Você está na página 1de 2

Pós Graduação em Educação Especial e Inclusiva com Ênfase em Educação para Autismo.

DERIK JADER RODRIGUES


RESENHA: AULA 05/10/19

A ATIVIDADE LÚDICA NO AUTISMO IFANTIL


A criança portadora de TEA, consequentemente tem dificuldades de linguagem e
interação, o que pode prejudicar sua comunicação e aprendizagem. Nessa perspectiva, o
educador tem como possibilidade utilizar de recursos para amenizar qualquer defasagem que
essa criança venha a desenvolver. Dentre tais recursos, pode-se citar a atividade lúdica que vem
sendo amplamente utilizada como ferramenta no desenvolvimento dessas crianças.
Acreditando que na construção da linguagem a capacidade de representação mental é
fundamental, sendo essencial até mesmo para a aquisição da palavra, além disso, é importante
ressaltar que todas elas devem ser feitas com muita cautela e empolgação, uma vez que a
criança precisa se sentir querida e estimulada.
Outro detalhe é que as brincadeiras têm o objetivo de desempenhar funções cruciais na
vida dos pequenos. Sem contar que as atividades procuram agir também no desenvolvimento
das habilidades cognitivas, além das sensoriais, motoras, emocional e social.
Deve-se salientar que uma das características das atividades é a interatividade que deve
haver com a criança que convive com o autismo.
Isso se explica pelo seguinte motivo: um dos objetivos é estimulá-la à comunicação com
as pessoas que estão por perto, inclusive com quem elabora as tarefas. Além disso, quanto mais
a atividade for divertida e estimular a motivação da criança, mais predisposta ela ficará para
permanecer na brincadeira de forma livre.
Dado divertido
Esta atividade consiste em estabelecer brincadeiras físicas: pular, girar, entre outras
ações, como arremessar pequenos brinquedos macios e coloridos para despertar a atenção na
criança, além de flexibilidade.
É importante que nas primeiras vezes, o adulto jogue o dado para saber qual brincadeira
será feita e depois da confiança da criança, que ela também seja estimulada a jogar o objeto e
brincar.
Tampinhas coloridas
Outra dica é a junção de tampinhas coloridas. Esta atividade é ideal para se desenvolver
nos pequenos a percepção de formas, tamanhos; além de ensiná-las detalhes como diferença e
semelhança dos objetos.
É importante que cada atividade seja elaborada levando-se em conta as necessidades, os
interesses e o estágio de desenvolvimento de cada indivíduo, de forma que a atividade seja
motivadora, acessível e que promova com eficácia o desenvolvimento de habilidades
específicas. Uma mesma atividade pode ser adaptada alterando-se: a meta educacional; o grau
do desafio relacionado a uma mesma meta; a ação motivadora; o personagem ou a temática. As
atividades a seguir trazem exemplos de como podemos oferecer estas variações para melhor
atender às metas, aos interesses e necessidades da criança.