Você está na página 1de 2

31. ABRAÇO DA PAZ P – Hoje teu povo reunido em lou- 36.

ORAÇÃO PÓS-COMUNHÃO
P – Irmãos e irmãs, por sua morte e res- vação é sinal de que teu reino está Ó Senhor, Deus de bondade, tu parti-
surreição, o Cristo nos reconciliou. De- chegando. Acolhe nosso desejo de lhaste conosco a tua palavra e nos ale-
mo-nos uns aos outros o abraço da paz! sermos unidos em Jesus Cristo e de graste na mesa da tua comunhão. Dá-
vermos brilhar em nossa humanidade -nos a graça de nos prepararmos com 4º Domingo do Advento – Ano A
RITO DA COMUNHÃO o esplendor da tua luz.
maior empenho para celebrar o Natal 22 de dezembro de 2019 – Ano XXXVII – Nº 2092
T – Vem, Senhor Jesus, vem! do teu filho Jesus Cristo, nosso Senhor!
32. MOMENTO DE LOUVOR T – Amém.
33. ORAÇÃO DO SENHOR ESPERANÇA NA TERRA: O SENHOR VEM!
P – Demos graças a Deus, repartindo
entre nós este pão consagrado, me- P – Antes de recebermos o Corpo de 37. COLETA FRATERNA
mória viva do Senhor, razão da nossa Cristo, sinal de reconciliação e vínculo (É o momento de trazer donativos ou
alegria, a quem esperamos com toda a de união fraterna, rezemos juntos como oferta em dinheiro para as necessida- Preparação: (45º Curso: 08.14, p. 8, faixa 2) 6. SALMO 23 (24)
ternura do coração. o Senhor nos ensinou: des da comunidade, enquanto a assem- a) Chegada, oração pessoal, ensaios 1. Senhor, que vindes visitar vosso (Salmos e Aclamações / ano A: 11.10 – vol. I, p.16)
(O ministro extraordinário da comu- T – Pai nosso... pois vosso é o reino, o bleia canta o n. 12 deste folheto.) de cantos; povo na paz, / tende piedade de nós. O rei da glória é o Senhor onipotente; /
nhão eucarística traz o Pão consa- poder e a glória para sempre. b) Tempo de silêncio; abri as portas para que ele possa entrar!
2. Cristo, que vindes salvar o que estava
grado e entrega-o ao presidente da 38. AVISOS c) Refrão meditativo: (41º Curso: 08.11,
Ao Senhor pertence a terra e o que ela
34. COMUNHÃO p. 41, faixa 30) perdido, / tende piedade de nós. 1

celebração, que o coloca sobre o altar. 39. BÊNÇÃO FINAL 3. Senhor, que vindes criar um mundo encerra, / o mundo inteiro com os seres
Todos se inclinam e cantam um breve P – O Verbo se fez carne e habitou entre “O Senhor vem, / céus e terra que o povoam; / 2porque ele a tornou
P – Ó Deus da paz, nós te contempla- festejem bem.” novo, / tende piedade de nós.
refrão eucarístico ou de adoração.) nós. Hoje desceu do céu a verdadeira paz. mos na gravidez de Maria e na gravidez firme sobre os mares, / e sobre as águas
(Cantar várias vezes até a assembleia Senhor, tende piedade. / Cristo, ten- a mantém inabalável.
(41º Curso: 08.11. p. 16, faixa 6) (Mostrando o pão consagrado:) destas nossas irmãs e te pedimos: dá tornar-se um só corpo. Durante o
canto, faz-se o acendimento da 4ª. vela de piedade de nós. / Senhor, piedade, 3
“Quem subirá até o monte do Se-
Oh! vem, Senhor, não tardes mais, / P – Eis o Cordeiro de Deus, aquele que saúde às crianças que estão para nascer
e tranquilidade às suas mães. Abençoa da coroa do Advento.) piedade de nós. (bis) nhor, / Quem ficará em sua santa ha-
vem saciar nossa sede de paz. tira o pecado do mundo!
todas as mães aqui reunidas. P – Deus todo-poderoso tenha compai- bitação?” / 4a“Quem tem mãos puras e
P – Nós te louvamos, ó Deus bondoso e T – Senhor, eu não sou digno(a)... inocente coração, / bquem não dirige
T – Em nome do Pai e do Filho e do xão de nós, perdoe os nossos pecados e
fiel, porque, desde o começo do mundo, (Comunhão: canto nº 16 deste folheto.) RITOS INICIAIS sua mente para o crime.
