Você está na página 1de 20

Autosom

http://www.autosom.net/instala.asp
P r o j e t o s e I n s t a l a ç õ e s - parte I
Esses projetos servem para qualquer carro! Uma possível mudança seria o
tamanho dos falantes.

Objetivo desta página:


- Mostrar sistemas sonoros simples mas eficientes;
- Frisar que o som no interior do carro deve seguir o mínimo de padrões de
qualidade aonde:

- Deve existir a sensação estério (esquerda e direita);


- Palco sonoro (imagem estereofônica) vindo da FRENTE do veículo;
- Linearidade e clareza no som;

Imagem estereofônica

A imagem esterofônica consiste na sensação espacial do som,


permitindo ao ouvinte localizar todos os instrumentos e vozes no
espaço tridimensional. É através da imagem estereofônica que
recriamos, no ambiente de audição, a sensação plena de estarmos
participando de uma audição ao vivo. A percepção da imagem
estereofônica, que é a "visualização" auditiva da disposição das
fontes sonoras no espaço, depende da capacidade que nossos
ouvidos têm de reconhecer de onde está vindo determinado som. Isto
é possível graças ao efeito binaural, ou seja, a audição com dois
ouvidos. O fato do som não chegar simultaneamente aos dois ouvidos,
nos permite localizar no espaço a fonte sonora mesmo quando não a
estamos vendo.
A obtenção de uma imagem estereofônica perfeita, através do
emprego de alto-falantes adequados bem como do seu correto
posicionamento dentro do veículo, permite vivenciar uma
emocionante experiência sonora. Não mais nos limitaremos a ouvir os
sons, porém passaremos a "vê-los" como se estivéssemos ouvindo a
gravação ao vivo.
Fonte: Catálogo de falantes Acoustic Point da Bravox

Estresse x música

Sistemas com distorção, excesso de ruídos e falta de


linearidade nas frequências causa fadiga auditiva podendo
aumentar mais ainda o estresse do trânsito.
Palavras da musicoterapeuta Maristela Smith:
" Quanto melhor a qualidade do som, melhor a interação com a
música. Um sistema de áudio que dá ao usuário a sensação de que se
está diante de um concerto ao vivo é um belo passo para quem quer
evitar o estresse."
"Não basta ouvir, é preciso escutar a música."
"Qualquer tipo de música pode combater o estresse do trânsito, do
Heavy metal ao clássico" - cada um tem sua individualidade musica l.
Como escolher seus aparelhos na hora da compra.
- CD-Players

• Verifique sua resposta de frequência, ela deve ser a mais plana


possível entre 20Hz e 20.000Hz, isto é, deve amplificar a música com
o mesmo ganho em toda a faixa de frequência audível;
• Verifique sua potência RMS, contínua a 4 Ohms com baixa distorção;
• Verifique sua distorção harmônica (THD), distorção acima de 1%
pode causar fadiga;
• Verifique a tensão de saída dos conectores RCA, quanto maior a
tensão, mais imune a ruídos vai ser seu sistema, dê preferência aos
aparelhos que forneçam 2 Volts ou mais nas saídas RCA;
• Quanto mais canais de equalização de áudio melhor, você pode me;
• Sistemas de delay para controle da posição de escuta presentes nos
aparelhos como Alpine e Clarion entre outros top de linha ajudam a
montar o palco sonoro sobre o painel do carro;

• Atenção: Muitos CD-Players possuem cerca de 27 W RMS em 4 Ohms,


resposta de frequência nas saídas amplificadas de 50Hz a 15.000Hz
com distorção abaixo de 5% THD. Mas a potência da propaganda é de
35 W... 50W.... que é a potência máxima com distorção maior que
5%. !!!

- Amplificadores

• Verifique se o módulo amplificador admite ligação Bridge, possui


crossover ativo passa-alta e passa baixa e controle de ganho para
cada par de canais;
• Verifique sua distorção harmônica, distorção (THD) acima de 1%
pode causar fadiga. Quanto menor este valor, menor será a distorção.
• Verifique sua resposta de frequência, ela deve ser a mais plana
possível entre 20Hz e 20.000Hz.
• Verifique sua potência RMS, contínua a 4 Ohms (Root Mean Square)
com baixa distorção. ( 30W RMS é o suficiente para sistemas para o
dia a dia, 50W ou acima já servem para fazer um bom barulho fora do
carro) Muitos fabricantes indicam a potência a 1 Ohms, algo que é
muito difícil de ser utilizado, você precisaria de 4 falantes de 4 Ohms
ligados em paralelo para chegar a essa impedância. Inviável para
quem quer utilizar apenas um SubWoofer. Além de que muitos
utilizam a potência PMPO (Peak Music Power Output) que é a potência
de pico medido em frações de segundo que não servem para a música
em geral.
• Verifique a impedância mínima que o amplificador aguenta.
Normalmente fica em 2 Ohms em estéreo e 4 Ohms em bridge.
• Verifique sua relação Sinal/Ruído (S/N). Relação entre o nível de
Sinal e o nível de ruído presente no som, os melhores amplificadores
tem a relação acima de 100dB. Quanto maior esse valor, menos ruído
seu amplificador vai gerar.
• Verifique seu damping factor. Indica a capacidade do amplificador
de controlar o alto-falante. Quanto maior, melhor. Infelizmente
poucos falantes levantam este parâmetro para disponibilizar ao
público.
• Você sabia que na maioria dos amplificadores do mercado são de
classe AB e que metade da corrente que ele consome vira calor e a
outra metade vira som e música ?

