Você está na página 1de 4

A quem você tem anunciado: A Cristo ou a homens?

Você deve estar se perguntando: ?Irmão Edson, eu entendo que em grande


parte de nossas igrejas falta obediência às palavras de Jesus, uma busca
maior pelo Espírito Santo e também maior unidade no corpo (Igreja) entre
outras coisas. Mas em todas as Igrejas evangélicas do mundo, se anunciam o
Evangelho de Jesus Cristo, ou você pensa que nós pregamos sobre qualquer
líder de uma outra religião?.

Eu entendo perfeitamente a sua colocação e sei que com algumas


divergências doutrinárias (a Bíblia é a mesma para todos) nos púlpitos de
nossas Igrejas, o Evangelho de Jesus Cristo é largamente pregado. O que
temos procurado chamar atenção, não é para o que ocorre dentro de uma
Igreja, mas para o que ocorre fora dela. Imagine a seguinte situação: Uma
senhora tentando ?evangelizar? a sua vizinha. Vamos dar nomes apenas para
a ilustração.

- Boa tarde Sílvia, como você está?

- Eu estou bem! E você?

- Eu também estou bem, graças a Deus.

- A propósito Sílvia, quando você fará aquela visita na minha Igreja que há
tempos venho te convidando? Vamos hoje à noite!?

- Não sei Mônica, eu tenho tanta coisa para fazer...Quem sabe num outro dia.

- Tudo bem então Sílvia, depois a gente se fala.

- Tchau Mônica!

Agora eu lhe pergunto querido leitor: Isto é evangelizar alguém? É claro que
não! Mas é deste modo que o povo de Deus tem evangelizado!

Uma definição de Evangelismo diz o seguinte:

?Evangelizar é a exposição do Evangelho de tal maneira que o ouvinte possa


tomar uma decisão consciente a favor ou contra Jesus Cristo como seu Senhor
e Salvador?.

De acordo com esta definição, a nossa querida Sílvia foi evangelizada? Claro
que não! E onde está o erro? Está no fato da Mônica não ter em momento
algum anunciado a Jesus Cristo, e sim a sua Igreja. Isso quando não é um
cantor famoso ou um pregador de renome que anunciamos! Deste jeito nunca
vai dar certo!
Você já foi em algum culto ao ar livre? Já participou de um ?evangelismo? na
rua? Vamos recordar o que é feito nesses dois eventos?

No culto ao ar livre, geralmente é escolhido um lugar de bastante trânsito de


pedestres, por motivos óbvios, é claro, e então se começa primeiro, a cantar
louvores. Na hora da pregação começa-se a anunciar a Igreja da qual as
pessoas são membros! E o evangelismo com entrega de folhetos? Entrega-se
o folheto com a programação da Igreja no verso e no máximo o que se diz ao ?
evangelizado? é: ?Jesus te ama e eu também? ou, ?se você não aceitar a
Jesus, vai para o Inferno?.

Após o culto de domingo à noite, estava indo para a minha casa e um grupo de
jovens evangélicos vinham pelo outro lado da rua. Um deles gritou em minha
direção: ?Jovem, entrega a sua vida a Jesus?!

Responda-me sinceramente: Isso é evangelizar alguém? Não. É claro que não.


Mas é isso que temos feito. Temos anunciado a tudo: ao pregador, a Igreja, ao
cantor, ao Evangelista, ao grupo de louvor, ao almoço na Igreja; menos a quem
temos realmente que anunciar, que é ao Senhor Jesus.

Veja o que a igreja de Atos fazia:

?E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de


anunciar a Jesus Cristo?.
Atos 5:42 (grifo meu)

A quem os apóstolos anunciavam? A Jesus Cristo! Estamos compreendendo


onde temos errado todo este tempo? Não anunciamos a quem devemos
anunciar.

Muitos podem estar pensando neste momento: mas eu não tenho o dom da
palavra, não sou um grande pregador, e em situações de pressão, não consigo
me lembrar de nenhum versículo bíblico. Veja como você não tem desculpas,
lendo o tópico abaixo!

A importância do testemunho pessoal

Você, meu querido leitor, não precisa ser um grande pregador ou ter um grande
conhecimento bíblico para evangelizar alguém. Simplesmente, você tem uma
arma muito poderosa para isto: o seu testemunho! Afinal de contas, você tem
um testemunho de conversão e de suas experiências com Deus ao longo de
sua vida cristã...Ou não?

