Você está na página 1de 12

A Era das Revoluções

AULA 1 Absolutismo: regime em que reis concentram poder absoluto, como as


monarquias absolutistas da França e da Inglaterra, do século 16 ao 18. Em
reação ao absolutismo, emerge um movimento filosófico, político, social,
econômico e cultural: o Iluminismo ou a “Época das Luzes”.

A Revolução Industrial pode ser considerada como divisor de águas

Ferro e Carvão (1860), tela do artista escocês


William Bell Scott (1811 - 1890).

Revolução Industrial foi a transição para novos processos de manufatura no período entre 1760
e 1840. Essa transformação incluiu a transição de métodos de produção artesanais para a produção
por máquinas, a fabricação de novos produtos químicos, novos processos de produção de ferro,
maior eficiência da energia da água, o uso crescente da energia a vapor e o desenvolvimento das
máquinas-ferramentas, além da substituição da madeira e de outros biocombustíveis pelo carvão. A
revolução teve início na Inglaterra e em poucas décadas se espalhou para a Europa Ocidental e os
Estados Unidos.
A Revolução Industrial é um divisor de águas na história e quase todos os aspectos da vida
cotidiana da época foram influenciados de alguma forma por esse processo. Em particular, a renda
média e a população começaram a experimentar um crescimento sem precedentes históricos. Se-
gundo grande pensadores e estudiosos, a Revolução Industrial determina a passagem do capitalis-
mo comercial para o industrial, além de alterar profundamente as condições de vida do trabalhador,
provocando inicialmente um intenso deslocamento da população rural para as cidades, iniciando a
criação de enormes concentrações urbanas.
Wikipédia, a enciclopédia livre. Fragmentos adaptados.

História 2 - Aula 1 5 Instituto Universal Brasileiro


A Era das Revoluções
Evolução histórica e política Revolução Industrial
do século 18
O surgimento das máquinas
Nesta aula, inicia-se a análise da evolu-
ção histórica e política do século 18. A burgue- As grandes transformações socioeconô-
sia europeia começava a tomar consciência e micas ocorridas na Europa, a partir de 1750,
dimensão da sua importância nas transforma- marcaram o início da Revolução Industrial.
ções políticas, socioeconômicas e culturais do A antiga produção artesanal utilizada desde
seu tempo. o feudalismo estava condenada, sendo, gra-
A Filosofia iluminista lançou e germinou dualmente substituída pela produção fabril.
as novas ideias desta sociedade. No entanto,
para que as estruturas do Antigo Regime fos-
sem totalmente derrubadas foi necessário que
houvesse na Europa a Revolução Industrial e
a Revolução Francesa; e na América, a Revo-
lução Americana.

Linha do tempo

1765 James Watt desenvolveu a má-


quina a vapor: marco da Revo-
lução Industrial.
A revolução Industrial influenciou sensi-
velmente à vida de milhões de pessoas, es-
1776 Independência dos Estados pecialmente da classe operária. As extensas
Unidos. jornadas de trabalho, a exploração do traba-
lho feminino e infantil e a ausência de leis tra-
1789 Revolução Francesa. balhistas que amparassem o trabalhador, de-
sencadearam reações da classe trabalhadora
contra as péssimas condições de vida. O mo-
1830 Revoluções liberais: a derruba- vimento operário só ganharia força no início
da da dinastia Bourbon. do século 19 com as ideias socialistas de Karl
Marx e Friedrich Engels.
1848 Revoluções liberais: “Primavera A Revolução a que nos referimos deve
dos Povos”. Karl Marx e Friedri- ser compreendida como o grande desenvol-
ch Engels publicam o “Manifesto vimento que se processou no setor industrial,
Comunista”. nos séculos 18 e 19 e que se prolonga até os
nossos dias.
1861 Guerra Civil Americana ou
Guerra de Secessão.