tu te revelaste como Deus santo e ami- Espírito Santo. Amém. nos conduza à vida eterna. 5
Sobre este desce a bênção do Se-
go da humanidade. 35. ORAÇÃO PESSOAL P – Bendigamos ao Senhor. A – Com São José e Nossa Senhora, T – Amém. nhor / e a recompensa de seu Deus e
T – Vem, Senhor Jesus, vem! (Tempo de silêncio.) T – Damos graças a Deus. aprendemos a ter uma verdadeira espe- Salvador”. / 6“É assim a geração dos
rança, a esperança que não se confun- 4. ORAÇÃO que o procuram, / e do Deus de Israel
de com as ilusões deste mundo. Aguar- P – Oremos. (Pausa para oração) buscam a face”.
ENTENDENDO A LITURGIA dando a vinda do Senhor, iniciemos, Derramai, ó Deus, a vossa graça em (Tempo de silêncio)
Tempo do Natal Anotações cantando. nossos corações para que, conhecendo
O Tempo do Natal estende-se desde as I Vésperas do Natal do Se- 1. Ao E se encarnou (no Credo), todos fazem genuflexão. Se o pela mensagem do Anjo a encarnação 7. SEGUNDA LEITURA
nhor até o Domingo após o dia 6 de janeiro (NALC, n. 33). “É a co-
1. CANTO DE ABERTURA
Credo for cantado: com os dois joelhos. do vosso Filho, cheguemos, por sua Leitura da Carta de São Paulo aos
memoração do nascimento do Senhor, em que celebramos a ‘troca (45º Curso: 08.14, p.7, faixa 1) Romanos (1,1-7) – 1Eu, Paulo, servo
2. Os sacerdotes podem celebrar ou concelebrar três Missas, con- paixão e cruz, à glória da ressurreição.
de dons entre o céu e a terra’, pedindo que possamos ‘participar 1. Senhor, vem salvar teu povo / das Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso de Jesus Cristo, apóstolo por vocação,
tanto que sejam celebradas nas respectivas horas, e receber a es-
da divindade daquele que uniu ao Pai nossa humanidade’ (Ora-
pórtula de cada Missa. trevas da escravidão. / Só tu és nossa escolhido para o Evangelho de Deus,
ção sobre as oferendas, missa da noite de Natal). Na Epifania, Filho, na unidade do Espírito Santo. 2
que pelos profetas havia prometido,
celebramos a manifestação de Jesus Cristo, Filho de Deus, ‘luz 3. Nas Missas de Natal, usam-se regularmente as leituras propos- esperança, / és nossa libertação!
para iluminar todos os povos no caminho da salvação’ (Prefácio tas, com a possibilidade de escolher os textos mais apropriados de T – Amém. nas Sagradas Escrituras 3e que diz res-
Vem, Senhor! / Vem nos salvar. / Com
da Epifania)”. (Guia Litúrgico Pastoral, p. 12). uma das três Missas, para utilidade da respectiva assembleia (cf. peito a seu Filho, descendente de Davi
teu povo vem caminhar! (bis)
Cantar o Natal do Senhor – “Neste tempo cantamos o nascimen-
Lecionário Dominical, p. 73). LITURGIA DA PALAVRA segundo a carne, 4autenticado como
4. Na primeira missa (“da noite”), após o Sinal da Cruz e a sauda- 2. Contigo o deserto é fértil, / a terra Filho de Deus com poder, pelo Espí-
to do Príncipe da Paz, com a euforia dos profetas evangelistas de se abre em flor, / da rocha brota água A – O Senhor sempre fala com seu rito de Santidade que o ressuscitou dos
todos os tempos. E os pobres, ao nos ouvirem, acorrerão pressuro- ção do que preside, pode-se cantar ou recitar, do ambão, o Anún-
sos até o presépio: É sobretudo para eles a boa notícia, embora seja cio do Natal antes da entoação do Glória. viva, / da treva nasce esplendor. povo. Atentos, escutemos sua Palavra. mortos, Jesus Cristo, nosso Senhor.