• Atenção: Nos amplificadores Pyramid, devemos considerar apenas


metade da potência total indicada, pois será a potência que realmente
o usuário poderá usar sem ter sobreaquecimento e sem distorção
excessiva. A potência total indica apenas a potência RMS em 2 Ohms
com o "ganho" no máximo, esteja atento também na relação
Sinal/Ruído que é muito baixo, cerca de 85dB ( bons amplificadores
possuem 100dB nessa relação, lembrando que adicionar 3dB significa
dobrar a pressão sonora )

- Alto-falantes

• Verifique a potência RMS suportada, esta deve ser compatível com a


potência fornecida pelo amplificador; Verifique sua eficiência dB/m
(SPL) , quanto maior este valor, mais sensível é o alto-falante e mais
SPL ele produz por cada Watt de potência fornecida. Os mais sensíveis
têm valor acima de 90dB.
• Verifique sua impedância, esta não pode ser menor que a suportada
pelo amplificador. Se você vai usar vários falantes em paralelo ou em
série, tenha preferência por falantes de bobinas duplas ou aqueles de
2 ou 8 Ohms

• SubWoofers: Verifique se ele é específico para caixas seladas ou


dutadas

- Antenas (clique para maiores informações)

Bitolas de cabos mais utilizados numa instalação


16 AWG ou 1,5 mm² • Para alimentação de Toca-Fitas e CD-Players:
até 10 Ampéres

• Atenção: para alimentação de amplificadores


e aparelhos que consomem acima de 10
Ampéres, consulte a tabela abaixo.
2x18 AWG ou • Para alto-falantes de sistemas básicos ( som
2x0,75mm² original ) até 30W RMS;

• Para falantes do tipo Mid-range, full-range e


tweeter até 30W ;
2x1,5mm² • Para sistemas de múltiplas vias composto por
(=15AWG) ou 2x14 MidBass, MidRange e tweeter até 100W RMS
AWG
2x2,5mm² • Para falantes do tipo Woofer e SubWoofer. até
(=13AWG) ou 2x14 260W RMS
AWG
Para maiores informações sobre bitolas de cabos para alto-falantes

• - A utilização de cabos mais grossos visa diminuir a resistência


elétrica entre dois pontos evitando perdas no meio do caminho, seja
os sinais de áudio de baixa voltagem, de média voltagem ou de
alimentação do sistema.
• - Cabos mal dimensionados podem representar até 50% de perda de
potência transmitida pelo amplificador até os alto-falantes. Veja
artigo sobre perdas em cabos de alimentação

• - Conforme o número AWG (American Wire Gauge) vai diminuindo, o


diâmetro ou seção transversal do cabo vai aumentando. Veja tabelas
de conversão AWG para mm² e vice versa

Calculando o fusível e a bitola do fio

• - Selecione a potência total RMS :

Watts RMS
( Ache aqui a potência de seu amplificador )

• - Selecione a Classe do Amplificador : ( A maioria dos amplificadores é de


classe AB )

• - Selecione o comprimento do cabo de força : metros.

Fusível de Ampéres (ou um pouco maior)

Para m de cabo - seção de mm² ou cabo de AWG


Saiba mais sobre como foi calculado no artigo do assunto

Cuidados com os cabos de alimentação

• Puxe a fiação positiva diretamente da bateria:


• Tome muito cuidado com curtos-circuitos, utilize anéis de borracha quando o
cabo passa por buraco na lataria;
• Lembre-se que a lataria é o pólo negativo ( ou terra ) de todo sistema
elétrico. Se você encostar o fio positivo na lataria causará um curto-circuito
que pode danificar a bateria, a fiação, ou outros componentes eletrônicos de
seu carro como injeção eletrônica ou outros componentes.
• Instale um porta-fusível perto da bateria (no máximo 50 cm).
• Não passe fios perto de cantos afiados e utilize sempre anéis protetores.
• Puxe a fiação negativa do sistema diretamente da lataria do carro, próximo
de onde foi fixado o Amplificador ou CD-Player. Assegure-se de que tenha um
bom contato com a lataria lixando o local.
• Lembre-se de que ambos os cabos positivos e negativos de sua alimentação
devem ter espessuras idênticas para fazer fluir a corrente elétrica pelo seu
sistema.
• Utilize sempre a menor distância para passar os cabos de alimentação.
• Nunca passe cabos de alimentação perto dos cabos de áudio.

• Certifique-se de que haja ótimo contato entre os cabos e os terminais do


amplificador ou porta-fusívies. Senão veja o que acontece.