O grande Apóstolo Paulo mesmo usava esta arma poderosa:

?Sobre o que, indo, então, a Damasco, com poder e comissão dos principais
dos sacerdotes, ao meio-dia, ó rei, vi no caminho uma luz do céu, que excedia
o esplendor do sol, cuja claridade me envolveu a mim e aos que iam comigo. E,
caindo nós todos por terra, ouvi uma voz do céu que me falava e, em língua
hebraica, dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa te é
recalcitrar contra os aguilhões. E disse eu: Quem és Senhor? E ele respondeu:
Eu sou Jesus a quem tu persegues. Mas levanta-te e põe-te sobre teus pés,
porque te apareci por isto, para te pôr por ministro e testemunha tanto das
coisas que tens visto como daquelas pelas quais te aparecerei ainda.?
Atos 26: 12-16

O testemunho de Paulo sobre a sua experiência de conversão ainda está


registrado em At 22: 5-16. Se o próprio Paulo usava arma, porque você vai
desprezá-la?

Um único ?inconveniente? do evangelismo pessoal, é que o seu testemunho


de vida estará continuamente sendo provado. Entenda bem essa afirmação.
Quando pregamos para alguém, o nosso testemunho fala mais alto do que
nossas palavras. As pessoas podem não gostar da sua voz, do seu penteado,
do seu modo de vestir ou de qualquer outra coisa referente à sua aparência ou
modo de se expressar, mas nunca poderão olhar para você e dizer: ?este
homem ou mulher, não vive o que prega?.

Uma certa ocasião, eu estava fazendo visitas com um amigo meu e nós
estávamos visitando uma casa em que moravam uma senhora, sua mãe e seu
filho. Esta senhora estava falando conosco a respeito de seu filho que não era
convertido e que estava andando em más companhias. Estávamos
conversando na sala da casa dela, quando ele apareceu. Ela apresentou-nos
seu filho e pediu que orássemos por ele. Antes de orarmos, o Espírito me
moveu a fazê-lo uma pergunta. Perguntamos então o que ele achava que
deveria fazer para ser salvo, e para minha surpresa, ele respondeu que ele
deveria proceder da mesma forma que sua mãe.

O que isto nos mostra querido!? O testemunho de sua mãe falou alto no
coração daquele jovem. Ele não me respondeu que deveria falar como sua
mãe, mas deveria proceder como ela. Realmente o testemunho por ações fala
muito mais alto que as nossas palavras.

O que estamos propondo não é uma evangelização ocasional, mas


permanente; não é uma evangelização apenas de palavras, mas de ações.
Não estou propondo uma evangelização que se limite apenas em frases do
tipo: ?Jesus te ama e quer te salvar?, mas proponho um evangelismo pessoal,
impactante, em que as pessoas à nossa volta não tenham escolha. Que sejam
impulsionadas a aceitarem ao Senhor Jesus porque vêem nos seus discípulos
(nós), pessoas diferentes de todas as outras que elas já conheceram. Pessoas
felizes, que possuem o brilho e a alegria da salvação e que podem dizer como
Paulo: ?Eu sou imitador de Cristo?.(I Co 11: 1).

Nós, evangélicos, deveríamos ter sempre isto em mente. Somos muito visados
pela sociedade e se não dermos testemunho de que somos uma nova criatura,
o Evangelho vai ser blasfemado por nossa causa. Veja estas palavras de
Paulo:
?Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios
por causa de vós.?
Romanos 2: 24

E nós? Será que as pessoas ao nosso redor têm blasfemado do Evangelho por
nossa causa? Temos aproximado as pessoas de Jesus, ou afastado?

Devemos estar sempre aprendendo com a Igreja de Atos dos Apóstolos. Este é
o nosso padrão e devemos segui-lo. Menos que isto, pode parecer natural, mas
não é bíblico! Temos de anunciar a Jesus Cristo e não a um homem ou a uma
instituição. Peça direção ao Espírito Santo quando Ele lhe der oportunidade de
anunciar o Evangelho a alguém. Peça também a Ele que lhe dê condições de
apresentar a Palavra de Deus de forma clara e objetiva e não se preocupe se
você não consegue decorar a Palavra, pois o Senhor nos prometeu:

?Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome,
vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho
dito.?
João 14: 26

Mantenha o seu testemunho de cristão intacto. Se você magoou ou deu mau


testemunho - não importa se foram para ímpios ou crentes ? primeiro, peça
perdão a Deus, e depois, peça desculpas àquelas pessoas a quem você deu
um mau testemunho. Diga que aquilo que você fez não irá se repetir mais e
que a partir de agora, você se tornará um melhor cristão. Trabalhe em parceria
com o Espírito Santo, pois com certeza Ele vai ajudá-lo nessa missão de
evangelizar e ganhar almas para o Reino de Deus. Alvoroce o mundo através
do seu testemunho!