Você está na página 1de 27

CENTRO ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO EM TEMPO INTEGRAL ANCHIETA

DESENHO DA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

SUGESTÕES

Prof. Dorival Rosa Brito:. Prof. Mateus Felipe Barreto


Coordenador Eletrotécnica Coordenador Eletrotécnica

Desenho da Or-
novembro 14
ganização Curri-
cular
2017
Os serviços de eletricidade já é, em si, um segmento de maior importância na
organização social do trabalho, pois demanda quantidades significativa de traba- Curso Técnico em ELE-
lhadores que crescem numa proporção exponencial para atender as demandas TROTÉCNICA
do mercado de trabalho.

1
DA PROPOSTA DA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

Na Proposta Pedagógica sugerimos que tenha foco a uma educação voltada para o desenvol-
vimento de competências e habilidades capazes de formar o cidadão integral, crítico e agen-
te de mudança social.

Nesse contexto, o técnico que sugerimos formar não se constitui apenas de um trabalhador
capaz de executar com eficiência e eficácia as atividades que exigem os conhecimentos técni-
cos de sua formação, mas que seja capaz de propor alternativas criativas, com iniciativa e criti-
cidade, compreendendo o seu papel de cidadão, com direitos e deveres, numa sociedade em
constante transformação que carece de valores como justiça e solidariedade.

Da ORGANIZAÇÃO CURRICULAR- Sugerimos favorecer a aprendizagem considerando o


aluno como construtor do próprio conhecimento, criando situações simuladoras do mundo do
trabalho, através de práticas pedagógicas integradoras e permitindo ao aluno optar pelo itinerá-
rio que melhor atenda às suas necessidades, recebendo o certificado de qualificação corres-
pondente, ajustando-se, assim, aos ritmos diferenciados de aprendizagem e às condições so-
cioeconômicas e culturais.

O CURRÍCULO EM SÉRIE – Que o currículo em série que sugerimos crie condições e flexibili-
ze a formação do aluno a cada série cursada, mantendo a sequência lógica, a unidade do cur-
so e a coerência de todo o processo formativo. Cada série está organizada de forma a constru-
ir as principais competências específicas necessárias ao perfil do profissional da Eletrotécnica.

EMPREGABILIDADE - Trabalhar a questão da empregabilidade com afinamento na formação


do Técnico em Eletrotécnica de acordo com as demandas do setor produtivo requer uma orga-
nização curricular que desenvolva competências gerais e específicas bem como um aprimora-
mento contínuo, facultando a inserção e a reinserção do profissional no mercado de trabalho
em constante mutação.

CURRÍCULO POR COMPETÊNCIA - O Currículo organizado por competência procura traduzir


a transversalidade que permeia o conhecimento, com enfoques interdisciplinares e multidisci-
plinares presentes no saber, saber fazer e saber ser e conviver concreto das atividades profis-
sionais. As séries foram organizadas considerando as competências afins capazes de formar o
técnico na área circunscrita de eletricidade. Os Componentes Curriculares de cada série obe-
decem a esse critério.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES - As competências e habilidades, na organização do currí-


culo do Curso Técnico em Eletrotécnica, serão trabalhadas dentro da nova legislação da Edu-

2
cação Profissional, onde o conjunto de conhecimentos cognitivos, estão à serviço do desenvol-
vimento de habilidades e competências que compõem a série. Os conteúdos programáticos
das séries enfatizam conhecimentos, informações, hábitos, compreensão, capacidade de aná-
lise, síntese e avaliação em situações reais, individualmente ou de forma coletiva, que traba-
lhados de forma contextualizada com as realidades do mundo trabalho, desenvolverão o perfil
desejado.

DESENVOLVIMENTO DO CURSO

• Ao final da 1ªSÉRIE, que tem carga horária de 400h (disciplinas profissionais + Projeto
Integrador1), o aluno aprovado na série receberá certificação de ELETRICISTA DE
INSTALAÇÕES (EDIFÍCIOS) CBO 7156-10.
• Ao final da 2ªSÉRIE que tem carga horária 700h (disciplinas profissionais + Projeto In-
tegrador2) acrescida de 400h da 1ª série, totalizando em 1100h, o aluno aprovado re-
ceberá a certificação de ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO ELETROELETRÔNICA
CBO 9511-5.
• Ao final da 3ªSÉRIE que tem carga horária de 700h (disciplinas profissionais + Projeto
Integrador3), acrescida de 1100h da 1ª e 2ª séries, totalizando 1800h o aluno aprovado
receberá a diplomação de TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA CBO 3131-5.

SÉRIE CURSO PRÉ-REQUISITO


ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES (EDI-
1ª ENSINO FUNDAMENTAL
FÍCIOS) CBO 7156-10. (400h)
ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO ELE- ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES (EDI-

TROELETRÔNICA CBO 9511-5.(1100h) FÍCIOS) CBO 7156-10.
ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO ELE-
3ª TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA -1800h
TROELETRÔNICA CBO 9511-5.(1100h)

1ª 2ª 3ª PI PI PI
Qualificação Profissi- TCC Total.
Série Série Série 1 2 3
onal
367 h 667 h 667 h 33 h 33h 33h PI1+PI2+PI3 1800 h
ELETRICISTA DE -
INSTALAÇÕES (EDI- X - - X - - 400
FÍCIOS) CBO 7156-10.
Eletricista de instala- -
ções comerciais e resi-
denciais CBO 7156-10
X X - X X - 1100
700h -1100h
Técnico em Eletrotéc- Apresentação
X X X X X X 1800
nica -700h -1800h do TCC

Obs. CBO-CÓDIGO BRASILEIRO DE OCUPAÇÃO

3
ORGANOGRAMA
CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA
1ªSÉRIE 2ªSÉRIE 3ªSÉRIE TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO


ELETROELETRÔNICA TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA
(Edifícios) CBO 3131-05
CH CBO 9511-05 CH
(1800h) CH FLUXOGRAMA
CBO 7156-10
(400h) (1100h)

1ELE-01Desenho Técnico-CAD Eletrotécnica 67 2ELE-01 Eletricidade Básica – Regime CA 100 3ELE-01 Eletrônica Digital 100

1ELE-02 Instalações Elétricas Prediais 100 2ELE-02 Projetos Elétricos Prediais 100 3ELE-02 Eletrônica de Potência 100

1ELE-03 Eletricidade Básica Regime CC 100 2ELE-03 Projetos Elétricos Industriais 100 3ELE-03 Automação Elétrica 100

1ELE-04 Iniciação a Prática Profissional 100 2ELE-04 Máquinas Elétricas 100 3ELE-04 Planejamento e Controle da Manutenção 100

1ELE-05 Visita Técnica (Empresas parceiras)* - 2ELE-05 Eletrônica Analógica 100 3ELE-05-Transformadores 100

1ELE-06- Trabalho de campo * 2ELE-06 Comandos Elétricos 100 3ELE-06- Projeto “Arduino”/PLC 100

2ELE-07 Planejamento, Orçamento e Análise de


1ELE-07- Seminários, palestras* 67 3ELE-07-Circuitos eletroeletrônicos (projetos desafios) 67
Custo
+ 367 + 667 + 667
1ELE-08-Projeto Integrador 33 2ELE-08-Projeto Integrador 33 3ELE-08-Projeto Integrador 33 Total de horas: 1800h

400 700 + 700 1680 h

TOTAL 1ªSÉRIE 400 TOTAL 2ªSÉRIE 700 TOTAL 3ªSÉRIE 700

Obs. as atividades: visita técnica; trabalho de campo; seminários; palestras serão agendados junto com os alunos e professores.