1871 Comuna de Paris: governo


revolucionário de inspiração Alguns fatores favoreceram a Revolu-
socialista. ção Industrial sendo decisivos para o desen-
volvimento da indústria no mundo:

História 2 - Aula 1 6 Instituto Universal Brasileiro


o setor têxtil foi o mais desenvolvido auxi-
a) Acúmulo de capitais;
b) Mecanização da agricultura e da in-
liado pela utilização do tear mecânico e de
dústria; máquinas a vapor.
c) Desenvolvimento da força motriz;
d) Oferta de mão de obra;
e) Recursos naturais disponíveis (carvão
e ferro);
f ) Expansão dos transportes;
g) Êxodo rural e crescimento das cidades;

A Inglaterra foi o primeiro país a ini-


ciar a Revolução Industrial e a investir na
utilização da máquina. A primeira fábrica
a ser introduzida na indústria inglesa foi a
têxtil que deu origem às primeiras fábri- Segunda Revolução Industrial
cas de fiação e tecelagem. (1860 a 1950)

Nesta etapa a mecanização da indústria


atingiu uma produção em larga escala, e o sis-
tema de produção passou a ser em série. Impor-
tantes inovações se expandiram pela Europa e
vieram acelerar a produção industrial.
Importantes invenções marcaram à
evolução da indústria inglesa: a) O petróleo e a eletricidade substi-
tuíram o vapor;
1735 Produção do ferro com carvão- b) O aço substituiu o ferro;
coque, por Abraham Darby.
c) A indústria siderúrgica superou a
1769 Desenvolvimento da máquina têxtil.
a vapor, por James Watt.

1785 Surgimento do tear mecânico,


por Richard Arkwright.

Etapas de expansão da
Revolução Industrial
A expansão da Revolução Industrial
costuma ser dividida em três etapas: Pri-
meira Revolução Industrial; Segunda Como reflexo da industrialização houve
Revolução Industrial; Terceira Revolução um grande desenvolvimento dos meios de co-
Industrial. municação como o telefone e o telégrafo.

Primeira Revolução Industrial Terceira Revolução Industrial


(1760 a 1860) (1950 à atualidade)

Neste período a industrialização foi Da metade do século 20 aos dias atuais


praticamente uma exclusividade inglesa, e vem sendo considerada a existência desta
História 2 - Aula 1 7 Instituto Universal Brasileiro
nova etapa do desenvolvimento industrial, a empresa para controlar á produção, o preço e
partir do impacto de novas tecnologias como o mercado.
o computador, a robótica, a engenharia gené- Cartéis. Empresas que mantêm a auto-
tica e as telecomunicações, com o fax, o celu- nomia jurídica e se associam para eliminar á
lar, a internet, a televisão etc. concorrência e monopolizar o mercado con-
sumidor.
Holdings. São grandes empresas indus-
triais controladas por uma só companhia que
detém a maior parte das ações.

A prática do financiamento para viabili-


zar o surgimento de mais indústrias fez com
que o capitalismo industrial começasse a ser
substituído pelo capitalismo financeiro, ou
seja, os bancos passaram a se tornar mais
poderosos do que as indústrias.

