça viva da Igreja nos leva ao crescimento em união, santificação diária e
triunfo no conflito espiritual e por isso não tolera um corpo morto.

A. A intervenção harmoniosa da Trindade em fornecer privilégios espirituais aos crentes leva


Paulo a louvar o Deus Triuno (1.3-14).
1. O Pai é louvado por ter concedido toda sorte de bênçãos espirituais aos crentes (1.3-6).
• Ele elegeu crentes para a santificação (1.3-4).
• Ele predestinou crentes para adoção (1.5).
• Ele concedeu graça aos crentes por intermédio de Jesus (1.6).
2. O Filho é louvado por ter realizado a salvação para os crentes (1.7-12).
• Ele ofereceu redenção através do perdão dos pecados em Seu sangue (1.7-8).
• Ele ofereceu revelação do plano de Deus de trazer todas as coisas sob o controle de
Cristo (1.9-10).
• Ele ofereceu aceitação diante de Deus segundo Seus propósitos soberanos de eleição
(1.11-12).
3. O Espírito é louvado por selar os crentes para o dia da redenção (1.13-14).
• Ele selou aqueles que crêem no evangelho como um sinal da posse de Cristo (1.13).
• Ele selou aqueles que crêem no evangelho como uma garantia da sua máxima salvação
(1.14). 1

2. CRÍTICA TEXTUAL:
ἀγάπη – o significado é que se espera que os cristãos sejam santos e irrepreensíveis perante de
Deus e vivam em amor.

1Pinto, C. O. C. (2008; 2010). Foco e desenvolvimento no Novo Testamento; Foco no Novo


Testamento (345–346). Hagnos; São Paulo.
Estudo Exegético – Efésios

3. EXEGESE DAS PALAVRAS CHAVES:


“antes da fundação do mundo” – desde a eternidade.
“fazer convergir nele” – reunir sob uma única cabeça, resumir, colocar debaixo de um só. É
unidade conseguida em meio a diversidade.
“Selados” eram usados como garantia, indicando propriedade.
“penhor”. Indica um depósito em garantia do pagamento da soma completa. O penhoe é da
mesma qualidade que o pagamento integral.

3. TRADUÇÃO DO TEXTO
4. VERSÕES:
RA/RC/NVI/VIVA/Jerusalém/21
Corrigida – O Evangelho do Reino de Deus (ver crítica)
21 – Vos tornarei pescadores de homens

6. DIVISÃO DA UNIDADE TEXTUAL:


As bênçãos do Pai
As bênçãos do Filho
As bênçãos do Espírito

7. SENTENÇA EXEGÉTICA:
Em Deus podemos ter as mais ricas bênçãos. Evidenciada no Pai que nos escolheu antes da
fundação do mundo para santificação (1.3,4) e nos predestinou para a adoção (1.5) e nos dá graça
através do Filho. Evidenciada no Filho que nos salvou através de seu sangue, pela graça nos
unindo em Cristo Jesus. Evidenciada no Espírito que é a garantia (o selo) da nossa herança
celestial.

8. BIBLIOGRAFIA:
Comentários Exegéticos e Expositivos
Robertson, A.T, Comentário Mateus e Marcos, São Paulo. CPAD
Hendricksen, Marcos. São Paulo, Cultura Cristã
Mulhollandm D.M. Marcos. São Paulo, Vida Nova

Comentários Expositivos e Devocionais


Lopes, H.D., Marcos, São Paulo, Hagnos
Ryle J.C., Meditações no Evangelho de Marcos, Fiel
Wiersbe, W.W., Comentário Bíblico Expositivo, Geográfica
Carson, D.A, Comentário Bíblico Vida Nova. São Paulo, Vida Nova

Suplementos
Pinto, C.O.C, Foco e desenvolvimento do Novo Testamento. São Paulo. Editora Hagnos.
Strong, J. (2002; 2005). Léxico Hebraico, Aramaico e Grego de Strong. Sociedade Bíblica do Brasil.
Variantes Textuais do Novo Testamento, SBB
Rienecker, F., Chave Linguística do Novo Testamento Grego, Vida Nova

9. ESBOÇO DO SERMÃO:

TEXTO
Efésios 1.3-14

LEITURA PRÉVIA
Estudo Exegético – Efésios

AA

SENTENÇA HOMILÉTICA
Devemos louvar a Deus de forma a transbordar gratidão em nossos corações.

INTRODUÇÃO

Mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou
em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. 1 Co 2.9

Bondade, verdade e beleza estão combinadas nesta doxologia inicial.