4
QUADRO CURRICULAR-(Ano letivo de 40 semanas. Aula de 50minutos= 5/6 da hora)
1ª Série: ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES (EDIFÍCIOS) CBO 7156-10 (400h)
Descrição Sumária -Planejam serviços elétricos, realizam instalação de distribuição de alta e baixa tensão. montam e reparam
instalações elétricas e equipamentos auxiliares em residências, estabelecimentos industriais, comerciais e de serviços. instalam
e reparam equipamentos de iluminação de cenários ou palcos.
Carga Nº DE Teoria Prática
Componente Curricular
horária AULAS h h
1ELE-01 Desenho Técnico-CAD Eletrotécnica 67 80
1ELE-02 Instalações Elétricas Prediais 100 120
1ELE-03 Eletricidade Básica Regime CC 100 120
1ELE-04 Iniciação a Prática Profissional 100 120
1ELE-05-Projeto Integrador 33 40
400h 480 aulas

2ªSérie: ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO ELETROELETRÔNICA CBO 9511-05 (1100h)


Descrição Sumária - Planejam serviços de manutenção e instalação eletroeletrônica e realizam manutenções
preventiva, preditiva e corretiva. instalam sistemas e componentes eletroeletrônicos e realizam medições e tes-
tes. elaboram documentação técnica e trabalham em conformidade com normas e procedimentos técnicos e de
qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.
Carga Nº DE Teoria Prática
Componente Curricular
horária AULAS h h
2ELE-01 Eletricidade Básica – Regime CA 100 120
2ELE-02 Projetos Elétricos Prediais 100 120
2ELE-03 Projetos Elétricos Industriais 100 120
2ELE-04 Máquinas Elétricas 100 120
2ELE-05 Eletrônica Analógica 100 120
2ELE-06 Comandos Elétricos 100 120
2ELE-07 Planejamento, Orçamento e Análise de Custo 67 80
2ELE-08 Projeto Integrador 2 33 40
Carga horária 700h 820aulas
0
3ª Série: TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA – CBO 3131-05 (1800h)
Descrição Sumária - Planejar atividades do trabalho. Elaborar estudos e projetos. Participar no desenvolvimento
de processos. Realizar projetos. Operar sistemas elétricos e executar manutenção. Aplicar normas e procedimen-
tos de segurança no trabalho. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.
Carga Nº DE Teoria Prática
Componente Curricular
horária AULAS h h
3ELE-01 Eletrônica Digital 100 120
3ELE-02 Eletrônica de Potência 100 120
3ELE-03 Automação Elétrica 100 120
3ELE-04 Planejamento e Controle da Manutenção 100 120
3ELE-05 Transformadores 100 120
3ELE-06 Projeto “Arduino”/ PLC 100 120
3ELE-07 Circuitos eletroeletrônicos (projetos desafios) 67 80
3ELE-08 Projeto Integrador 33 40
Carga horária 700h 820aulas
Carga horária das Séries- TOTAL 1800h Curso Técnico em Ele-
trotécnica = 1800 h

5
FLUXOGRAMA DO CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

O curso possui uma carga horária total de 1800 horas, sendo distribuídas em 3 (três) séries.
Ao final do módulo I, o aluno poderá seguir o itinerário formativos propostos na Figura 1, a se-
guir:

Figura 01-Fluxograma do Curso Técnico em Eletrotécnica

6
CONSIDERAÇÕES:

a) COMPONENTES CURRICULARES - O curso será organizado sob a forma de seriado,


atendendo competências requeridas pela área da eletrotécnica. Apresenta uma orga-
nização curricular flexível, possibilitando a educação continuada e permitindo ao aluno
acompanhar as mudanças de forma autônoma e crítica.
A combinação entre teoria e prática é considerada como estratégia para o desenvolvi-
mento das competências necessárias à formação técnica. O enriquecimento de co-
nhecimentos se dá, também, através de visitas técnicas, sendo escolhidas empresas,
feiras, congressos e outros eventos relacionados à área, bem como palestras, monito-
rias dentro e fora da instituição, projeto integrador e trabalho de conclusão de curso.
A forma de organização do currículo do Curso de Técnico em Eletrotécnica considera
as necessidades apresentadas pelo mercado de trabalho tendo em vista a emprega-
bilidade dos alunos e a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos no setor da
eletricidade a nível local e regional.
b) PROJETO INTEGRADOR - O Projeto Integrador visa orientar o educando quanto às
etapas de um serviço de eletricidade. Assim, onde o aluno deverá utilizar as ferramen-
tas adquiridas nas componentes curriculares da série que está estudando, exercitando
a interdisciplinaridade, e, procurando sempre o apoio técnico dos professores, técnicos
de comprovada competência e colegas objetivando a busca da excelência.

Conforme a regulamentação operacional do Curso Técnico em Eletrotécnica estão


previsto para as séries 1ª, 2ª e 3ª do curso, a implementação de Projetos Integradores
que venha a unificar e testar os conhecimentos do aluno, nas bases tecnológicas e ha-
bilidades, comprovando suas competências a partir do aprendizado em todas as com-
ponentes curriculares das referidas séries, visando identificar a evolução do aluno com
relação a sua futura certificação e profissionalização. Desta forma, a proposta para os
Projetos Integradores será voltada principalmente para reconhecer a habilidade e
competência do aluno no desenvolvimento dos componentes curriculares estudados.

