Você está na página 1de 26

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TUCURUÍ


FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL
POLO UNIVERSITÁRIO DE GOIANÉSIA

ELOARA MENDES ALMEIDA


JHENNIFER KAROL LIMA DE SOUZA
KESSIO RAFAEL DE SAMPAIO SILVA
MARIA APARECIDA FEITOSA LOPES
NIELLY CHRISTINY LIMA CARDOSO
RAYANNE ZANELATO DONDONI
TAINARA DOS SANTOS COSTA
WERLEY ZANELATO DONDONI

O CONCRETO TRANSLÚCIDO

GOIANÉSIA DO PARÁ
2019
ELOARA MENDES ALMEIDA
JHENNIFER KAROL LIMA DE SOUZA
KESSIO RAFAEL DE SAMPAIO SILVA
MARIA APARECIDA FEITOSA LOPES
NIELLY CHRISTINY LIMA CARDOSO
RAYANNE ZANELATO DONDONI
TAINARA DOS SANTOS COSTA
WERLEY ZANELATO DONDONI

O CONCRETO TRANSLÚCIDO

Trabalho complementar avaliativo apresentado


à Faculdade de Engenharia Civil do Campus
Universitário de Tucuruí da Universidade
Federal do Pará, como requisito parcial de
avaliação para obtenção de conceito na
disciplina Metodologia de Trabalhos
Acadêmicos.

Orientador: Prof. Mestre. Jedson H. C. Abrantes

GOIANÉSIA DO PARÁ
2019
A Deus.
Aos meus pais.
Aos colegas de classe.
Ao Professor Jedson.
AGRADECIMENTOS

Ao Prof. Mestre. Jedson H. C. Abrantes, pela excelente orientação e apoio durante o trabalho.
Aos colegas de classe que sempre nos ajudam transmitindo seus conhecimentos a quem precisa.
Ao grupo pelo esforço e tempo gasto para a conclusão deste trabalho.
Aos colegas da turma, pelas reflexões, críticas perguntas e sugestões recebidas.
Aos amigos que deram suporte.
Aos nossos familiares.
“Os que são loucos o suficiente para pensar que podem mudar o mundo,
são aqueles que realmente o fazem”
Steve Jobs
RESUMO

A luz é algo que há tempos fascina a humanidade com seu brilho e sua intensidade, tanto
em sua forma natural como na forma artificial. Estudos e novas tecnologias vem ao logo dos
tempos incrementando as mais diversas formas de apresentação da luz, sendo a Fibra óptica
uma delas, pois se destaca por conseguir transportar a Luz por um longo caminho. O concreto
também vem, desde sua invenção, se modificando, tanto em sua composição como aplicação,
assim como a luz, muitas técnicas e mateiras vem sendo testados para melhorar sua resistência
e também sua apresentação.
Diante disso, o presente trabalho tem como objetivo juntar as duas tecnologias, o do
concreto e a da fibra óptica, transformando em um produto revolucionário, o Concreto
Translúcido, Produto este que vem juntar as características de resistência do concreto e
possibilidade de criar inúmeras formas e a fibra óptica que trará luz para formas criadas pelo
concreto, transformando os ambientes muito mais iluminados e também harmonizando com
mais delicadeza e arte.
Nesta apresentação mostraremos as fases construtivas de painéis de concreto translúcido
com a fibra óptica ressaltando suas características e aplicação utilizando-se de pesquisa
bibliográfica e ensaios de laboratório.

Palavras-chave: Fibra óptica, Translucido, Concreto, Tecnologia.


ABSTRACT

Light has long fascinated mankind with its brightness and intensity, both in its natural
and artificial form. Studies and new technologies have been increasing over the years in the
most diverse ways of light presentation, being the optical fiber one of them, because it stands
out for being able to transport the light a long way. Since its invention, concrete has been
changing, both in its composition and application, as well as light, many techniques and woods
have been tested to improve its strength and also its presentation.