Ele atribui a Deus a honra a ele devida pelas bênçãos espirituais passadas (eleição),
presente (redenção) e futuras (certificação como filhos de que irão tomar posse definitiva e plena
da herança reservada para eles).

O apóstolo compreende que as bênçãos concedidas ao povo de Deus devem ser


reconhecidas com humildade, com gratidão e com entusiasmo.

O Pai abençoa a seus filhos ao distribuir-lhes dons e juntamente com os dons a si mesmo
se doa. Nos dando bênçãos espirituais.

METODOLOGIA EXPOSITIVA

SI. Será que temos consciência do que Deus nos tem dado?
ST. Hoje veremos as bênçãos espirituais que o Pai tem nos concedido que nos motivam
a viver para Deus com entusiasmo e louvor.

DESENVOLVIMENTO

• Ele elegeu crentes para a santificação (1.3-4).


A doutrina da eleição não foi inventada por Agostinho de Hipona nem por Calvino de Genebra.
A Bíblia não fica explicando como aconteceu a eleição. Ela simplesmente diz: Deus elegeu.
A Bíblia também nos proíbe ficar especulando os porquês de como Deus fez isto. (Rm 9.18-20)

(1) Seu Autor


“o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo”. Deus o pai é o autor da eleição.
Não fomos nós que o escolhemos a Deus; foi ele quem nos escolheu.
Os pecadores perdidos, entregues a si mesmo não procuram a Deus (Rm 3.10,11)
Deus, em seu amor, é quem procura os pecadores (Lc 19.10)
Deus não nos escolheu porque previu que creríamos em Jesus; ele nos escolheu para
crermos em Jesus. (Atos 13.48)
Deus não nos escolheu por causa da nossa santidade, mas para sermos santos e
irrepreensíveis (1.4)
Deus não nos escolheu por causa da nossa obediência, mas para a obediência (2.10)
Deus nãos nos escolheu por causa dos nossos méritos, mas apesar dos nossos deméritos.
Estudo Exegético – Efésios

(2) O tempo da eleição


“Antes da fundação do mundo” – desde a eternidade.
O pecado de Adão não pegou Deus de surpresa. Deus não ficou roendo as unhas com medo de
o homem estragar tudo no Éden. Ele nos escolheu antes dos tempos eternos (2Tm 1.9)

(3) O agente da eleição


Deus nos escolheu em Cristo.

(4) O propósito da eleição


Deus nos escolheu em Cristo para sermos “santos e irrepreensíveis”.
Uma pessoa que se diz segura da salvação e não busca a santidade está provando que não é eleita.

(santos) agios
Spurgeon argumentava: por que você reclama da eleição divina? Você quer ser santo? Então você
é um eleito. Mas se você afirma que não quer ser santo nem viver uma vida piedosa, por que você
reclama por não ter recebido aquilo que não deseja?

(irrepreensíveis) amomos
Sem qualquer espécie de mancha. Esta é a palavra para um animal apto para um sacrifício.
A salvação tem como alvo nos levar a uma vida limpa, pura e santa. Não somos escolhidos para
viver na lama, mas para viver como luzeiros do mundo.

• Ele predestinou crentes para adoção (1.5).


No mundo romano a família baseava-se no regime pátria potestas. Sob a lei Romana o pai
possuía poder absoluto sobre seus filhos. Podia vende-los escravisa-los e até mata-los. A adoção
consistia em passar um pátria potestas para outro.
O filho adotivo ganhava uma nova família, passava a usar o nome do novo pai e herdava seus
bens. Essa adoção apagava o passado e iniciava uma nova relação.

A adoção é algo lindo. Um filho natural pode vir quando os pais não esperam ou até mesmo
quando não querem ou não se sentem preparados. Mas a adoção é um ato consciente, deliberado
e resoluto de amor.

• Ele concedeu graça aos crentes por intermédio de Jesus (1.6).


Deus nos aceitou. Nõ podemos fazer a nós mesmos aceitáveis a Deus. Mas ele através da
sua graça, fez-nos aceitáveis em Cristo.
Quando filho pródigo chegou em casa com as vestes rasgadas e sujas da lama do chiqueiro,
seu pai o abraçou e o beijou e lhe deu uma nova roupagem. Ele se tornou aceitável ao
pai.

CONCLUSÃO:

Em Deus podemos ter as mais ricas bênçãos. Evidenciada no Pai que nos escolheu antes da
fundação do mundo para santificação (1.3,4) e nos predestinou para a adoção (1.5) e nos dá graça
através do Filho.

Você também pode gostar