Os Projetos Integradores são a consolidação do processo de formação do conheci-


mento e competência profissional, pois possibilita a inserção do aluno no ambiente
empresarial e/ou outras instituições de vários tipos, podendo possibilitar o contato com
profissionais qualificados e situações de aplicação prática dos conceitos desenvolvidos
durante o curso. Supõe o exercício das atividades pertinentes à ocupação, em ambien-
te real de trabalho, como experiência compartilhada com os demais colegas e profes-
sores.
7
Os Projetos Integradores versam sobre temas relacionados à atividade específica que
o concludente deverá desempenhar na indústria da eletrotécnica. Será elaborado fo-
calizando os grupos de competências, em consonância com o conteúdo das discipli-
nas. A execução é acompanhada pelo professor orientador, sendo registrada na ficha
de acompanhamento, para controle, não só do cumprimento da carga horária, mas vi-
sando a garantir o exercício das práticas específicas e fixação das competências típi-
cas da profissão e, principalmente, para garantir a atividade efetiva do aluno na reda-
ção do texto. A supervisão e o acompanhamento dos Projetos Integradores são feita
por meio de:
• análise do desempenho escolar dos estudantes;
• zelo pelo cumprimento da legislação profissional específica;
• acompanhamento da elaboração do trabalho, entrevistas e outras estratégias de inte-
gração;
• análise do relatório final.

Os projetos integradores do curso deverão estar consoantes com o perfil profissional de con-
clusão, fixada com carga horária mínima para organização, configuração e orientação de 33 h.

O profissional responsável pelo acompanhamento dos Projetos Integradores atua sob a orien-
tação do Coordenador do Curso Técnico em Eletrotécnica.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - O TCC se caracterizará, preferencialmente,


pela prática de iniciação à investigação científica, em consonância com as linhas de
pesquisa da escola consubstanciado pelos projetos integradores e pelo componente
curricular Projeto Final.

TCC estará inserido na linha de pesquisa da Eletrotécnica, descrita a seguir:


Linha de Pesquisa Projeto Integrador
PI1-Projeto de Iluminação e tomadas de
uma residência Isolada-Luminotécnica
Projeto de Instalações Elétricas Prediais.
(Método dos Lumens)

PI2- Projeto de força e luz de um recinto


industrial.
Projeto de Instalações Elétricas Industri- PI3- Complementação do Projeto luz e for-
ais. ça Residencial para família de classe mé-
dia.
PF- A critério do aluno.

8
Para o FAZER PEDAGÓGICO do Curso Técnico em Eletrotécnica SE
FAZ NECESSÁRIO:
a) Alinhamento do Plano Pedagógico do Curso com o Plano de
Ensino do professor, para o monitoramento do trabalho fazer
uma parceria entre os coordenadores: Pedagógico e Técnico.
b) Metodologia a ser utilizada terá foco no Aprender Fazendo e su-
gerimos A APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS (ABP)-Os
alunos trabalham com questões e problemas reais, colaboram
na criação de soluções e apresentam os resultados.

Exemplo: Matriz Curricular do Curso Técnico em Eletrotécnica da


E.E.E.M Arnulpho Mattos.

1ªSÉRIE: ELETRICISTA EM INSTALAÇÕES(EDIFÍCIOS)


1ªSÉRIE: ELETRICISTA EM INSTALAÇÕES(EDIFÍCIOS)
Teoria Prática
Componente Curricular Carga horária Nº DE AULAS
h h
1ELE-01 Desenho Técnico-CAD Eletrotécnica 67 80
1ELE-02 Instalações Elétricas Prediais 100 120
1ELE-03 Eletricidade Básica Regime CC 100 120
1ELE-04 Iniciação a Prática Profissional 100 120
1ELE-05-Projeto Integrador 33 40
Cargahorária 400 480 aulas

Instalações Elétricas Prediais – 1ª Série


INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS
Série 1ª SÉRIE
Área de Conhecimento Disciplina específica do curso técnico
Carga Horária Anual DIURNO: 73h
OBJETIVO: Executar projetos de instalações elétricas de uma edificação, aplicando normas técnicas da legislação
pertinente e interpretar catálogos e manuais de materiais, dentro das normas de segurança no trabalho.
COMPETÊNCIAS HABILIDADES BASES TECNOLÓGICAS
-Diferenciar os dispositivos de Executar projetos de instala- 1º trimestre
Controle e Proteção de uma ções elétricas de uma edifi- Simbologia e convenções elétricas; Materiais elétri-
instalação elétrica de baixa cação, aplicando normas cos; Normas aplicáveis. Utilização de esquemas
tensão; técnicas da legislação perti- residenciais: Esquemas multifilar; Esquemas unifi-
-Compreender as funções nente e interpretar catálogos lar; Esquema funcional;
básicas de cada equipamento e manuais de materiais, 2º trimestre
elétrico e seus componentes dentro das normas de segu- Circuitos elétricos e dispositivos de proteção; Fusí-
internos; rança no trabalho. veis – dimensionamento; Disjuntores – dimensio-
-Utilizar corretamente os equi- namento; Cargas elétricas – dimensionamento.
pamentos de acordo com as 3º trimestre
necessidades apresentadas; Dispositivos de comando de iluminação, tomadas e
-Especificar os materiais e sinalização: Instalação de interruptores, disjuntores;
componentes de uma instala- Instalação de luminárias incandescente e fluores-
ção elétrica; cente;

9
-Dimensionar: condutores Instalação relê de impulso, minuteria; Instalação
elétricos, dispositivos de co- interruptor presença;
mandos e proteção e o ater- Relê fotoelétrico, interruptor horário; Disjuntores de
ramento elétrico; corrente residual (DR);
-Desenhar diagramas elétricos Instalação de tomadas residenciais e industriais;
de instalações de baixa ten- Instalação de ventiladores de teto;
são. Ligação de motores monofásicos e trifásicos; Labo-
ratório.
Metodologia de Ensino:
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e
exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos; Utilização de: textos
teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.
Avaliação:
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individu-
ais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura, projeto de pesquisa.
Bibliografia Básica:
CERVELIN, Severino. Instalações Elétricas Prediais. Ed. Base
CAVALIN, Geraldo. Instalações Elétricas Prediais. Ed. Érica.
Bibliografia Complementar:
FILHO, Domingos. Projeto de Instalações Elétricas Prediais. Ed. Érica