Instalação Iniciante

* Rádio CD-Player - R$ 350


* Kit de 4 triaxiais Bravox - R$ 110
* Cabos (de força e de falantes = 1mm² ou 16 AWG) - R$
10
* Par de capacitores de 100 uF / 100V - R$ 2
Total: R$480 (valores médios de mercado)

- CD-Player: JVC, Panasonic, Sony, Pioneer ... (são os mais em conta)


- Kit original Top Bomber - R$ 200 - 4 coaxiais (com tweeter de neodímio)
- Kit Power da Selenium não é aconselhável para esse sistema que busca a
simplicidade a baixo custo
- Par de Triaxiais Pioneer (portas) - R$150

- O Par de capacitores de 100uF despolarizado (impõe corte de frequência em


400Hz) devem ser ligados nos falantes que estão na frente do veículo para cortar as
baixas frequências e evitar distorção.
- Para evitar que o palco sonoro fique "puxado" para trás do veículo, deve-se ajustar
o fader para se ter mais intensidade na música na frente do carro.

- Lembre-se de que sempre é possível a ligação de uma


Disqueteira compatível com seu Toca-Fitas, pois existem
as disqueteiras FM que mandam a música via cabo da antena. Esta dica é válida
para todos os sistemas.
- Qual kit original de alto-falantes comprar? Lista do tamanho dos alto-
falantes que cabe no local original de cada carro nacional e os principais
fabricantes de kits.

Capacitores como filtro passa-alta

• -Pra quê? Usando capacitores em série com o alto-falante, eles funcionarão como filtro-passa
alta, eliminando um pouco das baixas frequências (sons graves) que podem ser prejudiciais para
falantes pequenos causando distorção quando o "volume" do som está alto. Sub-graves exigem
grandes deslocamentos do cone podendo causar descolamento do cone ou batida da bobina do falante,
para melhor reproduzir essa gama de frequência é necessário um subwoofer.
- Utilize um capacitor de preferência despolarizado ligado em série em cada
Coaxial que vai na parte frontal do veículo para cortar as baixas frequências,
evitando excesso de distorção nos falantes.
• - Como? Caso você tenha somente capacitores eletrolíticos (com
polaridade positiva e negativa) saiba "despolarizá-
los" ligando os terminais negativos de dois
capacitores eletrolíticos iguais e usando os terminais
positivos para interligar o amplificador e o alto-
falante. Agora você tem um capacitor "despolarizado", mas com metade do
valor ! Ex: ligando dois capacitores eletrolíticos de 220uF 50Volts em série
(terminal negativo com negativo) você terá um capacitor despolarizado
equivalente a 110uF 100Volts.
• - Seu valor pode variar de 50 uF a 250 uF (microFarads) com tensão superior
a 50 Volts, com isso, o corte de frequência (passa-alta) varia de +/- 460 Hz a
160 Hz respectivamente.
• - Ex: Se você colocar um capacitor de 100uF em série com um coaxial de 4
Ohms, você terá um filtro passivo passa-alta de atenuação 6dB/oitava com
frequência de corte em 400Hz (isto é, atenuação de 6dB em 200Hz = uma
oitava).
• - Atenção: para falantes com impedâncias diferentes deve-se consultar a
tabela de componentes para crossovers.

• - Para se aprofundar mais sobre crossovers.

Instalação 4 canais Booster 1

"Instalação Simples" + Amplificador Booster - 4 canais


Pra quem quer mais potência no sistema original
* CD-Player - R$ 350 - veja+
* Booster 4 canais - R$ 150 - veja+
* Kit de 4 coaxiais - R$ 100
* Cabos, porta-fusível, fusível, etc - R$ 50 - veja+
* Par de capacitores de 100uF / 100V - R$ 2
Total : R$ 660

- Kit de 4 triaxiais Bravox - R$ 120


- CD-Player: Sony, Pioneer, JVC, Panasonic, Kenwood...
- Booster 60Watts x 4 canais - R$150
- Cabos 16AWG (1mm²) para os falantes e alimentação do CD-player
- Cabos de alimentação do booster 4mm² = 11 AWG para até 20 Ampéres
- Tome cuidado para não aumentar demasiadamente o volume para não queimar ou
danificar seus alto-falantes, pois coaxiais e triaxiais comuns não costumam suportar
mais que 60 Watts RMS.
- Módulos do tipo Booster possuem distorção de 1% ou mais.
- O Par de capacitores devem ser ligados nos falantes que estão na frente do veículo
- Ajuste o fader o CD-Player para fortalecer mais o som vindo da frente do veículo
valorizando o palco sonoro frontal.

Como ligar a saída amplificada do cd-player na entrada RCA de


amplificadores?

Com este pequeno circuito, é possivel fazer a conversão da impedância e tensão


para entrar no amplificador
Instalação 4 canais Power 1

- "Instalação Simples" + Amplificador Power MOS-FET - 4


canais
* CD-Player - R$ 350 - veja+
* Amplificador Power 4 canais de 50 Watts RMS - R$ 300 -
veja+
* Kit de 4 coaxiais - R$ 120
* Antena manual - R$ 15
* Cabos alimentação, etc - R$ 50
* Cabos e conectores RCA - R$ 50 - veja+
* Porta-fusível, fusível, etc - R$ 50 - veja+
Total : R$ 885

- Caso seu CD-Player tenha somente duas saídas RCA, você deve utilizar um cabo
em Y para conectar cada saída de seu aparelho em um par de entradas do
amplificador. Ex: Uma saída esquerda alimentando duas entradas esquerdas do
amplificador e uma saída direita do aparelho alimentando duas entradas direitas do
amplificador.
- Ajuste os dois canais do amplificador que irão para os falantes da frente com o
filtro interno na configuração passa-alta.
- Tome cuidado para não aumentar demasiadamente o volume para não queimar ou
danificar seus alto-falantes, pois Coaxiais e Triaxiais comuns não costumam suportar
mais que 60 Watts RMS.
- MOS-FET é o nome de um componente utilizado nesses amplificadores,
basicamente servem para aumentar a tensão de saída para os alto-falantes em mais
de 12 Volts.
- Os amplificadores do tipo MOSFET possuem melhor qualidade de som e baixa
distorção (geralmente abaixo de 1%)

Qual a diferença do Amplificador Power para um Módulo


Booster?