A sociedade industrial
O grande desenvolvimento industrial
provocou grandes transformações na socie-
dade mundial, dentre elas, promoveu a divi-
Reflexos no campo social
são internacional do trabalho, o sistema fabril
arruinou a pequena oficina artesanal existente
desde o feudalismo. Com a industrialização
crescente houve um acentuado êxodo rural: a
riqueza passou a se concentrar nas cidades.
Os camponeses viram-se obrigados a se des-
locar do campo para os centros urbanos em
busca de trabalho, tornando-se trabalhadores
assalariados.
Com a Revolução Industrial, dois gru-
pos sociais se definiram: a burguesia e o Com a Revolução Industrial surgiram
operariado. grandes problemas no campo social, pois
as fábricas funcionavam em excesso, cerca
de 14 a 16 horas por dia, sem que fossem
As origens do capitalismo financeiro tomadas quaisquer providências no sentido
de serem protegidas mulheres e crianças da
O sistema econômico predominante era sobrecarga do trabalho. A exploração do tra-
o capitalismo caracterizado pela acumula- balho feminino e infantil tornou-se uma fonte
ção de capitais, propriedade privada, lucro e de lucros para os capitalistas. Passados mais
da mão de obra assalariada. A concentração de dois séculos, continua existindo a explora-
de capitais estimulou a livre concorrência das ção do trabalho infantil, que é muito praticada
em diferentes países do mundo, sobretudo
empresas. As mais fortes foram monopolizan-
em países de industrialização mais recente.
do o mercado consumidor.
Também no período da Revolução Industrial,
os operários começaram a se organizar em
Formas de organização das empresas sindicatos e surgiu a primeira Organização In-
ternacional dos Trabalhadores com o objetivo
Trustes. Associação de várias empresas de unificar a luta operária.
do mesmo ramo sob á direção de uma única
História 2 - Aula 1 8 Instituto Universal Brasileiro
lista que intensificou á exploração dos impos-
tos sobre as 13 colônias inglesas. Esse fato
provocou protestos dos colonos na América.
Outra causa que motivou a independência
dos Estados Unidos foi a influência das ideias
Lembranças de Jonathan Downe
iluministas e antimercantilistas.
”Quando eu tinha sete anos fui traba-
lhar na fábrica do Sr. Marshalls. Se uma crian-
ça estava sonolenta, o inspetor tocava no om-
bro da criança e dizia: ‘Venha aqui’. Em um
canto do quarto havia uma cisterna cheia de
água. Ele levantava a criança pelas pernas e O parlamento britânico criou os se-
a imergia na cisterna. Depois do banho, ele guintes impostos: a Lei do Selo determi-
mandava a criança de volta para o trabalho”. nando que todo o documento ou papel uti-
(Depoimento de Jonathan Downe ao Comitê lizado para fins comerciais deveria conter
Parlamentar sobre o trabalho infantil, 6 de ju- o selo britânico. A Lei do Chá decretada,
nho de 1832.) em 1773, pelo rei Jorge III deu à compa-
Disponível em: http://www.mgauemaplicacao.seed. nhia inglesa o monopólio do comércio do
pr.gov.br/redeescola/escolas/19/1530/77/arquivos/File/ chá. Prejudicados, os comerciantes norte-
Trabalho.pdf. Acesso em: 20.09.2013. -americanos destruíram centenas de cai-
xas de chá no porto de Boston. Tal acon-
tecimento ficou conhecido como a “revolta
do chá”.
Independência dos Estados Unidos
Os ideais de liberdade pela primeira vez
foram se manifestando e na prática levando Revolução Americana (1775-1783)
os Estados Unidos a declararem-se indepen- Em represália, o governo inglês decre-
dentes da sua antiga metrópole, a Inglaterra. tou, ainda mais uma série de medidas opres-
sivas aos colonos conhecidas como leis into-
leráveis. As principais leis intoleráveis foram
a interdição do porto de Boston, o julgamento
dos responsáveis na Inglaterra e a indeniza-
ção à companhia inglesa.
Para tomar uma posição frente a leis in-
toleráveis, os colonos reuniram-se no Primei-
ro Congresso de Filadélfia que decidiu não
aceitar as leis e, ainda, boicotar as mercado-
rias inglesas. As 13 colônias redigiram a De-
claração de Direitos que exigia a igualdade
de direitos com os ingleses
Em 1775, reuniu-se o Segundo Con-
gresso de Filadélfia com o objetivo de exi-
Origens do conflito gir à separação. Thomas Jefferson, seguidor
A independência dos Estados Unidos está das ideias iluministas, redigiu a Declaração
ligada às medidas tomadas pela Inglaterra, em de Independência que foi publicada em 4 de
relação às suas colônias na América, logo após julho de 1776. George Washington liderava o
a Guerra dos Sete Anos (1756-1763). comando das tropas americanas nas sucessi-
Embora saísse vencedora da guerra, a vas batalhas da guerra contra a Inglaterra e,
Inglaterra passava por uma grande crise eco- após a luta pela independência, se tornou o
nômica, decidiu adotar uma política mercanti- primeiro presidente americano.
História 2 - Aula 1 9 Instituto Universal Brasileiro
Essa revolução se manifestou pela toma-
Tratado de Versalhes. O tratado de da de poder pela burguesia que, aliada às mani-
paz com a Inglaterra, bem como o reco- festações populares, romperam definitivamente
nhecimento da independência americana com os últimos obstáculos existentes desde o
foi assinado através do Tratado de Versa- feudalismo, marcando o fim do absolutismo mo-
lhes (1783). Estava assim concretizada nárquico e do mercantilismo na Europa.
a emancipação norte-americana: os Es- A Revolução Francesa marcou a historio-
tados Unidos constituíam o primeiro país grafia mundial dando início à Idade Contempo-
independente da América. rânea, moldando as bases políticas, sociais e
econômicas do mundo em que vivemos.

A Constituição Americana
Em 1787 foi promulgada a primeira Cons-
tituição americana adotando a forma de Repú-
blica Federativa e Representativa que estabe-
lecia a separação dos três poderes: executivo,
legislativo e judiciário, o regime presidencialista
e o voto censitário.