ELETRICIDADE BÁSICA - REGIME CC


Série 1ª SÉRIE
Área de Conhecimento Disciplina específica do curso técnico
Carga Horária Anual DIURNO: 110h
OBJETIVO: Conhecer todos os equipamentos de medição existentes no mercado de eletricidade. Elaborar projetos
práticos envolvendo conhecimentos de eletricidade adquiridos até o momento.
EMENTAS:
Conceitos de corrente, tensão e resistência elétrica; Fontes da eletricidade; Circuitos elétricos em CC; Medidas elé-
tricas em CC; Associação de resistores; Lei de Ohm e suas aplicações; Leis de Kirchoff e aplicações; Circuitos em
ponte (whetstone, kelvin, etc). Potência elétrica, trabalho e energia. Capacitores e Indutores e aplicações; Associa-
ção de indutores e capacitores; Noções de magnetismo; Noções de eletromagnetismo; Três princípios do eletromag-
netismo.
COMPETÊNCIAS HABILIDADES BASES TECNOLÓGICAS
- Conhecer todos os equi- - Elaborar projetos práticos envol- 1º trimestre
pamentos de medição exis- vendo conhecimentos de eletrici- - Equipamentos de medição de eletricidade;
tentes no mercado de eletri- dade adquiridos; -conceituação de corrente; tensão; resistência
cidade; - Resolver problemas teóricos e elétrica;
- Analisar circuitos elétricos práticos envolvendo lei de Ohm; - Unidades elétricas;
em associações série, para- - Resolver problemas teóricos e - Fontes da eletricidade;
lela e mista, utilizando as práticos envolvendo resistência - Simbologia dos elementos de um circuito
ferramentas teóricas de elétrica equivalente, lei de Ohm, elétrico;
análise; utilizando o código de cores para - Medidas elétricas em CC;
- Entender os processos de resistores; -Associação de resistências;
geração de corrente contí- - Resolver problemas teóricos -Lei de Ohm;
nua; envolvendo resistência elétrica - Divisor de tensão e divisor de corrente;
equivalente, lei de Ohm e leis de 2ºtrimestre
Kirchhoff; - Leis de Kirchoff e aplicações;
- Resolver problemas teóricos e - Circuitos em ponte
práticos envolvendo resistência - Potência elétrica, trabalho e energia;
elétrica equivalente, lei de Ohm, - Capacitores e aplicações;
leis de Kirchhoff, análise de malhas - Indutores e aplicações.
e cálculo de potência elétrica; - Constantes de tempo para indutores e capa-

10
- Resolver problemas teóricos e citores;
práticos envolvendo resistência 3ºtrimestre
elétrica, capacitância e indutância Associação de indutores e capacitores;
em circuitos elétricos; - Circuitos com indutores e capacitores;
- Explicar o processo de geração e - Noções de magnetismo;
corrente contínua. - Noções de eletromagnetismo;
- Lei de lenz;
- Lei de Faraday;
- Três princípios do eletromagnetismo;
- Softwares para simulação de circuitos elétri-
cos.
Metodologia de Ensino:
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e
exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos; Utilização de: textos
teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.
Avaliação:
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individu-
ais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura, projeto de pesquisa.
Bibliografia Básica
WOLSKI, Belmiro. Eletricidade Básica. Ed. BASE
GUSSOW, Milton. Eletricidade Básica. São Paulo: MAKRON Books do Brasil Editora.
Bibliografia Complementar:
CAPUANO, Francisco. Laboratório de Eletricidade e Eletrônica.

INICIAÇÃO À PRÁTICA PROFISSIONAL


Série 1ª SÉRIE
Área de Conhecimento Disciplina específica do curso técnico
Carga Horária Anual DIURNO: 110h
OBJETIVO: Aplicar os desenvolvimentos laborais e comportamentais do trabalho em laboratório, associados aos
exercícios práticos de formação acadêmica à prática profissional.
EMENTA: Norma Regulamentadora nº 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade. Ferramentas de
uso geral e específico em eletrotécnica; Conhecimento de componentes de fixação. Componentes e equipamentos
elétricos; Emendas em condutores rígidos e flexíveis; Solda e isolamento de emendas; Operações com eletrodutos:
serrar, rosquear e elaborar curvas; Teoria de erros; Multímetros analógicos e digitais; Osciloscópio; Termômetro;
Wattímetro.
COMPETÊNCIAS HABILIDADES BASES TECNOLÓGICAS
- Conhecer ferramentas - Aplicar os desenvolvimentos 1º trimestre
de uso geral e específico laborais e comportamentais - Introdução a segurança com eletricidade – NR10;
em eletrotécnica; do trabalho em laboratório, - Riscos em instalações e serviços com eletricidade;
- Analisar e conhecer associados aos exercícios - Acidentes de origem elétrica;
componentes e equipa- práticos de formação acadê- - Técnica de análise de riscos;
mentos elétricos; mica à prática profissional; - Medidas de controle do risco elétrico;
- Conhecer os princípios - Realizar: emendas em - Normas técnicas;
da geração de corrente condutores rígidos e flexí- - Equipamentos de proteção;
alternada; veis, solda e isolamento de - Rotinas de trabalho - procedimento;
- Conhecer a legislação emendas e Operações com - Documentação de instalações elétricas;
nacional e internacional eletrodutos: serrar, rosquear - Riscos adicionais;
sobre o direito à Saúde e e elaborar curvas; - Ferramentas de uso geral e específico em eletrotécni-
Segurança no Meio -Utilizar sempre todos os ca;
Ambiente do Trabalho. equipamentos de segurança; 2º trimestre
- Realizar medições usando - Conhecimento de componentes de fixação;
ohmimetro, amperímetro, - Componentes e equipamentos elétricos;

11
voltímetro e wattímetro digi- - Emendas em condutores rígidos e flexíveis;
tais e analógicos. - Solda e isolamento de emendas;
- Operações com eletrodutos: serrar, rosquear e elabo-
rar curvas;
3º trimestre
- Teoria de erros;
- Ohmimetro analógico e digital;
- Amperímetros e Voltímetros analógicos e digitais;
- Multímetros analógicos e digitais;
- Osciloscópio;
- Termômetro;
- Wattímetro.
Metodologia de Ensino:
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e
exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos; Utilização de: textos
teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.
Avaliação:
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individu-
ais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura, projeto de pesquisa.
Bibliografia Básica
CREDER, Helios. Instalações Elétricas. Rio de Janeiro: LTC - Livros Técnicos e
Científicos Editora S.A.
Apostila Projetos Elétricos Residenciais: EEEM Arnulpho Mattos
Normas da ABNT : NBR 5410
Norma da ESCELSA: Fornecimento de Energia Elétrica.
Norma NR-10
Bibliografia Complementar
Publicações do procel.
Publicações do Procobre

12
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

PLANO DE ENSINO 2017


ESCOLA: EEEM "ARNULPHO MATTOS"
SÉRIE: 1ª Série
Área de Conhecimento: Eletrotécnica
Componente Curricular: ELETRICIDADE BÁSICA EM REGIME DE CORRENTE CONTÍNUA
Professor (a): Dorival Brito, Mateus Barreto, Murilo Reis
Carga Horária 1º Trimestre 2º Trimestre 3º Trimestre Total
Trimestral/Anual 40 40 40 120
DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, 1ºTRIMESTRE
AT: Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela 19 12 2 5 0 2 40
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD 1T 2T 3T 3T 4T 5T 6P 6P 6P 7T 7T 7T 8P 8P 8P 9T 9T 10T 10T AP AP 11P 11P 11P 12T 12T 13T 14P 14P 14P
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª
COD 15T 15T 16T AT AT AT AT AT RP RP