Given this, the present work aims to combine the two technologies, concrete and fiber
optic, transforming into a revolutionary product, Translucent Concrete, a product that joins the
strength characteristics of concrete and the possibility of creating numerous forms. and the
optical fiber that will bring light to shapes created by concrete, transforming the much brighter
environments and also harmonizing with more delicacy and art.

In this presentation we will show the construction phases of translucent concrete panels
with fiber optic highlighting their characteristics and application using bibliographic research
and laboratory tests.

Keywords: Fiber optics, Translucent, Concrete, Technology.


LISTA DE FIGURAS
FIGURA 1:PREPARO DO CONCRETO ............................................................................................. 19
FIGURA 2: FÔRMA DE MADEIRA. ................................................................................................ 19
FIGURA 3:APLICAÇÃO DA CAMADA DE CONCRETO ..................................................................... 20
FIGURA 4: APLICAÇÃO DA CAMADA DE FIBRA ÓPTICA................................................................ 20
FIGURA 5: RETIRADA DA FORMA DE MADEIRA ........................................................................... 21
FIGURA 6: BLOCO PRONTO PARA AGUARDAR TEMPO DE CURA. .................................................. 21
FIGURA 7:MOMENTO DO CORTE DE BLOCO DE CONCRETO ......................................................... 22
FIGURA 8: DISPOSIÇÃO DOS PAINÉIS PARA TESTE. ...................................................................... 22
FIGURA 9: REALIZAÇÃO DO TESTE COM A INCIDÊNCIA DE LUZ. .................................................. 23
FIGURA 10: TESTE DE RESISTÊNCIA DO BLOCO CONVENCIONAL. ................................................ 24
FIGURA 11:TESTE DE RESISTÊNCIA DO BLOCO TRANSLÚCIDO. ................................................... 24
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ............................................................................................................. 11
2. JUSTIFICATIVA ........................................................................................................... 12
3. OBJETIVOS .................................................................................................................. 13
3.1. Objetivos Gerais ........................................................................................................... 13

3.2. Objetivos Específicos ................................................................................................... 13

4. REFERÊNCIAL TEÓRICO .......................................................................................... 14


4.1. Arquitetura do Concreto ............................................................................................... 14

4.2. Fibra Óptica .................................................................................................................. 14

4.3. Tecnologia do Concreto ................................................................................................ 14

4.3.1. Concreto Condutivo ...................................................................................................... 15


4.3.2. Concreto Auto Cicatrizante........................................................................................... 15
4.3.3. O Concreto para Isolamento Térmico e Acústico ......................................................... 15
4.3.4. Concreto Drenante ........................................................................................................ 16
4.3.5. Concreto Aparente, Colorido e Branco ......................................................................... 16
4.3.6. Concreto Translúcido .................................................................................................... 16
4.4. Vantagens e Desvantagens do Concreto Translúcido ................................................... 16

5. METODOLOGIA .......................................................................................................... 18
5.1. Procedimentos Metodológicos ...................................................................................... 18

5.1.1. Escolha dos agregados .................................................................................................. 18


5.1.2. Confecção do bloco de concreto ................................................................................... 18
5.2. Análise da resistência do Concreto Translucido e do Concreto Convencional ............ 23

6. CONCLUSÃO ............................................................................................................... 25
REFERÊNCIAS ....................................................................................................................... 26
11

1. INTRODUÇÃO

O concreto existe desde a antiguidade, quando o homem passa a ter a necessidade de