de alegria para todo o povo” (Hinário Litúrgico – 1, introdução). (Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil, 2019, p. 199). 3. Tu marchas à nossa frente, / és for-
5
É por Ele que recebemos a graça da
ça, caminho e luz. / Vem logo salvar teu
5. PRIMEIRA LEITURA vocação para o apostolado, a fim de po-
LEITURAS BÍBLICAS: 2ª-f.: Ml 3,1-4.23-24; Lc 1, 57-56. 3ª-f.: 2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16; Lc 1,67-79; Missa vespertina da Vigília de Natal: Is 62,1-5; povo, / não tardes, Senhor Jesus! Leitura do Livro do Profeta Isaías dermos trazer à obediência da fé todos os
At 13,13,16-17.27.29; Mt 1,1-25. 4ª-f.: Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo – Missa: da noite: Is 9,1-6; Tt 2,11-14; Lc 2,1-14; Missa da aurora: Is 62,11-12; Tt (7,10-14) – Naqueles dias, 10o Senhor povos pagãos, para a glória de seu nome.
3,4-7; Lc 2,15-20; Missa do dia: Is 52,7-10; Hb 1,1-6; Jo 1,1-18 ou abrev. 1-5.9-14. 5ª-f.: At 6,8-10;7,54-59; Mt 10,17-22. 6ª-f.: São João Ap. e Evangelista, festa 2. SAUDAÇÃO falou com Acaz, dizendo: 11“Pede ao
6
Entre esses povos estais também vós,
P – Em nome do Pai... chamados a ser discípulos de Jesus Cristo.
– 1Jo 1,1-4; Jo 20,2-8. Sábado: 1Jo 1,5-2,2; Mt 2,13-18. Domingo: Sagrada Família, Jesus, Maria e José – Eclo 3,3-7.14-17a; Cl 3,12-21; Mt 2, 13-15.19-23. Senhor teu Deus que te faça ver um 7
A vós todos que morais em Roma,
T – Amém. sinal, quer provenha da profundeza da
CÚRIA ARQUIDIOCESANA amados de Deus e santos por vocação,
P – O Deus da esperança, que nos terra, quer venha das alturas do céu”. graça e paz da parte de Deus, nosso
Praça Dom Emanuel, s/n - Centro - Caixa postal 174 CEP 74001-970 - Goiânia - Goiás – Fone: (62) 3223-0759 - curia@arquidiocesedegoiania.org.br cumula de toda alegria e paz em nossa 12
Mas Acaz respondeu: “Não pedirei Pai, e de nosso Senhor, Jesus Cristo.
fé, pela ação do Espírito Santo, esteja nem tentarei o Senhor”. – Palavra do Senhor. T – Graças a Deus.
convosco. 13
Disse o profeta: “Ouvi então, vós, (Tempo de silêncio)
T – Bendito seja Deus que nos reuniu casa de Davi: será que achais pouco
no amor de Cristo. incomodar os homens e passais a in- 8. ACLAMAÇÃO AO
3. ATO PENITENCIAL comodar até o meu Deus? 14Pois bem, EVANGELHO
o próprio Senhor vos dará um sinal. (Salmos e Aclamações / ano C: 11.12 – vol. I, p. 17)
P – Em Jesus Cristo, o Justo, que inter-
cede por nós e nos reconcilia com o Pai, Eis que uma virgem conceberá e dará Aleluia, aleluia!
abramos o nosso espírito ao arrependi- à luz um filho, e lhe porá o nome de Aleluia, aleluia! (bis)
mento para sermos menos indignos de Emanuel”. Eis que a virgem conceberá e dará à luz
aproximar-nos da mesa do Senhor. – Palavra do Senhor. T – Graças a Deus. um filho. / Chamar-se-á Emanuel que
(Pausa) (Tempo de silêncio) significa: Deus conosco.
P – O Senhor esteja convosco. P – Senhor, nosso Deus, escutai as mãe de todos os seres humanos, a ma- Que ele faça de nós uma oferenda per- P – Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo 20. AVISOS DA COMUNIDADE
T – Ele está no meio de nós. nossas súplicas, e, por intercessão de ternidade, livre do pecado e da morte, feita para alcançarmos a vida eterna Jesus.