Bill of Rights. A Constituição ameri-


cana sofreu algumas alterações posterio-
res. Merece destaque a instituição do “Bill
of Rights”, lei dos direitos, em 1791,con-
firmando seu espírito democrático. Mais
Luta diante da Câmara municipal (1830).
tarde, seria imitado pelas colônias da Jean-Victor Schnetz, Petit Palais, Paris.
América Latina, em suas aspirações à in-
dependência.
Diálogo entre Luís XVI e o duque de
Liancourt, depois da Tomada da Bastilha
Revolução Francesa em 14 de julho de 1789:
- É uma revolta?
- Não, majestade, é uma revolução!

Revolução ou revolta:
Lema da Revolução Francesa qual é a diferença?

A Revolução é a tentativa, acompa-


O levante revolucionário francês (1789) nhada de violência, de derrubar as autorida-
A Revolução Francesa foi um movimen- des políticas existentes e de substituí-las, a
to revolucionário do século 18, que lançou e fim de efetuar profundas mudanças nas re-
germinou as novas ideias de liberdade e de lações políticas, no ordenamento jurídico e
democracia, tão bem defendidas pelos ilumi- constitucional e na esfera socioeconômica.
nistas e que, particularmente, teve um senti- A revolta ou rebelião se limita geralmente
do próprio na França.
História 2 - Aula 1 10 Instituto Universal Brasileiro
a uma área geográfica circunscrita e, na canção revolucionária que inspirou a re-
maioria das vezes, é isenta de motivações volução e, que mais tarde, viria a se tornar
ideológicas, pois não propõe a subversão o Hino Nacional da França.
total da ordem constituída. A revolta pode “Avante, Filhos da Pátria,
ser acalmada tanto com a substituição de
O Dia da Glória chegou.
algumas personalidades políticas, como por
meio de concessões econômicas. O Estandarte ensanguentado da tirania
Contra nós se levanta.
Bobbio, Norbeto & outros. Dicionário de Política.
Ouvís nos campos rugirem.
Brasília, 12ª edição: UnB,1999.
Esses ferozes soldados?
Vêm eles até os vossos braços
Bastilha: símbolo da opressão Degolar vossos filhos, vossas mulheres.
Às armas cidadãos!
Formai vossos batalhões
Marchemos, Marchemos! Nossa terra
Que um sangue impuro
Banhe nosso solo.”

A França e o ideal de cidadania


A Assembleia Nacional Francesa de
1791 elaborou uma carta semelhante a do 'Bill
of Rights' dos ingleses, seguindo as teorias li-
La-prise de la Bastille (1789). Jean Pierre Houël.
berais dos filósofos iluministas do século 18
A tomada da Bastilha em 14 de julho de que defendiam os princípios da igualdade, da
1789 pelo povo parisiense representou a to- liberdade e da tolerância.
mada da fortaleza e prisão real. Bastilha era
considerada o símbolo da opressão do abso- Artigos da Declaração dos Direitos do
lutismo da dinastia Bourbons. O rei Luís XVI e Homem e do Cidadão (1789)
a rainha Maria Antonieta foram aprisionados e Artigo 1º
executados na guilhotina. 'Os homens nascem e permanecem
livres e iguais nos direitos. As distinções
sociais só podem ser baseadas sobre a utili-
dade comum'.
Artigo 9º
'Presumindo-se inocente todo homem,
Dia 14 de julho é data nacional na Fran- até que tenha sido declarado culpado'.
ça, mas para comemorar a Festa da Fede- Artigo 17º
ração, realizada desde 1790. A Tomada de 'Sendo a propriedade um direito invio-
Bastilha foi um evento considerado violento lável e sagrado, ninguém poderá ser dela pri-
demais para se tornar data nacional. vado, salvo quando a necessidade pública o
exigir, de forma evidente, e sempre através de
justa indenização'.
Canção revolucionária torna-se
Hino da França:
Veja outros princípios defendidos pela
A seguir, trecho de “A Marselhesa”, Declaração:

História 2 - Aula 1 11 Instituto Universal Brasileiro


O Consulado
• O respeito pela dignidade das pessoas;
• Liberdade e igualdade dos cida- No ano de 1799 foi promulgada uma nova
dãos perante a lei; Constituição que implantou o consulado na
• Direito à propriedade individual; França. O país seria governado por três cônsu-
• Direito de resistência à opressão les dentre eles, o primeiro cônsul era Napoleão
política; Bonaparte que detinha o poder de fato. Veja as
• Liberdade de pensamento e opinião. atribuições do governo napoleônico:

a) Centralizar a política, criar e exe-


cutar leis.
b) Controlar o exército e conduzir as
e relações exteriores.
O que é Constituição ou Magna Carta? c) Elaborar o Código Civil Napoleônico.
d) Dinamizar o comércio e a indús-
Constituição é o conjunto de leis tria francesa.
que regem um país que contém normas e) Implantar o regime republicano.
sobre a formação dos poderes públicos,
direitos e deveres dos cidadãos.
O imperialismo napoleônico
(Dicionário Houssais da Língua
Portuguesa, 2009)
A política externa de Napoleão foi con-
Na França, a Constituição de 1791
duzida contra os países absolutistas que de-
implantou uma monarquia constitucional fendiam a retomada da dinastia dos Bourbons
e transformou a estrutura do governo, esta- na França. Em 1808 através de um plebiscito
belecendo a separação dos poderes: exe- tornou-se imperador da França sendo acla-
cutivo, legislativo e judiciário. Outras con- mado Napoleão I.
sequências importantes que o movimento A França via-se em posição de inferio-
revolucionário francês realizou foram: a ridade frente à esquadra naval inglesa. Com
implantação da propriedade privada capi- o objetivo de enfraquecer e derrotar economi-
talista, o trabalho livre, a separação entre camente a Inglaterra, Napoleão decretou em
o Estado e a Igreja, o casamento civil, a 1806, o Bloqueio Continental, que proibia os
educação pública e gratuita.
demais países europeus de comercializarem
com a Inglaterra.
Napoleão I deu seguimento à sua cor-
A era napoleônica
rida imperialista com a finalidade de dominar
O imperador Napoleão a Europa, política que se estendeu até 1815
Bonaparte (1769-1821) foi quando, após inúmeras conquistas territoriais.
uma figura política que me- Veja no mapa o expansionismo napoleô-
rece destaque. A burguesia nico (territórios conquistados).
francesa ávida de consoli-
Confederação
dar os ideais da Revolução do reino
Francesa necessitava de um Inglaterra

grande líder.
Império
Por outro lado, as de- França Austríaco
mais monarquias europeias
temiam os avanços dos ideais
França (1792)
revolucionários em seus países. Áustria, Rússia, Espanha
Reino
de Itália Territórios
Prússia e a Inglaterra foram nações que coloca- conquistados

ram em xeque o imperialismo napoleônico.


História 2 - Aula 1 12 Instituto Universal Brasileiro
Napoleão foi derrotado na Batalha de dos de utópicos porque acreditavam na possibi-
Waterloo, na Bélgica, pela coligação de ingle- lidade de haver acordos entre capitalistas e tra-
ses, holandeses e alemães. Após a derrota, o balhadores. Entre os pensadores utópicos estão
imperador Napoleão I foi destituído do cargo o escocês Robert Owen (1771-1858) e os fran-
e exilado na ilha de Santa Helena, falecendo ceses Saint-Simon (1760-1825), Charles Fourier
em 1821. (1772-1837), Louis Blanc (1811-1882).

O Congresso de Viena Socialismo científico


Após a derrota de Napoleão I, os países Os alemães Karl Marx (1818-1883) e
vencedores reuniram-se no Congresso de Friedrich Engels (1820-1895) criaram o socia-
Viena (1814-1815), com a finalidade de ela- lismo científico em que defendiam a luta dos
borar um tratado de paz e reorganizar o mapa operários contra a exploração capitalista. Acre-
político da Europa. ditavam que uma sociedade mais justa só se-
Os monarcas da Áustria, Prússia e Rús- ria possível por meio da luta dos trabalhadores
sia definiram os princípios básicos do Con- contra o poder político da burguesia.
gresso de Viena, os princípios de legitimida-
de e da restauração. Em 1815 foi formada a O Capital (1867) foi a principal obra
Santa Aliança que tinha o objetivo de impedir escrita por Marx. Nesta obra, Marx afirma
a difusão das ideias liberais e a propagação que a maior preocupação do homem é a
de revoluções na Europa, visando à manuten- sobrevivência e, portanto, segundo o pen-
ção do regime absolutista. A Santa Aliança uti- sador, todos os acontecimentos históri-
lizaria o direito à intervenção caso houvesse cos, sem exceção, estão ligados a fatores
necessidade. econômicos.