Principais desvantagens do booster:


- Amplifica o sinal já distorcido pelo amplificador do Toca-Fitas/CD-Player;
- Introduz ruído no som;
- Possui resposta de frequência reduzida com alguns picos e vales;
- Gera grande quantidade de distorção;
Instalação 4 canais Power 2

- Troca de coaxiais por kit componente


* CD-Player - R$ 350 - veja+
* Amplificador Power 4 canais de 50 Watts RMS -
R$ 300 - veja+
* Kit componente (par de midbass, par de tweeter
e par de crossover) - R$250 - veja+
* Par de coaxiais (parte traseira do veículo) - R$
40 - veja+
* Cabos e conectores RCA - R$ 50
* Cabos alimentação, etc - R$ 50
Total : R$ 1015

- Kit componente Bravox CS60D


- Amplificador: AudioBank KA-4060, Banda Voxer 1.4, Banda Voxer 2.4

- A substituição dos coaxiais da parte frontal do veículo visa obter maior rendimento
e potência decorrente da utilização de alto-falantes mais potentes e específicos para
determinada faixa de frequência.
- MidBass trabalha entre as frequências de 80Hz a 5000Hz
- MidRange: 150Hz a 5000Hz
- Tweeter: 5000Hz a 20000Hz
- A utilização do crossover visa fazer com que cada falante (midbass,
midrange e tweeter) trabalhe em sua faixa específica de frequência
optimizando sua performance e protegendo-os contra sobrecarga.

Instalação 2 canais Power 3

* CD-Player com 2 saídas RCA - R$450 - veja+


* Amplificador 4 canais de 30W RMS - R$350 - veja+
* kit componente de 50W RMS - R$250 - veja+
* par de triaxiais - R$130 - veja+
* cabos RCA 2 canais - R$15
* par de cabos Y RCA - R$20
- Total = R$1215

A vantagem deste projeto é a otimização de um amplificador 4


canais para fornecer alta potência para os falantes da frente e
baixa potência para os falantes traseiros, com isso, oferecendo
palco sonoro na dianteira, sem perder potência do conjunto.

É imprescindível que o amplificador faça ligação tri-mode, isto é,


aceita ao mesmo tempo a ligação bridge e estéreo.

Sacrificamos o fader por utilizar apenas 2 canais de saída RCA. Um amplificador de 4 canais geralmente é
especificado como tendo 2 canais frontais e 2 canais traseiros para serem ligados em 2 falantes dianteiros e 2
falantes traseiros respectivamente. Nesta ligação estamos alimentando os canais frontais do amplificador com o
sinal do rca direito vindo do cd-player e os canais traseiros, por um rca do canal esquerdo. Cada kit componente
está ligado em bridge e cada triaxial está ligado em um canal, podendo ser o direito ou esquerdo.
P r o j e t o s e I n s t a l a ç õ e s - parte II
...esta é a continuação da página
... Voltar
anterior...

Como verificar a potência dos alto-falantes?

Você já deve ter visto um alto-falante pequeno do tipo coaxial escrito "250 Watts" e pensa
que é melhor que os outros, pois suporta altas potências. Mas não se engane, se é um
coaxial ou triaxial de uma marca popular, provavelmente sua potência real (potência RMS)
não é ser superior a 60 Watts RMS.
Essa é a jogada dos fabricantes, anunciar a potência PMPO (potência de pico) para vender
seus produtos enquanto que a potência real dos produtos fica "escondida". Já percebeu
como os anunciantes de micro-system fazem o marketing de 3000 Watts, 5000 Watts, que
coisa incrível, não?

Qual a potência dissipada em um kit de MidBass, MidRange e


Tweeter ?

100W + 100W = 100W !!! Saiba como....

Potência RMS vs. SPL. Mitos e verdades da potência elétrica

Como medir a potência RMS de seu aparelho? (artigo técnico)

Ligação do CD-Player e amplificador

• Vermelho - Cabo que pode ser ligado à chave de controle de ignição: você pode ligá-lo
juntamente com o "cabo positivo" do cd-player, caso você ligue na chave de ignição você só poderá
escutar seu rádio com a chave no contato.
• Laranja - Cabo Positivo: geralmente possui um porta-fusível e deve ser ligado à bateria (ou à um
cabo que possui sempre 12V com ou sem chave na ignição).
• Preto - Cabo Terra (negativo): (preto) deve ser ligado em um ponto da lataria perto da instalação
do rádio.
• Azul - Cabo Remoto: deve ser conectado a sua antena elétrica e/ou amplificadores e equalizadores.
Quando o rádio é ligado obtemos 12 Volts nesse cabo que serve de controle para ligar outros aparelhos
juntamente com o rádio. Também possui um porta-fusível.
• Cabos de áudio: verifique para não ligar invertido (trocando positivo com negativo, esquerda com
direita, frente com traseira,etc).