Maria e de José, concedei-nos a gra- se abre para uma nova vida. Se grande com os vossos santos: a Virgem Maria, P – (Em voz baixa, enquanto parte a hós- RITOS FINAIS
P – Proclamação do Evangelho de Jesus ça de proclamar o nome do Menino era a nossa culpa, bem maior se apre- Mãe de Deus, São José, seu esposo,
Cristo segundo Mateus. que nos destes, o Emanuel. Ele que é os vossos Apóstolos e Mártires, N., (o tia grande.)
senta a divina misericórdia em Jesus
T – Glória a vós, Senhor. Deus convosco na unidade do Espíri- Cristo, nosso Salvador. santo do dia ou o padroeiro) e todos os Esta união do Corpo e do Sangue de Je- 21. ORAÇÃO SOBRE AS MÃES
(1,18-24) – 18A origem de Jesus Cris- to Santo. T – Amém. Por isso, enquanto esperamos sua che- santos, que não cessam de interceder sus, o Cristo e Senhor nosso, que vamos GESTANTES E BÊNÇÃO FINAL
to foi assim: Maria, sua mãe, estava gada, unidos aos anjos e a todos os san- por nós na vossa presença. receber, nos sirva para a vida eterna. P – Ó Deus de ternura e paz, nós vos
prometida em casamento a José, e, an- . LITURGIA EUCARÍSTICA tos, cheios de esperança e alegria, nós T – Fazei de nós uma perfeita oferenda! T – (Recitado ou cantado) contemplamos na gravidez de Maria e
tes de viverem juntos, ela ficou grávi- vos louvamos, cantando (dizendo) a E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que na gravidez destas nossas irmãs. Dai
da pela ação do Espírito Santo. 19José, T – Cordeiro de Deus, que tirais... saúde a estas crianças que estão para
seu marido, era justo e, não querendo
12. CANTO DE PREPARAÇÃO uma só voz: este sacrifício da nossa reconciliação
T – Santo, Santo, Santo... estenda a paz e a salvação ao mundo P – Felizes os convidados para a Ceia do nascer e tranquilidade às suas mães.
denunciá-la, resolveu abandonar Maria, DAS OFERENDAS Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira Elas nos ajudem a esperar, com toda
Na verdade, vós sois santo, ó Deus do inteiro. Confirmai na fé e na caridade
em segredo. (41º Curso: 08.14, p.19, faixa 9) a vossa Igreja, enquanto caminha neste o pecado do mundo. a criação que geme e sofre as dores de
20
Enquanto José pensava nisso, eis que universo, e tudo o que criastes procla- parto, a libertação e a adoção de vossos
Pão e vinho apresentamos com lou- ma o vosso louvor, porque, por Jesus mundo: o vosso servo o papa N., o nos- T – Senhor, eu não sou digno(a) de que
o anjo do Senhor apareceu-lhe em sonho, vor / e pedimos o teu Reino vem Se- so bispo N., com os bispos do mundo filhos e filhas. T – Amém.
e lhe disse: “José, Filho de Davi, não te- Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, e entreis em minha morada, mas dizei
nhor. (bis) pela força do Espírito Santo, dais vida inteiro, o clero e todo o povo que con- uma palavra e serei salvo(a). (Estendendo as mãos sobre as mães, reza:)
nhas medo de receber Maria como tua quistastes.
esposa, porque ela concebeu pela ação do 1. Pão e vinho repartidos entre ir- e santidade a todas as coisas e não ces- P – Ó Deus, defensor da vida, confirmai
Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, mãos / São o laço da unidade do teu sais de reunir o vosso povo, para que T – Lembrai-vos, ó Pai, da vossa 16. CANTO DA COMUNHÃO estas mulheres na fé e na missão de acalen-
e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele povo. /Nossas vidas são também pe- vos ofereça em toda parte, do nascer ao Igreja! (39º Curso: 08.10, p. 58, faixa 42) tar a vida que está para nascer.T – Amém.
vai salvar o seu povo dos seus pecados”. quenos grãos / que contigo vão for- pôr do sol, um sacrifício perfeito. Atendei às preces da vossa família, que O Senhor fez em mim maravilhas,/ P – E a todos vós aqui reunidos aben-
22
Tudo isso aconteceu para se cumprir mar o homem novo. T – Santificai e reuni o vosso povo! está aqui, na vossa presença. Reuni em çoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Fi-
santo é seu nome (bis)
o que o Senhor havia dito pelo profeta: 2. Eis aqui a nossa luta, dia a dia, / pra vós, Pai de misericórdia, todos os vos- lho e Espírito Santo. T – Amém.