Legitimidade Restauração Socialismo cristão


Princípio que Princípio que A Igreja Católica não poupou críticas
garantia o legítimo garantia o direito à exploração capitalista dos trabalhadores.
direito dos países de restaurar O pensamento socialista cristão lançou as
de reaverem os na França o bases da sua doutrina na encíclica 'Rerum
seus territórios Absolutismo e Novarum', em 1891 com o papa Leão XIII.
perdidos durante nos demais
Através da encíclica, a Igreja propunha a
a guerra. países europeus.
aproximação entre patrões e operários, o
salário mínimo digno e a formação dos sin-
dicatos de trabalhadores. Os principais so-
cialistas cristãos foram os franceses Robert
As grandes teorias sociais de Lamennais (1782-1854), Saint-Simon e o
Os conflitos sociais e econômicos gerados inglês Charles Kingsley (1819-1875).
pela exploração dos operários e pelo aumento
da desigualdade social levaram muitos pensa-
dores a questionar as consequências da indus- Anarquismo
trialização e do sistema capitalista. As teorias A ideologia anarquista era extremamente
socialistas surgiram ainda no século 18. radical. Os anarquistas defendiam a revolução ar-
mada, o fim do Estado. Em seu lugar, propunham
uma cooperação entre todos os indivíduos, onde
Socialismo utópico todos poderiam agir com autonomia. Os princi-
O socialismo utópico foi uma doutrina que pais líderes anarquistas foram o francês Pierre
defendia uma sociedade mais justa onde não Joseph Proudhon (1809-1865), os russos Mikhail
existisse á exploração capitalista. Foram chama- Bakunin (1814-1876) e Leon Tolstoi (1828-1910).
História 2 - Aula 1 13 Instituto Universal Brasileiro
• Revolução Americana (1775-1783).
Leis intoleráveis por parte do governo inglês
provocaram reação como a declaração de di-
reitos e mais tarde a declaração de indepen-
dência (4 de julho de 1776).
A Era das Revoluções
• A Constituição americana. promul-
gada em 1787, com a separação dos três
Evolução histórica e política do século 18
poderes (executivo, legislativo e judiciário),
1765 James Watt desenvolveu a o regime presidencialista e o voto censitário.
máquina a vapor: marco da Destaque para a instituição de Bill of Rights,
Revolução Industrial. lei dos direitos em 1791.
1776 Independência dos Estados
Unidos.
Revolução Francesa
1789 Revolução Francesa.
1830 Revoluções liberais: a derruba- ► Fatos relevantes
da da dinastia Bourbon. • Revolução Francesa. Movimento re-
1848 Revoluções liberais: “Primavera volucionário que germinou as ideias liberais e
dos Povos”. Karl Marx e Friedrich de democracia defendidas pelos iluministas.
Engels publicam o “Manifesto • Bastilha. Símbolo da opressão (1789).
Comunista”. • Ideal de cidadania. Declaração dos
1861 Guerra Civil Americana ou Direitos do Homem e do Cidadão e da Cons-
Guerra de Secessão. tituição ou Carta Magna de 1791.
1871 Comuna de Paris: governo • Conquistas. Monarquia constitucional
revolucionário de inspiração na França, propriedade privada, trabalho livre,
socialista. separação entre o Estado e a Igreja, casamento
civil, e educação pública e gratuita.
Revolução Industrial
► A era napoleônica
► Origens. Século 18, na Inglaterra. • Imperador Napoleão Bonaparte (1769-
► Fatores. Acúmulo de capitais, meca- 1821) governou o país após a revolução.
nização da agricultura e da indústria, êxodo • A Constituição de 1799 implantou o
rural e crescimento urbano. consulado na França.
► Etapas. 1ª Revolução Industrial • Política expansionista cuja finalidade
(1760 a 1860): domínio inglês, indústria têxtil, era a de dominar toda a Europa. Rússia, Áus-
tear mecânico e máquina a vapor; 2ª revolu- tria, Prússia e Inglaterra formaram uma coli-
ção industrial (1860 a 1950): petróleo, aço gação contra o expansionismo napoleônico.
e indústria siderúrgica; 3ª Revolução Indus- • Bloqueio Continental (1806) que proi-
trial (1950 à atualidade): novas tecnologias bia os demais países de comercializarem com
como, o celular, a internet, o fax etc. a Inglaterra.
Sociedade industrial. Burguesia e ope- • Exército napoleônico derrotado em
rariado, sistema econômico capitalista, proprie- 1815 na Batalha de Waterloo.
dade privada, lucro, mão de obra assalariada e
crescente mercado consumidor. O capitalismo O Congresso de Viena
financeiro estimulou a concorrência formando
trustes, cartéis e holdings. Congresso de Viena (1815). Objetivos:
reorganizar o mapa europeu e restaurar o abso-
Independência dos Estados Unidos lutismo. Decisões políticas: princípio da legitimi-
dade, Santa Aliança e direito de Intervenção.
► Fatos relevantes
• Origens do conflito. Guerra dos ► Teorias sociais
Sete Anos (1756-1763), a política mercantilis- Socialismo utópico, socialismo científi-
ta inglesa e as ideias iluministas. co, socialismo cristão, anarquistas.