Observação: as cores dos cabos podem variar, essas cores são dos aparelhos da marca Pioneer.
Saída RCA ou saída amplificada em CD-Players?

Vantagens, desvantagens e observações

Cuidados com cabos de áudio (evitanto chiados)

• Nunca passe cabos de áudio (RCA) perto de cabos de força, cabos de alta
tensão ou cabos do sistema de ignição para evitar ruídos e interferências no
sistema de áudio.
• Não passe cabos perto de cantos afiados e utilize sempre anéis protetores.
• Tenha preferência para cabos RCA de dupla ou tripla brindagem.
• Utilize conectores RCA de boa qualidade.

• Todo cuidado é pouco se tratando de cabos de sinal de baixo nível de tensão


com conectores RCA, pois são cabos que transportam sinais de baixa
amplitude (variando 500mV até 8 Volts, dependendo do aparelho) que
podem facilmente sofrer perdas e interferências elétricas. É por isso que
existe aquela malha periférica em volta dos fios internos (cabos coaxiais),
eles funcionam como uma blindagem magnética.

Fixação do amplificador e acabamento

• - Fixe o amplificador numa chapa de madeira 20mm (compensado, MDF,etc)


encapada (carpete ou curvin ) e parafusada atrás do banco ou em lateral
moldada. Não coloque a carcaça do amplificador em contato com a lataria do
carro para evitar loop de terra. O loop de terra é causado pela diferença de
potencial elétrico entre o aterramento da carcaça e o aterramento pelo fio
terra (negativo, grd) do amplificador, podendo causar fuga de corrente pela
carcaça caso algum componente esteja aterrado nela.
• - Existe no mercado também laterais moldadas para amplificadores.
• - Não obstrua o acesso ao amplificador, ele deve estar bem ventilado para
poder dissipar o calor gerado.

• - Para fixação de alto-falantes, tenha preferência à parafusos do tipo Philips,


pois ao contrário dos parafusos normal (tipo fenda), os do tipo Philips
permite maior segurança contra escapes da chave podendo furar o alto-
falante.
Instalação Médio Power 1

- "Instalação Simples" +
Amplificador Booster - 4 canais +
Booster mono
* CD-Player - R$ 350 - veja+
* Booster mono para SubWoofer -
R$ 100 - veja+
* Booster 4 canais - R$ 150 -
veja+
* Kit de 4 coaxiais - R$ 130
* Par de capacitores de 220
uF/50V - R$ 2
* SubWoofer 10" 150W - R$ 120 - veja+
* Caixa selada moldada - R$ 100
* Antena manual - R$ 15
* Cabos, porta-fusível, etc - R$ 50 - veja+
Total : +/- R$ 1000

- Kit de 4 triaxiais Bravox - R$ 130


- Par de Coaxiais Bravox Silver - R$150
- Cabos paralelo 1,5 mm² para os falantes e 2,5mm²
para o SubWoofer
- Aquarius 1000 MIX - R$ 100
- Subwoofer Hiken Furious 10 - R$160

Note que no projeto ao lado, para a ligação do booster mono específico para o
SubWoofer foi pego uma via de cada saída (esquerda e direita) do booster de 4
canais. Não é necessário qualquer filtro entre o amplificador e SubWoofer para o
corte de frequência pois o booster para uso com subwoofers, normalmente já possui
um internamente.

Instalação Simples Power I com


'SubDrive direto'

- "Instalação Simples"
* CD-Player Pioneer 2050 - R$ 350 - veja+
* Par de triaxiais originais ou melhores- R$ 60 -
veja+
* Par de capacitores de 100 uF/100V - R$ 2
* SubWoofer 10" 60 a 120W RMS 1.5 a 2 Ohms -
R$ 60 - veja+
* Caixa selada moldada - R$ 100
* Antena manual - R$ 15
Total : +/- R$ 590

- O intuito aqui é mostrar uma função disponível em alguns CD-Players, o SubDrive


Direto onde o amplificador interno consegue fornecer uma potência maior em um
dos canais quando carregado com 2 Ohms;
- A função FIE também é muito importante para este projeto (frontal image
enhancement ou reforçador de imagem frontal com corte passa-baixa dos canais
traseiros selecionado em 100Hz)
- Para aproveitar a potência do cd-player, o subwoofer deve ser de 1,5 Ohms
resultado da associação paralela das bobinas de 3 Ohms ou ter bobina única de 2
Ohms ou ter bobina dupla de 4 + 4 Ohms ( resulta 2 Ohms quando ligado em
paralelo) ou ter bobina dupla de 6 Ohms (resulta 3 Ohms quando ligado em
parelelo), deve ter alta sensibilidade ( maior que 91dB/m).
- Com este sistema conseguimos uma boa potência, boa qualidade a custo
baixíssimo.
- A potência RMS por canal dos novos Pioneer com amplificadores MOSFET são de
27W (baixa distorção) e 45W de potência máxima (com distorção).