um local seguro para morar. A primeira imagem que vem a cabeça quando se fala em concreto
é sobre um material pesado feito de brita, areia, cimento e água. Mas engana-se a pensar que é
este o único tipo.
Com o passar do tempo novas técnicas e os novos materiais incorporaram metodologias
de fabricação de concreto com alto rendimento, que surgi devido à evolução do uso de outros
compostos e aditivos, melhorando a qualidade. Diante disso temos o surgimento em 2001 do
concreto translúcido, que surge como uma grande inovação para a construção civil é uma
ferramenta de decoração belíssima, vem sendo usado por diversos arquitetos além de ser uma
alternativa de ajudar o meio ambiente, pois permite a passagem de luz, proporcionando uma
maior economia de energia artificial.
Este concreto foi desenvolvido pelo arquiteto Aron Losonczi, que incorporou fibra
óptica à matriz cimentícia, sem prejuízo da resistência à compressão característica do concreto
estrutural. A fibra óptica é um filamento de vidro, que também pode ser de material produzido
com polímero, que tem alta capacidade de transmitir os raios de luz, proporcionando iluminação
natural de energia.
12

2. JUSTIFICATIVA

O concreto Translúcido chama a atenção por ter a mesma resistência e solidez do


concreto tradicional, permite a passagem de luz solar, deixando claro o ambiente. Seu material
é uma mistura de fibras de vidro com a composição de agregados, cimento, aditivo e água e é
esse diferencial das fibras ópticas que possibilita a passagem de luz. É resistente ao fogo e a
ambientes úmidos.
Sob o ponto de vista estético, o concreto translúcido é cada vez mais utilizado em obras
comerciais no Japão e na Europa. Permitindo projetar detalhes diferenciados para fachadas.
No Brasil, já existem Centros de pesquisas como o Laboratório de Materiais de
Construção da Universidade Estadual Vale do Acaraú, em Sobral no Ceará, e o outro é o
Laboratório de Tecnologia da Construção da Univates (Universidade do Vale do Taquari) em
Lajeado, no Rio Grande do Sul. O objetivo dos pesquisadores é reduzir o custo de fabricação,
para que o concreto ganhe mercado.
13

3. OBJETIVOS

3.1. Objetivos Gerais


O objetivo deste trabalho é proporcionar um breve conhecimento sobre o concreto
translúcido como elemento estrutural e arquitetônico na Construção Civil e suas possíveis
aplicações.

3.2.Objetivos Específicos

 Apresentar sua composição com foco para o seu elemento inovador que é a fibra óptica.
 Externar as vantagens e desvantagens no uso desse concreto
 Comparar o concreto translúcido do concreto tradicional.
14

4. REFERÊNCIAL TEÓRICO

4.1.Arquitetura do Concreto

Os materiais como aço e o concreto armado, ao surgirem técnicas para seu


desenvolvimento possibilitaram grandes criações. No século XX o concreto é reconhecido além
de material estrutural como material estético.
Integrados por quatro elementos essenciais: areia, brita, cimento e água, misturados forma
uma massa pastosa. Devido reações químicas endurece em pouco tempo alcançando uma
resistência adequada para ser aplicada em qualquer tipo de construção, permitindo assim
diversos recursos de criação, não oferecidos por nenhum outro material. Hoje o concreto
armado é um dos materiais mais importantes e usados no mundo, proporcionando expressão
plástica, relacionada às nova tecnologia; uma delas é a utilização da fibra óptica (condutor de
luz) é um dos materiais e misturados ao concreto permite novas composições estéticas em seu
uso. A busca de conforto do homem e da economia de energia são aspectos que favorecem o
desenvolvimento dos novos materiais na construção civil.

4.2.Fibra Óptica

Segundo Laura (2013) a fibra óptica é um fio fino de vidro apenas alguns micrometros
maiores os fios de cabelo humano, usado como condutor de elevado rendimento de luz, imagens
e impulsos codificados. Ela transmite luz fria boa para iluminar objetos sem aumentar sua
temperatura, não possui raios ultravioletas, dessa forma não desgasta os objetos iluminados,
não tem risco elétrico por tanto sem propagação de fogo, além de ser manipulável e reutilizável.
Permitindo assim a utilização no concreto translucido.