História 2 - Aula 1 14 Instituto Universal Brasileiro


4. (PUC/RJ. Adaptada) Identifique as
afirmativas que caracterizam a Inglaterra na
virada do século 19.
I - A Inglaterra foi considerada a “oficina” do mun-
do, pois expressava seu poder naval, comercial e fabril.
1. (Exames Supletivo SEEDSP. Adap- II - A máquina a vapor era uma das inova-
tada) Leia os artigos abaixo que se referem à ções técnicas que contribuía para uma produção
liberdade, propriedade, segurança e resistên- industrial em larga escala e em série.
cia à opressão. III - Homens, mulheres e crianças estavam sub-
metidos a longas jornadas de trabalho nas fábricas.
Art.1º Os homens nascem e são livres e IV - Os trabalhadores das fábricas inglesas
iguais em direitos. As destinações sociais só po- mesmo com longas jornadas eram valorizados
dem fundamentar-se na utilidade comum. com bons salários.

Art. 2º A finalidade de toda associação po-


a) ( ) I, II e III estão corretas.
lítica é a conservação dos direitos naturais e im-
prescritíveis do homem. b) ( ) III e IV estão corretas.
c) ( ) I, III e IV estão corretas.
Os artigos apresentados fazem parte: d) ( ) I, II, III e IV estão incorretas.

a) ( ) do Manifesto Comunista (1848), redi- 5. (Enem. Adaptada)


gido e publicado pelo filósofo alemão Karl Marx.
b) ( ) do Manifesto das Diretas (1983), que Em 4 de julho de 1776, as treze colônias que
vieram inicialmente a constituir os Estados Unidos
representou o fim da ditadura militar no Brasil.
da América declaravam sua independência e justi-
c) ( ) da Declaração dos Direitos do Ho- ficavam o rompimento com a Inglaterra. Afirmavam
mem e do Cidadão (1789), elaborada a partir que o poder dos governantes, aos quais cabia a de-
da Revolução Francesa. fesa daqueles direitos, deriva dos governados. Es-
d) ( ) da obra Minha Luta (1925), redigi- ses conceitos revolucionários que ecoavam o Ilumi-
nismo foram retomados com mais vigor e amplitude
da por Adolf Hitler, e expressam a ideologia do
treze anos mais tarde, em 1789, na França.
regime nazista.
(COSTA, Emília Viotti da. In:POMAR, Wlademir.
Revolução Chinesa. São Paulo: Unesp, 2003).
2. (Mackenzie/SP) A proposta da cria-
ção da Santa Aliança, no contexto do Con- Considerando o texto acima, acerca da
gresso de Viena, visava: Independência dos Estados Unidos e da Re-
volução Francesa, é correto afirmar:
a) ( ) à manutenção do regime absolutista.
b) ( ) à implantação da ideias liberais em a) ( ) A Independência dos Estados Uni-
todo o mundo. dos e a Revolução Francesa integravam o mes-
c) ( ) garantir as revoluções burguesas mo contexto histórico, mas não defendiam os
apenas no continente europeu. princípios e ideais do Iluminismo.
d) ( ) apoiar a libertação das antigas co- b) ( ) O processo revolucionário francês
lônias europeias. identificou-se com o movimento de indepen-
dência americana no apoio ao absolutismo
3. O modo de vida urbano industrial vem monárquico.
se espalhando por todo o mundo desde o sécu- c) ( ) Tanto nos Estados Unidos quanto
lo 18. Assinale a alternativa que identifique cor- na França, as ideias iluministas sustentavam
retamente o início deste processo histórico. a luta pelo reconhecimento dos direitos consi-
derados essenciais à dignidade humana.
a) ( ) Absolutismo. d) ( ) Os revolucionários franceses rejei-
b) ( ) Reforma Protestante. taram a proposta de independência dos Es-
c) ( ) Renascimento Cultural. tados Unidos, devido ao rompimento com a
d) ( ) Revolução Industrial. Inglaterra, sua principal aliada comercial.
História 2 - Aula 1 15 Instituto Universal Brasileiro
2. a) ( x ) à manutenção do regime
absolutista.