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
1 Aula Inaugural - Conhecer todos os equipamentos de medição - Elaborar projetos práticos envolvendo conhecimentos de
2 Apresentação do Curso existentes no mercado de eletricidade; eletricidade adquiridos;
3 Conceitos básicos de eletricidade - eletrização - Analisar circuitos elétricos em associações série, - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo lei
4 Definição de potencial elétrico e corrente elétrica paralela e mista, utilizando as ferramentas teóricas de de Ohm;
5 Resistência elétrica e Lei de Ohm análise; - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
6 Aula de Laboratório 01: Fontes de alimentação e medição de - Entender os processos de geração de corrente resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, utilizando o
tensão elétrica contínua; código de cores para resistores;
7 Associação de resistores - Resolver problemas teóricos envolvendo resistência
1º TRIMESTRE 8 Aula de Laboratório 02: Resistores elétrica equivalente, lei de Ohm e leis de Kirchhoff;
9 Aula de exercícios - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
10 Energia e potência resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, leis de
11 Aula de Laboratório 03: Simuladores de eletrônica Kirchhoff, análise de malhas e cálculo de potência
12 Fontes de tensão e de corrente elétrica;
13 Aula de exercícios - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
14 Aula de Laboratório 04: Associação de resistores resistência elétrica, capacitância e indutância em circuitos
15 Divisor de tensão e corrente elétricos;
16 Aula de exercícios - Explicar o processo de geração de corrente contínua.

1
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS


DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:
TRIMESTRE T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 2ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª
COD
O
CONTEÚDO BÁSICO COMUM
TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
17 Aula de Laboratório 05: Divisor de tensão e corrente - Conhecer todos os equipamentos de - Elaborar projetos práticos envolvendo
18 Ponte de Wheatstone medição existentes no mercado de conhecimentos de eletricidade adquiridos;
19 Aula de exercícios eletricidade; - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
20 Aula de Laboratório 06: Ponte de Wheatstone - Analisar circuitos elétricos em lei de Ohm;
21 Geradores elétricos associações série, paralela e mista, - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
22 Aula de exercícios utilizando as ferramentas teóricas de resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, utilizando
23 Aula de Laboratório 07: Geradores elétricos análise; o código de cores para resistores;
24 Lei de Kirchhoff das Tensões - Entender os processos de geração de - Resolver problemas teóricos envolvendo resistência
2º TRIMESTRE 25 Aula de exercícios corrente contínua; elétrica equivalente, lei de Ohm e leis de Kirchhoff;
26 Aula de Laboratório 08: Lei de Kirchhoff das Tensões - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
27 Lei de Kirchhoff das Correntes resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, leis de
28 Aula de exercícios Kirchhoff, análise de malhas e cálculo de potência
29 Aula de Laboratório: Lei de Kirchhoff das Correntes elétrica;
30 Transformação de fontes - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
resistência elétrica, capacitância e indutância em
circuitos elétricos;
- Explicar o processo de geração de corrente contínua.

2
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS


DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 3ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
O

Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª 41ª 42ª 43ª 44ª 45ª 46ª 47ª 48ª 49ª 50ª 51ª 52ª 53ª 54ª 55ª 56ª 57ª 58ª 59ª 60ª
COD

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
31 Teorema da superposição - Conhecer todos os equipamentos de medição - Elaborar projetos práticos envolvendo
32 Aula de Laboratório 09: Teorema da superposição existentes no mercado de eletricidade; conhecimentos de eletricidade adquiridos;
33 Aula de exercícios - Analisar circuitos elétricos em associações série, - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
34 Teorema de Thèvenin e Norton paralela e mista, utilizando as ferramentas teóricas de lei de Ohm;
35 Aula de Laboratório 10: Teorema de Thèvenin análise; - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
36 Aula de exercícios - Entender os processos de geração de corrente contínua; resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, utilizando
37 Capacitores o código de cores para resistores;
38 Circuitos temporizadores - Resolver problemas teóricos envolvendo resistência
3º TRIMESTRE 39 Aula de Laboratório 11: Capacitores, Indutores elétrica equivalente, lei de Ohm e leis de Kirchhoff;
40 Aula de exercícios - Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
41 Aula de exercícios resistência elétrica equivalente, lei de Ohm, leis de
Kirchhoff, análise de malhas e cálculo de potência
elétrica;
- Resolver problemas teóricos e práticos envolvendo
resistência elétrica, capacitância e indutância em
circuitos elétricos;
- Explicar o processo de geração de corrente contínua.

3
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

METODOLOGIA
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos;
Utilização de: textos teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.

ATIVIDADES NO CAMPO DA DIVERSIDADE, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO NA ÁREA


Atividades Pontos de contato (conteúdos ou temas) Disciplinas de contato
VIII Mostra De Ciências e Tecnologia da E.E.E.M. Ciência, Tecnologia e Inovação Eletricidade Básica em Regime de Corrente Contínua
Arnulpho Mattos Instalação Eletrica Predial
Iniciação à Prática Profissional.

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individuais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura,
projeto de pesquisa.
Verificar e julgar o rendimento dos estudantes, avaliando os resultados do processo ensino-aprendizagem focando as diferenças na capacidade de aprender dos alunos para poder ajudá-los a superar suas dificuldades
e avançar na aprendizagem, para tal, se faz necessário inserir no processo de aprendizagem os tipos de avaliação que serão praticadas neste componente curricular: Avaliação Formativa, Avaliação
Cumulativa, Avaliação Diagnóstica e Avaliação Somativa.

ESTRATÉGIA DE RECUPERAÇÃO PARALELA


A recuperação paralela será composta de aulas teóricas, práticas de Laboratório e resolução de exercícios relacionados ao conteúdo não assimilado pelo aluno. Essas atividades serão aplicadas durante o período
letivo imediatamente após a identificação de deficiência de aprendizagem.

BIBLIOGRAFIA/FONTES DE PESQUISA

WOLSKI, Belmiro. Eletricidade Básica. Ed. BASE


GUSSOW, Milton. Eletricidade Básica. São Paulo: MAKRON Books do Brasil Editora.
CAPUANO, Francisco. Laboratório de Eletricidade e Eletrônica.