4.3.Tecnologia do Concreto

Como dito por Kaefer (1998), a engenharia usa o concreto nos mais diversos ramos, em
muitos casos em ambientes agressivos. E surgiu a partir desse interesse, dê que o homem se
adapte a essas necessidades, essa adaptação aos novos e desafiadores usos do concreto,
deixando de ser a simples mistura de cimento, água e areia, recebendo no período atual, aditivos
e novos traços que lhe conferem características específicas para alcançar situações distintas.
15

O concreto é um dos materiais mais utilizados no ramo da construção no mundo, e vem


se modificando de tal forma que hoje faz parte do grupo de novos materiais aos processos de
produção, dando cada vez mais prioridades aos processos de redução de energia e água,
causando menos impacto ao meio ambiente, sendo conhecidos como concretos verdes.
Alguns concretos especiais criados pelo mundo possuem características específicas para
atender diversas necessidades das obras que estão localizadas nos mais diversos ambientes.
Estes materiais buscam melhorar o processo de produção e a contribuição com o meio.
Foi observando esta tendência que os concretos especiais foram criados, pois apresentam
características específicas, melhorando a deficiência do concreto convencional ou incorporando
propriedades não usuais ao material utilizado.
Entre alguns concretos especiais temos como exemplos:

4.3.1. Concreto Condutivo

Concreto condutivo é um composto à base de cimento que contém componentes


eletrônicos para atingir uma condutividade estável e relativamente elevada. As aplicações
potenciais incluem aquecimento elétrico para desgelo de parques de estacionamento, passeios,
calçadas, pontes, estradas e pistas de aeroportos, assim como de aterramento elétrico.

4.3.2. Concreto Auto Cicatrizante

O material híbrido possui em sua estrutura interna uma rede microvascular


tridimensional que imita um sistema circulatório biológico. Quando o material se quebra, as
microcápsulas se rompem e liberam o agente, que estão reage com um catalisador distribuído
pelo material, fazendo o reparo da área danificada.

4.3.3. O Concreto para Isolamento Térmico e Acústico

São concretos cuja densidade é menor do concreto e convencional, aumentando assim a


eficiência do concreto com isolamento térmico.
16

4.3.4. Concreto Drenante

São concretos com pouco ou nenhum agregado miúdo e com um mínimo de conteúdo
de pasta para unir os agregados e preencher os espaços entre estes agregados. São empregadas
para sistemas de drenagem em grandes centros urbanos, coberturas verdes em edificações em
outras.

4.3.5. Concreto Aparente, Colorido e Branco

O concreto colorido obtém-se da adição de pigmentos à mistura, logo após a dosagem


dos outros materiais. Além de ser aplicados para dar um melhor efeito arquitetônico. Suas cores
são mais duráveis.

4.3.6. Concreto Translúcido

Segundo REPETTE (2011), possui características translúcidas o bloco de concreto


quando adicionado a fibra óptica, assegurando ao bloco a mesma resistência e suportando do
mesmo modo a compressão típica do concreto estrutural.
A aplicação dessas matérias primas na produção do concreto sofreu e ainda sofre
mudanças importantes, encarando na indústria do cimento desafios importantes, basicamente
na eficiência energética, redução de emissões dos gases que produzem efeito estufa e estruturas
com maior durabilidade, mantendo a sustentabilidade na indústria de construção.
Este avanço das técnicas na construção civil propicia uma visão mais ampla das
alternativas variadas da aplicação do concreto. Na época atual, pode-se empregar esse material
de diversas formas, dependendo do seu processo de concepção e seu andamento na obra. Dando
a oportunidade de se modificar, adaptar e até mesmo aprimorar de acordo com as necessidades
dos clientes.