Comentário. A Santa Aliança em 1815


tinha o objetivo de impedir a difusão da ideias li-
1. c) ( x ) da Declaração dos Direi- berais e a propagação de revoluções na Europa,
tos do Homem e do Cidadão(1789), elabo- visando à manutenção do regime absolutista. In-
rada a partir da Revolução Francesa. troduziu ainda o princípio de intervenção, segun-
do o qual, a Santa Aliança teria o direito de intervir
Comentário. A Declaração dos Direitos nos países onde houvesse revoluções liberais e
do Homem e do Cidadão criada em 1789, foi tentativas de emancipação política.
aprovada pela Assembleia Constituinte. Esse
documento de inspiração iluminista garantia 3. d) ( x ) Revolução Industrial.
ao cidadão francês direitos inalienáveis como
a liberdade e igualdade (artigos 1º e 2º), e o Comentário. A Revolução Industrial teve
direito à propriedade privada (artigo 17º). início no século 18 na Inglaterra. Depois da Ex-
pansão Marítima ela é considerada a grande re-
"Sendo a propriedade um direito invio- volução que mudou o modo de vida em geral da
lável e sagrado, ninguém poderá ser dela pri- Europa Ocidental. Importantes transformações
vado, salvo quando a necessidade pública o
estão associadas ao início da industrialização
exigir, de forma evidente, e sempre através de
justa indenização'.
no mundo: a substituição do trabalho artesanal
pelo fabril, á utilização de máquinas na produ-
Além disso, a Declaração destacou os ção, á produção em série, á formação da clas-
princípios da tolerância e de questões relativas se operária e consequentemente o emprego da
à moral e à justiça. Historicamente, pode-se mão de obra assalariada.
afirmar que os Direitos Humanos são resulta-
dos de processos sociais que envolvem aspec- 4. a) ( x ) I, II e III estão corretas.
tos éticos, políticos e jurídicos. Na linha do tem-
po é possível identificar momentos pontuais. Comentário. As afirmativas I, II e III
Direitos Humanos na linha do tempo: estão corretas e caracterizam o período de in-
dustrialização na Inglaterra na virada do século
1215 Carta Magna (Inglaterra)
19. A afirmativa IV está incorreta, porque, ape-
1689 'Bill of Rights' (Inglaterra) sar de haver extensas jornadas de trabalho,
1776 Declaração de Virgínia e 1787 - os operários não tinham salários dignos. Pelo
Conferência de Filadélfia (EUA) contrário, eram submetidos á baixos salários.
1789 Declaração Universal dos Direitos
do Homem e do Cidadão (França) 5. c) ( x ) Tanto nos Estados Unidos
quanto na França, as ideias iluministas sus-
1917 Constituíção do México (México,
Revolução Zapatista) tentavam a luta pelo reconhecimento dos
direitos considerados essenciais à dignida-
1918 Declaração dos direitos do de humana.
povo, dos trabalhadores e dos
exploradores (Rússia)
Comentário. Os movimentos revolu-
1919 Constituíção de Weimar cionários ocorridos na França e nos Estados
(Alemanha)
Unidos ocorreram no mesmo período ou con-
1948 Declaração Universal dos Direitos texto histórico do século 18. Defendiam os di-
do Homem (ONU) reitos inalienáveis, aqueles que nascem com
Depois
todos nós: o direito à vida, à liberdade e à bus-
de Direitos Humanos: uma constru-
1948 ção permanente e inacabada ca da felicidade. Esses direitos são essenciais
à vida e à dignidade humana.
História 2 - Aula 1 16 Instituto Universal Brasileiro