Por isso, nós vos suplicamos: santificai 1. A minha alma engrandece ao Senhor /
23
“Eis que a virgem conceberá e dará ganhar com o trabalho nosso pão. / Mas sos filhos e filhas dispersos pelo mundo
à luz um filho. Ele será chamado pelo tu és o alimento da alegria, / que dos
pelo Espírito Santo as oferendas que
inteiro. e exulta meu espírito em Deus, meu Sal- 22. DESPEDIDA
vos apresentamos para serem consagra- vador. / Pôs os olhos na humildade de P – Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.
nome de Emanuel, que significa: Deus pobres fortalece o coração. T – Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
das, a fim de que se tornem o Corpo e sua serva, / doravante toda a terra canta- T – Graças a Deus.
está conosco”. 3. Vem, Senhor, vem caminhar à nos- filhos!
24
Quando acordou, José fez confor- o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e rá os meus louvores.
sa frente, / vem conosco toda a terra Senhor nosso, que nos mandou celebrar Acolhei com bondade no vosso reino os
me o anjo do Senhor havia mandado, e transformar. / E no mundo libertado este mistério. nossos irmãos e irmãs que partiram des- 2. Seu amor para sempre se estende / CELEBRAÇÃO DA PALAVRA
aceitou sua esposa. e transparente, / os irmãos à mesma sobre aqueles que o temem. / Demons-
T – Santificai nossa oferenda, ó Senhor! ta vida e todos os que morreram na vos-
– Palavra da Salvação. mesa vão sentar. sa amizade. Unidos a eles, esperamos trando o poder de seu braço, / dispersa (Onde não houver Missa.)
Na noite em que ia ser entregue, ele to-
T – Glória a vós, Senhor. 13. ORAÇÃO mou o pão, deu graças, e o partiu e deu
também nós saciar-nos eternamente da os soberbos. 23. ACOLHIDA
(Tempo de silêncio) vossa glória, por Cristo, Senhor nosso. 3. Abate os poderosos de seus tronos / (Após a acolhida, entoar o canto de
P – Orai, irmãos e irmãs, para que o a seus discípulos, dizendo: Tomai, to-
dos, e comei: Isto é o meu Corpo, que T – A todos saciai com vossa glória! e eleva os humildes./ Sacia de bens os abertura. Ver n. 1 deste folheto.)
9. HOMILIA nosso sacrifício seja aceito por Deus
Pai todo-poderoso. será entregue por vós. Por ele dais ao mundo todo bem e toda famintos, / despede os ricos sem nada.
(Após a homilia, pausa para reflexão.) graça. 24. SAUDAÇÃO
T – Receba o Senhor por tuas mãos este Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele to- 4. Acolhe Israel, seu servidor, / fiel ao P – Em nome do Pai...
10. PROFISSÃO DE FÉ sacrifício, para glória do seu nome, para mou o cálice em suas mãos, deu graças Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a seu amor. / E à promessa que fez a nos- T – Amém.
P – Cheios de confiança, professemos nosso bem e de toda a santa Igreja. novamente, e o deu a seus discípulos, vós, Deus Pai todo-poderoso, na uni- sos pais, / em favor de Abraão e de seus
a nossa fé. P – Ó Deus, que o mesmo Espírito Santo, dizendo: Tomai, todos, e bebei: Este é dade do Espírito Santo, toda a honra e filhos para sempre. 25. RITO PENITENCIAL
T – Creio em Deus Pai... que trouxe a vida ao seio de Maria, san- o cálice do meu Sangue, o Sangue da toda a glória, agora e para sempre. (Quem preside motiva a assembleia
tifique estas oferendas colocadas sobre o nova e eterna aliança, que será derra- T – Amém. 17. MOMENTO DE SILÊNCIO ao pedido de perdão. Após, rezar o
11. ORAÇÃO COMUNITÁRIA vosso altar. Por Cristo, nosso Senhor. mado por vós e por todos para remis- E ORAÇÃO PESSOAL Confesso a Deus ou entoar um canto
P – Peçamos ao Senhor, que ajudou são dos pecados. 15. RITO DA COMUNHÃO
Ref. meditativo: (39º Curso: 08.10, p. 54, faixa 37) apropriado.)
Maria e José a viverem seu projeto, luz T – Amém. Fazei isto em memória de Mim. P – Rezemos, com amor e confiança, a
e força para acolher sua palavra e viver 14. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III oração que o Senhor Jesus nos ensinou: Oh! vinde, eterno Deus! / Oh! vinde, 26. ORAÇÃO INICIAL
Eis o mistério da fé! eterno Deus! / Oh! vinde, eterno Deus! Derrama, Senhor em nossos corações,
seu amor. T – Pai nosso...