4.4.Vantagens e Desvantagens do Concreto Translúcido

Conforme Revista eletrônica de Engenharia Civil (2017) o concreto translúcido tem seus
pontos positivos e negativos, porém suas vantagens superam suas desvantagens. Por exemplo,
ele transmite luz, por causa do uso das fibras ópticas aproveitando a energia solar e com isso
reduz o consumo de energia, ainda é mais maleável e impermeável, tem pequena absorção de
17

água, seu peso e volume são inferiores ao do concreto convencional em até 30%, tem redução
de permeabilidade e por fim o fator estético que está presente em decorações.
Suas desvantagens estão aliadas ao seu alto custo por ser um produto novo no mercado,
exigindo uma mão de obra especializada, o que aumenta o seu custo. Hoje é ainda considerado
apenas um produto de alvenaria para vedação, sendo apenas usado como uso para decoração.
18

5. METODOLOGIA

5.1.Procedimentos Metodológicos

Este trabalho foi desenvolvido com fundamentos através de uma pesquisa exploratória
sobre o Concreto Translúcido, teve como estudo textos técnicos e científicos, contando ainda
com a análise de artigos já publicados quanto ao concreto translúcido.
Este estudo nos proporcionou uma melhor compreensão a respeito de uma inovação
tecnológica, que se tornou bastante interessante e importante, ressaltando suas características,
vantagens e aplicações na construção civil.

5.1.1. Escolha dos agregados

Para a confecção do bloco de concreto, primeiro foi feito a seleção dos agregados
miúdos soltos. Após serem constatado a qualidade dos materiais para a fabricação do concreto,
é feito a pesagem, utilizando um recipiente de massa e volume. Posteriormente são feitos testes
com os agregados miúdos e água para analisar a umidade do agregado.

5.1.2. Confecção do bloco de concreto

Para a confecção deste bloco de concreto translúcido são utilizados o cimento, areia e a
fibra óptica. Pode ser utilizado um cimento que é mais facilmente encontrado como o CP II e
areia com um ou dois tipos de granulometria.
Pode ser utilizado como dito por Clauman (2016) a fibra óptica do sistema endlight,
indicada por ser de uma única fonte de luz, que ilumina diversos pontos e possui uma grande
eficiência com uma baixa perda no trajeto.
Após a escolha dos materiais, foram construídas as formas de madeira para serem
utilizadas no momento da confecção do bloco de concreto translúcido.
19

Figura 1:Preparo do concreto

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Figura 2:Fôrma de madeira


Figura 2: Fôrma de madeira.

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Na sequência foi iniciado a confecção do concreto, e preparação da forma e a fibra óptica


que será utilizado no corpo de prova. Neste caso, foi disposta uma mesclagem de camadas entre
o concreto e camada de fibra óptica, sendo que a primeira camada foi de concreto com 1 cm de
espessura para depois ser adicionado a primeira camada de fibra. Quando finalizado o
preenchimento da forma é deixado no local por um dia para depois ser colocado no ambiente
úmido por sete dias.
20

Figura 3:Aplicação da camada de concreto

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Figura 4: Aplicação da camada de fibra óptica

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Após ser preenchido a forma com as camadas de concreto e fibras, é aguardado 24 horas
para desenformar, e deixar pelo período de até 7 dias em uma câmara úmida para sua cura.
Completo esse período pode ser utilizado conforme a necessidade.
21

Figura 5: Retirada da forma de madeira

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Figura 6: Bloco pronto para aguardar tempo de cura .

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Quando o tempo de cura ocorreu, e com o bloco pronto, foi levado à uma marmoraria
para ser polido e feito o corte com uma serra circular de placas com 2 cm de espessura. Sendo
obtido como resultado painéis de concreto com fibra óptica.
22

Figura 7:Momento do corte de bloco de concreto


translúcido.

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

Com os painéis prontos, foram dispostos em uma mesa para ser realizado o teste de
luminosidade. Então foi confirmado sua eficiência na passagem de luminosidade através das
placas, podendo verificar a existência de sombras refletidas, proporcionando um lindo efeito,
mas com a resistência do concreto tradicional.

Figura 8: Disposição dos painéis para teste.

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)


23

Figura 9: Realização do teste com a incidência de luz.