Instalação Simples Power II

* CD-Player - R$ 350 - veja+


* Amplificador MOSFET 2 canais - R$ 340 -
veja+
* Par de triaxiais originais ou melhores- R$
60 - veja+
* SubWoofer 10" 60 a 120W RMS 2 Ohms -
R$ 60 - veja+
* Caixa selada moldada - R$ 100

Total : +/- R$ 910

- Corzus PWR 802 - R$340

- Uma melhoria do projeto anterior é a


utilização de um amplificador para o
subwoofer, conseguindo graves mais intensos
e de maior impacto
- Caso o amplificador não tenha filtro passa-
baixa, a função FIE ajudará a fazer o corte de
frequência, deixando passar apenas os graves
para o subwoofer (frontal image enhancement
ou reforçador de imagem frontal com corte
passa-baixa dos canais traseiros selecionado
em 100Hz)
- Com este sistema conseguimos uma boa
potência de graves e boa qualidade. E já é o
primeiro passo para sistemas melhores.

* Amplificador tipo booster 3 canais - R$140 - veja+


* Amplificador tipo MOSFET 3 canais - R$300 - veja+

Outra variação desse projeto, seria a utilização de um amplificador 3 canais.


Com isso ganhamos uma boa amplificação para falantes e subwoofer, deixando as
potências compatíveis. Assim o som do subwoofer não sufoca a música dos falantes.
Podemos até utilizar um booster (amplificador) cujo preço é mais acessível que
amplificadores MOSFET. Mas todo barato tem um custo, neste caso é a qualidade de
áudio que sofre um pouco com a inclusão de chiados na música e uma certa falta de
controle nos falantes.

Como montar e escolher minha Caixa acústica?


- Pra que serve uma caixa acústica?
- Qual a diferença entre elas?
- O que acontece se eu mudar o volume interno ou o material utilizado?
Aqui uma matéria completa para você escolher e montar sua caixa acústica.

Como calcular o volume da minha Caixa acústica? Você mesmo pode calcular
a litragem!
Do que eu preciso? e os programas?

Como escolher o SubWoofer?

O SubWoofer é fabricado para trabalhar em Sub-frequências ( 20 a 100 Hz ),


em baixas impedâncias, em caixas geralmente com baixo volume acústico, possui
borda emborrachada para permitir maior excursão consequentemente possuindo
uma bobina de maior altura.
Primeiramente ele deve "casar" com a potência fornecida pelo amplificador.
Ex:
Se o amplificador fornece 120W RMS na ligação bridge, utilize um SubWoofer que
suporte entre 150W a 200W RMS. Se for utilizar dois SubWoofers, utilize dois de
75W totalizando 150W ou 2 de 100W totalizando 200W suportados pela associação
dos falantes. Caso você utilize um SubWoofer que suporte muita potência, você
estará perdendo sensibilidade no Sub, pois o amplificador não terá muita "força"
para "empurrar" o SubWoofer e você terá batidas mais duras e mais curtas. Se
utilizar um Sub que suporte menor potência haverá a chance de queimá-lo.
Verifique a sensibilidade do mesmo. Os mais sensíveis possuem 90dB/m.
Lembrando que quanto maior esse número, mais sensível é o falante e que 3 dB
significam o dobro de pressão sonora. ( 90dB é o dobro de pressão que 87dB )
Verifique também a impedância. A maioria dos amplificadores aceitam em sua
ligação bridge um mínimo de 4 Ohms. Caso vá utilizar somente um SubWoofer
tenha preferência por aquele de 4 Ohms. Se for utilizar dois ou mais SubWoofers
deve-se fazer a associação dos mesmos para que cheguem a uma impedância final
em torno de 4 Ohms. Mas como que é esse tipo de associação?

Na ligação em série, somasse as Nas ligações em paralelo divide-se por


impedâncias. dois a impedância de um deles (somente
para falantes com mesmas impedâncias).
Caso sejam diferentes, deve-se utilizar as
fórmulas acima.
Quanto de potência está sendo dissipada pelos SubWoofers?
Quantos dB (decibéis) eu ganho aumentando os
SubWoofers?

Vamos por partes porque esse assunto é muito confuso.


Temos em mãos um amplificador que gera
200 W RMS em Bridge a 4 Ohms;
400 W RMS a 2 Ohms e
100 W RMS a 8 Ohms.
SubWoofers em caixas seladas (Closed)

- 1o ) Ligando apenas um SubWoofer de 4 Ohms teremos 200 W RMS no Sub;


- 2o ) Ligando dois SubWoofers de 4 Ohms em série teremos 8 Ohms como
impedância equivalente e o amplificador irá gerar 100 W RMS que serão
distribuídos para os SubWoofers , 50 W para cada SubWoofer.
- 3o ) Ligando dois SubWoofers de 8 Ohms em paralelo teremos 4 Ohms de
impedância equivalente e o amplificador irá gerar 200 W RMS que serão distribuídos
para os Subs, 100 W para cada Sub. Agora, quando comparado ao primeiro
exemplo, você tem um ganho de 3dB por ter dobrado a área do cone .
- 4o ) Ligando dois SubWoofers de 4 Ohms em paralelo teremos 2 Ohms de
impedância equivalente e o amplificador irá gerar 400 W RMS que serão distribuídos
para os Subs, 200 W para cada Sub. Comparando com o segundo exemplo, você
tem um ganho de 3dB por ter dobrado a potência dissipada.
- 5o )Ligando 4 SubWoofers de 2 Ohms da seguinte forma:
2 Sub em série em paralelo com outros 2 Subs em série ( 2 + 2 // 2 + 2 ).
Impedância equivalente de 2 Ohms.
Fará com que o amplificador fornece 400 W distribuídos para os 4 Subs. 100 W para
cada Sub.
Comparando com o terceiro exemplo ( 2 Sub a 200W ) teremos um ganho 3 dB por
dobrar o número de falantes mais 3 dB por dobrar a potência total disssipada. Total
de 6dB quando comparados com o 3o exemplo.