(Prefácio do Advento, II A) T – Anunciamos, Senhor, a vossa
1. Vinde, Emanuel, e animai o Papa e a P – Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e (Tempo de silêncio) a tua graça, para que, conhecendo pela
morte e proclamamos a vossa ressur-
santa Igreja no zelo carinhoso de sem- P – O Senhor esteja convosco. dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela anunciação do anjo a encarnação de
pre escutar e anunciar a Palavra que li- T – Ele está no meio de nós.
reição. Vinde, Senhor Jesus! 18. ORAÇÃO Jesus Cristo, teu Filho, cheguemos,
Celebrando agora, ó Pai, a memória do vossa misericórdia, sejamos sempre li-
berta e salva. P – Corações ao alto. vres do pecado e protegidos de todos os P – Oremos. (Pausa para oração) por sua paixão e morte, à glória da res-
vosso Filho, da sua paixão que nos sal-
T – Vinde, Senhor, saciar nossa sede T – O nosso coração está em Deus. va, da sua gloriosa ressurreição e da sua perigos, enquanto, vivendo a esperança, Ó Deus, todo-poderoso, tendo nós rece- surreição. Por Cristo, nosso Senhor!
de paz! P – Demos graças ao Senhor, nosso Deus. aguardamos a vinda do Cristo Salvador. bido o penhor da eterna redenção, fazei Amém.
ascensão ao céu, e enquanto esperamos
2. Vinde, Emanuel, e despertai os líde- T – É nosso dever e nossa salvação. a sua nova vinda, nós vos oferecemos T – Vosso é o reino, o poder e a glória que, ao aproximar-se a festa da salva-
res das nações para promoverem a jus- Na verdade, é justo e necessário, é nos- para sempre! ção, nos preparemos com maior empe- RITO DA PALAVRA
em ação de graças este sacrifício de nho para celebrar dignamente o mistério
tiça e a paz. so dever e salvação dar-vos graças, Se- vida e santidade. P – Senhor Jesus Cristo, dissestes aos do vosso Filho. Que vive e reina para 27. LEITURAS BÍBLICAS
3. Vinde, Emanuel, e conduzi as mães nhor, Pai santo, Deus eterno e todo-po- T – Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! vossos Apóstolos: “Eu vos deixo a paz, sempre. T – Amém.
e pais de família que estão enfrentando deroso. Nós vos louvamos, bendizemos Olhai com bondade a oferenda da vossa
eu vos dou a minha paz”. Não olheis os (Ver n. 5, 6, 7 e 8 deste folheto.)
e glorificamos pelo mistério da Virgem
crises e dificuldades em seus lares.
Maria, Mãe de Deus. Igreja, reconhecei o sacrifício que nos
nossos pecados, mas a fé que anima vos- 19. HINO MARIANO 28. MEDITAÇÃO
4. Vinde, Emanuel, e ajudai-nos a cui- sa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso dese-
reconcilia convosco e concedei que, (42º Curso: 03.12, p. 24, faixa 15)
dar do mundo criado para que ele seja Do antigo adversário nos veio a des- alimentando-nos com o Corpo e o San-
jo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus,
Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta, / ao
(Partilha da Palavra.)
morada de vida feliz para todos. graça, mas do seio virginal da Filha de com o Pai e o Espírito Santo.
Sião germinou aquele que nos alimenta gue do vosso Filho, sejamos repletos do povo que caiu, socorre e exorta, / pois 29. PROFISSÃO DE FÉ
5. Vinde, Emanuel, e animai os peque- com o pão do céu e garante para todo o Espírito Santo e nos tornemos em Cris- T – Amém. busca levantar-se, Virgem pura, / nas- (Ver n. 10 deste folheto.)
nos grupos que rezam a novena de Na- gênero humano a salvação e a paz. Em to um só corpo e um só espírito. P – A paz do Senhor esteja sempre con- cendo o Criador da criatura: / tem pie-
tal, trazendo luz e paz para os lares. Maria, é-nos dada de novo a graça que T – Fazei de nós um só corpo e um só vosco. dade de nós e ouve, suave, / o anjo te 30. ORAÇÃO DOS FIÉIS
(Preces espontâneas) por Eva tínhamos perdido. Em Maria, espírito! T – O amor de Cristo nos uniu. saudando com seu Ave! (Ver n. 11 deste folheto.)