Fonte: (CADAVID, RESTREPO, 2013)

5.2.Análise da resistência do Concreto Translucido e do Concreto Convencional

Através de estudos feitos sobre a resistência do concreto translúcido e concreto


comumente utilizado, foi visto que os dois não se romperam de forma similar, como já era de
se esperar. O bloco que contém a fibra rompeu-se de forma mais brusca de forma paralela às
fibras, e o bloco sem a fibra, se partiu de forma perpendicular ao sentido que as fibras seriam
colocadas, percorrendo todo o concreto.
Como visto na imagem a seguir, o teste feito mostrou que o concreto com fibra possui
uma boa estabilidade, evitando que fragmentos fossem soltos em um momento de colapso
estruturas. Então ficou esclarecido que o concreto adicionado de fibra óptica pode sim, ser
utilizado como elemento estrutural e não somente de vedação.
24

Figura 10: Teste de resistência do bloco convencional.

Fonte: arquiteturarevista (2015)

Figura 11:Teste de resistência do bloco translúcido.

Fonte: arquiteturarevista (2015)


25

6. CONCLUSÃO

Concluímos que o Concreto Translúcido se trata de um material inovador que ainda está
sendo pesquisado e estudado e que não impressiona somente a Sociedade Tecnológica, mas
também engenheiros, empresas, arquitetos e outros.
Este chegou ao mercado com o objetivo de apresentar à capacidade de permitir a
passagem de luz natural, com potencial para redução do consumo de energia, a diminuição de
chance de rachaduras, a maleabilidade e por ser impermeável devido a composição da fibra
óptica com eficiência energética, também resistente ao fogo, enfim. Diante de tantas vantagens
à também desvantagens, e uma delas é o preço elevado por conta das fibras ópticas. E mesmo
assim é preciso mais estudo, pesquisa e investimento nessa nova tecnologia, nesse mais novo
produto.
A partir dos resultados obtidos até o presente momento, foram aplicadas diversas formas
para a montagem do material, com o processo de colocação e distribuição das fibras sobre o
concreto. Os resultados obtidos mostram a aplicabilidade do Concreto Translúcido, tanto na
transmissão da luz, quanto na parte do concreto bem com a possibilidade de melhoria do
processo construtivo.
26

REFERÊNCIAS

 RESTREPO, Laura Margarita Cadavid. Concreto Translúcido: Estudo experimental sobre a


fabricação de Painéis de concreto com fibra óptica e as suas Aplicações na Arquitetura.
Dissertação (Mestrado em Urbanismo e Arquitetura). 178p. Brasília-DF. 2013. Acesso em:
07/11/2019
 TUTIKIAN, Bernardo. MARQUETTO, Leandro. Desenvolvimento de blocos translúcidos
para utilização na construção civil. Arquiteturarevista, vol. 11, núm. 1, enero-junio, 2015,
pp. 46-54. Disponível em <http:www.redalyc.org/articulo.oa?id=193642162006>.
Acesso em: 09/11/2019
 SOUZA, Sayonara Michelle Mesquita Paiva. DINIZ, Marineide Jussara. Concreto translúcido

– luz natural para ambientes fechados. REEC, disponível

hem:<http:www.revistas.ufg.br/reec/index>. Acesso em: 06/11/2019


 Revista n°. 53, “Concreto: Material construtivo mais consumido no mundo”. IBRACON,
2009. Disponível em: <http://ibracon.org.br/publicacoes/revistas_ibracon/rev_construcao
/pdf/revista_concreto_53.pdf> Acesso em 12/11/2019.
 KAEFER, Luiz. A evolução do concreto armado. Concepção, Projeto e Realização das
Estruturas: aspectos históricos. 1998. Disponível em:
<http://wwwp.feb.unesp.br/lutt/Concreto%20Protendido/HistoriadoConcreto.pdf> Acesso
em 12/11/2019
 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). 1992. ABNT NBR 7185.
Blocos vazados de concreto simples para alvenaria – Determinação da resistência à compressão.
Rio de Janeiro, ABNT, p.7.