4
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

PLANO DE ENSINO 2017


ESCOLA: EEEM "ARNULPHO MATTOS"
SÉRIE: 1ª Série
Área de Conhecimento: Eletrotécnica
Componente Curricular: INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS-IEP
Professor (a): Dorival Brito, Mateus Barreto, Murilo Reis
Carga Horária 1º Trimestre 2º Trimestre 3º Trimestre Total
Trimestral/Anual 27 27 26 80
DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, 1ºTRIMESTRE
AT: Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª
COD 1T 2T 3T 3T 4T 5T 6P 6P 6P 7T 7T 7T 8P 8P 8P 9T 9T 10T 10T AP AP 11P 11P 11P 12T 12T 13T

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
1. Emenda de condutores em progresso. -Diferenciar os dispositivos de Controle e Proteção de Executar projetos de instalações elétricas de uma
2. Instalação de lâmpada acionada por um interruptor de uma uma instalação elétrica de baixa tensão; edificação, aplicando normas técnicas da legislação
seção. -Compreender as funções básicas de cada pertinente e interpretar catálogos e manuais de materiais,
3. Instalação de lâmpada acionada por um interruptor de uma seção equipamento elétrico e seus componentes internos; dentro das normas de segurança no trabalho.
conjugado com uma tomada. (Instalar lâmpada comandada por -Utilizar corretamente os equipamentos de acordo
interruptor simples e tomada universal) com as necessidades apresentadas;
4. Instalação de duas lâmpadas acionadas por um interruptor -Especificar os materiais e componentes de uma
de duas seções. instalação elétrica;
1º TRIMESTRE
5. Instalação de duas lâmpadas acionadas por um interruptor de -Dimensionar: condutores elétricos, dispositivos de
duas seções conjugado com uma tomada. comandos e proteção e o aterramento elétrico;
6. Instalação de uma lâmpada acionada por interruptores paralelos. -Desenhar diagramas elétricos de instalações de baixa
(Instalar lâmpadas comandadas de pontos diferentes) tensão.
7. Instalação de uma lâmpada acionada por interruptores paralelos
e intermediários.
8. Instalação de campainha. Instalação de tomada com condutor de
proteção.
DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS

1
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:


TRIMESTRE T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 2ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª
COD

O
CONTEÚDO BÁSICO COMUM
TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
9. Instalação de lâmpada acionada por fotocélula. (Instalar lâmpadas -Diferenciar os dispositivos de Controle e Executar projetos de instalações elétricas de uma
comandadas por relê fotoelétrico e controle de luminosidade) Proteção de uma instalação elétrica de edificação, aplicando normas técnicas da legislação
10. Instalação lâmpada PL –(Purpose Lamps) e (SL - Slim Lamps) baixa tensão; pertinente e interpretar catálogos e manuais de
11. Instalação de lâmpada fluorescente com reator de partida rápida. -Compreender as funções básicas de materiais, dentro das normas de segurança no
12. Montar quadro de distribuição de luz e força residencial cada equipamento elétrico e seus trabalho.
13. Inspecionar componentes elétricos de QGLF componentes internos;
14. Instalação lâmpadas comandada por interruptor de minuteria -Utilizar corretamente os equipamentos de
15. Inspecionar circuitos elétricos para iluminação acordo com as necessidades
2º TRIMESTRE
16. Emendar cabos de alta corrente apresentadas;
-Especificar os materiais e componentes
de uma instalação elétrica;
-Dimensionar: condutores elétricos,
dispositivos de comandos e proteção e o
aterramento elétrico;
-Desenhar diagramas elétricos de
instalações de baixa tensão.

2
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS


DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 3ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
O

Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª
COD

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
17.Montar circuitos elétricos simulando uma pequena indústria -Diferenciar os dispositivos de Controle e Proteção de Executar projetos de instalações elétricas de uma
18. Motores elétricos. uma instalação elétrica de baixa tensão; edificação, aplicando normas técnicas da legislação
19. Chave de partida. -Compreender as funções básicas de cada equipamento pertinente e interpretar catálogos e manuais de
20. Circuitos de alimentação e controle. elétrico e seus componentes internos; materiais, dentro das normas de segurança no
21. Dispositivos de alimentação e controle. -Utilizar corretamente os equipamentos de acordo com as trabalho.
22. Simulação de defeitos. necessidades apresentadas;
23. Efetuar medida de aterramento -Especificar os materiais e componentes de uma
instalação elétrica;
3º TRIMESTRE
-Dimensionar: condutores elétricos, dispositivos de
comandos e proteção e o aterramento elétrico;
-Desenhar diagramas elétricos de instalações de baixa
tensão.

3
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

METODOLOGIA
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos;
Utilização de: textos teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.

ATIVIDADES NO CAMPO DA DIVERSIDADE, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO NA ÁREA


Atividades Pontos de contato (conteúdos ou temas) Disciplinas de contato
VIII Mostra de Ciências e Tecnologia da E.E.E.M. Ciências, Tecnologia e Inovação Eletricidade Básica em Regime de Corrente Contínua
Arnulpho Mattos Instalação Eletrica Predial
Iniciação à Prática Profissional.
AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individuais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura,
projeto de pesquisa.
Verificar e julgar o rendimento dos estudantes, avaliando os resultados do processo ensino-aprendizagem focando as diferenças na capacidade de aprender dos alunos para poder ajudá-los a superar suas dificuldades
e avançar na aprendizagem, para tal, se faz necessário inserir no processo de aprendizagem os tipos de avaliação que serão praticadas neste componente curricular: Avaliação Formativa, Avaliação
Cumulativa, Avaliação Diagnóstica e Avaliação Somativa.

ESTRATÉGIA DE RECUPERAÇÃO PARALELA


A recuperação paralela será composta de aulas teóricas, práticas de Laboratório e resolução de exercícios relacionados ao conteúdo não assimilado pelo aluno. Essas atividades serão aplicadas durante o período
letivo imediatamente após a identificação de deficiência de aprendizagem.