Lembrando que a caixa "dutada" (Vented) tem ganho de 3 dB quando comparadas


às caixas seladas utilizando o mesmo SubWoofer.

Decibél ou dB, o que é isso?

Instalação Qualidade 1

O melhor projeto custo x benefício


* CD-Player com 2 saídas RCA - R$
400 - veja+
* Amplificador MOSFET de 4 canais de
50 a 150 Watts RMS por canal. - R$
350 - veja+
* Kit componente (par de midbass,
par de tweeter e par de crossover) -
R$250 - veja+
* Par de triaxiais - R$ 70 - veja+
* Caixa dutada - R$ 100
* SubWoofer 10" - R$ 150 - veja+
* Cabos, conectores, porta-fusível,
RCA, etc - R$ 120
Total: R$ 1430
- kit componente Bravox CS60D - R$251
- subwoofer Bravox Premium - 10D4 R$170
- coaxiais Bravox Silver - R$150

Neste projeto, estamos utilizando um cd-player com apenas 2 saídas RCA, isto é,
possui saída RCA somente para os canais traseiros e é destinado para amplificadores
de subwoofers.
Utilizamos 2 acaptadores de cabos RCA Y para poder entrar com o sinal em um
amplificadores de 4 canais.
Com isso não teremos controle da intensidade de som do subwoofer e do kit
componente.

- Cabos de MidBass e Tweeter de 1mm²


- Cabos de SubWoofer de 2 a 2,5 mm²
- Cabos de força para o módulo 6 AWG = 13,3mm² (suporta até 36 Ampéres)

- Fusível de 40 Ampéres
- Com a utilização do SubWoofer, teremos mais ênfase nas frequências sub-graves
(20Hz a 100Hz)
- A potência fornecida para o SubWoofer em geral é 3 vezes maior que a potência
fornecida para os outros auto-falantes, pois nossos ouvidos são menos sensíveis à
frequência grave.
- Agora a função dos coaxiais traseiros é não deixar os passageiros de trás do carro
sem escutar a música. A regulagem do fader deve ser tal que o motorista mal
escute o som dos coaxiais traseiros. Podem ser eleminados.

Instalação Qualidade 2

Custo-benefício com controle de subwoofer


* CD-Player com 4 saídas RCA - R$ 490 - veja+
* Amplificador MOSFET de 4 canais de 50 a 150
Watts RMS por canal. - R$ 400 - veja+
* Kit componente (par de midbass, par de
tweeter e par de crossover) - R$300 - veja+
* Caixa dutada - R$ 100
* SubWoofer 12" - R$ 200 - veja+
* Cabos, conectores, porta-fusível, RCA, etc - R$
120
Total: R$ 1610
Sugestão iniciante 1:
- kit componente Bravox - R$ 150
- subwoofer Audiobank 12D - R$160
- amplificador Banda 2.4 - R$ 392
= R$702
Sugestão iniciante 2:
- kit componente Bravox CS60D - R$317
- subwoofer Bravox Premium - 12D4 R$170
- amplificador Audiobank KA-4060 - R$ 370
= R$857

Sugestão intermediário:
- kit componente Bravox CS60D - R$317
- subwoofer Bravox UXP 12D2 - R$375
- amplificador Audiobank KA-4100 - R$ 500
= R$1192

Sugestão qualidade:
- kit componente Bravox kevlar - R$ 780
- subwoofer Selenium Extreme - R$530
- amplificador Wharf CleanSPX- R$ 1000
= R$2310

Sugestão fidelidade:
- kit componente Diamond linha D3 - R$ 1230
- subwoofer Diamond 12 - R$980
- amplificador Wharf Flat 2 canais - R$ 1250
- amplificador Wharf SPX666 para subwoofer - R$ 800
= R$4260

Sugestão tuning:
- kit componente B52 - R$ 280
- subwoofer Bravox BVX 12D4 - R$645
- amplificador Megacharge 800W - R$ 840
= R$1765

Com a utilização de um cd-player com 4 saídas RCA, você ganha o controle


intensidade de som do subwoofer e do kit dianteiro.

Recomendação de cabos:
- Cabos de MidBass e Tweeter de 1mm²
- Cabos de SubWoofer de 2 a 2,5 mm²
- Cabos de força para o módulo 6 AWG = 13,3mm² (suporta até 36 Ampéres).
21mm² recomendado.
- Fusível de 40 Ampéres perto da bateria
- Com a utilização do SubWoofer, teremos mais ênfase nas frequências sub-graves
(20Hz a 100Hz)
- Com a caixa dutada, teremos um grave mais macio, com frequências mais baixas
que uma caixa selada;
Podemos ainda ter falantes traseiros
em paralelo com os dianteiros. Sua
função é ter o mínimo de música para
os passageiros traseiros, sem
interferir no palco sonoro da frente.
No projeto ao lado, utilizamos
capacitores para fazer os cortes no
midbass e tweeter. É uma opção mais
barata que o crossover, mas oferece
uma qualidade menor.
Utilizamos um resistor para diminuir a
intensidade de som nos coaxiais
traseiros. Pois não queremos que o
som de trás do carro interfira no áudio
da frente, puxando o palco sonoro
para trás.

