Você está na página 1de 4

LIÇÃO 3

PASSOS PARA RECEBER A SALVAÇÃO

Para receber esta salvação de Jesus em nossas vidas e nos tornarmos filhos
de Deus, novas criaturas, devemos fazer a nossa parte, assim como Jesus
fez a Dele.

PASSOS QUE PRECISAMOS DAR PARA ISSO:

1 – Precisamos nos arrepender dos nossos pecados


Quando João Batista começou a pregar, ele pregava sobre a importância do
arrependimento: “E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando
no deserto da Judéia, e dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o
reino dos céus.” (Mateus 3.1,2). A primeira pregação de Jesus quando Ele
começou o Seu ministério também foi a respeito do arrependimento:
“Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos,
porque é chegado o reino dos céus.” (Mateus 4.17).
Arrependimento significa mudança de pensamento e não somente uma
mudança de atitudes. Uma mera mudança de atitudes sem a mudança da
mente não é arrependimento. Muitos mudam seu comportamento, mas seu
coração e seus pensamentos continuam os mesmos. Pessoas que vivem
desta forma, logo voltam a prática do pecado. Ao nos arrependermos
sofremos uma “metanóia”, ou seja, nosso pensamento muda, nosso
entendimento passa a ser renovado através da Palavra de Deus e
começamos a experimentar a vontade Dele que é boa, perfeita e agradável
(Romanos 12.2).

O arrependimento envolve vários passos:

Primeiro: Reconhecer o seu pecado


Não somente reconhecer nossos pecados, mas principalmente confessar
esses pecados a Deus, pedindo perdão a Ele pela vida que temos levado até
agora. (1João 1.8,9 – Provérbios 28.13)

Segundo: Sentir tristeza pelo seu pecado, mas uma tristeza segundo
Deus. Produzida pela convicção do Espírito Santo (2 Coríntios 7.9-10).
Arrependimento é diferente de remorso. Lágrimas derramadas em forma de
tristeza e dor, não são sinal de arrependimento. A bíblia nos diz em
Hebreus 12.17: “Como vocês sabem, mais tarde, quando ele quis a
bênção do pai, foi rejeitado. Era tarde para que houvesse
arrependimento, embora ele tivesse implorado com lágrimas.” (NVT)
A tristeza de Esaú não era resultado de um verdadeiro arrependimento.
A tristeza que leva ao arrependimento é segundo Deus e é produzida pelo
Espírito Santo como vemos em 2 Coríntios 7.9-10: “Agora, porém,
alegro-me por tê-la enviado, não pela tristeza que causou, mas porque
a dor os levou ao arrependimento. Foi o tipo de tristeza que Deus
espera de seu povo, portanto não lhes causamos mal algum. Porque a
tristeza que é da vontade de Deus conduz ao arrependimento e resulta
em salvação. Não é uma tristeza que causa remorso. Mas a tristeza do
mundo resulta em morte.”

Terceiro: Virar as costas para o pecado e decidir de todo o coração


abandoná-lo (2 Coríntios 5.17).
O arrependimento envolve estar disposto e decidir mudar. Não é um
sentimento ou emoção, mas uma decisão de morrer para o mundo e viver
para Deus (Efésios 4.17-32).
“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive
em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de
Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2.20

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está


perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus
pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne
para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.” Isaías 55.6-7

Quarto: Fazer restituição quando for necessário (Lucas 19.8).


“E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos
pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado
alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a
salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.”
Lucas 19.8-10
Aqui estamos falando de pecados cometidos por nós que também
prejudicaram outras pessoas com suas consequências. O mais correto neste
caso, é produzir os frutos de arrependimento na prática. No caso de
Zaqueu, ele devolveu quatro vezes mais tudo o que ele havia defraudado de
outras pessoas. Zaqueu reconheceu seu pecado e o seu arrependimento
gerou nele a consciência de que precisava devolver aquilo que não lhe
pertencia.
Precisamos voltar atrás onde caímos, nos arrependermos, para assim então
seguirmos em frente, totalmente livres do pecado.
“Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que
praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu
candelabro do seu lugar.” Apocalipse 2.5

2- Precisamos crer em Jesus para sermos salvos


Não é suficiente somente acreditar que Deus existe; até os demônios crêem
em Deus e tremem (Tiago 2.19). O “crer” bíblico significa uma entrega
completa da sua vida ao Senhor Jesus (João 1.12). Precisamos crer na
morte e ressurreição de Jesus Cristo, recebê-lo em nosso coração, entregar-
lhe nossa vida para que Ele seja o único Senhor, Salvador e dono dela
(Apocalipse 3.20, Atos 2.38, João 5.24, João 8.32, Romanos 10.9,10).

3- Ser batizado nas águas


Ser batizado nas águas, para nascermos para uma nova vida com Cristo,
morrendo para a velha vida de pecados. (Marcos 16.15,16, Mateus 28.18-
20, João 3.3,5)

4- Obedecer a Palavra de Deus


Viver uma vida de obediência a Deus, obedecendo a Bíblia, praticando em
nossa vida s princípios que Jesus nos ensina. (1 João 2.4 – Mateus 7.24,27
– Lucas 6.46).

5- Congregar
Congregar na igreja do Senhor, para receber o ensinamento da Palavra de
Deus, sua proteção, a comunhão dos irmãos, vivendo como membros da
grande família de Deus. (Salmo 68.6 – Hebreus 10.25).

6- Perseverar na fé
Perseverar firmes na fé, em Jesus, até o final de nossas vidas,
testemunhando da nossa salvação, praticando a Palavra de Deus, levando
os outros a salvação através das nossas palavras e exemplo de vida.
(Mateus 10.32 – 24.13 – Marcos 5.19,20 – João 15.5.16).

Deus perdoa completamente os seus pecados (Hebreus 8.12; 10.17, Isaías


43.25, Salmo 103.11-13). Já não há nenhuma condenação para quem está
em Cristo (Romanos 8.1).
Mas o que acontece se pecarmos? Precisamos confessar nossos pecados.
Quando confessamos o nosso pecado, podemos ter a certeza absoluta que
Deus nos perdoou e que estamos em plena comunhão com Ele (1 João 1.9).
Da mesma maneira que recebemos a Cristo Jesus pela fé, devemos também
viver (ou “andar” nELe), crescendo espiritualmente (Colossenses 2.6-7).

“Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor,


continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé,
como foram ensinados, transbordando de gratidão.”
Colossenses 2:6,7

LIÇÃO 4
O BATISMO NAS ÁGUAS: O QUE É?.