BIBLIOGRAFIA/FONTES DE PESQUISA
CARDÃO, Celso, Instalações elétricas, 5ª ed., Imprensa universitária/UFMG, Belo Horizonte-MG, 1975.
CAVALIN, Geraldo. Instalações Elétricas Prediais. Ed. Érica.
CERVELIN, Severino. Instalações Elétricas Prediais. Ed. Base
CREDER, Hélio, Instalações elétricas, 12ª ed., Científicos editora, Rio de Janeiro RJ, 1991.
FILHO, Domingos. Projeto de Instalações Elétricas Prediais. Ed. Érica

4
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

PLANO DE ENSINO 2017


ESCOLA: EEEM "ARNULPHO MATTOS"
SÉRIE: 1ª Série
Área de Conhecimento: Eletrotécnica
Componente Curricular: INICIAÇÃO À PRÁTICA PROFISSIONAL - IPP
Professor (a): Dorival Brito, Mateus Barreto, Murilo Reis
Carga Horária 1º Trimestre 2º Trimestre 3º Trimestre Total
Trimestral/Anual 40 40 40 120
DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, 1ºTRIMESTRE
AT: Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela 19 12 2 5 0 2 40
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD 1T 2T 3T 3T 4T 5T 6P 6P 6P 7T 7T 7T 8P 8P 8P 9T 9T 10T 10T AP AP 11P 11P 11P 12T 12T 13T 14P 14P 14P
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª
COD 15T 15T 16T AT AT AT AT AT RP RP

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
I-IPP-INSTALAÇÕES ELÉTRICAS - Conhecer ferramentas de uso geral e específico em - Aplicar os desenvolvimentos laborais e comportamentais
1-Emendas de fios e cabos- ferro de soldar, fita Plástica Isolante e eletrotécnica; do trabalho em laboratório, associados aos exercícios
Líquida, Isolar e Impermeabilizar Conexões Elétricas; Solda de - Analisar e conhecer componentes e equipamentos práticos de formação acadêmica à prática profissional;
Estanho; Pasta Desoxidante; Emendar Condutores em elétricos; - Realizar: emendas em condutores rígidos e flexíveis,
Prosseguimento; Processo de Execução; Soldar a Emenda; Emendar -Instalar componentes eletroeletrônico na matriz de solda e isolamento de emendas e Operações com
Condutores Derivação; Cobertura de Superfícies Decapadas; contato (protobord) eletrodutos: serrar, rosquear e elaborar curvas;
Prolongar Condutores Flexíveis; Derivar Condutores Flexíveis. - Conhecer os princípios da geração de corrente -Utilizar sempre todos os equipamentos de segurança;
2-Efeito da corrente elétrica no corpo humano - Efeito da Corrente alternada; -Reconhecer componentes eletroeletrônicos( resistores,
1º TRIMESTRE
Elétrica - Conhecer a legislação nacional e internacional capacitores, transistores...
3-Curvamento de eletroduto de P.V.C.- soprador térmico, montar sobre o direito à Saúde e Segurança no Meio -Montar circuitos eletroeletrônicos na matriz de contato
rede de eletrodutos exposta- como selecionar eletroduto, como Ambiente do Trabalho. (protobord)
selecionar luvas, corte e abertura de rosca em tubo P.V.C., seleção - Realizar medições usando ohmimetro, amperímetro,
de condutores; lâmpada incandescente e interruptor- lâmpada voltímetro e wattímetro digitais e analógicos.
incandescente (dimmer); fotocélula; instalação de iluminação de
emergência- iluminação de emergência; detector de presença; tipos
de caixas de imbutir;

1
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

4-Luminária fluorescente- Tipo de luminária, Caixa para Lâmpadas


Fluorescentes, Tipos de Receptáculos, Starter; Tipo s de Lâmpadas
Fluorescentes; Reator; Simbologia NBR-5444
5-Interruptor paralelo (three – way)
6-Interruptor intermediario (four – way)
7-Motobomba monofásica -Motor de Partida Sem Capacitor, Motor
de Partida Com Capacitor, Tipos de Motobombas; Funcionamento;
II- IPP-SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE OCUPACIONAL
1.Conceituando e classificando acidentes
2.Causas de acidentes
3.Teoria de Heirinch
4.Classificação de lesões
5.Doença profissional
6.Doença do trabalho
III-IPP- MEDIDAS ELÉTRICAS
1. Teoria de erros;
2. Ohmímetro analógico e digital;
3. Amperímetros e Voltímetros analógicos e digitais;
4. Multímetros analógicos e digitais;
IV- IPP- ELETROELETRÔNICA
Experiência nº 01-Introdução a eletroeletrônica
Experiência nº 02-Montagem de circuitos

2
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS


DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:
TRIMESTRE T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 2ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª
COD
CONTEÚDO BÁSICO COMUM
TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
I-IPP-INSTALAÇÕES ELÉTRICAS - Conhecer ferramentas de uso geral e específico em - Aplicar os desenvolvimentos laborais e
8-Chave de bóia de contato de mercúrio- Chave Bóia Flutuante de eletrotécnica; comportamentais do trabalho em laboratório,
Contato de Mercúrio, - Analisar e conhecer componentes e equipamentos associados aos exercícios práticos de formação
9-Placas de identificação de motores elétricos- Características da elétricos; acadêmica à prática profissional;
Placa de Identificação do Motor -Instalar componentes eletroeletrônico na matriz de - Realizar: emendas em condutores rígidos e flexíveis,
10-Portão automático- Eurus, Especificações, Deslizante de Fuso, contato (protobord) solda e isolamento de emendas e Operações com
Especificações, 6” B/ W Two Channel Signal Auto Switching Monitor, - Conhecer os princípios da geração de corrente eletrodutos: serrar, rosquear e elaborar curvas;
SC – 20, ST – 960; Circuito Fechado de TV alternada; -Utilizar sempre todos os equipamentos de segurança;
11-Cerca elétrica- Eletrificador de Cerca CP – 800, O Equipamento - Conhecer a legislação nacional e internacional sobre o -Reconhecer componentes eletroeletrônicos(
CP – 800, Jumper’s, Fonte de, Alimentação/ Carregador de Bateria, direito à Saúde e Segurança no Meio Ambiente do resistores, capacitores, transistores...
Ajustes e Conexões, Procedimento de Ajuste, Características Trabalho. -Montar circuitos eletroeletrônicos na matriz de
2º TRIMESTRE
Técnicas do CP – 800, Considerações Gerais, Materiais Para contato (protobord)
Execução da Cerca, Instalação da Cerca Eletrificada, Considerações - Realizar medições usando ohmimetro, amperímetro,
Finais, Manutenção voltímetro e wattímetro digitais e analógicos.
12-Aterramento do chuveiro elétrico-Aterramento
13-Chuveiro elétrico - Instalação Hidráulica Elétrica,
Funcionamento
14-Porteiro eletrônico- Principais Modelos de Porteiros Eletrônicos
(Fabricante: Thevear), Série F-A/Porteiros Eletrônicos, Vídeo
Porteiro, Partes e Figuras, Nomenclatura Funcional, Como Instalada,
Como Conectar os Fios, Como operar, Resolvendo Problemas,
Especificações, Cuidados e Manutenção.