- coaxiais Bravox Silver - R$150

Instalação Qualidade 2

Qualidade, simplicidade e custo x


benefício
* CD-Player - R$ 600 - veja+
* Amplificador 2 canais de 60W de
alta qualidade - R$ 670 (detalhes)
* Kit componente (par de midbass,
par de tweeter e par de crossover) -
R$280 - (detalhes)
* Par de triaxiais - R$ 70 - veja+
* Caixa dutada 42Litros - R$ 100
* SubWoofer 10" - R$ 150 - veja+
* Filtro passa baixa 60Hz - R$50
(detalhes)
* Resistores de 12 Ohms x 15W
* Cabos, conectores, porta-fusível, cabos RCA, etc - R$ 120
Total: R$ 2040
O que propomos aqui é a utilização de
apenas um amplificador de 2 canais para
suportar todo um sistema sonoro com
frente, transeira e sub-graves. Oferecendo
um conjunto excepcional a um custo
acessível.

A escolha do amplificador neste caso é


fundamental, ele precisa suportar a ligação
tri-mode, isto é, ligação em estéreo e
bridge ao mesmo tempo. O amplificador
selecionado oferece uma qualidade superior
aos demais amplificadores encontrados
facilmente no mercado, por isso seu preço
elevado. O ganho que você terá, será um
som com mais dinâmica, mais clara e mais
real fazendo a diferença quando escutado com músicas de qualidade.

Foram utilizados resistores para atenuar os triaxiais traseiros com o intuito de


oferecer som ambiente quase imperceptível para os passageiros da frente.

O filtro passa-baixa em 60Hz oferece qualidade e deixa passar somente graves para
o subwoofer.

A caixa dutada oferece grave macio enquanto que o subwoofer de 10 polegadas, por
ser mais leve oferece melhor ataque.

O kit componente deve ter crossover, isto é, um passa-baixa para o midbass e um


passa-alta para o tweeter para dividir as frequências e deixar o falante trabalhar
somente com as frequências corretas.

Outra opção é ligar os triaxiais na saída amplificada do cd-player obtendo um pouco


mais de controle do fader em relação aos falantes, mas isso pode degradar um
pouco o som dos triaxiais, pois geralmente o amplificador interno do cd-player não
tem tanta qualidade.

Em que consiste a ligação Bridge?


Instalação SPL/Trio Elétrico!

Instalação SPL/Trio Elétrico!


* CD-Player, controle remoto e saída para SubWoofer - R$ 500 - veja+
* Amplificador Power de 4 canais de 50 Watts RMS por canal. - R$ 350 - veja+
* Amplificador Power de 2 canais de 100 Watts RMS por canal e 400W em Bridge -
R$ 350 - veja+
* 4 MidBass 6" (8 Ohms ou 2 Ohms) - R$ 250
* 2 MidBass 6" (4 Ohms) - R$ 80
* 4 Tweeters -R$ 200
* 2 crossovers de 2 vias 4 Ohms - R$ 60
* 2 crossovers de 3 vias 4 Ohms - R$ 60
* Par de SubWoofers 12" 8 Ohms ou 2 Ohms 200W - R$ 300 - veja +
* Caixa selada - R$ 150
* Cabos, etc - R$150
Total = +/- R$2460 Os dois MidBass que irão nas portas devem ser de 8 Ohms para
permitir uma impedância final de 4 Ohms quando ligados em paralelo ou devem ser
de 2 Ohms para serem ligados em série afim de casar a impedância com o crossover
que deve também trabalhar em 4 Ohms.
Igual importância com a impedância deve ser tomada com os SubWoofers, a maioria
dos amplificadores suporta impedância mínima de 4 Ohms, portanto use dois
SubWoofers de 2 Ohms (para serem ligados em série) ou 2 de 8 Ohms (para serem
ligados em paralelo).

Como escolher uma instaladora

• Pesquise com seus amigos se eles conhecem uma loja de confiança, vale
também conferir nos campeonatos as lojas que se destacam
• Confira se a loja transmite uma boa impressão, se é limpa, se os funcionários
estão uniformizados, se tem uma vitrine com produtos em exposição ou
catálogos.
• Peça orçamentos detalhados para não se arrepender depois com o serviço
realizado.
• Verifique se a loja têm certificados de cursos de aperfeiçoamento,
treinamentos técnicos ou troféis de campeonatos.
• Verifique se os instaladores possuem ferramentas adequadas para a
instalação.
• Verifique os trabalhos feitos em outros carros sonorizados na loja
• Não apresse o instalador, quem tem pressa come crú, já dizia o ditado.
• Nem sempre o menor preço sai barato, um sistema mal instalado pode custar
muito caro.

• Cuidado com as ofertas imbatíveis, eles podem estar vendendo um produto


roubado, de segunda mão, recondicionado, etc