3
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

II- IPP-SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE OCUPACIONAL


7.Atuação reativa e proativa
8.Riscos ambientais
9.Legislação de segurança do trabalho
10.NR 5 – comissão de prevenção de acidentes
11.Mapa de risco
III-IPP- MEDIDAS ELÉTRICAS
5. Osciloscópio;
6. Terrômetro;
IV-IPP- ELETROELETRÔNICA
Experiência nº 03-Medidas de grandezas elétricas
Experiência nº 04-Tensão elétrica
Experiência nº 05-Corrente elétrica
Experiência nº 06-Resistores especiais

4
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS


DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA (aulas) INÍCIO: FIM:
T P AP AT PJ RP Total
CONVENÇÕES: T: Atividades Teóricas, P: Atividades Práticas, AP: Avaliação Prova, AT: 3ºTRIMESTRE
Avaliação Trabalho, PJ: Avaliação Projeto, RP: Recuperação Paralela
O

Data
Aula(s) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª 20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª
COD
Data
Aula(s) 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª 39ª 40ª 41ª 42ª 43ª 44ª 45ª 46ª 47ª 48ª 49ª 50ª 51ª 52ª 53ª 54ª 55ª 56ª 57ª 58ª 59ª 60ª
COD

CONTEÚDO BÁSICO COMUM


TRIMESTRE CONTEÚDO COMPETÊNCIA HABILIDADE
I-IPP-INSTALAÇÕES ELÉTRICAS - Conhecer ferramentas de uso geral e específico em - Aplicar os desenvolvimentos laborais e
15-Ventilador de teto- Características Construtivas, Instalação, eletrotécnica; comportamentais do trabalho em laboratório,
Ferramentas e Materiais, Instalação Elétrica, Fixação do - Analisar e conhecer componentes e equipamentos associados aos exercícios práticos de formação
Ventilador, Montagem do Ventilador, Alinhamento das Pás, elétricos; acadêmica à prática profissional;
Problemas mais Comuns e suas soluções, Exaustor Residencial -Instalar componentes eletroeletrônico na matriz de - Realizar: emendas em condutores rígidos e flexíveis,
de 30 cm, Exaustor Comercial de 40 cm (110 e 220 Volts), Testes contato (protobord) solda e isolamento de emendas e Operações com
de Capacitores, Teste Prático para Exame de um Capacitor, - Conhecer os princípios da geração de corrente eletrodutos: serrar, rosquear e elaborar curvas;
Capacitor de Regime. alternada; -Utilizar sempre todos os equipamentos de segurança;
16-Quadro medidor- Instalação de Quadro Medidor Monofásico - Conhecer a legislação nacional e internacional sobre o -Reconhecer componentes eletroeletrônicos(
e Trifásico Ramal, Tipos de Isoladores, Aterramento, Ramal de direito à Saúde e Segurança no Meio Ambiente do resistores, capacitores, transistores...
Ligação, Componentes de uma Ligação Nova, NT 001 – Normas Trabalho. -Montar circuitos eletroeletrônicos na matriz de
Técnicas. contato (protobord)
3º TRIMESTRE
17-Disjuntores - Selecionar o Disjuntor, Cálculo dos Disjuntores; - Realizar medições usando ohmimetro, amperímetro,
Conectores Terminais; Terminal de Pressão, Simbologia, voltímetro e wattímetro digitais e analógicos.
Disjuntor DR, Diferentes Tipos de Disjuntores, Aplicações dos
Disjuntores, Utilização de Disjuntores em Quadros de
Distribuição, Quadro de Distribuição Monofásico e Trifásico.
18-Normas para instalações em BT- Cargas dos Pontos de
Utilização, Tomada de Corrente
19-Conceitos de Luminotécnica- Nível de iluminamento,
Sistema de Iluminação, das paredes e Tetos
20-Sistema para pequenas aplicações de automação-
(LOGO)Comanda Pequena de Automação, Simbologia

5
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

II- IPP-SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE


OCUPACIONAL
12.NR 6-equipamento de proteção individual
13.NR 7-programa de controle médico da saúde ocupacional
14.NR 9-programa de prevenção de riscos ambientais
15.Segurança em eletricidade
16.NR10- segurança em instalações e serviços em eletricidade
17.NR 33- segurança nos trabalhos em espaços confinados
III-IPP- MEDIDAS ELÉTRICAS
7. megôhmetro
8. Wattímetro.
IV-IPP- ELETROELETRÔNICA
Experiência nº 07-Capacitor indutor e relé
Experiência nº 08-Osciloscópio
Experiência nº 09-Transformador
Experiência nº 10-Circuitos RC série - correção do fator de
potência

6
GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E ESPORTES
SUBSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL

METODOLOGIA
Aula expositiva dialogada; leituras dirigidas; atividades individuais e/ou em grupo; seminários; debates; discussão e exercícios com o auxílio das diversas tecnologias da comunicação e da informação; Projetos;
Utilização de: textos teóricos impressos produzidos e/ou adaptados pela equipe; exercícios impressos e textos produzidos pelos alunos.
ATIVIDADES NO CAMPO DA DIVERSIDADE, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO NA ÁREA
Atividades Pontos de contato (conteúdos ou temas) Disciplinas de contato
VIII Mostra de Ciências e Tecnologia da E.E.E.M. Ciências, Tecnologia e Inovação Eletricidade Básica em Regime de Corrente Contínua
Arnulpho Mattos Instalação Eletrica Predial
Iniciação à Prática Profissional.
AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
A avaliação será contínua e processual por meio de atividades orais e escritas, como a produção de textos individuais e/ou em grupo, seminários e apresentações orais em sala, provas escritas, diário de leitura,
projeto de pesquisa.
Verificar e julgar o rendimento dos estudantes, avaliando os resultados do processo ensino-aprendizagem focando as diferenças na capacidade de aprender dos alunos para poder ajudá-los a superar suas dificuldades
e avançar na aprendizagem, para tal, se faz necessário inserir no processo de aprendizagem os tipos de avaliação que serão praticadas neste componente curricular: Avaliação Formativa, Avaliação
Cumulativa, Avaliação Diagnóstica e Avaliação Somativa.

ESTRATÉGIA DE RECUPERAÇÃO PARALELA


A recuperação paralela será composta de aulas teóricas, práticas de Laboratório e resolução de exercícios relacionados ao conteúdo não assimilado pelo aluno. Essas
atividades serão aplicadas durante o período letivo imediatamente após a identificação de deficiência de aprendizagem.

BIBLIOGRAFIA/FONTES DE PESQUISA
CREDER, Helios. Instalações Elétricas. Rio de Janeiro: LTC - Livros Técnicos e Científicos Editora S.A.
Apostila Projetos Elétricos Residenciais: EEEM Arnulpho Mattos
Normas da ABNT : NBR 5410
Norma da ESCELSA: Fornecimento de Energia Elétrica.
Norma NR-10
Publicações do procel.
Publicações do Procobre